dor no peito

Сomentários

Transcrição

dor no peito
©
www.gugcom.com.br
/PR
Ano 5- Nº 48- JUNHO/2016
ESPORTE É
SAÚDE
página 02
Gastronomia
página 03
Movimento
focolares
página 04
Religião
página 05
Saber mais
página 06
Informativo
especial
página 07
União Kids
página 08
Há anos os dentistas estão empenhados em campanhas de escovação e demonstram a enorme importância de uma boa
higienização dos dentes sempre após as refeições. Uma boa escovação não é só questão de saúde bucal, mas de todo o
organismo. Doenças gengivais ou dentárias decorrentes da falta de limpeza podem prosseguir seu caminho e prejudicar os
órgãos do sistema digestivo. Lembre-se que a boca é a porta de entrada do corpo, portanto toda a sujeira acumulada vai
aos poucos indo para dentro.
Quem usa próteses removíveis (dentaduras e pontes) deve também tomar cuidado com a higienização e “escovação”
dos dentes - postiços é claro - e pelas mesmas razões de quem tem todos os dentes naturais. Porém, a limpeza de próteses
móveis não é igual à dos dentes. Assim como existem produtos de limpeza diferentes para cada tipo de superfície e material
como pisos, vidros, madeira, metal etc, também as próteses devem ser higienizadas com produtos adequados.
É muito comum que as pessoas limpem suas próteses com pasta de dentes. Mas, é necessário entender que uma
dentadura é 100% acrílica e uma ponte móvel é metade acrílica e metade metal e assim sendo não é correto limpar esses
tipos de materiais com a pasta. Por acaso, alguém lava os potes de plástico com creme dental em casa? As pastas dentárias
são desenvolvidas para limpar a superfície de esmalte que há nos dentes naturais. O esmalte é muito duro e resiste às
abrasões ou microgranulações que existem nos cremes, já o acrílico é bem mais sensível. Quem usa a pasta de dentes, aos
poucos arranha e desgasta a prótese tirando o brilho e criando porosidades por onde as bactérias gostam de se alojar.
Afinal, qual a melhor maneira de limpar uma dentadura ou uma ponte móvel? Vão aí dicas acessíveis, baratas e eficientes!
1-É fundamental sempre lavar a peça após as refeições;
2-Lave com uma escova de dente macia e use detergente de louça neutro (lembre que sua prótese é de “plástico”);
3-Se necessário use uma escova mais dura para limpar bem entre os dentes e entre os grampos de metal caso seja
uma ponte móvel;
4-Pelo menos uma vez por semana de uma geral deixando a peça por alguns minutos mergulhada na água com um
pouco de água sanitária, em seguida capricha com a escova e detergente;
5-Se você observar que mesmo com tanta higienização, na sua prótese aparece acúmulo de placa bacteriana (aquela
crosta amarelada e dura), de tempo em tempo leve-a ao seu dentista e peça a ele que encaminhe ao protético para
uma manutenção laboratorial (uma limpeza mais profunda com polimento).
Há em farmácias produtos de limpeza e pastilhas efervescentes que são bastante eficientes, porém o custo pode
desanimar. Escova, detergente, água sanitária e cuidado com a saúde bucal são aliados perfeitos e de custo baixíssimo para
que você tenha uma prótese sempre limpa e um sorriso brilhante.
TPD Ricardo Gomes -Protético
[email protected]
02
JUNHO/2016
www.espacooriental.com.br
[email protected]
MULTINEGÓCIOS ANTONIO
- Purificadores de água (vendas e manutenção).
- Produtos de limpeza / Perfumes e cosméticos (originais).
- Produtos Jequiti e carnês do Baú da Felicidade.
(42) 9914-4311 (Tim) (42) 8429-9676 (Oi)
O Grupo União Gospel Comunicações e o
Jornal Gazeta União não se responsabi lizam pela autenticidade dos anúncios
publicdaos, nem pela credibilidade dos
anunciantes e a qualidade dos produtos e
serviços por eles oferecidos, sendo todos
de única e exclusiva responsabilidade dos
anunciantes.
