Fichamento completo do texto O Resumo, de Isabel Solé

Сomentários

Transcrição

Fichamento completo do texto O Resumo, de Isabel Solé
Fichamento modelo do texto O Resumo, de Isabel Solé Neste quadro, o consultor Claudio Bazzoni mostra um modelo de fichamento sobre o texto “O Resumo”, de Isabel Sole Tema : O texto trata de processos que devemos considerar para elaborar o resumo, e das relações entre leitura e escrita, no tocante ao ensino de resumo Referência bibliográfica: SOLÉ, Isabel. “O resumo” In: Estratégias de leitura. Porto: Alegre: Artmed, 1998. 6ª Ed. pp. 143 – 147 Idéias importantes: Segundo Isabel Solé, a elaboração de resumos está ligada às estratégias para estabelecer o tema de um texto, para gerar ou identificar sua idéia principal. Contudo, o resumo requer uma forma escrita e um sistema de relações que em geral não derivam diretamente da identificação ou da construção das idéias principais. A autora lança mão dos conceitos macroestrutura (definido por Van Dijk como “uma representação abstrata da estrutura global de significado de um texto”), macrorregras (regras gerais e convencionais que permitem elaborar o resumo e acessar a macroestrutura do texto) e macroproposições (nível intermediário do texto entre o tema e os detalhes), e afirma que os problemas na compreensão do texto podem ser atribuídos à incapacidade de se ter acesso às macroproposições e à macroestrutura . Os alunos têm dificuldade de identificar o que pode ser considerado núcleo de significado. Daí a importância de ensinar a ter acesso à macroestrutura. Como tanto a designação do tema de um texto, quanto à identificação de suas ideias e a elaboração de um resumo sobre o texto possuem caráter idiossincrático, é importante, em tarefas desse tipo, aceitar diversas respostas dos alunos. Isso não significa que “vale tudo”, mas que é preciso trabalhar – e avaliar – a coerência e a justificação das respostas antes que sua exatidão. Conforme Solé, as macrorregras (Van Dijk) que nós, leitores, utilizamos quando tentamos resumir o conteúdo de um texto são: omitir, selecionar, generalizar e construir ou integrar. Omitir é não destacar a informação que é secundária ou pouco relevante para a interpretação global do texto. Selecionar é suprimir informação óbvia ou redundante As outras duas regras, generalização e construção ou integração, permitem substituir informação presente no texto para integrá‐la de forma mais reduzida no resumo. Generalizar é abstrair de um conjunto de conceitos um capaz de englobá‐los. Construir ou integrar consiste em elaborar uma nova informação que substitui a anterior, com a particularidade de que esta informação geralmente não consta no texto. Isabel Solé ressalva que lemos e elaboramos o resumo de acordo com nossos esquemas de conhecimento e com o que nos deixam e nos fazem interpretar do texto. Afirma também que é preciso que o resumo preserve o significado genuíno do texto do qual procede. Conclui a primeira parte do texto afirmando que aprender a resumir significa aprender a usar as regras mencionadas ou outras parecidas. Observações complementares: O texto “O resumo” de Isabel Solé está dividido em duas partes. A primeira corresponde ao fichamento acima. A segunda parte é intitulada O ensino do resumo na sala de aula, que além de apresentar estratégias mais específicas para elaborar resumos, traz transcritas aulas de turmas do ensino fundamental I que têm como desafio resumir textos narrativos.