arquivo - Sistema CPV

Сomentários

Transcrição

arquivo - Sistema CPV
M anual
de
Orientações Metodológicas
8o Ano – 1o Bimestre
para o
Professor
1
Geografia
América Anglo Saxônica
Geografia Geral e Geopolítica / Grandes conjuntos regionais do mundo
Caro professor,
Nas séries anteriores, priorizamos o estudo dos aspectos básicos da Geografia, e particularmente a Geografia do Brasil, de
modo a possibilitar ao aluno condições de estudar, nesta série, os conteúdos específicos e singulares de cada porção do mundo. Os
conceitos geográficos fundamentais serão retomados, agora para analisar as particularidades de cada continente, região ou lugar,
quanto à sua natureza, economia, geopolítica, cultura, problemas sociais e ambientais. Iniciamos esse estudo pelo continente
americano, primeiramente pelos Estados Unidos e Canadá e, prosseguindo com a América Latina, destacando os países que
compõem o Mercosul. A seguir, estudaremos os aspectos básicos da Europa e África e, por fim, Ásia, Oceania e Antártida. Na
apresentação de cada continente, buscamos destacar as suas relações com o Brasil, sob os aspectos político, cultural e comercial.
1.Abordagem dos Assuntos
Iniciamos agora uma “viagem” pelo Planeta, explorando inicialmente as características físicas, ambientais, econômicas,
políticas, sociais e culturais dos Estados Unidos e Canadá. O estudo dos Estados Unidos é importante, pois este país exerce
forte influência econômica e cultural sobre o Brasil e o restante do mundo. Além de apresentar dados fundamentais sobre o
funcionamento dos Estados Unidos, o professor terá a oportunidade de explorar inúmeros setores nos quais ocorre influência
norte-americana, principalmente os que se referem às inovações tecnológicas e hábitos culturais (língua, moda, culinária, cinema
etc). Destacamos também alguns de seus problemas, tais como os elevados índices de criminalidade e o racismo.
Pretende-se que o aluno estude estes aspectos relacionando-os e comparando-os com os correspondentes aspectos no Brasil,
pois assim ele compreenderá melhor nossa situação, no que tange à economia, problemas sociais e meio ambiente, podendo
refletir e buscar atuar concretamente sobre ela. No que se refere à América Anglo-Saxônica, pretendemos que o aluno:
• compreenda suas características físicas gerais, relacionando clima, relevo e distribuição da vegetação;
• identifique os principais problemas ambientais e sua relação com a ocupação do espaço geográfico;
• entenda a distribuição territorial das atividades econômicas e sua relação com os recursos naturais;
• identifique os problemas sociais de natureza econômica, étnica e política, bem como sua distribuição espacial;
• compreenda a diferenciação existente entre América Latina e América Anglo-Saxônica.
2.Temas Transversais
Pluralidade cultural: ao apresentar aspectos sociais, culturais e religiosos dos Estados Unidos e Canadá, é possível trabalhar
o bloco de conteúdo “O Ser Humano como Agente Social e Produtor de Cultura”, comparando e avaliando a influência de
aspectos da América Anglo-Saxônica sobre a formação cultural e social brasileira.
Ética: o enfoque do problema do racismo nos Estados Unidos, bem como a questão indígena no Canadá, são uma excelente
oportunidade para tentar combater a intolerância étnica e “minar” os preconceitos, buscando tornar os alunos cidadãos engajados
na defesa da “Justiça e Igualdade”.
Trabalho / Consumo: os avanços tecnológicos alcançados pelos Estados Unidos e Canadá permitem relacioná-los com o
bloco de conteúdo “Relações de Trabalho”, pois existem alterações na estrutura e organização econômica de diversos países
na atualidade, inclusive o Brasil, em função desses avanços. Quanto ao “Consumo”, uma das características da sociedade
norte-americana, é possível relacioná-lo ao bloco de conteúdo “Consumo, Meios de Comunicação de Massa, Publicidade e
Vendas”, cabendo ao professor estimular os alunos a observarem o reflexo da influência dos padrões americanos de consumo
sobre os nossos meios de comunicação e, consequentemente, sobre os padrões de consumo da sociedade brasileira.
