Ano 03 | Nº 29 - Santuário de Schoenstatt

Сomentários

Transcrição

Ano 03 | Nº 29 - Santuário de Schoenstatt
Ano 03 | Nº 29
Out 2015- Atibaia/SP
“Sentimo-nos como prediletos de Deus, que nos chamou pelo nome e inscreveu-nos em sua mão”!
(Padre José Kentenich)
Estimado!Quero agradecer por você, a partir de agora, por fazer parte da Família Mãe e Rainha! Seja bemvindo!
Que alegria! A partir deste mês compartilharei com você a vida em torno do Santuário da Mãe e Rainha! São
inúmeras as pessoas que têm visitado este lugar de graças e aqui podem, na oração, realizar seu encontro pessoal
com Deus. Como Mãe, Nossa Senhora nos ajuda a trilhar este caminho de fé. É emocionante ver que, dia após
dia, muitas pessoas chegam ao Santuário trazendo testemunhos de graças alcançadas. Elas vêm para retribuir a
visita tão especial que recebem mensalmente da Mãe e Rainha.
É interessante constatar que, numa época em que a família é tão atacada em seus fundamentos, em sua sacralidade, no Santuário experimentamos um número considerável de famílias que, unidas, chegam para rezar e
passar um dia agradável na presença de Jesus e Maria. É a Mãe e Rainha que cumpre a sua missão, assim como
fez em Caná, dizendo a Jesus qual é o vinho que nossa família mais necessita.Quando vivemos unidos na fé,
contribuímos para que nossa família seja salva.
Uma característica do nosso tempo é a angústia na qual vivem tantas pessoas... Aqui também presenciamos
esta realidade: quantas que, marcadas pelo sofrimento, trazem expressas no seu rosto a dor de seu coração! Mas,
após um momento de oração e de encontro com Jesus na Eucaristia e com a Mãe que ali está para acolher seus
filhos, saem aliviadas, com um semblante de paz, próprio de quem encontrou respostas para suas angústias.
A Mãe e Rainha espera também por você e sua família aqui no Santuário, para derramar muitas bênçãos
sobre suas vidas. Venham, neste mês da celebração da Aliança de Amor, agradecer a Mãe e Rainha pelas graças
que ela presenteia a sua família.
Durante este mês que renovamos o nosso amor e entrega a nossa Mãe e Rainha
e de modo especial depositamos em seu coração maternal os cuidados pela nossa
família, somos convidados a partilhar este grande tesouro que é o Santuário de
nossa querida Mãe, levando outros a vivenciarem estas graças e bênçãos que jorram em abundância. A Aliança de Amor que celebramos neste mês é um convite para que Maria participe de todos os momentos de nossa vida. Venham
celebrar conosco!
Ir. Doralice Maria de Souza
Coordenadora do secretariado da
Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt
Família em Aliança, uma fonte no deserto!
H
oje, quando contemplamos a realidade em que vivem as famílias,
podemos dizer que cada família é um
milagre de Deus. Em meio ao deserto
do mundo, nos deparamos com o cenário: crise econômica e financeira, ideologias contrárias à nossa fé sendo disseminadas em todos os ambientes, falta
de fidelidade matrimonial, vícios dilacerando as famílias... No mundo vemos
guerras, violência, corrupção... Mesmo
que estejamos em contato com essas
realidades todos os dias, nosso coração
não se acostuma a isso! Temos sede de
mudança, sentimos a sede profunda da
paz, da concórdia, da verdade, da estabilidade, da segurança, do amor.
Nesta vida, talvez nunca saciaremos plenamente esta sede. Mas, em
Schoenstatt Deus fez brotar uma fonte, com águas muito especiais! É o
Santuário de nossa Mãe e Rainha! A
presença de Jesus e de Maria no Santuário, com as graças do abrigo, da
transformação e do ardor apostólico,
nos refrescam, aliviam nossa sede e a
sede de tantas famílias que aqui vêm
em peregrinação, trazendo suas inúmeras intenções e pedidos e as depositam, cheias de fé, no Santuário, no
coração de Nossa Senhora!
O Santuário é um verdadeiro lar,
onde encontramos Deus, nosso Pai, uma
Mãe perfeita e carinhosa, Jesus, nosso
irmão e Rei da nossa vida! Em torno do
Santuário, desta fonte de graças, surgiu
uma grande Família Internacional, com
pessoas de todas as idades, estados
de vida e classes sociais, unidas pela
Aliança de Amor com a Mãe e Rainha! É
como um manancial jorrando em todos
os continentes, em inúmeros países.
Nesta Aliança entre Mãe e filhos,
