Untitled - Pauta Econômica

Сomentários

Transcrição

Untitled - Pauta Econômica
RUBI NAIL LOUNGE
Espaço aposta na paixão da mulher por
cuidados especiais com as unhas
O
Rubi Nail Lounge desponta no mercado juizforano para unir dois
programas que as mulheres
modernas adoram: happy hour
em um aconchegante minibar
e manicure/pedicure. A iniciativa transcende o conceito de
esmalteria, tão difundido atualmente nos grandes centros,
e traz novidades antes nunca
vistas na cidade. “A cliente gasta 30 ou 40 minutos fazendo as
unhas, assim como em qualquer outro lugar. Mas aqui, ela
recebe massagem e se delicia
com espumantes, cervejas, sucos, cafés, chocolate quente,
salgados, lanches naturais e petiscos”, explica Mariana Ghedin.
Logo na entrada, é possível
notar a diferença em relação
aos tradicionais salões. O ambiente dispõe de Wi-�i, é climatizado, sem cheiro de químicas
nem barulho de secadores.
“Não conhecia um espaço como
o Rubi Nail Lounge. Além da
excelente localização e da maravilhosa instalação, o atrativo
do estabelecimento é o atendimento impecável. Planejado
completamente para o nosso
conforto, o Rubi é o lugar perfeito para dar uma escapadinha
da correria do dia a dia, fazer as
unhas e relaxar”, elogia a estudante de Odontologia Mariana
Nunes, que em pouco tempo já
se tornou cliente. Quem compartilha a mesma opinião é a
personal trainner Fabiana Baldioti: “O bar, a possibilidade
de fazer um happy hour em um
espaço so�isticado, as cadeiras
massageadoras e a atenção das
manicures são diferenciais que
nunca havia encontrado na cidade. E o melhor, com preços
justos, que cabem no bolso”,
enfatiza.
As opções são colossais:
SPA de unhas, alongamento
com Acrigel, serviços de podólogo, bases para vários tipos de
tratamento, esmaltes hipoalérgicos e os famosos esmaltes em
gel, que garantem durabilidade
de, no mínimo, 15 dias. No Rubi
também é possível encontrar
marcas consagradas como
Chanel, Dior, Dolce Gabbana,
Mac, Lancome, Revlon, Pupa,
Kiko, Givenchy, Beautylab e
muitas outras. Além dos queridinhos nacionais, como a coleção da Camila Coelho, Bruna
Marquezine, Isis Valverde e
Anitta.
As unhas ainda podem ser
decoradas com pincéis, pingentes, adesivos ou decalques, variações de unhas postiças, �ios
de ouro, caviar e plush, para
que a cliente tenha sempre alternativas para variar e impressionar em qualquer ocasião.
Os confortáveis chinelos
personalizados também integram as novidades e são alternativas para quem não quer
comprometer as lindas unhas
ao calçar os sapatos. “Tudo foi
pensado com muito carinho
para atender mulheres que,
assim como nós, prezam pela
qualidade, descontração e
bom atendimento. O Rubi Nail
Lounge promete!”, �inaliza a
sócia Alessandra Nepomuceno.
DR. GUSTAVO
FERNANDES
Novas considerações sobre
Desaposentação animam segurados
A
José Lúcio Fernandes
Advogados Associados
Rua Santo Antônio, 1500
Salas 602 a 605 - Centro
Juiz de Fora (MG)
32 3215-8172
[email protected]
desaposentação, tema
de grande interesse dos
aposentados do nosso
país, voltou a ganhar destaque
neste mês. No dia 09 de outubro deste ano, o Ministro Relator do processo que trata do
assunto, Luis Roberto Barroso,
proferiu o seu voto no plenário
do Supremo Tribunal Federal,
julgando parcialmente favorável aos aposentados.
Vale lembrar que a iniciativa foi criada para amparar
aquelas pessoas que, mesmo
aposentadas, permanecem trabalhando e, por consequência,
são obrigadas a continuar contribuindo para o INSS.
Ocorre que estas contribuições feitas após a aposentadoria, em princípio, são desconsideradas pelo INSS, o que gera
grande descontentamento aos
segurados. Assim, de acordo
com a desaposentação, o aposentado renuncia à aposentadoria antiga, para que seja
constituído um novo bene�ício,
agora incluindo as contribuições vertidas após aquela aposentadoria.
Com o voto do Ministro
Luis Roberto Barroso, o STF
sinaliza que poderá julgar a
favor de milhares de aposentados que se encontram nessa
situação. O Ministro a�irmou
que “a desaposentação é possível porque ela não está vedada
em lei. A lei não tratou dessa
matéria. Considero inaceitável
impor-se uma contribuição sem
o contribuinte ter qualquer tipo
de bene�icio em troca dessa contribuição”.
Ainda em seu voto, o Ministro entendeu que não é necessária a devolução dos valores
recebidos antes da implantação do novo bene�ício, a título
de aposentadoria. Essa era
uma das questões sustentadas
pelo INSS e que poderia retirar
a vantagem obtida com a desaposentação.
Por outro lado, restou consignado no voto que a nova
aposentadoria deverá ser calculada considerando-se a idade e a expectativa de vida que o
segurado tinha quando requereu a primeira aposentadoria.
Com essa medida, o ministro
pretendeu diminuir o impacto
�inanceiro aos cofres da Previdência Social.
Atualmente, o bene�ício
vem sendo calculado ignorando a aposentadoria anterior, somando o novo tempo
trabalhado ao tempo antigo e
usando a idade e expectativa
de sobrevida da época da nova
aposentadoria. O novo método
de cálculo proposto importará
em uma queda de até 12,5% no
cálculo da nova aposentadoria,
mas ainda assim favorável aos
bene�iciários.
A decisão de�initiva acerca
do tema somente acontecerá
após o voto de todos os onze
ministros do STF. Portanto, até
lá, temos apenas a expectativa
pelo julgamento favorável da
matéria, o que é muito esperado pelos milhares de aposentados que continuam a trabalhar.
