Baixe aqui a versão em PDF - Centro Espírita Bezerra de Menezes

Сomentários

Transcrição

Baixe aqui a versão em PDF - Centro Espírita Bezerra de Menezes
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
Rua Maia de Lacerda 155 — Estácio —RJ - CEP: 20250-001 - Tel. (21) 2273-9398 Ano 54- Nº 658 — SETEMBRO/ 2012
SÚPLICA DE AMOR
Tu, que nos convidaste para o banquete da Boa Nova, embora
não dispuséssemos da túnica nupcial, aceitamos a invitação, e aqui
estamos.
Tu, que nos convidaste para trabalhar na Tua vinha, embora não
tivéssemos condições hábeis para o bom serviço, e assim mesmo
nos aceitaste.
Tu, que nos foste buscar perdidos no abismo, depois que tresmalhamos do Teu rebanho e a ele retornamos.
Tu, sublime amigo dos desventurados, que nunca Te cansaste
de chamar-nos ao seio da Tua misericórdia, em nome de Deus, e
sempre acompanhas o nosso sucesso dominado pela compaixão,
novamente abres os Teus braços, para que repousemos no Teu
regaço.
Aqui chegamos em nosso centenário. É um momento de
profunda reflexão, de íntima sensação de bem estar, mas de
consciência da necessidade de continuarmos, sempre, pois
a dinâmica de uma Casa Espírita não permite a acomodação, o descanso.
O Centro Espírita Bezerra de Menezes, nasceu em um
período onde os postulados de Kardec ainda estavam imersos no caudal da intolerância, confundidos com práticas
estranhas e relegados ao nível de crendices ignorantes. Era
uma época de ajustes internos dentro da própria doutrina, a
repetirem as mesmas situações que viveu o cristianismo, em
seus primórdios.
O chamado de Bezerra para que Emygdio da Graça fundasse uma Casa Espírita, tinha a esperança de que núcleos
sérios mostrassem a verdadeira dimensão da doutrina de
Kardec, essa foi a ideia que norteou os fundadores e se
mantém até hoje, na sequência de uma linha que privilegia a
absoluta fidelidade aos princípios kardequianos e isto se
manteve, mesmo nos períodos difíceis em que éramos
proibidos até de nos reunirmos, em nome de uma pretensa
segurança do Estado.
Jesus! Temos sede de paz.
Anelamos pelo encontro com a saúde integral que somente existe no Teu afável coração.
Permite que, deste conúbio em que desces até nós, e nos mimetizas com as Tuas energias santas, possamos representar-Te em
qualquer lugar por onde deambulemos, dizendo a todos que somos
Não são fáceis os vieses de nossa história, mas são graos Teus discípulos, fracamente fiéis, carregando o madeiro das
tificantes os ângulos que temos dessa visão secular de
próprias aflições.
trabalho, de amor, de perseverança na trilha do amor aos
Jesus, Tu que nos amas, ajuda-nos a aprender a amar, de tal
semelhantes... Aqui estamos burilando nossa natureza
forma que a Tua presença em nós anule a dominação arbitrária das
menor, vivendo na dor do semelhante o lenitivo para nossas
nossas paixões, e sejas Tu a dominar-nos interiormente, como um
próprias dores, dia a dia superando os defeitos de nossa
dia penetraste no Teu discípulo, o cantor das gentes, por intermédio
natureza humana, para melhor entendermos a de nossos
de quem passaste a cantar a Tua mensagem.
irmãos que nos procuram.
Segue conosco Senhor, e ajuda-nos a conquistar o nosso mundo do
interior para que o Teu reino se estabeleça em nós, e se prolongue por por
Somos os filhos de Bezerra, os irmãos menores de
toda a Terra.
Emygdio,
os companheiros inseparáveis do grande mestre e
Filhos da alma, Eia, agora! Não depois, nem amanhã, nem mais
tarde. O processo de transformação íntima deve começar neste amigo que foi Lindolfo Antonio, o qual traduziu e fortaleceu
instante, sem recidivas no mal, sem retorno às situações embaraço- os ideais primeiros, por quase meio século de uma direção
serena e firme de nossa casa. A ele muito devemos, pelo
sas e perturbadoras.
O Mestre conta conosco na razão direta em que contamos com exemplo e pela seriedade.
Ele.
