CARRIS e METRO transportam Lisboa em festa

Сomentários

Transcrição

CARRIS e METRO transportam Lisboa em festa
CARRIS e METRO
transportam
Lisboa em festa
Perspetivas
e projetos
para 2014
EDITORIAL
Festas
de Lisboa
Neste segundo trimestre a cidade de Lisboa foi palco de vários
eventos culturais, desportivos e de lazer, que anualmente
se realizam na nossa cidade, como sejam as Meias Maratonas
e as Festas de Lisboa, entre outros.
alocaram os recursos materiais e humanos adequados, tendo
dado uma excelente resposta a todas estas situações, o que
não pode deixar de constituir um motivo de orgulho para todos
os operacionais que contribuíram para o bom resultado obtido.
Tanto a CARRIS, como o METROPOLITANO DE LISBOA, deram
o seu contributo, importante e decisivo, para proporcionar
a necessária mobilidade aos Lisboetas e aos muitos turistas
que nos visitaram neste trimestre, correspondendo assim
às necessidades adicionais de transporte, criadas pelos eventos
mais mediáticos e que movimentaram grande quantidade
de pessoas. Já no primeiro trimestre estivemos ao lado da Meia
Maratona de Lisboa (Ponte 25 de Abril) e em outubro estaremos
com a Meia Maratona de Portugal (Ponte Vasco da Gama).
Neste últimos três meses CARRIS e METROPOLITANO DE LISBOA
apoiaram a Corrida “Lisboa, a Mulher e a Vida”, a Semana
Académica de Lisboa, a Final da Taça de Portugal em futebol,
bem como outros eventos pontuais, nomeadamente o Rock in Rio
e as finais das Champions Leagues (masculina e feminina).
Por outro lado, as duas empresas apoiaram de forma ativa
vários eventos no âmbito das Festas da Cidade, em parceria com
a EGEAC e com a CML, nomeadamente o Fado nos Elétricos,
Sobe e Desce - decoração dos ascensores, Escala no METRO –
teclado de um piano numa escadaria da Estação de S. Sebastião,
Lá Vai Lisboa – música nos autocarros, transporte dos convidados
dos Noivos de Santo António e a divulgação da Feira do Livro,
contribuindo assim para a dinamização de uma série de eventos
socioculturais.
Para a concretização destas necessidades extraordinárias
de transporte, a CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA,
Também estas ações merecem um destaque especial,
pela importância que têm para a Comunidade, demonstrando
a preocupação que as nossas empresas continuam a ter
no âmbito da Responsabilidade Social bem como, a capacidade
que demonstram para se adaptarem às diferentes e pontuais
necessidades de mobilidade que a Cidade cada vez mais
vai exigindo.
António Martins Marques
Consulte a versão digital VIA lx, nos sites da CARRIS e do METROPOLITANO DE LISBOA,
através dos QR Codes
abr/mai/jun |2014 |3
É NOTÍCIA
“Tablets” gigantes vão chegar
às estações de METRO
Algumas estações de METRO irão receber em breve um novo
elemento que certamente irá suscitar grande interesse junto
dos clientes. Trata-se de um novo dispositivo interativo,
o TOMI (Total Outdoor Media Interative) que, pela sua dimensão
(2,2m x0,90m x 0,21m) e pelo seu design moderno e elegante
não deixará ninguém indiferente.
Este equipamento é um “tablet” gigante que apresenta duas
faces que podem ser visualizadas: uma delas com publicidade
em permanência, a outra apresentando um diretório multimédia
para consulta que integrará informações sobre o METROPOLITANO
DE LISBOA, assim como da CARRIS e dos principais operadores
de transporte de Lisboa.
O TOMI apresenta um sistema “touchscreen” (ecrã tátil),
que o distingue dos demais equipamentos urbanos e com
funcionalidades incorporadas que possibilitam a consulta a
notícias, agenda cultural, serviços e transportes (informações
úteis gerais), conteúdos de elevado interesse, em particular
para os clientes turistas (nacionais e estrangeiros).
O acesso à informação é interativo, mas também apresenta
recursos extras, como tirar uma fotografia com um quadro
personalizado de acordo com o lugar ou evento e, em seguida,
enviá-lo por e-mail.
A concretização deste projeto, cujo investimento é da responsabilidade
da Publimetro, só é possível graças ao compromisso e empenho
de várias áreas da empresa, designadamente a EO, GIM, MCC
e SIC, procurando, naturalmente, alcançar um claro benefício
para os clientes do METRO e para a notoriedade da marca.
4 |abr/mai/jun |2014
É NOTÍCIA
Cartão Lisboa VIVA tem uma nova imagem!
Com a renovação da imagem do cartão Lisboa VIVA, a OTLIS,
a CARRIS e o METRO e restantes operadores de transporte
aderentes ao sistema pretenderam simplificar e tornar mais
coesa a arquitetura visual da marca VIVA naquele que é o principal
cartão do sistema. A imagem do novo cartão pretende reforçar os
valores e personalidade da Marca VIVA.
VIVA assume-se como o sistema que permite ao utilizador
do transporte público viver e mover-se melhor na cidade,
contando com a inovação e a tecnologia ao serviço de mais
e melhores soluções integradas para a mobilidade dos cidadãos.
O Sistema VIVA posiciona-se como parceiro do bem-estar
das cidades para uma utilização mais integrada e eficiente
das redes de transporte. Um sistema inteligente que cada
um pode ter na sua mão, garantindo uma mobilidade contínua
mais fácil e cómoda.
A marca VIVA apela também ao movimento, com a propagação
das suas ondas. Integra e faz mover o fluxo da cidade, levando
cada utilizador com ela e despertando um maior dinamismo.
CARRISTUR lança novo circuito
Fátima, Óbidos, Batalha & Nazaré Tour
Um novo circuito turístico de dia inteiro que promove a descoberta
de alguns encantos da Costa Oeste de Portugal, nomeadamente
Fátima, Óbidos, Batalha e Nazaré, é a nova proposta da CARRISTUR,
disponível desde o início de maio. Resultante da aposta na
inovação e na procura de melhoria de serviço prestado ao cliente,
esta nova proposta dá a conhecer os principais pontos de
interesse de cada um destes locais, numa viagem que mistura
experiências culturais, gastronómicas e religiosas.
A pitoresca Vila de Óbidos (com prova de ginjinha incluída),
a vila piscatória da Nazaré e sua praia, o imponente Mosteiro
da Batalha e Fátima, um dos maiores centros de peregrinação do
mundo, são exemplos de lugares emblemáticos deste passeio.
Este circuito é acompanhado por uma guia intérprete que realiza
comentários em 3 idiomas: português, inglês e francês.
Tem a duração aproximada de 9 horas e almoço opcional.
abr/mai/jun |2014 |5
É NOTÍCIA
Tripadvisor dá certificado
de excelência ao elétrico 28
O portal turístico TripAdvisor atribuiu o Certificado de Excelência 2014
ao Elétrico 28, que foi reconhecido pelos utilizadores do portal
como uma das rotas mais icónicas da cidade de Lisboa.
A distinção da TripAdvisor destaca o percurso efetuado pelo
Elétrico 28 pelas zonas históricas de Lisboa que, desde a Estrela
até ao Castelo de São Jorge vai passando pelo Chiado,
São Vicente de Fora, Alfama, percorrendo todas as ruas estreitas
e Largos emblemáticos destas zonas criando assim uma relação
única de proximidade com os edifícios e bairros envolventes
tornando este roteiro um dos mais visitados por turistas nacionais
e estrangeiros.
Com 100 anos de história, assinalados a 1 de março, a carreira
do elétrico 28 continua a fazer parte da vida quotidiana
da capital, dos seus moradores e dos seus visitantes.
CARRIS traz a Lisboa
seminário sobre hidrogénio
O Salão Nobre do Complexo de Santo Amaro da CARRIS,
em Lisboa, acolheu, a 27 de junho, o seminário internacional
“Hydrogen Fuel Cells Bus”, dedicado a este tipo de tecnologias
e ao seu potencial contributo para a mobilidade sustentável
nas cidades.
O seminário surge numa altura em que a Europa acompanha
atentamente a fiabilidade e maturidade do hidrogénio enquanto
vetor energético e possível solução alternativa para o mercado
dos transportes. Algumas experiências realizadas à escala
6 |abr/mai/jun |2014
internacional foram apresentadas em Lisboa e vários especialistas,
de diversos países, rumaram à capital para partilhar conhecimentos
e experiências.
O estado da arte dos autocarros a pilhas de combustível hidrogénio
foi, neste contexto, um dos temas em destaque no evento, tal
como as mais recentes novidades sobre a logística do hidrogénio,
a cadeia de fornecimento, as especificações das estações de
serviço e o custo do hidrogénio, entre outras.
O enquadramento legal e as oportunidades de financiamento
nesta área, nomeadamente no que diz respeito a programas
de apoio nacionais e comunitários, projetos das “smart cities”
e regulamentação nacional, estiveram também em cima da mesa
neste seminário, onde Londres e Hamburgo foram as duas
cidades europeias que trouxeram até Lisboa a sua experiência
enquanto cidades participantes em programas comunitários
de demonstração. Rosário Macário, professora do Instituto
Superior Técnico, apresentou as conclusões do seminário,
que constituiu uma iniciativa conjunta da Associação Portuguesa
para a Promoção do Hidrogénio (AP2H2), do EnergyIn – Pólo de
Competitividade e Tecnologia da Energia e do Projeto Europeu
CHIC 2, da CARRIS, da Câmara Municipal de Torres Vedras, do
Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), da European
Hydrogen Association (HYER) e da Fuel Cells and Hydrogen Joint
Undertaking (FCH JU).
É NOTÍCIA
Ascensor da Bica
A subir e descer Lisboa há 122 anos
Foi a 28 de junho de 1892 que Lisboa viu ser inaugurado o
Ascensor da Bica, o terceiro do seu tipo construído na capital.
É composto por duas carruagens, cada uma com três compartimentos
desnivelados e de acesso independente, com capacidade para
transportar 23 passageiros.
O Ascensor da Bica difere dos seus congéneres pela maior
