Uma porta para a universidade pública Plantão

Сomentários

Transcrição

Uma porta para a universidade pública Plantão
DIVULGAÇÃO
Cineclube em Itaquera
No sábado, 30 de abril, às 15h30, haverá sessão com o filme
“O Pianista” (foto) no Cineclube da Unidade Itaquera. O longa-metragem
mostra a perseguição aos judeus na Polônia, durante a Segunda Guerra,
a partir da história de um músico e de sua família.
JESUS CARLOS/IMAGENLATINA
Nº 9
ABRIL/2005
EDITORIAL
Aprovação
comprovada
UMA PORTA PARA A
Os dados mais recentes
do índice de aprovação
do Cursinho da Poli em
universidades públicas, assunto
de nossa matéria de capa,
comprovam a eficiência do
projeto inclusivo da instituição
na rede pública de ensino
superior. Nada menos que
um terço de todos os alunos
que estudaram no Cursinho
conseguiram aprovação nas
melhores universidades públicas
do país, de 2002 para cá.
A proporção é extremamente
significativa, considerando um
total de quase 20 mil alunos
no período em questão – ou
seja, mais de seis mil pessoas
realizaram o sonho de alcançar
a universidade gratuita, apenas
nos últimos três anos, por meio
do Cursinho da Poli. E o projeto
continua. Já estão abertas as
inscrições para as turmas de
maio, para aqueles jovens
que querem ter sucesso nos
próximos vestibulares, com toda
a estrutura e apoio necessários,
partilhando do acesso à
diversidade cultural e à plena
cidadania.
UNIVERSIDADE PÚBLICA
Cursinho da Poli cumpre seu papel social inclusivo ao aprovar 31,6% de seus alunos,
nos últimos três anos, nas melhores universidades públicas do país
N
os vestibulares de 2003 a
2005, o Cursinho da Poli aprovou 31,6% de
seus alunos em
universidades públicas de todo o
país. A proporção significa mais
de seis mil pessoas entre as 19
mil que completaram o ano letivo no Cursinho nos últimos três
anos. O resultado comprova o
projeto de inclusão social via educação defendido pela instituição,
que procura potencializar sonhos
e desafios individuais com uma
proposta coletiva.
"A quantidade de aprovados
confirma o projeto inclusivo do
Cursinho, que cumpre seu papel
de aprovar alunos principalmen-
te em universidades públicas",
destaca Renato Rodrigues, coordenador do Cursinho da Poli.
"Resultados como esse são alcançados com o envolvimento
de todos os alunos entre si, com
o apoio dos professores, dos funcionários e da estrutura que oferecemos", acrescenta.
Somente no vestibular deste ano, foram 1.585 aprovados
em universidades públicas. "É
um número muito expressivo,
considerando que a maioria dos
alunos do Cursinho da Poli vem
de escolas públicas e de famílias
de baixa renda", observa Renato
Rodrigues.
Para Elias Feitosa de Amorim
Júnior, professor de História Geral, o diferencial do Cursinho da
Poli para a aprovação de alunos
no ensino superior público é o
estímulo ao estudo reflexivo.
"Nós, professores, insistimos para que o aluno tenha um raciocínio mais elaborado, sólido e consistente. O material do Cursinho
procura sempre contextualizar
cada matéria, da maneira mais
crítica possível", explica.
Elias destaca também a postura de incentivar sempre o esforço para alcançar preferencialmente uma universidade pública.
"Partimos da visão de que são
instituições de excelência em ensino, mais do que a maioria das
universidades particulares, e procuramos convencer os alunos de
que vale a pena se esforçar para
alcançá-las", conta o professor.
Quem conseguiu realizar seu
sonho confirma o direcionamento do Cursinho da Poli para
a aprovação na rede pública de
ensino superior.
"O material didático é diferente, mais aprofundado, mais crítico.
Os professores dão dicas do que
realmente cai no vestibular, há um
foco bem nítido", afirma Júnior Nunes Pacheco, aprovado neste ano
em Lazer e Turismo na Universidade de São Paulo (USP).
"Acho que o Cursinho da Poli realmente tem um diferencial
para aprovação em universidade
pública", completa Joyce Melguiso Toth, que garantiu vaga em
Tecnologia da Construção Civil
na Universidade Estadual de
Campinas (Unicamp).
