DISSERTAÇÃO Title: “THE CANONICAL PSALMS: Their Old

Сomentários

Transcrição

DISSERTAÇÃO Title: “THE CANONICAL PSALMS: Their Old
DISSERTAÇÃO
Title: “THE CANONICAL PSALMS: Their Old Testament Use and New Testament
Significance”.
Author: Tarcisio Caixeta de Araujo
Institution: South Wales Baptist College – University of Wales, Cardiff
Date: 13 of July 2001
Advisor: Dr. Daniel Hugh Mattews
Summary:
The word "worship" can be understood as homage, a reverent life, embracing piety
and liturgy. Biblical worship is to tell God the truth about Himself (Robertson). It is
God's initiative. To worship God is to ascribe Him supreme worth (Martin). Hallelujah,
amen and anaphora are part of the vocabulary of worship. Beating the breast,
bending the knee, etc. are gestures found in the history of biblical worship. The word
h f d O b A ( is the most common word in the OT for worship. In patriarchal age worship
was rudimentary and family based. Mosaic worship was based on confession,
sacrifices and sacred meals. In the early Monarchy, worship was based on the three
most important agricultural feasts. Praise and Psalms are synonymous. It is not
difficult to associate the element praise with the Psalms because the word h f L i h : T ,
from the verb l a l f h , means praise. Alliteration, similar-sounding syllables,
catchwords, refrains and parallelism are elements of the Hebrew poetry. All kinds of
musical instruments, i.e. percussion, wind and string instruments were part of the
Israelite's worship until the destruction of the Temple, and reference to them can be
found in the Psalter, which was composed of several collections. With a worship
history background of almost 1500 years, the Early Christian converts worshipped
God in a similar way to the Jews. Many Jewish and Christian writings emerged in the
end of the first and middle of the second centuries. This fact cause churches to
reflect on the written material in circulation. Nevertheless, the Christian Church never
disputed the canonicity of the book of Psalms. The book of Psalms was used by
Jewish worshippers; by the community of Qumran, which used also non-canonical
psalms in worship; and by "orthodox" and "non-mainstream" Christians. It also
appears that the Psalms were largely the pattern for Christian worship compositions.
Some examples of songs and hymns such as the Magnificat, the Benedictus, the
Nunc Dimittis, etc. can be found in the New Testament. We also have examples of
songs and hymns in the OT apart from the Psalms. Bentzen lists some OT texts
understood as quasi-profane songs. Psalms 24, 51, 78, 91 and 118 have been
chosen for some comment in this study, because they represent the five books of
Psalms and are quoted in the New Testament.
Keywords: Psalms, worship, liturgy, Jews, Early Christian converts, Old Testament,
New Testament
Resumo:
A palavra “adoração” pode ser entendida como homenagem, uma vida reverente,
englobando piedade e liturgia. A adoração bíblica é dizer a Deus a verdade sobre
Ele mesmo (Robertson). É uma iniciativa de Deus. Adorar a Deus é atribuir valor
supremo a Ele (Martin). Aleluia, amém e anáfora fazem parte do vocabulário da
adoração. Bater no peito, dobrar o joelho etc., são gestos encontrados na história da
adoração bíblica. A palavra h f d O b A ( é a palavra mais comum no AT para a
adoração. A adoração na era patriarcal era rudimentar e baseada na família. O culto
mosaico baseava-se na confissão, sacrifícios e refeições sagradas. Na monarquia
primitiva, o culto estava alicerçado sob as três mais importantes festas agrícolas
Louvor e Salmos são sinônimos. Não é difícil associar o elemento do louvor com os
Salmos, porque a palavra h f L i h : T , a partir do verbo l a l f h , significa louvor.
Aliteração, sílabas de sons semelhantes, palavras-chave, refrãos e paralelismo são
elementos da poesia hebraica. Todos os tipos de instrumentos musicais, ou seja,
instrumentos de percussão, sopro e cordas faziam parte do culto israelita até a
destruição do Templo, e referência a eles pode ser encontrada no Saltério, o qual foi
composto por várias coleções. Com uma história de adoração de quase 1500 anos,
os primeiros cristãos convertidos adoraram a Deus de uma forma similar aos judeus.
Muitos escritos judaicos e cristãos surgiram no final do primeiro e metade do
segundo séculos. Este fato levou a Igreja a refletir sobre o material escrito em
circulação. Contudo, a Igreja Cristã nunca contestou a canonicidade do livro de
Salmos. O livro dos Salmos foi usado por judeus, pela comunidade de Qumran, que
também usou salmos não canônicos na adoração, e por cristãos “ortodoxos” e “não
ortodoxos”. Parece também que os Salmos foram, em grande medida, o padrão para
as composições da adoração cristã. Alguns exemplos de músicas e hinos, tais como
o Magnificat, o Benedictus, o Nunc Dimittis, podem ser encontrados no Novo
Testamento. Temos também exemplos de músicas e hinos no AT além de Salmos.
Bentzen lista alguns textos do Antigo Testamento, entendidos como canções quase
profanas. Salmos 24, 51, 78, 91 e 118 foram escolhidos para serem comentados,
porque eles representam os cinco livros dos Salmos e são citados no Novo
Testamento.
Palavras-chave: Salmos, o culto, a liturgia, os judeus, primeiros cristãos
convertidos, Antigo Testamento, Novo Testamento

Documentos relacionados