E MÃOS - Hospital Mãe de Deus

Сomentários

Transcrição

E MÃOS - Hospital Mãe de Deus
(e-learning)
(JCI)
TUDO ISSO É
PARA VOCÊ!
PARTICIPE DOS
CURSOS E-MÃE
DE DEUS
HIGIENE DE MÃOS
Você já deve ter visto cartazes reforçando os benefícios proporcionados
à equipe do Hospital Mãe de Deus.
A cada mês, um é trabalhado de forma especial na instituição, inclusive contando com a participação
de alguns colaboradores, que
atuaram como “modelos”:
e Branco
Escola Cisn
Sementinha
(benefícios)
de Vida
Convênio Panvel – Carmen
Carteri, agente de atendimento.
Material escolar – Alexandre
Blazekiewiecz, auxiliar de
governança.
Universidade corporativa –
Tiane Prado Farias, enfermeira executiva.
Assistência médica –
Thiago Silveira, técnico de
informática.
Auxílio-creche – Fabiana Bastos, agente
de atendimento, e Luis Mario Binotto, agente
administrativo.
Os treinamentos oferecidos pela UCMD utilizando a metodologia e-learning (e-Mãe de Deus) já são uma realidade dentro do HMD. Em 2009, diversos cursos estão sendo lançados mensalmente e divulgados nos murais
e por e-mail. Cerca de 250 colaboradores já se inscreveram em algum tipo
de treinamento via e-Mãe de Deus. Entre eles estão a analista de Governança Elisabeth Calderaro, a agente de atendimento de Call Center Luana
do Nascimento e o enfermeiro da CTI Marcelo de Campos. Eles falaram à
equipe da revista Entre Nós sobre o método. Confira!
Marcelo
Elisabeth
Luana
PRÁTICA É RECONHECIDA MUNDIALMENTE
COMO UMA DAS MEDIDAS MAIS IMPORTANTES NO CONTROLE DAS INFECÇÕES RELACIONADAS À SAÚDE.
mundial
o à preocupação
ad
inh
al
,
us
De
de
u que a
O Hospital Mãe
à saúde, determino
s
da
na
cio
la
re
es
na instituicom as infecçõ
prática permanente
a
um
e
e-s
rn
to
os
conquista
higiene de mã
bilizadoras para a
mo
s
õe
aç
s
da
a
ção, sendo um
International (JCI).
la Joint Commission
ditação, Dr.
da acreditação pe
r do projeto de acre
do
na
de
or
co
o
m
a consciênDe acordo co
ionais de saúde ter
iss
of
pr
s
ao
be
ca
higienizaSérgio Ruffini,
cientes depende da
pa
s
do
a
nç
ra
gu
se
que estudos
cia de que a
das mãos. Ele conta
te
en
qu
fre
e
a
os
pessoas a esse
ção cuidad
baixa adesão das
a
um
am
str
mo
a
obabilidade
sobre o tem
arreta na grande pr
ac
ão
iss
om
a
e
,
to
nte a transmisprocedimen
versos, principalme
ad
s
to
en
ev
de
ia
de ocorrênc
mos.
são de miccro-organis ocorrer durante o contato direto com
de
“A contaminação po no manuseio de produtos e equipaém
s
mb
ta
ou
o paciente
barras protetoras da
as de infusão, b
mb
bo
mo
co
is
ni.
ta
ffi
mentos,
orma Dr. Ruf
o,, entre outros”, inf
piio
óp
ossccó
tetto
camas e este
Entre Nós - O que você achou dos cursos e-Mãe de Deus?
Marcelo - Gostei muito da iniciativa da UCMD de proporcionar cursos de
ensino a distância, investindo mais no crescimento profissional e pessoal
dos funcionários.
Fábrica de
Sonhos
(homenagem)
COM OS OLHOS
CHEIOS D’ÁGUA
Foi assim que ficaram as mamães que assistiram à homenagem especial
protagonizada pelos seus filhos e promovida pelo HMD no dia 12 de
maio, no auditório do Hospital. Três escolas infantis parceiras do Mãe
de Deus – Cisne Branco, Sementinha da Vida e Fábrica dos Sonhos –
fizeram apresentações em forma de peça de teatro e slides.
Tânia Regina de Deus, agente de atendimento do CDI, não escondia a
emoção, com lágrimas no rosto, depois de ver sua filha Mirella, de 3
anos, no palco. “Foi um momento que tocou fundo o coração.”
Márcia Favero, analista de atendimento da Recepção, mãe da pequena Ana Carolina, também de 3 anos, se disse maravilhada
ao ver a sua filha na homenagem. “Ela ficou muito fofinha na
apresentação.”
Já a agente de atendimento do Instituto do Câncer Rita Carvalho, mãe de Márcio, de 4 anos, destacou sua satisfação com
o evento: “Foi muito bem organizado. Primeiro eu estava ansiosa, depois fiquei emocionada”.
{05}
Fique ligado!
A campanha para reforçar
os benefícios da instituição
continua com força total.
Em breve, você confere
mais ações de divulgação!
PERFIL EDUCACIONAL
DOS COLABORADORES
Em março, quando foi destacado o benefício da Universidade Corporativa
Mãe de Deus (UCMD), a entidade promoveu uma pesquisa com 664
colaboradores. “Nosso objetivo foi avaliar o nível educacional da equipe,
contribuindo inclusive para o planejamento da UCMD”, afirma Liane
Amorim, da Universidade Corporativa. Confira os resultados apurados:
Graduação
Pós-gradução
EN - O que a motivou realizá-los?
Elisabeth - Tinha a ideia de que os cursos em e-learning poderiam mee
ajudar a entender melhor alguns conteúdos ensinados na faculdade. A
curiosidade de ver como seria um curso a distância também foi um fator de
motivação. Como adorei, resolvi seguir fazendo.
EN - O que mais gostou e que dificuldades teve?
Luana - O método exige mais disciplina e dedicação, e é ótimo o fato
o de
podermos interagir com o monitor e com os colegas.
EN - Sentiu diferença em relação aos treinamentos presenciais??
Elisabeth - Acredito que consegui entender bem os conteúdos nos cursos
a distância. Para se ter uma ideia, eu tinha tirado nota 6 na primeira
a prova
da cadeira de Matemática Financeira na faculdade. Já no segundo
do teste,
fiquei com nota 9,4 em virtude do treinamento em e-learning realizado
lizado
no Mãe de Deus.
EN - Que benefício você acredita que esse método traz?
Marcelo - O maior benefício é poder fazer mais cursos sem
ter que sair de casa, de forma fácil e rápida, e com excelente
aproveitamento.
EN - O que você diria para quem ainda não fez?
Luana - Quem ainda não fez está perdendo uma grande
oportunidade. Eu já realizei cinco e, particularmente, estou
adorando e pretendo participar de todos os cursos.
Participe!
As inscrições devem ser solicitadas pelo e-mail
[email protected], informando curso, nº da
matrícula, nome completo, e-mail (para receber as orientações, usuário
e senha) e número do celular.
Gráficos mostram o número de colaboradores
{06}
REVISTA INTERNA DO
HOSPITAL MÃE DE DEUS
MAIO 2009
vai
s, você o
ó
N
e
tr
ta En
paraçã
da revis e sabão, pre ienizao
h
n
ju
ão de
a a hig
– água
Na ediç ual produto – utiilliizzar par ntro do hosq
e
o
conferir e antisséptic a atividade d
e
a
alcoólic ãos, conform
sm
ção da e ligado!
u
pital. Fiq
102
ACOLHER:
CRESCIMENTO PARA TODOS
DEPOIS DE TRÊS ANOS DE IMPLANTAÇÃO, É POSSÍVEL PERCEBER OS
BENEFÍCIOS QUE A INCLUSÃO DE COLABORADORES COM ALGUM TIPO
DE DEFICIÊNCIA TROUXE PARA A EQUIPE MÃE DE DEUS.
Inclusão social, capacitação de pessoas com deficiência (PCDs) e relações mais humanizadas. Esses são alguns dos resultados do Programa Acolher Mãe de Deus – A diversidade que soma, que completará
três anos em junho. Atualmente, o Hospital Mãe de Deus (HMD) possui 57 funcionários com deficiência ou reabilitados, o que representa
3% do total – a meta é alcançar os 5% exigidos pela lei.
“As deficiências são superadas na realização das tarefas, o que é
reconhecido
pelos gestores. Para alguns PCDs que estavam desemprerec
gados,
a atividade é a concretização de um sonho, e mesmo os que
ga
atuam
há algum tempo no mercado de trabalho mostram muita dediat
cação
e comprometimento”, afirma Irmã Ana Maria Zanon, consultora
ca
de
d Recursos Humanos e coordenadora do Programa Acolher. Ela comenta que a presença desses colaboradores contribuiu para qualificar
e humanizar as relações, fazendo com que as pessoas ajam com mais
solidariedade, respeito e atenção ao próximo.
