Gabarito24

Сomentários

Transcrição

Gabarito24
ES00257811
Gabarito
www.pconcursos.com
Simulado de Física, Inglês, Português e Química
Física
01. Alternativa c.
l 2
= BC = CD = DA
2
Ds
Dt =
e Dt1 = Dt2
v
l
4.
2
v
v
2l
2l 2
2
=
Þ 1 =
Þ 1 = 2
v1
v2
v2
2l
v2
AB =
02. Alternativa c.
A bola é lançada para cima com velocidade positiva. No ponto de altura máxima, a velocidade da
bola é zero, passando a descer em seguida com velocidade negativa (pois na subida era positiva),
chocando-se então com o chão e perdendo energia cinética, passando a subir com velocidade
positiva, mas não com a mesmo valor de antes, pois houve perda de energia cinética, e repetindo o
movimento novamente.
03. Alternativa d.
Fel = Fres
Þ
|q| . E = m . a
Þ
|q| .
V
=m.a
d
Þ
|q| d
= . a (I)
V
m
No eixo y (vertical) o movimento é um MUV: s = s0 + v0 . t +
1
a . t2
2
No eixo x (horizontal) o movimento é um MU: s = s0 + v . t
Þ
d 1
Substituindo (III) em (II):
= .a
2 2
Substituindo a aceleração em (I):
æ L
. çç
è v0
ö
÷÷
ø
2
Þ
a=
d . v 20
L2
|q| d d . v 20
d2 v 20
= ×
=
V
m
L2
V . L2
Þ
L = v0 . t
d 1
= . a . t 2 (II)
2 2
Þ
t=
L
v0
(III)
04. Alternativa b.
tres = DEc
tFel = q (Vi - Vf) = q
DEcy = q .
Ec =
V
2
V
(Os elétrons têm cargas negativas e vão espontaneamente para pontos de
2
potencial maior, portanto q < 0 e (Vi - Vf) < 0 \ t > 0)
1
V
m . v 20 + q .
2
2
05. Alternativa e.
O bloco se deslocaria para o lado de qualquer das forças que fosse maior que a
outra. Portanto as forças são iguais. Como as molas tinham inicialmente o mesmo
comprimento, terá maior deformação quem tiver a menor constante elástica, ou
seja M1.
06. Alternativa a.
pgás = p0 + pmola
pgás = p0 +
Þ pgás = p0 +
k . (L 0 - L)
A
F
A
07. Alternativa d.
Emec A - EmecB = t fat
mgh
= fat
2d
Þ
mgh -
mv
2
2
= fat . d
Þ
mgh -
08. Alternativa b.
N = Fcp Þ N =
2
400 000
mv 2 10 000 . 20
=
=
N
R
90
9
Fat = m . N = 0,3 ×
400 000 40 000
=
= 13333,3 N
9
3
Fres t = Fat Þ m . a t = 13333,3 Þ a t =
2
13333,3
= 1,3 m/s 2
10 000
m
( gh)
2
2
= fat . d
09. Alternativa b.
Q antes sistema = Q depois sistema
Þ
mA
v B = m A . v A' Þ
2
v A' =
Ediss = Eantes - Edepois Þ
Ediss =
1
mAvA2
2
m A v A + m B v B = m A v A ' + m B v B'
vB
\ I está incorreto.
2
1
1
1 mA
1
Ediss = mBvB2 - mAvA2 =
(2vA)2 - mAvA2
2
2
2 2
2
I. Incorreto
II. Correto
III. Incorreto, pois não há dissipação de quantidade de movimento num choque.
10. Alternativa a.
No triângulo cinza: q = tg q =
h
d
Þ
0,2 =
1 mm
d
Þ
d = 5 mm
A distância focal corresponde ao dobro da distância d, ou seja, f = 10 mm .
11. Alternativa d.
Sendo V o volume do cilindro, a parte que flutua no líquido 1 é V1 = V/3 e a parte que flutua no
líquido 2 é V2 = 2V/3 .
V
E1 = . r1 . g
mC = r C . V
3
2V
E2 =
P C = rC . V . g
. r2 . g
3
V
2V
. r1 . g +
. r 2 . g = rC . V . g
3
3
(: V.g)
(r 1 + 2r 2 ) = r
3
C
3
12. Alternativa d.
Como não há força resultante na direção da reta que une -Q a q1, conclui-se que q1 = -Q .
