SEMENTE, GERMINAÇÃO E PLÂNTULAS

Сomentários

Transcrição

SEMENTE, GERMINAÇÃO E PLÂNTULAS
BIB140
Forma & Função em Plantas
SEMENTE, GERMINAÇÃO E PLÂNTULAS
Atividade 1 Experimento sobre pressão de embebição
Faça essa atividade ao início da aula prática. Só então comece a observação morfológica.
As sementes, antes de iniciarem o processo de germinação, precisam absorver água e,
com isso, sofrem diversas alterações físicas, químicas e no metabolismo. Este experimento
demonstra fenômenos relacionados à embebição, que é o processo pelo qual as sementes
absorvem a água.
12-
34567-
Prepare dois cones dobrando dois papeis-de-filtro. Coloque o papel filtro num funil;
Coloque cerca de 70 mL (ou 150g) de gesso em um copo ou cuba e adicione 20-30
mL de água até obter uma pasta homogênea. Agite continuamente com o bastão de
vidro ou palito de sorvete, pois o gesso endurece rápido;
Identifique um funil como A e outro como B. (A é o controle)
Preencha o funil A totalmente com gesso; no funil B coloque gesso até a metade e
acrescente 7-10 sementes de grão-de-bico e cubra com gesso;
Prossiga com a observação morfológica e anatômica dos outros materiais da aula;
Deixe os funis em repouso até o endurecimento completo;
Observe após algumas horas.
Responda às questões e discuta este experimento.
Essas respostas devem ser entregues como sendo o Relatório 1 da Aula prática 2. É um
trabalho individual, para ser entregue, impreterivelmente ao início da aula teórica da
semana seguinte. A preparação destas respostas é importante para o conteúdo da
próxima aula teórica.
1- Descreva o que aconteceu em até 5 linhas.
2- Explique o porquê do ocorrido (até 20 linhas);
3- Quais estruturas da semente devem estar envolvidas com esse fenômeno decorrente
da embebição?
4- Explique os papéis biológicos e ecológicos, importantes para a germinação, no fenômeno
observado?
5- Considerando os conhecimentos adquiridos neste experimento, explique por que
estruturas de cimento precisam ser feitas com areia peneirada, livre de fragmentos de
plantas;
6- Como o resultado desse experimento pode ser aplicado para a construção de barris
para estocagem de bebidas ou de barcos de madeira?
Dicas para pesquisa:
Química e estrutura da parede celular vegetal;
Potencial mátrico;
Estrutura de polissacarídeos e proteínas.
BIB140
Forma & Função em Plantas
Material 1) Feijão (Phaseolus vulgaris, Leguminosae) e plântulas germinadas na luz de leucena
(Leucaena leucocephala, Leguminosae).
a) Observe a semente de feijão branco externamente e localize o hilo, micrópila
e a rafe;
b) Faça um corte longitudinal sagital da semente (aquele que divide em duas
metades iguais) e identifique: cotilédones, tegumento, totalidade do
embrião, plúmula e eixo hipocótilo-radicular;
c) Observe a plântula de leucena crescida iluminada e identifique: cotilédones,
ápice meristemático, epicótilo, hipocótilo, raíz primária, primeiro par de
folhas, nó e internó (entrenó).
d) Esta é uma germinação fanerocotiledonar ou criptocotiledonar?
e) A germinação é epígea ou hipógea?
f) Faça um esquema das estruturas observadas e coloque legendas.
g) Consulte os professores e monitores sobre a adequação do seu esquema.
Material 2) “Moyashi” ou broto-de-feijão ( Vigna radiata , Leguminosae): plântula
estiolada devido à germinação no escuro.
a) Observe a plântula da mesma forma que você fez com o de feijão identificando
as seguintes estruturas: cotilédones, ápice meristemático, epicótilo, radícula,
primeiro par de folhas, gancho plumular, nó e internó (entrenó);
b) Compare as plântulas de “moyashi” com as de leucena crescidas na luz e
destaque as principais diferenças.
Material 3) Milho (Zea mays., Gramineae): frutos embebidos e plântula.
a) Observe as sementes embebidas sem raiz emergente. Faça um corte
longitudinal sagital (passando bem pelo meio do embrião) e pingue uma gota de
lugol em uma das metades e coloque a outra metade no reagente de tetrazólio.
Agora, na metade corada com lugol, localize: plúmula, coleóptilo, coleorriza,
escutelo, radícula e endosperma (observe também lâmina em demonstração).
Reserve a parte colocada em tetrazólio para observação dentro de cerca de
meia hora. O material que reage com tetrazólio deve adquirir uma coloração
rosada, indicando onde há atividade metabólica;
b) Identifique as células da camada de aleurona
BIB140
Forma & Função em Plantas
c) Observe a lâmina do corte longitudinal de milho e identifique as estruturas no
esquema abaixo:
QUESTÕES PARA ESTUDO EXTRA-CLASSE
1) Caracterize uma germinação epígea e hipógea.
2) Caracterize uma germinação criptocotiledonar e fanerocotiledonar.
3) Onde se situam as reservas da semente de leguminosas e gramíneas?
4) Quais as implicações dessa localização na velocidade de germinação dessas
plantas?
5) Explique adaptativamente a morfologia da germinação realizada no escuro.
BIB121
Milho
Zea mays
Gramineae
Fruto em corte longitudinal mostrando
coleóptilo, coleorriza, plúmula, radícula,
escutelo (cotilédone modificado),
endosperma, tegumento pericarpo e camada
de aleurona
BIB121
BIB121
Feijão
Phaseolus vulgaris
Leguminosae
Plântulas germinadas sob luz.
BIB121
BIB121
Seafórtia
Archontophoenix
cunninghamii
Arecaceae
Observe plântulas resultantes de
germinação hipógea
criptocotiledonar
BIB121
Sementes de orquídeas
Orchidaceae
Observe sementes minúsculas,
com tegumento pouco desenvolvido e
embrião mixotrófico com apenas
algumas células.
BIB121
Em muitas plantas o embrião e a
semente fogem dos padrões
normalmente observados.

Documentos relacionados

TESTE PADRÃO DE GERMINAÇÃO OBJETIVO Avaliar o percentual

TESTE PADRÃO DE GERMINAÇÃO OBJETIVO Avaliar o percentual TESTE PADRÃO DE GERMINAÇÃO OBJETIVO Avaliar o percentual germinativo das sementes para fins de semeadura. INTRODUÇÃO Alguns conceitos devem ser conhecidos antes da montagem do teste padrão de germi...

Leia mais