Pedido de Acreditação

Сomentários

Transcrição

Pedido de Acreditação
NCE/14/00916 — Apresentação do pedido corrigido ­
Novo ciclo de estudos
Apresentação do pedido
Perguntas A1 a A4
A1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:
Associação De Pedagogia Infantil (Api)
A1.a. Outras Instituições de ensino superior / Entidades instituidoras:
ISPA, Crl
A2. Unidade(s) orgânica(s) (faculdade, escola, instituto, etc.):
Escola Superior De Educadores De Infância Maria Ulrich
ISPA ­ Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
A3. Designação do ciclo de estudos:
Licenciatura em Educação Básica
A3. Study programme name:
Bachelor in Basic Education
A4. Grau:
Licenciado
Perguntas A5 a A10
A5. Área científica predominante do ciclo de estudos:
Educação
A5. Main scientific area of the study programme:
Education
A6.1. Classificação da área principal do ciclo de estudos (3 dígitos), de acordo com a Portaria n.º 256/2005, de 16 de
Março (CNAEF): 140
A6.2. Classificação da área secundária do ciclo de estudos (3 dígitos), de acordo com a Portaria n.º 256/2005, de 16
de Março (CNAEF), se aplicável: <sem resposta>
A6.3. Classificação de outra área secundária do ciclo de estudos (3 dígitos), de acordo com a Portaria n.º 256/2005,
de 16 de Março (CNAEF), se aplicável: <sem resposta>
A7. Número de créditos ECTS necessário à obtenção do grau:
180
A8. Duração do ciclo de estudos (art.º 3 DL­74/2006, de 26 de Março):
3 anos
A8. Duration of the study programme (art.º 3 DL­74/2006, March 26th):
3 years
A9. Número de vagas proposto:
60
A10. Condições especificas de ingresso:
De acordo com a Portaria nº 91/2014, de 23 de Abril, o ingresso na Licenciatura em Educação Básica exige a
realização de Provas de Ingresso de Português e de Matemática. Poderão ainda ingressar na Licenciatura os candidatos que concorram através dos concursos especiais de
acesso e ingresso no ensino superior legalmente previstos (por exemplo: Maiores de 23; Titulares de outros
cursos superiores). Dar­se­á prioridade aos candidatos que tenham feito experiência e/ou formação sobre a
infância e o trabalho educativo com crianças.
A10. Specific entry requirements:
According to Decree No. 91/2014, of 23 April, the entry in Bachelor in Basic Education requires the completion
of entrance examinations of Portuguese and Mathematics. They can also join the Degree candidates who compete through special contests access and enrollment in
higher education provided by law (eg over 23, members of other university courses).It will give priority to
candidates who have experience and / or made training about childhood and educational work with children. Pergunta A11
Pergunta A11
A11. Percursos alternativos como ramos, variantes, áreas de especialização do mestrado ou especialidades do
doutoramento em que o ciclo de estudos se estrutura (se aplicável):
Não
A11.1. Ramos, variantes, áreas de especialização do mestrado ou especialidades do doutoramento (se aplicável)
A11.1. Ramos, variantes, áreas de especialização do mestrado ou especialidades do doutoramento, em que o
ciclo de estudos se estrutura (se aplicável) / Branches, options, specialization areas of the master or specialities
of the PhD (if applicable)
Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou
especialidade do doutoramento:
Branch, option, specialization area of the master or
speciality of the PhD:
<sem resposta>
A12. Estrutura curricular
Mapa I ­
A12.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
A12.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
A12.2. Grau:
Licenciado
A12.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
A12.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
A12.4. Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau / Scientific areas and credits
that must be obtained for the awarding of the degree
Área Científica / Scientific Area
Formação na Área de Docência ­ Matemática
Formação na Área de Docência ­ Português
Formação na Área de Docência ­ Expressões e
Comunicação
Formação na Área de Docência ­ Ciências
Formação na Área de Docência
Formação Educacional Geral
Didácticas Específicas
Iniciação à Prática Profissional
(8 Items)
Sigla /
Acronym
FAD ­ Mt.
FAD ­ Pt.
ECTS Obrigatórios / Mandatory
ECTS
30
30
ECTS Optativos* / Optional
ECTS*
0
0
FAD ­ E.C.
30
0
FAD ­ C.
FAD
FEG
DE
IPP
30
3
15
18
18
174
0
3
3
0
0
6
Perguntas A13 e A16
A13. Regime de funcionamento:
Diurno
A13.1. Se outro, especifique:
Propõe­se que este ciclo de estudos funcione também em regime pós­laboral.
A13.1. If other, specify:
It is proposed that this cycle of studies also works on the after working hours regime.
A14. Local onde o ciclo de estudos será ministrado:
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich, Rua do Jardim à Estrela nº 18, Lisboa
Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Rua do Jardim do Tabaco nº 39, Lisboa
A14. Premises where the study programme will be lectured:
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich, Rua do Jardim à Estrela nº 18, Lisboa
Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Rua do Jardim do Tabaco nº 39, Lisboa
A15. Regulamento de creditação de formação e experiência profissional (PDF, máx. 500kB):
A15._Regulamentos Creditação Competências.pdf
A16. Observações:
N/A
A16. Observations:
N/A
Instrução do pedido
1. Formalização do pedido
1.1. Deliberações
Mapa II ­ Reitor ISPA
1.1.1. Órgão ouvido:
Reitor ISPA
1.1.2. Cópia de acta (ou extrato de acta) ou deliberação deste orgão assinada e datada (PDF, máx. 100kB):
1.1.2._parecer_reitor.pdf
Mapa II ­ Conselho Pedagógico ISPA
1.1.1. Órgão ouvido:
Conselho Pedagógico ISPA
1.1.2. Cópia de acta (ou extrato de acta) ou deliberação deste orgão assinada e datada (PDF, máx. 100kB):
1.1.2._parecer_cp.pdf
Mapa II ­ Conselho Científico ISPA
1.1.1. Órgão ouvido:
Conselho Científico ISPA
1.1.2. Cópia de acta (ou extrato de acta) ou deliberação deste orgão assinada e datada (PDF, máx. 100kB):
1.1.2._parecer_cc.pdf
Mapa II ­ Conselho Pedagógico ESEI­MU
1.1.1. Órgão ouvido:
Conselho Pedagógico ESEI­MU
1.1.2. Cópia de acta (ou extrato de acta) ou deliberação deste orgão assinada e datada (PDF, máx. 100kB):
1.1.2._cp_leb_esei.pdf
Mapa II ­ Conselho Científico ESEI­MU
1.1.1. Órgão ouvido:
Conselho Científico ESEI­MU
1.1.2. Cópia de acta (ou extrato de acta) ou deliberação deste orgão assinada e datada (PDF, máx. 100kB):
1.1.2._ata_cc_lec_esei.pdf
1.2. Docente(s) responsável(eis) pela coordenação da implementação do ciclo de estudos
1.2. Docente(s) responsável(eis) pela coordenação da implementação do ciclo de estudos
A(s) respectiva(s) ficha(s) curricular(es) deve(m) ser apresentada(s) no Mapa V.
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes; Ana Cristina Conceição da Silva
2. Plano de estudos
Mapa III ­ ­ 1º ano/1º semestre
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
1º ano/1º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
1st year/1st semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Unidade Curricular / Curricular Unit
Números e Operações/Numbers and
Operations
Técnicas de Expressão Oral e Escrita/Oral
and Written Expression Techniques
Ciências Integradas da Natureza/Integrated
Natural Sciences
Expressões Artísticas e Tecnológicas
Integradas/Integrated Artistic and
Technological Expressions
Observações
Área Científica Duração / Horas Trabalho Horas Contacto
/
/ Scientific Area Duration / Working Hours / Contact Hours ECTS
Observations
(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
60 (TP); 2 (OT),
FAD­Mt
semestral 150
6
Obrigatória
2 (AV)
60 (TP); 2 (OT),
FAD­Pt
semestral 150
6
Obrigatória
2 (AV)
40 (TP);20 (PL);
FAD­C.
semestral 150
6
Obrigatória
2 (OT), 2 (AV)
FAD­C.E.
semestral 150
Correntes da Pedagogia/Pedagogical Trends FEG
semestral 75
Ciências da Saúde/Health Sciences
FAD
semestral 75
FAD
semestral 75
Património e Cultura Europeias/European
Heritage and Culture
(7 Items)
48 (TP); 12 (TC);
6
2 (OT), 2 (AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
Obrigatória
3
Obrigatória
3
Opcional
3
Opcional
Mapa III ­ ­ 1º ano/ 2º semestre
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
1º ano/ 2º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
1st year/ 2nd semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Área Científica Duração / Horas Trabalho Horas Contacto
Observações
ECTS /
Unidade Curricular / Curricular Unit
Geometria e Medida/Geometry and
Measurement
Tópicos de análise em linguística/Topics of
Analysis in Linguistics
Geografia Física e Humana/Physical and
Human Geography
História de Portugal/History of Portugal
/ Scientific
Area (1)
Duration
(2)
FAD­Mt
semestral 150
FAD­Pt
semestral 150
FAD­C.
semestral 113
FAD­C.
semestral 113
Psicologia do Desenvolvimento/Developmental
FEG
Psychology
Observação e Análise de contextos não
escolares/ Observation and Analysis of out of IPP
school contexts
(6 Items)
/ Working
Hours (3)
semestral 150
/ Contact Hours
(4)
60 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
60 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
45 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
45 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
60 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
Observations
(5)
6
Obrigatória
6
Obrigatória
4.5
Obrigatória
4.5
Obrigatória
6
Obrigatória
semestral 75
32 (E); 12 (TP);
3 (OT); 2 (AV)
3
Obrigatória
Mapa III ­ ­ 2º ano/ 3º semestre
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
2º ano/ 3º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
2nd year/ 3rd semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Unidade Curricular / Curricular Unit
Área
Científica /
Scientific
Area (1)
Duração
/
Duration
(2)
Música/Music
FAD­C.E.
semestral 75
FAD­C.E.
semestral 75
FAD­Mt
semestral 150
FAD­Pt.
semestral 150
Expressão Físico­Motora/Physical ­Motor
Expression
Padrões e Pensamento Algébrico/Patterns and
Algebraic Thinking
Cultura e Literatura Portuguesas/Portuguese
Literature and Culture
Comunicação: media e suportes
FAD­C.E.
digitais/Communication media and digital supports
Ecologia e Património Natural/Ecology and Natural
FAD­C.
Heritage
Processos de Aprendizagem na Educação
FEG
Básica/Learning Processes in Basic Education
Horas
Trabalho /
Working Hours
(3)
semestral 75
semestral 75
semestral 75
Horas
Contacto /
Contact Hours
(4)
20 (TP); 10
(PL); 2 (OT); 2
(AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
60 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
60 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
20 (TP); 10
(PL); 2 (OT); 2
(AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
30 (TP); 2 (OT);
2 (AV)
Observações
/
ECTS
Observations
(5)
3
Obrigatória
3
Obrigatória
6
Obrigatória
6
Obrigatória
3
Obrigatória
3
Obrigatória
3
Obrigatória
Observação e Análise de contextos de educação
de infância/Observation and Analysis of Childhood IPP
Education Contexts
(8 Items)
semestral 75
40 (E); 10 (TP);
3
3 (OT); 2 (AV)
Obrigatória
Mapa III ­ ­ 2º ano/ 4º semestre
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
2º ano/ 4º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
2nd year/ 4th semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Unidade Curricular / Curricular Unit
Organização e tratamento de
dados/Organization and data processing
Aspetos Instrumentais da Aquisição da
Língua/Instrumental Features in Language
Acquisition
Observações
Área Científica / Duração / Horas Trabalho / Horas Contacto
/
Scientific Area Duration Working Hours / Contact Hours ECTS
Observations
(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
60 (TP); 2 (OT); 2
FAD­Mt
semestral 150
6
Obrigatória
(AV)
60 (TP); 2 (OT); 2
6
(AV)
FAD­Pt
semestral 150
Artes Plásticas/Visual Arts
FAD­C.E.
semestral 75
Património e Cultura/Heritage and Culture
FAD­C.
semestral 75
DE
semestral 75
30 (TP); 2 (OT); 2
3
(AV)
Obrigatória
DE
semestral 75
30 (TP); 2 (OT); 2
3
(AV)
Obrigatória
DE
semestral 75
30 (TP); 2 (OT); 2
3
(AV)
Obrigatória
IPP
semestral 75
40 (E); 10 (TP); 3
3
(OT); 2 (AV)
Obrigatória
Ensino e Aprendizagem de
Matemática/Teaching and Learning
Mathematics
Ensino e Aprendizagem de
Português/Teaching and Learning
Portuguese
Currículo e Modelos
Curriculares/Curriculum and Curriculum
Models
Observação e Análise de Contextos
Escolares/ Observation and Analysis of
School Contexts
(8 Items)
Mapa III ­ ­ 3º ano/ 5º semestre
30 (TP); 2 (OT); 2
3
(AV)
30 (TP); 2 (OT); 2
3
(AV)
Obrigatória
Obrigatória
Obrigatória
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
3º ano/ 5º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
3rd year/ 5th semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Unidade Curricular / Curricular Unit
Experiência Matemática/Mathematical
Experience
Oficinas de observação e análise
documental/Observation and Document
Analysis Workshops
Teatro/Drama
Ensino e Aprendizagem das
Expressões/Teaching and Learning
Expressions
Ensino e Aprendizagem de
Ciências/Teaching and Learning Sciences
Projeto Intercontextual de intervenção
pedagógica/Intercontextual Project of
Pedagogical Intervention
Escola, Família e Comunidade/School, Family
and Community
Orientações Pedagógicas em
Creche/Pedagogical Guidelines in Daycare
Psicogénese da Leitura e da
Escrita/Psychogenesis of Reading and
Writing
(9 Items)
Mapa III ­ ­ 3º ano/ 6º semestre
2.1. Ciclo de Estudos:
Licenciatura em Educação Básica
2.1. Study Programme:
Bachelor in Basic Education
2.2. Grau:
Licenciado
Observações
Área Científica Duração / Horas Trabalho Horas Contacto
/
/ Scientific Area Duration / Working Hours / Contact Hours ECTS
Observations
(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
60 (TP); 2 (OT);
FAD­Mt
semestral 150
6
Obrigatória
2 (AV)
FAD­C.
semestral 113
45 (TP); 2 (OT);
4.5
2 (AV)
Obrigatória
FAD­C.E.
semestral 75
20 (TP); 10 (TC);
3
2 (OT); 2 (AV)
Obrigatória
DE
semestral 113
37 (TP); 8 (TC);
4.5
2 (OT); 2 (AV)
Obrigatória
DE
semestral 113
45 (TP); 2 (OT);
4.5
2 (AV)
Obrigatória
IPP
semestral 113
70 (E); 10 (TP); 4
4.5
(OT); 2 (AV)
Obrigatória
FEG
semestral 75
FEG
semestral 75
FEG
semestral 75
30 (TP); 2 (OT);
3
2 (AV)
opcional
30 (TP); 2 (OT);
3
2 (AV)
30 (TP); 2 (OT);
3
2 (AV)
opcional
opcional
2.3. Ramo, variante, área de especialização do mestrado ou especialidade do doutoramento (se aplicável):
<sem resposta>
2.3. Branch, option, specialization area of the master or speciality of the PhD (if applicable):
<no answer>
2.4. Ano/semestre/trimestre curricular:
3º ano/ 6º semestre
2.4. Curricular year/semester/trimester:
3rd year/ 6th semester
2.5. Plano de Estudos / Study plan
Unidade Curricular / Curricular Unit
Projeto de Expressões Artísticas e
Tecnológicas/Technology and Artistic
Expressions Project
Literatura para a Infância/Literature for
Children
Técnicas Laboratoriais em Ciências
Naturais/Laboratory Techniques in Natural
Sciences
Projeto interdisciplinar de intervenção
pedagógica/ interdisciplinary project of
pedagogical intervention
Intervenção Precoce e Necessidades
Educativas Especiais/Early Intervention &
Special Needs Education
Seminário de Integração de Saberes/Different
Fields of Knowledge integration Seminar
(6 Items)
Observações
Área Científica Duração / Horas Trabalho Horas Contacto
/
/ Scientific
Duration / Working
/ Contact Hours ECTS
Observations
Area (1)
(2)
Hours (3)
(4)
(5)
FAD­C.E.
semestral 225
40 (TP); 40 (PL);
9
4 (OT); 2 (AV)
Obrigatória
FAD­Pt
semestral 150
60 (TP); 2 (OT);
6
2 (AV)
Obrigatória
FAD­C.
semestral 113
25 (TP); 20 (PL);
4.5
2 (OT); 2 (AV)
Obrigatória
IPP
semestral 113
60 (E); 20 (S); 4
4.5
(OT); 2 (AV)
Obrigatória
FEG
semestral 75
30 (TP); 2 (OT);
3
2 (AV)
Obrigatória
FAD
semestral 75
30 (TP); 2 (OT);
3
2 (AV)
Obrigatória
3. Descrição e fundamentação dos objectivos, sua adequação ao projecto educativo, científico
e cultural da instituição, e unidades curriculares
3.1. Dos objectivos do ciclo de estudos
3.1.1. Objectivos gerais definidos para o ciclo de estudos:
Este ciclo de estudos norteia­se por uma dupla ambição:
Garantir uma sólida formação de base, no domínio dos conhecimentos previstos pelo DL nº 79/2014, e das
competências relacionais, aos futuros estudantes dos cursos de habilitação para a docência em educação de
pré­escolar, 1º e 2º ciclos de educação básica;
Proporcionar conhecimentos multidisciplinares sólidos, hábitos de trabalho rigorosos no domínio da
investigação e planeamento educacional, e experiências enriquecedoras no campo da educação que permitam
aos licenciados em E.B. um agir fundamentado no apoio a profissionais em diversos contextos de educação.
Espera­se:
Contribuir para a melhoria da qualidade do funcionamento do sistema educativo através da formação de
profissionais reflexivos, capazes de interpelar contextos e práticas em que trabalham, no sentido de superar
dificuldades e concretizar potencialidades, com aptidão para analisar e compreender as necessidades e os
interesses das crianças, famílias e comunidades.
3.1.1. Generic objectives defined for the study programme:
This course of studies is guided by a double ambition:
To ensure solid background in the fields of knowledge set out by DL No. 79/2014, and the relational skills needed
for qualification for teaching in preschool education, 1st and 2nd cycles of basic education;
­ To provide solid multidisciplinary knowledge, rigorous habits of work in educational research and planning, and
enriching experiences in the field of education in order to promote bachelors' grounded actions in the support of
education professionals and projects in diverse contexts of education.
We expect to:
­ contribute to the improve quality of the educational system through the formation of reflective practitioners,
able to question contexts and practices in which professionals work. They should be able to difficulties and fulfil
potentialities, and be able to analyze and understand the needs and interests of children , families and
communities.
3.1.2. Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências) a desenvolver pelos estudantes:
Demonstrar conhecimentos aprofundados sobre os fundamentos das áreas disciplinares essenciais à
educação básica: Português, Matemática, Ciências Naturais, História, Geografia, Expressões;
Fundamentar as suas opções pedagógicas em projetos de ensino­aprendizagem, mobilizando conhecimentos
sobre modelos pedagógicos de referência na educação básica e sobre as principais características do
desenvolvimento e da aprendizagem das crianças; Interpretar dados recolhidos através de métodos rigorosos e éticos sobre os contextos educativos, sobre as
dinâmicas pedagógicas e sobre as crianças;
Propor estratégias de articulação entre diferentes contextos educativos e níveis de ensino, facilitando a
comunicação entre parceiros, a transição e a articulação curricular horizontal e vertical;
Colaborar na implementação de planos de intervenção pedagógica adequados às crianças e aos contextos,
integrando­se no trabalho de equipas educativas e respeitando os documentos curriculares de suporte.
3.1.2. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences) to be developed by the students:
­ To demonstrate thorough knowledge of the fundamentals essential to basic education disciplines: Portuguese,
Mathematics, Natural Science, History, Geography, Expressions;
­ To substantiate educational options in the teaching­learning projects, mobilizing knowledge about pedagogical
reference models in basic education and about the main features of the development and learning of children;
­ To interpret data collected through rigorous and ethical methods of educational contexts on educational
dynamics, and children;
­ Propose strategies to articulate different educational contexts and levels of education, facilitating
communication between partners, transitions between cycles and horizontal and vertical curriculum
articulation;
­ Cooperate in the implementation of pedagogical intervention plans adequate for children and contexts,
integrating the work of teams and respecting the educational curriculum support documents.
3.1.3. Inserção do ciclo de estudos na estratégia institucional de oferta formativa face à missão da instituição:
Na parceria ISPA/ESEI MU a singularidade da missão de cada instituição articula­se numa oferta formativa
conjunta, ampliando e fortalecendo conhecimento, saberes e competências, desenvolvidos nas últimas
décadas pelas duas instituições, numa cooperação estratégica que responde aos desafios colocados pelo
programa quadro Europa 2020, nomeadamente aos objetivos traçados para a educação, investigação e
desenvolvimento.
O ISPA define como missão central “A qualificação de alto nível e a produção e difusão do conhecimento nos
domínios das ciências psicológicas, sociais e da Vida, bem como a formação cultural, tecnológica, científica e
cívica dos seus estudantes num quadro de referência internacional.” Também a ESEI MU define nos seus
Estatutos a missão de contribuir para a formação humana, social e cultural através da formação na área da
educação que, há mais de seis décadas, oferece. Neste sentido, os objetivos definidos para o ciclo de estudos
pretendem operacionalizar as principais aprendizagens a efetuar pelos estudantes de forma a contribuírem
para a sua elevada qualificação e formação.
Os objetivos definidos espelham igualmente valores fundamentais do ISPA e da ESEI MU. Em primeiro lugar a
promoção do pensamento crítico, baseado no conhecimento científico, que forme cidadãos interventivos
capazes de agir de forma informada, ética e socialmente responsável (ISPA), sublinhada por um processo de
formação reflexivo (ESEI MU) que apela à capacidade do estudante mobilizar conhecimentos, identificando as
várias possibilidades de os articular, contextualizadamente, na sua prática profissional.
A cultura da excelência, segundo valor base do ISPA, traduz­se, por sua vez, no desenvolvimento de padrões de
exigência e profissionalismo visando a melhoria constante do desempenho, validada pela rede de cooperação
nacional e internacional. A cooperação, intercâmbio e as parcerias académicas e culturais com entidades
nacionais e estrangeiras a que a ESEI se propõe e desenvolve, acentuam esta ambição.
O incentivo ao desenvolvimento de posturas proactivas na procura de formas de intervenção inovadoras que
contribuam positivamente para a sociedade, corresponde ao terceiro valor do ISPA. A ESEI acentua a
necessidade de atualização pedagógica de todos os formandos, desenvolvendo o conhecimento científico e
técnico na área da educação de forma continuada, fortalecendo assim um pressuposto da missão de ambas as
instituições, também presente nos objetivos do ciclo de estudos.
Os valores do humanismo e da solidariedade que caracterizam as missões das duas instituições encontram
expressão no ciclo de estudos por este adotar uma cultura que se baseia no respeito pela pessoa humana
desde as primeiras idades, no reconhecimento do direito à diferença e no desenvolvimento de sentido de
justiça e de responsabilidade social. Estes valores são levados à prática, e fortalecem­se, através da
articulação entre o ensino, a investigação e no envolvimento com a comunidade.
3.1.3. Insertion of the study programme in the institutional training offer strategy against the mission of the
institution:
In ISPA/ESEI MU partnership, the mission of each institution is articulated in a joint training offer, which
increases and strengths the knowledge and skills developed in the last decades by both institutions, in a
strategic cooperation that responds to the challenges of the Europe 2020 Framework Programme, namely its
objectives in the contexts of education, research and development.
ISPA defines as its core mission “The high level qualification and the production and dissemination of knowledge
in the domains of psychological, social and life sciences, as well as the cultural, technological, scientific and
civic training of their students, in an international frame of reference”. Also ESEI­MU defines in its Statute the
mission to contribute to human, social and cultural development through the training in the education domain
that has been offered for over six decades.Therefore, this cycle of studies aims to operationalize students’
major learnings in order to contribute to their higher qualification and training.
The objectives established also reflect core values shared both by ISPA and ESEI­MU. Firstly, promoting critical
thinking based on scientific knowledge that will form proactive citizens capable to act in an ethical, informed and
socially responsible way (ISPA), motivated by a reflexive training process (ESEI­MU) which calls for the
student's ability to mobilize knowledge, identifying the various possibilities, and articulate this knowledge in their
professional practice.
The culture of excellence which is ISPA's second core value, which is translated in the development of high
standards and expertise, in order to promote the constant improvement of performance, acknowledge by
national and international cooperation networks. The cooperation, exchange programs and academic and
cultural partnerships with national and international institutions, that ESEI proposes and develops, emphasizes
this ambition. Fostering the development of proactive positions in searching for innovative ways to intervene the
positively contribute to society is ISPA's the third core value. ESEIMU stresses the need for the pedagogical
update of all students by continuously developing scientific and technical knowledge in the area of education,
therefore strengthening one of the core values present in the mission of both institutions and also present in the
objectives of this cycle of studies. The values of humanism and solidarity established in the missions of both
institutions are expressed in this cycle of studies by adopting a culture based on human respect since the early
years, by recognizing the right to be different and by developing a sense of justice and social responsibility.
These values are put into practiceand strengthened through by linking teaching, research and community
involvement.
3.2. Adequação ao projeto educativo, científico e cultural da Instituição
3.2.1. Projeto educativo, científico e cultural da Instituição:
Na parceria ISPA­IU/ESEI­MU os projetos institucionais completam­se e fortalecem­se mutuamente nesta
oferta formativa.
Na base do projeto educativo, científico e cultural da ESEI­MU destacam­se:
­a importância da pedagogia na educação de infância e na de adultos, ambas concebidas na continuidade
dinâmica e atualizada das perspetivas pedagógicas de Maria Ulrich;
­uma conceção holística do projeto onde se articulam competência técnica e aplicada, investigação científica,
desenvolvimento pessoal, promoção ativa da cidadania e inclusão;
­uma atuação junto de crianças e adultos considerando­os como pessoas integrais, coautores de suas vidas,
assumindo a família como ecossistema natural da criança e o mais favorável ao seu desenvolvimento;
­um processo de formação reflexivo e crítico, sabendo que, a cada tempo, em cada decisão, o educador e
professor conjugam: o seu conhecimento e competências profissionais, o conhecimento que têm sobre a
criança, a família e a comunidade, a consciência sobre como os seus valores e crenças influenciam a
aprendizagem da criança, o seu estilo pessoal e experiências passadas;
­e uma dimensão internacional, social e intercultural na formação, firmando a participação em redes de
parceria institucional que viabilizam uma ação pedagógica ampliada do seu Projeto Educativo.
A concretização deste projeto encontra eco e uma sustentação renovada no projeto universitário do ISPA­IU,
que se articula em torno de três preocupações estruturantes: a constante produção e difusão do conhecimento,
a intervenção social e o desenvolvimento de uma cultura científica de base humanista.
No âmbito da produção e difusão de conhecimento, o ISPA aperfeiçoou uma estratégia de formação
caracterizada pela crítica sistemática do conhecimento científico estabelecido, dando expressão a uma intensa
atividade de investigação sustentada, que se desenvolve desde os primeiros anos de formação inicial até à
organização de estruturas de investigação fixadas nas unidades de investigação.
Esta atividade formativa articula­se com as preocupações expressas no domínio da intervenção social,
traduzindo­se em atividades de extensão universitária que garantem a incorporação constante de
problemáticas de incidência social na atividade de investigação aplicada desenvolvida, favorecendo o
desenvolvimento da consciência cívica dos estudantes e alargando o espectro de intervenção profissional.
Finalmente, o ISPA­IU promove o desenvolvimento de uma cultura científica e de uma cultura de base
humanista, asseguradas pelo desenvolvimento de atividades em todas as formas de expressão cultural e
artística.
O desenvolvimento desta parceria, articulando e potenciando os aspetos estruturantes de ambas as
instituições, reforça­se ainda através da união dos recursos que o sustentam, expressos na rede de
cooperação nacional e internacional; nos equipamentos e espaços físicos adequados à sustentabilidade do
projeto; e na qualificação do quadro de pessoal docente.
3.2.1. Institution’s educational, scientific and cultural project:
This cycle of studies offers the opportunity to complement and strengthened the institutional projects present in
the partnership between ISPA and ESEI­MU.
On the basis of ESEI MU’s educational, scientific and cultural project we stress: ­ The importance of pedagogy in early childhood and adult education, both designed in the dynamic continuity
and update of the pedagogical perspectives of Maria Ulrich; ­ An holistic approach to the project where technical and applied skills, scientific research, personal
development, promotion of active citizenship and inclusion are articulated;
­ An intervention with children and adults considering them as whole persons, co­authors of their lives, taking
the family as the natural ecosystem of the child and the most favourable to their development;
­ A reflexive and critical training process, knowing that every time, in every decision, the educator and teacher
come together: their professional knowledge and skills, their knowledge about the child, the family and the
community; the awareness about how their values and beliefs influence children's learning, their personal style
and past experiences; ­ And, finally, an international, social and intercultural dimension in training, establishing the participation in
networks of institutional partnership that enables a magnified pedagogical action of its educational project.The
attainment of this project is echoed and has a renewed support in ISPA’s university project, which is articulated
around three structural concerns: the constant production and dissemination of knowledge, social intervention
and the development of a scientific culture sustained in humanist concerns.
Within the production and dissemination of knowledge, ISPA has perfected a training strategy characterized by
systematic critique of established scientific knowledge, giving expression to intense and sustained research
activity, which develops from the earliest years of initial training to the organization of structures research
established in research units.
This training activity is linked to the concerns expressed in the field of social intervention, which translate into
university extension activities that ensure the constant embedding of social issues on the research activity that
is developed, favouring the development of civic awareness among students and broadening the spectrum of
professional intervention.
Finally, ISPA promotes the development of a scientific culture and a culture of humanistic base, which are
ensured by the development of activities in all forms of cultural and artistic expression.
The development of this partnership, linking and enhancing the structural aspects of both institutions, is
strengthened further by uniting the resources that sustain them: a network of national and international
cooperation; equipment and physical space suited to the project sustainability and the qualification of the
faculty.
3.2.2. Demonstração de que os objetivos definidos para o ciclo de estudos são compatíveis com o projeto
educativo, científico e cultural da Instituição:
Nos projectos educativos, científicos e culturais das duas instituições sobressaem 4 eixos que se articulam de
forma estreita com os objectivos estabelecidos para o ciclo de estudos:
(1) A ideia de que a formação académica é mais do que uma mera aquisição de saberes e que passa também
pela formação do indivíduo em geral, aliando os saberes técnicos com o desenvolvimento pessoal, social e
cultural.
(2) A escola de formação não pode estar isolada da comunidade envolvente, nem da sociedade em geral no que
se refere aos saberes, às suas problemáticas e necessidades.
(3) Para o exercício da profissão nas áreas de formação das duas instituições é essencial uma atitude
crítica/reflexiva, proativa e interventiva sendo esse um eixo orientador na organização da formação.
(4) O saber está em permanente desenvolvimento sendo a necessidade de actualização constante. Para tal é
essencial o desenvolvimento de parcerias de modo a que se criem interlocutores sólidos para a produção,
permuta e difusão de novos conhecimentos. Neste âmbito considera­se essencial o desenvolvimento de
investigação sustentada, que pode assumir diferentes níveis e que pode ir desde a que é feita em fases iniciais
de formação àquela que se enquadra em estruturas de investigação mais complexas como Centros ou
Unidades de Investigação.
Estes quatro eixos enquadram estreitamente os objectivos gerais deste ciclo de estudos, enunciados
anteriormente, que contemplam um conjunto de aprendizagens transversais tais como aptidões relacionais,
atitude crítica/reflexiva e o respeito e valorização de diversidade que são essenciais ao exercício não só da
profissão como de uma cidadania activa.
Só através do desenvolvimento de um conjunto de competências contempladas nos projectos educativos,
científicos e culturais das instituições envolvidas, se conseguirá levar também ao cumprimento dos objectivos
específicos. Subjacente a estes objectivos está a ideia de que o processo de construção de saberes deve
assentar em escolhas fundamentadas, não se considerando que os formandos sejam passivos na aquisição
dos saberes, mas que se vão apropriando deles ao longo da formação suportados e apoiados pelos
supervisores no terreno. Para além disso, também realçam a necessidade do estudante colaborar na
elaboração de respostas pedagógicas adequadas mobilizando os diferentes recursos disponíveis na
comunidade educativa. O exercício da profissão não se confina, assim, à criança na sala de aula, mas passa por uma intervenção em
diferentes contextos, que ultrapassa os saberes das áreas disciplinares e integra uma abordagem global onde
estão também contempladas preocupações humanistas, sociais, culturais.
3.2.2. Demonstration that the study programme's objectives are compatible with the Institution's educational,
scientific and cultural project:
In the educational, scientific and cultural projects of both institutions 4 axes stand which are articulated closely
with the objectives set for the cycle of studies:
(1) The idea that academic education is more than a mere acquisition of knowledge and that also involves
training the individual in general, combining technical knowledge with personal, social and cultural development.
(2) A school that provides training, cannot be isolated from the surrounding community, or society in general,
with regard to knowledge, their problems and needs.
(3) For the exercise of the profession in the areas of training of both institutions a critical / reflective, proactive
and interventionist attitude is essential. This is a guiding principle used in organizing training.
(4) The knowledge is in constant development and there is need for constant updating. Thus it is essential to
develop partnerships that create solid counterparts for the production, exchange and dissemination of new
knowledge. In this context, the development of sustained research is essential. The development of sustained
research can assume different levels: from the level developed in the early stages of training who develops into
more complex structures such as research centers or research units.
These four axes closely fit the general objectives of this cycle of studies, which include a set of transversal
learning experiences such as interpersonal skills, critical/reflexive attitude and the respect and appreciation of
diversity that are essential not only to the exercise of the profession as for active citizenship.
Only by developing a set of skills covered in the educational, scientific and cultural projects of the partner
institutions, the specific objectives of this cycle of studies will be met. Underlying these objectives is the notion
that the process of construction of knowledge must be based on informed choices, not considering that trainees
are passive on the acquisition of knowledge, but that have the opportunity to appropriate the knowledge
suported by supervisors. In addition, the need of students cooperation in the develpoment of the pedagogical
responses mobilizing different resources available in the community and educational environments is also
highlighted.
Thus, the profession is not confined to children in the classroom, but includes an intervention in different
contexts, that exceeds the knowledge of disciplines and integrates a comprehensive approach which also
include humanists, social and cultural concerns.
3.3. Unidades Curriculares
Mapa IV ­ Intervenção Precoce e Necessidades Educativas Especiais/ Early Intervention and SEN
3.3.1. Unidade curricular:
Intervenção Precoce e Necessidades Educativas Especiais/ Early Intervention and SEN
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Ana Teresa Correia de Brito Nascimento (20hTP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
José António Marques Morgado (10hTP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Sendo a Inclusão um dos pilares fundamentais em Educação Básica esta UC sublinha e aprofunda a perspetiva
inclusiva transversal a toda a Licenciatura.
Tem como objetivos potenciar nos estudantes a capacidade de:
1.Identificar e saber descrever, no domínio da Inclusão e da Educação Especial, a evolução das conceções e
das práticas existentes, quer a nível nacional quer internacional, e sua atual configuração no âmbito do sistema
educativo nacional;
2.Reconhecer e saber advogar o papel da família, da intervenção em contexto natural e do trabalho colaborativo
na ação educativa face à criança em risco e com Necessidades Educativas Especiais (NEE); 3.Compreender a conceção de NEE e saber descrever os principais tipos de NEE, suas características e
prevalências; identificar serviços e recursos formais e informais de suporte à Inclusão;
4.Fundamentar a inclusão de crianças com NEE no seu grupo/ escola, identificar e mobilizar os elementos
críticos para a efetuar com sucesso.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Because inclusion is a fundamental pillar in Elementary Education this course emphasizes and deepens the
inclusive perspective present in all the Degree. It aims to foster in students the ability to: 1. Identify and describe, in the field of Special Education and Inclusion, the evolution of concepts and practices,
both nationally and internationally, and its current configuration within the national education system; 2. Recognize and learn to advocate families role, intervention in natural contexts and collaborative work in the
educational framework concerning the child at risk or with Special Educational Needs (SEN); 3. Understand the concept of SEN and be able to describe the main types of SEN, their characteristics and
prevalence; identify services and formal and informal support resources to Inclusion; 4. Justify the inclusion of children with SEN in their group/school, identifying and mobilizing the critical elements
to perform this inclusion successfully.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Os conteúdos programáticos desta UC encontram­se organizados em quatro blocos:
1. Perspectiva histórica da evolução na forma de olhar e actuar face à pessoa com NEE: da exclusão à
inclusão; 1.1 Escola para todos. A situação actual: pressupostos para o sucesso da inclusão.
1.2 Legislação.
2. Intervenção Precoce
2.1 Intervenção centrada na família e em contextos naturais de vida da criança
2.2 Aspectos organizacionais e dinâmica colaborativa em Intervenção Precoce
3. Necessidades Educativas Especiais
3.1 Evolução e polissemia do conceito de NEE;
3.3 Os diferentes tipos de NEE e sua caracterização;
3.4 Identificação de serviços e recursos formais e informais de apoio à inclusão de crianças com NEE na
educação regular. 4. Elementos críticos para o sucesso da Inclusão
4.1 O papel central do educador e do professor na inclusão de crianças com NEE e na mobilização de serviços
e recursos para apoio à criança com NEE e sua família.
3.3.5. Syllabus:
The syllabus of this course are organized in four blocks: 1. Historical perspective of the evolution in understanding and supporting the person with disability and special
needs: from exclusion to inclusion; 1.1 Education for all. The current situation: assumptions for a successful inclusion. 1.2 Legislation. 2. Early Childhood Intervention (ECI)
2.1 Family centered intervention, in the child’s natural contexts 2.2 Organizational aspects and collaborative dynamics in ECI 3. Special Educational Needs (SEN)
3.1 Evolution and polysemy of the concept of SEN; 3.3 The different types of SEN and their characteristics; 3.4 Identification of services and formal and informal resources to support inclusion of children with SEN in
mainstream education. 4. Critical elements for the success of Inclusion 4.1 The central role of the teacher/educator in the inclusion of children with SEN and in mobilizing services and
resources to support children with SEN and their families.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos correspondem aos objetivos de aprendizagem, viabilizando a sua concretização. O primeiro objetivo, de caracter contextualizador, enquadra a abordagem inclusiva, situando­a, a partir de uma
perspetiva histórica, no tempo presente. Através da evolução na forma de olhar e atuar face à pessoa com
NEE, os conteúdos encaminham os estudantes para a compreensão do percurso realizado, da situação atual e
dos pressupostos para o sucesso da inclusão, incluindo a sua configuração no âmbito do sistema educativo
nacional (legislação). O segundo objetivo materializa o primeiro, numa lógica progressivamente mais centrada nos aspetos
fundamentais de uma intervenção inclusiva. A partir dos elementos estruturantes da Intervenção Precoce na
Infância (0/6 anos), tomando­a como base para a compreensão de uma abordagem ecológica em Educação
Básica, os conteúdos viabilizam o reconhecimento e potenciam a advocacia de uma intervenção centrada na
família e em contextos naturais de vida da criança, bem como a importância de desenvolver uma dinâmica
colaborativa em Intervenção Precoce, em equipa, para o sucesso da inclusão. O terceiro objetivo centra­se na definição atual da conceção de Necessidades Educativas Especiais (NEE),
abordada de forma ecológica com base nos anteriores conteúdos abordados. Ao estudar os diferentes tipos de
NEE e sua caracterização em articulação com a identificação de serviços e recursos formais e informais de
apoio à inclusão de crianças com NEE na educação regular, pretende­se que os estudantes sejam capazes de
reconhecer a diversidade de NEE existentes e criar um mapa da rede de apoio/suporte com que podem contar
na sua ação junto de crianças com NEE e suas famílias.
Finalmente, o último objetivo congrega e articula os anteriores através da abordagem ao papel central do
educador e do professor na inclusão de crianças com NEE, desenvolvendo nos estudantes a capacidade de
fundamentar a inclusão de crianças com NEE no seu grupo/ escola, bem como de identificar e mobilizar os
elementos críticos para a efetuar com sucesso.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus contents correspond to the learning objectives, enabling their implementation. The first contextualizing goal, encapsulates the inclusive approach, situating it, from an historical to a
contemporary perspective. Through the evolution in the way we outlook and act towards the person with SEN,
the syllabus aims to support students in understanding the long route travelled regarding disability and SEN, the
current situation and the conditions for the success of inclusion, comprising its setting within the national
education system (legislation). The second goal materializes the first in a progressively more focused approach on the fundamental aspects of
an inclusive intervention. From the structural elements of Early Childhood Intervention (0/6 years), taking them
as a basis for understanding the relevance of an ecological approach in Elementary Education, the syllabus
enables the recognition and enhances the advocacy of a family centered intervention, on the natural contexts of
childhood and the importance of developing a collaborative/team dynamic for the success of inclusion. The third goal focuses on the current definition of Special Educational Needs (SEN), ecologically contextualised,
based on previous contents covered. By studying the different types of SEN and their characteristics in
articulation with the identification of services and of formal and informal resources to support inclusion of
children with SEN in mainstream education, it is intended that students will be able to recognize SEN’s diversity
and create a map of the support network they can rely on their action to include and support children with SEN
and their families. Finally, the last objective gathers and articulates the previous by focusing on the central role of the educator and
teacher in the inclusion of children with SEN, developing in students the ability to support the inclusion of
children with SEN in their group/school, as well as identify and mobilize the critical elements to perform this
inclusion successfully.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As metodologias combinam:
Exposição oral com suporte de meios audiovisuais e de textos de referência;
Observação, análise e debate de vídeos – estudos de caso sobre a inclusão de crianças com NEE;
Seminários com a intervenção de famílias, educadores/professores do ensino regular com crianças inclusas no
seu grupo e profissionais de equipas de IP e EE;
Realização de trabalhos em grupo e apresentação oral nas aulas. Elementos a considerar na avaliação contínua: 1. Apresentação e discussão dos trabalhos a realizar em pequenos grupos relativos às temáticas abordadas, a
organizar em portfólio (60%), 2. Reflexão final individual sobre o conjunto da UC (40%). Os trabalhos serão avaliados com base no rigor da informação apresentada; adequação da bibliografia;
reflexividade, originalidade e criatividade; qualidade na apresentação; rigor na linguagem escrita e ortografia.
Os estudantes que não obtiverem aprovação na avaliação contínua devem realizar exame em época própria.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Teaching methodologies include: Lectures with support of media and reference texts; Video observation, analysis and debate ­ case studies on the inclusion of children with SEN; Seminars with the participation of families; educators/teachers in regular education with children with SEN
included in their groups; and professional ECI and Special Education teams; Conducting group work and oral presentation in class. Elements to consider in the ongoing assessment: 1 Presentation and discussion of small groups work on the topics addressed, to be organized in a portfolio
(60%), 2. Final individual reflective work concerning all Curricular Unit contents (40%). Papers will be evaluated based on the accuracy of the information presented; quality and adequacy of the
bibliography; reflexivity, originality and creativity; quality of presentation; accuracy in spelling and written
language. Students not approved on continuous assessment must take the exam at the appropriate time.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino e de avaliação articulam­se com cada objetivo enunciado. As aulas de carácter
mais expositivo, com recurso a suporte de meios audiovisuais e a textos de referência no domínio da UC ­
seguidas de debate, organizado em pequenos grupos e apresentado em grande grupo ­ destinam­se a
desenvolver conhecimento atual e fundamentado que permita aos estudantes, tal como o primeiro objetivo
enuncia, identificar e saber descrever, no domínio da Inclusão e da Educação Especial, a evolução das
conceções e das práticas existentes, quer a nível nacional quer internacional, e sua atual configuração no
âmbito do sistema educativo nacional. Destinam­se também ao cumprimento do 3º objetivo ­ compreender a
conceção de NEE e saber descrever os principais tipos de NEE, suas características e prevalências.
Por sua vez, a observação, análise e debate de estudos de caso sobre a inclusão de crianças com NEE (pré­
escolar, 1º e 2º CEB) através de vídeos, e os Seminários com a intervenção de convidados – famílias de
crianças com NEE, profissionais de educação e de equipas de Intervenção Precoce na Infância e Educação
Especial – visam articular os conteúdos teórico­práticos com a sua expressão na realidade, combinando boas
práticas no terreno com a investigação baseada na evidência anteriormente trabalhada. Estas metodologias
centram­se, particularmente, na concretização do 2º e 4º objetivos.
Uma outra componente do trabalho desenvolvido na UC implica a realização de trabalhos de grupo, recorrendo
a estratégias cooperativas potenciadoras de uma lógica reflexiva e critica face aos conteúdos da UC. Estes
trabalhos de grupo, por sua vez, são organizados sob a forma de portfólio, com o valor de 60% de ponderação
na avaliação contínua. O portfólio gera uma lógica reflexiva que procura responder à questão: O que é que
sabemos hoje e podemos fazer hoje como resultado da participação nesta unidade curricular, que não
sabíamos ou fazíamos anteriormente?
O portfólio integra vários momentos chave do conhecimento e do saber­fazer que implicam saber a) recolher
informação representativa do processo e do produto de aprendizagem, recorrendo a fontes múltiplas de
evidências (relatos, fotografias, observações, instrumentos de pesquisa, textos de apoio, gravações de vídeo,
etc.); b) selecionar, documentando experiências significativas, evitando o efeito de redundância através de um
processo de seleção criterioso em que se deverá eliminar toda a informação que não se mostre relevante; c)
refletir, conter reflexão crítica sobre o percurso percorrido na UC, revelador da aprendizagem realizada; d)
relacionar, identificando o fio condutor da seleção, os critérios de evidência de aprendizagem e os
conhecimentos adquiridos.
A reflexão final, individual (40% do valor total da avaliação contínua), deve constituir uma criação singular do
estudante e representar a sua síntese pessoal de compreensão integrada e integradora das dimensões teórica
e prática do conhecimento.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Teaching methodologies and assessment are linked to each curricular Unit’s Objectives. Lectures, using
support of media and reference texts ­ followed by a debate organized in small groups and presented in large
group – are designed to develop current knowledge that allows students, as the first objective states, to identify
and describe, in the field of Special Education and Inclusion, the evolution of concepts and practices, both
nationally and internationally, and its current configuration within the national education system. They are also
intended to address the 3rd goal ­ to understand the concept of SEN and be able to describe the main types of
SEN, their characteristics and prevalence. In turn, video observation, analysis and discussion of case studies on the inclusion of children with SEN in
Elementary Education, and seminars with the participation of guests ­ families of children with SEN,
teachers/educators and professionals that work in Early Childhood Intervention and Special Education teams –
aim to pull together the theoretical and practical contents considering their expression in reality, combining
good practices in the field with research­based evidence previously studied. This methodology is particularly
focused in meeting the 2nd and 4th goals. Another component of the work developed in this Curricular Unit involves carrying out group work, using
cooperative strategies to potentiate a critical and reflective logic towards the Unit’s contents. The result of this
group work is, in turn, organized in the form of a portfolio, with the value of 60% for on­going assessment. The
portfolio generates a reflective logic that seeks to answer the question: What do we know today and what can do
today as a result of participation in this course that we did not know or did previously? The portfolio includes a number of knowledge and know­how evidence involving; a) collecting representative
information of the process and product of learning, using multiple sources of evidence (reports, photographs,
observations, research tools, handouts, video recordings, etc.); b) selecting and documenting significant
experiences, avoiding the effect of redundancy through a careful selection process in which students must
remove all information that does not show itself as relevant; c) undertaking a critical reflection on the learning
process occurred during the Unit, revealing what was learned; d) connecting all information assembled by
identifying the common thread of selection, of learning evidence and of the knowledge acquired. The final individual reflective assessment (40% of the total ongoing assessment), must be a unique creation of
the student and represent their personal synthesis of integrated understanding of the theoretical and practical
dimensions of knowledge in the Curricular Unit.
3.3.9. Bibliografia principal:
Correia, L. M. (2008). Inclusão e NEE­ Um guia para educadores e professores. Porto: Porto Editora.
DEC/NAYEC (2009). Early childhood inclusion: A joint position statement of the Division of Early Childhood
(DEC) and the National Association for the Education of Young Children (NAEYC). Chapel Hill: The University of
North Carolina, FPG Child Development Institute.
Odom, S. L. (Org.) (2007). Alargando a roda – a inclusão de crianças com necessidades educativas especiais na
educação pré­escolar. Porto: Porto Editora.
Paasche, C. L., Gorrill, L., Strom, B. (2010). Crianças com Necessidades Especiais em Contextos de Educação
de Infância ­ Identificação, Intervenção, Inclusão. Porto: Porto Editora.
Rodrigues, D. (Org.) (2003). Perspectivas sobre a inclusão. Da educação à sociedade. Porto: Porto Editora.
Sandall, S. R. e Schwartz (2003). Construindo Blocos – estratégias para incluir crianças com necessidades
especiais em idade pré­escolar. Porto: Porto Editora.
Mapa IV ­ Psicologia do Desenvolvimento/Developmental Psychology
3.3.1. Unidade curricular:
Psicologia do Desenvolvimento/Developmental Psychology
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Manuela Pedro Veríssimo (50hTP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda (10hTP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Objetivos:
Apresentar as principais teorias explicativas sobre o desenvolvimento Humano. Familiarizar os alunos com os principais aspectos do desenvolvimento cognitivo e sócio afectivo. Competências:
Conseguir mobilizar as teorias explicativas para compreender os processos de desenvolvimento.
Reconhecer as principais etapas do desenvolvimento cognitivo e sócio afectivo da infância à adolescência.
Analisar como diferentes contextos interferem no processo de desenvolvimento.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Objectives:
Present the principal theories about Human Development
To introduce students to the principal milestones of cognitive and socio affective development.
Competencies:
To be able to mobilize theories to understand the developmental process.
To recognize the principal milestones of cognitive and socio affective development To analyze how characteristics of the context can constrain the developmental process
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Desenvolvimento Sócio­Afetivo
Noção de desenvolvimento: modelos, princípios e aspectos gerais.
Desenvolvimento Psicomotor
Capacidades Precoces do Bebé A Vinculação
As emoções e o seu desenvolvimento
A construção do Self
O desenvolvimento do conceito de género
Crenças sobre o desenvolvimento e práticas parentais
Relações entre pares e desenvolvimento social
A competência social, a amizade e a agressividade
Desenvolvimento Cognitivo e Sócio Cognitivo
Modelo Piagetiano do Desenvolvimento cognitivo: Conceitos gerais e estadios de desevolvimento cognitivo;
Estudos neopiagetianos e sua articulação com os conceitos fundamentais da teoria piagetiana; As teses de Vygotsky sobre o desenvolvimento e as investigações sobre as interacções sociais numa
perspectiva neovigotskiana;
Desenvolvimento de uma teoria da mente, metacognição, desenvolvimento social e epistemológico
O desenvolvimento moral: Modelo Piagetiano e os estádios de desenvolvimento moral em Kohlberg.
3.3.5. Syllabus:
Socio Affective development~
Notion of development. Theories and principal models.
Psychomotor development
New born capacities
Attachment
Emotions and their development
The development of self
The development of the concept of gender
Beliefs about development and childrearing practices
Peer relations, social development Social competence, friendship and agression.
Cognitive and Socio Cognitive Development~
Cognitive development according to Piaget theoretical model;
Neopiagetan studies and their articulation with the main concepts of Piaget theory; Vygotsky thesis on development and actual empirical studies on the role of social interaction, and language, in
particular, on development; The development of theory of mind, metacognition, epistemological and social development; Moral development according to Piaget and Kholberg
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos abordam os pontos necessários para cumprir os objetivos da unidade curricular,
nomeadamente, ao abordar os aspectos centrais do desenvolvimento Cognitivo e sócio afectivo ao longo do
processo de desenvolvimento. Estes contéudos vão permitir aos alunos adquirirem as competências
fundamentais descritas.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus is coherent with the objectives of the course, by stressing the central aspects of cognitive and
socio affective across the developmental process. The content of the syllabus will allow the students to attain
the fundamental competencies about Human Development
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas magistrais.
Aulas práticas, com utilização de materiais audio visuais.
A avaliação compreende um teste individual (50%) e a elaboração de um trabalho de grupo sobre um dos temas
abordados no programa e que inclui uma pequena recolha de dados (50%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Theoretical Courses.
Practical Courses, with the support of audio visual material.
Assessment will include an individual test (50%), and a group paper about a section of the syllabus (50%).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino são coerentes com os objetivos da unidade uma vez que juntam aulas magistrais e
a operacionalização posterior dos conceitos e modelos abordados nas aulas práticas. A utilização de material
audiovisual, permite aos alunos visualizarem as etapas do desenvolvimento. O trabalho solicitado aos alunos
inclui o aprofundamento teórico e empírico de um dos temas da matéria dada, possibilitando a aquisição de
competências de investigação nesta área, assim como um primeiro contacto com algum trabalho de campo
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methodologies are consistent with the objectives of the curricular unit. The concepts and
theoretical models presented at the theoretical courses are discussed in small groups in the practical courses.
The use of video material will allow the students to visualize some of the milestones of the developmental
process. Finally, the essays will allow the students to better understand some of the subjects of the syllabus and
acquire some basic research skills in the developmental area
3.3.9. Bibliografia principal:
Lightfoot, C., Cole, M. & Cole, S. (2009). The Development of Children. 6th edition, New York: Worth Publishers.
Lourenço, O. (2010). Psicologia do desenvolvimento cognitivo: Teoria, dados e implicações. Coimbra: Almedina.
Monteiro, L., Veríssimo, M. (2010) Análise do fenómeno de base segura em contexto familiar: A especificidade
das relações criança/mãe e criança/pai. Textos Universitários de Ciências Sociais e Humanas. Lisboa: F.C.T.,
Gulbenkian
Piaget, J.,Inhelder, B., (1993). A Psicologia da Criança. Lisboa: ASA Sroufe, L. A. (1996). Emotional development: The organization of emotional life in the early years. New York:
Cambridge University Press
Tomasello, Michael (1999). The Cultural Origins of Human Cognition. Cambridge, Mass.: Harvard University
Press.
Vygotsky, L. S. (1934/2001). Construção do Pensamento e da Linguagem. São Paulo: Martins Fontes
Mapa IV ­ Aspetos Instrumentais na Aquisição da Língua/Instrumental Features in Language Acquisition
3.3.1. Unidade curricular:
Aspetos Instrumentais na Aquisição da Língua/Instrumental Features in Language Acquisition
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Ana Cristina Conceição da Silva (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
1) Identificar as especificidades das línguas naturais humanas
2)Explicitar os factores explicativos de aquisição da linguagem no quadro de vários modelos teóricos.
3) Identificar parâmetros e fases do desenvolvimento linguístico nas dimensões fonológica, sintáctica, morfo­
sintáctica, lexical e metalinguistica
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
1) Identifiy the spcifity of natural human languages. 2) Specify the main factors that explain language acquisition according different theoretical models. 3) Identify parameters and phases of linguistic development at a phonological, lexical, semantic,
morphosyntactic, syntactic and metalinguistic level 3.3.5. Conteúdos programáticos:
1) A especificidades das línguas naturais humanas face a outros sistemas de comunicação
2) Teorias da Linguagem: Modelo Behaviorista, Modelo de Chomsky, Modelo de Vygostky e Bruner e Modelo
Piagetiano.
3) Desenvolvimento da linguagem
3.1. Competências de processamento linguístico nos bebés.
3.2. Desenvolvimento fonológico.
4) 3. A aquisição da sintaxe. 3.4. Aquisição do léxico e o desenvolvimento semântico
3.5. Desenvolvimento metalinguístico e as suas relações com a aprendizagem da leitura
.
3.3.5. Syllabus:
1) The specificity of human natural languages when compared with other communication systems. 2) Models of language acquisition: Behaviorist model, Chomsky model, Vygostky and Bruner´s model and
Piaget´s model.
3) Language Development
3.1 Babies Phonological abilities 3.2 Phonological Development
3.3. The acquisition of grammar
3.4 Lexical and semantic acquisition
3.5 Metalinguistic development and reading acquisition 3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Pretende­se que os alunos sejam capazes de analisar e descrever a natureza da linguagem, especificar os
princípios explicativos das teorias da aquisição da linguagem, enquadrar o desenvolvimento da linguagem ao
nível fonológico, sintáctico, lexical e aplicar esses conhecimentos na avaliação do desenvolvimento linguístico
em crianças. Pretende­se ainda enquadrar as relações entre o desenvolvimento metalinguístico e as suas
relações com a aprendizagem da leitura. Consequentemente, os conteúdos académicos abrangem as
perspectivas comportamentalista, inatista, sócio­interaccionista e piagetiana da aquisição da linguagem e o
desenvolvimento da linguagem ao nível fonológico, sintáctico, lexical e metalinguistico. Para enquadrar este
último objetivo com os conteúdos, serão dados exemplos práticos e analisados dados desenvolvimentistas.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The aim is that the students will be able to analyse human language, specify and debate theoretical principles
related to language acquisition, identify phases of linguistic and metalinguistic development and evaluated
linguistic competences in children. So, the syllabus includes , theories of language acquisition, and language
development at phonological, syntactic, lexical e metalinguistic level. Also there are presented data from
children´s language evaluation.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Expositivo
Avaliação de casos práticos.
Avaliação:
Trabalho individual teórico­prático ­ 90%
Participação – 10%
Apresentação dos resultados de avaliação de crianças em provas de desenvolvimento linguístico
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Expositive method
Assessment of practical cases.
Evaluation:
Individual paper with theoretical and practical assessment components ­ 90% Participation – 10% Presentation of data from children´s language development, using several instruments for
evaluation
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Pretende­se que os alunos sejam capazes descrever a natureza da linguagem, especificar os princípios
explicativos das teorias da aquisição da linguagem, enquadrar o desenvolvimento da linguagem ao nível
fonológico, sintático e lexical, e aplicar esses conhecimentos na avaliação do desenvolvimento linguístico e
metalinguístico em crianças. São usadas metodologias expositivas para fazer o enquadramento teórico e
análise de casos práticos ao nível do desenvolvimento linguístico com vários instrumentos de avaliação e da
intervenção
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The aim is that the students will be able to acquire the ability to analyze language, specify and debate theoretical
principles related to language acquisition; identify phases of linguistic and metalinguistic development and
evaluated linguistic competences in children. We use expositive methods in order to specify the theoretical
principles and analyse practical cases and language development, using several instruments for evaluation and
for intervention.
3.3.9. Bibliografia principal:
1. Teorias da Linguagem Garton, A., & Pratt, C. (1998). Learning to be literate. Oxford: Blackwell Publishers.
Sim­Sim, I. (1997). Desenvolvimento da Linguagem. Lisboa: Universidade Aberta.
Desenvolvimento da linguagem
Acosta, V., Moreno, A., Ramos, V., Quintana, A., & Espino, O. (2003). A avaliação da linguagem. Santos: Livraria
Editora.
Costa, J., & Santos A.C. (2003). A falar como os bebés: O desenvolvimento linguístico nas crianças. Lisboa:
Caminho. Ingram, I. (2007). Neurolinguistics: An introduction to spoken language processing and its disorders. Cambridge:
University Press. Parlade, M. P. & Iverson, J. M. (2011) The interplay between Language, Gesture and Affect during communicative
Transition: A dynamic systems approach Development Psychology, 47, 3, 820­833.
Sim­Sim, I. Silva, C. & Nunes, C. (2008). Linguagem e Comunicação no jardim de Infância. Lisboa: Ministério da
Educação­ DGIDC. Silva, (2003). Até à compreensão do principio alfabético. Lisboa: FCG
Mapa IV ­ Escola, Família e Comunidade/ School, Family and Community
3.3.1. Unidade curricular:
Escola, Família e Comunidade/ School, Family and Community
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria de Lourdes Estorninho Neves da Mata (30h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
A cadeira opcional ‘Educação, Família e Comunidade’ tem como objectivo uma sensibilização dos formandos,
para a necessidade de uma articulação dos vários contextos mais diretamente envolvidos na ação educativa
de crianças e jovens, nomeadamente a família, a escola e a comunidade envolvente. Pretende­se que os
estudantes se apropriem de referenciais teóricos e compreendam ações práticas, onde estratégias e
benefícios desta participação tripartida sejam conceptualizados e realçados.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The optional course ' School , Family and Community " aims to highlight to students the need for an articulation
of the different contexts involved in educational activities for children and young people, including family, school
and the surrounding community. We aim that students take ownership of theoretical frameworks and
understand practices, where strategies and benefits of this tripartite participation are conceptualized and
enhanced .
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. Referenciais teóricos que sustentam parcerias educativas entre a escola, as famílias e a comunidade
a. Modelo ecológico
b. Modelos das esferas de influência de Epstein
2. As relações escola­família
a. Evolução das relações escola­família e seu enquadramento socio­histórico
b. Modelos explicativos das relações escola­família
c. Componentes e obstáculos a uma parceria escola­família de sucesso
3. Envolvimento escola­comunidade
a. Perspectivas sobre o envolvimento escola­comunidade
b. Componentes e Obstáculos a uma parceria escola­comunidade de sucesso
4. Diversidade e multiculturalidade nas escolas
a. Trabalho e envolvimento de famílias e comunidades vulneráveis
b. Escola e famílias de crianças com necessidades educativas especiais
3.3.5. Syllabus:
1. Theoretical foundations for educational partnerships between schools, families and communities. a. Ecological systems model
b. Epstein overlapping spheres of influence model.
c. Community schools
2. Family­school relationships a. Development of school­family relationships in a socio­historical perspective b. Theoretical models of school­family relationships c. Components and obstacles of successful school­family partnership
3. Engagement school­commuinity
a. Perspectives about community involvement b. Components and obstacles of a successful school­community partnership 4. Diversity and multiculturality in schools a. How to work and engage with vulnerable families and communities b. School and families of children with special education needs
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Sendo o objectivo principal a compreensão da necessidade de uma articulação dos vários contextos mais
diretamente envolvidos na ação educativa de crianças e jovens procura­se nos conteúdos abordados analisar
não só as especificidades de cada um destes contextos, mas também as suas complementaridades e
benefícios de uma acção articulada.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Since the main purpose of this CU is to understand the need for coordination of the various contexts more
directly involved in the educational activities of children and youth, we propose to cover not only specific
context contents, but also their complementarities and benefits of an articulated action.
In this sense our approach of integrated models will allow a global view of ways to promote their articulation.
Therefore, we intend to promote the knowledge about practices and intervention ways of articulation, benefits
and challenges faced by technicians when they act to build successful partnerships.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Nas aulas aliaremos as vertentes teórica e prática, de modo a desenvolver competências de reflexão crítica
fundamentada. Neste sentido, usaremos preferencialmente estratégias como pesquisa e análise de casos
reais, trabalhos práticos e debates, embora numa primeira fase sejam trabalhados referenciais teóricos. Metodologia de Avaliação
Avaliação continua Apresentação oral e escrita de um tema – 90%
Participação (trabalhos realizados na aula)– 10 %
Metodologias de avaliação época recurso/especial Trabalho – 90%
Participação – 10% 3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
We will ally theoretical and practical approaches in order to cover, simultaneously theoretical frameworks,
explanatory models and the reflexion about practical interventions. Strategies like discussions, problem­
solving, role­playing and practical work will be used to promote students’ involvement in order to be active in the
construction of their knowledge.
Continuous Assessment Oral and written presentation of one topic­ 90%
Participation (exercises developed in the classroom) ­ 10%
Final Assessment
Written individual essay ­ 90%
Participation ­10% 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Ao envolvermos os alunos na análise reflexiva de situações concretas, sustentada por modelos teóricos
explicativos, procuramos dar o suporte necessário para que se dê uma apropriação do conhecimento adquirido
nesta UC. Deste modo pretende­se que os formandos consigam (1) compreender os referenciais teóricos
sobre as relações família­escola­comunidade; (2) dominar estratégias de intervenção para promover a
construção de parcerias com as famílias e as comunidades; (3) reflectir sobre situações específicas
diferenciadas de modo a promover a transposição dos conhecimentos teóricos para a prática. À formação
teórica alia­se assim o saber mais prático que permitirá compreender as especificidades de diferentes famílias
e comunidades e a necessidade de adequação da sua acção a essas especificidades. 3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
When engaging students in reflective analysis of real situations, grounded by theoretical models, we seek to
provide the necessary support to allow knowledge appropriation. Thus it is intended that the trainees will be able
to ( 1 ) understand the theoretical frameworks on family­school ­ community relations; ( 2 ) master intervention
strategies to promote the building of partnerships with families and communities ; ( 3 ) reflection about different
specific situations in order to identify and transpose theoretical knowledge to practice. Theoretical training is
combined with practical knowledge and practice in order to highlight the specificities of different families and
communities and the need to adapt their action to these
3.3.9. Bibliografia principal:
Arney, F. & Scott, D. (2013). Working with vulnerable families. A partnership approach. New York: Cambridge
University Press. Epstein, J. (2011). School, family and community partnerships. Preparing educators and improving schools.
