Gerenciamento de Riscos Patrimoniais e Empresariais - SINCOR-ES

Сomentários

Transcrição

Gerenciamento de Riscos Patrimoniais e Empresariais - SINCOR-ES
Gerenciamento de Riscos
Patrimoniais e Empresariais
Sidney Leone – Março de 2012
Autor: Sidney Leone - 2012
Meus Defeitos
• Sócio - Integrale Consultoria e Corretagem de
Seguros Ltda. – Divisão Gestão de Risco;
• Consultor Técnico – RRJ Engenharia Ltda. – Divisão
Naval / Offshore
• Professor da UFRJ – Curso Engenharia de
Segurança do Trabalho;
• Professor da Souza Marques – Curso Engenharia
Segurança do trabalho;
• Professor da Universidade Castelo Branco – Cursos
Petóleo & Gás e Gestão Ambiental;
• Colaborador da SOBES – Sociedade Brasileira dos
Engenheiros de Segurança;
• Presidente do CBERTI – Centro Brasileiro de Risco e
Tecnologia de Incêndio;
• Membro do CB-24/ABNT – Associação Brasileira de
Normas Técnicas;
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,90% seguras
-20.000 crianças por ano
sofreram convulsões ou tosse
convulsiva devido a vacinas
defeituosas .
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,90% seguras
- 16.000 peças de correio,
por hora, serão perdidas
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,90% seguras
- 500 operações cirúrgicas,
a cada semana, incorretas
serão realizadas.
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,90% seguras
- 50 recém-nascidos a cada dia
Serão derrubados por
médicos
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,99% seguras
2.000 prescrições de
medicamentos incorretos
por ano
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,99% seguras
370.000 cheques deduzidos
da conta errada por semana
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
Atividades 99,99% seguras
5 crianças por ano sustentam
dano cerebral permanente
por tosse convulsiva devido a
vacinas defeituosas.
Fonte: Larsone Hann1990
Autor: Sidney Leone - 2012
Hipótese
0%
100%
50%
Medidor de Segurança
Seguro
Aceito
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Atividade
Perigo ?
Melhorias
Monitoramento e Análise
Risco Aceitável ?
Controle
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
RISCO
=
PERIGO
SALVAGUARDAS
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Perigo
Causa
Conseqüências
Evento / Circunstância
Incidente / Acidente
PERIGO
SALVAGUARDAS
Exposição
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Perigo
Causa
Conseqüências
Evento / Circunstância
Incidente / Acidente
PERIGO
SALVAGUARDAS
Exposição
PREVENÇÃO
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Perigo
Causa
Conseqüências
Evento / Circunstância
Incidente / Acidente
PERIGO
SALVAGUARDAS
Exposição
PROTEÇÃO
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Causa
Evento / Circunstância
MITIGAÇÃO
SEGURO
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Riscos não seguráveis
Principal Risco: Incêndio
USA
Indústria de Algodão
Medidas de Proteção
Risco segurável
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
Premio entre 12% e 20%
Alemanha
Anos 60
USA
Século: XIX
Indústria de açúcar
Indústria de Algodão
Prevenção de Sinistros
e
Mitigação do Risco
Em 2 décadas redução de
prêmio para 3,5%
Autor: Sidney Leone - 2012
Analise e Gestão do Risco
ENTENDENDO O
RISCO
Quanto é
provável?
O que pode dar
errado?
Quais são os
impactos?
