Fusão de Sabores

Сomentários

Transcrição

Fusão de Sabores
C U R I T I B A P R E M I U M
Número 2 • Fevereiro de 2013 • Curitiba
Gastronomia
Fusão de
Sabores
Estilo de Morar
Integração aposta no
bem-estar da família
Arte
Paisagem curitibana nas
telas de Carlos Schmidt
Aconteceu
Festas nos edifícios
Alfredo Andersen
e Le Corbusier
Social
Entrega das
chaves do
Edifício Supreme
A4 Sedan
A5 Sportback
Attraction
Escolha o Audi que vai surpreender você.
Audi A4 sedan
• Motor 2.0 TFSI: 180 cv de potência e aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8,2 s.
• Câmbio Multitronic com 8 velocidades: dinâmica do manual e conveniência do automático.
• Volante multifuncional com shift paddles: controle de sistemas e trocas de marchas.
• Sistema ESP: estabilização dinâmica da carroceria, proporcionando maior controle.
Audi A5 Sportback ambiente
• Motor 2.0 TFSI: 180cv de potência e aceleração de 0 a 100Km/h em apenas 8,6s.
• Câmbio Multitronic com 8 velocidades: dinâmica do manual e conveniência automático.
• Volante multifuncional com shift paddles: controle de sistemas e trocas de marchas.
• Bancos dianteiros esportivos: perfeita ergonomia, design atraente e posições ajustáveis.
Mário Tourinho 1082 | Curitiba | PR | 41 3340 7000
www.audicentercuritiba.com.br
13.12.2012 - Audi A4 sedan ano 2012 modelo 2013. Estoque de 01 unidade chassi 099570. Audi A5 Sportback Ambiente ano 2012 modelo 2013.
Estoque de 01 unidade chassi DA030193. Financiamento sujeito a aprovação de crédito pelo banco. Veículo em conformidade com o PROCONVE.
E D IT O R IA L . . .
Harmonia,
a verdadeira riqueza
TECNOLOGIA DE PONTA E EQUIPE CAPACITADA
SÃO ADITIVOS DO NOSSO CONCRETO
P
assado o merecido período de férias, é hora de retomar nosso cotidiano e buscar fazer de
2013 um ano repleto de felicidade, saúde, paz e prosperidade. Para alcançarmos tudo isso,
é imprescindível que nossa vida seja guiada pela harmonia, pois só assim nossas ações e
pensamentos estarão alinhados em busca de um objetivo maior.
Uma vida harmônica é a chave real para a realização pessoal. O genial cientista norte-americano Benjamin Franklin uma vez afirmou: “Paz e harmonia, eis a verdadeira riqueza de uma
família”.
Iniciamos nossa edição falando sobre a entrega do Edifício Supreme. As imagens revelam
uma comemoração repleta de harmonia e realização.
Seguindo esse conceito apresentamos assuntos do nosso cotidiano, abrindo as portas de
um apartamento Plaenge, cuja decoração está em perfeita harmonia com a excelente distribuição dos espaços em composição com a funcionalidade e beleza presentes em cada ambiente.
O chef do restaurante Terra Madre, Ivan Lopes, nos mostra que a “verdadeira riqueza” apontada por Franklin também se faz presente à mesa. A saborosa receita que ele nos apresenta
harmoniza perfeitamente a alta gastronomia francesa com toques da cozinha brasileira.
Contamos ainda a história do artista Carlos Schmidt, que tem Curitiba e sua natureza como
fontes de inspiração. As artes plásticas são, em sua essência, o exercício da harmonia.
Até na mais árida das paisagens pode existir harmonia. Não podemos deixar de admirar
o deserto assim como a natureza o concebeu, mas não há como negar o esplendor de uma
cidade como Dubai que floresceu em meio a ele. Onde antes um ser humano não poderia sequer pensar em habitar, agora se veem turistas e cidadãos coexistindo em meio a modernas
construções e ambientes sofisticados.
Enfim, nós da Plaenge esperamos que a leitura desta edição enriqueça o seu cotidiano e lhe
proporcione pensamentos e sensações repletos de harmonia!
C
M
Y
CM
MY
CY
CMY
K
Luiz Gustavo Salvático
Gerente Regional Plaenge Curitiba
Projeto Gráfico e Diagramação
PDV Way Ações de Marketing
43 3029-6373 - Londrina - PR
www.pdvway.com.br
Conselho Editorial
Luiz Gustavo Salvatico
Augusto de Oliveira
Mahoko Kasuya
William Ribeiro
Jornalista Responsável
Angela Raizer Barbosa
Produção
Origem Instituto Internacional de
Comunicação e Cultura - Londrina - PR
43 3338-0348 - [email protected]
Redação
IEME Comunicação
Fone: 41 3253-0553 - Curitiba - PR
www.iemecomunicacao.com.br
Tiragem
3 mil exemplares
Periodicidade
Trimestral
Impressão e acabamento
Midiograf - 43 3378-4393
Para conferir os lançamentos Plaenge
Central de Apartamentos Decorados
R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 2001
Ecoville - Curitiba - PR - CEP 81.200-100
Tel.: 41 3317-1700
Fax: 41 3317-1710
www.plaenge.com.br
Para anunciar na
Plaenge Curitiba Premium
Rua Visconde de Mauá, 112
CEP 86.070-540
Fone/Fax: 43 3338-0348
[email protected]
Distribuição dirigida
aos clientes Plaenge
Tão importante quanto ter um concreto de qualidade, é poder contar com o apoio de uma estrutura completa.
Por isso, com a Concrebras você tem o acompanhamento de profissionais capacitados em todas as etapas da
concretagem. Assim você garante mais pontualidade e segurança do início ao fim da sua obra.
www.concrebras.com.br
CENTRAIS AUTOMATIZADAS
FROTA MODERNA
PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS
ASSESSORIA TÉCNICA
LABORATÓRIOS PRÓPRIOS
SUMÁRI O
Número 2 • Curitiba
08
18
ACONTECEU
08
12
Eventos mensais entre moradores do Edifício Le Corbusier
A festa de Halloween no Edifício Alfredo Andersen
SOCIAL
14
18
20
28
30
32
34
Entrega das chaves do Edifício Supreme
Harleiros recebem CD com fotos da viagem Curitiba-Londrina
ESTILO DE MORAR
Versatilidade e harmonia no apartamento da família Jansen
SUSTENTABILIDADE
Grupo Plaenge assina Pacto Global da ONU
mercado
Interativa inova mercado de comunicação visual brasileiro
ARTE
A inspiração do artista plástico Carlos Schmidt
HOBBY
Paixão por carros antigos
30
20
36
38
46
50
52
54
56
58
46
56
COMODIDADE
A temperatura ideal em qualquer época do ano
MODA
O frescor do alto verão
VIAGEM
Dubai, poder e riqueza na cidade superlativa
ESPORTE
A trajetória do atacante Marcel
GASTRONOMIA
O cardápio eclético do Restaurante Terra Madre
AMBIENTE
Projeto luminotécnico define decoração
LAZER
Embarcação dos sonhos mais acessível
CRÔNICA
O nó da gravata de Eloi Zanetti
52
CAPA
Isabela Portugal
Freiberger
Foto
Patícia Lion
A C O N T E C E U . . .
