ISORIA 20 page1

Сomentários

Transcrição

ISORIA 20 page1
ISORIA 20
Folheto da série
8446.1/2-32
Válvulas de borboleta centrada
Vedação com elastómero AMRING
DN 32 a 600
Pressão admissível PS 20 bar
Desenho de acordo com as normas EN 593 e ISO 10631
Aplicações
• Funções tudo--nada e regulação em todos os sectores da
Indústria e Energia.
Condições de funcionamento
• Temperatura: de --10 ° C mínimo a +80 ° C máximo.
A temperatura de utilização depende do fluido bombeado e
da natureza do elastómero do vedante utilizado.
• Pressão admissível (PS): 20 bar à temperatura ambiente.
• Corpos revestidos a pintura de poliuretano com espessura
de 80 µm, cor azul ref. RAL 5002.
• Borboletas em ferro fundido nodular, revestidas a pó de
epoxy, com espessura de 80 µm de cor vermelha ref. RAL
8012.
• As válvulas obedecem aos requisitos de segurança do
anexo I da Directiva de Equipamentos sob Pressão 97/23/CE
(DEP) no que diz respeito aos fluidos dos grupos 1 e 2.
Materiais
Variantes standard
Ver página 2.
•
•
•
•
•
•
Concepção standard
• Corpo com olhais (Tipo 2): DN 32 a 600
• Corpo com olhais e faces salientes, LUG (Tipo 4):
DN 32 a 600
• Corpo com flanges de faces planas (Tipo 5): DN 200 a 600
• Desmontagem das tubagens a jusante e montagem como
fim de linha para os corpos Tipo 2, 4 e 5.
• Distância entre faces de acordo com as normas ISO 5752
série 20 e EN 558--1 série 20.
• Acoplamento entre flanges de acordo com as normas
definidas na página 9.
• Prato para acoplamento do actuador de acordo com a norma
ISO 5211.
• Marcação de acordo com a norma EN 19.
• Válvulas perfeitamente estanques (nenhuma fuga detectada
visualmente) em qualquer direcção de fluxo, de acordo com
as normas ISO 5208 cat. A e EN 12266--1 taxa A.
Actuadores pneumáticos ACTAIR / DYNACTAIR
Actuador eléctrico ACTELEC
Actuador hidráulico ACTO
Caixas de interruptores de fim de curso AMTROBOX
Posicionador AMTRONIC / SMARTRONIC
Versão ATEX de acordo com a Directiva 94/9/CE.
Documentação complementar
• Selecção de actuadores 8444.11/.-90
• Instruções de manutenção 8449.8/.-32
Dados a disponibilizar para um pedido
• Válvula ISORIA 20 de acordo com o folheto da série
8446.1/2-32.
• Diâmetro nominal.
• Condições de funcionamento:
-- Fuido bombeado,
-- Pressão,
-- Caudal,
-- Temperatura.
• Norma de furação das flanges.
• Accionamento.
