Ficheiro

Transcrição

Ficheiro
Apontamentos pelos trilhos da Igualdade…
No passado dia 29 de março 2012, decorreu na Escola Superior de Educação do Porto a
primeira Tertúlia de um Ciclo de Tertúlias sobre a temática da Igualdade de Género e entrega
de Prémios do Concurso Literário sobre Igualdade de Género.
No âmbito do Projeto Diagnóstico e Implementação da Igualdade de Género na Escola
Superior de Educação, cofinanciado pela União Europeia e pelo Estado Português, no âmbito
da tipologia 7.2 do POPH/ QREN, tendo como mecanismo intermédio a Comissão para a
Cidadania e a Igualdade de Género, estão a ser desenvolvidas desde julho de 2011 um
conjunto de ações que têm como finalidade a promoção da cidadania e da igualdade de
género.
Das múltiplas ações desenvolvidas até ao momento, destacam-se as seguintes: diagnóstico
das práticas institucionais em matéria de igualdade de oportunidades entre homens e
mulheres; avaliação dos desafios inerentes aos processos de conciliação entre vida familiar,
pessoal e profissional do pessoal docente e não docente; análise do grau de sexismo
ambivalente, das representações sobre os papéis de género e da antecipação da conciliação
entre vida familiar, pessoal e profissional de uma amostra de estudantes a frequentarem o
1.º ciclo de estudos; Concurso Literário; ações de formação sobre igualdade de género.
Ao longo deste percurso, fomos sentindo a necessidade de desenvolver outro conjunto de
iniciativas com um duplo objetivo: ampliar a rede de estudantes proactivos na concretização
dos princípios da cidadania e de igualdade de género e alcançar outros públicos, apelando à
participação da comunidade IPP e à comunidade em geral para a reflexão sobre a
responsabilidade individual e social em matéria de igualdade de género. Neste sentido, foi
constituído um grupo de pares (estudantes) activistas pela cidadania e igualdade de género
denominado “Uma cena do género” e deu-se início a um Ciclo de Tertúlias sobre Igualdade de
Género.
A primeira Tertúlia denominada de “Mulheres e Homens: as diferenças não justificam as
discriminações” desenvolveu-se na Cantina da ESE, pelas 21h e teve como oradoras
convidadas Ana Maria Braga da Cruz (primeira Delegada Regional da Comissão para a
Condição Feminina), Isabel Varandas (durante 13 anos profissional na Comissão para a
Cidadania e para os Direitos da Mulheres e Comissão para a Cidadania e Igualdade de
Género). Rosa Oliveira, técnica da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género
participou neste evento enquanto membro do Júri do Concurso Literário.
No início da tertúlia, foram entregues os prémios relativos ao Concurso Literário sobre
Igualdade de Género.
Participaram nesta Tertúlia cerca de 150 pessoas, entre estudantes e docentes da ESE,
estudantes de outras escolas do IPP, e membros de outras organizações, nomeadamente
Portugal Gay e a Inducar.
Foi um espaço de debate com um carácter informal e descontraído. A participação do
auditório foi ampla e permitiu perceber o encontro e desencontro de perspectivas, a discussão
de prioridades em matéria de igualdade e a discussão e compreensão da responsabilidade
individual, mas também a responsabilidade social de uma escola superior de educação na
formação de futuros/as profissionais de educação e de intervenção social.
A última quinta-feira de cada mês (abril, maio, junho, setembro, outubro, novembro e
dezembro) foi o dia escolhido para o desenvolvimento deste Ciclo. Por isso, aproveitamos este
momento para o/a convidar a estar presente nas futuras conversas e a vir tomar um café
connosco. Cá o/a esperamos, na Escola Escola Superior de Educação, no dia 26 de abril, pelas
21h.
Para mais informações contacto [email protected]
Carla Serrão e Teresa Martins, 2012