1 Fazenda da Esperança de PA terá mais uma casa de apoio

Сomentários

Transcrição

1 Fazenda da Esperança de PA terá mais uma casa de apoio
s
ca
an
B
s
0
Na $ 1,0
R
1
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Ano XIII - Pouso Alegre - Semana de 02/11/2013 a 09/11/2013 - Nº 615 - www.jornaldomingo.com.br
LOCAIS
Fazenda da Esperança de PA terá
mais uma casa de apoio
Uma boa notícia para a
Fazenda da Esperança de
Pouso Alegre. A entidade,
que trabalha na recuperação
de dependentes químicos,
será uma das beneficiadas
com o repasse de verbas,
por parte do Governo
Estadual, para a construção
de mais uma casa de apoio.
LOCAIS
Inapós realiza IV jornada de Iniciação
Científica e 2º Encontro Internacional
COLUNISTAS DESTA EDIÇÃO:
ESTRÉIA:
Argeu
Quintanilha
O dilema
Adriana Taets
Vestido cor de rosa
Cristiana
Libânio
O evento aconteceu nos dias 24 e 25 de outubro, no Marques
Plaza Hotel, em Pouso Alegre, e contou com a participação de
alunos, professores e profissionais da odontologia.
Fluidez
Newton
Schmidt
Perfil
Eliana Miranda
Cantar
Celso Gama
A piora !!!
Coitada da velhinha !!!
Agradecimento da
loira !?!?
2
Semana
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Local
Regional
Local
Seminário no Inatel planejará
ações de desenvolvimento do
Sul de Minas
R
epresentantes
de
instituições de ensino do Sul de Minas, do governo estadual
e federal e da indústria se
reunirão no dia 07 de novembro no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí, para
o seminário “Educação e
Inovação Tecnológica a
Serviço do Desenvolvimento do País” que desde
o ano passado é promovido pelo Inatel em parceria
com a Ufla, Unifal, Univás, UNIFEI e IF Sul de
Minas.
Antes do seminário do
Inatel, três eventos preparatórios foram promovidos neste segundo semestre. O evento do Instituto
vai concluir as atividades
que começaram em agosto, com a realização de um
encontro entre as universidades do Sul de Minas,
promovido na Universidade do Vale do Sapucaí (Univás), em Pouso
Alegre. No evento com o
tema “Saúde Pública”, os
palestrantes e painelistas
apresentaram oportunidades e sugestões para utilizar recursos tecnológicos
em benefício da saúde.
Outro encontro entre as
entidades de ensino ocorreu em setembro na Universidade Federal de Itajubá (Unifei). Com foco
em aplicações de
inovação e tecnologia para auxiliar setores que
estão em crescente expansão
como educação,
saúde, desenvolvimento de hardware e software, agropecuária,
etc, o evento reuniu representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação
(MCTI), das Instituições
de ensino parceiras e de
empresas de tecnologia da
região.
O último encontro entre
as instituições antes do seminário do Inatel ocorreu
na Universidade Federal
de Lavras (Ufla) no final
de outubro e debateu a
inovação tecnológica nos
agronegócios do sul de Minas. O evento contou com
a participação de representantes do Ministério da
Agricultura, da Companhia
Nacional de Abastecimento (Conab), entre outras.
A conclusão dos três encontros que ocorre no dia 7
de setembro no Inatel vai
apresentar um relatório de
tudo o que foi discutido
nos encontros promovidos
durante o ano, estabelecer
metas e um plano de ações
para ser desenvolvido em
O
2014.
Segundo o professor José
Geraldo de Souza, presidente da Fundação Mantenedora do Inatel e um dos
idealizadores do evento, o
seminário é de grande importância por que as instituições de ensino participantes são fundamentais
para o desenvolvimento
dos setores que são os pilares da região: saúde, agronegócio e Tecnologias da
Informação e Comunicação.
“O objetivo destes eventos é a integração das lideranças
educacionais,
empresariais, políticas e
comunitárias para a construção de uma proposta de
desenvolvimento regional
sustentável e consistente”,
disse.
O evento é aberto ao público. Para participar, basta
enviar um e-mail para [email protected]
Espaço Aberto
Da arte de ser patife
* Annibal Augusto Gama
Nós, brasileiros, temos grande vocação para
ser patifes, e quase não
é necessário ensinar a
ninguém, aqui, a arte de
ser patife. Em todo caso,
como ainda há alguns
que não são patifes, vou
ensinar-lhes a arte.
Patifaria nada tem a
ver com as patas, embora
também se possa praticá-la com a dita cuja. Comumente, porém, pratica-se a patifaria com as
mãos, ou com a boca. E
quando disse patas, não
me referi aos patos e às
patas, aves anseriformes,
anatídeas, que nadam nas
lagoas e botam ovos. De
qualquer maneira, quem
é vítima de uma patifaria
é um pato.
O nosso PIB, em patifaria, é elevadíssimo, e
cresce cada vez mais a
cada governo, e há quem
seja especialista nela,
como os deputados e senadores.
A patifaria, comumente
se faz através do engodo,
da promessa não cumprida, do engano, da dívida contraída e não paga.
Praticam-na os comerciantes, os publicitários,
os empresários, os fabri-
cantes, et caterva. Também
pode ser o estelionato, ou
o peculato, e coisas de semelhante gênero. É bem
de se ver ainda que a patifaria não é violenta. Ela
é exercida suavemente,
através das palavras, convencendo-se a vítima de
que está fazendo um bom
negócio. Quando a vítima
é também um patife que
pretende tirar vantagem de
outro patife que lhe propõe
uma transação, há no caso
o que se denomina fraude
bilateral.
O patife não é um medroso, é antes um audaz
e, como diziam os latinos,
“audax fortuna juvat”.
As mil formas de patifarias são muito diversificadas, e entre elas há o conto
do vigário. Não sei, porém,
se há o conto do bispo. Isto
é, há sim, o conto dos bispinhos de algumas seitas
religiosas. Estes, praticam
a patifaria através da exibição de exorcismos e têm
sempre a Bíblia na mão.
Patifaria ainda faz o homem que trai a sua mulher,
e vice-versa.
A patifaria jamais espatifa, porque, como já disse,
é praticada suavemente,
através da persuasão do
Anastasia participa da
inauguração de novo Centro
de Distribuição da Unilever
bobo que vai sofrer-lhe as
conseqüências.
Os cartórios estão cheios
de patifarias registradas.
Os jornais estampam as
patifarias e também as cometem. Que dizer então
dos canais de televisão?
Até através do telefone se
pode praticar patifarias.
O patife bem sucedido
nunca vai para a Cadeia.
Na língua portuguesa
há um livro velhusco, em
puro vernáculo, com o título “A Arte de Furtar”.
Nele se ensina não só a
arte de furtar, mas também
a arte da patifaria.
Como somos o país da
patolândia, aqui a patifaria prospera a olhos vistos.
Também é comum a patifaria no jogo de cartas.
Os banqueiros são patifes bem remunerados.
Igualmente, nas Bolsas,
com o sobe e desce das
ações, a patifaria tem o
seu lugar.
E se você praticar estas
recomendações, será, sem
dúvida, um patife bem sucedido.
Afinal de contas, a vida
é também uma patifaria.
Promete o que não nos dá,
e nos dá o que não queremos.
Sistema de Comunicação Domingo Ltda-ME
Rua Cel. José Inácio, 186, Sala 01, Centro
Fone/Fax: (35) 3421-5025 - 9144-2248
CNPJ: 08.648.912/0001-86
Inscrição na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais
3120777109-5
www.jornaldomingo.com.br
Diretoria: [email protected]
Jornalismo: [email protected]
Administrativo: [email protected]
Na oportunidade aproveitou para visitar
obras em Pouso Alegre
governador
Antonio Anastasia visitou Pouso Alegre,
na sexta-feira, 01, onde participou da inauguração do
novo Centro de Distribuição
da Unilever. Trata-se de um
dos maiores e mais modernos centros de distribuição
da empresa no mundo e que
vai aumentar capacidade
operacional para dar suporte ao crescimento da organização. É ainda o segundo
maior centro de distribuição
da Unilever no Brasil. Nele
será faturada boa parte dos
produtos comercializados
pelo grupo na região sudeste.
O Centro de Distribuição
da Unilever está localizado na rodovia Fernão Dias,
próximo ao bairro Algodão.
Tem 90 mil metros quadrados de construção em
uma área total de 500 mil
metros, dimensões que lhe
conferem a capacidade de
movimentar volumes de até
3,6 mil toneladas por dia.
Operado pela DHL Supply
Chain, uma das divisões da
Deutsche Post DHL, líder
mundial em seu segmento
logístico, o CD foi destino de
R$ 170 milhões em investimentos. Vai gerar até o final
de 2014 cerca de 1,5 mil empregos diretos. O faturamento projetado para seu primeiro ano de operação chega à
cifra de R$ 3 bilhões.
Visitas
Após a inauguração,
o governador Anastasia,
acompanhado do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e
Política Urbana (Sedru),
Bilac Pinto, do presidente
da Companhia de Saneamento de Minas Gerais
(Copasa), Ricardo Simões,
e do Prefeito Agnaldo Perugini, visitou as obras do
Sistema de Proteção contra Enchentes (Dique II).
O Governo do Estado está
investindo, por meio da
Copasa, mais de R$ 22 milhões no empreendimento,
obra reivindicada há anos
pela população da cidade.
Em seguida, o governador seguiu para a Faculdade de Medicina da Universidade do Vale do Sapucaí
(Univás) onde anunciou a
liberação de mais recursos
para o Hospital Samuel
Libânio e entregou escrituras a mutuários da Cohab Minas.
Local
Pouso Alegre é
beneficiada com verbas
do PAC 2
O
prefeito Agnaldo Perugini anunciou na
segunda-feira, 28, na
abertura das comemorações
do Dia do Servidor, novos
recursos destinados pelo Governo Federal, através do
Programa de Aceleração do
Crescimento (PAC 2), para
Pouso Alegre. A verba será
destinada a pavimentação de
vias da cidade. O município
conseguiu R$ 47 milhões
para pavimentação da Estrada
do Pantano e Via Noroeste.
A boa notícia foi dada antes, dia 24, pela presidente
Dilma Rousseff, quando
anunciou a seleção das cidades contempladas. Cerca de
R$13,5 bilhões serão destinados para o asfaltamento
de municípios brasileiros.
No Sul de Minas, foram
incluídas no programa,
além de Pouso Alegre, as
cidades de Alfenas, Alpinópolis, Cambuí, Campo
Belo, Conceição do Rio
Verde, Guaxupé, Itajubá,
Itamonte, Poços de Caldas, São Sebastião do Paraíso e Virgínia.
Regional
Copasa investe mais de R$ 70
milhões em Santa Rita
D
esde maio de 2013,
mais de 80% do esgoto dos imóveis
da cidade de Santa Rita do
Sapucaí já estão sendo tratados na moderna estação
de tratamento de esgoto
construída pela Copasa,
cuja capacidade é de cerca
de 13 milhões de litros por
dia. E o trabalho não para,
pois já está em andamento
o processo para conclusão
das obras necessárias para
coletar os esgotos de alguns
setores da malha urbana
que não foram contemplados nessa primeira etapa e
levar esse benefício a toda
população.
A Copasa é responsável
pela operação do sistema
de abastecimento de água e
do sistema de esgotamento
sanitário de Santa Rita do
Sapucaí há mais de 15 anos.
Ao longo deste período, já
investiu mais de 70 milhões
nesses sistemas.
Em 1998 a empresa iniciou as
melhorias e obras
no sistema de
água, implantando uma moderna
estação de tratamento, ampliando a reservação
e construindo novas redes de distribuição.
A companhia dotou a cidade com um sistema confiável que garante a quantidade e a qualidade da água
distribuída à população
para os próximos 25 anos,
num investimento da ordem de R$ 40 milhões, com
capacidade de produção de
mais de 8 milhões de litros
por dia, sendo distribuídos
por mais de 120 mil metros
de rede e atendendo mais de
98,5 % da população.
O sistema de esgotamento sanitário de Santa Rita do
Sapucaí também passou
por várias melhorias e modificações ao longo desses
anos, com a recuperação
de grande parte dos 75 mil
metros de redes coletoras
existentes, construção de
mais de 25 mil metros de
novas redes e implantação
de 16 mil metros de interceptores e de cinco elevatórias para conduzir todo o
esgoto coletado da malha
urbana até a estação de tratamento, num investimento da ordem de mais de R$
30 milhões.
Diretor e Editor: Valtencir C. de Miranda - MTB 518-LIV.04-FLS-240
Processo 58480 em 02/02/80
Diretora Admistrativo e Financeiro: Constanzza Miranda Askar
Conselho Editorial: Eliana Carvalho Miranda
Jornalista Responsável: Eliana Silva - MTB MG10284JP-LIV.054-FLS-46
Assessoria Jurídica: Clóvis Massafera Pereira OAB/MG 91.827 - Tels.: 3425-9979 / 9105-3133
Projeto Gráfico | Diagramação: Maurílio A. de Oliveira
Colaboradores: Eliana Carvalho Miranda, Jackson Rennó, Newton Rios Schmidt, Celso Gama, Cristiana
Libânio Vilhena, Pe. Jaime Fernandes, Isaías Pascoal, Graziela Loyola, Dr. Lincoln J. C. Almeida, Leandro
Alkmim Teixeira, Maria Eunice Vilela Dande Netto, Simone Xavier, Rosane Arid, Leonardo Pereira Chiarini,
Adriana Taets, Pe. Adilson da Rocha, Dra. Isabella dos Santos Riêra, Dra. Mariângela Baldim Beraldo, Pe.
Marco Aurélio Gubiotti, Pe. João Luiz Ferreira e Maria Virgínia Brandão Krepp.
Gráfica: Editora Atlântica - telefone: (11) 3404-7719 ou (11) 9962-0021
Os artigos assinados não expressam a opinião do jornal.
3
Locais
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
1.ª Vara Federal de PA julga mais de
três mil processos em quatro meses
A
1.ª Vara Federal de
Pouso Alegre comemora o cumprimento da meta estabelecida pelo juiz federal titular
da Vara, Márcio José de
Aguiar Barbosa, em 03 de
junho deste ano, quando
assumiu os trabalhos da
unidade: proferir sentenças e decisões em todos os
processos que se encontravam conclusos. Nos dois
gabinetes havia 1.499 processos nessa situação e, no
JEF, 1623, o que totalizava 3.122 processos conclusos. A ampla maioria,
mais de 2.300, referente a
sentenças.
Segundo a secretaria
da 1.ª Vara, havia proces-
sos conclusos há mais de
cinco anos para sentença.
Nos quatro meses e meio
de trabalho foram proferidas sentenças de todos os
tipos, em variados processos. Apenas uma minoria
não pôde ser julgada, pois
alguns processos foram
convertidos em diligência
para a produção de provas
ou outras providências.
O juiz federal Márcio
Barbosa ressalta que todo o
trabalho foi realizado sem
estresse e sem a necessidade do cumprimento de horas extras. De acordo com o
magistrado, foi necessário
apenas focar no trabalho,
melhorar os procedimentos
e simplificar decisões. Res-
saltou, ainda, que cada um
desses processos tem um
ou muitos jurisdicionados
interessados, direitos por
implementar, discussões
jurídicas a solver e que
“vidas estão sempre sendo
influenciadas por nossas
decisões – e também por
nossas omissões ou demoras”, afirma o juiz.
Ele agradece a dedicação
dos servidores, prestadores
