Trabalhando cores e padrões em superfícies têxteis

Сomentários

Transcrição

Trabalhando cores e padrões em superfícies têxteis
Trabalhando cores e padrões em superfícies têxteis: concepção e aplicação Isabel Martins Moreira Estou de volta ao Rio de Janeiro após uma longa temporada fora. Formada em Desenho Industrial pela Esdi em 1989, em 1997 me transferi para Nova York, onde cursei Textile/Surface Design no FIT (Fashion Institute of Technology). Diplomada pelo FIT, tive a oportunidade de, por cerca de nove anos, trabalhar na indústria de confecção em Nova York. Nas empresas em que trabalhei, desenvolvi coleções de estamparia e padronagens em fio tinto para diversas marcas, montando um portfólio diversificado de trabalhos para o mercado popular, produtos desenvolvidos para a rede de lojas Wal‐Mart, assim como para marcas diferenciadas como Perry Ellis e Generra, que podem ser encontradas à venda em grandes lojas de departamentos como Saks 5th Avenue e Bloomingdales. Em fins de 2006 voltei ao Brasil e me fixei em Natal, no Rio Grande do Norte, onde, por dois anos, desenvolvi estampas para Toli, confecção com 27 lojas espalhadas pelo Brasil. Em Natal, também tive a oportunidade de lecionar para alunos do curso técnico da indústria de confecção oferecido pelo Senai‐RN. Para desenvolver o campo teórico, escolhi a perspectiva da antropologia, visando realizar estudos sobre comportamento e consumo em sociedades modernas, assim como sobre os significados atribuídos a objetos e as relações que as pessoas desenvolvem com estes. No momento me encontro em processo de finalizar dissertação de mestrado sobre processos sociais em torno do algodão agroecológico produzido na Paraíba.