Jornal do Sintaema

Сomentários

Transcrição

Jornal do Sintaema
Sabesp Lins:
Mulheres:
Mulheres debatem políticas
públicas em Atibaia
Trabalhadores exigem
contratação já!
Leia na página 4
Leia na página 3
Jornal do
Sintaema
O SINTAEMA É FILIADO À
SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO
Gestão Juntos na Luta 2015 / 2019
www.sintaemasp.org.br
Ano: 28 - nº 833 - 19 de fevereiro a 18 de março de 2016
TRABALHADORES DA FUNDAÇÃO FLORESTAL
APROVAM ESTADO DE GREVE
Pág. 2
Ato em apoio ao ex-presidente Lula em SP
Leia na Pág. 4
Curta nossa Página no Facebook: www.facebook.com/sintaemasp
Jornal do Sintaema
Fundação
Florestal
Sem reajuste desde 2015, trabalhadores aprovam estado de greve
Em assembleia no
dia 2 de fevereiro
os trabalhadores da
Fundação Florestal
aprovaram o estado de
greve, manifestações
nas unidades de
conservação, na
Secretaria de Meio
Ambiente e nos
conselhos municipais
dos parques
Os companheiros e companheiras da Fundação já não
aguentam mais tanto descaso.
A discussão da campanha salarial começou em maio de 2015
com todo o trâmite de assembleias, entrega de pauta e reuni-
ões junto à direção da Fundação,
além de audiências com a Secretária de Meio Ambiente e gestões
junto a parlamentares.
Foram feitos protestos com
faixas, entrega de panfletos e matérias no jornal, porém não houve
sucesso, e para indignação dos
trabalhadores foi emitido um comunicado da direção executiva
informando que não haverá reajuste, no dia 27 de janeiro.
Frente esse quadro absurdo
vamos intensificar a luta. No dia
2 de março uma nova assembleia
avaliará o andamento das manifestações e encaminhará ações.
É um absurdo o tratamento
que esse governo dispensa às
pessoas que cuidam do meio ambiente em nosso Estado.
Repercussão
Os protestos dos trabalhadores
da Fundação Florestal tiveram
repercussão no Jornal Tribuna de
Santos e Portal G1.
Veja mais em nosso site:
www.sintaemasp.org.br
Protesto em Itariru - Pedro de Toledo
Protesto no Horto Florestal em Campos do Jordão
Trabalhadores da Fundação Florestal, estamos juntos na luta!
Protesto em Cubatão
Editorial
Caros companheiros e companheiras, estamos iniciando mais
um ano, e com ele, os desafios
que sempre se apresentam a nossa categoria: a reposição salarial,
a manutenção dos acordos coletivos e a manutenção do emprego.
No último ano, mesmo diante da crise hídrica que assolou o
Estado conseguimos bons acordos, e participamos ativamente da
discussão levando sempre nosso
ponto de vista em defesa do fortalecimento das empresas públicas
e dos trabalhadores que são os
mais afetados e que contribuíram
para superar o momento de crise
que foi amenizado, porém ainda
não está totalmente superado.
Muitas foram as lutas e 2016
promete: o governo estadual acaba de anunciar cortes de gastos
Protesto em Itutinga - Pilões
2016 promete!
substanciais em várias áreas, inclusive na do saneamento e recursos hídricos, o que aprofunda a
crise econômica e impacta na vida
dos trabalhadores das empresas
públicas e fundações, como a
proibição do reajuste salarial aos
trabalhadores da Fundação Florestal, que cuidam com profissionalismo e esmero da fauna e flora
de nossos parques estaduais.
O governo não valoriza esses
trabalhadores.
Lutaremos com todas as forças e unidade em defesa de nossos direitos, os trabalhadores não
podem pagar pela crise que vivenciamos.
No âmbito nacional a luta política continua, precisamos combater o conservadorismo que tenta
impor uma agenda negativa para
2
os trabalhadores atacando nossos direitos.
