Forma Doadora - rede inspire

Сomentários

Transcrição

Forma Doadora - rede inspire
FORMA
DOADORA
MIN. CARMEN RANGEL
FORMA DOADORA
Amado Líder,
Seja muito bem vindo à Conferência FORMA DOADORA.
Prepare-se para um tempo especial em que desejamos doar a você o nosso melhor!
FORMA DOADORA foi elaborada com base no que o GRANDE DOADOR tem
derramado nos ministérios da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos. Temos
experimentado o poder da doação e a grande alegria e frutificação advinda desta
escolha, por nossos líderes e membros, na realização dos propósitos de Deus.
Pessoas doadoras reconhecem que são devedoras a um Deus amoroso, cheio de
graça e misericórdia, que já nos deu tudo do que precisamos e deseja derramar mais e
mais, sobre aqueles que se dispõem a entregar tudo - seus dons, suas habilidades, suas
dores, seu tempo, suas experiências, sua personalidade, suas paixões, seus desejos e seus
recursos a Ele, e participar assim da expansão do Reino.
Desejamos ser verdadeiros doadores, e desta forma estabelecer uma corrente de
doadores, satisfeitos em Cristo Jesus, e dispostos a dar de si e do seu para que o mundo
seja transformado pelo Amor doador de nosso Pai, e Deus seja glorificado.
Você é chamado também a ser um doador. Vamos passar este tempo juntos,
dirigidos pelo Espírito Santo, desenvolvendo atividades e trocando experiências que
esperamos ajudá-lo a reconhecer sua FORMA DOADORA. Cremos que você será levado
de volta para revolucionar o seu ministério, reconhecendo que é um devedor, que já
recebeu tudo de seu Criador e, assim, esteja pronto para assumir o seu chamado e o de
sua Igreja, e leve seu time a um novo nível de doação.
Deleite-se no amor de Deus. Ele tem muito a falar com você hoje.
Esteja aberto para receber. Estamos aqui para servi-lo.
Carmen Rangel
Ministra do Propósito de Ministério
3
FORMA DOADORA
FORMA DOADORA
João respondeu: “Uma pessoa só pode receber o que lhe é dado dos céus” Jo 3.27
“A medida da sua vida não é a sua duração, mas a sua doação” Peter Drucker
Lideres ministeriais doadores recebem da abundância de Deus, não se amoldam ao
mundo de escassez e falta, reconhecem qual é a fonte de tudo o que têm, são gratos
pelo que receberam, e são fiéis em doar tudo o que têm, tornando-se assim parecidos
com o Pai.
“Quando você dá, você se parece mais com Deus.” Rick Warren.
Deus é O GRANDE DOADOR. Ninguém ganha dele. Ele nos deu Jesus como exemplo e
espera que sejamos imitadores dele. Ele nos deu uma missão e já nos muniu de tudo o
que precisamos para realizá-la.
Nossa missão:
“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e
do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu
estarei com vocês, até o fim dos tempos.” Mateus 28.19-20
• Ir para todos os lugares
Nossos ministérios precisam ir a todos os lugares, não podem ser apenas internos,
para suprir somente as necessidades da instituição Igreja. Nosso olhar é para o outro e suas necessidades, tanto aos da fé, como muito mais aos perdidos.
• Fazer discípulos
Jesus doou tudo, inclusive sua própria vida, para uma morte de cruz. Este é o
tipo de discípulos que precisamos ser e gerar. Precisamos ter alguém com quem
andamos juntos, para nos encorajar e exortar. Pessoas para as quais prestamos
contas e com quem caminhamos vida na vida. Pessoas que prestam contas para
nós, e para as quais somos veículos do amor e exemplo do caminhar com Cristo.
4
FORMA DOADORA
• Trazê-los para comunhão
Viver realmente em comunidade. Uns aos outros. Importar-se uns com os outros.
Cuidar uns dos outros. Não há outro lugar, senão a Igreja, onde o crente possa desenvolver-se e aprender os valores de verdade, justiça e, principalmente,
amor. Desenvolver pessoas que peçam e deem ajuda. A reciprocidade como
estilo de vida. A alegria de passar tempo junto.
• Ensinar sobre o Reino de Deus, sobre o amor
Deus é amor. Deus nos deu vida, satisfação, sabedoria, perdão, graça, alegria,
conhecimento, provisão, proteção, consolação, alimento físico e espiritual, promessas, paz, liberdade, bênçãos, autoridade, unção, poder e muito mais, para
que já pudéssemos experimentar seu Reino. É sobre isso que precisamos ensinar
através da nossa vida. Conhecimento por si só, sem prática, não agrada a Deus.
O Ministério é a prática do amor. É doação em prática.
• Viver na presença de Deus
Recebemos este presente de Deus, sua presença em nós, por meio do Espírito
Santo. É necessário que sejamos guiados, consolados e protegidos, pela obediência ao que a Palavra nos ensina e pelos caminhos desenhados pelo Espírito. Precisamos desfrutar desta presença, para que recebamos mais e mais do que precisamos para cumprir nossa missão e viver, dia a dia, a abundância já conquistada
para nós por Jesus.
Nossos líderes ministros precisam ser verdadeiros discípulos de Jesus, DOADORES. Precisam
viver na presença constante do Espírito, tendo suas feridas saradas, saindo da escassez e
vivendo, pela graça, a plenitude da vida Cristã, independentemente das circunstâncias.
Um coração servo é doador. Cuidar de pessoas por meio do MDA (Meu Discípulo Amado) e via Pequenos Grupos é formar discípulos. Saber que temos em nosso DNA cristão a
FORMA DOADORA, onde cada um é diferente, mas complementar, nos direciona para a
organização de ministérios fortes, que revelam o Amor de Deus.
Nosso desafio é o desenvolvimento de ministérios doadores, onde as pessoas exercem
plenamente o seu chamado, e que por meio da vida na vida exercem o papel
5
FORMA DOADORA
revolucionário de transformar vidas, trazer cura e cuidado, refletindo a imagem doadora
de Deus.
Nosso objetivo é levá-lo a trilhar o caminho da doação, recebendo da abundância de
Deus e promovendo a renovação das Igrejas por meio de ministérios que estão focados
em doar, porque já receberam tudo do GRANDE DOADOR.
FORMA DOADA
FORMA DADA
Deus te deu uma nova Identidade
“E, porque vocês são filhos, Deus enviou o
Espírito de seu Filho ao coração de vocês,
e ele clama: “Aba, Pai”. Assim, você já
não é mais escravo, mas filho; e por ser
filho, Deus também o tornou herdeiro.”
Galatas 4.6-7
1) VOCÊ É ____________ DE DEUS.
“E, porque vocês são filhos de Deus” .... “Assim, você já não é mais escravo, mas filho”.
Receba a sua filiação. Você é filho pela graça de Deus, não por merecimento
ou obras.
6
FORMA DOADORA
2) VOCÊ RECEBEU O _____________________ DE DEUS.
“Deus enviou o Espírito de seu Filho ao coração de vocês”
Porque creu, você recebeu O Guia, O Consolador, O Protetor e com Ele Poder.
3) VOCÊ NÃO É MAIS ______________ .
“Aba, Pai.”
Você tem a quem chamar de Paizinho, alguém que cuida, zela e se importa com
você.
4) VOCÊ É ____________________ .
“Deus também o tornou herdeiro”
Você já tem tudo de que precisa. Você é como Jesus para Deus. Use tudo o que
já recebeu.
HERANÇA DADA PELO GRANDE DOADOR:
a. Você é perfeito aos olhos de Deus -.”porque, por meio de um único sacrifício, ele
aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados.” Hebreus 10.14
b. Você tem acesso a Deus a qualquer momento – “pois por meio dele tanto nós
como vocês temos acesso ao Pai, por um só Espírito.” Efésios 2.18
c. Você nunca será abandonado por Deus - ”Deus mesmo disse: “Nunca o deixarei,
nunca o abandonarei”. Hebreus 13.5
d. Você tem bênçãos espirituais disponíveis - “Bendito seja o Deus e Pai de nosso
Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas
regiões celestiais em Cristo.“ Efésios 1.3
e. Você está muito além do poder do mal - “Pois ele nos resgatou do domínio das
7
FORMA DOADORA
trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado.“ Colossenses 1.13
f. Você está muito além da condenação eterna - “Portanto, agora já não há
condenação para os que estão em Cristo Jesus.” Romanos 8.1
FORMA ESCULPIDA
Deus te deu uma forma talhada em suas mãos.
“Tu me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo. Sabes
exatamente como fui feito: aos poucos; como fui esculpido: do nada até ser alguma
coisa. Como um livro aberto, tu me viste crescer desde a concepção até o nascimento;
todos os estágios da minha vida foram exibidos diante de ti; os dias da minha vida, todos
preparados antes mesmo de eu ter vivido o primeiro deles.” Salmo 139.14-16 (MSG)
“Em vez de tentar tomar outra forma para ser como outra pessoa, você deve celebrar a
forma que Deus lhe deu.” Rick Warren
F __________________________: Deus deu a você dons.
“Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que
fostes chamados.” Efésios 4.1
O__________________________: Deus deu a você paixões.
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as
fontes da vida.” Provérbios 4.23
R __________________________: Deus deu a você habilidades e talentos.
“E o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria, e de entendimento, e de ciência, em todo
o lavor, para elaborar projetos, e trabalhar.” Êxodo 31.3-4a
M ___________________: Deus deu a você personalidade
“De fato, Deus dispôs cada um dos membros no corpo, segundo a sua vontade.”
1 Coríntios 12.18
Á __________________________: Deus deu a você experiências de vida
“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam
a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Romanos 8.28
“Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as
quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.” Efésios 2.10
Deus entregou a você muitos presentes.
8
FORMA DOADORA
a. DONS – Deus te deu uma Formação Espiritual.
Deus dá a todo crente dons espirituais para serem usados no ministério. Dons são
habilidades especiais concedidas por Deus para servi-lo e são concedidas apenas
aos crentes. Vamos ver as definições de Dons:
DEFINIÇÕES DOS DONS
ADMINISTRAÇÃO
Ex 18.13-25 / Mt 25.21 / 1Co 12.28, 14.40
Habilidade de reconhecer os dons dos outros e recrutá-lo para um ministério. Habilidade de organização e de gerenciar de forma eficaz recursos, pessoas e tempo, para
que os objetivos do ministério sejam alcançados. Habilidade de coordenar detalhes e
executar os planos de liderança.
APOSTOLADO
Rm 15.20 /1Co 12.28/2Co 8.23 / Fp 2.25 / Ef 4.11-12
Iniciativa e liderança para implantar novos empreendimentos ministeriais (plantar igrejas) que promovem os propósitos de Deus e expandem seu Reino. O significado original da palavra grega é “enviado” (literalmente, aquele que é enviado com autoridade ou como embaixador).
ARTES
Ex 31.3-11 / 2Rs 22.5-6 / At 9.39
Habilidade de construir, manter ou embelezar o local de culto para a glória de Deus.
Habilidade de expressar culto através das variadas formas de arte.
CONHECIMENTO
Rm 15.1-4/ 1Co 8.1-2, 12.8 / Ef 3.14-19
Habilidade de comunicar a verdade de Deus a outros, de modo que promova justiça,
honestidade e compreensão. Capacidade de coletar, analisar, descobrir, formular
ideias e informações que ajudam no crescimento e saúde da Igreja.
CONTRIBUIÇÃO
Lc 21.1-4/ Rm 12.8 / 2Co 8.1-7
Habilidade de contribuir generosamente com recursos materiais e/ou dinheiro além
dos dízimos, apoiando e patrocinando com alegria a obra de Deus. Habilidade de
ganhar e gerenciar dinheiro de modo que tenha condições de dar para o sustento
do ministério dos outros.
CURA
Co 12.9,28 / Tg 5.14-16
Habilidade especial de cura e restauração da saúde de pessoas doentes, feridas e
sofridas, usando recursos que estão além dos meios tradicionais e naturais.
 DISCERNIMENTO
Dn 1.17 / Mt 16.21-23/ At 5.1-4 / 1Co 12.10 / 1Jo 4.1-6
Habilidade de reconhecer a verdade ou erro em uma mensagem, em alguém ou em
um acontecimento, e dar imediata avaliação baseada na Palavra de Deus. Habilidade de discernir se a fonte de uma determinada experiência procede de Satanás, de
uma pessoa ou do Espírito de Deus.
9
FORMA DOADORA
ENCORAJAMENTO / EXORTAÇÃO
At 14.22 / Rm 12.8
Habilidade de ajudar outras pessoas a ter uma vida centrada em Deus por meio de
inspiração, encorajamento, aconselhamento e capacitação. Habilidade de motivar
o povo de Deus a aplicar e agir de acordo com os princípios bíblicos, especialmente
quando estão desencorajados ou com uma fé oscilante. Habilidade de ressaltar o
melhor em cada pessoa e desafiá-la a desenvolver o seu potencial.
ENSINO
Rm 12.7 / 1Co 12.28 / Ef. 4.11-13 / 2Tm 2.2
Habilidade de educar, ensinando a sã doutrina, capacitando outros a obter educação
espiritual sadia e madura, oferecendo explicações claras e aplicações da Bíblia de
forma a levar o povo de Deus a aprender. Habilidade de treinar e equipar outros
crentes para o ministério.
EVANGELIZAÇÃO
At 8.26-40, 21.8 / 2Tm 4.5 / Ef 4.11-14
Habilidade de compartilhar o amor de Cristo com outras pessoas de um jeito que as
leva a aceitar o presente gratuito de Deus: a vida eterna. Habilidade de comunicar
as boas novas de forma positiva e sem intimidações. Habilidade de perceber oportunidades para falar de Cristo e levar pessoas a aceitá-Lo como Salvador.
FÉ
Rm 4.18-21/ 1 Co 12.9/ Ef 2.8 / Hb 11.1
Habilidade de confiar em Deus para o que não pode ser visto. Agir baseado nas
promessas de Deus, a despeito do que as circunstâncias indicam. A disposição de
arriscar seguindo as indicações da visão dada por Deus, esperando que Ele cuide
dos obstáculos.
HOSPITALIDADE
Rm 12.13 / hb 13.1-2 / 1Pe 4.9-10
Habilidade de oferecer ao próximo um ambiente aconchegante e receptivo para a
comunhão. Habilidade de fazer outros se sentirem calorosamente bem-vindos, aceitos e confortáveis na família da igreja.
INTERCESSÃO Jo 17.9-26 / Rm 8.26-27 / 1Tm 2.1-2 / Cl 1.9-12
Habilidade de orar pelas necessidades dos outros na família cristã, num período extenso
ou por tempo determinado. A habilidade de persistir em oração e não esmorecer até
que venha uma resposta de Deus.
INTERPRETAÇÃO
1Co 12.10
Habilidade de entender, num momento específico, a mensagem de Deus quando
proferida por outra pessoa numa língua especial, desconhecida dos demais.
LIDERANÇA
Lc 22.35-36 / Rm 12.8 / Hb13.7-17
Habilidade de estabelecer uma visão, estimular o crescimento espiritual, aplicar estratégias e buscar o sucesso nos propósitos de Deus. Habilidade de esclarecer e comunicar o propósito e direção (visão) do ministério de um modo que atraia outros a
se envolverem. A habilidade de motivar outros pelo exemplo de trabalho em equipe.
Habilidade de incentivar para atingir os alvos ministeriais.
10
FORMA DOADORA
LÍNGUAS
1Co 12.10, 14.13-15
Habilidade de comunicar a mensagem de Deus em uma língua desconhecida àquele
que fala. Habilidade de orar numa linguagem entendida somente por Deus ou receber
o dom da interpretação naquele momento.
MILAGRES
1Co 12.10-28 / Tg 5.14-16
Habilidade especial de ser instrumento de Deus para atos sobrenaturais que evidenciam
Deus e seu poder. Habilidade de orar com fé pela intervenção sobrenatural de Deus
numa situação impossível ao homem, até que seja respondida.
MISERICÓRDIA
Mt.25.37-40 / Rm 12.4-8 / Tg 2.14-17
Habilidade em ministrar aos que sofrem do ponto de vista físico, emocional, espiritual
ou relacional. Suas ações são caracterizadas por amor, cuidado, compaixão e bondade com outros. Habilidade de sentir empatia por pessoas doentes, emocionalmente abaladas e psicologicamente alteradas, sabendo expressar essa empatia por meio
de atos concretos que revelem o amor de Cristo.
PASTORADO
Jo 10.1-18 / Ef 4.11-12 / 1Pe 5.2-4
Habilidade de assumir a responsabilidade espiritual por um grupo de cristãos,
preparando-os para viver uma vida centrada em Cristo. Habilidade de cuidar das
necessidades espirituais dos crentes e equipá-los para o ministério. Habilidade de nutrir
um grupo para o crescimento espiritual e assumir responsabilidade pelo seu bem estar.
PROFECIA/PREGAÇÃO
Rm 12.6 / 1 Co 12.28 e 14.3 / 2Pe 1.19-21
Habilidade em proferir mensagens de Deus que confortem, encorajem, guiem, admoestem ou revelem pecado, levando pessoas ao arrependimento e ao crescimento
espiritual. O significado original grego desta palavra é “falar a verdade”. O dom da
profecia inclui tanto “dizer” (pregação) como “predizer” (revelação). Habilidade de
persuadir as pessoas a fazerem a vontade de Deus.
SABEDORIA
Jr 9.23-24 / 1 Co 12.8 / Tg 3.13-18
Habilidade de tomar decisões sábias e oferecer aconselhamento sadio, de acordo
com a vontade de Deus. Habilidade de entender a perspectiva de Deus nas diferentes
situações da vida e compartilhar essa compreensão de uma forma clara e simples.
Habilidade de explicar o que fazer e como fazer.
SERVIÇO
Jr 9.23-24 / At 6.1-7 / Rm 12.4-8 / 1Co 2.1, 6.15, 12.28 / Tg 3.13-18
Habilidade de reconhecer áreas de necessidade na família da igreja, e tomar a
iniciativa de providenciar assistência prática, rápida e satisfatória, além de não sentir
necessidade de reconhecimento.
SOCORRO
Nm 11.16-17 / Lc 10.38-42, 21.1-4/ Rm 12.7,8, 16.1-2 / 2Co 8.1-7
Habilidade de ajudar outras pessoas a alcançar objetivos que glorifiquem a Deus e
fortaleçam o Corpo de Cristo. Essa aptidão é, às vezes, chamada também de “serviço”. Capacidade de colocar as habilidades a serviço de outros para tornar os dons
deles mais eficientes. Habilidade de ajudar a quem precisa.
11
FORMA DOADORA
b. Paixões – Deus te deu Paixões
c. Habilidade – Presentes te deu Recursos Naturais
No mínimo temos entre 500 e 700 habilidades. Você e seus liderados sabem fazer
muitas coisas.
Alguns exemplos de Habilidades

