manual para pesquisas em base de dados 2013

Сomentários

Transcrição

manual para pesquisas em base de dados 2013
MANUAL PARA PESQUISAS EM BASE DE DADOS 2013
CÉLIA ROMANO MARIANO
BIBLIOTECONOMISTA
2013
1
APRESENTAÇÃO
Manter-se atualizado nas evidências relevantes em uma área de atuação é um desafio para
qualquer profissional de saúde. Das evidências disponíveis nas bases de dados, apenas uma parte
pode ser encontrada através de uma busca simples. Geralmente, uma boa pesquisa exige do
pesquisador um conhecimento apurado sobre metodologia da pesquisa em bases de dados.
No Manual os profissionais de saúde irão conhecer os mecanismos de buscas das principais bases
de dados da área médica.
Dentre as bases analisadas foram selecionadas a base de dados “PubMed” e “Bireme” que dão
acesso as bases “LILACS”, “IBECS”, “MEDLINE”, “Biblioteca Cochrane” e “SciELO”. Além da
pesquisa bibliográfica nessas bases, o manual apresenta uma breve explicação sobre como
pesquisar o Qualis e o Fator de Impacto dos periódicos científicos.
2 BASES DE DADOS EM CIÊNCIA DA SAÚDE
• BIREME - é uma biblioteca cooperante de acesso ao documento do Sistema Latino-Americano e
do Caribe de Informação em Ciências da Saúde, tem por objetivo prover o acesso a documentos
da área de ciências da saúde, exclusivamente para fins acadêmicos e de pesquisa, respeitando
rigorosamente os direitos de autor. (Centro Latino-Americana e do Caribe de Informação em
Ciências da Saúde, 2008)
• LILACS - Base produzida pelas instituições que integram o Sistema Latino-Americano e do
Caribe de Informações em Ciência da Saúde. Registra a literatura técnica-científica em saúde
produzida por autores latino-americanos e do Caribe, é publicada desde 1982. Nessa base são
descritos e indexados: teses, livros, capítulos de livros, anais de congresso ou conferência,
relatórios técnico-científico e artigos de revistas. (GIL, 2002)
• A IBECS utiliza a metodologia LILACS, desenvolvida pela BIREME com a finalidade de
posteriormente se poderem integrar as bases de dados IBECS y LILACS (Bases de dados de
Literatura Latino-americana de Ciências da saúde), o que permitirá recompilar esta seleção de
literatura científica latino-americana e espanhola, numa única Base de Dados Bibliográfica
LILACS-IBECS, como referência internacional.
• PubMed – É uma base de dados desenvolvida pelo National Center for Biotechonology
Information (NCBI) na Library of Medicine (NLM) disponível na web. É uma das diversas bases
de dados que fazem parte do sistema de recuperação Entrez do NCBI, que é um sistema da busca
e de recuperação que integra as informações das bases de dados da NCBI com o PubMed e inclui:
MEDLINE, Nucleotide Sequences, Protein Sequences, Macromolecular Structures e Whole
Genomes.
• MEDLINE – É o maior componente do PubMed. Cobre mais de 4800 revistas publicadas nos
Estados Unidos e em mais de 70 outros países desde 1966. Produzida pela National Library of
Medicine (NLM), é uma base de dados de literatura internacional que reúne referências
bibliográficas e resumos de revistas biomédicas, cobrindo as áreas de medicina, enfermagem,
odontologia, medicina veterinária e ciência pré-clínicas. A atualização da base de dados é mensal.
(GIL, 2002).
• Biblioteca COCHRANE - É uma Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), que têm acesso
diferenciado à melhor coleção de fontes de informação de evidência sobre os efeitos das
intervenções em saúde oferecidas aos profissionais de saúde dos países da América Latina e
Caribe. A coleção está conformada da seguinte maneira: pelo conjunto das 8 bases da Cochrane
Library; pelo conjunto de bases da Biblioteca Cochrane Plus, reunidas pelo Centro Cochrane
Ibero-Americano, que inclui conteúdos em espanhol e pelos resumos de revisões sistemáticas
Cochrane traduzidos ao português, produzidos pelo Centro Cochrane do Brasil. Cada conjunto de
bases de dados pode ser pesquisado separadamente, através de uma interface trilingüe (português,
espanhol e inglês), adaptada e desenvolvida pela BIREME, ou através da meta-pesquisa simples
do Portal da Cochrane. (COCHRANE BVS, 2008)
• SciELO - Scientific Electronic Library Online é uma biblioteca virtual piloto que abrange uma
coleção selecionada de periódicos científicos brasileiros com base hospedada na FAPESP.
