Aula 4 (Grupos nas Organizações)

Сomentários

Transcrição

Aula 4 (Grupos nas Organizações)
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL
AULA IV
Prof. Dr. Márcio Magalhães Fontoura
O DESENVOLVIMENTO DE GRUPOS NAS ORGANIZAÇÕES
Objetivo: Aprofundar alguns conceitos sobre os grupos e a sua importância para o
desenvolvimento organizacional.
Dinâmica: A partir do filme “Carros” – Construir um texto aplicando os possíveis
conceitos de grupo e equipe, relacionando-os com o filme, fazendo um paralelo sobre a
importância e os tipos de grupos presentes no filme e que existem nas organizações.
Grupo: “Um grupo pode ser definido como um conjunto de duas ou mais pessoas que
trabalham juntas para alcançar um ou mais objetivos comuns [...] um grupo é muito mais
do que um simples conjunto de pessoas, pois seus membros consideram-se mutuamente
dependentes para alcançar seus objetivos, e eles interagem uns com os outros regularmente
para alcançar os objetivos no decorrer do tempo.” (CHIAVENATO, 2009, p.01).
Grupo: “Uma definição que tem se mostrado adequada é a de que um grupo é um
conjunto formado por duas ou mais pessoas que para atingir determinado(s) objetivo(s)
necessita algum tipo de interação, durante um intervalo de tempo relativamente longo, sem
o qual seria mais difícil ou impossível obter o êxito desejado. Ou dito de outro modo, um
conjunto de pessoas se caracterizará mais fortemente como grupo segundo as seguintes
condições: a) quanto menor for o número de seus membros; b) quanto maior for a
interação entre os seus membros; c) quanto maior for a sua história e d) quanto mais
perspectiva de futuro partilhado seja percebido pelos seus membros. Como se vê,
definições funcionais que pretendem apenas situar o leitor de forma que ele possa
compreender o processo que se estabelece em uma relação na qual se pode dizer que existe
um grupo” (ALBUQUERQUE e PUENTE-PALACIOS, p.05)
Grupo: Um grupo possivelmente é uma coligação de pessoas que buscam um objetivo em
comum, ou seja, um grupo é conjunto formado por várias pessoas que interagem, portanto,
concordam ou discordam de fatos, além de que, no grupo o comportamento do indivíduo
de certa maneira pode exercer influencia sobre outro indivíduo pertencente ao mesmo
grupo (ROBBINS, 2005).
Equipe: “Equipe é um tipo especial de grupo em que, entre outros atributos, evidencia-se
elevada interdependência na execução das atividades. Para que um grupo se torne uma
equipe é preciso que haja um elemento de identidade, elemento de natureza simbólica, que
una as pessoas, estando elas fisicamente próximas, ou não. Enquanto nos grupos as
habilidades dos membros são variadas e aleatórias, nas equipes elas são complementares”
(ANTÔNIO, 2007, p.01)
Grupo de Referência: “aquele no qual o indivíduo é motivado a manter relações. Quando
um grupo de relações (p.ex. colegas de trabalho), torna-se um grupo de referência, este
passa a desempenhar um papel normativo no comportamento do indivíduo”
(ALBUQUERQUE e PUENTE-PALACIOS, p.04).
Grupos Formais: Grupos formais caracterizam pela presença de comando, líderes e
tarefas definidas. (ROBBINS, 2005).
Ministrada em 25/08/2011
1
Grupos Informais: Nos grupos informais prevalecem a lei da amizade e o do interesse de
um objetivo comum. (ROBBINS, 2005).
Já de acordo com Chiavenato (2005) os grupos formais são aqueles definidos pela
organização com a atribuição de tarefas específicas, podem ser divididos em:
1. Grupos de comando: são grupos definidos pela organização e formados por
pessoas que se juntam para executar determinada tarefa ou função.
2. Grupos temporários: com prazos definidos: são formados para a execução de certas
tarefas organizacionais com prazos definidos de duração, como as comissões.
Ainda de acordo com o autor acima citado, os grupos informais são aqueles que surgem
espontaneamente graças às relações de interação entre pessoas; podem ser:
Grupos primários: são também denominados pequenos grupos. Tecnicamente, há uma
diferença. Sendo de pequeno tamanho, o grupo primário se concretiza pela camaradagem,
lealdade e senso comum de valores.
Grupos de interesses: são grupos de pessoas que se juntam para alcançar um objetivo
comum que atenda aos seus interesses pessoais.
Grupos de amizade: são grupos de pessoas que ultrapassam o ambiente de trabalho para
manter relacionamentos sociais.
REFERÊNCIAS
ALBUQUERQUE, Francisco José Batista; PUENTE-PALACIOS, Kátia E. Grupos e
equipes de trabalho nas organizações. Disponível em: www.cchla.ufpb.br/.../2004GruposEEquipesDeTrabalhoNasOrganiza%E7%F5es.pdf - Acesso em: 10 Jun 2009.
ANTÔNIO, José. Diferença entre grupo e equipe. Disponível em:
pt.shvoong.com/.../1701114-diferença-entre-grupo-equipe/ -Acesso em 15 Jun 2009.
CHIAVENATO, Idalberto. Trabalhar em grupo ou trabalhar em equipe. Qual a diferença?
Disponível em: www.portaladm.adm.br/Tga/tga19.htm - Acesso em 14 Jun 2009.
CHIAVENATO, Idalberto. Comportamento organizacional. 2. ed. Rio de Janeiro:
Elsevier, 2005.
ROBBINS, Stephen Paul. Comportamento organizacional. Pearson: Prentice Hall, 2005.
Ministrada em 25/08/2011
2

Documentos relacionados

1 comportamento organizacional: a conduta do indivíduo

1 comportamento organizacional: a conduta do indivíduo A habilidade técnica é aquela que tem a capacidade de aplicação de conhecimento especializado, adquirido no exercício de determinada função. A habilidade humana é aquela que é capaz de trabalhar co...

Leia mais