Aconselhamento: habilidade em guiar, encaminhar, cuidar, aconselhar, apoiar, ouvir.

Adaptação: habilidade em se ajustar, mudar, alterar, modificar.

Administração: habilidade em governar, fazer funcionar, gerenciar.

Análise: habilidade em avaliar examinar, investigar, sondar.

Aprendizado: habilidade em estudar, sistematizar, compreender, melhorar, expandir-se.

Apresentação: habilidade em cantar, falar, dançar, tocar instrumento, representar.

Aprimoramento: habilidade em tornar melhor, aumentar, adicionar, enriquecer.

Cálculos: habilidade em somar, estimar, totalizar.

Competição: habilidade de combater, vencer, batalhar.

Comunicação: habilidade em compartilhar, conceder, tornar conhecido.

Conexão: habilidade em unir, envolver, relacionar.

Consertos: habilidade em reparar, emendar, restaurar, curar.

Construção: habilidade em construir, fazer, agrupar.

Consultoria: habilidade em aconselhar, discutir, avaliar, conferir.

Coordenação: habilidade em organizar, combinar, harmonizar.

Cozinha: habilidade em preparar, servir, alimentar, suprir.

Decoração: habilidade em embelezar, melhorar, adornar.

Desenvolvimento: habilidade em expandir, crescer, avançar, aumentar.

Direção: habilidade em fixar metas, vigiar, gerenciar, supervisionar.

Edição: habilidade em corrigir, emendar, alterar, melhorar.

Encorajamento: habilidade em animar, inspirar, apoiar.

Engenharia: habilidade em construir, desenhar, planejar.

Ensino: habilidade em explicar, demonstrar, orientar.

Estratégias: habilidade em pensar à frente, calcular, esquematizar.

Facilitação: habilidade em ajudar, assistir, tornar possível.

Gerenciamento: habilidade em fazer funcionar, controlar administrar, supervisionar.

Implementação: habilidade em aplicar, executar, fazer acontecer.

Influência: habilidade em afetar, fazer inclinar, modelar, mudar.

Liderança: habilidade em preparar o caminho, dirigir, superar, vencer.

Mentoreamento: habilidade em aconselhar, guiar, ensinar.
12
FORMA DOADORA

Motivação: habilidade em provocar, induzir, encorajar.

Negociação: habilidade em discutir, consultar, fazer acordos.

Operação: habilidade em fazer funcionar, lidar com coisas mecânicas ou técnicas.

Organização: habilidade em simplificar, arranjar, consertar, classificar, coordenar.

Paisagismo: habilidade em jardinagem, plantar, melhorar.

Pesquisa: habilidade em buscar, reunir, examinar, estudar.

Pioneirismo: habilidade em fazer ou trazer algo novo, pioneiro, original.

Planejamento: habilidade em arranjar, traçar, preparar.

Previsão: habilidade em predizer, calcular, apontar tendências, padrões e assuntos.

Projetos: habilidade em desenhar, criar, retratar, esboçar.

Promoção: habilidade em vender, patrocinar, endossar, mostrar, apresentar.

Recepção: habilidade em entreter, cumprimentar, abraçar, deixar à vontade.

Recrutamento: habilidade em selecionar, alistar, locar, contratar.

Recursos: habilidade em fornecer, oferecer, suprir.

Redação: habilidade em compor, criar, registrar.

Serviços: habilidade em ajudar, assistir, cumprir.

Tradução: habilidade em falar, interpretar, decodificar, explicar.

Treinamento: habilidade em preparar, instruir, treinar, equipar, desenvolver.

Viajar: habilidade em ir, visitar, explorar.