Há oito meses no Mãe de Deus, Silvano
aproveita o contato com os pacientes para
passar sua história adiante, como exemplo de
que até doenças temidas, como o câncer, podem
ser vencidas. “Já atendi diversas pessoas que estavam
tristes e desanimadas com a descoberta de alguma enfermidade, então
conto a eles minha história. A maioria sai com esperança e força de
vontade, o que é muito gratificante!”
Em março, Silvano começou a faculdade de Gestão Financeira como bolsista do Programa Universidade para todos (ProUni), e pretende seguir
carreira no Hospital.
Dúvidas ou sugestões: [email protected]
RETROSPECTIVA
A inclusão de funcionários com algum tipo de deficiência, cursos de
capacitação e as sensibilizações com gestores e colaboradores foram
as principais ações desenvolvidas durante os três anos do Acolher. Em
2009, dois novos cursos direcionados às pessoas com deficiência estão previstos: um de atendimento em clínica médica e hospitalar – em
parceria com a Rumo Norte – e outro de hospitalidade e governança
– em conjunto com a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de
Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência (PPDs) e Pessoas Portadoras de Altas Habilidades (PPAHs) no RS (Faders). As atividades são feitas em parceria com a Universidade Corporativa Mãe de
Deus (UCMD).“O objetivo é oportunizar um estágio no Mãe de Deus,
permitindo que os alunos conheçam os diversos setores do Hospital e se
identifiquem com uma área e função, determinando seu foco na busca de
uma vaga no segmento da saúde”, explica Irmã Ana. Por parte do HMD,
esse curso será uma oportunidade de identificar talentos para atuarem
na organização.
FUNCIONÁRIO ACOLHIDO
O trabalho no Hospital e o apoio dos colegas foram essenciais para o
recomeço da vida de Silvano Konflanz, 26 anos, agente de atendimento
do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI). “Aos 24 anos, descobri
que tinha câncer e iniciei um forte tratamento, sendo obrigado a abandonar a carreira na área dos negócios. Depois disso, mesmo com sequelas
– dificuldade de movimento nos dedos indicadores e polegar das mãos
–, decidi que era hora de começar de novo. A oportunidade de trabalho oferecida pelo Programa Acolher e a ajuda dos funcionários foram
fundamentais para que eu desse a volta por cima. Me senti totalmente
acolhido”, conta.
meço
D marcou o reco
Trabalho no HM no Konflanz
Silva
de uma vida a
(editorial)
ACOLHER MÃE DE
DEUS – 3 ANOS DE
TRABALHO
(notícias do sistema)
(perfil do gestor)
GORDON EM CAMPO BOM
MOMENTO ESPECIAL
O Acolher Mãe de Deus
– A diversidade que soma
completará três anos em
junho. Durante esse período, o foco do programa
voltou-se para a inclusão
de funcionários com algum
tipo de deficiência. Por meio
dele, estamos atuando em
cinco etapas de trabalho:
informação e sensibilização,
adaptação da estrutura
física, recrutamento e seleção, retenção, treinamento
e desenvolvimento. Muitos
foram os avanços nesses três
anos. Atualmente, o Hospital
Mãe de Deus conta com 59
funcionários com deficiência ou reabilitados. Crescemos
juntos. Aprendemos muito com esses colegas que vieram
somar suas forças às nossas. Percebemos cada vez mais
que as chamadas “deficiências” são superadas na realização das atividades e que às vezes são imperceptíveis no
dia a dia de trabalho.
Acolher o ser humano integralmente significa promover a
sua inclusão de forma igual, respeitando as diferenças e
gerando oportunidades iguais. Quando acolhemos integralmente uma pessoa com deficiência, estamos contribuindo para a quebra de paradigmas históricos presentes na
sociedade e, acima de tudo, gerando um ambiente saudável de aprendizagem e coleguismo.
A presença desses colaboradores contribui para qualificar
e humanizar ainda mais as nossas relações; as pessoas
agem com mais solidariedade, respeito e atenção ao próximo e valorizam este que é o primeiro valor institucional do
Hospital Mãe de Deus: a Acolhida.
UNIDADE DE DEPENDÊNCIA
QUÍMICA NO HSL
INAUGURADO NO DIA 17 DE ABRIL, O NOVO SETOR
DO HOSPITAL SANTA LUZIA
ATENDE PACIENTES DO
L
SAÚDE.
SISTEMA ÚNICO DE SAÚ
{02}
expedien te
Alceu Alves da Silva
Diretor executivo
Projeto e execução: Giornale Comunicação
Empresarial
(51) 3378-7100
Coordenação: Rober ta Muradás
Redação: Marcelo Vicente, Greta Mello e Rober
ta Muradás
Direção de criação: Denise Polidori
Edição de arte: Karla Nazareth
Fotos: Diego Ramos, Tânia Meinerz e arquiv
o HMD
Diretora e Jornalista Responsável: Fernanda
Carvalho
Garcia – Reg. Prof. 8231
DIEGO CALEFFI ASSUMIU A GERÊNCIA DE MARKETING
DO HMD NO INÍCIO DO ANO, DEPOIS DE JÁ TER PASSADO POR DUAS GRANDES EMPRESAS DA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO. “ESTOU MUITO CONTENTE EM PARTICIPAR DESDE MOMENTO TÃO IMPORTANTE PARA O
HOSPITAL: SEUS 30 ANOS.”
Já consolidado no Hospital Mãe de Deus,
o Programa Eliminando Excessos, que tem
como personagem principal o simpático Gordon, começa a fazer parte da realidade dos
colaboradores do Hospital de Campo Bom
Dr. Lauro Réus. A unidade vai implantá-lo ainda neste primeiro semestre e, atualmente, está
formando uma equipe de trabalho, liderada
pela nutricionista Tatiana Betina Nantal
e pelo diretor administrativo, Robson Sodré Morales, para definir as metas a
serem atingidas.
“Em março, recebemos um grupo de
colegas no HMD, que nos apresentou o programa. Já tínhamos informações dos resultados significativos
obtidos em Porto Alegre e agora pretendemos
repetir o sucesso do Gordon também aqui”, comenta Irmã Anice Maria Coloriti, presidente do
Hospital Dr. Lauro Reus.
Desde o dia 17 de abril, os moradores do
Litoral contam com a Unidade de Dependência Química do Hospital Santa Luzia
(HSL), em Capão da Canoa, que busca
atender à crescente demanda da área.
O novo setor, que opera exclusivamente
pelo Sistema Único de Saúde (SUS), funciona no térreo do HSL 24 horas por dia
e oferece atendimento interdisciplinar
formado por psiquiatra, psicólogo,
terapeuta ocupacional, educa-dor físico e equipe de enfer-rmagem.
São nove leitos destinados ao cuidado de
adolescentes de 12 a 18 anos dependentes químicos. “O objetivo é que, depois da
desintoxicação, os pacientes continuem o
tratamento em nível ambulatorial”, destaca Dr. Vitor Hugo Zeilmann, diretor médico dos Hospitais Santa Luzia e Nossa
Senhora dos Navegantes, em Torres.
As novidades fazem parte do termo de
cooperação técnica assinado entre o
governo do Estado do Rio Grande do
Sul, a Secretaria Estadual da Saúde, a
Secretaria de Saúde do Município de
Porto Alegre e o Sistema de Saúde
Mãe de Deus, que propõe a prestação de serviços e o desenvolvimento
de proje
projetos de apoio ao SUS, seja
na área assistencial ou de apoio
à
p
rede hospitalar.
No início do ano, quando começou a trabalhar no Hospital Mãe de Deus, Diego
Caleffi surpreendeu-se com a estrutura
da instituição. “Não tinha noção da sua
grandiosidade e fiquei muito contente de
encontrar pessoas preparadas e um excelente sistema de gestão”, elogia o gerente
de Marketing.
Formado em Publicidade e Propaganda,
ele também é professor do curso de Relações Públicas da PUC-RS e já atuou em
duas grandes empresas da área de comunicação – RBS e Record. “Fazer parte da
equipe do Hospital Mãe de Deus no ano
em que a instituição completa 30 anos é
extremamente gratificante para mim.”
Além de se dedicar para marcar essa
data, a área de Marketing está com vários outros projetos, como a criação de um
novo website, campanhas de endomarketing em parceria com o RH e ações volta-
das ao público externo.
Caleffi também ressalta o desafio da conquista da certificação pela Joint Commission Internacional (JCI), que envolverá
todos os colaboradores. “Essa é a maior
meta de 2009 e só depende de cada um
de nós alcançá-la.”