Sim, chegamos aos cem anos, quase nada diante do que
Que brilhe, portanto, em nós, a luz que vem dele, apagando por
ainda
precisa ser vivido e, com alegria no coração, pedimos
completo a treva teimosa que permanece nas paisagens do nosso
que
o
Pai Maior, através de Bezerra, o bondoso amigo, nos
coração.
conceda as forças necessárias para continuarmos.
Bezerra (Mensagem psicofônica recebida pelo médium Divaldo
Pereira Franco, no encerramento da palestra na noite de 02 de agosto de 2012, no Grupo Espírita André Luiz, no Rio de Janeiro, Brasil.)
.
P. 2
O BOLETIM
SETEMBRO / 2012
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
Expediente
O Boletim
Desde agosto de 1957
Informativo do Centro Espírita Bezerra
de Menezes
Rua Maia de Lacerda, 155, Estácio, Rio
de Janeiro — RJ
CEP 20250-001
Tel. (21) 2273-9398
12º CEU
12 º CEU-CEERJ
Endereço eletrônico:
www.bezerramenezes.org.br
Local:
Agremiação Espírita
Francisco de Paula
Email:
[email protected]
Rua dos Araujos 28
Tijuca
Elaboração e Editoração: Equipe da
Área de Divulgação do CEBM
Revisão: Lucia Maria Alba da Silva
Periodicidade: Mensal
Tiragem: 150 exemplares
********
CONSELHO DIRETOR DO CEBM
Área Administrativa:
Lydia Alba da Silva
Área Financeira:
Luiz Raimundo Silva Arruda
Área de Assuntos Doutrinários:
De 12 a 14 de outubro de 2012
Local: Clube Monte Líbano
Av. Borges de Medeiros 70 – Lagoa - RJ
Lydia Alba da Silva
Inscrições: www. congressoespiritarj.com.br
Cybele Silva Gomes
Área de Divulgação:
Área de Evangelização Espírita
Infantojuvenil e Família:
Lucia Maria Alba da Silva
Área de Assistência e Promoção
Social Espírita:
Marcia Antonio Frota Correia
RÁDIO RIO DE JANEIRO - 1400 AM
A Rádio Rio de Janeiro, 1400 AM, transmitindo do Brasil para o mundo, é um dos meios pelos quais a FUNTARSO, sua operadora, propicia
a aplicação de sua missão.
Internet: www.radioriodejaneiro.am.br
Coopere, depositando qualquer valor dentro da sua possibilidade na conta corrente 10.000-5, agência 1699-3, do
Banco Bradesco (nº do banco: 237), em nome da Fundação Cristã - Espírita Cultural Paulo de Tarso (FUNTARSO),
Informações complementares podem ser obtidas pelo telefone: (21) 3386-1400 ou pelo site., aqueles que não fazem
parte do Clube da Fraternidade e que desejam também colaborar podem fazê-lo depositando qualquer valor dentro da sua
possibilidade na conta corrente 10.000-5, agência 1699-3, do Banco Bradesco (nº do banco: 237), em nome da Fundação
Cristã - Espírita Cultural Paulo de Tarso (FUNTARSO), entidade operadora da Rádio Rio de Janeiro.
Informações complementares podem ser obtidas pelo telefone: (21) 3396-6969 ou pelo site.
P. 3
O BOLETIM
SETEMBRO / 2012
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
LEMBRETE
FRATERNO
Reflexões sobre um Centenário
Cultivo una rosa blanca
En julio como en enero
Para el amigo sincero
Que me da su mano franca
Y para el cruel que me arranca
El corazón con que vivo
Cardo ni ortiga cultivo
Cultivo una rosa blanca
Assaruhy Franco de Moraes
Nós, que hoje celebramos os cem anos desse sonho,
testemunhamos a passagem de uma realidade a ser mantida todos os dias esperando que os nossos continuadores,
mantenham a mesma chama.
O sonho de Emygdio é o nosso sonho, as rosas de
Emygdio, são as nossas rosas e devemos continuar a fertilizar esse jardim com os nossos melhores anseios de luz, paz
e amor por todos os nossos irmãos, até pelos que nos ferem.
Que neste centenário, cada um de nós possa receber o
olhar compassivo de Bezerra, dando-nos alento para a continuação do trabalho e que, nos próximos cem anos, o perfume das rosas continue a amenizar as dores dos que procurarem a nossa Casa.