Somente assim teremos uma
situação justa, de modo que os
bene�iciários nessa condição
possam usufruir das contribuições vertidas após a aposentadoria.
Por �im, é importante esclarecer que mesmo sem a decisão de�initiva do STF, o aposentado pode propor ação na
Justiça, pois assim terá resguardado o direito ao recebimento
das diferenças do valor de sua
aposentadoria desde a data
do ajuizamento da ação, caso
venha a ter um posicionamento favorável acerca da matéria.
PAULO DO CARMO
Doutor em Economia
twitter.com/paumartins
P
ioneira na geração de
energia
elétrica
da
América Latina, pioneira na migração de operários alemães, o pioneirismo
de Bernardo Mascarenhas,
a Manchester Mineira. Nos
anos oitenta, a cidade discutiu
projetos industriais que poderiam colocá-la novamente no
patamar de cidade dinâmica
e moderna. Mas, perdemos o
trem da história, quando acreditamos na tese que a atração
de empresas levaria à perda da
qualidade de vida. Então, começamos a nos comparar com
Campinas, depois com Betim e
Contagem, depois com Uberlândia, e agora estamos nos
comparando com Três Rios...
Nossa industrialização não
CIDADE DIGITAL
re�letiu o melhor modelo, não
�izemos as melhores escolhas
de setores chaves. A indústria
da construção civil gera mais
empregos para trás, ou seja,
nas empresas que fornecem
insumos, que no próprio setor.
Cada prédio construído gera
mais emprego e renda fora
daqui. Já a siderurgia é importante geradora de emprego e
renda, mas gera mais aonde
se monta um complexo industrial completo, o que aqui não
ocorreu. A vinda da Mendes
Jr. não gerou novas empresas
aqui. A indústria do vestuário,
especialmente as malharias,
é cada vez menos relevante
na geração de empregos. Já a
vinda da Mercedes gerou mais
frustação que emprego e ren-
da, pois também não viabilizou novos investimentos com
novas empresas fornecedoras.
Portanto, cada vez mais somos
parecidos com Manchester e
Detroit, duas cidades ícones no
passado e hoje empobrecidas,
envelhecidas, não engajadas
no novo padrão de desenvolvimento. Brigar para atrair
novas indústrias é dispender
muita energia para pouco resultado.
Hoje, o desenvolvimento
passa ao largo da indústria. O
futuro está em empresas de
base tecnológica. Passa por
jovens empreendedores, por
startups, por inovação, por
Tecnologia de Informação e
Comunicação. Pois, tudo isso
está aqui, solto, faltando coor-
denação pública. Esses garotos
brotam aos borbolhões entre
nós. Conheço alguns deles,
corajosos, que são con�iantes
e buscam apoio, mas o encontram somente fora daqui.
Estamos exportando cérebros
e empreendedores. Estamos
exportando o futuro. Estimulado por um aluno, visualizei
o mapa de cidades brasileiras
que tem iniciativas digitais (redecidadedigital.com.br). Acredite, o Pará tem 74 cidades e
Minas 76. Mas, o surpreendente é que Juiz de Fora está fora
do mapa. É preciso ter políticas
públicas nesse sentido. É preciso transformar Juiz de Fora
numa cidade digital. O futuro
passa pelas cidades digitais.
ACTEC CONSULTORIA
E ASSESSORIA
Metodologia exclusiva prepara empresas
para obtenção de certificados
H
oje, não importa o tamanho da empresa,
micro, média ou grande, todas já descobriram as
vantagens de serem certi�icadas. Os empreendedores
perceberam que o uso de normas técnicas torna o negócio
mais seguro, saudável e muito
mais fácil de gerir. O resultado
impressiona e impacta diretamente na performance da
empresa, porque ela encontra
mais recursos para enfrentar
a concorrência, entender e sa-
“Trata-se de encontrar o
caminho para melhorar
continuamente o que o
empreendedor já faz.”
Anderson Taroco
tisfazer seus clientes, aumentar o nível de sua operação,
melhorar o produto ou serviço, atrair novos consumidores, reduzir custos, diminuir a
possibilidade de erros e incrementar o lucro. Ou seja, medidas que aumentam a chance
de sucesso agregando con�iança ao empreendimento.
Em meio a esse nicho em
franca expansão no país, nas-
ce a Actec Consultoria e Assessoria, que chega com uma
metodologia exclusiva para a
obtenção de certi�icações de
qualidade. Por meio de seu
vasto conhecimento de mercado, adquirido em mais de
20 anos através de projetos
implementados no Brasil e
no exterior, Anderson Taroco desenvolveu ferramentas
que podem ser aplicadas em
prestadoras de serviço, órgãos públicos, indústrias ou
comércios. A estratégia é criar
um roteiro para ajudar o empreendedor a analisar e aprimorar todas as atividades que
devem ser realizadas em sua
empresa. “Trata-se de encontrar o caminho para melhorar
continuamente o que ele já
faz. Dessa forma, se faz bem,
vai fazer ainda melhor”, assegura.
O escopo de serviços da
Actec é amplo. A empresa
presta consultoria e assessoria de Segurança do Trabalho,
Meio Ambiente, Saúde Ocupacional e Gestão Administrativa e Financeira. Prepara qualquer empresa para buscar a
certi�icação Meio Ambiente
(ISO 14.001), Saúde, Segu-
Consultor Anderson Taroco
rança (OHSAS 18.01), além
de Qualidade (ISO 9.001). Ela
também adequa para atendimento aos requisitos das normas ISO 16.001 (Responsabilidade Social) e ISO 31.000
(Gestão de Risco), entre outras da linha ISO. “Estamos
alinhados com as diretrizes
de gerenciamento de Micro
Empresa, Pequena Empresa
e Micro Empreendedor Individual, tomando como base
os preceitos das normas de
qualidade da ABNT, NBR, ISO
9.001 e Sebrae”, a�irma.