R
Um calendário anual de festas e
ações comunitárias permitiu aos
moradores do Le Corbusier criar um
fundo para realizar esses eventos
texto Marília Bobato
egina, Rosangela e Rosa bem que poderiam ser irmãs pela similaridade da inicial dos nomes e pelo
afeto que as une. Vizinhas e grandes amigas, as três
moram no Edifício Le Corbusier, da Plaenge, e têm muitas coisas em comum, principalmente a disposição para
fazer festas.
Tudo começou em 2009, quando o marido de Rosa
era síndico do prédio. Foi naquela época que as três amigas decidiram fundar a Comissão Social do Le Corbusier.
A partir daí organizaram um calendário de eventos e um
fundo de arrecadação entre os moradores para a Comissão elaborar o calendário e realizar todas as festas. E foram muitas comemorações - Dia das Mães, dos Pais, das
Crianças, tudo era motivo para reunir o pessoal do condomínio. E no mês que não tinha nenhuma data festiva,
elas logo inventavam uma, como foi o caso do Jantar do
Branco e Preto, que reuniu os casais do prédio.
Em 2011, foi a vez de festejar os cinco anos do
Le Corbusier, com direito a bexigas nas mesmas cores
da fachada. Na ocasião teve até bolo com vela, e a co-
Os porteiros Josimar e Paulo foram presenteados
pela Comissão com relógios de pulso
Festa em comemoração aos 5 anos do
edifício Le Corbusier
fotos acervo pessoal
missão presenteou os porteiros Josimar e Paulo com um
relógio de pulso para cada. Eles foram agraciados com
este mimo por trabalharem no edifício desde sua inauguração.
Com a convivência, grande parte dos moradores do
prédio formaram uma bela amizade. Alguns casais costumam viajar juntos, enquanto outro grupo, só de mulheres, faz academia junto no próprio condomínio.Tem
também as Amigas do Le (forma carinhosa de chamar o
edifício), que se reúnem toda segunda semana do mês,
às quartas-feiras, para jantar fora. São 14 mulheres que
se comunicam por telefone, e-mail e interfone para escolher o restaurante e definir o horário, sempre com o
objetivo de confraternizar e dar boas risadas.
Porém, como nem tudo é festa, as três responsáveis
pela Comissão Social também convidaram um padre da
Paróquia São Grato, que realiza uma missa no salão de
festas do condomínio toda última terça do mês. Outra
ação foi promover campanhas de arrecadação para ajudar instituições de caridade. Com o apoio dos moradores, foi possível doar kits com livros e lápis de cor para o
Hospital Monastier ,de Campo Largo. Este ano, os membros da comissão mudaram, mas as festas continuam,
é claro!
9
A C O N T E C E U . . .
Missa e Festa de Natal
no salão do Le Corbusier
Jantar em Preto e Branco
Festa de inauguração da sala de
massagem do edifício
Dia das Crianças no Le Corbusier
E o seu condomínio organiza atividades
para os moradores? Envie suas fotos para
[email protected] e participe desta seção.
11
A C O N T E C E U . . .
Doçuras
ou travessuras?
A festa de Halloween no Edifício
Alfredo Andersen garantiu a
diversão da garotada
texto Marília Bobato
R
ealizada tradicionalmente nos países de língua inglesa, na véspera do Dia de Todos os Santos, a festa
de Halloween também tem adeptos no Brasil. Entre
as crianças, vestir-se de bruxa ou vampiro e bater na porta dos vizinhos , pedindo por ‘doçuras ou travessuras’, é
diversão garantida em qualquer lugar do mundo.
fotos acervo pessoal
No Edifício Alfredo Andersen a ideia de comemorar
o Halloween partiu de algumas meninas. “Como não é
um costume em Curitiba, sugeri que no próximo ano,
após conversa com os condôminos, faríamos a brincadeira para que eles possam se preparar e recebam
com alegria a visita das crianças”, comenta a moradora
Ana Luisa D’Arce, Barbara Bortolatto Rossoni, Gabriela Ribeiro Mattos Ferreira, Julia Rosembach, Ana Clara Gobbato
Cortez, Vinícius Faitta Spilmann, Ricardo Dallegrave Bahry, Tiago Ribeiro Mattos Ferreira, Filippe Bortolatto Rossoni,
Giovana e Julia Vandenberghe, João Gabriel Faitta, Pedro Alberti Yshiy, Natalia Rodrigues Nitsch, Eduarda Faitta Spilmann,
Rafaela Faitta Spilmann, Maria Fernanda Muller Vaz, Felipe Salvático e Gabriel Vicente Alberti Yshiy
Georgia Ribeiro. Porém, para não deixar ninguém chateado e não ter de aguardar tanto tempo, em 2012 a
decisão foi realizar uma festa no salão gourmet, no dia
3 de novembro.
Foi produzido um convite e entregue para todas
as crianças do prédio. “Vários pais foram atrás de fantasias para a data tão esperada. Cada criança também
colaborou levando guloseimas, salgados e bebidas,
além de ajudar na decoração do espaço”, conta Georgia.
De acordo com ela, alguns pais até apareceram fantasiados. E também se divertiram “Aproveitando o embalo
do encontro fizemos um churrasco até altas horas. Cada
um colaborou com o que pôde e foi uma bela e animada
confraternização entre os moradores. Uma festa que a
princípio era só para as crianças e no final todos participaram!”, comemora Georgia , lembrando que neste
ano tem mais. “Este foi o primeiro Halloween de muitos.
Em 2013, a data já está reservada”.
Tiago Ribeiro Mattos Ferreira e Vinícius Faitta Spilmann
De trás para frente: Ana Clara Gobbato Cortez,
Gabriela Ribeiro Mattos Ferreira, Barbara Bortolatto Rossoni
12
Julia Porto de Souza Vandenberghe, Eduarda Faitta
Spilmann, Giovana Porto de Souza Vandenberghe,
Ana Clara Gobbato Cortez, Gabriela Ribeiro Mattos
Ferreira, Maria Fernanda Muller Vaz
E o seu condomínio organiza atividades para os
moradores? Envie suas fotos para
[email protected] e participe desta seção.
13
S O C IA L . . .
Festa de entrega do Edifício Supreme
Um coquetel com a presença dos futuros moradores marcou a entrega das chaves do Edifício Supreme,
construído pela Plaenge no Ecoville. O empreendimento faz parte do complexo Elegance Condominium, que
terá ainda a torre Magnum, a ser entregue neste ano.
