Syracuse Ear - 8 Junho 2011

Сomentários

Transcrição

Syracuse Ear - 8 Junho 2011
Syracuse Ear - 8 Junho 2011
Revista de Imprensa
14-06-2011
1. (PT) - SIC Notícias Online, 12/06/2011, Hoje é notícia
1
2. (PT) - Público - Ípsilon, 10/06/2011, Agenda
4
3. (PT) - Destak, 08/06/2011, Quarteto no Maria Matos
5
4. (PT) - Diário de Notícias, 08/06/2011, Improvisação transatlântica hoje à noite no Maria Matos
6
5. (PT) - Público - P2, 08/06/2011, Syracuse Ear no Maria Matos
7
6. (PT) - Sábado - Tentações, 08/06/2011, Agenda de Música
8
7. (PT) - Público - Ípsilon, 03/06/2011, Concertos
10
8. (PT) - Sapo Online - Cultura Sapo Online, 06/06/2011, Syracuse Ear
13
9. (PT) - Ponto Alternativo.pt, 02/06/2011, Free Jazz no Teatro Maria Matos com Syracuse Ear
14
A1
Hoje é notícia
Tipo Meio:
Internet
Meio:
SIC Notícias Online
URL:
http://sicnoticias.sapo.pt/Lusa/2011/06/11/hoje-e-noticia?service=print
Data Publicação:
12/06/2011
Data de Publicação: Jun 11, 2011 10:22 PM
Última actualização: Jun 12, 2011 7:04 AM
Lisboa, 12 jun (Lusa) - Hoje é notícia:
Lisboa, 12 jun (Lusa) - Hoje é notícia:
INTERNACIONAL
- Os cerca de 50 milhões de eleitores na Turquia estão convocados para eleições legislativas em que
apenas três dos 15 partidos concorrentes devem ultrapassar a barreira mínima obrigatória de dez por
cento de votos para garantir representação parlamentar.
Todas as sondagens garantem a vitória do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, pósislamista) do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, com 40 a 50 por cento dos votos e um máximo
de 350 dos 550 deputados.
Para além dos partidos com assentos garantidos no parlamento de Ancara, dezenas de "candidatos
independentes" pró-curdos, apoiados pelo Partido da Paz e da Democracia (BDP) também devem
assegurar a eleição.
- Os eleitores italianos são chamados a decidir sobre o futuro da energia nuclear no país através de
um referendo exigido pelas forças de oposição, mas contestado pelo governo liderado por Silvio
Berlusconi.
O referendo conta com apoio das principais forças da oposição, como o Partido Democrático (PD), a
Itália dos Valores e o Partido Verde (PV), que defendem a suspensão definitiva da energia nuclear.
Apesar do recurso interposto pelo governo de Berlusconi, o Supremo Tribunal italiano e o Tribunal
Página 1
Constitucional acabaram por confirmar a realização da consulta pública.
------------
LUSOFONIA :
Chefes de Estado e de Governo africanos poderão rubricar hoje um "grande acordo de comércio livre"
englobando países-membros de várias organizações da África oriental e austral.
A cimeira de chefes de Estado, que decorrerá em Sandton, Joanesburgo, será o culminar de um longo
processo de consultas e negociações esta semana de delegados e funcionários superiores de inúmeros
países envolvidos no projeto de criação de uma vasta zona onde as mercadorias poderão vir a circular
em breve isentas de tarifas aduaneiras.
Os países representados pertencem à COMESA (Mercado Comum da África Oriental e Austral), à EAC
(Comunidade da África Oriental) e à SADC (Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral).
A Liga dos Combatentes concluiu mais uma operação de trasladação do corpo de um antigo
combatente português em Moçambique, que morreu em 1965, com o funeral marcado para hoje na
terra natal do militar Manuel Cabral Ribeiro.
O antigo soldado português, falecido em Macimboa da Praia, Moçambique, vai a enterrar na sua terra
natal, Pindo, Penalva do Castelo, no distrito de Viseu, depois de culminada a operação de trasladação
do corpo, localizado pela Liga em setembro de 2010.