EQUIPE COESA
Fernanda Oliveira e Carmen Cardoso,
que formam a equipe de Marketing do
Hospital, são o verdadeiro braço direito de Caleffi. “Elas foram e estão sendo
fundamentais para o desenvolvimento do
meu trabalho na instituição. Só tenho a
agradecer pelo apoio.”
Nas horas livres, cinema e música não
podem faltar na vida do gestor. “Também
adoro sair com os amigos e passar momentos em família: com meus pais e meu
irmão.”
(perfil do colaborador)
Bate-bola
Um filme para rever: Tudo acontece em Elizabethtown.
Um livro que recomenda:
Estou lendo “O lobo de Wall
Street”, de Jordan Belfort.
Uma frase: Gosto e sempre usei o lema da campanha do presidente dos Estados
Unidos, Barack Obama: “Yes, we
can” (Sim, nós podemos).
O Mãe de Deus é:
Minha segunda casa.
CRESCIMENTO CONSTANTE
(área médica)
(área social)
PET/CT É
INAUGURADO
UNIDADE MÓVEL
NO DIA MUNDIAL
DA SAÚDE
Foi lançado em maio o PET/CT
(Positron Emission Tomography/
Computed Tomography), exame
de ponta adquirido pelo Sistema
de Saúde Mãe de Deus (SSMD),
que o coloca em destaque no cenário internacional – este é o primeiro PET/CT com a tecnologia
time-of-flight da América Latina. O
novo equipamento capta imagens
detalhadas do corpo e detecta a
presença de alterações que podem
ser tumores malignos, tornando
mais eficaz a localização, o diagnóstico e, consequentemente, o
tratamento médico. Já a tecnologia
time-of-flight permite a obtenção
de imagens com melhor resolução
espacial e traz benefícios para pacientes obesos, que são um desafio
para o PET/CT convencional.“A ferramenta apresenta um forte impacto no desfecho da doença, devido
à mudança na conduta médica,
como indicação de cirurgias, identificação de locais desconhecidos
da doença, tornando mais preciso
e seguro o acompanhamento dos
pacientes”, explicam Dr. Belmonte
Marroni e Dra. Clarice Sprinz, gestores da Medicina Nuclear.
O Serviço de Oncologia, coordenado pelo Dr. Carlos Barrios, concentra o atendimento dos pacientes com
câncer, que representam aproximadamente 80% das indicações de
exames PET/CT. “A principal vantagem do novo sistema é a detecção
da extensão de determinadas doenças, o que permite a indicação – ou
não – de cirurgia com mais clareza.
Se uma determinada intervenção ou
tratamento não ajudarão o paciente,
não há a necessidade de submetê-lo
a isso”, exemplifica.
O PET/CT funciona no primeiro andar do Hospital, junto ao Serviço de
Medicina Nuclear.
No dia 7 de abril – Dia Mundial da Saúde – a Unidade
Móvel de Saúde Comunitária (UMSC) do Hospital Mãe de
Deus realizou uma ação especial com os colaboradores da
empresa de viação urbana Soul, fazendo um rastreamento
para doenças crônicas, consultas médicas e com enfermeiro, além de avaliação visual. O objetivo maior foi a promoção de um momento de reflexão sobre os hábitos de vida e
a adoção de uma postura de longevidade.
Mais de 300 funcionários participaram, identificando-se
47 com algum tipo de alteração ao exame clínico. Entre
aqueles com resultado inalterado, a dinâmica de orientação
e de incentivo de contato preventivo com o serviço de saúde
foi afirmada.
“Ao final, a UMSC/HMD e a Soul ganharam com a ação,
oportunizando um momento de promoção de saúde no
trabalho, ao mesmo tempo em que se reforçou um laço antigo
de cooperação e transferência de conhecimentos entre as
duas empresas”, constata o médico geral comunitário Dr.
Edgar Klein, que atua na Unidade há 10 anos.
(data)
HOMENAGEM NO
DIA DO TRABALHO
CÁTIA FERREIRA AMADOR ESTÁ SEMPRE BUSCANDO
NOVOS CONHECIMENTOS E COMEMOROU MUITO A
PROMOÇÃO RECEBIDA RECENTEMENTE.
Depois de concluir o segundo grau e realizar
um curso técnico em enfermagem com o auxílio
do Hospital Mãe de Deus, Cátia Ferreira Amador, de 30 anos, comemora a promoção de
auxiliar de higienização a técnica em enfermagem da Maternidade. Agora, a colaboradora
cuida das pacientes em pós-parto e dos bebês
recém-nascidos. “Sempre quis atuar nessa área,
pois é um trabalho emocionante”, define.
O fato de ter dois filhos, um de 13 e outro de 8
anos, ajuda Cátia no seu dia a dia. “Algumas
mães, principalmente as de primeira viagem, ficam muito nervosas, sem saber direito como cui-
dar dos pequenos, e nós as auxiliamos”, conta.
Há seis anos no Hospital, a funcionária aproveita a oportunidade para agradecer a todos os
colegas que a ajudaram em sua trajetória. “O
Sistema de Saúde Mãe de Deus nos oferece
diversas chances de crescimento. Aprendi muito
nesse tempo que estou aqui, contando com o
apoio de diversos amigos.” E ela não pretende
parar por aqui, pois quer fazer faculdade de
Administração Hospitalar ou Enfermagem. Cláudia é casada e nas horas livres gosta de aproveitar os momentos em família: com o marido e
os dois filhos. “Eles são a base de tudo”, resume.
Confira os colegas que foram
promovidos no mês de abril:
Leitos sã
od
a pacien estinados
tes do SU
S
{03}
Nome
Função anterior
Função atual
Cátia Ferreira Amador
Auxiliar de Higienização
Técnica Enfermagem Materno-Infantil
Daniela Costa Silveira
Office-boy Laboratório
Auxiliar Administrativo
Rita de Cassia da Rosa Coelho
Agente de Atendimento Recepções
Agente de Atendimento - Fisioterapia
Confira mais detalhes no site oficial do filme:
http://www.xmenorigenswolverine.com.br
ou www.foxfilm.com.br.
{04}
(editorial)
ACOLHER MÃE DE
DEUS – 3 ANOS DE
TRABALHO
(notícias do sistema)
(perfil do gestor)
GORDON EM CAMPO BOM
MOMENTO ESPECIAL
O Acolher Mãe de Deus
– A diversidade que soma
completará três anos em
junho. Durante esse período, o foco do programa
voltou-se para a inclusão
de funcionários com algum
tipo de deficiência. Por meio
dele, estamos atuando em
cinco etapas de trabalho:
informação e sensibilização,
adaptação da estrutura
física, recrutamento e seleção, retenção, treinamento
e desenvolvimento. Muitos
foram os avanços nesses três
anos. Atualmente, o Hospital
Mãe de Deus conta com 59
funcionários com deficiência ou reabilitados. Crescemos
juntos. Aprendemos muito com esses colegas que vieram
somar suas forças às nossas. Percebemos cada vez mais
que as chamadas “deficiências” são superadas na realização das atividades e que às vezes são imperceptíveis no
dia a dia de trabalho.
Acolher o ser humano integralmente significa promover a
sua inclusão de forma igual, respeitando as diferenças e
gerando oportunidades iguais. Quando acolhemos integralmente uma pessoa com deficiência, estamos contribuindo para a quebra de paradigmas históricos presentes na
sociedade e, acima de tudo, gerando um ambiente saudável de aprendizagem e coleguismo.
A presença desses colaboradores contribui para qualificar
e humanizar ainda mais as nossas relações; as pessoas
agem com mais solidariedade, respeito e atenção ao próximo e valorizam este que é o primeiro valor institucional do
Hospital Mãe de Deus: a Acolhida.
UNIDADE DE DEPENDÊNCIA
QUÍMICA NO HSL
INAUGURADO NO DIA 17 DE ABRIL, O NOVO SETOR
DO HOSPITAL SANTA LUZIA
ATENDE PACIENTES DO
L
SAÚDE.
SISTEMA ÚNICO DE SAÚ
{02}
expedien te
Alceu Alves da Silva
Diretor executivo
Projeto e execução: Giornale Comunicação
Empresarial
(51) 3378-7100
Coordenação: Rober ta Muradás
Redação: Marcelo Vicente, Greta Mello e Rober
ta Muradás
Direção de criação: Denise Polidori
Edição de arte: Karla Nazareth
Fotos: Diego Ramos, Tânia Meinerz e arquiv
o HMD
Diretora e Jornalista Responsável: Fernanda
Carvalho
Garcia – Reg. Prof. 8231
DIEGO CALEFFI ASSUMIU A GERÊNCIA DE MARKETING
DO HMD NO INÍCIO DO ANO, DEPOIS DE JÁ TER PASSADO POR DUAS GRANDES EMPRESAS DA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO. “ESTOU MUITO CONTENTE EM PARTICIPAR DESDE MOMENTO TÃO IMPORTANTE PARA O
HOSPITAL: SEUS 30 ANOS.”