Visualização: habilidade em retratar, imaginar, ter visão, sonhar, conceber.
d. Personalidade – Deus te deu um modo de ser
Mike Wells
PERSONALIDADE DO DISCÍPULO
O Corpo de Cristo é formado de inúmeras partes e funções, que atuam juntas com
o objetivo de manifestar Cristo ao mundo. (1Co 12). Entretanto, examinaremos as
categorias mais gerais e representativas das diversas personalidades que compõem o
Corpo de Cristo e que delas, ou de suas combinações, se derivam. São elas: o Realizador,
o Pensador e o Sentimental.
REALIZADOR
•
•
•
•
Sua identidade está nas grandes realizações e conquistas
Focaliza-se nos resultados e nos grandes números
Procura cumprir seus objetivos por meio das pessoas
Usa a força e movimenta-se ansiosamente, como o leão.
13
FORMA DOADORA
O que nos atrai no Realizador?
• Seu jeito independente de ser. A liberdade.
• Sua autoconfiança. Parece que tudo vai dar certo
• Suas realizações grandiosas. Ele é capaz de nos levar ao sucesso!
O que nos chateia no Realizador?
•
•
•
•
Sua insensibilidade em relação ao sentimento dos outros
O tom condenatório que usa ao falar para nos coagir
Suas explosões de ira e descontentamento
Seu egoísmo. Parece pensar só nele e em seus alvos.
Exemplo 1
Se eu me encontrasse na proa de um navio que estivesse naufragando, gostaria de ter
comigo um Realizador, pois pessoas com essa personalidade costumam tomar decisões
rápidas e objetivas. Tenho certeza de que ele nos pediria para reunirmos os remos do bote
salva-vidas e amarrá-los todos juntos com nossos cintos (para que não se perdessem, pois
haveríamos de precisar muito deles), e, em seguida, saltarmos ao mar. Não gostaria de
estar acompanhado por um Sentimental, que em lágrimas me diria que lamentavelmente
em breve eu estria morto! Tampouco gostaria de estar ao lado de um Pensador, que imóvel
e com os olhos fixos no mar, se entregaria a uma complexa reflexão sobre as causas de
termos chegado àquela situação e quais seriam as melhores alternativas de salvamento.
Enquanto isso, estaríamos afundando e, humanamente falando, não teríamos tempo
suficiente para sair do navio e nos afastarmos a uma distância segura da força de repuxo
provocada pelo navio, quando fosse a pique.
PENSADOR
•
•
•
•
Sua identidade está nas tarefas
Focaliza-se nos detalhes e na rotina
Tem excessiva energia mental
Trabalha meticulosamente, como o castor
O que nos atrai no Pensador?
•
•
•
•
•
Seu elevado padrão de seriedade e honestidade
Sua atenção à qualidade do trabalho que realiza
Sua extrema inteligência em todas as áreas do saber
Seu talento inato para as artes e a cultura
Sua consistência e extrema lealdade
O que nos chateia no Pensador?
•
•
•
•
•
Sua lentidão em relação às decisões e ações
Seu temor de correr riscos e errar
Seu senso crítico mordaz e irônico
Seu jeito frio e insosso de demonstrar afeto
Seu estado de espírito apático ou deprimido
14
FORMA DOADORA
Exemplo 2
Se há pouco houvesse sido informado de que havia herdado um milhão de dólares,
não gostaria de dizê-lo a um Realizador, porque ele imediatamente me orientaria (não
daria apenas uma sugestão ou perguntaria minha opinião) que investisse – sem perda de
tempo – numa fazenda de criação de “gatos para confecção de cascos de pele”, visto
que esse negócio lhe parece excelente e altamente promissor. Compartilharia com um
amigo Pensador, que poderia – com toda a lealdade e dedicação – informar-se melhor
sobre a proposta da “fazenda de gatos” e fazer perguntas cruciais, como: “ As pessoas
compram casacos de pele de gato?”
SENTIMENTAL
•
•
•
•
Sua identidade está no bom relacionamento com as pessoas
Focaliza-se na popularidade
Frequentemente é objetivo
Sua atitude amiga e companheira lembra o cão Labrador
O que nos atrai no Sentimental?
•
•
•
•
•
Sua capacidade de nos fazer sentir importantes.
Sua sincera preocupação com o bem-estar das pessoas
Seu desejo de agradar e ser querido
Seu entusiasmo quase indestrutível
Sua impetuosidade e alegria de viver
O que nos chateia no Sentimental?
•
•
•
•
•
Sua subjetividade. Dificuldade para perceber a realidade
Sua tendência a monopolizar a conversa. Só ele fala!
Sua tendência de manipular os sentimentos das pessoas
Seu costume de supervalorizar-se
Seu excesso de entusiasmo inicial, mas pouca perseverança
Exemplo 3
Se eu estivesse deprimida, não gostaria de dizê-lo a um Realizador, porque ele
imediatamente acharia que era frescura, e que há muito que fazer. Depressão é
bobagem. Também não gostaria de contar a um amigo Pensador, que iria buscar todas
as causas possíveis em detalhes do motivo da depressão, me diria que tenho todos os
motivos para estar assim e ficaria também deprimido. Compartilharia com um amigo
Sentimental, demonstraria compaixão, mas com alegria e entusiasmo me levaria a ver as
coisas por outro lado.
15
FORMA DOADORA
Exemplos das 3 personalidades em ação
Exemplo A
Imagine três pessoas de personalidades diferentes sentadas em um restaurante
acompanhados de um convidado. Ele terminou de comer uma salada e um pedacinho
de alface ficou preso entre seus dentes da frente.
PENSADOR: Assim que notou, calou-se e fixou profundamente sua atenção nos dentes
do convidado; ele nem pode mais continuar sua refeição, nem a conversa que vinham
mantendo. Algo está fora do normal e ele começa a pensar qual seria a melhor maneira
de corrigir aquela situação.
SENTIMENTAL: Fica desconsertado, começa a sentir a vergonha que a outra pessoa
poderia sentir se soubesse o que estava se passando. Portanto, não vai avisar o convidado
sobre o incidente, por receio de ofendê-lo.
REALIZADOR: Assim que percebe a alface, pode oferecer auxílio não solicitado, sacando
um canivete e estendendo-o para retirar a alface de entre os dentes do convidado. Se
por acaso, durante essa operação, o lábio do convidado sofrer um corte e ele começar
a reclamar, simplesmente responderá: “Ora, é para isso que servem os band-aids!”
Exemplo B
Observar todas as três personalidades básicas em um estacionamento de carros, num
dos grandes Shoppings da cidade, seria igualmente revelador:
PENSADOR: Estacionaria exatamente entre as linhas divisórias e ficaria indignado com
aqueles que não o fazem.
SENTIMENTAL: nem perceberia que estacionou paralelo, mas fora das linhas, afinal estava
cumprimentando alguém que estava passando.
REALIZADOR: estacionaria em qualquer lugar que achasse conveniente ou necessário
naquele momento: na vaga para deficientes, na vaga do funcionário do mês, ou na do
presidente.
e. EXPERIÊNCIAS – Deus te deu experiências de vida
“Onde está sua dor está o seu ministério” Pr. Joel Pereira
Deus nos deu experiências boas e más. Sem dúvida as mais dolorosas revelam o seu
__________________ . Você só poderá exercer plenamente seu ministério se deixar-se ser
curado. Então você estará pronto para sonhar, os _____________________.
Mostra o amor de Deus de maneira prática é ministério. Você precisa e continuará
precisando de uma fé extraordinária para realizar através da dor. Sonhar e realizar os
sonhos de Deus é uma capacitação sobrenatural de pessoas comuns que, pela fé, são
capazes de realizar obras extraordinárias através de corações servos. Compreendemos
a FORMA individual de cada pessoa, como sendo de Deus. Compreendemos que cada
um tem seu papel exclusivo no Corpo de Cristo, e da importância de cada um para a
perfeita realização da obra de Deus em nossas vidas.” Erick Rees – Saddleback.
“Tem alguma coisa no mundo ou na Igreja que você “não agüenta mais”? Há algo que
desperta um grande descontentamento em você? Pode ser uma experiência pessoal,
uma catástrofe nacional ou internacional, uma injustiça a você ou a alguém próximo,
não importa, isto está acabando com você? Você sente que tem de fazer alguma coisa?
16
FORMA DOADORA
Quer você seja um executivo bem-sucedido, quer dona de casa, quer estudante ou algo
diferente, você (sim, você) pode unir-se a Deus para acertar o que está errado neste
mundo!” Se há alimente-a, é uma combustível a ser usado para fazer a vontade de Deus
e levar amor ao mundo, transformando-o. Caso ainda não tenha, busque a orientação
de Deus, o que queima em seu coração está no coração Dele para você. Não há nada
que traga mais satisfação do que estar no centro da vontade de Deus para sua vida.
1) Você já encontrou o seu Descontentamento Santo? Pelo que o seu coração queima?
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
FORMA RECEBIDA
Apesar de a linda forma dada por Deus a cada um de seus filhos, estes têm recebido mal
a abundância de vida que Deus tem derramado. Temos tido uma visão que nos leva a
ver Deus e a nós mesmos de forma distorcida e como seres incompletos. MENTIRAS.
FORMA DISTORCIDA
Um Deus _____________, lá no céu. Não se importa. Para que incomodar Deus com
coisas simples e do dia a dia. Por que perguntar tudo a Deus? Ele tem mais o que
fazer.
Um Deus ____________. Não sou capaz de atender as expectativas de Deus. Ele é
perfeito e eu não sou bom o bastante para merecer sua atenção
Um Deus ______________. Castiga quem não faz o que Ele quer. É tirano. Traz medo.
Um Deus _____________. Manda raios e fulmina quem o desagrada e por qualquer
motivo. Não se aproxime. Ele é perigoso.
Um Deus ____________. Deus não é justo. Tem gente boa que sofre. E faz com que
todo mundo pague pesos seus erros.
Um Deus ________________. Tem um monte de ritual e dogma que quer que eu siga.
Não posso entender, tenho que aceitar tudo goela a baixo.
17
FORMA DOADORA
Um Deus ___________________ (diferente de paternal). Posso fazer o que eu quiser.
Deus sempre vai passar a mão na minha cabeça. Ele aceita tudo o que o homem
faz. Não disciplina ou corrige.
VERDADES
1. DEUS É UM PAI _________________.
“porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” Rm 8.14
Você nunca está perdido seguindo Deus, porque Ele guia, cuida e protege você.
2. DEUS É UM PAI ________________.
“Ainda que me abandonem pai e mãe, o SENHOR me acolherá.” – Sl 27.10
Você tem um pai que o recebe, acolhe e cuida de você, realmente como filho!
“Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e
Deus nele.” - I Jo 4.16
3. DEUS É UM PAI __________________.
“Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros
com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também
participemos da sua glória.” – Rm 8.17
Distorções da Palavra de Deus
“O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.” .Sl 23.1
“Tudo posso naquele que me fortalece.” Fp 4.13
“de nada terei falta” não significa que:
1) Deus dará tudo que desejo
2) Deus dará tudo que eu pedir
3) Eu terei sempre saúde
4) Eu não terei dificuldades
Deus não forma Filhos mimados, frouxos, despreparados para enfrentar e superar os desafios.
“tudo posso” não significa que:
18
FORMA DOADORA
1) Devo fazer o que eu bem quiser
2) Sou super poderoso
3) Não há limites para mim
4) Não preciso prestar contas a ninguém
Deus não forma Filhos orgulhosos, que não tem uma visão correta de si mesmo,
independente e que fazem tudo na força do braço.
DEUS ESTÁ PREOCUPADO MUITO MAIS COM O SEU CARÁTER DO QUE COM O SEU
CONFORTO.
FORMA INCOMPLETA
“Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão! Deus sabe que, no dia em que
dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedores do bem
e do mal.” Gn 3.4
1) DEUS NÃO ESTÁ _____________ NADA.
Mentira do Diabo, achar que alguma coisa Deus não está nos dando.
2) DEUS JÁ NOS FEZ COMO ______________.
Então disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais grandes de toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem
rente ao chão.” Gn 1.26
3) DEUS JÁ NOS _______________ TUDO.
“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo
o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” Jo. 3.16
Saia da Escassez. Em Cristo Jesus você não tem falta de nada.
19
FORMA DOADORA
O que tem te distraído de estar no Centro da vontade de Deus para sua vida?
1) ____________________ ?
2) _____________________?
3) _____________________?
4) _____________________?
5) _____________________?
6) _____________________?
FORMA DOADORA
Para que tenhamos uma Forma Doadora, precisamos em primeiro lugar Receber bem,
Celebrar e então Repartir.
RECEBENDO BEM
1. Entenda que você é _____________.
2. Abra-se para tempo de intimidade com seu ___________________.
3. Decida perdoar e receber os ________________ que Deus tem para você.
4. Viva o ______________ de Deus por você.
5. Viva como _____________________ de Deus.
“Disse o pai: Meu filho, você está sempre comigo, e tudo o que tenho é seu.”
Lucas 15.31.
A vida cristã é: RECEBER, CELEBRAR e REPARTIR. O que tem impedido de você receber esse amor do seu Pai?
Deus conhece suas preocupações, suas dores, seus erros, suas feridas, seus desejos. Simplesmente aceite sua identidade de filho e receba o amor do seu Pai.
20
FORMA DOADORA
FORMA DE VASO DE BARRO
MINISTÉRIOS DIVINOS EM VASOS DE BARRO
“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder
seja de Deus, e não de nós.“ 2 Co 4.7
a. __________ vasos de barro.
Precisamos nos conscientizar que somos verdadeiramente vasos de barro cujo conteúdo é um grande tesouro.
b. A obra é feita pelo _____________ .
O que brota do Espírito é completamente fora do controle humanos. Deus usa o que
dizemos, toca as almas e transforma vidas.
c. O ministério é de ________________ .
Precisamos sempre lembrar que o Ministério, a Missão é de Deus e nós temos o privilégio de sermos cooperadores desta obra.
CARACTERÍSTICAS DO VASO DE BARRO
a. NÃO TEM _________ EM SI PRÓPRIO.
O ministério é dado a você, independentemente de qualquer façanha ou valor que
tenha. Nunca se esqueça do privilégio de trabalhar para Deus.
b. NÃO TEM UM ___________ EM SI MESMO.
São feitos para conter e servir. Entregar água limpa. Conter e derramar azeite (unção). Levar bálsamo.
c.
MESMO EM LUGARES DE ___________ CONTINUA SENDO VASO DE BARRO.
21
FORMA DOADORA
Não se deixe contaminar pelo sucesso e por programas que deram certo. Mantenha-se sempre humilde.
d. O MAIS IMPORTANTE É O QUE DEUS COLOCA _____________ .
Dependa totalmente de Deus. Ele te dá o que você precisa. Dê sempre a honra para