CNPJ: 13.571.927/0001-23
03
JUNHO/2016
​MACARONI COM QUEIJO
INGREDIENTES
•50 g de manteiga
•3 xícaras (chá) de massa curta tipo
espiral
•3 1/3 xícaras (chá) de leite (840 ml)
•2 ovos grandes
•2 xícaras (chá) de queijo prato
ralado grosso
•1 xícara (chá) de mussarela ralada
grosso
•Sal e pimenta-do-reino moída na
hora a gosto
•Páprica para polvilha
MODO DE PREPARO
Preaqueça o forno a 180°C (moderado). Unte com manteiga um refratário de 32 x 23 cm.
Em um caldeirão com água fervente temperada com sal, cozinhe a massa até ficar al dente.
Escorra e misture a manteiga, sacudindo a massa até que a manteiga derreta. Em uma tigela,
misture o leite com os ovos e tempere. Espalhe 1/ 3 da massa no refratário e distribua uma
porção de queijo. Repita a operação até terminar a massa e o queijo. Derrame a mistura de
leite e polvilhe páprica. Leve ao forno por 25 minutos ou até dourar a superfície. Retire do
forno e espere 10 minutos antes de servir.
O tomate é o fruto do tomateiro (Solanum lycopersicum; Solanaceae). De sua
família, fazem também parte as berinjelas, as pimentas e os pimentões, além de
algumas espécies não comestíveis. A palavra de tomate Português vem da palavra
castelhano, tomate, Nahuatl derivada
(língua asteca) palavra, tomat. Ele apareceu pela primeira vez na imprensa em
1595. As espécies são originárias das Américas Central e do Sul; sua utilização
como alimentos teve origem no México, espalhando-se por todo o mundo depois da
colonização das Américas pelos europeus.
Suas muitas variedades são agora amplamente cultivadas, às vezes em estufas
em climas mais frios. As plantas crescem tipicamente de 1-3 metros de altura e
desenvolvendo hastes fracas que se estendem sobre o chão ou trepam em outras
plantas. É uma planta perene no seu habitat nativo, embora seja muitas vezes
cultivada em climas temperados como anual. Um tomate comum médio pesa cerca
de 100 gramas.
Os maias e outros povos da região utilizada para consumo, e foi cultivado no
sul do México, e provavelmente em outras áreas ao século XVI. Entre as crenças
das pessoas que testemunharam a ingestão de sementes de tomate que foram
abençoados com poderes de adivinhação. O grande, tomate irregular, uma mutação
de um mais suave, frutos menores, originou e foi incentivado na Mesoamérica.
Somente no século XIX é que o tomate passou a ser consumido e cultivado em
escala cada vez Junhor, inicialmente na Itália, depois na França e na Espanha,
ganhando popularidade depois que os povos do sul da Europa declinaram sobre
aquela suspeita, tornando-o um dos principais ingredientes da culinária mediterrânea.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tomate
04
JUNHO/2016
www.centrochiaralubich.org/pt
www.focolares.org.br
[email protected]
05
JUNHO/2016
O QUE VOCÊ ESTÁ CAVANDO?
O VERSÍCULO QUE ESTÁ NA BÍBLIA SAGRADA NO LIVRO DO PROFETA JEREMIAS, NO CAPÍTULO 2:13 “O meu povo comete dois erros, eles me abandonaram,
a mim, a fonte de água viva; e cavaram a sua próprias cisternas, cisternas rotas (rachadas) que não retém água”
TRAZ-NOS UMA REVELAÇÃO SOBRE A PREOCUPAÇÃO DE DEUS COM O HOMEM E UM ALERTA PARA TODOS SOBRE NOSSO FUTURO.
O próprio Deus através do profeta nos faz um alerta sobre erros que cometemos ao longo de nossas vidas, e que com absoluta certeza no momento final
de nossas vidas nos trará um arrependimento extremamente amargo e tardio.