Boulder: Westview Press.
Epstein, J., Sanders, M.G., Sheldon, S.B. et al (2009). School, family and community partnerships: Your handbook
for action. Thousand Oaks: Corwin Press
Jesus, H. & Neves, A.L. (2004) Relação Escola­Aluno ­ Família, Educação Intercultural uma perspectiva
sistémica. Lisboa: ACIME.
Montandon, C., & Perrenoud, P. (2001). Entre Pais e Professores, um diálogo impossível? Oeiras: Celta Editora Nunes, T. (2004) Colaboração Escola­Família para uma escola culturalmente heterogénea. Lisboa: ACIME.
Sanders, M. G. (2005). Building school­community partnerships: Collaboration for student success. Thousand
Oaks: Corwin Press
Mapa IV ­ Psicogénese da Leitura e da Escrita/Psychogenesis of Reading and Writing
3.3.1. Unidade curricular:
Psicogénese da Leitura e da Escrita/Psychogenesis of Reading and Writing
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Margarida d'Orey Alves Martins (30h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Objetivos:
Com esta unidade curricular pretende­se que os formandos adquiram conhecimentos sobre as concepções
precoces acerca da linguagem escrita e sobre estratégias de avaliação e de intervenção nesta área. Competências a adquirir:
Conhecer as concepções precoces das crianças acerca da funcionalidade da linguagem escrita
Conhecer as concepções precoces das crianças acerca da escrita Conhecer as concepções precoces das crianças acerca da leitura Saber avaliar as concepções precoces sobre linguagem escrita Conceber atividades pedagógicas para promover as concepções precoces sobre linguagem escrita
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Aims:
With this curricular unit we intend to promote trainees’ knowledge concerning childrens’ early conceptions about
the written language and concerning assessment and intervention strategies in this domain.
Skills:
To know children’s early conceptions about the functions of written language
To know children’s early conceptions about writing
To know children’s early conceptions about reading To be able to evaluate childrens’ early conceptions concerning written language To be able to design forms of intervention that promote the development of these conceptions 3.3.5. Conteúdos programáticos:
1.Concepções precoces acerca da funcionalidade da linguagem escrita
1.1.Contextos de vida e percepção de práticas de leitura e de escrita
1.2.Sentidos e razões para a aprendizagem da leitura e da escrita – o projecto pessoal de leitor/escritor
1.3.Relações entre suportes de escrita e conteúdos
1.4. Avaliação dos aspectos funcionais da linguagem escrita 1.5.Contextos, estratégias e actividades potencializadoras da compreensão da funcionalidade da linguagem
escrita
2. Concepções precoces acerca da escrita
2.1.A escrita antes de se saber escrever 2.2. Avaliação das concepções precoces sobre a escrita
2.3. Contextos, estratégias e actividades potencializadoras do desenvolvimento das concepções precoces
sobre a escrita
3.Concepções precoces acerca da leitura
3.1.A leitura antes de se saber ler
3.2. Avaliação das concepções precoces sobre a leitura
3.3.Contextos, estratégias e actividades potencializadoras do desenvolvimento das concepções precoces
sobre a leitura
3.3.5. Syllabus:
1.Early conceptions concerning the functions of written language
1.1.Life contexts and perceived practices concerning reading and writing
1.2.Senses and reasons to learn how to read and write – the personal project of reader/writer 1.3.Relations between writing supports and contents
1.4. Assessment of the funcions of written language 1.5.Contexts, strategies and activities that promote the understanding of the functions of written language
2. Early conceptions about writing
2.1.Writing before knowing how to write 2.2. Assessment of the early conceptions of writing
2.3. Contexts, strategies and activities that promote the understanding of early writing
3.Early conceptions about reading
3.1.Reading before knowing how to read
3.2. Assessment of the early conceptions about reading 3.3. Contexts, strategies and activities that promote the understanding of early reading
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos 1.1., 1.2. e 1.3. destinam­se a levar os formandos a conhecer as concepções
precoces sobre funcionalidade da linguagem escrita
Os conteúdos programáticos 2.1., destinam­se a levar os formandos a conhecer as concepções precoces
sobre a escrita
Os conteúdos programáticos 3.1., destinam­se a levar os formandos a conhecer as concepções precoces
sobre a leitura
Os conteúdos programáticos 1.4., 2.2., e 3.2. destinam­se a capacitar os formandos em avaliação
Os conteúdos programáticos 1.5., 2.3. e 3.3. destinam­se a ajudar os formandos a saber elaborar estratégias de
intervenção pedagógica potencializadoras do desenvolvimento das concepções precoces sobre linguagem
escrita
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus contents 1.1., 1.2. and 1.3., intend to help trainees to know the early conceptions about the
functions of written language
The syllabus contents 2.1., are intended to help trainees to know the early conceptions about writing
The syllabus contents 3.1., intend to help trainees to know the early conceptions about reading
The syllabus contents 1.4., 2.2., e 3.2., are intended to enable trainees in assessing The syllabus contents 1.5., 2.3. e 3.3., are intended to help trainees to elaborate pedagogical intervention
strategies that can promote the development of early conceptions of written language.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas teorico­práticas com exposição de conteúdos e análise e discussão de estratégias para o
desenvolvimento das concepções precoces das crianças sobre linguagem escrita. Métodos de avaliação:
Teste escrito individual: 50%
Exposições orais e trabalhos de grupo : 40%
Participação: 10%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Theoretical­practical classes with exposition of course contents, and analysis and discussion of strategies to
promote the development of children’s early conceptions about written language. Assessment:
Individual written test: 50%
Oral presentations and group work: 40%
Participation: Group essay in classroom context: 10%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino expositivas promovem a aprendizagem dos conhecimentos teóricos sobre as
competências a abordar. As activas, com o uso de exemplos práticos, aplicação de instrumentos de avaliação
e elaboração de programa de intervenção, promovem a capacidade de inovar e saber pensar criticamente em
contextos de avaliação e de intervenção.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The expository teaching methods promote the acquisition of theoretical knowledge about the skills to be
addressed. Active teaching methods (use of practical examples, use of assessment tools and development of
intervention programs) promote the ability to innovate and learn to think critically in the context of assessment
and intervention.
.
3.3.9. Bibliografia principal:
Alves Martins, M., Mata, L., Silva, C. (2014). Conceptualizações sobre linguagem escrita – Percursos de
investigação. Análise Psicológica 2 (XXXII), 135­143. doi: 10.14417/ap.841
Alves Martins, M., & Niza, I. (1998). Psicologia da aprendizagem da linguagem escrita. Lisboa: Universidade
Aberta. Curto, L., Morillo, M., & Teixidó, M. (2000). Escrever e ler: Como as crianças aprendem e como o professor pode
ensiná­las a escrever e a ler (vol. 1). Porto Alegre: Artes Médicas. Ferreiro, E. (2010). Com todas as letras. S. Paulo : Cortez Editora.
Ferreiro, E., & Teberosky, A. (1986). Psicogénese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas.
Mata, L. (2008). A descoberta da escrita. Lisboa: Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação (1997). Orientações Curriculares para a Educação Pré­Escolar. Lisboa: Departamento
de Educação Básica – Ministério da Educação
Mapa IV ­ Processos de Aprendizagem na Educação Básica/Learning Processes in Basic Education
3.3.1. Unidade curricular:
Processos de Aprendizagem na Educação Básica/Learning Processes in Basic Education
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Francisco José Brito Peixoto (15h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
José Maria Castro Silva (15h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular tem como principal objetivo dotar os estudantes com conhecimentos sobre os
processos de aprendizagem, nomeadamente as principais teorias explicativas e os princípios subjacentes à
aprendizagem.
No final desta unidade curricular os estudantes deverão ser capazes de: Identificar as principais características e os conceitos chave de diferentes modelos teóricos da aprendizagem.
Compreender e relacionar princípios teóricos subjacentes aos processos de aprendizagem.
Formular juízos comparativos e juízos críticos sobre modelos teóricos da aprendizagem.
Compreender as interrelações entre os processos de desenvolvimento e aprendizagem
Compreender e relacionar conceitos teóricos associados às componentes afetivas nos processos de
aprendizagem.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This curricular unit aims to provide students with knowledge about learning processes, namely the main
theoretical frameworks and the principles underlying learning
At the end of this curricular unit students must be able of: Identify the main characteristics and key concepts of different theoretical frameworks of learning
To understand and to relate theoretical principles underlying learning processes Formulate comparative and critical judgments about theoretical frameworks of learning
Understand the interrelationships between the developmental and the learning processes
Understand and relate theoretical concepts associated to affective components in the learning processes.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Conceito de aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Abordagens behavioristas e neo­behavioristas (Condicionamento clássico e operante, imitação, aprendizagem
social) Implicações educacionais das abordagens behavioristas (contratos de contingência, token economy, ensino
programado)
Abordagens cognitivistas (Modelos do Processamento da Informação; tipos de conhecimento; organização do
conhecimento na memória; categorias, conceitos e esquemas; aprendizagem significativa)
Implicações educacionais das abordagens cognitivistas Desenvolvimento e aprendizagem (abordagens construtivista e sócio­construtivista, relação entre
desenvolvimento e aprendizagem) Implicações educacionais das abordagens desenvolvimentistas (a teoria da instrução de Bruner, implicações
do conceito de zona de desenvolvimento potencial)
Hetero­regulação e auto­regulação na aprendizagem. Metacognição.
Componentes afetivos dos processos de aprendizagem (Motivação e Emoções)
3.3.5. Syllabus:
The concept of learning
Learning theories
Behaviorist and neo­behaviorist approaches (classic and operant conditioning, imitation, social learning)
Educational implications from behaviorist approaches (contingency contracts, token economy, programmed
instruction)
Cognitive approaches (information processing approaches; types of knowledge; knowledge organization in
memory; categories, concepts and schemas; significant learning)
Educational implications from cognitive approaches to learning
Development and learning (constructivist and socio­constructivist approaches, relationships between
development and learning)
Educational implications from developmental approaches (Bruner’s theory of instruction, implications from the
concept of zone of proximal development)
Hetero­regulation and self­regulation in learning. Metacognition.
Affective components of learning processes (Motivation and emotions) 3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos desta unidade curricular abordam as principais teorias que explicam a aprendizagem e, desse
modo, articulam­se com os diferentes objetivos enunciados de dotar os alunos com conhecimento sobre os
diferentes quadros teóricos que procuram explicar os processos de aprendizagem. Ao abordar os princípios
subjacentes às diferentes teorias da aprendizagem assim como as implicações educacionais destas, pretende­
se contribuir para aquisição de conhecimentos que permitam aos alunos, por um lado, distinguir entre os
diferentes quadros teóricos abordados e, por outro, as implicações para o processo de ensino/aprendizagem de
cada um deles. Deste modo, pretende­se contribuir para a construção de um pensamento que possibilite a
produção de juízos críticos, devidamente fundamentados, sobre as teorias abordadas.
Os conteúdos a abordar no tópico “Desenvolvimento e aprendizagem” irão contribuir para a compreensão das
inter­relações entre os processos de desenvolvimento e de aprendizagem.
O último tópico dos conteúdos a abordar reenvia para os componentes afetivos da aprendizagem, pretendendo
dotar os estudantes de conhecimento que lhes permita perceber o modo como emoções, sentimentos e
motivação podem afetar os processos de aprendizagem. 3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The content of this curricular unit includes the main theoretical frameworks about learning and thus articulates
with the main goal to provide students with knowledge about the different theoretical frameworks that seek to
explain learning processes. Addressing the principles underlying learning theories as well as their educational
implications we intend to contribute to knowledge acquisition that enables students both to distinguish between
the different theoretical frameworks and their implications for the teaching/learning processes. Thus, we intend
to contribute to the construction of a way of thinking that enables students to produce critical judgments about
the theoretical frameworks covered. The contents covered by the topic “Development and learning” will contribute to the understanding of the
interrelationships between the developmental and the learning processes.
The last topic refers to the affective components of learning intending to provide students with knowledge that
enables them to understand the way hoe emotions, feelings, and motivation can affect the learning processes. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Os conteúdos do programa da unidade curricular são apresentados em aulas teórico­práticas, com momentos
de exposição e momentos de trabalho orientado individual ou em grupo. Os discentes são instruídos no sentido
de ler antecipadamente a bibliografia recomendada e a participar ativamente nas discussões e exercícios a
realizar nas aulas. No sentido de ilustrar alguns dos conceitos/teorias/aplicações recorre­se à utilização de
meios audiovisuais (filmes, entrevistas, documentários). A avaliação é realizada através de um teste valendo 90% e da participação nas aulas valendo 10%.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The contents of the syllabus are presented, in theoretical and practical classes, with lectures combined with
individual/group oriented work. Students are encouraged to read the recommended bibliography, and to
participate actively in the discussions and exercises to be carried out in the classroom. Aiming to illustrate
some of the concepts/theories/applications we use audio­visual media (films, interviews, documentaries). Assessment is accomplished through a test – 90% of the final grade; and a student’s class participation (10%).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino combinam aulas expositivas com aulas práticas implicando um envolvimento mais
ativo por parte dos alunos. A apresentação de exemplos, analogias e casos nas aulas mais expositivas
pretende facilitar o acesso à compreensão dos processos subjacentes à aprendizagem. Por seu turno, as
discussões nas aulas e a realização de alguns trabalhos de participação visam ajudar à construção de
pensamento crítico sobre as teorias abordadas.
O esquema de avaliação visa avaliar até que ponto estes objetivos estão cumpridos, através da realização de
um teste e de diversos pequenos trabalhos de participação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methodologies combine lectures with practical classes that imply a more active involvement by
students. The use of examples, analogies and cases in lectures intends to facilitate the comprehension the
processes underlying learning. Classroom debates and some participation assignments intend to help the
construction of critical thinking about the theories that are presented.
The evaluation scheme intends to assess how much the objectives are accomplished, through a test realized
during the semester, a group work and several participation assignments.
3.3.9. Bibliografia principal:
Alexander, P. A., Schallert, D. L., & Reynolds, R. E. (2009). What is learning anyway? A topographical perspective
considered. Educational Psychologist, 44(3), 176­192. doi:10.1080/00461520903029006
Bruner, J (1998). O processo da educação. Lisboa: Edições 70.
Coll, C., Palacios, J., & Marchesi, A. (Eds.), (2004). Desenvolvimento psicológico e educação: Psicologia da
educação (vol. 2, 2ª Edição). Porto Alegre: Artes Médicas.
Klein, S. B. (2012). Learning: Principles and applications (6ª Edição). Thousand Oaks: Sage. Miranda, G. L., & Bahia, S. (Eds.), (2005). Psicologia da educação. Temas de desenvolvimento, aprendizagem e
ensino. Lisboa: Relógio d’Água.
Peixoto, F., & Monteiro, V. (1999). Interacções sociais, desenvolvimento e aprendizagem: O papel do estatuto do
par e da mediação semiótica. Análise Psicológica, 17(1), 9­17.
Stipek, D. (2002). Motivation to learn : Integrating theory and practice. Boston: Allyn & Bacon.
Mapa IV ­ História de Portugal/History of Portugal
3.3.1. Unidade curricular:
História de Portugal/History of Portugal
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar (45h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Ter uma visão geral da História de Portugal, desde as suas origens até ao momento presente; Construir uma reflexão própria sobre a História Nacional;
Perceber as origens de Portugal, desde as invasões bárbaras à formação dos reinos peninsulares; Acompanhar o percurso do nascimento de Portugal à construção de um reino; Enquadrar os Descobrimentos na História de Portugal.
Conhecer o processo de colonização e as inovações científicas proporcionadas pelas descobertas.
Acompanhar o percurso de Portugal a caminho da modernidade e a chegada ao barroco.
Percorrer o período de Pombal à 1ª República, percebendo a passagem de uma sociedade iluminista e
nobiliárquica a uma sociedade laica e liberal;
Compreender as razões do fim da monarquia e da passagem a um regime republicano; Acompanhar o processo de implantação de uma ditadura militar, o surgimento de um “Estado Novo” e as
razões da sua queda; Perceber o contexto da Revolução do 25 de Abril
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Having an overview of the history of Portugal, from its origins to the present time;
Building an own reflection on the National History;
Understanding the origins of Portugal, from the barbarian invasions to the formation of the Iberian kingdoms;
Follow the journey of the birth of Portugal to build a kingdom;
Framing the discoveries in the history of Portugal.
Knowing the process of colonization and scientific innovations offered by the findings.
Follow the route of Portugal on the way to modernity and arrival to the Baroque.
Browse the period of the 1st Republic Pombal, noticing the passage of an enlightened society and nobility to a
secular and liberal society;
Understanding the reasons for the end of the monarchy and the transition to a republican regime;
Monitor the process of deploying a military dictatorship, the emergence of a "New State" and the reasons for his
downfall;
Understand the context of the Revolution of April 25
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I­ Antes de Portugal (sécs. V­XI): II­ Do nascimento de Portugal à construção de um reino (XII­XIV) III – Os Descobrimentos: o mar sem fim.
1. A expansão além – mar: os descobrimentos portugueses.
2. A colonização portuguesa. O Humanismo Renascentista.
IV – Portugal nos caminhos da modernidade:
1. O Portugal do Concílio de Trento.
2. O Portugal Barroco.V. Período Contemporâneo: de Pombal à República. Poder Político e Cultura: pombalismo
e iluminismo;
VI. Da 1ª República ao Estado Novo.
1. Salazar e o Salazarismo;
2.Da lenta agonia do Salazarismo à “primavera” marcelista.VII. A Revolução do 25 de Abril. 1. A transição para
a democracia;2.A transição para a Europa.
3. A consolidação democrática e europeia. Conclusão: De um século vertiginoso aos desafios do século XXI.
3.3.5. Syllabus:
I­Before Portugal (sécs. V­XI):
II­From the birth of Portugal to the construction of a kingdom (XII­XIV)
III ­ The Discoveries: the endless sea.
1. The expansion beyond ­ the sea: the Portuguese discoveries.
2. The Portuguese colonization. The Renaissance Humanism.
IV ­ Portugal in the ways of modernity:
1. The Portugal of the Council of Trent.
2. The Portugal Barroco.V. Contemporary Period: the Republic of Pombal. Political Power and Culture:
pombalismo and enlightenment;
VI. 1st Republic of the Estado Novo.
1 ­ Salazar and Salazarism;
Two. Salazarism The agony of the "spring" marcelista.VII. The Revolution of April 25. 1. The transition to
democracy; 2.The transition to Europe.
3. Democratic consolidation and Europe. Conclusion: In a breathtaking century to the challenges of the XXI
century.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A unidade curricular pressupõe o desenvolvimento de competências específicas no plano prático, alicerçadas
em pressupostos teórico­práticos que pretendem que os discentes encontrem o fio condutor entre práticas,
conceitos, experiências e vivências pessoais e se reconheçam como construtores e gestores do currículo para
a Cidadania.
Neste sentido, a disciplina de História de Portugal tem como objectivos de aprendizagem conhecer o passado,
não como um conhecimento estático, mas como um meio para compreender o presente e exercer uma
cidadania activa e responsável.
Na actualidade, Educação e Sociedade vivem um dos maiores dilemas dos últimos séculos que consiste na
tolerância e na necessidade de se descobrir o outro. A diversidade cultural, como consequência das migrações
internacionais, é uma realidade da actualidade e do envolvimento do Homem em necessidades de trabalho ou
mesmo de sobrevivência, o que resulta num intercâmbio de tradições, valores... de uma cultura da pessoa, da
comunidade, que passa a se comparar, interagir e viver com uma multiplicidade de outras culturas e suas
gentes.
Em síntese, esta unidade curricular pretende preparar os estudantes para uma aprendizagem dinâmica da
História, que permita uma ligação intrínseca entre o passado e o presente, perspectivando um sentido para os
cenários políticos e actuais, muito para além das crises, olhando para a História como um reflexo de avanços e
de recuos, de crises e de crescimento, de movimentos cíclicos entre paz e guerra, desenvolvimento e
momentos de estagnação, sempre resolvidos no tempo e no espaço, perspectivando um futuro para a
humanidade.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This curricular unit requires the development of specific pratical skills, grounded in the theoretical and practical
assumptions that aim to find the common thread between practices, concepts, experiences and personal
experiences; it also aims that students recognize themselves as builders and managers of a curriculum for
Citizenship.
Education and Society are at present living one of the biggest dilemmas of recent centuries, namely regarding
issues of tolerance and the need to discover each other. Cultural diversity as a consequence of international
migration is a contemporary reality and the involvement of man in need of work or even survival, resulting in an
exchange of traditions, values a culture of individual, community, which is to compare, interact and live with a
multiplicity of other cultures and its people.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Para além do método expositivo, apenas privilegiado para apresentação teórica de um tema, será incentivada a
constante interacção entre docente e alunos através da discussão de trabalhos de investigação.
Avaliação contínua:
1º Participação nas actividades lectivas (10%)
2º Um Trabalho escrito individual. O trabalho consiste na redacção de um estudo sobre um dos temas do
programa, à escolha de cada aluno (45%)
3º Uma Prova escrita. No final do semestre será realizada uma prova escrita individual sobre toda a matéria
leccionada (45%).
Os alunos não submetidos a avaliação contínua, serão submetidos a uma avaliação final, que consiste na
realização de um exame sobre todo o programa leccionado.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
In addition to the lecture method, only privileged to present theoretical issues, a constant interaction will be
encouraged between teacher and students through the discussion of research.
Continuous evaluation: 1 Participation in training activities (10%)
2 An individual written work. The work consists of writing a study on one of the themes of the program, the
choice of each student (45%)
3 A written exame at end of the semester on all syllabus themes (45%).
Students who are not subject to continuous assessment, will undergo a final evaluation, which involves carrying
out an examination of the whole program taught.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Para além do método expositivo, apenas privilegiado para apresentação teórica de um tema, será fortemente
incentivada a constante interacção entre docente e alunos através do diálogo e da apresentação e discussão
de trabalhos de investigação individuais. Serão utilizados todos os meios que estimulem o interesse pelos
temas apresentados, desde a distribuição de textos de apoio às matérias leccionadas, discussão oral, diálogo
e, sempre que possível, a visualização de imagens que permitam uma melhor compreensão dos temas. As metodologias atrás enunciadas pretendem atingir os objectivos de aprendizagem da unidade curricular de
História de Portugal, na medida em que a transmissão dos conhecimentos prepara o estudante para uma
informação geral sobre as vários conteúdos programáticos, e, ao mesmo tempo, esses saberes adquiridos
permitem prosseguir num trabalho de profunda investigação. Aliás, é esse o objectivo do ensino superior:
aprender o que ainda não se sabe com vista à própria criação de novos saberes. A informação e a formação
completam­se e uma permite o avanço da outra, estimulando as aprendizagens e fomentando o progresso
científico. Neste sentido, a docência e a investigação caminham lado a lado, transformando a escola superior
num local de profícuas aprendizagens que permitem estimular novas investigações.
Nesta perspectiva, a formação superior pretende fornecer ao estudante os saberes fundamentais como meio
para ele próprio aprofundar um determinado tema, a sua “especialização”. Esta disciplina pretende auxiliar a
desenvolver a vocação de ser estudante. O exame é, apenas, uma prova de conhecimentos adquiridos. E
estudar para o exame não exige vocação, mas, o cumprimento de uma formalidade académica que mostra ao
professor se ensinou bem a matéria, e ao estudante se se preparou convenientemente para esta “provação”.
Mas esta etapa, embora importante, deve ser conjugada com o despertar da capacidade para o estudante
explorar os caminhos do saber e, orientado, pelo docente, se lançar por sua conta e risco na exploração de
novos caminhos, superando os obstáculos, e participar no progresso da ciência. É esta a verdadeira missão do
docente que deve, por isso, escolher as metodologias que permitam atingir estes objectivos. A missão do
estudante consiste em aprender o que já se sabe para chegar a novos saberes.
O objectivo final é examinar o trabalho de investigação do estudante, para perceber se foi um momento de
aprofundamento de um determinado tema programático, cujos resultados enriquecem o seu autor, mas,
também, a própria disciplina e toda a comunidade académica e científica. Em última instância, é esta a relação
intrínseca entre as metodologias de ensino e os objectivos de aprendizagem da unidade curricular.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
In addition to the lecture method, only privileged to present a theoretical issue, the constant interaction between
teacher and students will be strongly encouraged through dialogue and the presentation and discussion of
individual research. Every means will be used to stimulate interest in the issues presented, since the
distribution of texts in support of subjects taught, oral discussion, dialogue and, where possible, to view images
that allow a better understanding of the issues.
The methods outlined above seek to achieve the learning objectives of the Course of History of Portugal, to the
extent that the transmission of knowledge prepares students for general information about the various
syllabuses, and at the same time, these acquired knowledge enable further a work of profound research. Indeed,
that is the goal of higher education: learning what it is not known for the very creation of new knowledge.
Information and training complete and allow the advancement of the other, encouraging learning and promoting
scientific progress. In this sense, teaching and research go hand in hand, making the college a place of learning
that enable profitable stimulate new investigations.
From this perspective, higher education aims to provide the student the basic knowledge as a means to deepen
himself a subject, his "expertise." This course aims to help develop the vocation of being a student. The exam is
only a proof of knowledge. And studying for the exam requires no vocation, but the fulfillment of an academic
formality that shows the teacher taught the subject well, and the student is adequately prepared for this
"ordeal." But this step, although important, must be combined with the awakening of the student ability to
explore ways of knowing and, guided by teachers, explore new ways to overcome obstacles, and participate in
progress of science. This is the true mission of the teacher who must therefore choose the methodologies to
achieve these objectives. The mission of the student is to learn what is already known to then arrive at new
knowledge.
The ultimate goal is to examine the student's research work, to see if it was a time of deepening a particular
programmatic theme, where the results enriches its author, but also the discipline itself and all the academic
and scientific community. Ultimately, this is the intrinsic relationship between teaching methods and learning
objectives of the course.
3.3.9. Bibliografia principal:
MATTOSO, J. (Dir.) (1993). História de Portugal, Lisboa, Editorial Estampa.
MEDINA, João (Dir.) (1998). História de Portugal. Lisboa: Ediclube,. MATTOSO, J., (1985) .Identificação de um País. Ensaio sobre as origens de Portugal. Lisboa: Estampa.
MARQUES, A.H. (1978). A primeira república portuguesa. Lisboa: Livros Horizonte MEDINA, J. (1990) Oh! A República. Estudos sobre o republicanismo e a primeira república portuguesa, Lisboa,
Inic, 1990. Joel e MARQUES, A.H. de Oliveira (Dir.) (1997) Nova História de Portugal. Lisboa, Editorial Presença
RAMOS, Rui (Coord.) (2010). História de Portugal. Lisboa: Esfera dos Livros
Mapa IV ­ Expressão Físico­Motora/Physical and Motor Expression
3.3.1. Unidade curricular:
Expressão Físico­Motora/Physical and Motor Expression
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Sónia Patrícia da Silva Limpo (30h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Enunciar as principais propostas teóricas no âmbito da relação entre o desenvolvimento global da criança e a
expressão Físico­Motora.
­ Identificar e relacionar as características das diferentes fases do desenvolvimento motor Infantil ­ Treinar as capacidades corporais na vertente técnica e expressiva, integrada nos domínios de intervenção da
expressão Físico­Motora (dança, jogos, Ginástica, Lúdico...)
­ Expressar, com fundamentos definidos, diversos conceitos de corpo, tomado como veículo de expressão e
comunicação com os outros e consigo mesmo. 3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Enunciate the main theoretical proposals in the context of the relationship between the child's overall
development and the expression Physical Motor. ­ Identify and relate the characteristics of the different phases of childrens' motor development ­ Train body capabilities in technical and expressive aspects, integrated in the areas of intervention of
expression Physical Motor (dance, games, gymnastics, Play ...) ­ Express, on defined grounds, various concepts of body, taken as a means of expression and communication
with others and with oneself.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
­ Conceito de Expressão Físico­Motora em contexto de educação
­ Características gerais e especificas do Desenvolvimento Motor da infância (1ª Infância, 2ª Infância e 3ª
Infância)
­ Domínios da expressão Físico­Motora – Técnicas de descontracção e concentração; Consciência corporal,
auto­conhecimento, auto­controle; Corpo no espaço; Relação do corpo com os objectos 3.3.5. Syllabus:
­ Concept of Physical Motor Expression in the context of education ­ General and specific characteristics of the Motor Development of Childhood (0 to 12) ­ Domains of Physical
Motor expression­ Techniques of relaxation and concentration; Body awareness, self­knowledge, self­control;
Body in space; Relationship of the body with objects
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
­ A abordagem ao conceito de expressão Físico­Motora pretende consciencializar o estudante sobre o valor
desta área no desenvolvimento global da criança
­ Conhecer as características do desenvolvimento motor, bem como a especificidade de cada etapa, possibilita
que o aluno identifique e relacione o desenvolvimento motor e consequentemente potencialize a sua
intervenção pedagógica neste domínio.
­ Relacionar­se com a diversidade de domínios da área da expressão Fisico­Motora enriquece as vivências e
experiencias do aluno ­ Explorar a dinâmica do corpo na relação com o espaço, com o meio, com os outros e consigo permitindo o
aluno adquirir ferramentas que potenciam uma adequação na intervenção com as crianças.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
­ The approach to the concept of expression Physical Motor aims to make students aware of the value of this
area in the overall development of the child ­ Knowing the characteristics of motor development as well as the specificity of each stage, allows students to
identify and list the relate itens of motor development and consequently leverage their educational intervention
in this area. ­ Relating to the diversity of areas in the field of Physical and Motor expression enriches the experiences of the
student ­ Explore the dynamics of the body in relation to space, to the environment, to othersand oneself, allowing the
student to acquire tools that enhance an adaptation to the intervention with children.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas teórico­práticas com reflexão final sobre os exercícios abordados e a sua aplicação pedagógica.
A avaliação será contínua, sendo importante a participação activa em sala de aula, recorrendo­se a trabalhos
de grupo práticos e teóricos com recurso à leitura de textos de apoio.
Haverá uma avaliação escrita individual de cariz reflexivo e um trabalho prático de grupo de cariz artístico. A avaliação terá três momentos formais que darão uma nota final utilizando média arirtmética.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Lectures, practical classes with final reflection about the exercises and their pedagogical application. The evaluation will be continuous ­ active participation is important in the classroom, relying in practical and
theoretical group work with text reading support.
There will be a written evaluation of individual reflective nature and a practical group work of artistic nature. The evaluation will have three formal moments that give a final score using arirtmética average.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A abordagem teórico­prática permitirá ao aluno um contacto directo (experimentado/vivenciado) com
exercícios práticos que potenciarão a disponibilidade e interesse dos alunos para esta área especifica, bem
como a exposição teórica e reflexão imediata do vivido lhe dará uma consciência e capacidade de
fundamentação e argumentação.
O desenvolvimento de um projecto de trabalho, de cariz artístico, sob orientação do docente é de enorme
relevância na formação de futuros profissionais de educação, como forma de promover o sentido estético e
artístico na sua intervenção pedagógica.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The theoretical and practical approach will allow the student one direct contact (experienced) with practical
exercises that will enhance the availability and interest of students to this specific area; the theoretical
exposition and immediate reflection of the lived experiences will also will give them an awareness of the
importance of this field and the ability to give reasons and argumentation. The development of a project work, of artistic nature, under the guidance of the teacher, is of great importance in
the formation of future professionals of education as a way to promote the aesthetic and artistic sense in their
pedagogical intervention.
3.3.9. Bibliografia principal:
Barreiros, J. & Neto, C. (2005). O desenvolvimento motor e o gênero. Disponível em:
http://w2.fmh.utl.pt/Cmotricidade/dm/textosjb/texto_3.pdf
Bee, H. (1996). A Criança em Desenvolvimento. Porto Alegre: Artes Médicas. Dow, C. (2010). Young Children and Movement, the Power of Creative Dance. Young Children Journal. pp. 30­35.
Disponível em: http://www.naeyc.org/store/node/17151 Gallahue, D. L. (2002). Desenvolvimento Motor e Aquisição da Competência Motora na Educação de Infância. In
B. Spodeck (Org.). Manual de Investigação em Educação de Infância (pp. 49­83). Lisboa: F.C.Gulbenkian.
Laban, R. (1978). Domínio do Movimento edição organizada por Lisa Ullman. São Paulo: Summus editorial.
Marques, I. A. 1999. Ensino de Dança Hoje textos e contextos. São Paulo: Cortez Editora
Monteiro, E. (2007). Dança em Contextos Educativos. Cruz Quebrada: FMH edições.
Padovan, M. (2010). Dançar na Escola perspectivas de aproveitamento didáctico em contexto de sala de aula.
Lisboa: F.C.Gulbenkian.
Mapa IV ­ Artes Plásticas/Visual Arts
3.3.1. Unidade curricular:
Artes Plásticas/Visual Arts
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (20h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo (10h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Identificar a obra de arte como objecto de cultura dinâmico, passível de reconstrução e interacção criativa. ­Categorizar as diversas funções da obra de arte conforme géneros e funções: arquitetónica, decorativa,
religiosa, etc.
­ Interpretar a obra de arte, identificando as suas componentes: tema, ambiência, espaço, tempo, harmonia,
ritmo, contraste. ­ Identificar a importância da arte no desenvolvimento humano: cognitivo, emotivo, social. ­ Aprofundar o conceito de fruição da arte como situação privilegiada para o desenvolvimento da criança numa
perspectiva: sócio­afectiva, cognitiva, sensorial e criativa. ­ Diferenciar as fases de evolução da expressão plástica infantil e respectivas técnicas e materiais adequados.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Identify the work of art as an object of culture, dynamic , subject to reconstruction and creative interaction. ­Categorize the various functions of the artwork considering genres and functions: architectural, decorative,
religious, etc. ­ Interpret a work of art, identifying its components: theme, ambience, space, time, harmony, rhythm, contrast. ­ Identify the importance of art in human development: cognitive, emotional, social. ­ Deepen the concept of enjoyment of art as a privileged situation for the child development perspective: socio­
emotional, cognitive, sensory and creative. ­ Differentiate the stages of evolution of childhood artistic expression and their techniques and materials.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. O conceito de arte ­ Evolução da arte e suas diferentes funções ao longo da história
­ A arte plástica: gêneros e funções
II. Análise e interpretação no âmbito das artes plásticas ­ Leitura da obra de arte segundo Panovsky ­ Interpretação e comparação de obras de arte III. Receção e fruição das artes plásticas
­ Conceito de cor e forma.Efeitos psico­fisiológicos da cor.
­ Exercícios e exploração de materiais plásticos IV­ Expressão plástica infantil
­ Evolução do desenho infantil ­ Técnicas aplicáveis à expressão plástica infantil
3.3.5. Syllabus:
I. The concept of art ­ Evolution of art and its different functions throughout history ­ The art: genres and functions II. Analysis and interpretation within the arts ­ Reading of the artwork according to Panovsky ­ Interpretation and comparison of works of art III. Reception and enjoyment of the visual arts ­ Color and form concepts. Psycho­physiological color efects.
­ Exercises and exploitation of plastic materials IV Children's plastic Expression ­ Evolution of childrens' drawing ­ Techniques applicable to child’s plastic expression
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A abordagem ao conceito de arte, de forma vivencial, permite entendê­la como objeto de cultura
renovadamente construído. Uma análise detalhada dos componentes da obra de arte, permite a sua fruição de
forma aprofundada e sistematizada. É no processo de identificação detalhada de uma obra, e no diálogo, que se
consciencializa os seus componentes: cognitivo, emotivo, social e criativo. Neste processo, torna­se
imprescindível a utilização de formas de leitura comprovadas e a compreensão da fruição da arte como
situação privilegiada para o desenvolvimento da criança numa perspectiva sócio­afetiva, cognitiva, sensorial e
criativa. A utilização da obra de arte como processo de desenvolvimento global da criança, exige um
aprofundamento das diversas fases de evolução da expressão plástica infantil, bem como das técnicas e
materiais adequados a essas fases.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The approach to the concept of art, in an experiential way, allows understanding it as an object of culture,
constantly rebuilt. A detailed analysis of the components of the artwork, allows the enjoyment in a profund and
systematic manner. It is the detailed identification of a work process, and dialogue that raises awareness of its
components: cognitive, emotional, social and creative. In this process, it becomes essential to use proven ways
of reading and understanding the enjoyment of art as a privileged situation for the child's development in a
socio­affective, cognitive, sensory and creative perspective. The use of the artwork as a child's overall
development process requires deepening the various stages of evolution of children's artistic expression, as
well as the appropriate techniques and materials to these phases.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
A avaliação será contínua, sendo importante a participação activa em sala de aula, recorrendo­se a trabalhos
de grupo práticos e teóricos com recurso à leitura de textos de apoio.
A observação da obra de arte exige o recurso constante à utilização de meios audiovisuais de reprodução.
Prevê­se o contacto directo com a arte quer em visitas programadas em museus, quer em locais de interesse
artístico que permitam um contacto direto: monumentos, jardins, etc.
A utilização de técnicas e materiais adequados à expressão plástica da criança, são momentos de
experimentação válidos para o desenvolvimento do conhecimento do estudante, conhecimento referente à
utilização pedagógica das técnicas e materiais e quanto à percepção estético­criativa de si próprio. Haverá uma avaliação escrita individual de cariz reflexivo (40%) e um trabalho prático de grupo de cariz
artístico (50%). A participação, assiduidade e interesse corresponderão a 10% da avaliação.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The evaluation will be continuous ­ active participation is important in the classroom, underlined by practical and
theoretical group work with text reading support. The observation of the work of art requires constant recourse to the use of media. Direct contact with art either in scheduled visits in museums, or in places of artistic interest enabling a direct
contact: monuments, gardens, etc. is previewed.
The use of appropriate techniques and the artistic expression of the child materials, moments of
experimentation are valid for the development of student knowledge, pedagogical knowledge concerning the use
of techniques and materials and how the aesthetic and creative sense of self. There will be a written evaluation of individual reflective nature (40%) and a practical group work of artistic
nature (50%). Participation, attendance and interest will correspond to 10% of the assessment.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino da unidade assentam numa relação teoria/prática, experienciada num contato direto
com a arte, acompanhado de uma reflexão teórica sobre as razões que presidem a obra observada, bem como
sobre as impressões causadas nos diferentes observadores. Este processo permite a compreensão/vivência
daquilo em que consiste “participar/reconstruir” uma obra de arte.
Deste modo, a metodologia utilizada assegura a compreensão da universalidade da obra de arte e
simultaneamente permite o exercício das competências sensibilidade, participação e interesse do estudante
nesta área específica.
A prática do contato com materiais; a experimentação das técnicas adequadas; a reflexão sobre a experiência
vivida (experienciar técnicas e materiais), permitem ao estudante entender os problemas frequentes na
execução prática e o encontro de soluções.
Uma metodologia com forte incidência na relação teoria/ prática propicia ao estudante a competência para
“compreender” a circunstância da criança na fruição e produção das expressões artísticas.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Teaching methodologies are based on a relationship between theory / practice, experienced in direct contact
with art, accompanied by a theoretical reflection on the reasons which underpin the work observed, as well as
the impressions of the different observers. This process allows the understanding / experience of what is
"participating/ rebuilding" a work of art. Thus, the methodology used ensures an understanding of the universality of art and simultaneously allows the
exercise of competences of sensitivity, participation and student interest in this particular area. The practice of contacting with different materials; experimenting appropriate techniques; reflecting on
experience (experience techniques and materials), allow students to understand the common problems in
practical implementation and finding solutions. Methodology with a strong emphasis on the relationship between theory / practice provides the student the
power to "understand" the circumstances of the child's enjoyment and production of artistic expressions.
3.3.9. Bibliografia principal:
Almeida, M.(1996). Corpo presente. Oeiras: Celta Editora.
Arnheim, R.(2004). Arte e percepção visual: Uma psicologia de visão criadora. S. Paulo: Pioneira.
Berge, Y.(1988).Viver o seu corpo. São Paulo: Martins Fontes.
Read, H.(1979). A educação pela arte. Lisboa: Edições 70.
Rogers, C.(1980). Tornar­se pessoa: Psicologia e pedagogia. Lisboa: Moraes Editores.
Santos, J.(1966).Educação estética e ensino escolar. Lisboa: Europa América.
Stern, A. (1974)A expressão. Porto: Civilização Editora.
Sousa, A. (2003). Educação pela arte e artes na educação: Bases psicopedagógicas 1º Vol. Lisboa: Piaget.
Sousa, A. (2003) Educação pela arte e artes na educação: Música e artes plásticas 3º Vol. Lisboa: Piaget.
Vygotsky, L. (2012).Imaginação e criatividade na Infância. Lisboa: Dinalivro.
Vygotsky, L. (2009). A Imaginação e a arte na infância. Lisboa: Relógio D’Água.
Panofsky, E. (1989). O Significado nas Artes Visuais. Lisboa: Presença.
Mapa IV ­ Expressões Artísticas e Tecnológicas Integradas/Integrated Artistic and Technological Expressions
3.3.1. Unidade curricular:
Expressões Artísticas e Tecnológicas Integradas/Integrated Artistic and Technological Expressions
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
António Fernando Corrêa Barone (12h TP + 3TC)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Sónia Patríca da Silva Limpo (12h TP + 3TC)
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (12h TP+ 3TC)
Paulo César Aguiar da Silva Oliveira (12h TP+ 3TC)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Identificar as linguagens e objectos das expressões artísticas e como estes se integram e ganham sentido no
quotidiano contemporâneo.
Distinguir e comparar repertórios, géneros e contextos socioculturais de produção/consumo de conteúdos nas
várias linguagens, isoladas ou associadas. Identificar diferentes modelos teóricos para análise e interpretação das diversas linguagens.
Reconhecer e descrever os diversos espaços artísticos no quotidiano urbano, associando esta realidade
educativa.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Identify the languages and objects of artistic expressions and how they integrate and gain meaning in the
contemporary everyday life. Distinguish and compare repertoires, genres, and sociocultural contexts of production / consumption of content
in multiple languages, isolated or associated. Identify different theoretical models for analysis and interpretation of the various languages. Recognize and describe the various art spaces in urban daily life, associating this educational reality.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. Caracterização das linguagens e objectos das expressões artísticas e mediáticas
­ Forma e cor – elementos constitutivos da linguagem gráfica
­ Técnicas e materiais da linguagem plástica
­ Movimento e expressão – elementos constitutivos da linguagem corporal
­ Corpo, espaço e interação
­ Imagem fixa e em movimento – elementos constitutivos da linguagem visual
­ Narrativas e suportes visuais e audiovisuais ­ Ritmo, altura e Timbre – elementos constitutivos da linguagem musical ­ Voz e outras fontes sonoras ­ Elementos de multiliteracia II. A integração expressiva, artística e mediática, no quotidiano
­ A construção do gosto na diversidade cultural: arte e quotidiano
­ Diferentes repertórios nas diversas expressões
­ Modelos teóricos de leitura e interpretação das expressões artísticas
3.3.5. Syllabus:
I. Characterization of languages and objects of artistic expression and media
­ Shape and color ­ constituent elements of graphic language ­ Technical and plastic language materials ­ Movement and expression ­ constituent elements of body language ­ Body, space and interaction ­ Still and moving ­ constituent elements of visual language ­ Narrative and visual and audiovisual media ­ Rhythm, height and Timbre ­ constituent elements of musical language ­ Voice and other sound sources ­ Elements multiliteracia II. The expressive, artistic and media integration, the everyday ­ The construction of the taste in cultural diversity: art and everyday ­ Different repertoires in different expressions ­ Theoretical models of reading and interpretation of artistic expressions
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular visa dotar os alunos de competências para o reconhecimento das diferentes
expressões artísticas caracterizando as suas linguagens e objecto, permitindo o acesso consciente e
progressivo aos sistemas simbólico­culturais codificados. Desta forma, a análise minuciosa de cada um dos
elementos constitutivos das diferentes linguagens é por si só promotora da valorização das mesmas. A
abordagem dos objetos das diferentes expressões favorece um conhecimento integrado que sustenta a
relação teoria­prática. A valorização de diferentes repertórios nas diversas linguagens amplifica a capacidade
de leitura e integração das mesmas no quotidiano contemporâneo. Os diferentes modelos teóricos, trabalhados
nas expressões, permitem a competência descritiva, a análise sustentada e a possibilidade de interpretar os
conteúdos das diversas linguagens – literacia sustentada. A diversificação de experiências estéticas, quer em
contexto formal como não – formal (espaços em arte e cultura), promove o sentido crítico e o desenvolvimento
da observação dos fenômenos expressivos nos diferentes contextos socioculturais.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course aims to equip students with skills to recognize the different artistic expressions characterizing their
languages and object, allowing the conscious and progressive accessto the coded symbolic­cultural systems.
Thus, a thorough analysis of each of the constituent elements of different languages is itself promoting the
appreciation of the same. The approach of objects of different expressions favors an integrated knowledge that
supports the theory­practice relationship. The appreciation of different repertoires in various languages
enhances readability and their integration in the contemporary everyday life. Different theoretical models,
worked in expressions allow the descriptive competence, sustained analysis and the ability to interpret the
contents of the various languages ­ sustained literacy. Diversification of aesthetic experiences, either in formal
context or non ­ formal (spaces in art and culture), promotes critical thinking and the development of
observation of expressive phenomena in different sociocultural contexts.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Iniciar com sessões de oficinas acompanhadas de leituras de textos e debate em grande e pequeno grupo com
apresentação final
Apresentação da estrutura de um projecto continuado de expressões integradas com acompanhamento tutorial
pelos diferentes professores. Trabalho de campo com os alunos em diferentes contextos culturais (museus; espetáculos; instituições
culturais, etc).
Aulas expositivas Leituras de textos ou exercícios selecionados previamente, com apresentação do pequeno grupo ao grande
grupo como formas de avaliação contínua.
Avaliação contínua com trabalhos individuais e de grupo durante as sessões (reflexões críticas; análise e
interpretação de conteúdos nas várias expressões; exercícios práticos de aplicação de conteúdos abordados
(60%). Avaliação do projeto de expressões integradas (30%). Assiduidade/participação (10%)
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Start with workshop sessions accompanied by readings of texts and discussion in large and small group with
final presentation Presentation of the structure of a continuing project of integrated expressions with monitoring by different
teachers. Field work with students in different cultural contexts (museums, shows, cultural institutions, etc.). Lectures Readings of previously selected texts or exercices with the small group presentation to the large group as
forms of continuous assessment exercises. Continuous assessment with individual and group work during the sessions (critical thinking, analysis and
interpretation of contents in multiple expressions; practical application exercises of content covered (60%)
Project evaluation of integrated expressions (30%) Attendance and participation (10 %)
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular inicia­se com a apresentação de um projecto a ser dinamizado por diferentes
intervenientes (professores e alunos) como forma de integração das diversas linguagens e objectos de
expressões artísticas. A apresentação da estrutura de um projecto continuado servirá de eixo transversal para o desenvolvimento de
um trabalho em pequeno grupo integrador das diferentes linguagens expressivas que valorize as competências
que vão sendo adquiridas quer em contexto formal como em vivências do quotidiano.
Aulas expositivas como suporte teórico dos modelos interpretativos para trabalho de terreno a ser realizado
pelos alunos. Visitas a diferentes contextos culturais para conhecer e comparar diferentes repertórios contribuindo na
construção dos diversos elementos de avaliação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course begins with the presentation of a project to be animated by different actors (teachers and students)
as a way of integrating the various languages and objects of artistic expressions. The presentation of the structure of a continuing project will serve as a transversal axis for the development of a
small working group, integrating different expressive languages, that values the skills that are being acquired
either in formal context or in everyday experiences. Lectures supporting interpretative models for ground work to be performed by the students. Visits to different cultural contexts to understand and compare different repertoires which contribute in the
construction of the various elements of evaluation.
3.3.9. Bibliografia principal:
Cadet, C. , Charles,J., Galus,J. (1990). La communication par l’image. Paris: Nathan.
Martín­Barbero, J. & Rey,G. (2001). Os exercícios do ver. São Paulo: Editora SENAC. Silva, A. (2013). Processos criativos: A importância do olhar. Da Investigação às Práticas. 3 (1), 24­32.
[repositório: ipl.pt]
Ostetto, L. & Leite, M. (2004). Arte, infância e formação de professores: Autoria e transgressão. Campinas:
Papirus.
Read, H. (2010). Educação pela Arte. Lisboa: Edições 70. Rojo, R. & Moura, E. (Orgs.) (2012). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial.
Santos, A. (2008). Mediações Arteducacionais. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian
Mapa IV ­ Música/Music
3.3.1. Unidade curricular:
Música/Music
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Paulo César Aguiar da Silva Oliveira (20h TP + 10 PL)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Dando continuidade à unidade curricular “Expressões Artísticas e Tecnológicas Integradas” espera­se, no final
desta UC, que os estudantes sejam capazes de: ­ Conhecer, compreender e utilizar o vocabulário musical com correcção e de forma adequada aos contextos
de intervenção profissional;
­ Utilizar de forma estruturada e intencional os elementos básicos da música segundo as suas características
rítmicas, melódicas, harmónicas, tímbricas e formais;
­ Revelar o desenvolvimento de competências de discriminação auditiva, de prática musical (vocal e
instrumental) e de movimento, segundo diversos contextos artísticos e culturais de referência;
­ Pesquisar autonomamente informação sobre repertório musical e procedimentos de intervenção musical,
podendo assim ampliar a sua cultura musical, a capacidade de escuta e de discriminação de sons;
­ Conceber, implementar e analisar actividades musicais de qualidade, diversificadas, adequadas e
contextualizadas para crianças.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
By the end of this semester, it is expected that the students:
­ Know, understand and use musical vocabulary correctly and appropriately to the contexts of professional
intervention order; ­ Use a structured and purposeful way the basic elements of music according to their rhythmic, melodic,
harmonic, timbral and formal characteristics; ­ Reveal skills of auditory discrimination within the musical practice (vocal and instrumental) and motion,
according to various artistic and cultural contexts of reference; ­ Autonomously find information on musical repertoire and musical intervention procedures, and thus expand
their musical culture, the ability of listening and sound discrimination; ­ Design, implement, and analyze musical activities of good quality, diversified, and contextualized appropriate
for children.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
­ Dimensões do corpo e da voz enquanto estruturas de desenvolvimento musical;
­ Categorias de actividades musicais para a 1ª infância (sonoridades, rimas infantis, canções, jogos tradicionais
infantis, movimento, ritmo, audição musical);
­ Prática integrada de actividades direccionadas para a 2ª e 3ª infância (cantar, tocar, escutar, mover­se e
criar);
­ Repertório musical de conjunto (corporal, vocal, auditivo e instrumental) e de movimento (improvisação e
coreografia) adequados aos contextos de intervenção;
­ Selecção e utilização diversificada de recursos musicais;
­ Planificação de actividades adequadas a diferentes grupos de crianças;
­ Elementos base de linguagem musical associados aos conceitos de:
forma (secções, frases e motivos, ostinato);
ritmo (pulsação, divisão, andamentos e compassos, métrica binária e ternária);
altura (melodia e harmonia);
timbre (vozes, instrumentos);
dinâmica (intensidades, acentuações, fraseio).
3.3.5. Syllabus:
­ Dimensions of body and voice as structures of musical development; ­ Categories of musical activities for the Early childhood (sounds, nursery rhymes, songs, traditional children's
games, movement, rhythm, music listening); ­ Integrated practice activities focused on school aged children (singing, playing, listening, moving and creating);
­ Musical repertory set (body, speech, auditory and instrumental) and movement (improvisation and
choreography) appropriated to the intervention contexts; ­ Selection and use of diverse musical resources; ­ Suitable planning for different groups of children activities; ­ Basic musical language elements associated with the concepts of: form (sections, phrases and motifs, ostinato); rhythm (heartbeat, division, tempos and bars, binary and ternary metric); height (melody and harmony); timbre (voices, instruments); dynamics (intensities, accents, phrasing).
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A actividade musical não é um privilégio de alguns. Como linguagem expressiva e de comunicação, não requer
aptidões especiais; pelo contrário, a psicologia musical moderna comprovou que a musicalidade sempre existe
em maior ou menor grau e que é possível e indispensável potenciá­la e desenvolvê­la em todas as crianças,
sem excepção. As áreas de expressão, além de proporcionarem o desenvolvimento dos domínios emocional, intelectual, físico,
perceptual, social, estético e criativo, são fundamentais para salvaguardar a espontaneidade da criança.
Apresentados sob uma forma lúdica na qual todos participam, tanto individual como colectivamente, dão à
criança a possibilidade de, ao jogar, redescobrir, criar, descobrir­se ou encontrar­se com os outros, inventar e
criticar, não estimulando exclusivamente a razão ou os aspectos intelectuais, mas fazendo sentir as
possibilidades do seu corpo, gestos, sentidos, sensibilidade e criatividade, accionando todo um conjunto de
meios susceptíveis de assegurar um desenvolvimento harmonioso.
Em todo este processo a música tem um papel fundamental, já que possibilita experiências integradas ou
globalizadoras dentro de todo o percurso educativo, dando especial enfoque a um mundo particular: o das
vivências estético­musicais, que passam pelo desenvolvimento das potencialidades auditivas, rítmicas,
expressivas, criativas e interpretativas da criança.
A música na Educação Básica – tal como a Matemática ou a Língua Portuguesa – não tem como objectivo a
formação de especialistas, mas a promoção do desenvolvimento pleno das faculdades do ser humano,
devendo, por isso, ser acessível a todas as crianças, independentemente do seu grau de aptidão musical. A organização das diferentes unidades parte de uma temática que serve de base ao desenvolvimento dos
conteúdos, com propostas variadas, como: canções, jogos, ritmos, movimentos, audições…, elaboradas com o
intuito de levar as crianças a construírem a sua própria aprendizagem de acordo com o seu ritmo e nível de
desenvolvimento.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The musical activity is not a privilege for some. As an expressive means of communication, it requires no
special skills; moreover, modern musical psychology proved that musicality always exists to a greater or
lesser degree and it is possible and essential to power it and develop it in all children, without exception. The areas of expression, besides providing the development of physical, perceptual, intellectual, social,
aesthetic and creative emotional domains, are essential to safeguard the spontaneity of the child. Presented in a
playful way in which all participate, both individually and collectively, they give the child an opportunity, to play,
to rediscover, create, discover themselves or meet up with others, inventing and making sense of the
possibilities of their body, gestures, sense, sensibility and creativity aspects, triggering a whole set of
instruments to ensure a harmonious development. In all of these aspects, music has a key role, as it enables integrated and globalizing experiences within the
entire educational process, giving special emphasis to a particular world: the aesthetic and musical
experiences, which includes the development of the children listening, rhythmic potential, expressive, creative
and interpretive.
Music in schools first grades ­ like Mathematics or English Language ­ is not aimed at training specialists, but to
promote the full development of the faculties of the human being and should therefore be accessible to all
children, regardless of his musical aptitude. The organization of the different units underlie the development of contents, with various proposals, such as
songs, games, rhythms, movements, auditions ... drawn up in order to take the kids build their own learning
according to their pace and level of development.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas implicarão uma diversidade de processos em função dos conteúdos e dos objectivos:
­ trabalho prático em grande grupo para vivência de actividades baseadas na interpretação, criação e audição;
­ trabalho prático em pequenos grupos ou individualmente para aplicação e exploração de ideias ou técnicas
musicais;
­ análise de documentação teórica e de actividades práticas para reflexão e sistematização dos conteúdos
programáticos;
­ simulação de realização de sequências de actividades musicais para a educação básica.
A avaliação será contínua com carácter formativo.
A assiduidade será um dos elementos centrais de avaliação contínua (20%). Prevê­se a elaboração e apresentação pública de trabalhos teóricos e práticos centrados nos conteúdos
programáticos e nas competências definidas, a realizar individualmente e em grupo, segundo indicações do
docente (80%). 3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Classes will involve a variety of processes in terms of content and objectives: ­ Practical work in large group to experience activities in interpretation, creation and hearing; ­ Practical work in small groups or individually to apply and explore musical ideas or techniques; ­ Theoretical analysis of documentation of practical activities for reflection and systematization of the syllabus; ­ Simulation of performing sequences of musical activities for basic education. The evaluation will be continuous with formative character. Attendance is a key element of continuous assessment (20%). It is expected the preparation and public presentation of theoretical and practical work focusing on the syllabus
and the defined competencies to perform individually and in groups, according to the teacher’s instructions
(80%). 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Grandes pedagogos musicais, como Dalcroze, Willems, Orff, Kodaly, Schaffer, Wuytack, entre outros,
desenvolveram metodologias diferentes para um mesmo objectivo: a educação musical. Propuseram um
conjunto de ideias e de princípios orientadores de uma prática.
Esta UC não se orienta exclusivamente por um destes métodos em particular, mas integra diferentes
perspectivas de cada um deles, numa síntese baseada em experiências e vivências de uma prática musical
para todas a crianças. Consequentemente, o projecto desta unidade curricular tem como finalidade oferecer a todos os alunos a
possibilidade de viverem, sentirem, escutarem, apreciarem, conhecerem, pensarem, explorarem e
descobrirem a música a partir de experiências lúdicas e socializadoras. Simultaneamente, procura sugerir uma
nova abordagem curricular de grande abertura e flexibilidade, com propostas variadas que, tendo como pano
de fundo as várias correntes pedagógicas centradas na criança e no seu desenvolvimento expressivo,
procuram despertar, motivar, organizar ideias e apontar caminhos, dentro de uma perspectiva construtivista da
aprendizagem, onde a formação estética e a educação da sensibilidade assumem grande importância.
Esta unidade curricular tem um forte caráter prático, de autoconhecimento e de performance individual e
coletiva, com grande incidência em ações realizadas com o corpo e a voz.
Nesse âmbito, assume grande importância a aquisição de capacidades auditivas e de utilização da voz. Assim, como estratégia base para promover a aprendizagem dos alunos privilegiam­se acções de modelagem
em função da concretização de atividades com forte pendor prático e vivencial na sala de aula, seguidas de
uma necessária análise de procedimentos e recursos utilizados, de uma fundamentação teórica sobre as
técnicas e os conteúdos abordados e de uma reflexão acerca do seu potencial para a intervenção em contexto
profissional.
As atividades desenvolvidas em sala de aula são, assim, estruturadas de forma a darem resposta ao
desenvolvimento das competências práticas que os alunos devem evidenciar aquando da futura intervenção
profissional de caráter artístico e expressivo.
A concretização dos objetivos de aprendizagem fundamenta­se nas experiências musicais realizadas na sala
de aula e na análise de textos de referência. Nesse sentido, a simulação prática de atividades diversificadas
adequadas a possíveis âmbitos profissionais pressupõe, também, uma preparação teórica e reflexiva que
sustente essas práticas, possível de realizar com base na bibliografia sugerida.
Nos momentos de orientação tutorial procura­se, ainda, conferir uma vertente artística, didática e científica de
qualidade às propostas de intervenção dos alunos, levando­os a ampliar as potencialidades das suas ideias
iniciais e a aprofundarem também as abordagens de caráter mais teórico.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Great music pedagogues, such as Dalcroze, Willems, Orff, Kodaly, Schaffer, Wuytack, among others, have
developed different methodologies to the same goal: music education. They all proposed a set of ideas and
guiding principles of musical practice. This course is not guided exclusively by one of these methods in particular, but it includes different
perspectives of each, based on an experience and practice of a musical experiences for all children. Consequently, the project of this course aims to give all students the opportunity to live, feel, listen, appreciate,
know, think, explore and discover music from games and socializing experiences. Simultaneously, it suggests a
new curricular approach of great openness and flexibility, with various proposals, with the backdrop of the
various child­centered pedagogical trends and its development, seeking to awaken, motivate, and organize
ideas and point out ways within a constructivist approach to learning, where aesthetics training and education of
sensitivity are of great importance. This course has a strong practical character, of individual and collective performance, with great impact on
actions performed with the body and the voice. In this context, listening skills acquisition and the use of the
voice are of great importance.
Therefore, the learning strategies for the students are focused in modeling actions of activities with strong
practical and experiential bias in the classroom, followed by an analysis of the necessary procedures and
resources used, a theoretical framework techniques and content covered and a reflection on the potential for
intervention in a professional context. The activities developed in the classroom are thus structured so as to meet the development of practical skills
that students must demonstrate when further professional intervention of artistic and expressive character. The achievement of the learning objectives is based on the musical experiences in the classroom and in the
analysis of reference documents. In this sense, the practical simulation of diverse activities implies a
theoretical and reflective preparation to support these practices, doable based on the literature suggested. In moments of tutorials we seek to also give an artistic, didactic and scientific aspect of quality to the proposed
involvement of students, causing them to expand the capabilities of their initial ideas and to also deepen the
approaches of more theoretical character.
3.3.9. Bibliografia principal:
FERRÃO, A. M. & Rodrigues, P. F. (2008). Sementes de Música para bebés e crianças. Lisboa: Editorial
Caminho. [com CD]
GARDNER, H. (1994). Educación artística y desarrollo humano. Barcelona, Paidós Educador.
GORDON, E.(2000). Aprendizagem musical para Recém­Nascidos e Crianças em idade pré­escolar. Lisboa,
Fundação Calouste Gulbenkian.
MANEVEAU, G. (1993). Musica e Educación. Madrid, Rialp.
PRINA, F. C. & PADOVAN, M. (2000). A Dança no Ensino Obrigatório. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.
SANTOS, M. (2006). Histórias de cantar. Lisboa, Juventude Musical Portuguesa.
SWANWICK, K. (1990). Music, Mind, and Education. London, Routledge.
WILLEMS, E. (1970). As Bases Psicológicas da Educação Musical. Bienne, Pro­Musica. (Edição patrocinada pela
Fundação C. Gulbenkian).
WUYTACK, J. & PALHEIROS, G. B. (1995).Audição Musical Activa. Associação Wuytack de Pedagogia Musical,
Porto.
WUYTACK,J. &PALHEIROS, G.(1992). Canções de Mimar.Porto, Associação Wuytack de Pedagogia Musical.
Mapa IV ­ Ensino e aprendizagem das expressões/ Teaching and learning expressions
3.3.1. Unidade curricular:
Ensino e aprendizagem das expressões/ Teaching and learning expressions
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Antônio Fernando Corrêa Barone (7h TP + 2TC)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Paulo César Aguiar da Silva Oliveira (10h TP + 2TC)
Sónia Patrícia da Silva Limpo (10h TP + 2TC)
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (10h TP + 2TC)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Identificar e discutir estratégias didáticas para o desenvolvimento das competências essenciais na área das
expressões
­ Construir intervenções didáticas no âmbito das expressões
­ Comparar e ajuizar diferentes possibilidades didáticas na área das expressões
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Identify and discuss teaching strategies for the development of key skills in the expressions domain
­ Build instructional interventions within expressions ­ Compare and assess different instructional possibilities in the area of the expressions
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. Conceito e aplicações no âmbito das expressões artísticas e mediáticas
­ Expressões artísticas e mediáticas ­ Conceitos de didática
­ Aplicação dos conceitos
II. Elementos constituintes do conceito de didática
­ Objectivos; Conteúdos; Materiais; Tempo e Espaço
­Estratégias metodológicas e critérios de avaliação
III. Aplicações didáticas diante do conhecimento progressivo em arte e cultura.
­ Opções didáticas diante dos conteúdos das expressões artísticas e mediáticas, tomadas isoladamente
­ Opções didáticas diante de conteúdos das expressões artísticas e mediáticas, tomadas integradamente. 3.3.5. Syllabus:
I. Concept and applications in the context of artistic expression and media ­ Artistic Expressions and media ­ Concepts of didactic ­ Application of concepts II. Constituent elements of the concept of didactic ­ Objectives; content; materials; Time and Space ­Strategies Methodological and assessment criteria III. Educational applications on the progressive knowledge in art and culture.
­ Didactic options on the content of media and artistic expressions, taken in isolation ­ Options on didactic content of media and artistic expressions, taken integrally.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
­ Esta unidade curricular visa capacitar os alunos para a exploração do conceito de didática aplicada às
expressões artísticas e mediáticas. Desta forma, a exploração do conceito e respetivas práticas permitirá ao
aluno cruzar as duas áreas do conhecimento expandindo a sua criatividade didática.
­ A aquisição destas competências, no âmbito das expressões, resultará na capacidade do aluno intervir de
forma prévia e planeada, considerando inovação e investigação.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
­ This course aims to enable students to explore the concept of teaching applied to artistic and media
expression. Thus, the exploration of the concept and respective practices will allow the student to articulate the
two areas of knowledge expanding their didactic creativity. ­ The acquisition of these skills in the context of expressions, result in the student's ability to intervene in a
planned manner, considering innovation and research.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
­Iniciar com aulas expositivas teórico­práticas seguidas de leituras de textos com projeção de conceitos na
área das expressões. ­Trabalho de campo com os alunos no âmbito de visitas com registos e relatos do observado identificando
didáticas utilizadas.