de serviços e estagiários
da Vara e conclama toda a
equipe não só para manter
essa conquista, mas para
ir além dela, melhorando
a eficiência e a celeridade.
“Aprender sempre, melhorar sempre”, enfatiza Márcio Barbosa.
Ballet Luiz Henrique é pré-selecionado
para o Grand Prix Dance Europe
O
Ballet Luiz Henrique, de Pouso Alegre, participou do
Festival Promodança de Revelações e do Prêmio Master 2013 realizado nos dia 19
e 20 de outubro, em Suzano
(SP), e obteve excelentes resultados.
Foi a primeira vez que
uma escola do Sul de Minas participa deste festival
que tem como característica a alta qualidade técnica
e artística, a começar pela
comissão julgadora formada por solistas da São Paulo
Cia de Dança (Duda Bras e
Beatriz Hack) e Valéria Mattos, maitre de ballet clássico
e coordenadora artística do
projeto Cia Estável.
O nível dos trabalhos
apresentados no festival foi
elevadíssimo, o que digni-
fica ainda mais as
premiações recebidas pelo Ballet
Luiz Henrique: 2º
lugar – coreografia Duo Vivaldi –
Duo Feminino; 3º
lugar – coreografia
Entre Nós Dois –
Duo Masculino; 3º
lugar – coreografia
Concerto – Conjunto Neo-clássico; 4º lugar – variação
feminina Paquita.
Além disso, a coreografia
“Concerto” foi pré-selecionada para o Grand Prix Dance
Europe, que será realizado em
Barcelona, em 2014. A escola também conquistou quatro
vagas para Cia Estável 2014,
para os intérpretes dos duos
masculino e feminino.
A confirmação para o
Grand Prix Dance Europe
a todos os pré-selecionados
será nos dias 15 e 16 de novembro, na Gala Promodança – Os Melhores de 2013,
na cidade de Barra Bonita
(SP).
Já o nome de quem irá
participar do projeto CIA
ESTAVEL 2014 será divulgado na cerimônia de premiação do festival no dia 10
de novembro, na cidade de
Suzano. Todos estão na torcida!
A Palavra
Conversa
Afiada
- Argeu Quintanilha
O dilema
Um dilema comum em
nossos dias. Ser ou não
pragmático.
Conceitualmente, o pragmatismo é a nossa capacidade de avaliar qualquer
situação sob a ótica prática de suas características,
efeitos e implicações.
Ser pragmático é vislumbrar um resultado
ou um conceito extraído
sobre todas as coisas se
mantendo fiel aos métodos adotados nessa busca.
No entanto, ser pragmático também é muitas
vezes o ato de se dedicar
a essa mesma busca ainda
que não se esteja convencido do método.
Ou seja, o objetivo é
que faz o pragmático. Então, por que o dilema?
Vivemos, nós brasileiros, o dilema do comportamento social e político,
onde ser pragmático é não
se abster de princípios e
valores morais ou éticos
na condução de nossas vidas, ainda que, em agonia,
se perceba como resultado pretendido o reconhecimento dessa conduta
cada vez mais distante.
Um cidadão comum,
trabalhador, bom pai de
família, enfim, bom caráter, vive o dilema de assistir a um país em que, ele
se sentindo um peixe fora
d’água, inevitavelmente se pergunta se deveria
mesmo preparar e educar
seus filhos em seus próprios conceitos.
Pragmático, ele o faz
obstinadamente. E convencido de que a vida lhe
tem sido justa apesar de
seus obstáculos e algumas
carências, ele conclui que
fez o certo, ainda que rodeado pelos erros e vícios a
que assiste. Um verdadeiro
pragmático. Acreditou no
resultado e no método.
Recentemente, em brilhante texto no jornal Folha
de São Paulo (“Homens de
bem” – 08/10/2013), o escritor português João Pereira Coutinho traz à discussão nossa relação com
as virtudes e vícios e sua
influência em nossa felicidade, caráter e destino.
O autor propõe a reflexão
que, para que o caráter humano floresça, são as virtudes de sua formação e também aquelas adquiridas em
sua vivência, as responsáveis pelo seu destino.
Isso é puro pragmatismo.
Viver de acordo com os
princípios e valores que foram assumidos, acreditando no resultado de um destino feliz. Ainda que todo
o universo conspire para o
desvio de sua rota.
Ao contrário do dogmatismo, que fundamenta a
atitude do homem sobre
conceitos e princípios incontestáveis, o comportamento pragmático põe
o homem a desafiar suas
próprias descrenças e suas
convicções cambaleantes.
Em nossa história, um
ótimo exemplo do prag-
matismo aplicado à política foi o Senador Jarbas Passarinho. Homem
acostumado aos desafios,
era sua a voz sempre solicitada pelos ouvidos dos
governantes
militares.
Firme como rocha, Passarinho era uma espécie de
guia mental e doutrinário
de todos os governantes
de então em situações de
conflito ou impasse. Sua
postura pragmática até lhe
rendeu o pouco honroso
título de “cão-de-guarda
da ditadura”. Mas o fato
é que ele, com essa conduta, soube como poucos
lidar com os perrengues
do poder e, mesmo que
não totalmente convicto
dos métodos adotados, era
respeitado e ainda conseguia sorrir à oposição.
Fomos todos apresentados à vida na pureza, ingenuidade e leveza do ser
recém-nascido. E é a nossa vivência que trata de
esculpir nossa convicção
no certo ou errado, como
o fruto de fatores diversos. O principal deles é
nossa própria consciência. Quem conseguir ler
isso até o fim, avaliar em
que princípios tem pautado sua vida sem se sentir
desconfortável e ainda
dormir um sono tranquilo na noite seguinte, mais
do que um verdadeiro
pragmático, é alguém capaz de superar o dilema e
ainda ser merecedor dos
bons sonhos que virão.
Engenheiro | E-mail: [email protected]
- Pe. Adriano São João
A morte como caminho
para Deus
O Dia dos Fiéis Defuntos
ou Dia de Finados é uma
celebração da Igreja Católica. É possível encontrar
essa celebração já no calendário romano do século IX.
Inspira-se na tradição monástica céltica de consagrar
um dia inteiro para a oração em sufrágio das almas
dos mortos. Além de nos
convidar a rezar pelos fieis
defuntos, o Dia de Finados
também nos oferece a oportunidade para refletirmos,
à luz da tradição cristã, sobre o verdadeiro sentido da
morte.
A morte é quase sempre
entendida como o fim da
vida. A morte confisca para
si toda a positividade da
existência: rompe o modo
de nossa ligação com o
mundo, separa-nos dos entes queridos, cinde-nos do
corpo que amamos. Só que
a morte não apenas é uma
realidade que põe fim à
vida, mas é a substância da
própria vida. Nós não podemos viver senão morrendo.
Cada minuto que passa é
um fragmento que é tirado
da nossa vida.
Diante dessa realidade,
os seres humanos não cessam, desde que o mundo é
mundo, de buscar remédios
contra a morte. O remédio
típico do Antigo Testamento é a prole: sobreviver nos
filhos. Outro remédio é a
fama: permanecer vivo na
memória das pessoas. Nos
nossos dias, vai-se difundindo um novo pseudo-remédio contra a morte: a
doutrina da reencarnação.
Segundo a fé cristã, a doutrina da reencarnação é, na
verdade, fruto de um equívoco. Na origem, em quase
todas as religiões que professam essa doutrina, a reencarnação não significa um
suplemento da vida, mas de
sofrimento. Não é motivo
de consolação, mas de dor e
angústia. Essa doutrina ensina que é necessário que o ser
humano renasça para expiar o
mal. É como dizer a um encarcerado, no final da sua detenção, que a sua pena foi dobrada e tudo deve recomeçar.
Para nós cristãos, não existe reencarnação, mas ressurreição: “Creio na ressurreição da carne”. E por mais
que a morte seja dolorosa e
triste como um fim de festa
ou como o derradeiro aceno de um encontro, esse fim
não precisa significar negatividade, mas positividade.
Como, por exemplo, quando
um estudante, triunfante, diz:
atingi, enfim, meus objetivos. Concluí meus estudos.
Ou quando a mulher grávida,
entre angústia e esperança,
segura o filho recém-nascido
e murmura: enfim atingi meu
fim: sou mãe.
A morte é, sem dúvida, o
fim da vida. Mas fim entendido como meta alcançada,
plenitude almejada e lugar
do verdadeiro nascimento. É
um caminho para Deus, um
despojar-se da veste da miséria, que é o corpo, é um mergulho na terra, para ressuscitar um dia com uma veste
nova, que é o corpo glorioso
da ressurreição. “Pois em Jesus Cristo brilhou para nós
a esperança da feliz ressurreição. Aos que a certeza da morte entristece, a
promessa da imortalidade
consola”. Tal ressurreição
da carne se dará no final dos
tempos, quando então Jesus
Cristo voltará para julgar os
vivos e os mortos.
Enquanto isso não ocorre,
nós acreditamos que a alma
daqueles que morrem na
graça e na amizade de Deus
repousam junto dele, vivendo para sempre com Cristo.
Esta vida perfeita, esta comunhão de vida e de amor
é chamada de céu. O céu é
o fim último do ser humano,
a realização de suas aspirações mais profundas, o estado de felicidade suprema e
definitiva. Viver no céu é ser
com Cristo. É a plena tomada de posse dos frutos da Redenção realizada por Jesus
Cristo, o qual associa a sua
glorificação celeste aqueles
que acreditaram nele e que
viveram fieis a ele.
A palavra céu é simplesmente sinônimo de Deus. O
céu é a nossa pátria. Nós não
temos morada permanente aqui na terra. Estamos de
passagem. Somos peregrinos. Por isso, os sofrimentos
do tempo presente nem merecem ser comparados com
a glória do céu. Disse Jesus:
“Na casa do meu Pai há muitas moradas. Se assim não
fosse, eu vos teria dito. Vou
preparar um lugar para vós, e
quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos
levarei comigo, a fim de que
onde eu estiver, estejais vós
também”.
Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma e
pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.
EDITAL DE CONVOCAÇÃO ELEIÇÕES GERAIS AEPA
– ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS ARQUITETOS E
TÉCNICOS DE POUSO ALEGRE E REGIÃO
ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DE ELEIÇÃO
O Presidente do Conselho Diretor da AEPA – ASSOCIAÇÃO DOS
ENGENHEIROS, ARQUITETOS,
AGRÔNOMOS E TÉCNICOS DE
POUSO ALEGRE E REGIÃO, Leandro Alkmim Teixeira, no uso de suas
atribuições estatutárias, especialmente a prevista no art. 36, caput,
CONVOCA os associados que estiverem em pleno gozo de seus direitos, nos moldes do art. 21 do Estatuto da AEPA, para participarem das
eleições para escolha dos membros
dos Conselhos Diretor, Deliberativo e Fiscal da AEPA para o biênio
de 2014/2016. O processo eleitoral
realizar-se-á no dia 11 de dezembro
de 2013 das 14h00 às 20h00, na sede
da AEPA, localizada na Avenida Dr.
João Beraldo, nº 370, Centro, Pouso
Alegre (MG).
As eleições serão realizadas para
preenchimento dos cargos dos
Conselhos: a) DIRETOR: Presidente, Vice Presidente Executivo, Vice
Presidente Administrativo, Vice
Presidente de Comunicação, Vice
Presidente de Atividades Técnicas,
Vice Presidente de Atividades Sociais e Esportivas; b) DELIBERATIVO: Presidente, Primeiro Vice Presidente, Segundo Vice Presidente,
Secretário Geral do Conselho Deliberativo; e c) CONSELHO FISCAL:
Presidente, Vice Presidente; Secretário Geral do Conselho Fiscal, nos
termos do Estatuto e deste edital.
Somente poderá votar o sócio
que estiver expressamente autorizado nos termos do art. 11 do Estatuto, que estiver em pleno gozo de seus
direitos nos termos do art. 21 do Estatuto até o dia 10/12/2013, um dia
antes da eleição, e no dia da eleição
apresentar-se munido de documento oficial de identificação com foto.
O registro de chapas será recebido de 16/11/2010 até 30/11/2010, na
sede da AEPA no horário de 13h00
às 17h00. A inscrição para registro
de chapa será efetuada mediante ofício em duas vias dirigido ao Conse-
lho Diretor em exercício, contendo
os nomes dos candidatos, indicando
respectivamente os cargos aos quais
estão se candidatando e obrigatoriamente assinado por todos os candidatos. Somente serão recebidas
as inscrições devidamente acompanhadas de cópias de documentos
de identificação com foto e de comprovantes de estarem em dia com
as Anuidades do CREA ou CAU e
AEPA, de cada um dos candidatos
participantes da chapa.
Estão abertas inscrições para registro de 02 (duas) modalidades de
chapas: a) chapa reunindo concorrentes para os Conselhos Diretor
e Deliberativo; b) chapa para concorrer ao Conselho Fiscal. Não é
permitida a inscrição de um mesmo
associado em mais de uma chapa,
ficando automaticamente impugnado em todas as chapas concorrentes
aquele que estiver em mais de uma.
Somente serão aceitas inscrições
de chapas completas, com candidatos para preenchimento de todos os
cargos previstos para cada órgão.
Cada candidato deverá comprovar, no momento da inscrição das
chapas, estar em pleno gozo de seus
direitos, nos termos do art. 21 do
Estatuto, sob pena de indeferimento
da inscrição.
O número de inscrição das chapas
e sua ordem na cédula eleitoral obedecerão, obrigatoriamente, a ordem
do seu registro.
A impugnação de chapas e/ou
candidaturas poderá ser feita até
04/12/2013, sendo apresentada em
petição fundamentada por, no mínimo, um dos membros da chapa impugnante ou qualquer associado em
pleno gozo de seus direitos, nos termos do art. 21 do Estatuto, dirigida
ao Conselho Deliberativo, que terá
03 (três) dias para proferir decisão.
Da decisão do Conselho deliberativo cabe recurso ao Conselho Consultivo, através de petição protocolada até o dia 06/12/2013. O Conselho
Consultivo proferirá decisão em
prazo máximo de até 03 (três) dias
após o protocolo e 48 (quarenta e
oito) horas antes da realização das
eleições, sendo sua decisão soberana e instância administrativa final.
Não havendo chapas concorrentes entre si as eleições poderão se
dar por aclamação.
As eleições serão realizadas perante a Junta Eleitoral, nomeada
pelo Conselho Consultivo, nos termos do art. 62 do Estatuto.
Os trabalhos da Junta Eleitoral
poderão ser fiscalizados por qualquer sócio indicado na hora por
outros 15 (quinze) sócios presentes, nos termos do art. 62 caput do
Estatuto.
Terminada a votação, a Junta
Eleitoral procederá imediatamente à apuração dos votos e enviará
a Ata à apreciação aos Conselhos
Consultivos e Deliberativos em
vigência para proclamação dos resultados.
As contestações às eleições somente serão recebidas dentro do
prazo de 03 (três) dias após a sua
realização, nos exatos termos do art.
63 do Estatuto e seus parágrafos.
E para que todos os associados
tomem conhecimento, é publicado
o presente Edital, na forma estatutária, o qual deverá ser divulgado
por meio de publicação na imprensa de circulação local e circulares
enviadas por e-mail e via postal a
todos os associados, assim como
fixado em local visível na sede da