Apresenta textos completos de artigos nas áreas de ciência sociais, psicologia, engenharia,
química, materiais, saúde, biologia, botânica, veterinária e microbiologia. (GIL, 2002)
As bases disponíveis na Bireme se dão através do endereço eletrônico <www.bireme.br>. No
campo Fontes de Informação – Pesquisa bibliográfica – Ciências da Saúde em Geral encontramse os links para as bases LILACS, IBECS MEDLINE, Biblioteca Cochrane e SciELO.
A base de dados MEDLINE também pode ser acessada através da base PubMed.
• PubMed - Serviço de pesquisa da National Library of Medicine (NLM) nas bases de dados
bibliográficas.
O acesso a base de dados PubMed se dá através do endereço eletrônico <www.pubmed.gov>.
3 TERMINOLOGIA DAS PALAVRAS-CHAVE
A grande dificuldade em pesquisa bibliográfica em base de dados diz respeito ao termo correto a
ser utilizado para a busca de determinado assunto. Para minimizar este problema diversas bases
dispõem de vocabulários estruturados para uso na indexação de artigos de revistas científicas,
livros, anais de congressos, relatórios técnicos, e outros tipos de materiais, facilitando, assim, a
pesquisa e a recuperação de assuntos da literatura científica.
Com o objetivo de permitir o uso da terminologia comum para pesquisa em três idiomas, os
vocabulários estruturados proporcionam um meio consistente e único, para a recuperação da
informação independentemente do idioma. A principal finalidade é servir como uma linguagem
única para indexação e recuperação da informação.
Os vocabulários estruturados encontrados nas bases de dados foram:
• Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) - Criado pela BIREME e desenvolvido a partir do
MeSH (Medical Subject Headings da U.S. National Library of Medicine), o DeCS integra a
metodologia LILACS e IBECS, e é um componente integrador da Biblioteca Virtual em Saúde.
Os conceitos que compõem o DeCS são organizados em uma estrutura hierárquica que permite a
execução de pesquisa em termos mais amplos ou mais específicos ou todos os termos que
pertençam a uma mesma estrutura hierárquica. Sua atualização ocorre anualmente.
• Medical Subject Headings (MeSH) - Desenvolvido pela U.S. National Library of Medicine, o
MeSH integra a metodologia MEDLINE e PubMed, e é um vocabulário controlado usado para
indexar artigos e auxiliar na construção de estratégias de buscas.
3.1 DECS
O DeCS encontra-se disponível no site da Bireme no campo Diretórios Portais.
Para realizar uma consulta utilizando o DeCS deve-se clicar em DeCS – terminologia em saúde e
depois em Consulta ao DeCS
.
Aparecerá a seguinte janela:
O campo consulta por palavras, é uma busca simples onde se digita o termo desejado e
aparecerão os descritores relacionados: pode-se pesquisar por “Palavra ou Termo” ou “Descritor
Exato”. No campo consulta por índice, encontram-se as seguintes opções: alfabético (permite
pesquisar em ordem alfabética o termo desejado); permutado (localiza os termos equivalentes ao
termo pesquisado) e hierárquico (permite visualizar a árvore de domínio do termo pesquisado).
Seleciona-se o idioma dos descritores antes de digitar o termo a ser pesquisado, podendo se
pesquisar em inglês, espanhol e português.
No
campo
Consulta
por
Índice
o
item
selecionado
foi
Permutado.
Em
seguida
clicou-se
em
Índice.
No campo Digite palavra ou raiz, o termo usado foi “Câncer”. Após digitado o termo “Câncer”
deve-se
clicar
em
Índice.
Marque
o
termo
“Câncer”
e
clique
no
campo
Mostrar.
Aparecerá a seguinte tabela:
A tabela contém os descritores em Inglês, Espanhol e Português, aparecem os sinônimos,
definição, entre outros itens que auxiliam no uso correto do termo para realizar a pesquisa.
Após obter o termo correto para a pesquisa, o processo para realizá-la é o mesmo de qualquer
outra base de pesquisa: deve-se voltar à página inicial, digitar o termo correto no campo de
pesquisa e clicar em pesquisar.