ISORIA 20
Materiais
Corpo
Código KSB
Tipo 2: Ferro fundido nodular JS 1030
Tipo 4: Ferro fundido nodular JS 1025
Aço 1.0619
Tipo 5: Ferro fundido nodular JS 1030
Aço 1.0619
DN 32 a 600
DN 32 a 600
DN 32 a 600
DN 350 a 600
DN 200 a 600
Veio -- Veio de funcionamento
3g
3l
1
3g
1
Código KSB
Aço inoxidável 1.4057 (17 % Cr)
DN 32 a 600
6e
Borboleta
Código KSB
Ferro fundido nodular JS 1030
Aço inoxidável 1.4401 / 1.4408 (18--12)
Aço inoxidável 1.4401 / 1.4408 (18--12), polido espelhado
Bronze--alumínio CC333G/C95800
3g
6
6i
2
Código KSB
Vedante AMRING
E.P.D.M
E.P.D.M de calor
E.P.D.M de formulação especial para água potável
Nitrilo de alto teor
de
de
de
de
--10 ° C a +60 ° C
--10 ° C a +80 ° C
--10 ° C a +60 ° C
-- 5 ° C a +60 ° C
XA
XV
XC
K
Limites de utilização sob pressão dos vedantes AMRING
DN
NPS
Pressão admissível de PS em bar
XA--XV--XC--K
32 a 600
1 ¼ a 24
20
Comportamento em vácuo
2
DN
NPS
Montagem do vedante
32 a 150
1¼a6
não colado (standard)
200 a 600
8 a 24
Comportamento em vácuo
Pressão mínima
Temperatura máxima
(em bar absoluto)
XV
Outros vedantes
1,33 . 10 --5
(10 --2 torr)
80° C
60° C
não colado (standard)
0,3 bar
80° C
60° C
colado (opção)
1,33 . 10 --5
(10 --2 torr)
80° C
60° C
ISORIA 20
Construção
DN 32 a 100
DN 125 e 150
310.1 VOQ
411
VOQ
213
Q
411
VOQ
310.3 Q
561
100
100
970
970
970
310.1
413
DN 200 a 350
100
310.1 Q
VOQ
413
O
213
Q
O
213
Q
550
V
310.2
VOQ
550
V
413
O
550
V
905
Q
210
Q
310.2 Q
554 VOQ
310.2 VOQ
920 Q
916 VOQ
O Kit de substituição de vedantes V Kit de substituição de borboleta Q Kit de substituição do veio
Para pedir um kit de substituição, é necessário indicar o código da válvula que figura na chapa de identificação.
Ref.
Denominação
100
Corpo
210
213
Veio inferior
V i de
Veio
d funcionamento
f
i a
t
310 1
310.1
Ca
Casquilho
ilh
310 2
310.2
Ca
Casquilho
ilh
310.3
Casquilho
411
Anilha de vedação
413
486
550
554
561
905
Vedante
Esfera
Borboleta
Anilha
Ponta de veio canelada
Tirante
916
Ta ã
Tampão
920
940.1
940.2
970
Porca
Chaveta
Chaveta
Chapa de identificação
DN
Materiais
Tipo 2 Ferro fundido nodular
Ferro fundido nodular
32 a 600
Ti 4 Ferro fundido nodular
Tipo
350 a 600
Ferro fundido nodular
Ti 5 Aço vazado
200 a 600 Tipo
200 a 600 Aço inoxidável ou liga de níquel MONEL K 500 antigo
32 a 600
32 a 150 Acetal
200 a 600 PTFE carregado
32 a 150 Acetal
200 a 600 PTFE carregado
200 a 600 PTFE carregado
32 a 100 Acetal
200 a 600 Nitrilo
32 a 600 De acordo com fluido bombeado
400 a 600 Aço inoxidável
32 a 600 De acordo com fluido bombeado
200 a 600 Nylon
200 a 600 Aço inoxidável
200 a 600 Aço
200 a 500 Polietileno
550 e 600 Poliamida
200 a 600 Aço
550 e 600 Aço
550 e 600 Aço
32 a 600 Aço inoxidável
3
ISORIA 20
DN 400 a 500