Ele. Tenha intimidade com Ele. Descubra o que Ele está fazendo e seja cooperador.
e. MESMO QUEBRADO PODE SER ____________.
O oleiro é o grande Criador. Ele tem poder para moldá-lo novamente.
f.
QUANDO ___________ CONTAMINA TUDO O QUE ESTÁ DENTRO.
Livre-se do pecado e da religiosidade. Vasos sujos contaminam a beleza, a simplicidade e o grande valor do tesouro depositado por Deus em nós. “Santifique-se, pois o
Senhor amanhã o Senhor fará maravilhas entre vocês.” Js. 3.5
Temos a Forma de Vasos de Barro “para mostrar que o poder supremo pertence a Deus
e não a nós” 2 Co 4.7
FORMA CERTA NO LUGAR CERTO
A. CADA UM NO SEU LUGAR
Deus criou cada um de nós como ____________________ especial e única. Ele não errou
em nada. Muitas vezes nos sentimos inadequados, inaptos, fora de lugar. Mas há um lugar
para cada pessoa criada. Há um propósito específico para você ser como é, assim como
para cada um de seus liderados. Só você pode ser você.
É muito comum que as pessoas tentem ser quem não são, e exerçam um ministério que
não seja significativo para elas. Você só pode dar aquilo que possui! O que você possui
foi dado por ______________ para um propósito. Você só poderá ser aquilo que foi criado
para ser.
Todo mundo possui habilidades que podem ser úteis. Há um espaço na Igreja e no Reino
de Deus determinado para que cada pessoa possa agregar seu melhor valor. Você deve
ser sempre desafiado a sair da zona de conforto, mas nunca da área em que é mais forte.
22
FORMA DOADORA
● Despenda mais tempo desenvolvendo as habilidades em que já é seu ponto forte e terá
_______________. Invista nos seus pontos fracos e não passará de __________________. Há
sempre alguém que faça bem, aquilo que você tem __________________. Ninguém faz
melhor do que você foi __________ para fazer.
● As pessoas mais eficientes e eficazes são aquelas que __________________ seu “ponto de
eficiência” e são comprometidas em usá-los para a glória de Deus!
● Você sabe que acertou um “ponto de eficiência” quando é ________________,
_________________ e _______________, tudo ao mesmo tempo.
Ponto de eficiência: onde sua ______________ e seu ______________________ se encontram.
PONTO DE EFICIÊNCIA
- Sinais de trabalho no ponto de eficiência: _________________, _________________,
________________ e ___________________.
- Sinais de trabalho fora do ponto de eficiência: ________________, _________________,
_______________ e _____________ .
Onde você está hoje? Por quê?
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
Dicas para o líder
1. Cheque se você está no seu ponto de eficiência. Se não estiver, ouse mudar.
2. Cheque se seus liderados estão no seu ponto de eficiência. Ouse trocá-los de posição.
3. Não caia na tentação de deixar pessoas em posições que não são seu ponto de eficiência porque são comprometidos. Muito tempo na posição errada trás desgaste e o
abandono do ministério.
23
FORMA DOADORA
FORMA DO MINISTRO
Todo crente é chamado. Todo crente é um ministro. Muitos de nossos membros, e até lideres, não reconhecem que são ministros. Ser ministro significa ser
______________.
A Igreja precisa, portanto, despertada para criação não de membros, mas de
ministros, pois,
● Fomos ________________ para o ministério.
“Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus
antes preparou para que andássemos nelas.” Efésios 2.8
FORMA DE CARREGADOR DE ARCA
OS QUATRO TIPOS DE CARREGADORES DE ARCA (2 Samuel 6.1 a 23)
Vamos ilustrar o trabalho de carregar a Arca da Aliança, como o Serviço Ministério Cristão.
Neste episódio bíblico, Deus tem uma tarefa para o povo: transportar a Arca da Aliança
e este serviço precisava ser feito com muito zelo e dedicação.
De novo Davi reuniu os melhores guerreiros de Israel, trinta mil ao todo.
Ele e todos os que o acompanhavam partiram para Baalá, em Judá, para buscar a arca
de Deus, arca sobre a qual é invocado o nome do Senhor dos Exércitos, entronizado entre
os querubins acima dela.
Puseram a arca de Deus num carroção novo e a levaram da casa de Abinadabe, na colina.
Uzá e Aiô, filhos de Abinadabe conduziam o carroção com a arca de Deus; Aiô andava
na frente dela.
Davi e todos os israelitas iam cantando e dançando perante o Senhor, ao som de todo o
tipo de instrumentos de pinho, harpas, liras, tamborins, chocalhos e címbalos.
24
FORMA DOADORA
Quando chegaram à eira de Nacom, Uzá esticou o braço e segurou a arca de Deus,
porque os bois haviam tropeçado.
A ira do Senhor acendeu-se contra Uzá por seu ato de irreverência. Por isso Deus o feriu, e
ele morreu ali mesmo, ao lado da arca de Deus.
Davi ficou contrariado porque o Senhor, em sua ira, havia fulminado Uzá. Até hoje aquele
lugar é chamado Perez-Uzá.
Naquele dia, Davi teve medo do Senhor e se perguntou: “Como vou conseguir levar a
arca do Senhor?”
Por isso ele desistiu de levar a arca do Senhor para a cidade de Davi. Em vez disso, levou-a
para a casa de Obede-Edom, de Gate.
A arca do Senhor ficou na casa dele por três meses, e o Senhor o abençoou e a toda a
sua família.
E disseram ao rei Davi: “O Senhor tem abençoado a família de Obede-Edom e tudo o
que ele possui, por causa da arca de Deus”. Então “Davi, com grande festa, foi à casa de
Obede-Edom e ordenou que levassem a arca de Deus”.
Quando os que carregavam a arca do Senhor davam seis passos, ele sacrificava um boi
e um novilho gordo. Davi, vestindo o colete sacerdotal de linho, foi dançando com todas
as suas forças perante o Senhor, enquanto ele e todos os israelitas levavam a arca do
Senhor ao som de gritos de alegria e de trombetas.
Aconteceu que, entrando a arca do Senhor na cidade de Davi, Mical, filha de Saul, observava de uma janela. E, ao ver o rei Davi dançando e comemorando perante o Senhor,
ela o desprezou em seu coração. Eles trouxeram a arca do Senhor e a colocaram na
tenda que Davi lhe havia preparado; e Davi ofereceu holocaustos e sacrifícios de comunhão perante o Senhor.
Após oferecer os holocaustos e os sacrifícios de comunhão, ele abençoou o povo em
nome do Senhor dos Exércitos, e deu um pão, um bolo de tâmaras e um bolo de uvas
passas a cada homem e a cada mulher israelita. Então todo o povo partiu cada um para
a sua casa.
Voltando Davi para casa para abençoar sua família, Mical, filha de Saul, saiu ao seu encontro e lhe disse: “Como o rei de Israel se destacou hoje, tirando o manto na frente das
escravas de seus servos, como um homem vulgar!”
Mas Davi disse a Mical: “Foi perante o Senhor que eu dancei, perante aquele que me
escolheu em lugar de seu pai ou de qualquer outro da família dele, quando me designou
soberano sobre o povo do Senhor, sobre Israel; perante o Senhor celebrarei e me rebaixarei ainda mais, e me humilharei aos meus próprios olhos. Mas serei honrado por essas
escravas que você mencionou”.
E até o dia de sua morte, Mical, filha de Saul, jamais teve filhos.
25
FORMA DOADORA
Neste episódio encontramos quatro personagens e cada um se apresentou a Deus de
uma forma para o serviço.
É muito interessante que o mover de Deus é único, todavia atinge a cada um de forma distinta.
Veja os quatro personagens: dois foram dignos e dois indignos em seus ministérios.
- Uzá – O fulminado.
- Obede-Edon – O Abençoado.
- Mical – A estéril.
- Davi – O aprovado.
Todos que conhecem o Senhor precisam estar prontos para servi-Lo com honra e temor.
1. UZÁ: O FULMINADO
a) PERDA DA PERSPECTIVA DA NOVIDADE DO MOVER DE DEUS;
b) PERDA DO COMPROMETIMENTO COM A OBRA DE DEUS;
c) PERDA DO ZELO COM O MELHOR;
d) TROCA DA ADORAÇÃO POR APARÊNCIA DE RELIGIOSIDADE.
2. OBEDE-EDOM: O PRÓSPERO
a) AS COISAS ESPIRITUAIS DE DEUS SÃO SAGRADAS;
b) VALE A PENA CORRER O RISCO PARA DESFRUTAR DA PRESENÇA DE DEUS;
c) A HONRA É MAIS IMPORTANTE QUE O SACRIFÍCIO;
d) A EVIDÊNCIA DA DISPONIBILIDADE.
3. MICAL: A ESTÉRIL
a) DESPREZO PELA AUTENTICIDADE DA ADORAÇÃO E DEDICAÇÃO;
b) DESONRA AO SEU LIDER ESPIRITUAL;
c) DESVALORIZAÇÃO DO MOMENTO ESPIRITUAL;
d) TROCA DA ADORAÇÃO PELA MURMURAÇÃO.
26
FORMA DOADORA
4. DAVI: O APROVADO
 2 Sm. 6.21-23
 At. 13.36
a) NUNCA TENHA VERGONHA DE SE EXPOR EM NOME DO SENHOR,
b) NUNCA TENHA VERGONHA DE ADORAR,
c) JAMAIS DEIXE DE SE HUMILHAR DIANTE DO SENHOR,
 Ap. 3.7.
“Um Ministério que não custa nada, não leva a lugar nenhum!”
UM VERDADEIRO VOCACIONADO PARA SERVIR:
a) Busca a intimidade que traz bênção e não a bênção para se aproximar de Deus.
b) É sincero e faz as coisas certas da maneira de Deus.
c) É persistente e zeloso. Cuida do processo para chegar ao resultado
d) Mantém-se no fogo de Deus.
e) Não tem receio de ser extravagante, inovador, diferente, como Davi. Sempre em
Espírito e em verdade.
f) Não deseja agradar pessoas. Cumpre o chamado de Deus.
g) Recebe da glória Deus, pois é um veículo/ramo para distribuir o amor de Deus
ao mundo.
FORMA DE JESUS
MINISTROS PRECISAM DESENVOLVER A FORMA DO CORAÇÃO DE _________ .
No GRANDE MANDAMENTO
“Respondeu Jesus: Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma
e de todo o seu entendimento. (_______________). Este é o primeiro e maior mandamento.
27
FORMA DOADORA
E o segundo é semelhante a ele: Ame o seu próximo como a si mesmo.” ( ______________
___________________ ). Mateus 22.37-39
Na GRANDE COMISSÃO
“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações (________________), batizando-os em
nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo (_________________), ensinando-os a obedecer
a tudo o que eu lhes ordenei (__________________). E eu estarei com vocês, até o fim dos
tempos.” Mateus 28.19-20
1. CORAÇÃO _________________ .
“Ame o seu próximo como a si mesmo.” Mateus 22.39
2. CORAÇÃO ______________________ .
“como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em
resgate de muitos.” Mateus 20.28
3. CORAÇÃO ________________ .
“Todos os crentes se reuniam constantemente e repartiam tudo uns com os outros.” Atos 2.44
4. CORAÇÃO _______________ .
“Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis.” Mateus 19.26
MINISTROS precisam __________ e ser ____________ .
PG ambiente para as pessoas serem cuidadas.
MDA ambiente para as pessoas serem moldadas pela vida na vida.
MINISTÉRIO ambiente para cumprir o propósito de amar por meio de ação.
28
FORMA DOADORA
FORMA DESAJUSTADA DO MINISTRO
1) MINISTROS que servem sem parar e nunca param para ___________ .
2) MINISTROS sempre _______________, nunca dizem não.
3) MINISTROS nunca _______________ , nunca dizem sim.
4) MINISTROS que nunca passam tempo em ___________.
5) MINISTROS envolvidos em todas as áreas de ___________.
6) MINISTROS lideres que fazem tudo ____________.
FORMA DIÁRIA
Todo ministro precisa ter alguns hábitos diários.
1. Tempo com Deus: Todo crente precisa ter um tempo devocional e de leitura bíblica
diário com Deus. Há livros devocionais. Há aplicativos devocionais para Ipad, Iphone e
outros. Leitura Bíblica diária é alimento.
2. Jejuns e voto: Faça e estimule seus liderados a fazerem jejuns e votos. Estas disciplinas
espirituais não mudam Deus, mas mudam como vemos a Deus e as situações.
3. Sonho: sonhe e leve seus liderados a sonhar. Não há limites. Nada acontece até que
você comece a sonhar. Sonhe os sonhos de Deus. Conecte-se com Ele. Tire o foco dos
sonhos pessoais e ligue-se aos sonhos da grande obra de Deus.
4. Oração: comece tudo orando. A oração poupa tempo, dá direcionamento, trás
discernimento e principalmente o leva para um relacionamento de intimidade com Deus.
Não tenha medo do sobrenatural de Deus. Abra seu coração e receba o que Ele tem para
derramar sobre sua vida. Tenha tempo diário devocional. Ore no seu Pequeno Grupo.
Reúna-se com seus liderados. Ore sem cessar. Não comece qualquer ação ministerial
sem oração.
29
FORMA DOADORA
3. Convite: convide sempre pessoas para a Igreja e para o Ministério. Com alegria convide
pessoas. Convide pessoas para participar do Pequeno Grupo. Convide pessoas não
crentes para irem a Igreja, ao Pequeno Grupo e ao ministério.
4. Prepare-se: esteja sempre pronto para aproveitar todas as oportunidades.
Oportunidades para servir, oportunidades para falar de Jesus, oportunidades para receber
de Deus, oportunidades de amar e ser amado. Receba a cura de Deus e se prepare
emocionalmente. Ore e deixe-se ser conduzido pelo Espírito Santo, e esteja preparado
espiritualmente.
“Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas
as oportunidades.” Colossenses 4.5
5. Ensine: não retenha nada. Tudo que você tem recebido compartilhe, ensine, testemunhe.
Leve outros a serem parecidos com Jesus. Discipule pessoas.
6. Participe: aproveite todas as oportunidades. Vá aos cultos. Participe de tudo que sua
Igreja oferece para seu crescimento. Busque conhecer o que outros estão fazendo. A
informação está disponível de forma abundante. Seja o primeiro a obedecer ao chamado
de seu Pastor e líderes. Fique perto do mover de Deus.
7. Descanse: descanse em Deus. Ele está no controle de todas as coisas. Não fique alucinado
em fazer. Ganhe tempo gastando tempo com Deus. Deleite-se na presença de Deus e ele
dará o caminho. Muito esforço não significa necessariamente muita produtividade.
8. Sirva: esteja atento ao seu redor. Faça como Jesus fez. Ande pelas ruas, olhe as
necessidades, abra seu ouvido e verá que sempre há uma oportunidade de servir. Deus
o está chamando para suprir necessidades deste mundo. A muito mais alegria em dar do
que receber.
30
FORMA DOADORA
FORMA MINISTERIAL PIB
MATRIZ 5 X 5
DISTRIBUIÇÃO MINISTERIAL PIB SJCAMPOS
LISTA DOS MINISTÉRIOS POR FAIXA ETÁRIA
E BASE COM BREVE DESCRIÇÃO
Ministérios que buscam ganhar as pessoas da melhor
Idade de nossa cidade para Jesus, ministrando, cuidando
e apoiando idosos, realizando cultos e atividades com a
linguagem dessa faixa etária.
Ministérios que buscam ganhar adultos de nossa cidade
para Jesus, ministrando, cuidando e apoiando pessoas
na faixa etária adulto, entre 35 e 65 anos, desenvolvendo
ministérios para atender as diversas demandas específicas
desta faixa etária.
ALIANÇA - Ministério que cuida, ministra e apoia casais adultos. Realiza encontros, retiros,
curso de noivos e aconselhamento de casais. Cuida dos casais também por meio de PG
com perfil específico de casais. Ministérios relacionados: CURSO DE NOIVOS e CASADOS