nesta troca de corações com ela, nos
unimos numa única missão: resgatar a
família, salvá-la dos diversos ataques
que vêm sofrendo. A Mãe Peregrina,
que visita a sua casa e milhares de lares de nosso Brasil e do mundo, chega a cada lar com a missão de salvar a
família! Levar Jesus aos corações para
reatar os laços de amor, de união, de
fidelidade. Quando um membro da
família sela a Aliança de Amor com a
Mãe e Rainha, ela toma sob seus cui-
dados especiais toda a família e cuida que ali novamente experimentem
alegria, que esta família seja um oásis,
uma fonte no deserto do mundo, mesmo com os desafios do cotidiano.
Neste mês de outubro, mês da
Aliança de Amor, é providencial que,
como Igreja, acompanhemos o Sínodo
sobre a Família. Queremos nos unir
em oração, bem conscientemente,
para que o Espírito Santo ilumine os
participantes, a fim de que, os princípios da família pensada por Deus
sejam renovados e as portas da misericórdia se abram largamente para
acolher a todas as famílias feridas e
fragilizadas. É a hora da família! Travemos juntos essa luta para que o brilho
do amor em nossas famílias se torne
sempre mais intenso! Por isso, nos
preparamos para renovar o brilho da
coroa de nossa Mãe e Rainha! Nas dificuldades devemos sempre coroar a
Mãe de Deus, ela merece a coroa, ela
realizará milagres!
Transformados pela Aliança de Amor
Ao celebrarmos os 65 anos da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt podemos dizer com alegria: sim, um único homem,
João Luiz Pozzobon, foi capaz de mover o mundo inteiro. Neste mês jubilar, com gratidão, queremos contemplar as inúmeras graças
distribuídas no decorrer desses anos. Afinal, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt é fruto da Aliança de Amor, selada pela
primeira vez pelo Padre José Kentenich há mais de 100 anos (18 de outubro de 1914) no Santuário Original em Schoenstatt/ Alemanha.
Nas primeiras horas do dia 18 de outubro de 2014, ofertei meu pequeno coração à Mãe de Deus pela Aliança de Amor. E, por pura misericórdia e graça, ela me permitiu ofertá-lo na intenção de trocar tudo
para ganhar seu amor de Mãe. E tudo é tudo mesmo! Renovo todos os
dias este selo de amor que, da minha parte, está em não escolher nada,
não querer nada, não resistir a nada, porque abrigada nesse coração
de Mãe, como sua pequena filha, tenho a plena alegria de, livremente,
poder dizer: “Sou toda tua, ó Mãe, e tudo o que é meu é teu”.
Sei também que para ser fiel a essa união de amor tão imerecida
preciso pedir à Mãe, todos os dias, que sempre abra meu coração e o
mantenha sempre aberto. Assim, ela poderá fazer de mim o que quiser, ter-me como quiser e transformar-me como quiser,
pois serei eternamente dela, de forma que nada e ninguém poderão me separar do seu amor de Mãe e, imensamente grata,
poderei dizer: “Já não mais me vejo, és tu, doce Mãe, dentro e fora, que vives em mim.”
Carolina Montedori da Silva
Selei minha Aliança de Amor com 16 anos, e foi a partir dela que fiz um
caminho de amadurecimento na fé. Comecei a ter a inquietude de saber mais
sobre os meios de autoeducação em Schoenstatt. Eu pedia à Mãe de Deus,
pois sabia que Ela me ajudaria. Isso se traduziu em coisas concretas como
buscar um trabalho, passar no vestibular ou ser dirigente de um grupo da
Juventude Masculina de Schoenstatt. Aliança e Missão não se separam, e eu
inconscientemente captei isso. José Engling, Franz Heinrich e o Pe. Kentenich
eram figuras que me chamavam a atenção e me entusiasmavam. Lutar por
um mundo novo, começando por mim! Isso tudo foi motivado pela Aliança
que havia selado. O passo mais difícil que a Mãe de Deus me ajudou a dar foi relacionado à minha vocação ao sacerdócio. Quantas noites
rezei, pedindo que Ela me ajudasse a entender o que Deus queria de mim. No seminário, essa Aliança foi se fortalecendo. Minha comunidade e meu curso foram me ajudando nisso: a começar um mundo novo a partir daquilo que eu sou. Isso significou deixar que os outros
me ajudassem a crescer nas áreas que um sacerdote necessita amadurecer para viver seu chamado. Acredito que Maria por seu Santuário foi
formando meu coração sacerdotal e foi me aproximando cada vez mais de Cristo. Agora, às portas da ordenação sacerdotal, me confio mais
