válvulas de estrangulamento de superfície tecnicamente

Сomentários

Transcrição

válvulas de estrangulamento de superfície tecnicamente
SÉRIES DE PRODUTO
73
kentintrol
VÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO DE
SUPERFÍCIE TECNICAMENTE
AVANÇADAS PARA
APLICAÇÕES DE
SERVIÇOPESADO
SÉRIES DE PRODUTO
73
01
A KOSO KENT INTROL
FORNECE DIVERSOS
TIPOS DE VÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO,
VÁLVULAS GIRATÓRIAS
E DE CONTROLE DE
PRECISÃO PARA OS
SETORES DE PETRÓLEO
E GÁS, PETROQUÍMICO
E DE ENERGIA – EM
TODO O MUNDO
ÍNDICE
– INTRODUÇÃO ÀS VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO DE SUPERFÍCIE
DA KOSO KENT INTROL
– VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO DE SUPERFÍCIE DA SÉRIE73
– TESTE DE DESEMPENHODECONJUNTOS DEDE VÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO
– VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTODEALTA TECNOLOGIA
– TECNOLOGIA DE GUARNIÇÃO DE VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
SUPERFÍCIE
– COMOLIDARCOMEROSÃODECONTAMINANTES SÓLIDOS
– VÁLVULASPROJETADASSOB MEDIDA
– FERRAMENTASDE ENGENHARIA
– CONSIDERAÇÕES SOBRE GUARNIÇÕES DE VÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO DE FLUIDOS NÃO DESMONTÁVEIS
– SELEÇÃODA GUARNIÇÃO
– SELEÇÃODOSMATERIAISDAGUARNIÇÃOEMSERVIÇOS CONTAMINADOS
– SOLUÇÕESDE APLICAÇÃOE ORIENTAÇÕESDE SELEÇÃO
– INFORMAÇÕESSOBRETAMANHOE SELEÇÃODEVÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO
– EXPERIÊNCIAANTERIOR COM A SÉRIE73
– ALGUNS CLIENTESE PROJETOSANTERIORES
2
3
3
4
5
6
7
7
8
9
10
11
12
13
14
02
INTRODUÇÃO ÀS VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO DE
SUPERFÍCIE DA KOSO KENT INTROL
Na Koso Kent Introl (KKI), uma imbatível combinação de experiência
comprovada, tecnologia de projeto inovadora e a engenharia
especializada são a força motivadora por trás do desenvolvimento
da linha de válvulas de estrangulamento de alta qualidade da Introl.
Milhares de válvulas de estrangulamento de superfície Introl série 73
estão instalados em todo o mundo em projetos para algumas das
maiores empresas de produção de petróleo e gás do mundo.
A Koso Kent Introl fabrica os equipamentos em sua unidade na
Grã-Bretanha, com suporte de aplicação e vendas globais
efetuadas por pessoal especializado e parceiros de canal
selecionados cuidadosamente em todo o mundo.
Válvula de estrangulamento
de superfície típico série 73
FABRICAÇÃO DE QUALIDADE
Manter os padrões mais altos
de qualidade por meio de
design , produção e serviço ao
cliente é a principal filosofia da
Koso Kent Introl. Nossa fábrica
possui certificação do Sistema
de gerenciamento de qualidade
ISO 9001 e do Sistema de
gerenciamento ambiental ISO
14001. Além disso, todos os
produtos, onde aplicável, são
compatíveis com ATEX, PED
e todas as outras diretivas
aplicáveis EU e CE marcadas
de acordo.
A experiência de fabricação
padrão da empresa inclui
NACE MR01.75, especificações
NORSOK, API 6A e
especificações individuais de
clientes. Nossas instalações
internas de inspeção e teste
incluem testes de dureza, NDE,
PMI, gás e fluxo. Segurança
é nossa prioridade em tudo
o que fazemos, e todos os
nossos funcionários recebem
treinamento geral e específico
em saúde e segurança.
Válvula de
estrangulamento
de superfície
completo com
atuador
eletroidráulico
SÉRIES DE PRODUTO
73
03
VÁLVULA DE ESTRANGULAMENTO
DE SUPERFÍCIE SÉRIE 73
As válvulas de estrangulamento de superfície Koso Kent Introl da Série 73 oferecem uma solução
exclusiva para a maior parte das aplicações de estrangulamento dentro dos setores de petróleo e gás.
A flexibilidade do design facilita várias opções de material de corpo e guarnição.
CARACTERÍSTICAS DA VÁLVULA DE ESTRANGULAMENTO DE
SUPERFÍCIE SÉRIE 73
– Os materiais do corpo da válvula de estrangulamento podem ser forjados,
fabricados em HIP ou fundidos.
– Vários designs de guarnição são permitidos, de estágio único de alta
capacidade a múltiplos estágios com baixo ruído/anticavitação.