O condomínio ocupa terreno de 9.400m² e oferece apartamentos de 227m² de área privativa, com três
suítes ou quatro dormitórios (sendo duas suítes e duas demi-suítes), sala para três ambientes integrados com
a varanda, cozinha gourmet e elevador privativo.
fotos Júlio César Souza
Diego Saboia e Lais Leão
Ana Ligia, Maria Fernanda e Julyana
Daniele, Eduarda e Cristiano Espinhosa
Luciano, Flavia e Arthur Etzel
Angela Vantroba,Carla Parellada e Emilia Oliveira
Luiz Gustavo Salvático, Diva e Jair Teixeira e Fernando Fabian
14
Daniela Garcia, João Leandro Garcia e Maria Eduarda Garcia
Juliana Melo e Priscila Araujo
Roberto e Moira Leão
15
S O C IA L . . .
Renato Serpa Silverio e Renata Silverio
Carla Parellada e Wilson Soares
Cezar e Fernanda Dusilek
Matheus, Leonardo e Rosemeire Polachini
O casal Reginaldo, Angela Vantroba e filhos Guilherme e Juliana
Mariana Nietsche e Paula Ruts
Mariza e Valcyr Conceição
Mariana e Daniel Freire
Stefanie, Felipe, Wania Barbosa e Antonio Sobral
Renata Simas e Paulo Souza
Giselle, Gerson e Michelle Nadalin
Talita Bux, Nassibe Abage, Andrea Silva e Jorge Abage
Fabio Lopes e Flavia Guzzo
16
Nassibe Abage e Talita Bux
Vania e Roberto Chinen
17
S O C IA L . . .
2º Bate e Fica
A Plaenge realizou um evento relacionado ao 2° Bate e Fica, que levou mais de cem harleiros e suas
motos em uma viagem de Curitiba à Londrina. Desta vez, a festa foi realizada na Central de Apartamentos
Decorados da construtora, ocasião em que os participantes receberam um CD com fotos que marcam os
mais belos momentos dessa aventura. Tudo regado a caipirinhas e saborosas comidas de boteco. Para
quem ficou com vontade, é só aguardar que em 2013 tem mais!
fotos Júlio César Souza
Confira aqui alguns clicks da viagem.
Harry Franke, Daltro Roderjan, Alcione Lara, Gilson Osternack e José Edson Rodrigues
Dartagnan Baggio, Davi Macedo e Adriano Boaretto
Gilson Osternack, Fernando Escorsin, Luiz Bianchi e Aureo Fernandes
Adriano Boaretto
Fernando Krukoski e Rafael Krukoski
Daltro Roderjan, Laura Gruber e Luiz Bianchi
Dirceu Patitucci, Lauro Luiz, Luiz Bianchi, João Luiz, Solange Portugal e Paulo Portugal
Giovana e Guilherme Pereira com Fernando Escorsin
18
Antonio Gutierrez e Daltro Roderjan
Fernando Escorsin, Maria Leticia e Jackson Yared
Ivete Di Luca e Jose Carlo Di Luca
19
E ST ILO
D E
M O R A R . . .
Perfeita
harmonia
Ambientes integrados garantem versatilidade e bem-estar à
decoração deste apartamento no Edifício Parc Evian, da Plaenge
texto Marília Bobato
20
fotos Patrícia Lion
21
E ST ILO
O
D E
M O R A R . . .
projeto de decoração do apartamento de André
e Cristiane Jansen é contemporâneo, com espaços interligados para receber os amigos para
um churrasco ou uma grande festa. Na área íntima, três
suítes atendem o casal e seus dois filhos. Na decoração,
alguns itens trazidos de viagens, muitas fotos da família
e prataria, presente da mãe da proprietária, são detalhes
que demonstram o aconchego do lar.
O aço inox nos eletrodomésticos dá um ar de
contemporaneidade ao ambiente, enquanto os utensílios
coloridos dão contraste na medida certa. A porta de
correr pode isolar esse espaço dos outros ambientes
O estar é integrado à sala de jantar e à varanda. A
churrasqueira e a cozinha gourmet completam o espaço,
projetado para receber mais de 30 pessoas com conforto.
Espelhos dão mais amplitude ao ambiente. Madeira de
demolição no painel da TV e na churrasqueira
Com portas de correr, a sala de TV pode ser integrada
aos demais ambientes ou ficar mais íntima para assistir
a um filme com muito aconchego. O branco predomina
no rack, contrastando com o sofá em couro
22
23
E ST ILO
D E
M O R A R . . .
A cama de Maria Luiza, de 2 anos, é adaptada ao seu
tamanho e pode ser aumentada para acompanhar
seu crescimento. Na entrada, um armário com portas
espelhadas também acomoda os brinquedos da menina
O quarto amplo tem papel de parede listrado e móveis brancos que conferem tranquilidade. O closet integrado dá
amplitude. No banheiro, duas pias e dois chuveiros atendem o casal, já a banheira fica para os momentos mais relaxantes
24
Aqui o branco também dá o tom aos móveis,
contrastando com o azul das paredes. A coleção de
carrinhos de João Pedro ganha destaque no nicho
e a bancada reserva lugar para os estudos
25
26
27
S U S T E N TA B I L I D A D E . . .
Plaenge assina
Pacto Global
da ONU
Com esse documento, a empresa assume
compromissos concretos que visam maximizar os
benefícios e reduzir os impactos em suas atividades
texto assessoria de imprensa
fotos Júlio César Souza
O
Grupo Plaenge dá suporte a uma das mais importantes ações em prol da sustentabilidade em
todo mundo. Trata-se do Pacto Global das Nações
Unidas, assinado por Evaldo Fabian, diretor do Grupo Plaenge, no dia 30 de outubro de 2012. “É muito importante
participar desse tratado, inclusive porque seus dez princípios vão de encontro à filosofia aplicada no nosso trabalho”, afirma ele.
O evento ocorreu na sede da Federação das Indústrias
do Estado do Paraná (Fiep), em Curitiba, instituição mediadora da iniciativa no Paraná, na presença de Victor Barbosa, presidente do Conselho Paranaense de Cidadania
(CPC), e da diretora da Rede Brasil de Pacto Global, Yolanda Cerqueira Leite.
Em 1980, a construtora foi a primeira do Brasil a adotar a reutilização da água usada nos chuveiros e nas pias
(pós-tratamento) para abastecer as bacias sanitárias nos
vestiários das plantas industriais. A empresa também
construiu a primeira “Fábrica Verde” com certificação Leed
(do inglês, Liderança em Energia e Design Ambiental)
emitida pelo Green Building Council (GBC Brasil). “Desde
sua fundação, o Grupo Plaenge vem praticando em seus
projetos e construções as ações voltadas para a sustentabilidade do meio ambiente”, revela Fabian.
A empresa assume, portanto, compromissos concretos
propostos pelo documento e que visam, sobretudo, maximizar os benefícios e reduzir os impactos negativos em
suas atividades econômicas. Além da questão ambiental,
o tratado abrange valores fundamentais como direitos
humanos, relações de trabalho e combate à corrupção.
“No aspecto prático, pouco muda, pois o Grupo Plaenge
já adota há muito tempo esses princípios nas relações de
trabalho. Inclusive, em 2002, elaboramos o nosso Código
de Ética e Conduta. Cada novo funcionário recebe uma
cópia e se compromete a respeitá-lo”, completa Fabian.