uma vez a Ela, minha Mãe e companheira, que continue me formando à imagem do seu Filho para levar o amor misericordioso de Deus a
todos os homens e mulheres de nosso tempo. Ela é paciente, disso dou meu testemunho. Ela continuará sendo fiel à nossa Aliança de Amor!
Diácono Júlio Fabiano Rodrigues Afonso
(serei ordenado sacerdote dia 10 de outubro de 2015)
Sou Letícia da Juventude Feminina de Schoenstatt do Jaraguá há 16 anos. Quando me perguntam quando eu conheci Schoenstatt, eu respondo: não sei, pois já nasci vivendo Schoenstatt. Meus
pais são do Instituto de Famílias e me consagraram à Mãe de Deus desde que eu estava no ventre de
minha mãe. Por isso, sempre me senti predileta aos olhos de Deus e da MTA. E é isso que a minha
Aliança de Amor me faz sentir!
Por 3 anos me preparei para selar minha Aliança de Amor. Durante minha preparação, aprendi
que a Mãe precisa que estejamos inteiramente convictas de que temos em Schoenstatt uma missão.
E então, minha preparação foi a intensa busca por entender qual era minha missão. Acredito que
mais difícil do que cumprir uma missão é entender qual é essa missão, e só a entendi, de fato, no dia
em que selei minha Aliança de Amor, dia 23 de maio de 2009. Eu estava tão ciente e convicta de que,
naquele momento, a Mãe de Deus estava recebendo meu coração e que assim, generosamente, ela
me entregava o seu, que entendi que minha missão era simplesmente levar o seu coração e, com
ele, o amor de seu Filho Jesus para todos. Esta missão, fruto da minha Aliança de Amor, é o que mudou minha vida. Por isso, todos os dias, rezo e peço para que a Mãe de Deus me eduque para que eu
consiga, pelo apostolado do ser, levar seu amor a todos.
Letícia
Jufem Jaraguá
Sua decisão pela
Aliança de Amor
Já ouvimos falar que foi
em 18 de outubro de 1914,
que o jovem sacerdote,
diretor espiritual dos seminaristas em Schoenstatt,
Padre José Kentenich, selou
com a Mãe de Deus uma
Aliança de Amor, dando origem à Obra Internacional de
Schoenstatt. Este momento,
aparentemente pequeno e
despercebido, porém importante e decisivo, marcou-o
tão profundamente que se
tornou a fonte de forças e
de inspiração para toda a sua vida e uma torrente de graças para
inúmeras pessoas que se incluíram, livre e conscientemente, nesta
Aliança de Amor ao longo da história de Schoenstatt.
Visitando o Santuário, muitas pessoas também se decidem por selar sua Aliança de Amor. E outras simplesmente se perguntam: o que
é uma Aliança de Amor? Eu também posso selar a Aliança de Amor?
Para o Padre José Kentenich, selar a Aliança de Amor com
a Mãe e Rainha significa aprender com ela a amar de modo
mais profundo o seu Filho Jesus. Assim ele explica o verdadeiro sentido da Aliança de Amor:
“Para nós, a Aliança de Amor com a Mãe de Deus, no seu
desenvolvimento histórico e nos seus efeitos, representa
uma profunda renovação, consolidação e garantia da aliança batismal, ou seja, da aliança com Cristo e com Deus Trino.
Toda aliança significa uma nova decisão por Cristo, tomada por livre escolha e vontade: por sua pessoa, pelos seus
interesses e pelo seu Reino. Inclui um novo e vigoroso movimento da vontade humana para o alto, uma nova decisão
por Ele, Rei do mundo e dos corações; ao mesmo tempo inclui um movimento de graças do alto para a terra, que parte
dele até nós. Significa uma profunda inserção numa íntima
comunhão de amor entre nós e Ele, o Deus Trino.”
Fique por dentro
Campanha
Conto com você
Enquanto aguardamos
a concretização do tão
esperado velário, você
poderá adquirir sua vela
para ser acesa no altar
do Santuário, diante do
Santíssimo e de nossa
Mãe e Rainha em suas
intenções.
Faça parte da Campanha
Família Mãe e Rainha
Assim você nos ajuda na ampliação
desta obra evangelizadora!
Ligue: (11) 4414-4249
Expediente
Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt
Atibaia/SP
Editora responsável: Ir. Doralice Maria de Souza
Skype: secretariampatibaia ou mp.atibaia_recepcao
Diagramação: Daniel Ramos (Amex)
Facebook: facebook.com/campanhadamaeperegrina
Revisão: Ir. Ana Paula Hyppólito
www.maeperegrina.org.br
Doe o Dízimo na sua Paróquia.
Fotos: Arquivo do Santuário
Impressão: Edições Aliança