3.2 MESH
O MeSH encontra-se disponível no site do PubMed no campo “PubMed Services”.
Em MeSH Database encontra-se uma caixa de busca (search), onde o pesquisador digita o termo
desejado da pesquisa e clica em go.
Aparecerão todas as palavras equivalentes e relacionadas, as quais foram indexadas na base de
dados.
Ao selecionar uma das opções da tela apresentada acima, o pesquisador poderá relacionar diversos
termos com o termo principal da pesquisa, neste caso o termo escolhido foi “Neoplams”.
Os termos correlacionados foram “Blood” e “Immunology”, e, no campo Search, foi selecionado
o conectivo AND.
Se estiver correto os termos a que se deseja pesquisar basta clicar em search PubMed, caso haja
algum erro corrija-o ou clique em clear e refaça o processo.
O MeSH permite selecionar o termo correto para realizar a pesquisa e simultaneamente realizar a
pesquisa, se a necessidade de retornar a página inicial e digitar o termo no campo de pesquisa.
4 PASSOS DA PESQUISA
Os mecanismos de buscas das bases de dados on-line geralmente são divididos em dois métodos:
pesquisa simples e pesquisa avançada.
4.1 PESQUISA SIMPLES
Para realizar uma pesquisa simples deve-se digitar o termo desejado da pesquisa e clicar em um
comando chamado pesquisar ou search.
4.1.1 LILACS (português ou espanhol) ou IBECS (espanhol)
No campo Entre uma ou mais palavras digite o termo da pesquisa e depois clique em Pesquisar.
A base de dados permite pesquisar Todas as palavras da sentença (AND) ou Qualquer palavra
(OR). Por exemplo, ao digitar “cabeça pescoço” e selecionar o item Todas as palavras a base de
dados
irá
pesquisar
as
matérias
que
contém
os
dois
termos.
Se for selecionado o item Qualquer palavra, a base de dados irá pesquisar as matérias que contém
um
ou
o
outro
termo.
4.1.2 SciELO
No campo Entre uma ou mais palavras, digite o termo da pesquisa e depois clique em Pesquisar.
4.1.3 PubMed
No campo Search PubMed For, digite o termo da pesquisa e depois clique em Search.
Caso queira refazer a pesquisa clique em Clear e refaça o processo descrito acima.
4.1.4 Biblioteca Cochrane
No campo Entre uma ou mais palavras, digite o termo da pesquisa e depois clique em Pesquisar.
4.2 PESQUISA AVANÇADA
Para a pesquisa avançada, o mesmo procedimento de uma pesquisa simples é realizado, porém, a
pesquisa avançada permite interligar diversos itens que irão refinar a pesquisa.
4.2.1 LILACS (português e espanhol) ou IBECS (espanhol)
Ao entrar na base de dados LILACS ou IBECS, encontra-se no canto superior direito o campo
Formulário Avançado.
Após
clicar
nesse
campo
aparecerá
a
seguinte
janela:
No campo Palavras, encontra-se uma seta. Ao clicar na seta aparecem diversas opções que
permitem relacionar os termos da pesquisa. Dentre essas opções, encontramos:
Palavras; Descritor de assunto; Limites; Autor; Palavras do título; Revistas; Monografia em série;
Autor pessoal normalizado; Autor institucional; Palavras do resumo; Tipo de publicação;
Conferência; Tipo de literatura; Nível bibliográfico; Idioma; Identificador único; País, ano de
Publicação;
Mês
de
entrada;
Suporte
Eletrônico;
Segue um exemplo utilizando algumas das opções apresentadas:
Categoria
DeCs;
Afiliação.
No exemplo acima, foi utilizado no campo Palavras, o termo “Neoplasia”, no Campo Descritor
de Assunto o termo “Radioterapia” e no campo País, ano de publicação, os anos “2005”, “2006” e
“2007”. Para selecionar mais de um ano ou um período de tempo, deve-se selecionar no campo o
item País, ano de publicação e clicar no link ao lado, chamado Índice. Aparecerá a seguinte
janela:
Clique
em
Mostrar
Índices
e
selecione
os
anos
desejados.
Após selecionar os anos desejados, clique em Adicionar. O sistema retornará ao campo de
pesquisa inicial e colocará automaticamente os anos selecionados. Ao clicar em pesquisar, a
pesquisa
terá
sido
concluída.