­Trabalho de acompanhamento da construção de um projeto simulado de intervenção didática.
A avaliação contínua contempla:
­ participação nas aulas (leitura de textos e participação): 10%
­ registo das visitas ao terreno em pequenos grupos: 30%
­ projecto de intervenção didáctica com integração das várias expressões: 60%
A UC poderá também ser feita por avaliação final com um exame escrito. 3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
­Start with lectures and text reading about central concepts in the area of the expressions. ­Field work with students in the context of visits with observed records and reports identifying didactics used. ­Work monitoring the construction of a simulated project of didactic intervention.
Continuous assessment includes: ­ Participation in class (reading texts and participation): 10% ­ Recording of field visits in small groups: 30% ­ Project for a didactic intervention with integration of the various expressions: 60%
This curricular unit can also be made through final evaluation with a written exam.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Ao contactarem diferentes contextos, observando as didáticas existentes, possibilita­se ao aluno a
comparação e sentido crítico face aos vários elementos constituintes do ato didático na área das expressões.
A perceção do aluno relativamente ao ato didático, a partir da experimentação e reflexão de um projeto
acompanhado, reforçará a integração dos conceitos desta unidade curricular.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Contacting different contexts and observing the existing didactics, enables the student comparison and critical
sense about the various constituents in the educational act in the area of the expressions. The perception of students regarding the teaching act, emerging from the experimentation and reflection of a
supervised project, enhances the integration of the in concepts of this course.
3.3.9. Bibliografia principal:
Fritzen,C. & Moreira,J. (2011). As linguagens artísticas na formação humana. Campinas: Papirus. Godinho, J. & Brito, M. (2010). As artes no jardim de Infância: Textos de apoio para educadores de infância.
Lisboa: ME – DGIDC.
Orozco­Gómez, G. (2001). Televisión: audiências y educación. Buenos Aires: Norma Editorial.
Ostetto, L. (2006). Planejamento na educação infantil…mais que atividade. A criança em foco. In L. Ostetto.
Encontros e encantamentos na educação infantil. (6 ed.) (pp. 175­193). São Paulo: Papirus.
Pinto, M. (Coord.) (2011). Educação para os media em Portugal: Experiências, actores e contextos. Lisboa:
Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC).
Rodari, G. (1993). Gramática da Fantasia. Lisboa: Caminho. Santos, J. (1966). Educação Estética e Ensino Escolar. Lisboa: Europa América.
Mapa IV ­ Seminário de Integração de Saberes/Different Fields of Knowledge integration Seminar
3.3.1. Unidade curricular:
Seminário de Integração de Saberes/Different Fields of Knowledge integration Seminar
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Antônio Fernando Corrêa Barone (30TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­Identificar os conceitos de metodologia da investigação, apresentados em outras UC, sob a perspetiva de
integração entre o senso comum, a ciência e outros géneros de conhecimento. Aprofundar o conceito de
conhecimento e a fusão dos seus gêneros na contemporaneidade. ­ Distinguir e aprofundar os conceitos de informação, comunicação e atenção, bem como as técnicas de
descrever, registar e interpretar fenómenos, nestes campos – quer sob a forma mediada por tecnologias, quer
sob a forma não mediada.
­ Aprofundar e aplicar os conceitos de descrição, análise e interpretação dos fenómenos sociais, culturais,
nomeadamente a educação, em contexto transdisciplinar. ­Definir o que é um projeto ético integrador do senso comum, da intervenção dos media e da reflexão científica.
­ Comparar fenómenos sociais e culturais, de várias áreas e suportes, com as áreas de formação educacional,
tendo por finalidade integrar contextos sociais complexos e objetos profissionais relevantes.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Identify the concepts of research methodology, presented in other courses, under the perspective of
integration between common sense, science and other kinds of knowledge. Deepen the concept of knowledge
and the merging of their genres nowadays. ­ Distinguish and deepen the concepts of information, communication and attention, as well as techniques to
describe, record and interpret phenomena in these fields ­ whether in the form of mediated technologies, or as
unmediated. ­ Deepen and apply the concepts of description, analysis and interpretation of social, cultural, namely education
phenomena in transdisciplinary context.
­Define what is an ethical project that integrates common sense, the intervention of media and scientific
reflection. ­ Compare the social and cultural phenomena in various areas and media supports, with the areas of teaching,
with the purpose of integrating complex objects relevant professional and social contexts.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. Noções de fenómeno e objeto do conhecimento aplicadas ao quotidiano social:
­Os conceitos de senso comum e conhecimento científico no quotidiano social e na escola, em particular
­O rompimento com o senso comum: o polo científico e a questão dos pares de oposição
­Paradigma
­Complexidade
­Inter e Transdisciplinaridade
II. Métodos e técnicas de atenção e apreensão do real
­Técnicas de registos e anotações aplicáveis à observação, no sentido do senso comum e da ciência
­Géneros de anotações e registos nos diferentes suportes
III. O processo interpretativo
­Noções introdutórias de epistemologia e hermenêutica e da aplicabilidade profissional destas noções
­Noções gerais de análise dos fenômenos sociais, culturais e educacionais e das suas representações
IV. As relações reais e possíveis entre a ciência, o senso comum e o fenômeno educativo: as Inter e
transdisciplinaridades nas práticas educativas formais e informais
3.3.5. Syllabus:
I. Understanding the phenomenon and object of knowledge applied across the social daily life
­ The concepts of common sense and scientific knowledge in everyday social and school in particular. ­ The break with common sense: the scientific pole, and the issue of opposing pairs. ­ Paradigm ­ Complexity ­ Inter and Transdisciplinary II. Methods and techniques of attention and apprehension of the real. ­ Techniques of records and notes applicable to the observation, in the sense of common sense and science. ­ Genres notes and records in different media III. The interpretive process ­ Introductory notions of epistemology and hermeneutics and professional applicability of these notions. ­ General approach to analysis of social, cultural and educational phenomena and their representations. IV. Actual and possible relationships between science, common sense and the educational phenomenon: Inter
and transdisciplinaridades in formal and informal educational practices.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conceitos de fenómeno e objeto de investigação, associados ao campo educativo, podem ganhar grande
repercussão, junto aos alunos, se estiverem ancorados em experiências vividas, despertando a curiosidade
para “ir adiante” e “saber mais”. A tarefa do professor, em obter as competências, enumeradas nos dois
tópicos iniciais dos objetivos de aprendizagem, tornar­se­á possível, desde que as práticas de estudo e
observação propostas, utilizem as anotações e recolha de dados das unidades curriculares oferecidas no 5º
Semestre e discutam a integração das várias áreas disciplinares, sua integração e significados. Nesta
perspetiva, os tópicos III e IV deverão assegurar as competências de analisar e interpretar contextos sociais
complexos, sem permitir que futuros hábitos isolados, de senso comum, impeçam a análise atempada da ação
profissional e da sua reflexão ponderada.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The concepts of phenomena and object of investigation, associated with the educational field, can win big
impact, with the students, if they are grounded in lived experiences, arousing the curiosity to "go ahead" and
"learn more". The teacher's task in obtaining the skills listed in the first two topics of learning objectives, will be
possible if the proposed practices of observation and study use annotations and data collection offered on the
5th semester courses, and discuss the integration of different disciplines. In this perspective, the topics III and
IV should ensure the skills to analyze and interpret complex social contexts, preventing further isolated,
common sense, habits, to do a timely analysis of professional action and its thoughtful consideration.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Esta unidade curricular irá privilegiar uma sucessão de sessões de exercícios e apresentações individuais, e
de grupo, intercalada por sessões de aulas expositivas, de modo a adequar os conteúdos programáticos às
experiências já vividas, e registadas, em três unidades curriculares anteriores. Estas unidades foram
ministradas nos 2º, 3º e 4º semestres, e marcadas por ações de observação do quotidiano educativo. A avaliação será contínua e atribuirá valores às apresentações em grupo, que comparem os registos
realizados com as informações resultantes da exploração bibliográfica (40%). Esta comparação também estará
na base de um relato individual escrito que apresente anotações próprias sobre temas/problemas trabalhados
nas outras unidades curriculares (40%). 20% da avaliação resultará do balanço de assiduidade do aluno às
aulas.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
This course will favor a succession of exercises and individual and group presentations sessions, interspersed
with lecture sessions, in order to adapt the syllabus to experiences already lived, and recorded in the previous
three courses. These units are included in the 2nd, 3rd and 4th semesters, and undelined by observing the
actions of everyday education. The evaluation will be continuous and assign values to group presentations that compare records made with the
information derived from bibliographic exploration (40%). This comparison will also be on the basis of an
individual written report to present own notes on topics / issues worked in other courses (40%). 20% of the
evaluation result of the balance of the student's attendance.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As aulas expositivas são um contraponto às observações registadas pelo estudante ao longo dos três
semestres anteriores. A partir das aulas expositivas, o estudante deve, juntamente com seu grupo de trabalho,
desenvolver a revisão dos registos anteriores à luz dos conteúdos fornecidos nesta unidade, comparando o
pensamento de autores pesquisados, com estes novos registos. Individualmente, e a partir da sua experiência
em cada grupo, o aluno seleciona um tema único e repete o procedimento realizado em grupo, gerando, desta
forma, uma questão/ pergunta /problema inicial, para um trabalho posterior de investigação. A partir deste conjunto de procedimentos, o estudante fecha um ciclo composto por quatro semestres. Pode
assim dominar, com maior qualidade, as competências introdutórias para o ato de descrever e interpretar a
realidade e, futuramente, ser capaz de investigar e agir como educador e professor do Ensino Básico. 3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The lectures are a counterpoint to the observations recorded by the student over the previous three semesters.
From these lectures, the student should, along with their workgroup, do a revision of previous records in light of
the content provided in this unit, comparing the thought of authors with these new records. Individually, and from
experience in each group, the student selects a unique theme and repeats the procedure performed in a group,
creating in this way a subject / question / initial problem for further research work. From this set of procedures, the student closes a cycle comprising four semesters. Thus, the student can
master, with higher quality, introductory skills to the act of describing and interpreting reality, being able in the
future to investigate and act as an educator and teacher of Basic Education.
3.3.9. Bibliografia principal:
Barone, F. (2012). Manual do trabalho escolar. Lisboa: ESEI Maria Ulich.
Martín­Barbero, J. & Rey,G. (2001). Os exercícios do ver. São Paulo: Editora SENAC.
Santos, B.(1997).Um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento.
Kuhn, T. (1997). A estrutura das revoluções científicas. 5. ed. São Paulo: Editora Perspectiva. Sommerman, A; Mello, M; Barros,V. (Orgs.). (2002). Educação e transdisciplinaridade II. São Paulo: TRIOM.
Recuperado em:http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001297/129707por.pdf
Pereira, G. (2013) Pierre Lévy e Mark Dery: esboços sobre a virtualização do conhecimento comum e das
práticas e culturas do cotidiano. Comunicologia.Recuperado em:
http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RCEUCB/article/view/4159/2535
Pinto,R. (2009). Gestão e Divulgação de Conteúdos Interdisciplinares do Ensino Básico. Porto: Faculdade de
Engenharia da Universidade do Porto. Recuperado em:http://repositorio­
aberto.up.pt/bitstream/10216/59877/1/000138345.pdf
Mapa IV ­ Comunicação: media e suportes digitais/Communication media and digital supports
3.3.1. Unidade curricular:
Comunicação: media e suportes digitais/Communication media and digital supports
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (20TP + 10PL)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Compreender a evolução da tecnologia numa dimensão histórica e social para entender os seus impactos
sociais, refletindo sobre o posicionamento ético das dinâmicas estabelecidas entre a sociedade/tecnologia.
­Identificar e comparar os modelos pedagógicos mais adequados à literacia mediática distinguindo as
principais características e diferentes abordagens nas aprendizagens.
­Refletir sobre políticas e enquadramento curricular adotadas sobre literacia mediática para os diferentes
graus de ensino. ­Treinar competências de utilizador (passivo/ativo) nos diferentes suportes tecnológicos (media tradicional e
novos media) salientando a dimensão pedagógica destes recursos nas práticas educativas. ­Compreender o processo de construção identitária e social na Web 2.0 como promotor da dimensão de
cidadão participativo e critico na seleção de projetos tecnológicos de dimensão formal e não­formal
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­Understanding the development of technology in an historical and social dimension in order to understand their
social impact, reflecting on the ethical relation between society and technology.
­Identifying and comparing pedagogical models more suitable for media literacy, distinguishing the main
features of each different approach in learning.
­Reflecting on curricular framework and on the adopted policies on media literacy for the different degrees of
teaching.
­Develop user skills (passive/active) in different technological platforms (traditional media and new media)
emphasising the pedagogical dimension of these resources in the educational practices. ­Understanding the process of identity and social construction in Web 2.0, in order to interact as a participative
and informed citizen in the selection of technological projects of formal and non­formal dimension.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. Novo paradigma da sociedade de conhecimento:
­ Meios de comunicação ­ media tradicional (Imprensa, Rádio, Fotografia, Televisão e Cinema) e novos media
(Internet e Web 2.0) ­ e suas implicações sociais, culturais e políticas. ­ Linguagens tecnológicas utilizadas nos Media e Novos Media – (fotografia, vídeo, som) e suas potencialidades
como instrumentos de intervenção pedagógica. ­ Diferentes níveis de utilizador da Web 2.0 (individual/social e profissional) no processo dinâmico e contínuo de
formação pessoal.
II. Políticas e estratégias da educação para os media. ­ Vantagens e desvantagens da utilização destes suportes como recursos de intervenção.
­ Conceito de cidadão participativo e crítico numa sociedade mediática sustentada pelos modelos construtivista
e sócio­construtivista. ­ Características do funcionamento das principais redes sociais para contextos de educação formal como não
formal ­ O portefólio digital como recurso pedagógico.
3.3.5. Syllabus:
I. New paradigm of the knowledge society:
­ Media: traditional media (Press, Radio, Photography, Film and Television) and new media (Internet and Web 2.0)
­ and its social, cultural and political implications;
­ Technological languages ​
used in Media and New Media ­ (photography, video, sound) and their potential as
​
tools for pedagogical intervention;
­ Different levels of user Web 2.0 (individual / social and professional) in the dynamic and continuous process of
personal training.
II. Policies and strategies of media education.
­ Advantages and disadvantages of using these suports as intervention resources.
­ Concept of participatory citizen in a sustained and critical media world by constructivist and socio­
constructivist models.
­ Characteristics of the functioning of the major social networks to contexts of formal and non­formal education
­ The digital portfolio as a pedagogical resource.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular visa dotar os estudantes de uma maior capacidade para compreender a importância da
evolução social e histórica da tecnologia no novo paradigma comunicacional. A emergência deste paradigma
apoiado nos recursos tecnológicos, principalmente a partir da utilização das potencialidades da Web 2.0, vem
alterar a dinâmica nas relações sociais entre os indivíduos (adultos/jovens/crianças), permitindo ­lhes uma
participação ativa e critica como cidadão, não só na melhoria dos seus conhecimento mas também para a
formação de um posicionamento ético na sua formação pessoal e social.
Ao reconhecer políticas e enquadramento curricular adoptados nos diferentes graus de ensino o estudante terá
de sustentar o seu saber teórico a partir do conhecimento de modelos pedagógicos mais adequados. A partir
da exploração e utilização das diferentes linguagens dos Média, o estudante terá uma maior capacidade como
futuro profissional de reconhecer as competências necessárias para promover uma literacia mediática
sabendo identificar os aspectos positivos e negativos alargando o seu leque de opções pedagógicas.
A possibilidade de explorar e manipular ferramentas e conteúdos para o exercício de uma participação ativa e
critica permite ao estudante uma maior capacidade de identificar estratégias facilitadoras de aquisição de
competências no domínio da literacia mediática. A compreensão das diferentes linguagens tecnológicas e seu funcionamento permite ao estudante participar
activamente na formação de cidadãos mais esclarecidos e críticos bem como ter um posicionamento ético
tanto ao nível da educação formal como não formal. A construção do Portefólio digital possibilita aos estudantes um espaço de aprendizagem colaborativa para
aplicação das competências adquiridas. O produto da utilização desta ferramenta dá início a uma compilação
de diferentes conteúdos (educação formal e não ­ formal) transversais na sua formação pessoal e profissional,
podendo ter continuidade ao longo do seu percurso académico
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This curricular Unit aims at providing students with the tools required in order to understand the social and
historical relevance of the technological evolution in the communicational paradigm. The emergence of this
paradigm, supported by technological resources such as the Web 2.0, changed the dynamics in the social
relations between individuals (adults/youth/children), providing them with the possibility of an active and
informed participation in society, not only through knowledge acquisition but also through an ethical positioning
in their personal and social training.
In being able to identify different policies and the curriculum framework adopted in varying degrees of education,
the student will find a basis for his theoretical knowledge making use of the most appropriate pedagogical
models. By using different media languages, the student will acquire the expertise to identify the competencies
necessary to promoting, through his work, media literacy knowledge and also learned how to identify its positive
and negative aspects in order to broaden the scope of educational strategies.
The possibility of exploring and manipulating tools and contents for the exercise of an active and critical
participation allows the student a greater ability to identify strategies for facilitating acquisition of skills in the
field of media literacy.
Understanding the different languages and its working technology allows students to actively participate in the
formation of more enlightened citizens and critics as well as having an ethical positioning at both formal and
non­formal education.
The construction of the digital Portfolio provides students a collaborative learning space for application of the
acquired skills. The final product with the use of this tool is the beginning of a compilation with different types of
content (formal and non­formal education) in its cross personal and professional formation, and could be
continue during is academic formation.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Esta UC privilegia a ligação entre os conteúdos teóricos e exemplos práticos para desenvolver nos estudantes
uma maior integração dos recursos tecnológicos como ferramenta de aprendizagem.
Cada uma das diferentes linguagens será explorada de forma prática através de exercícios em pequenos
grupos, integrando conhecimentos prévios da sua formação pessoal não­formal e formal. Esta dinâmica permitirá uma apropriação das linguagens a partir da construção de pequenos produtos (ex:
paisagem sonora; percurso fotográfico; vídeo) servindo para discussão no grupo alargado sobre os processos
utilizados e repercussões dos mesmos como recurso pedagógico.
A avaliação será contínua:
­a apresentação e discussão em grupo dos diferentes recursos nos exercícios práticos, bem como a sua
alocação dos mesmos no Blogue­portefólio digital (40%);
­ elaboração de um trabalho escrito individual sobre literacia mediática (40%)
­ a assiduidade/participação (20%)
A Uc poderá ainda ser feita por exame final,
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
This course will focus on the connection between theoretical content and practical example in order to assist
students in developing a greater integration of technology as a learning tool.
Each of the different languages will be explored in a practical way through exercises in small groups, integrating
previous knowledge of your personal training non­formal and formal.
This dynamic will allow them making use of different languages through the construction of small products (e.g.
soundscape; photographic journey; video;) serving for extended group discussion about the processes used
and repercussions thereof as a pedagogical resource.
The evaluation will be ongoing:
­ the presentation and group discussion of the different features in practical exercises, as well as their allocation
on the blog as digital portfolio (40%)
­ individual written work on media literacy (40%)
­ attendance/participation in class (20%)
A writen final exame is another possibility.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As aulas teóricas são um espaço de reflexão sobre a sociedade atual, as suas dinâmicas no binómio
sociedade/tecnologia bem como dos suportes produzidos em diferentes contextos sociais e culturais
valorizando assim formação pessoal e social dos estudantes, tanto no contexto formal como não­formal.
As aulas teórico­práticas possibilitam fazer uma articulação mais ajustada entre os referenciais teóricos, tanto
das politicas como de modelos pedagógicos, partindo da exploração dos diferentes suportes tecnológicos para
intervenção pedagógica. Os diferentes exercícios em grupo desenvolvem competências colaborativas como utilizador e permitem uma
compreensão dos processos a partir de recursos tecnológicos, melhorando as capacidades de literacia
mediática como cidadãos ativos na sociedade. A concepção e alocação de conteúdos dos exercícios práticos no Blogue – portefólio digital alargam a
capacidade de literacia mediática, permitindo ainda iniciar um processo transversal contínuo de integração de
diferentes conteúdos (formais e não ­ formais) ao longo do seu processo formativo.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Theoretical classes aim at being a privileged space for the reflection on the present society, on the dynamics of
the relationship society/technology, as well as for the reflection on different social and cultural contexts for
media production. The personal and social training of students, both in the formal and non­formal context, will be
thus strongly valued. Theoretical­practical classes aim at enabling students to better integrate theoretical references, both of the
policies as teaching models based on exploring different technological supports for pedagogical intervention.
The different group exercises concur in developing in the students cooperative skills as users and allow an
understanding of the processes implied in the technological resources, improving the competencies of media
literacy as active citizens in society.
The design and allocation of the contents of the practical exercises on the blog­digital portfolio deepen the ability
of media literacy. It also allows the beginning of a transverse process of continual integration of different types
of content (formal and non­formal) during the academic formation process.
3.3.9. Bibliografia principal:
Bourdon, J. (2006). Introdução aos media. Porto: Campo das Letras.
Castells, M. (2007). Poder da identidade ­ A era da Informação. Economia, Sociedade e Cultura (II vol.) Lisboa:
Fundação Calouste Gulbenkian
Lara, T. (2005).Blogs para educar. Usos de los blogs en una pedagogía constructivista, in revista Telos –
Cuadernos de Comunicación, Tecnología e Sociedad, nº65.
Pereira, S. (2007). Por detrás do ecrã. Televisão para crianças em Portugal. Porto: Porto Editora.
Pinto, M. (2002). Televisão, família, escola – Pistas para a acção. Lisboa: Editorial Presença. Pinto, M. (Coord.).(2011). Educação para os media em Portugal: Experiências, actores e contextos. Lisboa:
Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Ponte, C., & Jorge, A. (2012). Crianças e Internet em Portugal. Coimbra: Almedina
Mapa IV ­ Teatro/Theater
3.3.1. Unidade curricular:
Teatro/Theater
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Sónia Patrícia da Silva Limpo (20TP +10TC)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Identificar propostas teóricas diferenciadas acerca do papel do teatro no desenvolvimento global da criança.
­ Treinar as capacidades de expressão dramática integradas no âmbito da educação
­ Desenvolver e enunciar competências expressivas necessárias a esta área de intervenção
­ Identificar e experimentar técnicas do domínio do Teatro possíveis de serem integradas no contexto educativo
­ Categorizar e aplicar modelos de leitura em conteúdos expressivos da linguagem teatral
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Identify different theoretical proposals about the role of theater in the overall development of the child.
­ Training capabilities integrating drama in education
­ Develop and enunciate expressive skills needed for this area of intervention
­ Try and identify the domain of technical theater as possible within the educational context
­ Categorize and apply models of reading in expressive content of theatrical language
3.3.5. Conteúdos programáticos:
­ Conceito de Teatro e sua integração no mundo ­ Teatro na sua vertente educativa e artística
­ Jogo dramático/jogo simbólico
­ Jogos sensoriais (espaço e objectos)
­ Jogos de improvisação
­ Construção de personagens (características físicas, psicológicas, relação com o espaço/tempo/luz)
­ Modelos de interpretação teatral 3.3.5. Syllabus:
­ Theatre concept and its integration in the world
­ Theater in its educational and artistic component
­ Dramatic play/ symbolic Play
­ Sensory games (space and objects)
­ Improvisation games
­ Construction of characters (physical, psychological, relationship to space / time / light)
­ Models of theatrical interpretation
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
­ A abordagem ao conceito de Teatro e sua integração no mundo, contextualizando o aluno com a dimensão
educativa e artística, pretende consciencializar o estudante sobre o valor desta área no desenvolvimento global
da criança.
­ Conhecer e vivenciar jogos no âmbito da área alargada do teatro (Expressão Dramática, improvisação,
construção de personagens) permitirá ao estudante desenvolver as suas capacidades expressivas de
comunicação e interacção consigo e com os outros, bem como ter um conhecimento e contacto directo com
técnicas que o enriquecerá na capacidade e adequação da sua intervenção em contexto educativo.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
­ The approach to the concept of theater and its integration in the world, contextualizing the student with the
educational and artistic dimension, intends to raise the student awareness about the value of this area in the
overall development of the child.
­ Knowing and experiencing games within the enlarged theater área (Dramatic Expression, improvisation,
character building) will allow students to develop their expressive communication skills and interaction with
others and themselves, as well as having a direct contact with knowledge and techniques that will enrich the
capability and suitability of their intervention in an educational context.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
­ Aulas teórico­práticas com reflexão final sobre os exercícios abordados e a sua aplicação pedagógica.
­ Aulas de trabalho de campo com os alunos em contextos de intervenção artística na área do teatro.
­ A avaliação será contínua, sendo importante a participação activa em sala de aula, recorrendo­se a trabalhos
de grupo práticos e teóricos com recurso à leitura de textos de apoio (20%)
­ Haverá uma avaliação escrita individual de cariz reflexivo (40%) e um trabalho prático de grupo de cariz
artístico (40%). 3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
­ Lectures, practical classes with final reflection about the exercises discussed and its pedagogical application. ­ Field work classe with students in contexts of artistic intervention in the theater area.
­ The assessment will be continuous, active participation is important in the classroom, using group work with
practical and theoretical use of text reading support (20%). ­ There will be individual writen essay with a reflective nature (40%) and a practical group work of artistic nature
(40%).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
­ A relação com a dinâmica expositiva das aulas visa fornecer ao aluno fundamentação teórica de suporte a
sua argumentação e intervenção educativa.
­ A abordagem teórico­prática permitirá ao aluno um contacto directo (experimentado/vivenciado) com
exercícios práticos que potenciarão a disponibilidade e interesse dos alunos para esta área especifica.
­ A exploração de uma linguagem expressiva teatral visa habilitar os alunos de uma capacidade de
comunicação e leitura do mundo mais abrangente, permitindo uma atitude adequada em diferentes contextos
educativos.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
­ The relationship with the expository class dynamics aims to provide students with theoretical foundations that
support their arguments and educational intervention. ­ The theoretical and practical approach will allow the student direct contact (experienced) with practical
exercises that will enhance the availability and interest of students in this specific area. ­ Operating a theatrical expressive language aims to enable students with communication skills and with the
capacity of reading of the wider world, allowing a proper attitude in different educational contexts.
3.3.9. Bibliografia principal:
Andrea, I. (2010). A cor que eu mais gosto é o cor­de­rosa “assim, assim” Expressão Dramática, pedagogia,
exercícios. Lisboa: ISPA.
Beja, F. et Al.(2002). Jogos e Projectos de Expressão Dramática. Porto: Porto Editora.
Costa, I. A. (2003). O Desejo de Teatro. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e a
Tecnologia.
Brook, P. (2011). O espaço vazio. Lisboa: Orfeu Negro.
Guimarães, F., Costa, I. A. (1986). Eu era a Mãe. Algueirão: Editorial do M.E. C.
Landier, J.C, Barret, G. (1999). Expressão Dramática e Teatro. Col. Práticas Pedagógicas. Porto: ASA.
Lequeux, P. (1977), A criança criadora de espectáculos, Col. Educadores e Educandos. Porto: Família 2000.
Leenhardt, P. (1997). A criança e a Expressão Dramática. Lisboa: Editorial Estampa.
Solmer, A. (1999). Manual de Teatro. Lisboa: Cadernos Contracena
Sousa, A. B. (2003). Educação pela arte e artes na educação. 2º Vol. Lisboa: Instituto Piaget.
Mapa IV ­ Ciências Integradas da Natureza/Integrated Natural Sciences
3.3.1. Unidade curricular:
Ciências Integradas da Natureza/Integrated Natural Sciences
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Vera Lúcia de Ferreira Malhão (40TP + 20 PL)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
A Unidade Curricular visa promover a a aquisição de um corpo sólido de conhecimentos e capacidades que
permitam ao estudante desenvolver competências no domínio científico das ciências da natureza nas áreas de
biologia, ecologia e ambiente,física e química, reconhecendo e interpretando as relações na natureza, o valor da
tecnologia no desenvolvimento científico e o seu valor para a vida humana.
Em conformidade, os objectivos de aprendizagem desta UC são:
­Adquirir conhecimentos científicos em áreas como a biologia, ecologia, física e química de forma a que
consigam compreender fenómenos naturais
­Desenvolver a curiosidade, o espírito crítico, raciocínio lógico e a capacidade de dar resposta a problemas
­Ser capaz de trabalhar em grupo e/ou cooperativamente, adquirindo metodologias e técnicas de pesquisa e
discussão de diferentes temáticas
­Conseguir comparar diferentes processos científicos, mobilizando conhecimentos científicos teóricos em
actividades práticas e/ou laboratoriais
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The Course aims to promote the acquisition of a solid body of knowledge & skills to develop skills in scientific
fields of natural sciences in the areas of biology ecology & environment, physics and chemistry recognizing &
interpreting the relationships in nature value in scientific development
Objectives of this course are: Scientific knowledge in areas such as biology, ecology, physics & chemistry so that can understand natural
phenomena Expand Curiosity, critical thinking,logical reasoning & the ability to respond to problems Be Able to work in groups &/ or cooperatively, acquiring methodologies & research techniques & discuss
various topics Conseguir Compare different scientific processes, mobilizing scientific theoretical knowledge in practical & / or
laboratory activities The strong exploratory component of this work UC is still an asset for greater efficiency in the critical analysis
of future educational options that the educator / teacher might make to work with patterns
3.3.5. Conteúdos programáticos:
•Unidade biológica: As células; Seres autotróficos, heterotróficos e decompositores; Ciclos da natureza;
Factores abióticos e bióticos; Relações Bióticas
•Diversidade biótica: Origem da biodiversidade; Evolução: fundadores e teorias; Classificação, taxonomia e
características dos seres vivos; •5 Reinos dos seres vivos: Classificação, origem, conceitos e características •Noções básicas de Astronomia: Universo e sistema solar: características, origem e evolução. Movimentos da
Terra e suas consequências. Observação do céu.
•Noções básicas de Eletricidade e de Som: Constituintes de um circuito elétrico. Os conceitos de circuitos em
série, em paralelo, corrente contínua e alterna. Conceitos de fontes sonoras, vibração do som, características
do som, nível de intensidade sonora e poluição sonora.
•Noções básicas de Ótica: Propagação da luz e seus fenómenos ondulatórios. O olho e a visão.
•Energia: Fontes renováveis e não renováveis. Processos de transferência de energia.
3.3.5. Syllabus:
• Biological Unit: Cells; Autotrophic, and heterotrophic decomposers beings; Cycles of nature; Abiotic and biotic
factors; Biotic relations • Biotic Diversity: Origin of biodiversity; Evolution: founders and theories; Classification, taxonomy and
characteristics of living beings; • 5 kingdoms of living things: Classification, origin, concepts and features • Basics of Astronomy: Universe and solar system: characteristics, origin and evolution. Earth movements and
their consequences. Sky observation. • Basics of Electricity and Sound: Constituents of an electrical circuit. The concepts of circuits in series, parallel,
alternating and direct current. Concepts of sound sources, sound vibration, sound characteristics, level of
loudness and noise pollution. • Basics of Optics: Propagation of light and its wave phenomena. The eye and vision. • Energy: renewable and non­renewable sources. Processes of energy transfer.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos abordados nesta unidade curricular visam a aquisição de conceitos essenciais nas diferentes
áreas científicas de forma a dar ferramentas de trabalho para que os futuros docentes os possam aplicar nos
seus diferentes contextos de ensino quando leccionam conteúdos e conhecimentos da área das ciências. Esta
área de conteúdo está presente desde o pré­escolar até ao 3º ciclo do ensino do básico, sendo uma área
científica de extrema importância na formação inicial de professores e educadores, como se pode observar
pelas exigências presentes nas metas de aprendizagem e nas orientações curriculares emitidas pelo Ministério
da Educação. Esta unidade curricular, será acompanhada por uma vertente prática para que a compreensão
desses conceitos seja aprofundada e que os estudantes consigam ver uma aplicação prática de
conhecimentos teóricos e a ter contacto com material de laboratório. O trabalho em grupo pretende promover a
autonomia dos estudantes, de maneira a que tenham uma aprendizagem mais activa e para que consigam estar
mais envolvidos na execução de tarefas.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The content covered in this course aimed at the acquisition of key concepts in different scientific fields in order
to provide working tools for the future teachers can apply in their different contexts of teaching content and
knowledge when they teach the sciences. This content area is present from pre­school to 3rd cycle of basic
education, being a scientific area of ​
extreme importance in the initial training of teachers and educators, as can
​
be seen by the demands present in the learning goals and the curriculum guidelines issued by the Ministry of
Education. This course will be accompanied by a practical component to the understanding of these concepts is
thorough and that students are able to see a practical application of theoretical knowledge and to have contact
with laboratory equipment. The working group aims to promote the autonomy of the students, so that they have
a more active learning and so they can be more involved in the execution of tasks.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Devido ao cariz interdisciplinar desta unidade curricular as aulas são teóricas­práticas, a introdução das
temáticas do programa será introduzida com assuntos/problemas da actualidade, de forma a promover a
curiosidade e motivação ao mesmo tempo que se aplica uma avaliação de diagnóstico dos conhecimentos dos
alunos.
Aulas teóricas e teórico – práticas: As aulas teóricas têm como finalidade a exposição dos conteúdos da
unidade curricular. As actividades práticas incluem debates, trabalhos de aplicação, análise, reflexão crítica e
visualização de filmes/documentários sobre os conteúdos leccionados. As aulas laboratoriais serão orientadas
no sentido de pôr em evidência processos da ciência e de clarificação de conceitos científicos.
Cotações da Avaliação:
Teste­ 60% Trabalhos práticos em aula/participação­ 20%
Relatório ­ 20%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Due to the interdisciplinary nature of this course classes are theoretical and practical, the introduction of the
thematic program will be introduced to issues / problems of the present, in order to promote curiosity and
motivation while applying a diagnostic evaluation of the knowledge of students. Lectures and classes ­ practices: The lectures are intended for the presentation of the contents of the course.
The practical activities include debates, work application, analysis, critical thinking and viewing films /
documentaries about the content taught. Laboratory classes will be directed to highlight processes of science
and clarification of scientific concepts. Evaluation of quotations: Mony 60% Practical work in class / involvement­ 20% Report ­ 20%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino são coerentes com os objectivos da unidade curricular uma vez que se procura
articular conhecimentos e conteúdos teóricos a uma componente prática. A utilização de documentários/filmes,
debates e análise de documentos leva a que os estudantes desenvolvam o raciocínio lógico, despertando a sua
curiosidade e espirito crítico para temáticas relacionadas não só com a unidade curricular mas também com a
actualidade, dando desta forma resposta a dúvidas, e ideias pré­concebidas. A componente prática,
desenvolvida em laboratório, permite a compreensão de fenómenos e processos científicos, o
desenvolvimento da lógica e de uma atitude mais científica, onde a promoção do trabalho em grupo tem um
papel essencial pois permite que os estudantes analisem, estudem e fundamentem o conhecimento científico
que estão a construir e a desenvolver.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methodologies are consistent with the objectives of the course since it seeks to articulate the
theoretical knowledge and a practical component content. The use of documentaries / films, discussions and
document analysis leads to students to develop logical reasoning, arousing their curiosity and critical spirit to
issues related with not only the course but also the present, thus giving answer to questions and preconceived
ideas. The practical component, developed in the laboratory, allows the understanding of scientific phenomena
and processes, the development of logic and a more scientific approach, where the promotion of teamwork
plays a key role because it allows students to analyze, study and substantiating scientific knowledge that are
building and developing.
3.3.9. Bibliografia principal:
Almeida, G. (1998). Roteiro do Céu. Lisboa: Plátano.
Asimov, I. (1998). Guia da Terra e do Espaço (4ªed.). Porto:campo de Letras
Begon, M., Townsend, C. & Harper, J. (2006). Ecology from individuals to ecosystems (4th ed.). Blackwell
Publishing, Lda.
Caravalho, R. (2007). A Física do dia a dia (2ªed.). Lisboa: Relógio d´Água.
Loxton, D. (2009). Evolução. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Muller, S. & Harley, J. (2012). Zoology (9th ed.). MsGraw –Hill Higher Education.
Odum E. (1997). Fundamentos de Ecologia (5ª Ed.). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa.
Jane B. Reece, J., Lisa A. Urry, Michael L. Cain, Steven A. Wasserman, Peter V. Minorsky, Robert B. Jackson
(2011). Campbell Biology (International Edition). Pearson Education
Reeves, H. & Leno, F. (2006). A Agonia da Terra. Lisboa: Gradiva­Colecções. Rodrigues, Mª Margarida R. D., Dias, Fernando M. L., (2002). Ciências na nossa vida – Terra no espaço, Terra em
transformação, Porto: Porto Editora.
Mapa IV ­ Técnicas de Expressão Oral e Escrita/Oral and Written Expression Techniques
3.3.1. Unidade curricular:
Técnicas de Expressão Oral e Escrita/Oral and Written Expression Techniques
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Rita Veloso (60TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular providencia técnicas de expressão oral e escrita adequadas às exigências de
situações formais de comunicação, para que os alunos possam comunicar com clareza, rigor e correção
linguística, de forma a elevar as suas mensagens a um nível de excelência.
Após a frequência nesta unidade, os alunos deverão:
­ Comunicar com clareza, rigor e correção linguística;
­ Dominar as diferentes compomentes da língua portuguesa: a fonética, a sintaxe, o léxico e a pragmática;
­ Dominar as regras de ortografia e de pontuação;
­ Aperfeiçoar competências de comunicação, direcionadas para a clareza e eficácia da mensagem;
­ Saber adequar a comunicação a diferentes contextos e públicos; ­ Conhecer a especificidade de diversos tipos de texto, de forma a promover a versatilidade na comunicação
escita.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This curriculum unit presents a very practical approach for clear and effective communication, providing
students with tools and techniques in order to improve their oral and written expression.
By attending to this unit, students should be able to:
­ Communicate with clarity and linguistic accuracy;
­ Master the different levels of the Portuguese Language: Phonetics, lexicon, syntax and pragmatics;
­ Master the rules of spelling and punctuation;
­ Improve communication skills, directed to the clarity and effectiveness of the message;
­ Know how to tailor communication in different contexts and to different audiences;
­ Know the specificity of various types of text, in order to promote versatility in written communication.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
PARTE I. EXPRESSÃO ORAL
A arquitetura de um discurso
Competência fónica: voz, dicção e articulação
Competência prosódica: ritmo, entoação e ênfase
Competência lexical: riqueza, variação e adequação do vocabulário
Competência sintática: regras sintáticas e uso de articuladores do discurso
Competência pragmática:
Coesão e coerência do discurso
Modalizadores lexicais e operadores argumentativos
Princípios da cortesia linguística
Competência extralinguística: linguagem facial e corporal
PARTE II. EXPRESSÃO ESCRITA
Intenções e tipos de texto (CV, carta formal, relatório, reclamação, artigo científico)
Competência lexical: riqueza, variação e adequação do vocabulário
Competência sintática: regras sintáticas e uso de articuladores do discurso
Competência pragmática:
Etiqueta e formalidades linguísticas
Uso de fórmulas de tratamento profissional
Ortografia e Pontuação (especial tónica no uso da vírgula)
3.3.5. Syllabus:
PART I
ORAL EXPRESSION
The architecture of a speech
Phonic Competence: voice, diction and articulation
Prosodic Competence: rhythm, intonation and emphasis
Lexical Competence: richness, variation and appropriateness of vocabulary
Syntactic Competence: syntactic rules and use of speech articulators
Pragmatic Competence:
The cohesion and coherence of discourse
The lexical and argumentative operators The principles of linguistic politeness
Other Competences: face and body language
PART II
WRITTEN EXPRESSION
Intentions and text types (CV, formal letter, report, complaint, scientific article)
Lexical Competence: richness, variation and appropriateness of vocabulary
Syntactic Competence: syntactic rules and use of speech articulators
Pragmatic Competence:
Language formalities
Use of correct professional titles
Spelling and punctuation (special emphasis on the use of the comma)
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos desta unidade curricular visam cumprir os objetivos descritos em 1. A primeira
parte providencia ferramentas e técnicas de expressão oral fluente e adequada às exigências de situações
formais de comunicação para que os alunos possam comunicar com clareza, rigor e correção linguística, de
forma a elevar a mensagem a um nível de excelência. A segunda parte providencia conhecimentos e técnicas
que lhes permitirão conhecer a especificidade de diferentes tipos de texto, de forma a promover a versatilidade
na comunicação escita.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The contents of this module aim to develop the skills and achieve the goals as described in 1. Part one provides
tools and techniques for students to develop their oral skills, enabling them to improve their ability to
communicate fluently and adequately, in formal situations, to elevate the message to a level of excellence. Part
two provides knowledge and techniques that will allow them to know the specificity of different text types, in
order to promote versatility in written communication.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As metodologias de ensino assentarão nas seguintes estratégias: a) realização de atividades de sensibilização e diagnóstico; b) resolução de dúvidas linguísticas e eliminação de erros de expressão oral e escrita; c) esclarecimento sobre técnicas relevantes para aperfeiçoar a expressão oral e escrita; d) realização de atividades de expressão oral e escrita para consolidação e prática das técnicas e
conhecimentos adquiridos.
A avaliação da unidade curricular resultará da ponderação entre as classificações obtidas nos seguintes
elementos de avaliação: teste de gramática (50%); apresentação oral em sala de aula (25%); produção escrita
(25%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The sessions will be predominantly practical, although there is a whole set of theoretical orientations which
should precede the exercises. The methodology will therefore be based on the following strategies: a)
diagnosing and sensitizing activities; b) explanation of aspects and strategies that might enhance and develop
students’ performance; c) resolution of questions and correction of frequent mistakes; d) the completion of oral
and written activities in order to apply recently acquired knowledge and strategies.
Students shall be evaluated according to a continuous process which will involve the following parts: Grammar
test (50%); oral presentation during classes (25%); written text (25%).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino, tendo um cariz eminentemente prático, favorecem a concretização dos objetivos de
aprendizagem, na medida em que os alunos terão frequentes oportunidades de aperfeiçoar as suas
competências de expressão oral e escrita em diferentes situações formais de comunicação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methods, being predominantly practical, will favour the development of the skills described in 1,
since students will have many opportunities to improve their written and oral communication skills in different
formal situations.
3.3.9. Bibliografia principal:
Casteleiro, M. (Org.). (2001). Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea. Lisboa: Verbo.
Cunha, C. e Cintra, L. (2000). Nova Gramática do Português Contemporâneo (13.ª ed.). Lisboa: Sá da Costa.
Estrela, E., Leitão, M.J., & Soares, M.A. (2011). Saber Usar a Nova Ortografia: Novo Acordo Ortográfico.
Explicação e Exercícios. Carnaxide: Objetiva.
Fernandes, C. (2004). Argumentar é Fácil. Lisboa: Plátano.
Grande Dicionário da Língua Portuguesa (2010). Porto: Porto Editora.
Luft, C. P. (2001). Dicionário Prático de Regência Verbal, São Paulo: Editora Ática.
Prontuário da Língua Portuguesa: Acordo Ortográfico (2012). Porto: Porto Editora.
Rocha, M. R., Matos, M. J. & Tavares, S. D. (2010). Assim é que é falar! 201 Perguntas, respostas e regras sobre
o Português falado e escrito. Lisboa: Planeta.
Ventura, H. & Caseiro, M. (2004). Guia Prático de Verbos com Preposições. Lisboa: Lidel.
Vieira, M. M. (1996). Voz e Relação Educativa. Porto: Afrontamento.
Mapa IV ­ Tópicos de análise em linguística/Topics of Analysis in Linguistics
3.3.1. Unidade curricular:
Tópicos de análise em linguística/Topics of Analysis in Linguistics
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Rita Veloso (60TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta UC pretende introduzir os estudos no estudo da linguagem humana, apresentando perspetivas e técnicas
de análise contemporâneas, assim como fornecer aos estudantes uma formação de base em análise
gramatical, introduzindo ou consolidando conhecimentos fundamentais. Assim, após a frequência nesta
unidade curricular, os alunos deverão:
1. Compreender as especificidades da linguagem humana e analisá­la como um fenómeno independente de
outras atividades humanas;
2. Dominar os conceitos básicos essenciais e a metalinguagem necessária à descrição e análise linguísticas;
3. Distinguir o plano gramatical do plano normativo e perceber as diferentes aplicações;
4. Identificar as diferentes componentes da gramática, ao nível das unidades e das regras que determinam o
funcionamento dessas unidades;
5. Descrever e analisar estruturas do português, nos planos fonético, fonológico, morfológico, sintático e
semântico.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This Curricular Unit aims to introduce the study of human language, presenting contemporary perspectives and
technics for language analysis and to provide a solid training in grammatical analysis, introducing or
consolidating fundamental knowledge. After attending this unit, students should be able to:
1. Understand the human language specificities, analysing it as a phenomenon independent from other human
activities;
2. Master the essential basilar concepts and the appropriate metalanguage for grammar description and
analysis;
3. Distinguish grammatical issues from normative ones, knowing when each apply;
4. Identify the different components of grammar, concerning their units and the rules determining the function of
those units;
5. Describe and analyse Portuguese language structures, in their phonetic, phonological, morphological,
syntactic or semantic dimensions.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
PARTE I
Questões introdutórias
1.Linguagem e comunicação – aspetos biológicos e sociais
2.Língua e sistema gramatical
3.Norma, uso e variação linguística
4.Oralidade e escrita
PARTE II
Componentes da gramática e níveis de análise linguística
1.Componente fonético­fonológica e relações com a escrita
2.Componente morfológica
a.Formação de palavras e inovação lexical
b.Flexão verbal e nominal
3.Léxico e semântica lexical
a.Organização do léxico; homonímia e polissemia
b.Relações de significado entre unidades lexicais
c.Relações entre o Léxico, a Sintaxe e a Semântica
4.Componente sintática e interpretação
a.Forma vs.significado
b.Categorias sintáticas e categorias sintagmáticas – estrutura em constituintes
c.Funções sintáticas
d.Interpretação de enunciados
3.3.5. Syllabus:
PART I Introductory issues
1.Language and communication – biological & social aspects
2.Language and grammatical system
3.Norm, use and language variation
4.Spoken and written language
PART II
Grammar components & levels of linguistic analysis
1.Phonetic & phonological components and their interaction with writing conventions
2.Morphological component
a.Word formation and lexical innovation
b.Verbal and nominal inflection
3.Lexicon and lexical semantics
a.Lexicon organization;homonymy and polysemy
b.Meaning relations among lexical units
c.Interactions between lexicon, syntactic & semantic components
4.Syntactic component & interpretation
a.Form vs meaning
b.Syntactic & syntagmatic categories­ phrase structure
c.Grammatical relations
d.Interpretation of complex expressions
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos desta unidade curricular abrangem, por um lado, diferentes aspetos relacionados
com a linguagem humana, dotando os alunos de uma visão integrada e atual deste fenómeno que singulariza a
nossa espécie e que transcende a dimensão atómica das propriedades de uma língua particular, interagindo,
sem perder a sua independência, com diversas facetas da própria complexidade humana, da genética à
psicologia cognitiva, passando pela biologia, a sociologia, a antropologia, entre tantas outras. Por outro lado, percorrem­se as diferentes componentes da gramática, descrevendo­se unidades e regras de
cada componente e expondo­se os métodos específicos de análise, o que proporciona aos alunos um
conhecimento amplo das estruturas gramaticais do português, munindo­os de ferramentas que lhes permitem
autonomia na análise gramatical, estimulando o raciocínio analítico independente. Na descrição e análise
linguísticas, confontam­se permanentemente a norma, o uso e a variação linguística, preparando os alunos
para problemáticas relacionadas com a didática da língua materna.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The contents of this course include, on the one hand, different aspects related to human language, giving
students a comprehensive and up to date view of this phenomenon, which differentiates our species and
transcends the atomic dimension of the properties of a particular language, and interacts, without losing its
independence, with various facets of human complexity, from genetics to cognitive psychology, through biology,
sociology, anthropology, among many others. On the other hand, this course covers the different components of grammar, describing the units and rules of
each component and exposing their specific methods of analysis, providing students with a broad knowledge of
the grammatical structures of Portuguese, endowing them with the tools for their autonomy in grammatical
analysis, stimulating independent analytical reasoning. In the description and analysis of linguistic structures,
the norm, usage and linguistic variation are permanently in contrast, preparing students to issues related to the
teaching of the mother tongue
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas terão um caráter teórico­prático, alternando­se a exposição de conteúdos com a prática de exercícios
que consolidem os conhecimentos adquiridos ou que, num percurso inverso e funcionando como oficinas
gramaticais, levem os alunos a descobrir, por si próprios, as regularidades da língua, tornando­os agentes na
produção do seu próprio conhecimento. A avaliação da disciplina é feita de forma contínua, com a realização de dois testes presenciais valendo 40%
cada um; o empenho e a participação relevante nas atividades desenvolvidas em aula serão tidas em conta na
avaliação final do aluno (20%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Classes will have both theoretical and practical approaches, combining expository lectures with the resolution
of exercises; these exercises will substantiate acquired knowledge or, in a reverse process, and functioning as
grammatical workshops, will lead students to discover for themselves the regularities of language, making them
the agents in the production of their own knowledge. Assessment will be done continuously, with the completion of two in classroom tests (40% each); commitment
and participation in relevant activities in class will be taken into account in the final evaluation of the student
(20%).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As aulas de tipo expositivo permitem, por um lado, a aquisição de conceitos, métodos e terminologia adequados
à descrição e análise linguística e, por outro, sistematizar as regularidades descobertas nas oficinas
gramaticais;
Os exercícios realizados durante as sessões práticas têm, igualmente, dois objetivos: na sequência das
sessões expositivas, treinar a aplicação dos métodos previamente expostos e consolidar a metalinguagem de
descrição linguística; as oficinas gramaticais permitem desenvolver o raciocínio analítico independente,
garantindo a autonomia do aluno no seu percurso futuro.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Theoretical lectures will allow, on the one hand, the acquisition of the appropriate concepts, methods and
terminology for linguistic description and analysis, and, secondly, the systematization of regularities found in the
grammatical workshops; Practical lectures also have two goals: following content exposition sessions, they will train the application of
previously exposed methods and will consolidate the metalanguage for linguistic description; grammar
workshops will stimulate the development of independent analytical reasoning, ensuring the autonomy of the
student in his future life. 3.3.9. Bibliografia principal:
Bechara, E. (1999). Moderna Gramática Portuguesa. 37.ª edição revista e aumentada. Rio de Janeiro: Lucerna.
Cunha, C. e L. F. Lindley Cintra (1984). Nova Gramática do Português Contemporâneo. Lisboa: Edições João Sá
da Costa.
Duarte, I. (2000). Língua Portuguesa. Instrumentos de Análise. Lisboa: Universidade Aberta.
Faria, I. H., E. R. Pedro, I. Duarte e C. Gouveia (1996). Introdução à Linguística Geral e Portuguesa. Lisboa:
Caminho.
Fromkin, V., R. Rodman e N. Hyams (2003). An Introduction to Language. Boston: Thomson, Heinle.
Mateus, M. H. M. e A. Villalva (2006). O Essencial sobre Linguística. Lisboa: Editorial Caminho.
Peres, J. A. e T. Móia (1995). Áreas Críticas da Língua Portuguesa. Lisboa: Caminho.
Pinker, S. (2007). The Stuff of Thought : Language as a Window into Human Nature. London: Penguin Books.
Raposo, E. P. et al (2013). Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian
Mapa IV ­ Ciências da Saúde/Health Sciences
3.3.1. Unidade curricular:
Ciências da Saúde/Health Sciences
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Ivete Rosária Almeida dos Milagres Monteiro (30TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta UC pretende ensibilizar os estudantes para a relevância da saúde como elemento fundamental do
crescimento e desenvolvimento da criança. Pretende­se i) valorizar comportamentos promotores da saúde da
criança, ii) promover o bem estar da criança em ambiente escolar iii) identificar situações comprometedoras da
saúde e encaminhá­las adequadamente.
No final da unidade curricular os estudantes deverão ser capazes de:
­ Compreender o conceito de saúde integrando­o em contextos educativos;
­ Adquirir conhecimentos sobre promoção da saúde em meio escolar;
­ Analisar e discutir situações reais relacionadas com a saúde infantil; ­ Identificar a escola como um espaço de promoção da saúde, ;
­ Descrever os princípios das escolas promotoras da saúde;
­ Elaborar programas de promoção da saúde em meio escolar.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Sensitize students to the importance of health as a fundamental element in the growth and development of
children. It is intended in this course: i) enhance the health promoting behaviors of the child, ii) To promote the
welfare of children in the school environment iii) Identify health compromising situations and refer them
appropriately. At the end of the course students should be able to: • Understand the concept of health by integrating it in educational settings; • Acquire knowledge on health promotion in schools; • Analyze and discuss real situations related to child health; • Identify the school as a place of health promotion; • Describe the principles of the health promoting schools; • Develop programs to promote health in schools.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Conceito de Promoção da Saúde
Saúde em contextos educativos
Programas de Promoção da Saúde
­ Saúde mental: como promover a saúde mental da criança, prevenção das perturbações emocionais e do
comportamento
­ Saúde oral
­ Alimentação saudável: Aleitamento materno, Introdução de novos alimentos, alimentação vegetariana,
alergias e intolerâncias alimentares, comportamentos alimentares equilibrados
­ Atividade física: exercício físico, o brincar, gestão do stress
­ Ambiente e saúde
­ Educação para o consumo
­ Saúde sexual e reprodutiva
­ Prevenção de consumos nocivos
­ Doenças transmissíveis
­ Violência em Meio Escolar
Escolas Promotoras de Saúde
Projetos de Promoção da Saúde em contexto educativo
3.3.5. Syllabus:
Concept of Health Promotion Health in educational contexts Health Promotion Programs • Mental Health: promoting children's mental health, prevention of emotional disorders and behavior • Oral Health • Healthy eating: Breastfeeding, introduction of new foods, vegetarianism, food allergies and intolerances,
balanced eating behaviors • Physical activity: exercise, play, stress management • Environment and health • Education for consumption • Sexual and reproductive health • Prevention of harmful consumption • Communicable Diseases • Violence in School Health Promoting Schools Designs for Health Promotion in an educational context
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular visa dotar os estudantes de conhecimentos e capacidades para a promoção da saúde
em contexto educativo, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento harmonioso da criança. A
identificação do conceito de saúde nas suas vertentes biológica, psicológica, social e ambiental facilitando a
consciencialização dos alunos sobre os diferentes factores que interferem na dinâmica da saúde da criança e
dos comportamentos promotores da saúde que devem adotar como futuros educadores.
A abordagem efectuada aos diferentes conteúdos programáticos pretende relacionar aspectos fundamentais
da saúde infantil com as diferentes etapas do desenvolvimento, proporcionando um leque abrangente de temas
que influenciam a saúde da criança. Será dado particular ênfase aos temas da alimentação, saúde mental e
saúde oral, assuntos atuais e de particular importância na sociedade portuguesa, e que permitirá aos
estudantes desenvolver a sua percepção, o seu espírito crítico e cívico e consequentemente, visualizar o
contexto educativo como um espaço privilegiado para a promoção da saúde. Paralelamente serão abordados
temas emergentes da evolução do nosso país como o ambiente, a violência e a especificidade de algumas
doenças que afetam as crianças.
Será dado particular ênfase a situações reais e a exemplos práticos, analisando­os de acordo com os
conhecimentos adquiridos e procurando desenvolver estratégias e soluções práticas por forma a contribuir
para o desenvolvimento e para a materialização do conceito de promoção da saúde.
A elaboração de um projeto na área da saúde permitirá ao estudante aprofundar uma temática específica
desenvolvendo as suas capacidades de pesquisa, de análise e de ligação com um contexto educativo real. O
diagnóstico de situação incluído neste projeto pretende que o aluno seja capaz de estabelecer prioridades,
selecionar estratégias e recursos e materializar ideias e vontades que irão surgir ao longo da sua vida
profissional.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course aims to equip students with knowledge and skills for promoting health in an educational context,
contributing to the growth and harmonious development of the child. The identification of the concept of health in
their biological, psychological, social and environmental aspects facilitating the awareness of students about
the different factors that affect the dynamics of child health and health promoting behaviors they should adopt
as future educators. The approach taken to different syllabus aims to relate key aspects of the child within the different stages of
development health, providing a comprehensive range of issues that influence children's health. Particular
emphasis will be given to the topics of nutrition, mental health and oral health, current affairs of particular
importance in Portuguese society, and allow students to develop their perception, their critical and civic spirit
and consequently view the educational context as a privileged space for health promotion. Parallel evolution of
emergent themes of our country such as the environment, violence and the specificity of some diseases that
affect children will be addressed. Particular emphasis on real situations and practical examples will be given, analyzing them according to their
knowledge and seeking to develop strategies and practical solutions to contribute to the development and
realization of the concept of health promotion. The preparation of a project on health will allow the student to deepen a specific theme developing their skills of
research, analysis and liaison with a real educational context. The situation analysis included in this project
aims that the student will be able to set priorities, selecting strategies and resources, and materialize ideas and
desires that will arise throughout their professional life.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Métodos de Ensino ­ Aulas teóricas e teórico – práticas: As aulas teóricas têm como finalidade a exposição dos
conteúdos da unidade curricular, suportadas por meios audiovisuais. As aulas teórico­práticas incluem
debates, trabalhos de análise, reflexão crítica e visualização de filmes/documentários sobre os conteúdos
lecionados.
Métodos de Avaliação e ponderações ­ A avaliação é contínua com base em trabalho/teste individuais e
projecto de grupo distribuídos e ponderados da seguinte forma:
1 Teste – ponderação de 40% para a classificação final;
1 Projecto de grupo com relatório escrito e exposição oral: ponderação de 40% para a classificação final;
Participação nas aulas: ponderação de 20% para a classificação final;
Os estudantes que não obtiverem aprovação na avaliação contínua poderão realizar um exame teórico na
própria época.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Teaching methods ­ lectures and classes ­ practices: The lectures are aimed at exposing the contents of the
course, supported by audiovisual means. The theoretical and practical discussions include, analytical, critical
thinking and viewing films / documentaries about the content taught. Assessment Methods and weights ­ Continuous assessment based on individual work/exam and on group work,
are distributed and weighted as follows: Test 1 ­ weighting 40% of the final grade; 1 Group project with a written report and oral presentation: 40% weighting towards the final score; Class participation: 20% weighting towards the final score; Students not approved for continuous assessment can take a theory test in season.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Pretende­se que esta unidade curricular utilize uma metodologia ativa que permita ao estudante desenvolver
competências de pesquisa, análise e de crítica através de uma reflexão individual e também em grupo. As aulas teóricas permitirão realizar uma abordagem inicial às temáticas, identificando conceitos chave
relacionados com a saúde infantil: alimentação, exercício físico, violência, saúde oral. A exposição teórica
efectuada pelo docente será complementada com experiências e vivências dos alunos procurando materializar
conceitos e identificando situações de risco para a saúde da criança.
A aulas teórico­práticas serão suportadas por filmes/documentários onde se analisará as tendências atuais
relacionadas com a saúde infantil e onde serão debatidas as temáticas estimulando a capacidade de análise e
de crítica do estudante. Será realizada uma eventual conferência relacionada com estas temáticas, recorrendo
a peritos externos numa área específica.
Por forma interiorizar os conceitos teóricos serão elaborados trabalhos de grupo e debates que contribuirão
para a percepção da compreensão dos conhecimentos.
A realização de um projeto de promoção da saúde em contexto educativo procura materializar os
conhecimentos, contribuindo para uma participação ativa dos estudantes como futuros profissionais e
membros ativos da nossa sociedade.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
It is intended that this course uses an active methodology that allows students to develop research skills, and
critical analysis through individual and group reflection. The lectures will perform an initial thematic approach, identifying related key concepts associated with
children’s health: nutrition, exercise, violence, oral health. The theoretical presentation by faculty will be
supplemented with sharing students lived experiences seeking to materialize concepts and identifying risk
situations for the child's health. The theoretical and practical classes will be supported by films / documentaries within which students will
analyze current trends related to children and where thematic will be discussed stimulating students critical and
analytical abilities. A seminar related to these topics will be performed, using external expertise in a specific
area. In order to internalize the theoretical concepts, group work and discussions that contribute to the perception of
understanding of knowledge will be developed.
The completion of a project to promote health in an educational context seeks to materialize knowledge,
contributing to an active participation of students as future professionals and active members of our society.
3.3.9. Bibliografia principal:
Benton, C.M., & Barkey, R. A. (2007) Filhos Teimosos e Rebeldes. 1ª ed. Cruz Quebrada: Oficina do Livro: Estrela
Polar.
Biddulph, S. (2003) O Segredo das Crianças Felizes. 2ª ed. Queluz: Alda Editores.
Brazelton B, Greenspan S. (2006). A criança e o seu mundo. 6ª ed. Lisboa: Editorial Presença. Brazelton B, Sparrow D. (2004) A criança e a alimentação. Lisboa: Editorial Presença
Brazelton B. (1992) O grande livro da criança: o desenvolvimento emocional e do comportamento durante os
primeiros anos 9ª ed.. Lisboa: Editorial Presença. Direção­Geral da Saúde DGS (2011) Maus Tratos em Crianças e Jovens. Guia Prático de Abordagem,
Diagnóstico e Intervenção. Lisboa: DGS
Fernandes, L; Seixas, S. (2012) ­ Plano Bullying. Lisboa: Plátano Editora
Papalia, D; Olds, S. & Feldman, R. (2001). O Mundo da Criança. Lisboa: Mc Graw­Hill de Portugal, Lda
Whitley, M. (2006). Mentes brilhantes, Notas Fracas. Alfragide: Estrela Polar
Organização Mundial da Saúde – www.who.int/en/
Mapa IV ­ Observação e Análise de contextos não escolares/ Observation and Analysis of out of school contexts
3.3.1. Unidade curricular:
Observação e Análise de contextos não escolares/ Observation and Analysis of out of school contexts
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo (6hTP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes (6hTP)
Nota: dependendo do número de estudantes será ajustado o número de docentes/supervisores, no máximo de
8 pares de estagiários por docente/supervisor Note: depending on the number of students, the number of teachers/supervisors will be adjusted, up to a
maximum of 8 pairs of trainees per teacher/supervisor
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular, a primeira da Iniciação à Prática Profissional, tem como principal objetivo introduzir o
estudante ao conhecimento sobre a complexidade do processo educativo, focando a sua atenção em
modalidades não formais e informais situadas fora da escola e dirigidas a crianças, jovens e adultos.
Proporcionar­se­á um primeiro contacto com a estrutura do Sistema Educativo Português, privilegiando­se uma
preparação teórico­prática experienciada em contextos não­escolares. No final da U.C. os estudantes deverão ser capazes de:
­Identificar dimensões e características de processos de educação não­formal e informal.
­Utilizar instrumentos de observação e registo com vista à caracterização rigorosa de situações e contextos
observados.
­Caracterizar e descrever o serviço educativo e o âmbito de intervenção da Instituição Cooperante.
­Demonstrar capacidade de participação em equipas educativas.
­Explicitar os objetivos e a intencionalidade educativa de situações observadas
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course, the first to approach the Professional Practice, aims to introduce the student to the knowledge
about the complexity of the educational process, focusing their attention on non­formal and informal
arrangements outside the school and addressed to children, youth and adults.
At the end of this course students should be able to:
­ Identify dimensions and characteristics of non­formal and informal education processes. ­ Use instruments of observation and support for the rigorous characterization of situations and contexts
observed.
­ Characterize and describe the educational offer and the pedagogical environment of the Practice Institution. ­ Express talent to take part in pedagogical teams.
­ Clarify the objectives and educational intentionality of observed situations.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Os conteúdos desta UC organizam­se em torno de três temáticas principais: a educação, as técnicas de
recolha e análise de dados e o estudo das organizações. a) Introdução à teoria da educação: Abordagens analíticas e abordagens globalizantes ao processo educativo
Educação formal, não­formal e informal: características, dimensões e objectivos.
Educação e aprendizagem ao longo e ao largo da vida: a cidade educadora, o espaço público da educação. b) Introdução ao estudo das organizações em educação:
Tipos de organização;
Funcionamento e dinâmicas organizacionais;
Características e modalidades previstas no sistema educativo português: enquadramento legal de instituições
não escolares.
c) Introdução às técnicas de recolha e análise de dados:
Observação direta e indireta, participante e não participante;
Procedimentos e instrumentos de observação directa;
Pesquisa e análise documental;
Aspectos éticos a observar na recolha e análise de dados.
3.3.5. Syllabus:
The contents of this course are organized in the order of three main themes: education, techniques for data
collection and data analysis and the study of organizations.
a)Introduction to educational theory: Analytical approaches and globalizing approaches to the educational process
Formal, non­formal and informal education: characteristics, dimension and objectives.