Se q2 for negativa não há nenhuma restrição, mas se ela for positiva deve ter módulo menor que o de
Q, para que a força resultante tenha o sentido indicado. De qualquer forma q2 < Q , e como
Q = -q1 então q2 < -q1 ou q2 + q1 < 0 .
13. Alternativa d.
Para não haver tombamento:
Mres = 0 em relação a O
MF + MP = 0
L
mg æç ö÷
L
è2ø
-F.H+P. =0 Þ F=
H
2
L
mg æç ö÷
2
è ø
Para haver tombamento: F >
H
14. Alternativa a.
I. O potencial da esfera A é nulo pois ela está ligada à Terra. (Verdadeira)
II. A esfera A, por estar ligada à Terra, eletriza-se negativamente por indução. (Falsa)
III. Entre as esferas A e B ocorre atração eletrostática, pois elas têm sinais diferentes. (Falsa)
15. Alternativa d.
10% M T
gM = G
= 0,4 g T
2
(50% R T )
Na Terra:
Em Marte:
E = d L . V . gT
E'= dL . V . gM = 0,4 E < E
P = m . gT
P'= m . gM = 0,4 . P
T=E-P
T'= E' - P' = 0,4 (E - P) < T
16. Alternativa e.
Uma vez que a luz atravessa a linha PQ, sobre esta linha não pode haver um espelho pois este não
permitiria a passagem da luz. Portanto só pode haver uma lente. Uma vez que o raio de luz “diverge”
esta só pode ser divergente. Ou então, como a imagem formada é real, direita e menor, o único tipo
de lente que forma esta imagem é a lente divergente.
4
17. Alternativa d.
v1 =
n=
-2
Ds 30 . 10
=
= 3 . 10 8 km/s
-9
Dt
1 . 10
v2 =
-2
Ds 20 . 10
=
= 2 . 10 8 km/s
-9
Dt
1 . 10
8
n
c
c v 1 3 . 10
3
Þ 2 =
×
=
=
8
v
n1
v2 c
2
2 . 10
18. Alternativa b.
v esc =
r =
2GM
r
c =
2 . 6,67 . 10 -11. 6,0 . 10 24
(3,0 . 10 )
8
2
2GM
r
r =
2GM
c2
Þ r = 8,9 . 10 -3 m @ 9 mm
19. Alternativa c.
120 J — 1 s
x
— 24 . (3600 s)
x = 10 368 000 J
1 kcal — 4 . 103 J
y
— 10 368 000 J
20. Alternativa b.
m
m=
l0
y = 2592 kcal @ 2600 “calorias alimentares”
l0 = comprimento na temperatura q0
Dl
l0 . a
Dl = l0 . a . Dq
Þ
Dq =
Q = m . c . Dq
Þ
Q = m . l0 . c .
Q=
2,8 . 10 -3 . 0,2 . 3
2,4 . 10 -5
Þ
m = m . l0
m . c . Dq
Dl
=
l0 . a
a
Q = 70 cal
5
Inglês
21. Alternativa c.
A resposta está no parágrafo 3: "Police pressed the demonstrators toward Trafalgar Square, where the
demonstration cooled."
22. Alternativa d.
O 1.o parágrafo diz que "colorful protesters peacefully engaged in a little 'guerrilla gardening,' but
violence erupted in the streets."
Outros termos que justificam a resposta: May Day violence, trashed a fast-food restaurant, clashed
with riot-geared police, attackers, "mindless thugs" (=violent people).
Useful information: May Day is the first day of May, which has been marked in Britain for many
centuries by outdoor events held to celebrate the arrival of spring.
23. Alternativa a.
linhas 4 e 5: "carbon traces... - one promising sign of oil"
24. Alternativa e.
linha 2: "the question has been an obsession since testing began six years ago"
25. Alternativa b.
Ao longo de todo o texto, o leitor encontra evidências disso:
"Nicotine itself is a potent drug, and the properties that make it addictive may also help ease
symptoms of mental disorder such as Parkinson's and Alzheimer's disease."
"Paul Sanberg and Archie Silver of the University of South Florida studied 70 young Tourette's
syndrome patients."
"Those who wore nicotine patches along with the normal treatment, the tranquilizer Haldol, 'showed
significant increase' in the control of muscle tics and verbal outbursts associated with the disease, says
Sanberg."