AEPA e CREA e disponibilizado
no site www.aepa.org.br, onde também encontra-se disponibilizado o
conteúdo integral do Estatuto, ficando todos cientificados de todos
os seus termos.
Pouso Alegre (MG), 03 de
novembro de 2013.
Eng.º Leandro Alkmim Teixeira
Presidente do Conselho Diretor
4
Locais
Fazenda da Esperança de PA terá
mais uma casa de apoio
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Com os recursos repassados pelo Governo de Minas, capacidade de atendimento de dependentes químicos na cidade será ampliada.
U
ma boa notícia para
a Fazenda da Esperança de Pouso
Alegre. A entidade, que
trabalha na recuperação de
dependentes químicos, será
uma das beneficiadas com
o repasse de verbas, por
parte do Governo Estadual,
para a construção de mais
uma casa de apoio.
O anúncio foi feito pelo
governador Antonio Anastasia, na terça-feira, 29,
no Palácio Tiradentes, em
Belo Horizonte. Serão repassados 4,5 milhões para
a Obra Social Nossa Senhora da Glória Fazenda da
Esperança que irá construir
novas casas de apoio nas
seis cidades mineiras que já
possuem unidades (Pouso
Alegre, Coromandel, Guarará, Itabira, São Gonçalo
do Abaeté e Teófilo Otoni)
e abrir outras quatro no estado, nas cidades de Antônio Carlos, Berizal, Gouveia e Taiobeiras.
Com a construção de mais
uma casa na sede da Fazenda da Esperança em Pouso
Alegre, no bairro Cervo, a
capacidade de atendimento
será dobrada, passando dos
atuais 22 internos para um
total de 40, segundo o diretor presidente da Fazenda
da Esperança de Pouso Alegre, Rogério Eduardo Rosa.
“Estamos felizes com a
notícia, um benefício que
já esperávamos há algum
tempo. Com mais uma casa
poderemos atender mais
Com a construção de mais uma casa na sede da Fazenda da
Esperança em Pouso Alegre, no bairro Cervo, a capacidade
de atendimento será dobrada, passando dos atuais 22
internos para um total de 40.
Durante a solenidade Anastasia destacou a importância das
novas vagas a serem implementadas.
pessoas, pois os pedidos são
muitos”, completa.
As novas casas que serão
construídas no estado irão
aumentar a capacidade de
atendimentos
realizados
pela instituição para mais
160 pacientes, com idade entre 15 e 55 anos. Atualmente, a Fazenda da Esperança
está com três mil pessoas
em recuperação. A instituição conta com 63 unidades
em 25 estados brasileiros e
mais 29 unidades em outros
14 países. Em Minas Gerais,
nas seis unidades, são atendidas 110 pessoas. Em seus
30 anos de existência, cerca
de 20 mil pacientes já foram
recuperados.
A contrapartida da Fazenda da Esperança ao convênio
com o Estado será a construção de mais dez casas com
o apoio da sociedade e empresários, chegando em um
Durante a solenidade,
Anastasia destacou a importância das novas vagas a serem implementadas. “Tenho
certeza de que essas casas
serão de extrema utilidade,
não só para os 320 que vão
ficar lá, mas para as milhares de pessoas com quem
eles se relacionam, além dos
exemplos que teremos deles
para outros tantos e que vão,
certamente, se recuperar
tendo um exemplo tão positivo. Ao poder público cabe
ceder os meios, mas a ação,
lá na ponta, precisa, fundamentalmente, da sociedade
civil organizada”.
Para Patrícia Magalhães,
ex-recuperanda da Fazenda
da Esperança, a alocação
de recursos por parte do
Governo de Minas é muito
importante para salvar vidas. “É de extrema importância a construção dessas
total de 20 novas unidades.
Essa ação possibilitará a
abertura de mais 320 vagas,
expandindo o programa de
recuperação de dependentes químicos e alcoólatras,
desenvolvido pela Fazenda
da Esperança, e ampliando a
capacidade de acolhimento.
Pároco da Fazenda da Esperança, o franciscano alemão Frei Hans Stapel diz que
graças a esse convênio será
possível erguer mais casas e
acolher mais jovens. “Sinto
que é um passo novo o que
o Estado está fazendo. Precisamos compreender que
as comunidades terapêuticas, hoje, atendem 80% dos
jovens que estão nas drogas.
A multidão que ainda está
na rua também gostaríamos
de acolher. Essas dez novas
casas significam que mais
160 jovens poderão sair das
ruas”, comentou.
casas para dar oportunidade
de pessoas que, como eu, já
passaram pelo vício da droga e pela dor do abandono,
de terem a oportunidade de
se recuperar e ter uma nova
vida. Hoje, estando aqui
participando como convidada, é uma vitória saber que é
possível vencer”, diz.
A INSTITUIÇÃO
A Fazenda da Esperança é
uma comunidade terapêutica que abriga jovens dependentes químicos. O trabalho
se dá em diversos campos
sociais, mas o principal é
direcionado aos que desejam se livrar das drogas e do
álcool.
A Obra Social Nossa Senhora da Glória Fazenda da
Esperança é uma associação
civil de direito privado, sem
fins econômicos, constituída
em 1983, em Guaratinguetá (SP), a partir da iniciativa
do jovem paroquiano Nelson Giovanelli, sob a orientação do pároco Frei Hans
Stapel, que iniciou uma primeira experiência de acolhimento como proposta de
reeducação e recondução
aos valores fundamentais
da vida, em oposição à cultura de autodestruição que o
mundo das drogas fomenta.
A Fazenda Esperança de
Pouso Alegre está localizada numa área de 20 hectares no Bairro Cervo. A área
pertencia ao ex-traficante
colombiano, Juan Carlos
Ramírez Abadia, preso em
2007 pela Polícia Federal.
Em 2008 o imóvel foi leiloado e adquirido por um
comprador de Jaú, no interior paulista. Depois foi
vendido para a Associação
Emaús, de Pouso Alegre.
Um Projeto de Lei aprovado pela Câmara autorizou a
Prefeitura de Pouso Alegre
a repassar à Associação a
quantia de R$ 350 mil para
ajudar na compra da área.
Particulares também colaboraram com valores significativos, o que possibilitou adquirir a propriedade
que depois foi repassada,
pela Associação Emaús,
à Associação Nossa Senhora da Glória (Fazenda
Esperança), com sede em
Guaratinguetá (SP), e os
trabalhos tiveram início na
cidade há pouco mais de
dois anos.
Em virtude de erro ocorrido na última edição do Jornal Encontros (troca de texto),
publicamos novamente evento realizado no Villa 459.
Casamento Patrícia &
Jaime Júnior
Fotos: Samuel Marcondes Fotografias
P
atrícia e Jaime Júnior
casaram-se no dia 14 de
setembro em uma bela
cerimônia realizada no Santuário do Imaculado Coração
de Maria. Os pais do noivo Jaime do Carmo Ribeiro e Ermínia de Fátima Silva Ribeiro;
e da noiva - Clotilde Silveira
Fernandes e Gilberto Fernandes - eram pura emoção durante o casamento.
Os noivos recepcionaram os
convidados no Villa 459 Buffet e Eventos que foi lindamente decorado por Anselmo
Toledo.
5
Locais
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Inapós realiza IV Jornada de Iniciação
Científica e 2º Encontro Internacional
N
um cenário
em que novas
informações
surgem a todo
instante,
o
ensino tradicional baseado
exclusivamente na transmissão de conhecimento já
não satisfaz as necessidades do mundo atual. O desafio das faculdades hoje é
formar indivíduos capazes
de buscar conhecimentos,
de encontrar respostas. E
uma das formas de encontrar estas respostas é por
meio da pesquisa.
É justamente isso que a
Faculdade de Odontologia
INAPÓS em Pouso Alegre
busca trabalhar com seus
alunos. A instituição tenta inserir precocemente o
acadêmico de graduação
em projetos de pesquisa.
Trata-se de um instrumento importante para a formação dos profissionais e
que ao mesmo tempo serve
de estímulo para os vocacionados para a pesquisa.
A IV Jornada de Iniciação Científica do INAPÓS
faz parte deste esforço em
valorizar a pesquisa. Realizada nos dias 24 e 25
de outubro, no Marques
Plaza Hotel, a jornada
proporcionou aos alunos
pesquisarem e exporem os
seus trabalhos aos demais
membros da comunidade
acadêmica. Ao todo, 98
painéis sobre os trabalhos
ficaram expostos durante os dois dias do evento.
Após avaliação, os três
melhores painéis de cada
dia foram premiados. Foram também premiados os
três melhores trabalhos da
O evento foi direcionado a alunos, professores e profissionais da odontologia de Pouso Alegre e região.
apresentação oral.
Simultaneamente, o 2º
Encontro
Internacional
foi novamente um sucesso, com a participação de
palestrantes de renome. O
evento foi direcionado a
alunos, professores e profissionais da odontologia de
Pouso Alegre e região.
Durante a abertura da
IV Jornada de Iniciação
Científica e 2º Encontro
Internacional, a diretora do
INAPÓS, Profª. Dra. Tereza Cristina Rodrigues da
Cunha, agradeceu a presença de todos e parabenizou
os alunos pelo empenho
na produção dos trabalhos
científicos.
“Desde o primeiro ano incentivamos nossos alunos a
produzirem trabalhos científicos. Houve certa resistência no início, mas hoje
eles sabem que são capazes
de fazer. Esse é um diferencial do INAPÓS. Ter essa
oportunidade da graduação
é muito importante, pois
A diretora do INAPÓS, Profª. Dra. Tereza Cristina
Rodrigues da Cunha, agradeceu a presença de todos e
parabenizou os alunos pelo empenho na produção dos
trabalhos científicos.
amplia horizontes. Ainda
não formamos a primeira
turma, mas tenho certeza
que nossos alunos vão fazer
diferença no mercado de
trabalho”, avalia a diretora.
Segundo a organizadora
do evento, Profª. Ms. Cristiane Loureiro Matni, coordenadora de Extensão do
INAPÓS, o grande objetivo
do evento foi promover a
integração, o aprimoramento profissional dos alunos
e dos profissionais. “Com
este evento os alunos tem a
oportunidade de ampliar os
conhecimentos em odontologia, ultrapassando os limites da escola. Uma oportunidade de trocar ideias e
estar por dentro dos temas
mais modernos da odontologia”, ressalta.
AS PALESTRAS
No dia 24, pela manhã,
o Prof. Dr. Sérgio Dias, de
Poços de Caldas, Mestre
e Doutor em Reabilitação
Oral, PHD em Engenharia de Materiais - USFCar,
Coordenador do Mestrado
em Prótese Dentária na São
Leopoldo Mandic – Campinas, apresentou a palestra
“A aplicação da nanotecnologia na reconstrução do
sorriso em um dia”.
No mesmo dia, à tarde, foi a vez da pelestra
“Células-tronco de tecidos
orais e suas aplicações na
Odontologia” ministrada
pela Profª. Ms. Lucyene
Miguita, de São Paulo,
doutoranda na área de Patologia Bucal pela Universidade de São Paulo (USP)
com estágio no exterior
pelo Departamento de Desenvolvimento Craniofacial e Pesquisa em Células-tronco da King`s College
London.
Em seguida, curso internacional com o tema “Fatores de risco para falha de
restaurações cerâmicas livre de metal com infra-estrutura de alta resistência”
com a Profª. Dra. Susana
María Salazar Marocho,
do Peru, pós-doutoranda
do Depto. de Biomateriais
e Biologia Oral - Faculdade de Odontologia da
USP, Mestre e Doutora em
Ao todo, 98 painéis sobre os trabalhos ficaram expostos
durante os dois dias do evento.
Odontologia Restauradora.
Já no dia 25, “Ionômetro
de vidro: mitos e verdades
e suas aplicações clínicas”
foi o tema da palestra proferida pelo Prof. Ms. Júlio
Bassi, de Santos, Doutorando em odontopediatria,
coordenador da clínica
de bebês da Universidade
Santa Cecília (UNISANTA), coordenador do curso de especialização em
odontopediatria da Associação dos Cirurgiões
Dentistas da Baixada Santista (ACDBS).
Na parte da tarde, o
Prof. Dr. Marcos Roberto Frozoni, de Campinas,
falou sobre “Lima única,
cone único: sucesso total
em Endodontia”. Ele é
Pós - doutorando em Endodontia, professor dos
cursos de Especialização/
Aperfeiçoamento em Endodontia, Faculdade de
Odontologia de Araras
– Uniararas e Faculdade
de Odontologia São Leopoldo Mandic - unidade
São Paulo, pesquisador
colaborador da FOP-UNICAMP, e revisor do Indian Journal of Dental Research.
O curso internacional
“O uso de Biomateriais
na Odontologia: preservação Alveolar e Implantes
Imediato” fechou o ciclo
de palestras. Foi ministrado pelo Dr.Thiago Freire
Lima, de Bauru (SP), e
pelo Dr. Abbas Zahoui,
do Líbano. Dr. Thiago é
mestrando em Ciências da
Reabilitação de Fissuras
Orofaciais e Anomalias
Associadas - Hospital de
Reabilitações de Anomalias Craniofaciais. Já Dr.
Abbas Zahoui é mestrando em Implantodontia Branemark Institute Bauru.
PREMIAÇÕES
Trabalhos Premiados pela
Apresentação Oral
1º Lugar a Apresentação Oral
do trabalho intitulado “CIRURGIA ESTÉTICA PERIODONTAL PARA RECOBRIMENTO
RADICULAR: RELATO DE
CASO”, realizado por SILVA,
Karine Amanda e SILVA, Letícia Faria, sob a orientação
de VILELA JUNIOR, Rafael
Aguiar e DIAS, Márcio Américo, apresentado por SILVA, Karine Amanda.
2º Lugar a Apresentação Oral
do trabalho intitulado “MORDIDA CRUZADA ANTERIOR,
AGRAVANTE MANDIBULAR
NA DENTIÇÃO MISTA”, apresentado por LIMA, Anderson
Paulo Barbosa, sob a orientação
de MENDES, Tadeu Evandro.
3º Lugar a Apresentação
Oral do trabalho intitulado
“EXODONTIA DE CANINO
INFERIOR EM POSIÇÃO ECTÓPICA”, realizado por SILVA,
Letícia Faria e SILVA, Karine
Amanda, sob a orientação de
DIAS, Márcio Américo e VILELA JUNIOR, Rafael Aguiar,
apresentado por SILVA, Letícia
Faria.
Painéis Premiados do dia 24
1º Lugar ao Painel intitulado
“TRATAMENTO CIRÚRGICO
DA RÂNULA ATRAVÉS DA
TÉCNICA DE MARSUPIALIZAÇÃO“, realizado por GARCIA, Aline Freitas; CUNHA,
Carlos
Eduardo
Pereira;
CUNHA, Fabiola Bernardes e
Rezende; DIAS, Márcio Américo; ANDRADE, Dênnia Peres; VILELA JUNIOR, Rafael
Aguiar.
2º Lugar ao Painel intitulado
“ECTOPIA DE CANINO“, realizado por NERY, Nataline Santos; VILELA, Jéssica de Cássia
Borsato; SILVA, Laís Gonçalves; REZENDE, Luciana Freire;
BARROSO, Patrícia de Oliveira;
GROSSI, Ademir Tadeu Ribeiro.
3º Lugar ao Painel intitulado
“MANEJO NO ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO EM
PACIENTES COM HIDROCEFALIA“, realizado por DOMINGUES, Aline Ribeiro; PUPIN,
Maira Andréia; LIMA, Michely
Freitas de; LIMA Wanessa Freitas; MATNI, Cristiane Loureiro.
Painéis Premiados do dia 25
1º Lugar ao Painel intitulado “PERFIL DA CONDIÇÃO
BUCAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NA CIDADE DE POUSO ALEGRE“,
realizado por PUPIN, Maira
Andréa; LIMA, Michely Freitas de; LIMA, Wanessa Freitas
de; SILVA, Karine Amanda da;
SILVA, Letícia Faria da, MATNI, Cristiane Loureiro.
2º Lugar ao Painel intitulado
“AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE RESINA COMPOSTA EXPOSTA
A DIFERENTES MEIOS DE
IMERSÃO“, realizado por ISABEL, Carlos Alberto Camargo;
DOMINGUETTE, Alexandre
Augusto Sarto FERREIRA, Natália Patrícia S.; JORGE, Joana
Ramos; RIBEIRO, João Gustavo Rabelo; RIBEIRO, José Carlos Rabelo; MOYSÉS, Marcos