Saúde: a questão das drogas é uma temática à parte dentro dos blocos de conteúdos que compõem este tema transversal.
Ao enfocá-la dentro dos Estados Unidos, temos uma excelente oportunidade de conscientizar os nossos adolescentes quanto às
consequências do uso de drogas sobre a sua saúde e integridade física.
CPV
mangeo8fun0112
2
Manual
de
Orientações Metodológicas
para o
Professor
3.Atividades Extras
A influência cultural dos Estados Unidos: pode-se propor aos alunos que formem grupos e pesquisem em jornais, revistas,
filmes, livros ou na internet sobre a influência dos Estados Unidos no cotidiano de cada um (multinacionais, cinema, culinária
etc). O grupo deverá reunir 5 itens que interfiram no seu dia a dia e anotar as informações coletadas em seu caderno, elaborando
também painéis ilustrativos a respeito. O grupo deverá expor os resultados do trabalho oralmente e participar de um debate sobre
o assunto com os demais grupos.
Atividades com vídeo
Pode-se propor que os alunos vejam alguns filmes de ação, nos quais os Estados Unidos aparecem como “salvadores da
humanidade”, como os recentes Independence Day e Armagedom. É interessante que o professor estimule uma análise crítica
sobre esses filmes, principalmente quanto à mensagem que passam para os expectadores. A partir de uma sessão de cinema na
escola, o professor pode fomentar um debate sobre os problemas sociais norte-americanos. A seguir, sugerimos alguns filmes que
podem ser utilizados:
Beleza Americana. EUA-1999 (de Sam Mendes). Com Kevin Spacey e Anette Bening — trata-se do grande vencedor do
Oscar de melhor filme em 2000. É um misto de comédia e drama, uma severa crítica ao estilo de vida norte-americano. Retrata
a mediocridade de parte da classe média, a excessiva preocupação com as aparências, o preconceito quanto à orientação
sexual, a questão das drogas, entre outros problemas.
Adivinhe quem vem para jantar. EUA-1967 (de Stanley Kramer). Com Sidney Poitier, Spencer Tracy e Katherine Hepburn.
LK-Tel/Columbia — trata-se de um romance entre uma americana loura e um afro-americano e os conflitos entre as respectivas
famílias. É um filme leve, mas que remete a questões sobre o preconceito racial nos EUA.
Mississipi em Chamas. EUA — excelente filme sobre o racismo no Sul dos Estados Unidos.
4.Sugestões Adicionais
Para o Professor:
O Mundo Hoje. Anuário Econômico e Geopolítico Mundial. São Paulo, Ensaio.
Paul Kennedy. Ascensão e queda das grandes potências. Rio de Janeiro, Campus.
Pierre George. Geografia dos Estados Unidos. Campinas, Papirus.
Darcy Ribeiro. Américas e Civilização. Petrópolis, Vozes.
John Saywell. Canadá, passado e presente. Toronto, Clarke Irwin.
Edward Soja. Geografias Pós-Modernas. A Reafirmação do Espaço na Teoria Social Crítica. RJ, Jorge Zahar Editor.
Para o Professor e Alunos:
Júlia Falivene Alves. A invasão cultural norte-americana. São Paulo, Editora Moderna.
José Arbex Jr. A outra América. Apogeu, crise e decadência dos EUA. São Paulo, Editora Moderna.
Demétrio Magnoli. A Nova Geografia. Estudos de Geografia da América. São Paulo, Editora Moderna.
Igor Moreira. Geografia da América. São Paulo, Editora Ática.
João Rua e Fernando Portela. Estados Unidos. São Paulo, Editora Ática.
Reinaldo Scalzaretto. Geografia Geral. Nova Geopolítica. São Paulo, Editora Scipione.
CPV
mangeo8fun0112
Manual
de
Orientações Metodológicas
5.Respostas das Atividades
01.A América é subdivida em: América do Norte, América Central e
América do Sul.