26. Alternativa c.
A resposta é clara na tradução do trecho:
linha 5 do texto: "[...] researchers added other ailments, including attention deficit disorder and
depression, to the list."
27. Alternativa e.
O texto começa expondo que o assunto a ser tratado é a nicotina, e não o tabaco. Em seguida expõe
todo o lado positivo da droga e suas propriedades em aliviar sintomas de doenças mentais. Salienta
também o embasamento científico dos efeitos benéficos da droga.
6
28. Alternativa a.
Em momento algum o texto menciona se Adam David Litwin cursou medicina em alguma
universidade.
Useful Vocabulary:
pretend = make believe
bluffer = very honest
misdemeanors = minor crimes
forge = falsify (signature, paintings)
deceive = to persuade that something false is the truth
29. Alternativa d.
Ao enfatizar as palavras "get me," ele deixou claro que acreditava ser obrigação dela, como
enfermeira, providenciar-lhe um avental.
30. Alternativa b.
A resposta é encontrada nas primeiras linhas do texto: "Whether or not Brazil can hold out against
the steady march of MTV and the multinational McDonaldisation of pop music... "
31. Alternativa e.
A idéia de uma "rich miscellany" é expressa ao longo do texto por palavras como "multifaceted,
potpourri, Carnival, candomble," etc...
32. Alternativa c.
"that amorphous entity - MPB"
33. Alternativa b.
"First impressions are not entirely encouraging, since several important figures are missing from the
play list."
34. Alternativa a.
The answer is found in the first line of the text.
to monitor = to watch (something) carefully for a period of time in order to discover something
about it.
7
Português
35. Alternativa b.
Ainda que seja comum o emprego de metáforas em textos literários, não é a presença ou
ausência desse recurso de linguagem o elemento identificador do que é ou não literatura.
36. Alternativa a.
A expressão "arrumam briga e mulher" expressa a idéia de que "briga" e "mulher" são
elementos similares, pois ambos são coordenados ao verbo "arrumam". Sugere-se, portanto, que os
trabalhadores braçais da narrativa de Mills desejam igualmente conflitos e relacionamentos amorosos,
o que de fato acentua o caráter rude desses personagens.
37. Alternativa d.
O texto emprega coloquialismos ("uminha"; "viciado em metáforas"; "arrumam briga e
mulher"; "exibidinhos") e metáforas ("Feras adormecidas e encurraladas"; "bestas enjauladas").
38. Alternativa c.
No título Bestas encurraladas não admite metáforas, o termo "metáforas" tem o
sentido de "subentendidos", "disfarces". Não há subterfúgios, formas de ocultar o "mundo sem glória,
sem heróis, sem conquistas, sem opções".
39. Alternativa c.
Ainda que não se conheça o sentido de "enfadonha" e "ocisosos", o contexto fornece
certas pistas para se chegar à resposta: "dar um salto por cima da escola" (falar rapidamente sobre ela)
já se descartaria a acepção de "agradável" e "útil"; ao mesmo tempo "ir fazer diabruras, ora nos morros,
ora nas praias..." (ou seja, faltar às aulas) revela características de "desocupados".
40. Alternativa d.
É preciso considerar as ligações lógicas entre as partes da frase. Observe que:
I. as produções é que nascem;
II. elas nascem de um desejo;
III. o desejo é proporcionar "divertimento com qualidade".
Nas demais frases um ou mais desses nexos lógicos foi invertido.
41. Alternativa c.
Por conceito "imediato" pode-se entender conceito mais aceito, aquele em que não se
precisa pensar com esforço; por "algo (...) indiscutivelmente bom" pode-se compreender algo sobre o
qual não restam dúvidas de que é bom.
8
42. Alternativa c.
Para que se tenha uma oração na voz ativa, o sujeito deve ser agente da ação. É o que
ocorre na frase "a tradição assegura (um valor)". As frases das alternativas a, d e e estão na voz
passiva; a frase da alternativa b traz "a tradição" como objeto do verbo "assegurar".
43. Alternativa d.
O termo "aura popular" refere-se ao verbo "atiça" e expressa uma circunstância de modo:
"que [fraudulento gosto] se atiça / Co' uma aura popular, que honra se chama!"
44. Alternativa b.
O verbo "chamar" no sentido de "denominar" é usado como transitivo direto ou indireto.
