Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-100-pdf

Сomentários

Transcrição

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-100-pdf
Justiça manda abrir a caixa preta da
Fundação Municipal de Saúde
Foz do Iguaçu, 18 à 24 de março de 2014 - Edição 100 - Ano 4 - R$ 1,00
Página 8
TV mostra a vergonha em que se
transformou a saúde de Foz
O Laboratório Municipal funcionava muito bem até o Reni Pereira assumir a prefeitura. Antes havia coleta diária de material nas unidades de saúde e os tipos mais comuns de exames
tinham resultados no mesmo dia, enviados via internet na unidade do bairro onde a pessoa realizou a consulta. O que se vê
agora são filas quilométricas e pessoas madrugando para conseguir exames. A gestão Reni Pereira desmantelou o sistema
de saúde e o Laboratório é um dos setores afetados. A administração entregou o Laboratório para uma empresa de Pato Branco, coincidentemente a cidade de onde veio a maior parte do
financiamento de campanha do atual prefeito. A RPCT mostrou a vergonha que está o atendimento. E nesta edição o Tribuna traz também graves denúncias que expõem o sério risco
de contaminação no Laboratório.
Páginas 3, 4 e 5
Entre as premissas
básicas de uma administração eficiente e
eficaz estão o planejamento e o atendimento à legislação
vigente. Não é o que
ocorre na atual administração, conforme
pode ser percebido
em diversos atos
emanados nos primeiros 14 meses de
governo. Dentre os desmandos da atual administração, podem ser citados os gastos exacerbados realizados pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer com adiantamentos de pronto pagamento. Página 8
Está preso homem acusado de
matar a estudante da Unila
Está preso o indivíduo acusado de assassinar a estudante da Unila Martina Piazza Conde, 26 anos. Segundo informações da Delegacia da Polícia Civil de Foz do Iguaçu,
Jéferson Diego Gonçalves, de 30 anos, foi preso no fim de
semana na cidade de Nova Laranjeiras.
Página 17
No primeiro ano de Reni, a indústria da
multa rendeu fortuna de R$ 5,3 milhões
Página 9
Suspeitas de corrupção
envolvem a Secretaria de
Esportes da prefeitura
2
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
Relatório final CI
loteamentos
Edilio detona Paulo Rocha
PRETO NO BRANCO
O relatório da Comissão de Inquérito dos Loteamentos
Irregulares será lido na sessão desta terça-feira. Intervenção da justiça e entendimentos com prefeitura e Caixa Econômica fazem parte das medidas definidas. Ministério Público vai apurar as responsabilidades de quem aprovou os
loteamentos e passados 20 anos as pessoas ainda não tem
escritura dos imóveis.
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Idosos na fila
do IPTU
Edilio acusa Paulo Rocha de assinar manifesto pela moralidade e não cumprir
Ao fazer uso da tribuna na
última sessão da Câmara, o
vereador Edilio Dal Agnol criticou duramente o vereador
Paulo Rocha. A discussão foi
sobre o fim do voto secreto e
Edilio lembrou da eleição da
mesa, quando Paulo Rocha,
Vitorassi e Zé Carlos lançaram
um manifesto pela moralização
com o compromisso de reduzir
cargos na Câmara. Assim que
se elegeram para a mesa Zé
Carlos e Paulo Rocha deram
para trás, esqueceram o compromisso e os cargos continuam, alguns com aumento de
salário. Apenas Vitorassi manteve seu posicionamento.
Ao tocar no assunto, Edilio
afirmou: "É importante este projeto porque assim o povo vai
saber quem é quem aqui na
casa de leis. O senhor (vereador Paulo Rocha) assinou
um documento e não cumpriu.
Quer mais que isso, assinar e
não cumprir? Teve uma votação boa, mas agora eu duvido, eu duvido que na próxima eleição isso aconteça.
Porque a população não é
mais boba. Hoje ninguém mais
engana ninguém".
Jornalismo sem censura
É uma publicação da Editora
A Fronteira do Oeste Ltda.
CNPJ 04.640.198/0001-29 | Insc. Municipal 30125
Telefone (45) 3029-4999
Foz do Iguaçu / PR
[email protected]
R EDAÇÃO
Diretor
Enrique Alliana
Jornalista Responsável
Pedro Rodrigues da Fontoura
C OMERCIAL
Claudete Desbezel | Oscar Alliana
Impressão: RCK Comunicações Ltda.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e
não representam a opinião do jornal
Paulo Rocha ameaça a
imprensa
Em um ataque de fúria, o
vereador Paulo Rocha ameaçou a imprensa logo após o
encerramento da sessão. "Estão escrevendo o que não devem. Vou processar. Não façam mais, senão vão se ver comigo", disse na frente do editor e diretor do Tribuna Popular, Enrique Alliana; jornalista
da Gazeta do Iguaçu, Elson
Marques; e vários blogueiros,
dentre eles Gerson Cardoso e
Pedro Rodrigues.
Na eleição, Reni Pereira prometeu reduzir ou isentar
IPTU de quem não tem condições de pagar. Entretanto, o
que vemos agora é uma barbaridade. Idosos tiveram que
enfrentar filas embaixo de sol escaldante, isso apenas para
entrar com pedido de isenção, que ainda será analisado.
Total desrespeito e falta de compromisso com o cidadão.
Bancada do prefeito barra
convocação do secretário de saúde
A bancada de apoio ao prefeito
Reni Pereira barrou a convocação do
secretário de saúde, Charles Bortolo, para apresentar explicações e dados complementares sobre a prestação de contas do setor no ano de
2013. O vereador Nilton Bobato
(PCdoB) entrou com requerimento
que foi rejeitado por oito vereadores
da bancada governista.
Assim, eles afrontam a lei da transparência e por isso Nilton Bobato recorrerá ao Ministério Público. O relatório da saúde foi apresentado em
audiência pública no dia 07 de março, porém está incompleto. "O secretário precisa esclarecer diversos pon-
tos que não ficaram claros durante a
apresentação do relatório do terceiro
quadrimestre de 2013. Não tem, por
exemplo, dados sobre óbitos no Hospital Municipal e outras informações
obrigatórias" comentou Nilton Bobato.
O requerimento pedia cumprimento adequado da Resolução 459, de
10 de outubro de 2012, do Conselho
Nacional de Saúde (em anexo), conforme determina a Lei Complementar n° 141/2012; O relatório do 3°
quadrimestre de 2013 foi apresentado em audiência pública sem a devida aprovação do Conselho Municipal de Saúde; Na apresentação do
referido relatório não foram somados
os resultados dos quadrimestres anteriores. Tal medida se faz necessária, pois permite uma melhor visualização do que foi realizado no ano;
Ausência no relatório de somatória
das 10 principais causas de internação no Município; Explicação sobre
a falta de informações referentes ao
Programa Nacional de Imunizações e
do SISVAN (Sistema de Vigilância
Alimentar e Nutricional), no terceiro
quadrimestre; Ausência do relatório
financeiro da Fundação Municipal de
Saúde; Dados referentes aos óbitos
no Hospital Municipal Padre Germano Lauck.
18 à 24 de março de 2014
POLÍTICA
3
Reni entregou o Laboratório para uma empresa de Pato Branco, coincidentemente a
cidade de onde veio a maior parte do financiamento de campanha do atual prefeito
TV mostra a vergonha em que
se transformou a saúde de Foz
Da Redação
Fotos: Reprodução RPCTV
messa era de que com a terceirização e descentralização o serviço seria mais ágil.
"Não foi o que aconteceu. A
nossa redação tem recebido
muitos emails de moradores reclamando do tamanho da fila",
disse o apresentador Anderson
O Laboratório Municipal funcionava muito bem até o Reni
Pereira assumir a prefeitura.
Antes havia coleta diária de material nas unidades de saúde e os
tipos mais comuns de exames tinham resultados no mesmo dia, enviados via internet na unidade do
"É um absurdo. A
bairro onde a pessoa resaúde nunca
alizou a consulta. O que
esteve tão ruim
se vê agora são filas quilométricas e pessoas
como está agora",
madrugando para condisse uma
seguir exames.
paciente
A gestão Reni Pereira desmantelou o sistema de saúde e o Laboratório é um dos setores afeta- Frigo. O telespectador João
dos. A administração entregou o Paulo Braga enviou uma das
Laboratório para uma empresa queixas e Élio Dutra mandou um
de Pato Branco, coincidente- vídeo, exibido na reportagem.
"Fiz questão de registrar pormente a cidade de onde veio a
maior parte do financiamento de que as pessoas vão às unidades
dos bairros e são mandadas todas para cá
para fazer exame de sanTem uma fila
gue. Tem uma fila enorenorme e isso é só
me e isso é só uma parte, pois as pessoas estauma parte, pois as
vam aqui às 4 da manhã",
pessoas estavam
relata Élio Dutra no víaqui às 4 da
deo mostrando a fila que
na recepção
manhã", relata Élio começava
do Laboratório e se esDutra no vídeo
tendia pelos corredores
até ganhar a parte externa do CEM. "Essa é a
campanha do atual prefeito. Os realidade de Foz do Iguaçu, na
servidores públicos do Labora- saúde", completou.
tório, todos concursados e treiO repórter Rodrigo Soares
nados, ficaram sem local para
trabalhar e só depois de quatro
meses alguns fora acomodados