Documentos relacionados

santa missa - Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt

santa missa - Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt que há cem anos selou uma Aliança de Amor com Schoenstatt. Esse amor à Maria vemos na pessoa de São Lucas, que hoje fazemos memória. Nesta santa liturgia, em que se faz presente a nova e eterna Ali...

Leia mais

Schoenstatt News

Schoenstatt News Então, para que a celebração e renovação do Ato de Fundação, a Aliança de Amor, em 18 de outubro de 2014, seja uma síntese e expressão da vida que flui em todo o mundo, Pe. Andrew Pastore e David P...

Leia mais

Originalidade da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt

Originalidade da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt Schoenstatt é sempre enviada de um Santuário de Schoenstatt a um missionário e suas trinta famílias. Faz parte também desta originalidade a existência de um secretariado que orienta, coordena e for...

Leia mais

III Fórum Material de Estudo

III Fórum Material de Estudo o Filho heróico e em ambos Ele é o Filho amado. Somente na experiência do amor é possível carregar a cruz e suportar o escárnio. 3. Os demais elementos do ideal-missão Tabor 3.1. Santuário, Tabor ...

Leia mais

Dilelxit 1 2014 2 - Pater Kentenich Sekretariat

Dilelxit 1 2014 2 - Pater Kentenich Sekretariat criadora de Deus. Somos artífices na construção da história e do mundo. Assim fazer nosso trabalho, as pequenas coisas de cada dia em união com Deus e por amor a Ele, oferecendo tudo a Deus pelas m...

Leia mais