EL CORREO GALLEGO

Сomentários

Transcrição

EL CORREO GALLEGO
21/01/15
SANTIAGO COMPOSTELA
Prensa: Diaria
Tirada:
27.472 Ejemplares
Difusión: 22.735 Ejemplares
Cód: 89263595
EL CORREO GALLEGO
Página: 16
Sección: REGIONAL
Valor: 81,00 €
Área (cm2): 27,4
Ocupación: 2,88 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 62000
5 / 20
21/01/15
pontevedra
Prensa: Diaria
Tirada:
Sin datos OJD
Difusión: Sin datos OJD
Cód: 89272231
DIARIO DE AROUSA
Página: 24
Sección: REGIONAL
Valor: 1.454,00 €
Área (cm2): 337,8
Ocupación: 40,99 %
Documento: 1/1
Autor: n redacción a coruña
Núm. Lectores: 6000
6 / 20
21/01/15
FERROL
Prensa: Diaria
Tirada:
Sin datos OJD
Difusión: Sin datos OJD
Cód: 89272216
DIARIO DE FERROL
Página: 25
Sección: REGIONAL
Valor: 1.284,00 €
Área (cm2): 337,8
Ocupación: 40,99 %
Documento: 1/1
Autor: n redacción a coruña
Núm. Lectores: 49000
7 / 20
21/01/15
LA CORUÑA
Prensa: Diaria
Tirada:
Sin datos OJD
Difusión: Sin datos OJD
Cód: 89272212
EL IDEAL GALLEGO
Página: 27
Sección: REGIONAL
Valor: 1.284,00 €
Área (cm2): 337,8
Ocupación: 40,99 %
Documento: 1/1
Autor: n redacción a coruña
Núm. Lectores: 13000
8 / 20
21/01/15
CORUÑA
Prensa: Diaria
Tirada:
6.422 Ejemplares
Difusión: 4.683 Ejemplares
Sección: REGIONAL
Valor: 257,00 €
Área (cm2): 95,7
Ocupación: 10,43 %
Documento: 1/1
Autor: Redacción
A CORUÑA
Cód: 89272130
LA OPINION DE A CORUÑA
Página: 21
Núm. Lectores: 42000
9 / 20
21/01/15
BERGANTIÑOS
Prensa: Diaria
Tirada:
Sin datos OJD
Difusión: Sin datos OJD
Cód: 89266457
DIARIO DE BERGANTIÑOS
Página: 27
Sección: REGIONAL
Valor: 334,00 €
Área (cm2): 341,0
Ocupación: 40,33 %
Documento: 1/1
Autor: 1 REDACCIÓN A CORUÑA
Núm. Lectores: 0
10 / 20
21/01/15
VIGO
Prensa: Diaria
Tirada:
37.736 Ejemplares
Difusión: 31.852 Ejemplares
Cód: 89264558
FARO DE VIGO
Página: 5
Sección: LOCAL
Valor: 437,00 €
Área (cm2): 96,9
Ocupación: 10,74 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 276000
11 / 20
21/01/15
VIGO
Prensa: Diaria
Tirada:
4.381 Ejemplares
Difusión: 3.247 Ejemplares
Cód: 89266184
ATLANTICO DIARIO
Página: 6
Sección: LOCAL
Valor: 1.017,00 €
Área (cm2): 413,1
Ocupación: 48,82 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 21000
12 / 20
21/01/15
DEZA
Prensa: Diaria
Tirada:
40.821 Ejemplares
Difusión: 34.804 Ejemplares
Cód: 89279331
FARO DE VIGO (ED. DEZA-TABEIROS)
Página: 7
Sección: LOCAL
Valor: 126,00 €
Área (cm2): 156,9
Ocupación: 17,44 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 139216
13 / 20
21/01/15
vigo
Prensa: Diaria
Tirada:
1.240 Ejemplares
Difusión: 900 Ejemplares
Cód: 89279195
FARO DE VIGO (ED. OURENSE)
Página: 11
Sección: LOCAL
Valor: 78,00 €
Área (cm2): 97,1
Ocupación: 10,76 %
Documento: 1/1
Autor: L.F. ¿ O Barco
Núm. Lectores: 3600
14 / 20
21/01/15
Prensa: Diaria
Tirada:
9.255 Ejemplares
Difusión: 8.059 Ejemplares
Cód: 89277934