------------
CULTURA :
- O programa "Improvisações/Colaborações" da Fundação de Serralves prossegue com um concerto
improvisado a partir de uma partitura gráfica criada por Dave Allen e com interpretação de Zeena
Parkins e Chris Corsano.
O concerto junta no mesmo palco Parkins, multi-instrumentista, compositora e improvisadora e
pioneira da harpa elétrica, Corsano, baterista da nova geração da improvisação e experimentação
musical e Allen, um artista visual que atualmente realiza originais reflexões sobre o universo da
música.
PAÍS
Página 2
Lisboa vive hoje um dos seus dias mais animados, a véspera do Santo António: a festa começa com
os Casamentos do padroeiro, continua com o desfile das marchas populares e termina nos arraiais nos
bairros históricos da cidade.
Dessasseis casais participam nos Casamentos de Santo António, que decorrem na Sé de Lisboa.
O ponto alto do dia é o desfile de 22 Marchas Populares na Avenida da Liberdade.
A comemoração dos Santos Populares continua durante a noite, com vários arraiais espalhados pelos
bairros históricos da cidade, que juntam música popular e as conhecidas sardinhadas típicas desta
altura do ano e os manjericos com as suas rimas populares.
--------
DESPORTO
O Benfica e o Sporting voltam a defrontar-se no Pavilhão da Luz, no segundo jogo da final do
campeonato nacional de futsal, depois de os "leões" terem ganho o primeiro encontro no sábado, no
desempate por penaltis. A equipa "encarnada", que esteve a vencer por 4-2 no prolongamento,
consentiu dois golos aos campeões nacionais no último minuto. No desempate por pontapés da marca
de grande penalidade, o Sporting marcou os três primeiros e João Benedito defendeu os três tiros do
Benfica.
Portugal procura assegurar a qualificação para o Campeonato da Europa de andebol de 2012,
necessitando de vencer na Polónia, na sexta e última jornada do Grupo 3 de apuramento. A vitória
sobre a Eslovénia na quarta-feira manteve a seleção portuguesa na luta, mas com a difícil tarefa de
ganhar à equipa que lidera o grupo, com sete pontos, mais um do que os eslovenos, e mais dois do
que Portugal.
Lusa/fim
Página 3
A4
ID: 35942992
10-06-2011 | Ípsilon
Tiragem: 48379
Pág: 43
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 27,59 x 17,23 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 1 de 1
Agenda
Sexta 10
Sond’Ar-te Electric Ensemble
& Miso Ensemble
Lamb + Jay Leighton
Cascais. Centro Cultural de Cascais.
Av. Rei Humberto II de Itália, às 21h30.
Tel.: 214848900. Entrada gratuita.
Lagoa. Centro de Congressos do Arade. Encosta
do Arade - Parchal, às 22h. Tel.: 282498577. 25€.
Ver texto na pág. 31.
Bye Bye Bicycle
Sábado 11
Lisboa. Lux Frágil. Av. Infante D. Henrique Armazém A, às 23h. Tel.: 218820890. Consumo
obrigatório.
Carmen
Direcção Musical de Julia Jones.
Encenação de Stephen Medcalf.
Com Rinat Shaham, Andrew
Richards, Coro Teatro Nacional
de São Carlos, Orquestra Sinfónica
Portuguesa, entre outros.
Mayra Andrade
Lisboa. Teatro Nacional de São Carlos.
Lg. S. Carlos, 17, às 20h. Tel.: 213253045. 30€ a 75€.
Lisboa. TMN Ao Vivo (Antigo Armazém F).
R. Cintura do Porto de Lisba, às 22h. 10€.
Monolake + Expander
+ Dexter & Sonja
Tróia. Casino. Marina, às 22h30.
Tel.: 265498000. 25€.
Ver texto na pág. 34.
Ritinha Lobo
Lamb + Jay Leighton
Sever do Vouga. Centro de Artes e Espectáculos.
Av. Comendador Augusto Martins Pereira,
às 22h. Tel.: 234590470. 5€.
III Festim - Festival Intermunicipal
de Músicas do Mundo.
Virgem Suta + Kumpania
Algazarra
Abrantes. Pç. Barão da Batalha, às 22h.
Tel.: 241330100. Entrada gratuita.