na UPA. Outros estão sem local
e perambulam pelos pátios.
Com essa irresponsabilidade
quem ganha é apenas a empresa
de Pato Branco porque o resultado para o povo tem sido trágico.
foi ao local. Eram 6h30 da manhã e naquele momento mais de
100 pessoas esperavam em pé
pelo atendimento. Marlene é
uma das pessoas que chegou às
4h da manhã e estava a procura
de um simples exame de sangue
para o filho. "No posto do bairro eles disseram que não estão
fazendo mais a coleta para exames porque estão com falta de
funcionários. É um absurdo. A
saúde nunca esteve tão ruim
como está agora", disse.
A reportagem mostrou que
na fila havia gestantes e idosos.
José, de 76 anos, estava em jejum para fazer o exame. "Isso é
uma pouca vergonha. Imagine
um senhor com essa idade e a
gente saindo com ele 4 e meia
da manhã e vir aqui", disse a nora
que acompanhava o idoso.
Uma menor que estava com
dor de cabeça tinha sido levada
à noite na UPA, onde o médico
pediu exames e a mãe ficou de
um lado para outro, sendo que
na UPA era para estar funcionando a unidade de laboratório.
"Lá disseram: aqui não fazemos
exames, nem de sangue e nem
de urina. A senhora tem que procurar o posto do bairro no programa Saúde da Família. Acontece que lá na unidade do Jardim São Paulo I também não
coletam, nem fazem exame.
Então viemos para cá às 6 da
manhã. A minha filha está com
febre, dor no corpo, está passando mal e estamos aqui em pé
na fila" relatou a mãe.
"Essa é a realidade de Foz do Iguaçu, na saúde", relata
paciente que gravou vídeo
"Uma fila enorme e isso é só uma parte, pois as
pessoas estavam aqui às 4 da manhã", relata Élio
Dutra no vídeo
RPCTV mostra a vergonha
A vergonha em que se transformou o Laboratório Municipal
foi mostrada semana passada na
RPCTV. A reportagem revelou
a indignação das pessoas, algu- Marlene: "No posto falam que não estão fazendo
mas chegando às 4 da manhã, mais a coleta para exames porque estão com falta de
no laboratório, sendo que a pro- funcionários"
Sr José, de 76 anos, saiu de casa as 4h30 e
estava em jejum. "É uma pouca vergonha disse a
nora do idoso"
4
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
POLÍTICA
Sequencia de fotografias revela a falta de cuidados em um
ambiente onde o controle deve ser rigoroso
Grave denúncia expõe sério risco
de contaminação no Laboratório
Da redação
Imagens: Reprodução
Uma grave denúncia chegou
para o vereador Nilton Bobato
com provas da total falta de cuidados e profissionalismo na administração do Laboratório
Municipal. Os problemas surgiram a partir da decisão do
prefeito Reni Pereira em entregar a exploração dos serviços
do Laboratório para uma empresa de Pato Branco. Uma
sequencia de imagens disponibilizada para o Tribuna expõe
o sério risco de contaminação
em um ambiente onde o con- Setor de hematologia. Aparelho de
gasometria e seu "descarte"
trole deve ser rigoroso.
Setor de hematologia. "Descarte" improvisado para
observação de coágulos na amostra e seringas
Setor de hematologia. Situação das
bancadas, com aparelhos mal
posicionados, reagentes líquidos
sobre aparelhos elétricos
Resultados inconfiáveis de exames
Seringas para a realização do
exame de gasometria. Nota-se
que esta seringa é de coleta de
sangue, sendo heparinizada pelos
profissionais que coletam sangue
e então as mesmas são enviadas
ao laboratório nestas condições
Seringas corretas fornecidas
pelo fabricante do aparelho.
Esse material não está
disponível desde novembro de
2013, sendo feito da maneira já
apresentada exposta acima
Este é o container de descarte
para materiais infectantes. O
mesmo está em falta há um
mês. As caixas que restam no
laboratório estão sendo
reaproveitadas, sendo
esvaziadas e reutilizadas
Aparelho de urinálise.
Erro de calibração
Setor de microbiologia. Material
vencido. Este material já foi
descartado, porém estava para
ser utilizado até a data da foto
Setor de microbiologia. Material
vencido. Este material encontrase nas geladeiras para ser
utilizado normalmente apesar da
data de vencimento
Setor de urinálise. Aparelho de
ar condicionado com defeito.
O mesmo quando ligado pinga
água para dentro do setor. O
balde improvisado serve de
contenção para esta água
Aparelho de urinálise. Tela
de alarme de erros
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
5
Situação é caso para interdição
Em todos os setores do Laboratório aparecem problemas, incluindo
despreparo técnico, falta de material, reaproveitamento de tubos e laminas, material vencido e até descarte
de material infectante direto na rede
de esgoto.
Setor de limpeza de materiais. Material
infectante a ser descartado
Centrífugas do setor de urinálise. A centrífuga
C1 apresenta defeito de não desligar após
ligada. Equipamentos totalmente fora dos
padrões de segurança, com eixo rotatório
exposto, sem chave de emergência
Setor de limpeza de materiais.
Nota-se a situação do local
Setor urinálise.
Equipamento quebrado
em uso.
Microscópio para a leitura das lâminas de urina.
Sem espaço adequado para a utilização do
equipamento
Setor urinálise. Descarte de materiais é realizado
em recipiente inapropriado. A falta de um local
correto para armazenamento do material a ser
lido acaba fazendo com que os mesmos fiquem
dispostos nas bancadas
Setor de limpeza de materiais.
Material de uso único sendo lavado
para reaproveitamento posterior
Aparelho de ar condicionado com
defeito, sendo improvisadas fitas para
que o mesmo consiga funcionar
Lâminas de microscopia
sendo lavadas para
reaproveitamento posterior
Setor recepção. Situação
da rede de energia elétrica
dos computadores. Nota-se
que as recepcionistas
ficam com os pés
posicionados nesta região
Situação da rede de energia elétrica. Fiação
antiga, com sinais evidentes da falta de
manutenção. Disjuntor solto dentro da caixa
Esta privada é utilizada para descarte de
material infectante direto na rede de esgoto
Sala de coleta de espermograma. Pela falta
de organização, a sala é utilizada também
com um pequeno depósito
Setor de descarte
de materiais.
Recipiente para
descarte de
materiais
perigosos. Está
sem identificação
legível e não está
corretamente
fechada.
6
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
POLÍTICA
Ex-secretário, um dos responsáveis pelo processo de transformação da saúde
na cidade, lamentou os prejuízos causados pela gestão de Reni aos pacientes
A fila da dor voltou,
critica Chico Brasileiro
Da redação
Fotos: Reprodução
A reportagem do Jornal Tribuna Popular vem se dedicando semanalmente
a denunciar as dezenas de problemas na
cidade e as possíveis irregularidades nas
contratações do Governo de Reni Pereira. O esfacelamento da saúde pública é só mais um triste capítulo que a
população presencia, sentindo na pele
a falta de gestão no setor.
O Jornal Tribuna Popular foi ouvir o
ex-secretário de Saúde, Chico Brasileiro. Brasileiro é servidor público na
área de saúde e comandou a pasta por
três vezes entre os anos de 2005 e
2011, período em que também ocupou os cargos de vereador, secretário
de Administração e vice-prefeito.
Neste período, o ex-secretário foi
um dos idealizadores na construção
dos Prontos Atendimento 24 horas e
do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, única unidade pública da cidade, e que recebe pacientes da cidade, brasiguaios, paraguaios e de cidade vizinhas diariamente.
Tribuna Popular: O senhor tem
acompanhado a situação da saúde pública?
Chico Brasileiro: Tenho acompanhado sim. Os meios de comunicação têm mostrado algo que não se via
há muito tempo na saúde pública de
nossa cidade: A fila da dor. A fila da
dor voltou a fazer parte da rotina do
atendimento aos pacientes. Quando
assumi a secretaria de Saúde em 2005,
no primeiro ano da gestão do Paulo,
nós víamos acontecer isso com freqüência e com medidas rápidas de
gestão conseguimos acabar com essa
peregrinação dos pacientes na madrugada, algo que fere a dignidade das
pessoas.
Tribuna Popular: O senhor acompanhou o relato de pacientes que agora levantam 4 horas da manhã para realizar um exame?
Chico Brasileiro: É uma cena lamentável. Alguns dos pacientes relataram que saíram de casa na madrugada para conseguir um exame de sangue ou de urina, porque nas unidades
de saúde não estavam sendo feitas.
Antes da atual gestão terceirizar o Laboratório, servidores executavam o
serviço, não existiam filas, os exames
eram feitos nas unidades e o resultado, dependendo o caso, estava pronto em pouco tempo, aumentando assim o tempo de tratamento para uma
possível doença.
Tribuna Popular: A terceirização
do Laboratório para uma empresa de
Pato branco, com o conseqüente esfacelamento do hospital municipal, preocupa o senhor?
Chico Brasileiro: Preocupa a todos nós. O Laboratório realizava exames diariamente, tinha uma equipe de