LA VOZ DE LEMOS
Página: 4
Sección: LOCAL
Valor: 332,00 €
Área (cm2): 116,2
Ocupación: 23,96 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 32236
15 / 20
21/01/15
Prensa: Diaria
Tirada:
5.743 Ejemplares
Difusión: 5.051 Ejemplares
Cód: 89278379
LA VOZ DE OURENSE
Página: 9
Sección: LOCAL
Valor: 157,00 €
Área (cm2): 121,9
Ocupación: 25,13 %
Documento: 1/1
Autor:
Núm. Lectores: 20204
16 / 20
21/01/15
ORENSE
Prensa: Diaria
Tirada:
10.761 Ejemplares
Difusión: 8.881 Ejemplares
Valor: 1.278,00 €
Área (cm2): 697,6
Ocupación: 71,24 %
Documento: 1/1
Autor: JOSÉ CRUZ. O BARCO [email protected] n
Cód: 89271331
cción: LOCAL
LA REGION
Página: 19
Núm. Lectores: 73000
17 / 20
21/01/15
Prensa: Diaria
Tirada:
97.250 Ejemplares
Difusión: 11.241 Ejemplares
Sección: LOCAL
Valor: 817,00 €
Área (cm2): 210,5
Ocupación: 43,57 %
Documento: 1/1
Autor: MARÍA COBAS O BARCO /LA VOZ
Cód: 89280679
LA VOZ DE DEZA Y TABEIROS
Página: 2
Núm. Lectores: 44964
18 / 20
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios - PÚBLICO
LUSA
http://www.publico.pt/local/noticia/eixo-atlantico-passa-a-congregar-...
20/01/2015 - 18:09
Reunião decorreu esta terça-feira, na Galiza
A comissão executiva do Eixo Atlântico aceitou a integração dos municípios
portugueses da Maia e de Santa Maria da Feira e das 'diputaciones' galegas de
Lugo e da Corunha, passando a congregar as 38 maiores cidades daquela
eurorregião. A decisão foi tomada esta terça-feira.
"Com estas entradas, o Eixo Atlântico converte-se, não só numa das maiores
entidades transfronteiriças da Europa, tendo em conta o número de
associados, mas também no sistema urbano transfronteiriço organizado mais
dinâmico da Europa", lê-se na nota enviada à imprensa pela associação
transfronteiriça.
O Eixo Atlântico foi criada em 1992, em Viana do Castelo, por 18 cidades,
nove de cada lado da fronteira. A associação tem uma presidência rotativa que
é assumida alternadamente por municípios da Galiza e do Norte de Portugal,
sendo presentemente Carlos Negreira, 'alcaide' de A Corunha, o presidente
desta associação.
Com a integração dos novos municípios, processo que durou um ano, "a
população de referência entre as cidades membros e suas áreas de influência
ronda os sete milhões de habitantes, o que converte o Eixo Atlântico na
terceira área urbana da Península Ibérica, atrás de Madrid e Barcelona e à
frente de Lisboa, e numa das dez principais áreas urbanas da Europa".
Na reunião realizada esta terça-feira no município O Barco de Valdeorras, na
província de Ourense, na Galiza, foi ainda aprovado o orçamento para 2015,
no montante de 2,6 milhões de euros.
O documento, que será ainda submetido à aprovação da Assembleia-Geral da
associação transfronteiriça, a realizar a 19 de Fevereiro, aponta como uma das
prioridades a elaboração de uma "Agenda Urbana".