– Design de guarnição LCV resistente a areia patenteado.
– Elementos de controle de carbeto de tungstênio (sólidos) de alto grau
(dependendo da aplicação).
– Opção de design de guarnição não desmontável.
– Podem ser usados vários tamanhos de guarnição, em diferentes tamanhos
de corpo da válvula de estrangulamento, para atender idealmente aos
parâmetros do processo.
– Podem ser fornecidas guarnições com características especiais.
– O design da válvula de estrangulamento tem alta capacidade e abrangência
inerentes.
– Todas as vedações são resistentes e não sofrem descompressão explosiva.
– Há uma ampla gama de opções de atuador disponíveis, incluindo manual,
diafragma oposto com mola pneumática, pistão pneumático, etapas
pneumáticas, etapas hidráulicas, elétricas, eletroidráulicas + Koso
America REXA e seu atuador ‘ElectraulicTM’.
Válvula de estrangulamento completa com
atuador Koso America REXA ‘Electraulic ’.
TM
TESTE DE DESEMPENHO DOS CONJUNTOS DE VÁLVULAS DE
ESTRANGULAMENTO
– Teste API 6A PR2 – de vários tamanhos e classificações de válvula de
estrangulamento.
– Teste API 17D – de vários tamanhos e classificações de válvula de
estrangulamento.
– Teste de fluxo – verificação da capacidade de fluxo e característica de
guarnição.
– Teste de resistência física – para validar a integridade do design do
envelope de pressão.
– Teste de baixa temperatura – para verificar a adequação das válvulas de
estrangulamento em temperaturas inferiores a zero grau.
– Qualificação de erosão e relatórios CFD – para verificar a expectativa de
vida da válvula de estrangulamento em condições de serviço erosivo.
– Teste de impacto de guarnição da válvula de estrangulamento – para
verificar se a guarnição da válvula de estrangulamento suporta ser
atingida por componentes sólidos em alta velocidade.
VÁLVULA DE
ESTRANGULAMENTO
CLASSIFICADA API
6A 15K
– Tampa fixa
– Atuador elétrico
04
VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
DE ALTA TECNOLOGIA
CARACTERÍSTICAS DA VÁLVULA DE ESTRANGULAMENTO DE
SUPERFÍCIE SÉRIE 73
TAMANHOS
1” a 16” (25mm a 400mm)
9.183E-02
5.369E-02
Corpo do da válvula de
estrangulamento de superfície passa
por análise de elementos finitos
CLASSIFICAÇÕES
ANSI 600 a 4.500/API 3.000 a 15.000
8.478E-02
ESTILOS DAS EXTREMIDADES DA CONEXÃO
ISO 10423 – API 6A, API 17D, Flanges e conexões de tampa/hub
ANSI. Outras conexões disponíveis mediante solicitação.
PADRÕES DE PROJETO
ISO 10423 – API 6A/API 17D/ANSI B16.34/ASME VIII/PED/ATEX
/NACE MR-01-75/NORSOK
1.003E-01
1.569E-01
527E-01
1.390E-01
FORMA DE CORPO
Fundidos, HIP ou forjados, dependendo da aplicação.
DESIGN DA TAMPA
Aparafusada ou fixa de acordo com ASME VIII.
PROJETO DE GUARNIÇÕES
HF, LCV, Microspline, Multi-spline e várias opções multiestágio.
Outras configurações especiais de guarnição disponíveis mediante
solicitação.
DESIGN DO TAMPÃO
Sólido ou balanceado.
Opções de anel de vedação metálico e resiliente estão disponíveis
para designs de tampão balanceado. Anéis raspadores de tampão
estão disponíveis para aplicações de trabalho pesado.
CARACTERÍSTICA INERENTE
% Eq modificada, Linear ou porcentagem igual.
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
O procedimento de seleção de materiais para construção de
válvulas de estrangulamentos leva em conta diversos fatores. Além
da aplicação, tipo de fluido, efeitos da corrosão/erosão temperatura
do fluido, pressão do processo e nível de contaminação, outros
fatores também devem ser considerados.
Os materiais típicos de construção são:
– AASTM A216 WCB/ASTM A352 LCB e LCC
– AISI 4130/8630 e ASTM A182 F22
(Incluindo revestimento parcial ou total em liga 625)
– UNS S31803, UNS S32550 e liga sólida 625
– Titânio
NOTA: Diversas opções de material estão disponíveis,
dependendo do fluido do processo
Corpo e tampa da válvula de
estrangulamento em liga sólida 625
para temperatura de projeto de –120
graus centígrados
SÉRIES DE PRODUTO
73
05
TECNOLOGIA DE GUARNIÇÃO DE
VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
DE SUPERFÍCIE
Todas as válvulas de estrangulamento série 73 da Koso Kent Introl
utilizam o design de alta fricção (HF) de recuperação de baixa
pressão para suas guarnições. Apresentada em 1967, a filosofia
de guarnições de alta fricção diz que altos níveis de energia,
velocidade e turbulência são dissipados e controlados dentro
da área da guarnição, evitando danos causados por erosão às
áreas sob pressão.