02.O continente americano é subdivido em América Anglo-saxônica
(países desenvolvidos) e América Latina e Caribe (países
subdesenvolvidos).
03.Porque suas sociedades apresentam melhor qualidade de vida,
sistema político democrático, além de possuírem economias
industrializadas e avançadas.
04.Esses países ainda apresentam graves dificuldades sociais,
econômicas e políticas. A pobreza e a miséria abarcam
expressivas parcelas de suas populações. Os sistemas políticos
são autoritários e as democracias estão pouco desenvolvidas. Os
países latinos e caribenhos são também bastante dependentes do
ponto de vista financeiro e tecnológico em relação aos países mais
desenvolvidos, como os Estados Unidos.
05.Na América Latina, predominou a colonização de exploração,
na qual parte dos colonizadores vieram para explorar matériasprimas, produtos agrícolas e mão de obra, enriquecendo a
metrópole colonizadora e uma pequena elite local. É o caso do
Brasil. Na América Anglo-Saxônica, a colonização predominante
foi de povoamento, em que grande parte dos colonos vieram para
refazer suas vidas, de maneira relativamente independente em
relação à metrópole colonial. É o caso dos Estados Unidos.
06.O aluno deve interpretar o mapa identificando o problema do
desmatamento nos Estados Unidos, localizar as áreas com
florestas remanescentes e indicar as possíveis causas da devastação
ecológica nesse país.
07.Montes Apalaches, Planícies Centrais e Montanhas Rochosas.
08.Esses planaltos interiores são muito secos e com vegetação
xerófila porque recebem pouca umidade oriunda dos oceanos,
uma vez que estão cercados pelas Montanhas Rochosas.
09.O aluno deverá identificar a região ou unidade de relevo conforme
subsídios dados na teoria e descrever os aspectos físicos (clima, vegetação, relevo, hidrografia) de cada área.
● (A) Montanhas Rochosas, no Canadá.
● (B) Turistas visitam floresta subtropical, na Flórida.
● (C) Formação Rochosa em Utah, EUA.
Em Atividade
Resposta pessoal
10.Os Estados Unidos reúnem duas características que o tornam a
nação mais poderosa do mundo: constituem a maior economia
do planeta e detêm expressivo poderio militar, pois suas forças
armadas são as mais equipadas do planeta.
11.Os Estados Unidos são uma nação imperialista pois ocuparam e
anexaram amplos territórios antes pertencentes a outros países e
outros povos, por meio de guerras e pressões políticas. Podemos
citar o caso do Arizona, território anteriormente pertencente ao
México.
12.A agropecuária dos Estados Unidos apresenta alta produtividade
e está organizada em cinturões conhecidos como belts.
13.Concentração de recursos minerais e energéticos (ferro nas
imediações do Lago Superior e carvão mineral nos Montes
Apalaches); concentração de população e cidades (mão de obra
e mercado consumidor); moderna rede de transportes (rodovias,
ferrovias e hidrovias).
para o
Professor
3
14.É o Vale do Silício, próximo a São Francisco, onde empresas de
alta tecnologia se associam a importantes universidades, como a
de Stanford.
15.a) Nova Iorque, Chicago, Los Angeles, São Francisco e
Baltimore.
b) Nova Iorque, Michigan e Ilinois.
c) Atlanta, Houston e Los Angeles.
d) Texas e Califórnia.
16.Relevo plano, que facilita a mecanização, clima temperado e solo
fértil, rico em matéria orgânica.
17.Resposta pessoal
18.a) Virgínia, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Geórgia,
Alabama, Louisiana, Mississipi, Arkansas, Tennessee,
Kentucky, Indiana e Ilinois.
b) Califórnia, Oregon e Washington.
c) Texas, Novo México e Arizona.
d) Califórnia e Arizona.
19.O Canadá é um país capitalista desenvolvido em que a maioria da
população apresenta excelente qualidade de vida com excelentes
padrões de educação e saúde. O país está entre os que apresentam
os mais altos IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do
mundo.
