Guia pedagógico

Сomentários

Transcrição

Guia pedagógico
Experimento
MAIAS, GREGOS, ROMANOS E BABILÔNIOS – OUTROS SISTEMAS DE
NUMERAÇÃO!
Conteúdos: Sistema de numeração romanos, gregos e maias.
Tempo: 2 aulas.
Objetivos: Conhecer e explorar outros sistemas de numeração, analisando
vantagens e desvantagens de cada um deles.
Descrição: A aula é dividida em três atividades, no qual, cada uma delas
aborda um dos sistemas de numeração que serão estudados. É
desenvolvida na sala de informática com a utilização de
recursos educacionais de animação/simulação, que estão
disponíveis no ambiente. Está disponível também, links com
recursos complementares de pesquisa sobre o assunto.
Produções Operação com números inteiros
Relacionadas:
Experimento
Guia Pedagógico
1. MAIAS, GREGOS, ROMANOS E BABILÔNIOS – OUTROS SISTEMAS
DE NUMERAÇÃO!
2. Objetivos
Os estudantes terão contato com outros sistemas de numeração. Analisando
vantagens e desvantagens de cada um deles.
3. Sugestões de atividades
Estratégias e recursos da aula
Importância & Conteúdo no dia-a-dia
Conhecer a origem dos conceitos e conteúdos que usamos atualmente motiva os
estudantes e permite maior clareza na compreensão de
Motivação & Introdução
Converse com a classe e descubra se eles conhecem outras formas de
representar números além da que usamos habitualmente.
É bem possível que ele conheçam os numerais romanos. E talvez sugiram uma
representação com risquinhos, por exemplo.
Questione-os do porque esses métodos não são largamente usados! As
diferentes formas de representar quantidades são chamadas de SISTEMAS DE
NUMERAÇÃO
Comente que existem (existiram) inúmeras outras formas de representar
quantidades. Leve-os até a sala de informática para apresentas algumas delas.
Experimento
Atividades
Recurso 1 – "Números" romanos
Roman numerals
FIGURA 1
Recurso 2 – "Números" Babilônios
Babylonian numerals
Experimento
FIGURA 2
Recurso 3 – "Números" Gregos
Greek numerals
FIGURA 3
Recurso 4 – "Numeração" Maia
Chronological interpretation of mayan numerals
FIGURA 4
Experimento
Estes objetos requerem um programa para sua visualização, portanto, baixe-o
neste link do Banco Internacional de Objetos Educacionais – MathematicaPlayer
http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/4737
Os alunos devem sentar em duplas, levando papel e lápis. Eles devem anotar os
símbolos de cada sistema de numeração para as quantidades de 1 até 10.
Ainda devem responder sobre a existência do zero e se percebe m alguma regra
para obter o próximo valor de uma sequência, ou seja, uma regra para
determinar o sucessor.
Sugira que eles anotem também um valor bem grande! O restante da aula pode
ser realizado em sala de aula.
Para que um conjunto de símbolos represente um Sistema de Numeração
eficiente ele deve contemplar três pontos:
1 – Ter uma regra para o sucessor;
2 – Ser capaz de representar todos os números naturais (quantidades);
3 – A representação de qualquer número é única.
Além disso, podemos classificar sistemas de numeração como aditivo ou
posicional.
Por exemplo, os números romanos seguem um padrão aditivo pois cada símbolo
representa sempre a mesma quantidade independe da sua posição no número.
Já o sistema decimal (o que usamos atualmente), é posicional, pois o algarismo 2
pode valer apenas dois se for escrito na casa das unidades e vinte se for escrito
na casa das dezenas.
Essa observações podem ser interessantes para a classe, peça que eles
examinem os sistemas vistos na sala de informática.
Faça essas discussões em sala.
Cada grupo pode apresentar suas observações sobre cada sistema, anotando o
valor grarde na lousa.
Experimento
Atente também para vantagens e desvantagens de cada um. Por exemplo,
muitos símbolos, muito grande para números grandes, confuso no meio de um
texto, difícil de fazer contas etc.
Recursos Educacionais
Nome
Tipo
Greek numerals
Animação/simulação
Roman numerals
Animação/simulação
Chronological interpretation of mayan numerals
Animação/simulação
Babylonian numerals
4. Questões para reflexão e discussão
Questione-os do porque esses métodos não são largamente usados! As
diferentes formas de representar quantidades são chamadas de SISTEMAS DE
NUMERAÇÃO.
5. Fontes complementares / Referências

Revista do Professor de Matemática – SBM
- http://www.ime.usp.br/~rpm/cms/

Olimpíadas Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas
- http://www.obmep.org.br
6. Avaliação
A avaliação deve ser feita durante o desenvolvimento dos experimentos e durante
a apresentação do trabalho pelo grupo. É um ótimo tema para uma feira de
ciências.
7. Tempo previsto para a atividade
2 aulas.
8. Requerimentos técnicos
Experimento
É necessário ter o “PLUGIN FLASH 9.0+” e o
“PLUGIN JAVA” instalado no seu
computador para visualizá-lo. Baixe-os em http:get.adobe.com/br/flashplayer/ e
http://www.java.com/pt_BR/download/.
Este guia foi produzido com as informações disponíveis no site do
Portal
do
Professor
Mec
(http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=16346
) e adaptado ao modelo do Instituto Anísio Teixeira – IAT.

Documentos relacionados