Já consolidado no Hospital Mãe de Deus,
o Programa Eliminando Excessos, que tem
como personagem principal o simpático Gordon, começa a fazer parte da realidade dos
colaboradores do Hospital de Campo Bom
Dr. Lauro Réus. A unidade vai implantá-lo ainda neste primeiro semestre e, atualmente, está
formando uma equipe de trabalho, liderada
pela nutricionista Tatiana Betina Nantal
e pelo diretor administrativo, Robson Sodré Morales, para definir as metas a
serem atingidas.
“Em março, recebemos um grupo de
colegas no HMD, que nos apresentou o programa. Já tínhamos informações dos resultados significativos
obtidos em Porto Alegre e agora pretendemos
repetir o sucesso do Gordon também aqui”, comenta Irmã Anice Maria Coloriti, presidente do
Hospital Dr. Lauro Reus.
Desde o dia 17 de abril, os moradores do
Litoral contam com a Unidade de Dependência Química do Hospital Santa Luzia
(HSL), em Capão da Canoa, que busca
atender à crescente demanda da área.
O novo setor, que opera exclusivamente
pelo Sistema Único de Saúde (SUS), funciona no térreo do HSL 24 horas por dia
e oferece atendimento interdisciplinar
formado por psiquiatra, psicólogo,
terapeuta ocupacional, educa-dor físico e equipe de enfer-rmagem.
São nove leitos destinados ao cuidado de
adolescentes de 12 a 18 anos dependentes químicos. “O objetivo é que, depois da
desintoxicação, os pacientes continuem o
tratamento em nível ambulatorial”, destaca Dr. Vitor Hugo Zeilmann, diretor médico dos Hospitais Santa Luzia e Nossa
Senhora dos Navegantes, em Torres.
As novidades fazem parte do termo de
cooperação técnica assinado entre o
governo do Estado do Rio Grande do
Sul, a Secretaria Estadual da Saúde, a
Secretaria de Saúde do Município de
Porto Alegre e o Sistema de Saúde
Mãe de Deus, que propõe a prestação de serviços e o desenvolvimento
de proje
projetos de apoio ao SUS, seja
na área assistencial ou de apoio
à
p
rede hospitalar.
No início do ano, quando começou a trabalhar no Hospital Mãe de Deus, Diego
Caleffi surpreendeu-se com a estrutura
da instituição. “Não tinha noção da sua
grandiosidade e fiquei muito contente de
encontrar pessoas preparadas e um excelente sistema de gestão”, elogia o gerente
de Marketing.
Formado em Publicidade e Propaganda,
ele também é professor do curso de Relações Públicas da PUC-RS e já atuou em
duas grandes empresas da área de comunicação – RBS e Record. “Fazer parte da
equipe do Hospital Mãe de Deus no ano
em que a instituição completa 30 anos é
extremamente gratificante para mim.”
Além de se dedicar para marcar essa
data, a área de Marketing está com vários outros projetos, como a criação de um
novo website, campanhas de endomarketing em parceria com o RH e ações volta-
das ao público externo.
Caleffi também ressalta o desafio da conquista da certificação pela Joint Commission Internacional (JCI), que envolverá
todos os colaboradores. “Essa é a maior
meta de 2009 e só depende de cada um
de nós alcançá-la.”
EQUIPE COESA
Fernanda Oliveira e Carmen Cardoso,
que formam a equipe de Marketing do
Hospital, são o verdadeiro braço direito de Caleffi. “Elas foram e estão sendo
fundamentais para o desenvolvimento do
meu trabalho na instituição. Só tenho a
agradecer pelo apoio.”
Nas horas livres, cinema e música não
podem faltar na vida do gestor. “Também
adoro sair com os amigos e passar momentos em família: com meus pais e meu
irmão.”
(perfil do colaborador)
Bate-bola
Um filme para rever: Tudo acontece em Elizabethtown.
Um livro que recomenda:
Estou lendo “O lobo de Wall
Street”, de Jordan Belfort.
Uma frase: Gosto e sempre usei o lema da campanha do presidente dos Estados
Unidos, Barack Obama: “Yes, we
can” (Sim, nós podemos).
O Mãe de Deus é:
Minha segunda casa.
CRESCIMENTO CONSTANTE
(área médica)
(área social)
PET/CT É
INAUGURADO
UNIDADE MÓVEL
NO DIA MUNDIAL
DA SAÚDE
Foi lançado em maio o PET/CT
(Positron Emission Tomography/
Computed Tomography), exame
de ponta adquirido pelo Sistema
de Saúde Mãe de Deus (SSMD),
que o coloca em destaque no cenário internacional – este é o primeiro PET/CT com a tecnologia
time-of-flight da América Latina. O
novo equipamento capta imagens
detalhadas do corpo e detecta a
presença de alterações que podem
ser tumores malignos, tornando
mais eficaz a localização, o diagnóstico e, consequentemente, o
tratamento médico. Já a tecnologia
time-of-flight permite a obtenção
de imagens com melhor resolução
espacial e traz benefícios para pacientes obesos, que são um desafio
para o PET/CT convencional.“A ferramenta apresenta um forte impacto no desfecho da doença, devido
à mudança na conduta médica,
como indicação de cirurgias, identificação de locais desconhecidos
da doença, tornando mais preciso
e seguro o acompanhamento dos
pacientes”, explicam Dr. Belmonte
Marroni e Dra. Clarice Sprinz, gestores da Medicina Nuclear.
O Serviço de Oncologia, coordenado pelo Dr. Carlos Barrios, concentra o atendimento dos pacientes com
câncer, que representam aproximadamente 80% das indicações de
exames PET/CT. “A principal vantagem do novo sistema é a detecção
da extensão de determinadas doenças, o que permite a indicação – ou
não – de cirurgia com mais clareza.
Se uma determinada intervenção ou
tratamento não ajudarão o paciente,
não há a necessidade de submetê-lo
a isso”, exemplifica.
O PET/CT funciona no primeiro andar do Hospital, junto ao Serviço de
Medicina Nuclear.
No dia 7 de abril – Dia Mundial da Saúde – a Unidade
Móvel de Saúde Comunitária (UMSC) do Hospital Mãe de
Deus realizou uma ação especial com os colaboradores da
empresa de viação urbana Soul, fazendo um rastreamento
para doenças crônicas, consultas médicas e com enfermeiro, além de avaliação visual. O objetivo maior foi a promoção de um momento de reflexão sobre os hábitos de vida e
a adoção de uma postura de longevidade.
Mais de 300 funcionários participaram, identificando-se
47 com algum tipo de alteração ao exame clínico. Entre
aqueles com resultado inalterado, a dinâmica de orientação
e de incentivo de contato preventivo com o serviço de saúde
foi afirmada.
“Ao final, a UMSC/HMD e a Soul ganharam com a ação,
oportunizando um momento de promoção de saúde no
trabalho, ao mesmo tempo em que se reforçou um laço antigo
de cooperação e transferência de conhecimentos entre as
duas empresas”, constata o médico geral comunitário Dr.
Edgar Klein, que atua na Unidade há 10 anos.
(data)
HOMENAGEM NO
DIA DO TRABALHO
CÁTIA FERREIRA AMADOR ESTÁ SEMPRE BUSCANDO
NOVOS CONHECIMENTOS E COMEMOROU MUITO A
PROMOÇÃO RECEBIDA RECENTEMENTE.
Depois de concluir o segundo grau e realizar
um curso técnico em enfermagem com o auxílio
do Hospital Mãe de Deus, Cátia Ferreira Amador, de 30 anos, comemora a promoção de
auxiliar de higienização a técnica em enfermagem da Maternidade. Agora, a colaboradora
cuida das pacientes em pós-parto e dos bebês
recém-nascidos. “Sempre quis atuar nessa área,
pois é um trabalho emocionante”, define.
O fato de ter dois filhos, um de 13 e outro de 8
anos, ajuda Cátia no seu dia a dia. “Algumas
mães, principalmente as de primeira viagem, ficam muito nervosas, sem saber direito como cui-
dar dos pequenos, e nós as auxiliamos”, conta.
Há seis anos no Hospital, a funcionária aproveita a oportunidade para agradecer a todos os
colegas que a ajudaram em sua trajetória. “O
Sistema de Saúde Mãe de Deus nos oferece
diversas chances de crescimento. Aprendi muito
nesse tempo que estou aqui, contando com o
apoio de diversos amigos.” E ela não pretende
parar por aqui, pois quer fazer faculdade de
Administração Hospitalar ou Enfermagem. Cláudia é casada e nas horas livres gosta de aproveitar os momentos em família: com o marido e
os dois filhos. “Eles são a base de tudo”, resume.