No texto de Camões, é empregado como transitivo indireto, regido pela "a". O termo "a quem"
[cobiça] exerce a função de objeto indireto e "fama" é o predicativo do objeto indireto.
45. Alternativa d.
A palavra "aqui", no texto, pode ser substituída por "nesse momento", porque indica o
momento da reflexão de Fabiano.
46. Alternativa b.
Os termos "aquém e "além" são advérbios que indicam lugares opostos. Significam,
respectivamente, "do lado de cá" e "lá", "acolá".
47. Alternativa d.
A enumeração repetitiva realça a idéia expressa pelo autor.
48. Alternativa c.
A palavra "irretorquível" é o que não se pode "torcer", o que não se pode mudar, o que,
no contexto, significa o que não pode se negar ou questionar.
49. Alternativa e.
Álvaro representa de fato o cavaleiro medieval de honra e lealdade incorruptíveis e
Loredano, o homem ambicioso, encarnação de forças maléficas, destruidoras. No entanto, esse
contraste que se verifica no comportamento dos dois personagens não revela a oposição Natureza /
Cultura, conforme se define no enunciado do teste.
50. Alternativa d.
O fato de a fidalga portuguesa decidir permanecer na selva revela, de certo modo, a
vitória dos elementos naturais paradisíacos sobre o cenário urbano, não constituindo supremacia da
cultura indígena sobre a européia. Na verdade, a união de Ceci e Peri, ao final da narrativa de O
Guarani, revela a idéia de que a cultura branca integra-se harmoniosamente à natural, indígena.
9
51. Alternativa e.
Um dos traços modernistas de Alguma Poesia é a justaposição de imagens sem
seqüência lógico-descritiva. A realidade mostra-se a partir das partes que a compõem, o que revela
uma perspectiva prismática (fragmentada), de natureza cubista.
52. Alternativa d.
Os dois poemas abordam a automatização do cotidiano a partir da dependência do
homem em relação à máquina. O texto II apresenta esse tema de forma concisa (poema-pílula),
elevando ao máximo a carga semântica das palavras zero, stop e parou, relacionadas à estagnação do
ritmo de vida urbano diante da possível falta da máquina (representada pelo automóvel).
53. Alternativa a.
Os dois textos apresentam o olhar do "eu-gauche", que se mantém distanciado da
realidade com o fim de observá-la numa perspectiva lírico-irônica; não se pode afirmar, entretanto,
que o texto II apresente o olhar do homem interiorano, nem que a ação de "espiar" seja
despretensiosa.
54. Alternativa c.
Fabiano de fato manifesta, em vários momentos da narrativa, dificuldade de organização
lógica do raciocínio, mas não é o que se verifica no trecho apresentado. Tendo percebido a gradual
volta da estação seca, Fabiano tenta resistir e posterga o máximo possível a viagem. Essa resistência
em fugir justifica-se pelo apego da personagem ao pouco que havia conquistado durante o período
que permanecera na fazenda.
55. Alternativa d.
A metáfora "sombra imperfeita de um deus" refere-se à humanidade de modo genérico.
O elemento que distingue os homens dos deuses é a mortalidade e por isso a humanidade seria
apenas uma "sombra imperfeita" do mundo divino. O emprego do verbo "foi" ("Sob a árvore onde jaz
quem foi a sombra / Imperfeita de um deus"), no passado, indica claramente que a expressão se refere
àquilo que os "que jazem sob a árvore" representaram antes da morte.
56. Alternativa b.
Os que estão mortos são chamados no poema de "felizes" porque já não estão
submetidos aos sofrimentos terrenos, nem à ira dos deuses. A morte, nesse sentido, representa
tranqüilidade. No entanto, o final do texto é claro: a beleza eterna seria possível apenas "se a vida
fosse sempre vida", ou seja, se o homem se livrasse da efemeridade que o angustia. A morte,
portanto, é causa de dor e de apaziguamento. Observe que a afirmação a é incorreta porque o fato
de propor que a morte seja encarada como alívio, evitando tormentos, indica uma postura epicurista
(busca da harmonia, do equilíbrio e refutação do sofrimento). Nesse mesmo sentido, a insensibilidade
proporcionada pela morte e sintetizada na expressão "tudo lhe é nada" tem um caráter positivo (ao
contrário do que se afirma na alternativa c).