Cuca Roseta, Marco Rodrigues
& Lisboa Fado Ensemble
Lisboa. Castelo de São Jorge, às 22h.
Tel.: 218800620. 12,5€.
Joana Amendoeira
Lagos. Centro Cultural de Lagos. R. Lançarote
de Freitas, 7, às 21h30. Tel.: 282770450. 10€.
Aurea
Aljustrel. Parque de Exposições e Feiras, às 22h30.
Tel.: 284600070. 1,5€.
Jorge Fernando & Fábia
Rebordão
Pinhal Novo. Pç. Independência, às 23h.
Tel.: 212360503. Entrada gratuita.
Pedro Abrunhosa & Comité
Caviar
Santarém. Centro Nacional de Exposições
e Mercados Agrícolas. Qta. Cegonhas, às 22h30.
Tel.: 243300300. 5€.
Crystal Stilts no Lux
Jamie Woon
Lisboa. TMN Ao Vivo (Antigo Armazém F).
R. Cintura do Porto de Lisba, às 22h.
B Fachada
Claustros. Alam. Teixeira de Pascoaes, às 22h.
Tel.: 255420200.
Obras de Tchaikovsky.
Domingo 12
Terça 14
Carmen
Direcção Musical de Julia Jones.
Encenação de Stephen Medcalf.
Com Rinat Shaham, Andrew
Richards, Coro Teatro Nacional de
São Carlos, Orquestra Sinfónica
Portuguesa, entre outros.
Lisboa. Centro Cultural de Belém - Grande Auditório.
Pç. Império, às 21h. Tel.: 213612400. 25€ a 28€.
Dave Allen + Chris Corsano
+ Zeena Parkins
Ver texto na pág. 31.
Porto. Auditório de Serralves. R. Dom João de Castro,
210, às 19h. Tel.: 226156500. 7,5€.
Jorge Palma
Ver texto na pág. 26.
Lisboa. Teatro Nacional de São Carlos. Lg. S. Carlos,
17, às 20h. Tel.: 213253045. 30€ a 75€.
Almada. Teatro Municipal de Almada - Sala
Principal. Av. Professor Egas Moniz, às 21h30.
Tel.: 212739360. 15€.
Lamb + Jay Leighton
Ver texto na pág. 34.
Porto. Coliseu. R. Passos Manuel, 137, às 21h30.
Tel.: 223394947. 25€.
Suprah
Ver texto na pág. 31.
Lisboa. MusicBox. R. Nova do Carvalho, 24
- Cais do Sodré. 3ª às 22h00. Tel.: 213430107. 6€.
Tó Trips
Viana do Castelo. Instituto Português da Juventude.
R. Poço, 16/26, às 22h. Tel.: 258808800. 8€.
Old Jerusalem
Maia. Tertúlia Castelense. R. Augusto Nogueira
da Silva, 779, às 23h30. Tel.: 229829425. 5€.
Fernando Alvim convida Filipa
Pais, Gisela João e Hélder
Moutinho & Lisboa Fado
Ensemble
Lisboa. Castelo de São Jorge. Castelo,
às 22h. Tel.: 218800620. 12,5€.
Carmen
Direcção Musical de Julia Jones.
Encenação de Stephen Medcalf.
Com Rinat Shaham, Andrew
Richards, Coro Teatro Nacional
de São Carlos, Orquestra Sinfónica
Portuguesa, entre outros.
Lisboa. Teatro Nacional de
São Carlos. Lg. S. Carlos,
17, às 16h. Tel.: 213253045.
30€ a 75€.
Sara Tavares
Ver texto na pág. 34.
Braga. Theatro Circo - Sala Principal.
Av. Liberdade, 697, às 21h30.
Tel.: 253203800. 12€.
Lila Downs
Orquestra do Norte
Direcção Musical de Marcin
Nalecz-Niesiolowsk.
Amarante. Câmara Municipal -
Serpa. Pç. República, às
21h30. Tel.: 284540100.
Entrada gratuita.
Lila Downs
em Serpa
Quarta 15
Crystal Stilts
Lisboa. Lux Frágil. Av. Infante D. Henrique Armazém A, às 22h30. Tel.: 218820890. 15€.
Barcelos. Biblioteca Municipal de Barcelos.