Dependendo da aplicação específica e das condições de serviço,
podem ser usadas guarnições de estágio único ou multiestágio. Em
guarnições multiestágio, os orifícios são especificamente aliados
de uma luva para a próxima, para que os jatos individuais mudem
de direção repetidamente nas câmaras de recuperação entre cada
luva. Isto fornece uma redução de pressão controlada em etapas,
sem o início de cavitação e problemas associados de erosão,
vibração e ruído.
CARACTERÍSTICAS DO DESIGN DE GUARNIÇÃO DE CARTUCHO HF
– Divide o fluxo principal em vários fluxos menores, aumentando
a turbulência/frequência de pico de ruído e maximizando a perda
de transmissão da parede da tubulação.
– Altos níveis de energia, pressão, velocidade e intensidade de
turbulência são dissipados dentro da guarnição, evitando danos
por erosão aos limites de pressão.
– O design da última etapa garante jatos sem interação de baixa
velocidade, evitando a geração desnecessária de ruído na saída
da válvula de estrangulamento.
– Diversos tamanhos de guarnição podem ser usados em vários
tamanhos de corpo da válvula de estrangulamento para atender
aos parâmetros do processo.
– Podem ser fornecidas guarnições com características especiais.
– Os elementos internos em carbeto de tungstênio são protegidos
de danos por impacto pela luva do cartucho externo
(verificado por teste).
– O design da guarnição de alta fricção tem alta capacidade
e abrangência inerentes.
– Todas as vedações são resistentes não sofrem descompressão
explosiva.
Design de guarnição de cartucho que
incorpora um ‘Brick Stopper’ metálico
PROTEÇÃO CONTRA EROSÃO POR AREIA
Em aplicações onde há potencial de contaminação por areia dentro do
meio, o design HF-LCV da guarnição pode ser oferecido. Esse design
de guarnição foi testado e aprovado por fontes independentes e tem
bastante sucesso na maior parte dos serviços erosivos.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO DESIGN DE GUARNIÇÃO HF-LCV
– Elementos de controle de carbeto de tungstênio de alto grau.
– Ponta de tampão sacrificial em carbeto de tungstênio sólido.
– Assento de tampão revestido – a área de assentamento é protegida
do caminho de fluxo de alta erosão.
– Banda morta de desenvolvimento de orifício – área de assentamento
é movida para longe da área de fluxo principal.
– Raspadores de haste – evitam a migração de areia para a área de
vedação da haste.
– Vedações de tampão resistentes com anéis de raspador.
– ‘Brick stopper’ metálico.
– Evita que as partículas sólidas tenham impacto direto sobre
o carbeto de tungstênio.
– Luva de desgaste de carbeto de tungstênio opcional.
Ilustração em 3D
da válvula de
estrangulamento
com design de
guarnição de alta
fricção
06
COMO LIDAR COM EROSÃO DE
CONTAMINANTES SÓLIDOS
Algumas aplicações de serviço pesado não têm somente de lidar
com cenários de quedas de alta pressão, existe também o problema
potencial de erosão devido aos contaminantes sólidos do meio de
processo.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO
A Koso Kent Introl desenvolveu a guarnição LCV mais de 20 anos
atrás para lidar com essas aplicações de serviço pesado. Com
ajuda da análise de elementos finitos, da dinâmica de fluidos
computacional, dos testes extensivos de erosão e do uso dos
mais avançados materiais resistentes à erosão, o design foi
aprimorado ainda mais para maximizar a expectativa de vida
dos componentes da guarnição.
A primeira válvula de estrangulamento foi fornecida em 1974 em
uma válvula de controle de nível (LCV) em uma aplicação de
separador de primeiro estágio. A guarnição era de HFD st 316L com
design guiado por gaiola padrão. No começo dos anos 80, o cliente
introduziu injeção de água, e o corte adicional por água também
produziu areia. Dentro de duas semanas de operação da válvula,
a guarnição estava sofrendo forte erosão devido ao excesso de
contaminação pela areia.
Guarnição guiada por gaiola com estelita depois de duas semanas de operação
A SOLUÇÃO LCV
Guarnição LCV patenteada
em carbeto de tungstênio
após dois anos de operação
A Koso Kent Introl apresentou diversos aprimoramentos para garantir
que a guarnição da válvula de estrangulamento suportaria a natureza
erosiva do meio. Esses aprimoramentos incluíram a introdução de uma
banda morta, uma ponta de tampão sacrificial, uma face de vedação
revestida elementos de controle de guarnição principal em carbeto de
tungstênio.