Ribeiro.
3º Lugar ao Painel intitulado
“DESLOCAMENTO DO DISCO ARTICULAR“, realizado
por SOUZA, Analiene Pricila
de; SILVA, Laís Gonçalves; VILELA, Jéssica de Cássia Borsato; REZENDE, Luciana Freire
de; BARROSO, Patrícia de Oliveira; NERY, Nataline Santos;
SPERLE, Fernanda; BUENO,
Mirian Galvão.
6
Bem Estar
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Oncologia do
HCSL inaugura
nova recepção
Evento marcou o encerramento do
Outubro Rosa em Pouso Alegre
O
Serviço de
O n cologia do
Hospital das Clínicas Samuel Libânio
(HCSL) inaugurou
a sua nova sala de
recepção e espera
ao lado do Pronto-Socorro do Hospital. A partir de
agora os pacientes
tem um local mais
agradável e confortável para aguardar
o atendimento.
O evento de inauguração, realizado
na quinta-feira, 31,
marcou o encerramento do Outubro Rosa em
A recepção ficou mais agradável e confortável.
A solenidade começou com a apresentação
da Banda da Polícia Militar.
Pouso Alegre – Campanha de prevenção ao
câncer de mama. A solenidade começou com a
Pais não sabem como falar
sobre o álcool com os filhos
U
se qualquer oportunidade para conversar com o seu
filho sobre o consumo
responsável de bebidas
alcoólicas. Cerca de 46%
dos jovens consomem
bebida alcoólica pela primeira vez dentro de casa,
segundo um estudo realizado pelo International
Center for Alcohol Policies (ICAP). Ainda assim,
muitos pais não abordam
o tema com os filhos.
Um terço dos pais brasileiros justificam que a falta desse diálogo se deve à
dificuldade de começar o
assunto, segundo revela
uma pesquisa recente realizada pela Companhia de
Bebidas das Américas (Ambev) em
11 países.
Para facilitar e
oferecer
instrumentos para essa
conversa, a Ambev lançou o programa “Papo em
Família” em parceria com a equipe
do cartunista Maurício de
Sousa, criador da “Turma
da Mônica”, para ajudar
pais e educadores a dialogar sobre o consumo de bebidas alcoólicas com seus
filhos e alunos.
A iniciativa conta com
revistinhas, webséries, tiras e uma cartilha – material que será distribuído
em 21 ONGs e que está
disponível gratuitamente
no site da empresa (www.
ambev.com.br/papoemfamilia).
O consumo de álcool é
muitas vezes deixado de
lado pelos pais porque eles
se preocupam mais com as
drogas, acreditam especialistas.
apresentação da Banda
da Polícia Militar. Em
seguida o presidente da
Fuvs (Fundação de Ensino Superior do Vale do
Sapucaí), mantenedora do
HCSL, falou aos presentes.
Várias atividades foram
realizadas no local. Houve celebração religiosa
com a presença do capelão do HCSL, monsenhor
José Catarino Umbelino
e Dom Emanuel Torres,
presidente da Casa São
Rafael, entidade que presta apoio aos portadores de
câncer.
O evento contou ainda
com apresentação teatral
e musical e, às 15h, foi
proferida uma palestra
sobre o câncer de mama.
Durante todo o dia teve
prestação de informações
sobre a prevenção do câncer de mama e a emissão
de requisições de mamografia pelo SUS, além da
comercialização de brigadeiros e cupcakes cor de
rosa produzidos pela Docerrê - cuja renda será revertida para entidades de
combate ao câncer. E um
stander da Pouca Roupa
fez a divulgação e vendas
de produtos para pacientes mastectomisadas.
O evento contou com o
apoio da FUVS; Gerência
Regional de Saúde; Casa
São Rafael e Oncominas.
Patrocinadores:
Acipa;
Sumirê e Docerrê.
Dia “D” do
outubro Rosa
Este evento foi o 2º Dia
“D” do Outubro Rosa na
cidade. O primeiro foi realizado no dia 26, na Praça Senador José Bento.
No local houve prestação
de informações sobre a
prevenção do câncer de
mama, emissão de requisições de mamografia,
medição de pressão arterial e várias atrações, com
destaque para a comercia-
lização de brigadeiros e
cupcakes.
O evento contou com
a participação de atletas do Time de Futebol
Americano Gladiadores, estande de maquiagem e penteados da Sumirê - para estimular as
mulheres a cuidarem do
visual e da saúde, além
de um terminal da imídiar, por meio do qual
as pessoas tiraram fotos
e ganharam automaticamente uma moldura com
os dizeres “Eu apoio a
campanha mundial de
prevenção do câncer de
mama”.
7
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
A
Comportamento
Adolescência: até quando?
adolescência
sempre
foi
um conceito
bem
complexo de se
abordar. Nem mesmo os
estudiosos conseguiram
chegar a um conceito
único a respeito dessa
fase do desenvolvimento. Quando ela começa
e quando termina? Quais
suas características principais? Tem relação direta com a idade e/ou com
fenômenos biológicos ou
a estes devemos acrescentar, necessariamente,
os sociológicos e os psicológicos?
Muitos estudos foram
realizados, mas estes
nunca chegaram a ter
unanimidade entre si. Alguns afirmaram que sim,
essa é uma fase coincidente com a puberdade,
enquanto outros que é
um fenômeno exclusivamente sociocultural; tivemos inclusive autores
que consideraram a adolescência uma síndrome
--ou seja, um conjunto de
sintomas-- normal. Por
mais que pareça estranha
essa última ideia, muitos
estudos foram realizados
nesse sentido, principalmente pela psicologia.
Mesmo com tanta complexidade e divergências, alguns elementos
eram tidos como referências por quem, de algum
modo, se dedicava a trabalhar com os mais novos. A adolescência era
considerada um período
da ficaram cada vez mais
parecidas com as dos adolescentes.
Por isso, a notícia que
saiu dias atrás que, agora, a adolescência deve
ser considerada um período que vai até os 25 anos
não é nenhuma novidade.
Já faz tempo que constatamos que a adolescência
começa cada vez mais
cedo e termina cada vez
mais tarde. Quando termina!
Por isso, não deve estar
tes de fato. Pelo menos,
como eram considerados
antes de todas essas mudanças.
É que eles podem olhar
para nós e perceber que,
depois de chegarmos à
vida adulta, decidimos
retornar; e podem até
concluir que nem vale a
pena experimentar essa
tal vida adulta, não é?
* Psicóloga e
consultora em educação
Papo de Domingo
que compreendia a busca
de identidade e o autoconhecimento; que era marcado pela busca de pares,
o que provocava o distanciamento dos pais; e era
nesse período que ocorria
a explosão da sexualidade
em sua forma adulta.
Algumas outras ideias,
como a mudança da noção do tempo --que passava a ser conjugado no
passado, presente e no
futuro-- e a busca de segurança e de estabilidade --emocional, afetiva,
pessoal, profissional, por
exemplo-- juntavam-se às
primeiras e formavam um
conceito que, na prática,
caracterizava o comportamento dos adolescentes.
Pois bem: esse conceito, já tão complexo, passou a ficar cada vez mais
irreconhecível a partir do
final do século 20. É que
o mundo adulto foi invadido pela busca da felicidade e da juventude, entre
outras coisas, o que transformou muito o comportamento de quem já tinha
maturidade.
Dessa maneira, características antes creditadas apenas a adolescentes
passaram a fazer parte da
vida adulta também. A
impulsividade, o imediatismo, a busca do prazer
e da liberdade e o comportamento de risco, por
exemplo, passaram a ser
fatos corriqueiros na vida
dos mais velhos.
Ao mesmo tempo, as
crianças passaram a perder a infância cada vez
mais cedo e seus interesses, seu comportamento,
suas vestimentas, sua vida
social e a linguagem usa-
Flor de Laranjeira
- Adriana Taets
Vestido cor de rosa
Te vestiram de rosa,
menina, te presentearam
com bonecas com ares de
princesa, preparam sua
festa de cinco anos, de
dez anos, de quinze anos,
pentearam seus cabelos,
trabalharam cada cacho,
sem deixar um fio fora do
lugar. Te ofereceram viagens, te prometeram felicidade, te esconderam da
dor. Te deram remédios,
te livraram de encrencas,
compraram para você
tudo o que você queria e
pouco precisava.
Mas esqueceram, menina, de te avisar que a luz
apaga, que alguém precisa limpar os restos da festa, que o telefone às vezes chama, chama e não
atende. Esqueceram, me-
longe o tempo em que a
adolescência vai se tornar
um conceito obsoleto. Vai
deixar de ser um período
da vida para ser um estilo
de vida. O nosso.
Se isso é bom ou não,
só saberemos mais tarde.
Pagamos para ver: essa
é uma expressão que se
aplica muito bem a essa
questão. Entretanto, precisamos considerar a possibilidade de a maior parcela dessa conta poder ser
debitada aos adolescen-
* Rosely Sayão
nina, de te expor aos gritos
esbravejantes daqueles que
têm poder, de te avisar que
comida velha cheira mal,
de dizer que louça suja não
se lava sozinha.
E hoje, menina, você
chora, abraçada na velha
boneca, que também envelheceu e perdeu seu perfume de princesa francesa.
Chora porque não te avisaram que o mundo não se
veste de cor de rosa, chora
porque desta vez ninguém
pôde comprar a vaga que
você tanto queria. Chora
porque seus amigos se foram e ainda não apareceram novos para preencher
o lugar daqueles.
Você se sente sozinha,
menina, eu sei. Não desista. O mundo te decep-
ciona uma vez, mais uma
vez, mais outra. Vão rir
da sua cara ainda, vão te
negar oportunidades, vão
roubar o seu dinheiro, vão
te causar mais e mais dores. Mas olha, menina,
não perca esse seu olhar
de doçura, esse seu coração de criança. O mundo
também é bem colorido às
vezes, e você vai aprender que pode usar as cores
que quiser, basta aprender
a lidar com aquelas mais
sombrias desse pantone
misterioso.
Mas não desista, menina. Ainda há tempo de
descobrir que o mundo é
melhor, bem melhor do
que te fizeram acreditar
quando você era apenas
uma menininha.
Antropóloga, professora universitária, planta rosas e faz doces
e-mail: [email protected] | blog: pequenaflordelaranjeira.wordpress.com
Cantar
Vocês já notaram como
é bom cantar?
Experimentei outro dia
passar a maior parte das
horas cantando e confesso que saboreei um dia
muito bom. Meu humor
ficou ótimo. Consegui,
com mais acolhimento
e alegria, escutar as pessoas. Tirei de dentro de
mim a parte ruim que tenho certeza de possuir. O
dia terminou mais leve e
pude dormir mais tranqüila. Então, minha gente, o
negócio é cantar. E, sabem
que senti rejuvenescer?
Acham que é mentira?
Então experimentem.
O ditado já diz: “Quem
canta seus males espanta”.
E realmente tem fundamento. Será que quando
cantamos nossos músculos faciais se tornam mais
elásticos? Será que a sonoridade de nossa própria
voz leva ao nosso coração
uma abertura maior, colocando-nos mais recepti-
- Eliana Miranda
vos, mais acolhedores?
Acho que tudo isto acontece, além de nos levar a
uma leveza espiritual muito grande e a uma paz interior gostosa de se sentir.
Podem achar que estou
ficando meio maluca, mas
realmente decidi - cantar.
É lógico que respeitando
todos que estão a minha
volta.
Coloquei um CD de músicas que eu gosto e não
titubiei; comecei a cantar
procurando vivenciar a letra e a melodia. Deixei que
o canto saísse de mim com
força e com alma. Queria
ficar alegre, queria sentir-me feliz.
Então, comecei a trabalhar o meu íntimo através
do canto e quando percebi,
consegui contagiar alguns
à minha volta. Ficamos
melhores, sabiam?
Cantar realmente é sagrado, envolvendo as pessoas
numa atmosfera de bem
estar.
Cantando
podemos
esquecer e até perdoar.
Podemos acolher e até
aprender a amar com
mais facilidade. Quem
não canta, não consegue
espantar os seus males e
só vai acumulando rancores e mágoas. Então o negócio é cantar. Um cantar
cheio de coisas boas, que
farão de nós pessoas mais
receptivas; mais acolhedoras e mais abertas amorosamente.
Músicas que gostamos,
que parecem conosco e
que falam ao nosso íntimo, nos alegra, ilumina, e
nos dão condição de poderemos dar o nosso melhor, pois, alimentados de
algo que nos é prazeroso,
podemos assim espelhar a
maravilha que somos.
Cantar é amar. Já estou cantando, pois quero
sempre amar mais e melhor.
Beijos carinhosos e até
mais.
Pedagoga | E-mail: [email protected]
8
Economia
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Palestra com Mário Sérgio
Foco Tricot: desing moderno
Cortella vai discutir mudanças
com preço de fábrica
no ambiente de trabalho
P
eças de tricô
com design
moderno e
preço de fábrica
são os diferenciais
da Foco Tricot que
desde o mês de
maio está em Pouso Alegre através
de sua loja no SerraSul Shopping.
Com mais de 20
anos de experiência na fabricação
de peças de tricô
em sua fábrica em
Monte Sião, atendendo no atacado
grandes redes de
lojas, a Foco Tricot, através dos sócios
Rogério e Reginaldo Pinto, se expandiu nos últimos tempos passando a
investir também no varejo
com a abertura de lojas
próprias.
Hoje são quatro lojas em
Monte Sião, uma em Sorocaba (SP), outra em São
Paulo e uma em Pouso
Alegre onde os resultados
alcançados tem sido positivos, segundo Rogério
Pinto. “Trouxemos nossa
loja para Pouso Alegre
como forma de oferecer
à população da cidade e
região todas as opções de
peças em tricô que fabricamos. Estamos contentes com os resultados. As
pessoas têm gostado de
nossas peças que são realmente de qualidade e muito bonitas”, comenta.
Embora o forte da Foco
Tricot sejam as peças de
inverno como casacos e
casaquetos, blusas e boleros, cardigans e sobre-
“
tudos, a loja
também conta com uma
coleção
de
verão lindíssima, seguindo
a tendência
da moda atual
de peças rendadas, entre
elas saídas de
praia, vestidos, blusas de
verão e camisas.
As peças da
Foco Tricot
são desenvolvidas por uma
equipe
de
profissionais
especializados. Um estilista próprio é que desenha as
peças. Ele viaja várias vezes ao ano para o exterior
em busca de novidades e
tendências em cores, modelagens e cortes.
Tudo é produzido em
maquinário que permite a
produção de fios especiais,
com alta qualidade, pensando sempre em atingir
de forma mais adequada o
mercado da moda e satisfazer o perfil dos clientes.
E uma novidade: a Foco
Tricot se prepara para
inaugurar mais uma loja
em Pouso Alegre. Desta
vez no centro da cidade.
Aguardem!
Fiemg Regional Sul promove
café empresarial com BDMG
O
Sistema
FIEMG
(Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), por
intermédio da Regional
Sul, e o BDMG – Banco
de Desenvolvimento de
Minas Gerais S. A, realiza
no dia 12 de novembro o
“Café Empresarial com o
BDMG” com empresários
e representantes de empre-
sas do Sul de Minas.
Na programação estão
previstos café da manhã
para recepcionar as empresas participantes, seguida
de apresentação sobre as
Linhas de Financiamentos BDMG e atendimento