Nota-se alguns itens como “Autor”, “Título”, “Fonte”, “Resumo” entre outros, ao lado esquerdo,
aparecem alguns símbolos com as respectivas descrições sendo estas as opções de impressão,
fotocópia, texto completo e documentos relacionados.
Quando a informação “Texto Completo” aparecer, isso significa que o texto está disponível no
meio eletrônico na íntegra. Quando esta informação não aparecer, o item “fotocópia” é usado para
solicitar o artigo na integra às Bibliotecas Cooperantes da Bireme.
Para refazer uma nova pesquisa, deve-se clicar em Limpar, digitar o novo termo da pesquisa e
repetir
o
processo.
O item Config (configurações) permite determinar o idioma da pesquisa, a barra de navegação e a
apresentação
do
resultado.
Ao clicar em Config, aparecerá a seguinte janela:
Deve-se marcar as opções desejadas e clicar em Aplicar. Após configurar a pesquisa, o processo
para realizá-la é o mesmo já descrito.
4.2.2 SciELO
Ao
entrar
na
base
de
dados
SciELO
aparecerá
a
seguinte
janela:
No campo “Método” encontra-se uma seta. Ao clicar essa seta aparecem diversas opções que
permitirão delimitar a pesquisa. Dentre essas opções encontramos: “integrada”, “por palavra”,
“proximidade
léxica”,
“Google
acadêmico”
e
“relevância”.
No campo “Onde” também se encontra uma seta. Ao clicar essa seta aparecem diversas opções de
lugares onde se deseja que seja realizada a pesquisa, dentre eles: “Argentina”, “Brasil”, “Chile”,
“Colômbia”, “Cuba”, “Espanha”, “México”, “Portugal”, “Venezuela”,”Saúde Pública” e “Social
Sciences’.
Abaixo desses campos encontra-se o campo Índices (Regional): “país”, “autor”, “palavra-chave”,
“título”, “organização”, “ano de publicação”, “tipo do documento”, “idioma original”.
Segue um exemplo utilizando algumas das opções apresentadas.
Ao
clicar
em
Ano
de
Publicação
aparecerá
a
seguinte
janela:
Ao
selecionar
um
ano
e
clicar
em
adicionar.
Aparecerá
a
seguinte
janela:
No campo “Todos os Índices”, encontra-se uma seta. Ao clicar nessa seta aparecem diversas
opções que permite relacionar os termos da pesquisa. Dentre essas opções encontramos:
Palavras do título, “Autor”, “Palavras-Chave”, “Resumo’, “Ano de publicação’, “Afiliação’, ‘País
da
Afiliação’,
Relacionando
“Organização”,
outros
“Idioma”
aplicativos
“Original”
para
e
“Tipo
realizar
do
Documento”.
a
pesquisa:
No exemplo acima, foi utilizado, no campo “Todos os Índices”, o ano “2006” para “Ano de
Publicação”, o termo “Mama” para a “Palavras do Título” e o termo “Radioterapia” para o campo
“Resumo”. Ao clicar em pesquisa, o resultado da pesquisa foram sete artigos. Vejamos apenas um
deles:
Nota-se alguns itens como “Autor”, “Título”, “Fonte”, “Resumo em português/ inglês” entre
outros e, ao lado esquerdo, aparece alguns símbolos com as respectivas descrições sendo estas as
opções de selecionar e imprimir.
Quando a informação “Texto Completo” aparecer ao final da referência, isso significa que o texto
está disponível no meio eletrônico na íntegra. Para refazer uma nova pesquisa, deve-se clicar em
Limpar,
digitar
o
novo
termo
da
pesquisa
e
repetir
o
processo.
O item Config, (configurações) permite determinar o idioma da pesquisa, a barra de navegação e a
apresentação do resultado.
Ao
clicar
em
Config,
aparecerá
a
seguinte
janela:
Deve-se marcar as opções desejadas e clicar em Aplicar. Após configurar a pesquisa, o processo
para realizá-la é o mesmo já descrito.
4.2.3 PubMed
No campo Search, foi digitado o termo “Surgical Oncology”. Após digitado o termo, clicou-se em
search, resultando em 26829 itens encontrados.
Para
refinar
a
pesquisa,
deve-se
clicar
no
campo
Limits.
