Políticas Públicas - Curso de Mestrado Curso de Doutorado

Сomentários

Transcrição

Políticas Públicas - Curso de Mestrado Curso de Doutorado
DEPARTAMENTO(S): GEP
CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNO
(CMCDAPG)
PROFESSOR(ES) RESPONSÁVEIS: MARTA FERREIRA SANTOS FARAH
SEMESTRE: 2º/2016
CRÉDITOS: 3
PROGRAMA DA DISCIPLINA
NOME DA DISCIPLINA
POLÍTICAS PÚBLICAS
EMENTA
A disciplina apresenta as principais teorias de políticas públicas, discutindo questões relativas
às etapas do ciclo de políticas públicas, numa perspectiva heurística. Discute-se a mudança de
paradigmas analíticos e a emergência de perspectivas que destacam a importância de valores
e ideias no processo de políticas públicas. A disciplina propicia a oportunidade de estudo de
políticas concretas com base neste referencial, com ênfase a casos brasileiros.
OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA
Apresentar um quadro de referência analítico para o estudo de políticas públicas, discutindo
questões relativas à constituição da agenda, ao processo decisório, à formulação e à
implementação das políticas e ao processo de avaliação. Discussão de teorias de políticas
públicas, destacando mudanças de paradigmas e o debate entre diferentes abordagens
teóricas.
OBJETIVO DE APRENDIZAGEM
Os alunos deverão, ao final do curso, conhecer as principais abordagens sobre políticas
públicas, os principais conceitos utilizados neste campo de estudos, assim como o debate entre
as perspectivas teóricas. Deverão ainda ser capazes de mobilizar algumas destas teorias para
a análise de políticas públicas concretas.
METODOLOGIA
A disciplina será desenvolvida por meio de aulas expositivas, de discussão em grupo de textos
selecionados, da aplicação do referencial analítico à análise de políticas selecionadas e de
seminários apresentados pelos alunos.
TÓPICOS PRINCIPAIS
1. O campo de estudos de políticas públicas e a Administração Pública;
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
2.
3.
4.
5.
6.
7.
Perspectivas de análise do Estado e das políticas públicas;
Formação da agenda;
Formulação de políticas públicas e processo decisório
O processo de implementação;
Disseminação e difusão de políticas públicas
Avaliação de políticas públicas.
CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
Exercícios, participação e/ou prova parcial.....30%
Seminário / trabalho parcial....30%
Trabalho final................................................40%
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
ARRETCHE, Marta Tereza da Silva. Uma contribuição para fazermos avaliação menos
ingênuas. In: BARREIRA, Maria Cecília Roxo Nobre e CARVALHO, Maria do Carmo Brant
(orgs). Tendências e perspectivas na avaliação de políticas e programas sociais. São
Paulo:IEE/PUC-SP, 2001.
BARDACH, Eugene. A practical guide for Policy Analysis: the eightfold path to more effective
problem solving. Los Angeles: SAGE/COPRESS, 2012. 4 ed.
CAHN, Matthew A. and THEODOULOU, Stella Z. Public policy: the essential readings. Prentice
Hall, Upper Saddle River, New Jersey, 1995.
COBB, Roger W. and ELDER, Charles D. Issues and agendas. In: THEODOULOU, Stella and
CAHN, Matthew A. Public policy: the essential readings. Upper Saddle River, NJ, Prentice
Hall, 1995.
COHEN, M., MARCH, J. e OLSEN, J. A garbage can model of organizational choice. In:
Administrative Science quarterly, 17, n. 1, p.1-25, 1972.
CUNILL-GRAU, Nuria. La intersectorialidad en las nuevas políticas sociales: Un acercamiento analíticoconceptual. Gestión y política pública, v. 23, n.1, enero 2014, p. 5-46.
DOBUZINSKIS, Laurent, HOWLETT, Michael, LAYCOCK, David. Policy analysis in Canada: the
state of art. University of Toronto Press, 2007.
MARSH, David. Who learns what from whom: a review of the policy transfer literature.
Political Studies, 44, p. 343-357, 1996.
DRAIBE, Sonia Miriam. Avaliação de implementação: esboço de uma metodologia de
trabalho em políticas públicas. In: BARREIRA, Maria Cecília Roxo Nobre e CARVALHO,
Maria do Carmo Brant (orgs). Tendências e perspectivas na avaliação de políticas e
programas sociais. São Paulo:IEE/PUC-SP, 2001.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
DROR, Yehezkel. Salir del paso, ¿”ciencia” o inercia? In: SARAVIA, Enrique e FERRAREZI,
Elisabete (org.) Políticas públicas: coletânea. Brasília: ENAP, 2006. vol. 1. p. 123-133.
FARAH, Marta Ferreira Santos. Administração Pública e Política Pública. Revista de
Administração Pública (RAP), v.45, p.813 - 836, 2011.