individualizado posterior
com as empresas interessadas em buscar detalhes das
linhas de financiamentos
disponíveis.
O evento acontece no auditório da FIEMG Regional
Sul, Rua Adolfo Olinto, 316
- Centro - Pouso Alegre,
com início previsto para às
9h. O período da tarde será
reservado para atendimento
individualizado.
Mais informações pelo
telefone (35) 3423-7363
Mesmo com oscilações do
dólar, empresas de Santa
Rita preveem expansão
A
pesar de algumas
das 150 empresas
do Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí, estarem descapitalizadas, em consequência das
oscilações do dólar nos últimos meses, as expectativas
ainda são positivas para este
ano. Segundo o presidente
do Sindicato das Indústrias
de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale
da Eletrônica (Sindivel),
Roberto de Souza Pinto, o
faturamento em 2013 deve
chegar a R$ 2,2 bilhões, o
que representará crescimento de 8% a 10% em relação
ao exercício anterior.
“É um incremento modesto, se comparado aos
dos últimos oito anos, de
cerca de 30% ao ano”, observa Souza Pinto, lembrando que, em um ambiente de empresas novas e
jovens empreendedores, é
natural que haja crescimento. Conforme ele, as varia-
ções da moeda americana
nos últimos meses foram
um grande desafio para o
setor.
Com a alta, explicou,
os empresários tiveram
que tirar do capital de giro
para compensar a elevação dos preços de insumos importados, já que a
vigência dos contratos é
de cerca de 120 dias. Com
o custo de importação acima
do valor da tabela, e com o
comportamento do mercado
brasileiro, “resistente à remarcação de preços”, o faturamento será menor do que
o esperado.
“Para nós, não há faixa de dólar ideal. O que
precisamos é de estabilização”, explicou. Isto porque, de acordo com ele,
quando o dólar sobe muito, o produto brasileiro,
de Santa Rita do Sapucaí,
com maior valor agregado, fica mais competitivo.
“Mas, neste caso, ficamos
mais dependentes do capital de giro para importar a
matéria-prima, o que é um
grande gargalo”.
Já no caso da valorização do real frente ao dólar,
disse, o produto importado
fica mais barato e a produção brasileira tem mais
dificuldade para enfrentar
a concorrência dos importados. “Mas, em compensação, com capital de
giro, é possível produzir
em maior volume e com
ganho de produtividade”,
ponderou, ressaltando que
o setor é também exportador.
Cenários Turbulentos,
Mudanças
Velozes:
negação, proteção ou
superação?” é o tema da
palestra que o renomado
filósofo e escritor Prof. Dr.
Mário Sérgio Cortella irá
ministrar em Pouso Alegre no próximo dia 19, às
19h30, no Marques Plaza
Hotel. O evento é promovido pela Acipa (Associação
do Comércio e Indústria de
Pouso Alegre).
Poucas pessoas param
para pensar na rapidez das
mudanças do cotidiano,
principalmente no ambiente corporativo. Muitas não
se atualizam, estacionam
no tempo e se esquecem de
fugir do óbvio. Por isso, a
palestra será uma oportunidade dos profissionais conhecerem os novos assuntos em pauta no ambiente
corporativo.
Como enfrentar cenários
turbulentos no ambiente pessoal e profissional? Como
lidar com essas mudanças?
Qual a primeira atitude: negar, proteger-se ou superar o
desafio? Essas e outras questões serão respondidas por
Mario Sergio Cortella que é
um dos mais requisitados palestrantes do país, reconhecido pela qualidade dos seus
ensinamentos.
Entre os aspectos abordados na palestra estarão
“Mudanças no Mundo dos
Negócios: tragédia ou drama?”; “Competência: condição coletiva e temporal”;
“Organizações: de qualificadas a qualificantes”;
“A gestão do estoque de
conhecimento: sinal de inteligência estratégica”; “A
atitude propositiva e não
simplesmente reativa”.
N
Mario Sergio Cortella
ascido em Londrina/PR, em 1954, Mario Sergio
Cortella é filósofo e escritor, com Mestrado e
Doutorado em Educação, professor-titular da PUCSP (na qual atuou por 35 anos, 1977/2012)), com docência
e pesquisa na Pós-Graduação em Educação: Currículo
(1997/2012) e no Departamento de Teologia e Ciências da
Religião (1977/2007); é professor-convidado da Fundação
Dom Cabral (desde 1997) e ensinou no GVpec da FGV-SP
(1998/2010). Foi secretário municipal de Educação de São
Paulo (1991-1992).
É autor, entre outras obras, de A Escola e o Conhecimento
(Cortez), Nos Labirintos da Moral, com Yves de La
Taille (Papirus), Não Espere Pelo Epitáfio: Provocações
Filosóficas (Vozes), Não Nascemos Prontos! Provocações
Filosóficas (Vozes), Sobre a Esperança: Diálogo, com
Frei Betto (Papirus), O que é a Pergunta?, com Silmara
Casadei (Cortez), Liderança em Foco, com Eugênio Mussak
(Papirus), Filosofia e Ensino Médio: certas razões, alguns
senões, uma proposta (Vozes), Viver em Paz para Morrer em
Paz: Paixão, Sentido e Felicidade (Versar/Saraiva), Política:
Para Não Ser Idiota, com Renato Janine Ribeiro (Papirus),
Vida e Carreira: um equilíbrio possível?, com Pedro Mandelli
(Papirus), Educação e Esperança: sete reflexões breves
para recusar o biocídio (PoliSaber), Escola e Preconceito:
Docência, Discência e Decência, com Janete Leão Ferraz
(Ática); Não se Desespere!Provocações Filosóficas (Vozes)
e Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão,
Liderança e Ética (Vozes).
Informações e inscrições pelo 3449-8908. Vagas limitadas!
Valor do Ingresso: Inteira R$ 120,00
Meia : R$ 60,00 (Terão direito a meia entrada associados e estudantes que apresentem a
Carteira de Estudante).
Copasa oferece
praticidade a clientes com
serviços eletrônicos de
autoatendimento
A
tenta às necessidades da vida moderna, a (Copasa)
acaba de oferecer mais
praticidade e comodidade a seus clientes de 16
cidades. Por meio de convênio de cooperação com
a Secretaria de Estado de
Planejamento e Gestão
(Seplag), os serviços que
atualmente os clientes
solicitam nos terminais
de autoatendimento nas
agências da empresa estarão disponíveis nos terminais das Unidades de
Atendimento Integrado
(UAI) existentes nas cida-
O
de em que a Copasa atua,
entre elas Pouso Alegre.
Nos terminais UAI dessas cidades, os clientes
da Copasa terão acesso
ao modelo simplificado
de segunda via de conta;
certidão negativa de débito; histórico de consumo;
consulta de contas pagas;
e consulta a bancos conveniados.
“É mais uma opção de
acesso a esses serviços
que a Copasa disponibiliza para o seu cliente, além
das agências de atendimento e da agência virtual na Internet”, explica o
superintendente Comercial da Copasa, Claudio
Gomes.
O convênio de cooperação entre Copasa e
Seplag tem duração de
cinco anos. Eleita por
publicações especializadas como a melhor empresa de saneamento do
Brasil, a Copasa tem 50
anos de atividades. Atua,
hoje, em 625 municípios
mineiros e beneficia 14,3
milhões de pessoas com
serviços de abastecimento de água e 9 milhões
com esgotamento sanitário.
Cidades do Sul de Minas
lançam marca para
impulsionar turismo
Sebrae Minas e a Secretaria de Estado de
Turismo de Minas
Gerais (Setur) realizaram
esta semana o lançamento
da marca território Águas
da Mantiqueira de Minas,
uma estratégia de reposicionamento de mercado
para impulsionar o turismo
na região, compreendida
pelas cidades de Baependi,
Cambuquira, Carmo de Minas, Caxambu, Lambari e
São Lourenço.
A marca território Águas
da Mantiqueira de Minas
está amparada em uma
estratégia construída ao
longo dos últimos quatro
anos, em conjunto com
empresários da cadeia do
turismo dos seis municípios envolvidos.
O trabalho, coordenado
pelo Sebrae Minas, em parceria com a Setur, partiu da
necessidade de um novo
posicionamento para o setor na região, em consonância com as tendências do
turismo identificadas para
as duas próximas décadas.
ANGLO POUSO ALEGRE
REALIZA COM SUCESSO
EVENTO BENEFICENTE EM
DE CRECHE DA CIDADE
Semana do dia 02/11/2013 aPROL
09/11/2013
99
Educação
Agenda Escolar
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
A
família Anglo Pouso Alegre se reuniu no dia 8 de outubro, no Clube de Campo Pouso Alegre para uma
ação social. O objetivo: arrecadar recursos financeiros para ajudar a manter as crianças que frequentam a Creche
Jesus, Maria e José, do bairro São Geraldo. Os pequeninos
são assistidos pelo Movimento Social de Promoção Humana
(MSPH). A ação completou nove edições.
Para apoiar o Movimento Social, um bingo beneficente foi
realizado. Alunos, pais, professores, coordenação, direção
e colaboradores participaram das atividades. Cerca de 500
pessoas compareceram ao evento promovido pela Escola.
A abertura do bingo foi conduzida pelos professores e funcionários do Anglo Pouso Alegre.
A equipe de Educação Física do Anglo preparou um ambiente especial para a garotada se divertir, com direito a
Toca do Leão e muita diversão infantil, como pular corda,
por exemplo.
A equipe da Cozinha cuidou com maestria dos pratos de
salgados e bebidas, enquanto os convidados ajudavam a
Creche e apostavam na solidariedade. Salgados, sorvete e
bebidas foram oferecidos. Todo o dinheiro conquistado foi
revertido para os trabalhos da Creche.
Os convidados concorreram a muitos brindes, dentre os
quais: batedeira; panela elétrica; mochila de viagem; cesta
de frutas; leitoa e frango assados; cesta com produtos farmacêuticos; ferro de passar roupas; liquidificador, bicicleta,
dentre outros.
Para a diretora do Anglo Pouso Alegre, Leila de Fátima
da Fonseca, a ação solidária do Colégio com a entidade que
mantém a Creche no bairro São Geraldo tem como objetivo o exercício da solidariedade e o comprometimento social
junto aos mais carentes. “A escola é um espaço singular para
o desenvolvimento e aprimoramento da melhor porção que
habita em cada ser humano”, finaliza Leila Fonseca.
Por Lucas Silveira
Ascom/FUVS
U
A RODA DE MULHERES
QUE TRANSFORMAM O
MUNDO FOI INCRÍVEL !
m evento gratuito, que aconteceu no dia 26 de outubro, no Sítio
Escola Evolução. Mulheres Maravilhosas compartilharam uma
tarde enriquecedora, de conversas e soluções na Arte de Educar,
com as Diretoras Cristiana e Fabiana, dicas de beleza da Lu Azevedo, depoimentos, saúde, bem estar e Física Quântica no cotidiano. As Mulheres
tomaram um café delicioso e ganharam presentes especiais.
Na oportunidade, ocorreu a abertura das Matrículas 2014 e também o
lançamento do “Mentoring em Educação”: um referencial de orientações
e soluções do Sítio Escola Evolução, na Arte de Educar.
4 coisas que todo filho gostaria
que os pais soubessem
Em diversos momentos do dia a dia, o seu filho não vai verbalizar sutilezas
que, além de ajudarem em seu desenvolvimento, também são prova do seu
amor por ele. Confira algumas delas:
Preste atenção em mim, e não apenas no que estou fazendo de errado
Claro que você quer educá-lo da melhor forma possível, e o tempo todo
está fazendo isso, mas divida o tempo que fica com ele para apenas... CURTI-LO! Não importa a quantidade de horas que você está ao lado dele (mesmo!), mas, sim, o que acontece durante esse período. Seja espontâneo. Se
você não é do tipo que rola no chão, há diversas outras formas de você
mostrar que se preocupa com ele, como um bom bate-papo, um jogo de
videogame, um livro lido a dois. O que faz diferença é você estar inteiro
naquela hora.
Não me peça para ficar quieto quando estou com raiva, permita que eu
fale o que estou sentindo
É difícil mesmo ver como seu filho tão pequeno pode estar tão abalado
com alguma situação de que não gostou. Mas explodir e não deixar a criança
expressar o que está sentindo faz com que ela se sinta desamparada por perceber a ira dos pais. Assim, ele se vê obrigado a guardar aquele sentimento
para não ver os pais bravos. Isso pode trazer problemas de comportamento
no futuro ou, ainda, regressões em seu desenvolvimento, como voltar a sujar
as calças quando já largou as fraldas. Ajude a criança a lidar com a raiva, por
meio do diálogo e do seu amor.
Eu já sei que errei e estou arrependido. Não precisa ficar tão bravo
comigo
A ocasião mais complicada para dar uma punição em uma criança por mau
comportamento é quando ela já está realmente arrependida do que fez. Se
ela ficou triste com sua atitude errada, isso significa que sua consciência está
viva e sadia. Além do que ela aprendeu errando. Ter essa consciência é o melhor impedimento para a repetição do erro. Ao perdoá-la, você ensinando-a a
lidar com a culpa e aprendendo o sentimento de perdão. Nesses momentos a
criança entende que você se preocupa com ela e o ama muito, independente
do que possa acontecer. Isso é amor incondicional.
Eu sei que você quer me proteger, mas eu posso tomar algumas decisões
e ajudar em diversas coisas no dia a dia. Basta você me ensinar
AQUI SE APRENDE UM MUNDO DE VALORES!
(35) 4102 0133
www.sitioescola.com.br
[email protected]
Curta a Fun Page do Sítio Escola Evolução
Aos poucos, você pode ajudar o seu filho a fazer as suas próprias escolhas em coisas simples, como escolher o tênis que quer usar, a escova de
dentes do Batman ou do Buzz Lightyear. Toda vez que você deixa seu filho tomar uma decisão, ele sente que tem mais controle sobre sua vida, e
é positivo. Ele vai passar a cooperar ainda mais para conseguir o controle
que está constantemente procurando. Além disso, há muitas tarefas que a
criança pode assumir, não só para ajudá-lo em casa, mas porque ele se sente
importante em poder contribuir. Ele simplesmente precisa de você para lhe
ensinar como fazê-las, seja na hora de arrumar a mesa, as gavetas, alimentar
os animais de estimação.
* Revista Crescer 07/2013
10
10
QUALIDADE DOS PROJETOS
FOI DESTAQUE DA 32ª FETIN
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Agenda Universitária
FAITEC 2013 ENTREGA
TROFÉUS AOS PROJETOS
VENCEDORES DO ANO
A
diversidade,
inovação e qualidade dos projetos apresentados pelos alunos na 32º Feira
Tecnológica do Inatel
– Fetin foram notados
por todos que passaram
pelo Ginásio do Inatel
entre os dias 24 e 26 de
outubro e também pela
mídia regional e nacional. Durante o evento foram apresentados 65 projetos das diferentes áreas
de Engenharia, e Tecnologia o que
atraiu cerca de cinco mil visitantes.
Visita de estudantes
Cerca de 1500 alunos do Ensino
Médio e de escolas técnicas, vindos
de cidades como Arcos, Belo Horizonte, Campanha, Limeira, entre
outras, visitaram o campus do Inatel
e puderam conhecer os cursos, os laboratórios e a estrutura da instituição.