proximidade ao rio Tejo e pelos atributos cénicos da zona onde
se localiza. O trajeto deste ascensor começa num prédio
setecentista próximo do Cais Sodré (no ponto onde a Rua
de São Paulo se cruza com a Rua da Bica de Duarte Belo),
para enfrentar uma íngreme encosta até ao Largo do Calhariz,
na entrada do Bairro Alto. A curta viagem proporciona uma vista
ímpar sobre o rio, ao mesmo tempo que atravessa um bairro
de características populares e tipicamente lisboetas.
Projetado pelo engenheiro português Raoul Mesnier de Ponsard,
o Ascensor da Bica funcionava inicialmente com máquinas
a vapor, tendo sido eletrificado já no século XX, corria o ano
de 1916. No entanto, nesse mesmo ano, um grave acidente
acabaria por ditar a paragem prolongada do ascensor. Durante
os trabalhos de assentamento de um dos carros sobre os carris,
os travões terão falhado e o ascensor precipitou-se pela calina,
despedaçando-se de encontro à estação da Rua de S. Paulo.
Esteve parado até 1927.
De regresso às subidas e descidas que lhe dão vida, o Ascensor
tem continuado a fazer a sua história na capital, continuando
a ser, até hoje, uma das principais atrações turísticas da cidade,
a par dos Elevadores de Santa Justa, da Glória e do Lavra.
Sabia que…
Os Ascensores da Bica, da Glória e do Lavra e o Elevador
de Santa Justa foram classificados como Monumentos
Nacionais em 2002.
abr/mai/jun |2014 |7
TEMA DE CAPA
Lisboa no Centro
do Mundo
A Capital tem estado ao rubro. Entre festivais de música, casamentos e santos populares
há animação para quem vive em Lisboa e para quem visita a cidade. A CARRIS e o METRO
ajudam a fazer a festa!
A CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA voltaram este ano
a ser parceiros fundamentais do Rock in Rio, festival de música
que comemorou em Lisboa, no final de maio, o seu 10.º aniversário.
Durante os cinco dias do evento, o METRO transportou mais
de 110.000 festivaleiros e a bordo dos autocarros da CARRIS
viajaram 19.000 passageiros, repartidos entre o serviço regular
e os serviços especiais realizados (carreira C, carreira F e serviço
rockcard CP). Nestes dias o METRO garantiu, principalmente,
as viagens até ao recinto do festival, durante o seu horário
normal de exploração, cabendo à CARRIS garantir a mobilidade
dos festivaleiros no regresso a casa, através da disponibilização
de duas carreiras especiais até às 4h00.
Para que nada falhasse, a CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA
contaram nesta edição do Rock in Rio com a participação
de 10 voluntários, filhos dos colaboradores das duas empresas
que nos dias do festival prestaram informações e procederam
à venda de títulos de transporte no interior e exterior do recinto.
Mas foi também em maio que Lisboa recebeu, pela primeira
vez, a final da Liga dos Campeões. A CARRIS e o METROPOLITANO
DE LISBOA operacionalizaram um serviço que permitiu responder
de forma muito positiva ao desafio de transportar os milhares
de adeptos, espanhóis e não só, que no dia 24 de maio visitaram
Lisboa para assistir ao jogo. Só pelo METRO, entre as 16
e as 20 horas desse dia, passaram mais de 95.000 clientes,
sendo que muitos deles já traziam consigo um bilhete diário
8 |abr/mai/jun |2014
CARRIS.METRO, apenas válido para o dia do evento, que foi
disponibilizado antecipadamente à UEFA no âmbito da parceria
criada em termos de mobilidade dos adeptos.
Já na carreira expresso criada pela CARRIS, no dia do evento,
foram transportados cerca de 1.300 adeptos, tendo sido registadas
6.000 validações.
TEMA DE CAPA
Lisboa em festa
Durante o mês de junho as Festas de Lisboa saíram à rua
e mais uma vez fizeram questão de viajar nos transportes públicos
de Lisboa. Música, fado, imagem, performance e dança foram
alguns dos apontamentos artísticos que durante o mês de junho
estiveram espalhados pela rede de transportes da cidade, inclusive
no METRO e CARRIS. O projeto denomina-se “Andar em Festa”
e teve por objetivo quebrar a rotina e captar a atenção de
quem utiliza o serviço dos principais operadores de transporte da
cidade de Lisboa. No METRO a intervenção escolhida intitulou-se
de Escala no METRO e consistiu na instalação de um piano
interativo ao longo das escadarias da estação de S. Sebastião,
de forma que os clientes pudessem tocá-lo à medida que subiam
e desciam a escada.
A Escala no METRO esteve disponível ao público de 9 de junho
a 3 de julho, resultando numa experiência musical singular –
pioneira no país, que contou com os clientes do METRO para
lhe dar vida. Ninguém ficou indiferente a esta instalação. Subir
a escala e descer a escada... Todos acabaram por querer fazer
escala no METRO!
Para os clientes da CARRIS foram oferecidos momentos
de Fado nos elétricos e os ascensores foram decorados com
recurso a imagens associadas ao património edificado que se
encontra nas zonas envolventes de cada um dos monumentos
classificados. A CARRIS concretizou ainda o projeto “Lá Vai Lisboa”,
um concerto com equipamentos tecnológicos (iPAD’s) e a voz
de uma fadista em alguns veículos da CARRIS.
Zé Perdigão antecipou Santo António
A 12 de junho, em plena véspera de Santo António, o cantor
Zé Perdigão foi o passageiro-surpresa num tour por alguns
veículos da CARRIS, cantando um tema muito lisboeta, o single
“Santo António de Lisboa”. A ação teve início às 11h30
nos elétricos 12E, 15E, 18E, Ascensor da Glória, Ascensor do Lavra
e Elevador de Santa Justa.
Com este tipo de ações, a CARRIS pretende fomentar a utilização
progressiva do transporte público como uma opção mais
sustentável para a cidade de Lisboa e para os clientes
da empresa, promovendo, designadamente, o uso dos seus
veículos históricos, proporcionando momentos especiais
a bordo destes veículos tão lisboetas.
abr/mai/jun |2014 |9
TEMA DE CAPA
Andar em festa...
é na CARRIS e no METRO
Levar a criação artística ao espaço público e aos transportes
coletivos de Lisboa é a principal missão do projeto Andar em Festa,
que a CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA implementaram
durante o mês de junho.
Sob a premissa de levar o teatro, a música, a imagem ou a
performance a espaços não convencionais, o Andar em Festa
procura quebrar a rotina destes não-lugares e captar a atenção
dos seus utilizadores para o encontro, com apontamentos artísticos,
espalhados pela rede de transportes da cidade.
>> 30 Maio a 3 Julho| Sobe e Desce
ELEVADOR DE SANTA JUSTA E ASCENSORES
DA BICA, GLÓRIA E LAVRA.
>> 2 a 6 Junho| Fado nos Elétricos
28E e 12E| 14h00 e 17h00
Junho é o mês da festa e das novas tradições que, ano após
ano, ganham vida própria e se enraízam mais nas rotinas do
novo verão. Uma destas novas tradições, que parece já estar
inscrita na rotina das Festas de Lisboa, é o Fado nos Elétricos.
Os ícones da cidade, amarelos e apinhados de gente, acolhem
a cada ano os fadistas mais populares. Os elétricos 28E e 12E
continuaram a deslizar pelas colinas da cidade, mas durante
a primeira semana de junho fizeram-no servindo também de
palco daquela que é a canção portuguesa Património Imaterial
da Humanidade.
Projeto: Rui Simões
O projeto Sobe e Desce convidou os passageiros dos ascensores
de Lisboa a descobrirem o património edificado que se
encontra nas zonas envolventes de cada um destes monumentos
classificados, através da impressão de fotografias no seu exterior
e interior.
O Ascensor do Lavra apresentou os azulejos populares
da Escola S. José, o da Bica as estantes da Biblioteca Municipal
Camões, o Ascensor da Glória vestiu-se com Arte Barroca
da Igreja e Museu de São Roque e o Elevador de Santa Justa
lançou uma ponte dourada entre a Rua Áurea e o Museu
do Banco de Portugal.
>> 9 a 13 Junho| Escala no METRO
ESTAÇÃO DE SÃO SEBASTIÃO - ZONA DE INTERLIGAÇÃO
DA LINHA VERMELHA COM LINHA AZUL | 6H30 >1H00
Projeto: pianos.pt (Pedro Coelho e Hugo Freitas)
O piano é um dos instrumentos onde a sequência de notas
se vê de forma clara. Elas estão dispostas lado a lado, subindo
da esquerda para a direita como se de uma escada se tratasse.
Foi esta orgânica que levou a pianos.pt a construir um teclado
ao longo de uma escadaria do METRO, de forma que todos
possam tocá-lo. Escala no METRO é uma experiência musical
singular e contou com o público para lhe dar vida.
>> 16 a 20 Junho|Lá Vai Lisboa
Autocarros| 728, 736, 758, 746, 742| 14h00 e 17h00
Cinco músicos apanharam por acaso o mesmo autocarro,
numa tarde de junho. Estavam sentados em lugares separados
e traziam consigo os seus instrumentos de trabalho – iPads e
amplificadores portáteis. No decorrer da viagem começaram
a ouvir-se bombos e eletrónicas, um acordeão e uma guitarra,
tubas e violoncelos – uma verdadeira filarmónica digital a sair
dos pequenos tablets. E houve uma voz de fadista que se levantou
para entoar a primeira de meia dúzia de canções que todos
conhecem “Lisboa menina e moça…”, “não sejas francesa,
tu és portuguesa …”, “qual é a tua, ó meu?”.
10 |abr/mai/jun |2014
INICIATIVAS
Maratona fotográfica
CARRIS e METRO em 400 imagens
Fotógrafos amadores e profissionais continuam a aceitar o desafio
da CARRIS e do METROPOLITANO DE LISBOA de submeterem
a concurso o seu olhar sobre o universo dos dois operadores
de transporte público. Foi, por isso, um sucesso a segunda
edição da Maratona Fotográfica CARRIS.METRO, que decorreu
a 17 de maio, sob o lema “Mostre o lado mais cool da CARRIS
e do METRO”. Foram reunidas 400 fotografias evidenciando,
em cada uma delas, uma dimensão singular do espaço destes
operadores utilizado por milhares de pessoas diariamente.