DN 550 e 600
213
Q
411
VOQ
213
411
Q
VOQ
310.3 Q
561
561
970
970
310.3 Q
100
100
310.1 Q
310.1 Q
413
413
O
O
940.1 Q
550 V
905 Q
486 Q
210 Q
310.2 Q
554 VOQ
940.2 Q
550
V
905
Q
210
Q
486
Q
310.2 Q
920 Q
554
VOQ
916 VOQ
920
Q
916 VOQ
O Kit de substituição de vedantes V Kit de substituição de borboleta Q Kit de substituição do veio
4
ISORIA 20
Dimensões
Ponta do veio plana s maquinada em øz ou quadrado s
h4
h3
h1
e1
h2
e2
l1
mm
DN
32
40
50
65
80
100
125
150
200
250
300
350
400
450
500
550
600
NPS
1 ¼
1 ½
2
2 ½
3
4
5
6
8
10
12
14
16
18
20
22
24
Face
a face
l1
33
33
43
46
46
52
56
56
60
68
78
78
102
114
127
154
154
h1
109
105
115
130
135
150
165
185
218
265
306
335
380
410
440
475
495
h2
54
58
65
75
95
105
124
141
172
206
236
269
302
328
358
406
438
Prato conforme
ISO 5211
h4
n°
F05
10
F05
10
F05
10
F05
10
F05
10
F05
10
F07
12
F07
12
F10
15
F10
15
F12
18
F14
22
F14
22
F14
22
F16
26
F16
26
F16
26
Ponta do veio plana
s
øz
h3
11
14
24
11
14
24
11
14
24
11
14
24
11
14
24
14
18
24
14
18
30
14
18
30
19
25
35
19
25
35
22
28
40
Ponta do veio
quadrada
s
h3
30
36
36
40
50
50
55
55
55
65
65
65
Abertura da
borboleta
e1
e2
--33
4
38
4
55
10
74
18
92
25
117
35
143
48
191
68
241
89
290
110
326
127
370
140
422
160
470
178
522
195
566
215
5
ISORIA 20
Características hidráulicas
DN
32
40
50
65
80
100
125
150
200
250
300
350
400
450
500
550
600
Coeficiente de caudal em plena abertura
Kvo
Cvo
30
35
53
62
133
154
240
280
410
475
655
760
900
1044
1800
2090
3550
4120
3890
4500
5580
6470
8060
9350
10 500
12 180
13 300
15 400
17 400
20 200
21 000
24 400
25 000
29 000
NPS
1¼
1½
2
2½
3
4
5
6
8
10
12
14
16
18
20
22
24
Zéta
1,44
1,46
0,56
0,49
0,39
0,37
0,48
0,25
0,20
0,41
0,42
0,37
0,37
0,37
0,33
0,33
0,33
Torques de aperto*
DN
NPS
32
40
50
65
80
100
125
150
200
250
300
350
400
450
500
550
600
1¼
1½
2
2½
3
4
5
6
8
10
12
14
16
18
20
22
24
Torques de aperto * em Nm para
fluido lubrificante
fluido não lubrificante
20
20
20
20
30
30
40
50
50
60
70
100
100
150
140
200
240
350
410
610
630
950
860
1 300
1 300
1 900
1 700
2 500
2 100
3 100
2 500
3 700
2 900
4 300
* O coeficiente de segurança para definição do actuador apropriado está incluído no valor do binário.
6
ISORIA 20
Comando manual
As aplicações propostas nas tabelas seguintes, em fluido lubrificante, são apresentadas a título indicativo para as velocidades
máximas especificadas.
De acordo com as condições de serviço e características hidráulicas do circuito, podem ser admitidas velocidades superiores,
caso em que deverão ser previstas outras aplicações; não obstante, queira consultar--nos, por favor.
Comandos de alavanca S, SR, SF e SFR
Alavancas S + SR
l2
Alavancas S e SF:
Possibilidade de bloqueio
em p
posições
ç
extremas.