Confira os colegas que foram
promovidos no mês de abril:
Leitos sã
od
a pacien estinados
tes do SU
S
{03}
Nome
Função anterior
Função atual
Cátia Ferreira Amador
Auxiliar de Higienização
Técnica Enfermagem Materno-Infantil
Daniela Costa Silveira
Office-boy Laboratório
Auxiliar Administrativo
Rita de Cassia da Rosa Coelho
Agente de Atendimento Recepções
Agente de Atendimento - Fisioterapia
Confira mais detalhes no site oficial do filme:
http://www.xmenorigenswolverine.com.br
ou www.foxfilm.com.br.
{04}
(editorial)
ACOLHER MÃE DE
DEUS – 3 ANOS DE
TRABALHO
(notícias do sistema)
(perfil do gestor)
GORDON EM CAMPO BOM
MOMENTO ESPECIAL
O Acolher Mãe de Deus
– A diversidade que soma
completará três anos em
junho. Durante esse período, o foco do programa
voltou-se para a inclusão
de funcionários com algum
tipo de deficiência. Por meio
dele, estamos atuando em
cinco etapas de trabalho:
informação e sensibilização,
adaptação da estrutura
física, recrutamento e seleção, retenção, treinamento
e desenvolvimento. Muitos
foram os avanços nesses três
anos. Atualmente, o Hospital
Mãe de Deus conta com 59
funcionários com deficiência ou reabilitados. Crescemos
juntos. Aprendemos muito com esses colegas que vieram
somar suas forças às nossas. Percebemos cada vez mais
que as chamadas “deficiências” são superadas na realização das atividades e que às vezes são imperceptíveis no
dia a dia de trabalho.
Acolher o ser humano integralmente significa promover a
sua inclusão de forma igual, respeitando as diferenças e
gerando oportunidades iguais. Quando acolhemos integralmente uma pessoa com deficiência, estamos contribuindo para a quebra de paradigmas históricos presentes na
sociedade e, acima de tudo, gerando um ambiente saudável de aprendizagem e coleguismo.
A presença desses colaboradores contribui para qualificar
e humanizar ainda mais as nossas relações; as pessoas
agem com mais solidariedade, respeito e atenção ao próximo e valorizam este que é o primeiro valor institucional do
Hospital Mãe de Deus: a Acolhida.
UNIDADE DE DEPENDÊNCIA
QUÍMICA NO HSL
INAUGURADO NO DIA 17 DE ABRIL, O NOVO SETOR
DO HOSPITAL SANTA LUZIA
ATENDE PACIENTES DO
L
SAÚDE.
SISTEMA ÚNICO DE SAÚ
{02}
expedien te
Alceu Alves da Silva
Diretor executivo
Projeto e execução: Giornale Comunicação
Empresarial
(51) 3378-7100
Coordenação: Rober ta Muradás
Redação: Marcelo Vicente, Greta Mello e Rober
ta Muradás
Direção de criação: Denise Polidori
Edição de arte: Karla Nazareth
Fotos: Diego Ramos, Tânia Meinerz e arquiv
o HMD
Diretora e Jornalista Responsável: Fernanda
Carvalho
Garcia – Reg. Prof. 8231
DIEGO CALEFFI ASSUMIU A GERÊNCIA DE MARKETING
DO HMD NO INÍCIO DO ANO, DEPOIS DE JÁ TER PASSADO POR DUAS GRANDES EMPRESAS DA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO. “ESTOU MUITO CONTENTE EM PARTICIPAR DESDE MOMENTO TÃO IMPORTANTE PARA O
HOSPITAL: SEUS 30 ANOS.”
Já consolidado no Hospital Mãe de Deus,
o Programa Eliminando Excessos, que tem
como personagem principal o simpático Gordon, começa a fazer parte da realidade dos
colaboradores do Hospital de Campo Bom
Dr. Lauro Réus. A unidade vai implantá-lo ainda neste primeiro semestre e, atualmente, está
formando uma equipe de trabalho, liderada
pela nutricionista Tatiana Betina Nantal
e pelo diretor administrativo, Robson Sodré Morales, para definir as metas a
serem atingidas.
“Em março, recebemos um grupo de
colegas no HMD, que nos apresentou o programa. Já tínhamos informações dos resultados significativos
obtidos em Porto Alegre e agora pretendemos
repetir o sucesso do Gordon também aqui”, comenta Irmã Anice Maria Coloriti, presidente do
Hospital Dr. Lauro Reus.
Desde o dia 17 de abril, os moradores do
Litoral contam com a Unidade de Dependência Química do Hospital Santa Luzia
(HSL), em Capão da Canoa, que busca
atender à crescente demanda da área.
O novo setor, que opera exclusivamente
pelo Sistema Único de Saúde (SUS), funciona no térreo do HSL 24 horas por dia
e oferece atendimento interdisciplinar
formado por psiquiatra, psicólogo,
terapeuta ocupacional, educa-dor físico e equipe de enfer-rmagem.
São nove leitos destinados ao cuidado de
adolescentes de 12 a 18 anos dependentes químicos. “O objetivo é que, depois da
desintoxicação, os pacientes continuem o
tratamento em nível ambulatorial”, destaca Dr. Vitor Hugo Zeilmann, diretor médico dos Hospitais Santa Luzia e Nossa
Senhora dos Navegantes, em Torres.
As novidades fazem parte do termo de
cooperação técnica assinado entre o
governo do Estado do Rio Grande do
Sul, a Secretaria Estadual da Saúde, a
Secretaria de Saúde do Município de
Porto Alegre e o Sistema de Saúde
Mãe de Deus, que propõe a prestação de serviços e o desenvolvimento
de proje
projetos de apoio ao SUS, seja
na área assistencial ou de apoio
à
p
rede hospitalar.
No início do ano, quando começou a trabalhar no Hospital Mãe de Deus, Diego
Caleffi surpreendeu-se com a estrutura
da instituição. “Não tinha noção da sua
grandiosidade e fiquei muito contente de
encontrar pessoas preparadas e um excelente sistema de gestão”, elogia o gerente
de Marketing.
Formado em Publicidade e Propaganda,
ele também é professor do curso de Relações Públicas da PUC-RS e já atuou em
duas grandes empresas da área de comunicação – RBS e Record. “Fazer parte da
equipe do Hospital Mãe de Deus no ano
em que a instituição completa 30 anos é
extremamente gratificante para mim.”
Além de se dedicar para marcar essa
data, a área de Marketing está com vários outros projetos, como a criação de um
novo website, campanhas de endomarketing em parceria com o RH e ações volta-
das ao público externo.
Caleffi também ressalta o desafio da conquista da certificação pela Joint Commission Internacional (JCI), que envolverá
todos os colaboradores. “Essa é a maior
meta de 2009 e só depende de cada um
de nós alcançá-la.”
EQUIPE COESA
Fernanda Oliveira e Carmen Cardoso,
que formam a equipe de Marketing do
Hospital, são o verdadeiro braço direito de Caleffi. “Elas foram e estão sendo
fundamentais para o desenvolvimento do
meu trabalho na instituição. Só tenho a
agradecer pelo apoio.”
Nas horas livres, cinema e música não
podem faltar na vida do gestor. “Também
adoro sair com os amigos e passar momentos em família: com meus pais e meu
irmão.”
(perfil do colaborador)
Bate-bola
Um filme para rever: Tudo acontece em Elizabethtown.
Um livro que recomenda:
Estou lendo “O lobo de Wall
Street”, de Jordan Belfort.
Uma frase: Gosto e sempre usei o lema da campanha do presidente dos Estados
Unidos, Barack Obama: “Yes, we
can” (Sim, nós podemos).
O Mãe de Deus é:
Minha segunda casa.
CRESCIMENTO CONSTANTE
(área médica)
(área social)
PET/CT É
INAUGURADO
UNIDADE MÓVEL
NO DIA MUNDIAL
DA SAÚDE
Foi lançado em maio o PET/CT
(Positron Emission Tomography/
Computed Tomography), exame
de ponta adquirido pelo Sistema
de Saúde Mãe de Deus (SSMD),
que o coloca em destaque no cenário internacional – este é o primeiro PET/CT com a tecnologia
time-of-flight da América Latina. O
novo equipamento capta imagens
detalhadas do corpo e detecta a
presença de alterações que podem
ser tumores malignos, tornando
mais eficaz a localização, o diagnóstico e, consequentemente, o
tratamento médico. Já a tecnologia
time-of-flight permite a obtenção
de imagens com melhor resolução
espacial e traz benefícios para pacientes obesos, que são um desafio
para o PET/CT convencional.“A ferramenta apresenta um forte impacto no desfecho da doença, devido
à mudança na conduta médica,
como indicação de cirurgias, identificação de locais desconhecidos
da doença, tornando mais preciso
e seguro o acompanhamento dos
pacientes”, explicam Dr. Belmonte
Marroni e Dra. Clarice Sprinz, gestores da Medicina Nuclear.