Foram ainda atribuídas menções honrosas aos participantes
João Coutinho, Marta Andreia Lagarto Mimoso, José Diniz
e Sérgio Paciência.
Os melhores trabalhos apurados pelo júri, constituído por dois
elementos das empresas CARRIS e METROPOLITANO DE LISBOA,
e pelos patrocinadores J. Valles, IADE e revista Mundo da Fotografia
Digital, irão estar expostos nas instalações das duas empresas.
Depois de uma exaustiva análise das fotografias apresentadas a
concurso e tendo em conta os critérios de composição fotográfica,
luz e conteúdo, declararam como vencedores os concorrentes:
1º Prémio – José Alpedrinha
2º Prémio – Paulo Renato da Silva Monteiro
3º Prémio – António José Franco Marciano
abr/mai/jun |2014 |11
INICIATIVAS
Feira do Livro também contou com a
CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA
A CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA apoiaram a divulgação
da Feira do Livro, que ocupou o Parque Eduardo VII de 29 de maio
a 15 de junho. Nesta 84.ª edição da grande festa dos livros, a
CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA também participaram
no certame com duas oficinas infantis, dinamizadas pelo Serviço
Educativo do Museu CARRIS. Foi assim que durante a tarde de
7 de junho se desenvolveram duas atividades que pretendiam
dar a conhecer os dois transportadores de Lisboa às crianças
às crianças entre os 7 e 12 anos:
MALA DE VIAGEM
A história da CARRIS e do METRO dentro de uma mala de
viagem com relatos de grandes acontecimentos que se deram
por Lisboa e pelo mundo e que trouxeram até à nossa cidade
diferentes transportes públicos. No final da ação as crianças
tiveram a oportunidade de construir uma rede de METRO!
CARRINHO DE ROLAMENTOS
Já alguém brincou com um carrinho de rolamentos? Apostamos
que os mais velhos sabem do que estamos a falar... Com cola,
cartão, palhinhas e muito engenho os mais novos tiveram a
oportunidade de construir e colorir este brinquedo com rodas.
Epi_nings nas estações de METRO
No âmbito das comemorações do seu 20.º aniversário,
a EPI – Escola Profissional de Imagem desenvolveu um programa
de atividades que visa assinalar esta data, tendo convidado
o METROPOLITANO DE LISBOA a participar, apoiando a iniciativa
através da cedência de espaço nas suas estações para a realização
de momentos curtos de diversão e criatividade, designados
de“Epi_nings”.
“CROWD OUT - O MUNDO É BELO”
Assim, durante o mês de junho, algumas estações serão palco
de iniciativas organizadas pelos alunos da escola profissional:
“A + ARTES”
12 de junho na estação Terreiro do Paço
No topo de umas escadas rolantes diversos estudantes EPI
interagiram com os clientes, desafiando-os a optar por subir
pelas escadas pedonais. Quem optou por subir por estas escadas
foi premiado com um abraço, um rebuçado ou um pin.
17 de junho na estação S. Sebastião
Ação de música, dança e exposição de fotos impressas em t- shirts.
Ao som de música ambiente duas bailarinas dançaram, ao mesmo
tempo que foram sendo colocadas t-shirts numa estrutura.
“EPI_FLASHMOB”
19 junho na estação Jardim Zoológico
Coreografia de dança, em que no final da música os dançarinos
convidaram o público a abrir uma caixa para retirar um brinde
que foi lá colocado.
12 |abr/mai/jun |2014
INICIATIVAS
Foi assim no METRO
DIA DA ENERGIA
CIRQUE ÉLOIZE NA BAIXA-CHIADO
O Dia da Energia (29 de maio) foi assinalado no METRO,
nas estações Entre Campos e Cais do Sodré, em colaboração
com a E-Nova e com o apoio da ADENE (Agência para a Energia)
através da distribuição de lâmpadas economizadoras e de uma
brochura intitulada “A luz certa em sua casa”, visando a utilização
racional da energia em contexto doméstico.
Em maio, a companhia Cirque Éloize visitou Portugal pela
primeira vez e no dia 15 de maio marcou presença na estação
Baixa-Chiado com uma pequena amostra do espetáculo
que iriam apresentar no Meo Arena de 22 a 25 de maio.
O Cirque Éloize é uma companhia de circo contemporâneo
com sede no Quebec (Canadá), que transporta o público para
uma paisagem urbana cheia de vida e energia, com acrobatas,
break dancers e contorcionistas que interagem com impressionantes
projeções vídeo.
MULHER ANGOLANA NO METRO
As estações Cais do Sodré e Aeroporto acolheram a exposição
“Mulher Angolana – Ao Encontro do Desenvolvimento Sustentável?”,
uma mostra que nasce de uma parceria estabelecida entre
o Banco Espírito Santo Angola (BESA), a World Press Photo
e a Embaixada de Angola em Portugal, com o objetivo de promover
a importância da igualdade de género no desenvolvimento
da sociedade e um olhar para a realidade da mulher africana,
a partir da vivência feminina em Angola.
Médicas, donas de casas, ministras, professoras e até vendedoras
ambulantes foram alguns dos exemplos de vida retratados nesta
exposição, apresentada ao público através de um conjunto de
34 peças em forma de cubos com fotografias, legendas e dados
estatísticos que retratam a mulher angolana da atualidade.
Os trabalhos em exposição resultaram de um desafio colocado
a 8 fotógrafos angolanos, na sequência do Workshop de Fotografia
promovido pelo BESA em 2010, lecionado pelo fotógrafo
nova-iorquino Jonathan Torgovnik e Monica Allende, editora
de fotografia do The Sunday Times Magazine em Londres.
Os retratos são assinados por Armando Carmo, Osvaldo Paulo,
Carlos Araújo, Jaime Sebastião, Anacleto Próspero, Pedro Paulo
e Waldney.
POLÓNIA NO METRO
A estação Baixa-Chiado acolheu a 4 de junho uma das iniciativas
organizadas pela Embaixada da Polónia em Lisboa para celebrar
o 25.º aniversário de um dos eventos mais importantes
da história contemporânea da Polónia – o fim do comunismo
e o início das transformações democráticas, no ano de 1989.
Na estação Baixa-Chiado foi projetado em vídeo o anúncio da
queda do regime, registado ao vivo durante uma entrevista
televisiva sobre cultura.
abr/mai/jun |2014 |13
INICIATIVAS
Museus da CARRIS e dos COCHES
unidos para promover coleções
A Rota dos Museus foi a iniciativa promovida pelo Museu
da CARRIS e pelo Museu dos COCHES para assinalar, a 18 de maio,
o Dia internacional dos Museus, dando a conhecer, de forma
integrada e abrangente, as suas coleções e a evolução histórica
dos meios de transporte públicos e particulares em Lisboa.
Durante todo o dia 18 de maio, os dois espaços culturais,
foram ligados por um elétrico histórico do Museu da CARRIS,
construído em 1901. O Museu dos COCHES ofereceu, ainda,
a todos aqueles que visitaram neste dia os dois museus,
a oportunidade de viajarem numa charrete na zona de Belém.
A ação foi recebida com grande entusiasmo por todos aqueles
que aproveitaram esta oportunidade única e que abriu caminho
a futuras parcerias alargadas entre os dois museus.
Exposição “Efemere”
A exposição “Efémero em Passagem”, da autoria dos artistas
João Abreu, Nuno Lacerda e Frederico Albuquerque Mendes,
foi inaugurada a 29 de maio na Galeria do Museu da CARRIS.
Este trabalho coletivo, que remete para um dos sonetos
a Orpheu de Rainer Maria Rilke, pretende ser uma proposta
de reflexão sobre a efemeridade e o diálogo com o espaço
da Galeria do Museu da CARRIS, a qual será preenchida
temporariamente com fotografia, pintura, som e vídeo.
A exposição engloba instalações sonoras de João Abreu,
que associam o som e o registo verbal a objetos de memória,
num limbo entre o passado e o presente; trabalhos em pintura
e vídeo de Nuno Lacerda, onde é explorada a repetição
e a persistência de diferentes ações realizadas por uma personagem
(o próprio artista); e trabalhos fotográficos da autoria
de Frederico Mendes, onde os espaços e os escritos representados
são o mote para a invenção de novas figuras que vagueiam
nessas representações de momentos efémeros.
14 |abr/mai/jun |2014
INSTITUCIONAL
METROPOLITANO
DE LISBOA
Gestão do património imobiliário
ganha eficiência
O Conselho de Administração decidiu, pela primeira vez na
história da empresa, criar um Gabinete de Gestão do Património
Imobiliário (GGPI).
Esta nova estrutura orgânica deverá promover a melhoria
da eficiência na utilização do património imobiliário e,
fundamentalmente, contribuir para a valorização e rentabilização
deste património, em consonância com os objetivos estratégicos
definidos para a empresa.
O património constitui peça fundamental no processo
de sustentabilidade das empresas, dado o impacto que pode
induzir, quer na componente das receitas que pode gerar, quer
nos custos que pode acarretar, caso a sua gestão não seja a adequada.
Avaliado em dezenas de milhões de euros, o património imobiliário
do METROPOLITANO DE LISBOA é constituído por distintas tipologias
de espaços (habitação, comércio/serviços, entre outras),
com regimes diferenciados de contratos estabelecidos, e passa,
assim, a ter uma estrutura orgânica especialmente vocacionada
na gestão dos ativos patrimoniais nas suas mais diversas
vertentes: estratégica, financeira e fiscal.
Para já, os primeiros meses de atividade do órgão permitiram
ao METROPOLITANO DE LISBOA acompanhar de forma eficaz
o processo de avaliação geral do valor patrimonial efetuado
pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), para efeitos
de Imposto Municipal de Imóveis (IMI).
Paralelamente, a gestão dos contratos e dos protocolos
estabelecidos com terceiros permitiu identificar e iniciar processos
de retificação/anulação de contratos de arrendamento, concluir
alguns processos de indemnização com condóminos e inquilinos
que se arrastavam há algum tempo e encetar o arranque
de processos visando soluções para o património Imobiliário