servidores capacitada, era uma estrutura referência no estado, e foi terceirizada sem uma justificativa coerente,
o que até gerou investigação do Ministério Público. O que a gente espera
é que o Governo Reni assuma o erro
de terceirizar o Laboratório, e acabe
com essa terceirização, fazendo com
que a unidade seja novamente modelo
e que as coletas sejam retomadas nas
unidades básicas nos bairros.
Tribuna Popular: A reportagem
tem denunciado dezenas de casos en-
volvendo supostos superfaturamentos
em compras, salários atrasados e até
recusa de cirurgia por falta de material no Hospital Municipal. O senhor
acredita que o Ministério Público ou
a Câmara tomará alguma medida diante destes fatos e o que precisa ser
feito para melhorar os serviços?
Chico Brasileiro: Nós confiamos
no Ministério Público e na Justiça.
Acreditamos que medidas serão tomadas para que o Hospital volte a ser
exemplo de atendimento e referência
para outros municípios. Em nossa gestão alcançamos bons resultados com
poucos recursos, onde o custo médio
mensal era de R$ 3,5 milhões, e agora
conforme notícias o custo por mês da
Fundação, criada pelo prefeito para gerir
o hospital, aumentou para mais de R$ 5
milhões com a redução de importantes
serviços.
Tribuna P
opular
Popular
POLÍTICA
18 à 24 de março de 2014
7
Índice real de aumento é estimado pela projeção de arrecadação do IPTU 2014
IPTU atingirá aumento
de 50% neste ano
Valores arrecadados com o IPTU até 11/03/2014, (cópia da tela extraída do Portal da Transparência,
da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, em 14/03/2014)
Valores totais arrecadados com o IPTU no ano de 2013 (cópia da tela extraída do Portal da Transparência, da Prefeitura Municipal
de Foz do Iguaçu, em 14/03/2014)
Da redação
Fotos: Arquivo e ilustração
Quando o Secretário da Fazenda estimou a arrecadação do IPTU em R$50 milhões para 2014, ele
não estava mentindo. Verificando o valor arrecadado
até a data de 11/03/2014, constata-se uma arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano da
ordem de R$ 23.949.000,98. Os dados são do Portal da Transparência da própria prefeitura.
Facilmente, até o final do mês de março, esse valor
chegará a R$ 25 milhões. Comparando o valor arrecadado com o IPTU no mesmo período de 2013 (até
o final do mês de março), que foi de R$ 16.024.398,21
(dezesseis milhões, vinte e quatro mil, trezentos e noventa e oito reais e vinte e um centavos), teremos um
acréscimo de arrecadação de 56,01%.
Prefeito perverso
já anunciou
elevação para R$
50 milhões em
arrecadação do
IPTU neste ano
Governo Reni Pereira anunciou que pretende chegar aos R$ 50 milhões com arrecadação do IPTU
Acrescendo esse percentual ao valor total do IPTU
arrecadado em 2013, que foi de R$ 29.386.516,80,
estima-se que o total previsto para 2014 será de R$
45.846.521,68, portanto, um valor bem próximo dos
R$ 50 milhões informados pelo Secretário da Fazenda na reportagem concedida à Gazeta do Iguaçu.
Esse aumento não se deve a um número maior de
pagantes, já que o percentual de inadimplência persiste no mesmo patamar. Tal incrementação devese, basicamente, ao aumento real do imposto aplicado àquela faixa populacional que regularmente paga
os seus tributos.
Assim, de acordo com os números apresentados
até o momento, pode-se afirmar que o IPTU em Foz
do Iguaçu no ano de 2014 teve um aumento real de
aproximadamente 50%, já descontada a inflação
(IGPM/FGV, que foi de 5,61%). Logo, Foz não é
40, 40. No momento, Foz é 50, 50.
Na campanha Reni prometeu reduzir os valores do IPTU
8
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
EDUCAÇÃO
Conforme dados do Portal da Transparência, secretaria gastou irregularmente
mais de R$ 600 mil com adiantamento de pronto pagamento
Suspeitas de corrupção envolvem a
Secretaria de Esportes da prefeitura
Da redação
Imagens: Reprodução e
Portal da Transparência
Entretanto, o que era para
ser exceção, virou regra. No
ano de 2013, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer
gastou R$ 606.453,94 (seiscentos e seis mil, quatrocentos
e cinquenta e três reais e noventa e quatro centavos) a título de adiantamentos de
pronto pagamento. Dinheiro
esse utilizado sem licitação para
Entre as premissas básicas
de uma administração eficiente
e eficaz estão o planejamento e
o atendimento à legislação vigente. Não é o que ocorre na
atual administração, conforme
pode ser percebido em diversos atos emanados nos primeiros 14 meses de governo. Dentre os desmandos da atual administraNa campanha
ção, podem ser citados
Reni Pereira e
os gastos exacerbados
Anderson Andrade
realizados pela Secretaria Municipal de Esprometeram
portes e Lazer com adimundos e fundos
antamentos de pronto
pagamento.
no esporte. Agora,
Adiantamentos de
só se vê abandono
pronto pagamento são
e denúncias de
valores disponibilizados
a servidores municipais
falcatruas
que, no exercício das
atividades atinentes ao
local onde estão lotados, ne- atender aos gastos daquela
cessitam de valores para cus- Secretaria.
Disso, podem ser feitas altear despesas emergenciais,
prementes, de pequena monta, gumas análises: Como se sabe,
necessárias ao bom andamen- no começo do ano são divulto das atividades públicas. Es- gados os calendários esportites gastos não são licitados, vos de todas as atividades que
competindo ao agente público serão realizadas ao longo do
zelar por utilizar o dinheiro res- exercício. Assim, a Secretaria
peitando os princípios da eco- poderia ter se programado de
nomicidade e eficiência, ou forma a providenciar licitações
seja, aplicar bem, gastando para execução das despesas
necessárias à participação nos
pouco.
Reni e Anderson: Desmandos também no esporte
eventos esportivos. Não foi o
que aconteceu. Como a marca dessa gestão é "vamos ganhar e depois vemos o que fazer", foi dessa forma que fizeram. Não programaram os
eventos, fizeram tudo no afogadilho, na pressa, na pressão
e com total desleixo com o dinheiro público.
Ora, se nos eventos que e
a Secretaria participa sabe-se
que não são pagas acomodações aos atletas porque os
mesmos ficam em alojamen-
Veja a lista dos adiantamentos
Fonte: Portal da Transparência da prefeitura de Foz
tos. Não se gasta com alimentação, porque, via de regra, os
organizadores fornecem alimentos aos participantes dos
eventos, e, como já existia um
contrato em vigência para o
transporte dos atletas, de forma que a empresa que executou os serviços recebeu diretamente da Prefeitura, fica a
seguinte pergunta: Em que foram gastos mais de R$ 600 mil
de adiantamentos pela Secretaria de Esportes em 2013?
Existem suspeitas de que
boa parte desses recursos tenham sido utilizados para pagamentos dos atletas do futsal,
de maneira que notas fiscais frias fossem apresentadas nas
prestações de contas para encobrir tais gastos. Na questão
legal, foi ferido o que estabelece o Parágrafo Único, Art.
61, da Lei 8.666/93 (Lei de Licitações e Contratos), assim
disposto: "É nulo e de nenhum
efeito o contrato verbal com a
Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas
aquelas de valor não superior
a 5% (cinco por cento) do limite estabelecido no art. 23,
inciso II, alínea "a" desta Lei,
feitas em regime de adiantamento". Art. 23, inciso II, alí-
nea "a": convite - até R$
80.000,00 (oitenta mil reais);
Assim, não poderiam ser
concedidos adiantamentos superiores a R$ 4.000,00 (quatro mil reais), que representam
5% de R$ 80.000,00, definidos no Art. 23, inciso II, alínea "a", da Lei nº 8666/93. Todavia, os R$ 606.453,94 gastos em adiantamentos de pronto pagamento pagos em 2013
foram divididos em diversos
pagamentos, mais precisamente, em 39 processos pagos a 8
servidores daquela pasta, em
um sistema de rodízio que buscava burlar os sistemas de controle externo.
Dos 39 processos, 30 infringiram o limite estabelecido
pela Lei 8.666/93. Para se ter
uma idéia, somente o servidor
Laercio Antonio Boufleuer, Diretor de Planejamento recebeu
R$ 263.341.33 de adiantamentos. O servidor Jackson
Guilherme Schmitt (popular
Juruna), Diretor de Apoio ao
Gabinete, recebeu R$
167.294,00 para utilização na
forma de adiantamento.
Como se vê, quando se junta incompetência com má fé, o
resultado é desastroso, nesse
caso, implicando na dilapidação
do Patrimônio Público.
Tribuna P
opular
Popular
POLÍTICA
18 à 24 de março de 2014
9
Dados da arrecadação do Foztrans comprovam valores astronômicos
No primeiro ano de Reni, a indústria da
multa rendeu fortuna de R$ 5,3 milhões
Da Redação
Fotos Enrique Alliana
nada. Mais e mais radares estão sendo instalados. Em breve o sistema de monitoramento das 120 câmeras também
vai poder emitir multas. O pior
é que mesmo com tantas multas, não houve redução de
acidentes, ou seja, sem resultado prático.
O maior número de multas
é aplicado através de fiscalização eletrônica - radares fixos e móveis ou lombadas eletrônicas. As engenhocas ele-