Esses versos do cubano José Marti refletem o que de melhor
a generosidade e a fraternidade, parentes do perdão, podem
produzir.
O poeta diz que cultiva uma rosa branca, em qualquer época, para o amigo que lhe estende a mão, e que, para aquele que
o fere, não oferece plantas daninhas e sim, a mesma rosa branca.
Assim é a nossa doutrina de amor, abençoado reflexo da
magna lição que Jesus ofereceu, quando ensinou que deveríamos amar ao próximo como a nós mesmos, explicando quem
era o nosso próximo, através do gesto do bom samaritano.
José Marti, certamente, não frequentou uma Casa Espírita,
mas já possuía aquela aura com que o cristianismo enlaça os
que trazem no íntimo... Já trazia consigo, o altruísmo com que a
vida nos ensina a entender os nossos semelhantes.
Nesse aspecto, não podemos deixar de agradecer ao Pai,
pela oportunidade de recebermos a preciosa dádiva da convivência com irmãos que comungam os mesmos ideais, e que se
apoiam na tarefa de sempre cultivarem uma rosa branca, não
importa para quem. É essa oportunidade de nos congregarmos
em torno do ideal de servir, de ensinar aprendendo, de dar a
mão e receber a amizade de mãos carinhosas, num permanente
processo de trocas que sintetiza o cultivar de rosas místicas, de
eterno perfume. Assim é, ao refletirmos sobre o centenário de
nossa querida Casa Espírita.
Será que Emygdio da Graça e seus companheiros, lá em
1912, ao receberem a inspiração de Bezerra para fundarem um
Centro, imaginaram que estavam plantando um jardim de rosas
que iria florescer e perfumar, trazer conforto e alegrias para
tantos, explorando os múltiplos caminhos da fé, da esperança e
da caridade?
Eu creio que sim, todo idealista constrói não para si, nem
apenas para o seu tempo, ele é o visionário que espera, com sua
iniciativa, que sejam os novos caminhos uma permanente construção de amor, que se estenda no tempo e no espaço.
―Cada pequenino, conquanto seja, via de regra,
um espírito adulto, traz o cérebro extremamente sensível pelo fato de estar reiniciando o trabalho da reencarnação, tornando-se, por isso
mesmo, um observador rigorista de tudo o que
você fala ou faz.
A mente infantil dar-nos-á de volta, no futuro,
tudo aquilo que lhe dermos agora.‖
André Luiz
Sinal Verde, p.38
Pense nisso!
―Aproveite este dia e ame com todas as forças do seu coração, sem
restrições, sem ver defeitos ou tristezas.
Conjugar o verbo amar e escrever uma história feliz.
Não espere que a melhoria, a prosperidade e o bem-estar caiam do
céu milagrosamente, sem fazer força.
Tudo tem o preço da conquista, da busca, da participação, do esforço.‖
Fonte: Momento Espírita, Vol. 4, p.38
SETEMBRO / 2012
P. 4
O BOLETIM
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
NO MUNDO DO ESPERANTO
―La paco de Jesuo estu en la koroj de niaj karaj
gefratoj.
Por ocasião dos 100 anos...
Lembranças....
Em 1986, com muita alegria e entusiasmo, nos reunimos no 3º andar do prédio antigo, pois ainda não havia o
prédio anexo dos fundos, para dar início ao primeiro curso
de esperanto do Centro Espírita Bezerra de Menezes, iniciativa da saudosa companheira Jovelina Maia Rodrigues, com
o total apoio do então presidente do CEBM Lindolpho
Antonio que, como simpatizante do esperanto, esteve presente naquela primeira aula.
Estava criado o ―Esperanta Rondo Bezerra de Menezes‖ e, a partir desse dia, a bandeira com os 3 E ( Evangelho – Espiritismo – Esperanto) jamais deixou de tremular
nesta casa.
Nem todos os presentes naquele primeiro momento puderam continuar o estudo do esperanto, outras atividades os
desviaram para caminhos diversos igualmente muito importantes, mas o apoio, o incentivo e a simpatia que sempre
demonstraram à causa esperantista foram decisivos para
manter o entusiasmo de Jovelina e entusiasmar outros
companheiros que foram chegando aos pouquinhos ajudando a manter a bandeira do esperanto bem lá no alto.