28
Ao centro, o diretor do Grupo Plaenge, Evaldo Fabian,
ladeado pela diretora da Rede Brasil de Pacto Global,
Yolanda Cerqueira Leite, e pelo presidente do Conselho
Paranaense de Cidadania, Victor Barbosa, na assinatura do
Pacto Global
Sobre o Pacto Global
O documento brasileiro foi redigido em 23 de fevereiro do
ano passado, após rodadas de contribuições e reuniões, e
formalizado no dia 18 de abril de 2012. Mundialmente,
o Pacto Global foi idealizado pelo ex-secretário geral da
ONU, Kofi Annan, com objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional a adotar, em suas práticas
de negócios, valores fundamentais para o meio ambiente, direitos humanos, combate à corrupção e relações de
trabalho. Atualmente existem mais 5 mil empresas signatárias e articuladas em 150 redes ao redor do mundo.
M E R C A D O . . .
Quando o
empreendedorismo
encontra a
oportunidade
A trajetória de Sergio Luiz Pavani, que em poucos
anos inovou o mercado de comunicação visual
texto Priscilla Scurupa
O
empresário Sergio Luiz Pavani, morador do Edifício Lasar Segall, se formou em Ciências Contábeis, mas prefere ser chamado de administrador.
E não é por menos. Ele começou sua carreira no mercado
de comunicação visual e, depois de atuar por um tempo como prestador de serviços, resolveu investir em seu
próprio negócio. Em 2005, criou a Interativa, importadora e distribuidora de mídias e suprimentos para o mercado de comunicação visual.
Nos primeiros anos, a empresa de Pavani contava com
apenas quatro funcionários. Sua dedicação e visão empreendedora, no entanto, fizeram o negócio crescer rapidamente. Hoje, a Interativa conta com 20 funcionários e
tem forte presença no mercado nacional como representante exclusiva da marca japonesa Roland DG, número
um no mundo em fornecimento de impressoras a jato de
fotos Patrícia Lion
tinta de grande formato para o mercado gráfico.
Em 2012, o empresário assinou parceria com a norteamericana Arlon, principal fabricante de películas de PVC
do mundo. Essa variedade de produtos de alta qualidade
abriu novas trilhas para o mercado de comunicação visual, e fez com que a Interativa ganhasse uma reputação de
confiabilidade entre seus clientes e parceiros.
O primeiro escritório da Interativa, como era de esperar, ficou pequeno para tantas conquistas. Recentemente foi inaugurada uma nova sede na Cidade Industrial de
Curitiba, com uma área de 10.000m². No local, além de
toda a estrutura para atender os clientes, há um bosque
de preservação ambiental. Segundo Pavani, “o segredo
do sucesso envolve, sim, visão empreendedora. Porém,
mais do que isso, conhecimento de mercado e preparo
técnico”.
O segredo do sucesso
envolve, sim, uma visão
empreendedora. Porém, mais
do que isso, conhecimento
de mercado e preparo
técnico”
Sergio Luiz Pavani
30
31
A R T E . . .
Entre
e Kandinsky
Conheça o trabalho
e as fontes de
inspiração do artista
Carlos Schmidt
C
arlos Schmidt trabalhou por mais de 30 anos com
projetos técnicos e desenhos. Em 1984, por insistência de sua filha, resolveu estudar artes plásticas. Durante dois anos foi orientado pela artista plástica
Vera Ribeiro, responsável por fazê-lo se apaixonar pelo
mundo das artes.
No começo, sua fonte de inspiração eram as paisagens e os motivos marinhos, mas quando chegou a
Curitiba, em 2002, a natureza espalhada pela cidade e
principalmente as araucárias, fizeram com que se dedicasse a esta nova fonte criativa. Em breve, Schmidt será
texto Ana Amaral
fotos Patrícia Lion
um dos moradores do edifício Infinity, no Ecoville. De lá,
terá uma das mais belas vistas da capital paranaense,
mais um motivo para enriquecer seu trabalho.
Artistas famosos também são referencias para Schmidt, como Mauricio Wlamink, Kandinsky, Renoir, Albert
Market, entre outros. “Identifiquei-me tanto com a pintura de quadros que não consigo mais parar. A cada dia
me sinto mais entusiasmado em continuar com esta atividade que tanto gosto”, diz o artista, que já participou
de exposições na Academia Brasileira de Arte, Cultura e
História da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo
e também do concurso cultural Banco Real Talentos da
Maturidade.
A paisagem curitibana é inspiração
constante para o artista plástico
32
33
H O B B Y. . .
Tesouros
preservados
Máquinas exclusivas
Diferente dos sócios do clube que mantém os automóveis
na sua originalidade, alguns fãs de carros antigos gostam
mesmo é de customizar as máquinas, deixando os carros ainda mais exclusivos.
e customizados
Em 2009, comprei o Ford
Mustang 1965 e, dois anos depois,
o Mercury 1951. Enquanto o
Mercury já veio restaurado, o
Mustang foi customizado. Demorou
cerca de um ano para ficar mais
moderno e ainda mais exclusivo”
A paixão por carros antigos cria legiões de
colecionadores que não medem esforços para
devolver a essas relíquias a beleza original e,
claro, exibi-la em encontros frequentes
texto Marília Bobato
Mercury
Ike Martins, 36 anos
fotos Patrícia Lion e acervo pessoal
Mustang
C
olecionar carros antigos, de onde vem esta paixão? “Acredito que venha desde criança”, diz Livio
Tito Calderari, presidente do Clube de Automóveis e Antiguidades Mecânicas do Paraná – CAAMP. “A
maior parte dos colecionadores que conheço começou
a se interessar por carros antigos na infância, com os
pais”, completa.
34
Os carros com mais de 30 anos de fabricação, mantidos originais ou restaurados, podem fazer parte do
CAAMP, que iniciou suas atividades em 1968 para congregar os apreciadores de carros antigos, incentivando
a preservação. Hoje são 70 sócios, que possuem mais de
200 automóveis, sendo que 67 estão expostos no Museu do Automóvel, em Curitiba. Fundado pelo CAAMP
em 1976 e localizado no Parque Barigui, o museu é hoje
um dos mais expressivos do
gênero do país e está aberto
para visitação de terça à sexta-feira das 14h às 17h, sábado e
domingo das 10h às 12h e das
14h às 17h30.
Além de expor os carros
para que todos os interessados
e curiosos possam admirar, os
sócios costumam viajar para
participar de encontros ou
simplesmente levar as máquinas para passear. “Já fizemos
diversas viagens. A maior delas foi para Santiago do Chile,
em 1987”, lembra o presidente
Calderari, proprietário de um
Nash 1947 e um Mercury Monterey 1953. “Foram 42 carros
de toda a Região Sul. Subimos
a Cordilheira dos Andes e os
caminhões abriam caminho
para nós entre as neves. Foi
Mercury Monterey 1953
inesquecível!”.
Ford Mustang
Encontro semanal
Sempre gostei de carros e motos antigos.
