consulte via fax: (11)

Сomentários

Transcrição

consulte via fax: (11)
JAN-FEV/11
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
1
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36291
2
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
EDITORIAL
JAN-FEV/11
EM PROL DE
Nesta Edição
04
Agenda
06
Tema em Destaque
12
16
Programe-se para eventos de
fevereiro a maio
Manual para
lavanderias
hospitalares
publicado pela
Anvisa mostra
diversidade de
produtos de
enxoval
Meio Hospitalar
Recentes projetos, produtos especiais
e design marcam as inovações e
investimentos para o setor
Atualidades
Cirurgia segura: de acordo com a OMS
234 milhões de pacientes passam por
intervenções cirúrgicas em todo mundo
18
Notícias do Setor
38
Suprimentos & Serviços
Assuntos diversificados e atuais para
as mais diversas áreas
Novidades dos principais fornecedores
do mercado
Afiliada a:
INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO
NOVOS INDICADORES
E PATAMARES
Em recentes entrevistas após assumir o cargo, o novo Ministro da Saúde,
Alexandre Padilha, tem defendido a necessidade de fontes de financiamento
estável. Para ele, é fundamental a aprovação da regulamentação da Emenda
Constitucional no 29, a qual já determina quanto a União, Estados e Municípios
têm de direcionar ao segmento e o que caracteriza investimento na área. É um
assunto antigo, extramemente debatido, mas que merece destaque pela importância e necessidade. Espera-se que a questão finalmente consiga ser resolvida, pois a saúde é um setor estratégico no desenvolvimento e na qualidade de
vida de uma nação.
Outra questão refere-se à criação de um novo indicador de qualidade das unidades de saúde. Este será elaborado após diálogo com Estados e Municípios e
deverá prever metas para diversas áreas. Seria ainda divulgado publicamente e
serviria como indicativo de onde os recursos do Ministério devem ser alocados.
Algo semelhante existe na educação com o Ideb (Índice de Desenvolvimento da
Educação Básica), que indica nota para cada escola.
São passos importantes não só para o sucesso de uma gestão que está iniciando, mas para o próprio setor, que carece de reestruturação e principalmente de
recursos para seu desenvolvimento.
NAS PÁGINAS A SEGUIR
Seguindo na linha de trazer informações pontuais importantes e atuais, de forma prática, você encontra neste mês um conteúdo reforçado e diversificado.
Aproveitamos o início de mais um ano para reiterar o convite para sua participação. Envie sugestões, comentários, indicações de temas para reportagens para
[email protected]
Boa leitura!
Capa:
A imagem da capa desta edição é do Cleveland Clinic
Lou Ruvo Center for Brain Health, um centro
especializado em cuidados e pesquisas neurológicas, nos
EUA. A arquitetura do empreendimento é totalmente
exclusiva e diferenciada. Veja reportagem na página 14.
Importante: Antes de adquirir qualquer produto, certifique-se de que o mesmo está de acordo com as normas exigidas por lei.
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
3
AGENDA
JAN-FEV/11
Fevereiro
• 12º Congresso de Compras
Data: 8 a 10
Local: Hotel Grand Mercure, São Paulo - SP
Fone: (11) 3017-6888
Site: www.informagroup.com.br/compras
Março
• Expolav - 9ª Feira Intern. de Máquinas,
Equipamentos, Produtos e Serviços para
Empresas de Lavanderias
Data: 29/03 a 01/04
Local: Pav. de Exposições do Parque Anhembi
São Paulo, SP
Fone: (11) 3060-5000
E-mail: [email protected]
Site: www.expolav.com.br
Abril
• Reatech - 10ª Feira Int. de Tecnologias em
Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade
Data: 14 a 17
Local: Centro de Exposições Imigrantes
São Paulo, SP
Fone: (11) 5585-4355
E-mail: [email protected]
Site: www.cipanet.com.br
• Planejamento Estratégico, Inteligência e
Strategic Sourcing em Compras
Data: 17 e 18
Local: Informa Seminar Center - São Paulo, SP
Fone: (11) 3017-6888
Site: www.informagroup.com.br/compras
INFORME A
OS LEITORES
AOS
seira em poliuretano, lastro em chapa de aço
perfurada, estrutura tubular retangular com
pintura epóxi. O móvel apresenta rodas de 5",
sendo duas com freios, além de grades laterais de baixar em pintura epóxi. As dimensões
de 1,90 X 0,90 X 0,65 m, com altura mínima
de 55 cm e máxima de 70 cm.
Outros modelos, mais informações, pedidos e consultas podem ser obtidos através
dos contatos:
Tel.: (51) 3371-2701
E-mail: [email protected]
Site: www.moveisdelcio.com.br
Diferente do informado na edição especial
de novembro a sede da empresa Móveis Délcio fica em Porto Alegre, RS, próxima ao aeroporto Salgado Filho.
A indústria foi fundada em 1953 por Délcio Marins Corrêa e Zecy Chinepe Corrêa. Administram hoje a empresa Rosângela Corrêa
Rocha e Rejane Corrêa Cauduro.
Recentemente, a Móveis Délcio apresentou ao mercado a cama D.601-E, com movimentos Fowler, Trendelenburg e elevação, acionamento através de três manivelas de aço
inoxidável escamoteáveis, dispositivo para colocação de suporte de soro, cabeceira e pe-
Mais informações pelo código 36376
• ISC Brasil - 6ª Feira e Conferência Intern.
de Segurança Eletrônica
Data: 26 a 28
Local: Expo Center Norte - São Paulo, SP
Fone: (11) 3060-5000
E-mail: [email protected]
Site: www.iscexpo.com.br
Maio
• Africa Health
Data: 9 a 11
Local: Johannesburg Expo Centre Johannesburg - África do Sul
Fone: +27 11 771-7000
E-mail: [email protected]
Site: www.africahealthexhibition.com/Site-Root/
Contact-us/
Cama D.601-E,
lançada pela
Móveis Délcio
Errata:
4
INFORME SEU CÓDIGO DE ASSINANTE QUE SE ESTÁ NA ETIQUETA DE ENDEREÇAMENTO
Nome completo:
Cargo:
Nome do estabelecimento:
CEP:
-
Fone: (
Cidade:
UF:
)
País:
Fax: (
)
Home page:
Unidade de Saúde/Nº de leitos:
Nº de funcionários:
até 50
ATENÇÃO!
Qual a sua participação na decisão
de compras em seu estabelecimento?
123456-
Área em que trabalha:
Endereço:
E-mail:
TIPO:
CONSULTE VIA FAX: (11) 3835-4255
Nas informações de contato com as empresas citadas
na reportagem “Do mercúrio a era digital”, na edição de
dezembro, os dados da Incoterm ficarm omitidos. São
eles: (51) 3245-7100, [email protected] e
www.incoterm.com.br
Indica a necessidade
Justifica a necessidade
Recomenda a marca e modelo
Dá a aprovação final
Executa a compra
Não tem participação
Indústria
51 a 100
101 a 200
Comércio
Representante/Distribuidor
201 a 300
301 a 500
Outros:
de 501 a 1.000
acima de 1.000
Anote os “Códigos HOSP” e assinale produtos ou serviços que deseja consultar
Anote os códigos
Solicita
Representante
Anote os códigos
Lista de
Catálogo
Preços
Você deseja continuar recebendo gratuitamente a
revista HOSP?
sim
não
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
Solicita
Representante
Anote os códigos
Lista de
Catálogo
Preços
/
Data
Solicita
Representante
/
Lista de
Preços
Catálogo
Assinatura e Carimbo
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36292
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
5
TEMA EM DESTAQUE
JAN-FEV/11
Conforto e qualidade
Produtos diferenciados de enxoval podem ressaltar a preocupação da entidade no bom
acolhimento do paciente. Entretanto, muitas vezes não se dá a atenção merecida à área,
uma das mais importantes também para controle de infecções e redução de custos
De acordo com a última edição do manual
para lavanderias hospitalares, publicado pela
Anvisa em 2007 sob o título de “Processamento de Roupas de Serviços de Saúde: Prevenção e Controle de Riscos”, as roupas utilizadas nos serviços de saúde incluem uma ampla gama de artigos: lençóis, fronhas, cobertores, toalhas, colchas, cortinas, roupas de
pacientes, fraldas, compressas, campos cirúrgicos, máscaras, propés, aventais, gorros,
entre outros. Por esta complexidade, um dos
principais problemas na área tem sido a gestão das peças.
Para a consultora Ediza Santos, via de
regra, o momento em que se atenta para a
gestão de enxoval é especialmente quando
ele falta. Habitualmente “apaga-se o incêndio” com decisões imediatistas, o que não
elimina o foco do problema. A profissional
destaca que o enxoval é um dos mais impor-
Quarto do andar vip do
Hospital 9 de Julho, em SP
6
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
tantes pilares no que tange à qualidade. Entretanto, o cenário que se encontra neste
mercado atualmente é composto por diversas falhas na gestão dos artigos e das variáveis a que ele é obrigatoriamente submetido
diariamente.
Falando em números, uma empresa do
ramo hospitalar ou hoteleiro de médio a grande porte, investe ao ano de R$ 400.000,00 a
R$ 1.000.000,00 nesta área, números bem
ENXOVAL E UNIFORMES
JAN-FEV/11
Linha de produtos de
enxoval da empresa
Kza Menta
relevantes. Entretanto, na rotina operacional
é desconsiderado o fato de que o enxoval é o
patrimônio mais volátil da organização.
Na rotina diária temos pelo menos seis
profissionais que manuseiam, da peça limpa
para reposição nas rouparias até sua higienização. A administração normalmente é responsável pelo controle, manutenção e preservação do patrimônio.
“No que tange ao enxoval, esse controle
é atribuído ao departamento de governança
ou hospitalidade. Qual a reação de quem encontra um eletroeletrônico danificado? Comunicar imediatamente ao responsável direto
para as medidas cabíveis: reposição, responsabilização pela perda, cobrança em alguns
casos, enfim, toda uma reação ocorre diante
do prejuízo. Repito a pergunta para o caso de
se encontrar um lençol rasgado: que atitude
é tomada? Normalmente é deixado junto com
as demais roupas sujas e o dano só é verificado quando os artigos retornam para o uso,
descreve Ediza.
ESCOLHA E DIMENSIONAMENTO
A consultora aponta ainda que para o mesmo objetivo, forrar e proteger o colchão,
encontram-se diversas opções e tipos de
enxoval. Essa diversidade visa a atender à
demanda de luxo, glamour e conforto de
que os clientes precisam e merecem. “Totalmente de algodão, misto (poliéster e algodão), acetinado, 100% poliéster? Qual a
composição de fios na trama (variam de 120
a 1.000 fios)? Nacional ou importado? Bordar, personalizar com silkscreen, fazer aplicações que diferenciem o enxoval da concorrência? São muitas as escolhas”, detalhe Ediza. A escolha do produto certo ao
perfil de operação visa a atender outras necessidades. Como todo patrimônio, a durabilidade é uma questão de suma importância para o gestor do negócio. Uma televisão, por exemplo, tem a durabilidade que
os avanços tecnológicos podem oferecer,
salvo raras exceções ou imprevistos (acidentes), para não oferecer ao paciente algo
ultrapassado.