Nesses 26 anos sempre mantivemos cursos básicos
e de aperfeiçoamento e, de acordo com meus registros e
lembranças, cerca de 70 companheiros estiveram nesse
tempo conosco. Alguns, é verdade, tiveram uma passagem
rápida, mas acredito que mesmo só aprendendo as noções
mais básicas da língua, a importância do esperanto para
ajudar na manutenção da paz entre os povos e o sentimento
de fraternidade que o esperanto incentiva são coisas que
eles jamais esquecerão.
Alguns companheiros após o curso básico permaneceram conosco durante muito tempo prosseguindo o estudo;
outros foram transferidos por necessidade de trabalho para
diversas cidades levando a sementinha que aqui foi plantada; outros retornaram ao plano espiritual e tenho certeza de
que levaram consigo o amor ao esperanto e que as noções
básicas aqui aprendidas estão gravadas em suas mentes
espirituais e que ao retornarem ao plano físico em outra
encarnação terão mais facilidade para aprender o esperanto.
Vale lembrar também que em alguns anos tivemos
turmas com até 14 alunos, mas houve anos em que tivemos
somente 1 ou 2 alunos, verdadeiras aulas particulares. Mas
nessas aulas particulares tivemos ótimos alunos que se
dedicaram ao esperanto com muito amor e para nós isso foi
muito gratificante.
Em 1987, o CEBM esteve representado por Jovelina
Maia Rodrigues nas comemorações do centenário da criação do esperanto no Congresso Brasileiro de Esperanto
realizado na UERJ. Nessa ocasião, Jovelina realizou e
dirigiu o 1º Congresso de Esperanto Infantil que aconteceu
paralelamente ao congresso para os adultos. Utilizou interessante material confeccionado por ela para trabalhar junto
às crianças com jogos, músicas, teatro, adivinhações e
muita brincadeira, tudo em esperanto.
O CEBM também teve representação nos Congressos Brasileiros de Esperanto em Brasília, Juiz de Fora,
Maceió, Belo Horizonte, Porto Alegre, Fortaleza, Rio de
Janeiro.
Nesses 26 anos usamos material didático variado. No
início, utilizamos o Junulkurso com suas gravuras divertidas
e as aventuras de Joana e Carlos viajando pelo mundo.
Mas depois outros autores surgiram dando sua valiosa
colaboração para atualização do material didático esperantista.
Assim, utilizamos o farto material didático criado pelo
inesquecível grande esperantista Sylla Chaves, suas músicas, seus ótimos textos, somos gratas a ele pelo seu belo
trabalho e sua dedicação ao esperanto.
Também nossa gratidão aos dois grandes esperantistas e autores Aloísio Sartorato e Jair Salles que muito
contribuíram com seus livros para a facilitação do aprendizado do esperanto.
Estudamos o ―Esperanto para Principiantes‖, de Aloísio Sartorato e os 4 livros de Jair Salles, desde o ―Minicurso
de Esperanto‖, passando pelo ―Esperanto Conversacional‖e
―La Konversacia Klubo‖ (O Clube de Conversação ) e terminando com ―La Reveno‖ (A Volta).
Estudamos também o ―Esperanto sem Mestre‖, ―Feliĉaj La Simplaj‖( Bem Aventurados os Simples), Patro Nia (
Pai Nosso, de Meimei), Kristana Agendo (Agenda Cristã),
Minutoj de Saĝeco (Minutos de Sabedoria, de Pastorino) e
muitos textos tirados da revista esperantista Juna Amiko (Um
Amigo Jovem) , recebidos por email, etc.
Ultimamente estudamos ―La Evangelio laŭ Espiritismo‖( o Evangelho Segundo o Espiritismo) , estamos no fim
do capítulo VIII e estamos quase terminando a leitura de ―De
Francisko El Asizo por Vi...‖, sobre a vida de Francisco de
Assis.
Depois, temos a intenção de estudar o livro de André
Luís ―Nia Hejmo‖ (Nosso Lar), continuando o estudo de ―La
Evangelio Laŭ Espiritismo‖ , La Libro de La Spiritoj, etc, etc,
etc, etc, etc, até quando pudermos, pois não podemos deixar
a bandeira esperantista parar de tremular nesta casa que
tanto amamos...