Education and lifelong learning: education city, public space of education.
b) Introduction to the study of educational organizations:
Functioning and organizational dynamics of organizations;
Characteristics of the Portuguese education system: legal framework of out­of­school institutions.
c) Introduction to techniques of collecting and data analysis
Direct and indirect observation, participant and non­participant Procedures and instruments of direct observation
Research and documentary analysis
Ethical aspects to observe within the collecting and data analysis
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos procuram optimizar uma primeira experiência prática, fundamentando o
desenvolvimento de competências de observação, registo e interpretação de situações educativas em
contextos não escolares.
A observação como técnica de investigação é indispensável no conhecimento do real, possibilitando a recolha
de dados para análise. O seu uso é assegurado através do estudo e do trabalho/estágio acompanhado,
provendo o estudante de recursos para este domínio. Assim, os estudantes serão introduzidos às principais
características da técnica de observação que experimentarão de modo a serem capazes de as mobilizar para
caracterizar a compreender situações empíricas. A caracterização de uma organização não escolar (museus, bibliotecas, hospitais, e outros contextos com
serviços e projectos de educação) é a primeira abordagem ao estudo e compreensão da cultura organizacional
proposta.
Esta primeira experiência de estágio em contextos não escolares permite uma visão alargada do âmbito de
ação profissional, favorecendo o contacto com diferentes contextos de atendimento à infância e o
conhecimento de diversas modalidades de desenvolvimento do processo educativo. O estudo circunscrito ao
serviço educativo da instituição adequa­se à fase de formação do estudante, ao conhecimento teórico já
adquirido e contribui para uma complementaridade da sua experiência predominantemente escolar.
Assegura a compreensão da ação educativa desenvolvendo estratégias de observação e o uso de
instrumentos adequados à especificidade dos contextos não escolares e das dinâmicas de educação não­
formal e informal.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus seeks to optimize a first pedagogical experience, based on the development of observation skills,
recording and interpretation of educational situations in out­of­school contexts. As a technique of research, observation is essential to understand reality, allowing the collection of data for
analysis. Its use is ensured through study and supervised field work, providing the student with resources in this
domain. Through this approach and knowledge, students may exercise the technique of observation and be able
to use it to characterize and understand empirical situations.
The characterization of non­school organizations (museums, libraries, hospitals, and other contexts with
services and education projects) is the first approach to the study and understanding of the proposed
organizational culture.
This first training experience in non­school contexts allows a broad view of professional action, promoting the
contact with the different care settings for children and the knowledge of the educational process development.
The study restricted to the educational service institution fits to the training stage of the student with theoretical
knowledge already acquired and contributes to a complement of their mainly school experiences.
This experience assures the comprehension of the pedagogical action developing strategies of observation as
the use of appropriate instruments and dynamics of non­formal education and informal contexts.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Sessões expositivas de introdução aos conteúdos. Identificação e treino orientado e autónomo de diferentes tipos de observação (livre/orientada; global/focada).
Debates a partir dos temas/textos sugeridos para cada aula (por ex. sobre vantagens e limitações no uso da
observação enquanto técnica de suporte à investigação). Estágio a pares em contextos não escolares, onde farão uso de observação directa não participante e
participante (32h). Realização autónoma de relatórios segundo guiões estabelecidos. Avaliação:
Trabalhos individuais (treinos de observação, resumos de textos para a participação em debates) realizados
em tempo de aulas teórico­práticas (25%).
Trabalho em pares realizado no âmbito do estágio (32h): caracterização do serviço ou projecto educativo da
organização cooperante e análise de situações educativas observadas (50%).
Capacidades relacionais reveladas no contexto de estágio (25%)
Esta UC é de IPP e só pode ser feita em regime de avaliação contínua.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Lectures introducting the contents
Identification and exercise (oriented and autonomous) of the different types of observation (free / oriented,
global / focused on) ­ in different contexts.
Debates from the themes / suggested texts in each class (eg the advantages and restrictions in the use of
observation as technique support for research.)
Training in out­of­school contexs (32h). Students will make use of non­participant and direct participant
observation method visiting and training at non­school contexts.
Independent reporting according to established guidelines.
Evaluation: Attendance and participation in activities (e.g. a set of observation exercises) within the course (25%)
Individual work (training observation, summaries of texts to participate in discussions) performed in theoretical
and practical lessons (50%)
Relational competencies reveled in the training context (25%).
In this curricular unit, students are only assessed through continuing evaluation.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A diversidade das metodologias a usar nesta UC já se indicia na organização das horas de trabalho acima
apresentada: aulas teórico­práticas, orientação tutorial, estágio e supervisão.
Nas sessões teórico­práticas, os estudantes serão introduzidos às temáticas específicas da UC e também
interpelados a mobilizar conteúdos estudados nas UC do mesmo semestre (por exemplo, Correntes da
Pedagogia) e a reflectir sobre as suas próprias experiências de vida (como estudantes e como possíveis
fruidores de projectos e situações de educação não formal e informal). Nas aulas teórico­práticas haverá
sessões expositivas da responsabilidade dos docentes sobre aspectos teóricos e instrumentais relativos ao
desenvolvimento dos trabalhos exigidos (como abordar e pensar o processo educativo, quais as regras e
procedimentos da recolha e análise de dados, o que é uma organização). Estas incluem ainda tempos de debate que permitem que o estudante evolua na: capacidade de escuta e
reflexão; organização do discurso e partilha na construção de conhecimento sobre os conteúdos da UC.
Consideramos que é necessário um quadro de referências teóricas significativas e de protocolos claros para
que o estudante seja capaz de compreender e analisar situações educativas concretas. O necessário rigor ético e metodológico dos procedimentos de recolha e análise de dados exige não só
conhecimento das regras e características das técnicas mas o treino das operações que lhe subjazem. Desta
forma, em situações de aula e de trabalho de campo, o estudante terá oportunidade de fazer uso de diferentes
técnicas de recolha e análise de dados em situações quotidianas. O conhecimento experienciado das
diferentes técnicas de observação, análise e recolha de dados possibilita ao estudante ser capaz de selecionar
os meios mais adequados à realidade educativa. A recolha e tratamento da informação desenvolve a
capacidade de sistematizar e organizar o observado, permitindo uma maior objetividade na compreensão da
realidade observada.
No âmbito do estágio, com os profissionais de cada organização, os estudantes têm a possibilidade de
desenvolver competências interpessoais e de se aproximarem a práticas profissionais que fazem parte do
âmbito de um licenciado em educação básica. Neste sentido, será privilegiado o uso de técnicas de observação
participante e não participante de modo a que o estudante possa integrar­se nas dinâmicas das equipas
educativas, compreendendo de perto o âmbito da actuação em práticas de educação não­formal e informal.
Têm assim a oportunidade de conhecer a realidade educativa em contexto não escolar, bem como a
abrangência da ação educativa. A salientar a especificidade da ação tutorial que será desenvolvida pelos
docentes enquanto metodologia adequada à promoção da capacidade de análise e reflexão sobre situações de
educação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The diversity methodologies to use in this UC already is present in the organization of working hours shown
above: practical classes, tutorials, parctical training/interships and supervision.
In theoretical and practical sessions, students will be presented to the thematic issues and also challenged to
mobilize contents studied in the same semester (eg, Trends of Pedagogy) and to reflect on their own life
experiences (as students and as potential participants of projects and situations of non­formal and informal
education). In these sessions, teachers will be responsible for expositive classes on theoretical and practical
aspects related to the implementation of required reports (how to approach and think about the educational
process, rules and procedures for data collection and analysis). These also include time for debate that allows the student to be evolved in: the ability to listen and reflect;
organization of speech and knowledge construction. A framework of significant theoretical references and clear
protocols is necessary for the student to be able to understand and analyze concrete educational situations.
The necessary ethical and methodological rigor of the procedures for collecting and analyzing data requires not
only knowledge of specific rules and techniques, but the training of the operations that underlie it. Thus, in
situations of classroom and fieldwork, the student will have the opportunity to make use of different techniques
for collecting and analyzing data in everyday situations. The experienced knowledge of the different techniques
of observation, analysis and data collection enables students to select the most appropriate means to the
educational reality. The collection and processing of information develops the ability to systematize and
organize the observed, allowing a greater objectivity in understanding the observed reality. Under the training with professionals in each organization, students have the opportunity to develop
interpersonal skills and of approaching professional practices that are part of the scope of a degree in
elementary education. In this sense, the use of participant and non­participant observation will be privileged so
that the student can integrate the dynamics of educational teams, understanding the pedagogical action in the
context of non­formal and informal education practices. Thus, students will have the opportunity to meet the
educational reality in non­school contexts as well as the extent of educational activity. It is important to
underline the specificity of the tutorial action which will be developed by teachers as an appropriate
methodology to promote students ability to analyze situations and reflect on education.
3.3.9. Bibliografia principal:
Barriga, S., & Silva, S. G. (2007). Serviços Educativos na Cultura. Porto: Setepés
Canário, R. (2006). Aprender sem ser ensinado. A importância estratégica da educação não­formal. In L. Lima,
Pacheco, Esteves, & Canário, A Educação em Portugal (1986­2006). (pp. 159­206). Lisboa: SPCE
Nóvoa, A. (2002). O espaço público da educação: imagens, narrativas, dilemas. In AAVV, Espaços de educação
tempos de formação. (pp. 237­263). Lisboa: F. C. Gulbenkian.
Rogers, A. (2004). Looking again at non­formal and informal education. INFED ­ The Encyclopeda of Informal
Education: http://www.infed.org/biblio/non_formal_paradigm.htm
Stake, R. (2012). A arte do estudo de caso. Lisboa: Fundação C. Gulbenkian
Trilla Bernet, J. (1999). A educación non formal e a cidade educadora: dúas perspectivas (unha analítica e outra
globalizadora) do universo da educación. Revista Galega do Ensino, 24, 199­221
Mapa IV ­ Observação e Análise de Contextos Escolares/ Observation and Analysis of School Contexts
3.3.1. Unidade curricular:
Observação e Análise de Contextos Escolares/ Observation and Analysis of School Contexts
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Cláudia Maria Canha Nunes Johnen Torres (5TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Luísa Toscano (5TP)
Nota: dependendo do numero de estudantes será ajustado o número de docentes, no máximo de 8 pares de
estagiários por docente
Note: depending on the number of students, the number of teachers/supervisors will be adjusted, up to a
maximum of 8 pairs of trainees per teacher/supervisor
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta UC pretende promover o contacto dos estudantes com contextos escolares do 1º ao 6º ano do ensino
básico e nas diferentes áreas de aprendizagem. Pretende­se fomentar a construção de uma visão global
(transversal e vertical) das exigências de cada ano em cada ciclo e da evolução do processo
ensino/aprendizagem ao longo dos 6 anos.
Neste sentido, pretende­se que o estudante seja capaz de:
Comparar as características dos 1º e 2º ciclos do ensino básico, compreendendo as suas possibilidades de
articulação tão bem quanto as suas diferenças
Diferenciar os aspectos mais relevantes do desenvolvimento das crianças nos diferentes anos e nas
diferentes áreas de aprendizagem, mobilizando saberes teóricos/práticos adquiridos nas outras unidades
curriculares relacionando­os com o observado.
Explicitar os objectivos e a intencionalidade educativa de situações observadas.
Recolher dados fidedignos sobre os contextos de educação escolar, com recurso a fontes diferenciadas.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course aims to foster students' contact with school contexts, from 1st to 6th grades of primary school and
in the different learning areas. It is intended to foster the construction by the student of a whole view
(transversal and vertical) of the each grade’s and each cycle’s requirements as well as of the development of
the teaching / learning process over the six years. Accordingly, it is intended that the student will be able: •To compare the features of the 1st and 2nd cycles of basic education, including their articulation hypotheses as
well as their differences. •To differentiate between the most relevant aspects of children's development across different grades and
learning areas, by mobilizing theoretical / practical knowledge acquired in other units and relating them to the
observed setting. •To explain educational goals and intentional action of observed situations. •To collect reliable data on school education contexts, using different resources. 3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) Técnicas de recolha e análise de dados:
A observação e o inquérito por entrevista (adultos e crianças).
b) Educação e pedagogia
monodocência, coadjuvação e pluridocência;
estratégias de ensino
relação pedagógica
c) Organização do sistema educativo português:
Matriz curricular do ensino básico;
Programas e metas curriculares dos 1º e 2º Ciclos do Ensino básico.
Articulação curricular horizontal e vertical.
Princípios orientadores dos Projectos Educativos;
Organização das escolas e dos agrupamentos de escolas.
3.3.5. Syllabus:
a) Techniques for collecting and analysing data: The observation and interview survey (adults and children).
b) Education and pedagogy: single­teacher, assistant­teacher and multi­teacher teaching models; pedagogical models; teaching strategies; pedagogical relationship. c) Organization of the Portuguese educational system: basic education curriculum structure; curricular syllabi and goals of Basic Education 1st and 2nd cycles; horizontal and vertical curricula articulation;
guidelines of educational projects; organization of schools and school clusters.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Tendo esta unidade curricular duas vertentes: a teórico/prática e a prática em que a 2ª visa a realização de
estágios nos contextos escolares de 1º e 2º ciclo do Ensino Básico, é fundamental que os estudantes tenham
conhecimentos sobre a matriz curricular do ensino básico, sobre as metas de aprendizagem bem como sobre o
projecto educativo de escola, e o planeamento nos diferentes anos e áreas de aprendizagem.
Para além deste aspecto, há ainda que saber identificar os diferentes conteúdos e a forma com estão
articulados tanto horizontal como verticalmente ao longo destes 6 anos e daí a preocupação de promover a
análise das metas curriculares para que o estudante possa comparar as metodologias usadas nas diferentes
áreas de aprendizagem.
O facto do estudante já ser capaz de identificar os vários conteúdos, através das unidades curriculares que
realizou nos semestres anteriores, permitir­lhe­á reconhecer as diversas construções de conhecimentos que
cada criança pode realizar no seu processo de ensino aprendizagem assim como a aquisição de autonomia nos
diferentes domínios.
Os conhecimentos adquiridos em outras unidades curriculares permitirão aos estudantes a identificação dos
modelos pedagógicos utilizados em cada escola ou por cada professor. Este conhecimento fornecerá ao
estudante a capacidade não só de analisar os modelos pedagógicos mas também de observar a diversidade de
adaptações necessárias para os ajustar às diversas realidades.
O conhecimento dos conteúdos das diferentes áreas de aprendizagem permitirão ao estudante identificar, em
cada ano que observar, como se constrói o conhecimento nas crianças do 1º e 2º CEB.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This Unit has two components ­ the theory/practice and the practice one ­ where the last aims at students
achievement of the 1st and 2nd cycles in­service training in school settings. Thus it is crucial for students to
know about the system curriculum structure, about the pursuing learning goals as well as about the school
educational project and plans for different grades and learning areas.
Besides this issue, students must also be able to identify how different contents are articulated, both
horizontally and vertically, across the six grades; hence the concern to promote the analysis of curricular goals
so that students can compare the methodologies used in different learning areas. The fact that the students can already identify those diverse contents, relying on the course units they have
performed in previous semesters, will allow them to recognize the various constructions of knowledge that each
child can perform along the teaching ­learning process, as well as their acquisition of autonomy in different
domains. The knowledge acquired in other courses will enable students to identify the pedagogical models used in each
school or by each teacher. This knowledge will provide the student the ability not only to analyse the pedagogical
models but also to observe the diversity of adaptations that are necessary to adjust them to different situations. Knowledge of the contents of the different learning areas will allow students to better identify, for each grade,
how 1st and 2nd CEB children build knowledge. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas privilegiarão a análise de documentos normativos de cada ciclo de ensino. Os seminários orientados
pelos professores cooperantes servirão para dar a conhecer os conteúdos e metodologias usadas.
O estágio será para os estudantes uma oportunidade de observação e de recolha de dados sobre a vivência da
educação escolar de crianças nas diferentes idades. Pretende­se que se iniciem nas técnicas de observação
participante e de entrevista (professores e alunos).
A apresentação dos trabalhos promoverá a reflexão e o debate articulando o observado, os conhecimentos e
as conceções prévias acerca dos contextos escolares. Avaliação 25% – trabalho de grupo sobre as características dos 1º e 2º CEB;
50% ­ Estágio a pares (40h) – capacidade relacional e organização dos registos diários 25% ­ Análise individual de uma situação de ensino/aprendizagem observada.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Classes will emphasize the analysis of normative documents of each education cycle. The seminars presented
by cooperating school teachers serve to make known the contents and methodologies used. The internship will provide opportunity for students to observe and collect data on their experience regarding
children school education at different ages. Students begin the participant observation and interview teachers
and pupils of diverse witnessed contexts.
The presentation of the work will promote reflection and debate articulating observed, prior knowledge and
conceptions about school contexts
Evaluation of students’ work
25% ­ group work on the characteristics of the 1st and 2nd cycles of basic education; 50% ­ internship in working pairs (40h): relational competencies and daily reports 25% ­ A record of an observed teaching­learning situation
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Sendo os objectivos desta unidade curricular maioritariamente o contacto e a observação dos contextos
escolares iniciais e, posteriormente, a comparação e a categorização do observado tendo em vista a
construção de conhecimento, é essencial que as horas de contacto abordem a realidade que irão observar a
fim de despertar nos estudantes a capacidade de identificar os aspectos essenciais do desenvolvimento das
crianças e dos processos de ensino/aprendizagem dos 1ºs anos de escolaridade. O facto de se propor que sejam professores dos respectivos anos e áreas de aprendizagem a expor a própria
experiência dará aos estudantes uma visão mais abrangente das possíveis metodologias e da realidade de
diferentes contextos.
Para que seja possível aos estudantes reconhecer os modelos de ensino/aprendizagem com que contactarão é
indispensável que saibam identificar os princípios orientadores dos projectos educativos e relacioná­los com o
modo como são trabalhados na instituição onde realizam o estágio.
Ao ser proposto que os estudantes permaneçam um dia em cada ano de escolaridade do 1º CEB permitirá a
observação e reconhecimento de estratégias de gestão de sala de aula e respectivo registo. As diferentes
observações e registos permitirão ao aluno:
­ comparar estratégias usadas pelos professores em situações idênticas; ­ ajuizar da adequação das mesmas;
­ comparar as reacções do grupo/turma;
­ observar as dinâmicas propostas por cada professor e categorizar as mesmas remetendo­as para os
diferentes modelos pedagógicos;
O acompanhamento de uma turma do 2º CEB ao longo de uma semana permitirá que o estudante identifique:
­ As formas de gestão da turma e a adequação das mesmas às situações observadas;
­ As diferentes metodologias de ensino aprendizagem usadas nas várias disciplinas;
­ A intencionalidade das tarefas propostas para a construção de conhecimento de determinado conteúdo do
programa de cada disciplina;
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Since the objectives of this curricular Unit are mostly the contact and observation of school contexts and
subsequently to compare and categorize the observed material considering the construction of knowledge, it is
essential that contact hours will address the reality to be observed, in order to foster in students the ability to
identify key aspects of children's development and the processes of teaching / learning in the first schooling
years.
The fact that it is proposed that teachers of diverse grades and learning areas should, themselves, describe
their experience is expected to give students a broader view of possible methodologies and of how reality is
present in different contexts. In order for students to be able to recognize teaching / learning models with which they will contact, it is essential
that they know how to identify the guiding principles of the educational projects and relate them to the way they
are translated in each particular placement institution. The proposal that students stay one day in each school grade of the 1st CEB will allow the observation and
recognition of management strategies for the classroom and their registration. The different observations and
records will allow the student to: ­ Compare strategies used by teachers in similar situations; ­ Assess the appropriateness of those strategies; ­ Compare the reactions of the group / class; ­ Observe the dynamics proposed by each teacher and categorize them into the different pedagogical models; Tracking a 2nd CEB class of over a week will allow the students to identify: ­ The procedures of classroom management and their adequacy to the observed situations; ­ The different teaching and learning methodologies used in various disciplines; ­ The intentionality of the proposed tasks for building knowledge out of each specific content and in each
teaching area;
3.3.9. Bibliografia principal:
AAVV. (2001). Gestão curricular no 1 ciclo: Monodocência­Coadjuvação. Encontro de reflexão. Lisboa:
Departamento da Educação Básica; Ministério da Educação.
Alarcão, I. (Ed.). (2008). Relatório do estudo «a educação das crianças dos 0 aos 12». Lisboa: Conselho
Nacional de Educação.
Christensen, P., & James, A. (2005). Investigação com crianças: perspectivas e práticas. Porto: Escola
Superior de Educação Paula Frassineti.
Espelage, & Lopes, J. A. (2013). A indisciplina na escola. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos.
Leite, C. (2003). Projectos Curriculares de Escola e de Turma. Porto: Asa.
Morgado, J. (2004). Qualidade na Educação: um desafio para os professores. Lisboa: Presença.
Perrenoud, P. (1995). Ofício de aluno e sentido do trabalho escolar. Porto: Porto editora.
Roldão, M. d. (2009). Estratégias de ensino. O saber e o agir do professor. Lisboa: Fundação Manuel Leão.
Mapa IV ­ Projeto Intercontextual de intervenção pedagógica/Intercontextual Project Pedagogical Intervention
3.3.1. Unidade curricular:
Projeto Intercontextual de intervenção pedagógica/Intercontextual Project Pedagogical Intervention
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes (10h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Nota: dependendo do número de estudantes será ajustado o número de docentes/supervisores, no máximo de
8 pares de estagiários por docente/supervisor Note: depending on the number of students, the number of teachers/supervisors will be adjusted, up to a
maximum of 8 pairs of trainees per teacher/supervisor
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
No final da UC espera­se que os estudantes sejam capazes de: ­ Identificar afinidades curriculares e pedagógicas entre diferentes ciclos de ensino, revelando conhecimento
das principais características dos ciclos de ensino em análise e de contextos específicos em observação;
­ Explicitar as vantagens de fazer um trabalho de articulação curricular e pedagógica entre ciclos de ensino,
identificando problemas e dificuldades mais frequentes;
­ Propor e desenhar um projecto de intervenção adequado e orientado à (melhoria de) relação entre dois
contextos educativos escolhidos com o apoio do supervisor;
­ Demonstrar capacidade de participação e intervenção em equipas educativas, mediando o diálogo entre
diferentes actores;
­ Regular a sua intervenção fazendo uso de instrumentos de avaliação de processos e de produtos adequados
ao projecto desenvolvido.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
At the end of this course students should be able to:
­ Identify curricular and pedagogical affinities between different levels of education, revealing knowledge of the
main characteristics of education cycles and specific contexts for observation; ­ Explain the advantages of doing a work of curricular and pedagogical articulation between education cycles,
identifying problems and difficulties frequently asked;
­ Propose and draw an intervention project appropriate and oriented (improvement) between two educational
contexts chosen with the support of the supervisor; ­ Demonstrate ability to participate in educational and intervention teams by mediating dialogue between
different actors;
­ Make use of instruments to evaluate processes and products appropriate to the project managing to adjust the
intervention
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Nesta UC serão abordados temas sobre a relação entre diferentes contextos de educação de crianças,
mobilizando as experiências dos alunos nas UC de semestres anteriores, bem como de UC que decorrem no
mesmo semestre.
a) Sistema educativo português: diferentes contextos de educação de crianças
Articulação (curricular, pedagógica) entre diferentes ciclos de ensino: Jardim­de­infância, 1º ciclo do ensino
básico, 2º ciclo do ensino básico. A transição entre ciclos de ensino: dificuldades e potencialidades.
A relação escola­família. Relações entre educação formal e não­formal de crianças (dentro e fora da escola)
b) Teoria de educação: projectos de intervenção Concepções e abordagens ao trabalho de projecto
Planeamento: definição e fundamentação de objectivos para a intervenção educativa
Estratégias e instrumentos de avaliação de projectos
c) investigação em educação:
introdução à espiral da investigação­acção
3.3.5. Syllabus:
This course will cover topics on relationship between different contexts of children's education by mobilizing the
experiences of students in previous semesters and courses arising in the same semester.
a) Portuguese Educational System: different contexts of children's education: Articulation (curricular, pedagogical) between different levels of education: Pre­school, 1st cycle of basic
education, 2nd cycle of basic education
The transition between stages of education: problems and potential. The school­family relationship. Relations between children’s formal and non­formal education (in and out of school).
b) Educational theory: pedagogical intervention Conceptions and approaches to project work
Planning: definition and explanation of objectives for educational intervention
Strategies and tools for evaluating projects
c) research in education
introducing action­research
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular é a primeira em que é solicitado às/aos estudantes a concepção de um projecto de
intervenção educativa. Decorrente da amplitude da Licenciatura em educação básica, propõe­se que os
estudantes experienciem um trabalho entre contextos de educação ou entre níveis de ensino. Neste sentido, e porque se considera que esta primeira intervenção deve configurar uma experiência de
formação orientada pela abordagem do educador reflexivo e autónomo, é preciso que os estudantes tenham
acesso ao conhecimento disponível sobre dois temas chave: o que é e como se concebem projectos de
educação, qual a relevância e qual a dificuldade de potenciar as relações entre diferentes ciclos de ensino e
diferentes contextos de educação. Assim, defendemos que apenas compreendendo diferentes usos de “projectos” em contextos educativos e
analisando diferentes estratégias de trabalho e instrumentos de avaliação (do processos e dos resultados) é
que os estudantes serão capazes de conceber um projecto, com supervisão dos docentes da UC e dos
docentes cooperantes. Acresce que é necessário estar conhecedor das características fundamentais de
diferentes contextos de educação e níveis de ensino (a que terão tido acesso nas UC de IPP de anos anteriores)
mas também das especificidades, dificuldades e vantagens de um trabalho em articulação, de modo a ser
capaz de conceber um projecto que vise a melhoria das relações, de forma fundamentada e não meramente
casual. Dada a investigação recente sobre as relações escola­família, sobre a articulação entre Jardim­de­
infância e 1º ciclo do ensino básico, e entre 1º e 2º ciclos, consideramos necessário que as/os estudantes
façam uma análise crítica dos resultados de outros projectos, de modo a identificar os principais aspectos
norteadores de projectos bem sucedidos. Estes objectivos e conteúdos serão ainda reforçados pelas unidades
curriculares opcionais que as/os frequentarão no mesmo semestre (ex: Escola, Família e Comunidade).
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course is the first to solicit students to design a draft educational intervention to understand the kind of
work between education contexts or between levels of education. Therefore, it is necessary that students have
access to the knowledge available on two key themes: what it is and how to conceive educational projects, how
relevant are and what are the difficulties of enhancing relations between different levels of education and
different educational contexts.
Thus, we argue that students to be able to design a project must understand the word project and its use in
educational contexts always under the supervision of the UC teachers and Institutional partners. Furthermore, it
is necessary to be knowledgeable of the fundamental characteristics of different educational contexts and
levels of education (who have had access to the UC IPP from previous years) but also the specifics, difficulties
and advantages of working in articulation in order to be able to design a project which aims at improving
relations, in a reasoned manner and not only casual way. According to recent research on the relationship
between school and families but also on the relationship between the kindergarten and the 1st cycle of
education and between cycles, we believe students need to make a critical analysis of results from other
projects in order to identify the main guiding aspects of successful projects. These objectives and contents will
be further enhanced by the optional courses that will attend the same semester (ex: School, Family and
Community).
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
A UC desenvolve­se em duas fases articuladas em sequência: aulas teórico­práticas (10h)para toda a turma; e
o período de estágio (70h: 4 semanas, 4 dias/semana, 4h/dia), acompanhado de orientação tutorial (4h).
Nas aulas teórico­práticas serão aprofundados os conteúdos relativos aos projectos e à relação entre
diferentes contextos de educação, a partir da análise e discussão de textos e casos concretos. Serão feitos
exercícios de análise comparativa de documentos curriculares dos diferentes níveis de ensino.
Em situação de estágios, a partir da observação cuidada, os estudantes desenharão e implementarão
pequenos projectos de articulação/relação entre dois contextos de educativos.
Avaliação:
10%: participação no trabalhos no decurso das aulas;
40%: projecto de intervenção (pares).
50%: implementação do projeto no contexto de prática (pares).
Nesta UC não existe a modalidade de avaliação final por exame.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The UC develops in two phases articulated in sequence: theoretical and practical lessons (10h); and the
internship period (70h: 4 weeks, 4days/week; 4h/day, with at least one visit of tutorial supervison).
In practical classes shall be further developed the contents for projects and links between different contexts of
education, from the analysis and discussion of texts and concrete cases. Benchmarking exercises of
curriculum documents in effect for the different levels of education will be made.
During pedagogical practice, from careful observation, students will design and implement small projects of
articulation / relation between two educational contexts
Evaluation:
10%: individual work done during classes (reading form of an article; comparative analysis of curriculum
documents).
40%: project of intervention in working pairs.
50%: implementation of a project in working pairs in the context of practice.
This IPP UC does not include an examination as final evaluation
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Potenciando as unidades curriculares da componente de Iniciação à prática profissional dos semestres
anteriores (2º, 3º e 4º semestres) nas quais os estudantes estagiaram em diferentes contextos e projectos de
educação, nesta UC pretende­se que os estudantes proponham pequenos projectos de intervenção em
colaboração com as equipas educativas dos contextos cooperantes com o objectivo de estreitar as relações
entre diferentes contextos de educação e facilitar as transições entre diferentes ciclos de ensino. Para que
este objectivo central seja alcançado é necessário que os estudantes tomem contacto com modelos de análise
que permitam compreender a necessidade de fazer um trabalho de articulação entre os diferentes contextos de
educação de crianças e entre os diferentes ciclos de ensino. Sendo uma UC do último ano da licenciatura,
consideramos fundamental que os estudantes acedam directamente a artigos de investigação sobre estes
temas, e que as aulas teórico­práticas se constituam como momentos de discussão e análise a partir de textos
comuns. De modo complementar e em sequência com os trabalhos da UC de Currículo e Modelos Curriculares
que ocorre no semestre anterior, os estudantes retomarão uma análise comparativa dos diferentes
documentos curriculares em vigor para a educação pré­escolar e os 1º e 2º ciclos do ensino básico. Esta
análise será o ponto de partida para a identificação de aspectos comuns entre diferentes ciclos de ensino e
para a identificação de estratégias potenciadoras de articulação entre ciclos de ensino. A discussão em grande
grupo dos textos analisados e dos trabalhos de análise curricular desenvolvidos permitirá aprofundar e
consolidar a compreensão dos temas em análise.
Os estágios desenvolver­se­ão em espaços de fronteira que serão escolhidos pelos estudantes organizados
em pares de estágio – entre creche e jardim­de­infância; jardim­de­infância e 1º ciclo do ensino básico: entre o
tempo curricular e as actividades de enriquecimento curricular; entre o 1º e o 2º ciclo do ensino básico; entre
família e escola; entre contextos de educação formal e não formal. Por forma a reforçar uma abordagem
instrumental aos conteúdos relativos ao desenvolvimento de trabalho de projecto, os docentes organizarão
grupos de estudantes com projectos em contextos afins de modo a fazer uma orientação mais estruturada e
estruturante dos projectos em emergência.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
With this UC is intended that students propose small intervention projects in collaboration with teams of
cooperative educational contexts in order to strengthen relations between different contexts of education and
facilitate transitions between different stages of education enhancing the professional practice courses from
previous semesters (2nd, 3rd and 4th semesters) in which students interacted with different contexts and
education projects. To achieve this main objective it is necessary that students take contact with models of
analysis for understanding the need to do a work of coordination between the different contexts of children's
education and between different levels of education. As a practical subject of the last year of the degree, it is
essential that students have directly access to research articles on these topics, and that the practical classes
correspond to moments of discussion and analysis from common texts. Students retake a comparative
analysis of different curriculum documents in effect for the pre­school and the 1st and 2nd cycles of basic
education following on Curriculum and Curriculum Models course that occurs in the previous semester. This
analysis is the starting point for the identification of common cycles between different aspects of teaching and
to identify strategies for strong linkage between education cycles. Students may consolidate their knowledge
after an analysis and discussion of texts and works of curricular analysis in large group
Students will do their internship in pairs choosing the border spaces ­ between nursery and pre­school, pre­
school and 1st cycle of basic education: between curricular time and curriculum enrichment activities; between
the 1st and 2nd cycle of basic education; between family and school; between contexts of formal and non­formal
education. In order to reinforce an instrumental approach to content relating to the development of project work,
teachers organize student groups with projects in related contexts in order to make a more structured and
structuring orientation on emergency projects.
3.3.9. Bibliografia principal:
Abrantes, P. (2005). As transições entre ciclos de ensino: entre problema social e objecto sociológico.
Interacções, 1, nº1, 25­53.
Oliveira ­Formosinho, J.
Gomes, E. X. (2014). Intermitências da educação de crianças: escolarização do social e interrupção do escolar.
Interacções, 29, 145­170.
Leite, E., & Vitorino, S. (2008). Serralves. Projectos com Escolas 2002­2007. Porto: Fundação Serralves.
Rodrigues, M. I. (2005). Do jardim­de­infância à escola: estudo longitudinal de uma corte de alunos. Interacções,
1, nº 1, 7­24.
Serra, C. M. (2004). Currículo na Educação Pré­escolar e articulação curricular com o 1º Ciclo do Ensino Básico.
Porto: Porto Editora.
Sousa, M. G. (2008). O caderno vai­vem enquanto estratégia pedagógica: um estudo etnometodológico sobre
trajectos de participação parental numa escola básica 2/3, situada em meio operário. Interacções, 2, nº2, 183­
208.
Vasconcelos, T. (2009). A Educação de Infância no Cruzamento de Fronteiras. Lisboa: Texto Editores.
Mapa IV ­ Ecologia e património natural/ Ecology and Natural Heritage
3.3.1. Unidade curricular:
Ecologia e património natural/ Ecology and Natural Heritage
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Vera Lúcia de Ferreira Malhão (30h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Os estudantes, ao adquirirem conteúdos e conhecimento nas áreas científicas do ambiente, ecologia e ciências
biológicas, conseguirão tornar­se cidadãos mais activos e determinados nas questões relacionadas com o
ambiente e a ecologia. Neste contexto, os objectivos de aprendizagem desta UC são:
­Adquirir conhecimentos científicos em áreas como a ecologia, ambiente, biologia, gestão e política ambiental
de forma a que consigam compreender fenómenos naturais
­Explicar o funcionamento dos ecossistemas relacionando­o com factores bióticos e abióticos;
­Recolher, selecionar e interpretar informação relevante, com vista à interpretação de situações e à tomada de
posição sobre problemas ambientais;
­Desenvolver a curiosidade, o espírito crítico, raciocínio lógico e a capacidade de dar resposta a problemas
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Students, when acquiing content knowledge in science and the environment, ecology and biological sciences,
will be able to become more active citizens and in particular issues related to environment and ecology. In this context, the learning objectives of this course are: ­ Acquire scientific knowledge in areas such as ecology, environment, biology, environmental management and
policy so that can understand natural phenomena
­ Explain the functioning of ecosystems linking it to biotic and abiotic factors; ­ Collect, select and interpret relevant information, for the interpretation of situations and to take a position on
environmental issues; ­ Develop curiosity, critical thinking, logical reasoning and the ability to respond to problems.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Ecossistemas: Funcionamento e diversidade dos ecossistemas; Noção de sistema; sistemas abertos e
fechados. Adaptações dos seres vivos aos factores abióticos, cadeias e teias alimentares. Importância da
fotossíntese e da respiração celular no funcionamento dos ecossistemas.
Influência do Homem nos Ecossistemas: O Homem como agente modificador dos ecossistemas. Problemas
ambientais da atualidade
A problemática ambiental no mundo contemporâneo: Ambiente e Desenvolvimento
O valor dos recursos naturais como suporte da vida humana e do equilíbrio emocio­nal. Desenvolvimento
Sustentável: evolução, aplicações e limitações do conceito. Atitudes e Comportamentos face ao ambiente: o
papel do cidadão ­ Consumo Sustentável
Medidas preventivas para os maiores problemas ambientais globais: O papel das organizações
governamentais e não governamentais. A organização da Sociedade Civil. A busca de alternativas para
manifestações artísticas mais amigas do ambiente
3.3.5. Syllabus:
Ecosystems: Function and diversity of ecosystems; Notion of system; opened and closed systems.
Adaptations of living beings to abiotic factors, food and web chains. Importance of photosynthesis and cellular
respiration in the functioning of ecosystems.
Influence of Man in Ecosystems: The Man as a modifying agent of ecosystems. Environmental problems of
today Environmental issues in the contemporary world: Environment and Development The value of natural resources to support human life and emotional balance. Sustainable development:
development, applications and limitations of the concept. Attitudes and behaviors towards the environment: the
role of the citizen ­ Sustainable Consumption Preventive measures for the major global environmental problems: The role of governmental and non­
governmental organizations. The organization of civil society. The search for alternatives to artistic events more
environmentally friendly
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular possui um caracter interdisciplinar devido ao cruzamento de conteúdos e
conhecimentos que existe entre diferentes áreas científicas. Visa promover a aquisição de um corpo sólido de
conhecimentos e capacidades que permitam ao estudantes desenvolver competências no domínio científico
das ciências do ambiente, ecologia e ciências biológicas. Estas áreas são relevantes pois ajudam o estudante a
compreender como é que os sistemas do nosso planeta funcionam e a importância que estes têm para a
manutenção da biodiversidade ao longo dos tempos. Os conteúdos abordados nesta unidade curricular visam a aquisição de conceitos essenciais nas diferentes
áreas científicas de forma a dar ferramentas de trabalho e sensibilizar os futuros docentes para as questões
ecológicas e ambientais que tanto afectam a sociedade actual. Esta área está presente directa ou
indirectamente em todos os ciclos de ensino, desde o pré­escolar até ao secundário, como se pode verifica na
conduta das metas de aprendizagem e das orientações curriculares do Ministério da educação, assim como em
diversos currículos internacionais e políticas europeias. Esta unidade curricular será acompanhada por uma
vertente prática para que a compreensão desses conceitos seja aprimorada e que os estudantes consigam ver
uma aplicação prática de conhecimentos teóricos. 3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course has an interdisciplinary character due to the intersection of content and knowledge that exist
between different scientific fields. It aims to promote the acquisition of a solid body of knowledge and skills that
enable students to develop competencies in the scientific field of environmental science, ecology and biological
sciences. These areas are important because they help the student to understand how the systems of our
planet work and the importance they have for the maintenance of biodiversity over time. The content covered in this course aims at the acquisition of key concepts in different scientific areas to give
working tools and sensitize future professionals to ecological and environmental issues that affect the current
society. This area is present directly or indirectly in all cycles of education, from pre­school through to
secondary, as can be seen in the conduct of learning goals and curriculum guidelines of the Ministry of
Education, as well as several international curricula and European policies. This course will be accompanied by
a practical aspect so that the understanding of these concepts is improved and that students are able to see a
practical application of theoretical knowledge.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas são teóricas­práticas, com a introdução de temáticas através de assuntos/problemas relacionados
com o quotidiano e a actualidade, promovendo­se a curiosidade e motivação dos estudantes.
Aulas teóricas e teórico – práticas: As aulas teóricas têm como finalidade a exposição dos conteúdos da
unidade curricular. As actividades práticas incluem debates, trabalhos de aplicação, análise, reflexão crítica e
visualização de filmes/documentários sobre os conteúdos leccionados. Cotações da Avaliação:
Teste­ 50% Trabalho prático­ 40%
A participação, a assiduidade serão tidos para a classificação final (10%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Classes are theoretical and practical, with the introduction of thematic issues through issues/ problems related
to everyday life and to present, promoting curiosity and motivation of students. Lectures and classes ­ The lectures are intended for the exposition of the contents of the course. The practical
activities include debates, work application, analysis, critical thinking and viewing films / documentaries about
the content taught. Evaluation of quotations: Exam 50% Practical work ­ 40% Participation, attendance will be taken for the final grade (10%). 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino são coerentes com os objectivos da unidade curricular uma vez que se procura
articular conhecimentos e conteúdos teóricos a uma componente prática. A utilização de documentários/filmes,
debates e análise de documentos leva a que os estudantes desenvolvam o raciocínio lógico, despertando a sua
curiosidade e espirito crítico para temáticas relacionadas não só com a unidade curricular mas também com a
actualidade, dando desta forma resposta a dúvidas, e ideias pré­concebidas. Estas estratégias permitem a
compreensão de fenómenos e processos científicos, o desenvolvimento da lógica e de uma atitude mais
científica, onde a promoção do trabalho em grupo tem um papel essencial pois permite que os estudantes
analisem, estudem e fundamentem o conhecimento científico que estão a construir e a desenvolver. O trabalho
em grupo pretende promover a autonomia dos estudantes, de maneira a que tenham uma aprendizagem mais
activa e para que consigam estar mais envolvidos na execução de tarefas.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methodologies are consistent with the objectives of the course since it seeks to articulate the
theoretical knowledge and a practical component content. The use of documentaries / films, discussions and
document analysis leads students to develop logical reasoning, raising curiosity and critical spirit to issues
related with not only the course but also the present, aiming to give answers to doubts, and preconceived ideas.
These strategies allow the comprehension of scientific phenomena and processes, the development of logic and
a more scientific approach, where the promotion of group work plays a key role because it allows students to
analyze, study and substantiate the scientific knowledge that they are building and developing. Working in
groups aims to promote the autonomy of the students, so that they have a more active learning and so they can
be more involved in performing tasks.
3.3.9. Bibliografia principal:
Almeida, M. (2006). Um Planeta Ameaçado: A Ciência perante o colapso da biosfera. Lisboa: Esfera do Caos
Editores
Begon, M., Townsend, C. & Harper, J. (2006).Ecology from individuals to ecosys­tems. London: Blackwell
Evangelista, J. (1999). Educação Ambiental. Uma Via de Leitura e Compreensão. Lisboa: Instituto de Inovação
Educacional e Instituto de Promoção Ambiental Caride, J. A. e Meira, P. A. (2004). Educação Ambiental e Desenvolvimento Humano. Lisboa: Piaget.
Giordan, A. (1996). A Educação Ambiental na Europa. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional; Instituto de
Promoção Ambiental
Gore, A. A. (2006). Uma Verdade Inconveniente. Lisboa: Esfera do Caos.
Loxton, D. (2009). Evolução. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Muller, S. & Harley, J. (2012). Zoology (9th ed.). MsGraw –Hill Higher Education.
Odum E. (1997). Fundamentos de Ecologia (5ª Ed.). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa.
Reeves, H. & Leno, F. (2006). A Agonia da Terra. Lisboa: Gradiva­Colecções.
Mapa IV ­ Técnicas Laboratoriais em Ciências Naturais/Laboratory Techniques in Natural Sciences
3.3.1. Unidade curricular:
Técnicas Laboratoriais em Ciências Naturais/Laboratory Techniques in Natural Sciences
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Vera Lúcia de Ferreira Malhão (25h TP + 20h PL)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular visa desenvolver competências laboratoriais e científicas para a promoção do ensino
experimental das ciências em sala de aula. A UC visa contribuir para a aquisição de conhecimentos técnico­
científicos e práticos, conceitos e procedimentos necessários a construção de literacia científica.
Assim, espera­se que com a concretização da uc o estudante deva ser capaz de:
­ Desenvolver a capacidade de observação, recolha e tratamento de dados e respectivos resultados ­ Mobilizar, de forma integrada, conhecimentos relevantes para a resolução de problemas
­ Reconhecer a relevância de conceitos e processos em ciência para a interpretação de fenómenos
­ Desenvolver hábitos de pesquisa, reflexão, discussão e espírito crítico
­ Planificar, realizar e registar experiências que promovam a clarificação de conceitos e fenómenos científicos
através de material de laboratório ou construindo materiais improvisados a partir de matérias de uso comum
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course aims to develop laboratory and scientific skills to promote experimental teaching of science in the
classroom. the UC aims to contribute to the acquisition of technical­scientific and practical knowledge, concepts
and procedures necessary to build scientific literacy. Thus, it is expected that student must be able to: ­ Develop the capacity for observation, collection and processing of data and results ­ Mobilize, in an integrated way, relevant knowledge for problem solving ­ Recognize the importance of concepts and processes in science to the interpretation of phenomena ­ Develop habits of research, reflection, discussion and critical thinking ­ Plan, perform and record experiences that promote the clarification of scientific concepts and phenomena
through laboratory equipment or building materials from improvised materials of common use
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. Ciência e a actividade científica:
­ procedimentos, conteúdos e atitudes que caracterizam a investigação científica
­ conceitos de tecidos biológicos, células, ciclo das rochas, fossilização, densidade, volume, preparação de
soluções, reacções químicas entre outros.
2. Procedimentos laboratorias:
­ regras de utilização de diversos materiais de laboratório como microscópios ópticos, lupas, termómetros,
centrifugadoras, pipetas, provetas e material orgânico, entre outros;
­ técnicas de preparação e registo de experiências;
­ regras de segurança em laboratório.
3.3.5. Syllabus:
1 Science and the scientific activity: ­ Procedures, contents and attitudes that characterize scientific research
­ Concepts of biological tissues, cells, rock cycle, fossilized, density, volume, preparing solutions, chemical reactions among others. 2 Laboratorial Procedures: ­ Rules of use of various laboratory materials as optical microscopes, magnifiers, thermometers, centrifuges, pipettes, beakers and organic material, among others;
­ Techniques for preparation and recording experiences; safety rules in the laboratory
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos abordados nesta unidade curricular visam a aquisição de conhecimentos teóricos e técnicos em
áreas como a biologia, química, física e geologia de forma a dar ferramentas de trabalho práticas para que os
futuros docentes os possam aplicar nas suas aulas. Esta unidade curricular será acompanhada por uma
grande componente prática para que a compreensão desses conceitos seja aprimorada e que os estudantes
consigam ver uma aplicação prática de conhecimentos teóricos ao mesmo tempo que manuseiam material de
laboratório diversificado e aplicam diverso procedimentos científicos.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The content covered in this course aim at the acquisition of theoretical and technical knowledge in areas such
as biology, chemistry, physics and geology to give practical working tools that future teachers can implement in
their classrooms. This course will be accompanied by a large practical component so that the understanding of
these concepts is improved and that students are able to see a practical application of theoretical contentes
while handling diversified laboratory equipment and apply diverse scientific procedures .
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Esta unidade curricular tem aulas teóricas­práticas; a introdução das temáticas do programa será realizada
com assuntos/problemas da actualidade, de forma a promover a curiosidade e motivação ao mesmo tempo que
se aplica uma avaliação de diagnóstico dos conhecimentos dos alunos. As actividades práticas serão
direccionadas de forma a colocar em evidência processos relacionados com a ciência, clarificando desta
forma conceitos científicos através de metodologias diferenciadas. nas aulas práticas serão colocadas em
prática diversas técnicas laboratoriais utilizadas em ciências como a biologia, geologia, física e química para
que o estudante consiga entender e valorizar diferentes métodos científicos, e como a ciência consegue dar
resposta a diferentes problemas. Cotações da Avaliação:
Assiduidade ­ 10%
Teste­ 50% Relatório ­ 20%
Caderno de registos ­ 20%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
This course has theoretical and practical lessons; the introduction of the thematic program will be accomplished
with issues / problems of the present, in order to promote curiosity and motivation while applying a diagnostic
assessment of students' knowledge. Practical activities will be directed in order to put in evidence processes
related to science, thus clarifying scientific concepts through different methodologies. In practical classes
various laboratory techniques used in sciences such as biology, geology, physics and chemistry will be put into
practice so that the student can understand and appreciate different scientific methods, and how science can
tackle different problems. Evaluation of quotations: Attendance ­ 10% Written test 50% Report ­ 20% Notebook records ­ 20%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias de ensino são coerentes com os objectivos da unidade curricular uma vez que se procura
articular conhecimentos e conteúdos teóricos a uma componente prática. A componente prática, desenvolvida
em laboratório, permite a compreensão de fenómenos e processos científicos, o desenvolvimento da lógica e
de uma atitude mais científica, onde a promoção do trabalho em grupo tem um papel essencial pois permite que
os estudantes analisem, estudem e fundamentem o conhecimento científico que estão a construir e a
desenvolver.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching methodologies are consistent with the objectives of the course since it seeks to articulate the
theoretical knowledge and a practical component content. The practical component, developed in the laboratory,
allows the understanding of scientific phenomena and processes, the development of logic and a more scientific
approach, where the promotion of group work plays a key role because it allows students to analyze, study and
sustain scientific knowledge that are building and developing.
3.3.9. Bibliografia principal:
Dean, J., Jones, A. & Reed, B. (2001). Pratical Skills in Chemistry. Prentice Hall
Jones, A., Duck, R. & Reed, R. (1999). Pratical Skills in Environmental Sciences. Prentice Hall
Jones, A., Reed, B. & Weyrs, J. (2007). Pratical Skills in Biology. Benjamin Cummings
Rutherford, F. & Ahigren, A. (1995). Ciência para todos. Lisboa: Gradiva
Thouin, M. (2004). Resolução de Problemas científicos e tecnológicos nos ensinos do pré­escolar e básico 1º
ciclo. Lisboa: Instituto Piaget
Mapa IV ­ Projeto Interdisciplinar de intervenção pedagógica/Interdisciplinary Project Pedagogic Intervention
3.3.1. Unidade curricular:
Projeto Interdisciplinar de intervenção pedagógica/Interdisciplinary Project Pedagogic Intervention
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda (4h S)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Celeste Cabral dos Santos Ribeiro (4h S)
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (4h S)
Rui Pires Marques Veloso (4h S)
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar (4h S)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular pretende promover a articulação interdisciplinar, visando uma abordagem holística dos
saberes, num processo dialéctico teoria­prática, consubstanciando­se numa demonstração/desenvolvimento
de competências através da observação e intervenção em contextos educativos específicos.
No final da unidade curricular os estudantes deverão ser capazes de:
­ Revelar capacidade de relacionamento e de promoção de aprendizagens junto das crianças;
­ Identificar a especificidade dos contextos de estágio e adequar a práxis à singularidade dos mesmos;
­ Demonstrar capacidade para trabalhar produtivamente em equipa; ­ Dominar as técnicas de observação e registo utilizadas na actividade educativa; ­ Enunciar potencialidades da integração das diversas áreas curriculares no processo de construção de um
projecto de ensino­aprendizagem.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course aims to promote interdisciplinary articulation, aiming at the holistic approach of knowledge, theory
and practice in a dialectical process, consolidated in a demonstration / development of skills through
observation and intervention in specific educational contexts. At the end of the course students should be able to: ­ Reveal relational skills and promote children’s learning processes:
­ Identify the specificity of educational settings and adapt the practice to the uniqueness of the same; ­Demonstrate ability to work productively in a team, contributing to the training of others and enriching their
training; ­ Mastering the techniques of observation and recording used in the educational activity; ­ Highlight potentialities of the integration of the various curricular areas in the construction of teaching­learning
process.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) Teoria da Educação: ­ Metodologia de Trabalho de Projecto Concepção, implementação e avaliação de projectos interdisciplinares
A Integração curricular ­ confluência dos diversos saberes disciplinares
­ Conceito de avaliação, Paradigmas da avaliação e Funções da avaliação Modalidades de avaliação Relação pedagógica e promoção de aprendizagens
b) Estudo das Organizações em Educação:
­ Trabalho de Equipa
­ Relações interpessoais ­ técnicas de dinâmica de grupos
c) Técnicas de recolha e análise de dados: ­ Tratamento e análise de dados; ­ Instrumentos de recolha de dados (inquéritos, escalas, notas de campo, portfólios);
­ Técnicas e instrumentos de avaliação de projectos. 3.3.5. Syllabus:
a) Theory of Education: ­ Project Work Methodology
Design, implementation and evaluation of interdisciplinary projects Curriculum Integration ­ the confluence of several disciplinary knowledge ­ Concept of Evaluation, Paradigms of assessment and evaluation functions Methods of assessment Pedagogical relationship and promote learning b) Study of Organizations in Education: ­ Teamwork ­ Interpersonal Relations ­ techniques of group dynamics c) Techniques for collecting and analyzing data: ­ Processing and analysis of data; ­ Instruments for data collection (surveys, scales, field notes, portfolios); ­ Techniques and tools for evaluating projects.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A premissa principal desta UC. consiste numa formação que aborde de forma prática e ativa os principais
desafios da prática profissional, de acordo com os currículos estabelecidos nos contextos educativos,
permitindo a partilha de experiências entre os diferentes agentes envolvidos (estudantes, professores
cooperantes e supervisores).
Como o contexto de intervenção é escolhido pelos estudantes os projectos interdisciplinares deverão possuir
características que demonstrem a integração dos diversos saberes disciplinares/áreas de conteúdo próprios
de cada nível de ensino ou serviço educativo. Sendo assim, e como estágio final da Licenciatura em Educação Básica, espera­se que o aluno conceba,
desenvolva e avalie projectos interdisciplinares ajustados aos grupos/turmas e contextos da prática
pedagógica.
A aprendizagem de técnicas de avaliação e de recolha de dados é essencial para a prática profissional e para a
investigação. Deste modo, considera­se necessário apetrechar os estudantes para a sua utilização no
desenvolvimento de boas práticas.
Pretende­se contribuir para a formação pessoal e profissional dos estudantes por forma a desenvolver
competências sociais que permitam situar as práticas às organizações e contribuam para interações de cariz
assertivo, proativo e democrático.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The main premise of this course consists of a training that addresses in a practical and active way the main
challenges of professional practice, according to the established curricula in educational contexts, allowing that
experiences are shared among the different actors involved (students, cooperating teachers and supervisors). Since the intervention context is chosen by students the interdisciplinary projects should have characteristics
that demonstrate the integration of the various disciplinary / content areas of each level of education or
educational service knowledge. Thus, and as it is the final stage of the degree in Basic Education, it is expected that students conceive, develop
and evaluate interdisciplinary projects adjusted to groups / classes and contexts of teaching practice. The learning evaluation techniques and data collection is essential for professional practice and research. Thus,
it would be necessary to equip their students for its use in developing good practice. It is intended to contribute to the personal and professional development of students in order to develop social
skills that enable them to situate the practices in organizations and contribute to assertive, proactive and
democratic interactions.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas serão distribuídas em sessões destinadas ao aprofundamento dos conteúdos programáticos
recorrerão à apresentação, discussão e análise de boas práticas de utilização da metodologia de trabalho de
projecto.
Os seminários destinar­se­ão ainda à construção/reconstrução, apresentação e avaliação dos projectos a ser
implementados no período de estágio que será realizado em pares. Os estudantes distribuir­se­ão nos
seminários de acordo com os níveis de ensino onde realizam o estágio. Os últimos seminários consistirão na
apresentação dos trabalhos, realizados em pequenos grupos, à turma. Avaliação:
Trabalhos realizados em tempo de seminário (30%).
Trabalho realizado no âmbito do estágio ­ Concepção, implementação e avaliação de um projecto
interdisciplinar (70%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Sessions are aimed at deepening the syllabus with presentation, discussion and analysis of best practices
using project work methodology.
The seminars will also be aimed at the construction / reconstruction, presentation and evaluation of projects to
be implemented in the period of internship. Students will be distributed at the seminars according to levels of
education where they perform the internship. The last seminar will consist of the presentation of work
undertaken in small groups to the class. Assessment: Work done in the seminar (30%)
Work performed in internship ­ design, implementation and evaluation of an interdisciplinary project (70%)
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A prática pedagógica em contextos escolares (vulgo estágio) em que a valência será da escolha dos alunos,
permitirá relacionar os conhecimentos das práticas anteriores e implementar projectos interdisciplinares
ajustados à diversidade de valências.
Um dos objectivos de aprendizagem preestabelecidos é a integração curricular. Assim, pretende­se
desenvolver nos estudantes a capacidade de relacionar os conhecimentos das diversas áreas disciplinares e
promover a organização do currículo em torno de problemas, questões pertinentes e significativas. Esta
organização do currículo será da iniciativa dos alunos em colaboração com o educador/professor cooperante,
assim como, do supervisor da prática pedagógica, sempre com o propósito de articular a teoria e a prática. A Metodologia de Trabalho de Projecto pressupõe a implicação dos participantes e envolve trabalho de
pesquisa no terreno, tempos de planificação e intervenção com a intenção de responder a problemas de
interesse para o grupo/turma com enfoque social. Assim, os estudantes ao realizarem projectos adequados ao
contexto onde realizam a prática pedagógica, e ao poderem observar boas práticas desta metodologia nas
aulas, aprendem a planificar a acção contextualizada, desenvolvem competências de pesquisa, de organização
e análise crítica. Ainda com recurso a este tipo de metodologia potenciam­se experiências de recolha, de
análise e avaliação dos dados.
Os seminários e as aulas teórico­práticas serão momentos facilitadores de observação, de análise e de
avaliação com o objectivo primeiro de munir os alunos de técnicas de recolha de dados na investigação.
Também as dinâmicas de grupo utilizadas nestas sessões de trabalho permitirão o desenvolvimento de
competências sociais.
As técnicas sugeridas para avaliação, para além de promoverem a aprendizagem cooperativa e os
conhecimentos dos estudantes, facilitam a imersão dos mesmos no processo investigativo. Para a
concretização de um póster, artigo científico ou de um portefólio é necessário recorrer a técnicas de recolha de
dados, a ferramentas de avaliação critica e ao desenvolvimento de procedimentos éticos, essenciais na
investigação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Pedagogical practice in school settings in a valence chosen by students, will relate the knowledge of past
practices and implement interdisciplinary projects adjusted to the diversity of contexts. One of the learning objectives is the curriculum integration. Thus, we intend to develop in students the ability to
relate knowledge from different disciplines and promote the organization of the curriculum around relevant and
significant issues. This organization of the curriculum will be the initiative of the students in collaboration with
the teacher / cooperating teacher, as well as the supervisor of pedagogical practice, always with the purpose of
linking theory and practice. The project work methodology requires the involvement of participants and comprises field work, time planning
and intervention with the intention of responding to subjects of interest to the group / class with social emphasis.
In this way, while students conduct appropriate action to the context in which they do teaching practice projects,
and observe good practices of this methodology in the classroom, they learn how to contextualize an action
plan, develop research skills, organization and critical analysis. This type of methodology also potentiates
experiences in collecting, analyzing and evaluating data.
Seminars and practical classes will facilitate moments of observation, analysis and evaluation with the first
objective to equip students with techniques for data collection in research. Also the group dynamics used will
allow the development of social skills
The suggested techniques for evaluation, in addition to promoting cooperative learning and students' knowledge,
facilitate the immersion in the investigative process. To do a poster, research paper or a portfolio it is necessary
to use techniques of data collection, tools of critical evaluation and development ethical, essential procedures in
research.
3.3.9. Bibliografia principal:
Barbosa, C.S. e Horn, G. (2008). Projetos Pedagógicos na Educação Infantil. Porto Alegre: Artes Médicas.
Beane, J. A. (2003). Integração curricular: a essência de uma escola democrática. Currículo Sem Fronteiras, 3,
nº2, 91­110.
Beneke, S. e Ostrosky, M. (2009). Teachers’ views of the efficacy of incorporating the Project approach into
classroom practice with diverse learners. Early Childhood Research and Practice, Vol. 11, no 1: 1­16.
DEB (2008). Qualidade e Projeto na Educação Pré­Escolar. Lisboa: DEB/Gabinete para a Expansão e
Desenvolvimento da Educação Pré­Escolar.
Katz, L. e Chard, S. (1997). A Abordagem de Projeto na Educação de Infância. Lisboa: Gulbenkian.
Pacheco, J.A. (2000). Flexibilização curricular: algumas interrogações.In J.A.Pacheco (Org.), Políticas de
integração curricular. Porto: Porto Editora
Vasconcelos, T. (2011). Trabalho de Projecto como "Pedagogia de Fronteira". Da investigação às práticas, 1 (3),
8­20.
Mapa IV ­ Currículo e Modelos Curriculares/Curriculum and Curriculum Models
3.3.1. Unidade curricular:
Currículo e Modelos Curriculares/Curriculum and Curriculum Models
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes (10TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria de Lourdes Estorninho Mata (10TP)
Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo (10TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Mobilizar conhecimentos básicos de teoria curricular para analisar situações empíricas. Distinguir os diferentes níveis de desenvolvimento curricular, reconhecendo­os no sistema educativo
português.
Identificar concepções de ensino e aprendizagem subjacentes a diferentes modelos curriculares. e
compreender os instrumentos, actividades e modalidades de gestão curricular que os caracterizam.
Estabelecer relações entre os documentos curriculares em vigor para a educação pré­escolar e os 1º e 2º
ciclos do ensino básico. Treinar competências curriculares dos docentes da educação pré­escolar e do ensino básico, partindo da
análise dos documentos curriculares em vigor e de documentos de planeamento curricular de escola e de
turma/sala.
Explicitar relações entre opções curriculares e seus previsíveis impactos na qualidade da educação.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Make use of basic knowledge of curriculum theory to analyze empirical situations.
Distinguish different levels of curriculum development, recognizing them in the Portuguese education system.
Identify conceptions of teaching and learning underlying the different curriculum models, and understand the
tools, activities and curriculum management strategies that characterize them.
Establish relationships between the curriculum documents in effect for the pre­school and the 1st and 2nd
cycles of basic education.
Train curricular skills of teachers in pre­school and primary education, departing from an analysis of official
curriculum documents and curriculum planning of school and class room / documents.
Explicit relations between curriculum options and their likely impacts on the quality of education.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. Introdução à teoria curricular:
Conceito de currículo e seu lugar nos sistemas educativos
Níveis de desenvolvimento e gestão curricular 2. O currículo no sistema educativo português
Documentos curriculares em vigor para a educação pré­escolar e para os 1º e 2º ciclos do ensino básico;
Gestão do currículo e competências curriculares dos docentes da educação básica;
Aspectos globais do planeamento do ensino­aprendizagem: objectivos, estratégias de ensino­aprendizagem,
avaliação. 3. Organização curricular e modelos curriculares para a educação básica
Princípios e modalidades de organização curricular;
Os modelos do Movimento da Escola Moderna Portuguesa para a educação escolar e pré­escolar;
O modelo Reggio Emilia para a educação pré­escolar;
O modelo Highscope para a educação pré­escolar;
O modelo Walford para a educação escolar e pré­escolar.
4. Qualidade na educação básica
Principais Indicadores de qualidade
O papel do docente na promoção da qualidade
3.3.5. Syllabus:
1 Introduction to curriculum theory: Concept of curriculum and its place in education systems Levels of development and curriculum management
2 The curriculum in the Portuguese education system
Current curriculum documents (3­12 years)
Management of curriculum and curricular competencies of teachers in basic education;
Global aspects of the planning of teaching and learning situations: objectives, teaching­learning, evaluation.
3 Curriculum models for basic education Principles and methods of curriculum organization; The models of the Portuguese Modern School Movement for school and pre­school education; The Reggio Emilia model for preschool education; The Highscope model for pre­school education;
The Walford model for school and pre­school education.
4 Quality in basic education Key Quality Indicators Teacher's role in promoting quality
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta é uma unidade curricular de introdução a uma área de conhecimento e de investigação que é
simultaneamente uma área central das competências profissionais dos docentes da educação básica. Neste
sentido, é necessário que os estudantes tenham contacto com referências teóricas sólidas, com documentos
oficiais da administração central do sistema educativo português e com documentos produzidos no contexto
das escolas e das salas de aula/salas de actividades. Do nosso ponto de vista, é assim necessário que sejam
trabalhados conteúdos direccionados para modelos curriculares específicos de modo a que os estudantes
compreendam que práticas e estratégias diferenciadas assim como compreendam que estão subjacentes
lógicas e concepções diferentes sobre a forma como se ensina e se aprende.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course is an introduction to an area of knowledge and research that is both a central area of professional
skills of teachers of basic education. In this sense, it is necessary that students have contact with solid
theoretical references, with official documents of the central administration of the Portuguese education
system, and with documents produced in the context of schools and classrooms. From our point of view, it is
thus necessary that contents regarding specific curricular models are analysed so that students understand
different strategies and practices and the underlying logics and different conceptions about the way we teach
and learn within each curriculum model.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas TP integram:
­momentos expositivos da responsabilidade das docentes;
­discussão de textos selecionados e previamente lidos pelos estudantes em diferentes momentos da UC, sobre
diversos temas;
­análise de documentos curriculares: Orientações curriculares para a educação pré­escolar, matriz curricular
do ensino básico e programas dos 1º e 2º ciclos do ensino básico; Metas de aprendizagem para a educação pré­
escolar e para os 1º e 2º ciclos;
­apresentação de trabalhos desenvolvidos pelos estudantes em grupos sobre um modelo curricular.
­exercícios de planeamento de situações de ensino­aprendizagem para contextos de educação conhecidos
pelos estudantes nas UC de IPP e em articulação com as outras UC de DE.
A avaliação contínua contempla:
­ participação nos trabalhos de sala de aula (leituras e debates): 30%
­ trabalho em grupo sobre um modelo curricular: 40%
­ exercícios de planeamento de ensino­aprendizagem: 30%
Os alunos poderão ainda realizar a UC por exame final.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The TP classes are made of : ­ expository moments of teachers’ responsibility;
­ discussion of selected texts and previously read by students at different times of the UC, on various subjects;
­analysis of curriculum documents: curriculum guidelines for pre­school education, basic education curriculum
and the 1st and 2nd cycles of basic education programs; Learning goals for preschool education and the 1st and
2nd cycles;
­Presentation of work by students in working groups over a curriculum model.
