BARROCO

Сomentários

Transcrição

BARROCO
BARROCO
Barroco: termo de origem espanhola „Barrueco‟,
aplicado para designar pérolas de forma irregular.
 A arte barroca originou-se na Itália, no séc. XVII, e não
tardou a irradiar-se por outros países da Europa, e a
chegar também ao continente americano, trazida pelos
colonizadores portugueses e espanhóis.
 A sua gênese encontra-se no século XVI, intimamente
ligada a Reforma Protestante.Como resposta à revolução
religiosa e cultural que a Reforma empregava, a Igreja
Católica inicia a sua reação conhecida como contrareforma, e a arte passa a ser vista como meio de
propagar o catolicismo.
 Foi uma época de conflitos espirituais e religiosos, quando o
homem se colocou em constante dualismo: Paganismo x
Cristianismo, e Espírito x Matéria.
 As obras barrocas romperam o equilíbrio entre o sentimento
e a razão ou entre a arte e a ciência, que os artistas
renascentistas procuram realizar de forma muito consciente;
na arte barroca predominam as emoções e não o
racionalismo da arte renascentista.
No fundo, o estilo
Barroco não era uma coisa
absolutamente nova, como
se pode hoje interpretar
Cubismo como algo que
revolucionou a arte.
Formalmente o Barroco foi
influenciado pelo
Maneirismo, pela Arte
Gótica e pela Arte Antiga
(grega e romana).
Características Gerais:
* emocional sobre o racional; seu propósito é impressionar
os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo
o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da
emoção e não apenas pelo raciocínio.
* busca de efeitos decorativos e visuais, através de curvas,
contracurvas, colunas retorcidas;
* entrelaçamento entre a arquitetura e escultura;
* violentos contrastes de luz e sombra;
* pintura com efeitos ilusionistas, dando-nos às vezes a
impressão de ver o céu, tal a aparência de profundidade
conseguida.
O que havia de realmente
novo era a forma de
construção do trabalho
curvas, contracurvas e colunas
retorcidas -, as técnicas a ele
aplicadas
–
senso
de
profundidade -, e uma
agressiva abordagem de luz e
sombra. Assim as emoções
foram
grandemente
enfatizadas, tanto na pintura,
quanto na escultura.
Pintura:
* Composição assimétrica, em diagonal - que se revela num
estilo grandioso, monumental, retorcido, substituindo a
unidade geométrica e o equilíbrio da arte renascentista.
* Acentuado contraste de claro-escuro (expressão dos
sentimentos) - era um recurso que visava a intensificar a
sensação de profundidade.
* Realista, abrangendo todas as camadas sociais.
* Escolha de cenas no seu momento de maior intensidade
dramática.
Dentre as obras que melhor exemplificam essa preocupação da
Igreja Católica podemos citar:
O Juízo Final
De Michelangelo,
Inaugurador do
Barroco na Europa.
A Itália foi o centro irradiador do estilo
barroco:
Caravaggio - o que melhor caracteriza a sua pintura é o modo
revolucionário como ele usa a luz. Ela não aparece como reflexo da luz
solar, mas é criada intencionalmente pelo artista, para dirigir a atenção
do observador.
 Retratava personagens bíblicos, principalmente Jesus e Maria,
baseando-se em pessoas comuns que encontrava nas ruas de
Roma.
 Usava um forte realismo na pintura de suas obras.
 Usava efeitos de sombras e luzes.
 Pintava o fundo de suas obras de cores escuras, principalmente de
cor preta. Este recurso dava um aspecto obscuro em suas pinturas.
Obras destacadas: Vocação de São Mateus e Ceia em Emaús.
A Ceia em Emaús Caravaggio, 1601 óleo sobre tela
Tintoretto
 Segundo contam seus biógrafos, Tintoretto modelava figuras em cera e
as colocava num palco de madeira, no meio de velas dispostas nos mais
variados ângulos. Em seguida, levava o cenário a um aposento escuro e
ascendia as velas, daí desenhando a cena em miniatura.
Dessa maneira, ele conseguia captar o efeito global do arranjo das
figuras, e juntá-las por meio do uso de uma iluminação originalíssima,
 Tintoretto não estava interessado em captar a “aparência natural” das
cenas. Em seu trabalho, seres inspirados nas figuras heróicas e
musculosas de Michelangelo são contorcidos numa variedade de poses
carregadas de emoção, muitas vezes alongados além das possibilidades
reais da natureza. Em Tintoretto, a coloração rica é distorcida por
gritantes contrastes de luz e sombra, como se a cena estivesse iluminada
por seguidos relâmpagos, num clima de alucinação.
Finding of the body of St Mark
(1548). Conclusão do corpo de
São Marcos (1548).
Andrea Pozzo - realizou grandes composições de perspectiva
nas pinturas dos tetos das igrejas barrocas, causando a ilusão
de que as paredes e colunas da igreja continuam no teto, e de
que este se abre para o céu, de onde santos e anjos convidam
os homens para a santidade.
Obra destacada: A Glória de Santo Inácio.
Pintores fora da Itália:
Velázquez - além de retratar as pessoas da corte espanhola do século XVII
procurou registrar em seus quadros também os tipos populares do seu
país, documentando o dia-a-dia do povo espanhol num dado momento
da história.
 Enfatizou a elaboração de retratos de integrantes da nobreza e a pintura
de cenas históricas. Também retratou elementos da mitologia.
 Mostrava detalhes em suas obras, privilegiando as expressões faciais,
buscando a individualidade de cada personagem retratado.
 Presença em suas obras do tenebrismo (aplicação de fundo escuro) e do
realismo (busca por detalhes para deixar a obra mais real possível) . Estas
duas características foram típicas do barroco.