PARA SEMPRE.
31
FORMA DOADORA
FEMININA - Ministério que realiza ações ministeriais como encontros semanais de oração
e mensais para o cuidado e apoio a mulheres adultas. Há grupos de PG específicos para
mulheres. Ministério relacionado: GERAÇÃO SEMENTE (Gestantes)
HOMENS DE PRIMEIRA - Ministério que realiza ações ministeriais como encontros mensais
e encontros semanais de oração, em que se ministra, cuida e apoia homens adultos,
para desenvolvimento de sacerdotes do lar e líderes. Há grupos de PG específicos para
homens.
MOSAICO - Ministério que tem com objetivo integrar, acolher e desenvolver amizades e a
espiritualidade de pessoas com mais de 35 anos, solteiros, divorciados, viúvos, ou pessoas
cujo conjugue ainda não frequentam a Igreja.
NEGÓCIO FECHADO – Ministério que tem o objetivo de atrair e evangelizar empresários
por meio de encontros com campanha de 7 semanas.
TARDE E ARTE - Ministério que tem por objetivo a comunhão entre os membros e o
evangelismo por meio do artesanato e artes plásticas, oferecendo cursos que acontecem
semanalmente.
Ministério que tem como objetivo ganhar os jovens para
Jesus, ministrando, cuidando e apoiando. Visa atender suas
necessidades espirituais, emocionais, físicas, vocacionais e
relacionais, por meio do equilíbrio dos 5 propósitos – Adoração,
Comunhão, Discipulado, Ministério e Missões. Para atrair e envolver esse público, o ministério
realiza cultos e atividades com linguagem contextualizada, oferecendo oportunidades
para servir nas mais diversas áreas de interesse e habilidade.
ELEVE LIVRE – Focado nos jovens da faixa etária entre 18 aos 29 anos. Ministérios
relacionados: ELEVE LIVRE RECEPÇÃO, ESTACIONAMENTO, AUDIO, BANDAS E BACKS ,
MULTIMÍDIA, INTERCESSÃO, RECOMEÇO, TROPA, CR, COMUNICAÇÀO, DECORAÇÃO,
TEATRO, ILUMINAÇÃO.
ELEVE UP – Foco nos jovens entre 30 e 35 anos. Ministérios relacionados: ELEVE UP RECEPÇÃO,
LOGÍSTICA E INTERCESSÃO.
ELEVE A3 – Foco nos casais jovens. Ministérios relacionados: ELEVE A3 BANDAS E BACKS.
ELEVE A REDE – Ministério com foco nos universitários. Realiza encontros nos intervalos das
aulas nas principais faculdades da cidade.
ELEVE BATERIA – Ministério de percussão com foco evangelístico, atuando em desfile
cívico como de 7 de setembro, no Carnaval, e em outras ações.
ELEVE ELAS – Ministério Feminina para a faixa etária jovem, com foco especial nas
solteiras.
32
FORMA DOADORA
Ministério que tem como objetivo transformar todos os
adolescentes de nossa cidade em apaixonados por
Jesus, ministrando, cuidando e apoiando adolescentes.
Visa atender suas necessidades espirituais, emocionais,
físicas, educacionais e relacionais, por meio do equilíbrio dos 5 propósitos – Adoração,
Comunhão, Discipulado, Serviço e Missões. Em programas e acampamentos com
linguagem contextualizada, oferece oportunidades para servir nas mais diversas áreas
de interesse e habilidades, mesmo fora da linha de frente com os adolescentes. Neste
ministério Pais cuidam de pais de adolescentes. Ministérios Relacionados: CR Xtreme,
Grupo de Apoio CR de pais de adolescentes, ÁGUAS QUE MARCAM, BANDAS E BACKS,
LOGISTICA, SALVA-VIDAS, COMUNICAÇÕES, DANÇA, DECORAÇÃO, MULTIMÍDIA,
ILUMINAÇÃO, INTERCESSÃO, TÉCNICA, TEATRO, SPRING UP (Blogs), CENTRAL DE PG, OPEN
BOX, RECOMEÇO, EVANGELISMO.
Ministério que fundamenta e implementa a
ação no cuidado infanto-juvenil (0 a 12) anos.
Ministérios relacionados: RECEPÇÃO, RECURSOS
PC (Pipoca e Churros), CIA DO LUME E TURMA
DO TIZIU (teatro), CR KIDS, IGNIÇÃO ESPECIAIS
(crianças com necessidades especiais), IGNIÇÃO CAPELANIA DNA (doutores da alegria),
ESCOLA DE PAIS.
IGNIÇÃO BABY – Foco no cuidado de crianças de 0 a 1 ano e 11 meses
IGNIÇÃO TURMICA – Foco no cuidado de crianças de 2 a 3 anos
IGNIÇÃO KIDS – Foco no cuidado de crianças de 4 a 8 anos
IGNIÇÃO JUNIOR – Foco no cuidado de pré adolescentes de 9 a 12 anos. Ministérios
Relacionados: RECEPÇÃO, IGNIÇÃO JUNIORES CEIA DO SENHOR, AÇÃO NINJA (logística),
DANÇA, EVENTOS, METAMORFOSE PULSAÇÃO (Cultos), JUNIORES TÉCNICA, CR JUNIORES,
VIAGENS MISSIONÁRIAS, PROJETOS SOCIAIS.
Ministério que cuida da essência da Adoração para a Igreja
e desenvolve ministérios para levar todo crente a ser um
verdadeiro adorador.
ARTES – Ministério que adora a Deus por meio da interação entre as diversas áreas de
artes, produzindo material artístico para evangelismo e adoração.
33
FORMA DOADORA
BANDAS E BACKS - Ministério que adora a Deus e alcança vidas para Jesus por meio
de bandas e back vocais em estilo contemporâneo, atuando como apoio aos diversos
ministérios, cultos, celebrações e eventos.
CORO - Ministério que adora a Deus e alcança vidas para Jesus por meio da música em
vozes em coral , atuando como apoio aos diversos ministérios. Realiza ensaios duas vezes
por semana e apresenta-se em celebrações e eventos
DANÇA - Ministério que adora a Deus através da dança, alcançando vidas para
Jesus através da expressão corporal em diversas modalidades: de crianças, juniores,
adolescentes, jovens e adultos. Realiza ensaios todas as semanas, apresenta-se nos cultos
conforme escala, em eventos e em impactos evangelísticos.
EVENTOS - Ministério que tem como objetivo organizar os eventos ministeriais, e eventos
pontes da Igreja para alcançar pessoas para Jesus.
FRIENDS CONECTION – Ministério que ministra cultos e celebrações em inglês, com o foco
evangelístico e de comunhão de estrangeiros e de pessoas que falam inglês.
HOUSE – Ministério que desenvolve material gráfico e virtual e de sinalização para
comunicação dentro e fora da Igreja.
INTERCESSÃO - Ministério que adora a Deus por meio da oração. Tem como objetivo levar
todo crente a ser um intercessor. Atua como apoio espiritual aos membros, líderes, ministros
e pastores, aos ministérios e à Igreja. Também oram por nossa cidade, país e mundo. É
responsável pela Escola de Intercessão que ministra cursos em módulos semestrais. Atua
nos cultos, em eventos e constantemente conforme escala. É responsável pelas escalas
da torre de oração.
ORQUESTRA - Ministério que adora a Deus e alcança vidas para Jesus por meio da música
instrumental, atuando como apoio aos diversos ministérios, cultos, celebrações e eventos.
PRODUTORA DE VIDEO – Ministério que produz vídeos tanto para uso interno das celebrações
e ministérios, como programas para a TV.
TEATRO - Ministério que tem como objetivo adorar a Deus e alcançar vidas para
Jesus através da encenação, atuando como apoio aos diversos ministérios, cultos,
celebrações e eventos.
TÉCNICOS – Ministérios que promovem a parte técnica da adoração. Ministérios
Relacionados: AUDIO, ILUMINAÇÃO, MULTIMÍDIA
VOCAL GROOVE - Ministério que adora a Deus e alcança vidas para Jesus por meio de vozes
e instrumentos no estilo gospel americano, atuando como apoio aos diversos ministérios.
Ministério que cuida da essência da Comunhão para a Igreja
e desenvolve ministérios para levar todo crente a ser acolhido,
incluído e participante do corpo de Cristo, a Igreja.
ACONSELHAMENTO – Ministério que cuida dos membros por meio do aconselhamento.
ÁGUAS QUE MARCAM - Ministério que leva os novos convertidos a fazer parte da família
da igreja através do batismo. Realiza a Festa nas Águas, ministra as classes de batismo e
acompanha o batizando para integração à Igreja.
34
FORMA DOADORA
CENTRAL DE RECEPÇÃO E ATENDIMENTO – Ministério responsável por informar, realizar
inscrições, cadastrar membros e novos decididos, e acompanhar pelo sistema de dados
o relacionamento dos membros com as atividades da Igreja.
COMUNICAR - Ministério que tem por objetivo integrar, cuidar e evangelizar deficientes
auditivos
ESPORTES - Ministério que tem por objetivo promover a comunhão entre os membros e o
evangelismo através dos esportes. Atuamos hoje com vôlei, futebol, tênis de mesa, judô,
jiu jitsu, futsal, futebol de campo, basquete, ciclismo, atletismo e natação.
INTEGRAÇÃO - Ministério que integra cristãos vindos de outras igrejas, conduzindo-os à
membresia. Realiza ciclo de 18 encontros aos domingos, para passar a visão e nossa
forma de ser Igreja.
RECOMEÇO - Ministério que recebe os novos convertidos, principalmente após o apelo
nos cultos e fichas de decisão, acolhendo-os à integração na Igreja
CIRCUITO VIDA – Ministério que cuida da essência do
Discipulado para a Igreja e desenvolve ministérios para
levar todo crente a ser um verdadeiro discípulo de Jesus.
CASA APRISCO – Ministério de cuidado, aconselhamento e ministrações para membros
que necessitam de acompanhamento após realização do Retiro Restauração.
CELEBRANDO A RECUPERAÇÃO - Ministério que oferece ferramentas espirituais práticas
para a libertação de maus hábitos e condutas escravizantes.
CURA E LIBERTAÇÃO – Ministério que promove a cura e libertação.
EDITORA INSPIRE – Ministério responsável pela criação e publicação de livros e materiais
de treinamento para o desenvolvimento cristão.
EDUCAÇÃO – Ministério que promove o encontro de profissionais da área de educação
para cuidado mútuo.
GLOBAL IDIOMAS - Ministério que tem oferece o aprendizado de idiomas com o objetivo
de formar crentes para ir a outros países levar a Palavra e o amor de Deus.
IPE – Ministério de formação de ministros e pastores.
LOJA INSPIRE – Loja para venda de recursos e materiais didáticos para atender às
necessidades de crescimento espiritual dos crentes e simpatizantes da PIB.
REDE INSPIRE – Rede formada por Igrejas em todo o Brasil e no mundo para transferência
de “Know-how”da PIB.
RETIROS – Ministério que visa promover o crescimento e o desenvolvimento pleno do cristão,
na satisfação em Cristo (Satisfação), com espírito e alma restaurado (Restauração) e
rendidos ao cuidado de Deus (Rendição – retiro para o inventário do CR).
35
FORMA DOADORA
Ministério que cuida da essência do Serviço para a Igreja e
desenvolve ministérios para levar todo crente a ser um
verdadeiro servo de Jesus, atuando de acordo com sua
FORMA e junto de seus PGs.
BOAS VINDAS - Ministério que acolhe as pessoas que chegam de carro ao culto da
noite, dando informações aos visitantes de primeira vez e encaminhando-os para
estacionamento especifico.
BRIGADA DE INCÊNDIO - Ministério que tem por objetivo garantir a saúde e integridade
física dos membros e frequentadores, além de toda a estrutura patrimonial da igreja, por
meio de um grupo organizado de pessoas, voluntárias ou não, treinadas e capacitadas
para atuar na prevenção, no abandono e no combate a um princípio de incêndio.
CEIA DO SENHOR- Ministério que decora o altar para Ceia e monta as bandejas com o
vinho (suco) e pães para distribuição.
ENFERMARIA - Ministério que disponibiliza auxílio técnico emergencial à saúde de membros
e visitantes, em celebrações e eventos, bem como apoiar ações de evangelismo e a
prevenção de doenças entre a membresia.
ESTACIONAMENTO - Ministério que orienta o estacionamento dos carros dos membros e
visitantes durante os cultos e atividades gerais. Recepciona pessoas com alegria e agilidade.
GOURMET - O Ministério Gourmet tem por objetivo transmitir o amor de Deus por meio da
preparação e serviço de alimentos, e do ensino da prática culinária com espiritualidade.
Ministério Relacionado: CASA DO VOLUNTÁRIO
HOSPITALIDADE: Ministério que recebe pastores, ministros e membros de outras igrejas,
nacionais e internacionais, para as programações de nossa igreja, hospedando-os em
residências de membros.
JARDINAGEM - Ministério que tem como objetivo transmitir o amor de Deus por meio do
cuidar do paisagismo e da manutenção das plantas nos diversos campi PIB.
PIB TV (Internet) - Ministério que conecta as pessoas à Igreja por meio da internet, utilizando
desta ferramenta para informar, transmitir cultos e atividades de adoração à Deus, bem
como interagir com membros e pessoas que acessem nosso portal.
RECEPÇÃO - Ministério que recebe todos os que chegam à igreja em cultos e eventos
RECOLOCAÇÃO – Ministério que acolhe e auxilia pessoas disponíveis no mercado. Tem
como objetivo utilizar as técnicas de RH para auxiliar membros e não membro da
Igreja a serem recolocados no mercado de trabalho, bem como fornecer mão de
obra para empresários de nossa Igreja. Cuida das pessoas que estão passando por
essa fase difícil na vida.
36
FORMA DOADORA
Ministério que cuida de essência do Evangelismo para a
Igreja e desenvolve ministérios para levar todo crente a ser
um verdadeiro missionário na cidade, no Estado, no Brasil e
até os confins da terra.
ABAP - Ministério que atua sob as necessidades sociais da comunidade, levando o amor
ao próximo. Oferece clinica médica, odontológica, psicológica. Possui atendimento de
fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas. Oferece também orientação
nutricional, farmácia comunitária orientação jurídica, centro educacional de estética e
beleza, mercado solidário, bazar solidário. Apoio ao morador de rua e administração de
creche em parceria com a Prefeitura.
BELAS - Ministério que oferece o amor e a Palavra de Deus às profissionais do sexo,
buscando levá-las a Cristo.
CAPELANIA HOSPITALAR - Ministério que oferece conforto e amor aos doentes, buscando
alcançá-los para Cristo.
CAPELANIA PRESÍDIO MASCULINO E FEMININO - Ministério que oferece conforto e amor
aos presos, buscando alcançá-los para Cristo.
CONTRA-MÃO - Ministério que tem por objetivo ser resposta de Deus aos adolescentes e
jovens de todas as tribos, indo até eles, falando do seu amor em linguagem underground,
sem preconceitos, identificando-se com seu modo de ser, mas, sempre embasado na
Palavra de Deus.
DEPENDENTE QUIMICO – Ministério que apoia e cuida de dependentes químicos e familiares.
EVANGELISMO – Ministério que cuida da formação e envio de pessoas para o evangelismo
em todos os lugares.
POSITIVO - Ministério que oferece amor, conforto, apoio e a Palavra de Deus aos HIV
positivo e familiares.
RÁDIO CIDADE AM 1120 – Ministério que leva os valores e a mensagem cristã por meio de
uma rádio com programação secular.
RUAS - Ministério que oferece o amor e a Palavra de Deus aos moradores de rua, buscando
levá-los a Cristo.
AÇÕES
a) Curso Forma - Realizado mensalmente para adultos (aberto para adolescentes,