­ Exercises of planning of teaching­learning situations for education contexts known by students in UC IPP and
in conjunction with other UC DE. Continuous assessment includes: ­ The work made during classes (lectures and discussions): 30% ­ Group work on one curricular model: 40% ­ Planning exercises for teaching and learning: 30% Students may also accomplish the UC per final examination.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
De modo a que os estudantes possam mobilizar conhecimentos de teoria curricular para analisar situações
empíricas e possam diferenciar os níveis de desenvolvimento curricular no nosso sistema educativo é preciso
que as docentes exponham alguns aspectos nucleares da teoria curricular e seleccionem textos adequados
para o aprofundamento dessa compreensão pelos alunos em situações de estudo autónomo. A leitura e análise transversal dos documentos normativos do currículo para a educação pré­escolar e para os
1º e 2º ciclos do ensino básico em sala de aula permitirá identificar continuidades e rupturas entre os diferentes
ciclos de ensino, possibilitando os trabalhos de articulação entre contextos que serão solicitados na UC de IPP
do semestre seguintes (Projetos intercontextuais de intervenção pedagógica), bem como para compreender
dimensões dinâmicas do desenvolvimento do currículo.
É por via da leitura de casos e da mobilização de situações concretas vividas pelos estudantes e observadas
em outros contextos (nomeadamente nas UCs de IPP de observação de contextos escolares e pré­escolares)
que os estudantes serão capazes de identificar concepções de ensino associadas aos diferentes modelos
curriculares. Para um melhor entendimento destes modelos, consideramos que o desenvolvimento de
pesquisas e leituras orientadas e a sua organização num trabalho a ser apresentado em sala de aula permitirá
aos estudantes um primeiro contacto com elementos particulares de cada modelo de trabalho. Sendo que esta UC decorre no 4º semestre da Licenciatura, estando integrada nas primeiras abordagens às
didáticas específicas e sendo simultânea com a UC de IPP (Observação de contextos escolares) propor­se­á
aos estudantes a conceção de planos de ensino que partam de contextos concretos e por eles observados nos
estágios. Deste modo, prevê­se uma maior consistência das aprendizagens relativas aos aspetos curriculares
de organização de situações de ensino­aprendizagem na educação básica, dada a consistência com as outras
UC de didáticas e com a observação de situações em que os aspetos curriculares estarão presentes. Assim, e como conclusão, se chegará aos indicadores de qualidade por via do contacto com estudos empíricos
que despertam os estudantes para implicações que as opções de gestão curricular podem ter na qualidade dos
processos educativos.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Aiming students’ ability to make use of knowledge about curriculum theory in order to analyze empirical
situations, teachers need to expose some core aspects of curriculum theory and to select appropriate texts to
deepen students’ understanding in situations of autonomous study.
The reading and cross­sectional analysis of the normative documents of the curriculum for pre­school
education and for the 1st and 2nd cycles of basic education in the classroom will allow stuents to identify
continuities and ruptures between the different levels of education. This exercise enables articulation between
contexts that will be required in the internship in the following semester (intercontextual project of pedagogical
intervention), as well as to understand dynamic dimensions of curriculum development and of children’s
learning throughout their education.
Through reading cases and mobilizing concrete situations experienced by students and observed in other
contexts (including the CU of observation of school contexts and kindergarten) students will be able to identify
teaching concepts associated with different curricular models. For a better understanding of these models, we
believe that the development of a deeper approach to a particular model in working groups presented in the
classroom will allow students a first contact with particular elements of each work model.
This CU runs in the 4th semester of the study cycle, the same semester where students will learn about
didactics. Making sense of this, we will propose students to conceive small scale teaching plans, departing from
contexts concrete and observed by them in their internships. Thus, it provides for greater consistency of
learning outcomes related to curricular aspects of organization of teaching situations and learning in basic
education, given the consistency with other UC teaching and observation of situations in which the curricular
aspects are present.
Thus, finally, the approach to education quality indicators derives from contact with empirical and theoretical
studies that draw students’ attention to the implications of curriculum management decisions on the quality of
educational processes.
3.3.9. Bibliografia principal:
AAVV. (2001). Gestão curricular no 1 ciclo: Monodocência­Coadjuvação. Encontro de reflexão. Lisboa:
Departamento da Educação Básica.
Alarcão, I. (Ed.). (2008). Relatório do estudo «a educação das crianças dos 0 aos 12». Lisboa: Conselho
Nacional de Educação.
Katz, L., Ruivo, J. B., Silva, M. I., & Vasconcelos, T. (1998). Qualidade e Projecto na Educação Pré­escolar.
Lisboa: Ministério da Eudcação, Departamento da Educação Básica.
Morgado, J. (2004). Qualidade na Educação: um desafio para os professores. Lisboa: Presença.
Oliveira­Formosinho, J., Spodek, B., Brown, P. C., Lino, D., & Niza, S. (2013). Modelos Curriculares para a
Educação de Infância. Porto: Porto Editora.
Roldão, M. d. (2009). Estratégias de ensino. O saber e o agir do professor. Lisboa: Fundação Manuel Leão.
Steiner, R. (2007). Os primeiros anos da infância. Material de estudo dos jardins­de­infância Waldorf. São Paulo:
Antroposófica
Mapa IV ­ Correntes da Pedagogia / Trends of Pedagogy
3.3.1. Unidade curricular:
Correntes da Pedagogia / Trends of Pedagogy
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
António Luís Montiel Salas (15TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes (15TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
1.Construir uma compreensão pessoal do conceito de educação (da sua possibilidade, necessidade e
finalidade) e do ato educativo (ensinar e aprender), com uma sólida fundamentação teórica, de modo a ser
capaz de dialogar criticamente com diversos paradigmas pedagógicos e modos de entender o homem, a
sociedade e a cultura.
a.Conhecer as grandes etapas da educação ao longo da História e a dinâmica evolutiva dos sistemas
educativos.
b.Identificar as principais correntes pedagógicas, os autores de referência, os seus fundamentos e ideias
diferenciadoras.
2.Diferenciar as correntes da Pedagogia contemporânea, nas suas origens no seu desenvolvimento e
atualidade, e nas formas que adotam na sua implementação na prática educativa.
a.Compreender as relações e tensões entre a Escola Fabril e a Escola Nova. b.Contextualizar os principais autores da Escola Nova na contemporaneidade. c.Compreender o legado das correntes contemporâneas de educação para aplicação na prática pedagógica.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
1. To develop a personal understanding of the concept of education (its possibilities, necessity and purpose) and
educational act (teaching and learning), with a solid theoretical foundation, in order to be able to engage critically
with various pedagogical paradigms and ways of understanding man, society and culture.
1.1. To know the major stages of education throughout History and the evolutionary dynamics of education
systems.
1.2. Identify the main pedagogical trends, authors of reference, their basis and differentiating ideas.
2. To differentiate contemporary Pedagogy trends, taking into account its origins and its development , and the
forms adopted in educational practice.
2.1. To understand the relationships and tensions between the industrial school and the new school. 2.2. To Contextualize the main authors of the new school in contemporary times. 2.3. To understand the legacy of contemporary trends of education and their implementation in pedagogical
practice.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. Filosofia da Educação:
1.1. O conceito de educação, de educabilidade e educatividade. 1.2. Sentido teleológico do agir humano. A finalidade da educação.
1.3. Análise do ato educativo: ensinar e aprender na dimensão do saber teórico, do saber «práxico» e do saber
técnico ou produtivo.
2. Introdução às principais correntes pedagógicas
2.1. Corrente enciclopédica da transmissão de conhecimentos
2.2. Corrente naturalista e desenvolmentalista.
2.3. Corrente da Escola Nova ou Ativa
2.4. Corrente instrumental condutista
2.5. Corrente cognitiva construtivista: psicogenética (Piaget, Dewey), socio cultural: (Vigotsky), aprendizagem
pela descoberta (Bruner), aprendizagem significativa. (Ausubel)
2.6. Corrente crítico social
3.3.5. Syllabus:
1. Philosophy of education:
1.1. The concept of education, educability and educativity. 1.2. Teleological sense of human action. The purpose of education.
1.3. Analysis of the educational act: teaching and learning in the dimension of theoretical, practical and technical
knowledge.
2. Introduction to the main pedagogical trends
2.1 . Trend of encyclopedic knowledge transmission
2.2. Naturalist and developmental trend
2.3. The progressive education trend
2.4. Instrumental behaviorist trend
2.5. Trend of cognitive constructionism: psychogenetic (Piaget, Dewey), socio cultural (Vigotsky), learning by
Discovery (Bruner), meaningful learning. (Ausubel)
2.6. Trendt of social critic
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
1. O primeiro grande objetivo da Unidade Curricular é contribuir para que o estudante seja capaz de construir
uma compreensão pessoal do conceito de educação, que supere a sua ideia inicial de senso comum que advém
da sua experiência de vida ou de formação anterior. 1.1. Para o efeito, os conteúdos programáticos da Filosofia da Educação permitirão que o estudante possa
problematizar o fenómeno educativo e o próprio ato educativo (ensinar e aprender). Esse é o propósito de
estudar o conceito e a finalidade de educação (partindo desde a sua definição etimológica) e de se realizar o
esforço por descobrir a possibilidade e a necessidade que o homem tem de ser educado (educabilidade) e de
ser educado por um agente exterior (educatividade). Por sua vez, a compreensão das diversas dimensões do
agir humano (teórico, práxico e técnico ou produtivo) permitirá uma análise do ato educativo, tanto na
perspetiva do educador (ensinar) como do educando (aprender) na dimensão do saber teórico, do saber
«práxico» e do saber técnico ou produtivo.
1.2. Por sua vez, o conhecimento das grandes etapas da educação ao longo da História da Humanidade e da
dinâmica evolutiva dos sistemas educativos e das principais correntes pedagógicas (os autores de referência,
os seus fundamentos e as suas ideias diferenciadoras) darão solidez às aprendizagens teóricas pois
propiciarão o diálogo crítico com as respostas oferecidas pelos diversos paradigmas pedagógicos e com os
modos como cada um deles entende o homem, a sociedade e a cultura: desde a corrente enciclopédica da
transmissão de conhecimentos, até a corrente naturalista e desenvolmentalista, da Escola Nova ou Ativa, da
Pedagogia por Objetivos e condutista e, também, a corrente cognitiva construtivista e até à corrente crítico
social.
2. O segundo grande objetivo da Unidade Curricular é facilitar que o estudante possa entender e se adaptar
melhor aos diversos modelos educativos que poderão vir a encontrar na sua próxima prática pedagógica.
2.1. Para diferenciar as correntes da Pedagogia contemporânea, tanto nas suas origens como no seu
desenvolvimento e atualidade, e as formas que adotam na sua implementação na prática educativa, é
necessário que os estudantes contactem com o que hoje se sabe sobre as principais características de
modelos pedagógicos de referência – através de fontes primárias e secundárias. Neste sentido, foram
escolhidos autores e modelos reconhecíveis nas práticas educativas e documentos orientadores da educação
básica contemporâneos. 2.2. Foram também identificadas dimensões de análise que facilitam a compreensão das divergências e
convergências entre diferentes correntes pedagógicas, de modo a que os estudantes sejam capazes de
reconhecer em testemunhos (biográficos ou não) e relatos de práticas, os principais fundamentos pedagógicos
radicados, por exemplo, no enciclopedismo ou no construtivismo, na corrente naturalista ou na condutista.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The first major curricular unit's goal is to help the student to be able to construct a personal understanding of the
concept of education, exceeding their initial idea of common sense that comes from life experience or previous
training. 1.1. To this end, the syllabus of philosophy of education will allow the student to discuss the educational
phenomenon and the very act of education (teaching and learning). That is the purpose of studying the concept
and purpose of education (starting from its etymological definition) and to make the effort to discover the
possibility and man's need to be educated (educability) and be educated by an outside agent (educativity). In
turn, the understanding of the various dimensions of human action (theoretical, practical and technical) will
enable an analysis of the educational act, both from the perspective of the educator (to teach) and the learner (to
learn) in the dimension of theoretical, practical and technical knowledge.
1.2. In turn, the knowledge of the major stages of education throughout the history of mankind, of the evolutional
dynamics of education systems and the main pedagogical trends (the authors of reference, its foundations and
its differentiating ideas) will provide a sound basis to theoretical understanding. This knowledge allows the
critical dialogue with the approaches offered by the various pedagogical paradigms and with the ways each of
them understands man, society and culture: from the trend of encyclopedic knowledge transmission, till the
trend of naturalistic and developmentalist, the progressive education, pedagogy for objectives and behaviorist
and, also, the cognitive and constructivist trend to current social critic.
2. The second major goal of the course is to enable the student to understand and adapt better to the various
educational models that he or she is likely to find in pedagogical practice.
2.1. To differentiate the trends of contemporary Pedagogy, both in its origins and in its development, and the
forms adopted in educational practice, it is necessary that students contact with what we now know about the
main features of teaching models of reference – through primary and secondary sources. In this sense, authors,
recognizable models in educational practices and guiding documents of contemporary basic education were
chosen. 2.2. Dimensions of analysis that facilitate the understanding of the divergences and convergences between
different pedagogical trends have also been identified, so that students are able to recognize in testimonies
(biographical or otherwise) and reports of practices, the main pedagogical foundations rooted in, for example,
the encyclopedism or constructivism, in naturalistic or behaviorist trends.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
1. O processo de ensino/aprendizagem contempla aulas simultaneamente expositivas e interrogativas. Será
valorizada a participação ativa dos alunos com trabalhos em sala e através de atividades de Perguntas &
Respostas (construir de cada aula uma pergunta com a correspondente resposta que sintetize uma
aprendizagem que desejem destacar). Será realizada uma prova escrita individual (40% da Avaliação final).
2. Propõe­se um Trabalho de Grupos, com a monitorização dos docentes, para aprofundar o estudo de uma das
correntes pedagógicas abordadas (40% avaliação final). Os Trabalhos devem recolher informação sintética
(escrito em 5 páginas e apresentado em 10 minutos) sobre: Contexto socio­histórico; Fundamentos da corrente
pedagógica; Principais autores; O papel do docente e do aluno; A escola e a relação pedagógica; Os conteúdos
e os currículos; Conclusões.
3. Os alunos serão ainda desafiados à Leitura de um livro que será motivo de entrevista oral (20% avaliação
final).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
1. The teaching/learning process includes classes simultaneously expositive and interrogative. It will be valued
the active participation of students during classroom work and throughout activities named Questions &
Answers (to suggest a question and its answers based on the subjects of each lesson). An individual written
exam (40% of the final assessment) is required.
2. It is proposed a group work, with the supervision of teachers, to deepen the study of one of the pedagogical
trensa addressed (40% final evaluation). The essay should have synthetic information (written in 5 pages and
presented in 10 minutes) about: socio­historical context; pedagogical current fundamentals; main authors; the
role of the teacher and the student; the school and the pedagogical relationship; the contents and curricula;
Conclusions.
3. Students will still be challenged to read a book that will be the basis for oral interview (20% final evaluation).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
1.A opção por abordar os conteúdos programáticos com aulas simultaneamente expositivas e interrogativas,
com frequentes trabalhos em sala de pequeno grupo, mais a atividade de Perguntas & Respostas (construir de
cada aula uma pergunta com a sua correspondente resposta que sintetize uma aprendizagem que desejem
destacar), o Trabalho de Grupos (sobre uma das correntes pedagógicas abordadas nas aulas) e a Leitura de
Enriquecimento do livro recomendado, procura fomentar uma atitude ativa nos estudantes que conduza ao
primeiro grande objetivo da Unidade Curricular de contribuir para que o estudante seja capaz de construir uma
compreensão pessoal do conceito de educação (da sua possibilidade, necessidade e finalidade) e do ato
educativo (ensinar e aprender), que supere a sua ideia inicial de senso comum (que advém da sua experiência
de vida ou de formação anterior) com uma sólida fundamentação teórica.
2.A exposição dos conteúdos programáticos nas aulas e as leituras complementares requeridas para a
realização das restantes atividades (Trabalho de Grupos sobre uma corrente pedagógica e a Leitura de
Enriquecimento) possibilitam o exercício da segunda parte daquele primeiro grande objetivo da Unidade
Curricular, isto é, facilitam que o estudante seja capaz de dialogar criticamente com os diversos paradigmas
pedagógicos e modos de entender o homem, a sociedade e a cultura, pela identificação das principais
correntes pedagógicas (autores de referência, os seus fundamentos e as suas ideias diferenciadoras) e as
formas que adotam na sua implementação na prática educativa, o que constitui, por sua vez, o segundo objetivo
da Unidade Curricular: que o estudante possa entender e se adaptar melhor aos diversos modelos educativos
que poderão vir a encontrar na sua próxima prática pedagógica.
3. A realização dos frequentes trabalhos de sala (individuais e de pequeno grupo) durante as aulas, mais o
processo de análise das Perguntas & Respostas (publicadas em ficheiro partilhado on­line entre docentes e
alunos), assim como a monitorização do docente nos Trabalhos de Grupo (estudo aprofundado de uma das
correntes pedagógicas abordadas nas aulas quanto aos seu contexto socio­histórico, fundamentos, principais
autores de referência e principais ideias diferenciadoras) e a avaliação individual da Leitura de Enriquecimento,
aparecem como estratégias de proximidade do docente e de atendimento personalizado a cada aluno que
sejam garantia do processo de aprendizagem e avaliação contínuas.
4. Finalmente, a preparação requerida para a realização da prova escrita de avaliação individual das
aprendizagens e da entrevista oral de avaliação individual da Leitura de Enriquecimento, mais a pesquisa e
leituras exigidas para a apresentação do Trabalho de Grupos (oral e por escrito), criam a necessidade no aluno
de uma atitude séria de reflexão e estudo que é essencial para uma consistente compreensão do legado das
correntes pedagógicas e da sua aplicação na prática educativa
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
1­The option for addressing the syllabus with, simultaneously, interrogative and expositive classes, with regular
works in small groups, and the activity of Questions & Answers (to suggest a question and its answers based on
the subjects of each lesson), the group work (on a pedagogical trend discussed in class) and the enrichment of
recommended book reading seeks to promote an active attitude in students that will lead to the first major
objective of the Curriculum Unit: to help the student to be able to construct a personal understanding of the
concept of education (its possibilities, necessity and purpose) and of the educational Act (teaching and
learning), exceeding their initial idea of common sense (that comes with life experience or previous training) with
a solid theoretical foundation.
2. The study of syllabus in class and the complementary readings required for the implementation of the other
activities (work in groups on a pedagogical trend and the enrichment reading) allow the exercise of the second
part of the first major curricular unit's objective, that is, to make the student able to engage critically with the
various pedagogical paradigms and ways of understanding the man, society and culture, by the identification of
the main pedagogical currents/trends (authors of reference, its foundations and its differentiating ideas) and the
forms they take on its implementation in educational practice, which is, in turn, the second objective of the
Curriculum Unit: that the student can understand and adapt better the various educational models that are likely
to find in their next pedagogical practice.
3. The realization of the frequent work (individual and in small group) during class, and the process of analysis of
the Questions & Answers (published in shared file online between faculty and students), as well as the teacher
work of monitoring group (in­depth study of a pedagogical trend addressed in class regarding its socio­historical
context, foundations, authors of reference and main differentiating ideas) and the individual assessment of
reading enrichment, appear as proximity strategies of teaching and of personalized attention to each student
who are the guarantee of continuous evaluation and learning process.
4. Finally, the preparation required for the realisation of individual assessment of the written test and oral
interview learning of individual assessment of Enrichment Reading, as well as the research and readings
required for the presentation of the Group Work (oral and written), create the need in the student of a serious
attitude for reflection and study that is essential to a consistent understanding of the legacy of pedagogical
currents/trends and their application in educational practice.
3.3.9. Bibliografia principal:
Abbagnano, N. e Visalberghi, A. (1982). História da Pedagogia. Lisboa: Livros Horizonte. Vol. IV Altarejos, F. e Naval, C. (2004). Filosofia de la Educación. Pamplona: ed. Eunsa.
Carneiro, Roberto (2001). Fundamentos da Educação e da Aprendizagem. 21 ensaios para o século XXI. Vila
Nova de Gaia: Fundação Manuel Leão.
Chateau, J. (s/d). Os Grandes Pedagogos. Lisboa. Ed. Livros do Brasil Folque, Maria A. (2012). O aprender a aprender no Pré­escolar: o modelo pedagógico do Movimento da Escola
Moderna. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação para a Ciência e Tecnologia.
Freire, P. (1996). Pedagogia da Autonomia. São Paulo: www.bibliotecadigitalpaulofreire.com.
Monteiro, A. R. (2005). História da Educação. Uma perspectiva. Porto: Porto Editora e CIE­FC­UL.
Neves, M. C. (2006). Da vida na escola: histórias com crianças dentro. Porto : Asa.
Niza, S. (2012). Escritos sobre educação. Lisboa: Tinta da China.
Nóvoa, A. (2005). Evidentemente. Histórias da Educação. Porto: Asa.
Mapa IV ­ Orientações Pedagógicas em Creche/Pedagogical Guidelines in Daycare
3.3.1. Unidade curricular:
Orientações Pedagógicas em Creche/Pedagogical Guidelines in Daycare
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda (15h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Isabel Pulido Garcia Adragão de Antela (15h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular, inserida na área da Formação Educacional Geral, de cariz opcional tem como principal
objectivo sistematizar o conhecimento do atendimento à primeira infância. Esta opção proporcionará ao
estudante um olhar reflexivo e crítico acerca dos indicadores de qualidade na ação educativa neste contexto de
atendimento à infância.
Assim evidenciam­se os seguintes objetivos de aprendizagem:
­ Identificar perspetivas e linhas orientadoras na educação e cuidados para crianças dos 0 aos 3 anos;
­ Conhecer e avaliar o desenvolvimento da criança dos 0 aos 3 anos;
­ Distinguir e comparar parâmetros de qualidade em creche;
­ Conhecer as diferentes tipologias e estruturas organizacionais de atendimento à 1ª Infância;
­ Conceber um relatório de observação e avaliação que descreva algum (s) indicador (s) de qualidade baseado
na análise da informação recolhida.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This curricular unit, located in the area of General Education Training as an optional subject, aims to systematize
the knowledge of early childhood care. This option will provide the student with a reflective and critical aproach
about the quality indicators in educational action in this context of care provision.
Thus the following learning objectives are intended:
­ Identify prospects and guidelines on education and care for children 0 to 3 years;
­ Understand and evaluate the development of the child from 0 to 3 years;
­ Distinguish and compare quality parameters in daycare;
­ Knowing the different types of organizational structures and service to Early Childhood Education;
­ Developing a report of observation and assessment that describes some (s) indicator (s) based on the quality
of the information collected.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Sendo a Creche considerada um terreno fértil para o desenvolvimento da criança e um dos contextos
educativos que tem mais empregabilidade no ingresso da profissão docente e não docente, . esta UC
perspectivará e descreverá as políticas educativas actuais neste âmbito. Recorrerá a quadros legislativos, a
estudos recentes e a instrumentos de avaliação da qualidade deste serviço educativo.
Assim, destacam­se os seguintes conteúdos programáticos:
a) Orientações Pedagógicas para a Primeira Infância
b) Princípio Geral e Objectivos da Lei­Quadro da Educação Pré­Escolar
c) Educação e Cuidados na Primeira Infância; respostas Sociais em Portugal para a Primeira Infância
d) Concepções sobre a qualidade da Educação de Infância e respetiva avaliação
ge) Reconhecer a Perspectivação de um currículo em contexto educativo de creche
hf) Conhecer o Desenvolvimento pessoal e social das crianças dos 0 aos 3 anos
g) A aprendizagem ativa na 1ª Infância
3.3.5. Syllabus:
Being the Nursery daycare considered fertile ground for chid's development and an educational contexts that
has more employability, this curriculum unit describes the current education policy in this area. It will study
legislative frameworks,recent studies and instruments for evaluating the quality of this educational service.
Thus, the following syllabus includes:
a) Pedagogical Guidelines for Early Childhood b) Principles and objectives of the legislative Framework of the Pre­School Education c) Education and Early Childhood Care; Social responses in Portugal for Early Childhood d) Conceptions of quality and assessment in Early Childhood Education e) Arguments for a curriculum in an educational context childcare f) Personal and social development of children aged 0 to 3 years g) Active learning in the Early Childhood
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Sendo esta Unidade Curricular do 5º semestre da Licenciatura em Educação Básica pressupõe­se que,
anteriormente os estudantes tenham desenvolvido ou estejam a desenvolver práticas nesta valência e daí
pretender­se referenciar assuntos subjacentes a este contexto educativo.
As políticas educativas atuais, a creche como resposta social, o desenvolvimento pessoal e social das
crianças dos 0 aos três anos, serão conteúdos a abordar nesta UC. Estes conteúdos pretendem ser
promotores de aprendizagem tanto teórica como prática mais aprofundadas na área da Creche, preparando os
estudantes, que seleccionam este contexto educativo, para uma prática mais fundamentada e por isso mais
consciente.
No processo didático desta unidade curricular, os estudantes deverão adquirir o conhecimento da
multiplicidade do conceito de qualidade para, posteriormente, se habilitarem à utilização de instrumentos de
avaliação da qualidade. Com este propósito, serão apresentados e discutidos diversos exemplos de Creches
simultaneamente com as avaliações de qualidade. Estando os modelos e orientações pedagógicas, ao nível nacional e internacional, para o contexto de creche,
muitas vezes, associados a formas de avaliar a qualidade,(direta, ou indiretamente), esta unidade curricular
procurará realizar uma revisão do estado da arte relativamente a alguns dos modelos existentes para a creche
e de algumas das formas de avaliar a qualidade que lhes estão associadas.
Paralelamente serão apresentadas as políticas atuais relativas a este contexto educativo o enquadramento
legal, visto ser imprescindível para os alunos saber situar e contextualizar a valência da creche em Portugal
histórica e socialmente.
O desenvolvimento pessoal e social das crianças desta faixa etária será aprofundado por ser um momento da
vida rico em experiências e mudanças como: Separação da família mais concretamente da mãe e do pai;
Aquisição da marcha e da linguagem e de tantas outras. Assim, o estudante deverá ter conhecimento e
consciência da importância da construção de um ambiente de aprendizagem ativa para bebés e para crianças
até aos três anos o que significa conhecer as suas necessidades sociais e emocionais de segurança e
companhia; as necessidades físicas de nutrição, os cuidados corporais (descanso, movimento e proteção); as
necessidades cognitivas, a exploração de materiais interessantes e apelativos à ação, uma diversidade de
desafios; necessidades sociolinguísticas de comunicação de desejos e descobertas aos interlocutores
(adultos e crianças).
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
As this course, integrated in the 5th semester of Bachelor in Elementary Education, it is assumed that students
have previously developed or are developing practice in this context and hence want to be referenced to issues
behind this educational context.
The current educational policy, childcare as a social response, personal and social development of children
aged 0 to three years, will be contents to address this UC. These contents are intended to develop both
theoretical and practical learning in the area of the Nursery practice, preparing students who select this
educational context, for a more grounded and therefore more conscious practice.
In the didactic process of this course, students will acquire knowledge of the multiplicity of the concepts of
quality to later be able to use instruments for quality assessment. For this purpose, several examples of
Nursery School practices and contexts, simultaneously with quality assessments, will be presented and
discussed. Since pedagogical models and guidelines to the context of childcare, at national and international level, are often
associated with ways to evaluate quality (directly or indirectly), this course will seek to conduct a review of the
state of the art regarding some of the existing day­care models and some of the ways to evaluate the quality
associated with them. Alongside current policies and the legal framework will be presented, since it is essential for students to know
how to situate and contextualize the valence of the nursery in historical Portugal and socially. Personal and social development of children in this age group will be deepened since it is a moment in life rich in
experiences and changes: the separation of mother and father's family; acquisition of walking, language and
many others. Thus, the student should have knowledge and awareness of the importance of building an
environment of active learning for babies and children up to three years which means meeting their social and
emotional needs of security and companionship; physical needs for nutrition, body care (rest, movement and
protection); cognitive needs, exploration of interesting and appealing material to the action, a variety of
challenges; sociolinguistic communication needs of desires and findings to others (adults and children).
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Seguindo o paradigma da participação ativa dos estudantes implementar­se­ão aulas teórico práticas
elucidativas da realidade da creche recorrendo a estudos recentemente elaborados, a testemunhos de
educadores de infância sobre a avaliação, a qualidade e os instrumentos utilizados.
Neste processo serão praticadas técnicas de observação e recolha de dados. Irá recorrer­se à análise de
documentos e visionamento de filmes demonstrativos das temáticas debatidas em sala de aula.
Os estudantes terão um tempo destinado à pesquisa e à preparação dos trabalhos sugeridos e terão sessões
tutoriais com as docentes.
Os elementos de avaliação consistirão:
­ trabalho de grupo: relatório critico das temáticas das aulas (60%).
­ trabalho individual : recensão sobre o papel do educador em creche (30%)
­ participação e assiduidade (10%)
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Following the paradigm of active student participation, theoretical and practical classes will be implemented,
focusing on the reality of childcare, using recently developed studies, the testimonies of early childhood
educators on the evaluation, quality and instruments used. In this process observation techniques and data collection will be practiced. The analysis of documents and
viewing of statements of thematic films discussed in class will also be present.
Students will have time for the research and preparation of the suggested work and have tutorial sessions with
the faculty. Assessment elements consist of: ­ Group work: critical report of the thematic classes (70%). ­ Individual work: book review the role of the educator in childcare (30%)
­ participation and presence (10%)
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Para tornar exequíveis os objetivos de aprendizagem os estudantes apresentarão competências elucidativas
das aquisições efetuadas. Deste modo, os conteúdos a abordar e as metodologias selecionadas serão
reguladoras das aprendizagens.
O aprofundamento das conceções do desenvolvimento pessoal e social das crianças dos 0 aos 3 anos
permitirão, aos alunos, a descrição e avaliação dos marcos de desenvolvimento desta faixa etária
evidenciadas no relatório crítico a apresentar.
Com o propósito de conhecer a creche é essencial aprofundar as vertentes legislativas e as políticas
educativas. Pretende­se apresentar e analisar nas sessões de trabalho documentos do enquadramento legal e
das políticas atuais neste serviço educativo. No seguimento das metodologias selecionadas, os estudantes poderão apropriar­se de instrumentos utilizados
na avaliação da qualidade da Creche o que permitirá o conhecimento dos conceitos e da sua versatilidade.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
To make feasible the learning objectives, students will present explanatory competences of acquisitions made.
Thus, the content and methodologies selected will be learning regulators.
The deepening of conceptions of personal and social development of children aged 0 to 3 years will allow
students the description and evaluation of developmental milestones in this age group to be evidenced in the
critical report to be presented.
In order to know the nursery it is essential to deepen the understanding about legislative aspects and
educational policies. Ddocuments of the legal framework and current policies in this educational service will be
present and analyze in classes.
Following the selected methodologies, students will take ownership of instruments used in assessing the quality
of the Nursery which will allow the knowledge of concepts and their versatility.
3.3.9. Bibliografia principal:
Coelho, A. M. S. (2004). Educação e Cuidados em Creche – Conceptualizações de um grupo de educadoras.
Dissertação apresentada à Universidade de Aveiro para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção
do grau de Doutor em Ciências da Educação. Aveiro: Universidade de Aveiro, Departamento de Ciências da
Educação.
ISS (2005). Manual de Processo­chave: creche. Lisboa: ISS/MTSS.
ISS (2005). Modelo de Avaliação da Qualidade: Creche. Lisboa: ISS/MTSS.
PINHO, A. M. (2009). The Evaluation of Personal and Social Development From 0 to 3 Years. International
Conference of Education, Research and Innovation (ICERI). Madrid: IATED.
Portugal, G. (2012). Finalidades e Práticas educativas em creche ­ das relações, actividades e organização dos
espaços ao currículo na creche. Porto: CNIS.
Walsh, G., & Gardner, J. (2005). Assessing the quality of early years learning environments. Early childhood
research and practice, 7(1), 1­17.
Mapa IV ­ Oficinas de observação e análise documental/Observation and Document Analysis Workshops
3.3.1. Unidade curricular:
Oficinas de observação e análise documental/Observation and Document Analysis Workshops
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar (45hTP.)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Como o próprio nome indica, uma oficina, é um local de uma aprendizagem activa e que exige que os alunos do
ensino superior aprendam a ter autonomia e capacidade de investigação e aprendizagem por si próprios. ­ Conhecer procedimentos de investigação e construção de conhecimento praticados nas ciências sociais e
humanas;
­ Desenvolver a capacidade de autonomia científica e de conhecimento aprofundado sobre os saberes, a partir
da investigação documental praticada; ­ Registar informações recolhidas de modo sistemático e fidedigno.
­ Conhecer funções, espólios e modalidades de organização de arquivos e bibliotecas;
­ Analisar documentos e espólios estabelecendo comparações entre fontes primárias e secundárias. ­ Explicitar a relevância de conhecer espólios documentais, como arquivos municipais, fotográficos,
etnográficos, entre outros, para o desenvolvimento do trabalho em educação básica.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
As the name itself shows, a workshop is a place for active learning and that demands college students to learn
how to be autonomous and to have research and self­direction learning skills. ­To be acquainted with investigation procedures and a the development of practical knowledge in human and
social sciences. ­To develop the autonomous scientific ability and deep awareness of knowledge, starting from the trained
documental investigation
­To register gathered data in a systematic and reliable way
­To be acquainted with functions, assets and file organization methods in libraries
­To analyze documents and assets while establishing comparisons between primary and secondary sources
­To clear the relevance of documentary estate such as municipal, photographic and ethnographic archives,
among others for the development of work in primary education.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. A pesquisa documental em Arquivos
1.1. A acessibilidade das fontes
1.2. O Arquivo Nacional Torre do Tombo (ANTT)
1.3 As fontes de um trabalho científico
­ tipo de fontes: escritas, iconográficas, mapas
2. A investigação bibliográfica
2.1 As bibliotecas: para que servem e como utilizar
2.2. A Biblioteca Nacional (BN)
2.3.Como organizar e trabalhar a bibliografia
3. Do plano de trabalho à redacção final
3.1. A análise de documentos: a forma
3.2. A análise do conteúdo e do discurso
3.3 O índice como hipótese de trabalho.
3.4 Elaboração de fichas de leitura
3.5 Da reflexão à escrita
3.3.5. Syllabus:
1 The documentary research Files 1.1. The accessibility of sources 1.2. The National Archives Torre do Tombo (ANTT) 1.3 Sources of scientific work ­ Type of sources: written, iconographic, maps 2 The literature search 2.1 Libraries: what are they and how to use 2.2. The National Library (BN) 2.3.Como organize and work the bibliography 3 From the work plan for finalizing 3.1. The analysis of documents: the form 3.2. The content analysis and discourse 3.3 The index as a working hypothesis. 3.4 Preparation of records read 3.5 From reflection to writing
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Consequentemente, a oficina de observação e análise documental, é um estágio, ou, melhor, uma preparação
académica, tendo como objectivo de aprendizagem adquirir a capacidade de autonomia científica e de
conhecimento aprofundado sobre os saberes, a partir da investigação documental. Esta capacidade de ir a
arquivos, analisar espólios e saber “ler” documentos, só é possível se desenvolvida através da prática
académica simulada, ou seja, de contacto directo com os acervos documentais, tendo como objectivo uma
aprendizagem investigativa. Para isso, é preciso que os estudantes conheçam os procedimentos e os
contextos de trabalho.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
As a consequence, the documental analysis and observation workshop is an internship or, in other words, an
academic preparation whose learning goal is to acquire the scientific independence and knowledge deepening
ability, by the use of documentary research. This ability to go to files, analyze assets, and t know how to “read”
documents is only possible if it is developed through simulated academic practice, that means, of direct contact
with the documental piles, while having a research learning aim. For that, it is necessary that students are
acquainted with the procedures and working contexts. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Estas oficinas de observação e análise documental têm uma natureza teórico­prática, sendo que toda a teoria
se destina a ser experimentada em trabalho de campo documental. Para além do método expositivo, apenas
privilegiado para apresentação teórica de um tema de investigação, será fortemente incentivada a constante
interacção entre docente e alunos através do diálogo e da apresentação e discussão de trabalhos de
investigação individuais. Serão utilizados todos os meios que estimulem o interesse pelos temas apresentados,
desde a distribuição de textos de apoio às matérias leccionadas, discussão oral, diálogo e, sempre que
possível, a visualização de imagens. A avaliação, de acordo com esta metodologia de investigação, será feita ao desenvolvimento do trabalho
realizado, assim:
1­ Participação nas tarefas propostas dentro e fora da sala de aula, organizadas num arquivo pessoal: 40%.
2­ Trabalho Final: 60%.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
These documental analysis and observation workshops have a theoretical­practical foundation, and all the
theory is to be experimented in documental field work. Apart from the lecturing method, only privileged for the
theoretical presentation of an research topic, permanent interaction between teacher and students will be
strongly incentivized, through the use of dialogue, oral presentation and investigation of individual research
works. All the means that stimulate the interest by the presented topics will be used, from the delivery of
handouts to oral debate, dialogue and, when possible, image observation. According t this research method, assessment to the work development will be done, therefore:
Involvement and the given tasks in or outside the classroom, organized in a personal file­40%
Final work: 60%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias atrás enunciadas pretendem atingir os objectivos de aprendizagem da unidade curricular de
Oficinas de Observação e Análise Documental, na medida em que a aprendizagem em contexto de sala de aula
prepara o estudante para uma investigação pessoal, que vai da vivência da oficina em sala para um trabalho de
campo individual e orientado que permita que os saberes adquiridos permitam prosseguir num trabalho de
profunda investigação. O método de ensino expositivo está, por isso, ao serviço do conhecimento do trabalho
de investigação, e, por isso, de acordo com esta metodologia específica. Aliás, é esse o objectivo do ensino
superior: aprender o que ainda não se sabe com vista à própria criação de novos saberes. Neste sentido, a
docência e a investigação caminham lado a lado, transformando a escola superior num local de profícuas
aprendizagens que permitem estimular novas investigações.
Nesta perspectiva, a formação superior pretende fornecer ao estudante os saberes fundamentais como meio
para ele próprio aprofundar um determinado tema, a sua “especialização”. Esta disciplina pretende auxiliar a
desenvolver a vocação de ser estudante. Os alunos são convidados a visitar bibliotecas e arquivos, muito particularmente, a Biblioteca Nacional e o
Arquivo Nacional da Torre do Tombo, e a realizarem um trabalho de levantamento específico bibliográfico e
documental, a determinar, resultando daí a produção de conhecimento específico das ciências humanas. Este
contacto directo, ou seja, uma observação documental, deverá motivar os estudantes a uma apetência por
visitas a outros espólios documentais, como arquivos municipais, fotográficos, etnográficos, entre outros, bem
como o gosto em visitar museus, palácios e outros monumentos pertinentes para a história e a cultura. Nestas
visitas, terão contacto com os serviços educativos destas instituições, com arquivistas, historiadores e outros
investigadores, que ajudarão a perspectivar a relevância de contactar com arquivos, bibliotecas, museus no
contexto do trabalho em educação básica.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The methods previously mentioned are used for the achievement of the learning aims for this course unit since
the classroom learning context prepares the student for a personal research, that starts on the workshop
experience in classroom and follows into an individual oriented fieldwork of deep research. The lecturing
teaching method is used for the acquaintance of research work and, for that reason, in accordance with this
specific method. Indeed that is the main goal of college education: to learn what it is still no know in order to
create new knowledge. In that sense, teaching and investigation walk side by side, while transforming college
education in a place of proficient apprenticeships that allow stimulating new investigations. In this perspective,
college education intends to give the student the fundamental knowledge as a mean to expand a certain topic
and its “specialization”. This subject intends to help developing the aptitude of being a student. Students are requested to visit libraries, archives, specifically, National Library and Torre do Tombo National
Archive, and to develop a specific documental and bibliographic survey, which will result in the production of
human science specific knowledge. This direct contact, that means, a documental observation, should motivate
students for an aptitude for visits to other documental spoils such as municipal, photographic, ethnographic
archives, as well as the pleasure of visiting museums, palaces and other significant monuments for history and
culture. In these visits, contact with educational services from these institutions will be done, as well as with
archivists, historians and other investigators that will help to perspective the importance of contacting with
achives, libraries, museums in a primary education working context
3.3.9. Bibliografia principal:
Amado,J. (Coord.). (2013). Manual de investigação qualitativa em educação. Coimbra: Imprensa da
Universidade de Coimbra.
Coutinho, C. (2014). Metodologia de investigação em ciências sociais e humanas: Teoria e prática. Coimbra:
Almedina.
Guedes, M.G. et als,(2007), Bolonha. Ensino e Aprendizagem por Projecto, Lisboa, Centro Atlântico.
Quivy,R. & Campenhoudt, L. (2005). Manual de investigação em ciências sociais. Lisboa: Gradiva.
Sousa, M.J. & Baptista,C.S.(2011). Como fazer investigação, dissertações, teses e relatórios: Segundo Bolonha.
Lisboa: Pactor. Mapa IV ­ Organização e tratamento de dados/Organization and data processing
3.3.1. Unidade curricular:
Organização e tratamento de dados/Organization and data processing
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Celeste Cabral dos Santos Ribeiro (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
No final da UC espera­se que os estudantes sejam capazes de: • Recolher e organizar dados com rigor
• Determinar e interpretar medidas de localização e dispersão
• Determinar e interpretar coeficientes de correlação e rectas de regressão em distribuições bidimensionais
• Discutir criticamente informação estatística: da recolha de dados aos resultados apresentados e suas formas
de apresentação
• Compreender noções básicas de probabilidades e de inferência estatística
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
In the end of this curse unit, students must be able to:
To gather and organize data stringently
To determine and infer location and dispersion To determine and infer correlation coefficients and regression lines in two­dimensional distributions
Critically discuss statistic information: from the gathering of data to the presented results and their ways of
presentation
To understand basic notions of probability and statistic inference 3.3.5. Conteúdos programáticos:
Estatística Descritiva
• População e Amostra
• Técnicas de amostragem
• Organização de dados em tabelas e gráficos
• Medidas de localização: Média Moda Mediana e Quartis
• Medidas de dispersão: variância de desvio padrão
• Distribuições bidimensionais
o Diagrama de dispersão
o Coeficiente de correlação
o Reta de regressão
Probabilidade
• Conceitos básicos e definição frequencista de probabilidade
• Modelo Normal como modelo de probabilidade
Noções de inferência estatística
3.3.5. Syllabus:
Descriptive statistics Population and Sample
Sampling techniques Data organization in tables and graphics
Location measures: Mean, Median, Mode and Quartiles Dispersion measures: Variance and standard deviation
Two dimensional distributions: Dispersion diagram Correlation coefficient
Linear regression line
Probability
Basic notions and probability frequency definition
Average model as a probability model
Notions of statistic inference
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos acima elencados proporcionam a concretização dos objetivos propostos na
medida em que contemplam o aprofundamento do conhecimento científicos no domínio da estatística e das
probabilidades, sendo a conjugação destes conhecimentos indispensável à elaboração de um estudo
estatístico consistente como à identificação de eventuais incoerências nos que são apresentados.
A elaboração de um estudo estatístico pressupõe uma adequada escolha da amostra e uma cuidada recolha de
dados. Destes fatores depende a fidedignidade da informação recolhida e das medidas que a partir deles são
calculadas. Também a construção de gráficos obedece a cuidados para que as leituras que deles se fazem não
deem margem para interpretações erróneas. Estas preocupações de rigor são validades para estudos de uma
variável apenas ou de duas varáveis (distribuições bidimensionais) em que se pretendem identificar eventuais
correlações.
Um conhecimento, ainda que elementar das probabilidades está na base da compreensão da inferência
estatística. O conhecimento de todos os conceitos referidos e a experiência na manipulação de alguns deles através dos
procedimentos adequados constitui a uma competência de um cidadão informado e critico na sociedade, por
maioria de razão uma competência essencial de um profissional de educação.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus contents planned above allow the achievement of the defined aims since they encompass the
development of scientific knowledge in the statistics and probability domain. The combination of this knowledge
is vital to the development of a statistic study as well as to identify possible inconsistencies in those that are
presented. The elaboration of a statistic study involves an adequate choice of the sample and careful data collection. The
reliability of the collected sample and of the measurements made from them depends on these factors. Also the
creation of graphics obeys to certain cautions so that the readings made from them don’t allow erroneous
interpretations. These accuracy preoccupations are valid for studies of a single or double variable (two
dimensional distributions) in which eventual correlations are intended to be found. An elementary knowledge of probabilities is the basis of statistic inference comprehension. The acquaintance of all the mentioned concepts and the experience in the manipulation of some of them though
the appropriate procedures constitutes a skill of an educated and critic citizen in the society and, by all the
means, a vital skill for a professional of the educational area. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
A metodologia de ensino caracterizar­se­á pela exposição oral seguida de exercícios práticos que permitirão a
consolidação dos conceitos e a prática dos procedimentos.
Sempre que adequado serão utilizados meios tecnológicos (folha de cálculo, calculadora) para sistematização e
organização dos dados bem como para o cálculo de medidas de localização ou dispersão. Além da realização
de pequenos estudos estatísticos os alunos terão oportunidade de analisar estudos realizados por outros.
A classificação final resultará de:
• teste individual com uma ponderação de 60%.
• a realização, em grupo, de um estudo estatístico com peso de 30%. A concretização deste estudo pressupõe a
utilização das tecnologias. • A participação nas aulas pesará 10% tendo em conta participação ativa e pertinente nas aulas e o
envolvimento nas tarefas propostas.
A aprovação final pode ainda ser obtida através de exame.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The teaching methods will consist of oral lecturing followed by practical exercises that will allow the
consolidation of concepts and the practice of procedures. Whenever suitable, technological means will be used (spreadsheets, calculators) for the systematization and
organization of data as well as for the calculation of dispersion and location measurements. Apart from the
development of small statistic studies, the students will have the opportunity to analyze studies developed by
others. The final classification will be the result of:
An individual test with a ratio of 60% of the final classification that must not have a mark lower than 8 points
The development of a group work, a statistic study with a ratio of 30%. The class participation whose ratio is 10% bearing in mind the active and relevant interventions in class and the
commitment to the proposed tasks. The final classification can also be obtained through a final exam.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Para que a recolha, organização e sistematização de dados se processe com rigor é necessário introduzir de
forma sistemática e rigorosa alguns conceitos e praticá­los em pequenos exercícios. Atualmente, este
exercício não dispensa o recurso às tecnologias, a folha de cálculo para a sistematização e organização dos
dados em tabelas bem como para a elaboração de gráficos. A elaboração de gráficos com recurso a meios com a folha de cálculo permite explorar, num curto espaço de
tempo, um conjunto de opções, na escolha do gráfico das escalas, que proporcionam a discussão da
fidedignidade da informação transmitida e ou pelo contrario uma leitura induzida e por ventura errónea. Este
exercício é fundamental não só para a elaboração de bons gráficos como para uma leitura critica e informada
dos que nos são apresentados.
A determinação e interpretação de medidas de localização e ou dispersão pressupõe um conhecimento dos
conceitos que lhes estão subjacentes (exposição pelo docente) bem como o exercícios do seu cálculo em
diferentes situações. Também aqui os meios tecnológicos podem ser uma preciosa ajuda na medida em que
permitem rapidamente constatar o efeito de pequenas alterações nos dados nas medidas calculadas,
eventualmente nas conclusões tiradas. O mesmo acontece com o estudo das distribuições bidimensionais.
O conceito de probabilidade sendo algo intuitivo necessita de alguma aprofundamento, proporcionado por uma
exposição do docente, e de alguma prática para que sejam compreendidas as suas nuances e implicações na
passagem da estatística descritiva para a inferência estatística.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
In order to develop an accurate gathering, organization and systemization of data, it is necessary to introduce in
a systematic and accurate way, some of the concepts and to practice them in small groups. Nowadays, in this
exercise the use of technologies is essential, the spreadsheet for the organization of data in tables as well as
the development of graphics. The graphic development with the use of means like the spreadsheet allows to explore, in a short time, a set of
options in the choice of the scales graphic that allows the discussion of the reliability of the information sent or,
on the other hand, an induced and eventually incorrect reading . This exercise is crucial not only for the
development of good graphics, but also for a good critical and informed reading of those that are presented. The calculation and interpretation of location and dispersion measures encompasses the knowledge of
concepts that are intrinsic to them (lecturing from the teacher) as well as the exercise of their calculation in
different situations. Also here, the technologies can be a vital help in an extent that they rapidly allow to attest
the effect of small alterations od data in the calculated measurements, eventually in the conclusions. The same
happens with the study of two dimensional distributions. 3.3.9. Bibliografia principal:
Castro, J.P. e Rodrigues, M. (2008), Sentido do número e organização de dados , Textos de Apoio para
Educadores de Infância. Lisboa: Ministério da Educação, Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento
Curricular.
De Veaux, R.D. et al (2004). Intro Stats, Pearson – Addison Wesley
Graça Martins M.E., Loura, M., e Mendes, M. F. (2007). Análise de dados. Ministério da Educação, DGIDC Graça Martins, M. E., et al (1999). Introdução às Probabilidades e à Estatística. Lisboa: Universidade Aberta
NCTM (2007). Princípios e Normas para a Matemática Escolar. Tradução portuguesa dos “Principles and
Standards for School Mathematics. Lisboa: APM. Jensen Sheffield L., et al (2002). Navigating through Data Analysis and Probability in Prekindergarten­Grade 2,
Navigations Series. Reston: NCTM.
Chapin S.et al., (2003), Navigating through Data Analysis and Probability in in Grades 3­5, Navigations Series.
Reston: NCTM.
Recursos na Internet:
www.alea.pt
Mapa IV ­ Números e Operações/Numbers and Operations
3.3.1. Unidade curricular:
Números e Operações/Numbers and Operations
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Celeste Cabral dos Santos Ribeiro (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
O desenvolvimento do sentido do número e das operações é um aspeto fundamental das primeiras
aprendizagens. São objetivos fundamentais para esta UC:
• Aprofundar e consolidar os conhecimentos científicos dos alunos no que respeita aos conjuntos numéricos,
suas relações e estrutura. • Compreender sistemas numéricos e diferentes maneiras de representar números. • Demonstrar compreensão do sentido das operações entre números, e o modo como estas se relacionam
entre si, conhecer as suas propriedades e mobilizá­las de forma eficaz para o cálculo nas suas diferentes
vertentes: cálculo algorítmico, cálculo mental, cálculo por estimação.
• Evidenciar a capacidade de conectar ideias, conceitos e procedimentos matemáticos que envolvem números
racionais e as quatro operações elementares, bem como resolver problemas que os envolvam e comunicar de
forma clara estratégias e resultados.
• Analisar criticamente opções didáticas para o trabalho com números e operações. 3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The development of the sense of number & calculation is an essential feature of the first apprenticeships.
Fundamental aims of this course unit:
To extend and consolidate students’ scientific knowledge in what concerns to numerical conjunctions, their
relation and structure
To understand numerical systems and different forms to represent numbers. To show understanding of the meaning of operations between numbers, and the way they relate to each other, to
be acquainted with their properties and mobilize them in an efficient way for the calculation of their different
sides: Algorithmic calculation, mental calculation and calculation by estimation. To demonstrate the ability to connect mathematical ideas, concepts and procedures that involve rational
numbers and the four elemental operations, as well as solving problems that involve them and communicate in a
clear manner the strategies and results
Critically analyze didactical options for the work with numbers and operations. 3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) Números, conjuntos numéricos, relações entre conjuntos numéricos
b) Números e sistemas de numeração
i. Características e propriedades de um sistema de numeração posicional
c) Operações com números inteiros
i. Adição e subtração, multiplicação e divisão, exponenciação
ii. Propriedades das operações
iii. Tipos de Cálculo
i. Cálculo algorítmico e diferentes tipos de algoritmos
ii. Cálculo mental
iii. Cálculo por estimação
d) Aspetos da teoria dos números
i. Números primos e números compostos
ii. Divisores, múltiplos, mínimo múltiplo comum, máximo divisor comum
iii. Critérios de divisibilidade
e) Números racionais
i. Propriedades dos números racionais
ii. Frações e operações com números representados por frações
iii. Números decimais e operações com números representados por números decimais
iv. Razões e proporções
f) Números reais
i. Propriedades dos números reais
ii. Representação de números reais
iii. Operações com números reais
3.3.5. Syllabus:
a) Numbers, numerical sets, relations between numerical sets
b) Numbers and systems of sequential numbering
i. Characteristics and properties of positional numbering system
c) Operations with whole numbers i.) Addition and subtraction, multiplication and division, exponentiation ii) Operation properties
iii) Types of calculation i) Algorithmic calculation and different types of algrithmics
ii) Mental calculation
iii) Calculation by estimation
d) Aspects of number theory
Prime numbers and compound numbers
Divisors, multiple, least common multiple, greatest common divisor
Divisibility criteria
e) Rational numbers
Properties of rational numbers
Fractions and operations with numbers represented by fractions
Decimals and operations represented by decimals. Ration and proportion f) Real numbers
Properties of real numbers
Representation of real numbers
Operations with real numbers
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos acima elencados proporcionam a concretização dos objetivos propostos na
medida em que contemplam o aprofundamento do conhecimento dos diferentes conjuntos numéricos (naturais,
inteiros, racionais e reais), suas estruturas e ainda as relações entre eles. A compreensão dos sistemas de
numeração, com especial atenção dedicada ao decimal posicional, bem como as diferentes formas de
representação dos números nomeadamente os racionais (inteiros, decimais, frações) é contemplada nos
conteúdos desta UC.
O eficaz conhecimento do sentido das operações, que ultrapassa largamente o conhecimento e uso dos
algoritmos convencionais, é aqui considerado e mobilizado no sentido de promover eficácia no cálculo incluindo
um adequado juízo da modalidade de cálculo mais adequada a cada situação – algorítmico, mental, por
estimação. Para tal prevê­se o estudo das propriedades dos números e das operações, dos algoritmos, bem
como o cálculo recorrendo ao número nas suas diferentes representações.
Um bom conhecimento das quatro operações, dos seus sentidos e das diferentes abordagens de cálculo a que
podemos recorrer, estando estas intimamente ligadas quer ao sentido das operações quer às propriedades das
mesmas, é a porta de entrada para o estabelecimento de conexões entre ideias, conceitos e procedimentos e
uma maior competência quer na resolução de problemas quer na consciência de todas as dimensões
presentes na sua resolução proporcionando assim também uma mais clara explicitação de estratégias e
resultados.
O aprofundado conhecimento matemático dos números e operações, conexões entre operações, diferentes
formas de representação e diferentes estratégias ou abordagens ao cálculo são indispensáveis para a
capacidade de análise crítica das opções didáticas no trabalho com o tema números e operações que os
licenciados em educação básica e os futuros docentes devem ser capazes de fazer.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus contents enumerated above allow the achievement of the defined aims since they encompass the
development of knowledge about different numeric sets (natural, whole, rational and real), their structures and
also the relations between them. The comprehension of numeric systems, with special concern on the positional
decimal, as well as the different forms of number representation, specifically rational numbers (whole, decimal,
fractions) it is encompassed in the contents of this course unit. The efficient knowledge of the operation sense that largely surpasses the knowledge and use of conventional
algorithms is considered and mobilized here in order to stimulate the effectiveness in calculation, including an
adequate reasoning of the most appropriate calculation variable to each situation – algorithm, mental and by
estimation. For this, it is predicted the study of the properties of numbers, operations, algorithms, as well as
calculation through the use of numbers in their different representations.
A good knowledge of the four operations, their senses and different calculation approaches that we can use,
connected whether to the sense of operations or to their properties, is the launching to establish the connection
between ideas, concepts and procedures in a better competence whether in the problem resolution or in the
awareness of all the present dimensions of their resolution, allowing, thus a more clear elucidation of strategies
and results.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As metodologias de ensino combinam:
• Exposição oral dos conteúdos científicos
• Resolução de exercícios e problemas
• Análise de problemas e das suas possíveis estratégias de resolução
• Análise de algumas resoluções de problemas (feitas por outros alunos ou por alunos do 1º ciclo) no sentido de
identificar estratégias utilizadas e conexões entre elas.
e pressupõem um envolvimento ativo do aluno quer em atividades individuais quer em atividades de grupo.
A avaliação contínua pressupõe:
• um teste escrito individual com o peso de 60% • um trabalho a realizar em grupo com um peso de 30% na classificação final.
• A participação do aluno nas aulas, ponderada em 10 % tendo em conta: a realização das tarefas solicitadas,
disponibilidade para aprofundar conhecimentos, participação ativa com observações pertinentes.
A frequência das aulas nunca deverá ser inferior a 75%.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The teaching methods combine: Oral presentation on the scientific contents
Practical resolution of exercises and problems
Problem analysis and their resolution strategies. Analysis of some problem resolution (developed by students or by primary school pupils) in order to identify the
used strategies and the connection between them and that presume the active involvement of the student
whether in individual or in group activities. Continuous assessment includes: A written assessment individual test with a ratio of 60% A group essay with a ratio of 30% of the final classification
Student’s intervention in class, with a ratio of 10% according to: the development of given tasks, disposition to
expand knowledge, active involvement with relevant interventions Class attendance should not be lower than 75%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O aprofundamento do conhecimento matemático não dispensa a exposição por parte do professor de um
conjunto de conceitos e procedimentos. Bem como a realização de exercícios de concretização e ilustração.
A compreensão de diferentes sistemas numéricos e das diferentes formas de representar dos números bem
como dos diferentes sentidos de cada uma das operações pressupõe o conhecimento dos mesmos, a partir de
uma exposição, e o posterior contacto com casos concretos e diversificados que permitam praticar
experimentar e estabelecer conexões entre os diferentes sentidos e representações. Assim, após a compreensão dos conceitos e procedimentos um tempo de prática e exploração de situações
diversas, discussão e partilha estratégias e ainda análise de estratégias usadas por outros (resoluções de
colegas ou de alunos do 1º ciclo) contribuirá para um eficaz estabelecimento de conexões entre ideias
conceitos e procedimentos.
A eficácia na utilização das diferentes vertentes do cálculo (mental, algorítmico, por estimação) bem como a
capacidade de ajuizar da adequação de cada um a cada situação concreta, dependerá de ter compreendido os
seus papeis em termos teóricos (conhecimento) e prático (pela experiência). A partilha dentro da turma das situações exploradas contribuirá ainda para um maoir desenvolvimento da
comunicação matemática e maior eficiência na análise critica de opções didáticas para o trabalho com os
números e operações.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The enlargement of mathematic knowledge doesn’t eliminate the explanation of a set of contents and
procedures by the teacher, as well as the development of achievement and illustration exercises .
The understanding of numerical systems and of different ways to represent numbers as well as the different
senses that each operation predicts this knowledge, starting out from an explanation and the subsequent
contact with concrete and diverse study cases that allow to practice, to experiment and to establish
connections between the different senses and representations. Therefore, after the assimilation of the concepts and procedures, a time for practice and exploration of diverse
situations, discussion and strategy share and still the analysis of used strategies by others (classmates
resolutions or primary school pupils) will contribute for an effective connection set between ideas, concepts and
procedures. The effectiveness in the use of different calculation angles (mental, algorithmic, by estimation) as well as the
ability to opine on the suitability of each one to each concrete situation, will depend on the understanding of the
theoretical terms (knowledge) and practical (by experience) Sharing the explored situations will still contribute for a wider development of mathematical communication and
a bigger efficiency in the critical analysis of didactical options for the work with numbers and operations. 3.3.9. Bibliografia principal:
Brocardo, J., Serrazina, L., Rocha, I. (Orgs.)(2008). O sentido do número – reflexões que entrecruzam teoria e
prática (pp. 3­28). Lisboa: Escolar Editora.
Caraça, B. J. (1984). Conceitos Fundamentais da Matemática. Lisboa: Liv. Sá da Costa Ed.
Palhares, P. (coord.)(2004). Elementos de Matemática para professores do 1º ciclo. Lisboa: LIDEL
NCTM (2007). Princípios e Normas para a Matemática Escolar. Tradução portuguesa dos “Principles and
Standards for School Mathematics. Lisboa: APM
NCTM. (2004). Navigating through Number and Operations in Prekindergarten­Grade 2, Navigations Series.
Reston: NCTM.
NCTM. (2007). Navigating through Number and Operations in Grades 3­5, Navigations Series. Reston: NCTM.
Ferreira, E., (2005), Um percurso na aprendizagem do conceito da divisão no 1º ciclo, in GTI (orgs) O professor e
o desenvolvimento curricular, Lisboa:APM
Suggate, J., Davis, A., & Goulding, M. (1998). Mathematical Knowledge for Primary Teachers. London: David
Fulton Publishers Ltd.
Mapa IV ­ Geometria e Medida/Geometry and Measurement
3.3.1. Unidade curricular:
Geometria e Medida/Geometry and Measurement
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Celeste Cabral do Santos Ribeiro (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Sendo esta uma UC de aprofundamento de conhecimento essencialmente científico, foram delineados os
seguintes objectivos de aprendizagem
•Especificar posições e descrever relações espaciais recorrendo a diferentes sistemas de representação
•Analisar as características e propriedades de formas geométricas e desenvolver argumentos matemáticos
acerca de relações geométricas •Aplicar transformações geométricas e usar a simetria para analisar situações matemáticas
•Identificar os atributos mensuráveis dos objectos e as unidades, sistemas e processos de medição
•Resolver problemas recorrendo à visualização e raciocínio espaciais, a modelos geométricos e ao
conhecimento sobre formas, suas características e propriedades
•Usar, adequadamente, conceitos, ferramentas e fórmulas para determinar medidas, mobilizando
conhecimento sobre unidades, sistemas e processos de medição
•Relacionar as temáticas trabalhadas com a especificidade de cada ciclo de ensino e contexto de educação
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Since this course unit aims the scientific knowledge improvement, with emphasis in a set of contents (Geometry
and measurement), the following learning goals were defined: To specify positions and to describe space relations though the use of different representation systems;
To analyze the features and properties of geometric shapes and to develop mathematical arguments about
geometric relations
To apply geometric changes and use symmetry to analyze mathematic situations
To identify object measurable attributes and measurement units, systems and processes
To solve problems by the use of space and visualization reasoning, geometric models and knowledge about
shapes, their characteristics and properties. To use appropriately concepts, tools and formulae to calculate measures, using knowledge about units,
systems and measuring processes. Relate these contents with the specificity of each cycle of teaching and education context
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Conteúdos a aprofundar nesta unidade curricular:
• Rectas, planos e posições relativas
• Figuras geométricas planas: definições e relações entre elas
• Sólidos geométricos: definições e ralações entre eles
• Planificação e representação de sólidos geométricos
• Conceito de grandeza e de medida
• Processos de medição de grandezas
• Comprimento, perímetro de figuras planas e medidas de comprimento
• Superfície, área e medida de áreas
• Área de figuras planas (quadriláteros e triângulos) • Amplitude de ângulos e medidas de amplitude.
• Volume e capacidade:
• Medida de volumes e de capacidades;
• Volumes de formas geométricas tridimensionais (cubos, prismas, pirâmides, cilindros, cones e esferas);
• Estimação de medidas de grandeza
• Transformação de figuras por simetria, translação e rotação
3.3.5. Syllabus:
Contents to develop in this course unit: Lines, planes and relative positions
Flat geometric figures: definitions and relations
Geometric solids: definitions and relations
Geometric Solids planning and representation
Concept of measurements Measurement processes
Length, flat figure perimeter and length measures
Surface, area and area measurement
Area of flat figures(Quadrilateral and triangle) Angle size and angle measurements
Volume and capacity
Volume and capacity measurements
Volume of tridimensional geometric flat figures (cubes, prisms, pyramids, cylinders, cones and spheres) Measurement estimation
Figure transformation by symmetry, translation and rotation. 3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos acima elencados proporcionam a concretização dos objectivos gerais propostos
e são os mais relevantes para quem está a frequentar uma licenciatura em Educação Básica. Sendo a Geometria um capítulo do currículo da Matemática que leva os alunos a raciocinar é fundamental que
os conteúdos escolhidos possam não só desenvolver este aspecto como estar ligados às suas necessidades
como futuros profissionais. Estes conteúdos podem ser tratados num continuum crescente desde uma quase informalidade no Ensino Pré­
Escolar até aos seus aspectos mais formais no final do 2ºCiclo do Ensino Básico.
O estudo da Medida é, também, a oportunidade de aplicação de outros tópicos matemáticos tais como, por
exemplo, as operações numéricas ligados aos conceitos geométricos.
