A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA

Сomentários

Transcrição

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA
A COLONIZAÇÃO
INGLESA NA AMÉRICA
O processo de formação dos EUA
Inglaterra X Portugal e Espanha
A incursão dos ingleses no processo de colonização do continente americano
conta com determinadas particularidades que o difere sensivelmente da
experiência colonial promovida por portugueses e espanhóis.
Uma potência naval
No governo da rainha Elizabeth I (1558 – 1603), a Inglaterra ingressou na
economia mercantilista ao investir na construção de novas embarcações e no
comércio marítimo, além de promover a adoção de medidas protecionistas.
A Pirataria
Nesse contexto, a pirataria
se tornou uma importante
fonte de lucros sustentada
no assalto de navios
espanhóis que saíam do
Caribe com destino à
Europa. Nesse mesmo
período tentaram
empreender a colonização
da região norte-americana
com a organização de três
expedições comandadas
por Walter Raleigh.
AMÉRICA INGLESA
Formação das 13 Colônias




No século XVII a Inglaterra vivia uma conjuntura
favorável à colonização.
A Espanha, em decadência, não tinha condições
de manter os territórios que julgava seus pelo
Tratado de Tordesilhas
Do ponto de vista social, havia nas cidades
inglesas uma grande massa de homens pobres,
resultado do êxodo rural, provocado pelos
"cercamentos" e outra camada de origem
burguesa, porém que sofria com as
perseguições religiosas.
As Revoluções Inglesas geraram um clima de
instabilidade social que alavancou o processo
colonizador
A Negligência Salutar
Entre outras razões,
podemos identificar o
processo tardio de
colonização, a
natureza
espontânea da
ocupação dos
territórios e as
características do
litoral norteamericano como
pontos fundamentais
na compreensão da
colonização inglesa.
Organização Política



As 13 colônias eram completamente
independentes entre si, estando cada uma
delas subordinada diretamente à metrópole.
Porém como a colonização ocorreu a partir da
iniciativa privada, desenvolveu-se um elevado
grau de autonomia políticoadministrativa,conhecido como NEGLIGÊNCIA
SALUTAR
Apesar dos governadores representarem os
interesses da metrópole, a organização colonial
tendeu a aumentar constantemente sua
influência, reforçando a idéia de "direitos
próprios".
A primeira Colônia: Virgínia
O insucesso dessas primeiras expedições só foi revertido com a criação da
colônia de Virgínia, em 1607. Depois disso, o processo ganhou força com a
Política dos Cercamentos (Enclousures Act), que expulsou os pequenos
agricultores de suas propriedades, forçando-os a buscar outras possibilidades
no Novo Mundo.
Conflitos Religiosos
Os conflitos
religiosos que
tomaram conta
da Inglaterra
após a reforma
anglicana
também
motivaram a
imigração dos
puritanos
(Calvinistas)
ingleses para a
América.
O Mayflower
No ano de 1620, o navio Mayflower saiu da
Inglaterra com um grupo de artesãos,
pequenos
burgueses,
comerciantes,
camponeses
e
pequenos
proprietários
interessados em habitar uma terra onde
poderiam prosperar e praticar o protestantismo
livremente. Chegando à América do Norte
naquele mesmo ano, os colonos fundaram a
colônia de Plymouth – atual estado de
Massachusetts – que logo se transformou em
ponto original da chamada Nova Inglaterra.
Peregrinos do Mayflower



Primeiros colonos a se
estabecerem na América
Inglesa
O principal motivador para
tal mudança eram as
perseguições religiosas
Constituíram o mito
fundador da sociedade
norte-americana. Pois
declararam que nas novas
terras surgiria uma nova
sociedade baseada na
liberdade religiosa e na
busca por uma sociedade
nova, mais justa.
A empresa colonizadora

O início da colonização da América do norte
pelos ingleses deu-se a partir da concessão real
a duas empresas privadas: A Companhia de
Londres, que passou a monopolizar a
colonização das regiões mais ao norte, e a
Companhia de Plymonth, que recebeu o
monopólio dos territórios mais ao sul. Dessa
maneira dizemos que a colonização foi
realizada a partir da atuação da "iniciativa
privada". Porém subordinadas as leis do
Estado.
Os “Pilgrim Fathers”
As diferenças surgem ...
Com o passar do
tempo, esse
processo de
colonização
estabelecido por
meio da ação
autônoma de
determinados
indivíduos
passou a ganhar
características
mais diversas.
As Colônias do Norte
Na região norte, a
colonização de
povoamento teve que
suplantar grandes
dificuldades que com a
posterior consolidação de
pequenas propriedades e
o uso de mão de obra
livre permitiram a
formação de um
comércio diversificado
sustentado pela
introdução da
manufatura e o
surgimento de um
mercado consumidor.
Colônias do Norte







Colônia de Povoamento
Clima Temperado
Predomínio de pequenas e médias propriedade
Agricultura familiar
Manufaturas incipientes no inicio do século XVIII
Predomínio da mão-de-obra livre
Servidão de Contrato: Interessados em vir para
a América sem condições de arcar com as
despesas da viagem e instalação eram arcados
por colonos ricos. O pagamento era realizado
com trabalho não remunerado por um tempo
determinado.
As Colônias do Sul
Na região sul, as especificidades
geográficas e climáticas propiciaram
um modelo de colonização distinto.
O clima subtropical, o solo fértil e as
planícies cortadas por rios
navegáveis consolidaram um
modelo de colonização semelhante
aos padrões ibéricos. Dessa forma,
o sistema
de plantations estabeleceu o
surgimento de grandes fazendas
monocultoras produtoras de
tabaco, arroz, índigo e algodão.
Com isso, a grande demanda por
força de trabalho favoreceu a
adoção da mão de obra escrava
vinda da África.
Colônias do Sul