FARAH, Marta Ferreira Santos. Parcerias, novos arranjos institucionais e políticas públicas no
nível local de governo. In SARAVIA, Enrique e FERRAREZI, Elisabete (org.). Políticas públicas:
coletânea. Brasília: ENAP, 2006. vol. 2. P. 187-217.
FARIA, Carlos Aurélio Pimenta (org.). Implementação de políticas públicas: teoria e prática.
Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2012.
FREY, Klaus. Políticas públicas: um debate conceitual e reflexões referentes à prática da
análise de políticas públicas no Brasil. Planejamento e políticas públicas, n. 21, jun de
2000.
FUKS, Mario. Definição da agenda, debate público e problemas sociais: uma perspectiva
argumentativa da dinâmica do conflito social. In: Bib, n.49, 1º sem. 2000, p. 79-94.
HOCHMAN, Gilberto, ARRETCHE, Marta e MARQUES, Eduardo (org.). Políticas Públicas no
Brasil. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2008.
JANN, Werner and WEGRICH, Kay. Theories of the policy cycle. In: FISCHER, Frank, MILLER,
Gerald J. and SIDNEY, Mara S. (ed.). Public policy analysis: theories, politics and methods.
CRC Press, Taylor and Francis Group: Boca Raton, 2007.
JANNUZZI, Paulo de Martino. Considerações sobre o mau uso e abuso dos indicadores sociais
na formulação e avaliação de políticas públicas municipais. RAP, v. 36, n. 1, p. 51-72, jan./fev.
2002.
JANUZZI, Paulo de Martino. Indicadores para diagnóstico, monitoramento e avaliação de
programas sociais no Brasil. Revista do Serviço Público, v. 56, .2, abr/jun 2005, pp. 137-161.
KINGDON, John W. Agendas, alternatives, and public policies. New York : HarperCollins, 1995.
2nd ed. Cap. 9 “Wrapping things up – session Agenda setting”. Republicado parcialmente
em THEODOULOU, Stella Z. and CAHN, Matthew A. Public policy: the essential readings.
Upper Saddle River, NJ, Prentice Hall, 1995. (Agenda setting).
KINGDON, John W. Como chega a hora de uma idéia? In: SARAVIA, Enrique e FERRAREZI,
Elisabete (org.). Políticas públicas: coletânea. Brasília: ENAP, 2006. v. 1. p. 219-225.
KINGDON, John W. Juntando as coisas. In: SARAVIA, Enrique e FERRAREZI, Elisabete (org.).
Políticas públicas: coletânea. Brasília: ENAP, 2006. v. 1. p. 225-247.
LINDBLON, Charles E. Todavía tratando de salir del paso. In: SARAVIA, Enrique e
FERRAREZI, Elisabete (org.) Políticas públicas: coletânea. Brasília: ENAP, 2006. vol. 1. p. 99123.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
LOWI, Theodore J. Four systems of policy, politics and choice. Public Administration Review,
July/August. 1972.
MAJONE, Giandomenico and WILDAVSKY, Aaron. Implementation as Evolution. In:
THEODOULOU, Stella Z. and CAHN, Matthew A.. Public policy: the essential readings.
Prentice Hall, Upper Saddle River, New Jersey, 1995.
MORAN, Michael, REIN, Martin e GOODIN, Robert E. (ed.). The Oxford Handbook of Public
Policy. Oxford University Press: New York, 2008.
ROTH DEUBEL, André-Noël. Políticas Públicas: formulación, implementación y evaluación.
Bogotá: Ediciones Aurora, 2014.
SAASA, Oliver. O contexto político dos países em transição e os modelos de política pública. In;
SARAVIA, Enrique e FERRAREZI, Elisabete (org.). Políticas públicas: coletânea. Brasília:
ENAP, 2006. vol. 2. P. 219-239.
SABATIER, Paul A. and MAZMANIAN, Daniel A. A conceptual framework of the implementation
process. In: THEODOULOU, Stella Z. and CAHN, Matthew A. Public policy: the essential
readings. Upper Saddle River, NJ, Prentice Hall, 1995.
SABATIER, Paul. Political science and public policy. IN: SABATIER, Paul A., JENKINS-SMIT,
Hank C. and STEWARD, Jr., Joseph. Toward Better Theories of the Policy Process
(Sympopsium). PS: Political Science and Politics, v. 24, n. 2, June 1991. Republicado em
THEODOULOU, Stella Z. and CAHN, Matthew A. Public policy: the essential readings. Upper
Saddle River, NJ, Prentice Hall, 1995. P. 10-15
SARAVIA, Enrique e FERRAREZI, Elisabete (org.). Políticas públicas: coletânea. Brasília:
ENAP, 2006. 2 vol.
SECCHI, Leonardo. Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. São
Paulo: CENGAGE Learning, 2010.
SILVA, P. L. B.; MELO, M. A. B. de. O processo de implementação de políticas públicas no
Brasil: características e determinantes de avaliação de programas e projetos. Cadernos de
Pesquisa, nº 48, NEPP, UNICAMP, Campinas, 2000.
SKOCPOL, Theda. Bringing the State back in: strategies of analysis in current research. In:
EVANS, Peter, RUESCHEMEYER, Dietrich e SKOCPOL, Theda. Bringing the State back in.