VIDA ÚTIL
roupa (artesanal, industrial).
• Produtos químicos: fornecedores, suPara Ediza, a durabilidade na gestão de enxoval
porte técnico, forma de dosagem.
tem sido um bicho-de-sete cabeças, motivo de
• Processamento: segregação da roupa,
infindáveis discussões a respeito, fundamentatitulação de processos (análise da água e “reda muitas vezes em “achismos”. No que tange
ceita de lavagem” da higienização); acabamento
a vida útil do enxoval, uma série de variáveis
e embalagem; identificação das roupas fora de
influenciam diretamente no resultado, o que inuso; controle x contagem x registro.
viabiliza a determinação da durabilidade útil de
Ediza conclui lembrando da complexidauma peça. Entretanto, pode-se manter as variáveis dentro de um padrão de controle, uma
de do tema e relevância de manter estrito controle sobre o patrimônio que é o enxoval. “O
“margem segura”. Vale ressaltar algumas das
variáveis que servem
processo de gestão nesta
área objetiva a manter
como termômetro para
Desde a assistência
cada uma das variáveis
estimativa de vida útil:
a pacientes em
• Compra: produtos
sob controle, as quais
possuem uma série de fae concorrência; preço x
isolamento, até a
qualidade, composição
tores a considerar, analirealização de cirurgias
sar, testar e implementar.
do tecido;
• Personalização:
processo demanda
complexas, a utilização Este
pesquisa, tempo, treinaforma de identificação,
de roupas em perfeito
mento da mão-de-obra,
aplicações e detalhes;
• Manutenção: prodas roestado de conservação acompanhamento
tinas, interlocução com
cesso de desengome e
armazenagem da roupa
demais setores envolvidos
é essencial para
inclusão de institutos
nova; testes de fibra, reprevenir a contaminação edeapesquisa
como suporsistência.
• Dimensionamento:
te”, finaliza.
quantidade de par de estoque disponível por
ROUP
ARIA CIRÚRGICA E DESCARTÁVEL
quarto; inventários periódicos; gestão de desROUPARIA
Para as especialistas Adélia Aparecida Marcarte (baixas) e reposição mensal; tempo de
çal dos Santos e Eni Rosa Aires Borba Mesiauso da peça e sua forma de mensuração;
acondicionamento e gestão da utilização (rono, que integravam a Unidade de Controle de
Infecção em Serviços de Saúde da Anvisa, é
tatividade); manuseio adequado (acondicionanecessária importante atenção quanto à esmento copas, carrinhos), produtos químicos
terilização. Apesar de ser discutível a necesutilizados no ambiente a que se expõe.
• Integração com a lavanderia: aspectos
sidade de roupas estéreis nos berçários, o
processo pode ser indicado na tentativa de
logísticos; acondicionamento, carga e descarminimizar surtos de infecções relacionados à
ga, transporte; formas de processamento da
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
7
ENXOVAL E UNIFORMES
contaminação das roupas. Nestes casos, a esterilização das peças é conseguida através de
autoclavagem a vapor, por exemplo. As especialistas ressaltam a importância de se observar a presença de resíduos químicos, matéria
orgânica ou corpos estranhos compromete o
processo de esterilização.
No artigo “A Lavanderia e o Controle de
Infecções Hospitalares” (veja links de interesse no final desta reportagem), as profissionais
detalham a necessidade da padronização de
peças descartáveis para uso hospitalar, para
os quais não se deve considerar não apenas
o custo, mas também a qualidade da matériaprima empregada, o tipo de população assistida, o número de clientes e a capacidade do
hospital em manter um estoque regular destes materiais. As toalhas de papel são um dos
itens descartáveis mais importantes em um
hospital e nunca podem faltar, pois são imprescindíveis para a realização da principal
ação de controle das infecções hospitalares:
a higienização das mãos.
Em diversos tipos de procedimentos, desde a assistência a pacientes em isolamento,
até realização de cirurgias complexas, a utilização de roupas em perfeito estado de conservação é essencial para prevenir a conta-
JAN-FEV/11
minação dos doentes e profissionais. Nestes
casos, quando o desgaste da lavagem impossibilita a reutilização das peças com absoluta
segurança, o uso de roupas descartáveis é o
mais indicado. Nos serviços de urgência e
trauma, os lençóis descartáveis têm se mostrado recurso eficaz na redução de custos de
mão-de-obra e com produtos para lavanderia, além de contribuírem para agilizar o atendimento. Artigos como máscaras, gorros, propés, compressas e fraldas podem ser tão frágeis que ficam esgarçados e furados, sem
condições de uso, após poucos ciclos de lavagem, tornando o uso de descartáveis mais
econômico e seguro.
Adélia e Eni indicam ainda que a disponibilidade, em escala industrial, de campos
cirúrgicos, capotes, uniformes e outras peças descartáveis vem reduzindo de forma
significativa o custo destes artigos, possibilitando o seu uso mais freqüente.
ENXO
VAL DIFERENCIADO
ENXOV
Em São Paulo, o Hospital 9 de Julho conta
com uma ala “vip”, a Unic, inaugurada com o
objetivo de oferecer um atendimento especial.
O espaço busca corresponder ao mesmo conforto oferecido em um hotel. Ao todo, são 11
quartos, sendo 8 apartamentos e 3 suítes, com
serviços como:
• jornais e revistas diários de acordo com
a preferência do cliente;
• serviços de mordomo e concierge: assim que o cliente chega ele vai direto para o
Unic onde é feito no quarto o check in personalizado, recebe a visita do concierge
para entrevistá-lo sobre suas preferências
e aciona o mordomo para desfazer as malas do paciente e acompanhante e arrumálas nos armários;
• serviços de estética (mediante liberação médica);
• automação nas suites: ar condicionado, iluminação, DVD, ipod e músicas e
filmes personalizados;
• sala VIP para acompanhantes com serviço gratuito de mordomo e alimentação e
bebidas, revistas e Internet wireless;
Na linha de enxoval da
fornecedora Sabie, estão
protetores e lençol (travessa)
para transferência de pacientes
8
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
ENXOVAL E UNIFORMES
JAN-FEV/11
• frigobar gratuito no quarto para paciente e acompanhante;
Nesta ala, os pacientes têm à disposição
enxovais de cama, mesa e banho diferenciados, menu de travesseiros e de amenidades.
“No Unic, o enxoval é exclusivo pois utiliza
tecidos sofisticados com maior número de fios
por cm, o que oferece sensação de conforto
e suavidade. O cliente também pode escolher
o menu de travesseiros de acordo com o que
mais lhe agrada: ao todo são 5 opções. A vantagem é de oferecer o que o paciente está
acostumado em casa, o que tornará mais confortável sua estadia”, explica Veridiana Corrêa, gerente de Hotelaria da unidade.
Ela destaca que, apesar do investimento
ser um pouco maior que o padrão, o diferencial competitivo faz toda a diferença. “Todos
os lençóis (paciente e acompanhante) são de
350 fios de fibras longas. Já os artigos de banho, em algodão egípcio, têm tamanho diferenciado. A colcha e o porta-travesseiros são
de piquet matelassê que oferece uma apresentação diferenciada a qual se aproxima da
apresentação hoteleira. A roupa do acompanhante é cuidadosamente embalada em sacos de organza de seda com fita personalizada”, completa.
DURANTE A ROTINA
O percurso e a higienização adequada das
peças são também outra preocupação das
entidades.
A gerente de Hotelaria detalha que, apesar da entidade ter optado por uma lavanderia terceirizada, esta segue um controle conforme preconizado pelos órgãos reguladores.”
O Controle de Infecção Hospitalar do H9J faz
visitas periódicas à lavanderia para assegurar o cumprimento das rotinas. Temos ainda
um rigoroso controle diário por peças e por
peso e estamos avaliando a viabilidade de
implantação de outros”, diz.
FORNECEDORES
Entre os parceiros do H9J está a empresa Kza
Menta que tem diversos produtos em sua linha de itens, tais como travesseiros, edredons
impermeáveis, lençóis, cobertores, roupões,
etc. A fornecedora oferece a possibilidade de
personalização e customização de pesos e
gramaturas para uso específico. Os produtos,
que atendem a critérios rigorosos de assepsia, são elaborados em material antialérgico,
leve e ultrarresistente. Proporcionam ainda
ótimo custo-benefício em relação à lavagem
e manutenção.
Além da parte de cama e banho, a Kza
Menta tem uma linha especial de aventais,
camisolas e pijamas para pacientes, e aventais para os profissionais.
Destaque para os modelos de camisolas
e pijamas de pacientes que podem ser confeccionados em diversos tecidos e cores, bem
como personalizados com bordados, etiquetas em jacquard e silkscreen. Também disponíveis em tecidos estampados.
Outra linha de enxoval presente na ala
vip do hospital é a Casa Moysés, da empreMartan. Entre os produtos desta marsa M. Martan
ca, são comercializadas toalhas em tecido
600 gramas, 100% algodão egípcio.
LINKS DE INTERESSE
• Artigo “A Lavanderia e o Controle de
Infecções Hospitalares”
www.anvisa.gov.br/divulga/sentinelas/lav
anderia.doc
• Artigo “Gestão de Enxoval: Uma
Necessidade Latente”
www.cathonegocios.com.br/cn/profile/
file .htm?caseId=6097
Mais informações pelo código 36377
SER
VIÇO - Contato das empresas
SERVIÇO
• Kza Menta - (19) 3468-7578
www.casamenta.com.br
Mais informações pelo código 36293
• M. Martan - (19) 2102-2200
[email protected]
www.mmartan.com.br
Mais informações pelo código 36294
• Ediza dos Santos/Artha Coaching
(21) 3079-0084
[email protected]
arthaassessoria.blogspot.com
MAIS FORNECEDORES DA ÁREA
• Sabie: A empresa oferece uma linha
completa de uniformes e materiais para
centro cirúrgico e dependências técnicas
como aventais, calças, camisolas, campo
cirúrgico fenestrado, capa de comadre,
capa de papagaio, capa de hemodiálise,
faixa de restrição, fronha de maio, gorros,
luvas para banho, máscaras cirúrgicas,
paninho higiênico, pano de biombo, perneiras, pijamas, propés em malha com solado de lona, punho cirúrgico, sacos de
hamper, lençóis de transferência.
Um dos destaques da empresa é a linha
MIP, que conta com protetor de enxoval
e lençol para transferência de paciente.
Os produtos ajudam a evitar formação
de úlceras de pressão.
