Dicas de Consolidação - Projeto Vida Nova de Irajá

Сomentários

Transcrição

Dicas de Consolidação - Projeto Vida Nova de Irajá
CONSOLIDAR –
FIRMANDO OS PASSOS DOS ALCANÇADOS
“... ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado, e eis que estou
convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mt : 28.20b
1. Fonovisita
2. Ministrar Manual de consolidação
3. Classe de consolidação (EBD – Classe de Novos convertidos)
4. Batismo
5. Encontro com Deus
Consolidar - tornar-se seguro, sólido, firme, estável.
At. 9:11-20
Tão importante quanto gerar é cuidar.
O que você sentiria se soubesse que uma mulher deu à luz a um a linda criança, mas
que por algum motivo ela não pôde cuidar dela e abandonou, logo depois de nascer, ao relento, à própria sorte? Imagine ainda que o lugar esteja cheio de cães ferozes espreitando aquela criança e ela agora está chorando de fome e solidão. Isso não o faz sentir revoltado? Mas a
historia ainda não acabou. Depois de chorar e gritar convulsivamente, por horas a fio, aquele
bebê entra num estado de prostração e tristeza. A fome é tamanha que ela tem alucinação de
que está se alimentado. Se nenhuma fera a devorar, é certo que morrerá, lentamente, esquecida no mundo.
Você certamente está tomado de uma ira explosiva misturada com uma angustiante
compaixão. Você está se perguntando: “Quem seria capaz de tamanha atrocidade e desumanidade?” A resposta a essa questão talvez o surpreenda, mas tal pessoa é você.
- Mas eu nunca faria algo assim! – você diz.
- Você fez, a cada vez que ignorou os bebês de Cristo (Novos Convertidos) que foram
gerados na Igreja, nos evangelismos, nos Grupos Familiares, etc.
- Ah, bom! Mas, isso é completamente diferente – você replica. As coisas espirituais
não são tão importantes assim.
Infelizmente, esse é o conceito da maioria dos membros da igreja. Para eles, basta pregar ou levar visitante ao culto. Eles não os vêem o novo convertido como um bebê extraordinariamente frágil, que está exposto a todo tipo de cães espirituais e que necessita urgente-
mente de alimento espiritual. Tal bebê espiritual, assim como o natural, necessita de alguém
que cuida dele. Alguém que traga proteção, alimento, amor e aceitação.
O que é ser um consolidador
Ser um consolidador é ser um amigo, um companheiro que estenderá a mão e susterá
o novo convertido nos primeiros passos da vida crista. Você foi escolhido por Jesus para essa
tarefa fascinante. É preciso enxergar a consolidação como um compromisso inadiável! Agora
você é o irmão mais velho, desse novo membro da família de Deus.
Como Deus vê o irmão mais velho na família.
- Mas eu sou responsável por cuidar de meu irmão?
Essa foi exatamente a resposta que Caim deu ao Senhor, em Gênesis 4.9. Deus perguntou a ele: “Onde está Abel, teu irmão? Ele respondeu: não sei; por acaso sou guardador
de meu irmão?”
Deus está nos perguntando: “Onde estão os Josés, os Joões, as Marias e os Pedros?
Aqueles que foram feitos teus irmãos? “Espero que a resposta não seja como a de Caim.
Você e eu somos guardadores de nossos irmãos. Nós somos responsáveis por cada pequenino que se converte em nosso meio. Nós iremos prestar contas de todos os bebês espirituais
(Novos Convertidos) que pereceram em nosso meio, simplesmente porque não houve quem
guardasse suas vidas. Não seja como Caim que foi um homicida. Ignorar as necessidades espirituais de um novo convertido é ser um cúmplice ou um homicida espiritual. Você pode estar
permitindo que eles não cumpram com propósito do Senhor para a vida deles.
No Novo Testamento, temos muitos exemplos de irmãos que foram guardadores do rebanho. Talvez o exemplo mais marcante seja o de Ananias, que foi alguém que acolheu e
guardou a vida do apostolo Paulo, nos seus primeiros dias de convertido. Ananias nem imaginava quão longe iria aquele novo convertido, a que estava consolidando. É possível que muitos desses novos irmãos que estão próximos de você hoje sejam os apóstolos das próximas
gerações. Você já ponderou essa responsabilidade? Você pode estar matando o mover de
Deus da próxima geração, simplesmente por não guardar os que hoje são os bebês em Cristo
(Novos Convertidos).