h2
Alavancas SF e SFR:
Al
SFR
Possibilidade de bloqueio
em 9 posições
DN
NPS
32
40
50
32
40
50
65
80
100
125
150
1 ¼
1 ½
2
1¼
1 ½
2
2 ½
3
4
5
6
Velocidade
máx
(m/s)
l2
(mm)
h2
(mm)
164
160
170
184
180
190
205
210
235
250
270
180
4,0
,
260
330
Alavancas SF+ SFR
Peso
S/SR
(kg)
l2
(mm)
h2
(mm)
Peso
SF/SFR
(kg)
0,5
,
0,6
,
260
0,7
,
330
184
180
190
205
210
235
250
270
1,4
,
1,8
,
Comandos de alavanca SP
Alavanca SP em fluido lubrificante
l2
Alavanca SP:
Possibilidade de bloqueio
em qualquer posição
h2
DN
NPS
32
40
1¼
1½
50
65
80
100
125
2
2½
3
4
5
150
6
Velocidade
máx
(m/s)
l2
(mm)
Peso
SP
(kg)
h2
(mm)
209
205
215
230
235
250
265
285
260
40
4,0
330
0,7
,
0,8
,
Comandos de alavanca SM
l2
h2
Alavanca SM:
Possibilidade de bloqueio
q
em qualquer
l
posição
i ã
DN
NPS
32
40
50
65
80
100
125
1¼
1½
2
2½
3
4
5
150
200
6
8
Velocidade
máx
(m/s)
Alavanca SM
em fluido lubrificante
Peso
l2
h2
SM
(mm)
(mm)
(kg)
Alavanca SM
em fluido lubrificante
Peso
l2
h2
SM
(mm)
(mm)
(kg)
219
215
225
240
245
260
275
219
215
225
240
245
260
275
260
4,0
330
330*
530
295
318
1,3
260
1,6
330
1,3
1,6
295
3,3
* esforço de funcionamento substancial: recomenda--se um desmultiplicador manual
7
ISORIA 20
Desmultiplicadores manuais MR
B
D C
ØE
A
h2
B
D C
ØE
A
h2
8
DN
NPS
32
40
50
65
80
100
125
150
200
250
300
350
400
450
500
550
600
1 ¼
1 ½
2
2 ½
3
4
5
6
8
10
12
14
16
18
20
22
24
DN
NPS
32
40
50
65
80
100
125
150
200
250
300
350
400
450
500
550
600
1 ¼
1 ½
2
2 ½
3
4
5
6
8
10
12
14
16
18
20
22
24
Velocidd
dade
máx
á
(m/s)
Em fluido lubrificante
AccionaAcciona
dor
A
(mm)
B
(mm)
C
(mm)
D
(mm)
ØE
(mm)
MR 25
62
184
66
64
225
MR 50
74
184
77
76
225
MR 100
86
233
88
88
350
MR 200
120
270
108
117
350
MR 400
229
332
115
125
350
40
4,0
3,0
Velocidade
máx
(m/s)
50 0
50,0
fluido
não
lubrifi
lubrificante:
Gás
h2
(mm)
260
256
266
281
286
301
316
336
369
428
543
572
628
658
688
775
795
Peso
MR
(kg)
7,0
10,0
15 0
15,0
24,0
58 0
58,0
Em fluido não lubrificante
Accionador
A
(mm)
B
(mm)
C
(mm)
D
(mm)
ØE
(mm)
MR 25
62
184
66
64
225
MR 50
74
184
77
76
225
MR 100
86
233
88
88
350
MR 200
120
270
108
117
350
MR 400
229
332
115
125
350
h2
(mm)
260
256
266
282
286
301
316
336
381
428
543
583
628
710
740
775
795
Peso
MR
(kg)
70
7,0
10 0
10,0
15,0
24 0
24,0
58 0
58,0
ISORIA 20
Variantes standard
Actuador eléctrico ACTELEC
Posicionador
AMTRONIC / SMARTRONIC
Posto de controlo
Actuadores pneumáticos ACTAIR / DYNACTAIR
Caixa de interruptores
de fim de curso
AMTROBOX
Extensão de manga
Roda para corrente
Actuador hidráulico ACTO
Junta cardan
9
ISORIA 20
Acoplamento
As válvulas ISORIA 20 podem ser montadas entre todos os tipos de flanges citados em seguida (com possibilidade de
outros, a pedido):
-- EN 1092 PN 16, 20 e 25
-- AWWA C207 cl. E
-- BS 10 tabela E
-- ASME B16-5 cl.150
-- AS 2129 tabela E
-- JIS B2238 e B2239 16K e 20K
-- MSS SP 44 cl.150
Corpo com olhais -- Tipo 2
Montagem de acordo com as normas
PN 16
PN 20
PN 25
ASME
B 16
16.5
5
cl. 150
1¼
1½
2
2½
3
100
4
125
5
150
6
200
DN
NPS
32
40
EN 1092
MSS
SP 44
cl. 150
JIS B2238--B2239
AWWA
C 207
Tabela E
BS 10
Tabela E
AS 2129
Tabela E
16 K
20 K
Q
Q
Q
Q
Q
Q
Q
Q
Q
Q
Q
8
V
V
V
250
10
300
12
350
14
400
16
450
18
500
20
550
22
600
24
50
65
80
Montagem possível
Q
Desmontagem de tubagens a jusante impossível
Montagem não definida pela norma
Intercalar uma anilha entre a porca e o veio da
válvula.