Depois de adquirir algumas motos novas e
antigas em 2010, resolvi comprar um Ford
Mustang 1967. Foram cerca de 10 meses
de customização até que o carro
ficasse do jeito que eu queria”
Jorge Abage Filho, 35 anos,
cliente Plaenge
Em Curitiba, sábado é dia de encontro com exposição
de carros antigos na Praça Espanha. Semanalmente,
cerca de 30 automóveis de outras décadas – sejam
eles customizados ou originais - são estacionados na
Rua Coronel Dulcídio, bem em frente à praça.
Para que todos possam admirar melhor os veículos,
o trânsito nesta quadra da rua é bloqueado aos sábados. A exposição acontece das 15h às 17h e qualquer
colecionador também pode participar.
A Praça Espanha fica na Al. Doutor Carlos de
Carvalho, 1196, Batel.
35
C O M O D ID A D E . . .
Clima
sob controle
Saiba como manter a temperatura
ideal no seu apartamento em
qualquer estação do ano
texto Marília Bobato foto divulgação
C
Para conservar a vida útil do aparelho, as manutenuritiba é famosa pelo frio. Tanto que, quando cheções devem ser periódicas. A Focus privilegia os clientes
ga o verão, algumas pessoas têm saudades do
Plaenge com a primeira visita cortesia e as demais coninverno. E quem não gosta de sofrer com as informe os serviços a serem efetuados.
tempéries climáticas, a solução é adotar um sistema de
climatização que deixe a moradia aconchegante em qualquer estação do ano.
Apesar de mais lembrados durante o Apartamento decorado
verão, os aparelhos de ar- condicionado do Edifício Poeme, da Plaenge
também têm outras funções além de refrigerar, e podem ser um ótimo investimento para o ano todo, principalmente
aqueles de dois ciclos, que servem tanto para o frio quanto para o calor.
Se você deseja contar com esta tecnologia, é importante planejar o projeto
de climatização integrado com o arquitetônico, facilidade que os moradores
de empreendimentos da Plaenge possuem. “Com esta integração os resultados serão significativos, pois você já
pode projetar o tipo de equipamento
que vai atender àquela unidade de
forma mais adequada”, explica o sócio-diretor da Focus Climatização, Claudio
Berçani, empresa parceira da Plaenge.
Definido o projeto, é hora de escolher o modelo de ar-condicionado mais
indicado para seu apartamento. “Hoje
existem aparelhos modernos que perFocus Climatização
mitem reduzir o consumo de energia em até 40%, trataAtua em projetos, vendas, assistência técnica e manutenção.
-se da tecnologia chamada Inverter. Modelos existem diCredenciada por várias marcas como Daikin, Fujitsu,
versos e tudo depende da área técnica do apartamento
Panasonic, Hitachi, Gree, etc.
onde será instalada a condensadora.”, explica Berçani. Ele
Endereço:
ainda acrescenta que existem diferentes tipos, condenRua Doutor Carvalho Chaves, 1072 – Parolin – Curitiba/PR
sadora com várias evaporadoras ou uma condensadora
Telefone: 41 3373-0377 - www.focusclimatizacao.com.br
para cada evaporadora.
36
37
M O D A . . .
No tom
verão
do
Modelagens e recortes impecáveis,
tecidos tecnológicos, cores neutras e
estampas vibrantes para receber os
últimos raios de sol da temporada e
roubar a cena na praia ou na piscina
Clássico, o maiô atualiza o DNA na
padronagem étnica e nas pedras
aplicadas no decote
38
39
M O D A . . .
A saia longa enfrenta
todos os climas e dá
elegância ao look pós-sol
Modelagem minimalista
arrematada com babados
na calcinha
40
41
M O D A . . .
Animal print: felinos
são eternos e fazem
boas composições
com os tons neutros
Tomara que caia
drapeado faz par
perfeito com a tanga
estampada
42
43
M O D A . . .
Inspiração retrô na
calcinha com lateral
mais larga e drapeada
fotos
Fabrizio Zini e Carlos [email protected] RED Photo
modelo
Aline Lima
make/hair
Ludhy Teodoro
estilo
Equipe Brasileirice
acessórios
Arezzo, LaLucci, Donaire Bijou e UP
cenário
Residencial Ilha Bela - Carlópolis
projeto gráfico
Danilo Marmo
44
45
V IA G E M . . .
Desvendando
Khalifa, considerado o prédio mais alto do mundo. Outra
atração inesquecível foi o safári no deserto, onde ao fim
do dia foi possível ver um lindo pôr do sol.
De forte cultura islâmica e ao mesmo tempo moderna,
a cidade virou referência máxima de liberalidade entre as
nações de língua árabe. Há tolerância de culto, a aceitação de costumes ocidentais e uma disposição ininterrupta para os negócios. E não para por aí. De acordo com o
diretor da agência Premier Turismo, João Kampa Kupka,
o setor hoteleiro de Dubai terá novidades que devem ser
inauguradas até 2014. Entre elas, o hotel subaquático Water Discus Hotelum, que tem suítes construídas debaixo
d’água, e o Four Seasons Resort Dubai, cinco estrelas com
praia privativa.
Dubai
Futuros moradores do Majestic visitam o deserto
de areia que se tornou um dos maiores centros de
investimentos do mundo
texto Ana Amaral
fotos divulgação/acervo pessoal
O casal com o
luxuoso hotel
Burj Al Arab
ao fundo
Q
O contraste do deserto com a
grandiosidade da cidade
46
uando Dubai começou a se formar, parecia uma
miragem. Do deserto de areia, uma cidade foi
surgindo. Hoje ela é sinônimo de modernidade
e riqueza. Sua história iniciou com o petróleo, que trouxe muitos recursos para a cidade. Com dinheiro sobrando, foi preciso apenas vontade e muita imaginação para
construir um dos maiores centros de investimentos do
mundo, afinal, por lá tudo é superlativo.
O médico oftalmologista Jhony Depolo e a esposa,
Luciana, futuros moradores do Edifício Majestic, que será
entregue pela Plaenge em 2014, deixaram a rotina de
Curitiba para desvendar Dubai por alguns dias, em outubro de 2012. “Dubai é simplesmente gigantesca! Para
quem gosta de arquitetura é imperdível, com muitas
construções exóticas e projetos arquitetônicos que desafiam as leis da física, muitas fachadas de vidros, ruas
largas e limpas, estações de metrô com ar-condicionado”,
comenta Jhony.
Oitavo destino mundial de turistas internacionais, de
acordo com a pesquisa anual Mastercard Worldwide’s,
Dubai impressionou o casal pela imponência do Burj
Jhony de Polo e a
esposa Luciana em
visita a Dubai em
outubro de 2012
47
V IA G E M . . .
Malas prontas
A agência Premier Turismo, em parceria com a operadora
Teresa Perez, de São Paulo, elaborou um roteiro com dicas
do que há de melhor em Dubai.