Aquela agenda, que deverá estar concluído em 2017, tem como objectivo a
definição de uma "estratégia de desenvolvimento" das cidades que integram a
estrutura transfronteiriça. "A Agenda Urbana implicará o debate com a
sociedade sobre a estratégia que as cidades da eurorregião devem seguir
durante a próxima década para consolidar a saída da crise e a recuperação
económica, processo que se insere na elaboração da Agenda Urbana Europeia
1 de 2
21/01/2015 8:28
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios - PÚBLICO
http://www.publico.pt/local/noticia/eixo-atlantico-passa-a-congregar-...
que a Comissão Europeia está impulsionar".
Na reunião, a comissão executiva da associação transfronteiriça decidiu ainda
que as cidades de Matosinhos e Vila Real partilhem a organização da Capital
da Cultura do Eixo Atlântico, a realizar em 2016.
A instituição de uma capital cultural bienal do Eixo Atlântico foi lançada em
2009, durante a presidência de Luís Filipe Menezes. Aliás o município de
Gaia foi o primeiro a assumir-se como capital.
2 de 2
21/01/2015 8:28
Correio do Minho - Notícias
1 de 3
http://www.correiodominho.pt/noticias.php?id=84051
Quarta, 21 de Janeiro de 2015
Director: Paulo Monteiro
Webmaster: Filipe Ferreira
Eixo Atlântico entre as principais áreas urbanas da Europa
Alto Minho
autor
Redacção
A Comissão Executiva do Eixo Atlântico aprovou ontem um orçamento de 2,6 milhões de euros para 2015. Na mesma reunião, foi ainda
aprovada a integração de mais quatro municípios, tornando-se esta numa das entidades transfronteiriças mais dinâmicas da Europa.
Com a integração dos municípios da Maia e de Santa Maria da Feira e das ‘diputaciones’ galegas de Lugo e da Corunha, o Eixo Atlântico
passa a congregar 38 municípios do Norte de Portugal e da Galiza.
Com a integração destes novos municípios, processo que durou um ano, “a população de referência entre as cidades membros e suas
áreas de influência ronda os sete milhões de habitantes”, o que converte o Eixo Atlântico “na terceira área urbana da Península Ibérica,
atrás de Madrid e Barcelona e à frente de Lisboa, e numa das dez principais áreas urbanas da Europa”.
Em comunicado, o Eixo Atlântico realça que a Maia é um dos grandes núcleos urbanos e industriais da área metropolitana do Porto e
que “Santa Maria da Feira se trata da última cidade da região Norte de Portugal, pertencendo já ao distrito de Aveiro, o que possibilitará
desenvolver áreas estratégicas tais como a saída do eixo europeu de mercadorias Aveiro-Salamanca, de forma conjunta”.
Na reunião, realizada ontem na localidade de O Barco de Valdeorras, em Ourense, na Galiza, foi ainda aprovado o orçamen
21/01/2015 8:28
Correio do Minho - Notícias
2 de 3
http://www.correiodominho.pt/noticias.php?id=84051
to no montante de 2,6 milhões de euros para este ano.
Perto de 80% do orçamento da entidade transfronteiriça é gerado com recursos externos, principalmente em projectos europeus.
O documento, que será ainda submetido à aprovação da Assembleia-Geral do Eixo Atlântico, a realizar a 19 de Fevereiro, aponta como
uma das prioridades a elaboração de uma ‘Agenda Urbana’.
Aquela agenda, que deverá estar concluído em 2017, tem como objectivo a definição de uma “estratégia de desenvolvimento” das
cidades que integram a estrutura transfronteiriça.
“A Agenda Urbana implicará o debate com a sociedade sobre a estratégia que as cidades da eurorregião devem seguir durante a
próxima década para consolidar a saída da crise e a recuperação económica, processo que se insere na elaboração da Agenda Urbana
Europeia que a Comissão Europeia está impulsionar” — lê-se no comunicado.
Na reunião de ontem, a comissão executiva da associação transfronteiriça decidiu ainda que as cidades de Matosinhos e Vila Real
partilhem a organização da Capital da Cultural do Eixo Atlântico, a realizar em 2016.