INTRODUÇÃO DA BANDA MORTA
A banda morta foi projetada para que a haste da válvula esteja entre 5
e 10% antes de qualquer fluxo significativo passar pela válvula. Isto
distancia as faces de assentamento do caminho principal de fluxo do
meio, pois o fluxo é redirecionado para áreas sacrificiais mais duras.
Design LCV
(patenteado)
Assentamento
convencional
Ponto de
assentamento
Erosão
Fluxo d
e
alta
ve
loc
id
de
e
ad
Flu
xo
de
cida
elo
av
alt
Banda
morta
SÉRIES DE PRODUTO
73
07
VÁLVULAS PROJETADAS SOB MEDIDA
A Koso Kent Introl construiu sua reputação fornecendo soluções
engenhosas a partir dos desejos dos clientes, conforme eles
enfrentavam aplicações problemáticas. A Koso Kent Introl já provou
que possui soluções para alta pressão, alta temperatura, cavitação,
erosão, corrosão, velocidade, ruído ou dissipação de energia.
EXEMPLO DE SOLUÇÃO TÉCNICA
De acordo com as pesquisas de vibração na cabeça do poço e a
tubulação de linha de fluxo associada, descobriu-se que a excitação
da largura de banda era a fonte principal das falhas por fadiga
induzida, com a origem da vibração dominante entre 100-1500 Hertz.
A pesquisa revelou que a fonte principal de excitação do sistema era a
válvula de estrangulamento existente da concorrência. As medidas de
vibração de 33 mm/seg. foram registradas na tubulação a jusante.
A Koso Kent Introl inicialmente forneceu uma válvula de
estrangulamento de aço carbono de 6” para teste, com uma
guarnição multiestágio de trabalho pesado de 4”. Os elementos
principais de controle eram de carbeto de tungstênio. A vibração
na tubulação a jusante foi reduzida de forma significativa para
3,5 mm/seg. Devido ao sucesso da válvula de estrangulamento
de teste, a Koso Kent Introl recebeu um pedido de 26 válvulas de
estrangulamento duplex adicionais do mesmo modelo. As fábricas
de estrangulamento foram fabricadas com conexões especiais para
garantir que eles pudessem ser adaptados à tubulação existente.
Válvula desenvolvida
especialmente para o
mercado australiano
Análise CFD mostrando vetores de velocidade
Velocidade (m/s)
20.0
15.0
10.0
5.0
0.0
FERRAMENTAS DE ENGENHARIA
A Koso Kent Introl se compromete a fornecer produtos de válvulas
de estrangulamento analisados e testados. Nossa experiente equipe
de engenharia projeta, desenvolve e testa produtos para atender às
necessidades dinâmicas do setor, oferecendo suporte a produtos já
instalados e em funcionamento em todo o mundo.
Nossa equipe de engenharia utiliza ferramentas modernas, como
CAD, análise de elementos finitos, modelagem 3D e análise CFD
para garantir que os produtos desenvolvidos tenham o mais alto
nível de integridade e confiabilidade.
08
CONSIDERAÇÕES SOBRE GUARNIÇÕES
DE VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
DE FLUIDOS NÃO DESMONTÁVEIS
A Kent Introl já executou testes de impacto de guarnição da válvula
de estrangulamento em vários projetos. O primeiro teste do tipo foi
executado em uma válvula de estrangulamento submarina em maio
de 2001.
KAs válvulas de estrangulamento da Kent Introl possuem guarnições
desenvolvidas especialmente para combater os efeitos dos danos
de impacto, que, se não protegidos, podem resultar em falhas
catastróficas, destruindo a guarnição de carbeto de tungstênio. O
“Brick Stopper” foi desenvolvido para passar por diversas tarefas:
– Reduzir os danos por impacto aos componentes da guarnição
de carbeto de tungstênio, protegendo, dessa forma, os
equipamentos a jusante de excesso de pressurização ou
danos, ajudando a prevenir problemas sérios de segurança.
– Conter o conjunto do cartucho em um gabinete, colocando a
guia de carbeto de tungstênio em compressão.
– Proporcionar o fluxo ao redor da gaiola/elemento de
estrangulamento principal em carbeto de tungstênio.
– Desenvolvido especificamente para levar um mínimo de
diferencial de pressão, portanto o “Brick Stopper” não erode
em operação normal.
Testes anteriores mostraram que componentes não protegidos
de carbeto de tungstênio podem apresentar falhas com valores de
impacto inferiores a 10 Joules. A Kent Introl, como padrão, fornece
suas válvulas de estrangulamento de produção série 73 com o
recurso “Brick Stopper”.