Qualquer dos objectivos gerais aqui considerados se pode especificar noutros condizentes com as
características do público­alvo a que se destinam.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus contents presented above allow the accomplishment of the proposed main goals and are the most
significant for someone who is attempting a degree in Basic Education. Since Geometry is one chapter of the Mathematic curriculum that leads the students to develop their reasoning,
it is essential that the selected contents can not only improve this aspect, but also to be connected to their
needs as future professionals. These contents can be regarded as a continuous growing situation since the informality of Pre­School up to the
more formal aspects of the second stage of basic education.
The study of measurements is also the opportunity to apply other mathematic matters, such as numerical
calculations connected to geometric concepts. Any of the general aims considered can be specified in other aims according to the features of the target
audience. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas serão do tipo expositivo para a abordagem dos conteúdos possibilitando a interiorização dos
conceitos ligados à teoria recorrendo seguidamente à resolução de exercícios de aplicação, quer
individualmente quer em grupo. Os alunos deverão recorrer a diferentes formas de consulta, explorando
tarefas de investigação na procura da resolução de problemas. Posteriormente será feita a sua análise e
também a das estratégias de resolução. Será, igualmente, feita análise de algumas resoluções de problemas
feitas por outros alunos ou por alunos do 1º ciclo, no sentido de identificar estratégias utilizadas e conexões
entre elas.
A avaliação contínua pressupõe:
• um teste escrito individual com o peso de 60% • um trabalho a realizar em grupo com um peso de 30% na classificação final.
• participação do aluno nas aulas, ponderada em 10 % (a realização das tarefas solicitadas, participação activa
com observações pertinentes). A classificação final pode ainda ser obtida através de exame
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Due to the specificity of the contents to be developed, the lessons will be theoretical in their approach, allowing
the acquirement of concepts related to the theory, subsequently using practical activities, whether individually
or in group according to their degree of difficulty. The students should use different types of working documents,
exploring investigation tasks while trying to solve the problems. Afterwards, their analysis will be done as well
as the analysis of their resolution strategies. The analysis of some problem resolution by other students or by
students for primary school will also be done in order to identify applied strategies and the connection between
them. Continuous assement involves: a written individual test 60% An essay to be developed in group 30% Student’s intervention in class, with a ratio of 10%, Final classification can also be acquired through a final exam. 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular e todas as outras no âmbito da Matemática, nesta Licenciatura em Ensino Básico, têm
como finalidade apetrechar os alunos com os conceitos científicos que lhes permitam ensinar esses mesmos
conceitos a crianças com idades e fases de desenvolvimento tão díspares. Assim sendo, considera­se que
uma parte do tempo de contacto será concretizada em aulas expositivas de modo a permitir essa apropriação,
recorrendo também à realização de exercícios que permitem levar os alunos a aplicar esses mesmos
conceitos. Pretende­se que os alunos reconheçam a diferença entre exercício e problema valorizando­se igualmente a
análise de diferentes tipos de resolução que possibilitam o alcance da(s) solução(s). Sem um intrínseco
conhecimento dos conteúdos dificilmente os poderão aplicar
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course unit, as well as all the others in the mathematics range in this degree in Basic Teaching, has as a
main goal to provide the students with scientific concepts that allow them to teach those concepts to children
with diferent ages and development stages. So, it is considered that one part of the contact time will be
accomplished in theoretical lessons in order to allow this appropriation, also using the development of practical
exercises that allow students to recognize the difference between exercise and problem, also conveying value
to the analysis of different types of resolutions that allow the success of the solution(s). Without an intrinsic
knowledge of the contents they can hardly be applied. 3.3.9. Bibliografia principal:
Barber, P. (2004). Ensinando matemática a crianças pequenas In: Siraj­Blatchford (0rg.) Manual de
Desenvolvimento Curricular para a Educação de Infância. (pp. 55­69).Lisboa: Texto Editora
Baroody, A. (1997). El pensamiente matemático de los niños. Um marco evolutivo para maestros de preescolar,
ciclo inicial y educación especial. (3ªed.). Madrid: Visor
Baroody, A. (2002). Incentivar a aprendizagem matemática das crianças. In: B. Spodek (Org.). Manual de
Investigação em Educação de Infância. (pp. 333­390). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Copley, J. (2006, Abril). “Are you Bigger than Me?” A Young Child’s Mathematical Thinking about Measurement.
Comunicação apresentada no 1º Congreso Internacional de Logico­Matematica en Educación Infantil.
Recuperado em 2006, Abril 30, de http://www.waece.org
Moreira, D. & Oliveira, I. (2003). Iniciação à Matemática no Jardim de Infância. Lisboa: Universidade Aberta.
NCTM (2007). Princípios e Normas para a Matemática Escolar. Lisboa: APM.
Mapa IV ­ Observação e Análise de contextos de educação de infância/ Observation and analysis of pre­school
3.3.1. Unidade curricular:
Observação e Análise de contextos de educação de infância/ Observation and analysis of pre­school
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda (5h TP )
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Isabel Pulido Garcia Adragão de Antela (5h TP )
Nota: dependendo do número de estudantes será ajustado o número de docentes/supervisores, no máximo de
8 pares de estagiários por docente/supervisor Note: depending on the number of students, the number of teachers/supervisors will be adjusted, up to a
maximum of 8 pairs of trainees per teacher/supervisor
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular, incluída na área da Iniciação à Prática Profissional, tem como principal objectivo inserir
o estudante no conhecimento da acção educativa em 1ª e 2ª Infância. A continuidade do uso de instrumentos
adequados à especificidade dos contextos educativos, alicerçada numa preparação teórico­prática, possibilita
uma prática de intervenção consistente.
No final da unidade curricular os estudantes deverão ser capazes de:
­Observar e identificar a organização dos espaços de educação de infância e o uso que deles fazem as
crianças ­Revelar capacidade de comunicação/interacção:
Identificando e respondendo às necessidades básicas das crianças Demonstrando capacidade de iniciativa
Manifestando capacidade de reflexão
­Recolher e organizar informação rigorosa para análise da acção contextualizada ­Explicitar os objectivos e a intencionalidade educativa de situações observadas
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course, located in the area of the Introduction to Professional Practice, aims to introduce the student to the
knowledge of educational action in Early Childhood. The continued use of the appropriate instruments suitable to
specific educational settings, grounded in a theoretical and practical preparation, enables a consistent practice
of the intervention.
At the end of the course students should be able to: ­Observe and identify the organization of childhood education spaces and the use children make of them ­Reveal communication and interaction skills :
Identifying and responding to the basic needs of children
Demonstrating ability to take initiative Expressing ability to reflect ­Collect and organize rigorous information for the analysis of contextualized action
­Explain the objectives and educational intentionality of observed situations
3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) Técnicas de recolha de dados em educação:
A Observação como meio para entender e interpretar a realidade educativa Estudo/pesquisa sobre instrumentos adaptados à observação na creche e no pré­escolar Recolha e análise de dados b) Teoria da educação: Os Currículos em Educação de Infância
O desenvolvimento e aprendizagem na Infância
As Orientações Curriculares para a educação pré­escolar
As Orientações específicas para a creche (NAYEC)
Princípios do desenvolvimento e da aprendizagem na Infância
Qualidade na prática educativa na 1ª e 2ª Infância c) Cultura Organizacional: Abordagem aos Modelos Curriculares em Educação de Infância – pressupostos no que respeita à organização
3.3.5. Syllabus:
a) Techniques for data collection in education: The Observation as a means to understand and interpret educational reality Study / research about instruments adapted to the observation in daycare and preschool Collection and analysis of data b) Theory of Education: Curriculum in Early Childhood Education Development and Learning in Childhood Curriculum Guidelines for pre­school education Specific guidelines for Nursery (NAYEC) Principles of development and learning in Childhood Quality in educational practice in the Early Childhood c) Organizational Culture: Approach to Curriculum Models in Early Childhood Education ­ assumptions regarding the organization
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos convergem para uma preparação fundamentada de uma primeira experiência nas
valências de creche e pré­escolar. Focalizam­se os temas do desenvolvimento e aprendizagem em educação
aportando aos principais documentos orientadores das práticas. O estudo, pesquisa e reflexão sobre os documentos de referência no âmbito da educação de infância permitem
identificar as competências e os desempenhos espectáveis nas crianças dos zero aos seis anos.
A observação e recolha de dados permitem a evolução de competências de intervenção pedagógica, assim
como uma aprendizagem e conhecimento da realidade institucional viabilizando uma progressão integradora do
saber. As primeiras experiências práticas promovem uma consciencialização do quotidiano institucional e constituem
uma motivação para aprofundamento do conhecimento.
A avaliação em educação implica princípios e procedimentos adaptados, assumindo uma dimensão formativa.
Desenvolve­se de forma contínua e progressiva. 3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus converge to a grounded first experience in valences/contexts of daycare and preschool
preparation. Themes of development and learning in education are focused, supported on the contrinution of
main guiding practices documents.
The study ,research and reflection on the reference documents in the context of early childhood education
allows to identify expectable skills and performance in children from zero to six years. The observation and data collection enables the development of skills of pedagogical intervention, as well as
learning and knowledge of institutional reality enabling an integrated progression of learning. These first practical experiences promote an awareness of institutional everyday work and help motivate the
desire for deeper knowledge. Evaluation in education implies adapted principles and procedures, assuming a formative dimension. It develops
continuously and progressively.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
No âmbito dos tempos de contacto privilegiam­se aulas teórico­práticas com temáticas inerentes aos
conteúdos programáticos, partilha de saberes com profissionais com práticas reconhecidas em educação de
infância, assim como visualização de actividades lúdicas para crianças dos zero aos seis anos.
Realização, em pares, de relatório da instituição onde realizam o estágio (valências de creche e pré­escolar)
segundo guiões estabelecidos
Observação, registo e interpretação em situações educativas, a partir de uma primeira visita com os docentes
a cada local de estágio. Debate e partilha de saberes envolvendo os dados da observação (tempo de tutoria).
Factores a ter em conta na avaliação:
Assiduidade e participação nas atividades desenvolvidas no âmbito da unidade curricular (10%).
Análise individual de uma situação educativa de acordo com critérios dados (30%).
Trabalho realizado no âmbito do estágio a pares: intervenção, reflexão e registo (60%).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Within the contact hours, the focus is on theoretical and practical issues inherent to the program content; we will
also make use of moments of shared knowledge with professionals with recognized practices in early childhood
education, as well as visualization of ludic activities for children aged zero to six years. Accomplishment of a peer­report concerning the institution where students do their training practice (daycare
and preschool), following guidelines
Observation, recording and interpretation in educational situations, from a first visit with teachers at each place
of practice. Discussion and sharing of knowledge involving observation data (tutoring time). Factors to take into account when evaluating: Attendance and participation in activities within the course (10%). Individual analysis of an educational situation in accordance with given criteria (30%). Work done in internship (working pairs): action, reflection and recording (60%)
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As metodologias selecionadas são facilitadoras do desenvolvimento e aprendizagem dos estudantes
proporcionando a preparação adequada a uma a inserção gradual nas instituições de 1ª e 2ª infância. As visitas
e o estágio são precedidos por tempos de trabalho organizado para o desenvolvimento da preparação científica
e pedagógica dos formandos. A participação activa nos tempos de seminário permite uma abordagem
estratégica aos documentos orientadores das práticas, complementada pelo estudo e pesquisa realizados em
trabalho autónomo. O treino de alguns instrumentos de observação em pequeno e grande grupo e a recolha de dados favorecem
uma progressão na análise, evidenciada na qualidade dos registos e na ação durante o período de estágio.
Os tempos de tutoria permitem ao estudante uma evolução com maior grau de auto regulação, proporcionando
tempos específicos de reflexão e avaliação, mantendo uma colaboração sistemática na formação global dos
discentes. No âmbito do estágio o acompanhamento da prática do estudante pelo educador cooperante e a orientação do
supervisor corroboram para a promoção da capacidade reflexiva, dimensão inerente à ação educativa e
consequentemente para a consciencialização do desenvolvimento das competências interpessoais.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Selected methodologies facilitate students’ development and learning providing an adequate preparation in the
gradual integration in early childhood institutions. Visits and pedagogical practice are preceded by times of
organized work aiming to development the scientific and pedagogical preparation of students. Active
participation in the seminar allows time for a strategic approach to the guiding documents of practice, along with
the study and research undertaken in autonomous work. Training supported by of some instruments of observation in small and large group and collecting data, favours
a progression in the analysis, that sould be observed in the quality of the records and in action during the
intership. Mentoring times allow students an evolution with a higher degree of self regulation, providing specific times of
reflection and evaluation, maintaining a systematic collaboration in the global students training. Under the pedagogical practice the student will be monitorized and guided by the cooperating teacher and by the
supervisor to support the promotion of reflective capacity, inherent in educational action dimension and,
consequently, to raise awareness of the development of interpersonal skills.
3.3.9. Bibliografia principal:
Bertram, T., & Pascal, C. (2009). Manual DQP ­ Desenvolvendo a qualidade em parcerias. Lisboa: Ministério da
Educação/DGIDC.
Christensen, P., & James, A. (2005). Investigação com crianças: perspectivas e práticas. Porto: Escola
Superior de Educação Paula Frassineti.
Lopes da Silva, I. (2013). Prática educativa, teoria e investigação. Interacções, 283­304.
Moss, P., & Petrie, P. (2006). From Children´s Services to Children's Spaces. Public Policy, Children and
Childhood. London & New York: Routledge Falmer.
Oliveira­Formosinho, J., et all (1998). Modelos Curriculares para a Educação de Infância. Porto: Porto Editora.
Portugal, G., & Laevers, F. (2011). Avaliação em Educação Pré­escolar. Sistema de acompanhamento das
crianças. Porto : Porto Editora.
Vasconcelos, T. (1997). Ao redor da mesa grande: prática educativa de Ana. Porto: Porto Editora.
Mapa IV ­ Património e Cultura/Heritage and Culture
3.3.1. Unidade curricular:
Património e Cultura/Heritage and Culture
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Paulo António Pires do Vale (30TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Com esta UC pretende­se que os estudantes compreendam a importância do património e o papel da cultura na
existência humana, em particular na identidade de uma comunidade, para que possam aplicar criticamente
esse conhecimento na sua prática educativa.
Assim, no final desta UC espera­se que os estudantes sejam capazes de: ­ definir e explicar os conceitos envolvidos (património, cultura, religião, identidade, tradição e inovação,
multiculturalidade); ­ identificar e interpretar o património histórico (material e imaterial) que caracteriza a cultura portuguesa; ­ reconhecer a influência da religião na cultura e identificar a especificidade e as consequências do cristianismo
na cultura portuguesa; ­ explicar e debater a importância da dimensão histórica para compreender e analisar o contexto português
actual; ­ construir um projecto de actuação pedagógica que tenha o património cultural português como recurso.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
It is intended with this unit that students understand the importance of heritage and the role of culture in human
existence, particularly in the identity of a community, so that they can critically apply this knowledge in
pedagogical practice.
So, by the end of this unit it students must be able to: ­Define and explain the inherent concepts (heritage, culture, religion, identity, tradition and innovation,
multiculturalism)
­Identify and interpret historical heritage (material and immaterial) that characterizes Portuguese culture
­Recognize the influence of religion in culture and identify the specific features and consequences of
Christianity in the Portuguese culture. ­Explain and debate the importance of historical dimension t understand and analyze the current Portuguese
context
­ Develop a pedagogical action project that has Portuguese cultural heritage as a resource
3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) Definição de Património, Cultura e Património cultural – a dimensão simbólica
b) Cultura(s): História, Memória e Identidade (pessoal e comunitária) ­ a questão do Poder.
c) Património: natural, material e imaterial – exemplos portugueses.
d) Cultura e Religião: as diferentes religiões; a originalidade e as consequências culturais do cristianismo.
e) Tradição e inovação; herança, conservação e criatividade ­ a questão do esquecimento.
f) Globalização, localização/território e diálogo intercultural. g) Património cultural, museus e educação ­ a questão da vitalidade e da morte do património.
3.3.5. Syllabus:
­Definition of Heritage, Culture and Cultural Heritage­ symbolic dimension. ­Culture(s): History, Memories and Identity (personal and community)­ the question of Power
­Heritage: natural, material and immaterial­ portuguese examples. ­Culture and Religion: the different religions, originality and cultural consequences of Christianity
­Tradition and innovation: heritage, conservation and creativity­ the question of obliviousness
­Globalization, localization/territory and intercultural dialogue. ­Cultural Heritage, museums and education: the question of vitality and heritage decease. 3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O primeiro objectivo desta UC – que os estudantes sejam, no seu termo, capazes de definir e explicar os
conceitos envolvidos (património, cultura, religião, identidade, tradição, multiculturalidade) – encontra o seu
suporte em vários pontos dos conteúdos programáticos que esclarecerão, de forma estruturada, os conceitos
envolvidos nesta unidade curricular ­ de modo a que a polissemia das palavras envolvidas não se torne um
obstáculo. Assim, depois das definições operatórias de Património e Cultura – e a síntese encontrada na
expressão Património cultural – aprofundar­se­á a relação entre a Cultura (e a sua pluralidade) e História de um
povo, a relação com a Memória colectiva e individual e a Identidade individual e comunitária, que não significa
“mesmidade” e que necessita de uma crítica atenta, para não se cair na manipulação identitária que o Poder
pode promover – e a utilização abusiva do património nesse sentido. Aqui compreender­se­á melhor como o
Património cultural é uma construção simbólica presente, não apenas uma herança do passado. A Unidade
prossegue com a investigação sobre os diversos tipos possíveis de Património (natural, material e imaterial),
de modo a alargar este conceito, tantas vezes preso apenas ao edificado ou aos bens materiais. Neste ponto do
programa dar­se­ão exemplos da cultura portuguesa, de modo a que se alcance também o segundo objectivo
da UC, “identificar e interpretar o património histórico (material e imaterial) que caracteriza a cultura
portuguesa”. Relacionado com este, mas partindo de uma compreensão mais ampla sobre a relação entre
Cultura e Religião, numa leitura comparada das religiões, identificando as influências particulares do
cristianismo na cultura ocidental – em especial em Portugal, de modo a que se atinja o terceiro objectivo: que,
no fim, os estudantes sejam capazes de “reconhecer a influência da religião na cultura e identificar a
especificidade e as consequências do cristianismo na cultura portuguesa”. No entanto, como nos ensinou o
Professor José Mattoso sobre a História, ela não nos interessa como um macabro desenterrar os mortos, mas
para compreender o que nela está vivo para o presente: os últimos três pontos do programa apontam nesse
sentido: e) Tradição e inovação; herança, conservação e criatividade; a questão do esquecimento. f)
Globalização, localização/território e diálogo intercultural. g) Património cultural, museus e educação: a questão
da vitalidade e da morte do património. Através destes conteúdos, os estudantes perceberão e serão capazes
de “explicar e debater a importância da dimensão histórica para compreender e analisar o contexto português
actual”, capacidade essencial para atingir o último objectivo: “construir um projecto de actuação pedagógica
que tenha o património cultural português como recurso.”
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The first objective f this course unit – that students are able to define and explain the intrinsic concepts
(heritage, culture, religion, identity, tradition, multiculturalist) finds its support in many items of the syllabus
contents that will clarify, in a structured way, the concepts involved in this course unit­ so that the polysemy of
the involved words doesn’t become an obstacle. Therefore, after the operatory definitions of Heritage and
Culture­ and the synthesis found in the expression cultural heritage­ to the relation between culture and the
History of a people, the relation with collective and individual memory and individual and community identity will
be developed, that doesn’t mean “sameness” and that needs an attentive criticism in order not to fall in the
identity manipulation that Power can promote­ and the abusive use of heritage in that sense. It will be better
understood here how cultural heritage is a current symbolic production, not only an legacy from the past. The
course unit continues with the investigation about the different kinds of heritage (natural, material and
immaterial) in order to extend this concept, that is very often attached to built heritage or material goods. In this
stage of the curriculum, examples of Portuguese culture will be given, in order to achieve the second objective
of the course unit: ­ Identify and interpret historical heritage (material and immaterial) that characterizes
Portuguese culture. Connected to this, but starting from an wider understanding about the relation between
Culture and Religion, in a compared evaluation of religions, while identifying the specific influences of
Christianity in western culture.­ specially in Portugal, in order t achieve the third objective: that students are able
to recognize the influence of religion in culture and identify the specific features and consequences of
Christianity in the Portuguese culture. However, as professor Jose Mattoso taught us about it: History doesn’t
matter as a morbid unearth of the dead, but to understand what is living for the present: the last three topics of
the syllabus guide towards that direction: e )Tradition and innovation: heritage, conservation and creativity­ the
question of obliviousness) Globalization, localization/territory and intercultural dialogue, g) Cultural Heritage,
museums and education: the question of vitality and heritage decease. Through these contents, students will
understand and are able to “explain and debate the importance of historical dimension to understand and
analyze the current Portuguese context”, an essential ability for the achievement of the last objective: to
develop a pedagogical action project that has Portuguese cultural heritage as a resource
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas de exposição teórica (têm como finalidade a exposição dos conteúdos da unidade curricular) e de
exercícios práticos de leitura e interpretação de textos; de visionamento e comentário de
filmes/documentários; de visitas de estudo (Museus e outros locais relevantes para a aprendizagem) de
apresentações de trabalhos e debates.
A avaliação é contínua e composta por:
­ um teste sobre a matéria teórica do programa (30%);
­ um trabalho de grupo sobre um exemplo do património cultural português (apresentação escrita e oral) (30%);
­ um trabalho individual – um projecto de aplicação pedagógica de um exemplo do património cultural português
(30%)
­ participação nas tarefas propostas (10%)
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Theoretical lessons (that aim the lecturing of the course unit contents) and practical exercises of text reading
and interpretation; watching and commenting of films/documentaries, field trips (Museums and other relevant
places) and work presentations and debates
Continuous assessment includes: A written test about the unit’s theoretical topics (30%)
A group work about an example of Portuguese cultural Heritage (written and oral presentation) (30%)
An individual work­ a pedagogical application project of an example of Portuguese cultural Heritage (30%)
Intervention/participation in the suggested tasks (10%) 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As aulas teóricas serão o modo de definir e esclarecer os conceitos fundamentais da UC, problematizando­os e
indicando bibliografia e caminhos possíveis de aprofundamento. Os exercícios práticos de leitura e comentário
de textos de referência, em aula, permitirão o acesso a autores e textos que consolidem os conhecimentos e
instiguem a reflexão, quer individualmente, quer em pequenos grupos, quer em grande grupo – em debate ­ o
que exigirá o domínio dos conceitos e da argumentação – de modo a atingir o primeiro objectivo da UC, que o
estudante seja capaz de definir e explicar os conceitos envolvidos (património, cultura, religião, identidade,
tradição e inovação, multiculturalidade); Os filmes e documentários sobre o património natural, material e imaterial, com características etnográficas,
artísticas ou históricas, são um recurso precioso para estas aulas – permitindo a descoberta e o contacto com
património tantas vezes esquecido ou mal conhecido, e que urge não perder – e podem servir de estímulo para
outras investigações, menos óbvias, dos estudantes, particularmente no que concerne ao património imaterial.
As visitas de estudo a Museus, edifícios históricos, Igrejas, jardins... permitirão o contacto directo com os
objectos e a sua dimensão material presente, compreendendo o seu papel de vestígio do passado.
A apresentação dos trabalhos de grupo, sobre diferentes exemplos do Património cultural, exigirá a necessária
preparação e segurança por parte de quem os apresente e permitirá a quem assiste e debate o conhecimento
de património que não estudou de forma tão aprofundada, mas que passa a reconhecer e a compreender a sua
importância – para assim se atingirem os objectivos da UC: “identificar e interpretar o património histórico
(material e imaterial) que caracteriza a cultura portuguesa” e “reconhecer a influência da religião na cultura e
identificar a especificidade e as consequências do cristianismo na cultura portuguesa”.
Os trabalhos individuais, um projecto pedagógico que usa o Património como recurso educativo, implicará uma
atenção ao presente cultural e à potencialidade do património nos aproximar da história e identidade de um
povo, não para ficar no passado morto, mas para compreender o presente. Assim, com este trabalho individual,
o estudante estará apto a “ explicar e debater a importância da dimensão histórica para compreender e
analisar o contexto português actual” e a “construir um projecto de actuação pedagógica que tenha o
património cultural português como recurso.” – que são dois objectivos reforçados ao longo de toda a
leccionação e nos vários pontos do programa: uma articulação entre o passado e o presente (tradição e
inovação) e entre o património e a educação.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Theoretical lessons are the way t define and clarify the essential concepts f this unit, rising questions and
indicating bibliography and possible expanding paths. Practical reading and commenting exercises of reference
texts in class will allow the access to authors and texts that consolidate knowledge and instigate reflection,
whether individually or in small or big groups­in debate­ which will demand the mastering of concepts and
argumentation­ in order to achieve the first objective of the unit, that students are able to define and explain the
intrinsic concepts (heritage, culture, religion, identity, tradition and innovation, multiculturalism)
The films and documentaries about natural heritage, material or immaterial, with ethnographic, artistic or
historical features are a vital resource for these lessons­ allowing the acknowledgement and the contact with
the legacy for these, very often forgotten or poorly understood, and that it’s imperative not to loose. – and that
can be used as a stimulation for other students ‘researches that are less obvious, particularly in what concerns
to immaterial heritage. The field trips to museums, historical buildings, churches, gardens…will allow the direct contact with the
objectives and their present material dimension, while understanding their role of past trace. The oral presentation of group works about different examples of cultural heritage will demand the necessary
preparation and confidence from who is presenting it and will allow to those who observe and debate it to
recognize and understand the its relevance­ in order t achieve the course unit goals: to identify and interpret
historical heritage (material and immaterial) that characterizes Portuguese culture and to recognize the
influence of religion in culture and identify the specific features and consequences of Christianity in the
Portuguese culture.
The individual works, in a pedagogical project that uses Heritage as an educational resource, will include a focus
on the contemporary culture and on the capacity that Heritage has to bring us closer to the History and identity
of a people, not to stay in a dead past, but to understand the present. Therefore, with this individual work
students will be able to explain and debate the importance of historical dimension to understand and analyze the
current Portuguese context and also to develop a pedagogical action project that has Portuguese cultural
heritage as a resource, which are the two main objectives reinforced along the teaching practice and in the
different items of the syllabus: an articulation between past and present (tradition and innovation) and between
heritage and education. 3.3.9. Bibliografia principal:
ANTUNES, M. (1999) Teoria da cultura, Lisboa, Colibri
BRAGANÇA DE MIRANDA, J. (2002), Teoria da cultura, Lisboa, Editorial Século XXI.
CONNERTON, P. (1999) Como as sociedades recordam, Lisboa, Celta.
DIAS, A.J., (1985). Os Elementos Fundamentais da Cultura Portuguesa, Lisboa: Imprensa Nacional­Casa da
Moeda.
DELUMEAU, J. (1999) As grandes religiões do mundo, Lisboa, Presença.
DUQUE, J. (2004). Cultura Contemporânea e Cristianismo. Lisboa:Universidade Católica.
ELIOT, T.S. (1996) Notas para a definição de cultura. Lisboa: Edições Século XXI.
LOURENÇO, E. (2000) O labirinto da saudade. Lisboa: Gradiva
MATTOSO, J. (1998). A Identidade Nacional, Lisboa: Gradiva PRATS, L. (1997) Antropologia e Patrimonio, Barcelona, Ariel.
RIBEIRO, O. (1998) Portugal, o Mediterrâneo e o Atlântico. Lisboa: Sá da Costa
RICOEUR, P (2000), La mémoire, L´histoire, l´oubli. Paris, Seuil.
WALSH, K. (1992) The representation of the past: museums and heritage in the post­modern world. London:
Routledge
Mapa IV ­ Literatura para a Infância/ Literature for Children
3.3.1. Unidade curricular:
Literatura para a Infância/ Literature for Children
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Rui Pires Marques Veloso (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Este programa está organizado no sentido de apresentar e aprofundar temas basilares da área da literatura
para a infância e de permitira aquisição de conhecimentos de alguns instrumentos de intervenção em
contextos educativos. Os objectivos de aprendizagem são:
­ Rever ou descobrir a literatura tradicional de matriz oral para crianças;
­ Conhecer escritores e ilustradores de literatura para crianças, portugueses e internacionais;
­ Aprender a diferenciar as diferentes estruturas textuais (verbais e orais) e as suas aplicações pedagógicas; ­ Reconhecer e treinar competências de exploração pedagógica das diversas tipologias textuais (verbais e
orais) para crianças;
­ Compreender o papel da mediação na relação entre a criança e os objectos de literatura infantil; ­ Adquirir capacidades de avaliação e selecção de obras de literatura para a infância, segundo critérios
diversificados como os contextos de intervenção ou estádios de desenvolvimento psico­emocional das
crianças
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This program is organized in order to present and develop basic topics in the field of literature for children. It
allows the simultaneous acquisition of theoretical knowledge and operationalization of some instruments of
intervention in educational settings.
The learning objectives are:
• To review or discover the traditional oral literature for children
• To know writers and illustrators of children's literature, Portuguese and international
• To learn how to differentiate between different text structures (verbal and oral) and their pedagogical
applications
• To recognize and to practice skills of pedagogical exploration of different text types for children
• To understand the role of mediation in the relationship between the child and the several objects of children's
literature
• To acquire skills of evaluation and selection of works of literature for children, according to various criteria
such as intervention contexts or stages of psycho­emotional development of children
3.3.5. Conteúdos programáticos:
­ Literatura para crianças: delimitação de um conceito.
­ As rimas infantis e contos tradicionais: fundamentação pedagógica, conhecimento de textos e exploração.
­ As tipologias textuais na literatura para crianças (a partir do contacto directo com obras de diversos autores):
­ Análise literária;
­ Texto verbal e ilustração nos livros para crianças: relações e leituras;
­ A gramática do texto visual e a narrativa da imagem nos livros para crianças.
­ O livro como objecto transitivo na educação e a importância do papel mediador do adulto: ­ A literacia emergente: confirmação de hipóteses de leitura a partir da literatura para crianças;
­ Exploração pedagógica das diversas tipologias de texto e transversalidade disciplinar.
3.3.5. Syllabus:
­ Literature for children: identification of a concept. ­ The nursery rhymes and traditional tales: pedagogical reasoning, knowledge of texts and exploitation. ­ The text types in literature for children (from direct contact with works of various authors): . Literary analysis; . Verbal text and illustration in books for children: relationships and readings; . The grammar of visual narrative text and image in books for children. ­ The book as transitive subject in education and the importance of the mediating role of the adult: . The emergent literacy: reading confirmation of hypotheses from the literature for children; . Pedagogical exploration of different types of text and interdisciplinary interaction.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os destinatários deste curso são futuros profissionais da educação básica.
Neste sentido, é importante dar­lhes a conhecer a abrangência do campo que a literatura infantil delimita, os
seus actores mais significativos e o reconhecimento mais profundo das suas formas literárias específicas.
Mas será também imprescindível ajudá­los a articular estes conteúdos com a sua pertinência pedagógica e
ensiná­los a explorar formas de uso que preservem a riqueza deste material (artístico­cultural) enquanto
mediador educacional por excelência. Partimos da delimitação do conceito de literatura para a infância, para que a sua amplitude pedagógica se
evidencie desde logo e nele se possam inscrever as experiências que o aluno traz da sua própria relação com
estes textos. Neste sentido, a exploração das formas da oralidade tradicional para crianças é um campo fértil
em estímulos, para além do seu imenso valor enquanto território especialmente valioso no campo pedagógico,
do ponto de vista psico­emocional e linguístico.
A passagem para o conhecimento do mundo literário e do livro contemporâneo para crianças implica a
abordagem do texto e dos seus autores e, também, o aprofundamento da leitura das ilustrações e das suas
relações com o texto verbal. No campo da pedagogia esta consideração é ainda mais fundamental, uma vez
que as crianças e a imagem são um binómio muito directo. O adulto tem também de saber conhecer este texto,
para poder mediar o livro e a leitura na sua inteireza. Queremos que os nossos alunos se transformem em leitores críticos e criativos, capazes de transpor, adaptar
e recriar modelos estudados nos seus contextos de prática e de relação pedagógica.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The recipients of this course are future professionals in early and primary education. In this sense, it is important to teach them the scope of the field that children's literature defines, its most
significant actors and a deeper recognition of its specific literary forms. But is also essential to help them to
articulate these content with its educational relevance and teach them to explore ways to use that preserve the
richness of this material (artistic­cultural) as an educational mediator par excellence. We start from the definition of the concept of literature for children, so that their educational breadth becomes
immediately apparent and in it may be projected the experiences that students bring from their own relationship
with these texts. In this sense, the exploitation of traditional forms of orality for children is a fertile field stimuli,
apart from its immense value as especially rich territory in the educational field, from the emotional and psycho­
linguistically point of view.
The transition to the knowledge of the literary world and contemporary children's book entails the approach of
the text and its authors, and also the deepening of the reading of the illustrations and their relations with the
verbal text. In the field of pedagogy this consideration is even more crucial, since “children” and “pictures” is a
very direct binomial. The adult must also learn to know this kind of text (visual) in order to mediate the book and
reading in its entirety. We want our students to become critical and creative, able to transpose, adapt and recreate studied models in
their contexts of practice and of pedagogical relationship.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As metodologias de ensino a utilizar são os seguintes:
. Exposição oral dos conteúdos curriculares;
. Utilização de meios audiovisuais como apoio e para exposição de conteúdos específicos;
. Observação e análise de muitos exemplos de livros infantis concretos;
. Leitura e discussão de artigos . Apresentação oral de trabalhos individuais e de grupo por parte dos alunos . Realização de saídas de estudo
A avaliação é continua, tendo por base a presença (activa) dos alunos nas aulas.
. Nota pessoal (participação nas actividades propostas) – 10%
. Trabalho individual (teórico): reflexão analítica e crítica sobre um ou mais pontos estudados – 45%
. Trabalho(s) de grupo (teórico­prático(s)): exploração pedagógica de um ou mais pontos do programa,
fundamentada teoricamente – 45%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Teaching methodologies to be used are the following: . Oral presentation of curriculum content; . Use of media to support and present specific content; . Observation and analysis of concrete examples of children's books; . Reading and discussion of articles; . Study field trips; . Oral presentation of individual and group work by the students. Assessment is continuous, based on the (active) presence of students in classes. . Personal note (attendance, participation, interest) ­ 10% . Individual work (theoretical): analytical and critical reflection on one or more points studied ­ 45% . Group work(s) (theoretical and practical): pedagogical exploitation of one or more points of the program,
theoretically grounded ­ 45%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A literatura infantil é uma matéria muito viva pois é próxima das experiências dos próprios alunos. Assim, é
necessário preservar essas vivências como terreno idealmente fértil onde se enraíze um conhecimento maior,
mais profundo porque acrescentado de elementos novos e colocados sob diferentes pontos de vista, mais
reflexivos. A exposição oral, acrescentada por inúmeros exemplos concretos de livros, ilustrações e textos; o
registo áudio de literatura oral bem recolhida e preservada; a observação filmada ou, melhor ainda, in locu
através de visitas concretas, de contextos pertinentes onde esta matéria se relaciona artística e
pedagogicamente com o mundo são vias fundamentais para manter conciliadas vitalidade e cientificidade a um
assunto que precisa destas duas componentes intrinsecamente relacionadas para poder ser (bem) utilizado
cultural e pedagogicamente.
De igual forma, requeremos a participação activa dos alunos em trabalhos de natureza escrita e oral que
abracem estes dois vectores, para que assim se interiorizem e confirmem.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Children's literature is a living matter as it is very close to the students' own experiences. Thus, it is necessary
to preserve these experiences as an ideally fertile soil in which will be rooted a larger, deeper knowledge
because new elements are added and placed under different points of view, more reflected. Oral exposure,
added by numerous concrete examples of books, illustrations and texts; audio recording of oral literature, well
collected and preserved; the filmed or, better yet, the in locu observation through concrete visits, of relevant
contexts in which this matter relates artistically and pedagogically with the world are key ways to maintain
vitality and science reconciled with a subject that needs these two components intrinsically related to be (well)
used culturally and educationally. Similarly, we require the active participation of students in work of both written and oral nature to embrace these
two vectors, so it is internalized and confirmed.
3.3.9. Bibliografia principal:
BASTOS, G. (1999). Literatura Infantil e Juvenil. Lisboa: Universidade Aberta
BETTELHEIM, B. (1988) Psicanálise dos Contos de Fadas. Lisboa: Livraria Bertrand
COSTA, M. J. (2012) De volta ao continente poético esquecido. Lisboa: Instituto Piaget
COELHO, A. (1994). Jogos e Rimas Infantis. Lisboa: Asa, 1994
COLOMER, T. (1998) La formación del lector literario: Narrativa infantil y juvenil actual. Madrid: Fundación
Germán Sánchez Ruipérez
COLOMER, T. (1999) Introducción a la literatura infantil y juvenil. Madrid: Síntesis
DURAN, T. (2002) Leer antes de ler. Salamanca: Anaya
HUNT, P. (2010). Crítica, teoria e literatura infantil. São Paulo: Cosac Naify
NODELMAN, P. (1988). Words about Pictures: The Narrative Art of Children’s Picture Books. Athens: University
Georgia Press
RAMOS, A. M. (2013) Tendências contemporâneas da literatura para a infância e juventude. Porto: Tropelias
Companhia
RIGOLET, S. (1997). Leitura do mundo. Leitura de livros. Porto: Porto Editora
Mapa IV ­ Ensino e Aprendizagem de Ciências/Teaching and Learning Sciences
3.3.1. Unidade curricular:
Ensino e Aprendizagem de Ciências/Teaching and Learning Sciences
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar (20h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Vera Lúcia de Ferreira Malhão (25h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Os objectivos de aprendizagem desta unidade curricular são:
­ Mobilizar os conhecimentos científicos e técnicos adquiridos na construção de situação promotoras de
aprendizagens ­ Enunciar os procedimentos subjacentes à construção de conhecimento através de investigações e da
pesquisas ­ Explicitar as principais características de projectos e programas de educação em ciências direccionados
para a compreensão de fenómenos e acontecimentos do mundo físico, natural e social
­ Reconhecer a importância das novas tecnologias como ferramentas de pesquisa e investigação essenciais à
construção e descobrimento de conhecimentos e sua aplicabilidade em situações e contextos de educação
escolar e não escolar
­ Reconhecer, justificando, lugares não escolares como promotores de ensino e aprendizagem das ciências
­ Desenhar planos de intervenção que proporcionem às crianças uma compreensão do mundo através da
História de Portugal e do Património Histórico.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The leaning objectives for this curse unit are:
­To mobilize scientific and technical knowledge acquired in the development of leaning promoting situations
­To name inherent procedures to the development of knowledge through investigation and research
­To detail the main characteristics of educational projects and programs in science oriented for the perception
of phenomena and events of physical, social and natural world. ­To recognize the importance of new technologies as tools of research and investigation that are essential to the
development of knowledge and their applicability in school and non­school educational contexts and situations
­To recognize, and justify, non­schooling places as science teaching­learning promoters ­To design intervention plans that allow children to have an understanding of the world through the History of
Portugal and historical heritage. 3.3.5. Conteúdos programáticos:
I Parte ­ Ensino e aprendizagem das ciências exactas:
­ Como é que as crianças aprendem ciência?
. Características do Mundo Natural
. O que é a ciência e as suas utilidades
. Processos de construção do conhecimento científico ­ Metodologias activas no ensino das ciências ­ Locais de Educação não formal na área das ciências: Museus de História Natural, Centros de Ciência, Jardins
Botânicos, Laboratórios, Jardins Zoológicos, Quintas e Hortas pedagógicas, entre outros
­ Projectos que promovam a aprendizagem das ciências: Inquire, Ciência Viva, Eco­escolas, We Act, …
­ O papel das novas tecnologias como promotores do ensino e aprendizagem das ciências II Parte­ Ensino e Aprendizagem das Ciências Humanas:
­Como estimular o interesse pelas ciências humanas;
­ O desenvolvimento do prazer de Pensar: a reflexão como ponto de partida para uma aprendizagem com
método;
­ O lugar das ciências humanas na aprendizagem e desenvolvimento das crianças
3.3.5. Syllabus:
Part I. The teaching/learning of exact science:
How do children learn science?
. Natural World Characteristics
.What is science and its utilities
. Processes of scientific knowledge development
­Active methods in science teaching
­ Non­formal education places in science area: Natural Science Museums, science Centers, Botanical gardens,
Laboratories, Zoos, Pedagogical gardens and farms, among others. Projects that promote the science apprenticeships: Inquire, Ciência Viva, Eco­escolas, We­act…
­The role of new technologies as science teaching­learning promoters
Part II­ Teaching learning of human science:
How to stimulate the interest by Human Sciences
The development of the pleasure of thinking: reflection as a starting point for an apprenticeship with method
The place of human science in the learning and development of children: the fundaments for a humanized
society and a society with values. 3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos abordados nesta unidade curricular visam a aquisição de competências e de conhecimentos
científicos de diversas áreas relacionadas com o ensino e a aprendizagem das ciências. No final desta unidade
curricular os estudantes terão desenvolvidos aptidões e competências na forma de como transmitir e construir
ciência para crianças. Os estudantes aprenderão o valor da ciência e de como está esta presente no nosso
quotidia­no, através de aulas teóricas e do contacto com diferentes instituições de educação não formal, onde
irão conhecer diferentes metodologias e como estas são reconhecidas a nível internacional através de
publicações nacionais e internacionais. A partir do conhecimento dos projectos existentes nestas instituições,
em sala de aula irão pesquisar outros projectos para assim desenvolverem novas técnicas de investigação e
de pesquisa. É imperativo que os estudantes compreendam a importância da ciência para as crianças e como
estas a aprendem, as ciências podem ser complexas e difíceis de entender, para isso é preciso aprender a
simplificar fenómenos e conhecimentos, transformando­os numa linguagem mais simples e acessível, ao
mesmo tempo que, sabendo como aprendem e o que as motiva, se saiba identificar qual ou quais as melhores
metodologias de ensino a serem aplicadas em diferentes realidades, contextos e idades. Neste contexto, o
lugar específico do ensino e da aprendizagem das ciências humanas para completar uma visão redutora do ser
humano, se, apenas, entendido como o “homem­máquina”, e, que só assume a sua dignidade se visto enquanto
indivíduo e ser social. As ciências humanas são definidas como não exactas, e, por isso, subjectivas, mas,
essenciais para viver. Esta grandeza da humanidade do próprio homem, explica a diversidade de disciplinas
das ciências humanas: história, filosofia, sociologia, ciência política, antropologia, linguística, pedagogia,
economia, comunicação social, geografia humana, direito, arqueologia, psicologia, relações internacionais,
entre outras. Esta diversidade mostra a complexidade do próprio objecto de estudo: o próprio ser humano,
numa tentativa de compreensão do homem e da sua sociedade, das expressões artísticas e culturais. Este
homem, ser eminentemente social e histórico, vive na polis, e, por isso, a política faz parte da sua própria
humanidade. As ciências humanas servem, afinal, para responder à pergunta: O que é o Homem?
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The contents to be developed in this course unit intent the acquisition of knowledge and scientific knowledge of
the various areas related to the teaching/learning of science. In the end of this course unit, students will have
developed abilities and competences on the method of how to convey and develop science for children.
Students will learn the value of science and on how it is present in our daily life, through theoretical lessons and
through the contact with different non­formal educational institutions, where they will acknowledge different
methods and how these are internationally recognized through national and international publications. From the
knowledge of existing projects in these institutions, they will research other projects in class in order to develop
new investigation and research techniques. It is vital that students understand the importance of science for
children and how they learn it, science can be complex and difficult to understand and, for that, it is necessary to
simplify phenomena and knowledge, converting them in a more accessible and simpler language, at the same
time that, by knowing how they learn and what motivates them, they know how to identify what are the best
teaching methods to be applied in different realities, contexts and ages. In this context, the specific place for
teaching and learning of human science to complete a reductive vision of the human being, if, only perceived as
“man­machine” and that assumes his dignity if seen as individual or social being. Human science is defined as
non­exact and, for that reason, they are subjective, but, tough, essential for living. This greatness of man’s own
humanity explains the diversity of disciplines of human sciences: history, philosophy, sociology, political
science, anthropology, linguistics, pedagogy, economy, social communication, human geography, law,
archeology, psychology, international relations, among others. This diversity shows the complexity of the study­
object itself: the human being himself, in an attempt of understanding of man and his society, the artistic and
cultural expressions. This man can eminently be social and historical, lives in the Polis and, for that reason
politics is part of his life. Human Science functions, after all, to answer the question: What is Man?
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas da uc serão de caracter teórico­práticas, onde serão apresentados diferentes projectos e publicações
existentes na área do ensino e aprendizagem das ciências para que a partir daí se trabalhem técnicas de
pesquisa e de investigação e de planeamento de situações promotoras de aprendizagem. Serão realizadas
diversas visitas a diferentes instituições, para que os estudantes tomem contacto coma realidade do dia a dia
de um projecto em funcionamento e de como estes são trabalhados e dirigidos ao mais jovens. A promoção da
utilização das novas tecnologias também será uma mais valia, pois não se pretende que os alunos apenas as
saibam utilizar, mas que vejam que através de um telemóvel ou um computador também é possível promover o
ensino das ciências. A avaliação decorre de:
­ teste individual com a cotação de 50%;
­ dois trabalhos práticos com a cotação de 20% cada um. ­ a participação terá 10% da classificação final.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The lessons of this course unit will have a Theoretical­practical character, where different projects and
publications in the teaching­learning of science will be presented, so that research and investigation techniques
in the planning of apprenticeship promotion situations may be developed from them. Many visits to different
institutions will be done, so that students may contact with the daily reality of a working project and of how they
are operated and targeted to youngsters. The promotion of new technologies use will also be an added value
since it is not intended that students only know how to use them, but that they through a cell phone or a
computer, it is also possible to promote science learning. Assessment is the result of:
­An individual test with a ratio of 50% of the final mark
­ Two practical works with the ratio of 20% each
­ Participation with a ratio of 10%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O ensino e aprendizagem das ciências tem sido uma área em constante transformação ao longo dos anos,
devido ao facto de as crianças e jovens deixarem de sentir interesse pela(s) ciência(s) por a sentirem
desinteressante e sem aplicação prática à sua realidade. Devido a estes factores presente em diversos países
como os Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha, diversos investigadores em áreas como a educação e da
ciência, consideram imperativo que existisse uma transformação em como a ciência chega aos alunos, qual a
melhor forma de a transmitir de forma interessante e motivadora, mas também o papel do professor e
educador nessa transmissão de conhecimento. Então, a uc ensino e aprendizagem das ciência, tem como papel
fundamental tornar a ciência interessante e motivadora, fornecendo aos alunos um conjunta de conteúdos e
conhecimentos, que passam não só por actividades a serem desenvolvidas, mas também reconhecer o papel
da ciência na actualidade, a sua utilidade, como as crianças e jovens aprendem ciência, o papel do
educador/professor na transmissão de conhecimentos e competências.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The teaching and learning of science has been an area in permanent transformation across the years, due to the
fact that children and youngsters have ceased felling interested by science because they felt it was
uninteresting and without practical application to reality. Due to these factors that are present in many
countries, such as United States, England and Germany, many investigators in areas like education and science
consider to be imperious a transformation on how science approaches children and youngsters, the best way to
convey it in an interesting and motivating way, but also that the teacher’s role in the transmission of that
knowledge. So, the main role of this course unit is to make science interesting and motivating, providing
students a set of contents and knowledge that include not only activities to be developed, but also recognizing
the role of science nowadays, its utility, how children and youngsters learn science, the role of the
educator/teacher in the knowledge and competence transmission. 3.3.9. Bibliografia principal:
Bishop, K. (2007). Learning Science teaching: developing a professional knowledge bade. Open University Press
Braund, M. & Reiss, M. (2004). Learning science outside the classroom. London: RoutledgeFalmer
Committee on Science Learning, Kindergarten through Eighth Grade, Richard A. Duschl, Heidi A.
Schweingruber, and Andrew W. Shouse, Editors. (2007).Taking Science to School: Learning and Teaching
Science in Grades K­8. National Academies Press
Harlen, W. (2005). Teaching, learning and assessing science 5­12 (4rd edition). SAGE Publications Ltd
Mufti, E. (2012). Teaching and learning and the curriculum: A critical introduc­tion.Manchester: Continuum
Oliver, A. (2006). Creative teaching: science in the early years and primary class­room. United Kindom: David
Fulton Publishers
Mapa IV ­ Projeto de Expressões Artísticas e Tecnológicas/Technology and Artistic Expressions Project
3.3.1. Unidade curricular:
Projeto de Expressões Artísticas e Tecnológicas/Technology and Artistic Expressions Project
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Antônio Fernando Corrêa Barone (10h TP + 10h PL)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Sónia Patrícia da Silva Limpo (10h TP + 10h PL)
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho (10h TP + 10h PL)
Paulo César Aguiar da Silva Oliveira (10h TP + 10h PL)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
­ Criar e coordenar um projeto de ação no âmbito das expressões artísticas a partir das competências
adquiridas nas unidades curriculares anteriores no que toca ao conhecimento, compreensão, aplicação e
análise nesta área.
­ Ajuizar e selecionar propostas construtivas no âmbito das expressões, considerando­se as opções de
utilização das várias linguagens artísticas e mediáticas em interação.
­ Avaliar, coletiva e individualmente, o projeto realizado.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
­ Create and coordinate an action project under the artistic expressions from the skills acquired in previous
courses in regard to knowledge, comprehension, application and analysis in this area. ­ Judging and selecting constructive proposals in the context of expressions, considering the options for the use
of various artistic media and languages in interaction. ­ Evaluate, collectively and individually, the project realized.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
I. Projeto e gestão de projetos de ação ­ Fases e opções de trabalho
­ Noções de projeto aplicado às áreas expressivas artísticas e mediáticas. ­ Noções complementares de gestão de projeto: grupos de trabalho; psicossociologia de grupos; experiências
criativas em grupo, distribuição de funções, elaboração de cronogramas, etc.).
II. Géneros e estilos de projetos no âmbito das expressões artísticas e mediáticas
­Eventos e conteúdos no campo das expressões artísticas e mediáticas, levando em conta os contextos de
produção e consumo (eventos, espetáculos, intervenções urbanas, vídeos, exposições, etc.) III. Elementos gerais de avaliação e de avaliação de projetos.
3.3.5. Syllabus:
I. Project and project management action ­ Phases and work options ­ Understanding of project applied to artistic and expressive media areas. ­ Complementary notions of project management: working groups; social psychology of groups; creative
experiences in group distribution functions, preparation of schedules, etc.). II. Genres and styles of projects related to artistic expression and media ­Events and contents in the field of media and artistic expressions, taking into account the contexts of
production and consumption (events, shows, urban interventions, videos, exhibitions, etc.) III. General elements of evaluation and assessment projects.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Esta unidade curricular visa capacitar os alunos para a competência de criar e gerir projetos no âmbito das
expressões artísticas e mediáticas necessitando, portanto, de conteúdos voltados para as funções que
sustentam a criação e gestão de projetos em geral e, nomeadamente, nesta área. Pelo facto de haver grande interdisciplinaridade na ação de projetar, na área estipulada, consideram­se
indispensáveis os conceitos advindos da Psicossociologia das Organizações, da Sociologia e da
Administração. Para que o aluno exercite o leque de opções produtivas e atos de decisão, os gêneros de produtos resultantes
de projetos na área das expressões artísticas e mediáticas deverão ser abordados com prioridade para cada
linguagem em causa, mas também considerando­se a interação entre todas elas. As noções de avaliação de projetos, advindas de áreas distintas do conhecimento, proporcionarão ao aluno a
competência de aprendizagem que poderá reavivar, continuadamente, as operações de síntese e demais
planos da aprendizagem.
Todas estas disposições apresentadas estarão, necessariamente, associadas ao trabalho de introdução à
prática profissional do aluno, nas instituições protocoladas. 3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This course aims to enable students to develop competence to create and manage projects within the artistic
and media expression, thus requiring contents designed for functions that support the creation and
management of projects in general domains and in this particular area. Because there is a large interdisciplinar component in doing a project in the stipulated area, concepts under
Social Psychology of Organizations, Sociology and Administration are considered essential.
For students to work on the range of productive options and acts of decision, the genres of products resulting
from projects in the area of media and artistic expressions should be addressed giving priority to each language
in question, but also considering the interaction between all of them . The notions of project evaluation, arising from different areas of knowledge, will provide the student with the
learning skills that can revive, continuously, operations of synthesis and other learning plans. All these provisions presented will necessarily be associated with the introducing the student to pedagogical
practice in the diferente contexts and institutions. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Iniciar com um seminário, seguido de exposição livre, mas coordenada, de ideias, onde a tarefa de criação de
um projeto original seja exposta e debatida. Seguem­se aulas expositivas com leituras de textos e busca de fontes alternativas de informação e a
realização de avaliação contínua com a projeção de utilização dos conceitos apresentados, ou surgidos no
processo de ensino­aprendizagem. Nesta fase os grupos deverão trazer exemplos relatados ou registados
digitalmente de projetos exemplares.
Visitas livres para os grupos com apresentação acompanhada de resultados.
Realização de oficinas e apoio de laboratório, para o desenvolvimento das várias tarefas constituintes de cada
Projeto.
Avaliação individual composta por relatórios, sustentados com informação técnica, das práticas realizadas.
Realização de apresentações adequadas a cada projeto de grupo.
Realização de autoavaliações e avaliações em período relativamente amplo que culminará com o exercício final
de Projeto.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Start with a workshop, followed by free, yet coordinated, exposure of ideas, where the task of creating an
original project is exposed and debated. Theoretical and practical lectures follow with readings of texts and search for alternative sources of information
and conducting ongoing assessment with the projected use of the concepts presented, or those arising in the
teaching­learning process. In this phase the group should bring examples of exemplar projects, reported or in
digital copies.
Free visits for groups with presentation accompanied by results. Workshops and laboratory support for the development of the various constituent tasks of each project. Individual assessment consists of reports, supported with technical information of the performed practices. Conducting appropriatepresentations to each group's project. Conducting self­assessments and evaluations in relatively long period that will culminate with the final project.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Uma unidade curricular com as características apresentadas, faz ênfase na autonomia e na gestão organizada
de “mini­empresas” simuladas, que decidem o processo produtivo e distributivo do seu produto. Os
grupos/equipas constituídos desta forma serão, simultaneamente, auto­geridos e orientados (no plano do
ensino­aprendizagem) e poderão realizar produções relativamente complexas, sujeitas à avaliação sucessiva,
no âmbito das expressões artísticas e mediáticas.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
A course with the characteristics presented, makes emphasis on autonomy, and organized management of
"mini­companies" simulated, that decide the productive and distributive process of their product. Groups /
teams will be formed in this way, both self­managed and targeted (in terms of teaching and learning) and can
perform relatively complex productions, subject to successive assessment as part of the artistic and media
expression.
3.3.9. Bibliografia principal:
Alvarado,M., Galán,V., Alvarez,I.,Carrero, J. (2010). Fotografia criativa para as crianças: a alfabetização
audiovisual através da fotografia. Comunicação & Educação. Revista do Curso de Gestão da Comunicação.
(15), 67­80.
Camnitzer, L. & Pérez­Barreiro, L. (Orgs.) (2009). Arte para a educação: Educação para a arte. Porto Alegre:
Fundação Bienal do Mercosul. Recuperado em:
http://www.fundacaobienal.art.br/novo/arquivos/publicacao/pdf/Livro_Arte_Educacao.pdf#page=29
Favaretto, C. (2010). Arte contemporânea e educação. Revista Iberoamericana de Educación. (53). Recuperado
em: http://www.rieoei.org/rie53a10.pdf
Formosinho, J. & Gambôa, R. (2011). O trabalho de projeto na pedagogia­em­participação. Porto: Porto Editora. Fróis, J. P. (Coord.). (2011). Educação Estética e Artística Abordagens Transdisciplinares. Lisboa: Fundação
Calouste Gulbenkian.
Portugal. Ministério da Educação (1998). Qualidade e projeto na educação pré­escolar. Lisboa: Ministério da
Educação/DEB.
Mapa IV ­ Ensino e Aprendizagem de Português/Teaching and Learning Portuguese
3.3.1. Unidade curricular:
Ensino e Aprendizagem de Português/Teaching and Learning Portuguese
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Rui Pires Marques Veloso (30h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
1. Dominar as questões conceptuais presentes no ensino­aprendizagem do português.
2. Potencializar a literacia emergente na fase pré­escolar.
3. Identificar processos para o desenvolvimento da competência oral.
4. Distinguir as etapas de aprendizagem da leitura. 5. Integrar saberes respeitantes à compreensão e interpretação do texto.
6. Identificar as interligações, no plano teórico, entre os domínios da leitura e da escrita.
7. Adequar os conhecimentos gramaticais ao público etário e à sua língua materna
8. Enquadrar, teoricamente, as novas perspetivas de ensino da leitura e da escrita presentes no Programa de
Português do Ensino Básico, Metas Curriculares de Português considerando o Português como língua materna
e não materna.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Learning Goals
1.To master conceptual questions present in the portuguese teaching­learning process
2.To optimize the emergent literacy in pre­school education 3.To Identify processes for the development of oral competence
4.To differentiate the reading learning stages
5.To integrate knowledge concerning the reading comprehension of a text
6.To identify the interconnections, in a theoretical perspective, between reading and writing domains
7.To appropriate grammar knowledge to the target age group and to their mother tongue.
8.To frame, in theory, the new reading and writing teaching perspectives contained in the Primary Education
Curriculum for Portuguese Language and in the Curriculum Goals for Portuguese, considered as first and
second language.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Os conteúdos, a serem abordados ao longo das aulas, são escolhidos e trabalhados no sentido de os alunos
adquirirem as ferramentas que lhes permitam desenvolver práticas pedagógicas sustentadas num
conhecimento da língua portuguesa materna e não materna e num saber como exigido pela atividade letiva. 1. O ensino­aprendizagem do português – a transposição de saberes
2. O português na Educação Pré­Escolar
2.1. O desenvolvimento da oralidade
2.2. A literacia emergente
2.3. A motivação para a leitura
2.4. A consciência fonológica.
2.5. As Orientações Curriculares para a Educação Pré­Escolar.
3. O português no Ensino Básico
3.1. Diagnóstico precoce de dificuldades.
3.2. O ensino­aprendizagem da leitura.
3.3. A contrução do leitor.
3.4. O ensino­aprendizagem da escrita.
3.5. A articulação leitura­escrita.
3.6. A gramática/conhecimento explícito da língua.
3.7. O Programa de Português para o Ensino Básico.
3.8. As Metas Curriculares de Português.
3.3.5. Syllabus:
The syllabus contents to be analyzed during the sessions are chosen and developed in order for students to
acquire tools that allow them to improve pedagogical practices sustained in the knowledge of Portuguese first
and second language and in the knowhow demanded by classroom performance.
1.The teaching­learning of Portuguese language­knowledge transposition. 2.The Portuguese language in Pre­School Education
2.1.Speaking development
2.2.Emergent literacy
2.3The motivation for reading
2.4.Phonological awareness
2.5.Curriculum Guidelines for Preschool Education
3.The Portuguese in Basic Education
3.1.Anticipated diagnostic of problems
3.2.The teaching­ learning process of reading
3.3.The creation of the reader
3.4.The Teaching­learning process of writing skills
3.5.The articulation between reading and writing
3.6.The grammar and the explicit language knowledge
3.7.The Primary education curriculum for Portuguese Language
3.8.The Curricular Goals for Portuguese language
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Na formação dos alunos desta licenciatura há uma clara intenção de lhes fornecer noções muito concretas do
processo de ensino­aprendizagem do português; para concretizar esse desiderato, o quadro dos objetivos
acima apresentado incide sobre o trabalho que se inicia no pré­escolar e sobre as ideias nucleares que
fundamentam e consolidam os percursos da aquisição da leitura e da escrita. Compreender o processo na sua
globalidade e na sua especificidade no respeitante à transposição de saberes – objetivo inicial – vai
concretizar­se na abordagem contemplada no conteúdo 1. O contacto com o mundo da escrita, fenómeno do
quotidiano da criança ainda ágrafa, vai alimentar uma literacia emergente que se desenvolve no seio familiar e
no jardim de infância, a par de uma oralidade que se desenvolve progressivamente; daí os objetivos 2 e 3
contemplarem já a questão literácita e o desenvolvimento da competência oral, o que pressupõe o registo de
um conteúdo abrangente (2) que inclui cinco subconteúdos focados na literacia e na oralidade, oportunamente
trabalhados de acordo com as orientações curriculares oficiais. O ensino­aprendizagem do português no 1º ciclo exige um trabalho profundo e muito complexo, tendo em conta
as linhas estruturais que o sustentam. O diagnóstico inicial, previsto no conteúdo
3.1., elaborado para avaliar a transição entre o pré­escolar e o ensino básico ao nível das competências do
aluno, vai permitir afinar as estratégias que irão agilizar os subconteúdos 3.2., 3.3. e 3.4., que serão trabalhados num número significativo de aulas. Compreende­se, assim, como serão
atingidos os objetivos 4.4., 4.5. e 4.6. e a sua absoluta coerência com os conteúdos atrás referidos.
O trabalho a desenvolver com o conteúdo 3.6. permitirá atingir o objetivo 4.7., tendo sempre em conta o que está definido no Programa e nas Metas Curriculares, já que os destinatários
ainda estão numa fase incipiente do conhecimento da estrutura do português. Por fim, a consecução do objetivo
8 passa pela aquisição de conhecimento definido nos conteúdos 3.7. e 3.8., ou seja, dos diplomas legais que norteiam a prática pedagógica de português no 1º ciclo do ensino
básico.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
In the training of the students in this degree there is a clear intention to provide them with very objective notions
of Portuguese language teaching­learning process. In order to achieve this aspiration, the set of objectives
presented above emphasizes the work that starts in pre­school education and on the nuclear ideas that are the
basis and consolidation of the reading and writing acquisition paths.
To understand the process in a global and specific perspective in what concerns to the knowledge transposition
– original objective ­ and that it is going to be achieved on the approach enclosed on content 1. The contact with
the world of writing, an everyday life phenomenon for the preliterate child is going to sustain an emergent
literacy that develops among the family and at nursery school, together with the speaking that develops in a
progressive way. That’s the reason why objectives 2 and 3 embrace the question of literacy and of the
development of oral competence, and this presupposes the definition of an extensive content (2) that includes
five sub­contents focused on literacy and oral skills, appropriately developed according the official curricula. The teaching­learning process of Portuguese language demands a deep and complex work in accordance with
the structural guidelines that sustain it. The early diagnostic, predicted on content 3.1, developed to assess the
transition from pre­school to primary education in what concerns the student’s skills, will allow the enhancement
of strategies that will enable sub­contents 3.2, 3.3 and 3.4 that will be developed in a significant number of
lessons. It is shown how objectives 4.4, 4.5 and 4.6 and their absolute consistency with the contents mentioned
above. The work to be developed with content 3.6 will allow to achieve objective 4.7, always considering what is
mentioned in the National Curriculum and in the Curricular Goals, since the target public are still in a very
incipient stage of the portuguese language structure knowledge. Finally, the achievement f cntents 3.7 and 3.8,
that means, the legal acts that guide portuguese language teaching practice in primary school. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Dada a orientação do trabalho, da rede de conteúdos e de competências a desenvolver neste módulo, será
utilizada uma metodologia com uma componente teórica significativa, o que não invalida a presença de
múltiplas incidências práticas, através da exemplificação e de modelos e técnicas de ensino.