O primeiro erro está no abandono ou distanciamento do Pai Celestial, e que acontece de uma forma tão natural e sutil que poucos percebem; pelo
envolvimento das coisas do mundo, do dia a dia da vida com sua agitação, pressão, cobranças, trabalho, família, busca pelo status social, reconhecimento,
fortuna, de tudo que o mundo nos oferece materialmente. Até na vida espiritual muitas pessoas são
levadas a outros caminhos que não são os de Deus na ânsia de alcançar a paz, o descanso, consolo, um
caminho para solução de seus problemas e preenchimento do vazio que toma conta do ser humano e
não sabe por que.
Através de seitas, religiões, aprofundamento nos estudos com especializações, mestrados, pósgraduações, títulos e diplomas, exercícios mentais, corporais, filosofias novas e ancestrais. A medida
que o ser humano procura todas essas coisas vai se afastando de Deus. Durante essa procura pode
se tornar um verdadeiro idólatra, passando a ter um “deus” que é seu próprio ego ou fazendo de sua
profissão, de um filho, carros, carreira, dinheiro, poder político um ídolo em sua vida e tornando-se
cada vez afastado do Deus Vivo aquele que é a “Fonte das Águas Vivas”.
Se você não armazena a água viva, sua sede não passará nunca.
O segundo erro é cavar cisternas rotas, ou seja, rachadas. Quando se cava uma cisterna é para que
possamos armazenar algo, esse alvo seria a água viva que vem direto de Deus. Ora, se estamos cavando
cisternas que não conseguem armazenar nada, não conseguem reter a água viva que falamos, ao final
nada nos restará dentro da cisterna. Mas quando cavamos cisternas rotas/rachadas?
Quando utilizamos nossos dons, nosso tempo, nossa atenção nas coisas que nos cercam nesse mundo.
Quando acumulamos bens, amizades que não edificam, quando colocamos nosso coração em primeiro
lugar na busca das riquezas, do crescimento profissional, quando investimentos tudo, por exemplo,
na formação de um filho deixando as coisa de Deus em segundo lugar estamos cavando uma cisterna
rota/rachada, pois ao final da vida, quando estivermos ao lado de nossa cisterna o Senhor Jesus nos
perguntará; “que tipo de cisterna você cavou meu filho? E nessa cisterna acumulou tesouros terrenos
que se dissolvem ou tesouros do céu que são eternos?”
TOMEMOS CUIDADO COM O TIPO DE CISTERNA QUE ESTAMOS CAVANDO E QUE TIPO DE TESOURO
ESTÁ GUARDANDO. CISTERNA BOA É A QUE RETÉM AS COISAS DE DEUS. AS DEMAIS TODAS PASSARÃO,
Igreja Batista Independente
CARROS, CASAS, FILHOS, DIPLOMAS, DINHEIRO, PODER, INCLUSIVE NÓS. SOBRARÁ APENAS O QUE
CONSEGUIMOS RETER EM NOSSA CISTERNA, O QUE FOR ETERNO.
R: Generoso Martins de Araújo, 891 - Nova Rússia
Profetizando uma
Nova Geração
Não Deixe de Participar!
20H
Ronaldo Lucas
Igreja Cristã Presbiteriana - Líder de Célula
"GRANDE CELEBRAÇÃO
DIA 11 DE JULHO"
Uma Benção Espera por Você!
Concentrações de Fé
Domingo 9:00h Manhã com Deus
19:00h- Culto da Família
Terça-Feira- 20:00h - Poder e Oração
Quarta-Feira 15:00h - Tarde da Benção
Quinta-Feira 20:00h- Corrente do Sangue de Jesus
Pastor EZEQUIEL BUENO 22° IEQ
Câmara Municipal de Ponta Grossa – Vereador Gabinete n°1
(42) 3220-7150
www.pastorezequiel.com.br
Av. Antônio Rodrigues Teixeira J., 877
Jardim Carvalho, Ponta Grossa/PR.
