sensibilização para a gestão de risco e safety

Сomentários

Transcrição

sensibilização para a gestão de risco e safety
Programa de Gerenciamento de Risco e
Segurança Operacional para a Aviação Geral
Objetivo da Nossa Aliança:
Criar um Programa exclusivamente dedicado à Aviação
Geral, em especial aos Proprietários e Pilotos de
Aeronaves (RBHA 91), focado no
Aumento da Segurança das suas Operações.
SKYBOUND: UMA EMPRESA PARA QUEM QUER TOMAR DECISÕES
CERTAS, QUANDO O ASSUNTO É AVIAÇÃO.
Criação de
Conhecimento
Gestão de Crises e
SGSOs
Tomar decisões
corretas em
operações
aeronáuticas
Desenvolvimento de
Negócios Aeronáuticos
Assuntos Regulatórios
EJ: VOE MAIS ALTO

Fundada em 1999, é um dos principais centros de formação de pilotos do Brasil e
da América do Sul, com bases nas cidades de Itápolis e Jundiaí, ambas no Estado
de São Paulo.

Conta com uma frota de mais de 50 aeronaves, 100 instrutores e mais de 500
alunos ativos. Oferece Cursos Teóricos e Práticos para PP, PC, Piloto Agrícola,
Instrutor de Vôo, IFR, MLTE e Transição para Jatos, voando mais de 5.000 horas por
mês.

É uma das principais formadoras de tripulantes técnicos para a Aviação brasileira,
com Acordos Operacionais em vigor com as maiores Companhias Aéreas do Brasil.
AVIAÇÃO GERAL
É A “AVIAÇÃO” QUE MAIS VOA, SEM
PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA.
A TECNOLOGIA AVANÇA. AS REGRAS FICAM MAIS COMPLEXAS.
MAS NA AVIAÇÃO GERAL, COM RARAS EXCEÇÕES, AINDA SE
APRENDE COMO HÁ 40, 50 ANOS:
NA BASE DA TENTATIVA E ERRO.
ACREDITAMOS QUE NÃO HÁ AVIAÇÃO SEGURA SEM ALIAR
TEORIA COM BOAS PRÁTICAS.
POR QUE A AVIAÇÃO GERAL AINDA É INSEGURA?
THE NALL REPORT, 2011. ACIDENTES TOTAIS E FATAIS / 100 MIL HORAS DE VÔO.
% DE ACIDENTES POR SEGMENTO DO VÔO
GENERAL ACCIDENTS 10-YEAR TREND – AOPA-USA. MAIN ACCIDENTS CAUSES.
5%
Pouso
5%
7%
Decolagem
38%
Pane Seca
10%
Manobras a Baixa Altura
Aproximações
14%
Planejamento Meteorológico
21%
Arremetidas
A EXPERIÊNCIA ACUMULADA DA AVIAÇÃO COMERCIAL PODE AJUDAR...
BILHÕES DE DÓLARES JÁ FORAM INVESTIDOS EM CONHECIMENTO.
OS ÍNDICES DE ACIDENTES E MORTES NA AVIAÇÃO COMERCIAL NUNCA FORAM
TÃO BAIXOS. ISSO NÃO OCORREU POR OBRA DO ACASO.
GRANDE PARTE DESSE CONHECIMENTO PODE E DEVE SER USADO PELA
AVIAÇÃO GERAL, AJUSTADOS PARA A NOSSA REALIDADE.
A AVIAÇÃO COMERCIAL BUSCA IDENTIFICAR E GERIR OS RISCOS,
MESMO QUANDO SÃO APARENTEMENTE PEQUENOS.
 PONTUALIDADE E REGULARIDADE SÃO “PRODUTOS”
 IMPESSOALIDADE / POWER DISTANCE
 MEDIÇÃO DA PRODUTIVIDADE
 100, 200, 300 “PATRÕES” A BORDO
MIGUEL ANGELO RODEGUERO

Aviador há 42 anos, advogado, MBA em Administração de Empresas FGV-SP,
Bacharel em Aviação Civil.

Experiência de vôo em mono e bimotores a pistão, turboélices e jatos Boeing 737200, 300, 700, 800 e 800 SFP, Airbus (A300), DC-10 e MD-11. Instrutor e checador
de pilotos nos últimos 20 anos.

Diretor de Frota da Gol Linhas Aéreas Inteligentes até 2010, tendo sido
responsável pela negociação e gestão de centenas de aeronaves.

Membro da Equipe de Gestão de Crises da Gol Linhas Aéreas, com participação na
gestão de crises, investigações de incidentes e acidentes aeronáuticos, incluindo o
maior acidente da história da Aviação brasileira.

ASV (Agente de Segurança de Voo) pelo CENIPA, ASO (Agente de Segurança
Operacional) pela ANAC, Gestor de Crises pela IATA.
FERNANDO SPORLEDER

Aviador há 33 anos, formado em Administração de Empresas com extensão em
Estratégias de Marketing pela FGV/SP.

Experiência de vôo em mono e bimotores a pistão, turboélices e jatos Boeing 737200, 300, 700, 800 e 800 SFP, Airbus (A300), MD-11 e Boeing 777-300ER. Instrutor
e checador de pilotos nos últimos 20 anos.