Lg. Dr. José Novais, 47, às 22h. Tel.: 253809641. 5€.
O Bisonte + Homem Mau +
Shivers
Porto. Hard Club - Sala 2. Pç. Infante, 95, às 22h30.
Tel.: 707100021. 3€.
Aduf & Adufeiras de Monsanto
Direcção Musical de José Salgueiro,
José Peixoto.
Porto. Casa da Música - Sala 2. Pç. Mouzinho
de Albuquerque, às 22h. Tel.: 220120220. 10€.
Carmen
Direcção Musical de Julia Jones.
Encenação de Stephen Medcalf.
Com Rinat Shaham, Andrew
Richards, Coro Teatro Nacional
de São Carlos, Orquestra Sinfónica
Portuguesa, entre outros.
Lisboa. Teatro Nacional de São Carlos.
Lg. S. Carlos, 17, às 20h. Tel.: 213253045.
30€ a 75€.
Clã
Espinho. Auditório de Espinho. Rua 34,, 884,
às 21h30. Tel.: 227340469. 10€.
Quinta 16
Ducktails + Julian Lynch
h
+ Big Troubles
Lisboa. Galeria Zé dos Bois. R. Barroca,, 59,
às 22h. Tel.: 213430205. 8€.
Ver texto na pág. 24.
Jamie Woon no TMN Ao Vivo, em Lisboa
V texto na pág. 334.
Ver
Jill
Ji
ill
l Lawson e
Orquestra
O
Or
questra do Norte
Direcção
D
Dir
ecção
ç Mu
Musical de
Álvaro Cassuto.
Cassu
Porto. Alfândega R. Nova da
Sala do Arquivo. R
21h30. Tel.:
Alfândega, às 21
223403000.
22340
Ob
Obras
de
Lo
LopesG
Graça e
S
Schumann.
Página 4
A5
ID: 35900703
08-06-2011
Tiragem: 135000
Pág: 16
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Diária
Área: 9,69 x 6,07 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 1 de 1
ESPECTÁCULO
Quarteto no
Maria Matos
A Sala Principal do
Teatro Maria Matos, em
Lisboa, recebe hoje, às 22h, o
projecto Syracuse Ear. Cúmplices de outros projectos, David Maranha (órgão), Manuel
Mota (guitarra) e Margarida
Garcia (guitarra) juntam-se ao
fabuloso baterista norte-americano Chris Corsano para pôr
em prática um quarteto há
muito planeado.
Fruto de um desejo que
nasceu da amizade que os
une e da admiração que cultivam pelo trabalho de cada
um, o projecto estreia finalmente hoje.
Preço 12 euros
Página 5
A6
ID: 35900571
08-06-2011
Tiragem: 47090
Pág: 51
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Diária
Área: 10,99 x 17,30 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 1 de 1
Página 6
A7
ID: 35901375
08-06-2011 | P2
Tiragem: 48379
Pág: 12
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Diária
Área: 6,05 x 18,74 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 1 de 1
Syracuse Ear
no Maria Matos
Cúmplices de outros projectos,
Margarida Garcia (guitarra),
David Maranha (órgão) e Manuel
Mota (guitarra) juntam-se ao
baterista norte-americano
Chris Corsano para colocar em
prática um quarteto há muito
planeado – e que baptizaram
de Syracuse Ear –, fruto de um
desejo que nasceu da amizade
e da admiração que cultivam
pelo trabalho de cada um.
Sobre Chris Corsano escreveu
a britânica The Wire: “No free
jazz contemporâneo não há
ninguém que demonstre uma
energia tão furiosa e ao mesmo
tempo tão criativa.” Às 22h, na
Sala Principal do Maria Matos,
em Lisboa (Av. Frei Miguel
Contreiras, 52). Bilhetes a 6 e
12 euros. Mais informações e
reservas: 218438801.