Obras destacadas: O Conde Duque de Olivares e A Costureira.
A costureira,
Velázquez
Rubens (espanhol) - além de um colorista vibrante, se
notabilizou por criar cenas que sugerem, a partir das linhas
contorcidas dos corpos e das pregas das roupas, um intenso
movimento. Em seus quadros, é geralmente, no vestuário que
se localizam as cores quentes - o vermelho, o verde e o
amarelo - que contrabalançam a luminosidade da pele clara
das figuras humanas.
Obra destacada: O Jardim do Amor.
Rembrandt (holandês) - o que dirige nossa atenção nos quadros
deste pintor não é propriamente o contraste entre luz e
sombra, mas a gradação da claridade, os meios-tons, as
penumbras que envolvem áreas de luminosidade mais intensa.
Obra destacada: Aula de Anatomia.
EL GRECO
 Tendência para alongar a figura humana,
 Estilo dramático e expressivo,
 Conhecido por suas figuras tortuosamente alongadas e uso
freqüente de pigmentação fantástica ou mesmo
fantasmagórica,
 Os seus retratos, se são menos numerosos do que as suas
obras de caráter religioso, não deixam de ter a mesma
qualidade.
"Enterro do conde de Orgaz" ,
El Greco
Na França, ele foi recebido com uma certa reserva e nunca
pode manifestar-se em sua forma mais livre. Lá, o Barroco
assumiu uma forma mais clássica, mas não menos bela, e foi
responsável pela construção de alguns palácios e igrejas. Sua
manifestação mais famosa é representada pelo Palácio de
Versailles (1669-1703).
Na Holanda protestante, o Barroco ficou, a princípio,
confinado à escultura. No entanto, Rembrandt rompeu com
essa restrição tornando-se o mais famoso pintor Barroco de
lá (AVigília, 1642 - Rijksmuseum, Amsterdam).
Na também protestante Inglaterra, o Barroco foi
utilizado para projetos de grandes prédios públicos. A obra
mais famosa é a Catedral de São Paulo (1675-1708),
projetada por Sir Christopher Wren.
Em Portugal e na Espanha o Barroco
foi interpretado de uma maneira mais
piedosa e populista, influência essa
trazida para as Américas pelos
colonizadores. Exemplos dessa faceta
barroca são a pintura da Imaculada
Conceição de Murillo (1.660, Museu do
Prado, Madri)...
E a fachada da Catedral
de Santiago de
Compostela- Românica,
Renascentista e Barroca.
(terminada em 1750).
Barroco no Brasil
O estilo barroco desenvolveu-se plenamente no Brasil
durante o século XVIII, perdurando ainda no início do século
XIX. O barroco brasileiro é claramente associado à religião
católica. Duas linhas diferentes caracterizam o estilo barroco
brasileiro. Nas regiões enriquecidas pelo comércio de açúcar e
pela mineração, encontramos igrejas com trabalhos em relevos
feitos em madeira - as talhas - recobertas por finas camadas de
ouro, com janelas e portas decoradas com detalhados trabalhos
de escultura. Já nas regiões onde não existia nem açúcar nem
ouro, as igrejas apresentam talhas modestas e os trabalhos foram
realizados por artistas menos experientes e famosos do que os
que viviam nas regiões mais ricas.
O ponto culminante da integração entre arquitetura,
escultura, talha e pintura aparece em Minas Gerais, sem dúvida a
partir dos trabalhos de:
Barroco das regiões enriquecidas com o
açúcar e mineração.
Este “estilo‟ é mais marcantes nas regiões mais ricas da época, Bahia,
Pernambuco, Minas gerais e Rio de Janeiro.
 Fachada da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco de Salvador
Barroco das regiões onde não havia
comércio do açúcar nem mineração:
 Destaque paro o Estado de São Paulo.
 Igreja do Carmo em Itu SP
O principal nome do Barroco Mineiro e consequentemente do brasileiro é Antônio Francisco
Lisboa, o Aleijadinho.
Igreja de São Francisco de Assis, Exterior e Interior, Ouro Preto
Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho - seu
projeto para a igreja de São Francisco, em Ouro Preto, por
exemplo, bem como a sua realização, expressam uma obra de
arte plena e perfeita. Desde a portada, com um belíssimo
trabalho de medalhões, anjos e fitas esculpidos em pedra-sabão, o
visitante já tem certeza de que está diante de um artista
completo. Além de extraordinário arquiteto e decorador de
igrejas foi também incomparável escultor. O Santuário do Bom
Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo, é constituído
por uma igreja em cujo adro estão as esculturas em pedra-sabão
de doze profetas, cada um desses personagens numa posição
diferente e executa gestos que se coordenam. Com isso, ele
conseguiu um resultado muito interessante, pois torna muito
forte para o observador a sugestão de que as figuras de pedra
estão se movimentando.
Características da escultura de Aleijadinho:
* Olhos espaçados
* Nariz reto e alongado
* Lábios entreabertos
* Queixo pontiagudo
* Pescoço alongado em forma de V
Os 12 Profetas
Uma das Obras de maior destaque de Aleijadinho na verdade não é somente uma , mas sim 12.
Profeta Isaías
Localizados no Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos de Congonhas do Campo, em
Minas Gerais
Velázquez - além de retratar as pessoas da corte
espanhola do século XVII procurou registrar em seus quadros
também os tipos populares do seu país, documentando o diaa-dia do povo espanhol num dado momento da história.
QUESTÕES:
Descreva características típicas do BARROCO,
comparando esse estilo com outros anteriormente
estudados. Considere a pintura, a escultura e a arquitetura
barrocas.
2. Cite 3 artistas barrocos.
3. Fale um pouco sobre CARAVAGGIO.
4. Fale um pouco sobre ALEIJADINHO.
1.
Pesquisa e projeto
Daniela de Brito