jovens, adultos e master) e trimestralmente para Juniores.
b) Encontros - Trimestrais – De todos os lideres de ministério; Periódicos – Dependen-
do do ministério há encontros semanais, quinzenais, mensais ou bimestrais com o
seu líder de faixa etária ou propósito.
37
FORMA DOADORA
c)
Feira de Ministérios – Feira anual de ministérios.
d) PG nos Ministérios – Escala dos PGs para servir nos ministérios.
e) Campanhas de captação de voluntários – Periodicamente convocação dos
membros para servir.
FORMA DOADORA
CONCLUSÃO
Cuidar de pessoas, este é o nosso ramo. As pessoas estão clamando por cuidado. Somente o cristão tem verdadeiramente o que pode suprir as necessidades do mundo, JESUS.
O exemplo que nosso Deus nos dá é de sermos generoso como ele é. Precisamos tomar
posse de tudo que já recebemos, celebrar com alegria, e então verdadeiramente doar
o melhor, que é Cristo em nós.
Muitos dos nossos trabalhadores foram feridos durante a
vida, nas batalhas diárias. Muitos de nós fomos também feridos. Muitas bagagens não
foram deixadas para trás. Precisamos cuidar e sermos cuidados. Isto acontece por meio
dos pequenos grupos e pelo discipulado um a um.
Crentes curados encaram de frente o chamado que Deus deu para cada um. São livres
para sonhar o sonho de Deus. Sabem que são vasos de barro na mão do oleiro, que fez de
cada um uma obra prima, pois coloca em nós seu maior tesouro, o próprio Espírito Santo.
Quando recebemos do GRANDE DOADOR tudo que ele tem para nós, há cura, há revelação plena do ministério, há novo e renovo diariamente. Precisamos gerar discípulos
com um coração servo, que conheçam sua FORMA e possam exercer o seu propósito
estando no centro da vontade de Deus, dispostos a doar tudo o que têm e são, pois reconhecem que já receberam o melhor do melhor.
A Igreja precisa ser revolucionária. Cumprir o seu papel transformador, amando e levando cada um de seus membros a amar sem parar, com liberdade em Cristo.
Você é Filho(a) de Deus, criado com a FORMA especial de Deus, para se encaixar sem
Seus propósitos. Entregue tudo ao Senhor e ele tudo fará. Tome posse do que ele já te
deu, receba diariamente do vinho novo, da fonte inesgotável de amor vinda de nosso
Pai e experimente o sobrenatural de Deus. Isto inclui poder para fazer milagres, curar,
perdoar, multiplicar pães e coisas ainda maiores que nosso irmão mais velho Jesus fez.
Atenda ao chamado!
“Digo-lhes a verdade: Aquele que crê em mim fará também as obras que tenho realizado. Fará coisas ainda maiores do que estas, porque eu estou indo para o Pai.” João 14.12
38
FORMA DOADORA
ANEXO 1 - IMPLANTAÇÃO DE MINISTÉRIOS
NA PLANTAÇÃO DE IGREJAS DA CIDADE
Procedimentos para a implantação ministerial nas Igrejas da Cidade (IC) pela Primeira
Igreja Batista em São José dos Campos (PIB).
OBJETIVOS:
• Nortear a implantação ministerial nas novas Igrejas
• Definir quais os ministérios básicos necessários para o funcionamento das ICs
• Estabelecer o processo para início e desenvolvimento dos ministérios básicos
• Estabelecer o processo para definição dos ministérios necessários em cada IC
• Estabelecer o processo para a criação de novos ministérios relativos à realidade local
• Estabelecer hierarquia e processo de crescimento no cuidado dos ministérios
• Estabelecer o suporte da PIB (Matriz) em relação às ICs.
• Estabelecer vínculo com os ministérios da PIB, garantindo a visão e o padrão
de excelência.
CENÁRIO
A plantação de Igrejas da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos (PIB)
acontece a partir do nascimento de Pequenos Grupos (PG). Com a multiplicação,
a partir de no mínimo 2 Pequenos Grupos, com um número mínimo de 4 líderes, e
aproximadamente 30 pessoas, dá-se início a uma nova Igreja, em cidade definida pela
liderança da PIB.
É designado um obreiro para o pastoreio da Igreja, um local para a celebração e dáse início as celebrações.
Diante das necessidades vivenciadas pelas Igrejas da Cidade (IC) quando a
implantação ministerial, definimos estabelecer os procedimentos para criação e
implantação dos ministérios nas Igrejas da Cidade já existentes e as novas que ainda
serão implantadas.
Ao serem iniciadas, os integrantes dos PGs estarão envolvidas no nascimento de cada
ministério. Há os básicos que precisarão estar previamente preparados para atuação já
no primeiro culto e outros que precisarão se desenvolver em até um ano e outros conforme
a visão local.
39
FORMA DOADORA
No primeiro momento será necessário que todos os integrantes, atuem com o coração
servo, na área que for necessária, e em várias áreas. Algumas características pessoais já
deverão ser observadas, principalmente quanto a liderança dos ministérios básicos, para
que as funções tenham melhor desempenho. Com o crescimento da Igreja e incremento
dos membros passaremos a dar um ênfase a FORMA de cada membro, mas sempre
fortalecendo o coração servo e também a experimentação do servir, junto com o PG.
A) ETAPAS DA IMPLANTAÇÃO MINISTERIAL NAS NOVAS IGREJAS DA CIDADE
1. PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO
a. Reunião da Diretoria das Igrejas da Cidade.
i. Avaliação e mapeamento da viabilidade da plantação
da nova Igreja da Cidade
ii. Indicação do Pastor IC
iii. Planejamento de data para possível inauguração.
b. Reunião do Pastor indicado para a IC (também Coordenado
dos PGs) + Pastor das Igrejas da Cidade + Líderes de PG + Integrantes do PG da nova Cidade para definição ministerial. Deve
acontecer com antecedência mínima de 40 dias antes da primeira celebração.
i. Distribuição dos ministérios Básicos entre os líderes de PG,
e os seus integrantes.
ii. Agendamento dos treinamentos. Uma visita à sede, monitorada pelos líderes do ministério e uma visita a pelo menos uma Igreja da Cidade.
iii. Levantamento da infra-estrutura mínima necessária para
o funcionamento ministerial. Local em condições de culto, pelo menos um membro com acesso a internet para
cadastramento dos frequentadores, novos decididos e
outros.
c. Reunião do Pastor indicado para a IC + Pastor das Igrejas da Cidade + Líderes dos ministérios básicos designados para a IC.
i. Oração e delegação das funções
40
FORMA DOADORA
ii. Apresentação das funções específicas para os líderes
iii. Inclusão dos líderes no Sistema de Gestão da Igreja (Eklesia)
iv. Agendamento de treinamento específico de cada líder de
ministério IC, com líder PIB ou líderes da Igreja da Cidade.
d. Elaboração do planejamento de Implantação. Pastor IC + Pastor
das Igrejas da Cidade + equipe definida para este fim.
i. Inauguração – Data e recursos necessários e divulgação
ii. Equipe
iii. Processos de atuação ministerial – Como cada ministério
irá atuar e por quem
iv. Objetivos no primeiro ano
e. Apresentação do novo Pastor IC para a Igreja PIB, com ata de
fundação da nova Igreja.
i. Apresentação para Igreja e oração de envio em culto
definido pela liderança
ii. Ata de fundação da Igreja – normalmente no encontro
de líderes de PG. (TPP)
2. DESENVOLVIMENTO DA EQUIPE
a. Treinamentos técnicos com os líderes da PIB e das Igrejas da Cidade
b. Treinamentos dos líderes IC com suas equipes
c. Treinamento de liderança – Escola de Liderança On-line e presencial ao longo do ano
d. Encontros de comunhão ministerial.
41
FORMA DOADORA
3. INCLUSÃO E DESENVOLVIMENTO DO VOLUNTARIADO
a. Elaboração do caminho do voluntário em cada ministério
b. Desenvolvimento dos pré-requisitos para cada ministério. Todos
precisam ser membros e estar em PG. Exceção: Os participantes
do curso integração poderão servir, em alguns ministérios ligados
a base de ministério (recepção/estacionamento/ tropa), mas
não poderão ocupar posições de liderança ou ministração.
c. Implantação da cultura do convite para o ministério
d. Implantação dos PGs servindo nos ministérios
4. COMUNICAÇÃO
a. A IC deverá utilizar toda a comunicação desenvolvida pela PIB.
Isto é, não poderá fazer qualquer peça de divulgação externa
ou interna, sem prévia aprovação da PIB.
b. Estratégias de comunicação para lançamento deverão ser definidas entre Pastor IC + Pastor Igrejas da Cidade + Equipe de Comunicação PIB.
c. Logomarca e toda utilização de identidade visual precisa ser
supervisionada e muitas vezes será desenvolvida pela House e
Produtora Inspire.
B) MINISTÉRIOS BÁSICOS
Os ministérios de implantação inicial são os diretamente ligados ao culto. Inicialmente
começamos com um culto aos domingos às 19h de cunho evangelístico. Com o
crescimento da Igreja e definição de local fixo, os cultos são também ampliados. Alguns
ministérios já deverão ser iniciados pelos próprios membros da nova Igreja e outros
precisarão de apoio da sede e outras Igrejas da Cidade.
MINISTÉRIOS BÁSICOS
1) RECEPÇÃO: Responsável pelo cuidado dos que chegam à Igreja. Prestam informações, e oferecem o melhor e mais acolhedor ambiente para membros, frequentadores e visitantes.
42
FORMA DOADORA
a. Atribuições:
• Abrir e fechar o templo
• Arrumar o ambiente para a Celebração – incluindo envelopes de
dízimos, canetas, fichas de decisão.
• Interface com a sede para materiais gráficos
• Receber as pessoas
• Distribuir revistas e esboços
• Fazer a coleta de dízimos e ofertas
• Contagem dos frequentadores em cada culto
• Informação para a PIB, via sistema, da frequência nos cultos
• Recolher as fichas de decisão e passar para equipe do Recomeço
• Montar a Ceia do Senhor
• Realizar venda de materiais quando necessário
• Fazer inscrições para Circuito Vida e Programações da IC e da PIB
• Dependendo do local auxiliará também no estacionamento
•Cadastramento do Sistema pelos membros, líderes de PG e líderes Ministeriais.
b. Formação inicial
• Serão necessários pelo menos 5 voluntários para realização inicial
deste ministério, sendo pelo menos 1 líder, preferencialmente entre
os líderes de PG.
• Deverá ser exercido pelos próprios integrantes da IC
• Os integrantes atuarão inicialmente em todos os cultos da IC.
• Deverão ser treinados pela equipe de Recepção e Central de Atendimento PIB. Treinamento de 3 horas, antes que seja dado início às
celebrações na IC.
•
Uniforme e botom conforme a PIB
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, e focado em pessoas (gosta de gente). Todas as
idades, inclusive juniores e crianças com seus pais.
43
FORMA DOADORA
c. Desenvolvimento (próximos passos)
• Formação de equipes para os 4 domingos (reduzindo o número de
dias servindo no mesmo ministério) e depois para os períodos da
manhã e período da noite de cada domingo do mês. A equipe responsável pelo domingo é também responsável por todos os demais
cultos da semana.
• Formação dos ministérios: Estacionamento / Central de Recepção e
Atendimento IC / Ceia do Senhor – Em aproximadamente 3 meses
buscar o desmembramento da Recepção, com levantamento de
líder e treinamento com equipe específica da PIB.
2) RECOMEÇO: Responsável pelo cuidado dos novos decididos para que trilhem o
caminho da fé e recebam os cuidados via PG.
a. Atribuições:
• Receber o novo convertido e conectá-lo a um PG
• Contagem dos novos decididos em cada culto e envio para controle via Sistema
• Recolher as fichas de decisão
• Cadastramento no Sistema os novos decididos.
• Preparação da Celebração dos Batismos
• Ministração do Curso Águas que Marcam (Junto com Pastor da IC e
Lider de PG)
• Ministração do Curso Conhecendo mais a Deus (Junto com o Pastos
da IC e Líder de PG)
b. Formação inicial
• Serão necessários pelo menos 2 voluntários para realização inicial
deste ministério, sendo pelo menos 1 líder, preferencialmente entre
os líderes de PG.
• Deverá ser exercido pelos próprios integrantes da IC
• Os integrantes atuarão inicialmente em todos os cultos da IC.
• Deverão ser treinados pela equipe do Recomeço. Treinamento de 3
horas, antes que seja dado início às celebrações na IC.
44
FORMA DOADORA
•
Uniforme conforme a PIB
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, e focado em pessoas (gosta de gente). Crente
com maturidade vida cristã (não pode ser recém convertido).
c. Desenvolvimento (próximos passos)
• Formação de equipes para os 4 domingos (reduzindo o número de
dias servindo no mesmo ministério) e depois para os períodos da
manhã e período da noite de cada domingo do mês.
• Formação dos ministérios: Águas que Marcam. Em
aproximadamente 3 meses buscar o desmembramento do Recomeço, com levantamento de líder e treinamento com equipe específica da PIB e ICs.
3) APOIO AO CULTO/SECRETARIA DO PASTOR – Responsável pelo planejamento e a
interface com todas as áreas responsáveis pela Celebração garantindo execução dos cultos.
a. Atribuições:
• Apoio direto ao dia a dia do Pastor IC
• Montagem das ordens de culto em sintonia com a sede
• Cuidado e apoio os pastores e ministros da IC e da PIB
• Controle do tempo e das intervenções para cumprimento das ordens de culto
• Interface com a técnica, pregadores, ministros, louvor e recepção
• Solicitar material de limpeza e outros junto a Infra-estrutura da PIB.
b. Formação inicial
• Necessário pelo menos uma pessoa. Ideal um casal.
• Deverá ser exercido pelos próprios integrantes da IC
• O voluntário atuará inicialmente em todos os cultos da IC e também
terá ações a serem realizadas durante a semana.
• Deverão ser treinados pela equipe de Apoio ao Culto da PIB ou IC.
Treinamento de 2 horas, antes que seja dado início às celebrações
45
FORMA DOADORA
na IC e acompanhamento de pelo menos 2 domingos nos cultos da
PIB e de pelo menos uma IC.
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, focado em tarefas e com ótimo relacionamento
interpessoal. Alguém muito responsável, com facilidade para gerar
relatórios e diretamente ligado ao Pastor da IC.
c. Desenvolvimento
• Formação de voluntários, tendo um líder, e dividindo o trabalho
para outros 4 voluntários, 1 para cada domingo (reduzindo o número de dias servindo no mesmo ministério) e depois para os períodos
da manhã e período da tarde de cada domingo do mês.
• Formação de Ministério: Apoio ao culto das Faixas Etárias e contratação de uma Secretária do Pastor IC.
4) ESTACIONAMENTO – Responsável pelo cuidado dos membros, frequentadores e