A Travessa MIP, que proporciona a locomoção de pessoas acamadas de forma
segura e com o máximo de conforto, possui uma tecnologia diferenciada de
deslizamento que evita o aquecimento da
pele, bem como o aparecimento de lesões. Tal solução reduz ainda em até 62%
o esforço físico da equipe de enfermagem. Já o Protetor de Enxoval minimiza
a contaminação dos jogos de lençóis e,
consequentemente, sua troca excessiva.
Possui camada impermeável e secagem
ultrarrápida, com absorção de até 2 litros por m2.
Sabie - (11) 2069-3500
[email protected] - www.sabie.com.br
• Berkeley: Colchonetes, colchões, almofadas e travesseiros em espuma
viscoelastica estão na linha de produtos
da empresa.”Nossa principal característica é desenvolver itens de conforto sob
encomenda, para satisfazer as necessidades dos usuários”, destaca Wilson
Yamasaki, diretor da companhia. Os produtos desenvolvidos pela empresa auxiliam a reduzir a formação de escaras. “A
espuma viscoelástica vem substituindo
as espumas tipo ‘caixas de ovo’ no segmento hospitalar”, finaliza.
Berkeley - (1
1) 3722-1966
(11)
[email protected]
www.berkeleytec.com.br
Mais informações pelo código 36295
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
9
ESPECIAL REABILITAÇÃO
JAN-FEV/11
Equipamento para
reforço muscular
A empresa Power Plate, representada no Brasil pela
Technogym, lançou recentemente um equipamento que
trabalha a tonificação muscular por meio de vibração. Este
conceito de fortalecimento muscular e ósseo por meio de
estímulos de vibração foi desenvolvido na década de 70 por
cientistas russos para a reabilitação dos astronautas que
passavam longos períodos em ambientes sem gravidade e
também para mantê-los até quatro vezes mais tempo no
espaço. O modelo Pro6 oferece diversos benefícios, tais
como a melhora da circulação sanguínea até os mais
variados resultados mensuráveis, tais como: aumento da
força, resistência e flexibilidade muscular, melhor amplitude
articular, aumento da densidade óssea, alívio da dor e
sensibilidade e recuperação mais rápida. Conta com
tecnologia Pro-motion, que transfere a vibração através de
cabos de alta resistência Vectran, para os músculos dos
membros superiores.
Reabilitação
especializada
Em São Paulo, clínica foca atividades em
fisioterapia oncológica
Com o objetivo de contribuir de forma global, o
Centro Especializado em Fisioterapia
Oncológica (CEFO), localizado em Higienópolis,
na capital paulista, trabalha a retomada da
autoestima e da qualidade de vida do doente.
O trabalho segue os conceitos da Fisioterapia
Oncológica, especialidade que tem o papel
fundamental no tratamento e recuperação do
paciente, do pré ao pós-operatório, assim como
durante as seções de quimioterapia e
radioterapia. Mesmo assim, sua importância na
luta contra a doença ainda não vem sendo
muito difundida no País. Foi pensando em
suprir esta carência, que as fisioterapeutas
Marília Belmonte e Ana Carolina Gomes
Agostinho criaram o CEFO.
Todas as atividades visam a devolver a
qualidade de vida a pacientes com edemas,
linfedemas, incontinência urinária, reabilitação
pós-cirurgia de mama e pulmonar e
condicionamento físico durante e após a
quimioterapia. As profissionais destacam que a
Fisioterapia Oncológica contribui para o
tratamento de todos os tipos de câncer. Mas “o
paciente só procura um especialists se tiver a
indicação de seu médico de confiança.
Felizmente, eles já estão atentos à importância
da especialidade”, destacam.
Na Fisioterapia Oncológica o tratamento não
visa apenas ao órgão afetado pela doença, mas
com a sua repercussão em todo o organismo.
“Sua principal meta é mostrar ao paciente a
necessidade da retomada de suas atividades
diárias e possibilitar condições para isso”,
explica Ana Carolina.
Para as fisioterapeutas, o ponto-chave para o
sucesso reside o comprometimento do paciente
com programa fisioterapêutico. “Em muitos
casos, o doente também precisa seguir
algumas instruções e fazer atividades em casa,
para que o tratamento seja completo e mais
efetivo”, conclui Marília. Mais informações
podem ser obtidas pelo site www.cefosp.com.br
ou pelo telefone (11) 2337-3726.
VEJA A SEGUIR PRODUTOS P
ARA ÁREA
PARA
AÇÃO
DE REABILIT
REABILITAÇÃO
10
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
Technogym/Power Plate - (21) 2540-6633
[email protected]
www.technogym.com.br
Mais informações pelo código 36296
Cadeira de rodas
A Ortomix tem em sua linha o
modelo Standard Hospitalar, com
estrutura em alumínio
aeronáutico, braços bilaterais
escamoteáveis, pedais com apoio
de pé elevável e ajustável na
altura. Inclui estofamento
acolchoado revestido em courvin
e acabamento em pintura
eletrostática. Possui suporte para
soro removível e ajustável, e
apoio de panturrilha.
Ortomix - (62) 3283-5600
[email protected]
www.ortomix.com.br
Mais informações pelo código 36297
ESPECIAL REABILITAÇÃO
JAN-FEV/11
Soluções para fisioterapia
e reabilitação física
Com um mix de produtos composto por itens para
eletroterapia, termoterapia, hidroterapia, mecanoterapia,
avaliação física e mobilização, a Carci apresentou
recentemente ao mercado o Balance Disc, um produto que
pode ser utilizado em treinos para transferência de peso e
equilíbrio em atividades esportivas e de reabilitação física para
adultos e crianças. “Em contato com a superfície texturizada
as plantas dos pés são estimuladas de forma prática”, explica
o diretor da Carci, Orlando de Carvalho. O modelo também é
recomendado para exercícios de propriocepção, equilíbrio,
fortalecimento muscular e até mesmo como almofada,
estimulando a correção postural sentado. “Quando utilizado, o
Balance Disc promove a geração de instabilidade por ser
inflável. Desta forma o usuário é submetido a uma situação
onde a busca pelo equilíbrio corporal é constante,
possibilitando um treino preciso”, orienta Carvalho.
Outro destaque da empresa são muletas canadenses
ergonômicas, das linhas Opticomfort, Ergotech e Tripod. Esta
última oferece maior equilíbrio, por contar com um dispositico
de três pontas. As versões Ergotech têm apoio de antebraço
ajustável. Já as muletas Opticomfort destacam-se pela
proteção especial para maior conforto do antebraço.
Carci - (11) 3346-2100
[email protected] - www.carci.com.br
Mais informações pelo código 36299
Literatura técnica
Livro "retrata" história do home care no Brasil
Quem são e como vivem os pacientes atendidos pelo
tratamento domiciliar no Brasil? Como conseguir acesso ao sistema? Como as famílias lidam com as necessidades de medicamentos, equipamentos médicos e
adaptações na casa? Esses questionamentos foram o
ponto de partida para o livro do fotógrafo André François: “De volta para casa – Um documentário sobre o
tratamento domiciliar no Brasil”. O profissional atua na
área de saúde desde 2005, e percorreu mais de 20 mil
quilômetros, nas cinco regiões, em busca de famílias
que recebiam esse tratamento médico e de profissionais de saúde que se dedicam diariamente a atender e
cuidar desses pacientes. Editada pela OSCIP ImageMagica, com patrocínio do VitalAire – Air Liquide, a obra
pretende, em delicadas imagens e depoimentos emocionantes, incentivar o debate sobre os benefícios que a
proximidade com a família pode trazer para a recuperação ou o bem-estar do paciente e mostrar as dificuldades para conseguir acesso ao tratamento domiciliar.
Oscip ImageMagica - (11) 2577-9902
[email protected]
www.imagemagica.org
Mais informações pelo código 36300
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
11
MEIO HOSPITALAR
JAN-FEV/11
Perspectiva do novo
complexo da Fundação
Pro Rim, em SC
EM EXPANSÃO
Novos projetos ratificam intensos investimentos no
setor para atender alta demanda
Por todo o País, novos investimentos na área
mostram a aposta de grupos e de instituições
na intensa demanda de serviços de alta e média complexidade, entre outros.
É o caso, do Hospital Santa Isabel II (HSI
II), na capital paulista, inaugurado recentemente no bairro de Higienópolis. O empreendimento dispõe de 103 leitos para internação, 18 de
UTI, 9 salas cirúrgicas e um serviço completo
de apoio diagnóstico, que inclui hemodinâmica. “Na nova unidade os quartos estão equipados com móveis de primeira linha e equipamentos médicos dos mais modernos existentes no mercado, o que permite a agilidade de
todos os procedimentos para que o cliente saia
do hospital com tratamento definido”, diz o
médico Carlos Alberto Ferreira Pinto, diretor
da instituição. “Nossa nova unidade oferece
ainda médico diarista 24 horas para as alas
de internação, o que garante agilidade e pronto-atendimento”, completa.
O Santa Isabel II, que pertence ao complexo da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, apresenta espaços
destinados exclusivamente ao bem-estar do
profissional da área de saúde. “Academia, piscina, serviço de buffet, geladeira, microcomputadores com acesso à Internet, sala exclusiva com sofá e TV fazem parte da estrutura”,
diz Carlos.
“Agilizar o atendimento e facilitar o tratamento com vários serviços de apoio diagnóstico estão entre nossas prioridades. A tecnologia de ponta é o principal destaque. Fizemos parcerias com empresas multinacionais
de renome que permitiram ao HSI II receber
o que existe de mais moderno no mercado”,
completa.
Outro entidade-referência em São Paulo, o São Camilo também ampliou recentemente sua unidade no bairro da Pompéia
com a inauguração de uma nova UTI coronariana. “O espaço foi projetado para a linha de cuidados em dor torácica, angina
instável e infarto agudo do miocárdio”, diz
Carlos Dias, coordenador médico da unidade. “Estes pacientes se caracterizam por
12
apresentar alto risco, porém com baixo
comprometimento das funções vitais, o que
significa que, embora não se sintam gravemente doentes, precisam de uma estrutura
que esteja de acordo com sua demanda de
privacidade, contato com os familiares e comunicação e conhecimento do meio externo”, complementa. Carlos garante que, por
meio de um ambiente mais acolhedor, podese diminuir a sensação de uma hospitalização tradicional, sem perder o foco do controle e segurança de uma UTI.
A entidade, que conta com 42 leitos na
UTI, sendo 11 destinados especialmente a
doentes cardiológicos, investiu 1 milhão de
reais. Os quartos tem filtragem de ar de primeira qualidade e equipamentos de alta tecnologia. Além disso, o espaço atende a pessoas com mobilidade reduzida e pacientes
obeso, com banheiros adaptados e barras
para auxiliar na segurança. Os doentes são
monitorados e recebem cuidados intensivos
continuadamente, mas podem ficar com seus
familiares, usar telefone e Internet como em
um quarto privativo. A nova unidade também
absorve toda a experiência do Hospital São
Camilo em qualidade e gestão de risco, com
profissionais capacitados e treinados, protocolos definidos, sistemas de alertas, gerenciamento dos resultados, tudo comprovado por metodologias reconhecidas de
acreditação, tanto nos padrões nacionais
quanto internacionais.
