Voz do Coração – Outubro 2015 - Hospital do Coração de Natal

Сomentários

Transcrição

Voz do Coração – Outubro 2015 - Hospital do Coração de Natal
DICA DE NUTRIÇÃO
Sorvete de iogurte em três versões
Atualização em AVC
O Acidente Vascular Cerebral (AVC)
é a doença que mais mata no Brasil e
a principal causa de incapacidade no
mundo, mas nem sempre a população sabe
reconhecer os sintomas ou que atitude
tomar na vigência do quadro agudo. Como
é uma emergência médica, o paciente
deve ser encaminhado imediatamente para
atendimento hospitalar. Esses assuntos
foram abordados na aula do neurologista
Carlos Eduardo Rocha Correia, com o
tema “Atualização no Protocolo de AVC”,
realizada no auditório do Hospital do
Coração, dia 23 de outubro.
O final do ano chegando e o calor aumentando...experimente esses sorvetes leves, gostosos e saudáveis.
>> FROZEN DE IOGURTE
INGREDIENTES:
– 1 copo de fruta congelada (banana,
morango ou maçã)
– 2 colheres de sopa de iogurte natural
– Mel, se necessário, para adoçar
MODO DE FAZER:
Bata as frutas no liquidificador com o
iogurte natural e o mel. Sirva em seguida.
>> SORVETE DE IOGURTE
Se você quiser usar somente o iogurte, sem
a adição de frutas, a opção abaixo pode ser
bem interessante.
INGREDIENTES:
– 1 caixinha de creme de leite
– 6 colheres (sopa) de açúcar (ou adoçante
culinário em pó)
– 400g de iogurte grego
MODO DE FAZER:
Bater todos os ingredientes no liquidificador.
Em seguida, ponha em um recipiente e
mantenha no congelador por oito horas.
Retire do congelador e bata mais uma vez.
Logo em seguida, coloque novamente no
congelador. Uma dica bem saborosa é você
escolher uma geleia de frutas, esquentá-la
em uma panela e, antes de servir o sorvete
de iogurte, jogar um pouco em cima.
Do Coração
Novembro
Solidariedade
Encontro em Sergipe
No mês das crianças, o grupo de
voluntários Coração Amigo, formado por
funcionários do Hospital do Coração,
fez a doação de brinquedos para crianças
internadas no
Hospital Walfredo Gurgel.
Os brinquedos comprados pelos
voluntários
foram entregues para a
Brinquedoteca localizada
no setor de
pediatria do
Walfredo
Gurgel.
A gerente de enfermagem do Hospital
do Coração, Suerda Santos, participou do
X Encontro Nacional de Gerenciamento
de Enfermagem – ENENGE. O encontro
reuniu especialistas de todo país e foi
realizado dos dias 26 a 28 de outubro, na
cidade de Barra dos Coqueiros, em Sergipe.
Otocentro faz curso de implante coclear
A Clínica Otocentro, localizada no
segundo andar do Hospital do Coração,
realizou, em conjunto com a Cochlear
Academy, curso básico e avançado
sobre próteses auditivas ancoradas no
osso (BAHA). O curso, destinado a
médicos, fonoaudiologistas e estudantes,
contou com a presença de palestrantes
internacionais e foi coordenado pelo do Dr.
Rodolpho Penna Lima Jr.
>> SORVETE DE BANANA COM
IOGURTE
INGREDIENTES:
– 4 bananas maduras
– 2 potes pequenos de iogurte grego
– 1 colher (sopa) de mel
Cipa: representantes tomam posse
Os membros da CIPA (Comissão
Interna de Prevenção de Acidentes) do
Hospital do Coração para o período
2015/2016 tomaram posse dia 16
de outubro. A CIPA é formada por
representantes indicados pelo empregador
e membros eleitos pelos trabalhadores para
prevenir acidentes e doenças decorrentes
do trabalho. A presidente da comissão,
indicada pela direção do hospital, é a
coordenadora do setor financeiro, Kátia
Santos, e o vice-presidente é o funcionário
do setor de nutrição, Raimundo da Silva
Tenan.