20.A afirmação está correta, uma vez que 76% das exportações do
Canadá são destinadas aos Estados Unidos. Essa dependência
em relação ao comércio exterior é preocupante, uma vez que
se os Estados Unidos diminuírem suas importações, a economia
canadense poderá enfrentar dificuldades.
21.O principal problema geopolítico do Canadá é o movimento
separatista na Província de Quebec, onde predominam
descendentes de colonizadores franceses. Nessa área, parte
da população deseja a separação em relação ao Canadá, com a
formação de um país independente. Os separatistas alegam que a
população de origem britânica no Canadá apresenta privilégios e
que os de origem francesa são prejudicados. Além disso, existem
diferenças culturais e de língua suficientes para promover a
criação de um novo país.
22.a) Toronto, Otawa e Vancouver.
b) Ontário, Quebec e Colúmbia Britânica.
c) Terra Nova, territórios de Yukon e Northwest e território
indígena de Nunavut.
d) Saskatchewan e Manitoba.
e) Nova Escócia, Ontário e Colúmbia Britânica.
f) Quebec.
g) Alberta e Saskatchewan.
h) Nova Escócia e Colúmbia Britânica.
i) Colúmbia Britânica e Quebec.
23.Metalurgia do alumínio (Alcan) e produção de papel.
24.a) Entre os melhores do mundo nos últimos anos.
b) 77%.
c) Católica (45,2% da população) e Protestantes (36,4%).
d) Expectativa de vida elevada para homens e mulheres, em
torno de 80 anos.
e) Monarquia parlamentarista.
f) Primeiro-Ministro Stephen Harper (Partido Conservador).
g) Dólar canadense.
Em Atividade
Resposta pessoal. Nesse exercício, o aluno deverá enfocar os
aspectos básicos como posição geográfica, área, população,
capital administrativa, país que controla o território (Dinamarca)
e curiosidades.
mangeo8fun0112
CPV
4
Manual
25.D 26.C 31.A 32.E 37.E 38.B 41.B / D / A / C
42.D 43.E
44.
de
27.B 33.C 39.A Orientações Metodológicas
28.D 34.B 40.C
F
A
Q
C
U
B P L A N Í C I E S
R
B
E
V
C
Ã
C R A C I S M O
29.E 35.A 30.D
36.C
G
D
P
P E
C E N T R A I S
P
TO
E
RV
L
ÓA
L
EY
OO
R
K
01.C
02.D / A / B / C
03.C
04.B
05.C
06.No texto, o aluno deverá fazer as seguintes relações:
Texas — petróleo,
Califórnia — informática e
Flórida — turismo.
07.O Canadá é um dos países com melhor qualidade de vida do
mundo. Atualmente, a população do país é de 31 milhões
de habitantes, sendo a densidade demográfica de apenas 3
habitantes por km². A maioria da população é de origem
britânica. Os descendentes de franceses perfazem 27% da
população e concentram-se na província de Quebec, onde
ocorre um movimento separatista. Os inuits ou esquimós lutam
para que seus direitos sejam respeitados.
08.Resposta pessoal.
09.Resposta pessoal.
10.
ACH I J L M
RAC I S MO
BLC D E F G
NIO P Q R S
TFU V X Q Z
BOC D E U F
GRH I J E L
MNO P Q B M
RI S T U EW
CAA O W C Y
CPV
mangeo8fun0112
Professor
O México e
Países da América Central
1.Abordagem dos assuntos
ATIVIDADES SUPLEMENTARES
para o
Iniciamos agora o estudo de países da América Latina, uma das
regiões do mundo que apresenta as mais diversas características
ambientais, sociais, políticas e econômicas dentro do contexto
sociogeográfico internacional. Para favorecer a abordagem,
bem como proporcionar a compreensão de tais aspectos, é
interessante você professor buscar propor os assuntos através da
apresentação das semelhanças e diferenças entre a nossa realidade
e a encontrada nos países latino-americanos e caribenhos. Uma
das nossas principais metas, partindo desta associação, é levar o
aluno a assimilar as principais características físico-geográficas
da América Latina e como elas influenciaram na organização do
espaço geográfico dos países latino-americanos.