Aparecerá
a
seguinte
tabela:
Após marcar as opções desejadas, deve-se clicar em search. O processo para realizar a pesquisa
depois de configurado os limites é o mesmo já descrito.
Observação:
No campo Limits, é possível selecionar a base de dados MEDLINE para realizar a pesquisa. Basta
selecionar a base MEDLINE no campo Subsets – More Subsets e clicar em search.
4.2.4 Biblioteca Cochrane
No campo da pesquisa foi digitado o termo “Mamografia”. Depois de digitado o termo, clicou-se
em Pesquisar. Os resultados foram divididos nas três bases de dados que compõem a Biblioteca
Cochrane.
Para obter mais informações sobre os documentos recuperados pela base, deve-se clicar em uma
das bases. Por exemplo, a base selecionada foi The Cochrane Library.
Ao clicar nesta base aparecerá a seguinte janela:
A janela está dividida em: “Revisões Sistemáticas da Cochrane”; “Resumos de revisões
sistemáticas com qualidade avaliada”; “Registro Cochrane de Ensaios Controlados”; “Bases de
dados Cochrane de Revisões de Metodologia”; “Registro Cochrane de Metodologia”; “Sobre a
Colaboração Cochrane”; “Resumos do INATHA e de outras agências de Avaliação de
Tecnologias em Saúde” e “Avaliações Econômicas da NHS”.
Selecione um dos itens desejados e escolha o artigo de interesse.
Para
refinar
a
Aparecerá a seguinte tabela:
pesquisa,
deve-se
clicar
no
campo
Limites.
No campo Revisões, pode ser selecionada uma das seguintes opções para a pesquisa dos artigos:
“Todos”; “Novos”; “Atualizados”; “Comentados”; “Atualizados” e ‘Comentados e Retirados”.
No campo Campo de pesquisa, pode ser selecionado uma das seguintes opções para realizar a
pesquisa por: “Palavras”, “Título”, “Autor”, “Resumo”, “Tipo de publicação” e “Assunto”.
Após selecionadas as opções desejadas, deve-se clicar em Pesquisar.
5 PROGRAMA QUALIS
Qualis é o resultado do processo de classificação dos veículos utilizados pelos programas de pósgraduação para a divulgação da produção intelectual de seus docentes e alunos.
Os veículos de divulgação citados pelos programas de pós-graduação são enquadrados em
categorias indicativas da qualidade - A, B ou C conforme quadro abaixo:
Quadro 1 – Especificações dos qualis
Qualis
Genericamente
Critérios
aproximados
A1
O mais elevado
FI > 4,2
A2
3,0 ≥ FI > 1,8
B5
1,8 ≥ FI > 0,8
B4
FI 0,8
B3
Pubmed sem FI
B2
Scielo
B1
Lilacs
C
Com peso zero
Sem indexação
A área de avaliação é coordenada pelo representante de cada área e é atualizada anualmente. Fica
a critério de cada área, a decisão da classificação do periódico. O critério para classificação de
periódicos no sistema Qualis na área de Ciência da Saúde/ Grande Área (Educação Física,
Enfermagem, Farmácia, Medicina I, Medicina II, Medicina III, Odontologia e Saúde Coletiva).
(GOMES, 2008)
Para pesquisar os critérios de cada área de avaliação, deve-se acessar o endereço eletrônico
<http://qualis.capes.gov.br/webqualis/>, clicar em Critério das Áreas e selecionar um dos
Triênios. Por exemplo, o Triênio selecionado foi Triênio 2004-2006.
Aparecerá
a
Na página 4, foi selecionado o item Medicina I.
seguinte
janela:
Ao clicar em Medicina I automaticamente se abrirá um documento que explicará os critérios para
classificação de periódicos no sistema Qualis relativos à área escolhida, neste caso, Medicina I.
Para pesquisar o indicador Qualis de um periódico científico, deve-se clicar em Consultar e em
Periódico.
Aparecerá a seguinte janela, na qual é possível pesquisar por: PorTítulo do Periódico; Por
Classificação/ Área de Avaliação e Por ISSN de Periódico.
Vejamos primeiro como pesquisar por Por Título do Periódico.
No campo de pesquisa, deve-se digitar o nome do periódico científico e clicar em Consultar.
Por exemplo, digite o título “Revista Brasileira de Mastologia” e clique em consultar.