Jair Cremonin Jr, diretor médico do
Hospital São Camilo Pompéia, afirma que
a nova UTI coronariana foi desenhada
como se fosse uma suíte de hotel, mas com
a total segurança e monitoração dos sinais vitais em terapia intensiva, com parque tecnológico moderno e dimensionado
para qualquer necessidade do cliente.
Sobre as principais inovações tecnológicas e aspectos de automação da nova UTI
coronariana do São Camilo o coordenador
médico Carlos Dias destaca alguns elementos. A aquisição dos dados é realizada com
monitores Ultraview SL2800 e a central Ul-
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
traview SL 3800 da empresa Spacelabs, que
disponibilizam as informações com segurança, em rede, para profissionais autorizados. O ambiente possui sistema totalmente informatizado de prontuário, solicitação
e visualização de exames, prescrição e controle de medicamentos. A central de monitoração fica em um posto de enfermagem
que garante a continuidade do acompanhamento dos sinais vitais mesmo sem um profissional no quarto. (confira no final desta
reportagens outros parceiros das instituições citadas).
Em SC
Com projeto arquitetônico do escritório gaúcho Santini e Rocha Arquitetos, a Fundação Pró Rim, em SC, projeta inaugurar em
2012 o novo Complexo Hospitalar Vida
Center, que contará com um hospital e um
prédio de consultórios. O empreendimento terá 8 mil m 2 em cinco andares e contará com 160 leitos, dos quais 30 serão de
UTI. Um centro de hemodiálise com 25
posições de tratamento e um moderno
centro de imagem e serviço de hemodinâmica completam o projeto. Além disso, o
setor cirúrgico da unidade terá oito salas
de operação e transplante de órgãos. O
novo hospital também realizará cirurgias
cardíacas. “Além da qualidade nos serviços médico-hospitalares, serão gerados
1.200 empregos. Os investimentos giram
em torno de R$ 75 milhões”, comenta o
médico Marcos Alexandre Vieira, diretor
clínico da Fundação Pró-Rim.
A questão da sustentabilidade é um dos
temas mais importantes. “Será um dos grandes diferenciais do nosso novo projeto”, afirma o arquiteto Cícero Santini, do escritório
responsável pela obra. “Vamos trabalhar com
processos como a reutilização da água, coberturas verdes, iluminação natural e gestão
de resíduos na obra no prédio”, comenta Santini. “São iniciativas que caracterizam uma
nova maneira de construir sem agredir a natureza”, completa.
MEIO HOSPITALAR
JAN-FEV/11
TINTAS PARA HOSPITAIS
Um dos principais cuidados na construção dos estabelecimentos de saúde
reside na qualidade das tintas utilizadas nesses ambientes. Formuladas por
compostos especiais que intensificam os cuidados com a higiene e a limpeza desses espaços, evitam a proliferação de microorganismos.
Nesta área, há empresas com produtos especiais, voltados exclusivamente a entidades de saúde, como é o caso da Universo
Universo. Ary Machado,
diretor comercial da companhia, aponta algumas das vantagens. “Nossa
linha, oferece um excelente perfil ecotoxicológico, ou seja, é pouco agressiva ao meio ambiente e aos seres humanos, além de ser termoestável,
resistente à ampla variação de temperatura”, diz.
Para Ary os padrões de limpeza e higiene estão cada vez mais rigorosos em ambientes que possuem alta rotatividade de pessoas. “Afinal, locais com essa característica são mais suscetíveis a contaminações e necessitam de tecnologias especiais que reduzam o aparecimento de microrganismos e garantam um ambiente mais saudável”, completa.
A linha Tintas Higiênicas Universo é desenvolvida através de uma composição de cloreto de prata em dióxido de titânio. Uma das teorias do
modo de ação do complexo de titânio com a prata é que se forma um
campo eletromagnético que repele os microrganismos da superfície devido à diferença eletrostática entre a molécula e a parede celular. A liberação gradual de íons de prata desnatura as proteínas e a membrana celular
dos microrganismos, impedindo a sua divisão. Esta proteção está no filme
da tinta e trabalha ativamente durante sua vida útil.
“Para os hospitais a vantagem é ter uma tinta que atua diretamente
contra as três principais bactérias responsáveis pela infecção hospitalar.
Para os pacientes a vantagem é um ambiente mais saudável. A eficiência e
eficácia do produto nos levou a tomar a decisão de colocá-lo também para
a venda no balcão das lojas, para que as pessoas possam utilizar em suas
casas, escritórios, bares e restaurantes, salas de aulas e quartos de recém-nascidos”, completa o diretor da Universo.
A empresa Sherwin-Williams também oferece tintas especiais para o
setor de saúde e já teve seus produtos utilizados em entidades renomadas
como o Hospital Albert Einstein, Samaritano, Sírio-Libanês e São Camilo
Pompéia, entre outros na cidade de São Paulo.
“O setor hospitalar está suscetível a uma grande concentração de fungos e bactérias que podem afetar o estado de saúde de um paciente. O
diferencial da Linha Hospitalar da Sherwin-Williams é conter em sua fórmula um agente antimicrobiano que minimiza a proliferação dos microor-
ganismos” diz Patrícia Fecci, gerente de produtos da
Sherwin-Williams.
Patrícia afirma que uma das principais vantagens da
linha de tintas da companhia é diminuir significativamente o tempo de interdição das áreas sob manutenção. “Pintar as paredes de um hospital requer certa agilidade e
praticidade, já que os pacientes não podem ser retirados
do local. A Linha Hospitalar da Sherwin Williams oferece
tais facilidades, além de secagem em apenas três horas.
Esses produtos são à base d’água e não têm cheiro”, finaliza Patrícia.
CONT
ATOS
CONTA
• Sherwin Williams - (11) 2137-5000
[email protected]
www.sherwinwilliams.com.br
Mais informações pelo código 36301
• Universo - (11) 4071-1655
[email protected] - www.universotintas.com.br
Mais informações pelo código 36302
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
13
MEIO HOSPITALAR
JAN-FEV/11
PARCEIROS DAS INSTITUIÇÕES
Hospital-Design
Simples, funcional, estilizado e além do imaginado para o setor de saúde
O Cleveland Clinic Lou Ruvo Center, em
Las Vegas, no estado norte-americano de
Nevada, é um centro de pesquisa, ensino
e tratamento de saúde neurológica, cujo
projeto do arquiteto Frank Gehry (um dos
mais renomados arquitetos da atualidade,
com escritório em diversos paises), ilustra
a união entre o design e a funcionalidade
para estabelecimentos de saúde. Espaços
de pesquisa, ambientes para exibição de
imagens neurológicas, biblioteca de referência, clínicas e um anexo para exposições e eventos que comporta até 450 pessoas fazem parte do projeto.
Tanto as instalações de atendimento,
quanto as de pesquisa e ensino estão em
um conjunto de quatro andares, todos articulados como uma série de deslocamentos em blocos retangulares e construído
em alvenaria e vidro.
Planejado especialmente para a saúde, o prédio tem espaços com entradas independentes cada tipo de público. Um dos
exemplos é a área de reuniões e eventos.
Os investimentos na construção ultrapassaram US$ 100 milhões. De uma forma geral, as alas são conectadas por um
pátio aberto, localizado no extremo norte
do edifício. Os dois espaços são radicalmente diferentes mas unidos pela forma
coesa do conjunto. A clínica abriga consultórios médicos, salas de paciente e
espaço de pesquisa, é racional. Ela assume uma geometria convencional, retilínea.
Em contrapartida, o espaço de eventos é
um crescente volume escultural escondido por um telhado de aço inoxidável de
Gehry. Concebida como um espaço para
encontros, o local pode ser alugado para
festas, casamentos e ocasiões especiais
com os lucros sendo revertidos para financiar as pesquisas do centro.
Mais informações podem ser obtidas no
site do escritório do arquiteto
www.gehrytechnologies.com
Projeto
Entretanto, o que mais se destaca no empreendimento é a construção, a qual parece
remeter ao “surreal”. As paredes e tetos em
curvas ondulantes parecem desmoronar
sobre o visitante. Nesse espaço fica a área
de eventos e sua área de apoio, que conta
com uma cozinha e outras dependências.
As formas do Lou Ruvo Center foram inspiradas no cérebro humano.
De acordo com informações da imprensa local durante a inauguração, Gehry
só aceitou fazer o projeto do edifício depois de descobrir que ele tinha um vínculo com o fundador da clínica, Larry Ruvo:
ambos tiveram perdas pessoais devido à
doenças cerebrais degenerativas. Ruvo
perdeu o pai por agravos da doença de
Alzheimer e o arquiteto perdeu a esposa
devido à doença de Huntington.
14
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
• Santini e Rocha Arquitetos: com mais
de 30 anos no desenvolvimento de
projetos em diversas áreas de planejamento, o escritório sediado em Porto
Alegre, RS, possui ampla experiência no
segmento de saúde.
Informações:: (51) 3332-6911
[email protected]
www.athcsm4.com.br
Mais informações pelo código 36303
• Phillips
Phillips: na Divisão de Healthcare da
empresa estão itens como aparelhos de
raios-X, ressonância, tomografia e
ultrassom. Contatos: (11) 2125-0600
[email protected]
www.healthcare.philips.com/br
Mais informações pelo código 36304
• Stryker: possui em sua linha produtos
de mobiliário, como camas hospitalares,
infantis, macas e mesas cirúrgicas.
Contato: (11) 5189-2500
[email protected]br - www.stryker.com.br
Mais informações pelo código 36305
• Bone Surgical: fundada em 2001, a
distribuidora oferece produtos como
próteses de joelho, quadril e itens para
medicina esportiva.
Informações: (11) 5904-0215
www.bonesurgical.com.br
Mais informações pelo código 36306
• H. Strattner: na linha de itens distribuídos pela empresa estão lavadoras
ultrassônicas de instrumentais. Contatos: (11) 2185-2300 - [email protected]
www.strattner.com.br
Mais informações pelo código 36307
• Drager: Equipamentos para ventilação
mecânica, estações de anestesia e para
monitoração médica são soluções
fornecidas pela empresa. (11) 4689-4900
[email protected] - www.drager.com.br
Mais informações pelo código 36308
• Spacelabs: é especializada na área de
monitoração. No Brasil, a empresa For
Medical distribui os equipamentos da
marca. Fone: (19) 3738-9600
[email protected]
www.formedical.com.br
Mais informações pelo código 36309
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36310
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
15
ATUALIDADES
JAN-FEV/11
Recomendações para
CIRURGIA SEGURA
Dario Vianna Birolini, do HC-FMUSP
De acordo com a Organização Mundial
de Saúde (OMS) cerca de 234 milhões de pacientes passam por cirurgias anualmente em
todo o mundo. Com o objetivo de melhorar as
condições de segurança que envolvem os processos, a própria OMS lançou uma série de
recomendações para serem aplicadas, com a
intenção de aumentar a segurança dos pacientes e garantir o sucesso das intervenções.