Os estudantes também colocaram em
prática alguns elementos de Engenharia e Tecnologia, nas áreas de robótica, automação e computação, na
Competição Arduino Challenge, que
desafiou os jovens a programarem
um carrinho controlado por uma placa eletrônica de plataforma livre, Arduino, para cumprir algumas tarefas.
Projetos
A interação dos estudantes do Inatel com diferentes tipos de tecnologia fez com que a 32ª Fetin contasse
com projetos inovadores. Para o coordenador da feira, professor Bruno
de Oliveira Monteiro, a adesão e o
compromisso dos alunos garantiram o sucesso do evento. “Esse ano
tivemos um aumento de aproximadamente 50% na adesão dos alunos
participantes na feira e a qualidade
dos projetos aumentou muito. O uso
de tecnologias como Arduíno e Android durante a confecção dos projetos fez com o nível técnico se elevasse”, afirma o professor.
A
N
Projetos Internacionais
Dentre os projetos que estavam
sendo expostos na feira, sete deles
eram internacionais. Doze estudantes
do Uruguai, Taiwan, Sérvia e Bolívia
apresentaram seus trabalhos.
Para a sérvia Milica Nusevic, estudante da University of Belgrade,
a oportunidade de participar da feira
foi única. A estudante gostou tanto da
Fetin que pretende propor uma ação
como essa para os professores da universidade em que estuda. “Também
achei interessante muitos projetos
que conheci durante a feira, são realmente muito tecnológicos”, relatou
Milica.
Além dos prêmios concedidos pelo
Inatel às equipes, prêmios temáticos
foram oferecidos aos alunos. O Prêmio Idioma Sem Fronteiras foi concedido para a melhor apresentação
em inglês e, devido a um empate,
duas equipes foram premiadas. O
Centro de Desenvolvimento e Transferência de Tecnologia Assistiva
(CDTTA) entregou um certificado de
reconhecimento aos grupos que realizaram projetos na área de Tecnologia
Assistiva.
Outro prêmio que chamou atenção
dos alunos foi oferecido pelo grupo
de investidores Angels Club que premiou três equipes, que passarão a fazer parte do banco de cadastro da instituição que busca investidores que
apóiam a execução do projeto.
Confira a lista completa dos premiados na Feira em: http://migre.me/
gtML3
o seu 24º ano de realização, a FAITEC 2013 encerrou na sexta-feira, 25 de outubro, comemorando o grande sucesso de
público, com uma média de 1.500 visitantes por dia.
Durante os três dias da feira, a FAITEC recebeu visitantes de Santa
Rita do Sapucaí e demais cidades da região, entre familiares, estudantes, professores, ex-alunos, empresários e profissionais em geral.
Caravanas especiais com alunos do ensino médio de escolas da região
também passaram pela feira e tiveram uma pequena amostra do que
irão encontrar se decidirem estudar na FAI. Uma comitiva especial de
professores do Instituto Federal de Educação do Norte de Minas, provenientes das cidades de Araçuaí e Pirapora, também visitou a FAITEC, com o objetivo de levar a experiência da FAI para essa região
de Minas Gerais. A visita foi organizada pela Secretaria de Estado de
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, SECTES, e faz parte do projeto Plataforma Polos de Inovação.
Depois de já terem enfrentado o rigoroso processo de seleção interna, quando as 94 vagas foram disputadas por 162 projetos de Administração, Sistemas de Informação e Pedagogia, os alunos expositores
competiram durante os três dias da feira, sendo avaliados por uma comissão julgadora especialmente convidada e composta por ex-alunos,
profissionais e empresários da região.
Finalmente, durante a cerimônia de encerramento, foram anunciados os vencedores de cada categoria (curso e ano) em um momento
de muita emoção e comemoração entre os alunos e seus familiares.
A diretoria, coordenações acadêmicas e corpo docente, parabenizam não apenas os vencedores, mas todos os alunos expositores que,
de forma brilhante e com muita competência, mostraram o que os
alunos da FAI são capazes de fazer.
Conheça os projetos vencedores da FAITEC 2013:
FDSM, A MELHOR OPÇÃO PARA
O SEU FUTURO!
UNIVÁS PARTICIPARÁ DO I
SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE
PRÁTICAS DOCENTES
Universidade do Vale do
Sapucaí (Univás) participará no período de 6 a 8
de novembro do I Simpósio Internacional de Práticas Docentes
e o II Encontro Regional sobre
Aprendizagem Baseada em Problemas, organizados pelos Grupos de Ensino, Pesquisa e Extensão (GEPE) Humanas e pelo GP
ABP da Universidade Federal de
Itajubá (UNIFEI). O evento será
realizado em Itajubá (MG).
O Simpósio tem como finalidade estimular, divulgar e discutir
as práticas docentes no âmbito
do ensino superior e ensino médio. Os eventos visam oportunizar o intercâmbio de experiências
e estudos entre pesquisadores e
professores de diversos programas e instituições, permitindo a
construção de novas parcerias e
propostas de investigação.
As atividades têm início no dia
6 de novembro, às 19h, no Auditório João Luis Carneiro Rennó,
no Prédio da Elétrica da UNIFEI,
com a abertura solene, seguida da
conferência de abertura conduzida pela professora Clara Carillo,
docente da Universidad Autónoma de Bucaramanga, da Colômbia.
No dia 7 de novembro as atividades começarão às 8h30, com a
palestra do professor Cáudio Kirner, da UNIFEI. Em seguida, às
10h30, o professor Maurício Barros conduzirá a terceira conferência. No período vespertino serão
apresentados pôsteres digitais
em diversas salas da UNIFEI e
às 15h30 será realizada uma roda
pedagógica com apresentações
orais.
Já no dia 8 de novembro, às
8h30, a professora Rita Stano,
da UNIFEI comandará a quarta
conferência e na sequência será
realizada uma “Prosa Pedagógica”, com a presença dos docentes
João Turrioni; Rita Stano e Clara
Carillo. Na parte da tarde acontecerá mais uma roda pedagógica e
às 17h o encerramento das atividades.
Este simpósio é a continuidade
dos esforços de pesquisa e interlocuções com pesquisadores do
(GEPE) Humanas e do GP ABP,
compondo uma linha de pesquisa
sobre formação docente, que teve
um primeiro evento intitulado de
I Encontro Regional de Aprendizagem Baseada em Problemas, em
outubro de 2012, na Universidade
Federal de Itajubá.
Neste encontro, de caráter regional, reuniram-se profissionais da
educação da UNIFEI; Faculdade
de Administração e Informática
(FAI), Faculdade de Medicina de
Itajubá (FMIt); Univás e Instituto
Superior de Ensino e Pesquisa de
Cambuí (Isepec); Escola de Enfermagem Wenceslau Braz (EEWB)
e o Instituto Nacional de Telecomunicação (Inatel). Nesta ocasião
e em decorrência de meses seguintes de reuniões, estudos e pesquisas, observou-se a necessidade de
ampliar o campo de diálogo sobre
o ensino e, especificamente sobre a prática docente com vistas
a uma qualidade da educação que
corresponda às necessidades e use
os instrumentos disponíveis para
uma maior valorização do ensino
em nossas instituições.
O Simpósio Internacional de
Prática Docente (SIPRAD) pretende apontar o amadurecimento
das discussões teóricas, empíricas e conceituais acerca do tema
no sentido de embasar os estudos
e experiências com as propostas
curriculares de ABP. Por isso, o
evento em questão apresenta-se
como fundamental para os estudos e aplicações da ABP, ampliando-os e fortalecendo-os ao
mesmo tempo. Sem deslocamentos temáticos, mas como complementações de fronteiras que se
enriquecem num diálogo de saberes que pretende compartilhar
uma ampla teia de experiências
que vêm sendo vividas por professores universitários e do ensino médio.
Por Lucas Silveira
Ascom/FUVS
Noventa e quatro projetos dos cursos de
Administração, Sistemas de Informação
e Pedagogia participaram de uma
acirrada disputa.
Inscrições abertas para o Vestibular 2014
A
s inscrições
para o Processo Seletivo 2014 da Faculdade de Direito do Sul
de Minas terão início
no dia 04 de novembro. Serão oferecidas
250 vagas, sendo
80 vagas para o período diurno e 170
para o período noturno. O período
de inscrições vai até 09 de janeiro,
e as provas acontecem no dia 12 de
janeiro de 2014.
As inscrições podem ser realizadas
pelo site, www.fdsm.edu.br, ou na
própria FDSM (de 2ª a 6ª feira, das
8h às 11h, 13h às 17h e 19h às 22h,
e aos sábados, das 8h às 11h, exceto
no período do recesso de 23 de dezembro de 2013 até 2 de janeiro de
2014). Os valores de inscrição são
R$ 25 durante o mês de novembro,
R$ 40 em dezembro e R$ 50 em janeiro. Treineiros pagam valor único
de R$ 25. Confira o edital completo
no site da FDSM, www.fdsm.edu.br.
Tradição em qualidade e 54 anos
de história fazem da Faculdade de
Direito do Sul de Minas uma das
mais respeitadas instituições de ensino superior de Minas Gerais. Um
centro de excelência no campo das
ciências jurídicas, que já formou
mais de 10 mil alunos nos seus cursos de Graduação, Especialização,
Extensão e Mestrado.
Com uma Política de Qualidade
baseada na confiabilidade do ensino prestado e melhoria contínua de
processos, a FDSM investe constantemente em sua estrutura para
oferecer o melhor e mais completo
ambiente de aprendizado. Os alunos
contam com:
- Nota 4 no ENADE;
- Cerca de 90% do Corpo docente
formado por Mestres e Doutores;
- Convênios com a Universidade
de Coimbra, Universidade do México e Universidade do Chile, o que
possibilita o intercâmbio dos alunos
com estas instituições para pesquisa
e troca de conhecimento;
- Programas de Iniciação Científica mantidos pela FAPEMIG (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado
de Minas Gerais) e pela própria Faculdade;
- Mestrado recomendado pelo
Conselho de Aperfeiçoamento de
Pessoal de Ensino Superior – CAPES;
- Salas de aula equipadas com lousa interativa e internet;
- Biblioteca com acervo amplo e
atualizado;
- Programa Bolsa-Estímulo, que
garante aos alunos com melhor desempenho, a partir do 3º período, descontos de até 30% nas mensalidades;
- Estrutura física composta por
dois amplos prédios, que somam
cerca de 9 mil metros quadrados.
A FDSM é ainda a 1ª Faculdade
de Direito do Brasil a obter a certificação ISO 9001:2008. Através da
certificação, hoje a Instituição conta
com um Sistema Integrado de Gestão da Qualidade que garante a excelência de seus processos internos
e serviços prestados.
“Investimos fortemente em qualidade, para que nossos alunos adquiram as competências necessárias de
liderança e sólida formação técnica e
científica no Direito, e assim possam
enfrentar com segurança o mercado
de trabalho”, destaca o Prof. Rafael
Tadeu Simões, Diretor da FDSM.
Vestibular 2014 – Inscreva-se!
Informações: 35 3449-8124 / [email protected] e www.fdsm.
edu.br
11
Educação
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
Engenharia de Produção: carreira em alta na região e no país
D
Conhecendo um pouco da história, do curso e das possibilidades no mercado de trabalho.
evido a grande variedade de habilitações no ramo
da Engenharia, muitos
jovens, talvez a maioria,
iniciam um curso sem saber exatamente a qual delas
seu perfil melhor se adapta
ou que tipo de atividade ele
vai exercer quando formado. Porém, a questão principal com que deveriam se
preocupar é: “Quais os conhecimentos e competências que eu devo adquirir
para exercer uma atividade
profissional que me traga
prazer no dia a dia e que,
além disso, me proporcione
o padrão de vida que eu desejo?”.
O QUE É ENGENHARIA
DE PRODUÇÃO
Fugindo das definições
mais formais, pode-se dizer
que Engenharia de Produção busca criar, desenvolver e aplicar conhecimento científico e tecnológico
para solução de problemas
de desempenho de sistemas
produtivos de bens e serviços, englobando questões
de natureza estratégica, tática e operacional das empresas e organizações em
geral. Para tanto, são adotados critérios como produtividade, qualidade, rapidez,
flexibilidade e confiabilidade, considerando fatores técnicos, econômicos,
humanos, ambientais e sociais. Nesse sentido, a Engenharia de Produção, ao
considerar tanto o ponto
de vista do produto como o
do mercado, lida com problemas de como colocar o
produto certo, no lugar certo, na hora solicitada e com
a qualidade e preço que o
consumidor, cliente ou usuário esteja disposto a pagar.
Na definição oficial da
Associação Brasileira de
Engenharia de Produção
(ABEPRO):
“Compete à Engenharia
de Produção o projeto, a
implantação, a operação,
a melhoria e a manutenção
de sistemas produtivos integrados de bens e serviços,
envolvendo homens, materiais, tecnologias, informação e energia. Compete
ainda especificar, prever
e avaliar resultados obtidos destes sistemas para a
sociedade e meio ambiente,
recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências
humanas e sociais, conjuntamente com os princípios
e métodos de análise e
projeto de engenharia”.
ORIGENS DA
ENGENHARIA DE
PRODUÇÃO
A Engenharia de Produção é derivada da chamada Engenharia Industrial
do início do século vinte,
quando pioneiros, como
Frederick Taylor, desenvolveram estudos sobre o
aumento da produtividade
e métodos de redução de
tempos e movimentos dos
operários na fabricação de
peças. Taylor, apesar de
ser considerado o “pai da
administração” era de fato
engenheiro.
Os métodos desenvolvidos por ele foram posteriormente aplicados em larga
escala na indústria automobilística por Henry Ford,
que introduzindo o sistema de produção em massa e a linha de montagem
seriada, reduziu os custos
de produção, elevando de
maneira fantástica as taxas
de produtividade e, principalmente, os lucros. Antes,
os carros eram produzidos
apenas de forma artesanal,
na Europa, pelos pioneiros
Emile Levassor e Gottlieb
Daimler, este último, fundador da Mercedes-Benz.
O primeiro automóvel
fabricado pela Ford foi o
Modelo A, em 1903, bem
simples e com motor de
dois cilindros sob o banco
do motorista. Seguindo a
ordem alfabética, vieram
modelos cada vez mais
aprimorados, até a chegada daquele que mudaria
o mundo: o Modelo T, em
1908. A ideia de Ford era
fazer um carro simples e resistente, que muitos pudessem comprar, mas o “pulo
do gato” aconteceu em
1913, quando o processo de
produção foi reformulado.
As peças passaram a seguir
por esteiras rolantes e cada
operário fazia um trabalho
repetitivo instalando sempre componentes do mesmo
tipo (padronização), num
determinado tempo. Nascia
então a chamada “linha de
montagem” ou “linha de
produção”.
Desde então, a Engenharia
de Produção teve progressivamente seu foco ampliado
