Eventos Turísticos Sustentáveis

Сomentários

Transcrição

Eventos Turísticos Sustentáveis
EVENTOS TURÍSTICOS SUSTENTÁVEIS - CASO DO ESTORIL PORTUGAL
eXPeDition RACE
Alexandre Guedes da Silva1, Manuela Sarmento2
1Mestre
Eng. Naval e Oceânica, Estudante de Doutoramento, Universidade Lusíada de Lisboa, 2Directora do Centro de Investigação em Turismo, Inovação e Serviços da Universidade Lusíada da Lisboa
“.... os ambientes naturais são
uma localização ideal para
eventos turísticos sustentáveis
e que estes eventos oferecem
uma oportunidade excelente
para a sensibilização e
educação ambiental....”
Evolução da Sustentabilidade do evento Estoril Portugal XPD
Research Paper!
Guedes da Silva & Sarmento 9
Introdução
However, the road ahead changed dramatically with a new, an very strong player, ris-
ing in the United Emirates, the Abu-Dhabi Adventure Challenge. They also decided to
Teams & Countries
Percentage of Int. Teams
Um numero crescente de localidades e regiões tem adoptado como alavanca
place their Event in the fourth quarter of 2007 and just days away from Estoril XPD and
detheydesenvolvimento,
as actividades de recreação e os eventos desportivos
offer irresistible conditions - Free entry, Prize Money for all teams and even Free acbaseados
naAir-travel
Natureza.
EstasTeams.
iniciativas
fazem,
commodation and
for the more notorious
It looked like AR has
discover regra geral, parte de uma
the Ali-Baba Cave
and an enormous
headache
XPD organizing committee. However,
estratégia
mais
ampla
de todesenvolvimento
turístico para melhorar a sua
and to a great surprise for them the ADAC had only a significant impact in the World top 10
imagem
e estimular localmente o desenvolvimento económico. Contudo, a
teams and in the french AR teams, basically because the organizers were french and the
esmagadora
maioria destas iniciativas peca por falta de equilíbrio porque
arabic promoters were mainly focused in the television show of Event broadcast by Euroignora
ou despreza,
naNevertheless,
maioria
doswascasos,
algum(ns) dos três pilares da
sport (Kaplanidou,
K., & Vogt, C. (2007)).
their impact
evident in the
very slow rise in the number of
teams andforma,
nationalities from
2007 to 2008,
Estoril XPD
sustentabilidade.
Desta
importa
examinar
os impactos destes eventos
to have a significant rise (24%) in the percentage of international teams in the
emmanaged
relação
aos seus aspectos ambientais, sociais e económicos (triple bottom
period (Figure 3.).
line) por forma a criar uma
Internacional Teams
Teams
Countries
base fiável de avaliação da
90
60
90
sua sustentabilidade. Daqui
82
80
resulta como objectivo
70
45
principal, a demonstração
60
58
50
de que as medidas
30
59
40
50
correctas dos impactos
30
33
31
15
20
sócio-económicos e
25
18
15
10
13
ambientais dos eventos
7
0
0
2006
2007
2008
2009
turísticos baseados na
Estoril XPD editions
Figura 1 - Evolução da participação no Estoril Portugal Natureza são fundamentais
XPD Race 2006-2009.
para avaliar e suportar os
rótulos de "green events" normalmente atribuídos pelos promotores a esses
eventos.
Objectivos e metodologia
A pesquisa realizada incidiu no evento Estoril Portugal XPD Race, que se
desenrolou num ciclo de quatro anos 2006 - 2009, nas regiões de Lisboa e do
centro do país. O evento internacional integrado na Liga Mundial de Corridas
de Aventura (ARWS) resultou de uma parceria entre a Câmara Municipal de
Cascais, o Turismo Estoril (ex. Junta do Turismo da Costa do Estoril) e a
Associação Portuguesa de Corridas de Aventura.
Infelizmente, o reporte do evento feito pela organização menciona apenas
dados genéricos, pelo que só permite uma avaliação muito simplificada da sua
sustentabilidade, a qual será feita apenas por um pequeno conjunto de
indicadores adaptados a partir de estudos mais profundos de eventos similares.
Para a avaliação do comportamento do evento em termos de
sustentabilidade foi desenvolvido um simples indicador de natureza
geométrica a partir dos diagramas radar.
Apresentação e discussão dos resultados
Research Paper!
Indice Sustentabilidade (%)
60
Guedes da Silva & Sarmento 11
Os resultados apresentados na tabela 1.
e figura 3. mostram uma notável