57. Alternativa e.
O texto "Salubridade" consiste basicamente na paráfrase de textos coloniais que
interpretaram de modo paradisíaco a terra brasileira. O intuito de Oswald de Andrade era promover a
reavaliação da visão que os colonizadores lançaram sobre a colônia e permitir o surgimento de
perspectivas mais críticas sobre a realidade nacional.
10
58. Alternativa d.
As três primeiras alternativas estão corretas, pois o texto é predominantemente
descritivo, carregado de imagens poéticas, especialmente a prosopéia, isto é, a atribuição de
características humanas a seres inanimados, como os dois rios. Além do mais, o narrador apresenta
uma relação de vassalagem entre o Paquequer e o Paraíba, como se o primeiro fosse o vassalo do
segundo.
59. Alternativa d.
O fato de Virgília propor que se encontre uma casinha para refúgio de seus encontros
com Brás Cubas revela a intenção clara de conciliar o amor clandestino e o casamento com Lobo
Neves. O choro, a agitação emocional, o aparente desgoverno de Virgília não expressam o desejo de
romper com os benefícios que a condição de mulher casada lhe garante, na verdade, este
comportamento comove o amante que também percebe as vantagens da proposta. No entanto, não
é por aceitar a idéia de Virgília que Brás Cubas é fraco e insensato e nem mesmo exige que esta
abandone o filho, como se afirma na alternativa e.
60. Alternativa e.
O título "transação" não tem conotação comercial, no trecho transcrito, mas de ajuste,
acordo que duas pessoas fazem para solucionar divergências.
11
Química
61. Alternativa b.
O ponto de ebulição do álcool butílico é maior que o do éter dietílico, pois as forças intermoleculares
no álcool (ponte de hidrogênio) são mais intensas que a do éter.
62. Alternativa c.
As misturas correspondentes a pontos situados sobre a curva são saturadas em KBr.
As misturas correspondentes a pontos situados na região II são insaturadas, portanto, são sistemas
monofásicos.
As misturas correspondentes a pontos situados na região I da figura são soluções supersaturadas,
portanto, são sistemas monofásicos.
Cálculo da concentração em mol/kg da água a 30ºC.
KBr: massa molar = 119 g/mol
A 30ºC, a solubilidade do KBr é 70 g/100 g de H2O
119 g — 1 mol
70 g —
x
\
x = 0,59 mol
100 g — 0,59 mol
1000 g —
y
\
y = 5,9 mol
A concentração é 5,9 mol/kg, aproximadamente 6 mol/kg.
63. Alternativa a.
Al3+ + 3 e- ® Al
3 F — 27 g
3 600 F — x
x = 32 400 g ou 32,4 kg
64. Alternativa e.
As curvas 1 e 2 indicam produção de maior quantidade de hidrogênio, o que deve necessariamente
estar associado ao uso de maior quantidade de ácido, ou seja, experimentos C e D (não
necessariamente nessa ordem). Como em C a temperatura é maior que em D, a velocidade da reação
também é maior. Assim:
Curva 1 Û experimento C
Curva 2 Û experimento D
Entre os experimentos A e B, a diferença é a maior superfície de contato da limalha (B) em relação aos
pregos (A). Portanto:
Curva 3 Û experimento B
Curva 4 Û experimento A
12
65. Alternativa a.
A substância contida no frasco A corresponde ao ácido benzóico:
A substância contida no frasco B corresponde ao naftaleno:
hidrocarboneto (apolar); praticamente insolúvel na água (polar)
A substância contida no frasco C corresponde à glicose que é um açúcar, portanto, solúvel em água e
se decompõe por aquecimento.
D
C6H12O6 ¾¾
® 6 C + 6 H2O
66. Alternativa b.
Os hidrocarbonetos que têm a fórmula geral CnH2n são: alquenos e cicloalcanos.
67. Alternativa b.
13
68. Alternativa a.
O valor numérico da constante de equilíbrio dá uma idéia da extensão da reação. Quanto maior o
valor da constante, maior a quantidade dos produtos no equilíbrio.