O manager de Qualidade,
Saúde, Segurança e Ambiente
(QSMS) da Calmena Energy
Services Inc., empresa que
opera no Canadá, Estados
Unidos, América Latina e África, Randy Diemert, atesta a
excelência da Actec. “Eu tive o
privilégio de trabalhar com o
Anderson. Ele é referência em
sistemas de gestão de segurança, análise e avaliação de
riscos, auditoria e segurança
baseada em comportamento.
Eu o recomendo a qualquer
organização à procura de um
líder que possa implementar a
mudança. Ele é um pro�issional verdadeiramente competente”, rati�ica.
Por que contratar a Actec?
A concorrência global
exige a quali�icação das empresas como diferencial competitivo. Ter uma certi�icação
signi�ica que a empresa tem
sistema gerencial voltado
para a qualidade e atende aos
requisitos de uma norma internacional. Para Anderson
Taroco, a certi�icação se torna
necessária, pois além da téc-
nica, a empresa precisa trabalhar as melhorias de processos de gestão competente,
e do produto que desenvolve.
“Os empresários devem preparar suas empresas para
clientes mais exigentes, e que
identi�icam na qualidade e
nas certi�icações referências
de compromisso e quali�icação”, assinala.
Bene�ícios da certi�icação:
• Melhoria no gerenciamento do Nível de Serviço contratado;
• Migração para a gestão de processos;
• Redução da insatisfação dos clientes;
• Ganho de Imagem e redução de desperdício de horas técnicas;
• Redução do retrabalho e erros de produção ou no fornecimento de serviço;
• Aumento da con�iança do cliente no produto ou serviço, através da certi�icação de reconhecimento internacional;
• Pontuação maximizada nos processos licitatórios.
CONSTRUINDO O FUTURO
Faculdade de Engenharia da UFJF comemora 100 anos investindo em novos cursos
U
ma unidade de ensino
que disponibiliza dez
cursos de graduação
em Engenharia, três de mestrado, dois de doutorado e
cinco de especialização Latu
Senso. Uma estrutura pela
qual se formaram expoentes
da região, como o ex-presidente Itamar Franco e o atual
prefeito de Juiz de Fora, Bruno
Siqueira. Trata-se da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora
(UFJF), que em 2014 completa
100 anos com uma estrutura
privilegiada. “Contamos com
laboratórios de ponta, que
estão na fronteira do conhecimento e, por isso, estamos
prontos para enfrentar os desa�ios para os próximos anos,
que é formar pro�issionais
multidisciplinares e multipro�issionais, que irão encarar um
mundo em constante transformação tecnológica”, a�irma o
diretor da Faculdade de Engenharia, professor Hélio Antônio da Silva.
No momento em que comemora o centenário, a Faculdade lança um olhar à frente,
vislumbrando novos desa�ios.
“Além de ampliar a internacionalização, vamos trabalhar para aumentar o leque
de opções para a sociedade,
discutindo com a comunidade da Centenária Faculdade a
criação de novos cursos, tais
como: Engenharia Ferroviária,
Engenharia Química, Engenharia Metalúrgica e a Engenharia de Materiais”, adianta
o diretor.
As novas modalidades se
justi�icam pelo atual cenário
econômico. Ao contrário das
décadas de 80 e 90, de baixa empregabilidade para os
pro�issionais da Engenharia,
devido ao pequeno índice de
crescimento, hoje, o contexto
é outro e existe grande oferta
para áreas especí�icas. “Quando se observa os investimentos previstos em infraestrutu-
ra, muito acima de R$ 1 trilhão
para os próximos cinco anos,
principalmente nas áreas de
Transporte e Logística, Energia Elétrica, Petróleo e Gás, Te-
“Além de ampliar a internacionalização, vamos
trabalhar para aumentar
o leque de opções para
a sociedade, discutindo
com a comunidade da
Centenária Faculdade, a
criação de novos cursos,
como Engenharia Ferroviária, Engenharia Química,
Engenharia Metalúrgica
e a Engenharia de Materiais.”
Professor Hélio
Antônio da Silva
lecomunicações e Saneamento
Básico, pode-se perceber que
se forma muito poucos pro�is-
sionais da engenharia no Brasil”, a�irma o professor.
“No ano de 2013, formouse 55 mil pro�issionais, enquanto a Coréia do Sul, com
uma população que é 1/4 da
nossa, forma duas vezes mais
do que nós. O dé�icit de formação na área de Engenharia,
segundo estimativas otimistas, pode chegar, nos próximos
cinco anos, a mais de 200 mil
pro�issionais. Lembremos que
hoje, já existem 70 mil engenheiros estrangeiros trabalhando no Brasil”, completa.
Além da área infraestrutural, outro segmento, que
é mais di�ícil mensurar uma
previsão de demanda por pro�issionais da Engenharia, é o
da Ciência, Tecnologia e Inovação, área em que o Governo
Federal tem envidados esforços para alavancar através
de várias ações. “Todos nós
sabemos e o Governo Federal
também sabe que o mundo
cada vez mais se dividirá em
quem investe ou não em Educação, Ciência, Tecnologia e
Inovação, e nesta ordem. Tem
outro nicho, que é o Empreendedorismo, que vai demandar
também muitos pro�issionais
da Engenharia. Atualmente,
quase 60% dos empregos de
carteira assinada estão nas
mãos das pequenas e médias
empresas, cujos proprietários
são empreendedores, que são
99,1% de todas as empresas
no Brasil”, explica.
De olho nesses números,
a Faculdade de Engenharia
se prepara para formar pro�issionais aptos a suprir as
demandas atuais. “Em 2008,
disponibilizávamos 280 vagas, incluindo o Curso de Arquitetura e Urbanismo, que
em agosto próximo passado
se desligou da Faculdade de
Engenharia para criar a sua
própria instituição, a FAU –
Faculdade de Arquitetura e
Urbanismo da UFJF. Agora,
oferecemos 620 só para as Engenharias. Contamos com 126
professores, 42 TAEs e mais
de 4 mil alunos. Há 100 anos,
a antiga Escola de Engenharia
de Juiz de Fora, hoje Faculdade
de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora, vem
realizando sonhos, construindo o futuro e transformando
a vida das pessoas”, completa.