visitantes que chegam de carro ao estacionamento.
a. Atribuições:
• Recepcionar as pessoas ao chegarem com seus veículos
• Auxiliar no estacionamento
• Cuidar dos veículos durante os cultos
b. Formação inicial
• Duas pessoas por culto, dependendo de como é o estacionamento da IC.
• Deverá ser exercido pelos próprios integrantes da IC
• O voluntário atuará inicialmente em todos os cultos da IC.
• Deverão ser treinados pela equipe de Recepção da PIB. Treinamento
de 3 horas 30 minutos, antes que seja dado início às celebrações na
IC. Ele deve participar do treinamento da Recepção e ter um treinamento específico de acordo a forma de estacionamento na IC.
46
FORMA DOADORA
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, focado em pessoas, preferencialmente casais. Disponibilidade para servir em todos os cultos inicialmente.
c. Desenvolvimento
• Formação de voluntários, inicialmente dividindo trabalho para os
4 domingos (reduzindo o número de dias servindo no mesmo ministério) e depois para os períodos da manhã e período de noite de
cada domingo do mês. A equipe do domingo é responsável pelos
demais cultos da semana.
5) MINISTÉRIOS TÉCNICOS – Responsável por oferecer a condição técnica necessária para o louvor e pregação.
a. Atribuições:
• Montagem do som
• Sonorização do culto
• Apresentação dos Power points e vídeos
• Filmagem (quando houver)
b. Formação inicial
• Na montagem inicial, é necessário equipe técnica da PIB, já acompanhado de pelo menos 4 pessoas integrantes da IC. 2 para o som
e 2 para o multimídia.
• O voluntário atuará inicialmente em todos os cultos da IC.
• Deverão ser treinados pela equipe Técnica PIB. Treinamento de 4
horas na sede e treinamento no local acompanhando a instalação
durante todo o período da equipe PIB na IC. O treinamento precisa
ter sido completado antes do início dos cultos na IC. Para o acompanhamento das letras será fornecido um kit para estudo do responsável pelo multimídia, para conhecer as músicas antes. Durante
os primeiros 3 meses as músicas nas ordens de culto serão as do kit e
aos poucos serão introduzidas as novas.
47
FORMA DOADORA
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, e focado em tarefas, disposto a aprender, alguma
facilidade com informática e áreas técnicas afins. Disponibilidade
para servir em todos os cultos inicialmente.
c. Desenvolvimento
• Formação de voluntários. Convite constante das pessoas focadas
em tarefa para participarem do ministério. Treinamentos constantes
tanto na sede, como em acompanhamento do dia a dia. Evoluir
para que cada voluntário sirva um domingo por mês e posteriormente um período por mês.
• Formação dos ministérios: Som / Multimídia / Imagem
6) MINISTÉRIO DE LOUVOR – Responsável por proporcionar um ambiente de louvor e
adoração nos cultos da Igreja, levando a Igreja a adorar.
a. Atribuições:
• Adoração nos cultos
• Ensaio e desenvolvimento de bandas e backs
b. Formação inicial
• O Louvor sempre deve ser iniciado por Ministros da PIB ou outras ICs,
exceto quando a IC for em outros estados ou países. Estima-se pelo
menos 3 meses. Este tempo irá variar conforme a disponibilidade de
voluntários com habilidades para a música e também ministração. É
de incumbência do Ministro da PIB e do Pastor IC levantar pessoas e
treiná-las para esta função.
• Após o primeiro mês deverá ser feita uma audição com as pessoas
interessadas no IC.
• Os voluntários atuarão inicialmente conforme escala da PIB. Os que
forem da IC deverão estar juntos nos ensaios e a critério do Ministro
da PIB e do Pastor da IC e dos critérios de membresia (integração,
batismo e PG), iniciar participação nos cultos.
48
FORMA DOADORA
• Durante os primeiros 3 meses as músicas nas ordens de culto serão
as do kit e aos poucos serão introduzidas as novas.
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, com habilidades na área de música, e trilhando o
caminho da recuperação. Disponibilidade para servir em todos os
cultos inicialmente.
c. Desenvolvimento
• Formação de voluntários. Convite constante das pessoas com
habilidades em música. Montagem de bandas. Ensaios, estudo
técnico externo e participação nos treinamentos na sede e encontros de adoração. Evoluir para que cada voluntário sirva nos cultos
semanais, desenvolvendo escalas e bandas específicas para cada
tipo de culto.
7) MINISTÉRIO INTEGRAÇÃO – Responsável pelo cuidado dos crentes que vieram de
outras igrejas, para que estejam dentro da visão da PIB e tenham convicção do
chamado para esta Igreja.
a. Atribuições:
• Apresentação e acompanhamento dos participantes do Curso Integração. Kit com os vídeos e leitura dos livros.
b. Formação inicial
• O primeiro Curso de Integração será iniciado por alguém da equipe
da PIB ou IC. Preferencialmente Pastor IC já indicará alguém para
iniciar treinamento da apresentação do curso.
• O primeiro ciclo deverá iniciar já na 3ª. semana de cultos na nova
IC. No início muitos veem de outras igrejas e é imprescindível alinhar com a visão.
• Levantamento das pessoas de outras igrejas que estão frequentando o PG, para divulgar e garantir a participação já no primeiro Integração (16 semanas).
49
FORMA DOADORA
• CARACTERÍSTICAS DESTE VOLUNTÁRIO: Coração servo, disposto a
ajudar em tudo, com habilidades na área de ensino.
c. Desenvolvimento
• Criação de uma equipe, com pelo menos 2 voluntários, que possam
apresentar o curso integração independentemente da PIB.
8) MINISTÉRIO TROPA – Responsável por deixar o ambiente em condições para a realização do culto e recepção dos membros, visitantes e frequentadores.
a. Atribuições:
• Limpeza do local, inclusive banheiros
• Montagem e desmontagem das cadeiras
• Decoração quando tiver
• Passar para Apoio ao culto, materiais e questões de infra-estrutura
necessários para o bom funcionamento da IC.
b. Formação inicial
• Escala de um PG por domingo e cultos da semana. Será necessário
levantar um líder para o ministério que definirá um processo de check
list e se comprometerá que todos os PGs tenham a mesma qualidade. Este líder deverá estar todos os dias e todos os cultos inicialmente.
• CARACTERÍSTICAS DESTES VOLUNTÁRIOS: Coração servo, disposto a ajudar em tudo, com condições físicas de limpeza e carregar algum peso.
c. Desenvolvimento
• Criação de um ministério de Limpeza. E com o crescimento da Igreja,
contratação de uma pessoa para esta área. Ministério Tropa evoluir
para montagem de uma ambientação conforme mensagens.
50
FORMA DOADORA
9) MINISTÉRIO INTERCESSÃO – Responsável pelo cuidado nas celebrações, em oração, dos ministros, pastores, membros, visitantes, frequentadores, voluntários e
área de culto.
a. Atribuições:
• Oração antes e durantes os cultos
• Oração pelos visitantes, membros, pastores e ministros, ministérios,
dízimos e ofertas, local de culto e cidade.
b. Formação inicial
• Formado por 10 pessoas, sob a liderança do Pastor IC, que se dividirão em 4 no período da manhã e 4 a tarde, inicialmente em todos
os cultos. No culto da semana pelo menos 2 pessoas.
c. Desenvolvimento
•Desenvolvimento de grupos de intercessão sob a liderança de
cada um dos líderes e pastores da IC. O grupo ampliará intercedendo pelo próprio líder especificamente e crescerá para intercessões específicas de acordo com as orientações do ministério
de Intercessão PIB.
10)MINISTÉRIO IGNIÇÃO (0 A 12 ANOS) – Responsável por fundamentar e implementar as ações no cuidado das crianças.
a. Atribuições:
• Cuidado das crianças
• Ministração para as crianças
• Lanche para as crianças
b. Formação inicial
• Levantamento de um líder que goste muito de criança. Preferencialmente alguém que já cuide das crianças no PG.Treinamento com
equipe Ignição. Presencial da PIB, e acompanhamento da equipe
PIB na IC. Equipe inicial de pelo menos 4 pessoas.
51
FORMA DOADORA
• O ministério deve iniciar juntamente com os cultos. Se não for possível deverá ser levantado liderança no primeiro mês.
c. Desenvolvimento
• Inclusão das demais faixas etárias infantis, na sequência: Ignição
Baby, Ignição Junior, Ignição Turmica, Ignição Especiais.
11)MINISTÉRIO ELEVE – Responsável por fundamentar e implementar as ações no cuidado dos jovens.
a. Atribuições:
• Cuidado dos Jovens
• Celebração específica para os jovens
• Coordenação dos PGs da juventude
b. Formação inicial
• A partir do momento em que há 2 PGs de Jovens, aproximadamente 30 pessoas, inicia-se o Culto Jovem.
• O líder deverá ser indicado pelo Pastor do Eleve da PIB e o Pastor IC.
Poderá ser alguém vindo da PIB, ou levantado entre os membros IC.
• Para a realização das celebrações será necessário levantar estrutura geral. Inicialmente pode ser utilizado o das celebrações gerais,
mas é importante que se levante voluntários específicos para não
sobrecarregar.
• Em aproximadamente 2 meses dá-se início ao Eleve nas IC, dependendo das características da IC.
c. Desenvolvimento
• Inclusão dos demais ministérios na faixa etária jovem, na sequência:
Eleve (Jovens de 19 a 29 anos), Eleve Xtreme (Adolescentes – 13 a
18), Eleve UP (Jovens acima de 30), Eleve A3 (Casais Jovens).
52
FORMA DOADORA
C) DESENVOLVIMENTO DE MINISTÉRIOS
a) CURSO FORMA – Curso com objetivo de despertar o coração servo, proporcionar
o auto-conhecimento quanto aos dons espirituais, paixões, habilidades e talentos,
personalidade e áreas de experiências, que demonstram como cada crente é
formado para cumprir um propósito no Reino de Deus. Tem como meta fazer de
todo crente um ministro e conectá-lo a um ministério já existente na Igreja, bem
como trazer a tona novos ministérios conforme o coração de Deus.
Objetivos:
1) Conhecer quais as realidades que tocam os membros da Igreja
2) Fazer com que todos os membros possam compreender melhor a importância
do servir, desenvolvendo o tripé: Coração servo, FORMA, servir com o PG.
3) Detectar e desenvolver talentos
4) Preparar para o desenvolvimento de novos ministérios ligados a realidade local, principalmente na área de missões.
5) Alinhar a necessidade da IC com os talentos disponíveis.
6) Levantar equipe para ministração do Curso FORMA. (No futuro, curso será
dado on-line, a distância, mas mediado por alguém da IC, treinado pela
equipe FORMA PIB).
7) Apresentar os ministérios e oportunidades de servir.
Público Alvo: Todas as pessoas que frequentam a IC.
Desenvolvimento:
• Após o primeiro trimestre após o início dos cultos, realização do primeiro
curso FORMA.
• Realizar o Curso FORMA pelo menos trimestralmente nas ICs.
• Com o aumentando de frequência e ingresso de novas pessoas na Igreja
aumentar periodicidade para até mensal.
b) DESENVOLVIMENTO DE NOVOS MINISTÉRIOS
• A partir da necessidade da comunidade serão desenvolvidos os ministérios.
Exemplo: Há muitas grávidas e filhos para apresentar – desenvolvimento do ministério
Geração Semente. / Há muitas pessoas que desejam se casar – desenvolvimento do
Curso de Noivos / Há muitos casais – desenvolvimento do ministério Aliança.
53
FORMA DOADORA
Importante! Não criamos nenhum ministério antes que se tenha um líder que seja
diferente do Pastor IC e outros líderes de ministério. É necessário que este líder tenha
alguma paixão pelo ministério, ou no mínimo tenha percebido a necessidade e se
disponha a saná-la.
• Para se iniciar um novo ministério é necessário:
PASSO 1 : Orar por ele
PASSO 2: Checar se:
• Está de acordo com a Bíblia;
• Contribuirá para a boa reputação da Igreja;
• Suprirá necessidades do “corpo” da Igreja;
• Tem um líder membro da Igreja para início;
• Será formada por uma equipe
• Não traz benefícios financeiros próprios ou de outros
PASSO 3: Fazer uma descrição por escrito do Ministério respondendo às
perguntas abaixo e falar com o Pastor IC ou líder do Propósito de Ministério IC.
a)
b)
c)
d)
Qual o propósito do ministério?
Quem será atendido com o ministério (Público Alvo)?
Qual a necessidade que o ministério suprirá?
Como você atuará para suprir essas necessidades?
PASSO 4: Desenvolver projeto com o líder do Propósito ou Pastor IC, conforme
modelo de Projeto de Ministério (anexo), e partir para implantação.
• As final de 6 meses temos a meta de ter:
DISCIPULADO CIRCUITO VIDA BÁSICO: Águas que Marcam /Integração /
Forma / TPP on line / Conhecendo Mais a Deus / Essência Satisfação
MINISTÉRIO: Recepção / Estacionamento / Ceia do Senhor
ADORAÇÃO: Bandas e Backs / Intercessão / Apoio ao Culto / Áudio /
Multimídia / Fotografia
COMUNHÃO: Central de Recepção e Atendimento IC / Águas que
marcam / Recomeço / Esporte / Sessão Cinema
MISSÕES: Evangelismo / Eventos Pontes
54
FORMA DOADORA
• Ao final de 1 ano temos a meta de ter também:
DISCIPULADO CIRCUITO VIDA: CR / Inspiração /
MINISTÉRIO: Enfermaria / Gourmet
ADORAÇÃO: Dança / Teatro
COMUNHÃO: Aconselhamento
MISSÕES: Ação Social (ABAP)
ADULTOS: Feminina / Homens de Honra / Aliança / Geração Semente
Poderá haver outros ministérios já em funcionamento em decorrência das necessidades
da comunidade local da IC.
c) DESENVOLVIMENTO DOS PROPÓSITOS E FAIXAS ETÁRIAS
Inicialmente todos os líderes de ministério estarão ligados diretamente ao Pastor IC.
FAIXAS ETÁRIAS
• Crianças (0 a 12 anos) – IGNIÇÃO – Criada desde o início
• Adolescentes (13 a 18 anos) – ELEVE XTREME – A ser criada com
demanda e desenvolvimento do ELEVE
• Jovens (19 a 35 anos) – ELEVE – Criada nos primeiros meses da IC
• Adultos (36 a 60 anos) – A ser criada por demanda e desenvolvimento
• Master (Acima de 60 anos) – A ser criada por demanda e desenvolvimento
a) Atribuições:
• Fundamentar a ação e o cuidado com cada faixa etária
• Fazer a interação com os líderes da Faixa Etária das ICs e PIB
• Fazer a interação com os líderes dos Propósitos
• Desenvolver os ministérios e ações ministeriais necessários e de acordo com cada faixa etária
55
FORMA DOADORA
b) Desenvolvimento
• Formação da segmentação das Faixas etárias.
o Criança: Ignição Baby, Ignição Turmica, Ignição Kids, Ignição
Juniores) e criação de ministérios específicos (Ex.: Capelania Ignição, Ignição Especiais...)
o Jovens: Eleve Xtreme, Eleve Up, Eleve A3 e ministérios específicos
(Ex: Comunicação, logística, dança, bandas e backs)
o Adultos: Feminina, Geração Semente, Homens de Honra, Mosaico
