Indulgência jubilar - Diocese of Bridgeport

Сomentários

Transcrição

Indulgência jubilar - Diocese of Bridgeport
Indulgência jubilar
Os paroquianos e visitantes terão notado que uma das portas interiores da entrada da Catedral foi
decorada com imagens da Misericórdia Divina e designado como um "porta santa". A razão para isto é que no
Domingo da Divina Misericórdia na última primavera (o segundo Domingo depois da Páscoa) o Santo Padre
Francisco anunciou o Jubileu extraordinário de misericórdia, definido para começar a 8 de Dezembro de 2015.
Ele explicou que o ano começo no dia 8 de Dezembro para comemorar a festa da Imaculada Conceição e
o quinquagésimo aniversário do encerramento do Concílio Vaticano II, que chama a Igreja a proclamar o
Evangelho para o mundo de novas maneiras, trazendo a misericórdia de Deus a todos. O ano de misericórdia vai
terminar na solenidade de Cristo Rei, 20 de Novembro de 2016.
Após a abertura da porta santa da Basílica de São Pedro foi inaugurado no dia 8 de dezembro, as outras
portas nas Basílicas papais foram abertas em dias subseqüentes. Bem, como um sinal da comunhão de toda a
Igreja, o papa pediu a cada diocese no mundo abrir uma "porta da Misericórdia" semelhante para celebrações
locais do Jubileu. O Obispo Caggiano consagrou a Porta Santa na Catedral na manhã de 19 de Setembro antes do
processamento para celebrar o encerramento do sínodo.
O que é uma indulgência? Com efeito, a indulgência é a remissão diante de Deus da pena temporal
pelos pecados já perdoados quanto à culpa, que um fiel disposto e cumprindo determinadas condições alcançado
através da mediação da Igreja que, como administrador da redenção, distribui e aplica com autoridade o tesouro
das satisfações de Cristo e dos santos. A indulgência é parcial ou plenária de acordo com livre de peias devido a
pecados temporária em parte ou na íntegra. Todos os fiéis podem lucro para si ou para aplicar para os mortos,
sob a forma de sufrágio, indulgências tanto como as sessões plenárias parciais.
O Papa Francisco descreve as condições que devem ser preenchidas para obter a indulgência plenária na
sua carta como segue: […] obter a Indulgência Plenária os fiéis são chamados a fazer uma breve peregrinação para
a Porta Santa, aberta em cada Catedral ou nas igrejas designado pelo Bispo diocesano, e Basílicas papais em
Roma, como um sinal do profundo desejo de uma verdadeira conversão. Da mesma forma, alienar que a
indulgência I podem ser obtidas nos Santuários em que a porta da Misericórdia está aberta e nas igrejas que
tradicionalmente são identificadas como Igrejas jubilares. É importante que este momento seja ligada, em
primeiro lugar e acima de tudo, ao Sacramento da Reconciliação e a celebração da Santa Eucaristia com uma
reflexão sobre a misericórdia. Será necessário acompanhar estas celebrações com a profissão de fé e com a
oração para mim e para as intenções que eu trago no meu coração para o bem da Igreja e de todo o mundo.
1
A Porta Santa de Misericórdia
As condições para receber a indulgência jubilar são:
1) Confissão dos próprios pecados no contexto do Sacramento da Confissão
2) Recepção do sacramento da Santa Comunhão
3) A recitação do Credo
4) Recitação do "Pai Nosso" e "Avé Maria" para o Papa e suas intenções
5) Uma breve peregrinação (pé) através da Porta Santa (refletindo sobre o fato de que Jesus Cristo é a porta de
entrada para a Misericórdia Divina)
6) Todos estes são para ser feito "dentro de alguns dias."
7) Um deve ser separada do pecado, mesmo pecado venial. Se esta disposição for de alguma forma menos do
que perfeito, ou se as condições prescritas não sejam respeitadas, a indulgência será parcial.
Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso,
criador do céu e da terra de todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos; Deus de Deus,
Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; gerado, não criado,
consubstancial ao Pai.
Por ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa
salvação, desceu dos céus e se encarnou pelo Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria, e se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi
sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras,
e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai.
Amém
E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos;
e o seu reino não terá fim.
Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do
Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele falou pelos
profetas.
Creio na Igreja, una, santa, católica e apóstolica.
Professo um só batismo para a remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos e vida do mundo que há de vir.
Amém.
2
Ave-Maria, cheia de graça!
O Senhor é convosco
Bendita sois vóis entre as
mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso
ventre, Jesus
Santa Maria Mãe de Deus,
Rogai por nós os pecadores
Agora e na hora de nossa morte.