O povo não pode reclamar
do desenvolvimento de Foz
do Iguaçu. Afinal, ao menos
um tipo de indústria está se
desenvolvendo muito bem na
cidade. Prospera e atinge os
melhores índices, superando
todas as expectativas. É a indústria da multa. Só no primeiro ano do governo Reni Pereira essa indústria rendeu para
os cofres da administração R$
5.347.475,95 (cinco
milhões, trezentos e
quarenta e sete mil,
Em 2013 Foztrans
quatrocentos e setenta
e cinco reais e noventa
aplicou 73.098
e cinco centavos).
multas de trânsito
Esses valores podem ser vistos no quacom pardais e
dro de balanço finanradares móveis
ceiro do Foztrans divulgado no Portal da
Transparência, por força de lei. A fortuna é a soma trônicas somam 52%, Estarfi
de R$ 3.564.504,16 de mul- 15% e as aplicadas em opetas previstas na legislação de rações conjuntas da Guarda
trânsito,
mais
R$ Municipal e Polícia Militar so1.775.471,96 de taxa de es- mam 13%. O restante 20%
tacionamento rotativo (Estar- são das outras fiscalizações de
fi), além de R$ 7.499,83 de rotina.
multas de transporte rodoviáSão 32 pontos com pardais
rio de cargas.
e armadilhas eletrônicas espaNo ano passado o Fo- lhadas pela cidade. Até o fim
ztrans lavrou 73.098 multas de deste mês o instituto deverá
trânsito. Para quem acha que ativar os equipamentos que
isso é muito, ainda não viu estão em fase de testes na
Armadilhas eletrônicas estão espalhadas pela cidade
Avenida das Cataratas e no
semáforo da Avenida Jorge
Schimmelpfeng com a rua
Marechal Floriano.
As informações apuradas
pelo Tribuna dão conta de que
de o esperneio dos motoristas é grande, mas não adianta
muito. Aproximadamente
30% dos motoristas multados
entram com recursos, mas a
cada 10 contestações, apenas
duas conseguem o cancelamento da multa. Existe um
prazo para entrar com recurso na Junta Administrativa de
Recursos de Infrações - JARI.
Os chamados furões multam carros mesmo que passam em sinal verde quando
estão a partir 10% acima da
velocidade permitida no local.
Foz do Iguaçu possui uma frota de 153 mil veículos, dos
quais 15 mil são motocicletas.
O Foztrans deveria ser
mais rigoroso com as motocicletas com placas paraguaias,
pois aproximadamente 11 mil
delas circulam pela cidade.
Cerca de 90% dos motociclistas provenientes do Paraguai
não tem habilitação. Boa parte nem possui documentação
da moto. Eles nem passam por
escola de formação e por isso
cometem todo tipo de barbaridade no trânsito de Foz. Entretanto, parece que a intenção principal do Foztrans não
é reduzir acidentes e sim arrecadar.
Valor de R$ 5,3 milhões obtido no primeiro ano de governo é a soma de R$ 3.564.504,16 de multas previstas na legislação de trânsito,
mais R$ 1.775.471,96 de taxa de estacionamento rotativo (Estarfi), além de R$ 7.499,83 de multas de transporte rodoviário de cargas
10
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
EDUCAÇÃO
Sob comando do presidente Zé Carlos, grupo de vereadores entra com denúncia-crime contra Vitorassi
Na Câmara, Grupo dos Oito rebate
denúncias e Vitorassi contra-ataca
Duso, Beni Rodrigues, Marino
Garcia e Darci Siqueira vem à
público refutar e esclarecer soEm resposta ao texto publi- bre o tema da reforma admicado na edição anterior do Tri- nistrativa na Câmara. Os verebuna Popular, os vereadores Zé adores citados (Grupo dos
Carlos, Paulo Rocha, Paulo Oito) ingressaram com uma
Cesar Queiroz Coquinho, Ru- Queixa-Crime na 6ª SDP condinei de Moura, Fernando tra o vereador Dilto Vitorassi
que distribuiu panfletos
denunciando aumento de
valores e cargos na Câmara.
Consta numa carta resposta que o folheto distribuído ataca o aumento de
salário bruto do diretor jurídico - que deve dedicação exclusiva a Casa de
Leis. Insinua de forma maldosa e consciente que os
vereadores ora denunciantes estariam se "apropriando de verba que não lhe
pertence"- o que deve responder por calúnia, difamação e falsidade ideológica.
Assim, os oito vereaMaterial preparado pelos
dores distribuíram uma
vereadores do "Grupo dos Oito"
Da redação
Fotos: Divulgação
Carta Aberta à população:
"Quando assumiu a função de
presidente da Casa de Leis, em
2013, o vereador Zé Carlos se
deparou com excessos no valor da gratificação recebida pelo
Controlador Interno da Câmara - função criada através de resoluções legislativas, a primeira oriunda de 2003 e a segunda de 2007. O percentual de
gratificação atingia 200% sobre
o salário do mesmo, chegando
ao supersalário nominal de R$
34.000,00.
Diante disso, o presidente
solicitou um Estudo Técnico
externo que apontou distorções, excessos e gastos desnecessários no sistema de Cargos
e Gratificações dos servidores
da Câmara.
Para corrigir as distorções e
os excessos, foi apresentado
Projetos de Resoluções, que
passaram pela aprovação do
plenário e com apoio total dos
vereadores Coquinho, Paulo
Rocha, Rudinei, Fernando
Paulo Rocha exibe holerite de controlador da Câmara
que na verdade não teve redução de R$ 23,4 mil
Duso, Beni, Marino, Darci e Zé recebe R$ 10.514,34 - repreCarlos - fixando as gratifica- sentando R$ 23.485,66 a meções a nossa realidade social. nos. Outro ponto importante
da Reforma Administrativa é
Controlador
que harmonizou as gratificações
Antes da Reforma Adminis- dos servidores que, hoje, atintrativa, o Controlador recebia gem um teto de 40%, o que
gratificação de 200% sobre seu antes era de 100%. A nova resalário base. Hoje, esta reali- gulamentação pôs fim aos sudade mudou e o Controlador persalários."
Vitorassi rebate as inverdades
Após receber a resposta
da mesa diretora sobre denúncias de elevação de gastos com cargos na Câmara, o
Tribuna Popular ouviu o denunciante vereador Dilto Vitorassi. Ele considerou que as
declarações do presidente Zé
Carlos que comanda o Grupo dos Oito são inverdades.
"Apesar do holerite do servidor constar R$ 34.457,86 o
que os vereadores Zé Carlos e
o Paulo Rocha não conseguem
explicar para população é que
o controlador na verdade nunca recebeu R$ 34.457,86,
como dizem e sim recebeu o
valor de R$ 20.884.00. Então
a pseuda economia de R$
23.485.66 nunca existiu", retrucou Vitorassi.
O vereador ainda rebate
mais: "A economia existente,
na verdade é de R$
Vitorassi: "A pseuda economia na Câmara nunca existiu"
10.369,66. Essa sim foi a economia que teve com o controlador. No entanto, Zé Carlos
criou um cargo para outro
controlador de R$ 9.700,00.
Como se não bastasse aumentou o salário do advogado que era de R$ 6.000,00
para R$ 11.300,00 e pegou o
motorista que ganhava R$
2.000,00 e passou para R$
6.000,00. Agora ele voltou a
fazer o cidadão a ser motorista. Então colocou um novo
cargo comissionado de R$
6.000,00. Qual é a economia
que o Zé Carlos fez? Nenhuma!", enfatizou Vitorassi.
Para o vereador, "a verdade é quando veio o projeto de
resolução para cortar as gratificações, os vereadores foram unânimes. Todos votaram
a favor e não só os oito como
eles declararam".
Tribuna P
opular
Popular
POLÍTICA
18 à 24 de março de 2014
11
Vereadora questiona vetos e pergunta qual o valor que o Prefeito dá à
Educação Inclusiva, ao Meio Ambiente e à sustentabilidade
Prefeito veta Projetos voltados à
Educação Inclusiva e Meio Ambiente
Da Redação
Fotos: Assessoria
Os últimos vetos do Executivo aos Projetos de Lei da Vereadora Anice Gazzaoui (PT)
causaram revolta na comunidade defensora da Educação Inclusiva e Ambientalistas de Foz
do Iguaçu, deixando claro a
perseguição política que assola
a atual gestão. Na última semana o prefeito Reni Pereira, incapaz de compreender o amor
à causas voltadas à educação
especial e ambiental, vetou os
Projetos de Lei Nº 112/2013
que dispõe sobre a matrícula,
condições de acessibilidade e
mobiliário inclusivo para alunos
portadores de deficiência locomotora na escola municipal mais
próxima de sua residência. Reni
também vetou o Projeto de Lei
Nº 162/2013 que dispõe sobre
o reaproveitamento do material orgânico proveniente da poda
de árvores e da coleta do lixo
orgânico de feiras-livres.
Educação Especial
e Inclusiva
Segundo Anice, o desenvolvimento saudável e sustentável
de Foz pode ficar ainda mais
debilitado. Para a Vereadora
esta é uma gestão baseada na
incensibilidade e na falta de conhecimento das reais necessidades de Foz do Iguaçu.
"O Projeto de Lei 112 asseguraria a matrícula para o aluno portador de deficiência locomotora em escola municipal
próxima de sua residência, independentemente de vaga. As
escolas poderiam assim possibilitar que os alunos fizessem
parte de turmas cujas salas de
aula estivessem localizadas em
espaço físico com reais condições de acessibilidade. Mas infelizemnte Reni não está preo-
cupado com a Educação Inclusiva. Por isso é preciso lembrar
que a Carta Magna, assim como
a legislação estadual e municipal, asseguram o acesso de todos à educação e à escola. Isso