FUNDAMENTOS PARA AVALIAÇÃO DE RISCOS
Experiência
histórica
Métodos
analíticos
Conhecimento e
intuição
Autor: Sidney Leone - 2012
Estrutural
Humano
Destruição da
Estrutura
Fatalidades
Traumas Psicológicos
Interrupção
de Processos
Perda Maquinas e
Equipamentos
Destruição
Informação
Alteração
Ambiental
Incêndio
Destruição
do Layout
Traumas Físicos
Interrupção de
Produtividade
Perda de
Competitividade
Conseqüências
Geração
Desemprego
Econômico
Autor: Sidney Leone - 2012
(S)
Riscos Patrimoniais
Estrutural
Humano
Destruição da
Estrutura
Fatalidades
Destruição
do Layout
Traumas Físicos
Traumas Psicológicos
Interrupção
de Processos
Perda Maquinas e
Equipamentos
Destruição
Informação
Alteração
Ambiental
Interrupção de
Produtividade
Perda de
Competitividade
Geração
Desemprego
Econômico
(T)
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Autor: Sidney Leone - 2012
Estatísticas: USA - 2010
15%
37%
63%
Atingiram Estrutura
Outros
85%
Mortes
Não Mortes
Fonte: NFPA - 2010
Autor: Sidney Leone - 2012
Estatísticas: USA - 2010
2.755 VIDAS
37%
63%
Atingiram Estrutura
Outros
US$ 97 BILHÕES
Fonte: NFPA - 2010
Autor: Sidney Leone - 2012
Cobertura Básica:
Incêndio, Raio,
Explosão
Autor: Sidney Leone - 2012
• Fogo: reação química de
oxidação dos 3 elementos:
Combustível,
Comburente,
e Calor.
Fon
te d
e
Comburente
vel
í
t
s
bu
Cal
m
o
or
C
• Incêndio: É o fogo fora
de controle
Autor: Sidney Leone - 2012
Incêndio
Pontos
Importantes
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Eletricidade
Causa Número 1 de Incêndio
No Comércio e Indústria !!!
Fonte: Departamento de Vistoria SAS
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Anormalidade
Fonte:Münchener Rück, Schadenspiegel
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Anormalidade
Fonte:Münchener Rück, Schadenspiegel
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Convivemos diariamente com materiais potencialmente inflamáveis.
„
Policarbonato
„
Fibra de Vidro
„
Poliuretano
„
Polipropileno
„
PVC
„
Polietileno (isopor)
Fonte: FM Global
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Edificações maiores, emprego de materiais mais leves.
Autor: Sidney Leone - 2012
Riscos Patrimoniais
Visão câmera Termo Sensível – Pontos vulneráveis
Autor: Sidney Leone - 2012
Mundo – década de 70
Era dos grandes incêndios
Brasil
Colômbia
Venezuela
Coréia
Reforço das normas de construção
Demora na aplicação das normas
Autor: Sidney Leone - 2012
Mundo – Década de 90
Principais Erros Cometidos na Proteção Contra Incêndio
Inexistência de um sistema de detecção de incêndio automático que cubra
toda a área do edifício.
Falhas na capacitação da Brigada de Incêndio e Segurança
Deficiências na planificação dos alarmes
Coordenação ineficiente com o Corpo de Bombeiros local
Deficiência no abastecimento de água para extinção. Pouca pressão nas
linhas ascendentes
Inutilidade dos equipamentos de chuveiros automáticos
Inexistência de equipamentos de extinção automáticos
Autor: Sidney Leone - 2012
Mundo – Década de 90
Principais Erros Cometidos na Proteção Contra Incêndio
A Fumaça e o Fogo se estendem pelas escadas e passagens de arcondicionados que não são vedadas e protegidas contra o fogo.
Não existem setores Corta-fogo nas plantas com grandes áreas descobertas
A passagem dos Cabos nas calhas das escadas não são “seladas”.
Adoção de resistência ao fogo em parte dos edifícios demonstrou ser
insuficiente
Falha na alimentação elétrica de emergência por terem sidos mal instalados
Autor: Sidney Leone - 2012
Brasil – Atual
Entendimento do Risco Incêndio
por uma mesma ótica por todos
os setores envolvidos;
Construção de um banco de
dados unificado para Incêndio;
NECESSIDADES URGENTES
Falta de Legislação Específica
Unificada;
Adoção de conceitos modernos
quanto a prevenção e proteção;
Melhoria na fiscalização;
Maior conscientização dos órgãos
públicos, técnicos e sociedade.
