Violência no Século XX entre trauma memória e história

Сomentários

Transcrição

Violência no Século XX entre trauma memória e história
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA SOCIAL
Violência no Século XX: entre trauma, memória e história.
Prof. Mónica Grin e Sílvia Correia
Quarta-feira, 9-12 horas (sala 205)
Objetivo:
O curso coloca a violência como norte de reflexões e debates sobre o chamado longo século
XX. O longo século testemunhou diferentes formas de violência – genocídio, colonialismo,
guerras nacionais e civis, lutas por autodeterminação, movimentos civis armados – que
desafiaram a comunitas, não raro com desfechos trágicos. Um importante repto vem se
impondo à reflexão historiográfica, uma vez que esses fenômenos, movidos por formas cada
vez mais sofisticadas de violência, instalaram traumas, ressentimentos, melancolias,
continuidades e descontinuidades narrativas geralmente negligenciadas pelos historiadores,
mas obviamente presentes no permanente recalcamento dos que viveram e sobreviveram à
violência desse longo século. Inevitavelmente, essa miríade de fenómenos históricos
violentos precipitaria uma viragem epistemológica pós-estruturalista, que só a partir no
desfecho da II Guerra Mundial ganhará maior ênfase e cuja historiografia merece ser hoje
conhecida e tratada.
Início das aulas: 6 de abril de 2016.
Avaliação: a) presença e participação nas aulas; b) seminários de textos; c) trabalho final.
Tópicos do Programa:
1. Emergência da memória no debate histórico;
2. Violência e narrativa(s) identitárias;
3. Dever de memória, sentimentos morais e reparações.
Bibliografia gerali:
Amery, Jean. “Ressentimentos”. In: Além do Crime e Castigo. Rio de Janeiro: Contraponto.
2013.
Bevernage, Berber. History, Memory, and State-Sponsored Violence: Time and Justice. New
York: Routledge, 2012.
Catroga, Fernando. Memória, História e Historiografia. Coimbra, Quarteto, 2001.
Colmeiro, José. “¿Una nación de fantasmas?: apariciones, memoria histórica y olvido en la
España pos-franquista”. Revista electrónica de teoría de la literatura y literatura comparada 4 (2011):
17-34.
Confino, Alon. “Collective Memory and Cultural History: Problems of Method”. American
Historical Review 102, 5 (1997): 1386-1403.
Correia, Sílvia. “Cem anos de historiogra a da Primeira Guerra Mundial: entre história
transnacional e política nacional”. Topoi 15, n. 29 (2014): 650-673.
Derrida, Jacques. On Cosmopolitism and Forgiveness. London: Routledge, 2001.
Fernandéz, Paloma Aguilar. “La presencia de la guerra civil y del franquismo en la
democracia española”. Pasajes 11 (2003): 12-23.
Frank, Robert. “La memoria y la historia”. Historia del Presente 3 (2004): 129-134.
Koselleck, Reinhart. “War Memorials: Identity Formations of the Survivors”. In: The
Practice of Conceptual History. Stanford: Stanford University Press, 2002, pp. 285-326.
Lacapra, Dominick. Writing History, Writing Trauma. Baltimore: John Hopkins University
Press, 2001.
Leed, Eric, “Fateful Memories: Industrialized War and Traumatic Neuroses”, Journal of
Contemporary History 35, No. 1, Special Issue: Shell-Shock (2000): 85-100.
Levi, Primo. Os Afogados e os Sobreviventes, RJ: Paz e Terra, 1990.
Mosse, George. “Two World Wars and the Myth of the War Experience”, Journal of
Contemporary History 21, no. 4 (1986): 491-513.
Peralta, Elsa, “O monumento aos combatentes: a performance do fim do império no espaço
sagrado da nação”. In Paula Godinho (coord.), Antropologia e Performance: Agir, Atuar,
Exibir. Castro Verde: 100Luz, 2014, pp. 213-236.
Prost, Antoine. “The Impact of War on French and German Political Cultures”, The
Historical Journal 37, no. 1, (1994): 209-217.
Quintais, Luís. “Memória e trauma numa unidade psiquiátrica”. Análise Social, vol. XXXIV
(2000): 673-684.
Ramos, Afonso. “Angola 1961, o horror das imagens”. In: O império da visão: fotografia no
contexto colonial (1860-1960). Lisboa: Edições 70, 2014.
Sontag, Susan. Diante da dor dos outros. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
Traverso, Enzo. O Passado, Modos de Usar. Lisboa: Edições Unipop, 2012.
Wieviorka, Annette. The Era of the Witness. Ithaca: Cornell University Press, 2006.
Winter, Jay. Remembering war: The Great War between history and memory in the twentieth century.
New Haven: Yale University Press, 2006.
i
A bibliografia indicada pode estar sujeita a breves alterações.

Documentos relacionados