MODO DE FAZER:
Pique bem as bananas e triture-as no
processador ou liquidificador. Acrescente
o iogurte grego e o mel e, em seguida, bata
bem até que esteja formado um creme liso
e homogêneo. Ponha em um recipiente
próprio para ir ao freezer e espere congelar
(em torno de duas horas). Tire do freezer 20
minutos antes de servir.
voz do coração | outubro 2015 | www.hospitaldocoracao.com.br
A Voz do Coração - outubro 2015.indd 1
Aniversários
RÁPIDAS
5
6
03 Silvana Cordeiro da Silva
Lissandra de Fatima Medeiros da Paz
Luiz Carlos da Rocha Ferreira
05 Eliedson Martins da Silva
07 Tathiana Lindemberg F. Macedo
08 Tania Maria da Fonseca
Marcos Aurelio de Araujo Junior
Pedro Ygor Cavalcanti Cortez
09 Elenir Juvencio da Camara Dantas
Deyvid Cavalcante Silva
10 Roberta Cavalcanti S. de Macedo
Maria Gomes Barros Lucio
Andressa Nascimento da Camara
Claudilene Roseno de Castro
11 Magnos Jorge Firmino da Silva
Marcia Priscila Oliveira da Silva
Rodrigo José Peixoto da Silva
12 Valter Gomes Dantas
Reginaldo Craveiro Barbosa
13 Nedia Akyco da Silva Osawa
Dyana Souza da Silva
Nadia Consuelo de Lima
Fernanda Mylene de B. Nascimento
14 Raimundo da Silva Tenan
16 Manuela Cristina Araujo da Silva
Leonardo Jose Dantas P. de Araujo
17 Marisa de Souza
Ruth Lea Lourenco de Morais
Alessandro Ferreira dos Santos
18 Damiao Constantino Evaristo Junior
Edilene Nascimento Dos Santos
Carlos Andre Freitas
19 Jose de Medeiros Junior
Jucilea Pereira De Gois
Allyne Beatriz Nascimento Ferreira
20 Patricia Moraes Saldanha
22 Vanubia Cardoso
Jordanna Vanny S. de Oliveira Queiroz
Josirene Pegado de Souza
23 Eridan de Lima Silva
Marcos Antonio da Silva
Zanarde Michele O. das Neves
25 Lucimar Patricio Brasiliano Targino
Mauricelia Cassiano Cortez
Joao Paulo da Silva Araujo
26 Valquiria Dias Fernandes
Lusinete Brum Vilar Saldanha
Suzana Maria A. dos Santos Rodrigue
Riane Mara Farias da Silva Bezerra
Leyliane Michely Batista
27 Joselia Cabral do Nascimento
28 Maria de Fatima Santos da Silva
Francisco Jaildo Felix de Lima
Eduardo Martins Ribeiro
Caio da Silva Melo
29 Filipe Benevolo Xavier Rodrigues
30 Charles Brauli Rocha
Ivoneide Ferreira
VOZ DO
CORAÇÃO
VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO DO HOSPITAL DO CORAÇÃO | ANO X - EDIÇÃO Nº 117 | OUTUBRO 2015
Outubro Rosa no Hospital do Coração
A cada ano, cerca de 52 mil novos casos de câncer de mama deverão ser diagnosticados no Brasil.
Este é o segundo tipo de câncer que mais acomete as brasileiras, e as chances de cura são maiores
se o dignóstico for feito no início. O assunto foi tema de palestra realizada pelo hospital dia 13 de
outubro. Veja os detalhes na página 3
Forrest Bird – Piloto e pesquisador
Saiba, na biografia deste mês, como a experiência de
pilotar aviões ajudou o engenheiro norte-americano Forrest
Bird a desenvolver um dos mais importantes equipamentos
para a aplicação da reanimação cardiorrespiratória: os
respiradores artificiais. A vida do piloto Forrest Bird está
em destaque na Página 4
Médicos homenageados
Assembleia Legislativa realiza sessão
solene em homenagem ao Dia do
Médico.
Página 2
Momento de fé
Hospital do Coração recebe a visita da imagem da
padroeira de Natal, Nossa Senhora da Apresentação.