V
Parafusos e peso do corpo com olhais e faces salientes (Lug) -- Tipo 4
Montagem de acordo com as normas
DN
NPS
PN 16
PN 20
PN 25
ASME
B 16
16.5
5
cl. 150
EN 1092
JIS B2238--B2239
16 K
20 K
AWWA
C 207
Tabela E
BS 10
Tabela E
AS 2129
Tabela E
32
1¼
40
1½
2
2½
3
--
--
--
--
--
100
4
--
5
--
125
--
150
6
--
--
--
200
8
--
--
--
250
10
--
--
--
300
12
350
14
400
16
--
--
450
18
500
20
--
--
550
22
--
--
600
24
--
--
50
65
80
Montagem possível
--
Montagem impossível
10
MSS
SP 44
cl. 150
Montagem não definida pela norma
ISORIA 20
Corpo com flanges de faces planas -- Tipo 5
Montagem de acordo com as normas
DN
NPS
PN 16
PN 20
PN 25
ASME
B 16
16.5
5
cl. 150
EN 1092
MSS
SP 44
cl. 150
16 K
20 K
AWWA
C 207
Tabela E
JIS B2238--B2239
BS 10
Tabela E
AS 2129
Tabela E
200
8
Q
250
10
Q
300
12
350
14
Q
400
16
--
18
--
450
Q
--
500
20
22
--
550
--
600
24
Montagem possível
--
Montagem impossível
Q
Desmontagem de tubagens a jusante impossível
Montagem não definida pela norma
Montagem como fim de linha e desmontagem de tubagens a jusante
É possível efectuar a montagem como fim de linha e a desmontagem das tubagens a jusante à temperatura ambiente das
válvulas de fabrico standard em função do DN e da pressão diferencial (∆PS), de acordo com a seguinte tabela:
Gás ou líquido
Líquido*
Perigoso**
Não perigoso**
Perigoso**
Não perigoso**
Todos os DN:
Não autorizado
DN ≤ 150 ∆PS = 15 bar máx.
DN superior: a pedido
DN ≤ 150 ∆PS = 15 bar máx.
DN superior: a pedido
Todos os DN:
∆PS = 15 bar máx.
* Consideram--se líquidos os fluidos cuja pressão de vapor à temperatura máxima admissível é inferior ou igual a 0,5 bar acima da pressão atmosférica normal (1013 mbar).
** Fluido perigoso e não perigoso de acordo com a classificação da DEP.
NOTA: Uma válvula instalada na extremidade de uma tubagem cheia, com uma flange cega a jusante, não deve ser considerada
montagem como fim de linha.
Desmontagem de tubagens a jusante
Montagem como fim de linha
Fase de desmontagem:
opere sucessivamente
sobre cada um dos tirantes
diametralmente opostos.
11
ISORIA 20
Parafusos e peso do corpo com olhais -- Tipo 2
d1
d1
d1
Os desenhos não constituem uma representação exacta do nosso fabrico (Número de olhais roscados / olhais lisos)
L = l1 + 2e + 2f
A=e+X
L
L : Comprimento mínimo dos tirantes
f
l1 : Distância entre as faces da válvula
e
l1
f
e
e : Espessura da flange
(a ser definida pelo cliente)
X : Implantação máxima
dos parafusos
f
B : Comprimento de rosca > A--e
ØM
: Espessura da porca
+ excesso normalizado do tirante.