• Lider continuará a se reportar ao Pastor IC.
• Desenvolverá líderes para cada segmento etário.
• Receberá orientação e treinamento do líder da faixa etária PIB
• Desenvolverá os 5 Propósitos na sua faixa etária e terá um líder para
cada Propósito (com exceção da faixa etária adulta, cujo líder geral é também da faixa etária)
Importante! É imprescindível a interação entre os Propósitos e as
Faixas etárias.
A alteração de liderança de faixa etária deve ser decidida pelo Pastor
da IC em conjunto com o líder da faixa etária da PIB.
a) Atribuições:
PROPÓSITOS
• Adoração: Cuidar da essência da Adoração para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros adoradores, de acordo com a visão PIB.
• Comunhão: Cuidar da essência da Comunhão para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a ser acolhido, incluído e participante do corpo de Cristo, a Igreja, de acordo com a visão PIB.
• Missões: Cuidar da essência do Evangelismo para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros missionários na cidade, no Estado, no Brasil e até os confins da terra, de acordo
com a visão PIB.
• Ministério: Cuidar da essência do Serviço para a Igreja, desenvolvendo
ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros servos de Jesus,
atuando de acordo com sua FORMA e junto de seus PGs, de acordo
com a visão PIB.
56
FORMA DOADORA
• Discipulado: Cuidar da essência do Discipulado para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros discípulos de Jesus, de acordo com a visão PIB.
b) Desenvolvimento
• A primeira base a surgir deverá ser a de Comunhão através dos Pequenos Grupos, liderada pelo próprio Pastor IC.
• Após o 3º mês, deverá ser levantado um líder para a Base de Ministérios, para auxiliar o Pastor IC nos desenvolvimentos ministeriais e de lideranças para os ministérios já existentes e os que surgirão. Este poderá
ser alguém que se destacou dentro da área de Serviço (Recepção /
Apoio ao Culto / Recomeço / Tropa).
• Entre 6 meses e até no máximo um ano é importante que se tenha
definido os líderes também de cada Propósito: missão, discipulado e
adoração, dentro da própria IC e a transferência do Propósito de Comunhão, do Pastor IC para um líder da IC.
• Os líderes dos Propósitos deverão desenvolver liderança para assumirem
os ministérios antes liderados por eles e passar a cuidar do Propósito.
• Os líderes de Propósito precisam realizar a interface com os líderes das
faixas etárias, assegurando-se que seu propósito está sendo desenvolvido na faixa etária.
• Inicialmente sobre a coordenação do Pastor IC, e depois sob a coordenação do líder dos Propósitos de Ministério, os líderes dos ministérios
deverão reunir-se para tratar de assuntos ministeriais e comunhão.
• Os líderes de cada Propósito deverão também estar em constante contato e desenvolvimento dos líderes dos ministérios ligados diretamente
ao seu Propósito e também os de faixa etária.
• Os líderes dos Propósitos deverão ser treinados pelos líderes dos Propósitos da PIB e ter o acompanhamento semanal com o Pastor IC.
D) REQUISITOS PARA CRESCIMENTO MINISTERIAL SAUDÁVEL
a. Preparação inicial de toda a equipe – Leitura e estudo do livro uma vida
com propósitos.
b. Com a implantação da IC, cuidado para que a grande demanda ministerial não consuma o cuidado, que precisa continuar sendo feito nos PGs, e
dos líderes sob a coordenação do Pastor IC.
57
FORMA DOADORA
c. Os PGs precisam gerar servos voluntários. Todo integrante dos PGs precisa
estar envolvido.
d. Todo líder de PG precisa estar engajado em pelo menos um ministério, preferencialmente na liderança.
e. Todo membro precisa ser um ministro, entendendo que foi chamado para
a obra de Deus.
f. Todo novo servo voluntário deverá fazer a leitura do livro uma Vida com
Propósitos.
g. Inicialmente todos os integrantes devem fazer tudo o que for necessário,
consolidando assim o coração servo.
h. Como o crescimento do ministério os servos voluntários deverão ser alocados conforme sua FORMA e a demanda ministerial.
i. Uma servo voluntário não deverá ficar mais do que 1 anos em uma área
muito distinta de sua FORMA. Cremos que há sempre alguém perto de
você que fará muito bem aquilo que você tem que fazer muito esforço.
j. Após um ano, um servo voluntário deverá conhecer qual é o seu primeiro
ministério, e não deverá ter mais do que 3.
58
FORMA DOADORA
ANEXO 2 - MINISTÉRIOS INICIAIS DAS IGREJAS
1) ESTACIONAMENTO, SEGURANÇA E BRIGADA DE INCÊNDIO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Direcionamento para local de estacionamento
b) Segurança dos carros
c) Segurança dos freqüentadores dos cultos
d) Brigada de Incêndio
e) Dízimos. Caminho a ser percorrido. Na primeira semana os malotes serão trazidos por Pastores e Ministros da sede que forem à inauguração. Veja como
seria a melhor forma para isso acontecer. Para depois agradecemos se tiver
alguma sugestão. FUNÇÃO:
a) Coordenar equipe – vamos mandar algumas pessoas para apoio, mas precisamos que você coordene. A Brigada de Incêndio teremos o Carlos Lima. Ele
enviará equipe, mas preciso também que você tenha esse tópico sob seu radar neste momento.
b) Formar equipe – convidar pessoas para participarem do ministério. Ir buscando lideres para cada domingo e ampliando equipe.
2) TÉCNICA
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Acompanhar a instalação dos equipamentos
b) Ligar e desligar os equipamentos
c) Multimídia
d) Iluminação
e) Músicas para power point
59
FORMA DOADORA
FUNÇÃO:
a) Coordenar equipe – vamos mandar algumas pessoas para apoio, mas ficarão sob a coordenação do líder IC SP.
b) Formar equipe – convidar pessoas para participarem do ministério. Ir buscando lideres para cada domingo e ampliar a equipe.
3) RECEPÇÃO / RECOMEÇO / CEIA DO SENHOR / CENTRAL DE RECEPÇÃO E ATENDIMENTO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Receber as pessoas
b) Logistica para receber as revistas e os esboços
c) Salvas / Bandejas de Ceia / Pulseiras Alvorada da Vitória
d) Passar as salvas
e) Contagem das pessoas nos cultos e colocação nas planilhas para a sede
f) Acolher os novos decididos
g) Fazer o cadastramento dos membros
h) Fazer o cadastramento dos novos decididos
i) Preparar a Ceia
j) Servir a Ceia que deverá acontecer todo primeiro domingo e sempre que
definido pelo Pastor.
k) Estimular todos a servir
FUNÇÃO:
a) Coordenar equipe – vamos mandar algumas pessoas para apoio e treinamento. Sandra ficará o primeiro mês. Levantar pessoas para estas áreas e aos
poucos ir desmenbrando os diversos ministérios.
b) Formar equipe – convidar pessoas para participarem dos ministérios. Ir buscando lideres para cada domingo e ampliar a equipe
4) APOIO AO CULTO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
1) Acompanhar o Pastor no que precisar (secretariá-lo)
60
FORMA DOADORA
2) Ordens de culto – Checar escalas e ter certeza que serão cumpridas. (Contato direto com o Robson)
3) Responsável pelos tempos – Horário de início e cumprimento dos horários. Providenciar plaquinhas de tempo para auxiliar pastor
4) Atender às necessidade levantadas pelo pastor
5) Conseguir elementos de ilustração quando necessário
6) Levantamento das pessoas que poderão fazer os diversos momentos do culto –
Aprovação do Pastor (Intercessão / Dizimos e ofertas / Aniversariantes e outros)
7) Power point das mensagens
FUNÇÃO:
1) Receber treinamento do Robson e já assumir a função. Caso de dúvidas solicitar apoio.
2) Formar equipe – convidar pessoas para participarem do ministério. Ir buscando
pessoas para atuar nesta área. Pessoa de muita discrição e confiança do Pastor.
5) IGNIÇÃO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Crianças
b) Iniciar com berçário, depois pré-primário e primários, depois juniores e por
final o maternal.
c) Acolher as crianças
d) Ministrar as crianças de acordo com o direcionamento da sede.
FUNÇÃO:
a) Coordenar equipe – vamos mandar equipe da sede na primeira semana. Ficar
junto com a equipe para treinamento e já ir assumindo as responsabilidades.
b) Formar equipe – convidar pessoas para participarem do ministério. Ir buscando lideres para cada faixa etária.
61
FORMA DOADORA
6) LOUVOR e INTERCESSÃO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Fazer as escalas e checar as escalas feitas pela sede
b) Ter certeza que as necessidades da banda estão supridas pela área técnica
c) Ministração do louvor
d) Ensaio de bandas
e) Estimular toda a equipe para a intercessão
FUNÇÃO:
a) Receber as equipes que serão enviada pela sede e outras Igrejas da Cidade para adoração.
b) Levantar talentos
c) Formar equipe – convidar pessoas para participarem do ministério. Ir buscando lideres e instrumentistas.
7) TROPA
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Preparar o ambiente para a recepção das pessoas
b) Limpeza
c) Arrumação de cadeiras, envelopes de dízimos e cartões de decisão
d) Montagem do que for requisitado
FUNÇÃO:
a) Formar equipe. Ir buscando lideres para cada domingo.
8) INTEGRAÇÃO
ÁREAS DE RESPONSABILIDADE:
a) Inscrever pessoas que decidirem participar da PIB vinda de outras Igrejas
no Integração
b) Ministrar o curso Integração – Pegar todas as instruções com Pr. Conrado
62
FORMA DOADORA
FUNÇÃO:
a) Formar equipe de mestres.
b) Fomentar o discipulado.
ANEXO 3 - IMPLANTAÇÃO DOS PROPÓSITOS NAS IGREJAS
OBJETIVOS:
• Estabelecer equilíbrio entre os propósitos nas novas Igrejas
• Fomentar o nascimento de ministérios que atendam as necessidades das IC
e comunidade
• Ter um cuidado intencional dos líderes ministeriais
• Desenvolver e capacitar líderes e equipes
• Desenvolver a cultura de que todo crente é um ministro e um missionário
• Desenvolver a captação, integração e desenvolvimentos dos servos
• Utilizar a mão de obra dos PGs nos ministérios
• Promover a interação entre os propósitos e faixas etárias
PROPÓSITOS
•
Adoração: Cuida da essência da Adoração para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros adoradores, de acordo com a
visão PIB. MINISTÉRIOS BÁSICOS: Todos ligados às áreas de artes (Bandas e Backs),
áreas técnicas (Multimídia/som), intercessão e apoio ao culto. Líder do propósito
na sede: Pra. Leila Paes.
Comunhão: Cuida da essência da Comunhão para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a ser acolhido, incluído e participante do corpo de Cristo,
a Igreja, de acordo com a visão PIB. MINISTÉRIOS BÁSICOS: Integração, Central de
Atendimento e Membresia, Recomeço, Águas que Marcam. Líder do propósito na
sede: Pr. Jay Gomes.
• Missões: Cuida da essência do Evangelismo para a Igreja, desenvolvendo ministérios
para levar todo crente a serem verdadeiros missionários na cidade, no Estado, no Brasil e até os confins da terra, de acordo com a visão PIB. MINISTÉRIOS: Evangelismo a ser
desenvolvido conforme realidade local. Líder do propósito na sede: Pr. Conrado
•
•
Ministério: Cuida da essência do Serviço para a Igreja, desenvolvendo ministérios
para levar todo crente a serem verdadeiros servos de Jesus, atuando de acordo
com sua FORMA e junto de seus PGs, de acordo com a visão PIB. MINISTÉRIOS BÁSICOS: Recepção, Estacionamento, Ceia do Senhor, Tropa, Curso FORMA. Líder do
propósito na sede: Min. Carmen Rangel
•
Discipulado: Cuida da essência do Discipulado para a Igreja, desenvolvendo ministérios para levar todo crente a serem verdadeiros discípulos de Jesus, de acordo
63
FORMA DOADORA
com a visão PIB. MINISTÉRIOS BÁSICOS: Circuito Vida – Conhecendo mais a Deus /
Fundamentos. Líder do propósito na sede: Pra. Viviam Ribeiro
•
Faixas etárias fundamentam e implementam a ação no cuidado da faixa etária
específica. MINISTÉRIOS BÁSICOS: Ignição e Eleve.
FUNÇÕES DOS LÍDERES DOS PROPÓSITOS
• Planejar e executar ações para que a essência do propósito esteja vivido por
toda a Igreja e todas as faixas etárias
• Saber como está caminhando cada um dos ministérios ligados ao propósito.
Necessidades, conquistas etc.
• Propor ações ao Pastor da IC para que seu propósito seja vivido na IC.
• Reunir-se com os lideres dos ministérios afins para direcionamento e desenvolvimento pelo menos uma vez por mês.
• Reunir-se com o Pastor da Igreja da Cidade e demais lideres de Propósito e Faixa Etária uma vez por semana.
• Levantar as áreas de necessidade de treinamento e desenvolvimento de seus
liderados e promover capacitação.
• Reunir-se com o líder do propósito da sede pelo menos uma vez a cada dois
meses e desenvolver as ações específicas do Propósito.
• Valorizar os servos voluntários
• Estar atento às novas necessidades que vão surgindo e propor soluções
• Convidar constantemente as pessoas para se engajarem nos ministérios
• Apresentar opções ministeriais para o serviço dos PGs.
ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS DO LÍDER DO PROPÓSITO DE MINISTÉRIO
• Montagem de equipe para ministração do Curso FORMA. Acompanhamento
dos resultados e certificação da inclusão dos voluntários nos ministérios.
• Planejamento das ações do Propósito de Ministério para o ano. Elaborar Agenda, treinamentos que serão propostos, Feira de Ministérios, Festa na Roça, Gincana Ministerial, Festa do Voluntário.
• Definição do caminho do voluntário na IC. Como será a inclusão em cada ministério e as formas de controle
• Incentivar a elaboração de procedimentos de todos os ministérios
64
FORMA DOADORA
• Garantir que todo servo esteja sendo cadastrado no sistema e que estão assinando virtualmente o contrato de voluntário.
• Divulgar as oportunidades de servir
• Auxiliar o desenvolvimento dos ministérios principalmente no da liderança.
• Promover reuniões mensais com todos os ministérios
• Propor e auxiliar o nascimento de novos ministérios – lembrando que nenhum
ministério nasce sem que se tenha um líder.
• Propor e realizar ações de valorização do servo voluntário
APOIO DO PROPÓSITO DE MINISTÉRIO SEDE
• Treinamento da equipe FORMA
• Orientação e aprovação do planejamento anual
• Auxílio no treinamento dos líderes
• Auxílio na montagem e implementação dos ministérios
• Conexão com pessoas que possam ajudar
• Reunião bimestral no mínimo
• Apoio no que for necessário
65

Documentos relacionados