Página 2
voz do coração | outubro 2015 | www.hospitaldocoracao.com.br
31/10/2015 15:26:14
FÉ
Por Dr. Lauro Arruda Câmara - Cardiologista
PREVENÇÃO
Fé e emoção na visita da padroeira de Natal
Dia 23 de outubro, o Hospital do Coração
teve a alegria de receber a visita da imagem
peregrina da padroeira de Natal, Nossa
Senhora da Apresentação. A chegar , no início
da manhã, a imagem foi levada até a capela
localizada no segundo andar, onde o padre
Francisco Rodrigues de Lima, capelão do
hospital, celebrou uma missa que emocionou
a funcionários, pacientes e seus familiares.
Em seguida, a imagem foi levada até o átrio
do hospital, e saudada com hinos religiosos
interpretados ao piano pelo funcionário do
setor de Recursos Humanos Luciano Teófilo.
A imagem ficou no hospital até a manhã
de sábado, 24. A visita de Nossa Senhora
da Apresentação fez parte do início das
festividades em homenagem à padroeira, cuja
data é comemorada em 21 de novembro.
Palestra esclarece e tira dúvidas sobre
câncer de mama
FORREST BIRD: O piloto inventor do
respirador artificial
Forrest Morton Bird nasceu em
Stoughton, Massachusetts, no dia 09 de
junho de 1921. Estimulado pelo pai - piloto
da força aérea norte americana na I Guerra
Mundial - e pela admiração por Orville
Wright, desde cedo interessou-se pela
aviação. Em 1935, graduou-se no ensino
secundário pela Stoughton High School. Seu
primeiro vôo solo foi aos 14 anos, no avião
Waco GXE, de seu pai. Aos 16 anos, já tinha
o brevê de piloto. Ingressou na força aérea
americana em 1941, aos 20 anos. Pelas boas
notas no curso de piloto, foi classificado para
a equipe de treinamento dos demais pilotos
e também para aprimorar tecnicamente
os equipamentos de vôo. Na Boston’s
Northeastern University, estudou engenharia
aeroespacial.
Durante a Segunda Guerra Mundial teve
a oportunidade de pilotar vários modelos
de aviões, inclusive jatos e helicópteros.
Por volta de 1941, os aviões americanos
alcançavam uma altitude de vôo de até 28
mil pés, enquanto os aviões alemães voavam
a 35 mil pés. Auxiliado por um time de
cientistas da Escola de Medicina da Aviação
do Texas, Bird desenvolveu um equipamento
regulador de oxigênio com pressão positiva
que permitiu alcançar altitudes de 37 mil
pés sem causar problemas respiratórios nos
pilotos. Bird estudou medicina em diversas
universidades, porém sem concluir o curso seu interesse no estudo era para “entender o
corpo humano e seu estresse no vôo”.
O sucesso na aviação do regulador de
oxigênio com compressão positiva encorajou
Bird a prosseguir nos estudos da fisiologia
respiratória, onde descobriu semelhanças
entre o perfil aerodinâmico do fluxo de ar no
pulmão humano e o movimento do ar pelas
asas do avião durante o vôo. Suas pesquisas
culminaram com a criação de um aparelho
de assistência respiratória. Isso permitiu a
produção em massa de um aparelho portátil e
menos incômodo que os pulmões de aço que
eram utilizados até então. Em 1954, ele criou
a Bird Products Corporation e trabalhou em
novos protótipos, e dois anos depois lançou
comercialmente o respirador Bird Mark 7,
conhecido como o respirador dos anos 1970:
uma pequena caixa de plástico verde, leve
(2,7kg), alimentada por ar comprimido, que
podia liberar medicamentos na fórmula de
aerossol e assistir a respiração de pacientes
gravemente comprometidos.
Um dos motivos da obstinação de Bird
nos estudos da assistência respiratória
teve um cunho pessoal. No início dos anos
1960s, sua esposa Mary foi diagnosticada
com um avançado enfisema pulmonar, e
apesar do suporte dos primeiros modelos
de respiradores, continuou a deterioração
do seu quadro clínico. Em associação com
a Minnesota Mining and Manufacturing
RECONHECIMENTO
Assembleia Legislativa faz homenagem aos médicos
A Assembleia Legislativa realizou,
dia 26 de outubro, sessão solene em
homenagem a 13 médicos pelo dia
da categoria. Entre os profissionais
que receberam a honraria, estiveram
o diretor administrativo do Hospital
do Coração, Dr. Nelson Solano
Vale; o coordenador das UTI´s do
hospital, Dr.Marcel Delafiori Hikiji; o
neurocirurgião Eduardo Ernesto Pelinca
da Costa; o cirurgião cardiovascular
Marcos Antônio Ferreira Lima; o
cirurgião torácico Hylas Paiva da Costa
Ferreira e o urologista Paulo Medeiros.