X
A
B
A : Comprimento máx. dos
parafusos
e
e : Espessura da flange
(a ser definida pelo cliente)
NOTA: Os parafusos não estão incluídos no nosso fornecimento standard.
mm
EN 1092 PN 16
DN
NPS
EN 1092 PN 25
ASME B16--5 cl 150
JIS B2238--B2239 16K
Peso
P
kg
d1
l1
ØM
f
ØM
f
UNC
f
ØM
f
103
33
M16
20
4
M16
20
4
1/2”
17
4
M16
20
4
1,2
Tirante *
N°
Parafuso
X
N° **
Tirante *
N°
Parafuso
X
N° **
Tirante *
N°
Parafuso
X
N° **
Tirante *
N°
Parafuso
X
N° **
32
1 ¼
40
1 ½
110
33
M16
20
4
M16
20
4
1/2”
17
4
M16
20
4
1,3
50
2
122
43
M16
20
4
M16
20
4
5/8”
20
4
M16
20
8
1,8
65
2 ½
139
46
M16
20
4
M16
20
8
5/8”
20
4
M16
20
8
2,3
80
3
145
46
M16
20
8
M16
20
8
5/8”
20
4
M20
24
8
3,2
100
4
152
52
M16
20
8
M20
24
8
5/8”
20
8
M20
24
8
4,5
125
5
185
56
M16
20
8
M24
29
8
3/4”
24
8
M22
26
8
6,7
150
6
210
56
M20
24
8
M24
29
8
3/4”
24
8
M22
26
12
7,5
200
8
346
60
M20
24
12
M24
29
12
3/4”
24
8
M22
26
12
14,0
250
10
413
68
M24
29
12
M27
32
12
7/8”
29
12
M24
29
12
20,0
300
12
520
78
M24
29
6
24
6
M27
32
10
27
6
7/8”
29
6
24
6
M24
29
10
24
6
48,0
350
14
539
78
M24
29
10
24
6
M30
35
10
30
6
1”
32
6
27
6
M30x3 35
10
30
6
60,0
400
16
604
102
M27
32
10
27
6
M33
38
10
33
6
1”
32
10
27
6
M30x3 35
16
30
6
80,0
450
18
657
114
M27
32
14
27
6
M33
28
14
33
6
1”1/8
35
10
30
6
M30x3 35
14
30
6
110,0
500
20
716
127
M30
35
12
30
8
M33
24
12
33
8
1”1/8
35
12
30
8
M30x3 35
12
30
8
145,0
550
22
782
154
1”1/4
38
12
32
8
M36x3 42
12
36
8
180,0
600
24
836
154
M33
38
10
33
10
M36
42
10
36
10
1”1/4
38
10
32
10
M36x3 42
14
36
10
220,0
*
12
Quantidade de porcas = quantidade de tirantes x 2
** Número de parafusos por face
ISORIA 20
Parafusos e peso do corpo com olhais e faces salientes (Lug) -- Tipo 4
d1
d1
X
A
B
A=e+X
e
A : Comprimento máx. dos parafusos
X : Implantação máxima dos parafusos
B : Comprimento de rosca > A--e
e : Espessura da flange
(a ser definida pelo cliente)
l1
Os desenhos não constituem uma representação exacta do nosso fabrico (Número de olhais)
NOTA: Os parafusos não estão incluídos no nosso fornecimento standard.