evolução dos indicadores económicos
ao longo do período de quatro anos,
com a Ec3 (intervenção mediática)
destacando-se em 2009, com 11,7
artigos publicados por hora de prova,
justamente no maior evento de todos
(126 horas).
Os outros dois indicadores económicos
Ec1 e Ec2, que foram de extrema
importância para os responsáveis do
Turismo (Figura 1), mostram também
Figura 2 - Percurso da prova (vermelho) e da assistência
Figure 4. - Race course (red) and assistance course (navy blue) of the 2008 ARWS Estoril Portu- uma tendência muito positiva ao longo
gal XPD de
Race
(azul marinho) na edição
2008 do ARWS Estoril
dos anos, com o Ec2 denotando um
XPD
Race
The Word Championship -Portugal
ARWC Estoril
Portugal
XPD Race Event 2009
aumento muito acentuado (40%) no
Just after Estoril XPD 2007, APCA officials asked Geoff Hunt about the bidding procúltimo ano e estabelecendo, como mencionado anteriormente, um recorde
ess for the ARWC 2009. He looked at them with a big smile and said South Africa organizmundial para este tipo de eventos.
ers were in the row to organize it, but nevertheless APCA always could present a proposal
to be analyzed by the ARWC Board. After this episode it took APCA management several
days and a lot of negotiations with the different stakeholders and they decided to present a
Portuguese Bid to the 2009 Adventure Racing World Championship. At that time the world
was living nice times with the Economy at full speed and Portugal gaining pace within a
strong European market. But by the beginning of 2008 the Global Economy shakes and
Os dois indicadores sociais, apesar do seu âmbito restrito, permitem uma
interessante visão sobre a natureza das organizações envolvidas na parceria. A
maior parte da força de trabalho para o evento foi fornecida pela APCA, sob a
Indicators
Economic
Social
Environmental
2006
2007
2008
2009
Average
Ec1
Number of Int. Teams
(%all teams)
18
58
82
90
62
Ec2
Number of Countries
(%max)
28
52
60
100
60
Ec3
Number of media published per race hour
(%max)
not
available
19
21
100
47
Soc1 Number of Volunteers
(% of staff)
95
90
88
82
89
Soc2 Number of participants
in the Conference/
Clinics (% of racers)
40
44
60
31
44
not
available
40
55
15
36,6
35
52,4
56
100
60,8
Env1 Reduction of Assistance
travel (% Race Length)
Env2 Number of Protected
Areas per race day (%
max)
Table 3. - Evolution of the Sustainability Indicators of Estoril Portugal XPD Event from 2006 to
Tabela 1. - Evolução dos Indicadores de Sustentabilidade do evento Estoril
Portugal XPD Race de 2006 a 2009.
forma de voluntários (média de 89% para a série de eventos). Este indicador,
Soc1, está em linha com a natureza associativa do Desporto em Portugal, que
é assegurado em grande medida por voluntários, principalmente no campo
dos desportos amadores, no qual as Corridas de Aventura e a Orientação estão
incluídos. No entanto, este indicador mostra uma tendência negativa durante
o período (13% de redução em quatro anos) mas que tem de ser entendida
como um ajuste necessário para organização poder corresponder a desafios
cada vez maiores (é importante notar que em 2009 o evento foi o Campeonato
Mundial, com um Caderno de Encargos de maior exigência).
O indicador Soc2 mede os interesses de participação no evento e, apesar da
competição ter recebido mais atenção do que as actividades de debate e
formação, os resultados mostram um
importante nível de motivação (44%
em média), com uma taxa de
Ec1"
100"
crescimento de 10% ao ano em 2007
90"
e 2008 na participação no Programa
80"
70"
Env2"
Social do Evento. A redução sofrida
60"
50"
em 2009 deveu-se ao facto da
40"
30"
Conferência Internacional ter sido
20"
substituída por uma Reunião de
10"
0"
Organizadores Internacionais de
Env1"
Raides, de âmbito participativo mais
restrito.
58,15
45
y = 16,431x - 10,155
autoridades à
34,75
30
o rg a n i z a ç ã o, n a
23,74
15
mitigação desses
impactos. O valor
7,05
0
2006
2007
2008
2009
mais elevado foi de
Anos
1,43 anp/dia,
obtido em 2009,
Figura 4 - Um simples índice geométrico obtido a partir do gráfico
que foi quase o
radar revela o a evolução da sustentabilidade do evento Estoril
Portugal XPD Race.
dobro
do
verificado no ano