O país precisa retomar o rumo
do crescimento econômico com
desenvolvimento e distribuição de
renda e voltar a gerar empregos,
não com projetos como o PLS
555, que, em suma, escancara
a portas para a privatização das
estatais. O projeto seria votado
no último dia 16, mas a votação
foi adiada para o próximo dia 23.
Entidades sindicais foram impedidas de acompanhar a votação,
porém fizeram pressão contra e
continuarão tentando barrar o projeto privatista.
O Sintaema conhece a capacidade de nossos trabalhadores em
lutar e resistir, e contamos com
essa combatividade tão pertinente da categoria para juntos alcan-
çar os objetivos. Que venha 2016,
acreditamos em você, trabalhador! Estamos juntos na luta, hoje
e sempre!
19 de fevereiro a 18 de março de 2016 - Acesse: www.sintaemasp.org.br
Forte abraço!
Rene Vicente
Presidente do Sintaema.
Siga nosso perfil no Twitter: twitter.com/sintaema
Jornal do Sintaema
Sabesprev
Mesmo sob protestos, Sabesprev aprova continuidade da coparticipação
Conselheiros eleitos
votaram contra a
coparticipação, mas
demais membros do
conselho votaram a
favor, e no empate
a empresa deu o
voto de minerva
No dia 29 de janeiro o Sintaema realizou mais um ato em
frente à Sabesprev com o objetivo
de sensibilizar a direção para que
não aprovasse a continuidade da
coparticipação em exames, consultas e terapias.
Nesse mesmo dia houve a
reunião do Conselho Deliberativo,
na qual os conselheiros eleitos foram veementemente contra a continuidade das medidas.
Porém, os demais conselheiros votaram a favor, e a Sabesp,
que tem o voto de minerva, bateu
o martelo a favor.
A alegação para a continuidade é de a de que as medidas
restritivas implantadas a partir de
setembro de 2015 ainda não conseguiram equilibrar as finanças,
apesar de terem contribuído para
diminuir as diferenças entre receitas e despesas.
Cenário indefinido
Confira como ficou a coparticipação a partir de 1º de março próximo:
-Consultas em pronto-socorro: 30% a partir da 3ª consulta por beneficiário;
-Consultas em consultório: 30% a partir da 3ª consulta por beneficiário;
-Terapias: 20% desde a 1ª sessão de fisioterapia, fonoaudiologia, psicoterapia, acupuntura,
terapia ocupacional e nutrição;
-Exames: 20% desde o 1º exame, obedecendo a cobrança máxima por exame de R$ 121,85,
limitado ao valor de R$ 242,00 por beneficiário por mês.
Os atendimentos nos hospitais Sírio Libanês, São Luiz e São Camilo continuam restritos aos
emergenciais. O Laboratório Fleury continua sem atender o plano pleno.
A reunião que haveria em
janeiro entre a comissão das
entidades que acompanha e
discute as mudanças implantadas foi cancelada devido a
troca na direção da Sabesprev.
O Sintaema está preocupado, visto que teremos de
aguardar o desenrolar deste
novo cenário para dar encaminhamentos.
Não desistiremos, estamos
atentos para continuar a luta
em prol dos participantes e assistidos da Sabesprev.
Estamos juntos!
Informe sobre a Sabesprev Previdência:
No dia 16 de fevereiro a Juíza da 8ª vara da Fazenda Pública deu a sentença que suspende a liminar obtida pelo Sintaema que impedia a migração dos participantes do plano BD
da Sabesprev para o plano Sabesprev Mais. Essa liminar fazia parte do processo no qual o Sintaema e demais entidades representativas dos trabalhadores ingressaram contestando
o déficit do plano previdenciário, e havia sido concedida para que a Justiça apurasse se de fato os trabalhadores teriam ou não que pagar metade do déficit, já que em nosso entendimento quem deveria pagar na totalidade seria a Sabesp.
Diante desse novo fato, o Sintaema entrou em contato com a empresa com o objetivo de encontrar a melhor solução para os trabalhadores.
Temos que aguardar a publicação da sentença no Diário Oficial para que a empresa possa se manifestar oficialmente sobre a decisão.