Abaixo aparece o resultado da pesquisa, que mostra a qualidade do periódico, a circulação e a área
de avaliação.
Na pesquisa por Por Classificação/ Área de Avaliação, aparecerá a seguinte janela:
Selecione a opção desejada nos campos: Área de Avaliação, Qualidade e Circulação. Por
exemplo, no campo Área de Avaliação, foi selecionado o item “Medicina III”, no campo
Qualidade, foi selecionado o item “B” e no campo Circulação, foi selecionado o item “Nacional”.
Ao clicar em Consultar, aparecerá a seguinte tabela: 41
Esta tabela mostra os títulos dos periódicos da área da Medicina III que possuem Qualis B
Nacional.
Na pesquisa por Por ISSN do Periódico deve-se digitar no campo da pesquisa o número do ISSN
do
Periódico
e
clicar
em
Consultar.
É possível também pesquisar o indicador Qualis dos periódicos científicos por lista completa. Para
fazer
esta
pesquisa,
clique
em
Lista
Completa
–
Periódicos.
Aparecerá a seguinte janela:
Ao selecionar a área desejada, aparecerá uma tabela contendo o ISSN, o título dos periódicos, o
nível e a circulação.
6 FATOR DE IMPACTO
O fator de impacto (FI) corresponde ao número de citações que um periódico recebe em dois anos
anteriores ao ano do cálculo, dividido pelo número de todos os artigos neles publicados neste
mesmo período.
O FI começou a ser considerado como uma maneira de avaliar as revistas científicas a partir da
década de 1960. Foi quando Eugene Garfield, diretor do Informations Science Institute (ISI) e
criador da base de dados bibliográfica Science Citation Index (SCI), elegeu esse instrumento, que
determina a freqüência com que um artigo é citado, como forma de classificar e avaliar as revistas
incluídas na referida base de dados. (MARZIAL; MENDES, 2002)
Somente os periódicos indexados no ISI são considerados para o cálculo de impacto internacional.
Para escolher as revistas que compõem o banco de dados do ISI é preciso reunir requisitos como
pontualidade de publicação e cumprimento das normas internacionais de editoração (“título
informativo”, “correção das referências citadas”, “informações completas dos autores”, “título”,
“resumo” e “descritores em inglês” e “processo de revisão dos artigos publicados por pares” –
peer review). (MARZIALE; MENDES, 2002)
De acordo com a Escola Paulista de Medicina (EPM) o ISI possui mais de 8600 revistas
internacionais nas áreas de ciências biológicas e exatas, sociais e humanas. Essas áreas estão
incluídas em três bases de dados: Arts and Humanities Citation Índex (AHCI); Science Citation
Index (SCI) e Social Sciences Citation Index (SSCI).
A mais conhecida, SCI, é uma base de dados multidisciplinar de onde se podem recuperar os
resumos, em inglês, de todas as revistas da literatura científica indexada na base de dados, o que
corresponde a cerca de 100% dos artigos científicos. Nesta base estão indexadas 5.330 revistas
que cobrem 160 campos do conhecimento científico, onde estão disponibilizadas, para os
usuários, aproximadamente 300.000 referências por semana, que foram citadas em cerca de
17.000 artigos. Hoje, a base de dados do SCI contém aproximadamente 14 milhões de artigos
científicos. Anualmente essa base elabora o Journal Citation Report (JCR), que é uma publicação
que se dedica a avaliar o FI de um grupo de 5.330 periódicos.
Na internet existem alguns sites que disponibilizam o FI, porém, a maioria está desatualizada, pois
o ISI comercializa a base atualizada em CD-ROM. Um endereço no qual se pode consultar o FI
atualizado é o portal de periódicos da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Docentes e Pessoal
de Nível Superior (CAPES), - www.periodicos.capes.gov.br. Embora não se encontrem todas as
revistas da área médica, as mais relevantes estão representadas nesse portal.
Vejamos como pesquisar o Fator de Impacto de um periódico científico em dois dos sites que
disponibilizam o FI. Primeiro, iremos analisar como essa pesquisa ocorre na base de dados do
SCImago e, em seguida, como pesquisar na base de dados do SciELO.
Acesse o endereço eletrônico <www.scimagojr.com>.
Clique em Journal Search.
Digite o título do periódico que se deseja obter o Fator de Impacto, por exemplo “Acta Cirúrgica
Brasileira”,
e
clique
em
Search.