precedente. Este indicador foi subindo ao longo do tempo, a uma taxa média
de 22%, o que indica que a organização foi progressivamente ganhando a
confiança das autoridades ambientais e demonstra que as medidas de
mitigação foram suficientes para manter o impacto do evento nos limites
permitidos. Este resultado só é possível dada a natureza intrínseca deste
desporto que usa para cada ambiente, o meio mais apropriado de locomoção
(trekking em solos mais frágeis, bicicleta de montanha em trilhos ou estradões,
canoagem em lagos e rios, etc.)
Conclusões
Os resultados apresentados na Figura 4 demonstram que o evento teve uma
tendência crescente (16,4% ao ano) em termos de sustentabilidade,
comprovando que os ambientes naturais são a localização ideal para eventos
turísticos sustentáveis e que estes eventos oferecem uma oportunidade
excelente para a sensibilização e educação ambiental de um número
significativo de participantes, espectadores e populações locais. Demonstra
também que um bom planeamento, baseado nas boas práticas de organização
sustentável de eventos, é fundamental para a obtenção de uma avaliação final
de sustentabilidade em linha com os objectivos traçados para os “green
events”.
Referências
ANDERSSON, T. D., & GETZ, D. (2009). Tourism as a mixed industry: Differences
between private, public and not-for- profit
festivals. Tourism Management, 30(6),
847-856. doi: 10.1016/j.tour man.
2008.12.008
HALLMANN, K., & BREUER, C.
(2010). Image Fit between Sport Events
and their Hosting Destinations from an
Ec2"
Active Sport Tourist Perspective and its
Impact on Future Behavior. Journal of
Sport & Tourism, 15(3), 215 - 237.
2006"
FREDLINE, L., RAYBOULD, M.,
2007"
2008"
JAGO, L., & DEERY, M. (2005). Triple
2009"
Bottom Line Event Evaluation: A
Average"
Ec3"
proposed framework for holistic event
evaluation. Paper presented at the
I n t e r n at i o n a l E ve n t Re s e a rch
O indicador ambiental Env1 é o
Conference: The Impacts of Events,
mais relevante dos dois utilizados e
Sydney.
Soc2"
Soc1"
reflecte a estratégia adoptada pela
GUEDES DA SILVA, A., SARMENTO,
Figura 3. - Diag
M. (2011). The Development of an
organização na redução das
Figure 5. - Superimporamas radar para cada ano do Eve
nto (e para a sua méd
apresentando os resused radar diagrams of each ye
international Sport Tourism Event:
ia)
lt
ar
a
d
ev
o
en
s
para os indicadores ect (and average) analyzed by
distâncias das viagens a realizar pelos
onómicos, sociais e a its eco
Estoril Portugal XPD Race 2006-2009.
mbientais.
veículos de apoio ao evento (carrinhas
Paper presented at the XVIth
International Congress of CESH: Sport
de assistência às equipas e dos media,
and tourism, 12-16 October 2011, Estoril,
ambulâncias, veículos da
Portugal.
organização). Esta estratégia conseguiu reduzir, em média, 36,6% a distância
KAPLANIDOU, K., & VOGT, C. (2007). The Interrelationship between Sport Event
percorrida pelos veículos, face à distância percorrida pelos atletas sem recurso
and Destination Image and Sport Tourists' Behaviors. Journal of Sport &
Tourism, 12(3), 183-206. doi: 10.1080/14775080701736932
a meios motorizados. Este indicador teve o seu valor máximo em 2008, com
KANE, M. (2010). Adventure as a Cultural Foundation: Sport and Tourism in New
uma redução de 55% (Figura 2).
Z e a l a n d . Jo u r n a l o f S p o r t & To u r i s m , 1 5 ( 1 ) , 2 7 - 4 4 . d o i :
10.1080/14775081003770942
O segundo indicador, Env2, traduz o número de áreas naturais protegidas
SOOKRAJH, R. (2008). Nature-based Sport Events and the Physical Environment:
(anp) atravessadas pelos atletas por dia de prova, que é um bom indicador da
A Case Study of the Halfway-Telkom Midmar Mile. Alternation, 15(1), 66-86.
exposição dos ecossistemas frágeis aos impactos causados pelo evento. Este
indicador traduz também o elevado nível de exigência colocado pelas

Documentos relacionados

Follow My Team - Associação Portuguesa de Corridas de Aventura

Follow My Team - Associação Portuguesa de Corridas de Aventura bem sucedidos on-line e os eventos desportivos têm-se tornado nas principais ferramentas para a promoção dos destinos e produtos turísticos, essencialmente através dos mass media convencionais. No ...

Leia mais