O Serviço de Oncologia, coordenado pelo Dr. Carlos Barrios, concentra o atendimento dos pacientes com
câncer, que representam aproximadamente 80% das indicações de
exames PET/CT. “A principal vantagem do novo sistema é a detecção
da extensão de determinadas doenças, o que permite a indicação – ou
não – de cirurgia com mais clareza.
Se uma determinada intervenção ou
tratamento não ajudarão o paciente,
não há a necessidade de submetê-lo
a isso”, exemplifica.
O PET/CT funciona no primeiro andar do Hospital, junto ao Serviço de
Medicina Nuclear.
No dia 7 de abril – Dia Mundial da Saúde – a Unidade
Móvel de Saúde Comunitária (UMSC) do Hospital Mãe de
Deus realizou uma ação especial com os colaboradores da
empresa de viação urbana Soul, fazendo um rastreamento
para doenças crônicas, consultas médicas e com enfermeiro, além de avaliação visual. O objetivo maior foi a promoção de um momento de reflexão sobre os hábitos de vida e
a adoção de uma postura de longevidade.
Mais de 300 funcionários participaram, identificando-se
47 com algum tipo de alteração ao exame clínico. Entre
aqueles com resultado inalterado, a dinâmica de orientação
e de incentivo de contato preventivo com o serviço de saúde
foi afirmada.
“Ao final, a UMSC/HMD e a Soul ganharam com a ação,
oportunizando um momento de promoção de saúde no
trabalho, ao mesmo tempo em que se reforçou um laço antigo
de cooperação e transferência de conhecimentos entre as
duas empresas”, constata o médico geral comunitário Dr.
Edgar Klein, que atua na Unidade há 10 anos.
(data)
HOMENAGEM NO
DIA DO TRABALHO
CÁTIA FERREIRA AMADOR ESTÁ SEMPRE BUSCANDO
NOVOS CONHECIMENTOS E COMEMOROU MUITO A
PROMOÇÃO RECEBIDA RECENTEMENTE.
Depois de concluir o segundo grau e realizar
um curso técnico em enfermagem com o auxílio
do Hospital Mãe de Deus, Cátia Ferreira Amador, de 30 anos, comemora a promoção de
auxiliar de higienização a técnica em enfermagem da Maternidade. Agora, a colaboradora
cuida das pacientes em pós-parto e dos bebês
recém-nascidos. “Sempre quis atuar nessa área,
pois é um trabalho emocionante”, define.
O fato de ter dois filhos, um de 13 e outro de 8
anos, ajuda Cátia no seu dia a dia. “Algumas
mães, principalmente as de primeira viagem, ficam muito nervosas, sem saber direito como cui-
dar dos pequenos, e nós as auxiliamos”, conta.
Há seis anos no Hospital, a funcionária aproveita a oportunidade para agradecer a todos os
colegas que a ajudaram em sua trajetória. “O
Sistema de Saúde Mãe de Deus nos oferece
diversas chances de crescimento. Aprendi muito
nesse tempo que estou aqui, contando com o
apoio de diversos amigos.” E ela não pretende
parar por aqui, pois quer fazer faculdade de
Administração Hospitalar ou Enfermagem. Cláudia é casada e nas horas livres gosta de aproveitar os momentos em família: com o marido e
os dois filhos. “Eles são a base de tudo”, resume.
Confira os colegas que foram
promovidos no mês de abril:
Leitos sã
od
a pacien estinados
tes do SU
S
{03}
Nome
Função anterior
Função atual
Cátia Ferreira Amador
Auxiliar de Higienização
Técnica Enfermagem Materno-Infantil
Daniela Costa Silveira
Office-boy Laboratório
Auxiliar Administrativo
Rita de Cassia da Rosa Coelho
Agente de Atendimento Recepções
Agente de Atendimento - Fisioterapia
Confira mais detalhes no site oficial do filme:
http://www.xmenorigenswolverine.com.br
ou www.foxfilm.com.br.
{04}
(e-learning)
(JCI)
TUDO ISSO É
PARA VOCÊ!
PARTICIPE DOS
CURSOS E-MÃE
DE DEUS
HIGIENE DE MÃOS
Você já deve ter visto cartazes reforçando os benefícios proporcionados
à equipe do Hospital Mãe de Deus.
A cada mês, um é trabalhado de forma especial na instituição, inclusive contando com a participação
de alguns colaboradores, que
atuaram como “modelos”:
e Branco
Escola Cisn
Sementinha
(benefícios)
de Vida
Convênio Panvel – Carmen
Carteri, agente de atendimento.
Material escolar – Alexandre
Blazekiewiecz, auxiliar de
governança.
Universidade corporativa –
Tiane Prado Farias, enfermeira executiva.
Assistência médica –
Thiago Silveira, técnico de
informática.
Auxílio-creche – Fabiana Bastos, agente
de atendimento, e Luis Mario Binotto, agente
administrativo.
Os treinamentos oferecidos pela UCMD utilizando a metodologia e-learning (e-Mãe de Deus) já são uma realidade dentro do HMD. Em 2009, diversos cursos estão sendo lançados mensalmente e divulgados nos murais
e por e-mail. Cerca de 250 colaboradores já se inscreveram em algum tipo
de treinamento via e-Mãe de Deus. Entre eles estão a analista de Governança Elisabeth Calderaro, a agente de atendimento de Call Center Luana
do Nascimento e o enfermeiro da CTI Marcelo de Campos. Eles falaram à
equipe da revista Entre Nós sobre o método. Confira!
Marcelo
Elisabeth
Luana
PRÁTICA É RECONHECIDA MUNDIALMENTE
COMO UMA DAS MEDIDAS MAIS IMPORTANTES NO CONTROLE DAS INFECÇÕES RELACIONADAS À SAÚDE.
mundial
o à preocupação
ad
inh
al
,
us
De
de
u que a
O Hospital Mãe
à saúde, determino
s
da
na
cio
la
re
es
na instituicom as infecçõ
prática permanente
a
um
e
e-s
rn
to
os
conquista
higiene de mã
bilizadoras para a
mo
s
õe
aç
s
da
a
ção, sendo um
International (JCI).
la Joint Commission
ditação, Dr.
da acreditação pe
r do projeto de acre
do
na
de
or
co
o
m
a consciênDe acordo co
ionais de saúde ter
iss
of
pr
s
ao
be
ca
higienizaSérgio Ruffini,
cientes depende da
pa
s
do
a
nç
ra
gu
se
que estudos
cia de que a
das mãos. Ele conta
te
en
qu
fre
e
a
os
pessoas a esse
ção cuidad
baixa adesão das
a
um
am
str
mo
a
obabilidade
sobre o tem
arreta na grande pr
ac
ão
iss
om
a
e
,
to
nte a transmisprocedimen
versos, principalme
ad
s
to
en
ev
de
ia
de ocorrênc
mos.
são de miccro-organis ocorrer durante o contato direto com
de
“A contaminação po no manuseio de produtos e equipaém
s
mb
ta
ou
o paciente
barras protetoras da
as de infusão, b
mb
bo
mo
co
is
ni.
ta
ffi
mentos,
orma Dr. Ruf
o,, entre outros”, inf
piio
óp
ossccó
tetto
camas e este
Entre Nós - O que você achou dos cursos e-Mãe de Deus?
Marcelo - Gostei muito da iniciativa da UCMD de proporcionar cursos de
ensino a distância, investindo mais no crescimento profissional e pessoal
dos funcionários.
Fábrica de
Sonhos
(homenagem)
COM OS OLHOS
CHEIOS D’ÁGUA
Foi assim que ficaram as mamães que assistiram à homenagem especial
protagonizada pelos seus filhos e promovida pelo HMD no dia 12 de
maio, no auditório do Hospital. Três escolas infantis parceiras do Mãe
de Deus – Cisne Branco, Sementinha da Vida e Fábrica dos Sonhos –
fizeram apresentações em forma de peça de teatro e slides.
Tânia Regina de Deus, agente de atendimento do CDI, não escondia a
emoção, com lágrimas no rosto, depois de ver sua filha Mirella, de 3
anos, no palco. “Foi um momento que tocou fundo o coração.”
Márcia Favero, analista de atendimento da Recepção, mãe da pequena Ana Carolina, também de 3 anos, se disse maravilhada
ao ver a sua filha na homenagem. “Ela ficou muito fofinha na
apresentação.”
Já a agente de atendimento do Instituto do Câncer Rita Carvalho, mãe de Márcio, de 4 anos, destacou sua satisfação com
o evento: “Foi muito bem organizado. Primeiro eu estava ansiosa, depois fiquei emocionada”.
{05}
Fique ligado!
A campanha para reforçar
os benefícios da instituição
continua com força total.
