efeito de nucleotídeos na dieta sobre o sistema imune de

Сomentários

Transcrição

efeito de nucleotídeos na dieta sobre o sistema imune de
EFEITO DE NUCLEOTÍDEOS NA DIETA SOBRE O SISTEMA IMUNE DE
LEITÕES
ARELE A. CALDERANO1; LUIZ F. CARON2; RICARDO A. CÉSAR1; ALCIONE MIOR3;
LAUREANO GALEAZZI3
1
Technofeed; 2Universidade Federal do Paraná; 3Auster Nutrição Animal;
[email protected]
Resumo: Pesquisas avaliando alternativas aos antibióticos nas dietas dos animais são importantes.
Entretanto, existem poucos estudos relacionando o uso de nucleotídeos e o sistema imune de leitões. O
objetivo com esse trabalho foi avaliar o efeito da suplementação de nucleotídeos sobre o sistema
imune de leitões. 100 leitões foram divididos em quatro grupos: G1 - leves controle, G2 - leves
suplementados, G3 - pesados controle e G4 - pesados suplementados. Os grupos suplementados
receberam 2 kg/ton de ração de uma fonte de nucleotídeos. Foram realizadas análises por citometria de
fluxo de sangue dos animais dos seguintes parâmetros imunes: linfócitos T CD4, linfócitos T CD8,
macrófagos e linfócitos B. A suplementação com nucleotídeos promoveu aumento significativo na
porcentagem circulante de linfócitos T CD4 nas três últimas coletas, de macrófagos na terceira coleta e
de linfócitos B também na terceira coleta. A suplementação com nucleotídeos estimula a resposta
imune T-dependente, ou seja, associada ao eixo macrófago – linfócitos T CD4 – linfócitos B.
Palavras-chave: citometria de fluxo; linfócitos; macrófagos; suínos
EFFECT OF NUCLEOTIDES IN DIETS ON THE IMMUNE SYSTEM OF PIGLETS
Abstract: Research evaluating alternatives to antibiotics in animal diets are important. However, there
are few studies relating the use of nucleotides and their role in immune system of piglets. The objectve
of this study was to evaluate the effect of nucleotide supplementation on the immune system of
piglets. We used 100 piglets housed in four groups: G1 - lightweight control; G2 - lightweight
supplemented; G3 - heavy control and G4 - heavy supplemented. Supplemented groups received 2 kg /
ton of feed from a source of nucleotides. We performed analyses by flow cytometry of peripheral
blood of the animals for following immune parameters: CD4 T lymphocytes, CD8 T lymphocytes,
macrophages and B lymphocytes. The nucleotide supplementation caused a significant increase in the
percentage of circulating CD4 T lymphocytes in the last three collections, of macrophages in the third
collection and B lymphocytes also in the third collection. Administration of nucleotides stimulates the
immune response T-dependent, in other words, the response associated to axis Macrophage - T CD4
lymphocytes – B lymphocytes.
Keywords: flow cytometry, lymphocytes, macrophages, pigs
Introdução: Com a redução no uso de antibióticos nas dietas, é importante a realização de pesquisas
visando à utilização de outras substâncias ou ingredientes que possam estimular o crescimento e a
diferenciação das células imunológicas e intestinais dos leitões na fase pós-desmame. Além disso, a
suplementação de nucleotídeos é importante para a manutenção normal do sistema imunológico, pois
em linfócitos, há um turnover massivo de ácidos nucléicos para atender a rápida divisão mitótica que
ocorre em resposta à estimulação pelo antígeno (Westwood, 1999). Entretanto, ainda existem poucas
pesquisas relacionando o uso de nucleotídeos e seu papel no desenvolvimento do sistema imune e
saúde dos leitões. O objetivo com esse trabalho foi avaliar o efeito da suplementação de uma fonte de
nucleotídeos purificados na dieta sobre o sistema imunológico de leitões.
Material e Métodos: 100 leitões foram desmamados aos 24 dias e alojados em quatro grupos: G1 leves controle, G2 - leves suplementados, G3 - pesados controle e G4 - pesados suplementados. Os
grupos suplementados receberam 2 kg/ton de ração de uma fonte de nucleotídeos purificados com
concentração de 15%. Cinco dias após o desmame os animais receberam as dietas experimentais.
Cinco animais com peso próximo ao peso médio em cada grupo foram marcados para as coletas de
sangue aos 25, 37, 45 e 52 dias de vida. Com 32 dias de vida os animais receberam as vacinas para
PCV2 e micoplasma e autógena para APP, Pasteurella e Haemophilus. Foram realizadas análises por
citometria de fluxo de sangue periférico dos animais dos seguintes parâmetros imunes: linfócitos T
CD4, linfócitos T CD8, macrófagos e linfócitos B. A análise estatística foi realizada por teste de
Bootstrap seguida por análise de variância de duas vias (teste de ANOVA) com pós-análise de
Bonferroni (p<0,05).
Resultados e Discussão: A suplementação com nucleotídeos promoveu aumento significativo na
porcentagem circulante de linfócitos T CD4 em relação ao controle nas três últimas coletas (Figura 1).
Segundo Zomborszky-Kovács et al. (2000), os nucleotídeos podem influenciar positivamente o
potencial mitogênico de linfócitos. Além disso, a presença de nucleotídeos na dieta pode impedir
efeitos danosos de processos oxidativos sobre o DNA de linfócitos (Salobir et al., 2007). Para
linfócitos T CD8, o grupo controle foi estatisticamente superior na segunda coleta, enquanto o grupo
suplementado foi superior na terceira coleta. Na terceira coleta a porcentagem de macrófagos foi
estatisticamente superior para o grupo tratado com nucleotídeos. Esse aumento pode ser associado
com o aumento de células CD4 e dos linfócitos B. Parte desse efeito pode se dever ao fato de que
macrófagos ativados tem um metabolismo de purinas elevado (Kulkarni et al., 1986). A porcentagem
circulante de linfócitos B também foi estatisticamente superior no grupo suplementado na terceira
coleta.
Figura 1 – Níveis no sangue de linfócitos T CD4, macrófagos e linfócitos B nas quatro coletas
Conclusões: O efeito da administração de nucleotídeos na dieta de leitões é mais proeminente em
estimular a resposta imune T-dependente, ou seja, associada ao eixo macrófago – linfócitos T CD4 –
linfócitos B.
Referências Bibliográficas:
WESTWOOD, O.M.R. The scientific basics for health care. London: Yimes Mirror Internacional
Publishers, 1999.616p.
ZOMBORSZKY-KOVÁCS, M.; BÁRDOS, L.; BÍRÓ, H. et al. Effect of beta-carotene and nucleotide
base supplementation on blood composition and immune response in weaned pigs. Acta
Veterinaria Hungarica, 48(3), 301–311, 2000.
SALOBIR, J.; REZAR, V.; PAJK, T. et al. Effect of nucleotide supplementation on lymphocyte DNA
damage induced by dietary oxidative stress in pigs. Animal Science, 81(01), 135–140, 2007.
KULKARNI, A.D.; DRATH, D.B.; RUDOLPH, F.B. et al. INfluence of dietary nucleotide restriction
on bacterial sepsis and phagocytic cell function in mice. Archives of Surgery, 121(2), 169–172,
1986.