A avaliação será contínua e materializada num trabalho individual final, constituído por uma reflexão
fundamentada sobre um ou mais itens tratados ao longo desta unidade, o que possibilitará verificar a
assimilação dos conteúdos e consequente consecução dos objetivos. A participação contribuirá para a
avaliação final em 20%.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Given orientation of the work, content and skills network to develop in this course unit, a method with a strong
theoretical component will be used, what doesn’t overturn the presence of multiple practical incidences, through
exemplification and teaching models and techniques. The assessment will be continuous and materialized in an individual final work, that includes a substantiated
reflection about one or more items developed during this course unit, which will allow verifying the content
assimilation and the resulting objective achievement. Participation will contribute to the final assessment ­ 20%.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A leitura dos objetivos de aprendizagem deixa perceber a necessidade de valorizar devidamente a formação
teórica de modo a criar condições para a compreensão do processo de ensino­aprendizagem do português no
1º ciclo. As constantes remissões para o contexto da prática pedagógica, referidas na metodologia de ensino,
facilitarão a contrução de um saber fazer, consentâneo com as exigências e responsabilidades inerentes aos
alicerces das aprendizagens do português, o que está implícito no conjunto dos objetivos acima referidos.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The reading of the learning objectives gives the opportunity to understand the need to provide value to the
theoretical training in order to create conditions for the understanding of the Portuguese language teaching­
learning process in primary education. The constant references to pedagogical practice context mentioned in the teaching methods will simplicity the
development of the know­how, consistent with intrinsic demands and responsibilities of portuguese language
learning foundations, which is implicit in the above mentioned set of objectives. 3.3.9. Bibliografia principal:
BARBEIRO, L. (2007). Aprendizagem da Ortografia: Princípios, Dificuldades e Problemas. Porto: ASA
BECHARA, E. (2004). Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna
DRAGAN, P. (2003). Everything You Need to Know to Teach First Grade. Portsmouth: Heinemann
FERRAZ, M. J. (2007). O Ensino da Língua Materna. Lisboa: Caminho
MARTINS, M. A. (1996). Pré­história da aprendizagem da leitura. Lisboa: ISPA
MATEUS, M. H. M. et alii (2003). Gramática da Língua Portuguesa. Lisboa: Caminho
MORAIS, J. (2012). Criar Leitores. Porto: Livpsic
REIS, C. e ADRAGÃO, J. V. (1992). Didáctica do Português. Lisboa: Universidade Aberta
SIM­SIM, I. (org.) (2006). Ler e Ensinar a Ler. Porto:ASA
VIANA, F.L. e TEIXEIRA, M. (2002). Aprender a Ler: Da aprendizagem informal à aprendizagem formal. Porto:
Edições ASA
VIANA, F. L. et alii (2014). Ler para Ser. Coimbra: Almedina
WALPOLE, S. e Mckenna, M. (2007). Differentiated Reading Instruction: Strategies for the primary grades. New
York: Guilford Press
Mapa IV ­ Ensino e Aprendizagem de Matemática/Teaching and Learning Mathematics
3.3.1. Unidade curricular:
Ensino e Aprendizagem de Matemática/Teaching and Learning Mathematics
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Cláudia Maria Canha Nunes Johnen Torres (20h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Celestre Cabral dos Santos Ribeiro (10h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
A unidade curricular Ensino e aprendizagem da Matemática tem o propósito de criar um espaço de discussão e
reflexão em torno de temas e aspetos fundamentais no âmbito dos processos de ensino e da aprendizagem dos
principais tópicos da Matemática. Neste âmbito, os principais objetivos do programa desta unidade curricular
são:
­ Envolver os alunos no trabalho de organizar e dirigir situações de aprendizagens;
­ Conceber atividades pedagogicamente diferenciadas e transversais aos diferentes temas da Matemática;
­ Administrar a progressão das aprendizagens e regular práticas;
­ Mobilizar os recursos do meio e da comunidade para as situações de aprendizagem;
­Avaliar, produzir e experimentar materiais pedagógicos em situações escolares.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The aim of the course Teaching and Learning of Mathematics is to create a space for discussion and reflection
on issues and fundamental aspects in teaching and learning of the main mathematical topics. In this context, the
program objectives of this course are: ­ Engage students in the work of organizing and managing learning situations;
­ Create pedagogically and differentiated activities across the different themes of mathematics;
­ Manage students progression of learning and regulate teachers practices;
­ Mobilize the resources of the community to learning situations;
­ Evaluate, produce and test teaching materials in school situations. 3.3.5. Conteúdos programáticos:
1. Gestão curricular.
2. Aprendizagem da Matemática:
2.1.Perspectivas e estratégias pedagógicas.
2.2. Documentos orientadores nacionais e internacionais.
3. O desenvolvimento das capacidades transversais: resolução de problemas, raciocínio e comunicação
matemática.
4. Sentido de número e pensamento algébrico nos primeiros anos de escolaridade. 5. Geometria e Medida nos primeiros anos de escolaridade
6. Organização e Tratamento de Dados nos primeiros anos de escolaridade
3.3.5. Syllabus:
1. Curriculum Management. 2. Mathematics Learning: 2.1. Perspectives and pedagogical strategies. 2.2. National and international policy documents. 3. The development of transversal skills: problem solving, reasoning and mathematical communication. 4. Number sense and algebraic thinking in the early years.
5. Geometry and Measurement in the early years. 6. Organization and Data Processing in the early years
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O Ensino e aprendizagem da Matemática é um conteúdo trabalhado ao nível teórico e prático de modo a
desenvolver nos alunos a capacidade de construir tarefas e unidades de ensino­aprendizagem robustas do
ponto de vista matemático e didático.
O conteúdo relativo às capacidades transversais é trabalhado em articulação com os temas curriculares
matemáticos, procurando salientar aspetos específicos de cada domínio. Os conteúdos matemáticos que
incidem nos temas curriculares da Educação Pré­escolar e dos 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico são abordados
numa perspetiva didática, indo ao encontro dos três últimos objetivos de aprendizagem.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Teaching and Learning of Mathematics is a content worked at the theoretical and practical level in order to
develop in students the ability to build robust tasks and units of teaching and learning from mathematical and
didactic purposes. The content related to transversal capabilities is working in conjunction with the mathematical curriculum
themes, seeking to emphasize specific aspects of each domain. The mathematical contents which focus on
curricular themes of pre­school and primary school are addressed in a didactic perspective, meeting the last
three learning objectives.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas teórico­prática com realização de trabalhos práticos, em grupo, que possibilitem a emergência de
questões e consequente discussão.
Análise de episódios de sala de aula e de produções de alunos do 1º ciclo do ensino básico.
Construção de tarefas ou de sequências de tarefas passíveis de desenvolver no 1º ciclo do Ensino Básico.
Avaliação contínua
(20%) Participação nas aulas
(40%) Trabalho individual escrito
(40%)Trabalho de grupo escrito
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Sessions with practical work in groups, enabling the emergence of issues and subsequent discussion. Analysis of classroom episodes and students productions from 1st cycle of basic education. Building tasks or sequences of tasks likely to develop in teaching of 1st cycle of basic education. Continuous assessment (20%) Class participation (40%) Individual written work (40%) Group written work
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O trabalho de natureza teórico­prático, em pequeno grupo, potencializa a discussão entre os alunos e uma
melhor compreensão dos conteúdos. Além disso, esta metodologia de trabalho em sala de aula promove a
capacidade de trabalho colaborativo e estimula a autonomia nos alunos.
A análise de episódios de sala de aula e de produções dos alunos do pré­escolar e do 1º ciclo estabelece uma
maior ligação entre as ideias teóricas e fenómenos empíricos e promove a compreensão várias questões de
natureza didática. Este trabalho desenvolve uma compreensão alargada sobre a importância do ensino e
aprendizagem da Matemática e o gosto por este tipo de conhecimento.
A construção de tarefas e de unidades de ensino permite uma melhor compreensão dos vários aspetos do
ensino­aprendizagem da Matemática, ao promover uma discussão em torno das questões relacionadas com os
temas matemáticos.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The theoretical and practical nature work, in small group, enhances the discussion among students and a better
understanding of the contents. Furthermore, this method of working in the classroom promotes the ability of
collaborative work and encourages autonomy in students. The analysis of classroom episodes and productions of students from 1st cycle of basic education establish a
stronger link between theoretical ideas and empirical phenomena and promotes the understanding of different
issues of a didactic nature. This practice develops an extended discussion on the importance of the teaching
and learning of mathematics and a motivation for this kind of knowledge understanding. The construction of tasks and teaching units provides a better understanding of the different aspects of
teaching and learning of mathematics, when it promotes discussions around issues related to mathematical
topics.
3.3.9. Bibliografia principal:
Alves, M. P. (2004). Currículo e Avaliação: Uma perspetiva integrada. Lisboa: Porto Editora
Cury, H. N. (2007). Análise de erros: O que podemos aprender com as respostas dos alunos. Belo Horizonte:
Autêntica Editora
Hattie, J., & Timperley, H. (2007). The power of feedback. In Review of Educational Research (Vol. 77, pp. 81­
112). Ma, L. (2009). Saber e Ensinar Matemática Elementar. Lisboa: Gradiva.
Ponte, J. P. e Serrazina, L. (2000). Didáctica da Matemática do 1º Ciclo. Lisboa: Universidade Aberta.
Pacheco, J. A. (1996). Currículo: Teoria e Praxis. Porto: Porto Editora.
Roldão, M. C. (2009). Estratégias de Ensino – o saber e o agir do professor. Vila Nova de Gaia:
Fundação Manuel Leão.
Stein, M., Remillard, J., & Smith, M. (2007). How curriculum influences students learning. In F. K. Lester (Ed.)
Second handbook of research on mathematics teaching and learning (Vol. I, pp. 319­369). Charlotte, NC:
Information Age
Mapa IV ­ Padrões e Pensamento Algébrico/Patterns and Algebraic Thinking
3.3.1. Unidade curricular:
Padrões e Pensamento Algébrico/Patterns and Algebraic Thinking
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Ana Luísa Bento de Paiva (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Esta unidade curricular foi concebida tendo como suporte os conhecimentos já adquiridos, pelos alunos, quer
na unidade curricular de Geometria e Medida quer na de Números e Operações e, para ela foram delineados os
seguintes objetivos:
• Representar e analisar situações e estruturas matemáticas usando símbolos algébricos
• Reconhecer os princípios e as propriedades gerais das operações nomeadamente a comutatividade, a
associatividade e a distributividade e saber aplicá­las nos cálculos
• Expressar por uma expressão algébrica a lei de formação de uma sequência
• Usar modelos matemáticos para representar e compreender relações quantitativas, recorrendo a
representações como gráficos, tabelas e equações
• Compreender padrões, relações e funções
• Descrever, ampliar e fazer generalizações de padrões geométricos e numéricos
• Investigar a forma como a variação de uma variável se relaciona com a variação de uma segunda variável
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
This course has been designed with to support the knowledge already acquired by the students, either in the
course of Geometry and Measurement either in the Numbers and Operations, and for it were outlined the
following objectives:
• Represent and analyze mathematical situations and structures using algebraic symbols
• Recognize the principles and general properties of operations including commutativity, associativity and
distributivity and how to apply them in calculations
• an algebraic expression by express the law of forming a sequence
• Use mathematical models to represent and understand quantitative relationships, using representations such
as graphs, tables and equations
• Understand patterns, relations and functions
• Describe, extend and make generalizations of geometric and numerical patterns
• investigate how the variation of a variable relates to the variation of a second variable
3.3.5. Conteúdos programáticos:
Nesta UC serão aprofundados conhecimentos científicos sobre padrões visando o estabelecimento de
relações algébricas.
1. Da Aritmética à Álgebra: desenvolver o pensamento algébrico
a. Propriedades dos números e das operações em diferentes estruturas algébricas e sua aplicação ao cálculo
b. Relações de igualdade e desigualdade
c. A aritmética generalizada
d. Relações de proporcionalidade direta e inversa
2. Padrões e funções: sequências e padrões numéricos e geométricos
a. Padrões de repetição e de crescimento. Sequências lineares e quadráticas
b. Dos padrões às funções: tabelas, gráficos e linguagem algébrica
i. Representações de funções: linguagem natural, tabelas, gráficos, linguagem algébrica
ii. Modelação: exploração de podres nas funções
c. Dos padrões às sucessões:
i. Sequências e padrões numéricos e geométricas ii. Sucessões. Lei de formação. Monotonia.
iii. progressões aritméticas e geométricas
3.3.5. Syllabus:
UC will be this extensive scientific knowledge on standards for the establishment of algebraic relations. 1 From Arithmetic to Algebra: Developing algebraic thinking a. Properties of numbers and operations in different algebraic structures and their application to the calculation b. Relations of equality and inequality C. The general arithmetic d. Relationships of direct and inverse proportionality 2 Patterns and functions: sequences and number patterns and geometrical a. Repeating patterns and growth. Linear and quadratic sequences b. Patterns of the functions: tables, graphs and algebraic language i. Representations of functions: natural language, tables, graphs, algebraic language ii. Modeling: exploring the functions rotten C. Successions of patterns: i. Sequences and number patterns and geometrical ii. Successions. Law training. Monotony. iii. arithmetic and geometric progressions
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Regularidades, baseadas nos mais diversos tipos de padrões, são evidentes em todos os campos da
Matemática. Partindo deste pressuposto os conteúdos programáticos acima elencados são essenciais na
formação e aprofundamento do conhecimento matemático do futuro educador e permitem concretizar os
objetivos propostos. Na verdade com origem na Aritmética a identificação de padrões e regularidades conduz
às propriedades das operações estando estas por sua vez na base das várias estratégias de cálculo. A representação em linguagem algébrica de uma sequência numérica, função ou mesmo de um padrão
geométrico pressupõe a identificação de regularidades a sua sistematização a partir de diferentes formas de
representação A exploração e generalização de propriedades dos números e das operações criam os contextos onde
diferentes representações (numéricas, gráficas, esquemáticas, simbólicas) se articulam e complementam para
dar significado à linguagem algébrica.
A exploração e compreensão da forma as variáveis dependente e independente se influenciam mutuamente
constitui a essência da compreensão de modelos matemáticos, ao mesmo tempo que a modelação matemática
ilustra esta dupla influência. A relação entre varáveis constitui a essência do pensamento algébrico.
Os conteúdos atrás identificados podem ser identificados como ferramentas indispensáveis de apoio ao
trabalho em Matemática e muito especialmente à resolução de problemas.
Um conhecimento consiste das propriedades dos números e das operações que sobre eles ocorrem
possibilitam opções que facilitam processos. O conhecimento aprofundado destes conteúdos permitirá aos alunos uma melhor abordagem futura com as
didáticas específicas de cada grau de ensino no âmbito da matemática
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
Regularities, based on various kinds of patterns are evident in all fields of mathematics. Under this assumption
the syllabus listed above are essential in the formation and deepening of mathematical knowledge of the future
and allow educators achieve the proposed objectives. Indeed originating from arithmetic to identify patterns and
regularities leads to the properties of these operations being in turn based on the calculation of various
strategies. The algebraic language representation of a numeric function, or even following a geometric pattern presupposes
the identification of regularities their systematization from different forms of representation The exploration and generalization properties of numbers and operations create contexts where different
representations (numerical, graphical, schematic, symbolic) articulate and complement to give meaning to the
algebraic language. The exploration and understanding of the way the dependent and independent variables mutually influence each
other is the essence of understanding of mathematical models, while mathematical modeling illustrates this dual
influence. The relationship between variables is the essence of algebraic thinking. The content identified above can be identified as indispensable tools to support work in mathematics and
especially to problem solving. Knowledge consists of the properties of numbers and operations that occur on them enable options that
facilitate processes. In­depth knowledge of these contents will allow students a better future approach to the teaching of each
specific grade level within mathematics
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As metodologias de ensino pressupõem um envolvimento ativo do aluno e combinam:
•Exposição oral dos conteúdos científicos
•Resolução de exercícios, de problemas e investigação padrões.
•Identificação de regularidades em contextos (sequências numéricas, padrões geométricos, tabelas, gráficos) e
traduzi­los para linguagem natural e algébrica
•Recurso à Tecnologia (folha de cálculo, Applets) para a exploração de modelos matemáticos que podem
conduzir à análise de funções ou sucessões e permite a exploração das influências de uma variável noutra.
A avaliação pressupõe:
•um teste escrito individual com o peso de 60% cuja classificação não deve ser inferior a 8 valores
•um trabalho a realizar em grupo com um peso de 30% na classificação final.
•A participação do aluno nas aulas, ponderada em 10 % (realização das tarefas solicitadas, disponibilidade para
aprofundar conhecimentos, participação ativa com observações pertinentes).
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The teaching methodologies assume an active student involvement and match: • Oral presentation of scientific content • Practical exercises, problems and research standards. • Identifying regularities in contexts (numeric sequences, geometric patterns, tables, graphs) and translate them
into natural language and algebraic • Resource for Technology (spreadsheet, Applets) for exploration of mathematical models that can lead to
analysis of functions or sequences and allows exploration of the influences of one variable on another. The assessment involves: • Individual written with a test weight of 60% which classification should not be less than 8 values • work to do in a group with a weight of 30% in the final standings. • The student's participation in class, weighted at 10% (completion of required tasks, readiness to deepen
knowledge, active participation with relevant comments).
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O aprofundamento do conhecimento matemático não dispensa a exposição por parte do professor de um
conjunto de conceitos e procedimentos, bem como o recurso a exemplos ilustrativos e a realização de
exercícios de concretização.
Uma vez que os objetivos envolvem capacidades como representar, analisar, expressar, usar modelos,
compreender relações, descrever, investigar é indispensável que na posse de alguns conceitos, novos ou
recordados, os alunos desta UC tenham oportunidade de explorar um conjunto de situações, contextos,
problemas. A partir desta exploração terão oportunidade de estabelecer relações, encontrar representações
para as suas elaborações e formas de as explicitar que naturalmente irão da linguagem natural à linguagem
simbólica/algébrica.
O confronto com formas de representação e linguagem algébrica e a exploração das seus significados será
outra das vertentes de trabalho.
Assim, o trabalho na sala de aula decorrerá com uma forte articulação entre teoria e prática onde a partilha,
dentro da turma, das situações exploradas dos padrões encontrados e das leis de formação estabelecidas
contribuirá para fortalecer conceitos e constituirá uma excelente oportunidade para o desenvolvimento da
comunicação matemática. O recurso às tecnologias pretende­se que seja um elemento facilitador do estabelecimento de relações
numéricas, mas também uma foram de potenciar o estabelecimento de conexões entre diferentes formas de
representação.
A forte componente exploratória do trabalho nesta UC constitui ainda uma mais valia para a maior eficiência na
análise critica de futuras opções didáticas que o educador/professor possa vir a fazer para o trabalho com os
padrões.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The deepening of mathematical knowledge does not relieve the presentation by the teacher of a set of concepts
and procedures as well as using illustrative examples and exercises of achievement. Once the goals involving skills how to represent, analyze, express, using templates, understand relationships,
describe, investigate is indispensable in possession of some concepts, new or recalled, the students of this
course have the opportunity to explore a number of situations, contexts problems. From this exploration will
have the opportunity to build relationships, find representations for their elaborations and ways to spell that will
naturally natural language to symbolic / algebraic language. The comparison with the forms of representation and algebraic language and the exploration of its meanings is
another area of work. Thus, the work will take place in the classroom with a strong articulation between theory and practice where
sharing within the class, the situations explored the patterns found and the laws of established training will help
strengthen concepts and provide an excellent opportunity for the development of mathematical communication. The use of technology is intended to be a facilitator of the establishment of numerical relations, but also one way
to enhance the establishment of connections between different forms of representation. The strong exploratory component of this work UC is still an asset for greater efficiency in the critical analysis
of future educational options that the educator / teacher might make to work with patterns
3.3.9. Bibliografia principal:
Blanton, M. L. (2008). Algebra and Elementary Classroom: transforming thinking, transforming practice.
Portsmouth. NH Heinemann.
Canavarro, A., (2007). O pensamento algébrico na aprendizagem da Matemática nos primeiros anos. Quadrante,
81­90
Carpenter, T. P., Franke, M. L. & Levi, L. (2003). Thinking mathematically: Integrating arithmetic and algebra in
elementary school. Portsmouth. NH Heinemann.
Devlin, K. (2002). Matemática: A ciência dos padrões. Porto: Porto Editora.
Kaput, J. (2008). What is algebra? What is algebraic reasoning? In J. Kaput, D. Carraher & M. Blanton (Eds.).
Algebra in the Early Grades (pp. 133­160). New York: Lawrence Erlbaum Associates.
Vale, I., et al (2006). Os padrões no ensino e aprendizagem da Álgebra. In I. Vale et al. (Orgs.), Números e Álgebra
na aprendizagem da Matemática e na formação de professores (pp. 5­27). Lisboa: SPCE.
Vale, I., & Pimentel, T. (2005). Padrões: Um tema transversal do currículo. Educação e Matemática, 85, 14­20.
Mapa IV ­ Cultura e Literatura Europeia/European Literature and Culture
3.3.1. Unidade curricular:
Cultura e Literatura Europeia/European Literature and Culture
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar (20h TP )
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo (10h TP)
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Alargar os limites da construção da identidade cidadã e pessoal por via do contacto com a história e a
contemporaneidade europeias. Compreender os princípios fundamentais da Cultura e Literaturas Europeias. Enquadrar as realidades sociais na História da Cultura e da Literatura Europeia. Captar a presença da história no território, na cultura, na economia e na sociedade.
Identificar os grandes espaços e identidades no mundo: línguas, religiões, culturas e civilizações, para ser
capaz de compreender a integração dos conceitos de Interculturalidade nos currículos escolares e nas práticas
pedagógicas.
Perceber os grandes temas da humanidade: guerra fria, desanuviamento, descolonização, terceiro mundo. Entender o Programa Europeu Erasmus como impulsionador da formação reforçando competências pessoais e
profissionais; Despertar para as possibilidades e oportunidades da mobilidade estudante.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Extend the limits of own civic and personal identity through contact with European history and contemporaneity. Understand the fundamental principles of European Culture and Literature.
Framing the social realities in the History of European Culture and Literature.
Capture the presence of history in the territory, culture, economy and society.
Identify large spaces and identities in the world: languages, religions, cultures and civilizations, to be able to
understand the integration of the concepts of interculturality in school curricula and in teaching practices.
Understand the major themes of humanity: Cold War, détente, decolonization, Third World.
Understanding the European Erasmus program as a driver training enhancing personal and professional skills;
Become aware of the possibilities and opportunities of student mobility.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1.­ Cultura ou Culturas Europeias: uma grande nação europeia?
1.1­ História comum ou sobreposição de histórias nacionais
a) Europa das pátrias e a Nação Europeia
b) Europa das Culturas e a Cultura da Europa
II Parte: Educar para uma cidadania europeia e universal.
1. O diálogo entre culturas. A tradição filosófica humanista de base cristã; 2. Interculturalidade: aceitar o outro, o diferente;
3. Projecto Europeu de Diálogo Intercultural. A situação portuguesa. 4. O Programa ERASMUS:
4.1. Origem e evolução do programa Erasmus.
4.1.1 Razões de sucesso e adaptações do projecto ao longo dos tempos.
4.1.2. O estudante Erasmus: deveres e direitos num novo país
4.2. O Erasmus Plus (2014­2020): novo programa da UE no domínio da educação, formação, juventude e
desporto.
4.2.1. A mobilidade como promotora de troca de experiências, inovação de práticas e modernização da
educação.
4.2.2. A cooperação além fronteiras: a empregabilidade e o voluntariado.
3.3.5. Syllabus:
Part I: European culture or cultures: a major European nation?
1.1 common history or overlapping national histories
a) Europe of the nations and the European Nation
b) Europe of Cultures and Culture of Europe
Part II: Educating for a European and universal citizenship
1 The dialogue between cultures. The humanist philosophical tradition of Christian basis
2. Interculturality
3 European Project of Intercultural Dialogue. The Portuguese situation
4. The ERASMUS Programme
4.1. Beginning and evolution of the Erasmus program
4.1.1 Reasons for success and adjustments to the project over time
4.1.2. The Erasmus student: rights and responsibilities in a new country
4.2 Erasmus Plus (2014­2020): new EU program for education, training, youth and sport
4.2.1. Mobility as promoting exchange of experience, practices innovation and modernization of education
4.2.2. Cooperation across borders: employability and voluntary service abroad
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A Unidade Curricular de Cultura e Literatura Europeias pretende promover uma Cidadania Activa e
Intercultural, que pressupõe o conhecimento e a compreensão de aspectos fundamentais da identidade, da
história e da cultura da Europa. Também se procura o desenvolvimento de competências específicas no plano prático, ou seja, visa
proporcionar práticas de desenvolvimento adequadas, alicerçadas em pressupostos teórico­práticos que
pretendem que os discentes encontrem o fio condutor entre práticas, conceitos, experiências e vivências
pessoais e se reconheçam como construtores e gestores do seu currículo. Por esta razão são incluídos
conteúdos sobre o programa ERASMUS, no sentido de tornar os estudantes despertos para as possibilidades
da mobilidade e para os seus impactos nos percursos pessoais e profissionais de cada um. Através dos
programas que favorecem a educação, estudantes e professores são promotores do conhecimento, da
criatividade e de inovação pedagógica contribuindo para uma coesão social, uma cidadania activa e um
património cultural em crescimento. Na actualidade Educação e Sociedade vivem um dos maiores dilemas dos últimos séculos que consiste na
tolerância e na necessidade de se descobrir o outro. A diversidade cultural, como consequência das migrações
internacionais, é uma realidade da actualidade e do envolvimento do Homem em necessidades de trabalho ou
mesmo de sobrevivência, o que resulta num intercâmbio de tradições, valores de uma cultura da pessoa, da
comunidade, que passa a se comparar, interagir e viver com uma multiplicidade de outras culturas e suas
gentes. Ao contactar com estes conteúdos, os estudantes serão mais capazes de compreender o lugar da
educação intercultural e do fomento da cidadania europeia e universal.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The Curricular Unit European Culture and Literature aims to promote intercultural and active citizenship, which
presupposes knowledge and understanding of fundamental aspects of identity, history and culture of Europe. It
also seeks to develop specific skills in practical terms, ie, aims to provide appropriate development practices,
grounded in theoretical and practical assumptions that students wishing to find the common thread between
practices, concepts, experiences and personal experiences and recognize themselves as builders and
managers of their own pathway in the study cycle. For this reason, content on the ERASMUS program are
included in order to make students aware to the possibilities of mobility and their impacts on their professional
and personal paths. Through programs that promote education, students and teachers are promoters of
knowledge, creativity and pedagogical innovation contributing to social cohesion, active citizenship and cultural
heritage in growth.
Currently, education and society live one of the greatest dilemmas of recent centuries consisting tolerance and
need to find another. Cultural diversity as a consequence of international migration is a reality of today; also in
its strong relation with human beings need of work and search for survival. These results in an exchange of
traditions and values of a culture of the person, the community, which now compare, interact and live with a
multiplicity of other cultures and its people. Upon contact with these contents, students will be better able to
understand the place of intercultural education and the promotion of European and universal citizenship.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
As aulas serão teórico­práticas e será usado, preferencialmente, o método expositivo, sendo a exposição
acompanhada de leitura e discussão de textos. Destaca­se ainda que alunos e professores envolvidos em
programas de mobilidade internacional serão regularmente convidados a apresentarem as suas experiências. A avaliação:
1­ Participação nas actividades lectivas 10%; 2­ Um Trabalho escrito individual = 40%.O trabalho consiste na redacção de um estudo sobre um dos temas do
programa, à escolha de cada aluno. 3­ Uma Prova escrita= 50%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Lessons will be theoretical and practical. The lecture method will be accompanied by reading and discussion of
texts, and in practical situations, there will be oriented research work in progress. Note also that students and
teachers involved in international mobility programs will be regularly invited to present their experiences. Evaluation: 1 Participation in class activities 10%; 2 An Individual written work = 40% .The work consists doing a study on one of the themes of the program, choice
of each student. 3 A written test = 50%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Para além do método expositivo, que será privilegiado apenas para apresentação teórica de um tema, será
fortemente incentivada a constante interacção entre docente e alunos através do diálogo e da apresentação e
discussão de trabalhos de investigação individuais. Serão utilizados todos os meios que estimulem o interesse
pelos temas apresentados, desde a distribuição de textos de apoio às matérias leccionadas, discussão oral,
diálogo e, sempre que possível, a visualização de imagens que permitam uma melhor compreensão dos temas.
As metodologias atrás enunciadas pretendem atingir os objectivos de aprendizagem da unidade curricular de
Cultura e Literaturas Europeias, na medida em que a transmissão dos conhecimentos prepara o estudante para
uma informação geral sobre as vários conteúdos programáticos, e, ao mesmo tempo, esses saberes
adquiridos permitem prosseguir num trabalho de profunda investigação. Aliás, é esse o objectivo do ensino
superior: aprender o que ainda não se sabe com vista à própria criação de novos saberes. Nesta perspectiva, a formação superior pretende fornecer ao estudante os saberes fundamentais como meio
para ele próprio aprofundar um determinado tema, a sua “especialização”. Esta disciplina pretende auxiliar a
desenvolver a vocação de ser estudante. O exame é, apenas, uma prova de conhecimentos adquiridos. Mas
esta etapa, embora importante, deve ser conjugada com o despertar da capacidade para o estudante explorar
os caminhos do saber e, orientado, pelo docente, se lançar por sua conta e risco na exploração de novos
caminhos, superando os obstáculos, e participar no progresso da Europa.
Acresce que o contacto com as características do Programa Erasmus em articulação com o contacto com
experiências pessoais (de professores e alunos da ESEI, e de professores e alunos europeus que estejam a
fazer mobilidade na ESEI) estimulará a curiosidade e a abertura dos estudantes a novas dimensões da sua
identidade e a novos desafios.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
In addition to the lecture, which will be privileged only for theoretical presentation of a topic, interaction between
teachers and students through dialogue and the presentation and discussion of individual research papers will
be strongly encouraged. All ways to stimulate interest in the topics presented, since the distribution of texts to
support teaching subjects, oral discussion, dialogue and, whenever possible, to display images that enable a
better understanding of the issues will be used.
The methodologies outlined above aim to achieve the learning objectives of the course of European Culture and
Literature, to the extent that the transmission of knowledge prepares students to general information about the
various syllabuses, and at the same time, these skills acquired allow pursue a work of deep research.
Incidentally, this is the purpose of higher education: learning what is not yet known for the very creation of new
knowledge. In this perspective, higher education aims to provide the student with the fundamental knowledge as a means to
deepen himself a certain theme, his "expertise". This course aims to help develop the vocation of being a
student. The exam is only a proof of acquired knowledge. But this step, while important, must be combined with
the ability to awaken the student to explore the ways of knowing and, guided by the teacher, by launching its own
risk in exploring new ways to overcome obstacles, and participate in progress in Europe.
Moreover, the contact with the characteristics of the Erasmus Programme in conjunction with contact with
personal experiences (teachers and students of ESEI, and European teachers and students who are in mobility
in ESEI) stimulates students’ curiosity and openness to new dimensions of their identity and to new challenges.
3.3.9. Bibliografia principal:
BONIFACE, Pascal (Dir.), Atlas das Relações Internacionais, Lisboa, Plátano Editora, 1999.
CANDAU, V.;SACAVINO, S.; MARANDINO, M.; MACIEL, A (1995).Tecendo a Cidadania: Oficinas Pedagógicas de
Direitos Humanos. Petrópolis: Editora Vozes; adiva, 1987.
CLAVAL, Paul, Geografia do Homem. Cultura, Economia, Sociedade, Coimbra, Livraria Almedina, 1987.
CUNHA, Filipa, HENRIQUES, Mendo, REIS, João, RODRIGUES, Arlindo, Educação para a Cidadania, Lisboa,
Plátano Editora, 1999;
DELORS, J. (coor.) Educação Um Tesouro a Descobrir. Porto: Edições ASA, 1996.
FERNANDES, P. A (Re)Construção do Ambiente Educativo das Escolas e da Educação Multi/Intercultural.
Braga: Universidade do Minho – Instituto dos Estudos da Criança, 2005.
FIALHO, FIGUEIREDO, I. Educar para a Cidadania. Colecção em Foco. Lisboa, 1999.
GUEDES, M. G. etals, Bolonha. Ensino e Aprendizagem por Projecto, Lisboa, Centro Atlântico, 2007.
http://ec.europa.eu/programmes/erasmus­plus/index_pt.htm
Mapa IV ­ Geografia Física e Humana /Physical and Human Geography
3.3.1. Unidade curricular:
Geografia Física e Humana /Physical and Human Geography
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Luísa Maria Ucha da Silva (45h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Compreender a posição, originalidade, unidade e diversidade de Portugal
Conhecer os contrastes físicos do país, à escala regional
Conhecer e valorizar os recursos naturais e humanos do território português
Identificar riscos naturais e sua diferenciação regional
Identificar as principais oportunidades e ameaças ao desenvolvimento sustentável do país
Equacionar a influência das política comunitária na coesão económica e social dos países membros,
evidenciando o caso de Portugal 3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
Understand the position, originality, unity and diversity of Portugal Knowing the physical contrasts of the country, on a regional scale Know and appreciate the natural and human resources of the Portuguese territory Identify natural risks and their regional differentiation Identify key opportunities and threats to the country's sustainable development Addressing the influence of EU policy on economic and social cohesion of countries members, highlighting the
case of Portugal
3.3.5. Conteúdos programáticos:
1.A Posição de Portugal A posição geográfica, a configuração do território
2.Formação e Evolução do Território Unidades morfoestruturais e as grandes Unidades de Relevo Recursos
naturais e riscos geológicos e geomorfológicos
3.A Diversidade Climática Regional do Território Fatores do clima e riscos climáticos. O clima e as energias
alternativas
4.Recursos Hídricos Superficiais e Subterrâneos Bacias hidrográficas e sistemas aquíferos Diferenciação
regional e riscos hidrológicos 5.Recursos Marítimos e as Potencialidades do Mar Português A gestão do espaço marítimo: Sustentabilidade
ambiental
Dinâmicas de ocupação e de desenvolvimento do território 6. Tendências Demográficas
Dinamismo, estrutura e fatores condicionantes da população 7. Desafios das Áreas Rurais e Sustentabilidade
8. Povoamento e Cidades
9. Interação Territorial e Integração no Espaço Europeu
Modos de transporte e redes de transporte
A rede urbana e as áreas metropolitanas
3.3.5. Syllabus:
The Physical Environment 1.The position of Portugal's geographic location, the configuration of the territory 2.Formação and Evolution Planning morphostructural units and large units Relief Natural resources and
geological and geomorphological hazards 3.The Diversity Climate Regional Planning Factors climate and weather risks. The climate and alternative
energy 4.Recursos Water Surface and Underground river basins and aquifer systems Regional differentiation and
hydrological risks 5.Recursos Maritime and Sea The Potential of Portuguese maritime management: Environmental Sustainability Dynamics of occupation and land development 6 Demographic Trends Dynamism, structure and factors affecting the population 7 Challenges and Sustainability of Rural Areas 8 Cities and Settlement The urban network and metropolitan areas
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A UC pretende desenvolver os conhecimentos e conceitos teóricos, considerados estruturantes, no âmbito da
Geografia Física e Humana de Portugal. O estudo do ambiente físico de Portugal, analisando o território nacional de uma forma integrada permite
identificar os contrastes físicos do país, os riscos e a sustentabilidade ambiental, à escala regional. O estudo das dinâmicas de ocupação e de desenvolvimento do território é fundamental para compreender as
relações interterritoriais e compreender como a inovação e a competitividade regional podem gerar novas
dinâmicas de ocupação e desenvolvimento do território.
Compreender as assimetrias regionais permite compreender os processos de organização e desenvolvimento
do território português. O lugar onde vivemos e os territórios por onde nos movimentamos e que partilhamos
com a nossa família, amigos, colegas de escola e de trabalho e com a demais população, é o modo universal de
nos localizarmos na Terra. Saber o que existe, onde e porque existe é o quadro de referência que possibilita
tomar consciência do mundo em que vivemos, favorecendo o desenvolvimento de uma consciência espacial
que permite saber pensar o espaço para atuar sobre o território, numa perspetiva de sustentabilidade e de
solidariedade territorial.
Desde a segunda metade do seculo XX, têm sido publicados estudos salientando a importância da interseção
entre sociedade, território e cidadania, defendendo que o estudo das interações resultantes ajudam a explicar
como as sociedades se estruturam e a identificar alguns princípios que orientam essa estruturação.
Estudar a Geografia é estudar a paisagem. O trabalho de campo e a observação direta da cidade e do campo
são fundamentais para a investigação geográfica, do mesmo modo que saber utilizar fontes documentais e
cartográficas para estudar o território em diferentes escalas de análise. Uma paisagem mostra de forma
concreta as relações que se estabelecem entre os diferentes elementos naturais e humanos de um território. O
seu estudo facilita a motivação não só para a descoberta destas relações mas, ao mesmo tempo que somos
atores, torna­nos observadores críticos, no sentido do desenvolvimento da acuidade percetiva. Para podermos
atuar conscientemente sobre o território, é necessário conhecê­lo primeiro.
Tendo em conta estes pressupostos, considera­se que o estudo da paisagem ajuda os jovens a aprender
conteúdos de diferentes domínios a partir de uma situação concreta: concetual – o que é uma paisagem e o que
podemos descobrir nela; instrumental – como interpretar uma paisagem; atitudinal – qual é a atitude individual
e coletiva tomada dos grupos humanos face à paisagem. Como uma paisagem é uma amostra da realidade,
compreendê­la significa também compreender a realidade, o nosso país e o mundo.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
This UC aims to develop knowledge and theoretical concepts, considered structuring, in Physical and Human
Geography of Portugal. The study of Portugal’s physical environment, analyzing the national territory in an integrated way, allows us to
identify the physical contrasts of the country, the risks and environmental sustainability at the regional scale. The study of occupation dynamics and land development is critical to understand inter­territorial relations and
how innovation and regional competitiveness can generate new dynamics of occupation and development of the
territory. To understand regional differences allows us to understand the processes of organization and development of
the Portuguese territory. The place where we live and the territories where we move and we share with our
family, friends, schoolmates and working with other people, is the universal way to locate us on Earth.
To know what is where and why, is the framework that enables us to be aware of the world we live in, favoring the
development of a spatial awareness that allows to know how to think about space in order to act on the territory,
in a perspective of territorial sustainability and solidarity.
Since the second half of the twentieth century, studies have been published highlighting the importance of the
intersection between society, territory and citizenship, arguing that the study of the resulting interactions help to
explain how societies are structured and to identify some principles that guide this structuring.
To study Geography is to study landscape. The fieldwork and direct observation of the city and the countryside
are fundamental to geographical research, the same way as knowing how to use documentary and cartographic
sources to study the territory at different scales of analysis. A landscape shows concretely the relationships
that are established between the different natural and human elements of a territory. Their study not only
facilitates the motivation for discovering these relationships, but at the same time we are actors, it transforms
us into critical observers, towards the development of perceptive acuity. To be able to consciously act on the
territory, it is necessary to know the territory first.
Given these assumptions, it is considered that the study of landscape helps young people to learn contents from
different domains after a concrete situation: Conceptual ­ what a landscape is and what we can find about it;
instrumental ­ how to interpret a landscape; attitudinal ­ which is the individual and collective decision of human
groups attitude to the landscape. As a landscape is a sample of reality, understanding it also means
understanding reality, our country and the world.
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas teórico práticas.
Regime de avaliação contínua:
Um teste teórico individual (escrito): 50% nota final. Um trabalho de grupo, articulado com temáticas da visita de estudo e trabalho de campo, com a inclusão de
materiais pedagógicos construídos, sendo a avaliação decomposta em dois elementos:
Relatório do trabalho de grupo = 25% da nota final
Exposição oral do trabalho de grupo=15% da nota final
Assiduidade e Participação nas aulas= 10%
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Theoretical­practical classes System of continuous assessment: An individual written test (written): 50% final grade. Group work, articulated with theme of the study visit and fieldwork, with the inclusion of constructed teaching
materials.
The evaluation will be decomposed into two elements: Report of group work = 25% of final grade Oral presentation of group work = 15% of final grade Attendance and Class participation = 10%
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
A estrutura organizativa do programa visa, por um lado, o domínio dos conhecimentos e princípios teóricos
considerados estruturantes nos domínios da Geografia Física e Humana de Portugal de forma a permitir a
análise e compreensão das dinâmicas e processos subjacentes à organização atual do território português. As aulas de cariz teórico/prático serão conduzidas pelo docente existindo uma articulação entre os momentos
de cariz mais expositivo dos conhecimentos e conteúdos estruturantes, sempre numa perspetiva de intensa
interação com os alunos, e as de cariz mais prático com incidência na melhor aquisição e compreensão dos
conhecimentos teóricos, na exploração de imagens, mapas, gráficos e textos em pequenos grupos e no apoio à
elaboração de trabalhos de grupo, construção de mapas, gráficos e esboços da paisagem, preparação de
exposições orais, bem como na construção de materiais pedagógicos a utilizar em situações de sala de jardim­
de­infância ou de sala de aula do 1.º ciclo do Ensino Básico, integrando e articulando sequencialmente os
conceitos e os conteúdos da Geografia de Portugal. A realização de uma visita de estudo, com a realização de trabalho de campo, é obrigatória para que os alunos
ao mesmo tempo que desenvolvem a curiosidade geográfica vão experienciando situações pedagógicas
concretas que ajudam a desenvolver a compreensão da relação do Homem com a Natureza e o valor das
diferentes culturas e sociedades. O laboratório de excelência da Geografia não é uma sala especial, equipada
com material sofisticado, mas antes a cidade e o campo. Ao desenvolvermos o sentido de pertença e de
atitudes de solidariedade territorial, numa perspetiva de sustentabilidade, estamos a providenciar
oportunidades para praticarem a cidadania democrática.
No Mundo Global em que vivemos, a educação para a cidadania deve ter por base uma abordagem articulada
entre os territórios à escala local e global, alargando­se o estudo para além das fronteiras nacionais, das da
região e do bairro onde se localiza a escola e onde vivem os alunos. É ao nível local que se tem a oportunidade de praticar a cidadania no dia­a­dia. Demonstrar solidariedade para
com os outros na comunidade global tem um valor limitado, se não formos capazes de lutar pela justiça e
defender os direitos humanos na nossa própria comunidade, especialmente daqueles que são diferentes de
nós. O desafio é aceitar a responsabilidade compartilhada para o nosso futuro comum e para resolver os
nossos problemas comuns.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The organizational structure of the program aims, on the one hand, to master knowledge and theoretical
principals considered structural in the fields of Physical and Human Geography of Portugal in order to enable
the analysis and understanding of the underlying dynamics and the current organization of the Portuguese
territory processes. The theoretical / practical classes will be conducted by the teacher with a strong link between the moments of
expository knowledge and structuring contents, always from a perspective of interaction with students, and
more practical classes oriented with a focus on better understanding and acquisition theoretical knowledge in
the exploration of images, maps, graphics and texts in small groups and in supporting the development of group
work, construction of maps, charts and sketches of scenery, preparing oral presentations, as well as the
construction of pedagogical materials to use in situations in kindergartens or 1st cycle of Basic Education,
sequentially integrating and articulating the concepts and content of Portuguese Geography. Conducting a study visit, with the completion of fieldwork, is mandatory so that students, while developing
geographical curiosity, will experience concrete pedagogical situations that help develop understanding of the
relationship between Man and Nature and the value of different cultures and societies.
A laboratory of excellence in Geography is not a special room equipped with sophisticated material, but rather
the city and the countryside. By developing a sense of belonging and attitudes of territorial solidarity, we are
developing a perspective of sustainability, and providing opportunities to practice democratic citizenship. In the Global World we live in, education for citizenship should be based on an articulated perspective between
territories to local and global approach, extending the study beyond the national borders, the region and the
neighbourhood where the school is located and where students live. It is at local level that have the opportunity to practice citizenship in the day­to­day. To show solidarity with
others in the global community has limited value if we are not able to fight for justice and defend human rights in
our own community, especially those who are different from us. The challenge is to accept shared responsibility
for our common future and to solve our common problems.
3.3.9. Bibliografia principal:
BARATA , T. (1992). A Cidade em Portugal: Uma Geografia Urbana. Porto: Edições Afrontamento
BARRETO, A. (org.) (1997). A Situação Social em Portugal, 1960­1995, 3ª ed. Lisboa: ICS, UL
DAVEAU, S. (1995). Portugal Geográfico, Lisboa: Edições João Sá da Costa
MARQUES, T (2004). Portugal na transição do Século (XX/XXI), Ed. Afrontamento, Porto
MEDEIROS, C. (Dir)(2006). Geografia de Portugal (Vol. I, II, III e IV), Círculo dos Leitores, Lisboa
MEDEIROS, C. (2000). Introdução à Geografia de Portugal. 5ª edição. Lisboa: Imprensa Universitária, Editorial
Estampa
RIBEIRO, O. (1998), Portugal, o Mediterrâneo e o Atlântico. 7ª Edição. Lisboa: Edições João Sá da Costa
RIBEIRO, O.; Lautensach, H.; Daveau, S. (1988). Geografia de Portugal . Vols. I,II, III e IV. Lisboa: Edições João Sá
da Costa
ZÊZERE, J.; RAMOS P., A.; MORGADO, P. (2006). Perigos naturais e tecnológicos no território de Portugal
continental. Apontamentos de Geografia, Série Investigação, n.º 19, CEG, Lisboa
Mapa IV ­ Cultura e Literatura Portuguesas/Portuguese Literature and Culture
3.3.1. Unidade curricular:
Cultura e Literatura Portuguesas/Portuguese Literature and Culture
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Paulo António Pires do Vale (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Com esta UC pretende­se que os estudantes compreendam a importância da literatura na identidade cultural
portuguesa, o seu desenvolvimento histórico e o papel que pode ter na construção permanente da identidade
pessoal. Assim, no final desta UC espera­se que os estudantes sejam capazes de: ­ reconhecer e explicar o valor existencial e cultural da literatura
­ explicar e debater a importância da cultura e da história para a literatura, e vice­versa, particularmente no
contexto português;
­ Caracterizar e problematizar os géneros literários e a periodização literária;
­ Identificar e interpretar os autores que definem o cânone da literatura portuguesa ­ Conhecer e caracterizar os movimentos culturais e literários em que se enquadram os autores estudados;
­ Aplicar os conhecimentos e desenvolver análises críticas fundamentadas e criteriosas sobre textos
determinantes da literatura portuguesa, estruturando um texto de forma correcta e bem articulada.
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
With Portuguese Literature and Culture is intended that students understand the importance of literature in
Portuguese cultural identity, its historical development and the role it may have in the ongoing construction of
personal identity. At the end of this course it is expected that students will be able to: ­ Recognize and explain the existential and cultural value of literature ­ Explain and discuss the importance of culture and history to literature, and vice versa, particularly in the
Portuguese context; ­ Characterize and discuss the literary genres and literary periodization; ­ Identify and interpret the authors that define the canon of English literature ­ Understand and characterize the cultural and literary movements that the studied authors take part; ­ Apply knowledge and develop reasoned and insightful critical analyzes of determinant texts of Portuguese
literature, writing a correctly and well articulated text.
3.3.5. Conteúdos programáticos:
a) O que é a literatura?
b) Hermenêutica do texto literário e existência pessoal
c) Literatura e identidade comunitária
d) Géneros literários e periodicidades; movimentos e teorias estéticas
e) Literatura e cultura medieval.
f) A literatura na Renascença: Gil Vicente, Sá de Miranda, Luís de Camões, Fernão Mendes Pinto.
g) Os sermões de Vieira e o Barroco
h) O Romantismo: Alexandre Herculano, Almeida Garrett, Camilo Castelo Branco
i) Geração de 70 e Realismo; Antero de Quental e Eça de Queiroz.
J) Cesário Verde e Camilo Pessanha.
l) O Modernismo da geração de Orpheu: Pessoa, Sá­Carneiro, Almada.
m) A Geração da Presença, o Neo­realismo e o Surrealismo. n) Percursos: de Teixeira de Pascoaes a Herberto Helder; de Raúl Brandão a Lobo Antunes
3.3.5. Syllabus:
a) What is Literature? b) Hermeneutics of the literary text and personal existence c) Literature and community identity d) Literary Genres and periods; movements and aesthetic theories e) Literature and medieval culture. f) The literature in the Renaissance: Gil Vicente, Sá de Miranda, Luís de Camões, Fernão Mendes Pinto. g) António Vieira's sermons and the Baroque h) Romanticism: Alexandre Herculano, Almeida Garrett, Camilo Castelo Branco i) 70´s Generation and Realism; Antero de Quental and Eça de Queiroz. J) Cesario Verde and Camilo Pessanha. l) Orpheu´s modernism: Person, Sá­Carneiro, Almada. m) Presença, Neo­Realism and Surrealism. n) Tracks: from Teixeira de Pascoaes to Herberto Helder; from Raul Brandão to Lobo Antunes.
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os objectivos de aprendizagem desta UC encontram ressonância no programa: para que o estudante seja
capaz de “reconhecer e explicar o valor existencial e cultural da literatura” e “explicar e debater a importância
da cultura e da história para a literatura, e vice­versa, particularmente no contexto português”,
problematizaremos a questão da Literatura, do seu valor pessoal e comunitário nos primeiros pontos do
programa: a) O que é a literatura? E b) Hermenêutica do texto literário e existência pessoal. Para que os
estudantes possam “caracterizar e problematizar os géneros literários e a periodização literária” iremos
abordar essas questões nos pontos c) Literatura e identidade comunitária e d) Géneros literários e
periodicidades; movimentos e teorias estéticas.
Para que ganhem competências no sentido de “identificarem e interpretarem os autores que definem o cânone
da literatura portuguesa” e para que “conheçam e caracterizarem os movimentos culturais e literários em que
se enquadram os autores estudados”, desenvolveremos uma abordagem histórica da literatura portuguesa,
estabelecendo pontes temáticas com outros acontecimentos da época: do ponto e) ao ponto n) apresentar­se­
ão, de forma sequencial, autores e movimentos literários determinantes para a compreensão da cultura e
literatura portuguesas: da época medieval à contemporaneidade. 3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The learning objectives of this subject are in consonance with the program, so that the student is able to
"recognize and explain the existential and cultural value of literature" and "explain and discuss the importance
of culture and history to literature, and vice versa, particularly in the Portuguese context”, we question the issue
of literature, its personal and community value in the first points of the program: “a) what is literature?” and “b)
Hermeneutics of the literary text and personal existence”. So that students can "characterize and problematize
the literary genres and literary periodization" we will address these issues in sections “c) Literature and
community identity” and “d) Literary Genres and periods; movements and aesthetic theories”. For them to gain skills in order to "identify and interpret the authors that define the canon of portuguese
literature" and to "understand and characterize the cultural and literary movements in which the authors studied
fall", we will develop a historical approach of Portuguese literature, establishing thematic bridges with other
events of the time: from the point e) to the point n) will be present, sequentially, authors and literary movements
determinants for understanding the Portuguese culture and literature, from medieval to contemporary. 3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
Aulas de exposição teórica (têm como finalidade problematizar os conteúdos programáticos) e de exercícios
práticos de leitura e interpretação de textos; de apresentações de trabalhos e debates.
A avaliação é contínua e composta por:
­ um teste escrito (30%)
­ Dois pequenos ensaios sobre duas obras de épocas diferentes do programa (30% cada)
­ participação nas aulas (10%)
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
Classes of theoretical exposition (are intended to problematize the syllabus) and practical exercises in reading
and interpreting texts; presentations of papers and discussions. Evaluation is continuous and consists of: ­ Written test (30%) ­ Two small papers on two works from different eras presented in syllabus (30% each) ­ Participation in class (10%) 3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
As aulas teóricas serão o modo de definir e esclarecer os conceitos fundamentais da UC, problematizando­os e
indicando bibliografia e caminhos possíveis de aprofundamento, para que se atinjam os primeiros objectivos,
sejam capazes de “reconhecer e explicar o valor existencial e cultural da literatura”, “explicitar e debater a
importância da cultura e da história para a literatura, e vice­versa, particularmente no contexto português” e
“caracterizar e problematizar os géneros literários e a periodização literária”.
Os exercícios práticos de leitura e comentário de textos de referência, em aula, permitirá o acesso a autores e
textos que consolidem os conhecimentos literários e instiguem a reflexão, quer individualmente, quer em
pequenos grupos, quer em grande grupo – em debate ­ o que exigirá o domínio dos conceitos e da
argumentação – de modo a atingir o os objectivos: “identificar e interpretar os autores que definem o cânone da
literatura portuguesa” e “conhecer e caracterizar os movimentos culturais e literários em que se enquadram os
autores estudados”.
Os trabalhos individuais, dois pequenos ensaios sobre dois livros do programa, permitirá exercitar e
desenvolver a expressão escrita correcta e estruturada e implicará a leitura da obra de referência, bem como a
de comentadores que ajudem a aprofundar a sua leitura e comentário, de modo a que o estudante possa
“aplicar os conhecimentos e desenvolver análises críticas fundamentadas e criteriosas sobre textos
determinantes da literatura portuguesa, estruturando um texto de forma correcta e bem articulada”.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The lectures will define and clarify the subject fundamental concepts, questioning them and indicating
bibliography and possible ways to go deeper into that matter, by which to achieve the objectives ­ to be able to
"recognize and explain the existential and cultural value of literature", "explain and discuss the importance of
culture and history to literature, and vice versa, particularly in the Portuguese context" and "characterize and
problematize the literary genres and literary periodization". The practical exercises in reading and commentary
of reference texts in class, allow access to authors and literary texts to consolidate knowledge and instigate
reflection, either individually or in small groups or large group ­ for discussion ­ what require mastery of the
concepts and reasoning ­ in order to achieve the objectives: "to identify and interpret the authors that define the
canon of Portuguese literature" and “know and characterize the cultural and literary movements in which the
authors studied fall." The individual papers, two short essays on two books of the program, will allow exercise and develop correct
and structured writing and will involve reading the work of reference as well as the commentators that help to
deepen their reading and commenting, so the student can "apply knowledge and develop reasoned and
insightful critical analyzes of determinants texts of Portuguese literature, writing a correctly and well articulated
text".
3.3.9. Bibliografia principal:
BLANCHOT, M. (1984). O livro por vir, Lisboa, Relógio d´Água.
CALVINO, I. (2009), Porquê ler os clássicos?, Lisboa, Teorema
GUIMARÃES, F. (1999), O Modernismo Português e a sua Poética, Porto, Lello Editores.
LOURENÇO, E. (1987), Tempo e Poesia, Lisboa, Relógio D’Água.
RÉGIO, J. (1977), Páginas de doutrina e crítica da "Presença", Lisboa, Brasília Editora.
MARTINS, F. C. (Org.) (2008), Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português, Lisboa, Caminho.
Tavani, G. (2002). Trovadores e jograis. Introdução à Poesia galego­portuguesa. Lisboa: Caminho.
MENDES PINTO, F. (1961). Peregrinação (ed. António José Saraiva). Lisboa, Livraria Sá da Costa Editora.
CAMÕES, L. (2000), Os Lusíadas. Lisboa: Instituto Camões.
RODRIGUES LOPES, S. (2003), Literatura, defesa do atrito, Lisboa, Vendaval.
SARAIVA, A.J. & LOPES, Ó. (2010), História da Literatura Portuguesa, lisboa: Porto Editora. Obras de Fernando Pessoa – Assírio & Alvim.
Mapa IV ­ Experiência Matemática/Mathematical Experience
3.3.1. Unidade curricular:
Experiência Matemática/Mathematical Experience
3.3.2. Docente responsável (preencher o nome completo) e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
Ana Luísa Bento de Paiva (60h TP)
3.3.3. Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:
<sem resposta>
3.3.4. Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
A matemática envolve o trabalho com números, operações, formas, medidas, padrões, símbolos, gráficos e
tabelas entre outros. No entanto o desenvolvimento do saber matemático não se esgota aí. O saber matemático
e a desenvoltura no uso da matemática exige uma grande atenção a processos que constituem igualmente
aspetos essenciais da prática Matemática. São eles a resolução de problemas, as conexões, as
representações matemáticas, a comunicação matemática e o raciocínio matemático.
O principal objetivo desta UC é consciencializar os alunos para a presença e importância desses processos no
trabalho com a Matemática.
Assim, tendo como ponto de partida números e operações, geometria e medida, e a organização e tratamento
de dados anteriormente estudados pretende­se que os alunos desenvolvam a capacidade de:
• Estabelecer conexões
• Resolver problemas
• Usar diferentes formas de representação
• Raciocinar sobre diferentes contextos
• Comunicar matematicamente
3.3.4. Intended learning outcomes (knowledge, skills and competences to be developed by the students):
The mathematics involves working with numbers, operations, shapes, measurements, patterns, symbols,
graphs and tables among others. However the development of mathematical knowledge does not end there. The
mathematical knowledge and resourcefulness in the use of mathematics requires great attention to processes
that are also key aspects of practical mathematics. They are problem solving, connections, mathematical
representations, mathematical communication and mathematical reasoning. The main objective of this course is make students aware of the presence and importance of these processes in
working with mathematics. Thus, taking as a starting point numbers and operations, geometry and measurement, and the organization and
processing of data previously studied is intended that students develop the ability to: • Establish connections • Solve problems • Use different forms of representation • Reasoning about different contexts • Communicate mathematically
3.3.5. Conteúdos programáticos:
• Comunicação matemática
o oral e escrita
o Diferentes modos de representação na comunicação matemática
• Conexões matemáticas
o Conexões com as outras áreas do currículo
o Conexões dentro da matemática
• Representações matemáticas
• Resolução de Problemas
o O que é um problema?
o Resolução de problemas como estratégia do desenvolvimento curricular
• Raciocínio Matemático
3.3.5. Syllabus:
• Math Communication
oral and written
the different modes of representation in mathematical communication
• Mathematical Connections
the connections with other areas of the curriculum
the connections within mathematics
• Mathematical Representations
• Solving Problems
What is the problem?
the resolution of issues such as curriculum development strategy
• Mathematical Reasoning
3.3.6. Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
Os conteúdos programáticos acima elencados são os indispensáveis à concretização dos objetivos
anteriormente propostos. Ser capaz de estabelecer conexões, resolver problemas, usar diferentes tipos de
representação, raciocinar matemática e tomar consciência dos raciocínios envolvidos bem como comunicar
matematicamente de forma eficaz pressupõe antes de tudo perceber de que se fala quando nos referimos a
estes aspetos. Pressupõe ainda conhecer a natureza da comunicação matemática e as diferentes formas que
esta pode tomar, pressupõe identificar em diferentes situações as conexões que se podem estabelecer entre
conceitos, temas, procedimentos, pressupõe o uso e a interpretação de diferentes formas de representação,
pressupõe o entendimento da natureza de um problema face a outras tarefas, ter a experiência de os resolver e
também de entender as resoluções feitas por outros.
3.3.6. Evidence of the syllabus coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The syllabus listed above are essential to achieving the above objectives. Being able to make connections,
solve problems, using different kinds of representation, reasoning, mathematics and become aware of the
reasoning involved mathematically and communicate effectively assumes first of all realize that we speak when
we refer to these aspects. Assumes even know the nature of mathematical communication and the different
forms it can take, in different situations presupposes identify the connections that can be established between
concepts, issues, procedures, presupposes the use and interpretation of different forms of representation,
presupposes an understanding the nature of a problem compared to other tasks, experience, and also to solve
the understanding of the resolutions made ​
by others.
​
3.3.7. Metodologias de ensino (avaliação incluída):
A exposição será complementada com a leitura e discussão de alguns textos. As aulas terão uma forte
componente prática de exploração de tarefas, a partir da qual serão identificados conceitos que foram
mobilizados, processos matemáticos envolvidos e a relevância destes para o enriquecimento da compreensão
matemática. A avaliação contínua pressupõe:
• a planificação de um tema incluindo a proposta de tarefas didáticas e a identificação dos conteúdos e
processos potencialmente envolvidos na exploração dessa(s) tarefa (s). Este trabalho, feito a pares, terá um
peso de 60% e será alvo de uma apresentação à turma com discussão do seu conteúdo. • um teste individual com o peso de 30% .
• a participação nas aulas, ponderada em 10 %, considerando: a realização das tarefas, disponibilidade para
aprofundar conhecimentos, participação com observações pertinentes.
A frequência das aulas nunca deverá ser inferior a 75%.
3.3.7. Teaching methodologies (including assessment):
The exposition will be supplemented with reading and discussion of some texts. Classes will have a strong
practical component of exploration tasks, from which concepts have been mobilized, mathematical processes
involved and their relevance to the enrichment of mathematical understanding will be identified. Continuous assessment involves: • the planning of a theme including the proposed instructional tasks and identifying the contents and processes
potentially involved in the operation of (s) task (s). This work, done in pairs, has a weight of 60% and will be the
subject of a presentation to the class with discussion of its content. • an individual test the weight of 30%. • class participation, weighted 10%, considering: the tasks, readiness to deepen knowledge, participate with
relevant comments.
3.3.8. Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da unidade
curricular:
O trabalho colaborativo da equipa de docentes que lecionou as UC’s anteriores reveste­se aqui de grande
importância. De acordo com os objectivos de aprendizagem atrás enunciados pretende­se aqui acrescentar ao
conhecimento científico centrado em conteúdos matemáticos um conhecimento baseado na capacidade de
identificar processos matemáticos envolvidos no trabalho com a Matemática. Tal conhecimento depende da
compreensão daquilo a que nos referimos quando falamos de processos matemáticos, pelo que a exposição
por parte do professor é um elemento importante e desencadeador do trabalho a realizar, complementado pela
leitura e interpretação/discussão de alguns textos de referência.
A exploração de tarefas exploratórias e posterior análise do que a sua exploração envolveu, quer em termos de
conteúdos quer em termos de processos é forma de tomar consciência das várias dimensões envolvidas no
saber matemático quando ele vai além da reprodução de procedimentos.
A explicitação escrita e oral destes aspectos identificados constitui um exercício rico que não só enriquece a
compreensão do que foi feito como traz para o colectivo aspectos da comunicação matemática, das conexões,
dos raciocínios e das formas de representação.
Ainda mais desafiador do ponto de vista de tomar consciência de processos, sem esquecer conceitos e
procedimentos, é a compreensão da resolução ou exploração feita por outros sejam eles colegas de turmas ou
crianças do 1º CEB. Esta será uma boa forma de contribuir para o principal objectivo estabelecido para a UC:
consciencializar os alunos da presença e importância dos processos no trabalho com a Matemática e a sua
importância como parte integrante do saber matemático.
3.3.8. Evidence of the teaching methodologies coherence with the curricular unit’s intended learning outcomes:
The collaborative work of the team of teachers who taught the UC's previous takes here are of great
importance. According to the learning objectives listed above is intended here to add to scientific knowledge
focused on mathematical content knowledge based on the ability to identify mathematical processes involved in
working with mathematics. Such knowledge depends on an understanding of what we mean when we talk of
mathematical processes, so that the presentation by the teacher is an important element and trigger for the
work, supplemented by reading and interpretation / discussion of some reference texts.
The exploration and subsequent exploratory analysis of the tasks that their exploitation involved, both in terms
of content and in terms of processes is how to become aware of the various dimensions involved in
mathematical knowledge when it goes beyond reproduction procedures.
The written and oral explanation of these aspects identified constitutes a rich exercise that not only enriches the
understanding of what was done to bring to the collective aspects of mathematical communication, connections,
reasoning and forms of representation.
Even more challenging in terms of becoming aware of processes, without forgetting concepts and procedures,
is understanding the resolution or exploitation done by other colleagues whether classes or children of the 1st
CEB. This will be a good way to contribute to the main goal set for UC: make students aware of the presence and
importance of the processes at work with mathematics and its importance as an integral part of mathematical
knowledge.
3.3.9. Bibliografia principal:
Afonso, P.(2008).O Mundo Mágico das Conexões Matemáticas. Castelo Branco: IPCB
Boavida, A., Paiva, A., Cebola, G., Vale, I., Pimentel, T., (2008). A experiência Matemática no Ensino Básico.
Lisboa: ME ­ DGIDC
Carol R. Findell, et al. (2004). Navigating through Problem Solving and Reasoning in Grade 1. Reston: NCTM
Cebola, G., (2010). Conexões Matemáticas. Educação e Matemática, 110, 79­84
Correia, P., (2008). O raciocínio matemático à luz de uma epistemologia soft. Educação e Matemática , 100, 3­9
NCTM (2007). Princípios e Normas para Matemática Escolar. Lisboa: APM
Small M., et al., (2004). Navigating through Problem Solving and Reasoning in Grade 2. Reston: NCTM
Valério, N. (2005). Papel das representações na compreensão Matemática dos alunos do 1º ciclo. Quadrante,
37­65.