inclui a proibição de todo e qualquer tipo de discriminação. A
dificuldade na locomoção é uma
das principais causas de desistência escolar e o que vemos é
que nem todas as escolas têm a
estrutura suficiente para abrigar
o aluno portador de deficiência
física, o que ocasiona a matrícula em escola distante. E isso
não pode acontecer é uma discriminação", questiona Anice.
Para a Educadora Especial,
Alexandra Miranda, as escolas
deveriam ser adaptadas e todas deveriam receber alunos
especiais oferecendo qualidade
no ensino, incluindo profissionais
para área. "Anice está certa, estamos atrasados nestas questões. Precismos de um prefeito
lúcido, que pense no futuro da
cidade. Precisamos discutir a
Educação Inclusiva de forma
ampla. Vetar um projeto como
este é insesatez", lamentou.
Meio Ambiente
Quanto ao Projeto 162 - a
preocupação da Vereadora seria com a destinação correta e
o reaproveitamento de podas
de árvores e coleta de lixo proveniente de feiras-livres, efetuadas ou recolhidas pelo Município. Segundo Anice esse material poderia e deveria ser destinado à trituração, para que
seja transformado em composto orgânico.
O composto orgânico resultante do procedimento de que
trata esta Lei seria utilizado em
hortas comunitárias de escolas,
associações, praças, parques e
projetos de paisagismo e ajar-
dinamento promovidos pelo
Poder Público Municipal.
"O volume de lixo orgânico
produzido nos grandes centros
urbanos vem sendo um dos
maiores problemas da atualidade e diversas medidas vêm sendo adotadas pelo governo, pela
sociedade civil organizada e
pela iniciativa privada para
conscientizar a população a reciclar o que for possível. Mas
mais uma vez, o Prefeito mostra que não tem preocupação
ambiental", frizou Anice.
Para a bióloga Priscilla
Yoshie, falta ao prefeito conhecimento de que a coleta seletiva apresenta-se como a condição primordial para uma nova
racionalidade social e ambiental,
além de econômica, com possibilidade não somente de redução do desperdício, mas também
de reutilização e reciclagem de
matéria-prima de modo endógeno. Segundo os defensores da
causa, Reni não está preparado
para governar uma cidade em
crescimento, muito menos voltada ao turismo ecológico e ao
meio ambiente.
"É no mínimo absurdo, em
plena era da busca de sustentabilidade não dá pra agir sem
argumentos responsáveis, não
precisa nem estudo para saber
que seria um importante projeto para a nossa cidade", comentou.
Projetos derrubados
na Câmara
E a perseguição política continua inclsuive na Câmara Municipal de Vereadores que neste mês, em que comemoramos
o Dia Internacional da Mulher,
derrubou projetos importantes
para a comunidade feminina.
Com prioridade Anice apresentou o Projeto de Lei Nº 121/
2013 que dispõe sobre a obrigatoriedade do Poder Executivo elaborar estatísticas periódicas sobre a violência contra
mulher na Tríplice Fronteira mas
não foi aprovado. O pedido foi
feito pela Vereadora à Casa de
Leis e trata de qualquer agressão que vitime a mulher.
"Esse projeto é de vital im-
Vereadora Anice: "Reni não está preparado para
governar uma cidade em crescimento, voltada ao
turismo, a sustentabilidade e ao meio ambiente.
Vetar um projeto de Educação Inclusiva, por
exemplo, é votar contra o desenvolvimento da
Educação de Foz e isso é inadimissível"
portância para o conhecimento
da extensão da violência contra a mulher, visando elaborar
políticas públicas apropriadas
para o seu combate. Sem os
dados estatísticos coletados cientificamente, dificilmente as autoridades conseguirão adotar
medidas de efeito real. Mas nem
o Prefeito nem a Primeira dama
parecem estar preocupados com
estas questões na fronteira, já que
nem participaram da Audiência
Pública promovida por mim com
a participação dos movimentos
femininos e do Conselho da Mulher," destacou Anice.
A bancada de sustentação
do Governo derrubou ainda o
Projeto de Lei que insituiria o
"Programa Municipal de Prevenção ao Alcoolismo entre
Mulheres" e incluiria a "Semana Municipal de Prevenção ao
Alcoolismo entre Mulheres" no
Calendário Oficial de Eventos
do Município.
O projeto que instituiria o dia
municipal de incentivo a Adoção também foi derrubado pela
Casa de Leis.
"Precisamos de políticos
sensíveis. Essa luta incoerente
prejudica a população. O que
falta nos vereadores é votar com
humanidade e consciencia. Falta bom senso. Não deveriam
olhar para o que o Prefeito quer,
mas sim para o que a população
precisa", concluiu Anice.
12
18 à 24 de março de 2014
POLÍTICA
Tribuna P
opular
Popular
Foi preciso acionar a justiça para que fundação envie à Câmara documentos
solicitados por requerimentos de Nilton Bobato
Justiça manda abrir a caixa preta
da Fundação Municipal de Saúde
Da Redação
Fotos: Assessoria
O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Wendel Fernando
Brunieri, concedeu liminar exigindo que a Fundação Municipal de Saúde, implantada pelo
prefeito Reni Pereira, encaminhe no prazo de cinco dias todos os documentos requeridos
pela Câmara. O descumprimento da ordem acarretará busca e apreensão na fundação
com o uso de força policial.
A determinação ocorre em
ação judicial impetrada pela
Câmara Municipal a pedido do
vereador Nilton Bobato
(PCdoB), autor dos requerimentos aprovados por unanimidade no plenário desde o ano
passado e que até agora não foram atendidos. É a primeira vez
que o Legislativo recorre à Justiça contra uma fundação devido às repetidas negativas de
envio de documentos.
Na decisão datada de 11 de
março o juiz o acata o pedido
por entender que no caso "trata-se de despendimento de recursos financeiros oriundos dos
cofres públicos, necessitando
de fiscalização por parte do Decisão é inédita devido a falta de transparência na
poder legislativo municipal". Fundação implantada por Reni Pereira
Wendel Brunieri concedeu a liminar justificando que "o peri- colados por força de requeri- desde 10 de julho do ano pasgo da demora também se faz mento. No processo, a Câma- sado, o presidente Jomaa fica
presente, uma vez que o autor ra pediu que o Judiciário deter- agora obrigado pela justiça a
(Câmara) necessita dos docu- minasse ao presidente da Fun- enviar à Câmara cópia de todos os documentos que
mentos para exercer o
culminaram na celebraseu dever fiscalizatório,
ção de contratos da
sob pena de resultar em
Em decisão inédita na
Fundação de Saúde
eventuais ilegalidades
cidade
foi
preciso
acionar
com prestadores de serou danos ao erário.
a justiça para que órgão da viços, fornecedores de
Diante do exposto,
insumos e materiais,
concedo a antecipação
administração indireta
bem como cópia de prodos efeitos da tutela (liapresentar
documentos
cessos licitatórios que
minar) para determinar
originaram os referidos
básicos
à
Câmara
que o réu, em cinco
contratos. Além disso,
dias, promova a exibideve apresentar a relação dos referidos doção
de
funcionários
contratados
dação,
Faisal
Ahmad
Jomaa,
cumentos, sob pena de busca e
com
apontamentos
das respecque
encaminhe
os
documentos
apreensão".
solicitados sob pena de multa tivas funções.
Ação judicial
O pedido de providências
diária. Ao conceder a liminar, o
A Ação de Exibição de Do- juiz foi além e determinou tam- jurídicas, formulado por Nilton
cumentos foi protocolada no bém busca e apreensão, caso Bobato, ocorreu depois que a
dia 10 de março, motivada pela os documentos não sejam apre- Fundação usou de subterfúgios
para protelar envio da lista de
falta de transparência. Delibe- sentados dentro do prazo.
documentos. O vereador entenradamente a Fundação de SaúDocumentos
requeridos
de que é necessário abrir a caide vinha ignorando os pedidos
Conforme os requerimentos xa preta da Fundação de Saúde
de envio de documentos ao
Legislativo, inclusive os proto- de Nilton Bobato aprovados que desde o início tem tido uma
Dentro do seu direito de fiscalizar, Nilton Bobato pediu
intervenção da justiça para obter os documentos
gestão conturbada no Hospital vo Municipal, mediante controle
Municipal com denúncias de sus- externo, e pelos sistemas de
peita de superfaturamento, ter- controle interno do Poder Execeirizações em licitação e con- cutivo Municipal".
Destaca ainda que este potratação de pessoas por indicação política, sem concurso pú- der de fiscalização se estende a
blico. Bobato ressalta que é obri- todos os organismos descentragação do Legislativo fiscalizar a lizados da administração, conaplicação do dinheiro público.
A ação movida
Presidente Faisal
pela Câmara está
Ahmad Jomaa tem prazo
amparada na
de cinco dias para
Constituição Federal, Lei da
atender determinação
Transparência e na
judicial ou a polícia fará
Lei Orgânica do
busca e apreensão
Município, fundamentada no artigo
273 do Código de