Dário Vianna Birolini, cirurgião geral e do
aparelho digestivo do Hospital das Clínicas de
São Paulo e professor da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) apoia as diretrizes sugeridas pela OMS e aponta um crescente aumento da importância das questões de segurança nos processos cirúrgicos “Os hospitais
estão tendo que se adaptar a uma nova realidade por exigência do mercado. Surgiram as
acreditações que, ao enfatizar medidas que
visam o aumento da qualidade em suas práticas, também acabam elevando o nível de segurança”, diz. “Mas em alguns países, principalmente na Europa, vem surgindo um foco
ainda mais exclusivo. Para se ter uma ideia,
16
algumas instituições reservam até 25% do seu
investimento para esta área. A principal mudança para a implementação dessas medidas
é a valorização e o apoio pela direção dos
hospitais. Somente assim será dada a devida
atenção ao tema”, comenta Birolini.
O HC-FMUSP foi um dos primeiros no Brasil a adotar as recomendações sobre segurança cirúrgica da OMS. Birolini indica dez
pontos de destaque sugeridos pela Organização:
01. A equipe realizará a intervenção no paciente correto no local correto.
02. Utilizará métodos conhecidos para prevenir
danos relacionados à administração de anestésicos, enquanto protegem o paciente da dor.
03. O time de profissionais reconhecerá e estará efetivamente preparado para situações
com risco de morte relacionadas à perda
da via aérea ou de função respiratória.
04. A equipe reconhecerá e estará efetivamente preparada para o risco de grande sangramento.
05. Evitará induzir reações medicamentosas
adversas ou alérgicas, para as quais o paciente sabe ter risco.
06.Todos empregarão métodos conhecidos
para minimizar o risco de infecções no sítio cirúrgico.
07. O time irá se prevenir quanto à retenção
inadvertida de instrumental médico nas feridas cirúrgicas.
08. Identificará de forma adequada os espécimes cirúrgicos.
09. A equipe deverá se comunicar de forma
efetiva e trocará informações críticas para
a condução segura da cirurgia.
10. Os hospitais e serviços públicos estabelecerão a rotina de fiscalizar dados sobre
o seu movimento cirúrgico e resultados.
O especialista do Hospital das Clínicas elaborou uma série de procedimentos para treinar e adaptar médicos e funcionários da entidade quanto às novas normas. “Os profissionais da instituição ligados diretamente ao centro cirúrgico e às clínicas cirúrgicas foram informados sobre as mudanças que estão em
curso, por meio de impressos, da intranet, de
palestras e workshops”, afirma o cirurgião.
“Seus líderes foram treinados para que pudessem passar informações e acompanhar o
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
desenvolvimento das ações”, completa.
Outro hospital brasileiro que adotou as indicações sobre cirurgia segura da OMS foi o
São Vicente de Paulo, no Rio de Janeiro. “As
principais recomendações são providências
para evitar riscos desnecessários em cirurgia,
com a checagem prévia do material e equipamento a serem utilizados, necessidade de sangue e hemocomponentes e a pronta disponibilidade dos mesmos”, diz Mônica Resano,
gerente de assistência hospitalar e serviços
cirúrgicos do Hospital São Vicente de Paulo,
que destaca ainda outros procedimentos necessários realizados pelo hospital carioca em
relação às novas normas da OMS. “Há também a necessidade de terapia intensiva pósoperatória e a disponibilidade da vaga, além
do conhecimento nominal de cada integrante
da equipe médica e de enfermagem participantes do ato operatório”, completa Mônica,
que ainda chama atenção para o tempo estimado no processo cirúrgico.
“De uma forma geral, os hospitais brasileiros que adotaram essas recomendações
tiveram que desenvolver processos de treinamento para a adaptação de suas equipes
Método Time Out
Conhecida por “Time Out”, a metodologia é um instrumento de checagem que
objetiva aumentar a segurança do paciente no momento da cirurgia. O checklist
é realizado em sala cirúrgica por um enfermeiro, cirurgião ou anestesista, em três
etapas do processo operatório: antes da
indução da anestesia, antes da incisão
na pele e antes da saída do paciente da
sala cirúrgica. O profissionais certificamse do tipo de cirurgia (se é a intervenção
correta no paciente correto) e o órgão a
ser operado. Em caso de órgãos duplos,
como rins ou pulmões, fazem uma marca, com uma caneta especial, no lado correto do corpo. Na sala, checam se os instrumentos necessários estão disponíveis
e se o paciente foi posicionado da maneira correta. No fim, contam até quantos
instrumentos foram utilizados, sempre objetivando que o cirurgião não deixe algum
objeto dentro do corpo do doente.
ATUALIDADES
JAN-FEV/11
a essa nova realidade. “Os profissionais de
enfermagem são submetidos a explicações
da necessidade de fazer o check-list por
suas coordenações imediatas que supervisionam a realização e corrigem as falhas”,
analisa Mônica. Ela completa lembrando
que, em relação aos médicos, por serem
muitos, com horários variados e níveis diferentes de adesão a novas rotinas, o trabalho é mais lento. “Programamos um processo educacional com e-mails e cartazes informativos sobre o projeto ‘Cirurgia Segura
Salva Vidas’, palestras com profissionais de
outras instituições que também o estão implantando e abordagens diretas através do
coordenador médico do centro cirúrgico”,
complementa.
Para Edmundo Ferraz, chefe de cirurgia
geral do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e consultor do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
e da OMS, um dos aspectos mais importantes
das novas recomendações da OMS refere-se
à implantação deste check-list que deverá ser
seguido pela equipe profissional em três momentos: antes da anestesia, antes da incisão
e antes de deixar a sala cirúrgica. “Embora
sejam medidas simples, um estudo piloto indicou que a checagem da lista reduziu em 47%
Mônica Resano do
Hospital São
Vicente de Paula
O HC-FMUSP
elaborou uma série
de ações para
treinar a equipe de
cirurgia
tem se responsabilizado por boa parte do check
list e de algumas equipes médicas que já possuem um conhecimento maior sobre o projeto e o acham importante. O que esperamos é
TERAÇÕES
MAIS AL
aumentar a segurança de nossos pacientes
ALTERAÇÕES
cirúrgicos.
Segundo Dario Birolini, do HC-FMUSP, várias
Outra questão relevante para os hospimudanças estão em curso. “Algumas são mais
tais na adoção das novas recomendações
complexas como as adaptações para ser acrepara cirurgia segura da OMS são os produtos
ditado pela ONA e implementações como de
e as soluções tecnolóum comitê para gerengicas adquiridos por
ciamento de risco. Outras, entretanto, são “Grandes mudanças podem ser esses hospitais para
corresponder às nebastante simples, como
realizadas visando o aumento
do novo
a diferenciação da
da segurança em cirurgia com cessidades
programa. “Este é um
compressa usada para
recursos mínimos, o que não
ponto bastante inteenxugar as mãos do cirurgião, no sentido de
isenta nenhuma instituição de ressante. Quando falamos em segurança em
evitar confusões na
se esforçar para melhorar a
cirurgia, podemos
contagem final”, coimaginar a compra de
menta Birolini. “Seria segurança dos seus pacientes”
um microscópio cirúrmuito difícil demonstrar
gico mais preciso ou
em números exatos o
de um tomógrafo de última geração que imimpacto de cada mudança, mesmo por que a
pliquem em grandes investimentos financeisua aderência ainda não é de 100% e as meros. Embora tenhamos nos empenhado na imdidas têm sido simultâneas. Esperamos, é claplementação do prontuário eletrônico, a mairo, a melhoria dos resultados das nossas cioria das medidas não depende de nenhuma
rurgias e acreditamos que o passo mais imtecnologia muito avançada, e sim da criação
portante tem sido a crescente conscientizae aplicação de protocolos, processos e do treição dos profissionais envolvidos sobre a imnamento dos profissionais envolvidos”, coportância do tema. Creio que o maior impacmenta Dário.
to poderá ser aferido nas ações dos futuros
“Etiquetadoras e pulseiras de identificacirurgiões, anestesistas, enfermeiros, cada
ção são outros exemplos de recursos simples
vez mais sensibilizados para o tema”, come bastante importantes. Resumindo, grandes
pleta o cirurgião.
mudanças podem ser realizadas visando o auMonica Resano, do Hospital São Vicente,
mento da segurança em cirurgia com recurcomenta que a instituição carioca já consesos mínimos, o que não isenta nenhuma instiguiu a implantação parcial dos novos procetuição de se esforçar para melhorar a segudimentos sugeridos pela OMS. “Houve uma
rança dos seus pacientes”, completa Birolini.
grande adesão do corpo de enfermagem que
o número de óbitos e em 36% as grandes
complicações pós-operatórias”, comenta o
Edmundo.
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
17
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
I Prêmio
Iniciativa em
Gestão GSK
Unimed Fortaleza e Caixa
de Previdência e
Assistência dos Servidores
da Fundação Nacional de
Saúde são contemplados
A GSK Oncologia, divisão farmacêutica da
GlaxoSmithKline (GSK), dedicada a descobrir,
desenvolver e produzir inovações no combate ao câncer, realizou recentemente cerimônia para entrega da primeira edição do Prêmio Iniciativa em Gestão GSK, organizado em
parceria com as empresas ISPOR Brasil (International Society for Pharmacoeconomics
and Outcomes Researches), União Nacional
das Instituições de Autogestão em Saúde (Unidas), Abramge, Unimed Brasil e Sociedade
Brasileira de Medicina de Seguro (SBMS).
Os vencedores foram apresentados durante o 8o Congresso de Gestão em Saúde,
realizado pela Unidas que reuniu mais de
350 gestores, em sua maioria representantes de autogestões.
Na ocasião, a coordenadora da comissão
técnica científica, Dra. Goldete Prizskulnik, e a
vice-presidente da ISPOR Brasil, Gabriela Tannus, reforçaram a importância da iniciativa da
GlaxoSmithKline (GSK), uma empresa que
apoia a produção científica e iniciativas do
mercado em gestão de saúde.
O prêmio norteia ações que buscam otimizar os custos de hospitais. Os projetos vencedores foram a Área de Auditoria e Assistência Farmacêutica da Unimed de Fortaleza,
que recebeu o primeiro lugar com um trabalho sobre “Aplicação da ferramenta fármacoeconômica na prática de gestão e regulação
em saúde: relato de experiência”; e, em segundo lugar, a Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da Fundação Nacional
de Saúde (CAPESESP), com o trabalho “Análise das despesas médico-hospitalares nos
últimos cinco anos de vida de beneficiários
de um plano de saúde”.