Maria Ramos Williams
AS MURALHAS
Poesia : Nelson Brito --- Músicada por Celina Antonio
Caminhante, tu que passas,
Como passa tanta gente,
Descuidado e indiferente
Das coisas que têm valor.
Um instante! Firma a vista!
Repara as nossas muralhas
Formadas pelas migalhas
De luz vindas do Senhor.
Um templo, um vaso divino
De cerâmica estupenda
Em permanente oferenda
Estende mãos fraternais.
Bezerra, o bom oleiro,
A modelar, não descansa
As muralhas da esperança,
Das bênçãos, do amor, da paz...
Adentra as rijas muralhas,
Vem conosco e hás de ver
O amor tornar-se um dever
No humilde pouso de luz.
E quem chegar combalido,
Qual ave longe do ninho
Receberá com carinho
As palavras de Jesus.
SETEMBRO / 2012
P. 5
O BOLETIM
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
TRAÇOS BIOGRÁFICOS
“Bem-Aventurados os
Pobres de Espírito” Allan Kardec esclarece:
EMYDGIO DA GRAÇA
―A incredulidade zombou desta máxima: Bem-aventurados os pobres de
espírito, como tem zombado de muitas outras coisas que não compreende.
Por pobres de espírito Jesus não entende os baldos de inteligência, mas os
humildes, tanto que diz ser para estes o reino dos céus e não para os
orgulhosos.
Os homens de saber e de espírito, no entender do mundo, formam geralmente tão alto conceito de si próprios e da sua superioridade, que
consideram as coisas divinas como indignas de lhes merecer a atenção.
Concentrando sobre si mesmos os seus olhares, eles não os podem elevar
até Deus. Essa tendência, de se acreditarem superiores a tudo, muito
amiúde os leva a negar aquilo que, estando-lhes acima, os depreciaria, a
negar até mesmo a Divindade. Ou, se condescendem em admiti-la, contestam-lhe um dos mais belos atributos: a ação providencial sobre as coisas
deste mundo, persuadidos de que eles são suficientes para bem governalo. Tomando a inteligência que possuem para medida da inteligência
universal, e julgando-se aptos a tudo compreender, não podem crer na
possibilidade do que não compreendem. Consideram sem apelação as
sentenças que proferem.
Se se recusam a admitir o mundo invisível e uma potência extrahumana, não é que isso lhes esteja fora do alcance; é que o orgulho se lhes
revolta à ideia de uma coisa acima da qual não possam colocar-se e que os
faria descer do pedestal onde se contemplam. Daí o só terem sorrisos de
mofa para tudo o que não pertence ao mundo visível e tangível. Eles se
atribuem espírito e saber em tão grande cópia, que não podem crer em
coisas, segundo pensam, boas apenas para gente simples, tendo por
pobres de espírito os que a tomam a sério (...)‖
(Do livro ―O Evangelho Segundo o Espiritismo‖, cap. VII, item 2, de Allan
Kardec.)
ESTUDAR KARDEC
CONHECER KARDEC
PARA VIVER JESUS
O Evangelho no Lar é um roteiro simples de
oração familiar, com o objetivo primordial de
espiritualização do ambiente caseiro.
Além de proporcionar a evangelização de cada
participante, atrai para o domicílio a presença de
bons Espíritos e do próprio Jesus.
É um momento de recolhimento,
aprendizado e oração, para harmonizar
nossa casa e a todos a quem dirigirmos
nossas preces.
EVANGELHO NO LAR E NO CORAÇÃO...
PAZ NA HUMANIDADE
Emygdio da Graça viveu a primeira parte de sua vida na cidade de Niterói, onde cursou Humanidades.
Mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, onde exerceu cargo na administração dos Correios do Distrito
Federal, na agência postal de Cascadura.
Em meio às dificuldades da época, Emygdio da
Graça reuniu alguns devotados companheiros de ideal,
conseguiu uma casa na Rua Souza Gomes, em Cascadura, próxima ao seu local de trabalho, e ali fundou, no
dia 12 de setembro de 1912, uma instituição espírita,
seguindo sempre a orientação espiritual de Bezerra de
Menezes. Poucos anos depois, a sede se transferiu
para a antiga Rua Colina, hoje Professor Quintino do
Vale, nº 35, no Estácio.