Testes recentes mostraram requisitos mais estritos. Em um contrato
para uma grande empresa norueguesa, testamos três tamanhos
diferentes de guarnição da válvula de estrangulamento (6”, 8” e 10”).
O teste exigia 3 impactos de desligamento em cada guarnição, com
os critérios de aceitação de impacto de 660 Joules. Depois do teste,
os componentes de carbeto de tungstênio foram inspecionados
visualmente e passaram por inspeção de líquido penetrante. Todo
o teste foi assistido e aprovado pelo cliente e por um representante
independente do mesmo.
A próxima etapa do teste foi submeter o equipamento a teste até
a destruição. Impactos de aproximadamente 1300 Joules foram
atingidos, usando um objeto de impacto de 65,5kg a uma altura
de 2,02 metros.
Configuração de
teste típica
“Brick Stopper” de 8” com
dano de impacto de 600 joules
Gancho do guindaste
Objeto de impacto
– aço médio c/w 1" sólido
carbeto de tungstênio
bola de impacto
Medida
pré-determinada
Conjunto de cartucho,
por contrato,
incluindo carbeto
Suporte
doBloco-vee
65,5kgs
Bola de carbeto de
tungstênio sólida
objeto de impacto
solto de uma altura
de 2,02 metros
SÉRIES DE PRODUTO
73
09
SELEÇÃO DA GUARNIÇÃO
POR QUE USAR ORIFÍCIOS PEQUENOS?
– Jatos menores aumentam a frequência de ruído e isto reduz
o nível de ruído
– Jatos maiores criam ruído de baixa frequência que pode
criar ressonância dentro dos componentes da válvula de
estrangulamento
30,000
115
110
15,000
100
95
Frequência (Hz)
SPL (dBA)
105
90
85
0
80
Aumento do tamanho do orifício
CHAVE
Nível de ruído dBA
Frequência de pico
GUARNIÇÕES DE ALTO DESEMPENHO E BAIXO RUÍDO
A Koso Kent Introl foi uma das primeiras fabricantes de válvulas a
apresentar uma válvula de controle de redução de ruído em 1969.
O desenvolvimento avançou consideravelmente com a ajuda de
novas técnicas de projeto, como modelagem sólida, análise de
elementos finitos e dinâmica de fluidos computacional.
Caminho de fluxo pelo
design da guarnição HFT.
O choque principal ocorre
dentro da guarnição
O design de alta fricção (HF) da Koso Kent Introl para guarnições
pode reduzir o ruído de forma significativa (42dBA ou mais) e evitar
problemas de erosão e cavitação.
Design de guarnição HFT
10
SELEÇÃO DE MATERIAIS DE GUARNIÇÃO
EM SERVIÇOS CONTAMINADOS
O gráfico a seguir fornece uma indicação dos materiais que a Koso
Kent Introl seleciona, dependendo da queda de pressão operacional
e do nível de contaminação sólida do meio de processo.
Outros fatores que influenciarão a seleção do material correto são
o flashing e o nível de gás que sairá da solução conforme houver
redução de pressão do processo.
QUEDA DE PRESSÃO (BAR)
100
Quando o engenheiro das válvulas de estrangulamento mede
e seleciona uma válvula de estrangulamento para uma aplicação
de serviço contaminado, ele também consulta o gráfico a seguir.
Este gráfico fornece uma indicação do fator de redução limite da
velocidade em comparação com a porcentagem de contaminação.
A velocidade limitante recomendada para cada tamanho e
material da válvula de estrangulamento será multiplicada pelo
fator adequado a seguir. Se a velocidade calculada estiver fora
da velocidade limitante revisada, uma solução alternativa será
oferecida.
Porcentagem de contaminação
por diagrama de peso
50
carbeto de tungstênio
10
17/4PH duplex ou liga 625/718+ estelita total
17/4 PH duplex ou liga 625/718+ face em estelita
5
17/4PH duplex ou liga 625/718
1
0
.0001
.001
.01
.1
1
10
% CONTAMINAÇÃO POR PESO
1.0
Fator de redução
delimite de
velocidade x %
contaminação
FATOR DE REDUÇÃO DE VELOCIDADE
0.9
0.8
0.7
0.6
0.5
0.4
0.3
0.2
0.001%
0.010%
0.1%
% CONTAMINAÇÃO POR PESO
1.0%
10.0%
SÉRIES DE PRODUTO
73
11
SOLUÇÕES DE APLICAÇÃO
E ORIENTAÇÕES DE SELEÇÃO
Durante a seleção da guarnição apropriada para cada aplicação específica, diversos problemas
potenciais são avaliados pelo engenheiro de válvulas de estrangulamento. Dissipação de energia,
ruído, vibração, controle de velocidade, cavitação, erosão e corrosão são elementos que podem afetar
de forma adversa a confiabilidade da válvula de estrangulamento no campo. Seguem abaixo alguns
itens analisados durante a seleção de uma válvula de estrangulamento para uma aplicação específica.