não estratégico. Entretanto está já concluído o processo
de avaliação dos imóveis não estratégicos.
abr/mai/jun |2014 |15
INSTITUCIONAL
Comunicação Interna distinguida
O trabalho conjunto de comunicação interna desenvolvido
pela CARRIS e pelo METROPOLITANO DE LISBOA, no âmbito
da integração operacional das duas empresas mereceu uma
menção honrosa na IV Edição OCI 2013 – Prémios de Excelência
em Comunicação Interna. A CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA
foram distinguidos na categoria de “Gestão da Mudança”.
O OCI – Observatório de Comunicação Interna e Identidade
Corporativa resulta de uma iniciativa conjunta do grupo Inforpress,
da Universidade Católica e da revista Executive Digest,
tendo como objetivo investigar, criar e divulgar conhecimento
sobre comunicação interna e identidade corporativa das empresas.
Diplomatas polacos visitam
bairros típicos de Lisboa
A pedido do Embaixador da Polónia, Bronislaw Misztal,
a CARRIS proporcionou uma viagem de carro elétrico histórico,
no percurso da carreira 28E, a uma comitiva liderada pelo
ministro dos Negócios Estrangeiros Polaco, Radoslaw Sikorski.
16 |abr/mai/jun |2014
A visita decorreu a 30 de maio, teve início no Largo da Camões
e terminou no Martim Moniz. A comitiva apreciou esta viagem
pelos bairros mais típicos de Lisboa e pelas ruelas estreitas
de Alfama, tal como milhares de turistas o fazem diariamente.
DESTAQUE
Perspetivas de atuação para 2014
Depois de um ano 2013 positivo para a CARRIS e METROPOLITANO
DE LISBOA, 2014 será o ano de consolidação do processo em
curso de modernização das empresas, em conformidade com
as orientações da Direção-Geral do Tesouro e Finanças e tendo
como pressuposto as orientações constantes do Orçamento
do Estado para 2014. Num contexto em que se prevê a inversão
do ciclo económico, com a retoma gradual do crescimento
e do emprego, a CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA
aprofundam os respetivos processos de reestruturação,
dando especial atenção à manutenção de elevados níveis de
qualidade da oferta, reforçando a perspetiva sistémica de uma
rede urbana, ainda que operada por duas empresas,
e evidenciando uma melhor articulação entre as duas redes,
quer no plano operacional, quer no comercial e tarifário,
quer, ainda, no domínio do marketing.
Em 2014, CARRIS e METROPOLITANO DE LISBOA vão continuar a
apostar na procura de novas formas de fidelização e de captação
de novos clientes, no combate à fraude e na satisfação
dos utilizadores. Em paralelo, vão prosseguir as ações de redução
dos gastos e de aumento da produtividade, bem como de reforço
do clima de diálogo e de concertação indispensáveis
ao normal funcionamento das empresas, assegurando a sua
sustentabilidade e capacidade de atuar ativamente na mobilidade
de Lisboa e da sua área metropolitana envolvente.
PERSPETIVAS PARA 2014:
•Consolidação dos processos de reestruturação e de integração
operacional da CARRIS e do METROPOLITANO DE LISBOA
no quadro atual de administração e gestão conjunta;
•Manutenção dos elevados níveis de qualidade da oferta,
evidenciando uma melhor articulação entre as redes CARRIS/
METRO nos planos operacional, comercial, tarifário e ainda
no domínio do marketing;
•Procura de novas formas de fidelização e de captação
de potenciais clientes;
•Reforço do combate à fraude na utilização do transporte
público;
•Prossecução do plano de redução de gastos, com vista
à manutenção de um EBITDA positivo;
•Consolidação da sustentabilidade da CARRIS e do METROPOLITANO
DE LISBOA, de modo a prosseguir a sua participação ativa
na mobilidade da área metropolitana de Lisboa;
•No âmbito do novo “Programa-Quadro de Financiamento de
Investigação e Inovação – Horizonte 2020”, o METROPOLITANO
DE LISBOA, E.P.E. pretende apresentar propostas em consórcio
europeu nos Desafios Societais previstos.
PRINCIPAIS PROJETOS EM CURSO:
•Concretização de ações que contribuam para o aumento
da racionalização da oferta do serviço público de transportes,
numa perspetiva sistémica, integrada e multimodal,
dando cumprimento a orientações do Governo, decorrentes
do Plano Estratégico de Transportes;
•Previsão da evolução da procura e respetiva receita de títulos,
numa lógica de continuidade do tarifário existente e tendo
em conta a conjuntura que o país atravessa;
•Implementação de medidas que continuem a concretização
do processo de integração operacional entre o METROPOLITANO
DE LISBOA e a CARRIS;
•Consolidação e intensificação do processo de promoção interna
da eficiência energética na atividade de transporte e no património
edificado da empresa, adotando as melhores práticas com este
objetivo, com identificação prévia dos domínios de intervenção
tendo em vista a obtenção de níveis mais elevados de ecoeficiência;
•Difusão, experimentação e utilização na CARRIS de propulsões
e combustíveis alternativos, nomeadamente renováveis,
de acordo com os objetivos estratégicos estabelecidos em
termos nacionais e comunitários, designadamente para o setor
dos transportes;
•Identificação de medidas que contribuam para a obtenção de
melhorias no domínio da gestão do tráfego, visando melhorar
as condições de circulação.
•Manutenção da atual política de rigor e contenção dos gastos,
racionalização dos recursos internos, rentabilização do património
imobiliário e concentração dos serviços corporativos
do METROPOLITANO DE LISBOA num único local, maximizando
a utilização das instalações disponíveis;
•Promoção da marca “ Transportes de Lisboa”.
•Prolongamento da Linha Azul do METRO até à Reboleira
e remodelação das estações de Arroios e Areeiro.
abr/mai/jun |2014 |17
DENTRO DE PORTAS
Tripulantes da CARRIS distinguidos
A CARRIS distinguiu 44 tripulantes em mais uma sessão
Desempenho +, referente ao 1º quadrimestre de 2014,
realizada a 28 de junho. Esta distinção visa premiar quem melhor
desempenha a sua função e quem diariamente melhor
representa a empresa junto do cliente. Após a habitual entrega
de diplomas aos tripulantes distinguidos, seguiu-se uma atividade
dinamizada pelo parceiro Holmes Place, que teve como objetivo
estimular o espírito de equipa e pôr à prova a confiança entre
colegas. Para o sucesso desta iniciativa a CARRIS contou com
o apoio dos parceiros Holmes Place e Grupo Auchan/Jumbo.
Fiscalização comercial da CARRIS
muda para Miraflores
A CARRIS reorganizou os seus serviços de Fiscalização Comercial,
na sequência da recente alteração legislativa que, desde janeiro,
passou a considerar as infrações na utilização dos transportes
públicos como infrações tributárias.
Embora existissem razões objetivas para na altura ter sido
tomada a decisão da manter os serviços da Fiscalização Comercial
em Santo Amaro, nomeadamente a manutenção de um ponto
de atendimento especializado que agora, por via da referida
alteração legislativa, deixou de ser necessário, foi decidido
proceder à transferência daqueles serviços para Miraflores.
De facto, após a transferência dos serviços centrais para Miraflores,
constituindo aqui a sede executiva da empresa, a Fiscalização
Comercial foi a única área suscetível dessa transferência
que continuou em Santo Amaro.
A centralização em Miraflores de todas as áreas da Unidade
de Controlo Operacional e Planeamento da Rede, aliada a uma
alteração das responsabilidades sobre a área, permitirá agora
uma melhor integração dos colaboradores da Fiscalização com
resultados positivos para a atividade.
18 |abr/mai/jun |2014
A CARRIS acredita que uma fiscalização melhor enquadrada
e mais motivada terá melhores resultados no controlo
da fraude, o que se refletirá positivamente na captação
de maiores receitas para a empresa. É esse o desafio que
está lançado.
DENTRO DE PORTAS
Sugestões de colaboradores
podem ser implementadas
O ISCTE-IUL, parceiro da CARRIS e do METROPOLITANO
DE LISBOA, analisou os resultados do estudo do clima
organizacional aplicado em 2013 à globalidade dos colaboradores
das duas empresas.
Da combinação destes resultados apurados com as sugestões
apresentadas pelos colaboradores e ainda com as recomendações
do próprio ISCTE-IUL nasceu um documento de trabalho,
divulgado por todas as áreas da CARRIS e do METROPOLITANO
DE LISBOA para que fosse definido o nível de implementação
de cada sugestão.
Concluída esta fase, foram criadas equipas mistas (CARRIS/
METROPOLITANO de LISBOA) e multidisciplinares, que deverão
transformar cada sugestão numa medida efetiva de melhoria.
As medidas serão posteriormente operacionalizadas pelas áreas
competentes e comunicadas a todos os colaboradores,
num plano de trabalho que se prevê desde já muito minucioso.
abr/mai/jun |2014 |19
DENTRO DE PORTAS
GLOBAL MANAGEMENT
CHALLENGE 2014
TL em Movimento no 1º lugar do grupo
A equipa TL em Movimento, constituída por membros do
METROPOLITANO DE LISBOA e da CARRIS, continua a participar
no “Global Management Challenge 2014”, a Competição
Internacional de Estratégia e Gestão. Durante os meses de abril
e maio realizaram-se duas fases de “trainee” que serviram para
que todos os membros das equipas se familiarizassem com o
simulador e criassem entre si espírito de equipa e colaboração.
A junção dos conhecimentos e todas as decisões tomadas
em conjunto fizeram com que a TL em Movimento alcançasse
nas duas fases de treino a primeira posição no grupo em que
está inserida. No mês de junho começou a fase de competição,
onde todas as suas decisões de gestão de topo, análise de
20 |abr/mai/jun |2014
indicadores económicos/ financeiros, visão alargada e estratégica