ABO – REGIONAL JUIZ DE FORA
Entidade investe em valorização profissional e promoção de políticas de saúde bucal
E
m Juiz de Fora, cerca de
1,5 mil cirurgiões-dentistas são unidos pelo ideal
singular de manter a classe
odontológica em patamar de
excelência. Esse êxito é resultado do árduo trabalho desenvolvido pela Associação Brasileira
de Odontologia - Regional Juiz
de Fora, que, há 52 anos, promove a integração dos pro�issionais por meio de cursos de
atualização, aperfeiçoamento e
especialização. “Nossa cidade
sempre esteve na vanguarda do
segmento. Tivemos a segunda
faculdade do Brasil e o primeiro
sindicato de Minas Gerais. Aqui,
se formou a semente da Academia Mineira de Odontologia e
surgiram grandes nomes da
nossa pro�issão. Dentro deste
cenário, a ABO/JF se posicionou na defesa dos cirurgiõesdentistas. Nossos presidentes,
diretores, funcionários e associados, que representam a base
de sustentação da entidade, são
os responsáveis por todo o sucesso”, destaca o presidente da
associação, Dr. Sérgio Henrique
Casarim Fernandes.
A entidade atua incansavelmente para garantir aos
associados cada vez mais bene�ícios. “Ampliamos nossa rede
de vantagens, com descontos
em materiais odontológicos e
de vários outros segmentos.
Recentemente, adquirimos novos equipamentos, como um
moderno ar condicionado para
a Clínica 2, novos aparelhos de
multimídia, reforma do piso da
Clínica 1, construção de um banheiro adaptado para pacientes com necessidades especiais,
além do Congresso de Odontologia da Zona da Mata, cursos
gratuitos nas Terças Nobres”,
enumera Dr. Sérgio.
Ao longo dos anos de atuação, valorizar a ética e oferecer
o retorno social tornaram-se
proposições básicas. Nesse
sentido, a Escola de Aperfeiçoamento Pro�issional (EAP)
desponta como uma das iniciativas mais positivas da ABO
em Juiz de Fora, onde são atendidas cerca de mil pessoas por
mês, aliando o trabalho social
ao desenvolvimento dos pro�issionais. “Acreditamos que,
como uma instituição de apoio,
devemos priorizar a gestão do
conhecimento entre todos os
membros. A comunhão do saber sempre foi o ponto forte
e pretendemos investir ainda
mais”, enfatiza Dr. Mario Arcanjo Filgueiras Filho, vice-presidente da ABO/JF e fundador da
EAP.
As especializações da ABO/
JF em parceria com a FEAD são
reconhecidas pelo MEC e chanceladas pelo Conselho Federal
de Odontologia (CFO), dando
credibilidade e aumentando a segurança do cirurgiãodentista/aluno. Tudo isso, contando com o conhecimento de
um corpo docente formado por
professores doutores, mestres
e especialistas, além de outros
convidados vindos das melhores escolas do país.
O projeto Terça Nobre,
idealizado em 1996, evidencia o comprometimento com
o aperfeiçoamento constante.
Trata-se de palestras e mini-
cursos gratuitos com duração
de aproximadamente duas horas, ministrados por especialistas, doutores e pós-doutores
de todo o país. Em cada sessão,
cerca de 100 participantes buscam, através de uma instituição sólida e renomada como a
ABO/JF, o aprimoramento técnico e cientí�ico.
As vantagens transcendem
o âmbito acadêmico. Isso porque a ABO/JF ainda proporciona encontros, congressos e
confraternizações entre os associados, como forma de rati�icar o cuidado com o bem-estar
dos cirurgiões-dentistas.
Dr. Sérgio Casarim,
presidente da ABO/JF
Seja sócio e aproveite o arsenal de vantagens
Os acadêmicos e demais pro�issionais da área
podem se �iliar à ABO/JF,
garantindo a oportunidade
de acesso aos cursos promovidos pela entidade, tais
como: Odontologia ao Vivo,
Terças Nobres, Congressos
e Cursos de Atualização (teóricos-laboratoriais), Aperfeiçoamento e Especialização, além de descontos em
nossa rede de vantagens.
Acesse abojf.com.br e
saiba como se associar.
IMPLANTODONTIA
DE VANGUARDA
Há 15 anos Leonardo Piccinini e
Rodrigo Guerra oferecem o que
há de melhor no segmento
A
odontologia brasileira é
conhecida e respeitada
mundialmente. Nossos
pro�issionais são valorizados
pela constante inovação e por
contribuírem com o desenvolvimento de pesquisas e artigos.
Na prática, na hora de encontrar um dentista é importante
optar por quem se mantém
atualizado, participa de cursos de aprimoramento e que
tenha um consultório reconhecido. Em Juiz de Fora, quando
o assunto é implantodontia,
os primeiros nomes que vêm
à cabeça são dos cirurgiõesdentistas Dr. Rodrigo Guerra e
Dr. Leonardo Piccinini. Um reconhecimento vindo do trabalho pioneiro e de excelência no
segmento. “Estamos comemorando 15 anos de formados. É
uma grande satisfação acom-
panhar os avanços tecnológicos da implantodontia e, na
maioria das vezes, ser responsável por trazê-los para Juiz de
Fora”, destacam.
A a�irmação é rati�icada
em um rápido olhar lançado ao
passado. Em 2008, eles trouxeram para a Zona da Mata mineira um implante suíço, da
marca Straumann, que precisa
de apenas 21 dias para estar
pronto a receber o dente de�initivo. Todas as outras marcas
de implantes precisam de quatro a seis meses para o mesmo
resultado. Em 2009, desbravaram a técnica que hoje é a preferida entre pacientes e dentistas, chamada carga imediata.
