Os relatos de Theo análise da fala em interação de um

Сomentários

Transcrição

Os relatos de Theo análise da fala em interação de um
Schmid, Evelin. Os Relatos de Théo. Análise da Fala em Interação de um Paciente
Portador da Síndrome de Asperger. Rio de Janeiro, 2005. 125p. Dissertação de mestrado
- Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.
A literatura da área da saúde tem apontado, entre as características centrais de
portadores da Síndrome de Asperger, problemas gerais relativos à interação e à
comunicação, embora, ao mesmo tempo, também coloquem que não são observados
problemas em relação ao uso da língua. Nesta dissertação procuramos tratar dessas
questões, analisando a fala em interação de um paciente portador da Síndrome de Asperger
com sua fonoaudióloga. Para tanto observamos aspectos da dinâmica interacional, quanto a
presença de mecanismos utilizados na referência a eventos e experiências passadas, ou seja,
recursos usados na construção de relatos. Utilizando como fundamentação teórica a
perspectiva da Sociolingüística Interacional e o modelo laboviano para construção de
narrativas, as interações analisadas foram gravadas e transcritas. Com base nesses dados,
em relação à dinâmica conversacional, pudemos observar que o paciente em questão
demonstra conhecer os mecanismos da dinâmica conversacional, tais como turnos e
tópicos, mas não os utiliza de maneira adequada em todas as suas falas. Em relação à
produção de relatos, observamos que o paciente, apesar de utilizar-se de alguns elementos
labovianos para a construção de narrativas, apresenta inadequações na organização de suas
falas narrativas.
ABSTRACT
Healthcare literature has described communication and interaction impairments as a
central symptoms of the Asperger’s Syndrome. It points out, however, that problems in
relation to the use of language have not been observed. In this dissertation, we approach
this question through the analysis of the talk of an Asperger’s Syndrome patient in
interaction with his speech pathologist. We study different aspects of interactional
dynamics, as well as the use of strategies to referer to past events and experiences, i.e.,
resoucers used in the construction of narratives. Having as theoretical ground the
interactional sociolinguistic perspective and the labovian model for the construction of
narratives, we recorded and transcribed therapeutic sessions. Based in this data, we
observed, regarding conversational dynamics, that the patient provides evidence that he is
able to take turns and present topics, but does not use them properly every time. As to the
construction of narratives, we observed that the patient, although presenting narrative
elements, does not adequately organize his narratives.
Keywords: Asperger, narratives, interaction.