de uma empresa, compreensão da interação entre as diferentes
áreas funcionais têm um impacto real e consequências diretas
no posicionamento relativamente às restantes equipas do grupo.
E após as cinco etapas, a TL em Movimento ficou em primeiro
lugar no seu grupo, tendo sido apurada para a segunda fase da
competição pela primeira vez desde que a participação da CARRIS
e do METROPOLITANO DE LISBOA passou a ser conjunta.
A participação no “Global Management Challenge” tem-se
revelado uma experiência bastante enriquecedora para os
colaboradores e toda a equipa tem vindo a conseguir uma
excelente prestação.
DENTRO DE PORTAS
Obras Complexo de Carnide – PMO III
Já começaram as obras de remodelação do Parque de Material
e Oficinas III, que passou a ser designado de Complexo de Carnide.
A conclusão das obras está prevista para o mês de setembro.
A partir dessa altura, os serviços da empresa passarão
a concentrar-se neste complexo, com exceção de parte dos
serviços de manutenção, que se manterão em Calvanas (PMOII),
e da operação e segurança, que irão permanecer nas instalações
da Avenida Sidónio Pais.
A intervenção no Complexo de Carnide inclui a adaptação dos
escritórios da oficina de revisão, de todo o edifício administrativo
e ainda das instalações do Centro Cultural e Desportivo dos
Trabalhadores do METROPOLITANO DE LISBOA (CCDTML).
Apesar de todos os esforços para minimizar as perturbações,
a realização das obras não deixará ter impacto sobre o dia-a-dia
dos trabalhadores da empresa.
Esta obra, cujo custo é semelhante ao montante despendido
anualmente com os custos de operação das instalações
da Av. Barbosa do Bocage, permitirá uma poupança significativa
ao nível dos custos de operação e tornará a organização
mais ágil devido à proximidade dos vários serviços, tornando
mais célere a partilha de informação.
MAIS ESPAÇO PARA REFEIÇÕES
Com a adaptação do Parque de Material e Oficinas III,
para além da enorme mais-valia da concentração
dos vários serviços da empresa, será possível criar
uma zona própria para refeições trazidas pelos
trabalhadores, respondendo, assim, aos legítimos
anseios dos trabalhadores e às preocupações
do Conselho de Administração.
Fique atento!
Periodicamente será dada informação relativa a todas
as mudanças determinadas pela obra.
Mantenha-se atento ao PORTAL METRO!
abr/mai/jun |2014 |21
DENTRO DE PORTAS
FERCONSULT e METROPOLITANO
DE LISBOA revelam excelência em Argel
Foi concluído em março mais um projeto relativo à extensão
Place des Martyrs – Chevalley da Linha 1 (Lote 3) – o “Avant
Project Sommaire” do Metro d’Alger, na Argélia. Desde 2004
que os técnicos da FERCONSULT e do METROPOLITANO
DE LISBOA ali têm vindo a desenvolver diversos projetos e
atividades de fiscalização na extensão desta linha e ainda em
metros ligeiros, como o de Oran. Os trabalhos foram contratados
pela Enterprise du Metro d’Alger (EMA).
A cidade de Argel tem o seu núcleo primitivo “Casbah” sobre
uma extensa baía, que na sua configuração pré-colonial
era muralhada compacta e orgânica, ocupando toda a encosta
desde a cota 200 até ao nível do mar, sobre um território com
morfologia típica de arriba costeira.
A cidade foi crescendo condicionada por uma encosta friável e
repartida entre dois patamares distintos. De um lado, a frente
de mar e o planalto. Do outro, os Altos de Argel.
A linha 1, em exploração há três anos, apoia-se neste eixo
da baixa Casbah – Rua Isly e Avenida Didouche Mourate.
A extensão Place des Martyrs – Chevalley da Linha 1 (Lote 3)
vem ligar os Altos de Argel à zona baixa e da frente de mar e
atual Linha 1 do METRO, que chegará ao aeroporto a nascente
desta linha.
Esta extensão de 9,5 Km atravessa uma das zonas mais críticas
de Argel, fazendo com que a conceção e implantação das oito
estações, túnel e oito poços de ventilação de meio troço sejam
um autêntico desafio. Com um traçado extremamente difícil,
contornando o famoso Frai Vallon, a extensão apresenta
parâmetros próximos dos limites, com algumas das suas estações
localizadas a grande profundidade, obrigando a exigências
de segurança acrescidas.
EQUIPA EXPERIENTE
O esquema de exploração da rede, face à procura atual,
foi coordenado com as duas outras extensões: Aeroport (Lote 1) e
Baraki (Lote 2) com abertura prevista para 2022. Foram entregues
peças escritas com 600 desenhos de todas as especialidades
para os 9,5 km de túnel, oito poços e as oito estações (Chevalley,
Fac Médicine; Place Kennedy; Malika Gaid; Théâtre Verdure;
Triolet; Trois Horloges; Taleb Abderrahmane).
Com a atribuição, em setembro de 2013, de mais uma extensão
de aproximadamente 16 km (Lote 4), foi necessário proceder
ao estudo de uma nova Rede de METRO, levantando-se questões
relacionadas com a passagem da Linha 1 dos atuais 9 Km para
45 Km, o aumento de 12 para 57 composições, as novas
performances do material circulante e ainda a modularidade
e apoio ao cliente na tomada de decisões.
O “Avant Project Detaillé” será entregue no final de 2014
e permitirá à EMA lançar o concurso do Sistema Integral
desta extensão no 1.º trimestre de 2015.
22 |abr/mai/jun |2014
O excelente desempenho da equipa da FERCONSULT
e do METROPOLITANO DE LISBOA advém da sua larga
experiência, na conceção e exploração do METROPOLITANO
DE LISBOA, do METRO do Porto, do METRO Sul do Tejo,
do METRO de Dublin (Irlanda) ou do METRO de S. Paulo (Brasil).
DENTRO DE PORTAS
Banda comemora 85 anos
É com a agenda cheia que a Banda de Música dos Empregados
da CARRIS assinala, este ano, o seu 85.º aniversário. A convite
da Associação de Reformados da CARRIS (ARECA), a banda
participou no almoço anual que esta associação promove junto
dos seus associados e que este ano decorreu na Nazaré,
a 17 de maio. Foi também atuar ao Jardim Zoológico de Lisboa,
na cerimónia que assinalou os 130 anos do Zoo. Participou,
ainda, na inauguração da nova coleção do Museu da CARRIS
e na abertura do Village Underground, no Complexo de Santo Amaro.
Abrilhantou a cerimónia das Noivas de Santo António,
que contou com transmissão televisiva em direto na RTP.
A Banda de Música dos Empregados da CARRIS foi fundada
a 1 de abril de 1929, por iniciativa de um grupo de colaboradores
da empresa e é uma instituição com autonomia jurídica e financeira,
constituída atualmente por uma Banda de Música, um Grupo
Coral, uma Orquestra Ligeira e a Escola de Música. Tem como
principal objetivo o desenvolvimento cultural e social dos seus
associados e está aberta a todos os colaboradores e ex-colaboradores
da CARRIS e seus familiares.
Tem seis trabalhos discográficos editados, sendo o último
datado de Junho de 2008, por ocasião do certame
“TransportsPublic 2008 – EuropeanMobilityExhibition”
em Paris, onde a CARRIS participou como expositor convidada
da UITP – UniondesTransportsPublicsetFerroviaires e no qual foi
oferecido aos participantes do evento o CD da Banda “CARRIS 2008”.
Brevemente
A Banda de Música dos Empregados da CARRIS
vai realizar o primeiro concerto para bebés.
Fique atento!
Notícias da ARECA
ASSEMBLEIA GERAL
FÉRIAS
Foi muito participada e contou com grande afluência de associados
a Assembleia Geral Ordinária da ARECA, realizada a 14 de maio.
A ARECA encerra para férias a 28 de Julho e reabre a sua atividade
a 1 de Setembro, apelando a uma frequência mais regular
da sede após o verão, para que seja viável a realização das várias
iniciativas propostas pela associação.
ALMOÇO CONVÍVIO ANUAL
O grande encontro anual de confraternização entre associados
e familiares decorreu na Nazaré, a 17 de maio, contando com
uma atuação da Banda de Música da CARRIS.
O almoço-convívio teve lugar no Restaurante Quinta das Carrascas,
em Alcobaça, e contou com a presença de 280 pessoas.
Ana Maria Lopes, Diretora de Gestão de Pessoas e Capital Humano,
representou o Conselho de Administração neste evento.
QUOTAS
Estão já a pagamento as quotas referentes ao ano de 2014,
no valor de 5 euros. Os pagamentos podem ser efetuados através
de transferência bancária (NIB 0010.000036992250001.85)
ou diretamente na secretaria da ARECA.
CAMPEONATO DE SUECA
Estão abertas as inscrições para o tradicional campeonato
de Sueca, cuja realização está prevista para o mês de Outubro.
abr/mai/jun |2014 |23
DENTRO DE PORTAS
Grupo Desportivo da CARRIS
Terceiro Lugar no Campeonato Nacional
de Hóquei em Campo
A tradição ainda é o que era e o Hóquei continua a ser uma
das modalidades em que o Grupo Desportivo da CARRIS mais
se destaca. A “Final Four” do Campeonato Nacional de Hóquei
em Campo realizou-se nos dias 30 e 31 de maio e 1 de Junho,
tendo o apuramento para esta fase, que já ocorria há diversos
anos, resultado de uma brilhante participação na fase de apuramento.
A equipa do Grupo Desportivo da CARRIS ficou em terceiro lugar.
variante “indoor”. Como curiosidade, fica o facto de o Lousada
apenas ter perdido um jogo, na variante de campo, em toda
a época e foi precisamente o Grupo Desportivo da CARRIS, na
segunda volta da fase regular, em jogo disputado no sintético
do Estádio Nacional. Nesta fase, a CARRIS venceu também um
jogo e empatou outro, com o União de Lamas, o que representa,
apesar de tudo, alguma consolação.
Na meia-final, disputada em dois jogos, os nervos traíram a jovem
equipa da CARRIS, que perdeu, com o União de Lamas, por 4-1,
comprometendo o apuramento para a final. A esperança ainda
ressurgiu no segundo jogo, após os primeiros dois golos, mas o
cansaço, a ansiedade e uma grande penalidade a favor do