Em breve, você confere
mais ações de divulgação!
PERFIL EDUCACIONAL
DOS COLABORADORES
Em março, quando foi destacado o benefício da Universidade Corporativa
Mãe de Deus (UCMD), a entidade promoveu uma pesquisa com 664
colaboradores. “Nosso objetivo foi avaliar o nível educacional da equipe,
contribuindo inclusive para o planejamento da UCMD”, afirma Liane
Amorim, da Universidade Corporativa. Confira os resultados apurados:
Graduação
Pós-gradução
EN - O que a motivou realizá-los?
Elisabeth - Tinha a ideia de que os cursos em e-learning poderiam mee
ajudar a entender melhor alguns conteúdos ensinados na faculdade. A
curiosidade de ver como seria um curso a distância também foi um fator de
motivação. Como adorei, resolvi seguir fazendo.
EN - O que mais gostou e que dificuldades teve?
Luana - O método exige mais disciplina e dedicação, e é ótimo o fato
o de
podermos interagir com o monitor e com os colegas.
EN - Sentiu diferença em relação aos treinamentos presenciais??
Elisabeth - Acredito que consegui entender bem os conteúdos nos cursos
a distância. Para se ter uma ideia, eu tinha tirado nota 6 na primeira
a prova
da cadeira de Matemática Financeira na faculdade. Já no segundo
do teste,
fiquei com nota 9,4 em virtude do treinamento em e-learning realizado
lizado
no Mãe de Deus.
EN - Que benefício você acredita que esse método traz?
Marcelo - O maior benefício é poder fazer mais cursos sem
ter que sair de casa, de forma fácil e rápida, e com excelente
aproveitamento.
EN - O que você diria para quem ainda não fez?
Luana - Quem ainda não fez está perdendo uma grande
oportunidade. Eu já realizei cinco e, particularmente, estou
adorando e pretendo participar de todos os cursos.
Participe!
As inscrições devem ser solicitadas pelo e-mail
[email protected], informando curso, nº da
matrícula, nome completo, e-mail (para receber as orientações, usuário
e senha) e número do celular.
Gráficos mostram o número de colaboradores
{06}
REVISTA INTERNA DO
HOSPITAL MÃE DE DEUS
MAIO 2009
vai
s, você o
ó
N
e
tr
ta En
paraçã
da revis e sabão, pre ienizao
h
n
ju
ão de
a a hig
– água
Na ediç ual produto – utiilliizzar par ntro do hosq
e
o
conferir e antisséptic a atividade d
e
a
alcoólic ãos, conform
sm
ção da e ligado!
u
pital. Fiq
102
ACOLHER:
CRESCIMENTO PARA TODOS
DEPOIS DE TRÊS ANOS DE IMPLANTAÇÃO, É POSSÍVEL PERCEBER OS
BENEFÍCIOS QUE A INCLUSÃO DE COLABORADORES COM ALGUM TIPO
DE DEFICIÊNCIA TROUXE PARA A EQUIPE MÃE DE DEUS.
Inclusão social, capacitação de pessoas com deficiência (PCDs) e relações mais humanizadas. Esses são alguns dos resultados do Programa Acolher Mãe de Deus – A diversidade que soma, que completará
três anos em junho. Atualmente, o Hospital Mãe de Deus (HMD) possui 57 funcionários com deficiência ou reabilitados, o que representa
3% do total – a meta é alcançar os 5% exigidos pela lei.
“As deficiências são superadas na realização das tarefas, o que é
reconhecido
pelos gestores. Para alguns PCDs que estavam desemprerec
gados,
a atividade é a concretização de um sonho, e mesmo os que
ga
atuam
há algum tempo no mercado de trabalho mostram muita dediat
cação
e comprometimento”, afirma Irmã Ana Maria Zanon, consultora
ca
de
d Recursos Humanos e coordenadora do Programa Acolher. Ela comenta que a presença desses colaboradores contribuiu para qualificar
e humanizar as relações, fazendo com que as pessoas ajam com mais
solidariedade, respeito e atenção ao próximo.
Há oito meses no Mãe de Deus, Silvano
aproveita o contato com os pacientes para
passar sua história adiante, como exemplo de
que até doenças temidas, como o câncer, podem
ser vencidas. “Já atendi diversas pessoas que estavam
tristes e desanimadas com a descoberta de alguma enfermidade, então
conto a eles minha história. A maioria sai com esperança e força de
vontade, o que é muito gratificante!”
Em março, Silvano começou a faculdade de Gestão Financeira como bolsista do Programa Universidade para todos (ProUni), e pretende seguir
carreira no Hospital.
Dúvidas ou sugestões: [email protected]
RETROSPECTIVA
A inclusão de funcionários com algum tipo de deficiência, cursos de
capacitação e as sensibilizações com gestores e colaboradores foram
as principais ações desenvolvidas durante os três anos do Acolher. Em
2009, dois novos cursos direcionados às pessoas com deficiência estão previstos: um de atendimento em clínica médica e hospitalar – em
parceria com a Rumo Norte – e outro de hospitalidade e governança
– em conjunto com a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de
Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência (PPDs) e Pessoas Portadoras de Altas Habilidades (PPAHs) no RS (Faders). As atividades são feitas em parceria com a Universidade Corporativa Mãe de
Deus (UCMD).“O objetivo é oportunizar um estágio no Mãe de Deus,
permitindo que os alunos conheçam os diversos setores do Hospital e se
identifiquem com uma área e função, determinando seu foco na busca de
uma vaga no segmento da saúde”, explica Irmã Ana. Por parte do HMD,
esse curso será uma oportunidade de identificar talentos para atuarem
na organização.
FUNCIONÁRIO ACOLHIDO
O trabalho no Hospital e o apoio dos colegas foram essenciais para o
recomeço da vida de Silvano Konflanz, 26 anos, agente de atendimento
do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI). “Aos 24 anos, descobri
que tinha câncer e iniciei um forte tratamento, sendo obrigado a abandonar a carreira na área dos negócios. Depois disso, mesmo com sequelas
– dificuldade de movimento nos dedos indicadores e polegar das mãos
–, decidi que era hora de começar de novo. A oportunidade de trabalho oferecida pelo Programa Acolher e a ajuda dos funcionários foram
fundamentais para que eu desse a volta por cima. Me senti totalmente
acolhido”, conta.
meço
D marcou o reco
Trabalho no HM no Konflanz
Silva
de uma vida a
(e-learning)
(JCI)
TUDO ISSO É
PARA VOCÊ!
PARTICIPE DOS
CURSOS E-MÃE
DE DEUS
HIGIENE DE MÃOS
Você já deve ter visto cartazes reforçando os benefícios proporcionados
à equipe do Hospital Mãe de Deus.
A cada mês, um é trabalhado de forma especial na instituição, inclusive contando com a participação
de alguns colaboradores, que
atuaram como “modelos”:
e Branco
Escola Cisn
Sementinha
(benefícios)
de Vida
Convênio Panvel – Carmen
Carteri, agente de atendimento.
Material escolar – Alexandre
Blazekiewiecz, auxiliar de
governança.
Universidade corporativa –
Tiane Prado Farias, enfermeira executiva.
Assistência médica –
Thiago Silveira, técnico de
informática.
Auxílio-creche – Fabiana Bastos, agente
de atendimento, e Luis Mario Binotto, agente
administrativo.
Os treinamentos oferecidos pela UCMD utilizando a metodologia e-learning (e-Mãe de Deus) já são uma realidade dentro do HMD. Em 2009, diversos cursos estão sendo lançados mensalmente e divulgados nos murais
e por e-mail. Cerca de 250 colaboradores já se inscreveram em algum tipo
de treinamento via e-Mãe de Deus. Entre eles estão a analista de Governança Elisabeth Calderaro, a agente de atendimento de Call Center Luana
do Nascimento e o enfermeiro da CTI Marcelo de Campos. Eles falaram à
equipe da revista Entre Nós sobre o método. Confira!