Processo Civil. O conjunto de forme consta no parágrafo únileis faculta ao Legislativo recor- co do artigo 70 da Constituirer à justiça para o pleno exer- ção que é "dever prestar concício do poder de fiscalização. tas qualquer pessoa física ou
O texto cita o artigo 70 da jurídica, pública ou privada, que
Constituição onde rege: "A fis- utilize, arrecade, guarde, gerencalização do Município será cie ou administre dinheiro, bens
exercida pelo Poder Legislati- e valores públicos".
Tribuna P
opular
Popular
Polícia
18 à 24 de março de 2014
13
Vizinho é apontado com autor do crime ocorrido em meio a bebedeira
Rapaz é morto a facadas no Morenitas
Polícia Militar levantou informações sobre o assassinato
Da redação
Fotos: Enrique Alliana
Uma bebedeira terminou em
morte na sexta-feira por volta das
19h30. Giovani Soares de Almeida, de 26 anos, foi morto a facadas na Rua Flávio Cavalieri, no
bairro Morenitas II, nas proximidades Poliambulatório, no Porto
Meira. O autor do assassinato seria um vizinho da vítima.
Quando os socorristas do Siate chegaram, Giovani já estava
morto, após ter sido atingido por
duas facadas. O local foi isolado
pela PM até a chegada da Dele-
gacia de Homicídios, Polícia Científica e d o Instituto Médico
Legal.
A perícia realizou os procedimentos de praxe, enquanto a PM
levantava informações sobre o
crime. Descobriu que a autor do
homicídio seria um vizinho. A vítima e o criminoso estariam ingerindo bebida alcoólica, sendo
que em dado momento teria
ocorrido uma discussão que resultou no assassinato. O autor
teria sido identificado como sendo Laércio da Silva Salvino, que
está foragido.
Crime aconteceu nas proximidades do Poliambulatório
Giovani Soares de Almeida levou duas facadas
Vítima e autor do assassinato estavam bebendo juntos e se desentenderam
Autor do crime, identificado como Laércio da Silva está foragido
14 18
Tribuna P
opular
Popular
à 24 de março de 2014
Polícia
Droga foi apreendida na rodoviária na manhã de sábado
Rocam prende traficante que levava
maconha para a cidade de fortaleza
Menor de 14
anos também
caiu com
maconha
Jovem carregava 20 tabletes de maconha
Da redação
Fotos: Vanderlei Marcolino
Na manhã de sábado policiais militares da ROCAM
(Ronda Ostensiva com Apoio
de Motocicletas) prenderam
Anderson Carlos Ribeiro de
Souza, de 20 anos. O jovem
foi flagrado tentando embarcar na Rodoviária Internacional de Foz do Iguaçu com 20
tabletes de maconha.
Diante dos fatos, foi dado
voz de prisão ao traficante,
sendo encaminhado à 6ª SDP
para as devidas providencias.
Na delegacia "Anderson" informou que levaria a droga
para a cidade de Fortaleza.
Droga apreendida com o menor
seguiria para Londrina
Anderson estava pronto para embarcar para o Nordeste
Nas abordagens realizadas na rodoviária, no último sábado, a Rocam realizou três apreensões de drogas. Uma
delas ocorreu às 11h na abordagem de
um adolescente de 14 anos. Na revista aos pertences foram localizados
sete tabletes de maconha. O menor e
a droga foram apreendidos. Na Delegacia Especial do Adolescente o menor informou que levaria a droga para
a cidade de Londrina/PR.
Caiu com maconha e duas pistolas de brinquedo
Por volta das 09h de sábado, policiais militares da ROCAM (Ronda
Ostensiva com Apoio de Motocicletas) do 14º BPM, em ação na Rodoviária Internacional de Foz do Iguaçu,
abordaram um indivíduo em atitudes
suspeitas. Ao revistarem a bolsa foram localizados vários tabletes de
maconha e dois simulacros de pistola.
Diante dos fatos, Rudge Mota Passos, de 26 anos, acabou preso e encaminhado à 6ª SDP para as devidas
providências. Na delegacia o detido
informou que levaria a droga e o simulacro de pistola para o Estado de
Pernambuco.
Rudge Mota Passos está preso
Simulacro de pistola e droga apreendidos com Rudge
Tribuna P
opular
Popular
POLICIA
18 à 24 de março de 2014
15
Fato ocorreu de madrugada em ação do Grupo Choque da Polícia Militar
Três são presos após tentativa de
assalto a moto na Vila Paraguaia
Polícia Civil cumpre dois mandados
de prisão em Três Lagoas
Bandidos usavam arma de fabricação argentina
Da Redação
Fotos: Enrique Alliana
O Grupo Choque, da Polícia Militar, tirou três marginais
de circulação. A prisão aconteceu por volta da 1h de domingo após assalto frustrado a um
entregador de pizza, na Vila
Paraguaia.
A primeira informação dava
conta de que o trabalhador seria assaltado quando fosse entregar a pizza na Rua Marechal
Francisco Solano Lopes, na
Vila Paraguaia, pois o número
de telefone da solicitação da
pizza era o mesmo onde há
tempos atrás teria ocorrido um
roubo. Os militares ficaram nas
proximidades, e com a aproximação do motoqueiro, dois
menores teriam tentado realizar
o roubo.
Ao avistarem a viatura policial os assaltantes tentaram fugir, sendo presos pelos militares. Com um dos menores foi
localizado um revólver calibre
22, de fabricação Argentina. Na
ação policial, foi tentando abordagem a um veículo Chevette,
porém este se evadiu em alta
velocidade.
De imediato os menores in-
formaram que o veículo iria dar
fuga após o roubo, informando
ainda de que o irmão de um dos
menores identificado como sendo Romualdo Dario de Alcantara Maldonado, iria dirigir o
carro. "Romualdo" seria o dono
do veículo e da arma aprendida.
Foi deslocado até a residência de "Romualdo" onde ele foi
localizado e preso, o qual se
encontrava sujo, suado e ofegante. Diante dos fatos, todos
os envolvidos foram encaminhados a 6ª SDP para as devidas providencias.
Marcinho e Jefinho estão em cana
Dois mandados de prisão
foram cumpridos pela Polícia
Civil em Três Lagoas. O GDE
(Grupo de Diligencias Especiais) da 6ª SDP realizou uma
série de abordagens a suspeitos em locais de grande incidência de crimes naquela região.
Nas abordagens, em menos
de 30 minutos foram presas
duas pessoas em via pública
com mandados de prisão. Na
primeira abordagem foi preso
Marcio Elias da Silva, de 35
anos, conhecido pela alcunha de
"Marcinho" em decorrência do
Guarda Municipal flagra menor
com cocaína na Vila Miranda
Um menor caiu pelo crime de tráfico de drogas. Guardas municipais em
patrulhamento comunitário pela Rua
Centro Novo, no Bairro Vila Miranda,
região de Três Lagoas, avistaram o indivíduo em atitudes suspeitas.
Com a aproximação os GMs flagraram o menor jogando um invólucro embaixo de um veículo. A equipe fez a
abordagem e constatou que no invólucro havia seis buchas de cocaína, sendo identificado o suspeito como sendo
um adolescente de 17 anos.
Diante dos fatos, foi dado voz de
apreensão ao menor, sendo encaminhado ao DEA (Delegacia Especial do
Adolescente) para lavratura do ato inCocaína apreendida com o menor
fracional.
mandado de prisão da 2ª Vara
Criminal de Foz do Iguaçu, por
participação direta em um crime de roubo agravado no ano
de 2014.
Já o segundo preso foi Jeferson da Silva, de 19 anos, conhecido pela alcunha de "Jefinho" preso em decorrência de
mandado de prisão da 2ª Vara
Criminal de Foz do Iguaçu, pelo
crime de roubo agravado onde
teria participação direta a roubos a farmácias. Os dois presos
foram encaminhados a 6ª SDP
para as devida providencias.
16
Tribuna P
opular
Popular
18 à 24 de março de 2014
POLÍCIA
Publicação é uma reação à atitude de professora na Delegacia de Homicídios
Em carta aos policiais, delegado desabafa
contra desaforos de professora da Unila
Da redação
Foto: Arquivo
O delegado-chefe da 6ª
SDP, Alexandre Macorin, publicou na internet carta aberta
aos policiais civis, expondo um
desabafo contra o que considerou como desaforo de uma
professora da Unila. O caso
envolve o terrível assassinato da
universitária uruguaia Martina
Piazza Conde. As revelações
do delegado repercutiram e
chegaram à imprensa. Confira
a íntegra da carta assinada pelo
delegado.
na a representação corroborada pela Justiça da prisão preventiva do suspeito, o qual protegido pelos quatro dias decorridos entre o fato e o encontro
do corpo, encontrava-se foragido. Iniciam-se as ações então voltadas à captura, ações
estas envolvendo além da delegacia especializada vários outros setores da delegacia e policiais abnegados e honrados
que, mesmo em horário de folga continuam na missão, encontrar o assassino.
Eis então a surpresa, com-
CARTA ABERTA:
Polêmica envolve
"Srs. policiais, desculpem, preciso desamorte da
bafar: após um registro
estudante
de desaparecimento de
pessoa nesta delegacia
uruguaia Martina
iniciaram-se as diligências que culminaram
Piazza Conde
com o encontro por policiais civis do cadáver
de uma estudante em um apar- parece na delegacia especitamento, indício de homicídio, alizada em crimes de homicídio,
providências de praxe e um delegacia esta de eficácia comcorre-corre danado, em pou- provada em nossa cidade com
cas horas a constatação do cri- milhares de casos em andamenme, a expedição dos laudos e, to e local de trabalho de hoainda durante o final de sema- mens e mulheres vocacionados,