Telefone: (42) 3225-5590
JUNHO/2016
DOR NO PEITO
PARTE 1
“Minha alma quer sair para o infinito ou a alma do mundo quer entrar
em meu coração?” (Tagore)
Quando devemos nos preocupar com a “dor no peito”? Esta pergunta é o
que mais assombra as pessoas no mundo moderno, e com razão. Segundo
a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a
Junhor causa de morte em todo mundo, correspondendo a mais de 30% das
causas de óbito no ano, inclusive no Brasil.
Entretanto, nem toda dor no peito é doença cardíaca, há outros transtornos que também apresentam este mesmo sintoma e podem confundir
as pessoas; mas vale lembrar que a investigação adequada sempre será o
melhor caminho para dirimir as dúvidas. As dores musculares, ósseas da
caixa torácica e também coluna, as vezes manifestam-se como dor no peito.
Alterações respiratórias, asma, bronquite crônica, pneumonia, traqueobronquites, tosses acentuadas, também podem apresentar dor precordial.
Doenças estomacais, gastrites, esofagites, refluxo gastro-esofágico também; a simples pressão alta, estresse, fibromialgia, depressão, também podem gerar o sintoma de dor no peito. Ou seja, várias patologias podem
acometer o precórdio com o sintoma da dor, mas e daí? Então com certeza
não é coração? Com certeza não é bem assim.
Dr. Robinson Bertoncini
CRM 17.369
Instituto de Cirurgia do Coração
Av. Francisco Ribas, 1628, Orfãs - Ponta Grossa PR
JUNHO/2016
Existe muita polêmica sobre o nascimento da urna eletrônica, já
que, desde a década de 1980, durante o regime militar, ocorreram no
Brasil diversos estudos sobre a realização de eleições informatizadas.
Entretanto, a ideia de urnas eletrônicas firmou-se a partir de pesquisas
realizadas pela Justiça Eleitoral para tornar mais fácil o processo de
votação e apuração nas eleições. Foi no final da década de 1980 que
surgiu a ideia de conceber uma máquina de votar de gravação eletrônica
direta do voto - modelo chamado de Direct Recording Electronic (DRE)
- para ser utilizada nos pleitos eleitorais brasileiros.
Uma ideia consolidada no ano de 1990 e implementada no ano
seguinte com a construção da primeira urna eletrônica DRE brasileira,
e com o primeiro pleito oficial utilizando voto eletrônico no Brasil,
um plebiscito numa pequena cidade de Santa Catarina. A partir de
1996, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou a implantação do voto
eletrônico no país utilizando a urna eletrônica, integrada a um sistema
informatizado. Desde então, o TSE vem aprimorando esta tecnologia,
sendo que em 2008 implantou a urna eletrônica com reconhecimento
biométrico das digitais do eleitor.
Em 1985, houve a implantação de um cadastro eleitoral
informatizado pelo TSE, enquanto a urna eletrônica como se concebe
hoje só foi desenvolvida em 1995, e utilizada pela primeira vez nas
eleições municipais do ano seguinte. Porém foi em 1989, na cidade
de Brusque, Santa Catarina, onde o juiz Carlos Prudêncio realizou a
primeira experiência de votação informatizada.
Em 1996, foi realizado o depósito do Pedido de Patente de Invenção
da Urna Eletrônica no INPI, pelo engenheiro Carlos Rocha da OMNITECH
e da Samurai. Em 1997, surgiu o modelo atual da Urna Eletrônica,
modelo UE 2000, um aperfeiçoamento da urna original realizado pela
OMNITECH, que o Ministério da Ciência e Tecnologia reconheceu que
atende à condição de bem com tecnologia desenvolvida no País, através
da Portaria Nº 413, de 27 de outubro 1997.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Urna_eletrônica_brasileira
07
08
JUNHO/2016
PATROCINADOR

Documentos relacionados