PRODUÇÃO DE ALTA PRESSÃO / GÁS / FLUIDOS CONDENSADOS
PROBLEMAS POTENCIAIS
SOLUÇÃO
Erosão por gotículas
Utilize carbeto de tungstênio de grau Premium.
Produção de resíduos /
serviço erosivo
Utilize um “Brick Stopper” para proteger o carbeto contra impactos.
Agregue a raspadores e vedação de haste.
Inclua a área de desgaste sacrifical para proteger os componentes críticos da guarnição.
Vibração
Utilize a guarnição com guia durante o transporte como, por exemplo, um design de tampão e gaiola.
Considere a utilização de uma guarnição de múltiplos estágios.
Meio corrosivo
Utilize material resistente à corrosão no corpo, guarnição e um carbeto de tungstênio
fixador resistente à corrosão.
Formação de hidrato
Utilize injeção de metanol.
Utilize uma guarnição de recuperação de baixa pressão para reduzir a queda
de temperatura na válvula de estrangulamento.
Descompressão explosiva
de vedação de elastômero
Utilize vedação resistente à descompressão explosiva.
Baixa temperatura
Tampa de gás na inicialização
Seleção de material de baixa temperatura.
Capacidade de atuador de baixa temperatura.
Guarnição HF-LCV para
aplicações erosivas
APLICAÇÕES DE INJEÇÃO DE ÁGUA
PROBLEMAS POTENCIAIS
SOLUÇÃO
Cavitação
Utilize design de guarnição de recuperação de baixa pressão.
Utilize guarnição de múltiplos estágios com pequenos orifícios.
Fluxo reverso possível /
modo de fluxo de
Considere a utilização de um material de guarnição de estelita para proteção contra o impacto
dos resíduos emcapacidade bidirecional. Verifique a velocidade no anel do corpo da válvula de
estrangulamento. Agregue o sistema de vedação de fluxo reverso.
Vibração
Utilize a guarnição com guia durante o transporte como, por exemplo, um design de tampão
e gaiola. Considere a utilização de uma guarnição de múltiplos estágios.
Verifique a frequência natural da guarnição comparada à frequência de fluxo de fluido.
Potencial de corrosão
Utilize material resistente à corrosão para o corpo e a guarnição.
Guarnição HFT-LCV para
Aplicações anti-cavitação
METANOL/INJEÇÃO MEG
PROBLEMAS POTENCIAIS
SOLUÇÃO
Cavitação
Utilize um design de guarnição de recuperação de baixa pressão ou uma guarnição
de microrranhuras de múltiplos estágios.
Entupimento causado por resíduos
Guarnição auto-limpante requerida.
Controle de fluxo baixo requerido
Guarnição de microrranhuras requerida.
Quedas em alta pressão
Utilize a guarnição com guia durante o transporte como, por exemplo, um design de tampão
e gaiola. Considere a utilização de uma guarnição de múltiplos estágios.
ELEVAÇÃO COM GÁS
PROBLEMAS POTENCIAIS
SOLUÇÃO
Controle de fluxo baixo requerido
Pequena gaiola ou guarnição de microrranhuras requeridas.
Erosivo/não erosivo
No caso de gás seco, utilize uma guarnição de estelita não erosiva.
No caso de gás úmido, utilize elementos de controle de guarnição de carbeto de tungstênio.
Potencial de corrosão
Utilize material resistente à corrosão para o corpo e a guarnição.
Guarnição de
microrranhuras para
aplicações de baixo fluxo
12
INFORMAÇÃO DO TAMANHO E SELEÇÃO
DE VÁLVULA DE ESTRANGULAMENTO
APLICAÇÃO: VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
DE PRODUÇÃO
FLUIDO DE PROCESSO
CONTAMINANTES
*UNIDADES
*Líquido
MÁXIMO
NORMAL
MÍNIMO
†
INICIALIZAÇÃO
NORMAL
MÍNIMO
†
INICIALIZAÇÃO
NORMAL
MÍNIMO
†
INICIALIZAÇÃO
*Óleo
*Água
TAXA DE FLUXO
Gás/vapor
*Entrada
PRESSÃO
*Saída
Delta P
TEMPERATURA
Entrada
*Gravidade específica
Pressão do vapor
ÓLEO
Pressão crítica
Viscosidade
*Gravidade específica
LÍQUIDO
Pressão do vapor
Pressão crítica
Viscosidade
*Peso molecular
GÁS/VAPOR
Compressibilidade (z)
Taxa de calor específico ( )
APLICAÇÃO: INJEÇÃO DE ÁGUA/LÍQUIDO VÁLVULAS
DE ESTRANGULAMENTO DE SERVIÇO
FLUIDO DE PROCESSO
CONTAMINANTES
*UNIDADES
TAXA DE FLUXO
MÁXIMO
*Líquido
*Entrada
PRESSÃO
*Saída
Delta P
TEMPERATURA
Entrada
*Gravidade específica
LÍQUIDO
Pressão do vapor
Pressão crítica
Viscosidade
APLICAÇÃO: VÁLVULAS DE ESTRANGULAMENTO
E ELEVAÇÃO COM GÁS
FLUIDO DE PROCESSO
CONTAMINANTES
*UNIDADES
TAXA DE FLUXO
MÁXIMO
*Gás/vapor
*Entrada
PRESSÃO
*Saída
Delta P
TEMPERATURA
Entrada
*Peso molecular
LÍQUIDO
Compressibilidade (z)
Taxa de calor específico ( )
DETALHES DA ESPECIFICAÇÃO DA VÁLVULA
*Tamanhos e estilos das extremidades da conexão
*Classificações de temperatura (mín. / máx.)