Autor: Sidney Leone - 2012
Incêndios Município do RJ – NOV/2011 – DEZ/2012
Autor: Sidney Leone - 2012
Incêndios Município do RJ – NOV/2011 – DEZ/2012
1 Incêndio a cada 1:30 h
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
Paredes Externas
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
tr
s
E
up
o
l
ve
í
t
us
b
om
c
in
a:
r
utu
l
ve
í
t
us
b
om
c
nte
e
alm
i
c
ar
Paredes Externas
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
O
T
I
E
C
A
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Paredes Externas
O
T
N
O
C
S
E
D
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Por que os Descontos?
Autor: Sidney Leone - 2012
Estatística de 1971 – 1992
Industria de Equipamentos Elétricos - Alemanha
Universo
70 unidades
Area coberta (m²)
3,7 milhões
Chuveiros automáticos instalados
300.000 chuveiros
Analise do sinistros
superiores a 12.500 €
Area protegida por chuveiros automáticos
80%
Periodo
10 anos
VDS - Associação Alemã de Seguros
Autor: Sidney Leone - 2012
Estatística de 1971 – 1992
Industria de Equipamentos Elétricos - Alemanha
Industria protegida x total
9%
Tipo de Sprinkler
Padrão
Agente Extintor
Água
Eficiência
97% dos casos
Incêndios controlados com apenas 1 sprinkler
43 %
Incêndios controlados com até 10 sprinklers
89%
VDS - Associação Alemã de Seguros
Autor: Sidney Leone - 2012
Estatística de 1971 – 1992
Proteção Patrimonial
milhões de €
23
2,5
Protegidos
39 Sinistros
Não Protegidos
41 Sinistros
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
Paredes Externas
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
Paredes Externas
COMBUSTIVEL
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
Travejamento
(sustentação do telhado)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
Paredes Externas
COMBUSTIVEL
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio X Aceitar o Risco
Cobertura
(telhado)
O
D
A
N
I
L
C
E
D
Travejamento
(sustentação do telhado)
Forro
Isolamento Risco
(Parede Perfeita)
Estrutura
(Pilares e Vigas)
Paredes Externas
O
T
EI
C
A
COMBUSTIVEL
Piso
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio – Atual
Risco Incêndio
MT
Trabalhista
Corpo de
Bombeiros
Vida
Estado
“Social”
SUSEP
(seguros)
Financeiro
ABNT
Normalizador
(Des. Econômico)
Autor: Sidney Leone - 2012
Proteção Contra Incêndio – Atual
? ??
MT
SEGUROS
ABNT
BOMBEIROS
SUBSCRITOR
Autor: Sidney Leone - 2012
PCI – Proteção Contra Incêndio
Risco Incêndio
Corpo de
Bombeiros
Estado
ABNT
SUSEP
Legislador / Regulador
Normalizador
Subscrição
Onde instalar
Como instalar
Conformidade
Autor: Sidney Leone - 2012
PCI – Proteção Contra Incêndio
Ativas
Ativas
Passivas
Passivas
Detecção
Estanqueidade
Alarme
Estabilidade Estrutural
Combate
Ingnifugação
Autor: Sidney Leone - 2012
PCI – Proteção Contra Incêndio
Proteção Ativa
Proteção Passiva
Sistemas de detecção de incêndios
Materiais resistentes ao fogo
Água para o sistema de extinção
Dutos de alimentação e instalação
Extintores de incêndios
Caixas de escada
Outros sistemas de extinção de
incendios
Instalações de ventilação e
climatização
Chuveiros Automáticos
Elevadores exclusivos para
bombeiros
Sistemas de contingência de
alimentação elétrica
Setores corta-fogo
Separação vertical e horizontal.
Autor: Sidney Leone - 2012
PCI – Proteção Contra Incêndio
Autor: Sidney Leone - 2012
PCI – Proteção Contra Incêndio
Autor: Sidney Leone - 2012
Tomar medidas para minimizar à ocorrência de um sinistro é o único
elemento que podemos controlar!
Sidney Leone
[email protected]
Autor: Sidney Leone - 2012

Documentos relacionados