- Reflexo Digital

Сomentários

Transcrição

- Reflexo Digital
3ª edição do GUIdance - Festival Internacional de
Dança Contemporânea
13.FEV.2013 |
Sociedade
Entre os dias 13 e 23 de Fevereiro,
Guimarães será palco de mais uma
edição do GUIdance, um festival
internacional de dança contemporânea que tem trazido até à cidade berço
algumas das mais conceituadas companhias e coreógrafos nacionais e
internacionais.
O CCVF acolhe a abertura do festival, a 13 de Fevereiro (quarta-feira), com
a apresentação de “Proximity”, do coreógrafo australiano Garry Stewart,
dirigindo a Australian Dance Theatre. “Proximity” conjuga a performance
em palco e a manipulação de vídeo em tempo real, com três grandes ecrãs,
que disputam a atenção do espectador.
A 14 de Fevereiro, na Black Box da Fábrica Asa, será apresentado o
espetáculo “altered natives’ Say Yes To Another Excess – TWERK”, da
dupla de criadores Cecilia Bengolea e François Chaignaud. Twerk, em gíria
urbana, significa “trabalhar o corpo como na dança, em especial as
nádegas”. É também uma nova dança, de origem africana, que é moda nos
clubes de Nova Iorque. Em palco, cinco bailarinos (entre os quais Cecilia
Bengolea e François Chaignaud) interpretam uma coreografia desenfreada,
A 14 de Fevereiro, na Black Box da Fábrica Asa, será apresentado o
espetáculo “altered natives’ Say Yes To Another Excess – TWERK”, da
dupla de criadores Cecilia Bengolea e François Chaignaud. Twerk, em gíria
urbana, significa “trabalhar o corpo como na dança, em especial as
nádegas”. É também uma nova dança, de origem africana, que é moda nos
clubes de Nova Iorque. Em palco, cinco bailarinos (entre os quais Cecilia
Bengolea e François Chaignaud) interpretam uma coreografia desenfreada,
uma dança de apelo directo, acrobática e colectiva, que surpreende.
Também no dia 14 será apresentada a mais recente criação de Marina
Nabais. Intitulada “O Peso de uma Semente”, que contou com o
envolvimento, ao longo de todo o processo, de um conjunto de jovens da
região norte – uns na interpretação, outros na concecção e confecção dos
figurinos. O espectáculo desenvolve-se em dois momentos: um prólogo, peça
de grupo interpretada pelos jovens participantes, e um solo de dança. No dia
14 de fevereiro, o espetáculo será apresentado às 15h00, no Pequeno
Auditório do CCVF. No dia seguinte há uma nova sessão, às 22h00.
No fecho da primeira semana do festival (16 de Fevereiro), Tânia Carvalho
apresenta “O Reverso das Palavras”. Trata-se de um trabalho coreográfico
a partir de uma colaboração com a compositora norte-americana Julia Wolfe.

Documentos relacionados

françois chaignaud e cecilia bengolea - paulo

françois chaignaud e cecilia bengolea - paulo FRANÇOIS CHAIGNAUD E CECILIA BENGOLEA QUINTA 14 | 22H00 | BLACK BOX DA FÁBRICA ASA

Leia mais