Ionização X Excitação

Сomentários

Transcrição

Ionização X Excitação
Ionização X Excitação
As radiações podem ser classificadas em ionizantes (raios X, radiação emitida nas
desintegrações radioativas,...) e não ionizantes (calor, luz, microondas, radiação ultravioleta, ...).
As radiações ionizantes são aquelas que possuem energia acima da energia de ligação dos
elétrons do átomo com o núcleo. Dessa forma, a energia das radiações ionizantes é capaz de
arrancar elétrons de seus orbitais, formando assim, íons positivos. Devido a energia que o elétron
adquire, ele se desloca pelo interior da matéria podendo interagir com outros elétrons ou núcleos,
vindo a formar novos íons, até que sua energia seja completamente dissipada e este elétron seja
capturado por moléculas que constituem a matéria irradiada. Caso a energia associada à radiação
não seja suficiente para arrancar elétrons, produzindo íons, ela é classificada como radiação nãoionizante.
Não confunda ionização com excitação. A excitação não consiste na remoção do elétron do
átomo, apenas na sua elevação a um nível energético maior (estado excitado), saindo, portanto, do
nível fundamental. Ao retornar ao nível fundamental, a energia perdida pelo elétron é emitida na
forma de luz. Quando a radiação incide sobre a matéria interagindo com ela, ocorre transferência de
energia. Essa transferência de energia ocorre de maneiras distintas para radiações que têm carga e
para as que não têm.
Os elétrons, as partículas alfa e os fragmentos originados em processos de fissão, têm como
mecanismo principal de atuação os campos elétricos, por meio dos quais transferem energia a uma
grande quantidade de átomos simultaneamente. A radiação emitida por estas partículas é chamada
de radiação diretamente ionizante, pois age diretamente sobre os átomos, causando sua ionização. Já
os nêutrons e as radiações eletromagnéticas, por não possuírem carga elétrica, não originam campo
elétrico e, assim, interagem de maneira individual, transferindo sua energia a elétrons que por sua
vez irão causar novas ionizações, conforme descrevemos anteriormente. A radiação emitida dessa
forma é chamada de radiação indiretamente ionizante.
O detalhamento dos mecanismos de interação das radiações com a matéria e seus efeitos no
organismo será feito mais adiante.
Referências Bibliográficas
OKUNO, E. Radiação: Efeitos, riscos e benefícios. São Paulo. Harbra, 1998. 96 p.
1

Documentos relacionados

Efeitos da Radiação

Efeitos da Radiação 4.3.4. Efeitos orgânicos - Doenças Quando a quantidade ou a frequência de efeitos biológicos produzidos pela radiação começa a desequilibrar o organismo humano ou o funcionamento de um órgão, surge...

Leia mais

Radiações ionizantes: aplicações e cuidados

Radiações ionizantes: aplicações e cuidados de velocidade, e a energia dissipada se converte em ondas eletromagnéticas, denominadas de raios X. Os eletrodos estão contidos numa ampôla de vidro onde se fez vácuo, para evitar a sua oxidação. D...

Leia mais