Dia 13 de outubro, a mastologista
Candice Militão, que atende na Oncoclínica
São Marcos, proferiu palestra sobre o
câncer de mama para funcionários do
Hospital do Coração. A palestra fez parte
da campanha Outubro Rosa, movimento
popular realizado em vários países - o
nome remete à cor do laço rosa que
estimula a participação da população,
empresas e entidades na luta contra o
câncer de mama.
A mastologista deu informações
esclarecedoras e tirou dúvidas da plateia
sobre a doença, que, depois do câncer
de pele, é o segundo tipo de câncer mais
comum entre as mulheres brasileiras: são
cerca de 25% de casos novos a cada ano. O
câncer de mama também acomete homens,
porém é raro, representando apenas 1%
do total de casos da doença. A médica
explicou também sobre os diferentes tipos
de cirurgia e tratamento e falou sobre a
importância do autoexame e dos exames
que podem detectar a doença no seu início
(mamografia e/ou ultrassonografia):
“ É muito importante que as mulheres,
independentemente da idade, conheçam
suas mamas, realizando mensalmente o
autoexame. Só conhecendo seu corpo elas
vão saber o que é e o que não é normal
em suas mamas, e quando aparecerem
alterações, devem procurar um médico de
confiança. O diagnóstico precoce aumenta
muito as chances de cura.”
Ao final da palestra, foram sorteados
exames de mamografia e camisetas do
Outubro Rosa para as pessoas presentes.
Fotografia: Elias Jornalista e Marlio Forte
FATORES RELACIONADOS AO CÂNCER DE MAMA
FATORES AMBIENTAIS E
COMPORTAMENTAIS:
• Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
• Sedentarismo;
• Consumo de bebida alcoólica;
• Exposição frequente a radiações
ionizantes (Raios-X).
Expediente
Diretoria
Dr. Nelson Solano Vale
Diretor Administrativo
Redação
Ana Luiza Câmara
470 – DRT/RN
Dr. Lauro Arruda Câmara
Diretor Financeiro
Diagramação
João Paulo de Almeida
84 9902-9225
Dr. Manoel Messias
Diretor Médico
Tiragem: 1.000 exemplares
Hospital do Coração de Natal
Rua Auris Coelho, 235 - Lagoa Nova - Natal/RN Tel. (84) 4009-2000 | Fax: (84) 4009-2023
Fale conosco: Email: [email protected]
Facebook: Hospital do Coração Nat/RN
Site: www.hospitaldocoracao.com.br
Twitter: [email protected]
Missão
Servir à comunidade e promover satisfação, saúde e melhoria da qualidade de vida à população
Política de Qualidade
Agir com vistas ao desenvolvimento contínuo, inovação e melhoria dos serviços de saúde, proporcionando aos clientes a satisfação pelos serviços recebidos e aos colaboradores a oportunidade de atingirem seus objetivos profissionais e pessoais.
2
A Voz do Coração - outubro 2015.indd 2
voz do coração | outubro 2015 | www.hospitaldocoracao.com.br
FATORES GENÉTICOS E
HEREDITÁRIOS*
FATORES DA HISTÓRIA
REPRODUTIVA E HORMONAL
• Primeira menstruação antes de 12 anos;
• Não ter tido filhos;
• Primeira gravidez após os 30 anos;
• Não ter amamentado;
• Menopausa após os 55 anos;
• Uso de contraceptivos hormonais;
• Ter feito reposição hormonal pósmenopausa, principalmente por mais de
cinco anos.
• História familiar de câncer de ovário;
• Casos de câncer de mama na família,
principalmente antes dos 50 anos;
• História familiar de câncer de mama em
homens;
• Alteração genética, especialmente nos
genes BRCA1 e BRCA2.
*A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.
