Terapia Ocupacional

Transcrição

Terapia Ocupacional
Referências Bibliográficas - Área de Formação: TERAPIA OCUPACIONAL
CONTEÚDO TRANSVERSAL
1. BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil.
Brasília, DF, Senado, 1998. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ConstituicaoCompilado.htm>.
Acessado em 16 de outubro de 2014.
2. ______. Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a
promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento
dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União,
Brasília, DF, 19 set. 1990a. Seção 1. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8080.htm>. Acesso em: 16 de outubro de
2014.
3. FEUERWERKER, LCM; CECILIO, LCO. O hospital e a formação em saúde:
desafios atuais. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, ago. 2007.
Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232007000400018&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 16 out. 2014.
http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000400018.
4. GOMES, MASM. As políticas públicas na área da saúde da criança. Ciênc. saúde
coletiva [online]. 2010, vol.15, n.2, pp. 329-330. ISSN 1413-8123.
5. MENDES, A. Gestão pública e relação público-privado na Saúde. Ciênc. saúde
coletiva [online]. 2011, vol.16, n.4, pp. 2347-2350. ISSN 1413-8123.
6. SANTOS, MA. Lutas sociais pela saúde pública no Brasil frente aos desafios
contemporâneos. Rev. katálysis [online]. 2013, vol.16, n.2, pp. 233-240.
7. SANTOS, FP; MERHY, EE. A regulação pública da saúde no Estado
brasileiro: uma revisão. Interface (Botucatu) [online]. 2006, vol.10, n.19, pp. 2541. ISSN 1807-5762.
8. ALMEIDA FILHO, N; BARRETO, ML. Epidemiologia & Saúde. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2013. 699 p.
9. BONITA, R; BEAGLEHOLE, R; KJELLSTROM, T. Epidemiologia Básica. 2ª Ed.
São Paulo: Ed. Santos, 2013. 175p.
10. ROUQUAYROL, MZ; ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia e Saúde. 6. ed. Rio de
Janeiro: MEDSI, 2003. 780p.
CONTEÚDO ESPECIFICO
1. BRASIL. Ministério da Saúde. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os
profissionais de saúde. Volume 4. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. Disponível
em http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=408
2. CARLO, MMRP; LUZO, MCM. Terapia ocupacional – reabilitação física e
contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004.
3. CAVALCANTI, A; GALVÃO, C. Terapia ocupacional: fundamentação e prática.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.
4. IDE, MG; YAMAMOTO, BTY; SILVA, CCB. Identificando possibilidades de atuação
da terapia ocupacional na inclusão escolar. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, São Carlos,
v. 19, n. 3, p. 323-332, 2011.
5. JOAQUIM, RHVT; SILVESTRINI, MS; MARINI, BPR; Grupo de mães de bebês
prematuros hospitalizados: experiência de intervenção de terapia ocupacional no
contexto hospitalar. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, São Carlos, v. 22, n. 1, p. 145-150,
2014.
6. KUDO, AM. Fisioterapia fonoaudiologia e terapia ocupacional em pediatria. 2.
ed. - São Paulo: Sarvier, 1994. 293 p.
7. LANCMAN, S; BARROS, JO. Estratégia de saúde da família (ESF), Núcleo de
Apoio à Saúde da Família (NASF) e terapia ocupacional: problematizando as
interfaces. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 22, n. 3, p. 263-269, set./dez.
2011.
8. MATSUKURA, TS et al. Fatores de risco e proteção à saúde mental infantil: o
contexto familiar. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 23, n. 2, p. 122-129,
maio/ago. 2012.
9. OLIVEIRA, YC. A clínica terapêutica ocupacional com usuários de substâncias
psicoativas: o desafio da práxis. Rev. Brasileira de promoção da saúde, ano/vol.
19, numero 004. Universidade de fortaleza. p.229-233, 2006.
10. PEDRETTI, LW; EARLY, MB. Terapia ocupacional: capacidades práticas para
disfunções físicas. São Paulo: Roca, 2004.
11. PFEIFER, LI; MITRE, RMA. Terapia ocupacional, dor e cuidados paliativos na
atenção à infância. In: CARLO, MMRP; QUEIROZ, MEG. Dor e Cuidados
Paliativos – terapia ocupacional e interdisciplinaridade. p. 258-287. São Paulo:
ROCA, 2007.
12. ROCHA, EF; PAIVA, LFA; OLIVEIRA, RH. Terapia ocupacional na atenção
primária à saúde: atribuições, ações e tecnologias. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, São
Carlos, v. 20, n. 3, p. 351-361, 2012.
13. ROSSIT, RAS; KOVACS, ACTB. Intervenção essencial de terapia ocupacional em
enfermaria pediátrica. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, v. 7, n. 2, 2010.
14. SILVA, CCB; JURDI, APS; PONTES, FV. Transtorno do déficit de atenção e
hiperatividade: possibilidades de atuação da terapia ocupacional em contextos
educacionais. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 23, n. 3, p. 283-8, set./dez.
2012.
15. TEIXEIRA, E; SAURON, FN; SANTOS, LSB; OLIVEIRA,
ocupacional em reabilitação física. São Paulo: Roca, 2003.
MC.
Terapia

Documentos relacionados

processo seletivo 2016 terapeuta ocupacional

processo seletivo 2016 terapeuta ocupacional  Raciocínio clínico em Terapia Ocupacional  Humanização e Cuidados Paliativos  Acreditação Hospitalar

Leia mais