*Classificação da pressão da válvula de estrangulamento
Classificação do material ou da classe API
Qualidade ou requisito API PSL
Tamanho da linha e cronograma
* Requisitos obrigatórios
†
Especifique a frequência das condições iniciais
Unidades de temperatura e pressão devem ser especificadas pelo cliente
Informações completas permitem uma análise de aplicação detalhada e seleção
correta da válvula de estrangulamento/guarnição
SÉRIES DE PRODUTO
73
13
SÉRIE ANTERIOR 73
EXPERIÊNCIA
Válvula de estrangulamento com
posicionador SMART
Válvulas duplex 14”,12” e 10” ANSI 2500
para FPSO
Válvula de estrangulamento com atuador
eletroidráulico e guarda-sol
Válvulas de estrangulamento API 10K
PSL4 para gás azedo e reinjeção
Válvula de estrangulamento12” ANSI1500
com atuador eletroidráulico C/W
Válvulas de estrangulamento ANSI
600/900 classificados para Nigéria
Válvulas de estrangulamento para gás 10”x 8”x 10” ANSI 1500
para Qatar
Diversas válvulas de estrangulamento com operadores elétricos
e manuais para o Sul do Mar do Norte
14
ALGUNS CLIENTES E PROJETOS ANTERIORES
CLIENTE
DATA
QTD
FORNECIDO
CM
FLANGE
FLANGE
PRESSÃO
TAMANHO TAMANHO CLASSIFICAÇÃO ENTRADA
SAÍDA
DESIGN
BAR
BAR
PRESS.
BAR
TEMP
O
C
DESTINO
DA LINHA DE
FLUIDO
Shell
Shell
1976
1976
11
17
6”
6”
6”
41/16”
ANSI 2500
API 10000
245
415
Diversos
215
402
670
93
90
Água
Produção de
Líquido
Gás de hidrocarboneto
Mar do Norte
Mar do Norte
A.D.N.O.C
1982
21
6”
6”
API 5000
219
103
345
99
Produção de
Gás de hidrocarboneto
Abu Dhabi
Kent Process
Control Inc.
1985
10
2”
2”
ANSI 2500
311
25
311
165
Injeção de
Gás de hidrocarboneto
Alasca
McDermott
Engineering Ltd.
1987
44
4”
4”
ANSI 1500
192
8
242
47
Produção de
Gás de hidrocarboneto
Mar do Norte
BP Pet.
Development
1988
25
4”
41/16”
API 3000
207
70
207
70
Produção de
Multi-fase
Grã-Bretanha
Qatar General
Petroleum Corp
1988
9
4”
4”
ANSI 900
121
23
128
93
Injeção de água
Líquido
Qatar
Artificial Lift
Consortium
1989
23
19
8”
6”
8”
6”
ANSI 1500
36
8
232
93
Produção de
Multi-fase
Mar do Norte
Earl & Wright
1992
12
8”
10” x 8”
ANSI 900
89.2
43.7
120
20
HC Liquid
Marathon Oil
UK Ltd
1992/
94/95
6
4”
4”
API 10000
593
103
690
200
179
90
243
-29/90
Gás e
Condensação
Multi-fase
Grã-Bretanha
Multi-fase
Mar do Norte
McDermott
Engineering Ltd.
1994
33
6”
6”
ANSI 1500
HC Gas
Gás de hidrocarboneto
Mar do Norte
Arco China Inc.
1994
27
Até2”
Até2”
ANSI 1500
Diversos Diversos Diversos Diversos
Diversos
Multi-fase
China
Diversos Diversos Diversos Diversos
Diversos
Diversos
Abu Dhabi
Bechtel
1995
119
Até4”
Diversos
Até
API 10000
Brown and
Root Ltd.
