premiação iabs/sp 2012_premio joão batista vilanova artigas

Сomentários

Transcrição

premiação iabs/sp 2012_premio joão batista vilanova artigas
PREMIAÇÃO IABS/SP 2012_PREMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS
Instituído nesta edição, o PRÊMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS é um reconhecimento público do
INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL / DEPARTAMENTO SÃO PAULO a ações, práticas, políticas e
programas de caráter público e/ou privado que venham a melhorar a qualidade de vida em nossas
cidades bem como, a valorização das boas práticas em arquitetura por parte das empresas ( Públicas ou
Privadas ) contratantes e, ainda, iniciativas de caráter exemplar das Escolas e Faculdades de Arquitetura
no sentido de aperfeiçoamento do ensino em Arquitetura e Urbanismo.
A proposta é instituir um selo de qualidade / aprovação e destaque dos arquitetos do Estado de São
Paulo, representados pelo Departamento de São Paulo do IAB, a ações que valorizem a contratação dos
profissionais de arquitetura e sua produção, bem como, incrementem a qualidade do espaço ( em escala
urbana ou regional ) em nosso Estado e, também, a melhoria da qualidade do ensino em nosso Estado.
Não cabe, portanto, inscrição de concorrentes.
Esta modalidade, por exemplo, poderia ter sido conferida à administração Marta Suplicy, no Município de
São Paulo, pelo projeto dos ‘CEUS/ CENTROS DE EDUCAÇÃO UNIFICADOS’, por enfrentar a demanda de
escolas, na Cidade de São Paulo, de forma corajosa, criando grandes e belas escolas que contribuíram
para a reurbanização de recantos sofridos da periferia e, principalmente, valorizaram o corpo técnico
estável da prefeitura escolhendo um bom projeto dos arquitetos da EDIF, tendo o colega Alexandre
Delijaicov à frente;
O projeto ‘CIDADE LIMPA’, da administração Gilberto Kassab, que, também, numa ação corajosa, mudou
PREMIAÇÃO IABS/SP 2012_PREMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS
a paisagem de nossa cidade contrariando fortes interesses econômicos e que, foi premiado, inclusive, na
Alemanha, servindo de paradigma para ações de outras prefeituras, como por exemplo, a da ‘Cidade
Maravilhosa’, o Rio de Janeiro!
A eleição do Prêmio JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS/2012 enfrentou a difícil tarefa de escolher seu
premiado entre várias iniciativas de grande valor para o desenvolvimento da arquitetura e do urbanismo
como formas de conhecimento que são indispensáveis à ação inteligente sobre as cidades.
Foram destacadas três ações:
1. A atuação da SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO,
na gestão do Secretário, Professor Carlos Augusto Calil, promovendo a construção, restauração e
programação dos edifícios municipais dedicados à cultura tais como: a construção da Praça das Artes
incluindo o restauro do Conservatório Municipal, o Restauro do conjunto da Casa da Marquesa/ Beco do
Pinto e Casa nº 1 (Museu da Imagem), Chácara Lane, Restauro e readequação, da Biblioteca Mário de
Andrade e seu anexo, Pavilhão das Culturas Brasileiras (antiga sede da PRODAM_último edifício do
parque Ibirapuera não destinado à Cultura), Centro Cultural Cidade Tiradentes, Restauro do Teatro
Municipal, Reforma de várias bibliotecas distritais (implantação de bibliotecas temáticas) e restauro dos
principais teatros de periferia, entre eles, o Flávio Império;
2. No plano Federal, fundação da ‘EPL / EMPRESA DE PLANEJAMENTO E LOGÍSTICA’, pelo Governo da
República, para desenvolvimento de projetos de infra-estrutura, notadamente de ampliação e
recuperação da malha ferroviária do país.
PREMIAÇÃO IABS/SP 2012_PREMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS
Ação esta que, inverte de forma corajosa, a mão da política de injeção de recursos na economia, antes,
baseada na captação de recursos através do estímulo ao crédito / redução de impostos estimulando a
compra pelos cidadãos de bens de consumo (linha branca e automóveis) e, agora, com a criação da EPL, o
Governo assume seu papel de protagonista do crescimento econômico e geração de empregos investindo
grandes somas de recursos no crescimento da economia e investimentos do País, além de, redirecionar o
foco da política de transportes do carro individual para o transporte coletivo! Como, amplamente
divulgada nas redes sociais, a frase de um colega arquiteto: “nação avançada não é aquela em que os
pobres dirigem seus carros particulares mas, sim, aquela em que os ricos se utilizam do transporte
público!”
3. Em sua edição inaugural, o Instituto de Arquitetos do Brasil / Departamento São Paulo decidiu conferir
o PRÊMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS, à Política habitacional desenvolvida pela Superintendência
de Habitação Popular / HABI, da Secretaria Municipal da Habitação / Prefeitura de São Paulo 2005/2012,
na gestão da Superintendente e também, Secretária Adjunta, arquiteta Elisabete França. Política esta
que, mudou o paradigma arquitetônico e urbanístico para a produção da habitação social em São Paulo.
Essa ação conceituou a habitação no sentido amplo do termo, como habitat, promovendo-a sempre
como parte integrante e fundamental da construção da cidade que desejamos, tanto na reurbanização de
áreas precariamente urbanizadas (cerca de 200) como na construção de novos conjuntos de moradias
atendendo um universo de 200.000 famílias. Além disso, foi criado o Plano Municipal de Habitação (20092024), as diretrizes para projetos, os planos urbanísticos, a metodologia do trabalho social (que funciona
em colaboração com as redes sociais de cada bairro).
PREMIAÇÃO IABS/SP 2012_PREMIO JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS
Para isso, a Superintendência de Habitação Popular / HABI desenvolveu variadas e frutíferas frentes de
discussão sobre a questão da habitação social, como inúmeros fóruns, muitos com a participação popular,
cooperações com diferentes escolas de Arquitetura de São Paulo (como Mackenzie, Belas Artes e Escola
da Cidade) bem como, internacionais como Harvard, Columbia, UCLA, London Architecture e ETH, de
Zurique, e institutos de pesquisa, nacionais e internacionais, divulgando a nossa arquitetura em
exposições internacionais de porte, como as Bienais de Veneza, Quito e Rotterdam e em publicações
exclusivas.
Envolvendo mais de 60 diferentes equipes de arquitetura, contratados diretamente ou, através do
concurso RENOVA SP, logrou desenvolver inúmeros projetos de alta qualidade arquitetônica e urbana,
atestada em diversos prêmios no Brasil e no exterior ao longo desses últimos anos.
Neste sentido, entendemos ser esta ação a mais adequada, nos últimos dois anos, a receber esta
distinção do IAB/SP, que leva o nome de JOÃO BATISTA VILANOVA ARTIGAS, que, em sua atuação como
arquiteto, político e professor sintetizou este olhar com a frase: “a felicidade de um povo se mede pela
beleza de suas cidades”.
São Paulo, 06 de novembro de 2012
Diretoria Gestão 2012/2013 / Instituto de Arquitetos do Brasil / Departamento de São Paulo
Arquiteto José Armênio de Brito Cruz, presidente
Comissão Organizadora PREMIAÇÃO IAB/SP 2012: arquitetos
Débora Frazatto, Roberto Portugal Albuquerque e Pedro Mendes da Rocha ( Coordenador )

Documentos relacionados