PRINCIPAIS SINAIS E SINTOMAS DO CÂNCER DE MAMA
• Caroço (nódulo) fixo, endurecido e,
geralmente, indolor;
• Pele da mama avermelhada, retraída ou
parecida com casca de laranja;
• Alterações no bico do peito (mamilo);
• Pequenos nódulos na região embaixo dos
braços (axilas) ou no pescoço;
• Saída espontânea de líquido dos mamilos
Ao identificarem alterações persistentes
nas mamas, as mulheres devem procurar
imediatamente um serviço para avaliação
diagnóstica.
voz do coração | outubro 2015 | www.hospitaldocoracao.com.br
3
Company em 1978 Forrest Bird dedicouse ao desenvolvimento de um modelo
de respirador que chamou de Ventilação
Percussiva Intrapulmonar (VPI), que
mandava pulsos de ar no pulmão do
paciente e deslocava os fluidos e muco do
trato respiratório. A primeira geração de
modelos VPI entraram em produção em
1983, promovendo eficiência nos cuidados
emergenciais nos grandes queimados, nos
portadores de fibrose cística, bronquite e
enfisema pulmonar. Para sua esposa Mary, no
entanto, o período de remissão foi pequeno,
já que seus pulmões estavam severamente
comprometidos - ela faleceu em 1986.
“ No pulmão humano
há milhões de
“aerofólios” parecidos
com asas de avião que
facilitam a respiração
normal”
Forrest Bird
Os mecanismo de válvulas dos
respiradores Bird tornaram mais simples e
mais eficientes os equipamentos de anestesia.
O respirador Bird Mark 9 foi utilizado até
por veterinários em animais de grande porte,
como os elefantes, tal a sua potência. Outros
modelos de respiradores foram adaptados
para serem usados em helicópteros de
guerra em evacuações, baseados na própria
experiência de Forrest Bird como piloto no
resgate de soldados feridos na guerra da
Coréia. As invenções de Bird transformaram
os cuidados em pacientes críticos durante
o conflito no Vietnam, permitindo que os
feridos fossem atendidos já no momento que
eram retirados do campo de batalha.
Em 1970, Bird lançou um respirador
para crianças com baixo peso no nascimento,
denominado “Baby Bird”, que em dez anos
de comercialização reduziu a mortalidade
infantil por doenças respiratórias de
aproximadamente 70 para 10 por cento,
enquanto o Bird Mark 7 transformou-se
no padrão de assistência respiratória nos
hospitais do mundo todo. Ele também
colaborou no desenvolvimento de reguladores
de pressão dos trajes anti-G, para prevenir
desmaios em pilotos submetidos a grandes
pressões de aceleração e altas velocidades.
Após vender a Bird Corporation,
Forrest Bird mudou-se para Sagle, Idaho
(próximo à fronteira com o Canadá) onde
continuou trabalhando e colaborando no
desenvolvimento de novos respiradores. Em
2007, na companhia de sua terceira esposa,
Dra. Pamela Riddle*, construiu um museu
(Bird Aviation Museum e Invention Center)
para seus inventos, aviões, helicópteros,
motocicletas e carros. Promovia a aviação
com apresentações de acrobacia e escola para
pilotos.
Foi duas vezes agraciado com Lifetime
Scientific Achievement Award, em 1985
e 2005. Em 2008, o presidente George
W. Bush o condecorou com a Presidential
Citizens Medal e em 2009 Barack Obama
o presenteou com a Medalha Nacional de
Tecnologia e Inovação. Ele entrou para Hall
da Fama dos Inventores em 1995.
Seus títulos da educação superior formal
só vieram depois do reconhecimento como
inventor. Em 1977 recebeu o título de
doutorado em Aeronáutica pela Northrop
University in Inglewood e em 1979 o título
do Doutor em Medicina pela Pontifícia
Universidade Católica de Campinas,São
Paulo.
Forrest Bird faleceu em 02 de agosto
de 2015, de causas naturais, em sua casa ,
cercado dos familiares, aos 94 anos de idade .
*Pamela Ridle Bird faleceu
recentemente em acidente aéreo, dia 08 de
outubro deste ano, em Cabinet mountains,
próximo a Hope, Idaho, aos 59 anos.
voz do coração | outubro 2015 | www.hospitaldocoracao.com.br
4
31/10/2015 15:26:22