adversário acabariam por levar a melhor e ditar um resultado final
de 2-1, insuficiente para conduzir o Grupo Desportivo à final.
Já na luta pelo terceiro lugar, a equipa da CARRIS venceu o Futebol
Benfica por 9-5, conquistando, assim, a medalha de bronze.
A performance desta época vem também confirmar o mérito
do treinador (e colaborador) Agostinho Franco e do dirigente
Luís Sequeira. Esta dupla tem liderado e desenvolvido um
trabalho muito relevante junto de filhos de associados. E dois
desses jovens integram já a Seleção Nacional. João Afonso e
David Franco representam a garra e a dedicação, além da grande
paixão pela modalidade.
O título acabou por ser arrebatado pelo Lousada, que venceu,
na grande final, a equipa do União de Lamas, por 3-2. Com esta
vitória, a equipa do Lousada conseguiu ganhar todas as competições
nacionais, juntando ao Campeonato Nacional, a Taça de Portugal
e o título do Nacional, na variante “indoor”.
A prestação da equipa do Grupo Desportivo da CARRIS vem dar
continuidade ao trabalho feito já na última época, onde também
atingiu as meias-finais, sendo igualmente eliminada pela equipa
do União de Lamas. O grupo foi também vice-campeão na
24 |abr/mai/jun |2014
Os melhores
Ao nível individual, os jogadores do grupo
Desportivo da CARRIS Luís Tavares e Carlos Silva
destacaram-se nesta edição do campeonato.
Luís Tavares foi eleito o melhor jogador e Carlos Silva
apontado como melhor marcador.
DENTRO DE PORTAS
CCDTML
Verão animado
Cerca de cinco dezenas de associados do Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores do
METROPOLITANO DE LISBOA (CCDTML), alguns no ativo, outros já aposentados, participaram
a 10 de maio no 1.º Almoço Convívio organizado pelo grupo. O evento decorreu no Restaurante
Quinta Nova, em Santarém, onde todos os participantes puderam apreciar os monumentos
e paisagens da região, além da gastronomia local.
FUTEBOL COM AGENDA PREENCHIDA
CRIANÇAS EM AÇÃO
Além de participar nas competições organizadas pelo Inatel, a
equipa de futebol do CCDTML foi também convidada a participar
no 1.º Torneio de Futebol de 8 – Rui Costa, organizado pelo
Damaia Ginásio Clube. Entre as 12 equipas participantes,
o CCDTML ficou classificado em 9º lugar.
Após a participação na Taça Reconhecimento Inatel, a equipa
do CCDTML deu início à sua participação no XXIII Torneio
de Futsal Rui Costa, também organizado pelo Damaia Ginásio Clube.
Chegado o final do ano letivo, é hora de dinamizar atividades
com os filhos dos associados do CCDTML. Para isso, foram
organizadas Colónias de Férias de Verão, nas vertentes aberta
(4 turnos) e fechada (2 turnos). Antes disso, foi realizada uma
visita ao Jardim Zoológico de Lisboa, com a participação de
cerca de 80 crianças, e o Dia Mundial da Criança foi assinalado
no PMO III – Pontinha com insufláveis, jogos tradicionais,
jogos-de-água, karts-berg a pedal, pinturas faciais, modelagem
de balões, pinturas faciais e futebol.
abr/mai/jun |2014 |25
UM DIA NA VIDA DE...
António Paulino,
o ciclista
Durante a juventude praticou ciclismo na zona de Mação,
onde nasceu. Participou em algumas provas e consolidou
o gosto pelos percursos de bicicleta. Mas a procura de uma
vida profissional mais sólida em Lisboa obrigou António Paulino
a guardar a bicicleta aos 23 anos e a trocar as suas rodas pelos
carris do METROPOLITANO DE LISBOA. Começou como auxiliar
de oficina, passou pela via-férrea, trabalhou durante a madrugada
e hoje é técnico administrativo na gestão de superestruturas e
infraestruturas. Mas há 10 anos cumpriu uma das suas grandes
ambições e encomendou uma Dahon, que lhe chegou diretamente
dos Estados Unidos da América. “Na altura não havia aquele
modelo à venda em Portugal e consegui comprá-la por um bom
preço. Comecei logo a dar umas voltas pela cidade e não demorei
a perceber que estava em má forma”, lembra, sorridente.
Só havia uma forma de ultrapassar esse obstáculo: praticando.
E é o que António Paulino continua a fazer até hoje. Aos 54
anos, reserva os domingos para os percursos de bicicleta.
Amadora, Odivelas, Loures, Parque das Nações, Terreiro do Paço,
26 |abr/mai/jun |2014
Campolide e Buraca fazem parte do trajeto obrigatório.
No total, são mais de 50 quilómetros percorridos semanalmente
a pedalar. “É a forma que eu gosto de praticar exercício e que
me dá a possibilidade de passar em locais que dificilmente iria
apreciar numa viagem de carro”, explica António Paulino.
Sozinho, com amigos ou colegas do METROPOLITANO DE LISBOA,
faça chuva ou faça sol, os domingos de António Paulino estão
reservados para esta atividade. E agora conta com a aplicação
“Run the map”, que instalou no telemóvel para registar
os seus percursos.
Ir a Fátima de bicicleta é um dos projetos que António Paulino
ainda gostava de concretizar e mantém a esperança de o fazer
ainda este ano.
“Não tenho conseguido reunir todas as condições para o cumprir
esse objetivo, mas espero consegui-lo em breve. Não vai ser
fácil. São 160 km e tenho de preparar-me bem para esse percurso.
Talvez o consiga fazer em dois dias. Mas gostava muito de conseguir
concretizar este objetivo”.
RESPONSABILIDADE SOCIAL
Brigada de Resíduos evolui
para Brigada do Ambiente
Foi no verão de 2013 que o METROPOLITANO DE LISBOA
constituiu a sua Brigada de Resíduos. Trata-se de uma equipa
de dez elementos provenientes de várias direções da empresa
e com distintas funções, que assumiram a missão de zelar
pela correta gestão de resíduos na empresa, através da realização
de auditorias mensais às instalações do METROPOLITANO
DE LISBOA, da proposta de ações de melhoria e da verificação
da sua implementação.
Depois de uma ação de formação específica para este fim,
a Brigada de Resíduos entrou em ação em junho de 2013,
tendo já realizado 10 auditorias e 46 fichas de visita, em que se
destaca a existência de 5 locais sem necessidade de quaisquer
ações de melhoria. Foram entretanto realizados 41 reportes da
verificação e 4 novas visitas às instalações da empresa onde os
reportes da verificação não haviam registado resultados eficazes.
E é consensual o sucesso do trabalho desempenhado pela
brigada, que se tem traduzido numa melhoria significativa da
gestão de resíduos na empresa. Aliás, o sucesso do projeto levou
já a Brigada de Resíduos a alargar o seu âmbito de atuação,
passando agora a denominar-se Brigada do Ambiente, passando
a proceder também à fiscalização da correta gestão de produtos
químicos existentes nas instalações da empresa.
A Brigada do Ambiente é agora composta por António Costa Pereira,
Carla Santos, David Barreiros, Dina Monte, Duarte Felgueiras,
Fátima Muralha, Gonçalo Lima, João Assunção, Jorge Santana,
Lurdes Ferreira e Vítor Cruz. A equipa é coordenada por
Ana Cerdeira e tem o apoio de Nuno Duarte, para questões
relativas à gestão de produtos químicos, e de Ricardo Mestre,
para suporte informático.
As primeiras auditorias da Brigada do Ambiente começaram em
junho e está já definido um Plano de Auditoria, contemplando
visitas mensais e regulares às diversas instalações da empresa.
Acabou o ano escolar, agora…
passa o teu livro!
A CARRIS está a alargar o âmbito de atuação do seu banco
interno de livros usados, criado em 2012 para estimular
a reutilização de manuais escolares e outros livros didáticos.
Este ano, a imagem da plataforma foi renovada e mais do que
reciclar material inutilizado, esta iniciativa pretende ajudar
a reduzir o orçamento familiar associado às despesas escolares.
“Passa o Teu Livro” pretende estimular à troca e partilha,
incentivando todos os colaboradores a trazerem páginas a esta ideia!
abr/mai/jun |2014 |27
RESPONSABILIDADE SOCIAL
Escola de Rabo de Peixe visita Lisboa
No âmbito da política de responsabilidade social que caracteriza
o METROPOLITANO DE LISBOA e a CARRIS, foi recebido na estação
Aeroporto um grupo de cerca de vinte jovens, oriundos de
Rabo de Peixe, nos Açores, uma das freguesias mais carenciadas
de Portugal. O grupo, constituído por jovens do 8º e 9º ano
de escolaridade, com idades compreendidas entre os 13 e os
15 anos, estava muito animado com a chegada a Lisboa.
Alguns deles confessaram mesmo nem ter conseguido dormir
na noite anterior, tal era o nível de ansiedade por saírem do
arquipélago e rumarem à cidade de Lisboa pela primeira vez.
Durante os quatro dias passados na capital, os jovens fizeram
um “tour” no Yellow Bus da CARRIS, visitaram a Baixa de Lisboa,
passaram por Belém, foram ao Jardim Zoológico, ao Cristo Rei
e ao Oceanário, entre outros pontos de interesse cultural
na cidade.
Para muitos destes jovens visitantes, esta foi também a primeira
vez em que utilizaram um elevador ou uma escada rolante,
tal como puderam finalmente fazer nas estações de METRO.
Na bagagem de regresso, todos os jovens levaram, certamente,
boas recordações de Lisboa.
Corrida por fraldas
O METROPOLITANO DE LISBOA realizou durante o mês de maio
a iniciativa “Corrida por fraldas”, no âmbito do projeto
de responsabilidade social Presente consigo e tendo como
objetivo contribuir com o Lar de Idosos da Associação Assistência
Social Evangélica.
Decorrente da parceria entre a empresa e o Maratona Clube
de Portugal, as colaboradoras do METROPOLITANO DE LISBOA
e as atletas do CCDTML puderam levantar um dorsal para
participar na Corrida da Mulher, doando, em troca, um pacote
de fraldas para séniores que foram oferecidos ao referido
Lar de idosos.
Fica o testemunho de Carina Costa, Assistente Social no Lar
de Idosos da Associação Assistência Social Evangélica: “Ficamos