e aprofundado, devido ao
aumento da complexidade
dos problemas, ampliação
dos mercados e ao próprio
processo concorrencial.
O conceito de linha de
montagem ainda hoje é utilizado, contudo, por meio
de sistemas organizacionais
modernos, com trabalhadores executando diversas
funções, o que exige alta
qualificação e treinamento
para operar sistemas computacionais e robôs cada
vez mais complexos, dentro
das chamadas “células de
produção”.
O NOVO ENGENHEIRO
DE PRODUÇÃO
2° ENCONTRO INTERNACIONAL E IV
JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA
FACULDADE DE ODONTOLOGIA INAPÓS.
O
INAPÓS agradece todos os alunos, professores e
colaboradores que participaram direta e indiretamente deste grande evento.
Nas últimas duas décadas,
a revolução tecnológica e
as grandes mudanças na organização das empresas redefiniram profundamente a
profissão do engenheiro de
produção. A concorrência
global tornou imprescindível um rigoroso controle de
custos e da qualidade dos
produtos; a evolução dos
sistemas de comunicação
contribuiu para agilizar a
análise das informações e
para aumentar a velocidade
da inovação, tanto de processos como de produtos.
Antigamente, o profissional de Engenharia de
Produção era encontrado
apenas em fábricas. Ele respondia exclusivamente pela
eficiência dos processos
produtivos. O moderno engenheiro de produção precisa ter uma visão integrada das áreas tecnológica,
administrativa e financeira.
Ele hoje trabalha tanto no
setor produtivo quanto no
administrativo, supervisiona a gestão da produção,
participa da gestão econômico-financeira e, especialmente, da tomada de decisões estratégicas.
Para acompanhar esse
novo cenário, foi preciso
sofisticar a formação do
engenheiro de produção.
Por isso, os currículos dos
cursos de excelência em
Engenharia de Produção
dão importância também
às disciplinas de Administração de Empresas (principalmente Gestão Financeira
e Marketing), às de Economia (especialmente as que
dizem respeito à dinâmica
dos mercados e ao surgimento de novos produtos e
processos) e às disciplinas
que permitem domínio dos
métodos quantitativos (matemática, estatística, modelos).
Assim,
diferentemente
de outras engenharias, em
que a habilitação profissional fica vinculada a um
ramo industrial (naval, civil, petróleo etc) ou a uma
área técnica dentro de uma
empresa (química, elétrica,
mecânica, etc), com tendência à especialização, a nova
Engenharia de Produção
busca aliar conhecimentos
da engenharia tradicional a
conceitos de gestão empresarial e métodos matemáticos avançados, envolvendo
administração, economia e
tecnologia da informação,
para que o profissional adquira uma visão global do
negócio da empresa, com
competência para entender, aplicar e desenvolver
métodos e ferramentas para
melhorar o desempenho ao
longo de toda a cadeia produtiva de produtos e serviços de uma empresa.
PORQUE CURSAR
ENGENHARIA DE
PRODUÇÃO
A Engenharia de Produção tem experimentado forte crescimento no número
de cursos e matrículas no
Brasil, especialmente quando comparada aos tradicionais cursos de engenharia,
tais como elétrica, mecânica ou civil. Um dos principais motivos que explicam
esse crescimento é o fato de
que as empresas têm dado
maior valor a profissionais
que atendam, simultaneamente, às principais necessidades das organizações:
conhecimento
técnico,
científico e de gestão.
Reportagens de revistas
como Exame, Isto É e Veja,
e de jornais como Folha de
São Paulo, apontam a Engenharia de Produção como a
Engenharia com as melhores perspectivas de mercado de trabalho. Em grandes
universidades do país a En-
genharia de Produção tem
sido um dos cursos mais
disputados no vestibular.
Pode-se afirmar que o
curso de Engenharia de
Produção se coloca como
um dos que mais abre portas no mercado de trabalho
atual, por capacitar o aluno
a tratar de forma abrangente as questões fundamentais para a sobrevivência
das empresas, como a otimização de processos e a
qualidade dos produtos, de
forma a agregar valor à cadeia logística das empresas e dos negócios, considerando não só aspetos
econômicos, mas também
os ambientais e humanos.
O mercado de trabalho para o Engenheiro de
Produção no Brasil e no
mundo encontra-se em expansão devido, principalmente, a grande gama de
áreas de atuação onde o
profissional com boa formação tem espaço garantido no mercado de trabalho.
O Engenheiro de Produção
pode atuar em inúmeras
áreas profissionais. Dentre elas, destacam-se: Engenharia de Processos, da
Qualidade e de Produtos;
Engenharia Ambiental e
de Segurança; Gestão de
Projeto, Financeira e Tecnológica, Administração,
docência e pesquisa; etc.
Especificamente na nossa região, existe grande e
crescente defasagem entre
a oferta e a procura por
Engenheiro de Produção,
pois a vocação tecnológica
fortemente presente, já não
é suficiente para responder a um ambiente de alta
competitividade caracterizado por uma economia
globalizada.
Profa. Dra. Sandra
Carvalho
Fonte: CREA em
Revista, 2006
Filosofando no
Domingo
- Cristiana Libânio Vilhena
Fluidez
Fluidez é a propriedade
ou particularidade do que
flui; espontaneidade; naturalidade; fluência. Característica do que transcorre ou
flui com suavidade.
Às vezes, nos falta fluidez... Envolvemo-nos em
obstáculos, em problemas,
sentimentos duros, preocupações, inseguranças,
etc. Então, ficamos parados, presos nas situações,
nas lamentações, no sofrimento e assim, as soluções
não fluem, a vida não flui.
Quando o foco está no
problema, a atenção permanece centralizada e se
mantém agarrada a ele,
impossibilitando que ocorra o fluir da situação. A
pessoa preocupada e focada em um sofrimento
ou sentimento, fica tensa, rígida e não consegue
“pegar” , nem enxergar
as resoluções que surgem.
Quanto mais pensamos
nos problemas e dificuldades, mais alimentamos,
energeticamente,
estas
situações. Bem alimentadas, as situações crescem
e podem se tornar enormes, maiores do que nós
e, portanto, passam a nos
dominar. Transformam-se
em monstros, devoradores
da nossa tranquilidade e
equilíbrio. Mas, fomos nós
mesmos que os criamos,
que os alimentamos e que
demos domínio a eles!
Se entendemos que é assim que acontece, por que
continuamos a criar, alimentar e dar poder a esses
“monstros”? Por que acreditamos na capacidade que
eles têm de estragar e infernizar nossas vidas, mais do
que em nossa capacidade
de controlá-los, vencê-los
e mantermos nossa paz interior?
A água flui por onde encontra menos obstáculos.
Deveríamos compreender
isso, em analogia com nossas vivências. A água de um
rio passa por entre as pedras, ou sobre elas. Se agarrarmo-nos a uma pedra no
rio, aumentaremos o obstáculo e nos tornaremos o
próprio obstáculo, a própria
pedra. Quando a água fica
parada, vai se transformando, se solidificando (lama,
lodo, doença...). Mesmo
compreendendo essa lógica e cientes de que muitas
vezes impedimos a fluidez
em nossas vidas, por que
insistimos nos obstáculos?
Na prática, a teoria parece
outra.
Nossa mente está ligada
ao inconsciente coletivo,
que é o conteúdo mental de
todas as pessoas do planeta.
Esse conteúdo é composto
por crenças, pensamentos,
sentimentos e comportamentos vividos aqui, por
nossos antepassados e
pelos habitantes atuais.
O inconsciente coletivo
permanece ativo em nós,
sempre que estamos “distraídos”, ou não o impedimos, conscientemente,
de atuar em nossas vidas. Quando não mantemos uma atitude mental
própria e consciente, o
inconsciente coletivo invade-nos. O inconsciente
coletivo é um obstáculo à
nossa fluidez, pois retira-nos da informação fundamental, que há em nosso
Ser Essencial.
Ao encontrarmos uma
situação ou problema, um
sentimento negativo que
nos invade a alma, precisamos buscar a fluidez.
Onde? Em tudo aquilo
que flui! Podemos perceber a fluidez em pessoas,
na Natureza, no silêncio,
na beleza, na confiança,
na verdade... O primeiro passo é a atenção e o
segundo é a percepção.
Atenção, para não virar
pedra e percepção, para
enxergar o “fluir natural e
divino” da vida.
E para certificar que
nossa atenção e percepção
estão corretas, é simples,
basta sentir o coração. Se
o coração está desconfortável, há rigidez na situação. Se o coração está
confortável, há fluidez.
Pedagoga. Educadora em Moralidade Infantil Construtivista
e-mail: [email protected]
12
Lazer
Semana do dia 02/11/2013 a 09/11/2013
N
Programe-se!
este domingo, 03
de novembro, às
17h, está de volta
a Pouso Alegre o grande
sucesso infantil - “Toy
Story” com os personagens: Buzz Lightyear, Xerife Woody, Jessy, Sr. Cabeça de Batata e outros!!!
Para quem já assistiu, vale
a pena ver de novo e pra
quem ainda não viu, não
pode perder essa chance.
Única apresentação no
Teatro Municipal de Pouso Alegre. Ingressos R$
40,00 (inteira) e R$ 20,00
(meia).
A Orquestra de Violões
do Conservatório JKO de
Pouso Alegre se apresenta
no dia 06 de novembro, às
- Newton Rios Schmidt
Perfil
“Toy Story” é a atração do Teatro neste domingo
20h, no Teatro Municipal, ta no dia 09 de novembro,
com entrada franca.
às 20h, no Teatro Inatel, o
A Casa de Formação Projeto Nossos Talentos
Nossa Senhora Auxiliadora com Daniel Paduan e Banpromove nos dias 08 e 09 de da Misura Fina. Show de
novembro bazar, antiquário coletânea, com inesquecíe Brechó Chic. Será na Rua veis versões acústicas do
Dom Assis, 66, Centro de Rock Nacional. Os ingresPouso Alegre.
sos custam R$ 10,00. InO Inatel Cultural apresen- formações (35) 3471-9397
Humor no Domingo
A piora !!!
O marido chega em casa
vindo do hospital, depois de
visitar a sogra.
Sua esposa pergunta:
- Como está a minha mãe?
O marido responde:
- Sua mãe está muito bem,
saudável como um cavalo de
corrida e ainda viverá por
muito tempo... Na semana
- Celso Gama
que vem ela deverá receber
alta do hospital e virá morar
conosco para sempre.
A esposa, surpresa, pergunta:
- Como pode ser isso? Ontem mesmo ela estava desenganada e a equipe médica dizia que ela deveria ter muito
poucos dias de vida!?
O marido responde:
- Eu não sei como ela estava ontem mas, hoje quando perguntei ao médico sobre o estado de sua mãe, ele
respondeu muito seriamente que eu devia me preparar
para o pior!!!
Coitada da velhinha !!!
Um homem jovem estava
fazendo compras no supermercado, quando notou que
uma velhinha o seguia por
todos os lados.
Se ele parava, ela parava e
ficava olhando para ele. Se
ele caminhava, lá estava ela
acompanhando-o.
No fim, já na fila do caixa,
ela se atreveu a falar com
ele, dizendo:
- Espero que não o tenha
feito se sentir incomodado
mas, é que você se parece
muito com meu filho que faleceu.
O jovem, com um nó na
garganta, respondeu que es-
Conversa no
Alpendre
tava bem, que não havia problema.
A velhinha lhe disse então:
- Posso lhe pedir um favor,
algo incomum?
- Diga-me, em que posso
ajudá-la! Disse o jovem.
A velhinha falou que queria
que ele lhe dissesse ‘Adeus,
Mamãe’ quando ela fosse embora do supermercado.
- Isso me fará muito feliz...
O jovem, sabendo que este
seria um gesto que encheria o
coração e o espírito da
velhinha, concordou.
Então, enquanto a velhinha
passava pela caixa registradora, se voltou sorrindo e,
agitando sua mão, disse:
- Adeus Filho!
Ele, cheio de amor e ternura, lhe respondeu efusivamente:
-Adeus Mamãe!!
O homem, contente e satisfeito pois, com certeza,
havia dado um pouco de
alegria à velhinha, continuou pagando suas compras.
- São R$ 554,00, lhe disse
a moça do caixa.
- Ué, mas por que tanto se
eu só levo cinco produtos?
-Sim, mas sua Mãe disse que você pagaria pelas
compras dela também!!!
Agradecimento da loira !?!?
“Querido Admirador Secreto:
Adorei as flores e o champanhe que deixou no meu portão!
Só não entendi... A Galinha e a Farofa!?!?”
Adm. Empresas e Economista. - e½: [email protected]
O que é um perfil. Quando falamos em metal, talvez
seja a maneira como o material nos é apresentado, em
barra ou chapa, com perfis
L, T, U etc. Se falamos em
obra civil talvez possamos
salientar o perfil de um bloco ou de uma viga. Na natureza já vemos o perfil do
horizonte, ora ondulado, ora
plano, ora longo, ora curto,
mas sempre com um por de
sol maravilhoso.Se olhamos
a parada militar da Independência vemos os militares
perfilados em respeito ao
culta à Bandeira.Também
podemos observar o perfil
perfeito de um rosto, traçado pelo cinzel de Deus para
a satisfação da raça humana,
quando cada qual escolhe o
seu ideal. Na vida temos os
perfiz apropriados para cada
atividade segundo os critérios e agrupamentos que
nos organizamos: perfil para
religioso, perfil para vendas,
perfil para esporte, perfil
para profissional de saúde, da
música, do samba, da vida, e
assim por diante. Temos os
perfiz fanáticos pela política,
pelo futebol, pelas corridas de
carros, de cachorros, de cavalos, de bicicletas, de motos.
Estes tem perfil para discutir as vezes por nada. Acaba
de acabar o Salão Náutico
de São Paulo e olhando seus
frequentadores podia-se perfeitamente traçar um perfil
para os aficionados por barcos, que não são necessariamente pessoas queimadas por
sol, nem cabeludos. Via-se
pelo caminhar, pelo nível de
conversa, pela postura e pelo
perguntar. Ah!, este é. Inconfundível. Independentemente se tinha ou não Yacht ou o
seu tamanho via-se que o cara
era dessa praia. Interessante é
que mesmo nesta área tinha os
perfiz de barcos de trabalho,
de barcos de lazer e os de veleiros. Perfiz diferentes. Fiquei
imaginado os frequentadores
dos salões de motos e de au-
Engenheiro
tomóveis e lembrei-me do
pessoal, não vi no de barcos
nenhum cara com macacão
nem roupas de couro como vi
no de motos, assim como não
vi nenhum folgado tirando
fotos dentro de automóveis e
mexendo com a assistente do
stand como ocorre no salão
automotivo. Mas uma coisa é
marcante, a conversa no náutico gira em tamanho da embarcações e todas medidas em
“pés”. Eu estou comprando
uma 36’, eu vou trocar a minha 41’, etc. No automotivo
é potencia do motor medido
em cavalos: 120 HP, 200 HP
e assim vai. No de motos é a
marca que mais se salienta e
a cilindrada do motor. Minha
BMW é ótima. A minha 1.000
CC está a mil. É só enrolar o
cabo. E nesta vamos observando o perfil de cada um, inclusive deste que vos escreve,
que é um observador das belezas da natureza, onde acho
a obra Divina a mais perfeita,
que é o ser humano.