Naquela época, Emygdio da Graça foi atingido pela
onda de ódio que se desencadeava contra o Espiritismo, sofrendo campanhas e perseguições. Como médium, com várias faculdades mediúnicas, realizou as
tarefas do fiel seareiro e cada vez mais se tornava apto
a receber do Alto a inspiração sobre a missão que lhe
estava reservada.
Na década de 20, foram adquiridas duas casas na
Rua Maia de Lacerda, as quais, posteriormente demolidas, sediam hoje o prédio 155 e seu anexo.
Portador de uma bronquite crônica, os seus males
se agravaram e, no dia 13 de agosto de 1938 veio a
desencarnar.
Emygdio da Graça presidiu o Centro Espírita Bezerra
de Menezes desde a sua fundação até os seus últimos
instantes na Terra.
Legou-nos esta obra e afirmamos que, quando os
alicerces de uma obra são bem feitos, podemos ter
certeza do seu progresso.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
UM
TEMPLO
Poesia
de
Nelson Brito
Musicada por
Celina Antonio
Emygdio da Graça
Em terra louçã
Fundou belo templo
Que é luz da manhã...
E o espaço que o serve
Justiça lhe faz!!!
Cem anos completa
Nas lides de Paz.
E a casa nascida
Das lutas de heróis
No Bem acedendo
Fagulhas de sóis,
Consegue respeito
No excelso labor
E ajunta vitórias
Nas trilhas do Amor!
Rompendo silêncio
A alma nos diz
Em júbilo terno
Cantando feliz
Busquemos, ó gente,
No templo de luz
Sentir a presença
Do meigo Jesus...
SETEMBRO / 2012
O BOLETIM
P. 6
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
QUEM SERVE, PROSSEGUE
―O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir.‖
Jesus (Marcos, 10:45)
A Natureza, em toda parte, é um laboratório divino que elege o espírito de serviço por processo normal de evolução.
Os olhos atilados observam a cooperação e o auxilia nas mais comezinhas manifestações dos reinos inferiores.
A cova serve à semente. A semente enriquecerá o homem.
O vento ajuda as flores, permutando-lhes os princípios da vida. As flores produzirão frutos abençoados.
Os rios confiam-se ao mar. O mar faz a nuvem fecundante.
Por manter a vida humana, no estágio em que se encontra, milhares de animais morrem na Terra, de hora a hora, dando carne e sangue a
benefício dos homens.
A criatura que serve pelo prazer de ser útil progride sempre e encontra mil recursos dentro de si mesma, na solução de todos os problemas.
Quem reclama excessivamente dos outros, por não estimar a movimentação própria na satisfação de necessidades comuns, acaba por
escravizar-se aos servidores, estragando o dia quando não encontra alguém que lhe ponha a mesa. Quem aprende a servir, contudo, sabe
reduzir todos os embaraços da senda, descobrindo trilhos novos.
Quem serve, prossegue...
Emmanuel
Fonte: Xavier, Francisco Cândido. Fonte Viva, pelo Espírito Emmanuel, cap. 82, FEB, 35ª Edição, 2006.
Você está convidado a conhecer as atividades do
SAPSE/CEBM.
Reuniões mensais – 4º sábado, de 8h às 12h
CEBM – EVANGELIZAÇÃO ESPÍRITA
INFANTOJUVENIL E FAMÍLIA
O PROBLEMA DO DESTINO
O problema do nosso destino não se reduz a evitar pseudocastigos e obter imaginárias recompensas, neste ou noutros mundos. Semelhante conceituação é de cunho genuinamente egoísta.
Ora, aquele problema, que tão de perto nos afeta, só pode ser solucionado mediante o cultivo do sentimento oposto, que é o amor.
Para vivermos bem, precisamos ter uma certa compreensão da finalidade da vida. Essa finalidade é o amor. Os tropeços e percalços, as
refregas e as lutas, a dor sob seus multiformes aspectos, como também os prazeres e triunfos mais ou menos efêmeros que logramos alcançar, são ensinamentos e experiências, são processos educativos, geralmente mal interpretados, os quais têm por escopo conduzir-nos ao
Amor, portanto, à finalidade da vida.