CONT
ATOS
CONTA
GSK - (21) 2141-6000
www.gsk.com.br
Mais informações pelo código 36312
1
Mais informações pelo código 3631
36311
18
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36313
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
19
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Linde traz ao Brasil o primeiro analgésico
inalatório do mercado para uso hospitalar
Produto é uma mistura composta por oxigênio e óxido nitroso, indicada para
procedimentos dolorosos de curta duração
A Linde Healthcare, divisão medicinal do
Grupo Linde – organização internacional presente em mais de 100 países e posicionada
como uma das empresas líderes no setor de
saúde –, acaba de anunciar a chegada do
primeiro analgésico inalatório do mercado
brasileiro. O Livopan® é uma mistura balanceada de 50% de oxigênio com 50% de óxido
nitroso e deve ser administrado por profissionais da área médico-hospitalar, com foco em
procedimentos dolorosos ou intervenções de
curta duração. Entre eles: tratamentos de queimaduras, fraturas, punções lombares, biópsias, colonoscopia e também procedimentos estéticos, como esclerose de pequenos vasos e
retirada de corpos estranhos.
O principal objetivo do produto, oferecido em cilindros de 10 litros para tratamentos de aproximadamente 15 minutos,
é quebrar as expectativas criadas em torno da dor, aumentando seu limiar e minimizando a ansiedade e apreensão dos doen-
O produto é oferecido
em kits com máscaras
faciais descartáveis e
um circuito de fluxo
livre e constante
tes. “O uso de Livopan revela um resultado
importante no que diz respeito à experiência do paciente, já que o mesmo se mostra
eficaz em dissociar as sensações desagradáveis de procedimentos dolorosos e promover sensação de conforto e segurança
ao paciente. O alívio da dor melhora a relação médico-paciente, que prescinde de
confiança e fidelidade, e diminui o tempo
de atendimento”, diz Guilherme Cruz, Diretor de Negócios da Linde Healthcare no
Brasil, explicando que, após três minutos
do início da inalação, o medicamento começa a fazer efeito, promovendo alívio e
conforto.
O Livopan é fornecido em cilindros LIV
(Válvula Integrada Linde aprovada pela Anvisa). O kit traz também máscaras faciais descartáveis e um circuito de fluxo livre e constante. Por serem mais leves, os cilindros facilitam o manuseio, transporte e operação, podendo ser disponibilizados tanto em ambiente hospitalar como em clínicas.
CONT
ATOS
CONTA
Linde HealthCare - (21) 3216-5521
www.linde-healthcare.com.br
Mais informações pelo código 36315
Mais informações pelo código 36314
20
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
36316
Mais
informações pelo código 21
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Medtronic
compra Ardian
Mais informações pelo código 36317
A Medtronic anunciou a aquisição da Ardian, empresa que atua no desenvolvimento
de terapias com cateteres para tratar a hipertensão e doenças associadas. O valor da
compra foi de US$ 800 milhões e prevê pagamentos adicionais com base no desempenho da receita até o final do ano fiscal de
2015. A companhia já havia investido na Ardian anteriormente e possuía participação
acionária de 11,3%.
A hipertensão arterial é um problema
de saúde de escala global que afeta aproximadamente 1,2 bilhão de pessoas e está
associada ao risco de ataque cardíaco, derrame, insuficiência cardíaca, doença renal
e morte. Estima-se que seu custo anual
para o sistema de saúde no mundo é de
US$ 500 bilhões.
Com a aquisição, a Medtronic terá a oportunidade de liderar o desenvolvimento de terapias de denervação renal para o tratamento
da hipertensão não controlada. A empresa
também aumentará a atuação na área terapêutica intervencionista, complementando sua
experiência em desenho e tecnologias de cateter de ablação.
SOBRE A MEDTRONIC
A Medtronic é uma das líderes mundais em
tecnologia médica, oferecendo, há mais de
60 anos, soluções para toda a vida a pacientes que sofrem de inúmeras doenças
crônicas. Pesquisa, produz e comercializa
produtos, terapias e serviços que contribuem para a melhoria e o prolongamento da
vida das pessoas.
Desde 1997, a Medtronic está presente
no Brasil. Com sede na capital do Estado de
São Paulo, atua no fornecimento de produtos,
serviços e apoio técnico para servir aos médicos, profissionais de saúde e seus pacientes distribuídos por todo território nacional. A
companhia busca um crescimento sustentado para as áreas de atuação da engenharia
biomédica, como também em reunir pessoas
e meios que nos permitam aumentar a atuação em outras áreas, investindo constantemente nestes campos, por meio da formação
e da assimilação de novos conhecimentos.
SER
VIÇO
SERVIÇO
Medtronic - (11) 2182-9200
[email protected]
www.medtronic.com
Mais informações pelo código 36319
Mais informações pelo código 36318
22
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36320
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
23
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Unicid abre
inscrições para
Programa de
Mestrado em
Fisioterapia
Mais informações pelo código 36321
A Universidade Cidade de São Paulo (Unicid) está com inscrições abertas para a quinta
turma do Programa de Mestrado em Fisioterapia. O objetivo é capacitar profissionais para a
pesquisa, docência no ensino superior e também para produzir evidências científicas que
subsidiem a prática clínica.
Recomendado pela Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o programa foi o primeiro na área
a ser oferecido na Grande São Paulo, em 2005.
Até então, no Brasil existiam apenas três outras recomendados, um em Belo Horizonte e
dois no interior de São Paulo. Atualmente,
conta com onze docentes-pesquisadores distribuídos em duas linhas de pesquisa: Estrutura e Funções do Corpo e Atividades e Participação.
Os alunos são fisioterapeutas, educadores físicos, terapeutas ocupacionais e outros
profissionais interessados em estudar a funcionalidade e movimento, provenientes de várias partes do Brasil (Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo, Pará, dentre outros) e do
Estado de São Paulo. O mestrado tem duração de dois anos e 900 horas/aula. A coordenação é do professor Leonardo Costa, doutor
em Fisioterapia pela Universidade de Sydney
– Austrália e pesquisador nas áreas Fisioterapia Musculo-esquelética e Esportiva.
Os candidatos poderão efetuar a inscrição pelo site www.unicid.br, no Centro de
Atendimento ao Aluno (CAA) da Universidade e pelo telefone (11) 2178-1212, das 9h às
21h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 9h às 14h.
A seleção será realizada em fevereiro e
terá duas etapas: prova escrita e análise do
currículo e histórico escolar, entrevista e análise de conhecimento de língua inglesa. O resultado será divulgado no site da universidade (www.unicid.br).
SER
VIÇO
SERVIÇO
Universidade Cidade de São Paulo (Uncid)
(11) 2178-1212 - www.unicid.br
Mais informações pelo código 36323
Mais informações pelo código 36322
24
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36324
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
25
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Hospitais de SP
expandem
ações de
preservação
ambiental
Mais informações pelo código 36325
Medidas são incentivadas nos
serviços de saúde com
prêmio ‘Amigo do Meio
Ambiente’, da Secretaria de
Estado da Saúde
A preocupação com o meio ambiente está
mobilizando cada vez mais os hospitais públicos estaduais de São Paulo, que nos últimos
anos vêm expandindo suas iniciativas de sustentabilidade. Para incentivar as ações, a Secretaria de Estado da Saúde criou o prêmio
“Amigo do Meio Ambiente”, concedido no final de 2010 a 26 projetos implantados.
No Hospital das Clínicas da FMUSP, por
exemplo, um plano simples une sustentabilidade e solidariedade, além de envolver pacientes e funcionários rumo ao mesmo objetivo. Durante a Semana do Meio Ambiente, em
2010, o hospital implantou um posto para
descarte de chapas de radiografias antigas.
O material contém o metal prata, nocivo ao
meio ambiente. Houve a coleta de mais de
1,5 tonelada, que foi repassada ao Fundo
Social de Solidariedade do Estado, para venda e reciclagem.
O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto
não ficou atrás e decidiu erradicar a utilização de mercúrio líquido, meta alcançada há
dois meses. Todos os medidores de pressão
e termômetros, que continham o metal, foram
substituídos por outros digitais, mais precisos,
modernos e ecologicamente corretos. Os antigos foram descartados por uma empresa especializada, dentro das normas.
“É fundamental inserir as ações de sustentabilidade nas instituições públicas de
saúde, locais de alta concentração de pessoas, movimentação de grande quantidade
de materiais e consumo elevado de água. Por
isso incentivamos que nossas unidades utilizem os recursos naturais de forma racional, adotem políticas para banir o uso de
substâncias nocivas ao meio ambiente e estimulem a destinação de materiais para reciclagem”, afirma Ricardo Tardelli, Coordenador Estadual de Saúde.
Mais informações pelo código 36326
26
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36327
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
27
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Hospital Samaritano re
Educação Médica co
Terapia Renal no Pa cie
O Hospital Samaritano, na capital paulista, realizará o curso Educação Médica continuada em Terapia Renal do Paciente Crítico,
inaugurando o Projeto de Educação Continuada na área de Nefrologia do Instituto do Conhecimento, Ensino e Pesquisa (ICEP- HS). As
datas de realização do curso vão de 31 de
janeiro a 5 de dezembro de 2011.
O programa tem como público-alvo profissionais internos e externos envolvidos na
assistência ao paciente crítico com necessidade de suporte nefrológico. Segundo um dos
coordenadores do curso, o nefrologista do
Hospital Samaritano Dr. Eduardo Cantoni Rosa,
atualmente é crescente o papel do Nefrologista na Terapia Intensiva, seja como membro
de equipe ou como avaliador externo, sendo
Mais informações pelo código 36328
Mais informações pelo código 36329
28
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
NOTÍCIAS DO SETOR
no realiza curso de
ca continuada em
Pa ciente Crítico
de suma importância a preparação adequada
para fazer parte dessa equipe.
“A insuficiência renal aguda é altamente
incidente em populações de pacientes hospitalizados, em consequência da maior complexidade de patologias e procedimentos administrados. A equipe deve prover um suporte
renal individualizado em amplo espectro: do
manejo inicial às terapias substitutivas mais
diversas”, complementa.
Os temas foram distribuídos em 15 reuniões
que ocorrerão às segundas-feiras conforme
calendário do programa. O corpo docente será
composto por profissionais do Hospital Samaritano de São Paulo e por convidados externos com vasta experiência na área de Nefrologia Intensiva. “Espera-se que ao final do
curso os participantes tenham adquirido as
ferramentas teóricas básicas para o cuidado
ao paciente crítico nefrológico”, finaliza o nefrologista.
Mais informações sobre investimento, programação e inscrições pelos telefones (11)
3821-5725 / 5871 ou pelo email –
[email protected] Os interessados podem se inscrever para todo o programa ou em aulas que tiver maior interesse.
Mais informações pelo código 36330
Mais informações pelo código 36331
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
29
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36332
San Paolo
investe R$ 500
mil em unidade
Day Hospital em
São Paulo
Ala oferece atendimento
ágil ideal para pacientes
que necessitam de
pequenas cirurgias
Com foco na melhor realização de pequenas intervenções cirúrgicas, o Hospital San
Paolo inaugurou uma unidade Day Hospital, na
qual o paciente tem uma internação de no máximo 12 horas, sem se privar dos recursos modernos que o hospital possui.
