Eras Geológicas e Evolução

Сomentários

Transcrição

Eras Geológicas e Evolução
Evolução - Tabela de tempo geológico
A história da Terra e da vida
Período
Duração
Comentário
(milhões de anos)
CÓSMICO
15000/20000-5000
Solar
Archeano
Proterozóico
Big Bang, síntese nuclear, reciclagem estelar
5000-4600 Formação do sistema solar, formação de planetas bombardeados por planetóides, atmosfera
original da Terra “golpeada”, algumas vezes, por ventos solares
3900-3600 Origem da vida
3500 Fósseis de cianobactérias fotossintetizantes
2500-570 Oxigenação gradual da atmosfera
Paleopoterozóico
2500-1600 Origem dos eucariotos, do sexo
Mesoproterozóico
1600-1000 Radiação adaptativa de protistas
Neoproterozóico
FANEROZÓICO
Paleozóico
Cambriano
Ordoviciano
Siluriano
Devoniano
Carbonífero
Permiano
Mesozóico
Triássico
1000-570 Origem de multicelularidade
Algas e esponjas, cnidários e vermes
570-0
570-250
570-510 Moluscos fósseis (anfineuras, gastrópodes, cefalópodes), anelídios (poliqueta), artrópodes
(trilobitas e quilicerados), braquiópodes, equinodermas
510-438 Moluscos fósseis agora incluindo escafópodes e bivalves, nautilóides, grande radiação dos amonites
e artrópodes quelicerados, aparecimento de briozoários, aparecimento de todas as classes
modernas de equinodermas (estrela do mar, ouriços, pepinos, lírios, estrelas frágeis), primeiros
vertebrados agnados (Agnatha), primeiras plantas com esporos. Invasão da Terra. No final, 22%
de famílias desapareceram devido a uma extinção em massa difusa
438-410 Aparecimento de fungos ascomicetos, de escorpiões, radiação de peixes sem mandíbulas. Primeiros
megafósseis de plantas terrestres: musgos. Parentes aquáticos próximos: Charophyceae (grupo de
algas verdes de água doce). Primeiros artrópodes comedores de esporos.
410-355 Primeiras florestas indicadas pelos solos enraizados. Radiação do grupo das primeiras plantas
vasculares. Aparecimento de musgos, samambaias, lulas, miriápodes, insetos, carrapatos, peixes
mandibulados, peixes pulmonados, primeiros vertebrados tetrápodas – um anfíbio (Ichthyostega),
origem de insetos voadores.
355-290 Primeiros solos modernos, vermes terrestres, origem das primeiras plantas com sementes,
harvestmen (opiliões), libélulas, ortópteros, répteis. Primeiros insetos comedores de pólen
290-250 Aparecimento de cicadáceas, nova radiação de amonites. Início da coevolução de Plantaspolinizadores. No final os trilobitas desapareceram , acompanhados de 83% de todos os gêneros de
invertebrados marinhos (52% das famílias e 96% de todas as espécies), na maior extinção em
massa; terminando em um único megacontinente (Pangea), e um único oceano (Pantalassa)
250-65
250-205 Radiação de gimnosperma: primeiros pinheiros, podocarpáceas, araucárias; radiação de odonatas e
ortópteros, primeiros fósseis de peixes teleósteos, crocodilos, mamíferos. Primeiros dinossauros.
Outra radiação de amonites. Primeiros fósseis de répteis voadores (pterossauros).
No final,
Evolução - Tabela de tempo geológico
Continuação da Tabela
Período
Duração
Comentário
(milhões de anos)
continuação...
Jurássico
Cretáceo
Cenozóico
Paleogene
Paleocene
Eoceno
Oligoceno
Neogene
Mioceno
Plioceno
Quaternário
Pleistoceno
Holoceno
extinção em massa, 20% das famílias de invertebrados marinhos desapareceram, incluindo alguns
bibalves, cefalópodes, gastrópodes, braquiópodes, esponjas, répteis marinhos. Cronologias
controversas. Mecanismos indefinidos
205-135 Primeiros Teíxos (coníferas), polvos, crustáceos decápodes, diptera, himenoptera, lepidoptera,
tubarão, arraias, rãs, salamandras, pássaros. Radiação de teleósteos. Novamente, outra radiação de
amonites. Radiação de “répteis”, dentre os quais os dinossauros. Vertebrados homeotérmicos
(pássaros, dinossauros). Tartarugas. Origem de insetos polinizadores modernos, intensificação de
coevolução planta-polinizador.
135-65 Angiospermas irradiaram às custas de pteridófitas e cicadáceas; coníferas persistiram até cerca da
metade do período, Primeiros fósseis de nozes, termitas, vespas, avelhas, lagartos, cobras,
mergulhões, marsupiais. No final, extinção em massa: dinossaros e amonites desapareceram.
Diminutos fetos de alfazema, depósitos de fuligem (carvão), formação de quartzo, iridium spike.
Mecanismo: impacto de meteorito, intenso vulcanismo, ou ambos
65-0
65-23
65-53 Primeiros fósseis de rhododendrons, grama, bordo, salgueiros, garças, falcões, anhingas, avocets,
papagaios, pombas, mamíferos pacentários: lagomorfos, baleias, roedores, mosquitos
53-37 Primeiros fósseis de faias (fagácea), Olmoeirs, casuares, tilias, primatas, ungulados, canídeos,
proboscídeos, morcegos (mamíferos voadores). Tendência a aridez
37-23 Origem de pastagens, radiação adicional de mamíferos
23-1,6
23-5,3 Cavalos com dentes processadores de grama, todas as subfamílias de pastadores
5,3-1,6 Primeiros fósseis de hominídeos (Australopthecus), primeiro fóssil de orquídeas, hominídeos
bípedes 4 mi no leste africano
1,6-0 (ocorrência de repetidas glaciações)
1,6-0,01 Homo erectus na África e na Ásia (1,5), Homo sapiens (0,3), Homo neanderthalensis (0,1);
sepultamentos bastante difundidos (0,09-0,04), linguagem (0,06?), pinturas rupestres em cavernas,
esculturas, decoração (0,03). No Paleolítico superior europeu, 50% dos indivíduos sobreviviam até
21 anos, e 12% até 40 anos
0,01-0 Final da glaciação de Wisconsin, domesticação de vacas, cabras, ovelhas, cavalos; origem da
agricultura, escrita
De IUGS (1989), Briggs and Crowther (1990), Benton (1993), Kenrick and Crane (1997), Labanderia (1998 a,b)
(Traduzido de Stearns & Hoekstra, 2000)