GERARDO LAZZARI
INSCRIÇÕES
Promoção dá 25% de desconto na Livraria
O Cursinho da Poli já abriu as
inscrições para as turmas de maio,
que trabalham com um curso
diferenciado para aqueles que não
puderam se matricular até fevereiro,
mas que ainda pretendem se
preparar para o vestibular. Os detalhes
sobre inscrição e valores para essas
turmas estão disponíveis no site do
cursinho (www.cursinhodapoli.org.br).
“As turmas de maio são
diferenciadas, terão um material
específico. Quem participar dessas
novas turmas também terá tempo de
recuperar a maior parte do conteúdo
necessário para disputar uma
vaga nas melhores universidades”,
comenta Renato Rodrigues,
coordenador do Cursinho da Poli.
Com o início das matrículas
para as turmas de maio está sendo
lançada uma nova promoção: todo
aluno do curso extensivo 2005 das
unidades Lapa, Leste e Santo Amaro
que trouxer uma pessoa para se
inscrever ganhará 25% de desconto
na livraria do Cursinho, na Unidade
Lapa, nos livros de leitura obrigatória
nos vestibulares.
A promoção se estenderá até
14 de maio. O aluno interessado
deve retirar o cupom de cadastro na
recepção do Cursinho da Poli e trazê-lo
preenchido com seu nome, número
do Cursinho, mais o nome e número
de RG do amigo que irá se matricular,
até um dia antes da data em que o
amigo irá efetuar sua matrícula.
O aluno receberá o cupom, com
o número de controle da promoção.
Uma das partes do cupom fica com
ele e haverá uma outra parte para
destacar que deverá ser entregue
ao amigo, que deve trazê-la no ato
da matrícula. Após a matrícula do
amigo, o aluno pode ir à livraria com
seu cupom, que deve ser entregue
e conferido na aquisição do livro até
o dia 30 de maio. Cada cupom é
válido para aquisição de um livro.
O desconto será sobre o valor de
capa do livro.
Mostraremos como o Cursinho da Poli prepara especificamente para
o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Concebido como sistema de
auto-avaliação de estudantes, o exame é obrigatório, hoje, para quem tem
interesse em bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni).
JESUS CARLOS/IMAGENLATINA
Não perca no próximo VOX
GERARDO LAZZARI
AGENDA CULTURAL
REPRODUÇÃO
Programe-se
André Abujamra
SERVIÇO
SEM SOMBRA DE DÚVIDA
Plantão de Dúvidas do Cursinho orienta alunos e funciona como incubador de novos professores
C
om sete anos de
existência (nos
moldes em que
funciona), o Plantão de Dúvidas do
Cursinho da Poli é
mais do que um serviço de orientação e resolução de exercícios.
O setor serve também como incubador de novos professores
e educadores, além de possuir
uma programação própria, com
aulas de reforço, aprofundamento e estudo dirigido e orientado.
"Não somos meros ‘resolvedores’ de exercício. Procuramos
trilhar o caminho que o aluno
já trilhou até o ponto em que
existe dúvida. Daí, direcionamos
sua forma de estudo", comenta
Eduardo Izidoro Costa, coorde-
nador do Plantão de Dúvidas. O
Plantão funciona de terça a sexta-feira nas três unidades do Cursinho, das 14h às 19h (na Unidade Lapa também há plantão às
segundas, no mesmo horário).
Aos sábados, nas três unidades,
o serviço vai do meio-dia às 18h.
"Temos plantonistas para todas
as oito grandes áreas de conhecimento, todas as frentes das apostilas", reforça Eduardo. "E não
oferecemos apenas atividades individuais. Temos aulas de reforço
como o Primeiro Módulo de Matemática, por exemplo, que reuniu cerca de mil alunos nos dias
31 de março e 3 de abril", acrescenta o coordenador do Plantão
de Dúvidas.
Ao todo, são 40 plantonistas,
a maioria alunos de universidades de qualidade, como a USP,
Unicamp, Ufscar, Fatec e Mackenzie, entre outras. "Temos convênios com essas instituições e elas
indicam os interessados. Daí, eles
passam por um processo de seleção aqui no Cursinho e ainda um
outro crivo da própria universidade. O trabalho como plantonista
serve como um estágio remunerado e vale como experiência profissional e para seu curso universitário", observa Eduardo.