Atentos às inovações tecnológicas, no ano passado adquiriam o CEREC CAD/CAM,
um sistema de captura de
imagem e fresagem que ainda
hoje é o único da região. A partir do escaneamento do dente,
uma impressora instalada no
próprio consultório produz a
coroa ou o restaurado para o
paciente. (leia mais abaixo). “É
um equipamento desenvolvido
na Alemanha que, entre outras
vantagens, possibilita a confecção e aplicação da coroa com
muito mais agilidade, em uma
só sessão. Na Zona da Mata mineira, ele só é encontrado em
nosso consultório”, enfatiza Dr.
Leonardo Piccinini.
Atualização permanente:
sempre atentos às
inovações do mercado
Edição 63
Em outubro de 2008, assumiram o
desa�io de trazer para a Zona da Mata
mineira a melhor tecnologia em implantes, realizada pela marca suíça Straumann, empresa com o maior número de
publicações cientí�icas no mundo e com
tratamentos com taxas de sucesso acima
de 99,2%.
Edição 75
Em 2009, foram pioneiros na utilização da carga imediata, técnica pela qual
colocam-se próteses imediatamente
após a cirurgia ou poucos dias depois da
instalação do implante.
Conhecimento compartilhado: profissionais comandam
Curso de Especialização em Implantodontia
A dedicação e o entusiasmo com a pro�issão extrapolam as paredes do consultório. Mesmo com uma agenda
cheia, Dr. Rodrigo Guerra e
Dr. Leonardo Piccinini fazem
questão de compartilhar o conhecimento. Uma semana ao
mês eles coordenam um curso
de pós-graduação em Implantodontia da Faculdade Suprema, onde já formaram cerca
de 80 implantodonstias. “O
curso possibilita aos alunos a
realização de planejamentos
de cirurgias e próteses voltadas para a Implantodontia.
Também dá embasamento
nas disciplinas relacionadas à
especialidade de maneira que
eles possam exercer na sua
totalidade como especialistas
e atingirem o sucesso em seus
consultórios odontológicos”,
explica Dr. Rodrigo Guerra.
Durante o curso, são re-
alizadas as mais modernas
técnicas de incisões e suturas,
manipulação de tecido mole,
enxertia óssea, instalação
de implantes imediatos, implantes inclinados, implantes
curtos com carga imediata,
precoce e tardia. “É mais uma
maneira que encontramos
para estudar e debater a Implantodontia, sempre visando
o aperfeiçoamento”, asseguram.
“É uma grande satisfação
acompanhar os avanços
tecnológicos da
Implantodontia e,
na maioria das vezes,
ser responsável por
trazê-los para
Juiz de Fora”
Edição 87
Em entrevista realizada em 2010,
explicaram como o trabalho integrado
entre estética e reabilitação oral é feito.
Edição 99
Em 2011, desenvolveram ferramentas que democratizam o acesso ao que
a Odontologia tem de melhor. Mais uma
vez na vanguarda, passaram a oferecer
sistemas de �inanciamento de tratamentos odontológicos.
Edição 115
Em 2013, trouxeram com exclusividade para a Zona da Mata mineira uma
nova máquina, o CEREC CAD/CAM, que
substitui o laboratório de próteses convencional. O equipamento é capaz de
confeccionar próteses com características mais parecidas com os dentes naturais.
MÓBILE-SAÚDE EM EQUILÍBRIO
Resultados rápidos e eficazes para reabilitação física, ortopédica e desportiva
Os �isioterapeutas Vinícius Amaral e Críslei Silva
U
m milagre. Essas foram
as palavras escritas
pela professora Leila Moutinho Monteiro Viana
ao responder o questionário
quando chegou pela primeira vez na Móbile - Saúde em
Equilíbrio. Há dois anos, ela
sentia dores insuportáveis nas
pernas, parou de caminhar, foi
ao ortopedista, que diagnosticou Tendinopatia e Bursite.
Como paliativos, tomava cerca
de quatro tipos de remédios
diariamente e enfrentava problemas ao dormir. A situação
foi piorando a ponto de chegar
a mancar. “Por indicação de
uma amiga, conheci o Vinícius
e, logo na primeira sessão de
osteopatia senti um alívio de
40% nas dores. Há cerca de
um mês eu faço o tratamento e,
nesse curto período, melhorei
muito. Não tomo mais remédios para dores, durmo à noite,
minha mobilidade mudou, não
manco mais e já estou liberada
para voltar a caminhar. Isso é
um marco, porque eu realmente não acreditava que isso fosse possível”, avalia Leila.
O empresário André Neves
também comemora a recuperação de um sério problema na
coluna. “Durante muito tempo
sofri com fortes dores, que me
prejudicavam no período em
que �icava sentado no trabalho
e ainda me impediam de realizar exercícios �ísicos. Na Móbile, logo na primeira sessão,
senti um alívio extraordinário
e em pouco tempo já não tinha
limitação para realizar qualquer atividade”, a�irma.
Conhecer a alta quali�icação dos pro�issionais proporciona a certeza do sucesso dos
tratamentos. Vinícius Amaral
é �isioterapeuta especializado
em osteopatia e biomecânica.
Já a sócia e esposa Críslei Silva
atua com ortopedia, cadeias
musculares, postura e palmilhas. Há um ano, o casal inaugurou a Móbile Saúde em Equilíbrio, mediante a necessidade
e o desejo de proporcionar aos
pacientes uma continuidade
no tratamento, mantendo o nível de qualidade técnica e e�iciência nos resultados e, consequentemente, na recuperação
de lesões. “Já tivemos uma
clínica menor e, a partir disso,
outras ideias foram surgindo
para a criação de um centro de
referência em ortopedia relacionada à reabilitação”, explica
a �isioterapeuta Críslei Silva. “A
Móbile surge com este objetivo
de oferecer um trabalho focado num resultado rápido e e�icaz”, assegura.
Com nove anos de atuação
com reabilitação ortopédica
e desportiva pro�issional, de
alto rendimento, já obtiveram
resultados
surpreendentes
ao longo da carreira. Como o
caso da triatleta Suzana Lutterbach. “Após uma lesão na
panturrilha, no �inal do ano
passado, cheguei a pensar que
nunca mais voltaria a praticar
o triathlon. Mas, as manobras
clínicas e o fortalecimento
muscular realizados na clínica
foram imprescindíveis para
minha recuperação. Ainda
hoje faço acompanhamento,
mas apenas como forma preventiva para evitar possíveis
lesões”, a�irma Suzana.