Motociclista morre após colisão
frontal com uma van de turismo
na Av. das Cataratas
No final da manhã de ontem, segunda-feira, 17 de março de 2014, por volta das
11h:30min, policiais militares da
Ambiental foram informados
que acabara de ocorrer um acidente de trânsito envolvendo
uma motocicleta e uma Van de
turismo na baixada da Rodovia
BR-469 (Avenida das Cataratas) entre o Hotel Colonial e o
Hotel Canzi, bem próximo ao
Portão do Parque Nacional.
No local os militares constataram o acidente no Km 20
da rodovia e imediatamente foi
acionado apoio do Siate. Com
a chegada dos socorristas do
Siate com apoio médico, foi
constatado que o motociclista
já se encontrava em óbito.
Com a chegada da Policia
Rodoviária Federal, foi apurado que o motociclista identificado como sendo Eneias de Souza Marques, de 35 anos de idade, o qual trafegava com a motocicleta Honda / CG Cargo, de
placa AWN-8697, sentido Parque Nacional, quando teria colidido de frente com a Van de
Turismo, marca Peugeot / Boxer, de placas AUK-7924, de
Foz do Iguaçu.
Segundo informações, o motociclista se deslocava para fazer uma entrega de água no Portão do Parque Nacional e estva
em fase de experiência na empresa, pois era o seu 1º dia de
trabalho. O local foi isolado até
a chegada da Policia Cientifica
e o Instituto Médico Legal para
os procedimentos pertinentes.
uma senhora com titulação para
ministrar aulas, posto que chamar alguém assim de professora talvez seja fora de contexto,
veio para reclamar e demonstrar sua "insatisfação" com a investigação, pois decorridos seis
dias o autor "ainda" não está
preso, de forma grosseira e
desrespeitosa afirmou que para
demonstrar sua indignação vai
"organizar" uma passeata na
Universidade em que a jovem
estudava.
Minha cara antropóloga, na
minha modesta opinião o seu
entendimento sobre investigação policial é tão grande quanto o meu entendimento sobre a
"arte bizantina no século passado". Cada um na sua, respeite o trabalho alheio para ser
respeitada.
Saiba, minha senhora, que
neste exato momento em que
escrevo isso vossa senhoria
deve estar dormindo ou quem
sabe organizando mais uma
passeata contra a Copa, contra o liberalismo, contra a
opressão ou sei lá mais o que...
Nada contra, é o seu direito.
Mesmo nesse horário da madrugada são esses mesmos
policiais que tanto despreza
Delegado Alexandre Macorin expôs toda a sua indignação
contra atitude de professora da Unila
que mantém a ordem e estão
nas ruas permitindo seu sono
tranquilo. Vá em frente, organize mais uma passeata, mas
saiba de uma vez por todas
que nós policiais devemos e
sabemos ser cobrados, mas
com bom senso, saiba ainda
que os preciosos minutos que
vossa senhoria tomou dos policiais para manifestar toda a
sua insatisfação sobre a investigação em andamento são minutos de vantagem ao assassino, pois além de persegui-lo
também é nossa obrigação
atendê-la e ouvi-la. Ouvida
está minha senhora, agora, por
favor, deixe-nos trabalhar porque temos um trabalho importante a fazer". (Por Alexandre Macorin
Delegado chefe da 6ª SDP de Foz do Iguaçu)
Tribuna P
opular
Popular
POLÍCIA
18 à 24 de março de 2014
17
Jéferson Diego Gonçalves, de 30 anos, foi preso na cidade de Nova Laranjeiras
Está preso homem acusado de
matar a estudante da Unila
Martina Piazza Conde, 26 anos, era
uruguaia e estudava antropologia
Jeferson Diego Gonçalves, 30 anos, estava foragido desde a data do crime
Da redação
Fotos: Polícia Civil
Está preso o indivíduo acusado de
assassinar a estudante da Unila Martina Piazza Conde, 26 anos. Segundo
informações da Delegacia da Polícia
Civil de Foz do Iguaçu, Jéferson Diego
Gonçalves, de 30 anos, foi preso no fim
de semana na cidade de Nova Laranjeiras, na região de Cascavel. Até o início da noite de ontem (segunda-feira,
17) o acusado estava sendo transferi-
do para Foz do Iguaçu, onde será interrogado.
Os policiais encontraram Jéferson
andando pelas ruas da cidade, quando
foi abordado e recebeu voz de prisão.
O acusado estava foragido desde a madrugada do dia 2 de março, quando foi
filmado pelo sistema de câmeras do
prédio onde Martina estava passando
uns dias em apartamento de amigos. Jéferson entrou no prédio acompanhado
da vítima e aproximadamente 50 minu-
tos depois saiu apressado.
O corpo da estudante uruguaia foi
encontrado quatro dias depois no apartamento. Os amigos viajaram e deixaram as chaves com Martina para que
ela cuidasse do imóvel. As câmeras de
segurança mostram que na madrugada
de domingo para segunda-feira a universitária e o amigo Jeferson entraram
juntos no apartamento.
A polícia chegou ao corpo depois
que vizinhos sentiram o mau cheiro. Após
Filmagens do apartamento mostram Martina e Jeferson chegando juntos ao apartamento
arrombarem a porta, os policiais encontraram Martina completamente nua sobre a cama, de bruços e com um cabo
de fio de internet sobre o pescoço. Com
quatro dias, o cadáver já estava em estado de decomposição. O Instituto Médico Legal diagnosticou a morte por enforcamento. Não havia marcas de luta
corporal no apartamento.
Com base nas investigações, a Polícia Civil entrou com pedido de prisão preventiva que foi concedida pela justiça...
Martina foi encontrada morta em cima da cama
18
18 à 24 de março de 2014
POLÍCIA
Fabio Rezende Raimundo, de 24 anos, morreu na noite de sexta-feira no Hospital Municipal
Morre o segundo assaltante que
trocou tiros com PM na Vila Portes
Fabio foi identificado pelo GDE da Polícia Civil
Da redação
Fotos: Enrique Alliana
O segundo envolvido em
troca de tiros com policial militar na Vila Portes morreu sexta-feira à noite no Hospital Costa Cavalcante. Fabio Rezende
Raimundo, de 24 anos, não resistiu aos ferimentos, sendo o
corpo removido ao Instituto
Médico Legal.
Consta que Fabio foi internado depois de sair ferido de
uma troca de tiros com um policial militar que fazia compras
na Vila Portes. O PM teria presenciado uma tentativa de assalto e entrou em ação, atingindo dois suspeitos. Um morreu
na hora e Fabio foi socorrido
pelo Siate.
Inicialmente, a vítima teria
Contra o assaltante já havia um mandado de prisão
sido identificada como sendo
"Valeriano", porem após investigação do Grupo de Diligenciais Especiais da 6ª SDP, ele foi
identificado como sendo Fabio
Rezende Raimundo, com mandado de prisão em aberto
oriundo da 3ª Vara Criminal de
Foz do Iguaçu, em decorrência de um crime de roubo agravado ocorrido no ano de 2013. Corpo de Fabio foi recolhido pelo IML
Polícia Civil detêm suspeito com
revólver na Rodoviária de Foz
Um rapaz armado acabou preso pela
Polícia Civil na sexta-feira por volta das
22h. Policiais civis do GDE (Grupo de
Diligências Especiais) da 6ª SDP realizavam uma série de abordagens a pessoas
em atitudes suspeitas na Rodoviária Internacional de Foz do Iguaçu, sendo que
em uma delas encontraram Weslei Henrique Gatto, de 22 anos, com um revólver calibre 38 na cintura.
Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao rapaz que acabou encaminhado à
6ª SDP para as devidas providências. Na
delegacia o detido informou que teria
comprado a arma por R$ 400,00 e pretendia levar para a sua cidade.
Weslei Gatto estava com um revólver calibre 38
Arma foi apreendida e o rapaz acabou em cana
18 à 24 de março de 2014
Tribuna P
opular
Popular
ESPORTE
19
No término da competição, apenas o campeão e o vice
garantem vagas na elite do futebol iguaçuense
2ª Divisão do Campeonato Amador
começa com 47 gols
Camila
Correia
A3 Vale do Sol ganhou do Palestina por 4 x 1
A bola começou a rolar neste domingo (16)
no Campeonato Amador da 2ª Divisão de Foz
do Iguaçu. A rodada inaugural teve a realização de 11 jogos com 47 gols marcados, uma
média de 4,2 por partida. O certame, que tem
a organização da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL) com apoio da Liga
Iguaçuense de Futebol (LIF), conta com a
participação de 25 times.
No término da competição, apenas o campeão e o vice garantem vagas na elite do futebol iguaçuense na próxima temporada. Assibel, Vila Shalon e o tradicional ABC Futebol
Clube folgaram na 1ª rodada e só estreiam no
próximo domingo.
De acordo com a organização, as partidas do Campeonato Amador da 2ª Divisão
serão realizadas aos domingos no período da
manhã. (AMN)
Resultados da 1ª rodada:
Grupo A
Madeireira Balbinot 2 x 2 União Vila C
Projeto Crescer/Vila C 4 x 1 Morenitas
Metalúrgica Bela Vista 0 x 0 Black Sharks
Atlético Cidade Nova 5 x 2 Jardim Cláudia
Grupo B
Choque F. C./CBN 4 x 2 Jardim São Miguel
Rebote 2 x 0 Estrela
Os Intocáveis 6 x 4 Projeto Futuro/Porto Meira
Anita Garibaldi 0 x 2 Esporte Clube Vila A
Grupo C
Palestina 1 x 4 A3 Vale do Sol
Guairacá 1 x 3 Jardim Itália/Vila Borges
Iguaçu 2 x 0 Flamengo E. C.
20 18
à 24 de março de 2014
Tribuna P
opular
Popular