Marcelo
Elisabeth
Luana
PRÁTICA É RECONHECIDA MUNDIALMENTE
COMO UMA DAS MEDIDAS MAIS IMPORTANTES NO CONTROLE DAS INFECÇÕES RELACIONADAS À SAÚDE.
mundial
o à preocupação
ad
inh
al
,
us
De
de
u que a
O Hospital Mãe
à saúde, determino
s
da
na
cio
la
re
es
na instituicom as infecçõ
prática permanente
a
um
e
e-s
rn
to
os
conquista
higiene de mã
bilizadoras para a
mo
s
õe
aç
s
da
a
ção, sendo um
International (JCI).
la Joint Commission
ditação, Dr.
da acreditação pe
r do projeto de acre
do
na
de
or
co
o
m
a consciênDe acordo co
ionais de saúde ter
iss
of
pr
s
ao
be
ca
higienizaSérgio Ruffini,
cientes depende da
pa
s
do
a
nç
ra
gu
se
que estudos
cia de que a
das mãos. Ele conta
te
en
qu
fre
e
a
os
pessoas a esse
ção cuidad
baixa adesão das
a
um
am
str
mo
a
obabilidade
sobre o tem
arreta na grande pr
ac
ão
iss
om
a
e
,
to
nte a transmisprocedimen
versos, principalme
ad
s
to
en
ev
de
ia
de ocorrênc
mos.
são de miccro-organis ocorrer durante o contato direto com
de
“A contaminação po no manuseio de produtos e equipaém
s
mb
ta
ou
o paciente
barras protetoras da
as de infusão, b
mb
bo
mo
co
is
ni.
ta
ffi
mentos,
orma Dr. Ruf
o,, entre outros”, inf
piio
óp
ossccó
tetto
camas e este
Entre Nós - O que você achou dos cursos e-Mãe de Deus?
Marcelo - Gostei muito da iniciativa da UCMD de proporcionar cursos de
ensino a distância, investindo mais no crescimento profissional e pessoal
dos funcionários.
Fábrica de
Sonhos
(homenagem)
COM OS OLHOS
CHEIOS D’ÁGUA
Foi assim que ficaram as mamães que assistiram à homenagem especial
protagonizada pelos seus filhos e promovida pelo HMD no dia 12 de
maio, no auditório do Hospital. Três escolas infantis parceiras do Mãe
de Deus – Cisne Branco, Sementinha da Vida e Fábrica dos Sonhos –
fizeram apresentações em forma de peça de teatro e slides.
Tânia Regina de Deus, agente de atendimento do CDI, não escondia a
emoção, com lágrimas no rosto, depois de ver sua filha Mirella, de 3
anos, no palco. “Foi um momento que tocou fundo o coração.”
Márcia Favero, analista de atendimento da Recepção, mãe da pequena Ana Carolina, também de 3 anos, se disse maravilhada
ao ver a sua filha na homenagem. “Ela ficou muito fofinha na
apresentação.”
Já a agente de atendimento do Instituto do Câncer Rita Carvalho, mãe de Márcio, de 4 anos, destacou sua satisfação com
o evento: “Foi muito bem organizado. Primeiro eu estava ansiosa, depois fiquei emocionada”.
{05}
Fique ligado!
A campanha para reforçar
os benefícios da instituição
continua com força total.
Em breve, você confere
mais ações de divulgação!
PERFIL EDUCACIONAL
DOS COLABORADORES
Em março, quando foi destacado o benefício da Universidade Corporativa
Mãe de Deus (UCMD), a entidade promoveu uma pesquisa com 664
colaboradores. “Nosso objetivo foi avaliar o nível educacional da equipe,
contribuindo inclusive para o planejamento da UCMD”, afirma Liane
Amorim, da Universidade Corporativa. Confira os resultados apurados:
Graduação
Pós-gradução
EN - O que a motivou realizá-los?
Elisabeth - Tinha a ideia de que os cursos em e-learning poderiam mee
ajudar a entender melhor alguns conteúdos ensinados na faculdade. A
curiosidade de ver como seria um curso a distância também foi um fator de
motivação. Como adorei, resolvi seguir fazendo.
EN - O que mais gostou e que dificuldades teve?
Luana - O método exige mais disciplina e dedicação, e é ótimo o fato
o de
podermos interagir com o monitor e com os colegas.
EN - Sentiu diferença em relação aos treinamentos presenciais??
Elisabeth - Acredito que consegui entender bem os conteúdos nos cursos
a distância. Para se ter uma ideia, eu tinha tirado nota 6 na primeira
a prova
da cadeira de Matemática Financeira na faculdade. Já no segundo
do teste,
fiquei com nota 9,4 em virtude do treinamento em e-learning realizado
lizado
no Mãe de Deus.
EN - Que benefício você acredita que esse método traz?
Marcelo - O maior benefício é poder fazer mais cursos sem
ter que sair de casa, de forma fácil e rápida, e com excelente
aproveitamento.
EN - O que você diria para quem ainda não fez?
Luana - Quem ainda não fez está perdendo uma grande
oportunidade. Eu já realizei cinco e, particularmente, estou
adorando e pretendo participar de todos os cursos.
Participe!
As inscrições devem ser solicitadas pelo e-mail
[email protected], informando curso, nº da
matrícula, nome completo, e-mail (para receber as orientações, usuário
e senha) e número do celular.
Gráficos mostram o número de colaboradores
{06}
REVISTA INTERNA DO
HOSPITAL MÃE DE DEUS
MAIO 2009
vai
s, você o
ó
N
e
tr
ta En
paraçã
da revis e sabão, pre ienizao
h
n
ju
ão de
a a hig
– água
Na ediç ual produto – utiilliizzar par ntro do hosq
e
o
conferir e antisséptic a atividade d
e
a
alcoólic ãos, conform
sm
ção da e ligado!
u
pital. Fiq
102
ACOLHER:
CRESCIMENTO PARA TODOS
DEPOIS DE TRÊS ANOS DE IMPLANTAÇÃO, É POSSÍVEL PERCEBER OS
BENEFÍCIOS QUE A INCLUSÃO DE COLABORADORES COM ALGUM TIPO
DE DEFICIÊNCIA TROUXE PARA A EQUIPE MÃE DE DEUS.
Inclusão social, capacitação de pessoas com deficiência (PCDs) e relações mais humanizadas. Esses são alguns dos resultados do Programa Acolher Mãe de Deus – A diversidade que soma, que completará
três anos em junho. Atualmente, o Hospital Mãe de Deus (HMD) possui 57 funcionários com deficiência ou reabilitados, o que representa
3% do total – a meta é alcançar os 5% exigidos pela lei.
“As deficiências são superadas na realização das tarefas, o que é
reconhecido
pelos gestores. Para alguns PCDs que estavam desemprerec
gados,
a atividade é a concretização de um sonho, e mesmo os que
ga
atuam
há algum tempo no mercado de trabalho mostram muita dediat
cação
e comprometimento”, afirma Irmã Ana Maria Zanon, consultora
ca
de
d Recursos Humanos e coordenadora do Programa Acolher. Ela comenta que a presença desses colaboradores contribuiu para qualificar
e humanizar as relações, fazendo com que as pessoas ajam com mais
solidariedade, respeito e atenção ao próximo.
Há oito meses no Mãe de Deus, Silvano
aproveita o contato com os pacientes para
passar sua história adiante, como exemplo de
que até doenças temidas, como o câncer, podem
ser vencidas. “Já atendi diversas pessoas que estavam
tristes e desanimadas com a descoberta de alguma enfermidade, então
conto a eles minha história. A maioria sai com esperança e força de
vontade, o que é muito gratificante!”
Em março, Silvano começou a faculdade de Gestão Financeira como bolsista do Programa Universidade para todos (ProUni), e pretende seguir
carreira no Hospital.
Dúvidas ou sugestões: [email protected]
RETROSPECTIVA
A inclusão de funcionários com algum tipo de deficiência, cursos de
capacitação e as sensibilizações com gestores e colaboradores foram
as principais ações desenvolvidas durante os três anos do Acolher. Em
2009, dois novos cursos direcionados às pessoas com deficiência estão previstos: um de atendimento em clínica médica e hospitalar – em
parceria com a Rumo Norte – e outro de hospitalidade e governança
– em conjunto com a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de
Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência (PPDs) e Pessoas Portadoras de Altas Habilidades (PPAHs) no RS (Faders). As atividades são feitas em parceria com a Universidade Corporativa Mãe de
Deus (UCMD).“O objetivo é oportunizar um estágio no Mãe de Deus,
permitindo que os alunos conheçam os diversos setores do Hospital e se
identifiquem com uma área e função, determinando seu foco na busca de
uma vaga no segmento da saúde”, explica Irmã Ana. Por parte do HMD,
esse curso será uma oportunidade de identificar talentos para atuarem
na organização.
FUNCIONÁRIO ACOLHIDO
O trabalho no Hospital e o apoio dos colegas foram essenciais para o
recomeço da vida de Silvano Konflanz, 26 anos, agente de atendimento
do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI). “Aos 24 anos, descobri
que tinha câncer e iniciei um forte tratamento, sendo obrigado a abandonar a carreira na área dos negócios. Depois disso, mesmo com sequelas
– dificuldade de movimento nos dedos indicadores e polegar das mãos
–, decidi que era hora de começar de novo. A oportunidade de trabalho oferecida pelo Programa Acolher e a ajuda dos funcionários foram
fundamentais para que eu desse a volta por cima. Me senti totalmente
acolhido”, conta.
meço
D marcou o reco
Trabalho no HM no Konflanz
Silva
de uma vida a