Foram investidos cerca de R$ 500 mil
neste projeto, destinando uma área ampla e
moderna para acomodação de dez leitos e
formando uma estrutura inovadora e de alta
tecnologia. Com a alta hospitalar mais breve,
o paciente, além de não alterar a sua rotina
diária, obtém uma economia real nos custos,
e conta com um atendimento mais próximo e
personalizado no qual médicos e funcionários podem oferecer em função da otimização do tempo.
Preparado para oferecer segurança, conforto e eficiência, o Day Hospital possui um
ambiente tranquilo e agradável, importante
para a rápida recuperação do doente, possibilitando, inclusive, a presença de acompanhantes antes e após as cirurgias. Além disso, o método permite uma fácil manutenção e
limpeza da área física, o que reduz significativamente o risco de infecção hospitalar.
No Day Hospital podem ser realizados até
30% dos procedimentos cirúrgicos de um
hospital geral como otorrino, oftalmologia, ginecologia, mastologia, cirurgia plástica, entre
outras especialidades. Bom para o hospital,
para o paciente e para os profissionais, o Day
Hospital (hospital-dia) é um conceito que tem
se popularizado no País.
Mais informações pelo código 36333
30
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36334
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
31
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
GE Healthcare
apresenta
Innova 4100IQ
para radiologia
intervencionista
Mais informações pelo código 36335
Diagnósticos e tratamentos
intervencionistas ganham
novo aliado para
procedimentos
minimamente invasivos,
como cateterismo,
angioplatias e embolizações
A GE Healthcare lançou uma nova versão do equipamento multipropósito Innova
4100IQ durante a 96a Assembléia Científica
e Encontro Anual da Sociedade de Radiologia Norte Americana - RSNA, em dezembro
passado. O equipamento é uma unidade de
hemodinâmica para realização de procedimentos de diagnóstico e tratamento, como
cateterismo e angioplastia. O Innova 4100IQ
é ideal para ser utilizado como ferramenta
de acompanhamento de cirurgias ou tratamentos de doenças com quadros mais delicados e complexos.
Possui ferramentas que permitem a realização de diversos procedimentos, como
periféricas, oncológicas e neurológicas,
Mais informações pelo código 36336
32
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
além da diferencial de trabalhar com uma
carga de radiação até 34% menor que outros equipamentos. A ferramenta Innova Vision, por exemplo, permite que sejam visualizadas imagens em 3D ou superpostas as
imagens em tempo real dentro da sala, trazendo um novo senso de segurança para
os complexos procedimentos da radiologia
intervencionista. Já a ferramenta TrackVision, por sua vez, utiliza as informações das
imagem sobre tecidos moles e ossos précaptadas pelo Innova CT para a definição
da trajetória da agulha, garantindo mais assertividade no procedimento. Em uma tela
de touch screen na sala onde o procedimento é feito, a solução permite o planejamento do ponto de entrada da agulha e o
caminho a ser traçado, além de monitorar o
avanço da agulha em tempo real.
O equipamento foi utilizado com sucesso
na França em pacientes com metástases hepáticas. As artérias do fígado possuem inú-
meras variações anatômicas, com
muitos ramos diferentes, podendo
apresentar dificuldade na distinção de um para o outro em imagens 2D fluoroscópica. Muitas vezes, dois ramos – um anterior e
outro posterior – podem se projetar aproximadamente no mesmo
local na imagem. O objetivo da utilização do equipamento foi diferenciar apenas os ramos que correspondem à parte do fígado, extirpado durante a embolização,
método cirúgirco que interrompe
o fluxo sanguíneo arterial.
Um dos aplicativos do equipamento, o Innova Flight Liver Plan (que reconhece as artérias circundantes do tumor e
as identifica automaticamente) ainda não está
disponível no Brasil. Ela apenas poderá ser
comercializada após a atualização do registro na Anvisa.
SER
VIÇO
SERVIÇO
GE Healthcare - 0800 122 345
[email protected]
www.gehealthcare.com
Mais informações pelo código 36337
Mais informações pelo código 36338
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
33
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Nova Parceria Público-Privada
fortalece a produção nacional de
produtos para diagnóstico
Acordo inédito entre a Fiocruz e a empresa brasileira
Lifemed visa a fortalecer a posição nacional no
desenvolvimento de tecnologias inovadoras
Mais informações pelo código 36339
A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a
fabricante de equipamentos e produtos hospitalares Lifemed assinaram o primeiro acordo público-privado na área de biotecnologia
em saúde, com o propósito de suprir as carências tecnológicas nacionais de produtos
para diagnóstico. Esta ação objetiva o desenvolvimento e a transferência de tecnologia para a produção nacional de equipamentos, dispositivos e insumos para diagnósticos laboratoriais e outras aplicações em saúde. Desta forma, pretendem reduzir a dependência nacional de equipamentos para diagnósticos e tornar o País autossuficiente neste setor, que apresenta um déficit crescente
da balança comercial, com aumento de cerca de 6,8% entre 2007 e 2009. Para o presidente da Lifemed, Franco Pallamolla, o convênio figura como um importante marco na
história da pesquisa e desenvolvimento do
País. “Nosso objetivo é consolidar o Brasil
como um importante player mundial na fabricação de insumos para diagnóstico de doenças em humanos, beneficiando assim a população brasileira e estimulando o crescimento sustentável da saúde nacional”.
Nessa parceria, a Fiocruz ficará responsável pela pesquisa e desenvolvimento de novas aplicações e dispositivos diagnósticos.
Já a Lifemed desenvolverá e produzirá todos
os equipamentos necessários à utilização
destas plataformas. O vice-presidente da Fiocruz, Carlos Gadelha, também ressalta a importância dessa integração entre o setor público e o privado. “Mostra o caráter sistêmico da inovação em saúde, envolvendo, de um
lado, o desenvolvimento avançado em novas
abordagens biotecnológicas e, de outro, um
esforço para a produção de equipamentos e
dispositivos médicos. Hoje, o País possui um
déficit comercial na área de equipamentos
para a saúde e de reagentes para diagnóstico em torno de US$ 2 bilhões, concentrado
nos produtos de alta tecnologia. É a partir de
uma ação integrada como a envolvida nesta
parceria que o Brasil poderá superar esta situação, enfrentando as barreiras técnicas,
econômicas e, principalmente, de conhecimento que tornam vulnerável o segmento.",
declara Gadelha.
SER
VIÇO
SERVIÇO
Fiocruz - (21) 2598-4242
[email protected]
www.fiocruz.br
Mais informações pelo código 36298
Lifemed - (11) 5564-3232
[email protected]
www.lifemed.com
Mais informações pelo código 36341
Mais informações pelo código 36340
Mais informações pelo código 36342
34
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36343
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
35
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36344
36
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
NOTÍCIAS DO SETOR
JAN-FEV/11
Entidade é recertificada pela ONA
no nível de excelência
Instituição carioca agora caminha para a acreditação
internacional, com visitas já marcadas para fevereiro
bilidades pessoais e na
melhor qualificação dos
colaboradores para o mercado de trabalho.
Agora o novo desafio
é a conquista da acreditação internacional. Para tanto, a Casa de Saúde São
José recebeu uma visita de
preparação seguindo os
padrões exigidos para a
Casa de Saúde São José, no RJ
certificação pela metodologia canadense, pelo ConA Casa de Saúde São José tem muitos
selho Canadense de Acreditação dos Servimotivos para comemorar o ano que se enços de Saúde, e está em acelerado procescerra. O mais recente deles é a recertificaso para tal, com visitas de auditoria já marção pela Organização Brasileira de Acredicadas para fevereiro.
tação (ONA), que realizou visitas em dezemOs investimentos multiplicam-se em dibro passado ao hospital carioca. Na ocaversos setores na Casa de Saúde São José.
sião, a equipe do Instituto Qualisa de GesEm 2010, um orçamento de mais de 21 mitão (IQG) confirmou, mais uma vez, que a
lhões de reais foi destinado à reestruturação
CSSJ está apta a manter o nível de Excede instalações e serviços, entre eles o novo
lência conquistado.
Centro Cirúrgico da Mulher e o Centro de Di“Novamente, estamos sendo reconheciagnóstico por Imagem. Este último foi inaudos pela excelência do serviço prestado à pogurado recentemente, também em dezembro,
pulação do Rio de Janeiro. E já começamos o
com parque tecnológico 100% renovado, e
ano com novos desafios e muito trabalho a
com novos recursos aplicados à digitalizaser desenvolvido por todas as equipes”, coção de imagens. “Para os próximos dois anos,
menta o diretor executivo André Gall, enfatias metas de investimento permanecem elezando que o processo de acreditação é basvadas e giram na ordem de 70 milhões de
tante amplo e ajuda na cooperação e integrareais, em reestruturação e ampliação do hosção das equipes, no desenvolvimento de hapital”, adianta André Gall.
Mais informações pelo código 36345
Mais informações pelo código 36346
Mais informações pelo código 36347
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
37
SUPRIMENTOS & SERVIÇOS
JAN-FEV/11
Monitores
Uniformes
oferecem economia de até 50%
com energia elétrica
proporcionam alto conforto e são
de longa vida útil
Os monitores Network LG permitem a conexão de
até 11 unidades
em um mesmo
desktop, proporcionando redução
de custos e de tarefas que envolvam o gerenciaento das estações. O produto diminui a dissipação de calor em até 50%, bem como os custos
com energia elétrica. Podem operar com as
configurações da maioria de softwares existentes como Windows e Linux. Todos os dados ficam protegidos, pois a adminsitração e backup
ficam restritos a um só micro.
Há 18 anos no mecado, a Aspen confecciona roupas brancas, a partir de tecidos e aviamentos de
alta qualidade, proporcionando a cada
peça adequado acabamento, durabilidade e beleza. Estilistas, costureiras e profissionais da empresa trabalham
em sintonia com as útlimas tendências de
moda. A empresa dispõe de uma política de
inovação que permite criar constantemente
novas coleções particularmente adaptadas às
exigências dos clientes.
CDC Brasil- (1
1) 4062-0662
(11)
[email protected]
www.cdcbrasil.com.br
Aspen Moda - (1
1) 501
1-4334
(11)
5011-4334
[email protected]
www.aspenmoda.com.br
Mais informações pelo código 36348
Mais informações pelo código 36350
Mais informações pelo código 36349
Mais informações pelo código 36351
Mais informações pelo código 36352
38
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
Mais informações pelo código 36353
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
39
SUPRIMENTOS & SERVIÇOS
JAN-FEV/11
Mochila térmica para
medicação
é ideal para armazenar e transportar
ampolas e medicamentos
Confeccionada em Nylon
600 de alta resistência, possui revestimento interno formado por manta isotérmica
impermeável (hidrorepelente), com cinco camadas
compostas de nove bolsos
transparentes para acondicionamento de medicamentos . Apresenta alça de
alta resistência com regulagem de comprimento,
podendo ser carregada tanto nas costas quanto
nas mãos. Conta ainda com bolso para identificação lateral, bolso interno grande com ziper e proteção externa em courino no fundo da bolsa.