Documentos relacionados

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-99-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-99-pdf É uma publicação da Editora A Fronteira do Oeste Ltda. CNPJ 04.640.198/0001-29 | Insc. Municipal 30125 Telefone (45) 3029-4999 Foz do Iguaçu / PR [email protected]

Leia mais

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-96-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-96-pdf Ivone Barufaldi atual vice-prefeita, quando ainda candidata, afirmou em uma entrevista, que primeiro iriam ganhar a eleição, depois iriam ver o que fazer - disse a verdade, só não falou que não sab...

Leia mais

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-57-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-57-pdf aqui eu voto no que for bom para a cidade, o que não for, sinto muito, mas votarei contra". Marino Garcia (PDT) entrou na conversa e disse que o mesmo problema de abandono está ocorrendo na região ...

Leia mais

10 à 16 de setembro de 2013

10 à 16 de setembro de 2013 O prefeito Reni deixou a cidade no meio de uma série de problemas como a ameaça da dengue, obras abandonadas, saúde em decadência, violência explodindo com Foz voltando a topo do ranking de homicíd...

Leia mais

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-76-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-76-pdf tão. Ocorre que no ano passa- tarifa para 65% dos usuários. do Reni Pereira, como deputa- A guerra está formada porque do, tentando fazer moral com o o Consórcio Sorriso não aceipovo, se precipitou...

Leia mais

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-70-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-70-pdf No debate sobre a questão da Fundação de Saúde, o vereador Nilton Bobato, único declaradamente oposicionista, afirmou pela rede social que tentou alterar a lei na Câmara, mas foi barrado pela maior...

Leia mais

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-104-pdf

Abrir arquivo tribuna-popular-edicao-104-pdf método fônico, o Beabá. Fizemos seminários da nossa cidade de fronteira.

Leia mais