Fiquem atentos, assim que tivermos mais informações divulgaremos quais serão os próximos passos.
Sabesp
Lins - Contratação já!
Parabéns pela ineficiência!
Por conta de uma obra do grupo São Lourenço que está há
tempos interditando a entrada da portaria da Sabesp de
Carapicuíba o Sintaema protestou no local.
Em toda a Sabesp se faz necessária a contratação de trabalhadores, e o Sintaema vem questionando a empresa sobre esse
assunto, visto que muitos que
passaram no concurso público
aguardam ser chamados sem ter
qualquer previsão para isso.
Nesse sentido, representantes
do Sintaema no Interior, em especial em Lins, estiveram expondo a
situação ao prefeito do município,
Edgar de Souza, no dia 19 de fevereiro. Assim como em muitos
locais na Sabesp, em Lins não é
diferente, os trabalhadores estão
sobrecarregados, no limite, tendo
que se desdobrar para cumprir
com todas as tarefas.
O prefeito de Lins foi sensível
e solícito ao pleito do Sintaema,
entendendo perfeitamente a situação e de imediato se prontificou
a entrar em contato com o superintendente da Sabesp do Interior
para tratar da questão.
Na mesma linha, o Sintaema
foi recebido pelo vereador de Lins
Geraldo Correia (PT), que também fará gestões junto ao supe-
3
rintendente, inclusive vai enviar
ofício pedindo uma posição sobre
as contratações.
O Sintaema, que defende o
concurso público, continuará cobrando da direção da Sabesp a
efetiva contratação dos concursados. A empresa está com o quadro defasado e os companheiros
e companheiras que lá estão ficam demasiadamente sobrecarregados, o que prejudica a todos.
Por isso essa luta não cessará enquanto o quadro não normalizar.
Contratação já! Estamos juntos!
A obra está causando muitos
transtornos aos companheiros e
também aos moradores, visto que
já é a segunda vez que a portaria
está interditada pela obra e os trabalhadores têm que entrar para o
Polo de Carapicuíba por Barueri.
E este acesso também está precário!
Vamos continuar cobrando
agilidade no término da obra.
Chega de transtornos!
Vitória do trabalhador!
Graças a uma ação movida pelo jurídico do Sintaema, o trabalhador Vitor Claudio de Oliveira, da SabespETE Suzano foi reintegrado à empresa.
A Sabesp demitiu o companheiro em março de 2015
alegando uma reestruturação, porém isso não foi comprovado, e a sentença foi favorável ao trabalhador.
Parabéns! Juntos na luta!
19 de fevereiro a 18 de março de 2016 - Acesse: www.sintaemasp.org.br
Faça seu cadastro no Whatsapp 98313- 2263: Salve nosso nº e envie seus dados
Jornal do Sintaema
CETESB
Horas extras
Políticas públicas para as mulheres
A polêmica sobre o Banco de Horas:
Vamos dialogar com os trabalhadores
Diante das dificuldades financeiras que o governo do Estado de São
Paulo está atravessando, o que também afeta a Cetesb, a Companhia
informou aos sindicatos que estava estudando a possibilidade de implantar o banco de horas, porém deveria ter a anuência da categoria
para tanto, já que assim exige a legislação trabalhista.
O Sintaema, de forma democrática e visando ouvir todos os trabalhadores sobre este polêmico assunto e mesmo sendo, por questão de
princípios sindicais, contra a existência de banco de horas, visto que
prefere que tenha oportunidade de emprego para mais trabalhadores,
não poderia fechar os olhos e se furtar de dialogar com a categoria.
Diante disso o Sintaema já realizou algumas reuniões setoriais para
tratar do referido assunto, e antes da realização do plebiscito que e empresa vai realizar continuará conversando com os trabalhadores.
A intenção do Sintaema é fazer parte do debate e dar oportunidade
de dialogar com os companheiros e companheiras da Cetesb para juntos buscar uma solução para essa delicada questão apresentada.
Esperamos a participação de todos e estamos à disposição para
eventuais esclarecimentos.
Juntos na luta!