Pontos turísticos
Burj Khalifa
Com 160 andares distribuídos ao longo de 828 metros de
altura, o Burj Khalifa é o maior prédio do mundo. Nele estão instalados o Hotel Armani e uma infinidade de restaurantes. É possível chegar ao mirante, no 124° andar, entrando no elevador mais rápido do mundo, que percorre
essa distância à impressionante velocidade de dez metros
por segundo. Do alto, a paisagem de 360° da cidade, do
deserto e do oceano é de tirar o fôlego.
Mesquita Jumeirah
A maior e uma das mais belas mesquitas de Dubai, principalmente quando está iluminada. É um belo exemplo de
arquitetura islâmica com seus diversos domos decorados,
e uma das poucas mesquitas que permite visitas de não
mulçumanos.
Compras
Dubai Mall
O maior shopping center do mundo conta com 1.200 lojas, 120 restaurantes e 160 lanchonetes. Entre suas lojas
estão marcas consagradas como Chanel, Louis Vuitton,
Hermès.
Souk Madinat Jumeirah
Aqui é possível encontrar tapetes, joias e especiarias em
um ambiente similar ao dos antigos bazares. Há também
uma série de cafés e restaurantes para relaxar após as
compras.
O Burj Khalifa, arranha-céu com
828 metros localizado em Dubai,
considerado o mais alto do mundo
Palm Islands abriga grandes
obras de infraestruturas
comerciais e residenciais
Wafi Mall
Menos turístico que o Emirates e o Dubai Mall, este shopping exclusivo conta somente com lojas de designers,
além de exibir uma bela arquitetura inspirada nas pirâmides egípcias.
Restaurantes
At.mosphere
Localizado no 122° da Burj Khalifa, o At.mosphere oferece uma vista deslumbrante do Golfo da Arábia, do alto
de seus 408 metros. A decoração sofisticada confere ao
restaurante um ar requintado, enquanto os convidados
saboreiam o melhor da culinária europeia harmonizada
com excelentes vinhos.
Informações: Burj Khalifa. Dubai. Tel: 971 4 8883828.
www.atmosphereburjkhalifa.com
Eauzone
Banhado pelo azul do mar e do oceano, este espaço casual durante o dia e refinado à noite, oferece culinária moderna com temperos asiáticos.
Informações: Hotel One & Only Royal Mirage.
Tel: 97143999999. Abre diariamente para almoço e jantar.
www.royalmirage.oneandonlyresorts.com
Atlantis The Palm
O Complexo Atlantis oferece diversos restaurantes de alto
nível, como o premiado Nobu, do talentoso chef que dá
o nome; o Ossiano, com o seu deslumbrante aquário; e
francês Rostang e o italiano Ronda Locatelli, respectivamente assinados pelos célebres chefs Michel Rostang e
Giorgio Locatelli. Há ainda opções casuais, como o asiático Safron, o mediterrâneo Kaleidoscope e as lanchonetes
Shark Bites e Splashers and Waves.
Informações: Atlantis The Palm. Tel: 971 4 4261030.
E SP O R T E . . .
Dos
gramados
curitibanos para o
A trajetória internacional
do atacante Marcel
revelado pelo Coritiba
mundo
texto Priscilla Scurupa
M
arcel Augusto Ortolan começou sua carreira como
jogador de futebol nas categorias de base, época
em que foi descoberto pelo Coritiba Futebol Clube. O contrato com o Alviverde, assinado no ano 2000, foi
seu primeiro passo como atacante profissional e o impulso para sua projeção nacional e internacional.
Pelo Coritiba, venceu o Campeonato Paranaense 2003
e contribuiu para a volta do time ao cenário internacional com a conquista de uma vaga na Libertadores, em
O jogador Marcel
Ortolan em ação
nos gramados
2004. Seu desempenho saltou aos olhos dos dirigentes
do Suwon Bluewings, time sul-coreano pelo qual passou
a atuar no mesmo ano. Na mudança, não hesitou: levou
consigo a esposa, Rafaela, e com ela dividiu as delícias e
dificuldades de se viver do outro lado do mundo. “Foi uma
ótima experiência, vencemos o campeonato sul-coreano,
porém a cultura do país é totalmente diferente. Sofremos
para nos adaptar com a alimentação, com a frieza dos asiáticos e a dificuldade de comunicação”, conta. A estadia
por lá, no entanto, não durou muito tempo.
Em 2005 partiram para Portugal, onde Marcel atuou
pelo Académica de Coimbra e, posteriormente, pelo Ben-
50
fotos divulgação e acervo pessoal
fica. No país, além de garantir visibilidade internacional
para sua carreira, teve seu primeiro filho, Davi, hoje com
seis anos de idade. Dois anos depois, a família retornou ao
Brasil, onde Marcel foi apresentado como reforço no São
Paulo Futebol Clube, time pelo qual o atacante conquistou seu primeiro título do Campeonato Brasileiro.
Em seguida, ele passou pelo Grêmio, Cruzeiro e, por
sua ótima atuação no torneio internacional sub-23 e torneio pré-olímpico em 2004, foi convidado a, mais uma
vez, atravessar o oceano para mostrar seu futebol. O destino foi o clube japonês Vissel Kobe, na época dirigido por
Caio Júnior, ex-Flamengo. Marcel destaca, porém, que
dois grandes momentos de sua carreira viriam a seguir,
em 2010, quando conquistou pelo Santos o Campeonato
Paulista e, como relata orgulhoso, a Copa do Brasil.
No ano passado, o jogador retornou com sua família
a Curitiba. Na cidade, instalou-se no elegante Edifício Le
Havre, da Plaenge. Com a esposa e os filhos Davi e Sara
dividiu as vitórias como camisa 31 do Coritiba. Apesar de
sua paixão pelo futebol, ele revela que o que realmente o
faz feliz são os momentos em família. “Treino, em média,
duas vezes por dia, jogo duas vezes por semana. Quando
não estou trabalhando, adoro ficar em casa com minha
família ou passear com eles pelos parques e shoppings
da cidade”, diz. Para este ano, o jogador aguarda possíveis
negociações em relação a sua carreira.
A esposa, Rafaela,
e os filhos Davi e
Sara: felicidade
nos momentos
em família
51
G A ST RO N O M IA . . .
A
Fusão
de
Sabores
Restaurante Terra Madre oferece a fartura
da cozinha italiana mesclada à delicadeza
gastronômica francesa com ingredientes
bem brasileiros
texto Ana Amaral
ideia de abrir um restaurante não passava pela
cabeça da bancária Isabela Portugal Freiberger,
moradora do Edifício Le Corbusier, da Plaenge. Em
2005 o amigo Raphael Zanetti, que já era proprietário de
uma franquia da loja de vinhos Expand, a convidou para
abrir uma multimarcas. Desta parceria surgiu a Vino, e
junto com a loja, veio uma outra ideia: abrir um restaurante. Assim nasceu o Terra Madre, um espaço onde o
cliente não compra apenas um vinho, ou consome uma
boa refeição, ele tem uma experiência completa em uma
loja com mais mil rótulos, um bar com petiscos variados
e um restaurante com gastronomia de primeira linha.