Chris Corsano
[email protected]
[email protected]
Página 7
A8
ID: 35904170
08-06-2011 | Tentações
Tiragem: 110900
Pág: 35
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 9,44 x 26,33 cm²
Âmbito: Interesse Geral
Corte: 1 de 2
Página 8
ID: 35904170
08-06-2011 | Tentações
Tiragem: 110900
Pág: 36
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 9,64 x 26,07 cm²
Âmbito: Interesse Geral
Corte: 2 de 2
Página 9
Concertos
ID: 35825007
03-06-2011 | Ípsilon
Pág: 37
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 28,57 x 36,65 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 1 de 3
MARINA GUERREIRO
A10
Tiragem: 48379
aMaumMedíocremmRazoávelmmmBommmmmMuito
mmmMuito BommmmmmExcelente
João Peste é o cantor-actor de um disco que o tempo confirmou como um dos mais modernos da música moderna portuguesa
Pop
Históricos, os
Pop Dell’Arte
Reeditado, “Free Pop” será
interpretado ao vivo na
íntegra pelos Pop Dell’Arte.
Um reencontro imperdível.
Mário Lopes
Pop Dell’Arte
Lisboa. MusicBox. R. Nova do Carvalho, 24. 5ª, 9, às
23h. Tel.: 213430107.
“Free Pop”, a estreia em longa
duração dos Pop Dell’Arte, anos 1987,
é um disco obrigatório em qualquer
discografia. Pela inventividade e pelo
arrojo, por não ser propriamente um
disco. Diríamos que é um manifesto.
Pela liberdade total, pela fuga às
convenções que aborrecem e
entontecem, pela possibilidade do
sonho como matéria viva e
transformadora, pela voz que se
ergue, mesmo no fim, para gritar:
“Se, um dia, os fascistas no poder se
transformarem em balas perdidas na
multidão, nós sairemos para a rua,
nós seremos mais fortes, nada nos
calará, nada nos derrubará. Eu juro!”
– e precisamos de ouvir isto hoje, tal
como o precisava de ouvir esse
Portugal de 1987 com a maioria de
Cavaco instalada no poder.
Pois é isso precisamente que
ouviremos na próxima quinta-feira,
dia 9, no Musicbox. Isso e tudo o
resto de “Free Pop”, que foi
reeditado no último Record Store
Day, a 16 de Abril, numa colaboração
entre a Ama Romanta e a loja de
discos Louie Louie de que resultou
uma remasterização a partir das fitas
originais e a adição de “Esborre” e
“Sonhos pop” como temas extra. No
Musicbox, interpretado pela
formação actual da banda,
ouviremos “Free Pop” na íntegra, de
“Berlioz” a “Juramento sem
bandeira”. Será essa a primeira parte
- que dizemos!: será essa “a” parte! de um concerto que, depois,
regressará ao presente de “Contra
Mundum”, editado em 2010.
“Free Pop” é o mais moderno dos
álbuns da música moderna
portuguesa, e isso é um feito perante
a concorrência de Mão Morta, Mler
Ife Dada ou GNR. Do fértil período do
pós-punk, nascera uma vontade de
procurar o novo, febrilmente e sem
amarras, surgira a consciência aguda
de que a cultura pop devia alargar-se
definitivamente a outras expressões e
abraçar todas as margens. Em
Portugal, os Pop Dell’Arte abraçaram
como poucos essa atitude.
Quando se diz que eram, neste
“Free Pop”, inclassificáveis não se
está a denunciar de forma cortês uma
salgalhada inconsequente, como
tantas vezes acontece com afectações
vanguardistas. Os Pop Dell’Arte de
“Free Pop” eram inclassificáveis
porque encantavam e colocavam
certezas em causa, porque não havia
verdadeiramente nada que se lhes
comparasse. Citavam T. Rex e David
Bowie, eram corrosivos e
encantatórios, dissonantes quando
queriam e poliglotas por feitio.
Mostravam têmpera de aventureiro
(Corto Maltese, pois então),
romantismo de poeta (“life is not a
crime”, como cantam em “Avanti
Marinaio”), iconoclastia punk (o
“chupa aqui” repetido de “Esborre”)
e curiosidade de artista transgressor
(uma gota de cola sobre um vinil e sai
um sample da “Sinfonia fantástica”
de Berlioz para abrir o álbum).
