29. Suécia [1] - Abordagem empresarial

Сomentários

Transcrição

29. Suécia [1] - Abordagem empresarial
SUÉCIA (1) - 2012
ABORDAGEM EMPRESARIAL
A. INFORMAÇÃO BÁSICA
País : :
Calendário
(data de início e fim)
Título da iniciativa :
Gesundheit
& Verbraucher
Suécia
[SE] Entreprenörskap i skolan
[PT] Abordagem empresarial
Coordenador(a)/
Organização :
Skolverket (Agência Nacional para a Educação)
Competências essenciais
abordadas :
(na língua original e em
inglês, se possível)
[PT] Espírito de iniciativa e espírito empresarial
[SE] Initiativförmåga och företagaranda
[PT] Comunicação na língua materna
[SE] Kommunikation på modersmålet
[PT] Comunicação em línguas estrangeiras
[SE] Kommunikation på främmande språk
ompetência matemática e competências básicas em ciência e
C
tecnologia
[SE] Matematiskt kunnande och grundläggande vetenskaplig och
teknisk kompetens
[PT]
[PT] Competência digital
[SE] Digital kompetens
[PT] Aprender a aprender
[SE] Lära att lära
Tipo de iniciativa e canais
de implementação usados
(designadamente, reforma
curricular introduzida por
lei, etc.)
Iniciativa nacional do governo, coordenada pela Agência Nacional
para a Educação. A Agência Nacional disponibiliza financiamentos
às escolas e a organizações sem fins lucrativos para organizar formação em serviço para professores, e realizar eventos e projetos.
Parceiros :
Agência Nacional para a Educação
Âmbito :
(alunos/professores/escola;
nível local/regional/nacional)
Alunos e professores
Local e nacional
Health
& Consumers
Santé &
Consommateurs
Gesundheit
& Verbraucher
Contexto de
aprendizagem :
(formal ou não formal)
Formal
Nível(is) de ensino :
(ensino primário, ensino
secundário inferior ou superior)
Todos os níveis de ensino
Grupos-alvo :
Grupo-alvo principal: professores
Calendário :
(data de início e fim)
2009 - em curso
Ligações relevantes :
∙∙ www.skolverket.se/skolutveckling/entreprenorskap
Health
& Consumers
Santé &
Consommateurs
B. INFORMAÇÕES DETALHADAS
Fundamentação/contexto/motivação para lançar a iniciativa/reforma :
O governo pretende que o empreendedorismo se torne numa escolha natural para os jovens,
tão natural como o emprego. Para cumprir este objetivo, as escolas desempenham um papel importante na ajuda aos alunos e estudantes para que desenvolvam e tirem partido dos
conhecimentos, competências e atitudes necessários. Grande parte do que faz um bom empresário – a capacidade para resolver problemas, ser inovador, planificar o trabalho, assumir
responsabilidade e trabalhar em equipa – corresponde a características que os alunos, em
diferentes níveis, precisam de desenvolver para enfrentar os estudos e ter sucesso na vida
adulta. O governo gostaria que o empreendedorismo constituísse um fio condutor na educação e, como tal, espera que os profissionais ativos em diferentes áreas do sistema educativo
se sintam inspirados a desenvolver o ensino nesta área. É esta a base da tarefa de que a Agência Nacional foi incumbida, a qual deu origem à iniciativa Abordagem Empresarial.
Como parte da iniciativa, a Agência Nacional para a Educação visa prestar apoio e encorajar
o trabalho na área do empreendedorismo. A agência promove igualmente cooperação entre
as escolas e os empregadores, oferece formação de formadores, facilita o intercâmbio de
experiências entre escolas e atribui recursos de desenvolvimento. Muitas regiões e escolas
têm vindo já a trabalhar para desenvolver o espírito empresarial entre os alunos e parte da
missão da Agência é identificar, analisar e difundir este trabalho.
Objetivos :
Os objetivos desta iniciativa são:
∙∙ encorajar o empreendedorismo nas escolas
∙∙ p
roporcionar às crianças e aos alunos professores e ambientes de aprendizagem que estimulem e desenvolvam competências empresariais e atitudes que fomentem o empreendedorismo, a inovação e o pensamento empresarial.
Dimensões visadas pela iniciativa/reforma (designadamente, currículo, avaliação dos alunos,
formação dos professores em serviço, autonomia escolar, etc.) :
Formação em serviço de formadores, orientadores escolares e diretores
Abordagem geral (designadamente, holística - existência de uma estratégia abrangente ou de uma
abordagem direcionada, centrada numa dimensão específica, etc.) :
A iniciativa centra-se na promoção da colaboração entre escolas e empregadores, prestando
formação aos professores, facilitando o intercâmbio de experiências entre escolas e atribuindo fundos para desenvolvimento.
http://keyconet.eun.org
3
Explicação detalhada da(s) competência(s) essencial(is) em questão :
O objetivo da formação em serviço é que os participantes desenvolvam uma compreensão
do que significa a aprendizagem do empreendedorismo na escola e adquiram as atitudes e
competências básicas necessárias para trabalhar em atividades empresariais nos estabelecimentos de ensino. Após conclusão do curso, os participantes contribuirão para a mudança
das práticas na sua instituição e terão a oportunidade de partilhar os seus conhecimentos e
experiência com os colegas.
O curso de formação de formadores em serviço cobre as forças sociais, as decisões sobre