1 Fonovisita
Após a decisão pessoal por Cristo, o novo convertido será encaminhado para um lugar
(sala, espaço) onde serão dadas as boas vindas e feito algumas perguntas e a confirmação
dessa decisão. Em seguida será preenchida a ficha de consolidação, com informações sobre
a mesma, (o que chamamos de Consolidação Interna) depois encaminhada para o Departa-
mento de Consolidação (Todas as Igrejas deverão ter) onde os líderes de GF, líderes em treinamento, anfitrião, membros, pegarão as fichas para a consolidação que será entregue uma
via (a segunda via ficará no departamento para controle e a espera da devolução da mesma)
por uma pessoa responsável do Departamento de Consolidação o que chamamos de adoção,
e o primeiro contato será a fonovisita (ligação telefônica) que deverá ser feita nas 24 horas
após a decisão, dando uma palavra de incentivo e motivação. Como irmão mais velho você
deverá combinar com ele (novo convertido) o primeiro encontro para a consolidação utilizando
o Manual de Consolidação.
2 Ministrar Manual de consolidação
Deverá ser ministrado pessoalmente nas próximas 12 semanas.
A. Onde e como se reunir com o novo convertido.
Você tem uma grande responsabilidade nas mãos: cuidar de um bebê recém nascido
em Cristo. Você precisa ter paciência e disposição para ministrar com aceitação, compreensão e amor, para que, assim, ele cresça de forma saudável. O seu tempo com ele precisa ser
um tempo de qualidade.
Seu objetivo é acompanhá-lo nas próximas doze semanas. Lembre-se de que você é
responsável diante de Deus por ele.
Apresente-se como seu consolidador. Esclareça que você tem a missão de acompanhá-lo nas próximas doze semanas, para ajudá-lo a crescer em Deus e que, para tanto, vocês
deverão se encontrar pelo menos uma vez por semana, para estudarem juntos as lições do
“Manual de Consolidação”.
2.1 O lugar e a hora
Seja flexível quanto ao local e à hora do encontro entre você e o novo convertido. O
fundamental é que vocês separem uma hora por semana para estarem juntos. Pode ser na
hora do almoço, após o trabalho, no prédio da igreja, antes da reunião do Grupo Familiar, ou
antes, dos cultos da igreja.
2.2 O tempo juntos
No seu tempo semanal com o novo convertido, cinco coisas deverão acontecer:
a) Ouça
Antes de tudo, você deve ouvi-lo. Não simplesmente estimular que ele fale algo, mas
demonstrar interesse real pela vida dele. Ouvir significa entender como o outro vê o mundo ao
seu redor. Quando entendemos como ele vê, somos capazes de compreender seus sentimentos.
Não chegue com atitude professoral de quem sabe tudo e o outro não sabe nada. Ouça
a sua história, como foi que ele se converteu, como chegou até a igreja e como está se sentindo naquele dia. Lembre-se que ele é o centro, portanto, não gaste muito tempo falando de
si mesmo.
b) Compartilhe
Nos primeiros encontros, o tempo de ouvir será maior, porque vocês ainda estão se conhecendo. Mas, depois dos primeiros encontros, gaste um tempo maior compartilhando a lição do
Manual de Consolidação. Leia junto com ele e compartilhe o que foi ensinado, principalmente
“Tomando Atitudes” no final de cada lição.
c) Pratique
Nem todas as lições permitem uma pratica instantânea, mas a maioria, sim. As lições sobre
deixando as coisas do passado, separados para Deus, vencendo as tentações, oração, a Bíblia, dízimos e ofertas podem ser praticadas logo depois de compartilhadas. Esteja preparado
para fazer uma aplicação instantânea.
Pode ser que haja alguma resistência numa lição ou noutra. Seja paciente e espere que o Espírito Santo o convença.
d) Ore
Ministre especificamente sobre as necessidades que ele porventura tenha compartilhado e
também sobre o tema da lição estudada. Por exemplo, se naquele dia o tema foi separados
para Deus, faça com ele uma oração de santificação; se o tema foi vencendo as tentações,
faça uma oração de vitória sobre o tentador e assim por diante.
e) Planeje
As lições possuem no final de cada uma delas Tomando Atitude, que deve ser praticada durante a semana. Planeje com o novo convertido aquilo que ele deverá fazer durante a
semana, até o próximo encontro.
Esses cinco pontos representam em encontro ideal. Sabemos que poucas vezes ele
será perfeito. Não fique chateado se não conseguir praticar exatamente o que estamos propondo. O Espírito Santo vai conduzir você durante esses encontros, para que as necessidades reais do novo convertido sejam supridas. Dos cinco pontos, os mais importantes são o
compartilhamento e a oração. Com relação a esses pontos, seja radical.