Romed - (1
1) 3718-1000
(11)
[email protected] - www.romed.ind.br
Mais informações pelo código 36354
Mais informações pelo código 36355
Ventilador eletrônico
pode ser utilizado em pacientes
neonatais, pediátricos e adultos
Projetado para tratamentos de
longa duração em insuficiência respiratória de pacientes
em estado crítico, o Carmel
possui ventilação de alto desempenho com oito modalidades ventilatórias. Apresenta
ainda sensor de oxigênio; recurso de nebulização com fluxo sincronizado na inspiração;
e sistema de proteção contra
apneia em modos espontâneos. Permite 100% de O 2 temporizado em 90
segundos e não necessita de válvulas reguladoras de parede.
KTK - (1
1) 2948-5900
(11)
www.ktk.ind.br
Mais informações pelo código 36356
Mesa para ultrassom
com gabinete
acompanha suporte para papel lençol
Com 60 centímetros de
altura, a mesa para ultrassonografia ginecológica modelo 10053
apresenta estrutura
com madeira de lei revestida em fórmica brilhante, pés de ferro
com pintura epóxi com tratamento anticorrosão
e laterais abertas, que possibilitam ao profissional trabalhar sentado com as pernas nesse
espaço, oferecendo maior conforto. Dispõe ainda
de leito estofado em courvim com abertura na
frente para facilitar o exame transvaginal.
Comercial São Lucas - (31) 3441-4949
[email protected]
www.comercialsaolucas.com.br
Mais informações pelo código 36357
40
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
Mais informações pelo código 36358
JAN-FEV/11
SUPRIMENTOS & SERVIÇOS
Armários para endoscópios
otimizam espaço e são de
longa vida útil
Fabricados em poliuretano de alta densidade, com
revestimento antimicrobiano ativo perene Microban,
os armários para endoscópios desenvolvidos pela
empresa guardam de maneira segura e organizada o arsenal da endoscopia, garantindo integridade técnica, operacional e
patrimonial. São armários
modulares, com capacidade para armazenar até 11 endoscópios, ou duplos, que podem comportar até 22 equipamentos.
Biomédica Gaúcha - (51) 3025.6500
www.biomedicagaucha.com.br
Mais informações pelo código 36359
Mais informações pelo código 36360
Cortina
ideal para pediatria traz estampas
com motivos infantis
Confeccionada
sem emendas em
tecido Trevira, conta com tecnologia
retardante de chamas, possui em
sua composição
tratamento bacteriostático e antifungicida que inibem o desenvolvimento de bactérias e fungos. Acompanha
o sistema de trilhos em alumínio, com pintura
eletrostática na cor branca. O sistema é composto de trilhos retos e curvos para fixação
direta ao teto, disponibilizando também acessórios como rodízios e ilhoses.
CS Group - (1
1) 5058-0012
(11)
[email protected] - www.c-sgroup.com.br
Mais informações pelo código 36361
Software de gestão
recolhe e armazena informações do
paciente, gerando formulários completos
Fácil de ser executado, o programa integra as informações do
paciente com outros
departamentos do
hospital (farmácia,
centro cirúrgico, unidades de exames diagnósticos e telemedicina), podendo ser customizado de acordo com
as necessidades de cada instituição. Possibilita
agendamento de consultas de urgência e ambulatoriais e criação de banco de dados com
padrão formatado, bem como padronização de
processos.
Jemys Brasil - (1
1) 3661-6415
(11)
[email protected]
www.jemysbrasil.com.br
Mais informações pelo código 36362
Mais informações pelo código 36363
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
41
SUPRIMENTOS & SERVIÇOS
JAN-FEV/11
Placas de poliestireno
para revestimento
resistem a umidade evitando
crescimento de microorganismos
Usadas principalmente
como alvenaria de vedação,
são ideais para áreas
úmidas e/ou molhadas
externas ou internas ajudando a manter a assepsia do ambiente. O produto
apresenta instalação rápida e eficiente. Pode receber aplicações adicionais como aderência de azulejos, mosaicos
ou massas, ou massa raspada, grafiato, texturas, massa corrida ou pintura direta.
Cosimo Cataldo - (1
1) 5073-3838
(11)
[email protected]
www.cosimocataldo.com.br
Mais informações pelo código 36364
Centrais de vácuo clínico
são 100% isentas de água
Totalmente automatizado,
o equipamento funciona
de forma inteligente e segura, apresentando um
sistema de geração com
duas motobombas estilo
palhetas (secas ou lubrificadas), gerando vácuo
com alto poder de sucção e sem pulsações. Em
caso de interrupção do
sistema líder, o auxiliar é acionado automaticamente, garantindo o fornecimento. O sistema de
filtração bacteriológica garante que o ar exaurido pelas motobombas protejam o local instalado, atendendo plenamente às normas vigentes.
Pres Med - (1
1) 5548-4677
(11)
[email protected] - www.presmed.ind.br
Mais informações pelo código 36365
Mais informações pelo código 36366
Mais informações pelo código 36367
42
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
www
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente emMais
www.revistahosp.com.br
43
informações
pelo código 36368
LITERATURA TÉCNICA
JAN-FEV/11
Capacitâncias parasitas
no sistema IT-médico em
instalações hospitalares
Luiz Eduardo Spalding, Walter
Carpes Jr., Nelson J. Batistela,
Andréa Teresa Riccio, Fábio Iaione,
Cassiano Ricardo Groth
Destinado aos engenheiros
biomédicos, eletricistas e clínicos, assim como técnicos
que atuam em hospitais, o livro trata do problema das capacitâncias indesejadas existentes nas instalações com sistema de aterramento IT, exigido pela normas brasileiras
nas salas de cirurgia, hemodinâmicas e UTIs.
Elomed - (54) 3327-1661
[email protected] - www.elomed.com.br
Mais informações pelo código 36369
Complicações em
Videocirurgia Urológica –
Prevenção, Diagnóstico e
Tratamento
Gilvan Neiva Fonseca, Sidney Abreu,
Mirandolino Mariano, Eduardo Carvalhal
A obra tem o objetivo de incentivar a garantia do processo de educação aos cirurgiões na prática dos propósitos humanos de compromissos com a tecnologia e aplicação do conhecimento
médico. Ao ensinar e analisar as complicações, estão
implícitos o aprendizado, as responsabilidades
éticas e legais.
Editora Roca - (1
1) 3331-4478
(11)
[email protected] - www.editoraroca.com.br
Mais informações pelo código 36370
Mais informações pelo código 36371
Mais informações pelo código 36372
44
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
MERCADO
JAN-FEV/11
Novas opções no mercado
Fabricante brasileira na área de termômetros investe para apresentar
constantemente novos produtos, que sigam inclusive princípios ecológicos
“O mercúrio é um metal pesado, nocivo
ao organismo, que requer cuidados para que
não haja contato direto com as pessoas ou
mesmo seja inalado. O fim do mercúrio é
um assunto que já é debatido há muitos anos
no mundo. Na Europa já é proibida a comercialização de termômetros a mercúrio há
algum tempo”, detalha Ana Paula Marquioretto, coordenadora de Marketing da empresa Incoterm.
Há 37 anos no mercado, a empresa atua
na fabricação e comercialização de termômetros, densímetros além de outros instrumentos de medição. “Iniciamos nossa trajetória
produzindo de forma artesanal. A história da
termometria no Brasil com certeza se confunde em grandes momentos com a da nossa
empresa. Alguns projetos especiais, no Brasil, podem ser feitos apenas pela nossa companhia até hoje, por possuirmos o conhecimento da engenharia e dos mecanismos que
são necessários para a produção desses
itens”, salienta a porta-voz.
Ana destaca que, apesar do alto grau de
sensibilidade do produto, ele vem perdendo
espaço para outras opções com menores riscos às pessoas e ao meio ambiente.
DO MERCÚRIO A
O DIGIT
AL E ECOLÓGICO
AO
DIGITAL
A entrevistada destaca que, como indústria
voltada ao segmento, a Incoterm está alinhada às tendências, tendo acompanhado a transição e preparando-se para o encerramento
do uso do mercúrio no Brasil. “Em nosso País
a regulamentação não existe, mas sim projetos de lei que se referem à nova prática. Ainda é permitida a industrialização e comercialização. Embora abasteçamos o mercado, temos inúmeras opções que substituem os termômetros a mercúrio, como versões clínicas
digitais de haste rígida (TermoMed), termômetros clínicos digitais de haste flexível (MedFlex);
as linhas Jumbo e TermoFlex, todos à prova
d’água e dentro de todas as regulamentações
exigidas pela Anvisa e Inmetro”.
Um dos destaques da Incoterm são os
termômetros clínicos ecológicos destinados
àqueles clientes que preferem manter a utilização com instrumentos de vidro. “O termômetro clínico ecológico possui enchimento a
gálio, índio e estanho, e tem precisão muito
parecida com o mercúrio, sendo menos nocivo ao meio ambiente. Para aqueles clientes
mais exigentes, temos modelos infravermelhos que realizam o processo em apenas 1
segundo. Como exemplo está o modelo multifunção Baby Care, que faz a medição através da testa ou ouvido; bem como a versão
Inovation, que tem protetores a higiênicos e
é sugerido para uso hospitalar ou em clínicas. Lançamos agora em janeiro, modelos
Color Check em duas versões: ouvido e testa e somente testa. O diferencial desta novidade é que, além de efetuarem a medição
em 2 segundos, mudam de cor para sinalizarem se a temperatura está baixa, normal
ou febril”, completa.
“Outro produto da empresa são os termômetros digitais tipo chupeta, que facilitam a vida
das mamães, pois é muito difícil segurar o braço dos bebês na hora do uso”, acrescenta.
“Reforço a preocupação da Incoterm em
liberar para o mercado somente produtos que
estejam dentro de todas as normas e especificações exigidas pelos órgãos regulamentadores. Temos um volume tão grande que as
equipes do Inmetro vêm até a nossa fábrica
inspecionarem os lotes dos itens que comercializamos. A legislação brasileira é bem exigente e produtos para a área da saúde exigem um controle de qualidade muito alto. Nós
temos um departamento de qualidade que é
responsável por todos os registros e relacionamento com órgãos responsáveis para sem-
pre mantermos nosso padrão de qualidade e
credibilidade no mercado”, finaliza.
Termômetro digital
infravermelho da
linha da Incoterm
CONT
ATOS
CONTA
Incoterm - (51) 3245-7100
[email protected]
www.incoterm.com.br
Mais informações pelo código 36373
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
45
JAN-FEV/11
46
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
JAN-FEV/11
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
Mais informações pelo código 36374
47
JAN-FEV/11
48
.revistahosp.com.br
Consulte mais rapidamente em www
www.revistahosp.com.br
Mais informações pelo código 36375

Documentos relacionados