A instituição de uma capital cultural bienal do Eixo Atlântico foi lançada em 2009, durante a presidência de Luís Filipe Menezes. Aliás o
município de Vila Nova de Gaia foi o primeiro a assumir a capitalidade cultural da associação transfronteiriça.
21/01/2015 8:28
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do Norte de Portugal e...
1 de 1
http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/eixo_atlantico_pass...
21/01/2015 8:29
Destak.pt | Actualidade: Matosinhos vai ser a Capital da Cultura do Ei...
1 de 2
LISBOA
TECNOLOGIA
PORTO
SAÚDE
ACTUALIDADE
FUGAS
NEWSLETTER E-DESTAK
Opinião
O primeiro
diário gratuito
em Portugal
1ª PÁGINA
http://www.destak.pt/artigo/217233-matosinhos-vai-ser-a-capital-da-cu...
DESTAK.PT NA SUA HOM EPAGE
JOSÉ LUÍS SEIXAS
"Je Suis Charlie" não
basta
GLOBO
AUTOMÓVEL
DESPORTO
CINEMA
MÚSICA
OK
FAMA & TV
EMPREGO
ARTE & LAZER
PASSATEMPOS
MARCAS E EMPRESAS
CLASSIFICADOS
ENTREVISTA
PUBLICIDADE
ACTUALIDADE
MAIS ARTIGOS DE ACTUALIDADE
Matosinhos vai ser a Capital da Cultura
do Eixo Atlântico em 2016
20 | 01 | 2015 13.24H
O concelho de Matosinhos vai ser, em 2016, Capital da Cultura do
Eixo Atlântico, sucedendo à cidade espanhola de Ourense, estando
a autarquia a preparar já um "ambicioso programa" para esse ano.
A decisão foi tomada hoje de manhã em reunião da Comissão
Executiva do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, que decorreu na
Galiza, tendo fonte da autarquia avançado à agência Lusa que será
Matosinhos a acolher, em 2016, a Capital da Cultura do Eixo
Atlântico.
Matosinhos sucede assim à cidade espanhola de Ourense - que
recebeu a iniciativa em 2014 - tendo a autarquia do concelho do
distrito do Porto definido a organização da Capital da Cultura do Eixo
Atlântico como uma das prioridades do atual mandato autárquico,
liderado pelo independente Guilherme Pinto.
DESTAK/LUSA | [email protected]
Seis filmes portugueses a partir de
hoje no Festival de Cinema de
Roterdão
Fadista Mariza, Batida e DJ Ride entre
convidados do "Boiler Room", hoje,
em Lisboa
Movimento "contra" admite promover
f
d
COMENTAR
ENVIAR
IMPRIMIR
PARTILHAR
Tweetar
0
Gosto Regista-te para veres aquilo de que
os teus amigos gostam.
JOÃO MALHEIRO
Na face do Face
JOSÉ LUÍS SEIXAS
"Je Suis Charlie" não basta
LUISA CASTEL-BRANCO
Às escuras
LÍDIA PARALTA
E se não existisse Messi?
Estreia de Got Talent Portugal
Martina Stoessel em Portugal
Estreia de 'Violetta Live' em Madrid
SOFIA LISBOA
«Planeei o suicídio
mas percebi que não
tinha esse direito»
RICARDO RAIMUNDO
JOSÉ MANUEL BOAVIDA
«Vamos fazer
coligações da
diabetes com as
autarquias»
«Todos nós temos um
lado negro, mesmo os
heróis»
PUBLICIDADE
21/01/2015 8:29
Matosinhos e Vila Real vão ser Capital
da Cultura do Eixo Atlântico em 2016
Luís Miguel Queirós e com Lusa
20/01/2015 - 17:17
As duas cidades portuguesas sucedem a Ourense, na Galiza, que foi Capital da Cultura
do Eixo Atlântico em 2014
Os concelho de Matosinhos e Vila Real vão partilhar em 2016 o estatuto de Capital da
Cultura do Eixo Atlântico, que em 2012 coube a Ourense e que, em edições anteriores,
já tinha beneficiado V. N. de Gaia e Viana do Castelo
A decisão foi hoje tomada numa reunião da Comissão Executiva do Eixo Atlântico do
Noroeste Peninsular em O Barco de Valdeorras, na província galega de Ourense, e o
presidente da Câmara de Matosinhos, o socialista Guilherme Pinto, manifestou já a sua
satisfação por esta escolha, que "dará uma grande visbilidade a Matosinhos não apenas
na Galiza, mas também noutras regiões espanholas".
O Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, uma organização que engloba 38 autarquias
do Norte de Portugal e da Galiza e que visa aprofundar as relações entre ambas as
regiões, estreou estas capitais da cultura em 2009, com Vila Nova de Gaia, tendo-se
seguido Viana do Castelo em 2011. Orense foi até agora o único concelho espanhol a
usufruir deste programa comum.
Lembrando que definira como uma das prioridades do seu mandato a candidatura de
Matosinhos a Capital da Cultura do Eixo Atlântico, Guilherme Pinto disse ao PÚBLICO
que esta deverá coincidir com a inauguração de vários novos equipamentos culturais,
como a Casa da Arquitectura, o museu do Design ou a Casa da Memória, e ainda com
um conjunto de obras de requalificação urbana.
"Queremos requalificar o casco velho e criar espaços de cidadania", diz o autarca,
acrescentando que irão ser construídas "cinco novas praças, para que os cidadãos
tenham espaços onde se possam reunir". Investimentos que terão de ser assegurados
pela autarquia, já que este programa do Eixo Atlântico não prevê qualquer apoio
financeiro.
A par do programa cultural propriamente dito, que passará bastante pelas estruturas já
existentes no concelho, mas que incluirá também várias expoisções vindas de
instituições galegas, este plano de requalificação permitirá potenciar esta Capital da
Cultura do ponto de vista da atracção turística e da economia, acredita Guilherme Pinto.
O acolhimento de espectáculos teatrais de companhias galegas em itinerância do Fazer a
Festa ou do FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica e 15
exposições de artes plásticas, fotografia e design, algumas das quais organizadas em
colaboração com algumas instituições de referência da Galiza, são exemplos das acções
planeadas para 2016, a par da edição de livros e da realização de conferências
relacionadas com o papel dos Caminhos de Santiago na consolidação de uma identidade
luso-galaica e europeia.
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do Norte de Portugal e...
1 de 2
http://portocanal.sapo.pt/noticia/49605/
21/01/2015 8:31
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do Norte de Portugal e...
2 de 2
http://portocanal.sapo.pt/noticia/49605/
21/01/2015 8:31
Matosinhos e Vila Real nomeadas
capitais da cultura do Eixo Atlântico
Sucedendo a Ourense, Matosinhos e Vila Real foram, hoje, escolhidas para acolher a
Capital da Cultura 2016 do Eixo Atlântico. Autarquias preparam programa ambiciosos
de promoção de artistas portugueses e galegos.
Isabel Paulo |
20:20 Terça feira, 20 de janeiro de 2015
A Comissão Executiva do Eixo Atlântico, organização transfronteiriça do Noroeste
Peninsular, nomeou hoje, em O Barco de Valdeorras, na Galiza, Matosinhos e Vila Real
Capitais da Cultura 2016.
Criada em 2007, a inicitiva visa valorizar as expressões culturais das cidades do Norte
de Portugal e Galiza através da promoção de artistas das mais diversas áreas de um lado
e outro da fronteira. Este ano, pela primeira vez será adotada uma organização mista, à
semelhança das capitais europeias da cultura.
A organização deste evento cultural foi uma das apostas de Guilherme Pinto para o atual
mantado autárquico, encontrando-se já a ser preparado um vasto programa que se
estenderá ao longo de 2016, com maior incidência entre os meses de maio e setembro.