A essência da clínica é o
Método Viver Móbile, uma
metodologia própria baseada
em evidências cientí�icas nas
diferentes áreas da Fisioterapia. Trata-se de uma abordagem clínica completa, na qual
integra a Osteopatia, Palmilha Biomecânica, Tratamento
Postural, Pilates, Estabilização
Articular Segmentar, Síndrome de Dominância Muscular
e Método Kinesis K-3D. “O paciente com lesão ortopédica
ou desportiva passa por uma
avaliação biomecânica e, a
partir daí, é direcionado para
um tratamento especí�ico, passando por todas as etapas da
metodologia”, explica o �isioterapeuta.
Método Viver Móbile
Com o olhar voltado para
os atletas da cidade e região, a
Móbile oferece parcerias com
grupos de corrida e academias, realizando um trabalho
direcionado para uma gama de
corredores, triatletas, tenistas,
entre outros.
Para colocar em prática
a missão de proporcionar às
pessoas a felicidade de superar
seus limites �ísicos, através de
um estilo de vida mais saudável e equilibrado, promovendo
longevidade, vitalidade e bem
-estar, a Móbile conta com uma
equipe de nove �isioterapeutas, amplamente preparados
e comprometidos em oferecer
um tratamento de excelência.
Thermo-scan: o mais novo aliado no
tratamento das dores da coluna
Segundo pesquisas realizadas pela Organização
Mundial, 90% da população brasileira já apresentou, apresenta ou vai
apresentar problemas na
coluna. Diante dos números assustadores, Vinícius
e Críslei disponibilizam
na clínica o Thermo-scan,
uma ferramenta que auxilia no diagnóstico dos problemas de coluna, através
de um escaneamento por
termogragia - captação de
alterações de temperatura.
Através de um scanner
de mão com dois sensores infravermelhos, é feita
a leitura de temperatura
de todas as vértebras da
coluna vertebral, tanto do
lado direito quanto do lado
esquerdo. Os dados são
transferidos imediatamente para um computador,
onde um display grá�ico
mostra a diferença de temperatura de maneira quantitativa e qualitativa para
cada vértebra.
O scanner localiza as lesões vertebrais, e, a partir
disso, ajuda a direcionar o
tratamento e consequentemente, potencializa os resultados. “Para pacientes
nessa situação, conseguimos, em cerca de quatro
sessões de osteopatia, um
resultado surpreendente”,
a�irma Vinícius. “Nossa
meta é chegar em 70% de
melhora clínica com quatro a cinco sessões”, completa.
REQUINTE, ESTILO E INOVAÇÃO
Espaço Allegro surpreende com buffet próprio e menu diferenciado
I
magine-se na celebração
de 15 anos da sua �ilha.
Você vai até a cozinha e,
paramentado de chef, à frente
do preparo do que é servido
no menu, está um dos sócios
do buffet. Agora, imagine que
você quer reposicionar um
detalhe da decoração. Procura
a cerimonialista e ela é a outra
sócia, com quem você fechou
negócio. Assim é o Espaço Allegro que, desde 2011, imprime
um novo padrão de con�iança
e proximidade com os clientes
e cresce vertiginosamente no
mercado de eventos em Juiz de
Fora e região.
O segredo do sucesso está
no cuidado que o casal, Naldo
Rodrigues e Darlene Oliveira, tem com todos os eventos.
Desde a localização privilegiada do salão, na Cidade Alta, até
a excelência gastronômica do
buffet, fruto da ampla experiência de Naldo, tudo no Espaço
Allegro surpreende. “Acompanhamos cada evento em seus
mínimos detalhes. Aqui nada
é delegado e nenhuma responsabilidade é transferida. Tudo
é cumprido à risca”, assegura
Darlene.
“Acompanhamos cada evento em seus mínimos detalhes.
Aqui nada é delegado e nenhuma responsabilidade é
transferida. Tudo é cumprido
à risca”
Darlene Oliveira
Para superar expectativas,
o casal preparou uma estrutura completa para diferentes
tipos de eventos, como casamentos, aniversários, formaturas, festas de 15 anos, infantis,
corporativas e confraternizações em geral. São 410 m²
distribuídos em dois andares,
o que garante a versatilidade
do espaço. “Podemos alterar
a con�iguração e brincar com
inúmeras possibilidades de
decoração. É perfeito para celebrações com até 250 pessoas”, explica Naldo.
O buffet próprio é a grande atração. O cardápio é personalizado de acordo com os
desejos de cada cliente. A singularidade é ponto alto do empreendimento. “Aqui nenhuma
festa é igual a outra”, con�irmam os sócios.
O espaço conta com área
infantil, monitores experientes, várias opções de recreação,
como pintura facial e muitas
opções de brinquedos. Recepcionistas, seguranças, garçons,
convites personalizados e tudo
que um bom evento deve ter
�icam a cargo de Darlene e Naldo. “Cuidamos de tudo para
que a celebração seja um grande sucesso”, explica ele.
O trabalho minucioso é recompensado com a emoção de
quem vive momentos inesquecíveis no Espaço Allegro. Caso
dos dentistas Cláudia Alcântara e Rodrigo Falci, que ainda
se emocionam ao falar do casamento realizado no último
dia 11. “Tudo foi maravilhoso!
Ainda durante a festa os convidados vinham elogiar cada
detalhe”, conta.
O acompanhamento de
perto por parte de Naldo e
Darlene também chamou a
atenção da noiva. “A presença
deles transmite muita segurança. Fiquei extremamente
tranquila para curtir o momento”, declara.
Opinião compartilhada pelos noivos Sheila Marçal e Márcio Alves, diretor da Petra Agregados, que também se casou no
Espaço Allegro. “Desde a recepção à cozinha, são todos muito
atenciosos e competentes. Eles
se preocupam em deixar tudo
perfeito. A qualidade do buffet
é excelente. Nós �icamos super
satisfeitos com a escolha do Allegro”, rati�ica.