New York, Cambridge University Press, 1997 (7º ed).
SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, ano
8, nº 16, jul/dez 2006, p. 20-45.
SPINK, Peter. Avaliação democrática: propostas e práticas. Rio de Janeiro, Associação
Brasileira Interdisciplinar de AIDS, 2001 (Coleção ABIA, Fundamentos de Avaliação, n. 3).
SUBIRATS, Joan, KNOWEPFEL, Peter, LARRUE, Corinne e VARONE, Frédéric. Análisis y
gestión de políticas públicas. Barcelona, Editorial Planeta, 2012. 2º edición.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
THEODOULOU, Stella Z. and CAHN, Matthew A.. Public policy: the essential readings. Prentice
Hall, Upper Saddle River, New Jersey, 1995.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ARRETCHE, Marta T.S. Tendências no estudo sobre avaliação. In: RICO, Elizabeth Melo (org.).
Avaliação de políticas sociais: uma questão em debate. São Paulo: Cortez: Instituto de
Estudos Especiais, 1999.
BARREIRA, Maria Cecília Roxo Nobre e CARVALHO, Maria do Carmo Brant (orgs).
Tendências e perspectivas na avaliação de políticas e programas sociais. São
Paulo:IEE/PUC-SP, 2001
BÁSICOS:
CAPELLA, Ana Claudia N. e BRASIL, Felipe G.. Subsistemas, comunidades e redes para a
análise da participação no processo de políticas públicas. Revista Brasileira de Políticas
Públicas. V. 4, n. 2, jul-dez. 2014. p. 65-81.
CAPELLA, Ana Claudia N. Perspectivas teóricas sobre o processo de formulação de políticas
públicas. BIB, São Paulo, n. 61, 1. semestre de 2006, p. 25-52.
CAVALCANTE, Pedro e LOTTA, Gabriela (org.). Burocracia de Médio Escalão: perfil, trajetória
e atuação. Brasília: ENAP, 2015.
CENEVIVA, Ricardo e FARAH, Marta Ferreira Santos. O papel da avaliação de políticas
públicas como mecanismo de controle democrático da administração pública In: GUEDES,
Álvaro Martins e FONSECA, Francisco (org.). Controle social da administração pública. 1 ed.
São Paulo: UNESP, 2007. 1 ed.São Paulo : Editora UNESP, 2007, v.1, p. 19-47.
CENEVIVA, Ricardo. Democracia, accountability e avaliação. A avaliação de políticas públicas
como mecanismo de controle democrático. Dissertação de mestrado em Administração
Pública e Governo. FGV-EAESP, 2005. p. 55-72. (Tipologias de avaliação)
COHEN, Ernesto e FRANCO, Rolando. Evaluación de proyectos sociales. México, Siglo XXI,
1992.
COSTA, F.L.e J.C. CASTANHAR. Avaliação de programas públicos: desafios conceituais e
metodológicos. Revista Brasileira de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 37, n. 5, 2003,
pp. 969-992.
DONAHUE, John D. Dynamics of diffusion: conceptions of American federalism and publicsector innovation. Ash Institute for Democratic Governance and Innovation, John Kennedy
School of Government, Harvard University, 2005.
EVANS, Peter, RUESCHEMEYER, Dietrich e SKOCPOL, Theda. Bringing the State back in.
New York, Cambridge University Press, 1997.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
FARAH, Marta Ferreira Santos. Disseminação de inovações e políticas públicas e espaço
local. O&S. Organizações & Sociedade. , v.15, p.107 - 126, 2008
FARAH, Marta Ferreira Santos. Dissemination of Innovations: Learning from sub-national
awards programmes in Brazil. In: ALBERTI, Adriana; BERTUCCI, Guido. (Org.). UNDESA.
Innovations in Governance and Public Administration: replicating what works. UNDESA,
New York, 2006, v. 1, p. 60-80.
http://unpan1.un.org/intradoc/groups/public/documents/UN/UNPAN021963.pdf
FARAH, Marta Ferreira Santos. Policy analysis at the municipal level of government. In:
VAITSMAN, Jeni; RIBEIRO, José Mendes; LOBATO, Lenaura. Policy analysis in Brazil. Bristol:
University of Bristol/ Policy Press, 2013. p. 107-118. (2013 b)
FARAH, Marta Ferreira Santos. Políticas públicas e municípios: inovação ou adesão? In:
LUKIC, Melina Rocha; TOMAZINI, Carla (org.). As ideias também importam: abordagem
cognitiva e políticas públicas no Brasil. Curitiba: Juruá, 2013 (2013 c).
FIGUEIREDO, Marcus Faria e FIGUEIREDO, Argelina Maria Cheibub. Avaliação política e
avaliação de políticas: um quadro de referência teórica. Análise e Conjuntura, V.1, n.3, p.
107-127, 1986.
FISCHER, Frank (1995) Evaluating public policy. Capital City Press, Austrália: Wadsworth.
KAYANO, Jorge e CALDAS, Eduardo de Lima. Indicadores para o diálogo. In: CACCIA-BAVA,
Silvio, PAULICS, Veronika, SPINK, Peter. Novos contornos da gestão local: conceitos em
construção. São Paulo, Pólis; Programa e Gestão Pública e Cidadania, FGV-EAESP, 2002.