1995
1
10”
10”
ANSI 2500
81
41
311
-20/+85
Gás HC/Líquido
Gás/Líquido
Mar do Norte
ABB Offshore
Technology
1995
34
8”
8”
ANSI 900
139
96
142
75
Gás natural
Multi-fase
Noruega
Shell
1995
16
3”
3”
ANSI 900
40.3
6
120
80
Produção de
Multi-fase
Gabão
ABB Offshore
Technology
1996
18
6”
8”
API 5000
70
29
130
130
Produção de
Multi-fase
Noruega
ABB Control
Valves Inc.
1995
10
4”
41/16”
API 10000
615.5
Diversos
689
118
Elevação com gás
Gás de hidrocarboneto
Venezuela
Gás de hidrocarboneto
Mar do Norte
Condensado de gás/
Água/Areia
Mar do Norte
550
150
Vapor de
hidrocarboneto
800
175
Vapor de
hidrocarboneto
117
344
90
Produção de
Gás/Líquido
Austrália
100
Diversos
222
54
Injeção de água
Água
Noruega
ANSI 2500
218.2
81.74
280
90
Produção de
Hidrocarbonetos
Bangladesh
6”
ANSI 2500
31
28
345
100
Produção de
Hidrocarbonetos
Dinamarca
Kvaerner H&G
Offshore
1996
21
6”
8”
API 10000
Kvaerner H&G
Offshore
1996
6
4”
41/16”
API 15000
ABB Kent Taylor
PTE Ltd.
1996
26
6”
71/16” x 6”
ANSI 1500
170
ABB Offshore
Technology
1997
19
6”
6”
ANSI 1500
Brown and
Root Ltd.
1997
5
4”
6”
ABB Industrial
Systems
1998
12
4”
515.5
190
Diversos Diversos
NPCC
2000/01
27
4”
8”
ANSI 2500
258.6
89.8
299
100
Produção de
Multi-fase
Irã
Stolt Offshore SA
2001
36
2”
4”
ANSI 600
85
21
114
60
Produção de
Óleo/água
Nigéria
Score (Europe) Ltd.
2001
6
4”
6”
API 10000
414
Diversos
448
100
Gas Production
Gás de hidrocarboneto
Mar do Norte
Diversos Diversos
200
121
Produção de
Wellstream
Rússia
258
234
75
90
Produção de
Injeção de água
Wellstream
Água
Rússia
Sakhalin Energy
Investment Co
2003
7
8”
9” x 14”
API 5000
Sakhalin Energy
Investment Co
2004
5
6
6”
4”
51/8” x 8”
8” x 51/8”
ANSI 1500
PFD (UK) Ltd
2003/05
16
3”
31/16”
API 10000
Diversos Diversos
690
120
Multi-fase
Multi-fase
Casaquistão
ABU ADEL
Engineering Services
2003
8
8”
10” x 10”
ANSI 1500
Diversos Diversos
240
100
Produção de
Fluidos de produção
Qatar
Vetco Aibel
2005
1
2
8”
10”
10” x 10”
12” x 12”
ANSI 1500
160
Diversos
180
90
Produção de
Multi-fase
Noruega
Single Buoy
Moorings Inc.
2005
2
7
1
2”
8”
10”
2”
8”
10”
ANSI 1500
200
Diversos
230
100
Produção de
Multi-fase
Brasil
2006
3
4”
71/16”
API 5000
257
70
309
110/-46
Fluidos de produção
Well Fluids
Nova Zelândia
2007
1
1
2
14”
12”
10”
12”
12”
8”
ANSI 2500
25
24.5
345
123/-10
Well Fluids
Multi-fase
Angola
2006
3
10”
11” x 10
API 5000
92.5
90.5
345
121/-20 Gás de hidrocarboneto
Gás
Austrália
Origin Energy
Resources Ltd.
Single Buoy
Moorings Inc.
Woodside Energy
Ltd.
83.7
149
12.5
Various
BP
2007
2
6”
6”
API 11000
624
153
759
100/-50
Well Fluids
Multi-fase
Azerbaidjão
BP
2007
2
6”
71/16”
API 15000
640
153
759
100/-50
Well Fluids
Multi-fase
Azerbaidjão
KOSO KENT INTROL LIMITED
ARMYTAGE ROAD
BRIGHOUSE
WEST YORKSHIRE
HD6 1QF
GRÃ-BRETANHA
TELEFONE
+44 (0)1484 710311
FAX
+44 (0)1484 407407
E-MAIL
[email protected]
WEBSITE
WWW.KENTINTROL.COM
Koso Kent Introl Limited é parte do grupo de empresas KOSO.
A empresa segue uma política de desenvolvimento contínuo e tem o direito
reservado de modificar as especificações aqui contidas sem aviso.
Copyright © Agosto de 2014
Todos os direitos reservados para Koso Kent Introl Limited

Documentos relacionados