política escolar e os documentos políticos que formam a base de trabalho sobre o empreendedorismo nas escolas. A aprendizagem do empreendedorismo é analisada e problematizada
em relação ao ensino pré-escolar e escolar. A finalidade é dotar os alunos dos conhecimentos
e experiência profissionais que os ajudarão a desenvolver a capacidade para lidar com situações de aprendizagem de uma perspetiva empresarial. Isto é realizado através da reflexão
sobre os seus próprios conhecimentos e experiência e sobre os dos outros. O curso deve ser
encarado como um primeiro curso sobre a aprendizagem do empreendedorismo.
Disciplinas específicas implicadas ou abordagem transcurricular :
Transcurricular
De que modo a iniciativa/reforma está a ser implementada (designadamente, processo adotado, empenhamento político, consulta dos parceiros e respetivos papéis, incentivos aos parceiros,
financiamento específico, materiais didáticos, definição de metas e modelos, mecanismos de avaliação, impacto sobre a formação de formadores/desenvolvimento profissional e práticas escolares/
liderança, intensificação da abordagem com base na pesquisa/factos, etc.) :
A formação em serviço oferecida pela Agência Nacional para a Educação e diferentes organizações
sem fins lucrativos, fundos para o desenvolvimento de projetos escolares da Agência Nacional para
a Educação, intercâmbio de experiências entre professores através de conferências e relatórios. A
Agência Nacional para a Educação também colabora com investigadores da Universidade de Umeå
que prestam informação sobre a pesquisa na área da abordagem empresarial à educação (embora
esta pesquisa não seja financiada pela iniciativa governamental).
Etapa/fase atual de implementação :
Em curso
http://keyconet.eun.org
4
http://keyconet.eun.org
5
Gesundheit
& Verbraucher
Questões pedagógicas (questões relacionadas com a forma como as competências essenciais
estão a ser ensinadas aos alunos e como os professores estão a ser preparados para ensiná-las) :
A formação em serviço para formadores, orientadores e diretores proporciona uma compreensão da aprendizagem empresarial, assim como das atitudes e competências básicas
necessárias para trabalhar em atividades empresariais nos estabelecimentos de ensino. Após
conclusão do curso, os participantes contribuirão para a mudança das práticas na sua instituição e terão a oportunidade de partilhar os seus conhecimentos e experiência com os colegas.
Aspetos positivos (para identificar facilitadores) :
O interesse entre os professores parece ser positivo, mas ainda não estão disponíveis avaliações externas.
Comunicação da iniciativa/disseminação dos resultados e atividades :
Conferências, artigos sobre boas práticas nas escolas, relatórios de pesquisa sobre o modo
como uma abordagem empresarial pode ser implementada na escola e através do sítio web da
Skolverket (www.skolverket.se/skolutveckling/entreprenorskap)
The KEYCONET project has been funded with support from the Lifelong Learning Programme of the European Commission. Responsibility for this publication lies solely with the author, and the Commission is not responsible for any use
which may be made of the information contained therein.
Health
& Consumers
Santé &
Consommateurs
C. RESUMO
A iniciativa Entreprenörskap i skolan (Abordagem empresarial) é um projeto em curso,
coordenado pela Skolverket (Agência Nacional para a Educação), o qual visa encorajar o
empreendedorismo nas escolas. A iniciativa centra-se na prestação de formação em serviço
para formadores, orientadores e diretores a fim de dotá-los de uma compreensão do que
significa a aprendizagem empresarial nas escolas e das atitudes e competências básicas
necessárias para trabalhar em atividades empresariais nos estabelecimentos de ensino.
A iniciativa promove igualmente a colaboração entre escolas e empregadores, facilita o
intercâmbio de experiências entre escolas e atribui recursos de desenvolvimento.
O objetivo global é proporcionar às crianças e aos alunos professores e ambientes de
aprendizagem que estimulem e desenvolvam competências empresariais e atitudes que
fomentem o empreendedorismo, a inovação e o pensamento empresarial.
Para mais informações sobre a iniciativa, consultar o sítio web: www.skolverket.se/
skolutveckling/entreprenorskap
http://keyconet.eun.org
7

Documentos relacionados

30. Suécia [2] - Competências Futuras

30. Suécia [2] - Competências Futuras A iniciativa Framtidskompetenser (Competências Futuras) da Rektorsakademien (Academia de Reitores) foi lançada para ajudar as escolas a preparar melhor os alunos para a sociedade atual e para a vid...

Leia mais

33. Eslováquia [2] - Ensino Temático Integrado

33. Eslováquia [2] - Ensino Temático Integrado representa uma importante iniciativa na Eslováquia, principalmente para os primeiros anos do ensino primário. Teve início em 1992, como uma iniciativa de “baixo para cima”, assumindo a forma de tro...

Leia mais

25. Polónia [1] - Academia dos Alunos

25. Polónia [1] - Academia dos Alunos estão a ser ensinadas aos alunos e como os professores estão a ser preparados para ensiná-las) : Os métodos de ensino utilizados para implementar o currículo baseiam-se na participação ativa dos al...

Leia mais