Integrador e Derivador com AmpOp - Engenharia Eletrica

Сomentários

Transcrição

Integrador e Derivador com AmpOp - Engenharia Eletrica
MI
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
SETOR DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA
TE052 - Laboratório de Engenharia Elétrica III
Prof. Alessandro L. Koerich
Experimento 2
Integrador e Derivador com AmpOp
Objetivo
Um amplificador operacional na configuração integrador simula a operação matemática de integração que é
basicamente um processo de soma que determina a área total sob uma função, ou seja, o integrador faz a
integração da forma de onda da tensão de entrada. Um amplificador operacional na configuração derivador simula
a operação matemática de derivação que é o processo de determinar a taxa instantânea de mudança de uma
função. O diferenciador realiza a operação inversa da operação integradora. A forma de onda de saída é a
derivada da forma de onda da entrada.
Componentes e Instrumentação
•
•
•
•
Resistores: 470Ω, 2 x 10kΩ, 1MΩ
Capacitores Cerâm./Poli.: 2 x 1nF (102)
AmpOp: TL082
Protoboard
•
•
•
Osciloscópio digital e duas ponteiras
Gerador de funções e cabo BNC-jacaré
Fonte de alimentação simétrica 12V.
Montagem
•
Monte o circuito de acordo com a figura abaixo.
•
Ajuste o gerador de funções (V1) para fornecer uma onda quadrada de 10kHz e amplitude de 2V pico a
pico.
Determine o ganho dos circuitos.
Esboce nos gráficos abaixo de maneira sobreposta e na mesma escala, as ondas em V1 e Vo1 e em V1 e
em Vo2.
Qual função cada circuito executa?
Varie a frequência e verifique como os circuitos se comportam em baixas e altas frequências.
•
•
•
•
•
•
Conecte agora um resistor de 1MΩ em paralelo com o capacitor do integrador e um resistor de 470Ω entre
a fonte e o capacitor do derivador. Varie novamente a frequência e analise os efeitos das resistências
introduzidas no circuito.
Refaça o experimento aplicando em V1 uma onda triangular e uma onda senoidal.
Tempo
Tempo
Tempo
Tempo
Tempo
Tempo