B. Seja um companheiro
Como um consolidador, sua principal função é acompanhar o novo convertido que lhe
for confiado por Deus. Faça o seguinte:
•
Encontre-se com ele uma vez por semana para ministrar o “Manual de Consolidação”.
•
Mantenha contato com ele por telefone, durante a semana. Ligue para abençoá-lo.
•
Ligue para ele no dia do Grupo Familiar, para lembrá-lo da reunião.
•
Verifique se ele veio ao culto. Se não, ligue para ele no mesmo dia.
•
Observe se antigos amigos estão tentando puxá-lo de volta para o mundo. Guarde-o.
•
Seja um canal de amor para ele, pois é através de você que ele experimentará o amor
de Deus.
•
Ame-o incondicionalmente. Ele é uma ovelha do Senhor.
Se você ganhou uma pessoa, você é, naturalmente, o seu consolidador. Você pode ser
um consolidador para muitos novos convertidos, simultaneamente. Isso é um grande privilégio.
Seu trabalho principal será ministrar a ele o “Manual de Consolidação”. O curso é composto de 12 lições, que serão ministradas semanalmente. Dessa forma, a sua atividade mais
importante, pelas próximas doze semanas, será cuidar de um novo convertido como um “Consolidador”. Mãos à obra!
3 Classe de consolidação (EBD – Classe de Novos convertidos)
Simultaneamente, o novo convertido, deverá ser encaminhado para a Classe de Consolidação na EBD, onde será utilizado o mesmo manual, sendo que de maneira didática (formal), enquanto que no encontro pessoal o novo convertido tem a oportunidade de exibir suas
duvidas, conflitos, dificuldades, etc.
4 Batismo
Após a conversão, o batismo talvez seja o momento mais importante da caminhada
cristã. Todavia, muitas são as dúvidas e inquietações que afligem o novo convertido. O batismo é muito mais que um ritual religioso: uma experiência marcante na jornada cristã. É o testemunho publico da sua vida nova e fé em Jesus Cristo. Durante a consolidação, o novo convertido poderá sentir o desejo de batizar-se antes do estudo sobre batismo, neste caso o estudo pode ser antecipado (pelo consolidador) e a pessoa apresentada ao líder do Grupo Familiar, Discipulador ou ao Pastor ou ainda fazendo sua inscrição no Balcão de Consolidação. Pergunte e incentive sempre aos seus consolidados sobre o batismo. Além das datas que as
igrejas tenham programados seus batismos, temos o compromisso com a Festa das Águas
(dia 30 de outubro, no Piscinão de Ramos – alvo para o PVN em 2010 - 3.000 pessoas).
A você também foi confiada à responsabilidade de selar esses novos convertidos. Devemos ter empenho para que ninguém se batize sem ter tido as instruções de um consolidador ou do professor da classe. Deus está lhe confiando uma vida e espera que você cuide
dela com responsabilidade. Por isso:
•
Você como consolidador esteja certo de que o novo convertido fez ou está fazendo a
Classe de Consolidação (Novos Convertidos).
•
Ajude-o a fazer a inscrição do batismo
•
Ajude-o no dia do batismo, orientando-o com relação a roupas e becas.
5 Encontro com Deus
Os Encontros com Deus são hoje uma eficiente ferramenta para a evangelização (por-
que queremos que os não alcançados sejam convidados a participar) e consolidação destes,
que fazem parte dessa geração corrompida e sem valores. A realização desses Encontros é
um canal de Deus no propósito de levar o Evangelho do Amor de Cristo a todas as criaturas e
alcançar os perdidos. Nosso sincero desejo é que este instrumento ajude a todos que se dispuser a conquistar uma geração de profetas e adoradores e alcançar os perdidos para o Senhor Jesus. Para assim se cumprir a ordenança de pregar o Evangelho a todas as pessoas.
Pergunte ao seu pastor sobre a próxima data do Encontro com Deus. Então o consolidador falará ao seu consolidado sobre a importância dele participar do Encontro com Deus.
Se necessário for, ajude-o juntamente com seu Grupo Familiar, compartilhe com seu líder a
necessidade.
6 Conclusão
Já é tempo de mudar essa história. Estamos convidando você para o relacionamento
mais empolgante que você já tenha experimentado. Estamos convidando você para ser um
“Consolidador” em nossa igreja.
Mãos a obra!
Por: Pr. Luiz Fernando Resende

Documentos relacionados