Vice-Presidente Técnico da TAM Linhas Aereas S.A. até 2010, tendo sido
responsável pelas áreas de Operações, Aeroportos, GSE, Manutenção de Linha,
Configuração de Aeronaves e Qualidade de Atendimento ao Cliente.
Voar em segurança =
tomar decisões corretas,
na hora certa.
RESUMINDO A SITUAÇÃO DA AVIAÇÃO GERAL
Os Aviadores possuem poucas fontes de
Conhecimento Estruturado e Recorrente.
As Máquinas estão mais velozes, mais
automatizadas em ambiente mais complexo.
As Demandas da Aviação Geral não estão sendo
atendidas a contento pelas Políticas de Estado.
A Aviação Geral cresce a taxas recordes.
NECESSIDADE DE QUALIFICAÇÃO
MAIS RISCO = MAIOR CHANCE DE ACIDENTES
VOAR É UMA MARAVILHA.
TEMOS QUE VOAR CADA VEZ MAIS, CONHECENDO E GERENCIANDO
OS RISCOS DAS NOSSAS OPERAÇÕES.
MAIS CONHECIMENTO É A SOLUÇÃO!
PERSONALIZADO, DE ALTO NÍVEL, ASSOCIADO À TECNOLOGIA
Planejamento para CrossCountry Flights
Gerenciando Emergências
CRM / SRM
Refreshment de IFR
Workshop de Gestão de
Risco e Safety
FUNDAMENTOS DO PROGRAMA
Teoria Objetiva e Atualizada,
com a Bianch Editora
Personalização On Demand
Conhecimento aliado
a Operação
Uso intenso de
Simuladores Homologados
WORKSHOP DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
CONHECER E MAPEAR PARA GERENCIAR RISCOS
 TREINAMENTO DE 6 HORAS (4,0 HORAS-AULA + 2,0 H EM SIMULADOR)
TEMAS:
 SENSIBILIZAÇÃO PARA A GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 CONCEITOS DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 (RE)CONCEITUAÇÃO DE UM VÔO NORMAL (EM TODAS AS SUAS FASES – BASE SOP)
 SENSIBILIZAÇÃO PARA AS CARACTERÍSTICAS DO VÔO SOLO E COM AMIGOS
 CONCEITOS PARA O GERENCIAMENTO DE EMERGÊNCIAS
 CONCEITOS PARA USO EFETIVO DOS ÓRGÃOS ATC
 ESTUDOS DE CASO
 MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO
 NETWORKING
REFRESHMENT IFR
ALÉM DA EXPERIÊNCIA RECENTE
 TREINAMENTO DE ATÉ 6 HORAS (2 HORAS-AULA + 4 H EM SIMULADOR)
 TEMAS: SENSIBILIZAÇÃO PARA A GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 CONCEITOS DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 RECONCEITUAÇÃO DAS REGRAS IFR, CONDIÇÕES IMC/VMC
 PLANEJANDO VÔOS IFR
 SOPS, CHECKLISTS E CALLOUTS
 CONCEITOS PARA USO EFETIVO DOS ÓRGÃOS ATC
 PADRÕES DE SAFETY WINDOW
2 SESSÕES DE SIMULADOR (2 HORAS CADA), C/ FOCO NA OPERAÇÃO REAL
 MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO
CRM/ SRM E LOFT
VOCÊ PODE VOAR EM SEGURANÇA COM AMIGOS E SÓCIOS
 TREINAMENTO DE 6 HORAS (2 HORAS-AULA + 4 HORAS EM SIMULADOR)
 TEMAS:
 CONCEITOS DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 PLANEJANDO O VÔO E PREPARANDO A CABINE
 COORDENAÇÃO DE CABINE (PILOT FLYING E PILOT MONITORING)
 CONSTRUÇÃO DA TOMADA DE DECISÃO
 MUDANÇAS METEOROLÓGICAS E TOMADA DE DECISÃO
 PANES PARCIAIS E TOMADA DE DECISÃO
 SAFETY WINDOW NA PRÁTICA
 MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO
GERENCIANDO EMERGÊNCIAS
QUANDO O TEMPO DEIXA DE SER O SEU ALIADO.
 TREINAMENTO DE 6 HORAS (3 H-AULA E 3 HORAS EM SIMULADOR)
 TEMAS:
 REFRESHMENT DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 CONCEITUANDO NORMAL PROCEDURES, NON NORMAL PROCEDURES E EMERGÊNCIAS
 CONSTRUÇÃO DA TOMADA DE DECISÃO
 SIMULANDO EMERGÊNCIAS - ABORTANDO DECOLAGENS, PANE DEPOIS DE V1 (SINGLE
ENGINE E MULTI ENGINE), PANE-SECA, PANES ELÉTRICAS, PANES DE COMUNICAÇÃO,
PANES EM EQUIPAMENTOS DE NAVEGAÇÃO, ARREMETIDAS
 MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO
PLANEJAMENTO PARA CROSS-COUNTRY FLIGHTS
PERIODICIDADE: ON DEMAND – 1 OU 2 TRIPULANTES
 TREINAMENTO DE 5 HORAS-AULA + 2 HORAS EM SIMULADOR
ESTRUTURA DO CURSO:
 REQUISITOS – CONCEITOS DE CRM/SRM, SOP E MEL
 REFRESHMENT DE GESTÃO DE RISCO E SAFETY
 ANÁLISE METEOROLÓGICA (FONTES E INTERPRETAÇÕES)
 ANÁLISE DE ROTAS (IFR E/OU VFR), DESTINOS E ALTERNATIVAS
 DEFINIÇÃO DE ALTERNADOS FINAIS OU INTERMEDIÁRIOS
 ABATECIMENTO, W&B E CONCEITO DE RECLEARANCE
 LIDANDO COM O ATC
 PLANEJAMENTO PARA A APROXIMAÇÃO E POUSO
 PLANEJAMENTO PARA TAXI, PARKING E FBOS
 MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO
GERENCIAR RISCOS E VOAR EM SEGURANÇA É O
MELHOR CAMINHO PARA VOCÊ VOAR CADA VEZ MAIS E POR MAIS TEMPO.
MUITO OBRIGADO!

Documentos relacionados