Aparecerá a seguinte tabela, a que mostrará informações sobre o periódico, o Fator de Impacto
(SJR)
em
diversos
anos
e
alguns
gráficos.
Agora, acesse o endereço eletrônico <www.scielo.org>.
No campo SciELO em números, clique em Citações.
Depois, clique no país desejado ou em Saúde Pública. Por exemplo: clique em Brasil.
.
Aparecerão diversas opções para pesquisar as citações de revistas, sendo estas: “Dados Fonte”;
“Fator de impacto em um período de dois anos”; “fator de impacto em um período de três anos”;
“vida
média”;
“citações
recebidas”
e
“citações
concedidas”.
Por
exemplo,
clique
em
Fator
de
impacto
em
um
período
de
dois
anos.
Aparecerá a seguinte tabela:
Selecione o ano desejado e marque o título do periódico ao qual se deseja conhecer o FI. Por
exemplo, selecione o ano 2007 e marque o periódico Acta Cirúrgica Brasileira, depois clique em
Send.
Aparecerá a seguinte tabela, a qual mostrará informações sobre o Fator de Impacto, citações,
quantidade de artigos publicados, entre outros.
REFERÊNCIAS
BIBLIOTECA
VIRTUAL
EM
SAÚDE.
Glossário.
Disponível
em:
<http://bvsmodelo.bvsalud.org/php/level.php?lang=pt&component=16&item=182> Acesso em:
16 jun. 2010.
CENTRO LATINO-AMERICANA E DO CARIBE DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIAS DA
SAÚDE. Sobre a Bireme. Disponível em: <www.bireme.br> Acesso em: 16 jun 2010.
CENTRO DE PROJETOS DE ENSINO E PESQUISA-ERASTO GAERTNER. Como realizar
uma pesquisa nas principais bases de dados nacionais e internacionais em ciência da saúde.
Disponível em: <http://www.erastogaertner.com.br. Acesso em: 10 fev. 2012.
COCHRANE
BVS.
O
portal
cochrane
na
BVS.
Disponível
em:
<http://cochrane.bvsalud.org/portal/php/level.php?lang=pt&component=19&item=1> Acesso em:
16 jun 2010.
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Qualis.
Disponível em: <http://qualis.capes.gov.br/webqualis/>. Acesso em: 10 jun. 2010.
ERASTO
ESCOLA
PAULISTA
DE
MEDICINA.
Fator
de
impacto.
Disponível
em
<http://www.biblioteca.epm.br/f_impacto.htm> Acesso em: 26 out. 2007.
GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.
GOMES, S.P. Pequeno guia de como consultar a indexação e o fator de impacto de
periódicos científicos: área da saúde. São Paulo: USP, 2008.
INSTITUTE OF SCIENTIFIC INFORMATION. Fator de impacto de revistas científicas.
Disponível em: <http://www1.univap.br/landulfo/impact.htm>. Acesso em: 16 jun 2010
MARZIALE, M.H.P. e MENDES, I.A.C.. O fator de impacto das publicações científicas. Revista
Latino-Americana de Enfermagem, v. 10, n. 4, p. 466-467. 2002.
NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. PubMed. Disponível em: <www.pubmed.com>. Acesso
em: 16 jun. 2010.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP. Curso sobre acesso ás bibliotecas
on-line
da
MEDLINE/PubMed.
Disponível
em:
<www.educacaocontinuada.org/hpscanoas/file.php/1/Tutorial_de_pesquisa_na_MEDLINE.pdf>.
Acesso em: 16 jun. 2010

Documentos relacionados

Base de Dados LILACS

Base de Dados LILACS PESQUISA POR DESCRITOR DE ASSUNTO Consultar o DeCS (Descritores em Ciências da Saúde), na página da Bireme para verificar o descritor correto para o assunto (ver manual para consulta ao DeCS no seg...

Leia mais

BASES DE DADOS DA ÁREA DE SAÚDE UTILIZADAS PELA

BASES DE DADOS DA ÁREA DE SAÚDE UTILIZADAS PELA literatura relativa às Ciências da Saúde, publicada nos países da região, a partir de 1982. Indexa artigos de cerca de 1.300 revistas, teses, capítulos de teses, livros, capítulos de livros, anais ...

Leia mais