Além dos elementos comuns a todos os países latinoamericanos e caribenhos, é importante destacar, sobretudo, as
diferenças existentes entre eles, isto é, as particularidades de cada
país, enfatizando que a América Latina não encerra um conjunto
homogêneo, pois é composta de países com características
culturais e níveis de desenvolvimento econômico e social
bastante díspares.
Neste fascículo, priorizamos os dois países com maior
importância geopolítica: o México e Cuba. Pode-se ressaltar as
similaridades entre o Brasil e o México, principalmente quanto
aos problemas comuns, como a urbanização desordenada, a
desigualdade social, os conflitos por reforma agrária (Chiapas)
e até particularidades culturais, como o gosto pelas novelas de
televisão.
Quanto a Cuba, é importante apresentar as características
positivas e negativas da implementação do socialismo cubano,
ou seja, as inegáveis conquistas sociais nos campos da saúde,
educação e esportes, em contraste com o regime político pouco
democrático instituído por Fidel Castro, que se encontra no poder
desde 1959. É interessante discutir com os alunos até que ponto
um sistema político como o cubano é positivo ou negativo para
um país, à luz da realidade brasileira.
Outro tema a ser explorado é a influência geopolítica e
econômica dos Estados Unidos sobre o México e demais países
centro-americanos. Deve-se ressaltar as relações com Cuba,
único país não favorável à influência e liderança norte-americana
no continente. Outro exemplo que pode ser explorado é a recente
interferência dos Estados Unidos em países como a Guatemala,
Nicarágua, Haiti e Panamá, ressaltando a importância de seu
canal interoceânico.
Manual
de
Orientações Metodológicas
para o
Professor
2.Temas Transversais
4.Sugestões Adicionais
Ética: pode ser discutida na questão da ingerência dos
Estados Unidos nos assuntos internos dos países latinos e
caribenhos, ou seja, em que medida é ético um país intervir
no exterior, impondo sua visão de mundo e seus interesses
econômicos.
Para o Professor:
Trabalho e Consumo: pode-se discutir as diferenças nos
padrões de consumo, alertando para as disparidades sociais
existentes nos países latinos, onde apenas uma minoria da
população tem acesso a bens de consumo sofisticados e de
alta tecnologia, enquanto grande parte da população encontrase excluída. Também é possível discutir este tema sob o
enfoque econômico: é no mínimo contestável que países
que apresentam grande parte de sua população subnutrida
exportem em profusão alimentos no sistema plantation para
os países desenvolvidos. É interessante que estas análises e
reflexões sejam feitas tendo como referência a atual situação
brasileira, principalmente de alguns estados das Regiões Norte
e Nordeste;
Pluralidade Cultural: a diversidade étnica e religiosa
no interior de alguns países latinos e caribenhos aponta-nos
para a possibilidade de convivência social entre povos com
traços sociais e religiosos diversos. Um exemplo disto é o
caso de Trinidad e Tobago que apresenta uma composição
étnica curiosa. Sua população é formada por negros, mulatos,
brancos, indianos e até por chineses. Cada um desses grupos
professam religiões diferentes: cultos de origem africana,
catolicismo, hinduísmo e budismo, sendo que a convivência e
tolerância entre eles, em geral, é pacífica;
Meio Ambiente: a capital mexicana sempre foi conhecida
por ser uma das metrópoles mais poluídas do mundo. Entretanto,
visando minimizar este problema e comprovar seu interesse
e preocupação com a problemática ambiental, buscou adotar
medidas tais como o rodízio de veículos, além da suspensão
temporária das atividades industriais quando os índices de
poluição extrapolam o nível de tolerância estabelecido. Assim
sendo, deve-se buscar conscientizar os jovens a sempre
respeitar tais iniciativas e, se possível, levá-los a propor outras
medidas ligadas ao bem-estar social.