mm
EN 1092 PN 16
DN
NPS
d1
l1
Tirante*
ØM
*
f
N°
EN 1092 PN 25
Parafuso
Tirante*
X
N° **
ØM
f
N°
ASME B16--5 cl. 150
Parafuso
X
Tirant e*
N° ** UNC
f
JIS B2238--B2239 16K
Parafuso
N°
X
Tirante *
N° ** Ø M
f
N°
Parafuso
X
N° **
Peso
kg
32
1 ¼ 101
33
M16
14
4
M16
14
4
1/2”
14
4
M16
14
4
2,0
40
1 ½ 106
33
M16
14
4
M16
14
4
1/2”
14
4
M16
14
4
2,0
50
2
117
43
M16
18
4
M16
18
4
5/8”
18
4
2,5
65
2 ½ 132
46
M16
20
4
5/8”
20
4
3,0
80
3
139
46
M16
20
8
M16
20
8
5/8”
20
4
M20
20
8
4,0
100
4
160
52
M16
22
8
M20
24
8
5/8”
22
8
M20
24
8
5,5
125
5
234
56
M16
22
8
3/4”
23
8
150
6
257
56
M20
26
8
3/4”
26
8
11,0
200
8
310
60
M20
26
12
3/4”
26
8
24,0
250
10
394
68
M24
29
12
7/8”
28
12
300
12
462
78
M24
30
12
M27
34
16
7/8”
28
12
M24
30
16
350
14
527
78
M24
30
16
M30
24
16
1”
30
12
M30x3
34
16
62,0
400
16
605
102
M27
34
16
M33
40
16
1”
34
16
M30x3
37
16
101,0
450
18
636
114
M27
34
20
M33
40
20
1”1/8
37
16
M30x3
37
20
122,0
500
20
718
127
M30
37
20
M33
40
20
1”1/8
37
20
M30x3
37
20
179,0
550
22
790
154
1”1/4
39
20
M36x3
42
20
233,0
600
24
835
154
1”1/4
42
20
M36x3
34
24
256,0
M33
42
20
M36
Quantidade de porcas = quantidade de tirantes x 2
45
20
9,0
39,0
46,0
** Número de parafusos por face
13
ISORIA 20
Parafusos e peso do corpo com flanges de faces planas -- Tipo 5
L
f
e
B
l1
e
A
f
x
e
ØM
d1
L = l1 + 2e + 2f
A=e +X
L : Comprimento mínimo dos tirantes
A : Comprimento máx. dos parafusos
l1 : Distância entre as faces da válvula
X : Implantação máxima dos parafusos
e : Espessura da flange
(a ser definida pelo cliente)
B : Comprimento de rosca > A--e
f
e : Espessura da flange
(a ser definida pelo cliente)
: Espessura da porca
+ excesso normalizado do tirante.
d1
Os desenhos não constituem uma representação exacta do
nosso fabrico (Número de olhais roscados / olhais lisos).
NOTA: Os parafusos não estão incluídos no nosso fornecimento standard.
mm
EN 1092 PN 16
DN
NPS
ød1
l1
200
250
300
350
400
450
500
550
600
8
10
12
14
16
18
20
22
24
343
406
483
533
597
640
715
749
840
60
68
78
78
102
114
127
154
154
*
14
Tirante*
EN 1092 PN 25
Parafuso
Tirante*
ØM
M20
M24
M24
M24
M27
M27
M30
f
24
29
29
29
32
32
35
N°
8
8
6
10
10
14
12
X
16
24
24
24
27
27
30
N° **
4
4
6
6
6
6
8
ØM
M24
M27
M27
M30
M33
M33
M33
f
29
32
32
35
38
38
38
M33
38
10
33
10
M36
42
Quantidade de porcas = quantidade de tirantes x 2
N°
12
12
10
16
16
14
12
10
Parafuso
X
N° **
27
6
33
33
6
8
36
10
ASME B16--5 cl. 150
MSS SP 44 cl. 150
Tirante*
Parafuso
UNC
3/4’
7/8”
7/8”
1”
1”
1”1/8
1”1/8
1”1/4
1”1/4
f
24
29
29
32
32
32
35
35
38
N°
4
8
6
6
10
10
12
12
10
** Número de parafusos por face
X
20
24
24
27
27
30
30
32
32
N° **
4
4
6
6
6
6
8
8
10
JIS B2238--B2239 16K
Tirante*
Parafuso
f
26
29
29
35
35
N°
8
8
10
10
16
X
22
24
24
30
30
N° **
4
4
6
6
6
M30x3 35
12
30
8
M30x3 42
14
36
10
ØM
M22
M24
M24
M30x3
M30x3
Peso
kgg
23,0
40,0
60,0
80,0
105,0
130,0
180,0
230,0
260,0
ISORIA 20
Cotas de flanges
As válvulas ISORIA 20 foram concebidas para serem montadas entre qualquer tipo de flanges e com todas as normas de furação
comuns.