O ―porquê‖ da vida é o amor; e o ―porquê‖ do amor é Deus. A vida leva ao amor e o amor conduz a Deus. Essa trajetória chama-se evolução. Evolução é renovação. A parte individual que nela tomamos denomina-se educação, ou melhor, autoeducação.
Uma vez descoberto esse objeto, o destino vai-se cumprindo, desde então conscientemente; e nós, longe de embaraçarmos o seu curso
natural, como ora sói acontecer, dar-lhe-emos todo o nosso apoio a fim de que o mesmo se consuma, na eternidade do tempo e na infinidade
universal.
Esclarecido assim o senso da vida, teremos desvendado o mistério do destino, encontrando, a seu turno, a desejada felicidade.
Pedro Camargo
Vinicius
Fonte: CAMARGO, Pedro (Vinicius). O MESTRE NA EDUCAÇÂO, cap. 5, FEB, 5ª Edição, 1991
SÁBADOS
• Grupos de infância a partir de 2 anos
• Grupo de jovens
• Grupo de pais e responsáveis
O BOLETIM
SETEMBRO / 2012
P. 7
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
AO SUBMETER-SE À TERAPIA
DO PASSE

Evite atritos, desentendimentos, irritações,

agressividade.
Coração conturbado é ―veia difícil‖ na transfusão magnética.

Alimente-se frugalmente, evitando o sono que
advém quando sobrecarregamos o estômago.
É imperioso acompanhar atentamente as palestras doutrinárias que precedem a transfusão 
magnética, nas quais colhemos preciosas orientações.

Observe a pontualidade, porquanto o passe é o
complemento da ajuda que começamos a receber tão logo o dirigente da reunião pronuncia a
prece de abertura.
Paciente atrasado, terapia prejudicada.
Enquanto espera sua vez, fuja de conversas
vazias que não condizem os objetivos da reunião.
O folheto com mensagem espírita, tradicionalmente distribuída à entrada, é um convite para que nos disponhamos a meditar em torno
do tema edificante, guardando valioso silêncio.
Diante do companheiro que vai lhe aplicar o
passe, eleve o pensamento em oração, consciente de que ajuda maior virá do Céu.
Quando fluem preces contritas, refluem as
bênçãos de Deus.
Richard Simonetti
Fonte: Uma Razão Para Viver
O CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES e você!!!
CAMPANHAS PERMANENTES
NOVOS SÓCIOS





Roupa de cama /mesa /banho
Utensílios domésticos
Fazenda para cueiro e roupinha de bebê
Cobertores (infantis e para adultos)
Flanelas
PARTICIPE. DIVULGUE!
CONVITE
Prezado Confrade.
Nossa Instituição depende de seu Quadro Social para a
consecução de suas finalidades.
Se você frequenta nossa Casa há algum tempo e sente
vontade de unir-se à nossa família, procure-nos.
―AJUDAR É HONRA QUE NOS COMPETE.‖
Contamos com você em 2012.
PROGRAMAS ESPÍRITAS NA TV E NA INTERNET
DESPERTAR ESPÍRITA – Lar Fabiano de Cristo
CNT – em rede nacional: domingo / 8h às 8h30
NET – Rio – canal 6 – Quarta/ 20h30 às 21h30 Quinta- feira: 13h30 às 14h30
ALVORADA ESPÍRITA
24 horas de programação com palestras e programas de TV
www.tvalvoradaespirita.com.br
Visite a LIVRARIA
Títulos novos e usados
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Em SETEMBRO
Todos as obras
com preços promocionais. Adquira. Presenteie.
TV MUNDO MAIOR
Emissora da Fundação Espírita André Luiz – www.tvmundomaior.com.br
Programa TRANSIÇÃO- a visão espírita para um novo tempo
Rede TV – domingos às 16h15 – www.programatransicao.tv.br
NET – canal 26
TVCEI - www.tvcei.com
 TVCEERJ - http://ceerj.tv/tv
Contribua para a banca
de livros usados oferecendo
obras em bom
estado.
SETEMBRO / 2012
O BOLETIM
Informativo do Centro Espírita Bezerra de Menezes
P. 8
REUNIÕES PÚBLICAS DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL, SEGUIDAS DE PASSES E ÁGUA MAGNETIZADA.