Documentos relacionados

Edição 634 - Semana de 22/03/2014 a 29/03/2014

Edição 634 - Semana de 22/03/2014 a 29/03/2014 Processo 58480 em 02/02/80 Diretora Admistrativo e Financeiro: Constanzza Miranda Askar Conselho Editorial: Eliana Carvalho Miranda Jornalista Responsável: Eliana Silva - MTB MG10284JP-LIV.054-FLS-...

Leia mais

Edição 593 - Semana de 01/06/2013 a 08/06/2013

Edição 593 - Semana de 01/06/2013 a 08/06/2013 Jornalista Responsável: Eliana Silva - MTB MG10284JP-LIV.054-FLS-46 Assessoria Jurídica: Clóvis Massafera Pereira OAB/MG 91.827 - Tels.: 3425-9979 / 9105-3133 Projeto Gráfico | Diagramação: Mauríli...

Leia mais

Edição 622 - Semana de 14/12/2013 a 21/12/2013

Edição 622 - Semana de 14/12/2013 a 21/12/2013 Jornalista Responsável: Eliana Silva - MTB MG10284JP-LIV.054-FLS-46 Assessoria Jurídica: Clóvis Massafera Pereira OAB/MG 91.827 - Tels.: 3425-9979 / 9105-3133 Projeto Gráfico | Diagramação: Mauríli...

Leia mais

Edição 625 - Semana de 18/01/2014 a 25/01/2014

Edição 625 - Semana de 18/01/2014 a 25/01/2014 Jornalista Responsável: Eliana Silva - MTB MG10284JP-LIV.054-FLS-46 Assessoria Jurídica: Clóvis Massafera Pereira OAB/MG 91.827 - Tels.: 3425-9979 / 9105-3133 Projeto Gráfico | Diagramação: Mauríli...

Leia mais