roteiro da peça "Retrato dos filhos das familias que acompanham e

Сomentários

Transcrição

roteiro da peça "Retrato dos filhos das familias que acompanham e
1
MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO
COMITÊ LOCAL DE ICATU
Travessa Professor Francisco Castro, Nº 32 - Centro – Icatu-MA / Fone (98) 3362-1188 /
88732737
E-mail: [email protected]
PEÇA TEATRAL
TÍTULO: RETRATO DOS FILHOS DAS FAMILIAS QUE ACOMPANHAM E DAS
QUE NÃO ACOMPANHAM A VIDA ESCOLAR
Icatu - 2012
Objetivos:
 promover a expressão pessoal e a capacidade de organização;
 desenvolver e exercitar a imaginação, a criatividade, a fantasia e a afetividade
nos sujeitos;
 promover a interação e o trabalho em grupo;
 promover interação família x escola.
SINOPSE: ( APRESENTAÇÃO DO MOBILIZADOR )
Em uma escola do município de Icatu, uma reunião de pais acontece e pasmem, somente os
pais dos bons alunos, aqueles que acompanham as aulas, tem boas notas e tem um bom
comportamento comparecem à reunião. Enquanto isso, os pais dos ditos alunos: faltosos,
descompromissados e desinteressados, não se dão ao trabalho de pelo menos mandar um recado
para a escola justificando a sua ausência. Diante desta realidade estamos apresentando esta peça
mostrando aos senhores o comportamento das famílias que acompanham e que não
acompanham a vida escolar dos seus filhos , explicamos a importância dos pais para a
formação de bons alunos . Afinal de conta, nós somos os super-heróis dos nossos filhos.
CONCEPÇÃO DOS PERSONAGENS : Duas famílias que possuem filhos em idade
escolar, moradoras da sede e povoado de Icatu, sendo 01 pai ou responsável, 01 aluno(a), 01
tio(a) e 01 professora(o) para família que acompanha, 01 pai ou responsável e 01 aluno(a)
para família que não acompanha .
AUTOR: Readaptado pelos Membros do Comitê de Mobilização Local de Icatu.
ANO: 2012
3
FAMÍLIA 1 – FAMÍLIA QUE NÃO ACOMPANHA.
PRIMEIRO ATO ( Família da classe média, sala de estar e apetrechos próprios, criar o
ambiente propício para a cena a ser apresentada )
CENA I
A mãe nos seus afazeres domésticos e a criança com caderno sujo e mal conservado, lápis ruído
a cabeça, pedindo para fazer o dever.
FILHO(A): mãe, tá quase na hora da escola e a senhora não me ensinou o dever que a
professora passou ontem.
MÃE OU PAI: meu filho, eu já estou indo pra roça, estou atrasada e tenho que buscar o nosso
sustento. A professora é paga pra isso. Quer saber menino, vai logo te arrumar e ir logo para a
escola e para de me encher a paciência, viu!
FILHO(A): mamãe eu não quero ir não, nem fiz o dever!
MÃE OU PAI: menino vai logo, se tu que ta na escola não sabe nadinha imagine eu, que mal
aprendi assinar o meu nome.
FILHO(A): o menino sai e vai pra escola. Na volta ele diz: Mãe passei vergonha, porque meus
amiguinhos responderam as atividades e eu não.
MÃE OU PAI: É muito engraçado eles deveriam fazer o dever na própria escola e não mandar
pra casa pra mãe que não sabe e nem tem tempo.
FILHO(A): Mãe, mas as mães dos meus amigos ajudam a fazer o dever por isso tiram notas
boas e eu não. Por que a senhora não me ajuda?
MÃE OU PAI: Porque não sou eu que tenho que ensinar e sim a professora e pare de me
amolar e vá fazer o dever e estudar se não eu vou te bater.
FAMÍLIA 2 – FAMÍLIA QUE ACOMPANHA.
SEGUNDO ATO – ( Família da classe média, sala de estar e apetrechos próprios, criar o
ambiente propicio para a cena a ser apresentada )
CENA II
A mãe nos seus afazeres domésticos e a criança com caderno limpo, encapado e lápis na mão
pedindo para fazer o dever.
FILHO(A): mãe, tá quase na hora da escola e a senhora não me ensinou o dever que a
professora passou ontem.
MÃE OU PAI: xiiiiiiii esqueci, mas acho que ainda tem tempo, vai chamar o teu tio, enquanto
isso eu vou arrumando a mesa para nós sentarmos aqui.
Os três sentaram à mesa e mesmo com dificuldade ajudaram o menino a resolver o dever.
MÃE OU PAI : agora sim, podemos ir. Eu vou deixá-lo na escola.
Ao chegar à escola, conversa cordialmente com a professora e pergunta: Bom Dia ou Boa Tarde,
Professora! Como anda o comportamento, do meu filho(a) na escola?
PROFESSORA(O): A professora responde Bom dia ou Boa tarde fala dos avanços e de suas
dificuldades, mas afirma o quanto é importante o acompanhamento dos pais, para que as
dificuldades sejam sanadas com rapidez. E afirma que tem certeza que isso é resultado do apoio