Coincidentemente, o ano de abertura do restaurante
foi o mesmo em que houve a valorização do movimento slow food. O conceito se encaixou perfeitamente aos
princípios do Terra Madre, que preza por uma refeição
sem pressa e pelos prazeres da boa mesa. “A nossa cozinha é baseada na fartura da cozinha italiana, na delicadeza da gastronomia francesa, e sempre buscando
ingredientes bem brasileiros”, diz a proprietária Isabela.
Desde 2008, o chef Ivan Lopes é quem comanda a cozi-
nha da casa. Pernambucano, ele adora criar novos pratos, incorporando ingredientes brasileiros no cardápio,
que inclui delícias como o Carpaccio de Surubim e a Costela Suína no Mel e na Cachaça.
fotos divulgação
Raphael Zanetti e
Isabela Portugal Freiberger:
parceria saborosa
Costela Suína no Mel e na Cachaça
ao Molho de Jabuticaba e Purê de
Feijão Branco (Chef Ivan Lopes)
Ingredientes:
1 costela suína • 200 ml de cachaça • 100 gr de mel
silvestre • 1 cebola cortada em cubos pequenos • 1 cabeça de alho cortada em 3 partes com casca • 2 talos
de alecrim cortados grosseiramente • 4 folhas de louro • 20 gr de pimenta-do-reino branca e preta • 1 anis
estrelado • 30 gr de sal grosso
Preparo:
Misture todos os ingredientes picados em um recipiente. Adicione o mel, a cachaça, o sal e misture tudo
muito bem. Coloque todos os temperos sobre a costela e leve à geladeira por 24 horas. Retire a costela,
coloque em uma assadeira com um pouco de água ou
caldo. Cubra com papel-alumínio. Asse a costela no
forno já aquecido a 140° por 3 horas ou até ficar bem
macia. Retire do forno e reserve o molho do assado
52
Purê de feijão branco - Ingredientes:
200 gr de feijão branco hidratado • 50 gr de pancetta
• 1 dente de alho • ¼ de cebola • ½ de cenoura • 1 talo
de salsão cubos • cebolinha e salsinha a gosto, tudo
bem picado • azeite de oliva e sal gosto
Molho - Ingredientes:
½ pote de geleia de jabuticaba (pode ser polpa) • 100
ml de vinho do Porto • 100 ml de vinho tinto seco •
100 ml do molho do assado • 40 gr de manteiga, sal e
pimenta a gosto
Preparo:
Cozinhe bem o feijão, escorra a água e faça um purê
bem grosso. Refogue bem a pancetta, a cebola e o
alho. Adicione o purê de feijão e os legumes picados.
Finalize com um pouco do caldo do feijão que foi cozido, o azeite e verifique o sal. Sirva com a costela e o
molho de jabuticaba
Preparo:
Em uma panela no fogo reduza os vinhos pela metade. Adicione o molho do assado (veja se não está
muito salgado); adicione a geleia, a manteiga e deixe
ferver. Sirva com a costela
Terra Madre Ristorante
Rua Desembargador Otávio do Amaral, 515
Bigorilho - Curitiba/PR - Fone: 41 3335-6070
www.terramadreristorante.com
53
A M B I E N T E . . .
Foco de luz
Do contemporâneo ao clássico
Para iluminar o ambiente, escolha o estilo que mais se
identifica com você. A Grey House oferece modelos dos
mais arrojados, com cúpulas em pele de animais, passando
pelos clássicos e até peças personalizadas.
Um bom projeto de iluminação é indispensável
para definir a decoração, principalmente em
espaços com múltiplas funções
Q
uem sabe usar a iluminação como um elemento decorativo sai na frente no objetivo de dar
amplitude aos espaços e destacar detalhes que
deixam o ambiente mais agradável. As opções são diversas. Cores, tamanhos e formatos apropriados para cada
canto da casa podem dar aquele toque especial, que vai
do contemporâneo ao clássico, de acordo com o estilo do
morador.
Assim, o projeto de interiores deve andar lado a lado
com o luminotécnico. Para quem ainda tem dúvidas, é importante lembrar que nesta etapa é possível personalizar
os ambientes e ainda evitar futuras obras, como quebra
de paredes ou do gesso. Para uma iluminação adequada,
é válido lançar mão de diferentes tipos de luminárias e
lâmpadas, pois elas criam efeitos de luzes variados e destacam pontos importantes da decoração. “No caso dos
ambientes integrados é fundamental pensar na parte
luminótécnica para definir o estilo e a quantidade de lu-
fotos divulgação
minárias a serem utilizadas”, ensina Adriana Sypniewski,
proprietária da Grey House Iluminação,empresa parceira
da Plaenge em diversos projetos, como o apartamento
decorado do Poème, localizado no Ecoville.
Com as diversas opções existentes no mercado, também é importante ter um auxílio profissional para escolher as lâmpadas mais adequadas e sustentáveis. “O mais
interessante é fazer a iluminação com a cor da lâmpada
em torno de 2700 a 3000k, que é a cor mais ‘amarelada’
e reproduz mais fielmente a cor natural dos objetos, por
ser mais quente”, comenta Adriana. De acordo com ela,
as lâmpadas de LED, por exemplo, são duradouras proporcionando economia de energia e de recursos naturais,
além de iluminarem muito bem. “Existem marcas fantásticas, mas ainda é preciso cuidado porque também existem lâmpadas de má qualidade. Nós na Grey House sempre testamos o produto antes de oferecemos ao cliente”,
complementa Adriana.
Ambiente decorado da
Plaenge com projeto
luminotécnico assinado
pela Grey House
Spellbound
Luminária em LED design
contemporâneo e ousado
R$ 7.280,00
Coluna Estalacta
com luz em LED
Preço sob consulta
(vários tamanhos)
Arandela
cristal Cognac
estilo clássico
R$ 790,00
Kahllie-design Adriana
Sypniewski com cúpulas em
seda/pele/estampas animal
R$ 1.490,00
Grey House Iluminação
Endereço: Rua Noel Rosa, 61 - Bigorrilho - Curitiba/PR
Telefone: 41 3336-4159 | www.greyhouse.com.br
54
preços consultados em novembro de 2012
texto Marília Bobato
55
L A Z E R . . .
Al
Desvendar o litoral a
bordo do seu próprio
barco é um sonho possível
mare
texto Marília Bobato
L
A curitibanaTriton 330:
lançamento de 33 pés
incorpora novos recursos
tecnológicos
fotos divulgação
iberdade com exclusividade. Para quem quer descobrir uma nova paisagem a cada passeio, com muito
estilo e sofisticação, adquirir um jet ski, lancha ou barco pode ser o início de uma grande aventura. Num cenário de mar e sol, é opção perfeita de lazer diferenciado.
Para quem está pensando em investir nessa possibilidade, o diretor comercial da MM Náutica, Rafael Carvalho, diz que, ao contrário do que as pessoas pensam, hoje
é muito mais fácil ter um barco. “Existem diversas linhas
de crédito disponíveis, com financiamentos em até 48
vezes. O investimento inicial varia bastante, e temos diversos modelos de embarcações cujos preços variam de
R$ 50 mil a R$ 12 milhões”, explica.