A par da criatividade enquanto fator de diferenciação e coesão social, a Câmara de
Matosinhos vai avançar com um plano de requalificação urbana para permitir potenciar
o certame do ponto de vista económico e da atração turística e da economia.
Em comunicado de Imprensa, a autarquia que a programação prevê o acolhimento de
espetáculos teatrais de companhias galegas em itinerância, tanto no Cine-Teatro
Constantino Nery, como enquadrados no festivais Cena Contemporânea de Matosinhos
em Português, fazer a Festa ou o FITEI.
A Orquestra Jazz e o Quarteto de Cordas de Matosinhos deverão assumir-se como
embaixadores do evento, que acolherá 15 exposições de artes plásticas, fotografia e
design, coorganizadas com isntutuições da Galiza.
A Capital da Cultura 2016 ficará ainda marcada pela abertura da Casa da Arquitetura,
projeto que inicialmente entregue a Siza Vieira, mas que acabou por não avançar devido
ao seu elevado custo. O novo projeto passa pela reabilitação da antiga fábrica da Real
Vinícola, em Matosinhos, mantendo, contudo, a vocação inicial de arquivo
arquitétonico nacional, reunindo e preservando documentação dispersa em vários pontos
do país.
A Casa da Arquitetura deverá ainda albergar a Orquestra de Jazz de Matosinhos. Em
2016, está prevista também a criação de uma rede de cidades que, tal como Matosinhos,
T~em as suas tradições religiosas ligadas a imagens de Cristo, esculpidas por São
Nicodemos, como são os casos dos municípios de Finisterra e de Ourense.
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do
Norte de Portugal e da Galiza
Lusa20 de Janeiro de 2015, às 15:31
A comissão executiva do Eixo Atlântico aceitou hoje a integração dos municípios
portugueses da Maia e de Santa Maria da Feira e das 'diputaciones' galegas de Lugo e da
Corunha, passando a congregar as 38 maiores cidades daquela eurorregião.
"Com estas entradas, o Eixo Atlântico converte-se, não só numa das maiores entidades
transfronteiriças da Europa, tendo em conta o número de associados, mas também no
sistema urbano transfronteiriço organizado mais dinâmico da Europa", lê-se na nota
enviada à imprensa pela associação transfronteiriça.
A associação Eixo Atlântico foi criada em 1992, em Viana do Castelo, por 18 cidades,
nove de cada lado da fronteira.
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do Norte de Portugal e...
1 de 2
Funcionários públicos
Vacinar uma criança de um
começam a receber salário
país pobre custa 68 vezes mais
com menos cortes
do quem 2001
http://visao.sapo.pt/eixo-atlantico-passa-a-congregar-38-municipios-do...
Chegou o Windows 10
Resgates: Quando a vida de
um cidadão custa milhões
Diário de prisioneiro revela
brutalidade e tortura em
Guantanamo
LOGIN | REGISTO
Início
Notícias
Últimas
Portugal
Solidária
Desporto
Opinião
Futebol
Mundo
Verde
VISÃO7
Economia
Viagens
Sociedade
Cultura
AaZ
Convite aos Leitores: Deixe aqui a sua Opinião
JL
Beber um copo por dia é
melhor para o coração do que
não beber nenhum
ASSINATURAS: PAPEL | TABLETS E VOUCHERS |
DIGITAL
Facebook
Newsletter
RSS
Cinema
Blogs
Júnior
Assine
LOJA VISÃO
VISÃO Se7e
VISÃO 1000
Caravana
Comentar
Imprimir
Iniciativas
Ricardo Araújo Pereira
Espiral do Tempo
Loja
Página inicial | Última Hora Lusa | Eixo Atlântico passa a congregar 38 ...