LINDBLOM, Charles. O processo de decisão política. Brasília, Ed. Universidade de Brasília,
1981.
LOWI, Theodore J. Distribuição, regulação, redistribuição. São Paulo, s/d (original: 1966).
LOWI, Theodore. O Estado e a ciência política ou como nos convertemos naquilo que
estudamos. BIB– Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais,38. São
Paulo: ANPOCS, Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994, p. 3-14.
MARQUES, Eduardo. “Notas críticas à literatura sobre Estado, políticas estatais e atores
políticos” In: BIB – Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, nº. 43,
1997.
MARQUES, Eduardo. Redes sociais e poder no Estado brasileiro: aprendizados a partir das
políticas urbanas. RBCS Vol. 21 nº. 60, fevereiro 2006, p. 15-41.
MELO, Marcus André (2000) “Estado, Governo e Políticas Públicas”. In: MICELI, S. (Org.). O
Que Ler na Ciência Social Brasileira (1970-1995). Ciência Política, Vol.III. São Paulo, Ed.
Sumaré, Brasília, ANPOCS & CAPES, pp.59-100.
PAULICS, Veronika. Disseminação de Inovações em Gestão Local. IN: Anais do X Colóquio
Internacional de Poder Local: Desenvolvimento e gestão social de territórios. Salvador, BA, 11 a
13 de dezembro de 2006. Salvador, CIAGS/UFBA, 2006. CD-ROM
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
REIS, Elisa Pereira. Política e políticas públicas na transição democrática. RBCS, n.9, fev.
1989.
RICO, Elizabeth Melo (org). Avaliação de políticas sociais: uma questão em debate. São Paulo:
Cortez: Instituto de Estudos Especiais, 1999.
ROCHA, Roberto. A avaliação da implementação de políticas públicas a partir da perspectiva
neo-institucional: avanços e validade. Cadernos EBAPE, v.2, n. 1, março 2004.
www.ebape.fgv.br/cadernosebape
RUAS, M. d. (1997). Análise se Políticas Públicas: Conceitos Básicos. Washignton, DC:
Indes/BID. Texto digitado. Disponível em
http://www.clebertoledo.com.br/blogs/gestaopublica/administracao/files/files/pol_publicaS_Gra%
C3%A7aRUA.pdf.
SALISBURY, Robert H. The analysis of public policy: a search for theories and roles. In: CAHN,
Matthew A. and THEODOULOU, Stella Z. Public policy: the essential readings. Prentice Hall,
Upper Saddle River, New Jersey, 1995. Especialmente p. 34-37.
SESSION, Glenn. Avaliação em HIV/AIDS.: uma perspectiva internacional.Rio de Janeiro,
Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS, 2001. (Coleção ABIA. Fundamentos de
avaliação, n. 2).
SILVA, Pedro Luiz Barros (coord.). Programa de Apoio à Gestão Social no Brasil.
Sucomponente Desenho e implantação de estratégia de avaliação. Modelo de avaliação
de programas sociais prioritários. Relatório Final.NEPP-UNICAMP. Campinas, 1999. Parte
III. Avaliação de programas públicos: guia metodológico para gestores. (texto digitado).
SILVA, Pedro Luiz Barros e COSTA, Nilson do Rosário (2000). Avaliação de políticas
públicas na América do Sul. A avaliação de programas públicos: uma estratégia de
análise. Trabalho apresentado no painel "Estado democrático e governança no século XXI:
reformando a reforma", do V Congresso Internacional do CLAD sobre Reforma do Estado
e Administração Pública.
SUGIYAMA, Natasha Borges (2004). Political incentives, ideology and social networks: the
diffusion of social policy in Brazil. Paper delivered at the 2004 Meeting of the Latin American
Studies Association. Las Vegas, Nevada, October7-9, 2004.
SUGYIAMA, Natasha Borges. Theories of policy diffusion: social sector reform in Brazil.
Comparative Political Studies, v. 41, n. 2, fev. 2008, p. 193-216.
TRUE, J. L.; JONES, B .D.; BAUMGARTNER, F. R. Punctuated-Equilibrium Theory: explaining
stabilitity and change in public policy. In: SABATIER, P. A. (ed.) Theories of Policies Process.
Westview Press, 2007.
VIANNA, Ana Luiza. Abordagens metodológicas em políticas públicas. RAP. Revista de
Administração Pública. v.30, n.2, p.5-43, mar.abr.1996.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp
WAMPLER, Brian (2004). The diffusion of participatory budgeting in Brazil. Paper delivered to
Lasa 2004 – Latin American Studies Association Meeting, Las Vegas, Nevada, October 7-9
2004.
WEBER, Max. Ciência e política: duas vocações. São Paulo, Cultrix, 1970. Disponível na
biblioteca da GV e em qualquer boa biblioteca.
Weible, Christopher M. , Sabatier, Paul A. and McQueen, Kelly. Themes and Variations: Taking
Stock of the Advocacy Coalition Framework. The Policy Studies Journal, Vol. 37, No. 1, 2009. p.
121-140.
Av. 9 de Julho, 2029 - 01313-902 - São Paulo - SP - Brasil
fgv.br/eaesp