muito agradecidos pela vossa atenção e APOIO INCANSÁVEIS.
A todas o nosso muito obrigado!”
CARRIS promove hábitos saudáveis
Foi sob o mote “Maio mês saudável” que a CARRIS realizou,
durante todo o mês de maio, rastreios de prevenção da hipertensão,
diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares.
Cada estação/complexo recebeu semanalmente uma equipa
de enfermagem da área de Saúde, para realizar uma sessão
de diagnóstico dos colaboradores/as e aconselhamento sobre
alguns comportamentos que podem ser preventivos, estimulando
à pratica de hábitos de vida mais saudáveis.
Combinando, ainda, saúde com conciliação da vida pessoal
e profissional, a CARRIS abriu portas a mais uma Caminhada
CARRIS, convidando os seus colaboradores, respetivos familiares
e amigos a passarem uma manhã diferente, num percurso
à beira-rio, percorrendo o passeio marítimo de Algés
28 |abr/mai/jun |2014
até à Torre de Belém, num convívio salutar que trouxe muitos
momentos de boa disposição. Esta iniciativa contou com o apoio
do Holmes Place, da Auchan (Pão de Açúcar) e Eurest.
RESPONSABILIDADE SOCIAL
Entrevista a Dra. Conceição Gomes,
Presidente da Associação Nacional da Tuberculose e Doenças Respiratórias
No passado dia 20 de Março, realizou-se uma conferência promovida pela Associação Nacional
da Tuberculose e Doenças Respiratórias (ANTDR), sobre o tema “A Luta contra a Tuberculose
e o Papel da Sociedade Civil”, no Auditório do Alto dos Moinhos do METROPOLITANO
DE LISBOA (ML). Neste âmbito, foram colocadas algumas questões à Presidente da ANTDR,
Dra. Conceição Gomes, relacionadas com a doença.
ML - De que forma se manifesta a doença? Há sintomas
e sinais clínicos a que se deve estar atento?
Dra. Conceição Gomes - A tuberculose manifesta-se por tosse,
expetoração, cansaço, emagrecimento, suores noturnos e por
vezes sangue na expetoração, geralmente num período igual
ou superior de 2 a 3 semanas. Estes sintomas são de alerta
para a tuberculose.
ML - A tuberculose não é só uma doença de adultos,
apesar do número de crianças com tuberculose em Portugal
ser reduzido, é possível realizar um diagnóstico precoce?
Dra. Conceição Gomes - Sim, se for através do contacto com
um adulto que tenha tuberculose deve ser feito um rastreio
que consiste na prova de tuberculina IGRA (testes de libertação
de interferão gama). Em Portugal, a tuberculose nas crianças
ainda é uma doença com uma incidência baixa comparativamente
aos adultos. O diagnóstico precoce fica mais facilitado se houver
um adulto (caso médico) próximo de crianças, no entanto,
se existirem queixas arrastadas de tosse, expetoração
e emagrecimento, temos que nos lembrar que é necessário
efetuar a prova de tuberculina IGRA e análises ao sangue.
ML - Em Portugal que medidas têm sido tomadas para se
prevenir e diminuir o número de mortes em crianças causadas
pela tuberculose?
Dra. Conceição Gomes - Em Portugal, instituiu-se à nascença
a vacina B.C.G. (Bacilo de Calmette-Guérin) e, se houver contacto
com portadores da doença, o rastreio e a prevenção.
São realizadas ações de sensibilização com medidas e práticas
de ensino.
ML - Quais são os tratamentos disponíveis para a tuberculose?
Dra. Conceição Gomes - Temos tratamentos disponíveis
em comprimidos e xaropes adequados para cada situação
e totalmente grátis. A duração do tratamento é habitualmente
6 meses. A tuberculose é uma doença que tem cura desde
que seja devidamente diagnosticada e que se cumpra
o respetivo tratamento.
abr/mai/jun |2014 |29
PROPRIEDADE
VISTO DE FORA
A internet
gratuita
nas estações
promove
a inclusão
DIRETOR
António Martins Marques
(CARRIS)
DIRETOR-ADJUNTO
Miguel Rodrigues
(METROPOLITANO DE LISBOA)
CONSELHO REDATORIAL
Ana Maria Lopes; Filipa Bandeira de Melo;
José Maia; Luís Vale;
Margarida Loureiro e Nuno Correia.
APOIO FOTOGRÁFICO
Gabinete de Marketing da CARRIS
Direção de Marketing e Comercial
do METROPOLITANO DE LISBOA
•
EDITOR
Rua Basílio Teles, 35 - 3ºEsq
1099-005 Lisboa
Telef. 213 187 900
Fax 213 187 999
Email: [email protected]
•
IMPRESSÃO
GRAFIVEDRAS
•
Periodicidade: trimestral
Tiragem: 9.000 exemplares
•
Distribuição gratuita
aos colaboradores
e reformados da Companhia
CARRIS de Ferro de Lisboa e do
METROPOLITANO DE LISBOA
Assinatura anual: 4 euros
•
ISSN: 2182-092X
Depósito Legal
nº357.024/13
Isento de Registo no ICS
ao abrigo do artigo 9º
da Lei de Imprensa nº2/99,
de 13 de Janeiro
•
Companhia CARRIS
de Ferro de Lisboa
Alameda António Sérgio, 62
Complexo de Miraflores
2795-022 Linda-a-Velha
METROPOLITANO DE LISBOA
Av. Barbosa du Bocage, 5
1049-039 Lisboa
E-mail: [email protected]
•
www.carris.pt
www.metrolisboa.pt
Carla Trafaria, jornalista, entra logo de manhã em casa dos telespectadores da RTP
no programa “Bom Dia Portugal”. Quando atravessa a capital, escolhe com muita
frequência o METRO para fugir ao trânsito congestionado e vê com bons olhos
a aposta na oferta de acesso gratuito à internet nas várias estações.
Que transportes públicos utiliza com
mais frequência?
Nesta altura utilizo com maior frequência
o METRO. Além de ser rápido e não estar
sujeito aos condicionamentos do trânsito,
elimina também a questão
do estacionamento mais problemático
em alguns locais da cidade.
O que mais valoriza num transporte
público?
A frequência, o cumprimento de horários
e também a comodidade. Fatores que
podem influenciar de forma decisiva
a relação qualidade / preço e tornar
os transportes públicos uma alternativa
aliciante e compensatória para os utentes.
A CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA
têm procurado disponibilizar aos seus
clientes o acesso gratuito à internet.
Que leitura faz desta iniciativa?
Parece-me uma excelente ideia. As novas
tecnologias são uma realidade cada vez
mais presente nos múltiplos aspetos
da vida quotidiana. Esta iniciativa,
ao mesmo tempo que vai ao encontro
das expectativas e necessidades da
população mais jovem e ativa, permite
também de alguma forma promover
a inclusão das pessoas com mais idade.
Numa altura em que a própria rede
de transportes tem a “informação útil”
disponível na internet, esta valência
poderá facilitar esse aspeto e contribuir
para melhorar o serviço.
O que gostaria de ver melhorado
na oferta dos transportes públicos
em Lisboa?
Considero que deve continuar a fazer-se
uma aposta na melhoria e manutenção
do equipamento. A simplificação do
processo de aquisição, carregamento
ou revalidação dos títulos de transporte
também me parece importante.
No caso dos transportes públicos,
a quantidade é certamente um fator
preponderante na avaliação da qualidade
dos serviços, pelo que a redução
do número de carreiras ou horários deve
ser ponderada também em função
da especificidade das respetivas zonas
e dos utentes. Só assim será possível
cumprir a função social inerente
ao transporte público.
CORREIO DO CLIENTE
Sugestões aceites...
As sugestões dos clientes são uma forma destes participarem
ativamente na melhoria da qualidade do serviço prestado.
E assim aconteceu!
ENTRADA NOS AUTOCARROS
“Sou utilizador assíduo da carreira 750 - Algés/Oriente e ontem
deparei-me com uma série de irregularidades que eu, como
cidadão pagante, fico chocado. Acho que seria bom mudarem
o sistema de entrada para que o referido motorista pudesse
verificar todos os utentes. Sei que será mais moroso, mas para
bem da CARRIS e dos utentes pagantes seria muito bom.”
Ação de melhoria: foi intensificada a fiscalização na rede da CARRIS.
PROLONGAMENTO DE PERCURSO
“A sugestão que apresento é simples e, julgo, facilmente
exequível consistindo em:
- Prolongar por apenas 500 metros na “Estrada da Circunvalação”
o percurso da carreira “768” até confluir com a “Rua Principal
da Quinta dos Alcoutins”;
- Criar um novo ponto de paragem/partida na “Rua Principal
da Quinta dos Alcoutins”, onde for mais simples para o autocarro
efetuar a operação. O percurso da carreira “768” passaria assim
a “Quinta dos Alcoutins -> Cidade Universitária” com um incremento
de apenas 500m ao atual percurso.”
Ação de melhoria: a carreira 768 foi prolongada à Quinta
dos Alcoutins em outubro de 2013.
MUDANÇA NO CALHARIZ
“Faço regularmente o trajeto do 703 de Telheiras a Calhariz
e peço encarecidamente, em meu nome e de vários utentes
de idade avançada, que possam alterar o terminal do Calhariz
para a paragem seguinte, para que possamos fazer o transbordo
dos autocarros 746,758.”
Ação de melhoria: foi criada uma nova paragem de descida.
HORÁRIOS AJUSTADOS
“Sou utilizador das carreiras 720 e 738, que presentemente
andam juntos do Calvário até ao Marquês de Pombal.
Há uns tempos atrás estes carros tinham um espaço de cerca
de 5 a 7 minutos um do outro. A maioria dos passageiros que os
utilizam saem no Marquês Pombal. Não haverá a possibilidade
de os pôr com a distância de passagem do horário antigo?”
Ação de melhoria: os novos horários entraram em vigor
em abril de 2014.
…e elogios que nos
enchem de orgulho
Também os elogios dos nossos clientes nos motivam a fazer
mais e melhor!
COLABORADORES COOPERANTES
“Assim como apresentei reclamação no sentido negativo,
dou também os parabéns aos funcionários do METROPOLITANO
DE LISBOA, nomeadamente ao vigilante e ao operador comercial
presentes na estação Jardim Zoológico. Constato que o operador
comercial é uma pessoa sempre afável e cooperante com o utente.”
METRO COM SERVIÇO DE EXCELÊNCIA
“Venho por este meio dar os meus cumprimentos e felicitar
os vossos serviços que estão excelentes. Espero que corra
tudo bem e desejo muito boa sorte para todos.”
abr/mai/jun |2014 |31