Lusa - Esta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico
15:31 Terça feira, 20 de Janeiro de 2015 |
2
1
0 comentários
Like
5
Email
Redação, 20 jan (Lusa) - A comissão executiva do Eixo Atlântico aceitou hoje a integração dos
municípios portugueses da Maia e de Santa Maria da Feira e das 'diputaciones' galegas de Lugo e da
Corunha, passando a congregar as 38 maiores cidades daquela eurorregião.
"Com estas entradas, o Eixo Atlântico converte-se, não só numa das maiores entidades transfronteiriças
da Europa, tendo em conta o número de associados, mas também no sistema urbano transfronteiriço
organizado mais dinâmico da Europa", lê-se na nota enviada à imprensa pela associação
transfronteiriça.
A associação Eixo Atlântico foi criada em 1992, em Viana do Castelo, por 18 cidades, nove de cada lado
da fronteira.
PUBLICIDADE
+ Visitados
+ Comentados
Top Utilizadores
1.
Guru do fitness morre colhido por um comboio ...
2.
Mulheres com mais curvas têm filhos mais ...
3.
Seis dilemas para Belém
4.
Conheça as passwords que não deve mesmo usar
VISÃO NAS REDES
ÚLTIMA HORA LUSA
T Aumentar texto
•
TAP/Privatização: Movimento "contra" admite
promover referendo
•
Obama pede mais poderes ao Congresso para
combater terrorismo
•
Seis filmes portugueses a partir de hoje no Festival
de Cinema de Roterdão
•
Fadista Mariza, Batida e DJ Ride entre convidados
do "Boiler Room", hoje, em Lisboa
•
Green Project Awards premeiam hoje melhores
iniciativas amigas do ambiente
•
Vencedor do Prémio Universidade de Coimbra
anunciado hoje
•
Republicanos dizem estar preocupados com
concessões dos EUA a Cuba
•
Obama pede ao Congresso lei que confirme EUA
como "país de imigrantes"
•
Obama defende lei sobre a igualdade de salários
entre homens e mulheres
•
Barack Obama promete continuar esforços para
encerrar prisão de Guantánamo
T Diminuir texto
2
EM DESTAQUE
1
Like
5
Comentar
Imprimir
Email
21/01/2015 8:37
Matosinhos vai ser a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2016
1 de 2
http://portocanal.sapo.pt/noticia/49590/
21/01/2015 8:38
Matosinhos vai ser a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2016
2 de 2
http://portocanal.sapo.pt/noticia/49590/
21/01/2015 8:38
Eixo Atlântico passa a congregar 38 municípios do Norte de
Portugal e da Galiza
Lusa 20 Jan, 2015, 15:35 A comissão executiva do Eixo Atlântico aceitou hoje a integração dos municípios portugueses da Maia e de Santa Maria da Feira e das `diputaciones` galegas de Lugo e da Corunha, passando a congregar as 38 maiores cidades daquela eurorregião. "Com estas entradas, o Eixo Atlântico converte‐se, não só numa das maiores entidades transfronteiriças da Europa, tendo em conta o número de associados, mas também no sistema urbano transfronteiriço organizado mais dinâmico da Europa", lê‐se na nota enviada à imprensa pela associação transfronteiriça. A associação Eixo Atlântico foi criada em 1992, em Viana do Castelo, por 18 cidades, nove de cada lado da fronteira. O Eixo Atlântico tem uma presidência rotativa que é assumida alternadamente por municípios da Galiza e do Norte de Portugal, sendo presentemente Carlos Negreira, `alcaide` de A Corunha, o presidente desta associação. Com a integração dos novos municípios, processo que durou um ano, "a população de referência entre as cidades membros e suas áreas de influência ronda os sete milhões de habitantes, o que converte o Eixo Atlântico na terceira área urbana da Península Ibérica, atrás de Madrid e Barcelona e à frente de Lisboa, e numa das dez principais áreas urbanas da Europa". Na reunião hoje realizada no município O Barco de Valdeorras, na província de Ourense, na Galiza, foi ainda aprovado o orçamento para 2015, no montante de 2,6 milhões de euros. O documento, que será ainda submetido à aprovação da Assembleia‐Geral da associação transfronteiriça, a realizar a 19 de fevereiro, aponta como uma