Política
O Sintaema esteve presente no ato que reuniu centenas
de manifestantes em apoio ao
ex-presidente Lula no dia 17 de
fevereiro em frente ao Fórum da
Barra Funda.
Lula e dona Marisa Letícia
prestariam declarações sobre o
apartamento tríplex, no Condomínio Solaris, no Guarujá. Mas o
O Sintaema esteve presente na 4ª Conferência Estadual de Políticas Públicas
para as Mulheres em Atibaia,
nos dias 15 e 16 de fevereiro,
evento promovido pela Coor-
denação Estadual de Políticas
para a Mulher e pelo Conselho
Estadual da Condição Feminina.
Com delegações de conselheiras estaduais e de 103
municípios do Estado, o tema
foi “Mais direitos, participação
e poder para as mulheres”,
abordando, entre outros, a
contribuição dos conselhos
dos direitos da mulher e dos
movimentos feministas e de
mulheres para a efetivação da
igualdade de direitos.
O debate foi amplo e visou
como objetivos promover e
garantir a participação das mulheres na formulação de políticas, estimular a criação e fortalecimento de organizações de
mulheres e propor as diretrizes
que irão nortear a elaboração
do 1º Plano Estadual de Políticas para as Mulheres.
O Sintaema, como defensor da igualdade de direitos
das mulheres, não poderia
estar de fora desse evento
de suma importância para as
companheiras.
Juntas na luta!
Sintaema presente no ato em apoio ao ex-presidente Lula na Barra Funda
depoimento foi suspenso por uma
decisão do Conselho Nacional
do Ministério Público em atendimento a uma representação do
deputado federal Paulo Teixeira
(PT-SP). O parlamentar acusa o
promotor Cássio Cesarino de ter
feito um prejulgamento de sua decisão, ao dar entrevista a uma revista de circulação nacional, antes
de ouvir os depoimentos.
Mesmo com a suspensão do
depoimento centenas de manifestantes se reuniram em frente ao
Fórum em São Paulo para prestar
solidariedade ao ex-presidente.
O ato seguia pacífico, até que
um pequeno grupo passou a lançar provocações e agressões aos
manifestantes, tentando inclusive
inflar o boneco com a imagem do
ex-presidente.
Organizada pela Frente Brasil
Popular (que reúne mais de 60 entidades dos movimentos sindical e
social, além de forças políticas do
PCdoB, PT e PDT), a atividade
reuniu também manifestantes de
outros estados, como Mato Grosso e Rio de Janeiro.
Os manifestantes pró e contra
Lula foram separados por grades
e por policiais militares. Em maior
número os militantes dos movimentos sociais e sindical usaram
um carro de som para fazer críticas às investigações contra o ex-presidente e à atuação dos meios
de comunicação.
“Convocamos esse ato em
defesa do ex-presidente Lula que
está sendo acusado injustamente.
O grande crime que ele cometeu
foi tirar 50 milhões de pessoas da
linha pobreza, criar o programa
Minha Casa Minha Vida, o Universidade para todos. Isso a burguesia não aceita. Aqueles que
não concordam com a derrota
nas urnas, tentam agora impedir
que o presidente volte em 2018,
Presidente: Rene Vicente dos Santos – Diretor de Comunicação: José Antonio Faggian
Jornalista responsável: Adriana Chainho MTB: 24.298 - Projeto gráfico e diagramação: Zyon Arte Visual e Web
Sede do Sintaema: Av. Tiradentes, 1323 – Ponte Pequena – CEP 01102-050
Fone: 3329.2500 - www.sintaemasp.org.br - Email: [email protected]
Tiragem: 13.500 exemplares
4
19 de fevereiro a 18 de março de 2016 - Acesse: www.sintaemasp.org.br
para continuar dar continuidade
ao avanço iniciado em 2002, que
tirou o Brasil do patamar de lama.
Queremos garantir esse avanço
e vamos continuar nas ruas em
defesa do país, da democracia e
do projeto que defendemos para
o Brasil”, ressaltou Onofre Gonçalves, presidente da CTB São
Paulo.
Fonte: Portal CTB