Colônias de exploração
Clima tropical
Sistema de Plantation- Produção agrícola
voltada para o mercado externo, em
latifúndios, através da monocultura
Mão-de-obra predominante era a escrava
africana
Principal produto de exportação era o Algodão
As Colônias do Centro
Compondo um processo de
ocupação tardio, a região
central ficou marcada por
uma economia que mesclava
a produção agropecuarista
com o desenvolvimento de
centros comerciais
manufatureiros. As primeiras
colônias centrais apareceram
por volta de 1681, com a
fundação das colônias do
Delaware e da Pensilvânia.
Durante a independência das
colônias, esta região teve
grande importância na
organização das ações que
deram fim à dominação
britânica.
O Comércio Triangular
Os colonos escambavam seus produtos manufaturados. Obtinham o melado,
que transformavam em rum, e trocavam na África por escravos, os quais eram
vendidos nas colônias.
Comércio triangular
A Inglaterra
À medida que as
Treze Colônias
se fortaleciam
economicamente
e aumentavam
sua autonomia
administrativa, a
Inglaterra
procurava
reforçar sua
política colonial.
A Guerra dos Sete Anos
Os ingleses contaram com o apoio dos colonos, enquanto os franceses e os
espanhóis aliaram-se a algumas tribos indígenas. Foi o primeiro conflito a ter
caráter mundial, e o seu resultado é muitas vezes apontado como o ponto
fulcral que deu origem à inauguração da era moderna.
A Declaração de Independência
Os colonos,
descontentes,
organizaram-se
e lutaram pela
independência.
Em 1775, eles
decidiram formar
um exército e
decretaram
guerra à
Inglaterra. A
emancipação foi
reconhecida em
1783.
A Constituição
“As
instituições
democráticas
despertam e
incentivam a
paixão da
igualdade
sem jamais
poder
satisfazê-la
inteiramente.“
Alexis de
Tocqueville
George Washington: nem rei, nem tirano
“Que me permitam pelo menos dizer que, se não deixarem ao
Congresso o livre exercício das suas prerrogativas de que está
incontestavelmente revestido pela Constituição, tudo, sem tardança,
cairá na confusão e na desordem.”
Estados Unidos da América (EUA)
“Interessa observar que os EUA não resultaram
nem num império de plutocratas, governado por um
presidente coroado (como desejava Hamilton), nem
numa sociedade agrária povoada apenas por
lavradores e pastores (defendida por Jefferson).
Tornou-se, sim, uma potência industrial de dimensões
jamais imaginadas por Jefferson e a mais estável das
democracias, o que Hamilton bem abominaria.”
Ben Jonson

Documentos relacionados

Microsoft PowerPoint - Aula - Coloniza\347\343o Inglesa

Microsoft PowerPoint - Aula - Coloniza\347\343o Inglesa •Aproveitando a fixação espanhola na América Centro-Sul, a Inglaterra e depois a França resolveram invadir a América do Norte • Século XVII – sob o comando da rainha Elizabeth I, os ingleses inicia...

Leia mais

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA DO NORTE Embora

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA DO NORTE Embora quando um grupo de colonos ingleses, agenciados pela London Company, fundou a Virgínia, assim chamada em homenagem à "rainha virgem", Elizabeth I. Com grande afluxo de colonos, a Virgínia logo se t...

Leia mais

Colonização Inglesa da América do Norte

Colonização Inglesa da América do Norte Durante boa parte do século XVII, a Inglaterra esteve envolvida em guerras civis, em disputas entre o Parlamento e o rei e em conflitos na Europa. Isso de certa forma impediu que o país exercesse u...

Leia mais

A américa inglesa e francesa

A américa inglesa e francesa A AMÉRICA INGLESA E FRANCESA COLONIZAÇÃO INGLESA O início da colonização inglesa na América do Norte ocorre no princípio do século XVII, com a fundação da colônia de Virgínia. De modo contrário ao ...

Leia mais

a revolução americana

a revolução americana • Cercamento dos campos: expulsão de camponeses e de pequenos proprietários de terras; • Busca de novas possibilidades de trabalho;

Leia mais

Independencia e EUA XIX

Independencia e EUA XIX Colônias do Sul Virgínia, Maryland, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Geórgia Colônias do Norte ou Nova Inglaterra New Hampshire, Massachusetts, Rhode Island, Connecticut

Leia mais

2016 - Aula 06 - Independência dos Estados Unidos

2016 - Aula 06 - Independência dos Estados Unidos de problemas como a fome, doenças e também dos frequentes ataques indígenas sobre os colonos, além da falta de apoio do Estado inglês, que por não ter condições de implementar a colonização com rec...

Leia mais

economia_mundializada

economia_mundializada áreas. Isso explica a série quase ininterrupta de guerras, chegando a passar alguns Estados da qualidade de centrais para semi-periféricos, já no período de instalação do capitalismo, em fins do s...

Leia mais