No caso de flanges especiais, não standard (por exemplo: flanges planas a soldar, flanges cegas com manga embutida, etc...) ou
flanges com faces salientes, é indispensável verificar a compatibilidade do acoplamento e comprovar as cotas definidas nas
tabelas seguintes.
As cotas de flanges indicadas na tabela são válidas para qualquer forma de corpo.
ø1
• ø2a e ø3: diâmetro na face de apoio da flange.
• ø2b: diâmetro exterior do tubo de soldar da manga com flange cega, de acordo com as normas DIN 2642 e NF E 29--251
mm
ø mín. tolerado
ø mín. tolerado na ø mín. a 10 mm ø mín. a 20 mm
de apoio entre as
face da
da face da
da face da
flanges com
flange
flange
flange
rebaixo
DN
NPS
ø1
ø2a
ø2b
ø3
ø4
ø5
ø6
32
32
44
43
---------------64
1¼
40
40
50
49
33
----------73
1½
50
2
50
63
61
38
----------89
65
65
78
77
55
----------104
2½
80
3
80
92
89
74
53
-----124
100
4
100
117
115
92
77
48
147
125
5
125
145
140
117
107
88
177
150
6
150
172
169
143
137
123
202
200
8
195
223
220
191
183
173
251
250
10
245
278
273
241
234
226
305
300
12
295
329
324
290
284
276
358
350
14
330
361
356
326
321
314
399
400
16
380
412
407
370
366
358
452
450
18
430
463
457
422
416
409
505
500
20
480
515
508
470
464
457
558
550
22
540
568
561
522
516
509
625
600
24
580
617
610
566
560
554
664
* Comprovar que o corpo está devidamente centrado entre os tirantes.
ø óptimo
ø máx. tolerado
NOTA:
Não é permitida a montagem com
flanges revestidas a borracha ou com
junta de dilatação.
Queira consultar--nos, por favor.
Flange revestida a borracha
Junta de dilatação
15
ISORIA 20
Vantagens evidentes
DN 32 a 150
DN 200 a 600
•
Marca que indica a posição da
borboleta
Preservação do aperto externo e
interno quando se desmonta o
actuador
•
•
•
•
Prato de adaptação de acordo
com a norma ISO 5211
Casquilho em PTFE
carregado sobre suporte de
aço.
Vedação no veio obtida pela
compressão da gola do
vedante contra o veio da
borboleta
•
•
•
•
•
•
•
Vedação de tubagens a
montante/jusante
Borboleta maquinada
esfericamente para
garantir uma perfeita
vedação.
Montagem de veio / borboleta
por canelado ou chavetas:
nenhum contacto com o fluido
bombeado.
•
•
Esta documentação não é vinculativa
Reservado o direito de efectuar modificações técnicas.
• •
Vedação na zona de flanges.
Forma especialmente
concebida para se obter a total
estanquicidade das flanges por
compressão.
Face a face, de acordo com
normas ISO 5752 série 20 e
EN 558
KSB Bombas e Válvulas, S.A.
R. General Ferreira Martins, nº 10 -- 3º D o Miraflores o 1495--137 Algés (Portugal)
Tel.: +351 21 412 30 50 o Fax: +351 21 412 30 55 o www.ksb.com
8446.1/2--32
22.05.07
•

Documentos relacionados