Os empresários Darlene Oliveira e Naldo Rodrigues
Fotos: Rodrigo Oliveira e Samira Cardoso
DOLCE VITA ESTÉTICA E BEM-ESTAR
Espaço climatizado, equipamentos de ponta e tratamento revolucionário para redução de celulite
A
deus à gordura localizada e às indesejadas celulites. Em contrapartida,
vamos modelar e tornear o
corpo, além de atenuarmos as
estrias e travarmos uma guerra vitoriosa contra a �lacidez.
Tudo isso sem ter que encarar
a lipoaspiração, aquela intervenção longa, invasiva e dolorosa. Essa agora é uma realidade em Juiz de Fora. A Dolce Vita
Estética e Bem-Estar apresenta
o I-LIPO, aparelho exclusivo na
região. Os resultados são imediatos, duradouros e os procedimentos não são invasivos.
Trata-se de um revolucionário
sistema laser de baixa intensidade, que oferece resultados
surpreendentes. Além de indolor, o tratamento não in�luencia na rotina do paciente e
proporciona um corpo bonito e
saudável. “É comprovadamente seguro, reduz o volume de
gordura e modela o corpo”, explica a esteticista e empresária,
Luzia Schettino.
Inovação é a marca de Luzia, que começou trabalhando
no salão Jozimar Hair Stylist,
há três anos. Agora, ela aposta na criação do Espaço Dolce
Vita, um ambiente climatizado,
com jardim planejado em ponto nobre da Rua São Mateus.
Além de uma estrutura diferenciada, o espaço oferece o
que há de mais moderno em
tratamentos estéticos. A criolipólise usa baixas temperaturas
para acabar com a gordura localizada. Ultra Accent é a mais
nova plataforma de contorno
corporal e primeira alternativa
real ao procedimento cirúrgico
– sem tempo de recuperação,
sem internação e sem efeitos
colaterais desconfortáveis. Celutec-Endermologia Vibratória
é uma tecnologia que associa
vibrações vigorosas com técnicas de drenagem e remodelação corporal. Heccus, Light
Sheer Duet - depilação a laser,
lipocavitação, massagem relaxante, drenagem linfática
convencional e pós-cirúrgica
são algumas opções para face
e corpo. Os procedimentos exclusivamente faciais também
são variados. Accent, Hidratação Ouro 24K, peeling químico,
revitalização facial com laser
terapêutico, tratamento de hipercromias, acne e a Limpeza
de Pele Fotônica, um dos carros-chefes do espaço. “Usamos
ainda o Peeling de Diamante e o
laser de baixa intensidade para
�inalizar”, destaca a esteticista.
A Dolce Vita oferece também acompanhamento de uma
médica dermatologista e uma
nutricionista. Tamanho cuidado vem conquistando muitas pacientes. “Já �iz o I-Lipo e
atualmente associo Celutec e
Accent. Acho um espetáculo! A
Luzia é uma pro�issional muito
preparada”, a�irma a contadora
Lívia Miranda.
Tratamento de Alopecia: eficácia
contra a queda de cabelo
Abrindo o leque de procedimentos resolutivos, o espaço oferece um tratamento
inovador de alopecia, uma
condição que provoca pontos
de perda de cabelo. “O tratamento é feito através do uso
de laser de baixa intensidade
e alta frequência, associado
à ingestão de suplemento. O
resultado impressiona.”
Caso da advogada José-
ria Soares Serra. “Há muitos
anos, busco um procedimento e�icaz e nesse caso a melhora é evidente”, explica.
O sucesso impulsiona ainda o surgimento de um novo
negócio, anexo ao espaço: um
estúdio diferenciado de maquiagem. “Até o �im do ano
apresentaremos boas novidades às nossas clientes”, adianta Luzia.
NESTA EDIÇÃO
ABO – Regional JF
Rua Dr. Eurico Viana, 4 – Vitorino Braga
Juiz de Fora (MG)
(32) 3213-6431
abojf.com.br
Actec Consultoria e Assessoria
(32) 9110-9527
Juiz de Fora (MG)
actecconsultancy.com.br
[email protected] /
[email protected]
Skype: actecconsultoria
Cliged
Rua Benjamin Colucci, 50 – 3º andar – Centro
Juiz de Fora (MG)
(32) 3257-7900
Dr. Rodrigo Guerra e Dr. Leonardo Piccinini
Av. Barão do Rio Branco, 2406, Sala 503 (Edifício das Clínicas)
Centro - Juiz de Fora (MG)
(32) 3213 7040
Dolce Vita Estética e Bem-Estar
Rua São Mateus, 1127 – São Mateus
Juiz de Fora (MG)
(32) 3026-1611
(32) 9146-8089
facebook.com/dolcevitaesteticaebemestar
espacoallegro.com.br
facebook.com/espacoallegro
Faculdade de Engenharia UFJF
Rua José Lourenço Kelmer – Martelos
Campus da UFJF, 4a Plataforma do Setor de Tecnologia
Juiz de Fora (MG)
(32) 2102-3400
ufjf.br/engenharia
[email protected]
Móbile Saúde em Equilíbrio
Av. Rio Branco, 2872 - sala 2014 - Centro
Juiz de Fora (MG)
(32) 3218-6336
facebook.com/clinicamobile
Rubi Nail Lounge
Av. Barão do Rio Branco, 2173 – loja 212
Center Hall – Centro
Juiz de Fora (MG)
(32) 3212-2426
facebook.com/rubinaillounge
Instagram: @rubinaillounge
Espaço Allegro
Rua Otília de Souza Leal, 742 - Nova Califórnia
Juiz de Fora (MG)
(32) 4141-1048
A Pauta Econômica não se responsabiliza por ideias e conceitos emitidos em artigos ou matérias assinadas, que expressam
apenas o pensamento dos autores, não representando necessariamente a opinião da direção da revista. A publicação se
reserva no direito de resumir cartas e artigos. As matérias veiculadas na Revista Pauta Econômica possuem caráter publicitário, contempladas dentro do Código de Ética dos Jornalistas, no artigo 12, inciso IV. A Pauta Econômica é uma publicação
independente de responsabilidade da Mais Comunicação e Eventos de Juiz de Fora.