Em volta de João Peste, cantoractor desta encenação pop que
ambicionava mais do que a vida,
encontrávamos José Pedro Moura,
Luís San-Payo, Sapo, Rafael Toral,
Nuno Rebelo (o produtor do álbum)
ou o convidado Adolfo Luxúria
Canibal, convocado para acrescentar
irada urgência ao grito revolucionário
(não temamos a palavra) de
“Juramento sem bandeira”.
“Free Pop” é mais do que um
álbum obrigatório: é mesmo mais do
que um álbum.
um dos concertos mais aguardados
de 2011: o regresso a Lisboa da
Sinfónica de São Francisco, que
comemora este ano um século de
existência, coincidente com o
centenário da morte de Gustav
Mahler (1860-1911), um compositor de
eleição no percurso desta prestigiada
formação orquestral americana. A
actuação em Lisboa insere-se numa
digressão europeia de três semanas
que inclui concertos em Praga, Viena,
Bruxelas, Luxemburgo, Essen, Paris,
Barcelona e Madrid.
Com um currículo invejável e um
percurso ligado a maestros tão
importantes como Pierre Monteux,
Josep Krips ou Seiji Ozawa, a
Sinfónica de São Francisco será
dirigida no Coliseu dos Recreios pelo
seu actual titular, o carismático
Michael Tilson Thomas, contando
com a colaboração do Coro
Gulbenkian e de duas cantoras
notáveis: a soprano americana Laura
Claycomb e a meio-sopano sueca
Katarina Karnéus, na interpretação
da Sinfonia nº2, “Ressurreição”, de
Mahler, a primeira em que o
compositor usou a voz humana.
Karnéus deixou uma excelente
impressão quando actuou em
Portugal em 2009, na bela versão de
“A Canção da Terra”, de Mahler,
apresentada pela Orquestra
Metropolitana, sob a direcção de
Michael Zilm.
A Sinfónica de São Francisco foi a
primeira orquestra americana a
lançar uma etiqueta discográfica
própria. Na última década, Michael
Tilson Thomas e a orquestra
acumularam vários prémios Grammy
pelas gravações de obras de Mahler,
bem como outros sucessos
discográficos do repertório dos
séculos XIX e XX. Além da integral
das Sinfonias (incluindo o “Adagio”
da nº10, que ficou incompleta devido
à morte do compositor), o Projecto
Mahler contempla o registo da
“Canção da Terra” e as várias séries
de Lieder com orquestra em
interpretações que têm sido
largamente elogiadas pela crítica e
alcançado grande êxito de vendas.
Desde 1995 no cargo de maestro
titular, Tilson Thomas tem-se
Clássica
Duplo
centenário
A Sinfónica de São Francisco
comemora os 100 anos da
sua fundação, e da morte
de Mahler, no Coliseu dos
Recreios. Cristina Fernandes
San Francisco Symphony
Direcção Musical de Michael Tilson
Thomas. Com Laura Claycomb
(soprano), Katarina Karnéus
(soprano), Coro Gulbenkian.
Lisboa. Coliseu. R. Portas St. Antão, 96. 2ª, 6, às
21h. Tel.: 213240580. 20€ a 65€.
“Sinfonia nº 2, Ressurreição” de
Mahler.
A temporada Gulbenkian encerra na
próxima segunda-feira, dia 6, com
Michael Tilson
Thomas é titular
da orquestra
desde 1995
Página 10
03-06-2011 | Ípsilon
Concertos
ID: 35825007
Tiragem: 48379
Pág: 38
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 18,13 x 19,05 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 2 de 3
aMaumMedíocremmRazoávelmmmBommmmmMuito BommmmmmExcelente
Joe Lovano chega domingo ao Estoril Jazz
distinguido pelos seus programas
inovadores e pela promoção da
música de compositores americanos,
bem como pelo desenvolvimento de
inúmeros projectos educativos e de
envolvimento
to da comunidade. No
processo de formação de
novos públicos
cos tem
sabido tirar partido dos
actuais meios
os de
comunicação
ão e das novas
tecnologias através de
séries televisivas,
sivas,
projectos multimédia
ultimédia e
múltiplos recursos
cursos
na internet. Vale
a pena uma
visita ao site::
http://www..
sfsymphony.
org/.