Documentos relacionados

barroco

barroco * emocional sobre o racional; seu propósito é impressionar os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da emoção e não apenas...

Leia mais

O Barroco na Europa

O Barroco na Europa estilo poderia lhes oferecer. Neste ínterim, especialmente a arquitetura barroca, encontrava em uma aristocracia faustosa meios de difundir-se, entre o fim do século XVII e inicio do século XVIII p...

Leia mais

Barroco No século XVII, a Europa passou por momentos difíceis

Barroco No século XVII, a Europa passou por momentos difíceis pintores, sem que se possa identificar ao certo as obras a que possam ter dado origem. Antônio Francisco Lisboa, escultor e arquiteto (1730-1814), Aleijadinho, como era chamado o famoso escultor, f...

Leia mais

ARTE BARROCA NO BRASIL SÉCULO XVIII / XIX

ARTE BARROCA NO BRASIL SÉCULO XVIII / XIX Características da arte Barroca Brasileira: Estilo artístico caracterizado pela exuberância, pelo movimento e emoção. Na arquitetura : Suas características são: Construções de igreja e conventos, ...

Leia mais

o barroco brasileiro - Campus São Cristóvão II

o barroco brasileiro - Campus São Cristóvão II pintores barrocos Manoel da Costa Athaide. Outra grande parceria desses dois artistas está representado aos Passos da Paixão de Cristo para o Santuário do Bom Jesus dos Matozinhos em Congonhas do C...

Leia mais