Yackel, E., Whitneack, J., (2008). Construindo argumentações Matemáticas nos primeiros anos, Educação e
Matemática, 100, 85­88
4. Descrição e fundamentação dos recursos docentes do ciclo de estudos
4.1 Descrição e fundamentação dos recursos docentes do ciclo de estudos
4.1.1. Fichas curriculares
Mapa V ­ Ana Teresa Correia de Brito Nascimento
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Ana Teresa Correia de Brito Nascimento
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Elisabete Maria Xavier Vieira Gomes
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Cerveira e Serra Forjaz de Lacerda
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Isabel Diniz de Moura Carvalho Gerardo
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Antonio Fernando Correa Barone
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Antonio Fernando Correa Barone
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Coordenador ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Paulo César Aguiar da Silva Oliveira
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Paulo César Aguiar da Silva Oliveira
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
50
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Cláudia Maria Canha Nunes Johnen Torres
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Cláudia Maria Canha Nunes Johnen Torres
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
50
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Isabel Cristina Ferreira Neves Baltazar
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
50
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Isabel Pulido Garcia Adragão de Antela
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Isabel Pulido Garcia Adragão de Antela
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Assistente ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Ivete Rosária Almeida dos Milagres Monteiro
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Ivete Rosária Almeida dos Milagres Monteiro
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Assistente ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
33
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Celeste Cabral dos Santos Ribeiro
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Celeste Cabral dos Santos Ribeiro
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ António Luís Montiel Salas
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
António Luís Montiel Salas
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Coordenador ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Sónia Patrícia da Silva Limpo
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Sónia Patrícia da Silva Limpo
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Assistente ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Paulo António Pires do Vale
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Paulo António Pires do Vale
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Rita Veloso
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Rita Veloso
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Assistente ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
33
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Rui Pires Marques Veloso
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Rui Pires Marques Veloso
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
50
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Teresa Meireles Monteiro de Carvalho
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Vera Lúcia de Ferreira Malhão
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Vera Lúcia de Ferreira Malhão
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Ana Cristina Conceição da Silva
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Ana Cristina Conceição da Silva
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Auxiliar ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Francisco José Brito Peixoto
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Francisco José Brito Peixoto
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Auxiliar ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ José Maria de Castro Silva
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
José Maria de Castro Silva
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Auxiliar ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ José António Marques Morgado
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
José António Marques Morgado
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Auxiliar ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Margarida dOrey Alves Martins
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Margarida dOrey Alves Martins
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Catedrático ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria de Lourdes Estorninho Neves da Mata
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria de Lourdes Estorninho Neves da Mata
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Auxiliar ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Manuela Pedro Veríssimo
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Manuela Pedro Veríssimo
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Professor Associado ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
100
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Maria Luísa Coelho Toscano
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Maria Luísa Coelho Toscano
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
50
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Ana Luísa Bento de Paiva
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Ana Luísa Bento de Paiva
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
<sem resposta>
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
<sem resposta>
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
33
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
Mapa V ­ Luísa Maria Ucha da Silva
4.1.1.1. Nome do docente (preencher o nome completo):
Luísa Maria Ucha da Silva
4.1.1.2. Instituição de ensino superior (preencher apenas quando diferente da Instituição proponente mencionada
em A1):
Associação de Pedagogia Infantil (API)
4.1.1.3 Unidade Orgânica (preencher apenas quando diferente da unidade orgânica mencionada em A2):
Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich
4.1.1.4. Categoria:
Equiparado a Professor Adjunto ou equivalente
4.1.1.5. Regime de tempo na Instituição que submete a proposta (%):
10
4.1.1.6. Ficha curricular do docente:
Mostrar dados da Ficha Curricular
4.1.2 Equipa docente do ciclo de estudos
4.1.2. Equipa docente do ciclo de estudos / Teaching staff of the study programme
Nome / Name
Ana Teresa Correia de Brito
Nascimento
Elisabete Maria Xavier Vieira
Gomes
Maria Cerveira e Serra Forjaz
de Lacerda
Maria Isabel Diniz de Moura
Carvalho Gerardo
Antonio Fernando Correa
Barone
Paulo César Aguiar da Silva
Oliveira
Cláudia Maria Canha Nunes
Johnen Torres
Isabel Cristina Ferreira Neves
Baltazar
Maria Isabel Pulido Garcia
Adragão de Antela
Ivete Rosária Almeida dos
Milagres Monteiro
Maria Celeste Cabral dos
Santos Ribeiro
António Luís Montiel Salas
Sónia Patrícia da Silva Limpo
Paulo António Pires do Vale
Rita Veloso
Grau /
Degree
Área científica / Scientific Area
Regime de tempo /
Employment link
Informação/
Information
Doutor
Estudos da Criança
100
Ficha submetida
Doutor
Ciências da Educação
100
Ficha submetida
Mestre
Ciências da Educação ­ Aprendizagem e
Desenvolvimento Psicológico
100
Ficha submetida
Mestre
Educação pela Arte
100
Ficha submetida
Doutor
Ciências da Comunicação
100
Ficha submetida
Doutor
Música
50
Ficha submetida
Doutor
Didática da Matemática
50
Ficha submetida
Doutor
História e Teoria das Ideias
50
Ficha submetida
Licenciado Orientação e Gestão Educacional
100
Ficha submetida
Mestre
33
Ficha submetida
100
Ficha submetida
100
100
100
33
Ficha submetida
Ficha submetida
Ficha submetida
Ficha submetida
50
Ficha submetida
100
Ficha submetida
100
Ficha submetida
Comunicação em Saúde
Ciências da Educação.Orientação da
Aprendizagem
Doutor
Filosofia
Mestre
Dança
Mestre
Filosofia Contemporânea
Licenciado Linguística
Literatura e Cultura Portuguesas (Variante
Rui Pires Marques Veloso
Mestre
Literatura Infantil)
Maria Teresa Meireles
Comunicação, Cultura e Tecnologias de
Mestre
Monteiro de Carvalho
Informação
Vera Lúcia de Ferreira Malhão Mestre
Ciências e Tecnologias do Ambiente
Ana Cristina Conceição da
Silva
Francisco José Brito Peixoto
José Maria de Castro Silva
José António Marques
Morgado
Mestre
Doutor
Educação ­ Psicologia da Educação
100
Ficha submetida
Doutor
Doutor
Educação ­ Psicologia da Educação
Educação
Educação (Estudos da Criança ­ Educação
Especial)
100
100
Ficha submetida
Ficha submetida
100
Ficha submetida
Doutor
Maria Margarida dOrey Alves
Martins
Maria de Lourdes Estorninho
Neves da Mata
Maria Manuela Pedro
Veríssimo
Maria Luísa Coelho Toscano
Ana Luísa Bento de Paiva
Luísa Maria Ucha da Silva
(28 Items)
Doutor
Educação ­ Ciências da Educação
100
Ficha submetida
Doutor
Educação ­ Estudos da Criança
100
Ficha submetida
100
Ficha submetida
50
33
10
2259
Ficha submetida
Ficha submetida
Ficha submetida
Psicologia (Investigação, Psicologia do
Desenvolvimento)
Licenciado Professor do 1º CEB
Mestre
Educação e Desenvolvimento
Mestre
Ciências da Educação
Doutor
<sem resposta>
4.2. Dados percentuais dos recursos docentes do ciclo de estudos
4.2.1.Corpo docente próprio do ciclo de estudos
4.2.1. Corpo docente próprio do ciclo de estudos / Full time teaching staff
Corpo docente próprio / Full time teaching staff
Docentes do ciclo de estudos em tempo integral na instituição / Full time teachers:
ETI / FTE Percentagem* / Percentage*
19
84.1
4.2.2.Corpo docente do ciclo de estudos academicamente qualificado
4.2.2. Corpo docente do ciclo de estudos academicamente qualificado / Academically qualified teaching staff
Corpo docente academicamente qualificado / Academically qualified teaching staff ETI / FTE Percentagem* / Percentage*
Docentes do ciclo de estudos com o grau de doutor (ETI) / Teaching staff with a PhD (FTE): 12.5
55.3
4.2.3.Corpo docente do ciclo de estudos especializado
4.2.3. Corpo docente do ciclo de estudos especializado / Specialized teaching staff
ETI
Percentagem*
/
/ Percentage*
FTE
Corpo docente especializado / Specialized teaching staff
Docentes do ciclo de estudos com o grau de doutor especializados nas áreas fundamentais do ciclo de estudos
8.5 37.6
(ETI) / Teaching staff with a PhD, specialized in the main areas of the study programme (FTE):
Especialistas, não doutorados, de reconhecida experiência e competência profissional nas áreas fundamentais
do ciclo de estudos (ETI) / Specialists, without a PhD, of recognized professional experience and competence, in 3.5 15.5
the main areas of the study programme (FTE):
4.2.4.Estabilidade do corpo docente e dinâmica de formação
4.2.4. Estabilidade do corpo docente e dinâmica de formação / Teaching staff stability and tranning dynamics
Estabilidade e dinâmica de formação / Stability and tranning dynamics
ETI / Percentagem* /
FTE Percentage*
Docentes do ciclo de estudos em tempo integral com uma ligação à instituição por um período superior a três
17
anos / Full time teaching staff with a link to the institution for a period over three years:
Docentes do ciclo de estudos inscritos em programas de doutoramento há mais de um ano (ETI) / Teaching
6
staff registered in a doctoral programme for more than one year (FTE):
75.3
26.6
4.3. Procedimento de avaliação do desempenho
4.3. Procedimento de avaliação do desempenho do pessoal docente e medidas para a sua permanente
actualização:
Os procedimentos de avaliação de desempenho de pessoal docente têm por base os respetivos regulamentos
e práticas internas da ESEI Maria Ulrich e do ISPA, e procuram assegurar a devida articulação, coerência e
integração.
O Sistema Interno de Garantia da Qualidade da ESEI Maria Ulrich descreve os mecanismos que asseguram a
qualificação e competência do pessoal docente. Em concreto, a avaliação do desempenho do pessoal docente centra­se nos seguintes Eixos de Ação:
Docência, Investigação e Desenvolvimento profissional de alto nível, Relações com o exterior e
Internacionalização.
O procedimento de avaliação da Docência ocorre no final de cada semestre. A avaliação dos outros três Eixos
ocorre no início do Ano Académico e consiste na elaboração de um Relatório Individual anual de atividade.
A avaliação do desempenho encerra com uma Entrevista com o Conselho de Direção da Escola após a entrega
e análise do Relatório Individual do Docente.
O sistema de avaliação de desempenho docente do ISPA prevê uma avaliação periódica, tomando como
referência temporal o triénio, nas vertentes: Ensino, Investigação, Extensão Universitária, e Gestão Académica.
A avaliação global resulta da média ponderada da avaliação produzida nas quatro vertentes considerando
como coeficientes de ponderação os pesos relativos da afetação da atividade docente pelas várias vertentes.
A avaliação é expressa em quatro níveis 1­Inadequado; 2­Relevante; 3­ Muito Bom e 4­Excelente.
A classificação de cada vertente resulta da soma ponderada das pontuações obtidas num painel de critérios,
cada um composto por um grupo de indicadores. Para cada painel de critérios é identificado um subconjunto de
critérios nucleares com um peso mínimo pré­definido na pontuação da vertente.
Toda a informação relevante ao apuramento das classificações finais em cada vertente é produzida pelos
sistemas operacionais e consolidada no Sistema de Informação de Gestão (SIG) ou nele registada pelos
docentes.
A coordenação e acompanhamento do sistema de avaliação de desempenho docente é competência de uma
Comissão Coordenadora da Avaliação cabendo a homologação das avaliações finais ao Reitor.
A avaliação de desempenho docente considera, para efeitos de progressão, de acesso a concurso para
transição de categoria profissional, de acesso a licença sabática e de determinação de inadequação à função,
entre outros, o disposto no estatuto da carreira docente do ISPA e na demais legislação aplicável.
O sistema de avaliação vigente pretende fomentar a proatividade dos docentes na sua permanente atualização.
Nos critérios utilizados para avaliação dos docentes são contemplados aspetos como a publicação de artigos
em revistas internacionais, a participação em congressos internacionais e a participação em ações de
formação pedagógica, visando, deste modo, a sua permanente atualização, entre outros.
4.3. Teaching staff performance evaluation procedures and measures for its permanent updating:
The procedures for evaluating faculty performance are based on ESEI Maria Ulrich and ISPA’ regulations and
internal practices and seek to ensure proper coordination, coherence and integration.
ESEI Maria Ulrich’ Internal Quality System describes the mechanisms that ensure the qualification and
competence of the faculty.
Specifically, the performance evaluation of the faculty focuses on the following Axis of Action: Teaching,
Research and Professional Development of high­level relations with the exterior and Internationalization.
The procedure for evaluating the Teaching Axis occurs at the end of each semester. The evaluation of the other
axes occurs early in the academic year and consists of the elaboration of the Annual Individual Report of
Activity.
After delivery and analysis of the Annual Individual Report of Activity, the performance evaluation is finished
with an interview with ESEI Maria Ulrich’ Board of Directors.
ISPA’ procedures for evaluating faculty performance provide a regular assessment, taking as reference periods
of three years, in the following areas: Education, Research, University Extension, and Academic Management.
The overall assessment is the result of the weighted average of the evaluation produced across the four areas,
considering as weighting coefficients the relative weights of the affectation of teaching activity distributed by the
various dimensions.
The assessment is expressed in four levels: "1­Inadequate"; "2­Significant"; "Very Good 3" and "4­Excellent".
The classification of each area assessed is the weighted sum of the scores obtained on a set of criteria, each
comprised of a group of indicators. For each set of criteria a subset of nuclear criteria with a minimum pre­set
weight in the scoring shed is identified.
All the important information for the establishment of the final grades in each area is produced by operational
systems and consolidated in the Management Information System (MIS) or registered there by the faculty.
The coordination and monitoring of the evaluation system of teacher performance is the competence of a
Coordinating Committee of Evaluation. The Dean produces the homologation of the final evaluations.
The evaluation of teaching performance considers, for the purpose of career progression, access to tender for
transition from professional category, access to sabbatical and determination of inadequacy to the function,
among others, the provisions of ISPA’ Staff Regulations of the teaching profession and other applicable
legislation.
The current system of evaluation aims to encourage proactivity of teachers in their constant updating. The
criteria used for evaluation of teachers values aspects such as the publication of articles in international
journals, participation in international conferences and participation in teacher training actions aiming thus its
continuous updating.
5. Descrição e fundamentação de outros recursos humanos e materiais
5.1. Pessoal não docente afecto ao ciclo de estudos:
O Curso terá a colaboração dos recursos humanos não docentes de cada uma das Instituições,transversais a
outros Ciclos de Estudo.
Assim, para além do apoio dos Serviços administrativos do ISPA/ESEI MU destacam­se:
4 Técnicos de sistemas e tecnologias da informação
5 Técnicos de documentação
2 Técnicos de manutenção geral
1 Técnico superior de gestão de projectos
2 Técnicos superiores de contabilidade
5.1. Non teaching staff allocated to the study programme:
This study program will have the collaboration of the non academic staff from both Institutions transversal to
other study programs.
Thus, besides the support from ISPA/ESEI MU administrative personnel:
4 Technicians of systems and information technology
5 Documentation technicians
2 Technician of general maintenance
1 Technician of Project management
2 Technician of accounting
5.2. Instalações físicas afectas e/ou utilizadas pelo ciclo de estudos (espaços lectivos, bibliotecas, laboratórios,
salas de computadores, etc.):
O ISPA/ESEI Maria Ulrich dispõem de:
Edifícios cobertos por uma rede informática “wireless” e o do ISPA por um sistema áudio.
2 Centros de Documentação Laboratório de aulas de Biologia (132 m2, 30 alunos) e três laboratórios de investigação 30 salas de aula (1650
lugares) com internet e multimédia
Dois auditórios (172 e 224 lugares), com vídeo e vídeo­conferência
Sala de atos (80 lugares), com internet e multimédia
Sala de informática para aulas (30 lugares)
Três salas de estudo para alunos
Salão nobre para atos solenes, conferências e outros eventos científicos e culturais.
Espaço multiusos (220 m2) para exposições e outras atividades culturais
Bar Cantina, (350 m2, 300 lugares)
Bar Esplanada (50 lugares)
Livraria (101 m2)
Reprografia gerida pela Associação Estudantes.
5.2. Facilities allocated to and/or used by the study programme (teaching spaces, libraries, laboratories, computer
rooms, etc.):
ISPA/ESEI MU has:
A Documentation Centre (260 m2, 160 students simultaneously)
Biology Laboratory for classes (132.3 m2, 30 students) and three research laboratories
Thirty classrooms (1650 seats) with internet and multimedia.
Two auditorium (172 e 224 seats), with video and video­conference
Formal events room (80 seats) with internet and multimedia
Computers classroom (30 seats)
Three study rooms for students only
Noble saloon for solemn acts, conferences and other cultural and scientific events
Multiuse space (220m2) for exhibitions and other cultural activities
Bar Cantina (350 m2, 300 seats).
Bar Esplanade (50 seats).
Bookstore (101 m2).
Reprography services managed by the Students Association
5.3. Indicação dos principais equipamentos e materiais afectos e/ou utilizados pelo ciclo de estudos (equipamentos
didácticos e científicos, materiais e TICs):
Equipamento de suporte aos estudantes com deficiência visual 1
Material audiovisual de suporte às aulas 236 Equipamento de visionamento multimédia 16
Equipamento de projecção multimédia 37
Impressoras 6
Computadores/portáteis 102
Bases de dados de referência, bibliográficas e em texto integral (EBSCO, Web of Science, ERIC)
Biblioteca do Conhecimento Online (b­on)
Na testoteca destacam­se testes nas áreas temáticas da Psicopedagogia e desenvolvimento; Linguagem e
leitura; Provas Vocacionais e de interesses escolares e profissionais; Valores, atitudes e motivações
escolares e profissionais. Materiais de apoio à formação na prática pedagógica.
5.3. Indication of the main equipment and materials allocated to and/or used by the study programme (didactic and
scientific equipments, materials and ICTs):
Support equipment to students with visual impairment 1
Audiovisual equipment to support classes 236
Viewing multimedia equipment 16
Multimedia projection equipment 37
Printers 6
Computers / Laptops 102
Bibliographic and full textdDatabases of reference, (EBSCO, Web of Science, ERIC)
Online Knowledge Library (b­on)
In test data base we highlight tests in the areas of Psicopedagogy and development; Language and reading;
Vocational and evidence of academic and professional interests; Values, attitudes, and academic and
professional motivations.
Materials to support training in pedagogical practice.
6. Actividades de formação e investigação
Mapa VI ­ 6.1. Centro(s) de investigação, na área do ciclo de estudos, em que os docentes
desenvolvem a sua actividade científica
6.1. Mapa VI Centro(s) de investigação, na área do ciclo de estudos, em que os docentes desenvolvem a sua
actividade científica / Research Centre(s) in the area of the study programme, where the teachers develop their
scientific activities
Centro de Investigação /
Research Centre
Instituto de História
Contemporânea
Centro de Estudos
Interdisciplinares do século
XX (CEIS 20)
Centro de Estudos das
Migrações e das Relações
Interculturais
Centro de Investigação em
Educação
Unidade de Investigação,
Educação e
Desenvolvimento
Unidade de Investigação e
Desenvolvimento em
Educação e Formação.
Centre for Educational.
Development, Appraisal and
Research (CEDAR)
Centro de Estudos Religiões
e Cultura
Centro de Linguística da
Universidade de Lisboa
Classificação
(FCT) / Mark
(FCT)
passou à 2ª
fase de
avaliação/2nd
stage
passou à 2ª
fase de
avaliação/2nd
stage
IES / Institution
Observações / Observations
Faculdade de Ciências Sociais
e Humanas da Universidade
Resultado da última avaliação: Excelente (5)
Nova de Lisboa
Universidade de Coimbra
Resultado da última avaliação: Muito Bom (4,5)
Bom/good
Universidade Aberta
n.a.
Bom/good
ISPA
n.a.
Fraco/Poor
Universidade Nova de Lisboa
Foi apresentado um recurso ao resultado da
avaliação da FCT; aguarda­se resposta; a
classificação ate Julho de 2014 era Good
Razoável/Fair
Universidade de Lisboa
n.a.
n.a.
Universidade de Warwick
n.a.
n.a.
Universidade Católica
Portuguesa
Ainda não submetido à avaliação da FCT
Universidade de Lisboa
n.a.
passou à 2ª
fase de
avaliação/2nd
stage
Perguntas 6.2 e 6.3
6.2. Mapa resumo de publicações científicas do corpo docente do ciclo de estudos, na área predominante do ciclo
de estudos, em revistas internacionais com revisão por pares, nos últimos cinco anos (referenciação em formato
APA):
http://www.a3es.pt/si/iportal.php/cv/scientific­publication/formId/960815fd­5948­ef96­6eb3­541aa482cb3f
6.3. Lista dos principais projetos e/ou parcerias nacionais e internacionais em que se integram as actividades
científicas, tecnológicas, culturais e artísticas desenvolvidas na área do ciclo de estudos:
Projetos financiados nos últimos 5 anos:
Pela FCT – 5 projetos: (1) Ambientes de aprendizagem e insucesso escolar ­ PTDC/CPE­CED/121358/2010;
sobre as crianças em idade pré­escolar nomeadamente: (2) Relações entre pares PTDC/CPE­
CED/117476/2010, (3) Aspetos socio­emocionais e cognitivos PTDC/PSI­EDD/114527/200, (4) Vinculação,
amizade e auto­estima PTDC/MHC­PED/3929/2012, (5) As escritas inventadas e a aquisição da leitura
PTDC/PSI­EDD/110262/2009.
Pela FCG: Oficina de Pais/Bolsas de Pais
Pela Comunidade Europeia: ENTREE­539590­LLP­1­2013­1­DE­Comenius­Enhancing Teachers Resilience in
Europe
Pela ANQ (2010) – Participação no projeto sobre os CNO na promoção da literacia familiar e do sucesso
escolar.
Parcerias com museus (e.g. Vieira da Silva, Museu de História Natural) que proporcionam oportunidades
educativas através de exposições e material interpretativo, assim como, através do acesso à pesquisa e
invenção/descoberta de programas formais/não formais e actividades práticas
6.3. List of the main projects and/or national and international partnerships, integrating the scientific, technological,
cultural and artistic activities developed in the area of the study programme:
Funded Projects (last 5 years):
By FCT ­ 5 projects: (1) Learning environments and school failure ­ PTDC / CPE­CED / 121358/2010; particularly
on children of preschool age: (2) Relations be­tween pairs PTDC / CPE­CED / 117476/2010, (3) Socio­emotional
and cognitive as­pects PTDC / PSI­EDD / 114527/200, (4) Attachment, friendship and self­esteem PTDC / MHC­
PED / 3929/2012, (5) Invented written and reading acquisition PTDC / PSI­EDD / 110262/2009.
By FCGulbenkian: Parents’ Workshop By the EU: ENTREE­539590­LLP­1­2013­1­DE­Comenius­Enhancing Resilience Teachers in Europe Funded by ANQ (2010) ­ Participation in the project on the Center for New Opportunities in promoting family
literacy and school success.
Partnerships with museums (eg "Vieira da Silva & Natural History Museum) that provide educational
opportunities through exhibits and interpretive material, as well as through access to research and invention /
discovery of formal / non­formal programs and practical activities
7. Actividades de desenvolvimento tecnológico e artísticas, prestação de
serviços à comunidade e formação avançada
7.1. Descreva estas actividades e se a sua oferta corresponde às necessidades do mercado, à missão e aos
objetivos da instituição:
Doutoramento em Ciências da Educação em associação com as Faculdades de Ciências Sociais e Humanas e
de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.
Participação no estudo ‘Avaliação das Orientações Curriculares e da Qualidade na Educação PE’ – Ministério
da Educação.
A participação em processos de consultoria e/ou apoio à implementação de programas de intervenção
desenvolvidos por escolas ou outras instituições, públicas ou privadas (e.g. Ministério da Educação e Ciência,
Conselho Nacional de Educação, Casa Pia, Fundação Calouste Gulbenkian).
Protocolos com diversos Centros de Formação (Associação de Escolas do Concelho de Alcobaça e Nazaré,
Escolas Centro­Oeste, Mafra e Torres Vedras – Lourinhã), e internacionais nomeadamente com um projeto
desenvolvido na Guiné­Bissau.
Participação na formação de técnicos, por pedido de estruturas da comunidade como é o exemplo Gabinetes de
Apoio à Família (Instituto de Apoio à Criança) ou da CMCascais e C. P. São Sebastião da Pedreira.
7.1. Describe these activities and if they correspond to the market needs and to the mission and objectives of the
institution:
PhD in Educational Sciences in association with the FCSH­UNL. Participation in the study 'Evaluation of Curriculum Guidelines and Quality in Preschool Education' ­ Ministry of
Education. Participation in the process of consulting and / or support for the implementation of intervention programs
developed by schools or other institutions, public or private (eg Ministry of Education and Science, the National
Education Council, Casa Pia, Calouste Gulbenkian Foundation). Protocols with various Training Centres (Association of Schools of the Municipality of Alcobaça and Nazaré,
Schools in the Center­West, Mafra and Torres Vedras ­ Lourinhã), and in particular the international project
developed in Guinea­Bissau. Participation in training technicians, by request of community structures such as the Offices of Family Support
(Institute of Child Support) or Municipality of Cascais and Parish Center São Sebastião da Pedreira example.
8. Enquadramento na rede de formação nacional da área (ensino superior
público)
8.1. Avaliação da empregabilidade dos graduados por ciclos de estudos similares com base nos dados do
Ministério da Economia:
Reportando­nos aos anos letivos de 2006/07 a 2011/12, verifica­se que a ESEI Maria Ulrich evidencia nos
cursos que ministra níveis ajustados de empregabilidade uma vez que a maioria dos estudantes tem obtido ou consolidado posição no mercado de trabalho.
Relativamente ao ciclo de estudos salienta­se que dos 8% (Ensino Superior Público) e 9,5% (Ensino Superior
Privado) dos desempregados registados no Instituto de Emprego e Formação Profissional até Dezembro de
2013, apenas 1,4% (2) dos diplomados da ESEI Maria Ulrich faz parte da amostra . A recolha desta informação
foi efetuada a partir dos dados oficiais disponibilizados recentemente pelo Ministério de Educação e Ciência
(MEC) no sítio http://infocursos.mec.pt. Este sítio disponibiliza as estatísticas do desemprego de diplomados do
ensino superior, a partir da base de dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).
8.1. Evaluation of the graduates' employability based on Ministry of Economy data:
Referring to the school years 2006/07 to 2011/12, it appears that the ESEI Maria Ulrich shows the courses it
adjusted levels of employment since most students have obtained or consolidated position in the labor market. Regarding study program is pointed out that 8% (Public Higher Education) and 9.5% (Private Higher Education)
of the unemployed registered at the Institute of Employment and Vocational Training until December 2013, only
1.4% (2) of graduates from ESEI Maria Ulrich is part of the sample. The collection of this information has been
made ​
from the official data recently made ​
​
available by the Ministry of Education and Science (MEC) in
​
http://infocursos.mec.pt site. This site provides statistics of unemployed university graduates, from the
database of the Institute of Employment and Vocational Training (IEFP).
8.2. Avaliação da capacidade de atrair estudantes baseada nos dados de acesso (DGES):
Com o objetivo de caracterizar o tipo de ingresso efetuado pelos alunos na ESEI Maria Ulrich, pode­se observar,
partindo dos dados publicados na DGES que 59,5% dos alunos que ingressaram nesta instituição, no ano lectivo
2012/2013, fizeram­no por concurso local ou institucional; 14,3% ingressaram pelos maiores de 23; 10,8% por
mudança ou transferência de curso e 5,4% por outras formas de ingresso no Ensino Superior. Ainda com base
na referida fonte – DGES, pode­se salientar que os alunos inscritos, na sua totalidade, no primeiro ano em
2012/2013 mantiveram­se a frequentar o Curso na ESEI Maria Ulrich. Tendo por base estes dados estatísticos,
podemos afirmar que esta instituição revela capacidade de atrair e manter os alunos no seu percurso
académico.
8.2. Evaluation of the capability to attract students based on access data (DGES):
With the aim of characterizing the type of entry made ​
by the students in ESEI Maria Ulrich, it can be observed,
​
acording with DGES 59.5% of students who entered this institution in the academic year 2012/2013, made ​
it by
​
local or institutional competition; 24.3% joined by over 23; 10.8% for change or transfer of stroke and 5.4% for
other forms of entry into Higher Education. According with the same the source ­ DGES, can be noted that
students registered in its entirety, in the first year 2012/2013 remained to attend the course in ESEI Mary Ulrich.
Based on these statistics, we can affirm that this institution reveals ability to attract and retain students in their
academic career.
8.3. Lista de eventuais parcerias com outras instituições da região que lecionam ciclos de estudos similares:
Embora se possam estabelecer mais parcerias, existem atualmente algumas em vigor, quer na ESEIMU quer
no ISPA, que se podem manter ou até revitalizar. Estas parcerias permitem a partilha de experiências de
formação e a troca e rentabilização dos recursos existentes em cada uma das instituições.
Considerando ciclos de estudos conducentes à habilitação para a docência salientam­se as instituições:
Instituto Politécnico de Santarém, Instituto Politécnico de Setúbal, Universidade de Aveiro.
Universidade de Évora
8.3. List of eventual partnerships with other institutions in the region teaching similar study programmes:
Although more partnerships can be established, there are currently some important partner­ships established
by both ESEIMU and ISPA, which can be maintain or even revitalize. These partnerships allow the sharing of
experiences and exchange of training and better use of existing resources in each institution. Considering study cycles leading to the qualification for teaching should be highlighted: Polytechnic Institute of Santarém, Polytechnic Institute of Setúbal, University of Aveiro. University of Évora
9. Fundamentação do número de créditos ECTS do ciclo de estudos
9.1. Fundamentação do número total de créditos ECTS e da duração do ciclo de estudos, com base no determinado
nos artigos 8.º ou 9.º (1.º ciclo), 18.º (2.º ciclo), 19.º (mestrado integrado) e 31.º (3.º ciclo) do Decreto­Lei n.º 74/2006,
de 24 de Março:
A Licenciatura em Educação Básica corresponde a um total de 180 créditos ECTS, que se desenvolvem ao
longo de seis semestres (cada um correspondendo a 30 créditos), conforme o artigo 8º do Decreto­lei nº
74/2014, de 24 de Março. Sendo uma Licenciatura que constitui também a primeira etapa da formação inicial para a habilitação
profissional para a docência (educadores de infância, professores dos 1º e 2º CEB), a sua estrutura curricular
está definida pelo Dec­lei nº 79/2014. Assim, e em conformidade com o artigo 13º deste Dec­lei, os 180 créditos
organizam­se em 126 créditos na Área de Docência (estando previsto legalmente um mínimo de 125 créditos a
ser atribuído a esta componente de formação), 18 créditos em Educacional Geral (estando previsto legalmente
um mínimo de 15 créditos), 18 créditos na Iniciação à Prática Profissional (estando previsto um mínimo legal de
15 créditos) e 18 créditos na área de Didácticas Específicas (estando previsto um mínimo legal de 15 créditos).
9.1. Justification of the total number of ECTS credits and of the duration of the study programme, based on articles
no.8 or 9 (1st cycle), 18 (2nd cycle), 19 (integrated master) and 31 (3rd cycle) of Decreto­Lei no. 74/2006, March
24th:
The Degree in Elementary Education corresponds to a total of 180 ECTS credits, which develop over six
semesters (each corresponding to a total of 30 credits), which conforms to Article 8 of Decree­Law n. 74/2014 of
24 March.
Being a Degree which also constitutes the first stage of initial training for professional qualification for teaching
of early childhood educators and teachers of the 1st and 2nd cycles of basic education, its curricular structure
defined by Decree­Law No. 79/2014 of 14 May. Thus, in accordance with Article 13 of this Decree­Law, 180
credits are organized into 126 credits in the Area of Teaching (being legally required a minimum of 125 credits to
be allocated for this training component), 18 credits in General Education (legally being required a minimum of
15 credits), 18 credits in Introduction to Professional Practice (a statutory minimum of 15 credits is planned) and
18 credits in the area of Specific Didactics (with a planned statutory minimum of 15 credits)
9.2. Metodologia utilizada no cálculo dos créditos ECTS das unidades curriculares:
Para o cálculo do número de créditos a atribuir a cada UC foi usada uma metodologia de “base descendente”,
tal como prevê a Comissão Europeia (1998 e 2004) no Sistema Europeu de Transferência de Créditos. Manual
do Utilizador ECTS (disponível no sítio em linha da DGES). Partiu­se da estrutura curricular prevista no Dec­lei
nº 79/2014 (art. 13º) e na definição conceptual das componentes de formação (art. 7º, 8º, 9º e 10º do mesmo Dec­
lei). Respeitando o enquadramento legal a par do princípio estruturante de aliar formação teórica e prática, foram
atribuídos créditos 3 – 4,5 ­ 6 – 9 créditos às UC permitindo que cada componente de formação tivesse lugar
em cada ano da licenciatura, aprofundando a aprendizagem em cada uma. Foram atribuídos 3 créditos às UC
com menor exigência de tempo de estudo autónomo dos alunos; foram atribuídos 9 créditos a UC que exigem
um forte empenhamento dos alunos em pequenos grupos e no trabalho de orientação tutorial com vários
docentes.
9.2. Methodology used for the calculation of the ECTS credits of the curricular units:
For the calculation of ECTS each UC, we used the methodology envisaged by the European Commission in the
European Credit Transfer System (1998, 2004) along with the curricular structure provided for in Decree­Law
No. 79/2014 in Articles 13 and the conceptual definition of the training components (articles 7, 8, 9 and 10 of the
same DL).
Respecting this curricular structure and the base principle of articulating theoretical and practical training, 3,
4.5, 6, 9 and 19.5 ECTS were assigned at each UC. The existence of UC with different ECTS enables each
training component to be approached in more than one UC over the 3 semesters, facilitating the appropriation of
the content covered ever more deeply. ECTS assigned: 3 hat require less time of self­study; 9 ECTS to UC
requiring a strong commitment related to the development of work in small groups and the investment in the
tutorial work orientated by several members of the faculty.
9.3. Forma como os docentes foram consultados sobre a metodologia de cálculo do número de créditos ECTS das
unidades curriculares:
Foi promovida uma série de reuniões intensivas de trabalho com os docentes da ESEI e do ISPA de modo a
desencadear uma reconstrução mais participada desta oferta formativa, a partir de avaliações anteriores.
Começou­se com sessões de formação sobre as metodologias de ensino e de organização do trabalho docente
que decorrem do Processo de Bolonha. Fez­se uma análise articulada entre o enquadramento legal da
formação e os documentos orientadores da ESEI e anteriores planos de estudos. Os docentes organizaram­se
então em grupos de trabalho das UC que integram cada área de componente de formação e fizeram propostas
sobre a sua organização interna baseadas na sua experiência de trabalho docente nos anos anteriores e na
premissa de que as UC se devem articular e permitir aprofundamento de saberes ao longo da licenciatura e o
reforço de competências práticas e de trabalhos de campo que vão exigindo progressivamente mais tempo de
trabalho aos estudantes.
9.3. Process used to consult the teaching staff about the methodology for calculating the number of ECTS credits of
the curricular units:
A large number of intensive meetings with teachers of both ESEI and ISPA were conducted in order to set off a
more participatory reconstruction of this study program considering previous assessment processes. A
reflexion about teaching methodologies and work organization as envisaged by the Bologna Process was
promoted. The legal framework, ESEI­MU values and former study plans were also considered. Members of the
faculty were organized in teams considering each training component and developed proposals that considered
not only their former teaching experience but also the principle that the CU's must be integrated and should
allow further deepening of knowledge and the reinforcement of practical skills and field work throughout the
study program requiring ever more commitment and time froom the students.
10. Comparação com ciclos de estudos de referência no espaço europeu
10.1. Exemplos de ciclos de estudos existentes em instituições de referência do Espaço Europeu de Ensino
Superior com duração e estrutura semelhantes à proposta:
Existem exemplos de licenciaturas (1º ciclo) em instituições de referência no espaço europeu com o mesmo
tipo de duração ­ 36 meses/180 ECTS ­ em Inglaterra (Leeds Beckett University, Institute of Education of
London, Manchester Metropolitan University , School of Education – Bangor University) e na Noruega (Oueen
Maud University College – Trondheim). À semelhança deste ciclo de estudos, as UC dividem­se por três anos de formação, organizando­se em áreas
de conhecimento que têm uma carga maior de ECTS no domínio da formação geral e incluem, em cada ano,
unidades de opção focadas em saberes mais especializados. O estudante devede realizar um número mínimo
de créditos anuais e as metodologias incluem aulas teórico­práticas, seminários, trabalho pessoal e avaliação.
Em todas estas Instituições, os alunos têm tempos de prática pedagógica, desenvolvendo competências
reflexivas sobre a prática nos diferentes contextos.
10.1. Examples of study programmes with similar duration and structure offered by reference institutions of the
European Higher Education Area:
There are examples of similar 1st cycle degrees in leading institutions in Europe with the same type of duration ­
36 months / 180 ECTS ­ in England (Leeds Beckett University of London Institute of Education, Manchester
Metropolitan University, School of Education ­ Bangor University) and Norway (Oueen Maud University College ­
Trondheim). As in the proposed study programme, curricular units are divided in a three years period, and organized in
knowledge areas with a higher number of ECTS in units of general education. Degrees also include, in each year,
optional curricular units focused on more specialized knowledge . Students must achieve a minimum number of
annual credits to be approved. Methodologies include practical classes, seminars, individual study and
assessment. In all these institutions students have pedagogical practice/internships, with the aim of developing
reflective skills about practice in different contexts
10.2. Comparação com objetivos de aprendizagem de ciclos de estudos análogos existentes em instituições de
referência do Espaço Europeu de Ensino Superior:
Os ciclos de estudo mencionados (Leeds Beckett University, Institute of Education of London, Metropolitan
University ­ Manchester, School of Education – Bangor University ), têm como objectivos de aprendizagem,
possibilitar aos estudantes conhecimentos multidisciplinares atuais sobre educação (pedagogia, história,
sociologia, psicologia, politicas educativas, etc), para além de uma preocupação em desenvolver capacidades
reflexivas sobre práticas educativas a partir de experiências em diversos contextos educativos, aspectos que
também privilegiamos nos objectivos delineados para o ciclo de estudos. Nas diferentes áreas de conhecimento existe uma preocupação geral sobre as perspectivas pedagógicas
globais focadas na criança, habilitando o estudante a ter capacidade de aplicá­las no seu trabalho com as
crianças, sustentando que a prática deve integrar as áreas de conhecimento. Na formação de professores destes ciclos de estudo salienta­se a importância da inclusão, criatividade e a
capacidade reflexiva como competências necessárias para o domínio da intervenção pedagógica no ato
educativo. O ciclo de estudos deve ainda permitir que o estudante especialize o seu saber a partir das áreas de
opção, muitas delas nas áreas das expressões artísticas (arte, música e educação física), tecnologias, cultura
e religião possibilitando­lhe dar uma resposta mais adequada como futuro profissional. A Oueen Maud University College – Trondheim é a instituição em que se encontram mais pontos comuns com
os objectivos dos ciclos de estudo propostos, nomeadamente ao nível dos objectivos de aprendizagem sobre
as práticas educativas em diferentes contextos e a sobre a forma como é feita a articulação entre a instituição
formadora e as parcerias institucionais. Esta relação privilegia uma consciencialização dos objectivos de
formação por ambas as partes, implicando o estudante nas tarefas educativas, envolvendo­o na planificação,
implementação e avaliação durante a sua intervenção. Esta articulação permite ainda que o estudante
desenvolva competências de liderança apoiando­se em diretrizes e pressupostos éticos baseados no contexto
de trabalho onde foi inserido.
10.2. Comparison with the intended learning outcomes of similar study programmes offered by reference
institutions of the European Higher Education Area:
The mentioned study cycles (Beckett Leeds University, Institute of Education of London Metropolitan University
­ Manchester, School of Education ­ Bangor University) present as learning objectives: to qualify students on
current multidisciplinary knowledge about education (pedagogy, history, sociology, psychology, educational
policies, etc.), plus a focus on developing reflective skills on educational practices from experiences in different
educational contexts, aspects likewise outlined in the proposed learning outcomes of the current proposal.
In the different areas of knowledge there is an overall concern about child­focused pedagogical perspectives,
enabling the student to apply them in their work with children, arguing that the practice must integrate the
knowledge areas.
These study cycles underline the importance of inclusion, creativity and of the reflective capacity and skills
required for the field of pedagogical intervention in the educational act. This study cycle should also allow the
student to specialize their knowledge in the optional areas namely concerning artistic expression (art, music
and physical education), technology, culture and religion, thus allowing the student to give a more appropriate
answer as a future professional in the educational field.
Queen Maud’s University College ­ Trondheim is the institution in which there are more commonalities with the
outcomes of the proposed study cycles, particularly in terms of the learning objectives of the educational
practices in different contexts and on how the articulation is accomplished between the higher education
institution/university and partner institutions. This relationship emphasizes a shared awareness of training
objectives, involving the student in educational tasks, namely in what concerns planning, implementation and
evaluation during the students internship. This connexion also allows the student to develop leadership skills
relying on ethical guidelines and assumptions based on the work context of his/her practice.
11. Estágios e/ou Formação em Serviço
11.1. e 11.2 Locais de estágio e/ou formação em serviço (quando aplicável)
Mapa VII ­ Protocolos de Cooperação
Mapa VII ­ Abrigo Infantil de Santa Maria de Belém
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Abrigo Infantil de Santa Maria de Belém
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Abrigo Infantil de Santa Maria de Belém.pdf
Mapa VII ­ Associação de Protecção à Infância da Ajuda
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Associação de Protecção à Infância da Ajuda
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._APIA.pdf
Mapa VII ­ Assistência Paroquial Santos­o­Velho ­ Casa dos Pastorinhos
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Assistência Paroquial Santos­o­Velho ­ Casa dos Pastorinhos
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Assistência Paroquial Santos­o­Velho.pdf
Mapa VII ­ Colégio de Santa Maria
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio de Santa Maria
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio de Santa Maria.pdf
Mapa VII ­ Colégio de São Tomás ­ Conchas
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio de São Tomás ­ Conchas
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio S. Tomás ­ Conchas.pdf
Mapa VII ­ Colégio de São Tomás ­ Sete Rios
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio de São Tomás ­ Sete Rios
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio S. Tomás ­ Sete Rios.pdf
Mapa VII ­ Externato Santa Maria do Mar
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Externato Santa Maria do Mar
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Externato Santa Maria do Mar.pdf
Mapa VII ­ Grémio de Instrução Liberal de Campo de Ourique
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Grémio de Instrução Liberal de Campo de Ourique
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Grémio.pdf
Mapa VII ­ Creche e Jardim­de­Infância Marcolândia
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Creche e Jardim­de­Infância Marcolândia
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Marcolândia.pdf
Mapa VII ­ Externato O Nosso Jardim ­ Secção Infantil
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Externato O Nosso Jardim ­ Secção Infantil
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Externato O Nosso Jardim Infantil.pdf
Mapa VII ­ Externato O Nosso Jardim ­ secção primária
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Externato O Nosso Jardim ­ secção primária
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Externato O Nosso Jardim Primária.pdf
Mapa VII ­ Obra das Crianças da Freguesia da Lapa
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Obra das Crianças da Freguesia da Lapa
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Obra das Crianças da Freguesia da Lapa.pdf
Mapa VII ­ Colégio do Vale
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio do Vale
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio do Vale.pdf
Mapa VII ­ Escola Nossa Sra. do Patrocínio
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Escola Nossa Sra. do Patrocínio
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Escola Nossa Senhora do Patrocinio.pdf
Mapa VII ­ Externato Liceal São Vicente de Paulo
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Externato Liceal São Vicente de Paulo
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Externato Liceal S. Vicente de Paulo.pdf
Mapa VII ­ Centro Social e Paroquial Sagrado Coração de Jesus
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro Social e Paroquial Sagrado Coração de Jesus
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Centro Social e Paroquial do Sagrado Coração de Jesus.pdf
Mapa VII ­ Centro Social e Paroquial de São Pedro e São João do Estoril
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro Social e Paroquial de São Pedro e São João do Estoril
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Centro Social e Paroquial S. Pedro e S. João do Estoril.pdf
Mapa VII ­ Infantário do Povo de Massamá
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Infantário do Povo de Massamá
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Infantário do Povo de Massamá.pdf
Mapa VII ­ Centro Social e Paroquial de São Domingos de Rana
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro Social e Paroquial de São Domingos de Rana
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Centro Social e Paroquial São Domingos de Rana.pdf
Mapa VII ­ Colégio Amor de Deus
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio Amor de Deus
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio Amor de Deus.pdf
Mapa VII ­ Obra Social Paulo VI
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Obra Social Paulo VI
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Obra Social Paulo VI.pdf
Mapa VII ­ Centro Social e Paroquial São João das Lampas
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro Social e Paroquial São João das Lampas
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Centro Social e Paroquial S. João das Lampas.pdf
Mapa VII ­ FORSDI ­ Centro Sagrada Família
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
FORSDI ­ Centro Sagrada Família
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._FORSDI ­ Centro Sagrada Família.pdf
Mapa VII ­ Academia ao quadrado
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Academia ao quadrado
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Academia ao Quadrado.pdf
Mapa VII ­ Colégio Monte Flor
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio Monte Flor
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio Monte­Flor.pdf
Mapa VII ­ Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão.pdf
Mapa VII ­ Cooperativa A Torre
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Cooperativa A Torre
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Cooperativa A Torre.pdf
Mapa VII ­ Centro Social e Paroquial de Colares
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro Social e Paroquial de Colares
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Centro Social Paroquial de Colares.pdf
Mapa VII ­ Centro de Bem Estar Infantil de Vila Franca de Xira (CBEI)
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Centro de Bem Estar Infantil de Vila Franca de Xira (CBEI)
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._CBEI.pdf
Mapa VII ­ Agrupamento de Escolas Escultor Francisco dos Santos
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Agrupamento de Escolas Escultor Francisco dos Santos
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Agrupamento de Escolas Escultor Francisco dos Santos.pdf
Mapa VII ­ Colégio do Bom Sucesso
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio do Bom Sucesso
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio do Bom Sucesso.pdf
Mapa VII ­ Ginásio Clube Português
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Ginásio Clube Português
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Ginásio Clube Português.pdf
Mapa VII ­ Agrupamento de Escolas de Alvalade
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Agrupamento de Escolas de Alvalade
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Agrupamento de Escolas de Alvalade.pdf
Mapa VII ­ A Voz do Operário
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
A Voz do Operário
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._A Voz do Operário.pdf
Mapa VII ­ Casa das Abelhinhas
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Casa das Abelhinhas
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Idade Completa ­ Casa das Abelhinhas.pdf
Mapa VII ­ Escola de Pedro Nunes
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Escola de Pedro Nunes
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Escola de Pedro Nunes.pdf
Mapa VII ­ Lisbon Story Centre
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Lisbon Story Centre
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Lisboa Story Centre.pdf
Mapa VII ­ Colégio Parque das Nações
11.1.1. Entidade onde os estudantes completam a sua formação:
Colégio Parque das Nações
11.1.2. Protocolo (PDF, máx. 100kB):
11.1.2._Colégio Parque das Nações.pdf
Mapa VIII. Plano de distribuição dos estudantes
11.2. Mapa VIII. Plano de distribuição dos estudantes pelos locais de estágio e/ou formação em serviço
demonstrando a adequação dos recursos disponíveis.(PDF, máx. 100kB).
11.2._LEB.PlanoDistribuicaoEstagios.pdf
11.3. Recursos próprios da Instituição para acompanhamento efectivo dos seus estudantes
nos estágios e/ou formação em serviço.
11.3. Recursos próprios da Instituição para o acompanhamento efectivo dos seus estudantes nos estágios e/ou
formação em serviço:
O processo de acompanhamento técnico, científico e pedagógico é iniciado através de aulas de seminário de
apoio a situações de iniciação à prática profissional pelos docentes responsáveis de cada UC de
enquadramento do estágio, seguido de tutorias e visitas aos locais de estágio pela equipa de supervisores.
Durante a realização do estágio o estudante dispõe, para além do orientador cooperante, de um interlocutor
institucional (Supervisor), que acompanha o processo de aprendizagem através das tutorias. Para além deste
acompanhamento tutorial cabe ainda ao supervisor monitorizar o desempenho do estudante no registo escrito
realizado durante o estágio, bem como, avaliar as condições de realização de estágio e da sua adequação aos
objetivos da UC mantendo articulação com o orientador cooperante. O suporte administrativo na gestão da bolsa de estágios, no estabelecimento de protocolos institucionais, na
seleção e colocação de estudantes no estágio é efetuado pela ESEIMU.
11.3. Resources of the Institution to effectively follow its students during the in­service training periods:
The process of technical, scientific and pedagogical monitoring is initiated through seminary classes to support
situations introduction to professional practice by teachers responsible for each stage of the UC framework,
followed by tutorials and site visits by the internship supervisors team. During the internship the student has, in
addition to cooperating counselor, an institutional interlocutor (Supervisor), which accompanies the learning
process through the tutorials. Beyond this tutorial up still fits the supervisor monitor student performance on
written record conducted during the internship as well as to evaluate the conditions of an internship and your
compliance with the objectives of maintaining liaison with the UC cooperative advisor. The administrative support in managing internships bag, in establishing institutional protocols, selection and
placement of students on internship is conducted by ESEIMU.
11.4. Orientadores cooperantes
Mapa IX. Normas para a avaliação e selecção dos elementos das instituições de estágio e/ou formação em serviço
responsáveis por acompanhar os estudantes
11.4.1 Mapa IX. Mecanismos de avaliação e selecção dos orientadores cooperantes de estágio e/ou formação em
serviço, negociados entre a Instituição de ensino superior e as instituições de estágio e/ou formação em serviço
(PDF, máx. 100kB):
11.4.1_11.4.1_RegulamentoEstagios.pdf
Mapa X. Orientadores cooperantes de estágio e/ou formação em serviço (obrigatório para ciclo de estudos de
formação de professores)
11.4.2. Mapa X. Orientadores cooperantes de estágio e/ou formação em serviço (obrigatório para ciclo de
estudos de formação de professores) / External supervisors responsible for following the students' activities
(mandatory for teacher training study programmes)
Instituição ou
estabelecimento a que
pertence / Institution
Abrigo Infantil Santa Maria de
Carla Melo
Belém
Abrigo Infantil Santa Maria de
Laura Gonçalves
Belém
Abrigo Infantil Santa Maria de
Mª do Céu Nunes
Belém
Ana Maria Vieira A.P.I.A.
Rita Isabal Carido A.P.I.A.
Nome / Name
Anabela Valente
Tânia Pita
Ana Margarida
Pinto
A.P.I.A.
A.P.I.A.
Centro Social e Paroquial S.
Pedro e S. João do Estoril
Centro Social e Paroquial S.
Eduarda Moreira
Pedro e S. João do Estoril
Maria Afonso
Agrupamento de Escolas Padre
Calheiros de
Bartolomeu de Gusmão
Azevedo
Maria Isabel
Agrupamento de Escolas Padre
Martins Mendes Bartolomeu de Gusmão
Paula Cristina
Agrupamento de Escolas Padre
Romeu
Bartolomeu de Gusmão
Mª Margarida
Agrupamento de Escolas Padre
Marques da
Bartolomeu de Gusmão
Costa
Sofia Rebelo de
Andrade
Andrea Monteiro
Categoria
Profissional /
Professional Title
Habilitação Profissional /
Professional qualifications
Nº de anos de serviço
/ Nº of working years
Educadora de Infância Lic. Educação de Infância
17
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
32
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
30
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Lic.Educação de Infância­
Eucadora de Infância Mestrado em Psicologia
Educacional
Educadora de Infância Lic. Educação de Infância
Técnica Superior
Licenciatura
Social
20
20
Educadora Social
Licenciatura
10
Profª 1º Ciclo
Lic. em 1º CEB
25
Profª 1º Ciclo
Lic.em 1º CEB
22
Profº 2º Ciclo
Lic.em 1º e 2º CEB
29
Profº 2º Ciclo
Lic.em 1º e 2º CEB
40
Assistência Paroquial Santos­o­
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Velho ­ Casa dos Pastorinhos
Assistência Paroquial Santos­o­
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Velho ­ Casa dos Pastorinhos
Assistência Paroquial Santos­o­
22
5
8
12
7
Inês l'a Féria
Velho ­ Casa dos Pastorinhos
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Assistência Paroquial Santos­o­
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Velho ­ Casa dos Pastorinhos
David Matos
Academia ao Quadrado
Professor
Lic.Educação Fisica
Ana Costa
Academia ao Quadrado
Diretora Pedagógica
Lic. Org. e Gestão de Empresas
Técnicoa Apoio ao
Mestrado em Psicologia
Andreia Damas
Academia ao Quadrado
Estudo
Educacional
Profº 1º CEB ­ Mestrado
Rui Lima e Silva Colégio Monte Flor
Profº 1º CEB
Ciências Educação
Sandra Nave
Colégio Monte Flor
Profº 1º CEB
Lic.1º CEB
Andreia Sequeira Colégio Monte Flor
Profº 1º CEB
Lic.1º CEB
Carolina Beja
Colégio Monte Flor
Profº 1º CEB
Lic.1º CEB
Neves
Ana Carla
Colégio de Santa Maria
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Dionísio
Ana Leitão
Colégio de Santa Maria
Educadora de Infância Lic.Educação de Infância
Lic.Educação de Infância­
Luís Costa
Colégio de Santa Maria
Educador de Infância Mestrado em Ciências da
Educação
Agrupamento de Escolas
Ana Paula Pinto
Profª.1ºCEB
Lic. 1º CEB
Escultor Francisco dos Santos
Ana Teresa
Agrupamento de Escolas
Profª.1ºCEB
Lic. 1º CEB
Guardado
Escultor Francisco dos Santos
Marta Pimentel
Colégio de Santa Maria
Profª.1ºCEB
Lic. 1º CEB
Ana Margarida
Colégio de Santa Maria
Profª.1ºCEB
Lic. 1º CEB
Migueis
Vera Pimentel
Colégio de Santa Maria
Profª.1ºCEB
Lic. 1º CEB
Fernando
Colégio de Santa Maria
Profº 2º CEB
Lic 1º e 2º CEB
Rodrigues
Clara Almeida
Colégio de Santa Maria
Profº 2º CEB
Lic 1º e 2º CEB
Anabela Gomes Colégio de Santa Maria
Profº 2º CEB
Lic 1º e 2º CEB
Duarte Nifo
Colégio de Santa Maria
Profº 2º CEB
Lic 1º e 2º CEB
Mª Margarida
Lic.Engenheiria Civil com
Agrupamento de Alvalade
Profª 2º CEB
Dinis
Profissionalização
Fernando Paulo
Lic.História com
Agrupamento de Alvalade
Profº 2º CEB
Lopes
Profissionalização
Técnico Superior de
Centro de Bem Estar Infantil
Mário Sousa
Animação Socio
Licenciatura
(CBEI)
Cultural
Técnico Superior de
Centro de Bem Estar Infantil
Nuno Gonçalves
Animação Socio
Licenciatura
(CBEI)
Cultural
Sara Ferreira de Centro Social e Paroquial de
Assistente Social
Licenciatura
Almeida
Colares
Centro Social e Paroquial de
Bento Oliveira
Assistente Social
Licenciatura
Colares
Grémio de Instrução Liberal de
José Batista
Profº.2ºCEB/ Diretor
Dout. Educação
Campo de Ourique
Grémio de Instrução Liberal de
Licenciatura em Educação de
Cátia Paulino
Educadora de Infância
Campo de Ourique
Infância
Ana Luisa Bagão Externato Santa Maria do Mar
Educadora de Infância Bach..Ed.Infância
Mª Augusta
Externato Santa Maria do Mar
Educadora de Infância Bach.Ed.Infância
Borges
Teresa Margarida
Colégio Amor de Deus
Profª.2ºCEB
Licenciatura
Ernesto
Ana Paula Veloso Colégio Amor de Deus
Profª.2ºCEB
Licenciatura
Elsa Maria Freitas Colégio Amor de Deus
Profª.2ºCEB
Licenciatura
Paulo Jorge
Colégio Amor de Deus
Profº 2ºCEB
Licenciatura
Carvalho
Ana Sofia Santos
11
8
6
10
5
14
14
12
8
14
13
16
20
10
16
10
7
6
23
6
6
13
13
16
12
13
5
42
5
18
19
10
21
23
14
12. Análise SWOT do ciclo de estudos
12.1. Pontos fortes:
Visão da educação consolidada e projetos formativos com identidade própria reconhecidos pela comunidade;
Acesso às estruturas de investigação que suportam o ciclo de estudos e a um centro de documentação
atualizado;
Existência de um público potencial para a LEB, proveniente da EPPS (gerida pela API) e do CET Assessoria de
Serviços Educativos da ESEI­MU.
Um conjunto alargado de instituições cooperantes, com uma prática articulada entre supervisores e
cooperantes, promovendo um eficaz acompanhamento de estágios;
Fortes ligações com instituições do Espaço Europeu de Ensino Superior e projetos de formação nos PALOP;
Forte procura dos ciclos de estudos e elevados níveis de empregabilidade;
Forte sentimento de pertença institucional por parte dos estudantes;
Espaços multifuncionais e laboratórios com equipamento variado, adequados às diferentes atividades de
formação e investigação;
Portal académico que permite aceder a ferramentas de apoio ao processo de ensino­aprendizagem e aos
serviços.
12.1. Strengths:
Consolidated view of education and training projects with an identity of their own,recognized by the community
Access to research structures and to an updated documentation center
Existence of a potential market for this study program, from the EPPS (managed by the API) and from the CET in
Advisory in Educational Services taught by ESEI­MU
A broad set of cooperating institutions, with an articulated practice among supervisors and cooperative, which
promotes effective monitoring of internships
Strong links with institutions of the European Higher Education Area and training projects in the APSC
Strong demand for the cycle of studies and high levels of employability
Strong sense of institutional belonging
Multifunctional spaces and laboratories properly equipped for the different training and research activities
Existence of an academic portal allowing access to tools that support the process of teaching­learning, and
electronic services available to the academic community
12.2. Pontos fracos:
Heterogeneidade na qualificação académica do corpo docente, na sua produtividade científica, havendo ainda
docentes não integrados em unidades de investigação;
Não existência de um sistema interno de garantia de qualidade em que este ciclo de estudos esteja integrado;
Articular os projetos formativos e dinâmicas organizacionais de duas instituições com vocações
tradicionalmente distintas (politécnica e universitária) neste novo ciclo de estudos;
Necessidades pontuais, do corpo não docente, de desenvolvimento de competências técnicas nomeadamente
ao nível da utilização das tecnologias da informação. 12.2. Weaknesses:
Heterogeneity in the academic qualifications and in the scientific productivity of the faculty. Some teachers are
still not integrated in research units;
This cycle of studies is not yet integrated in a system of internal quality assurance;
Articulate the training projects and organizational dynamics of two institutions with traditionally distinct
vocations (polytechnic and university) in this new cycle of studies;
Members of the non­academic staff have shown occasional needs of development of technical skills namely in
the use of information technology.
12.3. Oportunidades:
A possibilidade de existirem parcerias entre instituições que levem à implementação de uma formação de
maior qualidade ao integrar os aspectos mais positivos de cada uma delas;
Revitalizar a ESEI: questionamento das dinâmicas de trabalho da equipa docente, das práticas organizacionais
e da oferta formativa;
Reconstruir e/ou alargar a oferta formativa de forma sustentada por via da parceria entre instituições que se
complementam nas condições físicas, humanas, materiais e científicas que oferecem;
A parceria permite a partilha de interesses e estratégias de investigação, promovendo uma cultura e prática
científica, e potenciando a sua disseminação;
Promover uma relação mais estreita com a comunidade, ampliando os contextos formativos e de investigação;
Pressão externa para a qualidade que potencia o desenvolvimento de uma cultura de qualidade, orientada para
a responsabilização conducentes à melhoria continua;
Incremento de mobilidade dos estudantes.
12.3. Opportunities:
The prospect of partnerships between institutions, leading to the implementation of an higher quality training by
integrating the most positive aspects of each institution;
Revitalize ESEI: questioning the work dynamics of the faculty, the organizational practices and the training offer;
Rebuild and/or extend the training offer sustainably through the partnership between the institutions that
complement each other in the physical, human, material and scientific conditions they offer;
The partnership allows the sharing of interests and research strategies, promoting a scientific culture and
practice, and enhancing its propagation;
Promote a closer relationship with the community, expanding the training and research contexts;
External pressure for quality that encourages the development of a culture of quality, accountability­oriented
and conducive to continuous improvement;
Increase of student mobility.
12.4. Constrangimentos:
Incertezas acerca do papel do ensino particular e cooperativo de excelência no ensino superior em Portugal; Carácter restritivo do Decreto­Lei 79­2014 quanto aos ECTS definidos para cada componente de formação, não
permitindo a construção de plano de estudos que traduza a individualidade do projecto educativo das
instituições proponentes;
Conjuntura socioeconómica: restringe o envolvimento dos estudantes em atividades que beneficiariam a sua
formação; condiciona a sua manutenção no ciclo de estudos e a sua inserção na vida ativa;
Pressão demográfica, particularmente evidente na redução do número de jovens a candidatar­se ao Ensino
Superior;
Retração do mercado de trabalho no domínio da educação.
12.4. Threats:
Ensure ESEI­MU’s sustainability and visibility in the year 2014/2015 (with no access to new students);
Uncertainties on the evolution perspectives of the funding policies of the scientific and technological system;
Uncertainties on the role of the private and cooperative system of excellence in the context of the higher
education system in Portugal;
Restrictive nature of the Decree­Law 79­2014 concerning the ECTS defined for each training component, not
allowing the construction of the study plan that reflects the individuality of the educational project of the
proponent institutions;
Socio­economic situation: restricts the involvement of students in activities that benefit their training; conditions
their maintenance in the study cycle and their integration in active life;
Demographic pressure, particularly obvious in the reduction of the number of young people that apply to higher
education;
Retraction of the labour market in education.
12.5. CONCLUSÕES:
Considerando: (1) Todos os constrangimentos aliados à conjuntura económica e social atual em Portugal e no mundo, que têm
impactos diversos nomeadamente no número de estudantes no ensino superior em geral e no ensino privado
em particular; (2) Os pontos fracos apresentados ligados à necessidade de uma resposta mais rápida na qualificação do
corpo docente para a formação de professores/educadores.
(3) A dificuldade introduzida pela não acreditação anterior dos cursos de 1º e 2º ciclo da ESEIMU
Uma vez que:
(1) A ESEI­MU tem um conhecimento aprofundado da realidade "da formação de professores e educadores"
construído ao longo dos 60 anos da sua experiência. Este conhecimento tem­se refletido na formação de técnicos cujo mérito é reconhecido pelas instituições
cooperantes e empregadoras, o que tem levado a uma grande procura por parte de alunos e a elevadas taxas
de empregabilidade por parte dos educadores/professores formados nesta escola.
(2) O ISPA, na sua história de mais de 50 anos, tem sido um marco de referência na formação de psicólogos em
geral e especificamente de "psicólogos da educação", mas também na formação pós­graduada de outros
profissionais da educação (através de mestrados, doutoramentos, pós­graduações).
(3) A qualidade das investigações, na área do desenvolvimento infantil, da aprendizagem e da educação,
conduzidas pelas equipas de investigação do ISPA, é reconhecida nacional e internacionalmente, tendo já, em
algumas áreas, impacto nas práticas educativas.
(4) A ESEIMU e o ISPA estão conscientes dos desafios que se lhes colocam para a implementação da parceria,
no que se refere à gestão e organização de recursos materiais e humanos.
Parece­nos poder­se afirmar que a parceria ISPA/ESEIMU:
(1) Contém um conjunto de potencialidades, conhecimentos e recursos que suportam a definição de estratégias
para enfrentar com elevada probabilidade de sucesso os constrangimentos externos identificados;
(2) Baseada na complementaridade e no efeito sinérgico das competências e experiência dos docentes de cada
uma das instituições, acredita convictamente no sucesso e qualidade de uma oferta formativa que partilha uma
visão comum sobre a educação, o ensino e a aprendizagem.
(3) Está consciente da complementaridade dos saberes dos docentes de cada uma das instituições, que
poderão contribuir para o sucesso na implementação de uma oferta formativa que partilha uma visão comum
sobre o ensino e a aprendizagem das crianças.
(4) A parceria possui os necessários meios humanos, materiais e financeiros para garantir um acolhimento de
excelência aos estudantes deste ciclo de estudos proporcionando­lhes uma formação de elevada qualidade
científica e metodológica inscrita nos valores subscritos por ambas as instituições.
12.5. CONCLUSIONS:
Considering: (1) All the identified constraints allied to the current economic and social situation in Portugal and in the world,
which have different impacts in particular on the number of students attending higher education in general and
private education in particular;
(2) The weaknesses presented associated with the need for a faster response in the qualification of the faculty
for the training of teachers / educators;
(3) The difficulty introduced by the previous non­accreditation of 1st and 2nd cycle courses taught in ESEIMU.
Since: (1) ESEI­MU has a thorough knowledge of the reality of the training of teachers and educators built over 60 years
of experience. This knowledge has been reflected in the training of technicians whose merit is recognized by the cooperating
institutions and employers, which has led to a great demand from students and the high rates of employment on
the part of educators / teachers trained in this school.
(2) ISPA, in its history of over 50 years, has been a landmark in the training of psychologists in general and
specifically of educational psychologists and also in postgraduate training of other professionals in education
(through master's, doctoral and post­graduate courses).
(3) The quality of research in the areas of child development, learning and education, conducted by research
teams from ISPA is nationally and internationally recognized, having already, in some areas, impact on
educational practices.
(4) ESEIMU and ISPA are aware of the challenges posed by the implementation of the partnership in the
management and organization of material and human resources.
We can therefore say that the partnership ISPA / ESEIMU: (1) Contains a set of strengths, knowledge and resources that support the development of strategies to address
the external constraints identified with a high probability of success;
(2) Based on complementarity and synergy of skills and experience of the faculty of each institution, we firmly
believe in the success and quality of the training offer that shares a common vision about education, teaching
and learning.
(3) Is aware of the complementarity of knowledge of the faculty of each institution that will contribute to the
successful implementation of a training path that shares a common vision about teaching and children's
learning. (4) The partnership has the necessary human, material and financial resources to ensure the students of this
cycle of studies a reception of excellence, providing them with a high quality training, in the scientific and
methodological domains, evident in the values of both institutions.

Documentos relacionados