das prioridades a elaboração de uma "Agenda Urbana". Aquela agenda, que deverá estar concluído em 2017, tem como objetivo a definição de uma "estratégia de desenvolvimento" das cidades que integram a estrutura transfronteiriça. "A Agenda Urbana implicará o debate com a sociedade sobre a estratégia que as cidades da eurorregião devem seguir durante a próxima década para consolidar a saída da crise e a recuperação económica, processo que se insere na elaboração da Agenda Urbana Europeia que a Comissão Europeia está impulsionar". Na reunião de hoje, a comissão executiva da associação transfronteiriça decidiu ainda que as cidades de Matosinhos e Vila Real partilhem a organização da Capital da Cultural do Eixo Atlântico, a realizar em 2016. A instituição de uma capital cultural bienal do Eixo Atlântico foi lançada em 2009, durante a presidência de Luís Filipe Menezes. Aliás o município de Gaia foi o primeiro a assumir a capitalidade cultural da associação transfronteiriça. Matosinhos vai ser a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em
2016
Lusa 20 Jan, 2015, 14:28 O concelho de Matosinhos vai ser, em 2016, Capital da Cultura do Eixo Atlântico, sucedendo à cidade espanhola de Ourense, estando a autarquia a preparar já um "ambicioso programa" para esse ano. A decisão foi tomada hoje de manhã em reunião da Comissão Executiva do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, que decorreu na Galiza, tendo fonte da autarquia avançado à agência Lusa que será Matosinhos a acolher, em 2016, a Capital da Cultura do Eixo Atlântico. Matosinhos sucede assim à cidade espanhola de Ourense ‐ que recebeu a iniciativa em 2014 ‐ tendo a autarquia do concelho do distrito do Porto definido a organização da Capital da Cultura do Eixo Atlântico como uma das prioridades do atual mandato autárquico, liderado pelo independente Guilherme Pinto. "Está, por isso, a preparar um ambicioso programa que se estenderá ao longo de todo o ano de 2016, com especial incidência entre os meses de maio e setembro, o qual consolidará a vocação cultural de Matosinhos e a aposta continuada da autarquia na criatividade enquanto fator de diferenciação e de coesão social, bem como o reforço da cooperação com os restantes municípios do Eixo Atlântico", avança. A Câmara de Matosinhos vai ainda avançar com um plano de requalificação urbana que permitirá potenciar o certame do ponto de vista da atração turística e da economia, estando previsto para 2016 a abertura da Broadway da quadra marítima, a criação de várias praças e a iluminação de edifícios emblemáticos, bem como o arranjo das ruas de Alfredo Cunha e França Júnior e de todos os passeios da cidade. O acolhimento de espetáculos teatrais de companhias galegas em itinerância ou Fazer a Festa ou o FITEI ‐ Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica e 15 exposições de artes plásticas, fotografia e design, algumas das quais organizadas em colaboração com algumas instituições de referência da Galiza, são exemplos das ações planeadas. "A Capital da Cultura do Eixo Atlântico ficará ainda assinalada pela abertura da Casa da Arquitetura, do Quadra‐Galeria de Design e da Casa da Memória de Matosinhos, bem como pela edição de livros e pela realização de conferências relacionadas com o papel dos Caminhos de Santiago na consolidação de uma identidade luso‐galaica e europeia", acrescenta a autarquia à agência Lusa. A Capital da Cultura do Eixo Atlântico foi criada em 2007 e visa potenciar as expressões culturais das cidades do Norte de Portugal e da Galiza que compõem esta organização de cooperação transfronteiriça, contribuindo para consolidar os valores comuns e para promover os artistas portugueses e galegos das mais diversas áreas. 

Documentos relacionados

diario de pontevedra

diario de pontevedra 4.129 Ejemplares Difusión: 3.105 Ejemplares Sección: LOCAL

Leia mais