Manuel Correia de Andrade. Imperialismo e fragmentação
do espaço. São Paulo, Contexto.
Fernando Henrique Cardoso & Enzo Faletto. Dependência
e Desenvolvimento na América Latina. RJ, Zahar.
Josué de Castro. Geopolítica da Fome. SP, Brasiliense.
Celso Furtado. A Hegemonia dos Estados Unidos e o
Subdesenvolvimento da América Latina. Ed. Civilização
Brasileira.
Eduardo Galeano. As Veias Abertas da América Latina.
Rio de Janeiro, Paz e Terra.
Marcelo Grondin. Haiti: cultura, poder e desenvolvimento.
São Paulo, Brasiliense.
Lúcio Kowalick. Capitalismo e marginalidade na América
Latina. Rio de Janeiro, Paz e Terra.
Yves Lacoste. Os países subdesenvolvidos. São Paulo,
Difusão Europeia do Livro.
O Mundo Hoje. Anuário Econômico e Geopolítico
Mundial. São Paulo, Ensaio.
Para o Professor e Alunos:
Boletim Mundo: Geografia e Política Internacional.
São Paulo, Editora Moderna — é um excelente periódico
que traz artigos sobre geopolítica, economia e problemas
sociais, das diversas partes do mundo. É indicado tanto
para o 8o quanto para o 9o anos. Alguns textos mais simples
podem ser aproveitados pelo professor para avaliações e
atividades complementares.
Esse periódico apresenta um excelente site na internet,
envolvendo várias áreas como Geografia, História e
Português. Digite www.uol.com.br/mundo
Demétrio Magnoli & Regina Araújo. A Nova Geografia.
Estudos de Geografia da América. São Paulo, Editora
Moderna.
José Herculano da Silva. Cuba. São Paulo, Ática —
excelente paradidático para alunos do ensino fundamental,
que trata sobre a realidade cubana.
3.Atividades Extras
Sugerimos uma pesquisa individual, para a qual os alunos
escolheriam três países da América Central e fariam um
levantamento em livros, enciclopédias, jornais e revistas de
diversos dados, tais como: extensão territorial, língua, religião,
população, expectativa de vida, mortalidade infantil e situação
política. Posteriormente, deveriam seriam produzidos painéis
comparativos entre os países, que ressaltassem características
e peculiaridades de cada um, aprofundando, desta forma, os
conhecimentos já adquiridos.
5
mangeo8fun0112
CPV
6
Manual
de
Orientações Metodológicas
5.Respostas das Atividades
01.O México destaca-se como grande produtor e exportador de
petróleo e gás natural. Atua no país uma das maiores indústrias
petroquímicas do mundo: a PEMEX.
02.D
A Península de Yucatán é banhada pelo Golfo do México e pelo
Mar do Caribe.
03.Sim, pois cerca de 71% das exportações de mercadorias mexicanas
são destinadas aos Estados Unidos.
04.As vantagens são mão de obra barata, contratos temporários de
trabalho e baixos impostos.
05.a) Cidade do México, Guadalajara e Monterrey.
b) Na região do Golfo do México, áreas de Minatitlán, Tampico
e Reynosa.
c) Acapulco, no litoral do Oceano Pacífico, e Cancún, no litoral
do Mar do Caribe.
06.Reforma agrária e respeito aos direitos dos povos indígenas.
07.Os alunos devem relacionar como principal causa do fluxo
migratório para os Estados Unidos a pobreza e os baixos salários
pagos para grande parte da população mexicana.
08.É importante que os alunos percebam a presença de profundas
desigualdades sociais no México e a similaridade com a situação
brasileira.
09.É importante o aluno citar que a maior parte da população
mexicana é mestiça de indígenas com europeus.
10.Resposta pessoal.
11.O México é o segundo país mais populoso da América Latina,
tendo 60% de população mestiça e 30% de população indígena.
Sua capital é a Cidade do México, a quarta metrópole do mundo
em número de habitantes e também uma das mais poluídas, em
virtude da grande concentração de automóveis e indústrias.