Outro ponto positivo destacado é a identificação dos alunos
com os plantonistas. "A maioria
dos orientadores, como eu, é exaluno do Cursinho da Poli e por
isso há identificação imediata.
Muitas vezes o plantonista está
em uma universidade que o aluno tem interesse e daí passa várias informações diretas de quem
já fez aquele vestibular específico
e está fazendo o curso que o aluno quer", conta Eduardo. Não é
a toa, portanto, que o Plantão de
Dúvidas seja tão requisitado. Em
média, cerca de 500 alunos procuram o setor diariamente nas
três unidades do Cursinho. Até o
ano passado, o atendimento funcionava apenas entre 14h e 18h.
"A partir de reivindicações de alunos dos períodos vespertino e noturno, o horário foi ampliado para
até as 19h. Com isso, definimos
também que, a partir das 17h30,
os que estudam à tarde e à noite
passam a ter prioridade no atendimento", completa Eduardo.
PINTANDO O SETE
A arte no
Cursinho
O Vox divulga, neste espaço, a
produção artística de alunos e
ex-alunos do Cursinho da Poli. Nesta
edição, mostramos um trabalho de
Thassia Valadares Yadoia. Se você
também quer ter suas charges ou
desenhos divulgados neste espaço,
entre em contato pelo e-mail
[email protected]
ou diretamente na Central de Cultura.
André Abujamra
Músico e produtor, apresenta o
seu primeiro CD “O Infinito de
Pé”, que inaugura sua carreira solo,
com canções simples envolvidas
por arranjos sofisticados de modo
crítico e irreverente. Apresenta-se
acompanhado por Du Moreira
(baixo) e Kuki Stolaski (bateria).
Auditório. Recomendado para
crianças a partir dos 7 anos.
Data: 27 de abril
Local: Sesc Pinheiros (R. Paes Leme, 195, Pinheiros)
Horário: 18h30
Preços: R$ 6 (normal)/ R$ 4
(usuário matriculado)/ R$ 3 (trabalhador no comércio e serviços;
matriculado e dependentes; estudantes com carteirinha, aposentados e idosos).
Informações: (11) 5080-3000
Djomeh
Filme do diretor Hassan Yektapanah conta a história de um jovem
afegão que vive no Irã, por causa
de problemas familiares. Ele trabalha como entregador de leite e
vai encontrar muita discriminação
dos aldeões iranianos.
Local: Unibanco ArtePlex (Rua
Frei Caneca, 569, 3º piso, Cerqueira César).
Horário: consultar informações
Preços: sexta-feira a domingo, R$ 7
e R$ 14; segunda, terça e quintafeira, R$ 6 e R$ 12; quarta-feira,
R$ 11 (acima de 60 anos e até 18
anos, de segunda a sexta-feira até
16h, R$ 3.
Informações: (11) 3472-2365
El dia em que me quieras
Peça teatral mostra uma família
venezuelana que vive um dia especial com a visita do cantor Carlos Gardel. O texto de José Ignácio Cabrujas, de 1979, prenuncia
a corrosão do sonho socialista
de transformação do mundo e o
fortalecimento do ideário capitalista que veio a seguir. Direção de
Marco Antonio Rodrigues. Elenco:
Gruoo Folias D´Arte.
Período: de quinta-feira a domingo, até 31 de julho.
Local: Galpão do Folias (Rua Ana
Cintra, 213, Santa Cecília).
Horários: de quinta-feira a sábado, às 21; domingos, às 20h.
Preço: R$ 20.
Informações: (11) 3361-2233
Av. Ermano Marchetti, 576 (Lapa), Rua Sabbado D´Angelo, 2040 (Itaquera), Rua Vicentina Gomes, 99 (Santo Amaro) - São Paulo - SP
VOX - Produção editorial: Publisher Brasil, tel. (011) 3813-1836/9662 - Editor responsável: Renato Rovai (Mtb 23.140) - Redação e edição: Marcos Palhares
Diagramação: Fábio Espinosa e Carmem Machado Projeto gráfico: Vander Fornazieri e-mail: [email protected] site: www.cursinhodapoli.org.br