Documentos relacionados

1º SEM. 2016 BARDACH, Eugene. A practical guide for Policy

1º SEM. 2016 BARDACH, Eugene. A practical guide for Policy públicas no Brasil: características e determinantes de avaliação de programas e projetos. Cadernos de Pesquisa, nº 48, NEPP, UNICAMP, Campinas, 2000. SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão ...

Leia mais

Administração de Política Pública

Administração de Política Pública CAVALCANTI, Bianor Scelza; RUEDIGER, Marco Aurélio; SOBREIRA, Rogério (orgs.). Desenvolvimento e construção nacional: Políticas públicas. Rio de Janeiro: FGV, 2005. DUNN, W. H. Public policy analys...

Leia mais

Capacidades Institucionais do Estado no Brasil

Capacidades Institucionais do Estado no Brasil futuro: principales elementos del sistema de alta dirección pública bajo uma perspectiva histórica. XIII Congreso Internacional del CLAD, Montevideo. Desenvolvimento de capacidades: casos positivos...

Leia mais

para aprender políticas públicas

para aprender políticas públicas “Workshop on European Policy Studies” na Universidade de Strathclyde (Escócia), em junho de 1972. Unidade VI – A Concepção do Ciclo de Políticas Públicas

Leia mais

para aprender políticas públicas

para aprender políticas públicas Auto-Regulatórias, de SALISBURY, não encontram equivalência nem nas Políticas Constitucionais, de LOWI, tampouco nas Políticas Majoritárias, de WILSON. As Políticas Majoritárias, de WILSON, também ...

Leia mais