e do acompanhamento que ele recebe em casa da família.
TERCEIRO ATO ( FALA DO MOBILIZADOR )
MORAL DA HISTORIA DA PEÇA TEATRAL
A família é a primeira escola, é nela que os filhos irão constituir seus valores morais e
espirituais, aprender a amar e zelar pela escola, que é o bem maior da comunidade, aprender a
respeitar e amar, os idosos, assim como, aqueles que acompanharam parte da sua vida escolar –
os professores. A família é o alicerce, de onde tiramos a força para preencher as estruturas que
são feitas em nossas vidas no decorrer das nossas jornadas.
5
ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DA PEÇA TEATRAL
NOME DA
ATIVIDADE
Distribuição das
personagens
ENCONTRO
Leitura do texto
03
Ensaios
04
Eles precisam se comportar, concentrar e se empenhar para
decorar as falas levando em conta o tempo.
Ensaiar a peça será uma das atividades mais marcantes.
Figurinos
03
Os alunos poderão dar ideia e sugestão como ( roupas de TNT e
etc.) quanto aos vestiários de acordo com a família à qual a sua
personagem .
Cenário
05
Os alunos poderão apresentar propostas de sugestões para a
cenografia visando incitá-los a desenvolvê-las.
Estudo individual
do texto
Apresentação da
peça
Em casa
Os alunos precisam dar continuidade aos estudo em casa nos
textos.
Será realizada uma apresentação para testar com o cenário e
figurinos prontos mostrando como vai realmente acontecer no
dia.
01
01
SUGESTÕES
As personagens serão definidas pela escolha do diretor e
professores da escola de acordo com a personalidade dos alunos
observada durante a sala de aula.
No começo talvez os alunos não gostem de suas personagens ,
com o decorrer do trabalho os alunos passarão a gostar de suas
personagens.
Os próprios alunos, se necessário poderão adaptá-lo acrescentado
textos diferentes;
MATERIAL PARA ESTUDO DOS PERSONAGENS
FAMÍLIA 1 – FAMÍLIA QUE NÃO ACOMPANHA.
PERSONAGEM : FILHO(A)
REPRESENTADO POR;____________________________________________
FILHO(A): mãe, tá quase na hora da escola e a senhora não me ensinou o dever que a
professora passou ontem.
FILHO(A): mamãe eu não quero ir não, nem fiz o dever!
FILHO(A): o menino sai e vai pra escola. Na volta ele diz: Mãe passei vergonha, porque meus
amiguinhos responderam as atividades e eu não.
FILHO(A): Mãe, mas as mães dos meus amigos ajudam a fazer o dever por isso tiram notas
boas e eu não. Por que a senhora não me ajuda?
PERSONAGEM : MÃE OU PAI
REPRESENTADO POR;____________________________________________
MÃE OU PAI: meu filho, eu já estou indo pra roça, estou atrasada e tenho que buscar o nosso
sustento. A professora é paga pra isso. Quer saber menino, vai logo te arrumar e ir logo para a
escola e para de me encher a paciência, viu!
MÃE OU PAI: menino vai logo, se tu que ta na escola não sabe nadinha imagine eu, que mal
aprendi assinar o meu nome.
MÃE OU PAI: É muito engraçado eles deveriam fazer o dever na própria escola e não mandar
pra casa pra mãe que não sabe e nem tem tempo.
MÃE OU PAI: Porque não sou eu que tenho que ensinar e sim a professora e pare de me
amolar e vá fazer o dever e estudar se não eu vou te bater.
7
FAMÍLIA 2 – FAMÍLIA QUE ACOMPANHA.
PERSONAGEM : MÃE OU PAI
REPRESENTADO POR;____________________________________________
MÃE OU PAI: xiiiiiiii esqueci, mas acho que ainda tem tempo, vai chamar o teu tio, enquanto
isso eu vou arrumando a mesa para nós sentarmos aqui.
MÃE OU PAI: agora sim, podemos ir. Eu vou deixá-lo na escola.
Ao chegar à escola, conversa cordialmente com a professora e pergunta: Bom Dia, Professora!
Como anda o comportamento, do meu filho na escola?
PERSONAGEM : FILHO(A)
REPRESENTADO POR;____________________________________________
FILHO(A): mãe, tá quase na hora da escola e a senhora não me ensinou o dever que a
professora passou ontem.
PERSONAGEM : PROFESSORA(O)
REPRESENTADO POR;____________________________________________
PROFESSORA(O): BOM DIA OU BOA TARDE
A professora fala dos avanços e de suas dificuldades, mas afirma o quanto é importante o
acompanhamento dos pais, para que as dificuldades sejam sanadas com rapidez. E afirma que
tem certeza que isso é resultado do apoio e do acompanhamento que ele recebe em casa da
família.
PERSONAGEM : TIO(A)
REPRESENTADO POR;____________________________________________
Fica na criatividade do personagem
Os três sentaram à mesa e mesmo com dificuldade ajudaram o menino a resolver o dever.