Kc =
[P]
[R]
O monóxido de carbono (CO) apresenta uma interação com a hemoglobina mais intensa que o O2,
pois o CO substitui o O2 em concentrações não tão elevadas. Logo:
Kc,I < Kc,II
A interação do azul de metileno é mais intensa com o CO do que este com a hemoglobina, portanto,
temos:
Kc,II < Kc,III
É correto afirmar que:
Kc,I < Kc,II < Kc,III
69. Alternativa b.
Aplicando a lei de Hess (1.a equação é mantida e a 2.a equação é invertida e multiplicada por 8):
1.a equação: C8H18 +
25
O2 ® 8 CO2 + 9 H2O
2
2.a equação: 8 CO2 ® 8 CO + 4 O2
C8H18 +
17
O2 ® 8 CO + 9 H2O
2
DH = -5,2 . 103 kJ
DH = +22,4 . 102 kJ
DH = -3,0 . 103 kJ
70. Alternativa d.
A reação espontânea da pilha é:
Cd + 2 OH- ® Cd(OH)2 + 2 e-
Eº = +0,76 V
NiO2 + 2 H2O + 2 e- ® Ni(OH)2 + 2 OH-
Eº = +0,49 V
Cd + NiO2 + 2 H2O ® Cd(OH)2 + Ni(OH)2
DEº = +1,25 V
71. Alternativa c.
Em 24 horas, a produção de SO2 será igual a:
12,8 kg/h ´ 24 h = 307,2 kg
Somando membro a membro as duas equações químicas, teremos:
CaCO3 (s) + SO2 (g) ® CaSO3 (s) + CO2 (g)
1 mol
1 mol
100 g
—
64 g
x
—
307,2 kg
14
\
x = 480 kg
72. Alternativa d.
Fazendo o aquecimento gradual de certa massa do sólido, esta permanece constante até a
temperatura de 130ºC quando começa a sua desidratação:
A partir daí, a massa irá diminuir até a desidratação total do sal hidratado e permanecerá constante
até 350ºC quando começará a decomposição do sólido anidro.
Assim, a massa irá diminuir até restar apenas o MnO (s).
73. Alternativa c.
Através do gráfico, um aumento da pressão torna o rendimento da reação maior, portanto, o número
total de mols dos produtos é menor do que dos reagentes (contração de volume).
74. Alternativa d.
Temos as reações:
CaCO 3 (s)
14243
®
CaO (s)
+
CO2ä (g)
S
CaO (s)
+
H2O (l)
®
Ca(OH)2 + Na2CO3 ®
Ca(OH)2 (aq)
2 NaOH
+
1 mol de CaCO 3 ® 1 mol de Na 2 CO 3
1442443
144
42444
3
x=
15
100 g
__________________
106 g
x
__________________
1,06 t
100 g . 1,06 t
= 1,00 t
106 g
CaCO3
75. Alternativa c.
Apenas os compostos I e IV apresentam uma dupla ligação.
76. Alternativa e.
Os gases NO2 e SO3 são óxidos ácidos e portanto, quando em contato com a umidade do ar, formam
os ácidos correspondentes, segundo as equações das reações:
2 NO2 + H2O ® HNO3 + HNO2
O ácido nitroso se decompõe, dando ácido nítrico e NO:
3 NO2 + 1 H2O ® 2 HNO3 + 1 NO
(ácido nítrico)
SO3 + H2O ® H2SO4
(ácido sulfúrico)
77. Alternativa c.
O SnCl2 reage com Zn e Fe de acordo com as reações:
Sn+2 + Zn ® Zn+2 + Sn0
Sn+2 + Fe ® Fe+2 + Sn0
Essas reações ocorrem porque o Sn+2 tem maior potencial de redução que o Zn+2 e o Fe+2.
O cloreto de estanho II não pode ser guardado em recipiente de ferro ou zinco.
O SnCl2 não reage com o cobre e com o próprio estanho.
78. Alternativa d.
Cálculo da concentração em mol/L do sal de potássio:
174 g — 1 mol
0,975 . 10-3 g —
x
\
x = 5,6 . 10-6 mol
\
y = 2 . 10-5 mol
280 mL — 5,6 . 10-6 mol
1000 mL —
y
Cálculo da concentração em mol/L dos íons potássio:
K 2A
2 . 10-5 mol/L
2 K + + A4 . 10-5 mol/L
79. Alternativa a.
O aumento da temperatura provoca o aumento da rapidez das transformações químicas, portanto, o
tempo necessário diminui.
16
80. Alternativa e.
Através do item I, deduzimos: HA (A: ânion)
Através do item II, deduzimos: P O3¯ ¯
31 48
A fórmula do ácido é: HPO3
HPO3
H+ + PO3-
A fórmula do sal de sódio é:
NaPO3
17

Documentos relacionados