O principal produto de exportação mexicano é o petróleo, cuja
exploração intensifica-se na região do Golfo do México. O
turismo é importante para a economia mexicana e Cancún é o
principal pólo turístico da região do Caribe.
Do ponto de vista político, o Partido da Ação Nacional (governo
federal) é o partido político que concentra maior poder. A crise
econômica e social no país tem estimulado os fluxos migratórios
para os Estados Unidos. Os trabalhadores mexicanos nos Estados
Unidos são chamados de braceros. Também têm ocorrido
conflitos entre o governo e os rebeldes zapatistas do estado de
Chiapas.
12.A América Central é dividida em continental e insular (ilhas).
13.A agricultura comercial é baseada no latifúndio, na monocultura
e na produção voltada para a exportação. Destacam-se produtos
tropicais como banana, cacau, café, algodão e cana-de-açúcar.
14.Como são muito pobres em recursos minerais e indústrias, muitos
países desenvolveram bastante o turismo como alternativa para
atrair recursos econômicos. Entre os principais pólos turísticos
estão as possessões holandesas de Aruba, Bonaire e Curaçao.
15.São países que estimulam a instalação de instituições financeiras
que recebem, inclusive, recursos provenientes de atividades
ilegais, como narcotráfico e contrabando de armas. O Panamá é
considerado um dos principais paraísos fiscais da região.
16.Resposta pessoal. É importante ressaltar a importância do canal
do Panamá para os EUA.
17.A perda da ajuda financeira da União Soviética, no final da década
de 80, e o bloqueio comercial promovido pelos Estados Unidos
são as principais causas da crise econômica em Cuba. O governo
está buscando atrair investimentos estrangeiros em setores como
turismo e exploração de petróleo.
CPV
mangeo8fun0112
para o
Professor
18.O aluno deverá enfocar a importância estratégica do Panamá e a
questão da devolução do canal, em 1999.
19.Resposta pessoal. Entre as medidas que poderiam ser sugeridas,
temos: um projeto de reforma agrária, a demarcação das terras
indígenas e o julgamento dos crimes cometidos pelas forças
armadas e guerrilheiros, durante a guerra civil.
20.Nome oficial do país: República da Costa Rica
Capital: San José
Língua: espanhol
Moeda: colón costa-riquenho
População total: 3,7 milhões de habitantes
Área territorial: 51 000 km2
Índice de analfabetismo: 5,2%
Índice de mortalidade infantil: 12 a cada mil nascidos até 1 ano de
idade
Um importante produto de exportação: café
21.D
22.B
23.A
24.D
25.C / A / D / B
26.B 27.C 28.E 29.D 30.C
31.C 32.E 33.A 34.A 35.B
36.
D
B
T
F
U
R Ó L E O
R
E P E T A
C
I
N
S
P
A S O I A L I S
C
MO
Ê
N
O
A
S
M
Á
Atividades Suplementares
01.O país A é o Haiti, pois apresenta indicadores sociais ruins, como
alta mortalidade infantil, elevado percentual de analfabetos e
baixa esperança de vida para as mulheres.
02.O país B é Cuba, pois apresenta bons indicadores sociais, baixa
mortalidade de crianças, pequeno percentual de analfabetos e
elevada expectativa de vida para as mulheres. Os dados refletem
os investimentos prioritários do governo nos setores de saúde,
educação e nutrição.
03.O aluno deverá relacionar os temas industrialização, grande
número de veículos e concentração populacional, ao explicar a
poluição na Cidade do México e nas metrópoles brasileiras.
04.E 05.C 06.B
07.Significa ser contra o governo socialista cubano, hoje liderado por
Raul Castro, irmão de Fidel Castro.
08.Os empresários espanhóis estão investindo no setor turístico,
principalmente em hotéis.
09.É uma lei aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos, que pune
empresários estrangeiros que investem em Cuba, dificultando
suas atividades nos Estados Unidos.
10.Porque estão impedidos de investir em Cuba e perdem espaço
para investidores europeus, como os espanhóis.