Documentos relacionados

moveme app_01

moveme app_01 Select Provider Select Line Select Stop

Leia mais

Ver PDF - CCDTML

Ver PDF - CCDTML Chegada a Barcelona & Visita da cidade de Gaudí Comparência no aeroporto de Lisboa para distribuição das documentações e assistência por um representante. Partida para Barcelona, em voo direto. Apó...

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2004

Relatório de Sustentabilidade 2004 1. Mensagem do Presidente do Metropolitano de Lisboa Esta é a primeira vez que o Metropolitano de Lisboa, EP (ML) apresenta o seu Relatório de Sustentabilidade, relativo ao ano findo, ou seja, a 2...

Leia mais

x-pag respirar.qxd - Fundação Portuguesa do Pulmão

x-pag respirar.qxd - Fundação Portuguesa do Pulmão típicas relacionadas com o tempo e com as queixas que chegam com a nova estação do ano não façam parte do queixume popular, sendo mesmo importantes de valorizar. Não ignore os sinais! Os sintomas r...

Leia mais

prevenir e evitar acidentes utilizando as melhores

prevenir e evitar acidentes utilizando as melhores Pensa que são questões colocadas só pelos outros? Infelizmente não… Todos os condutores têm tendência para agir desta forma.

Leia mais

Setor Agroalimentar - efinerg

Setor Agroalimentar - efinerg Tabela 17 - Número de Funcionários e percentagem em relação à Indústria Transformadora 2008 e 2009 ............................................................................................ 35 Ta...

Leia mais

PAO para 2015 - Metro - Transportes de Lisboa

PAO para 2015 - Metro - Transportes de Lisboa O METROPOLITANO DE LISBOA vai adotar, a partir de 1 de janeiro de 2015, uma nova metodologia de determinação e de cálculo da sua procura assente nas validações registadas pelo seu sistema de bilhé...

Leia mais

Practical Guide - Universidade Nova de Lisboa

Practical Guide - Universidade Nova de Lisboa E-mail: [email protected] Subway: S. Sebastião (Blue and Red lines) Bus: 716, 718, 726, 742, 758

Leia mais

comunicado traineira

comunicado traineira DATAS DAS PROVAS: 12/Janeiro; 9/Fevereiro; 9/Março; 13/Abril; 11/Maio; 8/Junho; 13/Julho; 14/Setembro Chama-se ainda a atenção dos pescadores para o seguinte: - Todas as Provas serão pagas pelo pes...

Leia mais

janeiro / fevereiro / março

janeiro / fevereiro / março para a Final da Liga dos Campeões, e várias figuras do futebol nacional e internacional.

Leia mais

outubro/novembro/dezembro

outubro/novembro/dezembro NÓS DESAFIAMOS AS NOSSAS CONVENÇÕES... ...DESAFIA AS SUAS?... António Martins Marques

Leia mais

abril / maio / junho - Transportes de Lisboa

abril / maio / junho - Transportes de Lisboa anos e que fez as delícias dos turistas e passageiros habituais das viagens dos elétricos 12E e 28E. De 24 a 28 de junho, centenas de passageiros puderam desfrutar de viagens musicadas. Já antes, d...

Leia mais