O genial baterista
Chris Corsano
é uma das forças
dos Syracuse Ear
Jazz
Câmara
de e
ecos
No Maria
Mar Matos, uma
formação
formaç pós-rock que
resulta do encontro
de quatro
quat grandes
improvisadores.
Rodrigo
improvis
Amado
Ama
Sy
Syracuse
Ear
Co Margarida Garcia
Com
(guitarra),
Chris Corsano
(g
(
(bateria),
David Maranha
(órgão),
Manuel Mota
(
(guitarra).
(
Lisboa. Teatro Municipal Maria Matos
L
- Sala Principal. Av. Frei Miguel
C
Contreiras,
52. 4ª, 8, às 22h. Tel.:
218438801.
2
6€ a 12€.
N
Numa
altura em que se
multiplicam os projectos de
m
cada um dos seus membros – Chris
Corsano (bateria) não pára, tendo
acabado de editar com Joe McPhee,
Margarida Garcia (aqui em guitarra)
tem três novos registos que
documentam a sua prolífera estadia
em Nova Iorque, entre eles uma
colaboração no mais recente projecto
de Loren Connors, David Maranha
(órgão Hammond) prepara-se para
editar “A Fonte de Aretusa”, em duo
com Gabriel Ferrandini, e Manuel
Mota (guitarra) tem um novo álbum a
solo a sair –, os Syracuse Ear realizam
uma das suas raras aparições ao vivo
e dão continuidade à forte ligação já
desenvolvida entre Mota e o genial
baterista norte-americano.
Confirmando os princípios de risco e
desafio permanente que sempre
orientaram a actividade destes
músicos, os Syracuse Ear surgem
quarta-feira, dia 8, no Maria Matos,
em Lisboa, com o plano de uma
abordagem à estética rock – uma
abordagem que será certamente
aberta e imprevisível, ou não fossem
estes quatro dos mais fascinantes
improvisadores em actividade.
Página 11
ID: 35825007
03-06-2011 | Ípsilon
Tiragem: 48379
Pág: 33
País: Portugal
Cores: Cor
Period.: Semanal
Área: 5,97 x 8,69 cm²
Âmbito: Informação Geral
Corte: 3 de 3
Pop Dell’Arte
Um reencontro
histórico, imperdível,
com “Free Pop”.
Pág. 37
Página 12
A13
Syracuse Ear
Tipo Meio:
Internet
Meio:
Sapo Online - Cultura Sapo
Data Publicação:
06/06/2011
Online
URL:
http://cultura.sapo.pt/detalhe_evento.aspx?id=100765
Teatro Municipal Maria Matos
08-06-2011
22h00
Entrada: EUR 12,00 / EUR 6,00 (com desconto)
Reservas: 218438808
O projecto Syracuse Ear é formado por Margarida Garcia (guitarra), Chris Corsano (bateria), David
Maranha (órgão) e Manuel Mota (guitarra).
Página 13
A14
Free Jazz no Teatro Maria Matos com Syracuse Ear
Tipo Meio:
Internet
Meio:
Ponto Alternativo.pt
URL:
http://pontoalternativo.com/noticia/2011/06/02/free-jazz-no-teatro-maria-matos-comsyracuse-ear
Data Publicação:
02/06/2011
Antes do grande encontro de James Blackshaw e de Nancy Elizabeth no Teatro Maria Matos, já este
mês, a próxima cruzada musical da sala lisboeta será escrita (quase) apenas em português.
É que na próxima semana, na quarta-feira, dia 8, pelas 22 horas, sobem ao estrado da Sala Principal
do TMM os Syracuse Ear.
Margarida Garcia,David Maranha e Manuel Motajuntam-se, então, ao norte-americanoChris Corsano,
reputado baterista, para um verdadeiro mergulho pelos mares do free jazz e do rock. De recordar que
estes três portugueses, que colaboraram juntos anteriormente no projecto Curia, fazem parte do
estrelato da melhor música que se faz por cá, tendo nos seus currículos colaborações com, por
exemplo, Gabriel Ferrandini, Evan Parker ou Matt Valentine.
Os bilhetes já estão disponíveis na bilheteira online do teatro e custam 12EUR, passando esse valor a
6EUR para os beneficiários dos descontos habituais.
Página 14

Documentos relacionados