Page 1 of 2 Jornal Tribuna de Macau 08-04

Сomentários

Transcrição

Page 1 of 2 Jornal Tribuna de Macau 08-04
Jornal Tribuna de Macau
Page 1 of 2
N°3998 (Nova Série), Sexta-Feira, 30 de MarÂo de 2012
TRÊS EMPRESAS PORTUGUESAS EXPLICAM OS PROJECTOS QUE TRAZEM A
MACAU
As soluções que a indústria apresenta
O Chefe do Executivo quer tornar a região num corredor verde e as empresas cá
estão para apresentar as melhores soluções à venda no mercado. Reciclagem de
água, gestão eficiente de parques de estacionamento e um carro eléctrico
desportivo são três dos projectos portugueses
HELDER ALMEIDA
Pesquisar
As ideias apresentadas por uma
empresa portuguesa, a Smart
Aqua, adequam-se a Macau e
surgem como uma das soluções
para o problema da não
reutilização da água no território
(ver texto na página ao lado).
O director técnico, Bruno Lé,
explica ao JTM que “tanto as
águas pluviais, como as águas
cinzentas (vindas dos lavatórios e
máquinas de lavar, por exemplo)
podem ser reutilizadas e permitem
uma poupança de água entre 40 e
50%”. Até ao meio da tarde de
ontem ainda não tinha sido
assinado nenhum contrato, mas a
Galaxy já tinha feito uma primeira
abordagem.
Através da instalação de um
tanque subterrâneo no jardim, as
águas da chuva ou do lavatório
são recolhidas, “levam um ligeiro
tratamento químico” e podem ser
reutilizadas para máquinas de lavar e para a sanita, por exemplo. Mas há outras técnicas,
para quem não estiver disposto a dar entre seis e 10 mil dólares americanos por este sistema.
A colocação de um pequeno redutor de água numa torneira permite que o consumo de 15 a
20 litros de água por minuto passe para apenas 2,5, quatro, seis ou oito litros por minuto
conforme a opção escolhida. Estas são soluções que sentem no bolso, pois permitem uma
poupança na factura da água, mas também a nível ambiental.
MONITORIZAÇÃO DE ESTACIONAMENTOS. Macau foi a porta de entrada escolhida pela
Reso Park, que vende soluções inteligentes de estacionamento de automóveis, para a
entrada na Ásia. Segundo explica ao JTM Ricardo Vieira, gestor comercial, os parques de
estacionamento públicos e dos casinos são para já os alvos. Segundo refere, o Venetian já
fez uma proposta para comprar o sistema e amanhã deverá haver uma reunião oficial com a
Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego.
Mas que sistema é este? “Permite uma gestão integrada e centralizada dos parques de
estacionamentos. Podem ser espalhados painéis informativos pela cidade a direcionar as
pessoas para os parques que estão mais vazios”. Quanto a vantagens, depende do ponto de
vista. Para o utilizador, “há uma maior rapidez a encontrar um lugar disponível, pois à entrada
do parque sabe logo quantos lugares há, e depois, dentro do parque, há informação por área
e todos os lugares são sinalizados a vermelho ou a verde. Desta forma também se consome
menos combustível”. Para o operador do parque, “vai haver menos consumo de energia para
ventilar o parque porque passa a haver menos carros a circular e assim há menos produção
de CO2”. E no caso de um casino, o argumento que tem sido utilizado nem tem que ver com
emissão de gases poluentes: “o tempo que um cliente perde à procura de lugar é o tempo
que não está no casino a gastar dinheiro”.
Um desportivo com um motor eléctrico foi a aposta da VE Fabricação de Veículos de Tracção
Eléctrica, que veio a Macau “procurar um investidor que esteja interessado em fabricar o
veículo cá e distribuí-lo no mercado asiático”, refere Pedro Almeida, da empresa.
Estrategicamente direccionado para um nicho de mercado, afinal trata-se de um desportivo
de três rodas e dois lugares, os responsáveis da VE querem perceber “se há mercado na
Ásia para este modelo”.
Ao todo, nesta 5ª edição do Fórum e Exposição Internacional e Cooperação Ambiental
participam dez empresas portuguesas e uma do Brasil. Estas são as únicas presenças
lusófonas no fórum, que conta com mais de 390 empresas e organizações de 28 países e
regiões.
O Chefe do Executivo esteve na cerimónia de abertura, ontem de manhã, e garantiu que o
Governo tudo fará para que Macau se transforme num corredor verde da região. “O Governo
irá cumprir as suas obrigações internacionais e colaborar activamente [para se cumprirem] os
objectivos nacionais de redução de gases poluentes”, afirmou Chui Sai On.
http://www.jtm.com.mo/view.asp?dT=399803001
08-04-2012
Jornal Tribuna de Macau
Page 2 of 2
[Alto] [Voltar] [Próximo]
HOME . E-MAIL . FICHA TÉCNICA . EDIÇÕES ANTERIORES . PUBLICIDADE . PRIMEIRA
Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd
http://www.jtm.com.mo/view.asp?dT=399803001
08-04-2012

Documentos relacionados

saude ´comida para bom humor

saude ´comida para bom humor obra, revelou uma das ocorrências registadas para a posteridade pelo seu pai. Trata-se da história de um casal de Macau foi de ferry até Hong Kong (a viagem demorava então várias horas) para assist...

Leia mais

Jornal Tribuna de Macau

Jornal Tribuna de Macau de queixas por mês PÁG 5 澳 門 論 壇 日 報

Leia mais