Impressão
Esdeva Indústria Gráfica
Tiragem
35 mil exemplares
Periodicidade
Mensal
Distribuição
Jornal Tribuna de Minas
Pedágio da Concer (Br040)
Abrangência
Juiz de Fora, Andrelândia, Arantina,
Argirita, Guarani, Descoberto, Viçosa,
Bicas, Bom Jardim de Minas, Guarará,
Mar de Espanha, Maripá de Minas,
Muriaé, Ubá, Leopoldina, Barbacena,
Visconde do Rio Branco, Lima Duarte,
Santos Dumont, Cataguases, São João
Nepomuceno, Rio Novo,
São João del-Rei
Diretora Executiva
Desirée Couri
Diretora de Planejamento
Andréia Nascimento
Editor
Nelson Oliveira
Departamento de Jornalismo
Jemima Bispo
Direção de Arte
Asclê de Oliveira
Departamento de Arte
Douglas de Andrade
Rafael Dorneles
Fotografia
Rodrigo Almeida
Comercial
(32) 3241-3107
Fale com a redação: [email protected]
Anuncie na revista: [email protected]
Tel/Fax: (32) 3241.3107 • www.pautaeconomica.com.br
CLIGED CLÍNICA
DE GASTRO E
ENDOSCOPIA
DIGESTIVA
Tradição de 30 anos é sinônimo
de procedimentos seguros
A
pós uma cirurgia de
vesícula, a monitora escolar Viviane do Amor
Divino saiu de São João del-Rei,
no Campo das Vertentes, para
inserir duas válvulas no canal
da bílis na Cliged, em Juiz de
Fora. A insegurança em relação
ao procedimento e o medo de
uma possível rejeição foram
logo substituídos pela certeza
de estar em boas mãos. “Encontrei na clínica uma equipe
muito atenciosa e capacitada,
que me passou toda a segurança. A cirurgia realizada pelo
Dr. José Maria foi um sucesso,
tanto que não precisei inserir
a segunda prótese, conforme
estava previsto. Mesmo após o
procedimento, recebi um cuidado enorme, eles continuaram entrando em contato para
saber sobre minha recuperação, até que a prótese pode
ser retirada de�initivamente”,
explica Viviane. “Hoje, tenho
uma vida normal e atribuo ao
excelente trabalho da Cliged”,
rati�ica.
Resultados positivos como
o de Viviane são contabilizados
diariamente na clínica, que se
orgulha por ter sido a primeira
especializada em Juiz de Fora a
oferecer serviços de gastroenterologia, endoscopia digestiva
alta e colonoscopia, exame que
permite ao médico analisar o
revestimento interno do intestino grosso e parte do delgado, correspondente ao reto e
ao cólon. Tudo isso, graças ao
pioneirismo dos doutores José
Maria Mendes Moraes - especialista em Gastroenterologia,
Endoscopia Digestiva, Endoscopia Terapêutica e mestre em
Saúde -, Luiz Carlos Bertges mestre e doutor em Medicina,
especialista em Endoscopia Digestiva e membro da Academia
Parceria com planos e seguros de saúde
•
•
•
•
•
•
•
Unimed
Bradesco Saúde
Cassi
Polícia Militar
Ipsemg
Affemg
Saúde Caixa
•
•
•
•
•
•
Saúde Servidor
Casembrapa
Ammp
Amagis
Autarquias
Assefaz
•
•
•
•
•
•
CMI
Caberj
Postal Saúde
Cemig Saúde
Amil
Promed
Mineira de Medicina - e Carlos
Alberto Alves Ghetti - especialista em Gastroenterologia e
em Endoscopia Digestiva. “Em
janeiro de 1984, inauguramos
a Cliged, conjugando um tratamento humano e personalizado aos mais modernos métodos cientí�icos para exames e
tratamento das patologias nas
áreas a�ins do aparelho digestivo e do intestino”, relembra Dr.
José Maria Mendes Moraes.
Inovação sempre foi premissa. Tanto que, a partir da
década de 1990, a Cliged incorporou ao vasto leque de
serviços a endoscopia terapêutica avançada, conhecida
internacionalmente como colangiopancreatogra�ia retrógrada (CPRE).
A parceria com a Sobed
- Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - rati�ica o
compromisso com o compartilhamento do saber. A associação é responsável por promover o desenvolvimento do
ensino, da pesquisa e da prática da endoscopia digestiva,
estabelecendo normas para o
treinamento na especialidade.
“Essa iniciativa nos deu a oportunidade de contribuir para o
aperfeiçoamento de inúmeros
pro�issionais médicos atuantes
na cidade e região, colocando
nossa área em lugar de destaque”, a�irma Dr. Luiz Carlos
Bertges.
Atualmente, a Cliged conta
com um corpo clínico formado
por anestesistas, enfermeiros
e outros médicos, como Dra.
Gessilene Zigler Foine, Dr. Gilson Salomão Jr e Dr. João Baptista Fraga.
As instalações são um
diferencial à parte e oferece
todas as condições para realização de exames e consultas
com segurança. Cada paciente
conta com o auxílio de uma
enfermeira, o que garante ainda mais tranquilidade. “Com
exatamente 30 anos, trabalhamos unidos com a endoscopia
digestiva, buscando sempre a
atualização clínica e tecnológica para que nossos pacientes
tenham sempre atendimento
de ponta”, �inaliza Dr. Carlos Alberto Alves Ghetti.

Documentos relacionados

Versão em PDF - Pauta Econômica

Versão em PDF - Pauta Econômica uem conhece o Creato Capelli tem motivos de sobra para elogiar. “Amo esse lugar. De�ini como família Creato, pois me sinto em casa. Os serviços e produtos são muito diferenciados e ainda conto com ...

Leia mais