Se você já está convencido a fazer parte do mundo
náutico, vale destacar que os novos modelos de barcos
estão cada vez mais equipados. “Com motores menos
poluentes e mais silenciosos, temos opções que atendem as normas ambientais mais rigorosas no mundo
todo”, garante Carvalho. “Além disso, fabricantes de acessórios para navegação vêm apostando em fishifinders,
GPS, piloto automático, entre outros itens de grande visibilidade”.
Com um litoral privilegiado logo ao lado e muita água
nas baías de Paranaguá e Guaratuba, opções de passeio
não faltam, como Ilha do Mel, Ilha das Peças, Guaraqueçaba e o Superagui. Carvalho comenta que neste itinerário os curitibanos têm preferência pela lancha Phantom
300, produzida pela Schaefer Yachts, de Santa Catarina.
Novidades 2013 no Rio Boat Show
De 25 de abril a 1º de maio de 2013, acontece o Rio
Boat Show, o maior evento náutico da América Latina,
sediado no Pier Mauá, Rio de Janeiro. Nesta edição,
os lançamentos ficam por conta da Schaefer Yachts,
que irá expor o Schaefer 800, o primeiro iate fabricado
inteiramente no Brasil. Já a marca curitibana Triton lança
a Triton 330, uma embarcação de 33 pés, que promete
ser um grande sucesso de vendas, a exemplo da Triton
275.Para maiores informações, acesse o site oficial do
evento: www.rioboatshow.com.br
Phantom, na versão 800,
fabricada pelo estaleiro
catarinense Schaefer Yachts
Um dos vários modelos
de jet ski comercializados
pela MM Náutica
56
MM Náutica
BR 116, Av. Marginal, 12.756 - Vila Fanny
Curitiba/PR - Fone: 41 3333-9011
www.mmnautica.com.br
57
1500 CEO’s de 60 países e 33 setores
da economia disseram que a
Eloi
Zanetti
[email protected]
Um nó de gravata bem dado é o primeiro
passo sério na vida de um homem
(Oscar Wilde)
T
enho um amigo, hoje um empresário de sucesso, que
botões para fixação, os chamados pin-point, exibem o
na infância acalentava o sonho de ser cobrador de
meio nó.
ônibus da linha Londrina-Cambé só para usar gravata.
Quanto aos desenhos e padrões, existem para todos os
Outro, advogado, vive engravatado e não perde oportunigostos, até com a figura do Pernalonga. Nada contra merdade de aconselhar: “Usem gravata, as pessoas respeitam
chandising, mas eles não combinam com determinadas
quem usa gravata.”
idades ou posições. Existem as com desenhos parecidos
Durante anos não consegui me dar bem com elas,
com amebas e protozoários, e ultimamente começaram a
achava-as desconfortáveis. Até descobrir que o problema
voltar à moda as com desenhos dos batalhões do exércinão estava nas gravatas, mas na modelagem das camisas
to inglês. Como não servi à mãe pátria e até hoje não sei
sociais brasileiras. Como tenho braços longos e pescoço
diferenciar um general de um major, tenho poucas gragrosso, eram as camisas que me atormentavam e não as
vatas com estes motivos. As vendidas em free shops, em
gravatas. As mangas curtas atrapalhavam os movimentos
seda pura, de altíssima qualidade, italianas ou francesas,
dos braços e o aperto no pescoço era
para mim são óbvias demais. Seguem
um suplício. Deselegante, fazia o que
o mesmo padrão - luxo - e identificam a
ninguém deve fazer: desabotoar a gola
origem da compra com facilidade. Olhae afrouxar o laço. A numeração das camos e já percebemos - esse passou por
misas americanas, com seus diferentes
um free shop e quer ser visto como viaUsem gravata, as
tamanhos de mangas e larguras para o
jante internacional.
pessoas respeitam
pescoço, resgatou-me o direito de usar
O estilo e padrão que recomendo
quem usa gravata.
gravatas. Enquanto nossa modelagem
é aquele de que gostamos mais, pois
vai até cinco, a americana varia em difeprecisamos nos sentir bem com o que
rentes números, a camisa veste melhor
vestimos. Ternos não mudam muito,
e em conseqüência, o uso da gravata é
camisas idem, mas gravatas podem promais confortável.
piciar milhares de combinações. Por isso,
Passei a me interessar pelo assunto e descobri que foi
certos cuidados devem ser observados. Quando as usava
o rei francês Charles II que as inventou. Em uma batalha
com mais freqüência, tinha uma coleção de quase 200 e
contra os croatas, ele ficou tão encantado com os lenços
variava no uso de umas 20, as favoritas. Ao acordar olhaamarrados ao pescoço - “foulard”- que os soldados iniva para fora, observava as condições do tempo e sentia o
migos usavam, que solicitou aos seus comandantes que
meu estado de espírito: hoje estou motivado e alegre ou
adotassem o mesmo sistema no seu exército. Esses lenços,
quero curtir certa tristeza? Terei que me preparar para uma
em diferentes padrões e cores, indicavam a hierarquia na
apresentação pública? Que tipo de terno vou usar hoje?
tropa. A moda pegou, foi para a Inglaterra e depois para
De acordo com essa equação é que escolhia a gravata do
o exército americano. De lá para o mundo foi um pulo.
dia. Observava também as cores do terno e da camisa e o
Muitas das roupas masculinas em uso civil nasceram no
tipo de colarinho. Uma coisa deve combinar com a outra e
ambiente militar. O blazer é uma delas, a bombacha do
a gravata é que vai dar o toque final. Tudo muito sutil. Com
gaúcho, outra.
o nó bem dado, a ponta da gravata encostando exatamenExistem dois comprimentos, menor para pessoas de
te na fivela da cinta, me sentia apto para sair para a luta de
torso curto e maior para as de torso longo. Um amigo, baimais um dia.
xinho, usa gravatas longas, até a braguilha da calça, ridícuOs tempos mudaram, e atualmente, elegância é usar
lo. Você sabia que para cada tipo de colarinho é indicado
um bom terno sem gravata. O casual day, antes restrito às
um tipo de nó, e cada um deve combinar com um tipo de
sextas-feiras, foi adotado para a semana inteira. Um conserosto? Camisas com colarinhos italianos, aqueles abertos
lho final: não guarde a gravata com o nó feito, desmanchee mais quadrados na ponta, exigem nó duplo ou Duque
-o e pendure-a para respirar e soltar as fibras, e, gravata
de Windsor. Já as camisas com colarinhos pontudos e com
com nó embutido em zíper, nem pensar.
58
criatividade
é a principal competência para as
empresas atualmente
Sua empresa é inovadora?
Seu negócio pode ser mais criativo?
Como estimular a criatividade de sua equipe?
Palestras, Workshops e cursos de criatividade
Consultoria empresarial em inovação
Gestão de eventos criativos
Programa de Vendas Criativas
www.escoladecriatividade.com.br | (41) 3026-0222
59