flowchart PORT* - monitoring_o3 - International Myeloma Foundation

Сomentários

Transcrição

flowchart PORT* - monitoring_o3 - International Myeloma Foundation
Guia para acompanhamento dos Pacientes
com Proteínas Monoclonais
Nível baixo
de proteína monoclonal no soro
EPS: pico monoclonal < 1,5 g/dL
Nível elevado
de proteína monoclonal no soro
EPS: pico monoclonal > 3,0 g/dL
Nível intermediário
de proteína monoclonal no soro
EPS: pico monoclonal > 1,5 g/dL e < 3,0 g/dL
Recomenda-se a
repetição do teste para
acompanhamento,
caso seja detectada
proteína monoclonal
no soro / urina.
Médula Óssea
Opcional
Plasmócitos < 10 %
Plasmócitos > 10 %
Comprovar a presença de critérios de CRAB
Provável MGUS
Acompanhamento a cada 3-4 meses
durante 2 anos, depois uma vez ao ano
se não houver progressão.
Testes recomendados
• Eletroforese de proteínas séricas (EPS)
+ Eletroforese de proteínas Urinárias
(UPE)1
· Cadeias leves livres séricas
· Testes CRAB
C – Cálcio elevado > 10,5 mg/dL
R – insuficiência Renal: creatinina > 2 mg/dL
A – Anemia: Hb < 10 g/dL — ou queda de 2 g/dL do basal individual
B – Lesões ósseas
Mieloma
assintomático/smoldering
Proceder a análise de riscos
Síntomas
clínicos
Mieloma sintomático
Avaliar estadiamento
Sistema de Estadiamento de Durie & Salmon
A
creatinina
sérica
< 2 mg/dL
B
creatinina
sérica
> 2 mg/dL
Testes complementares
Pelo menos um resultado anormal
Sem anormalidades
Estádio I
• Hb > 10 g/dL
• calcio normal
• plasmocitoma
ósseo único ou
osteoporose
• EPS e EPU
Estádio II
• nem I nem III
(quantificação do pico):
• IgG < 5 g/dL
• IgA < 3 g/dL
• PBJ < 4 g/24 h*
ISS (Sistema de Estadiamento Internacional)
Estádio I
Estádio II
Estádio III
β2M
<
3,5
mg/L
e
β2M < 3,5 mg/L
β2M > 5,5 mg/L
Alb < 3,5 g/dL ou
Alb ≥ 3,5 g/dL
Alb < 3,5 g/dL
β2M 3,5–5,5 mg/L
Estádio III
• Hb < 8,5 g/dL
• calcio elevado
>12 mg/dL
• 3 ou mais lesões
osteolíticas
• EPS e EPU
(quantificação do pico):
• IgG > 7 g/dL
• IgA > 5 g/dL
• PBJ > 12 g/24 h*
* PBJ = Proteína de Bence Jones,
é uma proteína monoclonal do
mieloma presente na urina.
A quantidade de PBJ se expressa
em gramas por 24 horas.
Recomendação para o Tratamento
Se as análises confirmam um Mieloma Ativo ou
Sintomático, encaminhar ao médico para iniciar
o tratamento
1
A eletroforese é o melhor indicador para progresso do pico monoclonal
© 2010 International Myeloma Foundation
Referências: consulte las Guias da IMWG no site
myeloma.org

Documentos relacionados

Entendendo a Eletroforese de Proteínas

Entendendo a Eletroforese de Proteínas eficaz se observar uma redução dos níveis de proteína-M, medidos pela quantificação do pico monoclonal na ELPS e/ou ELPU nos primeiros 2-3 meses. Como observado acima, o nível de resposta pode ser ...

Leia mais