PROGRAMAÇÃO
- SETEMBRO 2012
TERÇA-FEIRA
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO — O LIVRO DOS ESPÍRITOS
DIA
HORA
04
15h
EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO
INTRODUÇÃO I e II
Welles Costa
11
15h
Ensino Teórico da sensação dos Espíritos
LE- questão 257
Katia Cristina Nunes Silvestre
15h
Não vem destruir a lei: Moisés, o Cristo e o Espiritismo
EV- cap.1: 1 a 7
Vera Lucia Claudiana da Silva
15h
Escolha das provas
LE- questões 258 a 273
Inês Gripp
18
25
TEMAS
EXPOSITORES
QUINTA-FEIRA
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO — O LIVRO DOS ESPÍRITOS
DIA
HORA
06
19h
Termo às provas do próximo
TEMAS
EV- cap. 5: 27 a 31
Inês Gripp
EXPOSITORES
13
19h
Formação dos mundos. Povoamento da terra
LE- questões 37 a 59
Sergio Rodrigues
20
19h
O Cristo Consolador
EV- cap. 6: 1 a 8
Zita flora de Almeida
27
19h
Seres orgânicos e inorgânicos. Inteligência e instinto
LE- questões 60 a 75
Maria Olegária Costa
DOMINGO
DIA
HORA
02
10h
09
16
23
30
10h
10h
10h
10h
TEMAS
EXPOSITORES
Lição da Experiência
Deliciosa Excursão
Assaruhy Franco de Moraes
Entre a Terra e o Céu – Cap. 08
Transição Planetária
Preciosa conversação
Miriam Regina Vaz Guimarães
Eduardo Henrique de Barros Silva
Entre a Terra e o Céu – Cap. 10
Paulo de Tarso: Servo de Jesus
Carlos Alberto Mendonça
Zita flora de Almeida
ATIVIDADES NO CEBM
18h50min às 20h15min
18h30min às 20h
—
Reunião
de Estudo e Educação da Mediunidade (Privativa)
Reunião de Atendimento Espiritual (Privativa)
13h15min às 14h45min
13h45min às 15h
14h30min às 15h
15h às 16h30min
16h30min às 17h
16h30min às 18h
Curso
— de Esperanto (Leitura de ―LA EVANGELIO LAŬ SPIRITISMO‖ e ―DE FRANCISKO EL ASIZO POR VI‖
8h às 8h30min
8h30min às 9h
19h às 20h30min
19h às 20h30min
19h às 20h30min
Encontro para Oração
—
—
Diálogo
Fraterno
—
Grupo
de Estudo - Introdução à Doutrina Espírita
—
Grupo
de Estudos Básicos da Mediunidade
—
Grupo
de Estudos do Evangelho
QUINTA-FEIRA
17h às 18h30min
18h30min às 19h
18h45min às 20h
19h às 20h30min
Curso de Esperanto
—
—
Diálogo
Fraterno
—
Reunião
de Atendimento Espiritual Direto (Privativa)
—
Reunião
de Estudos Doutrinários (Pública)
SEXTA-FEIRA
18h45min às 20h
—
Reunião
de Atendimento Espiritual à distância (Privativa)
—
—
SÁBADO
8h às 12h
15h às 17h
17h30min às 19h30min
Atividade do SAPSE (4º Sábado)
—
—
Evangelização
Espírita Infantojuvenil e Família
—
Grupo
de Estudos Espíritas
DOMINGO
10h às 11h30min
13h45min às 16h30min
13h45min às 16h30min
Reunião de Estudos Doutrinários (pública)
—
—
Caravana
- Visita ao Instituto Miguel Pedro (mensal - no 3º domingo)
SEGUNDA-FEIRA
TERÇA-FEIRA
QUARTA-FEIRA
Reunião
de Atendimento Espiritual (Privativa)
—
Diálogo
Fraterno
—
Reunião
de Estudos Doutrinários (Pública)
—
Diálogo
Fraterno
—
Grupo
de Estudo: O Livro dos Espíritos
—
Caravana - Visita ao Centro Espírita Filhos de Deus ( mensal - no último domingo)

Documentos relacionados

Dezembro 2004.qxd

Dezembro 2004.qxd com as vidas sucessivas proporcionando a remissão dos erros e o progresso individual, a retomada dos ensinos morais do Cristo, com base no Amor, na Justiça e na Caridade, o conhecimento das Leis Di...

Leia mais